OBTENÇÃO DE ÍNDICES DE EFICIÊNCIA PARA A METO- DOLOGIA DATA ENVELOPMENT ANALYSIS UTILIZANDO A PLANILHA ELETRÔNICA MICROSOFT EXCEL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OBTENÇÃO DE ÍNDICES DE EFICIÊNCIA PARA A METO- DOLOGIA DATA ENVELOPMENT ANALYSIS UTILIZANDO A PLANILHA ELETRÔNICA MICROSOFT EXCEL"

Transcrição

1 FERNANDO ALESSI, PEDRO JÚNIOR KOKOT E JÚLIO GOMES OBTENÇÃO DE ÍNDICES DE EFICIÊNCIA PARA A METO- DOLOGIA DATA ENVELOPMENT ANALYSIS UTILIZANDO A PLANILHA ELETRÔNICA MICROSOFT EXCEL GIANCARLO DE FRANÇA AGUIAR Professor- Engenharia da Computação - UnicenP/Centro Universitário Positivo BÁRBARA DE CÁSSIA XAVIER CASSINS AGUIAR Professora - Secretaria do Estado de Educação do Paraná VOLMIR EUGÊNIO WILHELM Coordenador - Matemática Industrial - Universidade Federal do Paraná/UFPR 157 da Vinci, Curitiba, v. 3, n. 1, p ,

2 OBTENÇÃO DE ÍNDICES DE EFICIÊNCIA PARA A METODOLOGIA DATA ENVELOPMENT... RESUMO É crescente a utilização de recursos computacionais para o tratamento de dados, sejam eles qualitativos ou quantitativos. O mercado exige agilidade e precisão neste tratamento. Portanto, foi inevitável o desenvolvimento acelerado de recursos computacionais direcionados na resolução dos mais variados problemas, sejam eles de ordem econômica, administrativa, de engenharia ou industriais. Foi ilustrado neste trabalho como utilizar a planilha eletrônica Excel para encontrar soluções otimizadas para problemas de programação linear, mais precisamente na metodologia Data Envelopment Analysis DEA que são um conjunto de variados modelos de programação linear, que foram desenvolvidos para encontrar índices de eficiência para organizações que executam atividades semelhantes. Foi utilizada a ferramenta do Excel solver na obtenção dos índices de um conjunto de empresas que utilizam dois insumos na confecção de um produto. Estes resultados são de fundamental importância na construção de estratégias e na busca por soluções que melhor servem aos objetivos dessas empresas. Palavras-chave: Microsoft Excel, Índices de Eficiência Técnica, Data Envelopment Analysis. ABSTRACT The use of computational resources for data handling is increasing, they being qualitative or quantitative. The market demands agility and precision in this treatment. Therefore, the development was inevitable of computational resources in the resolution for most problems, they can be of order economic, administrative, of engineering or industrials. It was illustrated in this work, an use the electronic spread sheet Excel to find optimized solutions for linear programming problems, more precisely in the Data Envelopment Analysis DEA methodology that are a set of models of linear programming, that had been developed to find a the measurement of efficiency for organizations that execute similar activities. The was used to tool of the Excel solver to attain the measurement of a set of companies who use two inputs in the confection of an product. These results are importance in the construction of strategies and in the search for solutions that better serve the objectives of these companies. Key words: Microsoft Excel, Measure in the Technical Efficiency, Data Envelopment Analysis. 158 da Vinci, Curitiba, v. 3, n. 1, p , 2006

3 GIANCARLO DE F. AGUIAR, BÁRBARA DE CÁSSIA X. C. AGUIAR E VOLMIR E. WILHELM OBTENÇÃO DE ÍNDICES DE EFICIÊNCIA PARA A METODOLOGIA DATA ENVELOPMENT ANALYSIS UTILIZANDO A PLANILHA ELETRÔNICA MICROSOFT EXCEL GIANCARLO DE F. AGUIAR/ BÁRBARA DE CÁSSIA X. C. AGUIAR / VOLMIR E. WILHELM 1 INTRODUÇÃO Cada vez mais o mercado globabilizado exige a utilização de recursos computacionais para o tratamento de dados, sejam eles qualitativos ou quantitativos. O mercado exige agilidade e precisão neste tratamento. Quando esta tarefa cabe a um ser humano, ele pode cometer erros de precisão, e entrar em fadiga pelo excesso de trabalho. Pelo contrário, os computadores modernos possuem excelente precisão e são muito mais rápidos que os seres humanos no processamento de grandes volumes de informações. Portanto, foi inevitável o desenvolvimento acelerado de recursos computacionais direcionados à resolução dos mais variados problemas, sejam eles de ordem econômica, administrativa, de engenharia, industriais, entre outros, contribuindo de forma significativa para a otimização dos mais variados processos. Um dos recursos comumente utilizados no tratamento de dados é a planilha eletrônica Excel da Microsoft. Mostraremos neste trabalho como utilizar a planilha eletrônica Excel (mais precisamente a ferramenta Solver) para encontrar soluções otimizadas para problemas de programação linear. Os problemas de programação linear, por sua vez, são situações empresariais (problemas de produção, alocamento de recursos, planejamento de pessoal, entre outros) que podem ser descritos/modelados matematicamente de forma organizada através de funções e equações, podendo, assim, com suas soluções simular situações reais e encontrar alternativas junto às necessidades das organizações. A metodologia Data Envelopment Analysis DEA são um conjunto de variados modelos de programação linear, que foram desenvolvidos para encontrar índices de eficiência para organizações que executam atividades semelhantes. Neste trabalho será ilustrada a utilização da ferramenta Solver do Excel na obtenção dos índices de eficiência segundo a metodologia DEA para um conjunto de empresas que utilizam dois insumos na confecção de um produto. Estes resultados são de fundamental importância na construção de estratégias, linhas de ação e na busca por soluções que melhor servem aos objetivos dessas empresas. 2 DESENVOLVIMENTO O presente trabalho foi desenvolvido com dados de um conjunto de empresas da cidade de Curitiba. O texto pretende ilustrar a aplicação do Solver na obtenção dos índices de 159 da Vinci, Curitiba, v. 3, n. 1, p ,

4 OBTENÇÃO DE ÍNDICES DE EFICIÊNCIA PARA A METODOLOGIA DATA ENVELOPMENT... eficiência técnica para este conjunto de empresas segundo a metodologia Data Envelopment Analysis, técnica de avaliação quantitativa, que pode prover informações importantes sobre a utilização de recursos em organizações que executam atividades semelhantes. 2.1 A Metodologia Data Envelopment Analysis DEA Grandes avanços na área da mensuração da eficiência técnica de unidades de produção ocorreram na década de 50 com os estudos de Koopmans e Debreu (1951) e posteriormente Farrell em Farrell sugeriu como índice para a eficiência técnica, a razão entre a quantidade de um produto e de um insumo. Em 1978 Charnes, Cooper e Rhodes-CCR estenderam os conceitos de Farrell e introduziram a metodologia Data Envelopment Analysis-DEA, modificando a medida anterior para múltiplos produtos e insumos. Eles aprimoraram a medida da eficiência técnica, sugerindo a razão entre a soma ponderada das quantidades dos produtos pela soma ponderada das quantidades dos insumos. Charnes, Cooper e Rhodes denominaram as unidades de produção de Decision Making Units-DMUs (Unidades Tomadoras de Decisão) e constataram como pressuposto importante para a aplicação da metodologia DEA, que as DMUs avaliadas deveriam executar atividades semelhantes. Diversos modelos DEA foram desenvolvidos e novas aplicações surgiram, qualificando sua importância no meio científico. Atualmente a aplicação da metodologia DEA está inserida na avaliação da eficiência técnica das mais diversas áreas: financeira, agrícola, agropecuária, educacional, saúde, transporte, entre outras. Os principais resultados obtidos na aplicação de um modelo DEA são: i) Identifica o conjunto das DMUs eficientes (que determinam a fronteira de produção eficiente), bem como seus escores de eficiência; ii) Fornece os índices de eficiência das DMUs ineficientes (as DMUs ineficientes não estarão na fronteira de produção); iii) Com os escores obtidos, o gestor poderá identificar suas próximas metas, baseado nos programas já utilizados com sucesso nas DMUs eficientes; iv) Indica o conjunto de DMUs benchmarks (referência) de cada DMU ineficiente. Baseados nestes resultados, os administradores destes sistemas podem gerenciar novas tomadas de decisões com maior precisão. A metodologia DEA estrutura-se segundo dois modelos seminais, conhecidos como CCR devido a Charnes, Cooper e Rhodes e BCC desenvolvido por Banker, Charnes e Cooper. O modelo CCR faz a avaliação de eficiência técnica global, admite a possibilidade de retornos constantes de escala, ou seja, se uma unidade avaliada aumentar os recursos em um dado nível, sua produção deverá aumentar na mesma proporção, assim como, se esta unidade diminuir os recursos, sua produção deverá reduzir na mesma proporção. O escore de eficiência da k-ésima DMU será obtido na resolução do modelo CCR orientação produção como segue: (1) (2) 160 da Vinci, Curitiba, v. 3, n. 1, p , 2006

5 GIANCARLO DE F. AGUIAR, BÁRBARA DE CÁSSIA X. C. AGUIAR E VOLMIR E. WILHELM (3) (4) onde: Este modelo tem como objetivo maximizar a produção utilizando a quantidade de recursos disponíveis, neste caso, expresso pela minimização do somatório dos insumos utilizados multiplicado pelos seus pesos (equação (1)). A primeira restrição (equação (2)) é a subtração do somatório da multiplicação entre as quantidades produzidas e seus respectivos pesos e o somatório da multiplicação entre os insumos utilizados e seus respectivos pesos. O limite para esta restrição é 0 (zero). Para a segunda restrição (equação (3)), o somatório da multiplicação entre o total produzido e seus respectivos pesos para a k-ésima empresa é igual a 1 (um), logo, o mínimo resultado obtido possível para θ k é 1 (resultado de DMUs eficientes). Caso contrário, se a DMU obtiver escore superior a 1 ela será identificada como ineficiente. A (equação (4)) representa a não-negatividade dos pesos. Na próxima subseção, é ilustrado um exemplo numérico da aplicação deste modelo desenvolvido na planilha eletrônica Excel. O modelo BCC leva em consideração os retornos variáveis de escala, ou seja, se uma unidade avaliada aumentar, por exemplo, a quantidade de recursos utilizados, a sua produção poderá aumentar na mesma proporção, em menor ou maior proporção ao aumento dos recursos. O modelo linear BCC com orientação a produção, é: (5) (6) onde: Neste modelo foi inserida a variável v k nas equações (1) e (2), resultando respectivamente as equações (5) e (6). Este modelo representa os retornos variáveis de escala, podendo assumir tanto valores positivos quanto negativos. Os modelos CCR e BCC se diferem com relação ao foco da medida de eficiência. Portanto, os escores de eficiência relativa podem ser 161 da Vinci, Curitiba, v. 3, n. 1, p ,

6 OBTENÇÃO DE ÍNDICES DE EFICIÊNCIA PARA A METODOLOGIA DATA ENVELOPMENT... distintos. A figura 1 a seguir, ilustra a projeção de uma DMU ineficiente P sobre as fronteiras de produção BCC e CCR. A DMU A é eficiente (encontra-se na fronteira de produção) segundo o modelo CCR; A e B são eficientes segundo o modelo BCC; P é uma DMU que opera ineficientemente (pois não se encontra em nenhuma fronteira de produção). Os planos de produção Pc e Pv são as projeções, orientação produção, de P sobre as fronteiras CCR e BCC respectivamente, e indicam os níveis de produção que P deve obter para operar eficientemente. Figura 1 - Fronteiras de produção CCR e BCC. Contudo, Pc e Pv são as metas (considerando diferentes retornos de escala) para que a DMU P opere eficientemente, mantendo fixo o atual nível em consumo de recursos. Outra informação relevante é de que, considerando retornos constantes de escala, a DMU A é referência para P, enquanto que A e B são as referências para P se é considerado os retornos variáveis de escala (fronteira BCC). 2.2 Índices de Eficiência para o Conjunto de Empresas Segundo a Metodologia DEA - Utilizando o Solver do Excel Tabela 1 Dados das 7 DMUs Analisadas. Fonte: Kassai, Silvia [12] (modificado) Para este exemplo numérico serão utilizados dados de 7 DMUs, cada qual utilizando dois insumos (número de empregados e quantidade de matéria-prima) na confecção de um produto (produção de chinelos). Nesta simulação será utilizada a planilha 162 da Vinci, Curitiba, v. 3, n. 1, p , 2006

7 GIANCARLO DE F. AGUIAR, BÁRBARA DE CÁSSIA X. C. AGUIAR E VOLMIR E. WILHELM eletrônica Excel, mais precisamente uma de suas ferramentas (que permite a construção de modelos lineares) denominada de Solver (que pode ser encontrada em ferramentas/ suplementos/ solver). A tabela 1 a seguir ilustra as DMUs em análise, a quantidade consumida de insumos e suas respectivas produções. Neste exemplo será utilizado o modelo DEA-CCR orientado ao produto (1 modelo do artigo). Com os dados da tabela anterior foi montada a planilha de análise como ilustra a figura 2 a seguir: Figura 2 - Dados do exemplo. A disposição dos dados na planilha eletrônica figuram como segue: i. as colunas A, B, C e D contêm as DMUs em análise, o número de empregados, a quantidade de matéria-prima e a produção de chinelos respectivamente (para cada DMU). ii. a coluna F contém uma equação-célula para cada DMU, onde cada equaçãocélula é definida pela diferença entre a multiplicação do número de chinelos pelo peso u e a soma da multiplicação dos insumos pelos seus pesos v A e v B (equação (2)), como exemplo a equação-célula (F4) que está inserida na célula (F4) é definida da seguinte forma no excel =SOMA((D4*E15)- (B4*C15+C4*D15)). iii. a célula (B14) contém a função a ser minimizada equação (1), que no excel é =SOMA(B10*C15+C10*D15) representando o mínimo da soma dos insumos pelos seus pesos v A e v B. iv. as células (C15), (D15) e (E15) contêm os pesos v A, v B e u e são calculados pelo modelo para cada DMU analisada. 163 da Vinci, Curitiba, v. 3, n. 1, p ,

8 OBTENÇÃO DE ÍNDICES DE EFICIÊNCIA PARA A METODOLOGIA DATA ENVELOPMENT... v. a célula (B17) contém a restrição i. (equação (3)), que representa a multiplicação entre a produção de chinelos e seu respectivo peso u, inserida da seguinte maneira no excel =SOMA(D10*E15). Os passos seguintes ilustram os procedimentos realizados no Excel para a obtenção dos índices de eficiência para as DMUs analisadas segundo a metodologia DEA: i. na barra de ferramentas do excel, clicar em solver (caso não exista o item solver podese na mesma barra clicar em suplementos, surgirá uma nova janela, em seguida, procurar em suplementos disponíveis o item solver e incluí-lo na barra de ferramentas), aparecerá uma janela de preenchimento de dados (parâmetros do Solver) como ilustra a figura 3 abaixo. Figura 3 -Parâmetros do Solver. ii. definir a célula de destino, que neste exemplo é a célula B(14). iii. em seguida, deve-se definir se o modelo linear é de Máximo ou Mínimo (sendo este exemplo um modelo de Mínimo). iv. a seguir é necessário identificar quem são as células das variáveis, ou seja, as células que irão conter os valores dos pesos calculados pelo modelo (sendo neste caso as células C(15), D(15) e E(15)). v. submeter as restrições do modelo que são: a. o peso u multiplicado pela produção da DMU analisada deve ser igual a 1; b. os pesos u (célula E(15)), v A (célula C(15)) e v B (célula D(15)) devem assumir valores maiores ou iguais a zero; c. e as equações-célula para cada DMU analisada devem ser menores ou iguais a zero. vi. O próximo passo é clicar em opções na mesma janela. Aparecerá então uma nova janela (opções do Solver) como ilustrado na figura da Vinci, Curitiba, v. 3, n. 1, p , 2006

9 GIANCARLO DE F. AGUIAR, BÁRBARA DE CÁSSIA X. C. AGUIAR E VOLMIR E. WILHELM Figura 4 - Opções do Solver. vii. presumir modelo linear nesta janela e em seguida clicar em OK (o que retornará à janela anterior). viii. clicar em resolver, surgindo então a janela de resultados do Solver. O modelo DEA deve ser resolvido para cada DMU em análise, sendo modificadas somente as fórmulas das células B(14) e B(17) que devem conter as quantidades da DMU analisada. Utilizando a DMU (7) como análise, encontramos a solução do Solver, ilustrada na figura 5 a seguir: Figura 5 - Solução do Solver para a DMU (7). A empresa (7) obteve como indice de eficiência o escore 1,89 ( ), sendo este resultado superior à unidade (1,89>1) a empresa é considerada ineficiente. Analisando a 165 da Vinci, Curitiba, v. 3, n. 1, p ,

10 OBTENÇÃO DE ÍNDICES DE EFICIÊNCIA PARA A METODOLOGIA DATA ENVELOPMENT... coluna das equações de cada empresa chega-se à conclusão de que a DMU (5) é eficiente e referência para a DMU ineficiente (7) pois obteve escore de equação-célula igual a zero. Pode-se obter um relatório de sensibilidade no Solver com sugestões de melhoria para a empresa considerada ineficiente, no entanto, por questões de simplicidade não serão ilustrados neste artigo. 2.3 Observações aos Resultados da Aplicação Estatística Os índices de eficiência para as sete empresas analisadas no trabalho estão contidas na tabela 2 a seguir. Segundo a metodologia DEA, e utilizando o modelo CCR-Produção, a única empresa que opera eficientemente é a DMU 5 (M.N.O.) que obteve escore igual à unidade. Tabela 2 - Índices de Eficiência Técnica para as sete DMUs analisadas. As demais empresas têm condições de aumentar sensivelmente a sua produtividade, por exemplo, a DMU 3 (G.H.I.) que obteve escore igual a 1,233, pode aumentar em aproximadamentre 23,3 % a sua produtividade para se tornar eficiente. Esta empresa deveria então se basear nos planos de produção da DMU 5 para saltar para a fronteira de produção eficiente Estatística Foi realizada neste trabalho a análise da existência de correlação entre as variáveis número de empregados e a produção de chinelos nas empresas observadas. A figura 6 ilustra um gráfico de barras que representa as quantidades observadas. Figura - 6 Número de de empregados e a produção de chinelos. 166 da Vinci, Curitiba, v. 3, n. 1, p , 2006

11 GIANCARLO DE F. AGUIAR, BÁRBARA DE CÁSSIA X. C. AGUIAR E VOLMIR E. WILHELM A figura 7 ilustra um diagrama de dispersão para a análise. Figura 7 - Diagrama de Dispersão entre o número de empregados e a produção de chinelos. Não podemos afirmar, simplesmente analisando o diagrama de dispersão acima, se existe ou não uma correlação linear entre o número de empregados e a produção de chinelos nas empresas avaliadas, pois estaríamos nos baseando em percepção visual. Logo, utilizou-se o coeficiente de correlação linear e a tabela de Pearson (TRIOLA, 1999) para estruturar a análise. O coeficiente de correlação linear y mede o grau de relacionamento linear entre os valores emparelhados x e y em uma amostra. (7) onde: r = coeficiente de correlação linear para uma amostra n = representa o número de pares de dados presentes x = número de empregados y = produção de chinelos Aplicando os dados do exemplo proposto, encontramos: r = 0,599 Devemos arredondar o coeficiente de correlação linear r em três casas decimais, para que o seu valor possa ser comparado com os valores críticos da tabela de Pearson. Se o módulo do valor encontrado de r exceder o valor tabelar, concluímos que há correlação linear significativa, caso contrário, não há evidência para a existência de uma correlação linear significativa. 167 da Vinci, Curitiba, v. 3, n. 1, p ,

12 OBTENÇÃO DE ÍNDICES DE EFICIÊNCIA PARA A METODOLOGIA DATA ENVELOPMENT... Recorrendo à tabela de Pearson, verificou-se que o valor r = 0,599 é inferior aos valores tabelares, o que implica não existir correlação linear significativa entre o número de empregados e a produção de chinelos nas empresas analisadas. Portanto, para este trabalho não foi realizada a análise de regressão, que, por definição, pressupõe a existência de correlação entre as variáveis analisadas. 3 CONCLUSÕES - A planilha eletrônica Microsoft Excel pode ser uma poderosa aliada do pesquisador no tratamento de dados. Neste texto foi ilustrada a utilização da ferramenta Solver na resolução de problemas de programação linear. - O Solver é um excelente instrumento para otimizar uma fórmula (função) que está sujeita a um conjunto de limitações (restrições). Fornece relatórios de sensibilidade com soluções ideais para os problemas abordados. Ilustra os níveis de produção e de estoque de produtos que proporcionam o melhor lucro ou menor custo, ajudando na obtenção de um melhor gerenciamento de caixa. - O estudo ilustrou uma metodologia de análise quantitativa para avaliar organizações que executam atividades semelhantes, fornecendo escores de eficiência para cada unidade avaliada com a utilização do Solver do Excel. - Através da comparação dos resultados pode-se identificar para as empresas ineficientes os ajustes que podem ser realizados de maneira a tornar essas organizações eficientes. - O trabalho identifica todas as DMUs ineficientes e eficientes, bem como indica dentre as empresas aquelas que podem servir de referência para as ineficientes, com práticas administrativas que resultam em bons resultados de produtividade. - Na aplicação do exemplo numérico citado no texto, concluiu-se que não existe correlação linear significativa entre número de empregados e a produção de chinelos nas empresas. 168 da Vinci, Curitiba, v. 3, n. 1, p , 2006

13 GIANCARLO DE F. AGUIAR, BÁRBARA DE CÁSSIA X. C. AGUIAR E VOLMIR E. WILHELM REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS AGUIAR, G. F. Avaliação da eficiência técnica de unidades básicas de saúde em Curitiba-PR utilizando DEA. Curitiba, Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Paraná. AHN, T.; CHARNES, A.; COOPER, W. W. Some statistical and DEA evaluations on relative efficiencies of public and private institutions of higher learning. Socio-Economic Planning, p , CHARNES, A. et al. Data envelopment analysis: theory, methodology and applications. 2.ed. Boston: Kluwer,1994. CHARNES, A.; COOPER, W. W.; RHIODES, E. Measuring the efficiency of decision making units. European Journal of Operational Research, v. 2, n. 6, p , GROSSKOPF, S.; MARGARITIS, D.; VALDAMANIS, V. The Effects of Teaching on Hospital Productivity. Socio-Rconomic Planning Sciences, v. 35, n. 3, p , HAAS, D. A.; MURPHY, F. H. Compensating for non-homogeneity in decision-making units in data envelopment analysis. European Journal of Operational Research, p. 1-15, KASSAI, S. Utilização da análise por envoltória de dados (DEA) na análise de demonstrações contábeis. São Paulo, Tese (Doutorado) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. LINS, M. P. E.; MEZA, L. A. Análise envoltória de dados e perspectivas de integração no ambiente do apoio à decisão. Rio de Janeiro: COPPE/UFRJ, TRIOLA, M. F. Introdução à Estatística. 7.ed. Rio de Janeiro: LTC, da Vinci, Curitiba, v. 3, n. 1, p ,

14 OBTENÇÃO DE ÍNDICES DE EFICIÊNCIA PARA A METODOLOGIA DATA ENVELOPMENT da Vinci, Curitiba, v. 3, n. 1, p , 2006

SIMULAÇÃO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM UTILIZANDO TÉCNICAS DE CAMINHO CRÍTICO (REDES P.E.R.T.) E O SOFTWARE MS-PROJECT EM ENGENHARIA

SIMULAÇÃO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM UTILIZANDO TÉCNICAS DE CAMINHO CRÍTICO (REDES P.E.R.T.) E O SOFTWARE MS-PROJECT EM ENGENHARIA SIMULAÇÃO NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM UTILIZANDO TÉCNICAS DE CAMINHO CRÍTICO (REDES P.E.R.T.) E O SOFTWARE MS-PROJECT EM ENGENHARIA Giancarlo de França Aguiar giancarl@unicenp.edu.br Centro Universitário

Leia mais

PLANEJAMENTO DE PROJETOS UTILIZANDO TÉCNICAS DE CAMINHO CRÍTICO E SIMULAÇÃO COM O MS-PROJECT

PLANEJAMENTO DE PROJETOS UTILIZANDO TÉCNICAS DE CAMINHO CRÍTICO E SIMULAÇÃO COM O MS-PROJECT PLANEJAMENTO DE PROJETOS UTILIZANDO TÉCNICAS DE CAMINHO CRÍTICO E SIMULAÇÃO COM O MS-PROJECT Giancarlo de França Aguiar Universidade Positivo Rua Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300, Curitiba, Paraná,

Leia mais

Instituto Tecnológico de Aeronáutica Mestrado Profissional em Produção. MB-746 Otimização. DEA Data Envelopment Analysis

Instituto Tecnológico de Aeronáutica Mestrado Profissional em Produção. MB-746 Otimização. DEA Data Envelopment Analysis MB-746 Otimização DEA Data Envelopment Analysis Data Envelopment Analysis (DEA) is a nonparametric method for the empirical measurement of productive efficiency of decision making units (DMUs) 1957 - Farrell:

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA DISCIPLINA ESTATÍSTICA

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA DISCIPLINA ESTATÍSTICA DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM NA DISCIPLINA ESTATÍSTICA Giancarlo de França Aguiar giancarl@up.com.br Universidade Positivo - UP, Engenharia da Computação Rua Pedro Viriato

Leia mais

O Hiato da Produção Agrícola em Angola, Brasil, Moçambique e Portugal no Período de 1961 a 2000 Antonio José Medina dos Santos Baptista 1

O Hiato da Produção Agrícola em Angola, Brasil, Moçambique e Portugal no Período de 1961 a 2000 Antonio José Medina dos Santos Baptista 1 O Hiato da Produção Agrícola em Angola, Brasil, Moçambique e Portugal no Período de 1961 a 2000 Antonio José Medina dos Santos Baptista 1 Resumo Neste estudo pretendeu-se estimar um indicador do hiato

Leia mais

O USO DA FERRAMENTA SOLVER DO EXCEL NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE PROGRAMAÇÃO LINEAR

O USO DA FERRAMENTA SOLVER DO EXCEL NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE PROGRAMAÇÃO LINEAR O USO DA FERRAMENTA SOLVER DO EXCEL NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE PROGRAMAÇÃO LINEAR João Batista de Jesus FATEC-JAHU Célio Favoni 2 FATEC-JAHU Resumo Este trabalho expõe de maneira sintetizada as funcionalidades

Leia mais

Avaliação de desempenho de instituições federais de ensino superior através da análise por envoltória de dados (DEA)

Avaliação de desempenho de instituições federais de ensino superior através da análise por envoltória de dados (DEA) Avaliação de desempenho de instituições federais de ensino superior através da análise por envoltória de dados (DEA) Carlos Eduardo Martins de Oliveira (UNIFEI) caedunifei@gmail.com João Batista Turrioni,

Leia mais

FATORES RELACIONADOS À EFICIÊNCIA DE PORTOS E TERMINAIS DE CARGA

FATORES RELACIONADOS À EFICIÊNCIA DE PORTOS E TERMINAIS DE CARGA FATORES RELACIONADOS À EFICIÊNCIA DE PORTOS E TERMINAIS DE CARGA Karen Vassoler Martins Marta Monteiro da Costa Cruz FATORES RELACIONADOS À EFICIÊNCIA DE PORTOS E TERMINAIS DE CARGA Karen Vassoler Martins

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DE BENCHMARKS PARA A AVALIAÇÃO DE EFICIÊNCIA EM ORGANIZAÇÕES SEM FINS LUCRATIVOS

IDENTIFICAÇÃO DE BENCHMARKS PARA A AVALIAÇÃO DE EFICIÊNCIA EM ORGANIZAÇÕES SEM FINS LUCRATIVOS IDENTIFICAÇÃO DE BENCHMARKS PARA A AVALIAÇÃO DE EFICIÊNCIA EM ORGANIZAÇÕES SEM FINS LUCRATIVOS AUTORES INSTITUIÇÕES Hamilton Bezerra Fraga da Silva Professor na Universidade Gama Filho Luis Perez Zotes

Leia mais

Uma introdução aos modelos DEA de eficiência técnica

Uma introdução aos modelos DEA de eficiência técnica Uma introdução aos modelos DEA de eficiência técnica Paulo Cesar Tavares Souza (Mestre) Curso de Matemática Universidade Tuiuti do Paraná Volmir Eugênio Wilhelm (Doutor) Curso de Engenharia de Produção

Leia mais

Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI. Prof. Fernando Rodrigues

Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI. Prof. Fernando Rodrigues Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI Prof. Fernando Rodrigues Quando se trabalha com projetos, é necessária a utilização de técnicas e ferramentas que nos auxiliem a estudálos, entendê-los e controlá-los.

Leia mais

ALOCAÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ÀS UNIDADES DA EMBRAPA COM MODELOS DE ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS COM GANHOS DE SOMA ZERO

ALOCAÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ÀS UNIDADES DA EMBRAPA COM MODELOS DE ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS COM GANHOS DE SOMA ZERO ALOCAÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ÀS UNIDADES DA EMBRAPA COM MODELOS DE ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS COM GANHOS DE SOMA ZERO Eliane Gonçalves Gomes 1 Geraldo da Silva e Souza 1 Suzana Maria Valle

Leia mais

APLICAÇÃO DE ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS NOS PROCESSOS LICITATÓRIOS DE CONTRATAÇÃO DE EMBARCAÇÕES OFFSHORE DA PETROBRAS

APLICAÇÃO DE ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS NOS PROCESSOS LICITATÓRIOS DE CONTRATAÇÃO DE EMBARCAÇÕES OFFSHORE DA PETROBRAS APLICAÇÃO DE ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS NOS PROCESSOS LICITATÓRIOS DE CONTRATAÇÃO DE EMBARCAÇÕES OFFSHORE DA PETROBRAS Gustavo da Silva Maciel PETROBRAS Petróleo Brasileiro S/A Av. Elias Agustinho, 328,

Leia mais

clientes. Para isso é necessário a utilização de ferramenta que mensure a eficiência de forma confiável e precisa. O modelo DEA é uma técnica de

clientes. Para isso é necessário a utilização de ferramenta que mensure a eficiência de forma confiável e precisa. O modelo DEA é uma técnica de Análise do desempenho dos planos de saúde da Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (CASSI) por meio do Modelo de Análise Envoltória de Dados (DEA) Idalberto José das Neves Júnior Universidade

Leia mais

ESTUDO DE PERFORMANCE: INDICADORES GERENCIAIS

ESTUDO DE PERFORMANCE: INDICADORES GERENCIAIS ESTUDO DE PERFORMANCE: INDICADORES GERENCIAIS Hamilton Bezerra Fraga da Silva Fund. João Goulart Instituto de Estudos de Administração Pública da Cidade do Rio de Janeiro; Rua Gal. Barbosa Lima 57/ 401,

Leia mais

2. A FERRAMENTA SOLVER (EXCEL)

2. A FERRAMENTA SOLVER (EXCEL) Faculdade de Engenharia Eng. Celso Daniel Engenharia de Produção 2. A FERRAMENTA SOLVER (EXCEL) Diversas ferramentas para solução de problemas de otimização, comerciais ou acadêmicos, sejam eles lineares

Leia mais

PROPOSTA DE AVALIAÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO AMBIENTAL NAS MPES DA CADEIA PRODUTIVA DO PETRÓLEO E GÁS DO RN VIA DATA ENVELOPMENT ANALYSIS (DEA)

PROPOSTA DE AVALIAÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO AMBIENTAL NAS MPES DA CADEIA PRODUTIVA DO PETRÓLEO E GÁS DO RN VIA DATA ENVELOPMENT ANALYSIS (DEA) PROPOSTA DE AVALIAÇÃO DAS PRÁTICAS DE GESTÃO AMBIENTAL NAS MPES DA CADEIA PRODUTIVA DO PETRÓLEO E GÁS DO RN VIA DATA ENVELOPMENT ANALYSIS (DEA) Paulo Ricardo Cosme Bezerra 1 1 Universidade Federal do Rio

Leia mais

Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa Lato Sensu em Administração Financeira Trabalho de Conclusão de Curso

Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa Lato Sensu em Administração Financeira Trabalho de Conclusão de Curso Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa Lato Sensu em Administração Financeira Trabalho de Conclusão de Curso AVALIAÇÃO DA FRONTEIRA DE EFICIÊNCIA DE EMPRESAS DE CONSTRUÇÃO CIVIL NO DISTRITO FEDERAL ATRAVÉS

Leia mais

UMA PROPOSTA PARA A UTILIZAÇÃO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS EM PROBLEMAS DE SISTEMAS DE EQUAÇÕES LINEARES

UMA PROPOSTA PARA A UTILIZAÇÃO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS EM PROBLEMAS DE SISTEMAS DE EQUAÇÕES LINEARES UMA PROPOSTA PARA A UTILIZAÇÃO DE PLANILHAS ELETRÔNICAS EM PROBLEMAS DE SISTEMAS DE EQUAÇÕES LINEARES Resumo Hugo Luiz Gonzaga Honório¹ Marinalva Passamai Alvarenga² ¹ Ufjf/Educação Matemática/ hugohonorio12@gmail.com

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS NO ENSINO DA DISCIPLINA DE ENGENHARIA ECONÔMICA

A UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS NO ENSINO DA DISCIPLINA DE ENGENHARIA ECONÔMICA A UTILIZAÇÃO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS NO ENSINO DA DISCIPLINA DE ENGENHARIA ECONÔMICA Álvaro Gehlen de Leão Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Engenharia Departamento

Leia mais

Programação Linear com o Microsoft Excel R

Programação Linear com o Microsoft Excel R Programação Linear com o Microsoft Excel R Adriano Verdério 1, Clezio A. Braga 1 1 Colegiado do Curso de Matemática - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas da Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Leia mais

SISTEMA PRÓ-INOVA MOVELEIRO

SISTEMA PRÓ-INOVA MOVELEIRO SISTEMA PRÓ-INOVA MOVELEIRO MANUAL DO USUÁRIO Bento Gonçalves, abril 2012. 1. PESQUISA PRODUTIVIDADE E EFICIÊNCIA TÉCNICA COMPARATIVA RIO GRANDE DO SUL E BRASIL Caro Sr(a)., O Centro Gestor de Inovação

Leia mais

Número de beneficiários por modalidade e ano

Número de beneficiários por modalidade e ano GT Novo Modelo de Reajuste ANÁLISE DA EFICIÊNCIA TÉCNICA DAS OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE COM A UTILIZAÇÃO DA ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS Paula de Almeida Hashimoto Novo Modelo de Reajuste Proposta da

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2014 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos EE: Arlindo Bittencourt Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE PLANILHA ELETRÔNICA NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE PLANEJAMENTO E PROGRAMAÇÃO DA PRODUÇÃO

UTILIZAÇÃO DE PLANILHA ELETRÔNICA NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE PLANEJAMENTO E PROGRAMAÇÃO DA PRODUÇÃO Anais do XXXIV COBENGE. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, Setembro de 2006. ISBN 85-755-37-4 UTILIZAÇÃO DE PLANILHA ELETRÔNICA NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS DE PLANEJAMENTO E PROGRAMAÇÃO DA PRODUÇÃO

Leia mais

Gerenciamento dos Custos

Gerenciamento dos Custos Gerenciamento dos Custos Baseado no PMBOK Guide 2000 Hermano Perrelli hermano@cin.ufpe.br Objetivos desta aula Apresentar os processos, ferramentas e técnicas utilizadas para gerenciar os custos de um

Leia mais

PROBLEMA DE TRANSPORTE: MODELO E MÉTODO DE SOLUÇÃO

PROBLEMA DE TRANSPORTE: MODELO E MÉTODO DE SOLUÇÃO PROBLEMA DE TRANSPORTE: MODELO E MÉTODO DE SOLUÇÃO Luciano Pereira Magalhães - 8º - noite lpmag@hotmail.com Orientador: Prof Gustavo Campos Menezes Banca Examinadora: Prof Reinaldo Sá Fortes, Prof Eduardo

Leia mais

Aplicação do método DEA na análise do desempenho do mercado imobiliário: Um estudo de caso dos aluguéis médios da Barra da Tijuca e Adjacências

Aplicação do método DEA na análise do desempenho do mercado imobiliário: Um estudo de caso dos aluguéis médios da Barra da Tijuca e Adjacências Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Aplicação do método DEA na análise do desempenho do mercado imobiliário: Um estudo de caso dos aluguéis médios da Barra da Tijuca e Adjacências Débora Vides dos Santos

Leia mais

ÍNDICE... 3 INTRODUÇÃO... 4. A série... 4

ÍNDICE... 3 INTRODUÇÃO... 4. A série... 4 EXCEL 2007 e 2010 2 ÍNDICE ÍNDICE... 3 INTRODUÇÃO... 4 A série... 4 01 LISTA COM VALIDAÇÃO... 5 02 FUNÇÕES FINANCEIRAS... 7 03 FUNÇÃO DE BANCO DE DADOS... 12 04 RÓTULOS... 15 05 TABELA DINÂMICA... 18 06

Leia mais

1. Resolução de problemas de Programação Linear utilizando Excel

1. Resolução de problemas de Programação Linear utilizando Excel 1. Resolução de problemas de Programação Linear utilizando Excel O software Excel resolve problemas de Programação Linear através da ferramenta Solver. Retomando um problema de Programação Linear já citado,

Leia mais

Eixo Temático: Estratégia e Internacionalização de Empresas ANÁLISE EXPLORATÓRIA DO BALANÇO FINANCEIRO DE UMA GRÁFICA

Eixo Temático: Estratégia e Internacionalização de Empresas ANÁLISE EXPLORATÓRIA DO BALANÇO FINANCEIRO DE UMA GRÁFICA Eixo Temático: Estratégia e Internacionalização de Empresas ANÁLISE EXPLORATÓRIA DO BALANÇO FINANCEIRO DE UMA GRÁFICA Viviane de Senna, Adriano Mendonça Souza, Afonso Valau de Lima Junior, Fernanda Rezer,

Leia mais

Excel 2010 Módulo i. Incrementando. Seus conhecimentos

Excel 2010 Módulo i. Incrementando. Seus conhecimentos Excel 2010 Módulo i Incrementando Seus conhecimentos Aperfeiçoando A sua prática Página 1/10 ÍNDICE. Histórico... 003. Definição de Planilha Eletrônica... 006. Formas de Ponteiro... 013. Referências...

Leia mais

SISTEMA PARA OTIMIZAR O ATENDIMENTO DE ENCOMENDAS EM FÁBRICAS PROCESSADORAS DE CASTANHA DE CAJU

SISTEMA PARA OTIMIZAR O ATENDIMENTO DE ENCOMENDAS EM FÁBRICAS PROCESSADORAS DE CASTANHA DE CAJU SISTEMA PARA OTIMIZAR O ATENDIMENTO DE ENCOMENDAS EM FÁBRICAS PROCESSADORAS DE CASTANHA DE CAJU Autor(es) Pedro F. Adeodato de Paula Pessoa E-mail: pedro@cnpat.embrapa.br Vínculo: Centro Nacional de Pesquisa

Leia mais

FERRAMENTA PARA CALCULAR A EFICIÊNCIA: UM PROCEDIMENTO PARA ENGENHEIROS DE PRODUÇÃO

FERRAMENTA PARA CALCULAR A EFICIÊNCIA: UM PROCEDIMENTO PARA ENGENHEIROS DE PRODUÇÃO Anais do XXXIV COBENGE. Passo Fundo: Ed. Universidade de Passo Fundo, Setembro de 2006. ISBN 85-7515-371-4 FERRAMENTA PARA CALCULAR A EFICIÊNCIA: UM PROCEDIMENTO PARA ENGENHEIROS DE PRODUÇÃO Mariana R.

Leia mais

Utilizando o EXCEL Solver

Utilizando o EXCEL Solver Utilizando o EXCEL Solver Outubro de 2000 2 A opção Solver no Excel pode ser utilizada para resolver problemas de otimização lineares e nãolineares. As restrições de inteiros podem ser colocadas nas variáveis

Leia mais

Tutorial do Iniciante. Excel Básico 2010

Tutorial do Iniciante. Excel Básico 2010 Tutorial do Iniciante Excel Básico 2010 O QUE HÁ DE NOVO O Microsoft Excel 2010 é um programa de edição de planilhas eletrônicas muito usado no mercado de trabalho para realizar diversas funções como;

Leia mais

Aplicação da metodologia DEA na análise do desempenho de núcleos científicos numa instituição de ensino

Aplicação da metodologia DEA na análise do desempenho de núcleos científicos numa instituição de ensino Aplicação da metodologia DEA na análise do desempenho de núcleos científicos numa instituição de ensino Hélder Carrasqueira Isabel Teotónio Paulo Carrasco Sandra Rebelo ESGHT, Universidade do Algarve hcarrasq@ualg.pt

Leia mais

Utilização do SOLVER do EXCEL

Utilização do SOLVER do EXCEL Utilização do SOLVER do EXCEL 1 Utilização do SOLVER do EXCEL José Fernando Oliveira DEEC FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO MAIO 1998 Para ilustrar a utilização do Solver na resolução de

Leia mais

1. Resolução de problemas de Programação Linear utilizando Excel

1. Resolução de problemas de Programação Linear utilizando Excel 1. Resolução de problemas de Programação Linear utilizando Excel O software Excel resolve problemas de Programação Linear através da ferramenta Solver. Retomando um problema de Programação Linear já citado,

Leia mais

MODELOS DEA PARA AVALIAR A ATRATIVIDADE DOS CURSOS DE ENGENHARIA DA UFF

MODELOS DEA PARA AVALIAR A ATRATIVIDADE DOS CURSOS DE ENGENHARIA DA UFF MODELOS DEA PARA AVALIAR A ATRATIVIDADE DOS CURSOS DE ENGENHARIA DA UFF Maria Helena Campos Soares de Mello (UFF) helena_mello@yahoo.com.br João Carlos Correia Baptista Soares de Mello (UFF) jcsmello@pesquisador.cnpq.br

Leia mais

Eficiência de uma rede de agências bancárias utilizando O modelo Data Envelopment Analysis DEA

Eficiência de uma rede de agências bancárias utilizando O modelo Data Envelopment Analysis DEA Universidade Federal de Santa Catarina www.producaoonline.inf.br ISSN 1676-1901 / Vol. 2/ Num. 2/ Outubro de 2002 Eficiência de uma rede de agências bancárias utilizando O modelo Data Envelopment Analysis

Leia mais

INE 7001 - Procedimentos de Análise Bidimensional de variáveis QUANTITATIVAS utilizando o Microsoft Excel. Professor Marcelo Menezes Reis

INE 7001 - Procedimentos de Análise Bidimensional de variáveis QUANTITATIVAS utilizando o Microsoft Excel. Professor Marcelo Menezes Reis INE 7001 - Procedimentos de Análise Bidimensional de variáveis QUANTITATIVAS utilizando o Microsoft Excel. Professor Marcelo Menezes Reis O objetivo deste texto é apresentar os principais procedimentos

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE PORTAL COM VÍDEO AULAS PARA A MELHORIA CONTÍNUA DO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM EM SÉRIES INICIAIS

DESENVOLVIMENTO DE PORTAL COM VÍDEO AULAS PARA A MELHORIA CONTÍNUA DO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM EM SÉRIES INICIAIS DESENVOLVIMENTO DE PORTAL COM VÍDEO AULAS PARA A MELHORIA CONTÍNUA DO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM EM SÉRIES INICIAIS Giancarlo de França Aguiar giancarlo.aguiar@ifpr.edu.br Universidade Positivo-UP

Leia mais

Utilização de Planilhas Excel na Engenharia Civil

Utilização de Planilhas Excel na Engenharia Civil Utilização de Planilhas Excel na Engenharia Civil Alexandre Negredo, Kevin Barros Ulhoa¹; Medeiros G. C.² ¹ ² Grupo PET Estruturas Universidade Católica de Brasília (UCB) Curso de Graduação em Engenharia

Leia mais

Microsoft Excel na resolução de problemas de optimização

Microsoft Excel na resolução de problemas de optimização Universidade do Minho Escola de Engenharia Departamento Campus de Gualtar de Produção 4710-057 Braga e Sistemas Microsoft Excel na resolução de problemas de optimização Manual da disciplina de Métodos

Leia mais

PESQUISA OPERACIONAL: UMA ABORDAGEM À PROGRAMAÇÃO LINEAR. Rodolfo Cavalcante Pinheiro 1,3 Cleber Giugioli Carrasco 2,3 *

PESQUISA OPERACIONAL: UMA ABORDAGEM À PROGRAMAÇÃO LINEAR. Rodolfo Cavalcante Pinheiro 1,3 Cleber Giugioli Carrasco 2,3 * PESQUISA OPERACIONAL: UMA ABORDAGEM À PROGRAMAÇÃO LINEAR 1 Graduando Rodolfo Cavalcante Pinheiro 1,3 Cleber Giugioli Carrasco 2,3 * 2 Pesquisador - Orientador 3 Curso de Matemática, Unidade Universitária

Leia mais

NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO E OS PRAZOS DE ROTAÇÃO Samuel Leite Castelo Universidade Estadual do Ceará - UECE

NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO E OS PRAZOS DE ROTAÇÃO Samuel Leite Castelo Universidade Estadual do Ceará - UECE Resumo: NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO E OS PRAZOS DE ROTAÇÃO Samuel Leite Castelo Universidade Estadual do Ceará - UECE O artigo trata sobre a estratégia financeira de curto prazo (a necessidade de capital

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ASSUNTO PESQUISA OPERACIONAL. O que é Pesquisa Operacional?

INTRODUÇÃO AO ASSUNTO PESQUISA OPERACIONAL. O que é Pesquisa Operacional? INTRODUÇÃO AO ASSUNTO PESQUISA OPERACIONAL O que é Pesquisa Operacional? Denomina-se Management Sciences (Ciência de Negócios) a área de estudos que utiliza computadores, estatística e matemática para

Leia mais

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com. ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.br CPC Conceito Preliminar de Curso 1 - Nota dos Concluintes no ENADE

Leia mais

CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA

CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA CAPÍTULO 1 - CONTABILIDADE E GESTÃO EMPRESARIAL A CONTROLADORIA Constata-se que o novo arranjo da economia mundial provocado pelo processo de globalização tem afetado as empresas a fim de disponibilizar

Leia mais

Gerenciamento simultâneo de produção e processo

Gerenciamento simultâneo de produção e processo Gerenciamento simultâneo de produção e processo Leonardo Werncke Oenning - Departamento de Engenharia de Materiais UNESC, wo.leo@hotmail.com Leopoldo Pedro Guimarães Filho UNESC, lpg@unesc.net; Dino Gorini

Leia mais

IBAPE - XII COBREAP - CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS, BELO HORIZONTE/MG

IBAPE - XII COBREAP - CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS, BELO HORIZONTE/MG IBAPE - XII COBREAP - CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS, BELO HORIZONTE/MG SITUAÇÕES ONDE A APLICAÇÃO DA ANÁLISE DE ENVOLTÓRIA DE DADOS SOB DUPLA ÓPTICA (DEA) APRESENTA VANTAGENS

Leia mais

Análise da sensibilidade

Análise da sensibilidade Análise da Sensibilidade Bertolo, L.A. UNIUBE Análise da sensibilidade Em todos os modelos de programação linear, os coeficientes da função objetivo e das restrições são considerados como entrada de dados

Leia mais

Prof. Cleber Oliveira Gestão Financeira

Prof. Cleber Oliveira Gestão Financeira Aula 2 Gestão de Fluxo de Caixa Introdução Ao estudarmos este capítulo, teremos que nos transportar aos conceitos de contabilidade geral sobre as principais contas contábeis, tais como: contas do ativo

Leia mais

Os Índices Financeiros como uma Ferramenta de Benchmarking Empresarial: uma aplicação da Análise Envoltória de Dados (DEA)

Os Índices Financeiros como uma Ferramenta de Benchmarking Empresarial: uma aplicação da Análise Envoltória de Dados (DEA) Os Índices Financeiros como uma Ferramenta de Benchmarking Empresarial: uma aplicação da Análise Envoltória de Dados (DEA) RESUMO Autoria: Héber Souza Andrade, Suely de Fátima Ramos Silveira, Bruno Tavares

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE SOFTWARES NA RESOLUÇÃO DE UM PROBLEMA DE PROGRAMAÇÃO LINEAR. Cintia da Silva Araújo, Tiago de Souza Marçal, Magda Aparecida Nogueira

UTILIZAÇÃO DE SOFTWARES NA RESOLUÇÃO DE UM PROBLEMA DE PROGRAMAÇÃO LINEAR. Cintia da Silva Araújo, Tiago de Souza Marçal, Magda Aparecida Nogueira UTILIZAÇÃO DE SOFTWARES NA RESOLUÇÃO DE UM PROBLEMA DE PROGRAMAÇÃO LINEAR Cintia da Silva Araújo, Tiago de Souza Marçal, Magda Aparecida Nogueira 1 Centro de Ciências Agrárias-Universidade Federal do Espírito

Leia mais

USO DA PROGRAMAÇÃO LINEAR, ATRAVÉS DE PLANILHA ELETRÔNICA (EXCEL), COMO AUXÍLIO NO PLANEJAMENTO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA.

USO DA PROGRAMAÇÃO LINEAR, ATRAVÉS DE PLANILHA ELETRÔNICA (EXCEL), COMO AUXÍLIO NO PLANEJAMENTO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA. USO DA PROGRAMAÇÃO LINEAR, ATRAVÉS DE PLANILHA ELETRÔNICA (EXCEL), COMO AUXÍLIO NO PLANEJAMENTO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA. Autor Bruno Grandi E-mail : bg@cainet.com.br Vínculo: Emater-PR Endereço:

Leia mais

SEQÜÊNCIA DE DEPÓSITOS

SEQÜÊNCIA DE DEPÓSITOS TÓPICOS DE MATEMÁTICA FINANCEIRA PARA O ENSINO MÉDIO - PROF. MARCELO CÓSER 1 SEQÜÊNCIA DE DEPÓSITOS Vimos que a variação de um capital ao longo do tempo pode ser ilustrada em uma planilha eletrônica. No

Leia mais

AVALIAÇÃO DE UM CURSO DE MATEMÁTICA À DISTÂNCIA COM MODELOS DEA E SELEÇÃO DE VARIÁVEIS

AVALIAÇÃO DE UM CURSO DE MATEMÁTICA À DISTÂNCIA COM MODELOS DEA E SELEÇÃO DE VARIÁVEIS AVALIAÇÃO DE UM CURSO DE MATEMÁTICA À DISTÂNCIA COM MODELOS DEA E SELEÇÃO DE VARIÁVEIS Fernando do Valle Silva Andrade Graduação em Engenharia de Produção Universidade Federal Fluminense (UFF) Niterói

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DE INVESTIMENTO EM CAMPANHA DE SEARCH ENGINE OPTMIZATION

OTIMIZAÇÃO DE INVESTIMENTO EM CAMPANHA DE SEARCH ENGINE OPTMIZATION UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ INSTITUTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E GESTÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO - MBA OTIMIZAÇÃO DE INVESTIMENTO EM CAMPANHA DE SEARCH ENGINE OPTMIZATION ANA HELENA BRUM ALESSANDRA

Leia mais

A determinação do preço de venda do produto através da análise da Curva de Simom uma aplicação no jogo de empresas GI-EPS

A determinação do preço de venda do produto através da análise da Curva de Simom uma aplicação no jogo de empresas GI-EPS A determinação do preço de venda do produto através da análise da Curva de Simom uma aplicação no jogo de empresas GI-EPS Denis Rasquin Rabenschlag, M. Eng. Doutorando da Universidade Federal de Santa

Leia mais

XLVII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PESQUISA OPERACIONAL

XLVII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE PESQUISA OPERACIONAL UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE Debora Jaensch Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção

Leia mais

Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da

Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Informação e Documentação Disciplina: Planejamento e Gestão

Leia mais

O PAINEL OUVIDORIA COMO PRÁTICA DE GESTÃO DAS RECLAMAÇÕES NA CAIXA

O PAINEL OUVIDORIA COMO PRÁTICA DE GESTÃO DAS RECLAMAÇÕES NA CAIXA PRÁTICA 1) TÍTULO O PAINEL OUVIDORIA COMO PRÁTICA DE GESTÃO DAS RECLAMAÇÕES NA CAIXA 2) DESCRIÇÃO DA PRÁTICA - limite de 8 (oito) páginas: A Ouvidoria da Caixa, responsável pelo atendimento, registro,

Leia mais

AVALIAÇÃO DE EFICIÊNCIA DE LOJAS DO VAREJO SUPERMERCADISTA

AVALIAÇÃO DE EFICIÊNCIA DE LOJAS DO VAREJO SUPERMERCADISTA AVALIAÇÃO DE EFICIÊNCIA DE LOJAS DO VAREJO SUPERMERCADISTA Denise Santos de Figueiredo Mestrado em Engenharia de Produção Universidade Federal Fluminense Rua Passos da Pátria, 156, São Domingos, CEP.:

Leia mais

MEDIÇÃO DE EFICIÊNCIA DE PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFRJ UM ESTUDO POR MEIO DE DATA ENVELOPMENT ANALYSIS

MEDIÇÃO DE EFICIÊNCIA DE PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFRJ UM ESTUDO POR MEIO DE DATA ENVELOPMENT ANALYSIS MEDIÇÃO DE EFICIÊNCIA DE PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFRJ UM ESTUDO POR MEIO DE DATA ENVELOPMENT ANALYSIS Marcos Pereira Estellita Lins Daniel Braga Arêas Programa de Engenharia de Produção COPPE/UFRJ

Leia mais

CONCEPÇÃO E TESTE DE SOFTWARE NO PROCESSO DE ENSINO- APRENDIZAGEM DA DISCIPLINA PESQUISA OPERACIONAL

CONCEPÇÃO E TESTE DE SOFTWARE NO PROCESSO DE ENSINO- APRENDIZAGEM DA DISCIPLINA PESQUISA OPERACIONAL CONCEPÇÃO E TESTE DE SOFTWARE NO PROCESSO DE ENSINO- APRENDIZAGEM DA DISCIPLINA PESQUISA OPERACIONAL Giancarlo de F. Aguiar giancarl@up.com.br Universidade Positivo - UP, Engenharia da Computação Rua Pedro

Leia mais

Aspectos Teóricos e Computacionais do Problema de Alocação de Berços em Portos Marítmos

Aspectos Teóricos e Computacionais do Problema de Alocação de Berços em Portos Marítmos Aspectos Teóricos e Computacionais do Problema de Alocação de Berços em Portos Marítmos Flávia Barbosa Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) flaflabarbosa0@gmail.com Antônio Carlos Moretti Universidade

Leia mais

Equações do primeiro grau

Equações do primeiro grau Módulo 1 Unidade 3 Equações do primeiro grau Para início de conversa... Você tem um telefone celular ou conhece alguém que tenha? Você sabia que o telefone celular é um dos meios de comunicação que mais

Leia mais

DECISÃO DA REALIZAÇÃO DE INVESTIMENTOS EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COM ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS

DECISÃO DA REALIZAÇÃO DE INVESTIMENTOS EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COM ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS Universidade Federal de Santa Catarina www.producaoonline.inf.br ISSN 1676-1901 / Vol. 4/ Num. 2/ Maio de 2003 DECISÃO DA REALIZAÇÃO DE INVESTIMENTOS EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO COM ANÁLISE ENVOLTÓRIA

Leia mais

Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares

Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares Existem três níveis distintos de planejamento: Planejamento Estratégico Planejamento Tático Planejamento Operacional Alcance

Leia mais

CASO DE USO PARA ANÁLISE DE DOMINIO DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA PRODUÇÃO DE LEITE

CASO DE USO PARA ANÁLISE DE DOMINIO DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA PRODUÇÃO DE LEITE CASO DE USO PARA ANÁLISE DE DOMINIO DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA PRODUÇÃO DE LEITE Andrea C. A. Borim 1 Antônio M. Saraiva 2 José M. Fernandes 3 Carlos A. R. Pinto 4 RESUMO A busca pelo aumento da

Leia mais

MATERIAL DIDÁTICO: APLICAÇÕES EMPRESARIAIS SISTEMA DE APOIO À DECISÃO (SAD)

MATERIAL DIDÁTICO: APLICAÇÕES EMPRESARIAIS SISTEMA DE APOIO À DECISÃO (SAD) AULA 07 MATERIAL DIDÁTICO: APLICAÇÕES EMPRESARIAIS SISTEMA DE APOIO À DECISÃO (SAD) JAMES A. O BRIEN MÓDULO 01 Páginas 286 à 294 1 AULA 07 SISTEMAS DE APOIO ÀS DECISÕES 2 Sistemas de Apoio à Decisão (SAD)

Leia mais

SG FOOD (SISTEMA GERÊNCIAL DE LANCHONETES EM GERAL) JUNIOR, M. P.A.; MODESTO, L.R. Resumo

SG FOOD (SISTEMA GERÊNCIAL DE LANCHONETES EM GERAL) JUNIOR, M. P.A.; MODESTO, L.R. Resumo SG FOOD (SISTEMA GERÊNCIAL DE LANCHONETES EM GERAL) JUNIOR, M. P.A.; MODESTO, L.R. Resumo A Tecnologia da Informação (TI) faz parte do cotidiano da sociedade moderna, mesmo as pessoas que não têm acesso

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA A GEOMETRIA DO VaR: (Value at risk) Aplicações computacionais AUTOR: RODOLFO VENDRASCO TACIN PROFESSOR

Leia mais

A VISÃO DO GERENCIAMENTO DE CUSTOS EM EMPRESAS DE SAÚDE

A VISÃO DO GERENCIAMENTO DE CUSTOS EM EMPRESAS DE SAÚDE ROSADAS, L.A. da S.; MACEDO, M.A. da S. 1 A VISÃO DO GERENCIAMENTO DE CUSTOS EM EMPRESAS DE SAÚDE LEANDRO AZEVEDO DA SILVA ROSADAS¹ MARCELO ALVARO DA SILVA MACEDO² 1. Aluno do 7ª período do curso de Ciências

Leia mais

Teoria da Decisão MÉTODOS QUANTITATIVOS DE GESTÃO

Teoria da Decisão MÉTODOS QUANTITATIVOS DE GESTÃO Teoria da Decisão MÉTODOS QUANTITATIVOS DE GESTÃO INTRODUÇÃO Todo problema de decisão envolve julgamento sobre um conjunto conhecido de alternativas; Informações Disponíveis (Dados) Conhecidos com certeza;

Leia mais

AVALIANDO A EFICIÊNCIA DE EQUIPES DO SISTEMA DE MANUFATURA - UM ESTUDO DE CASO NO SETOR SIDERÚRGICO

AVALIANDO A EFICIÊNCIA DE EQUIPES DO SISTEMA DE MANUFATURA - UM ESTUDO DE CASO NO SETOR SIDERÚRGICO AVALIANDO A EFICIÊNCIA DE EQUIPES DO SISTEMA DE MANUFATURA - UM ESTUDO DE CASO NO SETOR SIDERÚRGICO Rafael Rodrigues Universidade Federal Fluminense Av. dos Trabalhadores 420, Vila Santa Cecília, Volta

Leia mais

QFD: Quality Function Deployment QFD: CASA DA QUALIDADE - PASSO A PASSO

QFD: Quality Function Deployment QFD: CASA DA QUALIDADE - PASSO A PASSO QFD: CASA DA QUALIDADE - PASSO A PASSO 1 - INTRODUÇÃO Segundo Akao (1990), QFD é a conversão dos requisitos do consumidor em características de qualidade do produto e o desenvolvimento da qualidade de

Leia mais

A UTILIZAÇÃO ADEQUADA DO PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO (PCP), EM UMA INDÚSTRIA.

A UTILIZAÇÃO ADEQUADA DO PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO (PCP), EM UMA INDÚSTRIA. A UTILIZAÇÃO ADEQUADA DO PLANEJAMENTO E CONTROLE DA PRODUÇÃO (PCP), EM UMA INDÚSTRIA. KAIHATU, Rodrigo. Discente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais/ACEG E-mail: rodrigo.hiroshi@hotmail.com

Leia mais

O QUE É E COMO FUNCIONA O CREDIT SCORING PARTE II

O QUE É E COMO FUNCIONA O CREDIT SCORING PARTE II O QUE É E COMO FUNCIONA O CREDIT SCORING PARTE II! Como implementar o escore de crédito?! Como avaliar o escore de crédito?! Como calcular a função discriminante usando o Excel?! Como aplicar a função

Leia mais

Correlação Canônica. Outubro / 1998. Versão preliminar. Fabio Vessoni. fabio@mv2.com.br (011) 30642254. MV2 Sistemas de Informação

Correlação Canônica. Outubro / 1998. Versão preliminar. Fabio Vessoni. fabio@mv2.com.br (011) 30642254. MV2 Sistemas de Informação Correlação Canônica Outubro / 998 Versão preliminar Fabio Vessoni fabio@mv.com.br (0) 306454 MV Sistemas de Informação Introdução Existem várias formas de analisar dois conjuntos de dados. Um dos modelos

Leia mais

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG)

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG) Sistema de Informação Gerencial (SIG) Material de Apoio Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) são sistemas ou processos que fornecem as informações necessárias para gerenciar com eficácia as organizações.

Leia mais

Associação entre Eficiência de Hospitais de Ensino e Variáveis Ambientais

Associação entre Eficiência de Hospitais de Ensino e Variáveis Ambientais Associação entre Eficiência de Hospitais de Ensino e Variáveis Ambientais Maria Stella de Castro Lobo Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, UFRJ Marcos Pereira Estellita Lins Programa de Engenharia

Leia mais

SisDEA Home Windows Versão 1

SisDEA Home Windows Versão 1 ROTEIRO PARA CRIAÇÃO E ANÁLISE MODELO REGRESSÃO 1. COMO CRIAR UM MODELO NO SISDEA Ao iniciar o SisDEA Home, será apresentada a tela inicial de Bem Vindo ao SisDEA Windows. Selecione a opção Criar Novo

Leia mais

GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS

GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS CULTURA RELIGIOSA O fenômeno religioso, sua importância e implicações na formação do ser humano, da cultura e da sociedade. As principais religiões universais: história

Leia mais

Capítulo 3 Projeções contábeis e financeiras 63

Capítulo 3 Projeções contábeis e financeiras 63 Sumário Capítulo 1 Conceitos de matemática financeira 1 1.1 Introdução 1 1.2 Taxa de juro nominal e taxa de juro real 3 1.2.1 Fórmula 3 1.3 Capitalização simples 4 1.3.1 Fórmulas 4 1.4 Capitalização composta

Leia mais

O estudo de um indicador de comportamento do segurado brasileiro Francisco Galiza, Mestre em Economia (FGV)

O estudo de um indicador de comportamento do segurado brasileiro Francisco Galiza, Mestre em Economia (FGV) O estudo de um indicador de comportamento do segurado brasileiro Francisco Galiza, Mestre em Economia (FGV) Este artigo tem por objetivo analisar as taxas de aversão ao risco em alguns ramos do mercado

Leia mais

Ano III Número 05 Agosto de 2006 Periódicos Semestral

Ano III Número 05 Agosto de 2006 Periódicos Semestral ESTUDO DE CASO BASEADO NA SOLUÇÃO DE PROBLEMA HIPOTÉTICO DE ALOCAÇÃO DE RECURSOS LIMITADOS COM TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO LINEAR ATRAVÉS DA FERRAMENTA SOLVER DO MICROSOFT EXCEL 1 Pedro Henrique Marana Bim;

Leia mais

FUNDAÇÃO INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA EM CONTABILIDADE, ECONOMIA E FINANÇAS - FUCAPE VINICIUS SOUTO-MAIOR LIMA

FUNDAÇÃO INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA EM CONTABILIDADE, ECONOMIA E FINANÇAS - FUCAPE VINICIUS SOUTO-MAIOR LIMA FUNDAÇÃO INSTITUTO CAPIXABA DE PESQUISA EM CONTABILIDADE, ECONOMIA E FINANÇAS - FUCAPE VINICIUS SOUTO-MAIOR LIMA VALUE & GROWTH INVESTING NO BRASIL: o impacto do critério SUE na performance de portfólios

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Técnicas e Ferramentas iniciais

Gerenciamento de Projetos Técnicas e Ferramentas iniciais Gerenciamento de Projetos Técnicas e Ferramentas iniciais Metodologia Aula Teórica Exemplos e Exercícios práticos Questões de concursos anteriores Metodologia e Bibliografia Fontes PMBOK, 2004. Project

Leia mais

Análise do índice de instalação de empresas no Município de Osasco utilizando sistemas de informação geográfica e análise envoltória de dados - DEA

Análise do índice de instalação de empresas no Município de Osasco utilizando sistemas de informação geográfica e análise envoltória de dados - DEA Análise do índice de instalação de empresas no Município de Osasco utilizando sistemas de informação geográfica e análise envoltória de dados - DEA George Eduardo Serra Almeida 1 José Alberto Quintanilha

Leia mais

A QUEM SE DESTINA? COORDENADOR DO CURSO

A QUEM SE DESTINA? COORDENADOR DO CURSO CBA EM FINANÇAS CBA EM finanças O CBA em Finanças é um programa que proporciona aos participantes sólidos fundamentos em finanças e liderança. O programa tem o objetivo de preparar executivos para enfrentar

Leia mais

À DESCOBERTA DE SOFTWARE

À DESCOBERTA DE SOFTWARE À DESCOBERTA DE SOFTWARE PARA EXPLORAR A PROGRAMAÇÃO LINEAR NO ENSINO SECUNDÁRIO Paula Maria Barros (1), Ana Isabel Pereira (1), Ana Paula Teixeira (2) (1) Instituto Politécnico de Bragança, (2) Universidade

Leia mais

APLICAÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS UTILIZANDO O SISVAR

APLICAÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS UTILIZANDO O SISVAR APLICAÇÃO DE TÉCNICAS ESTATÍSTICAS UTILIZANDO O SISVAR Nádia Giaretta Biase 1 Universidade Federal de Uberlândia nadia@pontal.ufu.br Jéssica Paula Silva Costa 2 Universidade Federal de Uberlândia jessicapaula@mat.pontal.ufu.br

Leia mais

Análise de Regressão. Tópicos Avançados em Avaliação de Desempenho. Cleber Moura Edson Samuel Jr

Análise de Regressão. Tópicos Avançados em Avaliação de Desempenho. Cleber Moura Edson Samuel Jr Análise de Regressão Tópicos Avançados em Avaliação de Desempenho Cleber Moura Edson Samuel Jr Agenda Introdução Passos para Realização da Análise Modelos para Análise de Regressão Regressão Linear Simples

Leia mais

O Excel é um software de Planilha Eletrônica integrante dos produtos do Microsoft Office.

O Excel é um software de Planilha Eletrônica integrante dos produtos do Microsoft Office. EXCEL O Excel é um software de Planilha Eletrônica integrante dos produtos do Microsoft Office. É composto das seguintes partes: Pasta de Trabalho um arquivo que reúne várias planilhas, gráficos, tabelas,

Leia mais

Aplicação de Pesquisa Operacional em uma Empresa do Ramo Moveleiro

Aplicação de Pesquisa Operacional em uma Empresa do Ramo Moveleiro Sistemas Produtivos e Desenvolvimento Profissional: Desafios e Perspectivas Aplicação de Pesquisa Operacional em uma Empresa do Ramo Moveleiro JOÃO ROBERTO MAIELLARO Fatec Guarulhos São Paulo Brasil joaomaiellaro@yahoo.com.br

Leia mais

OS CONHECIMENTOS MATEMÁTICOS NO ENSINO SUPERIOR: OUTRAS POSSIBILIDADES PARA A PRÁTICA DO PROFESSOR

OS CONHECIMENTOS MATEMÁTICOS NO ENSINO SUPERIOR: OUTRAS POSSIBILIDADES PARA A PRÁTICA DO PROFESSOR OS CONHECIMENTOS MATEMÁTICOS NO ENSINO SUPERIOR: OUTRAS POSSIBILIDADES PARA A PRÁTICA DO PROFESSOR Alexsandro de Melo Silva 1, Leon Cavalcante Lima², Arlyson Alves do Nascimento 3. ¹Instituto Federal de

Leia mais

DEvido as caractéristicas singulares do setor elétrico

DEvido as caractéristicas singulares do setor elétrico IV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SISTEMAS ELÉTRICOS - SBSE 2012 1 Um Modelo de Negociação de Energia Elétrica para Consumidor Livre T. C. Marques, A. C. Santana e F. F. Melo 1 Abstract This paper aims to formulate

Leia mais