Gestão de Clima Organizacional

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão de Clima Organizacional"

Transcrição

1 Gestão de Clima Organizacional Hospitais Privados anahp associação nacional de hospitais privados

2 Hospital Vera Cruz CLIMA ORGANIZACIONAL

3 O monitoramento do Clima Organizacional do Hospital Vera Cruz é realizado pelos Times da Qualidade, do Programa de Acompanhamento e Desenvolvimento de Competências (PADC), das entrevistas de desligamentos, da Pesquisa de Clima Organizacional, pelos gestores e no contato permanente do Recursos Humanos com os gestores e colaboradores. Os Times da Qualidade fazem reuniões, que ocorrem desde 1996, para levantamento das demandas institucionais e setoriais trazidas pelos colaboradores, bem como as iniciativas de desdobramentos para possíveis soluções, além de treinamentos comportamentais. A iniciativa propicia o estreitamento da comunicação entre colaboradores, lideranças, diretoria, com subsídios para melhorias de processos e de relacionamentos. Esta metodologia se utiliza de 55 reuniões periódicas e regulares com os colaboradores, divididos em grupos, de múltiplas áreas, distribuídas em horários variados, e facilitada por um multiplicador, permitindo a participação de todos e contemplando os diversos turnos de trabalho (diurno, vespertino e noturno). Os relatórios qualitativos, advindos das informações coletadas nas reuniões dos times, resultam no surgimento de uma série de ações resolutivas de demandas levantadas, bem como monitoramento do clima da área. O PADC é um programa baseado em um contínuo acompanhamento e sintonia entre líderes e membros das equipes de trabalho, em que pontos fortes e oportunidades de melhorias no desempenho técnico e comportamental de cada colaborador são cuidadosamente acompanhados por meio de relatórios gerais da empresa, por área e por colaborador, em que também se gerencia o clima organizacional. Já as entrevistas de desligamento, realizadas após cada demissão, buscam entender a perspectiva do demissionário com respeito ao relacionamento entre as equipes, com os gestores, entre as áreas, bem como a aspectos ligados às políticas de RH. Este instrumento permite a verificação e o diagnóstico dos mais diversos pontos de uma maneira abrangente, construtiva e muito peculiar. O Hospital Vera Cruz instituiu a Pesquisa de Clima em 1996, apoiada por consultoria externa, passando para a periodicidade bienal a partir de Prioritariamente, o que fez o hospital adotar esta ferramenta foi o reconhecimento da importância da medição dos níveis de satisfação do capital humano dentro da organização, bem como identificar aspectos, alvos de melhorias. A alta direção apoia e ratifica as ações relacionadas à periodicidade da pesquisa de clima, que conta em média com 95% de participação dos colaboradores. Os principais indicadores e metas consideram os seguintes temas: comunicação, liderança, motivação, trabalho em equipe, satisfação no trabalho, desempenho, qualidade e produtividade, objetivos e estratégias, abertura para mudanças, desenvolvimento e aprendizado contínuo e cliente externo. Oportunidade de Melhoria Identificada Através das últimas pesquisas de clima, bem como de informações cruzadas dos relatórios dos Times da Qualidade, os resultados quantitativos setoriais são analisados com relação aos índices gerais do hospital, a meta do aspecto e a evolução com relação à própria série histórica da área. No modelo de análise, utiliza-se cores nas comparações para definição das áreas de atuação. O número em verde indica que houve melhoria. O amarelo merece maior atenção, embora ainda continue dentro dos padrões estabelecidos. Já o vermelho, merece uma abordagem junto ao gestor para averiguação, buscando as melhorias necessárias. A satisfação geral com relação aos aspectos da última pesquisa são: Comunicação (70,7%), Trabalho em equipe (75,7%), Satisfa- 31

4 ção no trabalho (81,1%), Liderança (74,4%), Desenvolvimento e aprendizado contínuo(76%), Produtividade (84,8%), Desempenho (82,9%), Objetivo e estratégias (87,9%), Clientes (88,2%) e Abertura para mudanças (68,9%). O aspecto Motivação (62,1%) é o principal fator impactante identificado com relação ao engajamento e especificamente às questões que remetem para um maior reconhecimento dos resultados nas entregas dos colaboradores. Uma constatação importante é que a permanente e crescente participação nos processos de mudanças é um desejo evidente de todos os colaboradores. Em situações específicas, em que todos os aspectos se mostram comprometidos, a iniciativa de se promover entrevistas com os colaboradores da área tem se mostrado necessária. No papel de moderador, o RH analisa os resultados juntamente com a respectiva gerência e, em conjunto, buscam alternativas específicas para as melhores soluções. Plano de Ação Elaborado Após a devolutiva com os resultados da pesquisa de clima por parte da consultoria, os dados são analisados junto à diretoria e o RH e, posteriormente, compartilhados com os gestores e colaborador es. Cabe ao RH analisar cada aspecto, cada resultado juntamente com os gestores das áreas, e solicitar que num período de três meses se apresente o respectivo plano de ação detalhado, orientando e monitorando as ações estabelecidas na busca das melhorias. Os resultados positivos são celebrados junto aos gestores quando, simultaneamente, se elabora um plano de ação referente a ações que são de cunho institucional. É através das reuniões dos Times da Qualidade, na devolutiva aos colaboradores, que a Instituição salienta a importância de todos no envolvimento dos problemas, o que tem sido um grande diferencial. Destaca-se como uma diretriz básica da gestão de talentos do Hospital Vera Cruz, a descentralização dos processos gerenciais relativos a pessoas, fazendo com que o gestor de cada área seja o responsável pelas decisões e ações do seu setor. O RH tem as funções de orientador, de consultor e principalmente de facilitador. Com isto, o envolvimento do RH com os gestores torna-se consistente, contando sempre e cada vez mais com o compartilhamento, a comunicação e divisão das responsabilidades. O acesso ao gestor é fácil e pró-ativo e se constitui em um permanente canal aberto de duas mãos. O RH criou ferramentas que promovem a formação desta cultura, como, por exemplo, sistemas e ações compartilhadas com as áreas, documentando e avaliando as necessidades, criando e mantendo uma rotina de atendimento a este grupo. A responsabilidade em definir, gerir e melhorar os procedimentos de trabalho relacionados à pessoa como indivíduo e mesmo à equipe, numa visão coletiva, cumpre a seguinte missão: Assegurar a gestão de pessoas por meio de sistemas integrados de trabalho, promovendo a capacitação, o desenvolvimento, o bem-estar e a satisfação das equipes, com foco nos resultados organizacionais. Monitoramento dos Resultados Os planos de ação são monitorados a cada seis meses, ou sempre que se faça necessário alguma ação mais pontual, sempre por meio do contato com os gestores e/ou colaboradores. As alterações acontecem frente à ocorrência de algum fato, também relacionado ao clima de uma área específica, onde há necessidade de algum tipo de intervenção por parte do RH, fazendo com que a gestão do clima seja um processo constante e considerado prioritário no contexto da empresa. Ressalta-se a importância da existência de um programa informatizado, com todas as variáveis da pesquisa de clima, alimentado com todos os resultados, dando uma visão de uma área específica, bem como de toda a instituição. Esse acompanhamento constante é premissa básica de toda a gestão do clima e qualquer manifestação, independentemente da origem, é apurada pelo RH com a consequente análise e fechamento do caso. Em situações específicas, relatórios são produzidos a partir de dados oriundos de todas as ferramentas mencionadas para gestão e são posteriormente enviados a quem tem poder decisório. Avanços Alcançados As principais mudanças foram: Introdução de itens no Planejamento estratégico do RH, oriundos de itens da pesquisa de clima, que precisavam de melhorias, ou mesmo que eram bem pontuados, para que assumissem um caráter mais estratégico. 32

5 Melhorias setoriais, com maior envolvimento dos gestores com relação à gestão do clima da sua área. Mais humanização nos relacionamentos entre os gestores e colaboradores. Melhorias no ambiente de trabalho. Melhoria no plano de ação para desenvolvimento de pessoas. Melhoria na cooperação entre as áreas. Mudanças de gestores, quando necessário, após acompanhamento constante sem o retorno necessário. Melhorias na estrutura física. Melhorias relacionadas à comunicação intersetorial, intrasetorial e relacionada à empresa com seus colaboradores. Desenvolvimento de Times da Qualidade para os temas que não atingiram o nível satisfatório. Com relação aos indicadores, são acompanhados ao longo destes 20 anos e acredita-se que alguns deles possam agregar valor juntamente com a pesquisa de clima e as outras ferramentas de gestão de clima. Nas análises mensais com os gestores de RH, busca-se verificar o relacionamento de informações qualitativas e quantitativas e traçar planos de ação. A média geral mensal da rotatividade nos últimos dois anos foi de 1,47% e a rotatividade espontânea foi de 1,09% para o mesmo período. A taxa de retenção no primeiro ano foi de 84,24%. Com relação ao absenteísmo a média dos últimos dois anos é 2,38%. Percebe-se a melhoria constante nos indicadores citados quando comparados com anos anteriores e com referenciais comparativos pertinentes. Quando as metas não são atingidas, são direcionadas ações pontuais para análise e melhoria dos resultados. As áreas que apresentam melhores índices na pesquisa de clima são as ligadas diretamente à assistência direta ao cliente, de modo geral a Enfermagem, com índices iguais ou maiores que 70%. Na análise das pesquisas destas áreas, observa-se que os colaboradores apontam como diferencial o acompanhamento constante de performance, as condições de trabalho, a possibilidade de carreira, atendimento ao cliente e a proatividade com relação a melhoria contínua de boas práticas. Próximos Passos A área de Gestão de Pessoas entende que, a implantação de consultores do próprio RH nas áreas e setores, apoia os gestores nas mais diversas tomadas de decisão, impactando direta e positivamente na gestão de clima. Desta forma, este conceito está disseminado com relação a todos os subsistemas de RH que conta com alguns Analistas facilitadores das necessidades operacionais dos gestores. Há um projeto elaborado e ainda não implantado em sua totalidade, mas os Analistas são direcionados a atuar de maneira autônoma e sistêmica na resolução das demandas junto aos gestores, facilitando o fluxo de informações. Outro aspecto é o preparo dos gestores com relação à gestão de pessoas em si, na qual se nota o trabalho do RH na preparação dos que estão assumindo cargos de liderança na instituição, sendo mais um espaço de abertura e de compartilhamento de práticas bem sucedidas. Já com os gestores em geral, investiu-se em treinamentos comportamentais em associações e/ou consultorias onde desenvolvemos parcerias, sempre diante da customização do instrumento do Levantamento de Necessidade de Treinamentos (LNT). Neste momento, estimula-se um maior engajamento entre os níveis gerenciais para que todos os problemas sejam analisados e tratados em detalhes, com uma maior importância e acompanhamento dos fatos e de suas soluções. Isto está sendo feito por meio de reuniões e grupos de melhorias com os gestores envolvidos em demandas específicas ou melhorias de processos. Percepção sobre a Gestão do Clima Entendendo que o clima impacta diretamente na qualidade de vida dos colaboradores, nos resultados do ambiente de trabalho, na execução das estratégias organizacionais, na excelência corporativa, bem como na possibilidade de desenvolvimento, a gestão de clima está diretamente relacionada ao cumprimento da missão, no compromisso com a visão e na observação dos valores. É sabido que, no setor da Saúde, normalmente os ambientes de trabalho carregam uma pressão que é inerente à natureza das tarefas 33

6 34

7 que são desenvolvidas, não raro em caráter crítico ao enfrentar situações de eminente risco de vida, por exemplo. Mesmo assim, nota-se no Vera Cruz um clima amistoso nas relações interpessoais, em que se destacam relatos espontâneos dos novos colaboradores e mesmo de clientes que se surpreendem com a cordialidade percebida nos corredores, nas trocas de turno, no restaurante, nas áreas comuns. Esta constatação nos autoriza a compreender a real importância em se monitorar permanentemente o clima organizacional como parte integrante da cultura da empresa. Desafios e Lições Aprendidas Pode-se afirmar que um grande diferencial em todo o contexto da gestão de clima é poder usar a ferramenta com a metodologia dos Times da Qualidade que hoje está plenamente consolidado como o mais importante canal de comunicação, interação e integração com os colaboradores na evolução da cultura empresarial do Hospital Vera Cruz. Trata-se de um canal de divulgação das diretrizes, programas e padrões esperados, além de ser a manutenção de um espaço aberto e contínuo para que os colaboradores se manifestem e opinem sobre as rotinas ou principais assuntos da empresa e, igualmente, para o encaminhamento de qualquer situação que mereça análise e providências das instâncias superiores, caracterizando-se por ser um espaço eminentemente democrático. Outro aspecto a ser destacado é o fato de ser um programa que reforça as políticas de equidade e valorização do ambiente de trabalho no qual todos se conhecem, intera- gem e têm consciência de seu valor profissional. É um canal que, para o colaborador, fica a certeza que todos, em sua tarefa, têm a mesma importância para a instituição. Informações Gerais O Hospital Vera Cruz S/A (sociedade anônima de capital fechado), fundado em julho de 1943, é um hospital geral, de grande porte e maternidade, localizado em Campinas (SP). Possui 153 leitos e, ao longo desses 73 anos de existência, passou por muitas transformações baseadas em investimentos na estrutura física, na tecnologia, em aprimoramentos técnico-científicos e, principalmente, com relação à humanização e a hospitalidade no atendimento. Autores: Orlando Nista Júnior Patrícia Carneiro Pessoa Pousa. Referências O relatório de gestão no site do Hospital Vera Cruz em: O artigo da pesquisa de clima no site do Hospital Vera Cruz em: Palavras chaves: Times da Qualidade, Pesquisa de Clima, Gestão de Pessoas. 35

Consultorias Associadas

Consultorias Associadas BEM VINDOS! 2013 Coordenação Geral : Coordenação Acadêmica: Somando Talentos : Consultorias Associadas CONSIDERAÇÕES GERAIS : A implantação da Escola de Líderes pelo Clube de RH vem de atender a uma necessidade

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu. MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Estratégia e Liderança Empresarial Apresentação O programa de MBA em Estratégia e Liderança Empresarial tem por objetivo preparar profissionais para

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO E CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO E CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO E CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA Objetivos Posicionar o gestor no seu papel de administrador do trabalho (resultados, pessoas, aspectos legais, clima organizacional, etc.), para atender

Leia mais

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional

Liziane Castilhos de Oliveira Freitas Departamento de Planejamento, Orçamento e Gestão Escritório de Soluções em Comportamento Organizacional CASO PRÁTICO COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL E GESTÃO DE TALENTOS: COMO A GESTÃO DA CULTURA, DO CLIMA E DAS COMPETÊNCIAS CONTRIBUI PARA UM AMBIENTE PROPÍCIO À RETENÇÃO DE TALENTOS CASO PRÁTICO: COMPORTAMENTO

Leia mais

CLIMA ORGANIZACIONAL: FATOR DETERMINANTE PARA O SUCESSO DA EMPRESA

CLIMA ORGANIZACIONAL: FATOR DETERMINANTE PARA O SUCESSO DA EMPRESA CLIMA ORGANIZACIONAL: FATOR DETERMINANTE PARA O SUCESSO DA EMPRESA O QUE É CLIMA ORGANIZACIONAL? É a percepção coletiva que as pessoas têm da empresa, através da experimentação de práticas, políticas,

Leia mais

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado

Professora Débora Dado. Prof.ª Débora Dado Professora Débora Dado Prof.ª Débora Dado Planejamento das aulas 7 Encontros 19/05 Contextualizando o Séc. XXI: Equipes e Competências 26/05 Competências e Processo de Comunicação 02/06 Processo de Comunicação

Leia mais

Relatório de Boas Práticas

Relatório de Boas Práticas Relatório de Boas Práticas Nome da empresa: LIBRELATO S/A. IMPLEMENTOS RODOVIÁRIOS CNPJ: 75.274.316/0001-70 Responsável pela prática: Janaina Niero Mazon Cargo / Função: Psicóloga E-Mail: janaina@librelato.com.br

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE 2 Download da Apresentação www.gptw.com.br publicações e eventos palestras Great Place to Work - Missão 3 Construindo um Excelente Ambiente de Trabalho 4 1 2 3 4 O que

Leia mais

FAR - FACULDADE ALMEIDA RODRIGUES PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU CURSO GESTÃO DE PESSOAS EMENTA. Conteúdo Programático

FAR - FACULDADE ALMEIDA RODRIGUES PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU CURSO GESTÃO DE PESSOAS EMENTA. Conteúdo Programático FAR - FACULDADE ALMEIDA RODRIGUES PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU CURSO GESTÃO DE PESSOAS EMENTA Conteúdo Programático Módulo I 1) Teoria das Organizações Imagens das Organizações como Paradigmas Científicos

Leia mais

Estado: ESPIRITO SANTO RESPONSABILIDADES GERAIS DA GESTAO DO SUS

Estado: ESPIRITO SANTO RESPONSABILIDADES GERAIS DA GESTAO DO SUS PLANILHA DE PACTUAÇÃO DAS - TCG Data da Validação: 31/03/2010 Data da Homologação: 12/04/2010 Revisão Nº:001 Pedido de Revisão: 30/03/2010 Portaria: 2.846 Data da Publicação: 25/11/2008 Estado: ESPIRITO

Leia mais

RH Gestão Transformadora

RH Gestão Transformadora RH Gestão Transformadora Como construir o relacionamento para garantir resultados : desenvolvendo as competências necessárias para criar parcerias, influenciar e atuar como parceiro de Negócios 1 Aonde

Leia mais

REFLEXÃO. (Warren Bennis)

REFLEXÃO. (Warren Bennis) RÉSUMÉ Consultora nas áreas de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas; Docente de Pós- Graduação; Coaching Experiência de mais de 31 anos na iniciativa privada e pública; Doutorado em Administração;

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno

MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 12 (Noturno) -->Últimas Vagas até o dia 27/05/2013 CAMPUS IGUATEMI Turma 13

Leia mais

Desenvolvimento Humano

Desenvolvimento Humano ASSESSORIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Desenvolvimento Humano ADVISORY Os desafios transformam-se em fatores motivacionais quando os profissionais se sentem bem preparados para enfrentá-los. E uma equipe

Leia mais

O NOVO MODELO DE AVALIAÇÃO

O NOVO MODELO DE AVALIAÇÃO III Congresso Consad de Gestão Pública O NOVO MODELO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DA SEPLAG Norma Maria Cavalcanti Alcoforado Painel 02/007 Avaliação de desempenho e remuneração variável O NOVO MODELO DE

Leia mais

Parte 1 Código / Área Temática. Educação Especial

Parte 1 Código / Área Temática. Educação Especial NOME DO CURSO: O Ensino de Língua Portuguesa como segunda língua para estudantes surdos e/ou com deficiência auditiva Nível: Especialização Modalidade: Presencial Parte 1 Código / Área Temática Código

Leia mais

Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br

Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br Formar LÍDERES e equipes. Atrair e reter TALENTOS. www.grupovalure.com.br www.grupovalure.com.br Estes são alguns dos grandes desafios da atualidade no mundo profissional e o nosso objetivo é contribuir

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

O QUE É COACHING? O QUE É COACHING? INSTRUMENTO PODEROSO PARA MELHOR PERFORMANC E RESULTADOS QUAIS CONTEXTOS PODEMOS UTLIZAR O COACHING?

O QUE É COACHING? O QUE É COACHING? INSTRUMENTO PODEROSO PARA MELHOR PERFORMANC E RESULTADOS QUAIS CONTEXTOS PODEMOS UTLIZAR O COACHING? O QUE É COACHING? INSTRUMENTO PODEROSO PARA MELHOR PERFORMANC E RESULTADOS QUAIS CONTEXTOS PODEMOS UTLIZAR O COACHING? COMO SURGIU E ESTÁ EVOLUINDO O COACHING? QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS BENEFÍCIOS? IMPORTÂNCIA

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Recursos Humanos 2011-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Recursos Humanos 2011-1 DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO LIDERANÇA AUTOCRÁTICA: O RELACIONAMENTO

Leia mais

Pessoas e negócios em evolução.

Pessoas e negócios em evolução. Silvestre Consultoria Pessoas e negócios em evolução. Silvestre Consultoria desde 2001 Nossos Serviços: Pesquisa de Clima Cargos e Salários Avaliação de Desempenho Recrutamento Especializado Mapeamento

Leia mais

Portfólio de Produtos

Portfólio de Produtos Portfólio de Produtos 2014 Quem somos: A Focus Educação Corporativa nasceu da necessidade identificada no interior do estado de Minas Gerais, que carece de Consultorias especializadas em pequenas e médias

Leia mais

IBMEC Jr. Consultoria. A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho

IBMEC Jr. Consultoria. A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho IBMEC Jr. Consultoria A melhor maneira de ingressar no mercado de trabalho O mercado de trabalho que nos espera não é o mesmo dos nossos pais... ... ele mudou! As mudanças Certeza Incerteza Real Virtual

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos Nome IES: UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: Curso Superior de Tecnologia de Recursos Humanos Dados de identificação da Universidade de Cuiabá

Leia mais

M.Sc Angela Abdo Campos Ferreira

M.Sc Angela Abdo Campos Ferreira Nossa Missão Atrair o Talento certo para a Empresa M.Sc Angela Abdo Campos Ferreira GESTÃO DE PESSOAS Gestão Liderança + Administrativo Para se tornar um excelente gestor Para se tornar um excelente gestor

Leia mais

UM COMPARATIVO ENTRE A TEORIA E A PRÁTICA DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO NA SLC AGRICOLA S/A

UM COMPARATIVO ENTRE A TEORIA E A PRÁTICA DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO NA SLC AGRICOLA S/A UM COMPARATIVO ENTRE A TEORIA E A PRÁTICA DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO NA SLC AGRICOLA S/A Carla Regina Prestes da Silva Eliane Vargas de Campos RESUMO O presente artigo traça um comparativo entre a prática

Leia mais

Projeto de Educação Continuada

Projeto de Educação Continuada Projeto de Educação Continuada P.D.G. GESTORES P.D.L. P.F.L. LÍDERES PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE LÍDERES A ORBI RH vem atuando de forma consistente dentro do âmbito da Educação Continuada, tendo como objetivo

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO SECRETARIA EXECUTIVA DE ATENÇÃO À SAÚDE UPA ENGENHO VELHO

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO SECRETARIA EXECUTIVA DE ATENÇÃO À SAÚDE UPA ENGENHO VELHO GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO UPA ENGENHO VELHO RELATÓRIO DE EXECUÇÃO 2º TRIMESTRE DO 2º ANO DO CONTRATO DE GESTÃO Período de Dezembro de 2012 à Fevereiro de 2013 2 INTRODUÇÃO O presente relatório apresenta

Leia mais

Desenvolvimento. Remuneração. Talentos. Estratégias CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS

Desenvolvimento. Remuneração. Talentos. Estratégias CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS Desenvolvimento Remuneração CONSULTORIA EM RECURSOS HUMANOS Talentos Estratégias Institucional Institucional Soluções Clientes Equipe Técnica Contato Quem somos A B2P Pessoas & Estratégias é uma Consultoria

Leia mais

GESTÃO DAS POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS NOS GOVERNOS ESTADUAIS BRASILEIROS

GESTÃO DAS POLÍTICAS DE RECURSOS HUMANOS NOS GOVERNOS ESTADUAIS BRASILEIROS Inter-American Development Bank Banco Interamericano de Desarrollo Banco Interamericano de desenvolvimento Banque interámericaine de développment BR-P1051 Departamento de Países do Cone Sul (CSC) Rascunho

Leia mais

Módulo 4. Módulo 4. Estudo de caso, identificação de objetivos, métricas e metas, lições aprendidas, exercício e conclusões

Módulo 4. Módulo 4. Estudo de caso, identificação de objetivos, métricas e metas, lições aprendidas, exercício e conclusões Módulo 4 Módulo 4 Estudo de caso, identificação de objetivos, métricas e metas, lições aprendidas, exercício e conclusões Estudo de Caso: Biblioteca da Universidade AAA - BSC Aplicação do BSC Perspectiva

Leia mais

WORKSHOP DE COACHING PARA GESTORES. www.diogohudson.com.br

WORKSHOP DE COACHING PARA GESTORES. www.diogohudson.com.br WORKSHOP DE COACHING PARA GESTORES www.diogohudson.com.br APRESENTAÇÃO & EXPECTATIVAS Se apresentem e discutam: O que você esperadeste workshop? COACHING PARA GESTORES 7 papéis de um gestor Como o coaching

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA Ementário Relações Interpessoais e Ética Profissional Concepções sobre o Processo Inter-relacional no Trabalho; Competência Interpessoal; Qualidade de Vida no

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Pessoas tem por objetivo o fornecimento de instrumental que possibilite

Leia mais

RDPG - Programa de Desenvolvimento da Liderança com foco nas Estratégias

RDPG - Programa de Desenvolvimento da Liderança com foco nas Estratégias RDPG - Programa de Desenvolvimento da Liderança com foco nas Estratégias A. A OPORTUNIDADE A.1 Qual foi a oportunidade de melhoria de gestão (problema, desafio, dificuldade), solucionada pela prática

Leia mais

Enfermeiro: Edmo Oliveira Pinto Júnior. O Processo de Enfermagem no Controle de Qualidade Do Trabalho

Enfermeiro: Edmo Oliveira Pinto Júnior. O Processo de Enfermagem no Controle de Qualidade Do Trabalho Enfermeiro: Edmo Oliveira Pinto Júnior O Processo de Enfermagem no Controle de Qualidade Do Trabalho 4 Introdução. O conceito de Qualidade foi primeiramente associado à definição de conformidade às especificações.

Leia mais

ISO NAS PRAÇAS. Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade. Julho/2011

ISO NAS PRAÇAS. Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade. Julho/2011 Oficina ISO 9001-2008 Formulação da Política da Qualidade Julho/2011 GESPÚBLICA Perfil do Facilitador Servidor de carreira que tenha credibilidade Bom relacionamento interpessoal Acesso a alta administração

Leia mais

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Um jeito Diferente, Inovador e Prático de fazer Educação Corporativa Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Objetivo: Auxiliar o desenvolvimento

Leia mais

Portfólio eletrônico

Portfólio eletrônico Portfólio eletrônico Apresentação Desenvolvemos estratégias, soluções e buscamos as melhores alternativas técnicas para empresas ou profissionais que atuam na área de recursos humanos, gestão de pessoas

Leia mais

CONCEITOS FUNDAMENTAIS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO RESPEITAR PONTO DE VISTA. Material preparado e de responsabilidade de Júlio Sérgio de Lima

CONCEITOS FUNDAMENTAIS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO RESPEITAR PONTO DE VISTA. Material preparado e de responsabilidade de Júlio Sérgio de Lima INDICADORES DE RH E METAS ORGANIZACIONAIS JÚLIO SÉRGIO DE LIMA Blumenau SC PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATEGICO E PERSPECTIVAS DE NEGOCIO, ARQUITETURA DE MEDIÇÃO DO DESEMPENHO E NIVEIS DOS

Leia mais

www.projetosecarreiras.com.br

www.projetosecarreiras.com.br A CODE Amanhã Hoje Ontem CLIENTES Securitizadoras Consultorias de Informática Agências de Publicidade e Propaganda Importação e Exportação Hospitais Agronegócio Outros PRODUTOS E SERVIÇOS Administração

Leia mais

PLANO DE REMUNERAÇÃO VARIÁVEL - PRV

PLANO DE REMUNERAÇÃO VARIÁVEL - PRV 1 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO PLANO DE REMUNERAÇÃO VARIÁVEL - PRV 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO DE PESSOAS 1.1 Histórico da Prática Eficaz A Nova Escola tem aplicado a Meritocracia como um recurso na Gestão de

Leia mais

Willian José Gomes 1 e Adriana Carmo Martins Santos 1

Willian José Gomes 1 e Adriana Carmo Martins Santos 1 135 FEEDBACK 360º NO DESENVOLVIMENTO DA LIDERANÇA EM UMA EMPRESA DO SEGMENTO CALL CENTER Willian José Gomes 1 e Adriana Carmo Martins Santos 1 RESUMO: Este trabalho apresenta como tema central o uso do

Leia mais

ARTIGOS INDICADORES DE GESTÃO DE RH

ARTIGOS INDICADORES DE GESTÃO DE RH ARTIGOS INDICADORES DE GESTÃO DE RH ÍNDICE em ordem alfabética: Artigo 1 - ABSENTEÍSMO... pág. 2 Artigo 2 - INDICADORES: FERRAMENTAS PARA UM RH MAIS ESTRATÉGICO... pág. 5 Artigo 3 - ROTATIVIDADE DE PESSOAL...

Leia mais

O RH Alinhado ao Negócio. Ferramentas da Qualidade Aplicada ao RH

O RH Alinhado ao Negócio. Ferramentas da Qualidade Aplicada ao RH O RH Alinhado ao Negócio Ferramentas da Qualidade Aplicada ao RH O RH ALINHADO AO NEGÓCIO Essencial x fundamental As pessoas e a empresa A importância da estratégia Navegar é preciso A espinha dorsal do

Leia mais

RH Estratégico na Administração Pública Implementando um modelo de gestão de pessoas focado nas metas e objetivos do órgão

RH Estratégico na Administração Pública Implementando um modelo de gestão de pessoas focado nas metas e objetivos do órgão RH Estratégico na Administração Pública Implementando um modelo de gestão de pessoas focado nas metas e objetivos do órgão Brasília, 29 de agosto de 2006. HISTÓRICO DA DIGEP: SITUAÇÃO ANTERIOR Competências

Leia mais

VAGAS. Ger Supply Chain. Coord Adm Vendas / Gerente Jr

VAGAS. Ger Supply Chain. Coord Adm Vendas / Gerente Jr VAGAS Ger Supply Chain Coord Adm Vendas / Gerente Jr Superior Completo e MBA em Logística Experiência na posição de 5 anos mínimo Reporte: Diretor Industrial Inglês Fluente e desejável espanhol Reportando-se

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Apresentação CAMPUS IGUATEMI Inscrições em Breve Turma 02 --> *Alunos matriculados após o início das aulas poderão cursar as disciplinas já realizadas,

Leia mais

Marins & Molnar Business Solutions

Marins & Molnar Business Solutions 1 2 Como Nasceu Um homem com uma idéia nova é um excêntrico... até que a idéia dê certo 3 Qualidade para Secretarias O papel único da secretaria no processo de sistematização da qualidade Seus componentes

Leia mais

o planejamento, como instrumento de ação permanente; a organização do trabalho, como produto efetivo do planejamento;

o planejamento, como instrumento de ação permanente; a organização do trabalho, como produto efetivo do planejamento; FRANCISCO BITTENCOURT Consultor Sênior do MVC VISÃO, AÇÃO, RESULTADOS Visão sem ação é um sonho, sonho sem visão é um passatempo. Fred Polak INTRODUÇÃO No conhecido diálogo entre Alice e o gato Ceeshire,

Leia mais

MBA em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação

MBA em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação MBA em Gestão Estratégica da Tecnologia da Informação 432 horas-aula OBJETIVO DO CURSO Proporcionar uma visão estratégica dos processos organizacionais e de como os diversos processos dentro das organizações

Leia mais

Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas:

Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas: Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas: Missão, Visão & Valores Missão Prover os clientes com soluções e serviços que os levem ao alcance de suas metas

Leia mais

RECURSOS HUMANOS EMENTAS DO CURSO 1º P TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA COMPLEMENTOS DE MATEMÁTICA PARA CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO

RECURSOS HUMANOS EMENTAS DO CURSO 1º P TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA COMPLEMENTOS DE MATEMÁTICA PARA CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO RECURSOS HUMANOS EMENTAS DO CURSO 1º P TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA Técnicas de leitura, interpretação e produção de textos, expressão oral e apresentação de trabalhos acadêmicos, argumentação

Leia mais

Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças

Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças Responsável pela elaboração e realização de projetos em empresas de porte que foram reconhecidos

Leia mais

RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL

RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL programação do evento 4ª edição RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL 10 de abril de 2014 Staybridge Suites São Paulo PATROCÍNIO GOLD PATROCÍNIO SILVER EXPO BRAND APOIO REALIZAÇÃO Os desafios do futuro na

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DE COLABORADORES PQC ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES

PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DE COLABORADORES PQC ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES Educação Superior no Brasil: cenários e tendências Conceitos e concepções de universidade; aspectos históricos da educação superior no Brasil; a reforma da educação superior

Leia mais

16,8 44,3% 11,8% liderança. gestão O PANORAMA DO TREINAMENTO NO BRASIL: DADOS, INFORMAÇÕES, FATOS E ANÁLISES.

16,8 44,3% 11,8% liderança. gestão O PANORAMA DO TREINAMENTO NO BRASIL: DADOS, INFORMAÇÕES, FATOS E ANÁLISES. Pesquisa Anual ABTD/Integração/Revista T&D 2014 O PANORAMA DO TREINAMENTO NO BRASIL: DADOS, INFORMAÇÕES, FATOS E ANÁLISES. 16,8 44,3% Horas de treinamento anual por colaborador Percentual de despesas de

Leia mais

TIPOS DE PROCESSOS Existem três categorias básicas de processos empresariais:

TIPOS DE PROCESSOS Existem três categorias básicas de processos empresariais: PROCESSOS GERENCIAIS Conceito de Processos Todo trabalho importante realizado nas empresas faz parte de algum processo (Graham e LeBaron, 1994). Não existe um produto ou um serviço oferecido por uma empresa

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM GESTÃO DE PESSOAS APRESENTAÇÃO O curso de especialização Gestão de Pessoas tem por meta desenvolver gestores para atuarem em empresas que estejam inseridas no processo de globalização

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000571 - TECNOL.GESTAO FINANCEIRA Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000571 - TECNOL.GESTAO FINANCEIRA Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000571 - TECNOL.GESTAO FINANCEIRA Nivel: Superior Area Profissional: ECONOMIA Area de Atuacao: GESTAO FINANCEIRA/ECONOMIA Administrar os

Leia mais

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências.

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências. 1 Programa Liderar O Grupo Solvi é um conglomerado de 30 empresas que atua nas áreas de saneamento, valorização energética e resíduos. Como alicerce primordial de seu crescimento encontrase o desenvolvimento

Leia mais

PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL

PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Satisfação do Cliente aluno em sala de aula. O diálogo como prática para a melhoria dos resultados Histórico da prática eficaz Uma das diretrizes institucionais do

Leia mais

ANALISTA DE DEPARTAMENTO PESSOAL PLENO - SOFTBOX

ANALISTA DE DEPARTAMENTO PESSOAL PLENO - SOFTBOX ANALISTA DE DEPARTAMENTO PESSOAL PLENO - SOFTBOX DESCRIÇÃO DA OPORTUNIDADE: Profissional responsável pelos subsistemas de Departamento Pessoal, compreendendo admissão e demissão, benefícios, folha de ponto

Leia mais

Potencial PSI. Sistema RH. www.potencialpsi.com.br

Potencial PSI. Sistema RH. www.potencialpsi.com.br Sistema RH Sistema de RH RETENÇÃO ACOMPANHAMENTO CAPTAÇÃO DESLIGAMENTO Entrada do profissional no sistema DESENVOLVIMENTO Saída do profissional no sistema Recrutamento e Seleção Banco de talentos Projeto

Leia mais

abril de 2011 Remuneração Estratégica nas Organizações

abril de 2011 Remuneração Estratégica nas Organizações abril de 2011 Remuneração Estratégica nas Organizações O RH nesses 20 anos Tático, político e de políticas Desdobrador da estratégia Influenciador da estratégia e da operação Consultor e assessor para

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO. MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégias Coordenação Acadêmica: Maria Elizabeth Pupe Johann 1 OBJETIVOS: Objetivo Geral: - Promover o desenvolvimento

Leia mais

b) supervisionar o cumprimento desta política pelas entidades integrantes do Sistema Sicoob;

b) supervisionar o cumprimento desta política pelas entidades integrantes do Sistema Sicoob; 1. Esta Política institucional de gestão de pessoas: Política institucional de gestão de pessoas a) é elaborada por proposta da área de Gestão de Pessoas da Confederação Nacional das Cooperativas do Sicoob

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas

MBA em Gestão de Pessoas REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Profª. Dra. Ana Ligia Nunes Finamor A Escola de Negócios de Alagoas. A FAN Faculdade de Administração e Negócios foi fundada

Leia mais

Descubra o que fazemos

Descubra o que fazemos Descubra o que fazemos Coaching Coaching Considerada uma das ferramentas mais eficazes no treino e desenvolvimento de competências, o Coaching ajuda as Empresas e Pessoas a alcançar os seus objetivos,

Leia mais

FLÁVIA MOTTA Consultora em Gestão de Pessoas Life & Professional Coach Pedagoga, Pós-graduada em Psicologia Organizacional MBA em Gestão de Pessoas

FLÁVIA MOTTA Consultora em Gestão de Pessoas Life & Professional Coach Pedagoga, Pós-graduada em Psicologia Organizacional MBA em Gestão de Pessoas DUO A DUO nasce com mais de 17 anos de experiência de seus fundadores nos segmentos de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas, Gerenciamento de Processos, Esportes e Qualidade de Vida. Com um vasto conhecimento

Leia mais

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente SISTEMA SEBRAE DIRECIONAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2022 1 2 2012 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2012 DGC/SPRH/DVRH

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2012 DGC/SPRH/DVRH Pesquisa de Clima Organizacional PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2012 DGC/SPRH/DVRH Pesquisa de Clima Organizacional Objetivo da Pesquisa de Clima Organizacional: Conhecer de forma sistematizada o clima

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE FUNCIONÁRIOS - PDF ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR - EMENTAS

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE FUNCIONÁRIOS - PDF ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR - EMENTAS MÓDULO 1: GESTÃO ACADÊMICA DE IES Educação Superior no Brasil: cenários e tendências Conceitos e concepções de universidade; aspectos históricos da educação superior no Brasil; a reforma da educação superior

Leia mais

Introdução. Este roteiro tem a pretensão de servir como facilitador na construção de um plano de negócios compreensível e realista

Introdução. Este roteiro tem a pretensão de servir como facilitador na construção de um plano de negócios compreensível e realista 1 Introdução Empreender significa determinar um caminho para perseguir, ou qualquer caminho servirá. Uma vez no caminho, o sucesso dáse pela combinação entre visão, paixão e disciplina na execução. Já

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO, ORGANIZAÇÕES, ADMINISTRAÇÃO E ESTRATÉGIA 1 OBJETIVOS 1. O que os administradores precisam saber sobre organizações para montar e usar sistemas de informação com sucesso? 2. Que

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 1 CONHEÇA A PRODENT Nosso objetivo é garantir a plena satisfação dos nossos beneficiários, empresas clientes e parceiros, por meio da prestação de serviços altamente qualificados.

Leia mais

O RH dos sonhos dos CEOs

O RH dos sonhos dos CEOs O RH dos sonhos dos CEOs Expectativas e estratégias da liderança para os Recursos Humanos Presidentes de empresas de todos os portes falaram sobre a importância dos Recursos Humanos para as suas empresas

Leia mais

CURSOS DE EXTENSÃO Coaching Estratégico: A gestão dos líderes eficazes Ingresso 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.

CURSOS DE EXTENSÃO Coaching Estratégico: A gestão dos líderes eficazes Ingresso 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm. CURSOS DE EXTENSÃO Coaching Estratégico: A gestão dos líderes eficazes Ingresso 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosextensao Programa do Curso de Extensão: Coaching Estratégico: A Gestão

Leia mais

WORKSHOP MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO

WORKSHOP MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO WORKSHOP MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO 2008 PALESTRA Modelo de Excelência da Gestão Case Biocor Instituto Apresentador: Arthur Paixão Filho Assessor da Diretoria-Geral Biocor Instituto (MG) Dr. Mario

Leia mais

Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas:

Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas: Consultoria especializada no desenvolvimento de pessoas, com soluções e serviços em 3 áreas: Missão, Visão & Valores Missão Prover os clientes com soluções e serviços que os levem ao alcance de suas metas

Leia mais

Pós-graduação lato sensu.

Pós-graduação lato sensu. MBA Desenvolvimento e Gestão de Pessoas Pós-graduação lato sensu 1 MBA Desenvolvimento e Gestão de Pessoas Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE LÍDERES

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE LÍDERES PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE LÍDERES Adesão de Colaboradores IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA: Planalto Transportes Ltda IDENTIFICAÇÃO DA EXPERIÊNCIA: Programa de Desenvolvimento de Líderes DATA OU PERÍODO DE

Leia mais

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 1. As Mudanças e a Gestão de Pessoas. Contextualização. Instrumentalização

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 1. As Mudanças e a Gestão de Pessoas. Contextualização. Instrumentalização Gestão de Recursos Humanos Aula 1 Profa. Me. Ana Carolina Bustamante Organização da Aula Contextualização da Gestão de Pessoas Principais conceitos de administração Novos modelos de Gestão de Pessoas As

Leia mais

O que é ser um RH estratégico

O que é ser um RH estratégico O que é ser um RH estratégico O RH é estratégico quando percebido como essencial nas decisões estratégicas para a empresa. Enquanto a área de tecnologia das empresas concentra seus investimentos em sistemas

Leia mais

Gestão. Curso Superior de Tecnologia em Gestão da Qualidade. Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

Gestão. Curso Superior de Tecnologia em Gestão da Qualidade. Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da Qualidade Gestão O tecnólogo em Gestão da Qualidade é o profissional que desenvolve avaliação sistemática dos procedimentos, práticas e rotinas internas e externas de uma entidade, conhecendo e aplicando

Leia mais

Saber de Verdade! Gestão de Pessoas

Saber de Verdade! Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas PROPÓSITO E RESULTADOS ESPERADOS DO PROGRAMA Tornar-se um programa de educação corporativa capaz de desenvolver competências individuais aplicadas de seus participantes, como, em igual

Leia mais

Empresa como Sistema e seus Subsistemas. Professora Cintia Caetano

Empresa como Sistema e seus Subsistemas. Professora Cintia Caetano Empresa como Sistema e seus Subsistemas Professora Cintia Caetano A empresa como um Sistema Aberto As organizações empresariais interagem com o ambiente e a sociedade de maneira completa. Uma empresa é

Leia mais

Business & Executive Coaching - BEC

Business & Executive Coaching - BEC IAC International Association of Coaching Empresas são Resultados de Pessoas José Roberto Marques - JRM O Atual Cenário no Mundo dos Negócios O mundo dos negócios está cada vez mais competitivo, nesse

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DE SANTO ANDRÉ SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

FACULDADE ESTÁCIO DE SANTO ANDRÉ SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: CST em Gestão em Recursos Humanos MISSÃO DO CURSO A missão do Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos da ESTÁCIO EUROPAN consiste em formar

Leia mais

Gestão por Competências

Gestão por Competências Gestão por Competências 2 Professora: Zeila Susan Keli Silva 2º semestre 2012 1 Contexto Economia globalizada; Mudanças contextuais; Alto nível de complexidade do ambiente; Descoberta da ineficiência dos

Leia mais

Administração e Gestão de Pessoas

Administração e Gestão de Pessoas Administração e Gestão de Pessoas Aula Gestão de Pessoas Prof.ª Marcia Aires www.marcia aires.com.br mrbaires@gmail.com Percepção x trabalho em equipe GESTÃO DE PESSOAS A Gestão de Pessoas é responsável

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISAS EM ADMINISTRAÇÃO - CEPEAD CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO ESTRATÉGICA ADMINISTRAÇÃO: ENSINO E PESQUISA - grade curricular 2015-2016

Leia mais

GABARITO OFICIAL(preliminar)

GABARITO OFICIAL(preliminar) QUESTÃO RESPOSTA COMENTÁRIO E(OU) REMISSÃO LEGAL 051 A 052 A 053 A RECURSO Recrutar faz parte do processo de AGREGAR OU SUPRIR PESSOAS e é o ato de atrair candidatos para uma vaga (provisão). Treinar faz

Leia mais

30/8/2012. Prof. Ms. Mauricio Libreti de Almeida. Um bom planejamento e organização garante que a empresa será bem sucedida?

30/8/2012. Prof. Ms. Mauricio Libreti de Almeida. Um bom planejamento e organização garante que a empresa será bem sucedida? Prof. Ms. Mauricio Libreti de Almeida Estruturas Organizacionais: processos direção e controle O que já vimos? P Planejar O Organizar RH News Um bom planejamento e organização garante que a empresa será

Leia mais

LIDERANÇA & GESTÃO DE PESSOAS 12 DESAFIOS, 3 FERRAMENTAS E UMA DECISÃO

LIDERANÇA & GESTÃO DE PESSOAS 12 DESAFIOS, 3 FERRAMENTAS E UMA DECISÃO LIDERANÇA & GESTÃO DE PESSOAS 12 DESAFIOS, 3 FERRAMENTAS E UMA DECISÃO INTRODUÇÃO O setor de RH deve ser extinto. Ram Charan em artigo na Harvard Business Review Você concorda? OBJETIVOS DESTE WORKSHOP

Leia mais

APÊNDICE A QUESTIONÁRIO APLICADO AOS GESTORES

APÊNDICE A QUESTIONÁRIO APLICADO AOS GESTORES 202 INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO ALGUNS COMENTÁRIOS ANTES DE INICIAR O PREENCHIMENTO DO QUESTIONÁRIO: a) Os blocos a seguir visam obter as impressões do ENTREVISTADO quanto aos processos de gestão da Policarbonatos,

Leia mais

10 lições de um mestre da liderança e uma chave para ser UM LEADER COACH. www.diogohudson.com.br

10 lições de um mestre da liderança e uma chave para ser UM LEADER COACH. www.diogohudson.com.br 10 lições de um mestre da liderança e uma chave para ser UM LEADER COACH www.diogohudson.com.br ATENÇÃO! POR FAVOR DESLIGUE 1. FACEBOOK 2. SKYPE 3. CELULAR ESTE WORKSHOP PODE MUDAR SUA CARREIRA! APRESENTAÇÃO

Leia mais

Larissa Florido Hernandes Quintans florido.larissa@gmail.com Instituto de Psicologia 10º Período

Larissa Florido Hernandes Quintans florido.larissa@gmail.com Instituto de Psicologia 10º Período Levantamento de Necessidades de Treinamento e Monitoramento do Clima Organizacional: Estudo de Caso no Instituto de Geociências (IGEO) da Universidade Federal do Rio de Janeiro Larissa Florido Hernandes

Leia mais

Política de Gestão de Pessoas

Política de Gestão de Pessoas julho 2010 5 1. Política No Sistema Eletrobras, as pessoas são agentes e beneficiárias do fortalecimento organizacional, contribuindo para a competitividade, rentabilidade e sustentabilidade empresarial.

Leia mais