Manuseamento, armazenamento, transporte e instalação.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manuseamento, armazenamento, transporte e instalação."

Transcrição

1 Manuseamento, armazenamento, transporte e instalação. Manuseamento Armazenamento Transporte Instalação

2 Cuidados a ter no manuseamento, armazenamento, transporte e instalação de tubos de PE e PVC Os sistemas de tubagem da FOPIL apresentam elevado desempenho quando aplicados correctamente e seguindo as normas básicas desde o seu transporte até à sua instalação. É particularmente importante que a intervenção humana seja de elevada qualidade, bem como que a utilização dos materiais para a sua instalação sejam os mais adequados. Manuseamento Os tubos produzidos pela FOPIL apresentam elevada resistência e durabilidade. No entanto, é importante que o seu manuseamento seja efectuado de forma cuidada e apropriada ao produto em causa. Deve-se antes de mais evitar danos que possam por em risco a sua utilização no futuro, como golpes e choques violentos. Relativamente aos tubos fornecidos em bobines, ou em paletes, é importante a utilização de equipamento mecânico apropriado. Armazenamento O local destinado para armazenamento dos tubos deve ser nivelado e plano, com o objectivo de evitar deformações que possam prejudicar a utilização futura dos diversos produtos. Quando os tubos são armazenados sem serem em paletes, a altura do empilhado não deverá exceder 1,5 metros. O empilhado dos tubos com embocadura deve realizar-se alternando os abocardos e deixando-os sobressair para que os tubos se apoiem ao longo de toda a sua geratriz. Os produtos FOPIL, devem ser armazenados de forma a que não exista contacto com produtos potencialmente perigosos como combustíveis, pinturas agressivas, etc. Os tubos de PVC-U deverão ser armazenados em local protegido das radiações ultravioleta.

3 Transporte Relativamente ao transporte, devem ser tomadas as seguintes precauções: Os veículos transportadores devem possuir uma superfície lisa sem qualquer tipo de saliências que possam danificar as tubagens; Os tubos não podem ultrapassar a plataforma do camião ficando extremidades salientes; Os tubos com alta rigidez deverão situar-se na parte inferior da carga e os de baixa rigidez na parte superior; Quando se realiza a carga de tubos com embocadura, os tubos deverão empilhar-se no veículo de forma que as embocaduras não estejam submetidas a carga excessiva; A carga deverá ser fixada sobre os veículos sem usar elementos em contacto com os tubos que os possam danificar. Recomenda-se a utilização de bandas ou cintas evitando o aperto excessivo; A descarga dos tubos e acessórios deve realizar-se ordenadamente, evitando arremessá-los do camião para o solo.

4 Instalação Instalação de Condutas enterradas As condutas enterradas devem seguir o seguinte procedimento, com o objectivo de obter o máximo rendimento e longevidade das diversas tubagens: 1. Formar o leito com areia fina ou saibro, isento de pedras que possam danificar a tubagem. Posteriormente, encher até metade do diâmetro do tubo e compactar. 2. Proceder de igual modo até envolver completamente o tubo. 3. Continuar o enchimento com o mesmo material até cobrir a tubagem com uma camada de espessura de 15cm mm 4. O enchimento a partir dos 15 cm pode ser com o material da própria escavação em camadas compactadas de 10cm de espessura. 5. A compactação mecânica é aconselhada quando a camada de enchimento sobre o tubo atinja os 30cm. 6. O restante enchimento será colocado e compactado em camadas dependendo do acabamento superficial que se deseje mm Nota: É extremamente importante a não utilização de cimento para revestir o tubo para evitar perda de flexibilidade do mesmo.

5

MANUAL TÉCNICO TRITUBO

MANUAL TÉCNICO TRITUBO MANUAL TÉCNICO ÍNDICE 1.GENERALIDADES.. 1.1 Definições. 1.2 Âmbito de aplicação... 1.3 Características gerais do material. 1.4 Dimensões... 2. MANUSEAMENTO. 3. ARMAZENAMENTO. 4. TRANSPORTE.. 5. INSTALAÇÃO..

Leia mais

DEPÓSITOS MÓVEIS EM POLIETILENO PARA TRANSPORTE DE GASÓLEO, GASOLINA E ADBLUE COM ISENÇÃO DE ADR* EMILCADDY 55-110

DEPÓSITOS MÓVEIS EM POLIETILENO PARA TRANSPORTE DE GASÓLEO, GASOLINA E ADBLUE COM ISENÇÃO DE ADR* EMILCADDY 55-110 DEPÓSITOS MÓVEIS EM POLIETILENO PARA TRANSPORTE DE GASÓLEO, GASOLINA E ADBLUE COM ISENÇÃO DE ADR* EMILCADDY 55-110 Depósitos fabricados em polietileno linear roto-moldado, ideais, para o reabastecimento

Leia mais

SP8 (redes de águas e esgotos) a o Praça D. Manuel I, 48 - Novelhos, S. Paio 4970-595 Arcos de Valdevez Tel. 258 521 811 Fax 258 521 818

SP8 (redes de águas e esgotos) a o Praça D. Manuel I, 48 - Novelhos, S. Paio 4970-595 Arcos de Valdevez Tel. 258 521 811 Fax 258 521 818 SP8 (redes de águas e esgotos) 1- REDE DE ESGOTOS DE ÁGUAS RESIDUAIS ( domésticas ) Este artigo destina-se a estabelecer as condições a que devem satisfazer os trabalhos de fornecimento e montagem das

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE VENÂNCIO AIRES PROJETO ARQUITETÔNICO OBRAS COMPLEMENTARES PARA AS INSTALAÇÕES DA UPA (Muro, alambrados, Abrigo para as ambulâncias e pavimentação). MEMORIAL DESCRITIVO, PLANILHA ORÇAMENTÁRIA E CRONOGRAMA FÍSICO-FINANCEIRO.

Leia mais

Fibras Ópticas Medição da abertura numérica de uma fibra óptica multimodo

Fibras Ópticas Medição da abertura numérica de uma fibra óptica multimodo Fibras Ópticas Medição da abertura numérica de uma fibra óptica multimodo Equipamento: * Mesa óptica * Fibra multimodo, 50/125 µm * Laser de He-Ne * Microscópio * Multímetro óptico * Cortador de fibra

Leia mais

colectores solares térmicos

colectores solares térmicos colectores solares térmicos Manual de Instalação Thinktech THK 15 Thinktech THK 70 Thinktech, energias sem fim Estimado parceiro, desde já agradecemos o interesse na nossa gama. A Thinktech fomenta o espírito

Leia mais

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Banheiros Públicos Rincão do Segredo Local: Rua Carlos Massman - Rincão do Segredo Alm. Tam. do Sul-RS Proprietário: Município de Almirante Tamandaré do Sul / RS 1. O presente

Leia mais

www.daliform.com Cofragens perdidas para a criação e restruturação de piscinas

www.daliform.com Cofragens perdidas para a criação e restruturação de piscinas www.daliform.com Cofragens perdidas para a criação e restruturação de piscinas LEGENDA: Água, piscinas. Passagem de instalações Certifi cações Economia de energia Material reciclado NÚMERO GERAL Telefone

Leia mais

O sistema para fundações ventiladas em forma de galeria de 70 a 250 cm. www.geoplast.it

O sistema para fundações ventiladas em forma de galeria de 70 a 250 cm. www.geoplast.it O sistema para fundações ventiladas em forma de galeria de 7 a 25 cm www.geoplast.it ELEVETOR O sistema para fundações ventiladas em forma de galeria de 7 a 25 cm ELEVETOR é um sistema combinado de cofragens

Leia mais

CO DIÇÕES TÉC ICAS PARA CADER OS DE E CARGOS

CO DIÇÕES TÉC ICAS PARA CADER OS DE E CARGOS 1/17 CO DIÇÕES TÉC ICAS PARA CADER OS DE E CARGOS Sistema de tubagens PVCU para saneamento enterrado sem pressão ❶ O fim das homologações no saneamento Com a publicação da circular do LNEC de 30032004,

Leia mais

SEPARADORES DE GORDURAS TUBOFURO NATUR-GREASE

SEPARADORES DE GORDURAS TUBOFURO NATUR-GREASE SEPARADORES DE GORDURAS TUBOFURO EN 109 Km 160,3 2425-737 Ortigosa Leiria ; Telf, 244616073 / Fax: 244616074 E-mail: geo@tubofuro,pt www.tubofuro.pt Apresentação Os Separadores de Gorduras são construídos

Leia mais

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS PARA

DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS PARA DIRETRIZES EXECUTIVAS DE SERVIÇOS PARA ES-C01 ESTRUTURAS DE ARRIMO 1 DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA ÍNDICE PÁG. 1. OBJETO E OBJETIVO...3 2. S...3 3. CONSIDERAÇÕES INICIAIS...3 4. MUROS DE CONCRETO ARMADO...4

Leia mais

Saneamento I Adutoras

Saneamento I Adutoras Saneamento I Adutoras Prof Eduardo Cohim ecohim@uefs.br 1 INTRODUÇÃO Adutoras são canalizações que conduzem água para as unidades que precedem a rede de distribuição Ramificações: subadutoras CLASSIFICAÇÃO

Leia mais

SE 25.25.0200 (A) m2 45,00 59,74 2.688,30 coordenacao dos projetos complementares. TOTAL DO ITEM 1 12.162,30

SE 25.25.0200 (A) m2 45,00 59,74 2.688,30 coordenacao dos projetos complementares. TOTAL DO ITEM 1 12.162,30 1 SERVIÇOS TÉCNICOS 1.01 Locacao de obra com aparelho topografico, sobre cerca de marcacao, inclusive construcao desta e sua pre-locacao e o fornecimento do material AD 10.10.0100 (/) m 28,00 11,56 323,68

Leia mais

CD18R00 GAMA SANICOL CATÁLOGO TÉCNICO TUBOS

CD18R00 GAMA SANICOL CATÁLOGO TÉCNICO TUBOS GAMA SANICOL CATÁLOGO TÉCNICO TUBOS ÍNDICE 1. Generalidades... 3 2. Características Gerais da Tubagem... 3 3. Características Hidráulicas... 4 4. Características Geométricas... 4 5. Transporte e Armazenamento...

Leia mais

A SA Gôndolas apresenta suas novas linhas de gôndolas com produtos cada vez melhores para valorizar o seu espaço e expor os seus produtos.

A SA Gôndolas apresenta suas novas linhas de gôndolas com produtos cada vez melhores para valorizar o seu espaço e expor os seus produtos. A SA Gôndolas apresenta suas novas linhas de gôndolas com produtos cada vez melhores para valorizar o seu espaço e expor os seus produtos. Representações Técnicas Gôndola Centro Gôndola Parede A busca

Leia mais

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 14. MUROS

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 14. MUROS DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 14. MUROS Av. Torres de Oliveira, 76 - Jaguaré CEP 05347-902 - São Paulo / SP MUROS Os muros são construções feitas de alvenaria de blocos de concreto ou tijolos, que tem a

Leia mais

MANGAS DE PROTECÇÃO PARA REDES EM AÇO E POLIETILENO

MANGAS DE PROTECÇÃO PARA REDES EM AÇO E POLIETILENO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ET 305 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ET 305 29 de Maio de 2007 Página 1 de 8 ÍNDICE Registo das revisões... 2 Preâmbulo... 3 1. Objectivo... 3 2. Âmbito... 3 3. Referências... 3 3.1. Externas...

Leia mais

FICHA TÉCNICA 06 EN 771-3. Blocos de Alvenaria Categoria II

FICHA TÉCNICA 06 EN 771-3. Blocos de Alvenaria Categoria II Utilização prevista... Alvenaria corrente Formas Geométricas... Conforme desenhos Espessura mínima dos septos... 14 mm Classe de dimensões... D1 Categoria da resistência à compressão.. II Resistência à

Leia mais

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PADRÃO PARA QUADRA POLIESPORTIVA COBERTA COM

Leia mais

AVALIAÇÃO COMPARATIVA DE DESEMPENHO ENTRE TUBOS RIGÍDOS E FLEXÍVEIS RELVAS, Fernando José e CHAMA NETO, Pedro Jorge

AVALIAÇÃO COMPARATIVA DE DESEMPENHO ENTRE TUBOS RIGÍDOS E FLEXÍVEIS RELVAS, Fernando José e CHAMA NETO, Pedro Jorge AVALIAÇÃO COMPARATIVA DE DESEMPENHO ENTRE TUBOS RIGÍDOS E FLEXÍVEIS RELVAS, Fernando José e CHAMA NETO, Pedro Jorge 1 - INTRODUÇÃO Este trabalho tem como objetivo apresentar, de forma resumida, os princípios

Leia mais

ANDAIMES ALUMÍNIO PROFISSIONAIS

ANDAIMES ALUMÍNIO PROFISSIONAIS ANDAIMES ALUMÍNIO PROFISSIONAIS Andaimes Alumínio Económicos Bases Modulares Andaimes Alumínio Semi-Profis. Andaimes Alumínio Profissionais MTB e Outras Combinações Andaimes em Alumínio. ALUGUER e VENDA.

Leia mais

Gestão de Resíduos, Produtos para a Construção, Demolição & Reciclagem

Gestão de Resíduos, Produtos para a Construção, Demolição & Reciclagem 1. GESTÃO DE RESÍDUOS (Alvarás n.º 43/2010/CCDRC e n.º 52/2010/CCDRC) 1.1 Resíduos admissíveis nas Unidades de Gestão de Resíduos Resíduos não perigosos (estado sólido ou pastoso) Betão, Argamassas, Telhas,

Leia mais

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 04. FUNDAÇÃO

DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 04. FUNDAÇÃO DCC - RESPONDENDO AS DÚVIDAS 04. FUNDAÇÃO Av. Torres de Oliveira, 76 - Jaguaré CEP 05347-902 - São Paulo / SP FUNDAÇÃO 1. TIPO DE SOLO A primeira parte da casa a ser construída são suas fundações, que

Leia mais

MTS Criterion Série 60

MTS Criterion Série 60 MTS Criterion Série 60 Instruções para Levantamento e Movimentação 100-238-533 A Informações sobre Direitos Autorais Informações sobre Marca Registrada Informação Proprietária Validação e verificação do

Leia mais

Tabelas de Dimensionamento

Tabelas de Dimensionamento Com o objetivo de oferecer um instrumento prático para auxiliar no trabalho de projetistas, instaladores e demais envolvidos com a seleção e dimensionamento dos em uma instalação elétrica de baixa tensão,

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE ALMOXARIFADO Armazenagem

NOÇÕES BÁSICAS DE ALMOXARIFADO Armazenagem NOÇÕES BÁSICAS DE ALMOXARIFADO Armazenagem Tecnologia em Gestão Pública Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais Aula 9 Prof. Rafael Roesler Sumário Introdução Objetivo da armazenagem Arranjo

Leia mais

ME-52 MÉTODOS DE ENSAIO DETERMINAÇÃO DA CONSISTÊNCIA DO CONCRETO PELO ABATIMENTO DO TRONCO DE CONE ( SLUMP-TEST )

ME-52 MÉTODOS DE ENSAIO DETERMINAÇÃO DA CONSISTÊNCIA DO CONCRETO PELO ABATIMENTO DO TRONCO DE CONE ( SLUMP-TEST ) ME-52 MÉTODOS DE ENSAIO DETERMINAÇÃO DA CONSISTÊNCIA DO CONCRETO PELO ABATIMENTO DO TRONCO DE CONE ( SLUMP-TEST ) DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA 1 ÍNDICE PÁG. 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVO...3 3. S E

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TUBOS PRFV

MANUAL DE INSTALAÇÃO TUBOS PRFV MANUAL DE INSTALAÇÃO TUBOS PRFV JOPLAS INDUSTRIAL LTDA Revisão: 03 1 Sumário 1. INTRODUÇÃO 04 2. MANUSEIO DOS TUBOS 04 2.1 INSPEÇÃO 04 2.2 DESCARGA E MANUSEIO 04 2.3 ARMAZENAMENTO 05 2.3.1 Tubos 05 2.3.2

Leia mais

Execuções de Obras e Segurança no Trabalho

Execuções de Obras e Segurança no Trabalho Execuções de Obras e Segurança no Trabalho Revestimento cerâmico em Integrantes do Grupo: Domingos M. da S. Vicente Filho RA 086833 Rômulo Braga Salvador RA 089759 Danilo Nunes Cardoso RA 084401 Santos

Leia mais

GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS

GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS MEMORIAL DESCRITIVO Obra: GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS Área: 488,50 m² Local: Comunidade de Rio Bonito Alto Bairro: Rio Bonito Alto Cidade: Pontão - RS Proprietário: Comunidade

Leia mais

FLOWTITE. Guia de instalação para condutas enterradas AWWA

FLOWTITE. Guia de instalação para condutas enterradas AWWA 7489379230 98479347597 234 39891547 216579233 546554894 789133454 981264732463 6783463 45692301 3479712556812 43478912578 8942231461 4589478923 3244567676 547689670 78976578 7489379230 98479347597 234

Leia mais

Projeto de pequenos transformadores

Projeto de pequenos transformadores Projeto de pequenos transformadores Um transformador é uma máquina elétrica estática, cuja principal função é transferir energia elétrica de um circuito para outro. Os transformadores podem ser elevadores,

Leia mais

Sistema de Paredes Trevo Drywall

Sistema de Paredes Trevo Drywall Nome da Empresa DADOS DO FABRICANTE Trevo Industrial de Acartonados S/A. Endereço Av.Josias Inojosa de Oliveira 5000 - Distrito Industrial do Cariri Juazeiro do Norte - CE - CEP 63045-010 Tel/Fax (88)

Leia mais

LUKE COMÉRCIO LOCAÇÕES E EVENTOS LTDA

LUKE COMÉRCIO LOCAÇÕES E EVENTOS LTDA Piso Elevado & Piso de Cobertura LUKE COMÉRCIO LOCAÇÕES E EVENTOS LTDA Avenida Santa Efigênia, 139 Vila Paraíso Guarulhos/SP CEP 07242-100 Tel.: 55 11 49702130 / 49702127 PISO ELEVADO COM COMPENSADO DE

Leia mais

STANDARD HYDROFUGADA CORTAFOGO. Com alma de gesso e face revestida com uma lâmina de cartão. Absorção superficial de água < 160g/m2.

STANDARD HYDROFUGADA CORTAFOGO. Com alma de gesso e face revestida com uma lâmina de cartão. Absorção superficial de água < 160g/m2. Com alma de gesso e face revestida com uma lâmina de cartão. bsorção superficial de água < 160g/m2. STNDRD Espessura: 9,5, 12,5, 15 e 18 mm Comprimento: 2000,2500 2600,2800 e 3000 mm Identificação: face

Leia mais

CATÁLOGO 2014. Aquah Cisternas Verticais PLUVIAIS E POTÁVEIS

CATÁLOGO 2014. Aquah Cisternas Verticais PLUVIAIS E POTÁVEIS CATÁLOGO 2014 Aquah Cisternas Verticais PLUVIAIS E POTÁVEIS CISTERNAS VERTICAIS Nossa linha de Cisternas Verticais foi desenvolvida para se adaptar às mais diversas estruturas e, atráves de vasos comunicantes,

Leia mais

Manual do Usuário. Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. Imagem Ilustrativa

Manual do Usuário. Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. Imagem Ilustrativa Manual do Usuário Imagem Ilustrativa Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. * Este Manual inclui Certificado de Garantia. ÍNDICE Apresentação... 03 Instruções de Segurança...

Leia mais

ME-37 MÉTODOS DE ENSAIO MOLDAGEM E CURA DE CORPOS-DE-PROVA CILÍNDRICOS OU PRISMÁTICOS DE CONRETO

ME-37 MÉTODOS DE ENSAIO MOLDAGEM E CURA DE CORPOS-DE-PROVA CILÍNDRICOS OU PRISMÁTICOS DE CONRETO ME-37 MÉTODOS DE ENSAIO MOLDAGEM E CURA DE CORPOS-DE-PROVA CILÍNDRICOS OU PRISMÁTICOS DE CONRETO 1 DOCUMENTO DE CIRCULAÇÃO EXTERNA ÍNDICE PÁG. 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVO... 3 3. S E NORMAS COMPLEMENTARES...

Leia mais

A combinação perfeita dos sistemas de protecção solar com o design moderno de fachadas.

A combinação perfeita dos sistemas de protecção solar com o design moderno de fachadas. A combinação perfeita dos sistemas de protecção solar com o design moderno de fachadas. O sistema mais eficaz para protecção e controlo de luz solar. O substituto ideal para o estore tradicional. O estore

Leia mais

CATÁLOGO TÉCNICO 0.1. Página Índice Descrição. 1.01 A Descritivo

CATÁLOGO TÉCNICO 0.1. Página Índice Descrição. 1.01 A Descritivo Índice H PÁG. 0.1 Página Índice Descrição 1.01 A Descritivo 2.01 B Âmbito de utilização: defininação do efeito peso do vidro sobre a largura de travessa 2.02 B Âmbito de utilização: escolha do montante/travessa

Leia mais

Fibras Ópticas Medição da atenuação de uma fibra óptica multimodo

Fibras Ópticas Medição da atenuação de uma fibra óptica multimodo Fibras Ópticas Medição da atenuação de uma fibra óptica multimodo Equipamento: * Mesa óptica * Fibra multimodo, 50/125 µm * Laser de He-Ne * Microscópio * Multímetro óptico * Cortador de fibra óptica *

Leia mais

Projeto de Avicultura Colonial PAC/ 2009 Embrapa Clima Temperado Aviário para 300 Aves de Postura, com captação de água pluvial.

Projeto de Avicultura Colonial PAC/ 2009 Embrapa Clima Temperado Aviário para 300 Aves de Postura, com captação de água pluvial. Projeto de Avicultura Colonial PAC/ 2009 Embrapa Clima Temperado Aviário para 300 Aves de Postura, com captação de água pluvial. Responsável: : João Pedro Zabaleta Pesquisador II, Agricultura Familiar

Leia mais

SUMIDOUROS E VALAS DE INFILTRAÇÃO

SUMIDOUROS E VALAS DE INFILTRAÇÃO SUMIDOUROS E VALAS DE INFILTRAÇÃO Projeto Permanente de Educação Ambiental PPEA 1-Generalidades Sumário 2-O que é o sumidouro e como funciona? 3-Aspectos Construtivos 4-Prescrições Normativas e Critérios

Leia mais

Diretoria de Transportes Gerência de Planejamento Operacional de Transportes MEMORIAL DESCRITIVO

Diretoria de Transportes Gerência de Planejamento Operacional de Transportes MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO Os módulos constarão de estrutura tubular em tubos de aço calandrados e galvanizados sem presença de enrrugamento na curva, terçamento metálico de perfis enrijecidos e sapatas de concreto

Leia mais

CONSUMO DE MATERIAIS Explorando as vantagens da Alvenaria Estrutural

CONSUMO DE MATERIAIS Explorando as vantagens da Alvenaria Estrutural CONSUMO DE MATERIAIS Explorando as vantagens da Alvenaria Estrutural Prof. Marco Pádua Neste sistema conhecido como Autoportante os pilares são substituídos por blocos de concreto estruturais vazados preenchidos

Leia mais

Norma Técnica Sabesp NTS 282

Norma Técnica Sabesp NTS 282 Norma Técnica Sabesp NTS 282 Guarda-corpos Especificação São Paulo Abril: 2014 revisão 2 NTS 282: 2014 Norma Técnica Sabesp S U M Á R I O 1 OBJETIVO... 1 2 REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 1 3 DEFINIÇÕES... 1

Leia mais

Cilindro. www.nsaulasparticulares.com.br Página 1 de 13

Cilindro. www.nsaulasparticulares.com.br Página 1 de 13 Cilindro 1. (Ueg 01) Uma coluna de sustentação de determinada ponte é um cilindro circular reto. Sabendo-se que na maquete que representa essa ponte, construída na escala 1:100, a base da coluna possui

Leia mais

geradores de ar quente soluções à sua medida

geradores de ar quente soluções à sua medida soluções à sua medida O gerador de ar quente é um equipamento que serve para fazer aquecimento de ar. Este ar pode ser impulsionado directamente para a divisão a aquecer ou canalizado por um sistema de

Leia mais

Composição. Paredes. Cobertura. Parafusos. Fundo. Betonagem da base. Juntas

Composição. Paredes. Cobertura. Parafusos. Fundo. Betonagem da base. Juntas Depósitos em Aço Composição Paredes Chapa de aço galvanizada a quente, ondulada em perfil 18/76-R18 de desenho especial que lhe confere grande resistência e capacidade forte da chapa. Isto deve-se essencialmente

Leia mais

PISOS EM CONCRETO ARMADO

PISOS EM CONCRETO ARMADO PISOS EM CONCRETO ARMADO CONCEITOS BÁSICOS Pisos armados são estruturas constituídas por placas de concreto, armadura em telas soldadas posicionada a 1/3 da face superior, por juntas com barras de transferência,

Leia mais

Sua 1ª opção em redes esportivas

Sua 1ª opção em redes esportivas Sua 1ª opção em redes esportivas MASTERFEW Indústria e Comércio Ltda. Av. Prefeito Bernardino de Lucca, 1222 - Jd. Carambeí - São Roque - SP - CEP 18132-295 vendas@masterfew.com.br www.masterfew.com.br

Leia mais

Martelos demolidores e perfuradores hidráulicos Potentes, leves e portáteis

Martelos demolidores e perfuradores hidráulicos Potentes, leves e portáteis Martelos demolidores e perfuradores hidráulicos Potentes, leves e portáteis A melhor relação peso/potência As empresas de construção e de aluguer de todo o mundo estão a descobrir as vantagens da utilização

Leia mais

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul 1. O presente memorial tem por

Leia mais

Reabilitação de barragens de aterro. Barragem do Roxo. Anomalias, Diagnóstico e Reabilitação

Reabilitação de barragens de aterro. Barragem do Roxo. Anomalias, Diagnóstico e Reabilitação Reabilitação de barragens de aterro Barragem do Roxo Anomalias, Diagnóstico e Reabilitação Caraterísticas Gerais da Barragem do Roxo > Vale assimétrico Forte inclinação na margem esquerda Suave na margem

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO

ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO ESPECIFICAÇÃO DE SERVIÇO TUBULÕES A CÉU ABERTO Grupo de Serviço OBRAS D ARTE ESPECIAIS Código DERBA-ES-OAE-06/01 1. OBJETIVO Esta especificação de serviço define os critérios que orientam a cravação e

Leia mais

Porta-paletes eléctrico com operador apeado 1.3-2.0 toneladas

Porta-paletes eléctrico com operador apeado 1.3-2.0 toneladas Portapaletes eléctrico com operador apeado 1.3 2.0 toneladas 1.1 1.2 1.3 1.4 1.5 1.6 1.8 1.9 2.1 2.2 2.3 3.1 3.2 3.3 3.4 3.5 3.6 3.7 4.4 4.8 4.9 4.15 4.19 4.20 4.21 4.22 4.25 4.32 4.33 4.34 4. 4.36 4.37

Leia mais

DOSADORES HIDRÁULICOS MULTI-PROPÓSITOS

DOSADORES HIDRÁULICOS MULTI-PROPÓSITOS DOSADORES HIDRÁULICOS MULTI-PROPÓSITOS Os dosadores de produtos químicos MixRite são acionados unicamente por meio da água, sem outro requerimento adicional de energia. Dosadores Um passo adiante tubos

Leia mais

Montagem de cabo coaxial digital

Montagem de cabo coaxial digital Montagem de cabo coaxial digital No Módulo 2 de nosso curso discutimos as vantagens e desvantagens de técnicas de montagem utilizando solda ou processo de crimpagem. Na ocasião, todos os presentes puderam

Leia mais

PORTÃO SECCIONADO 2P

PORTÃO SECCIONADO 2P PORTÃO SECCIONADO 2P 1: MODELO RESIDENCIAL : 5000 x 3000 mm ( largura x altura ) Altura mínima de padieira calha dupla ( HPcdmin) : 200 mm Altura mínima Padieira calha simples ( HPcsmin): 375 mm Largura

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA TRABALHO DE PESQUISA LAUDO E PROJETO DE RESISTÊNCIA DE TERRA E NECESSIDADE DE SPDA Orientador: Tibiriçá Krüger Moreira Orientandos: Fabrício

Leia mais

MÓDULO 1 1.2 - DESIGNAÇÕES E DIMENSÕES DE TUBOS POLIOLEFÍNICOS

MÓDULO 1 1.2 - DESIGNAÇÕES E DIMENSÕES DE TUBOS POLIOLEFÍNICOS MÓDULO 1 1.2 - SIGNAÇÕES E DIMENSÕES TUBOS POLIOLEFÍNICOS A escolha do material da tubulação deve contemplar fatores como: Resistência físico-química ao fluido e ambiente; Resistência à Temperatura na

Leia mais

CEMIG DISTRIBUIÇÃO. Autores. Alex Antonio Costa Carlos Miguel Trevisan Noal Eustáquio do Nascimento Amorim Jorge Pereira de Souza Renato Claro Martins

CEMIG DISTRIBUIÇÃO. Autores. Alex Antonio Costa Carlos Miguel Trevisan Noal Eustáquio do Nascimento Amorim Jorge Pereira de Souza Renato Claro Martins A INTEGRAÇÃO DO SESMT COM A ENGENHARIA CIVIL NA ADEQUAÇÃO DAS INSTALAÇÕES VISANDO REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES DE CONSERVAÇÃO E LIMPEZA EXECUTADAS EM DIFERENÇA DE NÍVEL Autores Alex Antonio Costa Carlos Miguel

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE SEGURANÇA PARA ANDAIMES

PROCEDIMENTOS DE SEGURANÇA PARA ANDAIMES PROCEDIMENTOS DE SEGURANÇA PARA ANDAIMES PROCEDIMENTOS DE SEGURANÇA 01. Altura Máxima com Rodízio Devido ao dimensionamento da carga máxima suportada pelas sapatas com rodízios e pela solicitação das Normas

Leia mais

Treinamento em transformadores- Programa 1

Treinamento em transformadores- Programa 1 Treinamento em transformadores- Programa 1 Módulo 1: Núcleo Caminho de passagem da energia magnética Perdas a vazio Corrente de excitação Nível de ruído Descargas parciais Gás-cromatografia Chapas de M4

Leia mais

3. PROCESSO PRODUTIVO, TRANSPORTE,

3. PROCESSO PRODUTIVO, TRANSPORTE, 3. PROCESSO PRODUTIVO, TRANSPORTE, MONTAGEM E CONCRETAGEM CAPÍTULO 3 3.1. O PROCESSO PRODUTIVO DAS VIGOTAS TRELIÇADAS O processo produtivo de lajes formadas por vigotas treliçadas é considerado relativamente

Leia mais

ANEXO V - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS LOTE 01 - REDES E RAMAIS Item CATEGORIA Descrição Unidade 01 01 SERVIÇOS DE ESCRITÓRIO, LABORATÓRIO E CAMPO

ANEXO V - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS LOTE 01 - REDES E RAMAIS Item CATEGORIA Descrição Unidade 01 01 SERVIÇOS DE ESCRITÓRIO, LABORATÓRIO E CAMPO 01 01 SERVIÇOS DE ESCRITÓRIO, LABORATÓRIO E CAMPO 1.1 01.018.0001-0 Marcação de obra sem instrumento topográfico, considerada a projeção horizontal da área envolvente 02 03 2.1 03.010.0022-0 2.2 03.016.0005-1

Leia mais

e Birdie Compact Invacare Birdie Facilidade de transporte e Conforto do utilizador : De mãos dadas!

e Birdie Compact Invacare Birdie Facilidade de transporte e Conforto do utilizador : De mãos dadas! Invacare Birdie e Birdie Compact Facilidade de transporte e Conforto do utilizador : De mãos dadas! Com o máximo de espaço para o utilizador, os elevadores de transferência Invacare Birdie e Invacare Birdie

Leia mais

1. DESCRIÇÃO: - Renovação do ar; - Movimentação do ar. 1.1 SISTEMA ADOTADO:

1. DESCRIÇÃO: - Renovação do ar; - Movimentação do ar. 1.1 SISTEMA ADOTADO: 1. DESCRIÇÃO: OBJETO: O sistema de ventilação mecânica visa propiciar as condições de qualidade do ar interior nos vestiários do mercado público de Porto Alegre. Para a manutenção das condições serão controlados

Leia mais

PS200 PS600 PS1200 ETAPUMP Altura manométrica 0-50 0-180 0-240

PS200 PS600 PS1200 ETAPUMP Altura manométrica 0-50 0-180 0-240 SISTEMAS DE BOMBAS SOLARES Existe uma relação natural entre a disponibilidade de energia solar e as necessidades de água. A necessidade de água cresce em dias de radiação elevada de sol, por outro lado

Leia mais

Cal Altamente Expansivo para Demolições. O que é

Cal Altamente Expansivo para Demolições. O que é Cal Altamente Expansivo para Demolições O que é O DEMOX é uma argamassa muito expansiva para demolição, corte de rochas e concreto. O DEMOX age em função da dilatação de seu volume, exercendo nas paredes

Leia mais

Reparação e Manutenção de Tubos

Reparação e Manutenção de Tubos Reparação e Manutenção de Tubos Vasta selecção a partir de uma fonte única. Concepções duradouras exclusivas. Desempenho rápido e fiável. Tipo de modelos Página Bombas de Teste de Pressão 2 9.2 Congeladores

Leia mais

PATRIMÓNIO ARQUIVÍSTICO ESCOLAR

PATRIMÓNIO ARQUIVÍSTICO ESCOLAR PATRIMÓNIO ARQUIVÍSTICO ESCOLAR PROCEDIMENTOS RECOMENDADOS Secretaria-Geral do Ministério da Educação 1 Índice 1. Preâmbulo... 3 2. O que são os arquivos escolares?... 4 3. O arquivo no sistema de informação

Leia mais

Caixa de Inspeção e Interligação

Caixa de Inspeção e Interligação Caixa de Inspeção e Interligação Localização no website Tigre: Obra predial Esgoto CAIXA DE INSPEÇÃO e/ou Obra predial Águas Pluviais CAIXA DE INTERLIGAÇÃO Função/Aplicação: Caixa de Inspeção: destinada

Leia mais

Definições. Armação. Armação ou Armadura? Armação: conjunto de atividades relativas à preparação e posicionamento do aço na estrutura.

Definições. Armação. Armação ou Armadura? Armação: conjunto de atividades relativas à preparação e posicionamento do aço na estrutura. Definições Armação ou Armadura? Armação: conjunto de atividades relativas à preparação e posicionamento do aço na estrutura. Armadura: associação das diversas peças de aço, formando um conjunto para um

Leia mais

EMOP - Outubro/2013. m x m = m² 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75 m²

EMOP - Outubro/2013. m x m = m² 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75 m² 01 01 1.1 01.018.0001-0 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE TRÊS RIOS Centro - /RJ Marcação de obra sem instrumento topográfico, considerada a projeção horizontal da área envolvente 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75

Leia mais

VENTOSAS. UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA HIDRÁULICA APLICADA AD 0195 Prof.: Raimundo Nonato Távora Costa

VENTOSAS. UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA HIDRÁULICA APLICADA AD 0195 Prof.: Raimundo Nonato Távora Costa NIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA HIDRÁLICA APLICADA AD 0195 Prof.: Raimundo Nonato Távora Costa VENTOSAS 01. INTRODÇÃO: As ventosas são aparelhos automáticos destinados

Leia mais

PV-2200 MANUAL DE INSTRUÇÃO

PV-2200 MANUAL DE INSTRUÇÃO Pág.:1 MÁQUINA: MODELO: NÚMERO DE SÉRIE: ANO DE FABRICAÇÃO: O presente manual contém instruções para instalação e operação. Todas as instruções nele contidas devem ser rigorosamente seguidas do que dependem

Leia mais

Normativo técnico. Anexo 2 Versão 1.2012 FIRST RULE S.A.

Normativo técnico. Anexo 2 Versão 1.2012 FIRST RULE S.A. Normativo técnico Anexo 2 Versão 1.2012 Índice 1 Introdução... 3 2 Preparação dos pedidos de disponibilidade... 3 2.1 Espaço disponível... 4 3 Instalação de cabos e equipamentos... 5 3.1 Câmaras de Visita...

Leia mais

SEGURANÇA NA MONTAGEM DE ANDAIMES E ESCORAMENTOS IV JORNADAS TÉCNICAS DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO DA ESCOLA PROFISSIONAL DE AVEIRO.

SEGURANÇA NA MONTAGEM DE ANDAIMES E ESCORAMENTOS IV JORNADAS TÉCNICAS DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO DA ESCOLA PROFISSIONAL DE AVEIRO. SEGURANÇA NA MONTAGEM DE ANDAIMES E ESCORAMENTOS IV JORNADAS TÉCNICAS DE SEGURANÇA E HIGIENE DO TRABALHO DA ESCOLA PROFISSIONAL DE AVEIRO. ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 1.1 HISTÓRIA 1.2 ORGANIGRAMA

Leia mais

Segtreinne 5.0 - PROTEÇÃO LATERAL:

Segtreinne 5.0 - PROTEÇÃO LATERAL: 1.0 - OBJETIVO: Estabelecer procedimentos seguros para montagem, desmontagem e utilização de andaimes, em serviços de manutenção nas áreas da fábrica. 2.0 - APLICAÇÃO: Este procedimento se aplica à montagem,

Leia mais

antes de conectar o engate flexível à caixa de descarga acoplada. acoplada. Quando necessário, utilizar dispositivos controladores de vazão.

antes de conectar o engate flexível à caixa de descarga acoplada. acoplada. Quando necessário, utilizar dispositivos controladores de vazão. MANUAL DE INSTALAÇÃO AVISO IMPORTANTE A não observância de qualquer dos itens das instruções técnicas por parte do usuário, isenta o fabricante de qualquer responsabilidade por eventuais danos que venham

Leia mais

Guia de Instalação CISTERNA ACQUALIMP. Importante: Ler atentamente todo o manual para a instalação e uso correto deste produto.

Guia de Instalação CISTERNA ACQUALIMP. Importante: Ler atentamente todo o manual para a instalação e uso correto deste produto. Guia de Instalação CISTERNA ACQUALIMP Importante: Ler atentamente todo o manual para a instalação e uso correto deste produto. Sumário 1 - Apresentação... 02 2 - Instalação... 03 2.1 - Etapa 1 - Teste

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO PASSO A PASSO da SUPER CAPA PARA PISCINA PP/PE:

MANUAL DE INSTALAÇÃO PASSO A PASSO da SUPER CAPA PARA PISCINA PP/PE: MANUAL DE INSTALAÇÃO PASSO A PASSO da SUPER CAPA PARA PISCINA PP/PE: VÍDEO NO YOUTUBE INSTALAÇÃO: http://youtu.be/dul_v4h03hc A principal vantagem de uma cobertura de piscina com um dos lados na cor Preto

Leia mais

Mastique de poliuretano multiusos. Monocomponente, fornecido pronto a aplicar. Flexível e elástico. Isento de solventes e odores. Baixa emissão.

Mastique de poliuretano multiusos. Monocomponente, fornecido pronto a aplicar. Flexível e elástico. Isento de solventes e odores. Baixa emissão. Ficha de Produto Edição de Abril de 2011 Nº de identificação: 05.501 Versão nº 1 Sikaflex 11 FC+ Sikaflex 11 FC + Mastique de poliuretano multiusos Descrição do produto Sikaflex -11 FC + é um mastique

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO SECRETARIA DE 0BRAS 1.0 INTRODUÇÃO 2.0 DISPOSIÇÕES GERAIS

MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE CATALÃO SECRETARIA DE 0BRAS 1.0 INTRODUÇÃO 2.0 DISPOSIÇÕES GERAIS MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: Nova Instalação da SEMMAC LOCAL: Rua Dr. Lamartine Pinto de Avelar, 2338. Setor Ipanema. Catalão GO TIPO DE SERVIÇO: Reforma e Ampliação. 1.0 INTRODUÇÃO A finalidade do presente

Leia mais

Problemas de Fluidos

Problemas de Fluidos Problemas de Fluidos DADOS: ρ água = g cm 3 γ água = 0,073 N m ρ mercúrio = 3,6 g cm 3 γ mercúrio = 0,54 N m ρ glicerina =,6 g cm 3 ρ ar =,5 kg m 3 g = 9,8 m s Densidade; Pressão; Tensão Superficial; Capilaridade

Leia mais

SEGURANÇA A palete necessita de equipamento adequado para ser elevada e transferida em altura.

SEGURANÇA A palete necessita de equipamento adequado para ser elevada e transferida em altura. O pessoal deverá atuar com a devida diligência e deverá efetuar os trabalhos conforme as normas. Relativamente aos aspetos não cobertos no presente documento, siga sempre as respetivas normas vigentes

Leia mais

PLANILHA DE SERVIÇOS GERAIS DE OBRA

PLANILHA DE SERVIÇOS GERAIS DE OBRA 1 PRELIMINARES 1.1 Instalações do canteiro de obra vb 1,00 5.000,00 5.000,00 90,09 1.2 Placa de obra 2,00m x 3,00m, conforme orietações da administração vb 1,00 550,00 550,00 9,91 SUB TOTAL PRELIMINARES

Leia mais

As coberturas planas podem ser classificadas, segundo vários aspectos: - acessíveis a veículos (ligeiros ou pesados);

As coberturas planas podem ser classificadas, segundo vários aspectos: - acessíveis a veículos (ligeiros ou pesados); 9. COBERTURAS DE EDIFÍCIOS 9.1. CLASSIFICAÇÃO DAS COBERTURAS EM TERRAÇO As coberturas planas podem ser classificadas, segundo vários aspectos: quanto à acessibilidade - não acessíveis (à excepção de trabalhos

Leia mais

SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO PROJETO 1 DATA DE ENTREGA:

SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO PROJETO 1 DATA DE ENTREGA: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE ENGENHARIAS SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO PROJETO 1 DATA DE ENTREGA: 05/10/2015 1. Objetivo A expansão do sistema de abastecimento de

Leia mais

CONCRETOS O CONCRETO NO ESTADO FRESCO. Professora: Mayara Custódio

CONCRETOS O CONCRETO NO ESTADO FRESCO. Professora: Mayara Custódio CONCRETOS O CONCRETO NO ESTADO FRESCO Professora: Mayara Custódio CONSISTÊNCIA DO CONCRETO CONSISTÊNCIA TRABALHABILIDADE É a propriedade do concreto fresco que identifica sua maior ou menor aptidão para

Leia mais

GUIA TÉCNICO DE MONTAGEM

GUIA TÉCNICO DE MONTAGEM TELHAS DE FIBROCIMENTO FIBROTEX - ONDINA - ONDINA PLUS - ONDULADA - COLONIAL ONDA 50 - MAXIPLAC - KALHETA - KALHETA 49 - KALHETÃO 90 GUIA TÉCNICO DE MONTAGEM Indispensável para a montagem correta do telhado.

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013. Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total

ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013. Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total ANEXO III 1 ESPECIFICAÇÕES DOS OBJETOS LICITAÇÃO Nº PP03060001/2013 Item Especificação Unid Vr. Unit Vr. Total 1 CAMINHÃO TOCO COM CAPACIDADE DE CARGA ÚTIL VARIANDO DE 10.000 A 12.000KG. DEVERÁ COMPOR

Leia mais

Equipamentos Metálicos para a Construção Civil

Equipamentos Metálicos para a Construção Civil Equipamentos Metálicos para a Construção Civil Produtos: Andaime AM48 Modular Andaime AM48 Multidirecional Andaime Tradicional Torre Andaime AM Cofragem Metálica e Acessórios Cofragem Madeira e Acessórios

Leia mais

Kit de Montagem de Mastro

Kit de Montagem de Mastro Parabéns pela aquisição do seu novo kit de montagem de mastro! Kit de Montagem de Mastro Manual de Instalação Este kit de montagem de mastro foi concebido para postes com 48 milímetros de diâmetro externo

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. Corpo de Bombeiros SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO Corpo de Bombeiros INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 024/2010 EM REVISÃO Sistema de chuveiros automáticos para áreas de

Leia mais

Vigas rígidas e resistentes, mais leves e fáceis de instalar.

Vigas rígidas e resistentes, mais leves e fáceis de instalar. Catálogo Técnico Vigas rígidas e resistentes, mais leves e fáceis de instalar. m a t e r i a i s p a r a c o n s t r u i r m e l h o r. Vigas leves de alta resistência A LP Viga I é fabricada pela LP Building

Leia mais

Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31

Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31 Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31 Tópicos Abordados: 1. Porta Paletes Seletivo (convencional): 2. Drive-in / Drive-thru Objetivo: Esta apostila tem como principal objetivo ampliar o conhecimento

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AMPLA ETA-210/2015 R-00

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AMPLA ETA-210/2015 R-00 DIRETORIA DE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE REDE /2015 ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA AMPLA /2015 R- FOLHA DE CONTROLE I APRESENTAÇÃO A presente Especificação Técnica define os requisitos

Leia mais