NÚCLEO PREPARATÓRIO PARA EXAME DE ORDEM

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NÚCLEO PREPARATÓRIO PARA EXAME DE ORDEM"

Transcrição

1 Aldair procurou assistência de profissional da advocacia, relatando que fora contratado, em 1º/10/2010, para trabalhar como frentista no Posto Régis e Irmãos, em Camboriú SC, e imotivadamente demitido, em 27/2/2012, sem prévio aviso. Afirmou estar desempregado desde então. Relatou que recebia remuneração mensal no valor de R$ 800,00, equivalente ao piso da categoria, acrescido do adicional de periculosidade, legalmente previsto. Afirmou ter usufruído férias pelo primeiro período aquisitivo e acusou recebimento de décimos terceiros salários relativos a 2010 e Salientou o empregado que laborava de segunda a sexta-feira, das 22 h 00 min às 7 h 00 min, com uma hora de intervalo intrajornada. Informou, ainda, o trabalhador que, no dia de seu desligamento, o representante legal da empresa chamara-o, aos berros, de "moleque", sem qualquer motivo, na presença de diversos colegas de trabalho e clientes. Relatou Aldair que tal conduta patronal o constrangera sobremaneira, alegando que, até então, nunca havia passado por tamanha vergonha e humilhação. Pontuou também que as verbas rescisórias não foram pagas, apesar de a CTPS ter sido devidamente anotada no ato de sua admissão e demissão. Informou que o posto fora fechado em 1.º/3/2012, estando seus proprietários em local incerto e não sabido. Em face dessa situação hipotética, na condição de advogado(a) constituído(a) por Aldair, redija a peça processual cabível à defesa dos interesses de seu cliente, apresentando toda a matéria de fato e de direito pertinente ao caso. (CESPE/UNB 3º Exame de 2009). 1

2 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE CAMBORIÚ SC ALDAIR SOBRENOME..., estado civil..., frentista, residente e domiciliado na Rua..., nº..., Cidade..., Estado..., CEP:..., por seu advogado adiante assinado, procuração em anexo, com escritório na Rua..., nº..., Cidade..., Estado..., CEP:..., vem com o devido respeito e acatamento perante Vossa Excelência, com fundamento no artigo 840 da CLT e 282 do CPC, propor RECLAMATÓRIA TRABALHISTA pelo rito ordinário em face de POSTO RÉGIS E IRMÃOS, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob nº..., em local incerto e não sabido, pelas razões de fato e de direito a seguir. PRELIMINAR: DA COMISSÃO DE CONCILIAÇÃO PRÉVIA Ressalta-se, que de acordo com o entendimento do STF nos autos ADI 2139 e ADI 2160 a passagem da demanda pela Comissão de Conciliação Prévia, conforme prevê o art. 625-D da CLT não é obrigatória. MÉRITO DO CONTRATO DE TRABALHO O Reclamante foi admitido no dia 1º de outubro de 2010 e dispensado sem justa causa em 27 de fevereiro de Exercia a função de frentista, percebendo o salário de R$ 800,00. DO ADICIONAL NOTURNO A jornada do Reclamante iniciava às 22 horas e encerrava às 7 horas do dia seguinte. Assim, de acordo com o art. 7º, IX da CF e o art. 73 da CLT, o autor laborava em horário noturno, tendo direito ao recebimento do adicional noturno de 20% sobre a hora diurna. Requer a condenação do reclamado ao pagamento do adicional noturno sobre toda a jornada, inclusive quanto às horas prorrogadas, nos termos da Súmula 60, II do TST. Ante a natureza salarial e a habitualidade, requer os 2

3 reflexos em repouso semanal remunerado, aviso prévio, décimo terceiro salário, férias acrescidas do terço constitucional e FGTS (depósitos e multa de 40%). DAS HORAS EXTRAS O Reclamante cumpria a jornada de trabalho das 22 horas às 7 horas do dia seguinte, com uma hora de intervalo, de segunda a sexta-feira. Assim, configurada a jornada noturna, nos termos do art. 73, 1º da CLT, a hora noturna deve ser reduzida, ou seja, de 52 minutos e 30 segundos. A jornada diária do reclamante ultrapassava o limite legal de 8 horas diárias, estabelecido pelo art. 7º, XIII da CF e art. 58 da CLT. Requer a condenação da reclamada ao pagamento das horas extraordinárias, assim consideradas as excedentes da 8ª diária e 44ª semanal, acrescidas do adicional de 50%, nos termos do art. 7º, XVI da CF. Requer os reflexos em repouso semanal remunerado, aviso prévio, décimo terceiro salário, férias acrescidas do terço constitucional e FGTS com multa de 40%. Requer, ainda, seja considerado o adicional de periculosidade e o adicional noturno na base de cálculo, em atendimento as Súmulas 132, I e 60, I do TST. DO DANO MORAL O Reclamado chamou o reclamante, aos berros, de "moleque", sem qualquer motivo, na presença de diversos colegas de trabalho e clientes. Assim, a conduta do Reclamado dá ensejo ao pedido de indenização por danos morais, tendo em vista que violadas a honra e a imagem do autor, direitos assegurados no art. 5º, X da CF. Cite-se, ainda, os artigos 186 e 927 do CC, aplicados subsidiariamente por força do art. 8º, único da CLT. As ofensas praticadas pelo empregador confirmam a sua culpa, tais acusações geraram um constrangimento comprovando-se, assim, o dano. Resta demonstrado o nexo de causalidade entre a culpa e o dano sofrido e, portanto, caracterizada a responsabilidade civil. Requer a condenação do reclamado ao pagamento de 3

4 indenização por danos morais em valor a ser determinado por este juízo, considerando-se a extensão do dano, nos termos do artigo 944 do CC. DAS VERBAS RESCISÓRIAS O reclamante foi dispensado imotivadamente no dia 27 de fevereiro de 2012, sem o pagamento de qualquer verba rescisória. Diante do exposto, requer a condenação do Reclamado ao pagamento de todas as verbas rescisórias: 27 dias de saldo de salário, aviso prévio indenizado de 33 dias e sua projeção no tempo de serviço, 3/12 de décimo terceiro salário, férias acrescidas do terço constitucional no importe de 6/12 e FGTS com multa de 40%. Ademais, requer a entrega das guias para liberação/saque do FGTS e habilitação no seguro desemprego. Sucessivamente, pleiteia a indenização compensatória do seguro desemprego, nos termos da Súmula, 389, II do TST. DA MULTA DO ARTIGO 477 DA CLT O Reclamado não respeitou o prazo de 10 dias para pagamento das parcelas rescisórias. Assim, descumprido o previsto no artigo 477, 6º, b, da CLT. Requer a condenação do reclamado ao pagamento de multa no valor equivalente ao seu salário, nos termos do 8º do artigo 477 da CLT. DA MULTA DO ARTIGO 467 DA CLT Nos termos do art. 467, CLT, requer o pagamento das verbas rescisórias incontroversas na data do comparecimento à Justiça do Trabalho, sob pena de pagá-las acrescidas de 50% sobre o valor correspondente. PEDIDOS Diante de todo o exposto, requer: a) a condenação ao pagamento de adicional noturno e reflexos, conforme fundamentação; 4

5 b) a condenação ao pagamento de horas extras e reflexos, conforme fundamentação; c) a condenação ao pagamento de indenização por danos morais, em valor a ser arbitrado por este juízo, conforme fundamentação; d) a condenação ao pagamento de todas as verbas rescisórias e a entrega das guias para liberação/saque do FGTS e habilitação no seguro desemprego. Sucessivamente, pleiteia a indenização compensatória do seguro desemprego, tudo conforme fundamentação; e) a condenação ao pagamento da multa do 8º do artigo 477 da CLT; f) a condenação ao pagamento da multa do artigo 467 da CLT; g) a incidência de juros de mora a partir da data do ajuizamento da ação, conforme o artigo 883 da CLT, e correção monetária, nos termos da Súmula 381 do TST. REQUERIMENTOS FINAIS Requer a notificação do Reclamado por edital, nos termos do artigo 841, 1º da CLT, tendo em vista que o posto se encontra fechado e os proprietários em local incerto e não sabido, para apresentar resposta à Reclamatória Trabalhista, sob pena de revelia e confissão, conforme artigo 844 da CLT. Requer a produção de todos os meios de prova em direito admitidos, em especial a oitiva de testemunhas, juntada de documentos, perícia técnica e depoimento pessoal da reclamada. Requer o acolhimento da preliminar e a integral procedência da ação. Dá-se à causa o valor de R$ (superior a 40 salários mínimos). Termos em que, Pede deferimento. Local e data. ADVOGADO OAB/número 5

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE CURITIBA PR

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE CURITIBA PR EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE CURITIBA PR Tomi Lee Gando, brasileiro, casado, técnico eletricista, portador de CTPS n. 01010, série 010, inscrito no PIS sob o n. 010.010.010-10

Leia mais

executivo e sua remuneração era de R$ 3.000,00 acrescida de gratificação de um terço de seu salário.

executivo e sua remuneração era de R$ 3.000,00 acrescida de gratificação de um terço de seu salário. EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE FLORIANÓPOLIS/SC ANA KARENINA, estado civil..., profissão..., residente e domiciliada na Rua..., nº..., cidade... estado..., CEP..., representada

Leia mais

NÚCLEO PREPARATÓRIO DE EXAME DE ORDEM

NÚCLEO PREPARATÓRIO DE EXAME DE ORDEM ENDEREÇAMENTO E QUALIFICAÇÃO EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA... VARA DO TRABALHO DE... A, estado civil..., profissão..., portador do RG nº..., inscrito no CPF nº..., portador da CTPS..., série...,

Leia mais

PRÁTICA DE TRABALHO MODELOS DE ITENS PARA PETIÇÃO INICIAL

PRÁTICA DE TRABALHO MODELOS DE ITENS PARA PETIÇÃO INICIAL PRÁTICA DE TRABALHO MODELOS DE ITENS PARA PETIÇÃO INICIAL Caros alunos, os modelos a seguir são apenas sugestões de redação. O ideal é que cada um tenha sua forma de escrever. O que realmente importa é

Leia mais

EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE

EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE José, nacionalidade, estado civil, profissão, RG, CPF, CTPS, PIS, residente e domiciliado na, vem, respeitosamente, perante V. Exa., por meio de seu advogado,

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA 35ª VARA DO TRABALHO DO PORTO ALEGRE RS

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA 35ª VARA DO TRABALHO DO PORTO ALEGRE RS EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA 35ª VARA DO TRABALHO DO PORTO ALEGRE RS Reclamante: Joaquim Ferreira Reclamados: Parque dos Brinquedos Ltda Autos nº 0001524-15.2011.5.04.0035 PARQUE DOS BRINQUEDOS

Leia mais

CÁLCULOS TRABALHISTAS

CÁLCULOS TRABALHISTAS CÁLCULOS TRABALHISTAS Remuneração - Salário acrescido da média das variáveis (exemplo: comissões) dos últimos 12 meses. - Média: soma das 6 maiores parcelas variáveis mês a mês, divididas por 6, dentro

Leia mais

VI Exame OAB 2ª FASE Padrão de correção Direito do Trabalho

VI Exame OAB 2ª FASE Padrão de correção Direito do Trabalho VI Exame OAB 2ª FASE Padrão de correção Direito do Trabalho Peça 1) Estrutura inicial O examinando deve elaborar uma contestação, indicando o fundamento legal (artigo 847 da CLT ou artigo 300 do CPC),

Leia mais

X EXAME DE ORDEM UNIFICADO 2ª FASE DIREITO EMPRESARIAL. Modelo de Contestação:

X EXAME DE ORDEM UNIFICADO 2ª FASE DIREITO EMPRESARIAL. Modelo de Contestação: X EXAME DE ORDEM UNIFICADO 2ª FASE DIREITO EMPRESARIAL Modelo de Contestação: Sistema de passos: 1º passo: Sergio Peres x Refrigeração Nacional (empresa de pequeno porte) Vinculo: Pedidos: 1-dano moral

Leia mais

FUNDAMENTAÇÃO LEGAL APLICÁVEL NAS RESCISÕES DOS CONTRATOS DE TRABALHO

FUNDAMENTAÇÃO LEGAL APLICÁVEL NAS RESCISÕES DOS CONTRATOS DE TRABALHO FUNDAMENTAÇÃO LEGAL APLICÁVEL NAS RESCISÕES DOS CONTRATOS DE TRABALHO ANOTAÇÃO CTPS NA EMPREGADO DISPENSADO, SEM JUSTA CAUSA, NO PERÍODO DE 30 DIAS QUE ANTECEDE A DATA DE SUA CORREÇÃO SALARIAL MULTA DO

Leia mais

FUNDAMENTAÇÃO LEGAL APLICÁVEL NAS RESCISÕES DOS CONTRATOS DE TRABALHO

FUNDAMENTAÇÃO LEGAL APLICÁVEL NAS RESCISÕES DOS CONTRATOS DE TRABALHO FUNDAMENTAÇÃO LEGAL APLICÁVEL NAS RESCISÕES DOS CONTRATOS DE TRABALHO ANOTAÇÃO CTPS NA EMPREGADO DISPENSADO, SEM JUSTA CAUSA, NO PERÍODO DE 30 DIAS QUE ANTECEDE A DATA DE SUA CORREÇÃO SALARIAL MULTA DO

Leia mais

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE DIREITO CURSO DE ESTÁGIO PROFISSIONAL

UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE DIREITO CURSO DE ESTÁGIO PROFISSIONAL UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE DIREITO CURSO DE ESTÁGIO PROFISSIONAL DE ADVOCACIA Prática Processual Trabalhista 1º Ano São Paulo - 2010 2 Sumário 1. Ponto nº 1...pág. 3 2. Ponto nº 2...pág. 4 3.

Leia mais

XXVI CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NA MAGISTRATURA DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO PROVA PRÁTICA (SENTENÇA) 30/JUNHO/2001

XXVI CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NA MAGISTRATURA DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO PROVA PRÁTICA (SENTENÇA) 30/JUNHO/2001 XXVI CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NA MAGISTRATURA DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO PROVA PRÁTICA (SENTENÇA) 30/JUNHO/2001 Ação trabalhista ajuizada em 10 de janeiro de 2000. PETIÇÃO INICIAL Carlos da Silva,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG002058/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR018377/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.004510/2012-13 DATA DO

Leia mais

INFORMATIVO 14/2015 LEI COMPLEMENTAR REGULAMENTA DIREITO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS

INFORMATIVO 14/2015 LEI COMPLEMENTAR REGULAMENTA DIREITO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS Data do boletim informativo Volume 1, Edição 1 Digite o título aqui INFORMATIVO 14/2015 LEI COMPLEMENTAR REGULAMENTA DIREITO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS Lei Complementar nº 150, de 1º de junho de 2015 -

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 10ª Turma INDENIZAÇÃO. DANO MORAL. ATRASO NA ENTREGA DAS GUIAS DO FGTS E SEGURO- DESEMPREGO. A demora injustificada na entrega das guias do FGTS e do Seguro- Desemprego, feita ultrapassado o decêndio

Leia mais

Lição 11. Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS

Lição 11. Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS Lição 11. Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS (Lei nº 8.036, de 11/5/90, e Decreto nº 99.684, de 8/11/90). 11.1. CONSIDERAÇÕES GERAIS O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é uma conta

Leia mais

29/02/2012 CORREÇÃO SIMULADO CONTESTAÇÃO (OAB/RJ COM ADAPTAÇÕES)

29/02/2012 CORREÇÃO SIMULADO CONTESTAÇÃO (OAB/RJ COM ADAPTAÇÕES) Direito do Trabalho Aula 17 2ª Fase Maria Inês Gerardo CORREÇÃO SIMULADO CONTESTAÇÃO Augusto Giuliano e Rui Santoro, devidamente qualificados na inicial, ajuízam em 10/02/2012 uma ação trabalhista em face

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Você foi procurado pelo Banco Dinheiro Bom S/A, em razão de ação trabalhista nº XX, distribuída para a 99ª VT de Belém/PA, ajuizada pela ex-funcionária Paula, que

Leia mais

Aberta a audiência, por ordem da MMa. Juíza, foram apregoadas as partes, ausentes.

Aberta a audiência, por ordem da MMa. Juíza, foram apregoadas as partes, ausentes. ATA DE AUDIÊNCIA RELATIVA AO PROCESSO N.º 0001234-66.2011.5.19.0005 Aos 12 dias do mês de dezembro do ano de 2011, às 17h00min, realizou-se audiência na sede da 5ª Vara do Trabalho de Maceió, na presença

Leia mais

S E N T E N Ç A JOSÉ. 3ª Vara do Trabalho de São José RTOrd 0000307-11.2012.5.12.0054 - Sentença - p. 1

S E N T E N Ç A JOSÉ. 3ª Vara do Trabalho de São José RTOrd 0000307-11.2012.5.12.0054 - Sentença - p. 1 3ª VARA DO TRABALHO DE SÃO JOSÉ - SC TERMO DE AUDIÊNCIA RTOrd 0000307-11.2012.5.12.0054 Aos 17 dias do mês de abril do ano de dois mil e doze, às 17h57min, na sala de audiências da, por ordem da Exma.

Leia mais

Tabela de incidência Tributária

Tabela de incidência Tributária Tabela de incidência Tributária INCIDÊNCIAS RUBRICAS INSS FGTS IR de qualquer natureza, salvo o de férias Sim. Art. 28, I, Lei nº e 1º, art. 457 da CLT Abono pecuniário de férias Não. Arts. 28, 9º, e,

Leia mais

Ponto 1. Ponto 2. Ponto 3

Ponto 1. Ponto 2. Ponto 3 DIREITO DO TRABALHO PEÇA PROFISSIONAL Ponto 1 Pedro ingressou com reclamação trabalhista contra o estado de São Paulo para ver reconhecido o vínculo de emprego entre ambos, ainda que não tenha havido prévia

Leia mais

APOSTILA DE RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO

APOSTILA DE RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO Exemplo de rescisão por dispensa sem justa causa com mais de um ano de serviço com aviso prévio indenizado (salário fixo + apuração de médias de horas-extras) Quando as horas extras não são contínuas,

Leia mais

NOVA LEI DAS DOMESTICAS

NOVA LEI DAS DOMESTICAS NOVA LEI DAS DOMESTICAS DEVERES DAS DOMÉSTICAS Se a doméstica trabalhar menos que o contrato, posso descontar do salário? O desconto é linear? Independentemente de trabalhar menos, ela recebe o mesmo valor

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVI EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVI EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL A sociedade empresária Pedreira TNT Ltda. foi condenada em 1º grau na reclamação trabalhista movida pelo exempregado Gilson Cardoso de Lima (Processo 009000-77.2014.5.12.0080),

Leia mais

1 - Qual o prazo que o empregador tem para efetuar o pagamento de salário ao empregado?

1 - Qual o prazo que o empregador tem para efetuar o pagamento de salário ao empregado? 1 - Qual o prazo que o empregador tem para efetuar o pagamento de salário ao empregado? O pagamento em moeda corrente, mediante recibo, deverá ser feito até o 5º dia útil do período (mês, quinzena, semana)

Leia mais

Recursos Humanos. Cálculos de Folha de Pagamento - Férias e Décimo-Terceiro. Férias - Finalidade. Férias - Direito. Patrícia Ramos Palmieri

Recursos Humanos. Cálculos de Folha de Pagamento - Férias e Décimo-Terceiro. Férias - Finalidade. Férias - Direito. Patrícia Ramos Palmieri Recursos Humanos Patrícia Ramos Palmieri Cálculos de Folha de Pagamento - Férias e Décimo-Terceiro 1 Férias - Finalidade A finalidade básica da concessão das férias é o restabelecimento das forças físicas

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000645/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/09/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR048438/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.008519/2012-52 DATA DO

Leia mais

LABORATÓRIO 3. VI EXAME DE ORDEM UNIFICADO 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO LABORATÓRIO 3 PROFA. Maria Eugênia Conde @mageconde.

LABORATÓRIO 3. VI EXAME DE ORDEM UNIFICADO 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO LABORATÓRIO 3 PROFA. Maria Eugênia Conde @mageconde. Caso Prático Emerson Lima propôs reclamação trabalhista, pelo rito ordinário, em face de Rancho dos Quitutes, alegando que trabalhava como atendente em uma loja de conveniência localizada em um posto de

Leia mais

Dispensa Sem Justa Causa. Dispensa com Justa Causa. (**) Culpa Recíproca ou Força Maior. Rescisão Indireta. Pedido de Demissão

Dispensa Sem Justa Causa. Dispensa com Justa Causa. (**) Culpa Recíproca ou Força Maior. Rescisão Indireta. Pedido de Demissão RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO VERBAS RESCISÓRIAS (Antes de qualquer procedimento rescisório, importante ler os cuidados especiais ao final Verbas adicionais) Dispensa Sem Justa Causa AvisoPrévio Dispensa

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 6 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001428/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR021439/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.003413/2010-41 DATA

Leia mais

Faz parte de um grupo empresarial nacional voltado para a prestação de serviços às empresas privadas e públicas.

Faz parte de um grupo empresarial nacional voltado para a prestação de serviços às empresas privadas e públicas. A NK Assessoria Contábil e Fiscal Ltda. Faz parte de um grupo empresarial nacional voltado para a prestação de serviços às empresas privadas e públicas. Nossa organização iniciou suas atividades em 1977,

Leia mais

OAB/SP 136.º EXAME DE ORDEM/2008 PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL. Direito do Trabalho PEÇA PROFISSIONAL PONTO 1

OAB/SP 136.º EXAME DE ORDEM/2008 PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL. Direito do Trabalho PEÇA PROFISSIONAL PONTO 1 OAB/SP 136.º EXAME DE ORDEM/2008 PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL Direito do Trabalho PEÇA PROFISSIONAL PONTO 1 O secretário de relações do trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego, com atuação em Brasília

Leia mais

TERMO DE AUDIÊNCIA. Processo: RTOrd 0000431-42.2012.5.12.0038

TERMO DE AUDIÊNCIA. Processo: RTOrd 0000431-42.2012.5.12.0038 TERMO DE AUDIÊNCIA Processo: RTOrd 0000431-42.2012.5.12.0038 No dia vinte e cinco de abril do ano de dois mil e doze, às 11h17min, na sala de audiências da 2 a Vara do Trabalho de Chapecó, sob a presidência

Leia mais

CÁLCULOS TRABALHISTAS

CÁLCULOS TRABALHISTAS CURSO BÁSICO DE CÁLCULOS TRABALHISTAS N A L I Q U I D A Ç Ã O D E S E N T E N Ç A, N A J U S T I Ç A D O T R A B A L H O D I M A S COST A PE R E I R A A d v o g a d o, C o n t a d o r e P e r i t o J u

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PB000202/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/06/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR021878/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46224.002474/2009-17 DATA

Leia mais

Parágrafo 1º- Os salários superiores a R$1.500,00 ( hum mil e quinhentos reais ) serão reajustados com o índice de 8% ( oito por cento )

Parágrafo 1º- Os salários superiores a R$1.500,00 ( hum mil e quinhentos reais ) serão reajustados com o índice de 8% ( oito por cento ) CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, CELEBRADA ENTRE O SINDICATO DE HOTÉIS, RESTAURANTE, BARES E SIMILARES DE POÇOS DE CALDAS, SITO À RUA ARAGUAIA, Nº143, JARDIM DOS ESTADOS, CNPJ: 23.655.376/0001-30, TELEFONE

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO Decima Turma Publicacao: 24/07/2015 Ass. Digital em 16/07/2015 por PAULO MAURICIO RIBEIRO PIRES Relator: PMRP Revisor: DAD PODER JUDICIÁRIO RECORRENTE: RECORRIDA: MARIANA PAULINO BRANDÃO TEIXEIRA SEI CONSULTORIA

Leia mais

Contrarrazões da primeira ré às fls.455/465, do reclamante às fls. 466/468, e da segunda ré às fls.469/471.

Contrarrazões da primeira ré às fls.455/465, do reclamante às fls. 466/468, e da segunda ré às fls.469/471. Acórdão 10a Turma INDENIZAÇÃO POR DANO MORAL- DEFERIMENTO - O dano moral configura-se por um sofrimento decorrente de lesão de direitos não-patrimoniais caracterizado por excesso, abuso, tratamento humilhante

Leia mais

1- CONTRATO DE TRABALHO

1- CONTRATO DE TRABALHO 1- CONTRATO DE TRABALHO 1.1 - ANOTAÇÕES NA CARTEIRA DE TRABALHO Quando o empregado é admitido - mesmo em contrato de experiência -, a empresa tem obrigatoriamente que fazer as anotações na carteira de

Leia mais

24/08/2015 www.trt10.jus.br/servicos/consultasap/atas.php?_1=01&_2=10&_3=2013&_4=1929&_5=www_516.&_6=13082015&_99=intra&_7=3

24/08/2015 www.trt10.jus.br/servicos/consultasap/atas.php?_1=01&_2=10&_3=2013&_4=1929&_5=www_516.&_6=13082015&_99=intra&_7=3 Processo nº 0001929 83.2013.5.10.0010 p. 2 Processo nº: 0001929 83.2013.5.10.0010 Reclamante: MAURO HENRIQUE LIMA MEIRELLES Advogada: Raquel Freire Alves OAB/DF 18963 Reclamado: UNIBANCO UNIÃO DE BANCOS

Leia mais

SINDICATO DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM E EMPREGADOS EM

SINDICATO DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM E EMPREGADOS EM CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO PARA VIGÊNCIA DE 1º DE FEVEREIRO DE 2.005 A 31 DE JANEIRO DE 2.006, CELEBRADA ENTRE O ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE DO ESTADO DO MARANHÃO-SINPEEES/MA E O SINDICATO DE HOSPITAIS,

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 Que fazem na forma abaixo, de um lado, o SINDICATO DAS SANTAS CASAS E ENTIDADES FILANTRÓPICAS DO ESTADO DA BAHIA - SINDIFIBA, CNPJ n 96.777.958/0001-62 sito à Rua

Leia mais

13º SALARIO Posteriormente, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 7º,

13º SALARIO Posteriormente, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 7º, 13º SALARIO Trabalhadores beneficiados Farão jus ao recebimento do 13º salário os seguintes trabalhadores: a) empregado - a pessoa física que presta serviços de natureza urbana ou rural à empresa, em caráter

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP008079/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/09/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR044195/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46261.004278/2009-22 DATA

Leia mais

O Piso Salarial da categoria, a partir de 01 de maio de 2015, será de R$ 865,00 (Oitocentos e sessenta e cinco reais).

O Piso Salarial da categoria, a partir de 01 de maio de 2015, será de R$ 865,00 (Oitocentos e sessenta e cinco reais). CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000185/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 05/05/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022722/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.001751/2015-15 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO ATRAVÉS DE BANCO DE HORAS

ACORDO COLETIVO DE COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO ATRAVÉS DE BANCO DE HORAS ACORDO COLETIVO DE COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO ATRAVÉS DE BANCO DE HORAS Pelo presente termo de Acordo Coletivo de Trabalho, e de acordo com a convenção Coletiva de Trabalho conforme cláusulas específicas celebraram

Leia mais

PRIMEIRA - APLICAÇÃO DA CONVENÇÃO

PRIMEIRA - APLICAÇÃO DA CONVENÇÃO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CELEBRADA ENTRE O SINDICATO DOS MOTOCICLISTAS PROFISSIONAIS DE MINAS GERAIS, E O SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE PRODUTOS FARMACÊUTICOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CONFORME

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL X EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL X EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Zenga Modas Ltda., CNPJ 1.1.0001/00, com sede na Rua Lopes Quintas, 10 Maceió AL, encontra-se na seguinte situação: Joana Firmino, brasileira, casada, costureira,

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000954/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029028/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009096/2013-50 DATA DO

Leia mais

DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO

DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO Autora: Idinéia Perez Bonafina Escrito em julho/2015 DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO 1. DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO O presente artigo abordará os direitos do trabalhador

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG001633/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/04/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017942/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.001682/2013-16 DATA DO

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB PADRÃO DE RESPOSTAS PEÇA PROFISSIONAL Contratado pela empresa Clínica das Amendoeiras, em razão de uma reclamação trabalhista proposta em 12.12.2012 pela empregada Jussara Péclis (número 1146-63.2012.5.18.0002,

Leia mais

Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01)

Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01) HOMOLOGNET Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01) Portaria Nº 1.620, de 14/07/2010: Institui o sistema Homolognet; Portaria Nº 1.621, de 14/07/2010: Aprova modelos de TRCT e Termos de Homologação; Instrução

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001644/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/09/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR035622/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.008541/2012-83 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR034439/2012 SINDICATO DOS FARMACEUTICOS DO ESTADO DE M GROSSO DO SU, CNPJ n. 15.939.572/0001-08, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

15 - BASES DE INCIDÊNCIA E NÃO INCIDÊNCIA

15 - BASES DE INCIDÊNCIA E NÃO INCIDÊNCIA 15 - BASES DE INCIDÊNCIA E NÃO INCIDÊNCIA 15.1 - Integram a remuneração para fins de cálculos dos valores devidos à Previdência Social e a serem recolhidos para o FGTS, dentre outras, as seguintes parcelas:

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 7 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG000637/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR004928/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46211.001229/2011-48 DATA

Leia mais

Direitos na Rescisão Folha 1:

Direitos na Rescisão Folha 1: Direitos na Rescisão Folha 1: 1º dia útil após o término do 04 EXPERIÊNCIA c) Férias proporcionais aos meses trabalhados contrato d) Salário família (se for o caso) c) Férias proporcionais aos meses trabalhados

Leia mais

Trabalho Doméstico: as mudanças e os impactos da nova lei. Zilma Aparecida da Silva Ribeiro Abril de 2013

Trabalho Doméstico: as mudanças e os impactos da nova lei. Zilma Aparecida da Silva Ribeiro Abril de 2013 Trabalho Doméstico: as mudanças e os impactos da nova lei Zilma Aparecida da Silva Ribeiro Abril de 2013 Legislação Aplicável * LEI Nº 5.859, DE 11 DE DEZEMBRO DE 1972 * CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 7º, PARÁGRAFO

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001254/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/04/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017099/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.006142/2011-57 DATA DO

Leia mais

II - Termo de Homologação sem ressalvas - Anexo III; e. III - Termo de Homologação com ressalvas - Anexo IV.

II - Termo de Homologação sem ressalvas - Anexo III; e. III - Termo de Homologação com ressalvas - Anexo IV. PORTARIA N o 1621 DE 14 DE JULHO DE 2010 Aprova modelos de Termos de Rescisão de Contrato de Trabalho e Termos de Homologação. O MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

REFLEXOS, REPERCUSSÕES, INCIDÊNCIAS E INTEGRAÇÕES NAS PARCELAS TRABALHISTAS PLEITEADAS NA PETIÇÃO INICIAL E DEFERIDAS NA SENTENÇA

REFLEXOS, REPERCUSSÕES, INCIDÊNCIAS E INTEGRAÇÕES NAS PARCELAS TRABALHISTAS PLEITEADAS NA PETIÇÃO INICIAL E DEFERIDAS NA SENTENÇA 101 REFLEXOS, REPERCUSSÕES, INCIDÊNCIAS E INTEGRAÇÕES NAS PARCELAS TRABALHISTAS PLEITEADAS NA PETIÇÃO INICIAL E DEFERIDAS NA SENTENÇA 1 INTRODUÇÃO Rodrigo Ribeiro Bueno* Os reflexos das parcelas trabalhistas

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Página 1 de 7 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002511/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR053502/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.005004/2012-32 DATA

Leia mais

TÓPICO (em ordem alfabética) PÁGINA Nº

TÓPICO (em ordem alfabética) PÁGINA Nº ÍNDICE DO MANUAL DE ROTINAS TRABALHISTAS TÓPICO (em ordem alfabética) PÁGINA Nº INTRODUÇÃO 6 SIGLAS UTILIZADAS 7 ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL E GERÊNCIA DE REC HUMANOS 8 ABANDONO DE EMPREGO 19 ACIDENTE NO

Leia mais

EXMO. SR. DR. JUIZ PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEGUNDA REGIÃO.

EXMO. SR. DR. JUIZ PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEGUNDA REGIÃO. EXMO. SR. DR. JUIZ PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEGUNDA REGIÃO. Processo TRT/SP no20308200600002004 O SINDICATO DOS CONTABILISTAS DE SÃO PAULO, Suscitante, e o SINDICATO DAS EMPRESAS

Leia mais

TERMO DE HOMOLOGAÇÃO DE RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO

TERMO DE HOMOLOGAÇÃO DE RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO TERMO DE RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO 01 CNPJ/CEI 02 Razão Social/Nome IDENTIFICAÇÃO DO EMPREGADOR 03 Endereço (logradouro, nº, andar, apartamento) 04 Bairro 05 Município 06 UF 07 CEP 08 CNAE 09 CNPJ/CEI

Leia mais

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA Alexandre Corrêa ATUALIZAÇÃ ÇÃO O TRABALHISTA PROGRAMA EMPREGADO DOMÉSTICO (Aspectos Legais) EMPREGADO DOMÉSTICO A Lei 5859/72 regulamentada pelo Decreto 71885/73 tornou reconhecida

Leia mais

FGTS Nome: Vilma Toshie Kutomi 14/08/2013

FGTS Nome: Vilma Toshie Kutomi 14/08/2013 FGTS Nome: Vilma Toshie Kutomi 14/08/2013 (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço)? Foi instituído em 1966 (Lei 5.107) e é atualmente regulado pela Lei nº 8.036/90 e pelo Decreto 99.684/90. Qual o objetivo

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014. Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP013332/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/11/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR036515/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46252.002162/2013-44 DATA DO

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 8 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002684/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 19/12/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR071744/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.047000/2011-10

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 SINDICATO NACIONAL DOS TRABALHADORES EM SISTEMAS DE TV POR ASSINATURA E SERVICOS ESPECIAIS DE TELECOMUNICACOES, CNPJ n. 00.146.036/0001-88, neste ato representado(a)

Leia mais

http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/resumo/resumovisualizar?nrsolicitacao...

http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/resumo/resumovisualizar?nrsolicitacao... Página 1 de 5 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000542/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR024046/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46290.001101/2013-11 DATA DO PROTOCOLO: 23/05/2013 CONVENÇÃO

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO 11 RESPOSTAS. 1. Suspensão, Interrupção e Cessação do Contrato de Trabalho

ESTUDO DIRIGIDO 11 RESPOSTAS. 1. Suspensão, Interrupção e Cessação do Contrato de Trabalho ESTUDO DIRIGIDO 11 RESPOSTAS 1. Suspensão, Interrupção e Cessação do Contrato de Trabalho 1.1. Qual a diferença entre suspensão, interrupção e cessação do contrato de trabalho? RESPOSTA: A suspensão do

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

Barbacena, 06 de outubro de 2015.

Barbacena, 06 de outubro de 2015. INSTITUTO FEDERAL DO SUDESTE DE MINAS - CAMPUS BARBACENA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 03/2015 (Processo Administrativo n. 23355.000394/2015-76) À CONFIARE SOLUÇÕES EMPRESARIAIS EIRELI -ME Barbacena, 06 de outubro

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2008/2009

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2008/2009 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2008/2009 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000291/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/07/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028094/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.005918/2009-66 DATA

Leia mais

PROCESSO: 0164700-44.2007.5.01.0341 RO

PROCESSO: 0164700-44.2007.5.01.0341 RO Acórdão 10a Turma RECURSO ORDINÁRIO. IMPOSTO DE RENDA. RESPONSABILIDADE PELO PAGAMENTO. O imposto que incide sobre a renda auferida pelo empregado é de sua responsabilidade, no percentual que lhe atribui

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011 2012 A PERSONAL SERVICE Recursos Humanos Assessoria Empresarial Ltda., com sede na Rua Almirante Grenfall, 405, Anexo Bloco 2 Anexo Salas 501 a 507, Parque Duque, Duque

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000635/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/04/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR014927/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.010443/2012-36 DATA DO

Leia mais

RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO

RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO 1 RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO Camila Cristina Verly Vieira 1 Márcia Serafim Alves 2 Resumo: Como base sobre o termo rescisório o objetivo é demonstrar as diversas formas de se rescindir

Leia mais

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS 11. DIREITOS NA HORA DA DEMISSÃO É de fundamental importância saber quais os direitos dos trabalhadores na hora da rescisão do contrato de trabalho. Devese ter especial atenção no caso de demissões sem

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 10 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001530/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR022315/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.004377/2013-77 DATA

Leia mais

Caso prático V exame de ordem unificado

Caso prático V exame de ordem unificado Caso prático V exame de ordem unificado Em 19 de março de 2005, Agenor da Silva Gomes, brasileiro, natural do Rio de Janeiro, bibliotecário, viúvo, aposentado, residente na Rua São João Batista, n. 24,

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 9 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: DF000736/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067570/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46206.023448/2012-38 DATA DO

Leia mais

CONCURSO C-308 - JUIZ SUBSTITUTO DA 8ª REGIÃO PROVA PRÁTICA ELABORAÇÃO DE UMA SENTENÇA TRABALHISTA INSTRUÇÕES

CONCURSO C-308 - JUIZ SUBSTITUTO DA 8ª REGIÃO PROVA PRÁTICA ELABORAÇÃO DE UMA SENTENÇA TRABALHISTA INSTRUÇÕES CONCURSO C-308 - JUIZ SUBSTITUTO DA 8ª REGIÃO PROVA PRÁTICA ELABORAÇÃO DE UMA SENTENÇA TRABALHISTA INSTRUÇÕES 1. Esta prova consiste em elaboração de uma sentença trabalhista. Assim, leia com bastante

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000953/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 10/06/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR029282/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009097/2013-02 DATA DO

Leia mais

EMPREGADO DOMÉSTICO INOVAÇÕES LEGISLATIVAS DA LEI COMPLEMENTAR 150 CAPÍTULO I PRINCIPAIS EVOLUÇÕES LEGISLATIVAS A categoria dos empregados domésticos tem como principais regulamentações legislativas, por

Leia mais

JORNADA DE TRABALHO DURAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, CONTROLE, FALTAS

JORNADA DE TRABALHO DURAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, CONTROLE, FALTAS ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: ES000441/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/08/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR049750/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46207.006587/2015 30 DATA DO

Leia mais

Número: 0010426-44.2013.5.03.0087 Data Autuação: 19/09/2014

Número: 0010426-44.2013.5.03.0087 Data Autuação: 19/09/2014 Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região PJe - Processo Judicial Eletrônico Consulta Processual Número: 0010426-44.2013.5.03.0087 Data Autuação: 19/09/2014 Classe: RECURSO ORDINÁRIO - Relator: João Bosco

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO Poder Judiciário Justiça do Trabalho Abril/2005

MANUAL DO USUÁRIO Poder Judiciário Justiça do Trabalho Abril/2005 MANUAL DO USUÁRIO Poder Judiciário Justiça do Trabalho Abril/2005 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 INSTALAÇÃO... 4 OBTENDO O PROGRAMA DO CÁLCULO TRABALHISTA RÁPIDO... 4 VERICANDO OS REQUISITOS MÍNIMOS DE INSTALAÇÃO...

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000561/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/07/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR002385/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.008552/2015-25 DATA DO

Leia mais

Menor Aprendiz Perguntas Frequentes

Menor Aprendiz Perguntas Frequentes Menor Aprendiz Perguntas Frequentes A aprendizagem é regulada pela CLT e passou por um processo de modernização com a promulgação das Leis nºs. 11.180/2005, 10.097/2008 e 11.788/2008. O Estatuto da Criança

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014 FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, CNPJ n. 17.271.982/0001-59, neste ato representado por seu Presidente, Sr. LÁZARO LUIZ GONZAGA;

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DE CAMPINAS, PAULÍNIA, VALINHOS, SUMARÉ e HORTOLÂNDIA

PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DE CAMPINAS, PAULÍNIA, VALINHOS, SUMARÉ e HORTOLÂNDIA PAUTA DE REIVINDICAÇÃO DO SINDICATO DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DE CAMPINAS, PAULÍNIA, VALINHOS, SUMARÉ e HORTOLÂNDIA CAMPINAS JANEIRO/2014 1 PAUTA DE REIVINDICAÇÃO CLÁUSULA 1ª - PISO SALARIAL Fica estipulado

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PE000264/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/03/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR005909/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46213.003630/2013-64 DATA DO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 10a Turma USO INDEVIDO DA IMAGEM. A imagem de uma pessoa está incluída, conforme artigo 20 do Código Civil, entre os direitos da personalidade, devendo a utilização de tal direito para fins comerciais

Leia mais