SIMULADO WEB 4 DIREITO PENAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SIMULADO WEB 4 DIREITO PENAL"

Transcrição

1 SIMULADO WEB 4 DIREITO PENAL PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL Josefa das Dores, brasileira, viúva, residente na Rua das Flores, n.167, nascida em 25/04/1940, no dia 20 de maio de 2011 foi presa em flagrante delito, na posse de 20,5 g de cocaína, na forma de uma única porção, trazida consigo, no interior de estabelecimento prisional na cidade de Presidente Bernardes-SP. Josefa das Dores foi denunciada por tráfico de drogas, de acordo com o art. 33, caput c/c art. 40, III, ambos da Lei n /2006. Durante a instrução do processo que tramitou regularmente pela 2ª Vara Criminal de Presidente Bernardes, as testemunhas de acusação, agentes penitenciários, confirmaram que, na data dos fatos, a ré fora surpreendida, durante revista prévia dentro da penitenciária, na posse da substância entorpecente, escondida no interior de um tênis, supostamente destinada à entrega e consumo do preso Felipe, seu filho. Relataram, também, que somente após abrirem o tênis com um facão, e contando com a ajuda de um cão treinado pelo departamento de narcóticos, puderam verificar a existência da droga. As testemunhas de defesa disseram que a ré atendeu ao pedido de um tal de Manoel, para levar o tênis, de modo que ela não tinha como saber que estava levando drogas para o seu filho. Ademais, Josefa levava-lhe, semanalmente, mantimentos e roupas. Em seu interrogatório em juízo, Josefa negou a imputação, contando a mesma versão que narrara na delegacia. Afirmou que, na noite anterior aos fatos, um indivíduo de prenome Manoel fora até sua residência e pedira-lhe que entregasse o tênis a seu filho, preso na Penitenciária de Presidente Bernardes, o que foi aceito. Declarou, ainda, que não sabia que havia droga dentro da sola do tênis e que, por isso, decidira levar o calçado para seu filho, ocasião em que foi detida. Há, nos autos, os laudos de constatação prévia e de exame químico-toxicológico, que confirmam

2 não apenas a quantidade da droga apreendida, mas também a forma de acondicionamento apresentada, típica da atividade de tráfico. Constam, ainda, nos autos, documentos comprovando que Josefa é primária, possui bons antecedentes, não se dedica a atividades criminosas e não integra organização criminosa. Na sentença, o Juiz realizou a dosimetria da pena da seguinte forma: na primeira fase, por entender que Josefa apresentava circunstâncias desfavoráveis, não individualizadas pelo magistrado, fixou a pena base acima do mínimo legal; entendeu não existirem circunstâncias atenuantes e agravantes, e por fim, aplicou a causa de aumento de pena prevista no art. 40, inciso III da lei /06. Ademais, não admitiu a conversão da pena privativa de liberdade em restritiva de direitos, em razão da vedação prevista no art. 44 da lei /06 e do quantum da pena aplicada. Em 13/08/2012, a defesa tomou ciência da sentença proferida pelo juiz da 2ª vara criminal de Presidente Bernardes-SP, condenando Josefa nas penas de oito anos de reclusão, em regime inicial fechado, e pagamento de sessenta e seis dias multa, no valor unitário mínimo, como incursa no art. 33, caput c/c art. 40, III, ambos da Lei nº /2006. A sentença transitou em julgado em face da ausência de recurso da acusação e da defesa e Josefa encontra-se cumprindo a pena. Considerando a situação hipotética apresentada, redija, em favor de Josefa das Dores, a peça jurídica cabível à espécie, privativa de advogado, alegando todas as matérias favoráveis a sua cliente, datando-a no último dia do prazo legal para sua apresentação. Quesito avaliado 1- Estrutura correta (divisão das partes / indicação de local / assinatura) 0, Endereçamento correto Desembargador Presidente do Tribunal de 0,25

3 Justiça de São Paulo 3- Peça Correta Revisão Criminal (0,5) - art. 621, inciso I, do CPP (0,25) 0,75 4- Menção à certidão de trânsito em julgado no preâmbulo 0,25 5- Desenvolvimento jurídico acerca da ausência de dolo erro sobre elementos do tipo, exclui o dolo (0,8) - art. 20, caput do CP. (0,2). 6 - Desenvolvimento jurídico acerca do erro na dosimetria da pena: 6.1. fixação da pena base no mínimo legal - art. 42 da Lei n /06 e art. 59 do CP; (0,2) 6.2. atenuante pela idade - art. 65, inciso I do CP (0,2); 6.3. causa especial de diminuição de pena art. 33, 4º da lei /06 (0,2) 7- Desenvolvimento jurídico acerca do entendimento do STF sobre a inconstitucionalidade do art. 44 da lei /06 que veda a conversão da PPL por PRD; OU pedido de suspensão da pena nos termos do artigo 77 do CP (0,4). 8. Pedidos Principais: 8.1. Procedência da ação revisional, com fulcro no art. 626, CPP; (0,20) 8.2. Absolvição nos termos do art. 386, III, CPP atipicidade; (0,50) Pedidos subsidiários 8.3. Fixação da pena no mínimo legal (art. 42 da lei /06 e art. 59 do CP). (0,20) 8.4. Reconhecimento da atenuante da idade (art. 65, inciso I do CP) (0,20) Reconhecimento da causa de diminuição de pena art. 33, 4º da lei /06 (0,20) Concessão da substituição da PPL por PRD (art. 44 do CP), OU, no caso de denegação da conversão, pedido de suspensão condicional da pena (art. 77, CP) (0,10) Pedido de Indenização art.630, CPP (0,10) 1,0 0,6 0,4 1,5

4 Questão 1. Felipe foi processado, e restou condenado por crime de lesões corporais, de acordo com a certidão do trânsito em julgado da sentença proferida pelo Juiz de Direito da 1º Vara Criminal da Comarca de Campinas. Constata-se que a pena imposta a Felipe foi integralmente cumprida, e extingui-se há sete anos. Houve, por parte de Felipe, ressarcimento do dano causado pelo crime, pagando assim todas as despesas de internação e tratamento da vítima. Também manteve residência e domicílio neste País, demonstrando sempre bom comportamento público e privado, inclusive, hoje, presidindo uma entidade que cuida de menores abandonados. Felipe lhe procura, para que na condição de advogado (a), restitua sua condição anterior à condenação. Diante dessa situação hipotética, responda: 1.1. Qual seria a medida processual cabível para atender o pleito de Felipe? (0,40) 1.2. Qual o prazo mínimo e máximo para ingressar com o pedido? (0,40) 1.3. Qual será o juízo competente para analisar o pedido? (0,45) Questão 2. FLORINDA respondeu a uma ação penal, acusada de ter dado um tapa no rosto de seu vizinho MADRUGA, e, em seguida, chamado-lhe de "gentalha". Durante a instrução probatória, restou comprovado que a ré agiu com a intenção de humilhar a vítima diante da filha deste, CHIQUINHA. Ademais, juntou-se o exame de corpo de delito realizado, que atesta não ter a vítima sofrido qualquer lesão. Florinda foi absolvida em primeira instância. Interposta Apelação, a sentença foi reformada em grau de recurso, que entendeu pela condenação da ré. Intimado do acórdão condenatório, o advogado da acusada não interpôs nenhum recurso. Isto posto, indaga-se:

5 2.1. Qual a(s) conduta(s) em tese praticada por Florinda? Explique e fundamente. (0,75) 2.2. A ausência de interposição do recurso implica, por si só, em nulidade processual? Explique e fundamente. (0,50) Questão 3. O Defensor Público, na data de 15 de junho de 2010, ao atender os apenados da Casa do Albergado do Município de Varginha-MG, verificou que um dos presos está cumprindo pena no regime aberto e conta com 71 anos de idade, em bom estado de saúde física, mas apresentando quadro de senilidade leve. Após analisar os dados constantes da Guia de Recolhimento atualizada do reeducando, o Defensor Público apurou que o preso está condenado por crime de latrocínio (art. 157, 3º, parte final, do Código Penal). Verificou-se, também, que o reeducando já teria cumprido 13 (treze) anos de um total de 21 (vinte e um), impostos na condenação. Considerando os referidos dados, responda: 3.1. Poderia ser postulada a concessão de prisão domiciliar? (0,60) 3.2. Poderia ser postulada a concessão livramento condicional? (0,65). Questão 4. Maria das Dores, 13 anos, foi levada por Pedro até uma rua deserta, oportunidade em que foi constrangida por João, previamente ajustado com Pedro, a praticar conjunção carnal no dia 14 de abril de O Ministério Público recebeu os autos do inquérito policial no dia 18 de abril do mesmo ano. O réu, João da Silva, encontrava-se preso. No dia 24 de junho o representante do MP ainda não havia se manifestado, não oferecendo denúncia, nem arquivamento, e nem requerendo diligências. O advogado da vítima ofereceu queixa crime em face de João, dando início a ação penal e requerendo a condenação pelo crime de estupro de vulnerável. Intimado, o Promotor de Justiça se manifestou apresentando denúncia em face de João e Pedro, pois entendeu que este último havia também participado do delito, uma vez que atraiu a vítima para o local do crime. Diante dessa situação hipotética, responda:

6 4.1. Poderia o advogado da vítima propor a queixa crime? Fundamente sua resposta. (0,75) 4.2. O Ministério Público poderia repudiar a queixa oferecida e oferecer denúncia em face de João e Pedro? Fundamente sua resposta. (0,50) 1.1. Reabilitação criminal, nos termos do art. 93 do CP. (0,40) 0, Prazo mínimo é de 2 (dois) dois anos do dia em que for extinta a 0,40 pena ou terminar sua execução, conforme art. 94, caput do CP (0,20); Não há prazo máximo para ingressar com a medida (0,20) 1.3. De acordo com o art. 743 do CPP, a reabilitação será requerida ao 0,45 juiz da condenação e não ao juiz da execução. No caso, ao Juiz de Direito da 1º Vara Criminal da Comarca de Campinas Injúria Real e Injúria Simples em concurso material (0,50), conforme 0,75 art. 140, 2º e art. 140, caput c.c art. 69, todos do CP (0,25) 2.2. Segundo o princípio da voluntariedade dos recursos, a defesa, 0,50 devidamente intimado, não está obrigada a recorrer (0,30), conforme art. 574, caput, do CPP (0,20) 3.1. Poderia, nos termos do art. 117, inciso I da Lei de Execução Penal 0,60 (Lei nº 7.210, de 11/07/84) (0,50) 3.2. Não poderia, pois o crime de latrocínio é hediondo, que exige o 0,65 cumprimento de mais dois terços da pena para a concessão do benefício, no caso, mais de 14 anos (0,40), conforme art. 83, inciso V do CP (0,25) 4.1. Diante da inércia do Ministério Público, será possível ingressar com 0,75

7 ação penal privada subsidiária da pública (0,50), com fundamento nos artigos 29 do CPP e/ou artigo 5º, inciso LIX, da CF e/ou artigo 100, parágrafo 3º do CP. (0,25) 4.2. O Ministério Público poderá repudiar a queixa crime e oferecer denúncia substitutiva no caso de ação penal privada subsidiária da pública (0,25), nos termos do art. 29 do CPP (0,25) 0,50

PROCESSO PENAL MARATONA OAB XXI PROF. FLÁVIO MILHOMEM

PROCESSO PENAL MARATONA OAB XXI PROF. FLÁVIO MILHOMEM PROCESSO PENAL MARATONA OAB XXI PROF. FLÁVIO MILHOMEM 1ª QUESTÃO José Augusto foi preso em flagrante delito pela suposta prática do crime de receptação (Art. 180 do Código Penal pena: 01 a 04 anos de reclusão

Leia mais

SEGUNDA PROVA ESCRITA SENTENÇA CRIMINAL

SEGUNDA PROVA ESCRITA SENTENÇA CRIMINAL SEGUNDA PROVA ESCRITA SENTENÇA CRIMINAL Nesta prova, faça o que se pede, utilizando, caso deseje, os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva o texto para o CADERNO DE

Leia mais

Olá, amigos! Valeu! 1. Apresentação e estrutura textual (0,40). 2. Endereçamento à Vara Criminal da Comarca de São Paulo (0,20),

Olá, amigos! Valeu! 1. Apresentação e estrutura textual (0,40). 2. Endereçamento à Vara Criminal da Comarca de São Paulo (0,20), Olá, amigos! A peça do simulado é a prova prática do Exame de Ordem 2009.3 (CESPE). Percebam que o gabarito elaborado pela banca é bastante simples em comparação àquele da queixa do ciclo de correções.

Leia mais

Prática Jurídica Penal 1º Semestre de 2012

Prática Jurídica Penal 1º Semestre de 2012 PROBLEMA: Em 5/9/2011, Felisberto Farias foi condenado, pelo Juízo da 1.ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária de São Paulo, a pena de dois anos de reclusão e multa pela prática do crime previsto

Leia mais

REINALDO ROSSANO LÉO MATOS INFORMÁTICA EXERCÍCIOS QUADRIX LINUX DIREITO PROCESSUAL PENAL

REINALDO ROSSANO LÉO MATOS INFORMÁTICA EXERCÍCIOS QUADRIX LINUX DIREITO PROCESSUAL PENAL REINALDO ROSSANO LÉO MATOS INFORMÁTICA EXERCÍCIOS QUADRIX LINUX DIREITO PROCESSUAL PENAL CARGOS: OFICIAL DE JUSTIÇA E ANALISTA JUDICIÁRIO FUNÇÃO JUDICIÁRIA PROVA OBJETIVA: 9.1.3. A Prova Objetiva será

Leia mais

6 - Réu Lídio Laurindo: restou absolvido de todas as acusações; 7 - Réu Cildo Ananias: restou absolvido de todas as acusações.

6 - Réu Lídio Laurindo: restou absolvido de todas as acusações; 7 - Réu Cildo Ananias: restou absolvido de todas as acusações. PROCEDIMENTO ESP.DOS CRIMES DE COMPETÊNCIA DO JÚRI Nº 2004.71.04.005970-2/RS AUTOR : MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL ACUSADO : IRENI FRANCO : ZIGOMAR TEODORO : LEOMAR CORREIA : CILDO ANANIAS : SERGIO ANANIAS

Leia mais

PEDIU PRA PARAR, PAROU!

PEDIU PRA PARAR, PAROU! CADA PEÇA TEM UMA ESTRATÉGIA E TESES BEM DEFINIDAS 1. Prisão em Flagrante Ilegal 2. Prisão em Flagrante Legal Peça: Relaxamento de Prisão Base Legal: art. 310, I, do CPP e art. 5º, LXV, CF/88 Teses: Buscar

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo fls. 561 ACÓRDÃO Registro: 2018.0000930382 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0030726-11.2011.8.26.0506, da Comarca de Ribeirão Preto, em que é apelante F.C.P., é apelado MINISTÉRIO

Leia mais

2º Simulado OAB XXVII Exame de Ordem

2º Simulado OAB XXVII Exame de Ordem 2º Simulado OAB XXVII Exame de Ordem Olá, pessoal! Este é nosso segundo simulado com correção em VÍDEO apenas. A correção do simulado será realizada hoje, dia 12.01.2019, às 14h, no Canal do Estratégia

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Nº 13008/CS HABEAS CORPUS Nº105488 (SÃO PAULO) IMPETRANTE: DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE SÃO PAULO PACIENTE: VERÔNICA AUGUSTA DE OLIVEIRA COATOR: SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA RELATOR: MINISTRO CELSO

Leia mais

Introdução - Prática Penal IV Revisão Criminal. Aula 1

Introdução - Prática Penal IV Revisão Criminal. Aula 1 Introdução - Prática Penal IV Revisão Criminal Aula 1 PRÁTICA PENAL IV CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Bibliografia da Ementa INTRODUÇÃO AO TEMA A revisão criminal é instrumento processual que pode ser utilizado

Leia mais

SENTENÇA. Vistos. A denúncia veio acompanhada do inquérito policial e foi recebida em 25 de novembro de 2015 (fls. 56)

SENTENÇA. Vistos. A denúncia veio acompanhada do inquérito policial e foi recebida em 25 de novembro de 2015 (fls. 56) fls. 1 SENTENÇA Processo Físico nº: 0012745-71.2014.8.26.0050 Classe - Assunto Inquérito Policial - Receptação Autor: Justiça Pública Réu: YOHANNA CHRISTINA SANTOS OLIVEIRA Vistos Yohanna Christina Santos

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2016.0000093622 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 3038118-89.2013.8.26.0405, da Comarca de Osasco, em que é apelante LUCAS BISPO ALMEIDA, é apelado MINISTÉRIO

Leia mais

ALEGAÇÕES FINAIS POR MEMORIAIS

ALEGAÇÕES FINAIS POR MEMORIAIS ALEGAÇÕES FINAIS POR MEMORIAIS ALEGAÇÕES FINAIS POR MEMORIAIS EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA XX VARA CRIMINAL DA COMARCA DE CURITIBA / PR. Pular 3 linhas Processo n Pular 10 linhas JORGE,

Leia mais

PROVA PRÁTICA P 4 SENTENÇA PENAL

PROVA PRÁTICA P 4 SENTENÇA PENAL PROVA PRÁTICA P 4 SENTENÇA PENAL Nesta prova, que vale dez pontos, faça o que se pede, usando os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva o texto para o CADERNO DE TEXTO

Leia mais

Extinção da punibilidade

Extinção da punibilidade LEGALE Extinção da punibilidade prescrição Tabela de prescrição Extinção da punibilidade prescrição I - em vinte anos, se o máximo da pena é superior a doze; II - em dezesseis anos, se o máximo da pena

Leia mais

DIREITO PENAL E DIREITO PROCESSUAL PENAL

DIREITO PENAL E DIREITO PROCESSUAL PENAL PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL P 2 Na peça profissional que vale cinco pontos e nas cinco questões a seguir que valem um ponto cada uma, faça o que se pede, usando os espaços indicados no presente caderno

Leia mais

SESSÃO DA TARDE PENAL E PROCESSO PENAL RESPOSTA À ACUSAÇÃO Prof. Rodrigo Capobianco

SESSÃO DA TARDE PENAL E PROCESSO PENAL RESPOSTA À ACUSAÇÃO Prof. Rodrigo Capobianco SESSÃO DA TARDE PENAL E PROCESSO PENAL RESPOSTA À ACUSAÇÃO 18.06.2018 Prof. Rodrigo Capobianco O procedimento ordinário tem a seguinte sequência: Oferecimento da denúncia ou queixa > Recebimento da denúncia

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2015.0000699565 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0008772-23.2006.8.26.0072, da Comarca de Bebedouro, em que é apelante/apelado PAULO HENRIQUE FRANÇA DE BRITO,

Leia mais

NO PROCESSO PENAL. Nota: A juntada de documentos pode ocorrer em qualquer fase do processo (CPP, art. 231).

NO PROCESSO PENAL. Nota: A juntada de documentos pode ocorrer em qualquer fase do processo (CPP, art. 231). NO PROCESSO PENAL No processo penal todos os prazos correrão em cartório e serão contínuos e peremptórios, não se interrompendo por férias, domingo ou feriado (CPP, art. 798). Não se computará, no prazo,

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores XAVIER DE SOUZA (Presidente) e PAIVA COUTINHO.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores XAVIER DE SOUZA (Presidente) e PAIVA COUTINHO. 1 ACÓRDÃO Registro: 2017.0000986764 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0076849-06.2012.8.26.0224, da Comarca de Guarulhos, em que é apelante CLAYTON LIMA DOS SANTOS, é apelado MINISTÉRIO

Leia mais

DIREITO ELEITORAL. Processo Penal Eleitoral. Prof. Rodrigo Cavalheiro Rodrigues

DIREITO ELEITORAL. Processo Penal Eleitoral. Prof. Rodrigo Cavalheiro Rodrigues DIREITO ELEITORAL Prof. Rodrigo Cavalheiro Rodrigues Código Eleitoral Art. 355. As infrações penais definidas neste Código são de ação pública. Ac.-TSE 21295/2003: cabimento de ação penal privada subsidiária

Leia mais

DIREITO PENAL. Exame de Ordem Prova Prático-Profissional 1 PEÇA PROFISSIONAL

DIREITO PENAL. Exame de Ordem Prova Prático-Profissional 1 PEÇA PROFISSIONAL DIREITO PENAL PEÇA PROFISSIONAL Alessandro, de 22 anos de idade, foi denunciado pelo Ministério Público como incurso nas penas previstas no art. 213, c/c art. 224, alínea b, do Código Penal, por crime

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2016.0000093683 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0000068-95.2014.8.26.0571, da Comarca de Angatuba, em que é apelante BRUNO RODRIGUES PRESTES, é apelado MINISTÉRIO

Leia mais

Ponto 1. Rodrigo Malta, brasileiro, solteiro, nascido em 4/5/1976, em São Paulo SP, residente na rua

Ponto 1. Rodrigo Malta, brasileiro, solteiro, nascido em 4/5/1976, em São Paulo SP, residente na rua DIREITO PENAL PEÇA PROFISSIONAL Ponto 1 Rodrigo Malta, brasileiro, solteiro, nascido em 4/5/1976, em São Paulo SP, residente na rua Pedro Afonso n. o 12, Moema, São Paulo SP, foi preso em flagrante delito,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2015.0000882149 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0003643-61.2014.8.26.0038, da Comarca de Araras, em que é apelante MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO,

Leia mais

Agravo em execução. A) Problema modelo nº 01 (Agravo em execução)

Agravo em execução. A) Problema modelo nº 01 (Agravo em execução) Aula 09 Agravo em execução A) Problema modelo nº 01 (Agravo em execução) Alberto Ramos foi processado e finalmente condenado por violação do artigo 33, caput, da Lei 11.343/06, tendo o magistrado competente

Leia mais

GABARITO E ESPELHO XXVII EXAME DA ORDEM DIREITO PENAL - PROVA PRÁTICO - PROFISSIONAL

GABARITO E ESPELHO XXVII EXAME DA ORDEM DIREITO PENAL - PROVA PRÁTICO - PROFISSIONAL PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL Considerando a situação narrada, o(a) examinando(a) deve apresentar Memoriais, ou Alegações Finais por Memoriais, com fundamento no art. 403, 3º, do Código de Processo Penal.

Leia mais

Juizados Especiais Criminais

Juizados Especiais Criminais Direito Processual Penal Juizados Especiais Criminais Constituição Federal Art. 98. A União, no Distrito Federal e nos Territórios, e os Estados criarão: I - juizados especiais, providos por juízes togados,

Leia mais

Direito Penal. Lei dos Crimes Hediondos (Lei 8.072/90) Professor Joerberth Nunes.

Direito Penal. Lei dos Crimes Hediondos (Lei 8.072/90) Professor Joerberth Nunes. Direito Penal Lei dos Crimes Hediondos (Lei 8.072/90) Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Penal LEI Nº 8.072, DE 25 DE JULHO DE 1990 Dispõe sobre os crimes hediondos, nos termos

Leia mais

QUESTÕES D. PENAL EXAME DE ORDEM TEMA: PRESCRIÇÃO PENAL Prof. Geibson Rezende

QUESTÕES D. PENAL EXAME DE ORDEM TEMA: PRESCRIÇÃO PENAL Prof. Geibson Rezende QUESTÕES D. PENAL EXAME DE ORDEM TEMA: PRESCRIÇÃO PENAL Prof. Geibson Rezende 1- Aplicada em: 2008 Banca: CESPE Órgão: OAB Prova: Exame de Ordem Acerca do instituto da prescrição penal e seus efeitos,

Leia mais

TEMA 2 DIREITO PROCESSUAL PENAL

TEMA 2 DIREITO PROCESSUAL PENAL PROVA ORAL QUESTÃO 1 Em meio a escuta telefônica autorizada judicialmente, a autoridade policial captou incidentalmente diálogos entre o investigado e seu patrono constituído, ocasião em que ambos combinavam

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2015.0000215227 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 3001851-31.2013.8.26.0337, da Comarca de Mairinque, em que é apelante ALINE NUNES FERREIRA DE LIMA, é apelado

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2016.0000093445 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 9000011-83.2011.8.26.0358, da Comarca de Mirassol, em que é apelante SILAS PIO CARVALHO, é apelado MINISTÉRIO

Leia mais

Professor Wisley Aula 05

Professor Wisley Aula 05 - Professor Wisley www.aprovaconcursos.com.br Página 1 de 5 AÇÃO PENAL 1. CONCEITO É o direito público subjetivo de provocar o Estado-Juiz a

Leia mais

PROVA DISCURSIVA GRUPO I DIREITO CIVIL E PROCESSUAL CIVIL

PROVA DISCURSIVA GRUPO I DIREITO CIVIL E PROCESSUAL CIVIL PROVA DISCURSIVA Nos Grupos I e II da prova discursiva cada um deles valendo cinco pontos, faça o que se pede, usando as páginas correspondentes do presente caderno para rascunho. Em seguida, transcreva

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2016.0000901796 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0032961-63.2014.8.26.0564, da Comarca de São Bernardo do Campo, em que é apelante JEFERSON FERREIRA PORTO, é

Leia mais

033/ (CNJ: ) Damaso Gerson Souza da Silva Junior. Juiz de Direito - Dr. José Antônio Prates Piccoli

033/ (CNJ: ) Damaso Gerson Souza da Silva Junior. Juiz de Direito - Dr. José Antônio Prates Piccoli COMARCA DE SÃO LEOPOLDO 1ª VARA CRIMINAL Av. Unisinos, 99 Processo nº: Natureza: Autor: Réu: Juiz Prolator: 033/2.14.0003199-8 (CNJ:.0010002-80.2014.8.21.0033) Homicídio Simples Justiça Pública Damaso

Leia mais

DIREITO PENAL E DIREITO PROCESSUAL PENAL

DIREITO PENAL E DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PENAL E DIREITO PROCESSUAL PENAL PEÇA PROFISSIONAL João Silva, brasileiro, taxista, residente na Rua Madre Tereza n.º 167, Brasília DF, foi denunciado em 2 de fevereiro de 2007 pela prática de

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2015.0000243394 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0000868-07.2012.8.26.0115, da Comarca de Jundiaí, em que é apelante CARLOS SILVA MAIA, é apelado MINISTÉRIO PÚBLICO

Leia mais

Direito Penal CERT Regular 3ª Fase

Direito Penal CERT Regular 3ª Fase CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Penal CERT Regular 3ª Fase Lei de Drogaas Lei nº 11.343/2006-1) CESPE DPU - 2015 Considerando que Carlo, maior e capaz, compartilhe com Carla, sua parceira eventual,

Leia mais

DIREITO PENAL E DIREITO PROCESSUAL PENAL www.questoesdeconcursos.com.br PEÇA PROFISSIONAL João Silva, brasileiro, taxista, residente na Rua Madre Tereza n.º 167, Brasília DF, foi denunciado em 2 de fevereiro

Leia mais

FIANÇA E PROCEDIMENTO S NOVOS

FIANÇA E PROCEDIMENTO S NOVOS ATUALIZAÇÕES E ENTENDIMENTOS SOBRE A. LEI 12.403/11 FIANÇA E PROCEDIMENTO S NOVOS Cley Celestino Batista Delegado de Polícia Cuiabá, 2011 I VACATIO LEGIS: Conforme preceitua a Lei 12.403/2011, suas normas

Leia mais

Direito Penal. Imagine a seguinte situação adaptada: O juiz poderia ter feito isso?

Direito Penal. Imagine a seguinte situação adaptada: O juiz poderia ter feito isso? Direito Penal Atualização 2: para ser juntada na pág. 845 do Livro de 2013 2ª edição 31.9 A NATUREZA E A QUANTIDADE DA DROGA PODEM SER UTILIZADAS PARA AUMENTAR A PENA NO ART. 42 E TAMBÉM PARA AFASTAR O

Leia mais

XXIII EXAME DE ORDEM PROCESSO PENAL PROF CHRISTIANO GONZAGA

XXIII EXAME DE ORDEM PROCESSO PENAL PROF CHRISTIANO GONZAGA XXIII EXAME DE ORDEM PROCESSO PENAL PROF CHRISTIANO GONZAGA Princípios Devido Processo Legal Juiz Natural PRINCÍPIOS IMPORTANTES Ampla Defesa Presunção de Inocência Aplicação da lei processual Art. 2º,

Leia mais

É o recurso cabível das decisões proferidas pelo Juiz no processo de execução que prejudique direito das partes envolvidas no processo.

É o recurso cabível das decisões proferidas pelo Juiz no processo de execução que prejudique direito das partes envolvidas no processo. AGRAVO EM EXECUÇÃO É o recurso cabível das decisões proferidas pelo Juiz no processo de execução que prejudique direito das partes envolvidas no processo. Uma vez que a Lei de Execução Penal não faz nenhuma

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL Direitos Individuais Direitos Constitucionais Penais e Garantias Const. do Processo Parte 4 Profª. Liz Rodrigues - Art. 5º, LXIV, CF/88: o preso tem direito à identificação dos responsáveis

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL

DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PROCESSUAL PENAL Da prisão e da liberdade provisória Liberdade provisória e fiança Parte 1 Prof. Thiago Almeida . Espécie de medida cautelar (CPP, art. 319, VIII) Liberdade provisória e fiança.

Leia mais

SUMÁRIO. Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL

SUMÁRIO. Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL Título I Disposições preliminares (Arts. 1º a 3º)... 3 Título II Do inquérito policial

Leia mais

Aula nº 09. Juizados Especiais Criminais Objetivo Aula 09 - Exercícios Comentados

Aula nº 09. Juizados Especiais Criminais Objetivo Aula 09 - Exercícios Comentados Página1 Curso/Disciplina: Juizados Especiais Criminais Objetivo Aula: Juizados Especiais Criminais Objetivo Aula 09 Professor(a): Elisa Pittaro Monitor(a): Analia Freitas Aula nº 09. Juizados Especiais

Leia mais

Pós Penal e Processo Penal. Legale

Pós Penal e Processo Penal. Legale Pós Penal e Processo Penal Legale PRÁTICA Prática Caso: Após uma discussão, na porta de sua residência, com o vizinho João de Souza, José da Silva efetuou disparos de arma de fogo (a qual tinha o regular

Leia mais

PRINCIPAIS PEÇAS PENAIS

PRINCIPAIS PEÇAS PENAIS PRINCIPAIS PEÇAS PENAIS QUEIXA CRIME CABIMENTO FUNDAMENTO LEGAL ENDEREÇAMENTO PRAZO PEDIDOS AÇÃO PENAL PRIVADA AÇÃO PENAL PRIVADA SUBSIDIÁRIA DA PÚBLICA ART. 30 E 41, CPP SÓ PODE SER OFERECIDA A UM JUIZ

Leia mais

PROVA ESCRITA DISCURSIVA P 2

PROVA ESCRITA DISCURSIVA P 2 PROVA ESCRITA DISCURSIVA P 2 Esta prova vale dez pontos: quatro pontos para a peça processual e dois pontos para cada uma das três questões. Nela, faça o que se pede, usando os espaços indicados no presente

Leia mais

PROVA PRÁTICO - PROFISSIONAL

PROVA PRÁTICO - PROFISSIONAL DIREITO PENAL PROVA PRÁTICO - PROFISSIONAL Informações gerais Essa prova é focada na 2ª fase do XXVIII Exame de Ordem da OAB; A peça prática-profissional e as questões são inéditas e foram elaboradas pelos

Leia mais

Direito Penal. Penas privativas de liberdade Terceira fase da dosimetria - Parte 2. Prof.ª Maria Cristina

Direito Penal. Penas privativas de liberdade Terceira fase da dosimetria - Parte 2. Prof.ª Maria Cristina Direito Penal Penas privativas de liberdade Terceira fase da dosimetria - Parte 2 Prof.ª Maria Cristina Sentença: Relatório / Fundamentação / Dispositivo. Terceira fase da dosimetria. Ante o exposto julgo

Leia mais

DIREITO ELEITORAL. Processo penal eleitoral Parte 2. Prof. Roberto Moreira de Almeida

DIREITO ELEITORAL. Processo penal eleitoral Parte 2. Prof. Roberto Moreira de Almeida DIREITO ELEITORAL Processo penal eleitoral Parte 2 Prof. Roberto Moreira de Almeida Competência Regra geral A competência da Justiça Eleitoral, inclusive a criminal, nos termos do caput do art. 121 da

Leia mais

PROVA DISCURSIVA GRUPO I

PROVA DISCURSIVA GRUPO I PROVA DISCURSIVA Em cada grupo da prova discursiva cada um deles valendo cinco pontos, faça o que se pede, usando as páginas correspondentes do presente caderno para rascunho. Em seguida, transcreva os

Leia mais

SUMÁRIO. Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL

SUMÁRIO. Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL Título I Disposições preliminares (Arts. 1º a 3º)... 21 Título II Do inquérito policial

Leia mais

1 PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL QUESTÕES DISCURSIVAS Questão Questão Questão Questão 4...

1 PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL QUESTÕES DISCURSIVAS Questão Questão Questão Questão 4... 1 PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL... 2 2 QUESTÕES DISCURSIVAS... 3 2.1 Questão 1... 3 2.2 Questão 2... 3 2.3 Questão 3... 4 2.4 Questão 4... 4 1 PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL No dia 10.06.2018, Lucas, nascido em

Leia mais

PAI TRAFICANTE? PRENDE A FILHA!

PAI TRAFICANTE? PRENDE A FILHA! NOME DO DEFENSOR ESTADO NELSON GONÇALVES DE SOUZA JUNIOR MATO GROSSO (MT) DESCRIÇÃO DO CASO QUALIFICAÇÃO NOME SEXO LUCIANA FEMININO IDADE +35 COR GRAU DE INSTRUÇÃO RELIGIÃO RENDA ESTADO CIVIL TEM FILHOS?

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO PROGRAMA

COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO PROGRAMA ORDEM DOS ADVOGADOS COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO PRÁTICA PROCESSUAL PENAL PROGRAMA I DO INÍCIO DO PROCESSO (o crime e sua natureza) 1 - Crimes públicos, semi-públicos e particulares; 1.1 - Queixa,

Leia mais

QUESTÃO 1 ASPECTOS MACROESTRUTURAIS QUESITOS AVALIADOS

QUESTÃO 1 ASPECTOS MACROESTRUTURAIS QUESITOS AVALIADOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO QUESTÃO 2. Definição de três classes de perguntas.25 2.2 Definição de uma espécie de pergunta quanto a sua estrutura.00 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO QUESTÃO 2 2. Integridade pessoal e

Leia mais

Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Semana. Tipo de aula UNIDADE I

Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Semana. Tipo de aula UNIDADE I PLANO DE CURSO DISCIPLINA: LABORATÓRIO DE PRÁTICA JURÍDICA IV - PENAL (CÓD. ORES 60160) ETAPA: 10ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2017.0000299045 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0015717-82.2012.8.26.0050, da Comarca de, em que é apelante KARINA WANESSA FIDELIS DA SILVA, é apelado MINISTÉRIO

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL

DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PROCESSUAL PENAL Procedimento Penal Prof. Gisela Esposel - Previsão legal: artigo 48 a 59 da lei 11.343/06 - A nova lei de Drogas disciplina não apenas o procedimento penal, mas também a fase pré

Leia mais

SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA. Profa. Luanna Tomaz

SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA. Profa. Luanna Tomaz SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA Profa. Luanna Tomaz INTRODUÇÃO Origem: Surge na França em 1884. Medida judicial que determina o sobrestamento da pena, preenchidos determinados requisitos. Natureza Jurídica:

Leia mais

Provas Juiz não pode proferir uma sentença condenatória somente com base nas provas coletadas na fase investigatória (art.

Provas Juiz não pode proferir uma sentença condenatória somente com base nas provas coletadas na fase investigatória (art. INQUÉRITO POLICIAL - Escrito (art. 9º do CPP) - Feito por órgãos oficiais - Conteúdo informativo, tendo valor probatório relativo - Inquisitivo - Sigiloso (art. 20 do CPP) Súmula Vinculante 14 STF: É direito

Leia mais

DIREITO PENAL E DIREITO PROCESSUAL PENAL

DIREITO PENAL E DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PENAL E DIREITO PROCESSUAL PENAL PEÇA PROFISSIONAL O Ministério Público ofereceu denúncia contra Alexandre Silva, brasileiro, casado, taxista, nascido em 21/01/1986, pela prática de infração prevista

Leia mais

EXCELENTÍSSIMA SENHORA MINISTRA RELATORA DA QUINTA TURMA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA

EXCELENTÍSSIMA SENHORA MINISTRA RELATORA DA QUINTA TURMA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA EXCELENTÍSSIMA SENHORA MINISTRA RELATORA DA QUINTA TURMA DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA RECURSO ESPECIAL Nº 1.305.779 - MS (2012/0041019-2) Recorrentes: DANIEL ALVES DA SILVA e OSMAR VIRGÍLIO A DEFENSORIA

Leia mais

Livramento condicional

Livramento condicional Livramento condicional CONDICIONAL ART. 83 E SEGUINTES DO CP CONCEITO CARACTERÍSTICAS ANTECIPADA LIBERDADE CONDICIONAL PRECÁRIA NATUREZA JURÍDICA DIREITO SUBJETIVO DO APENADO - NÃO SE PODE NEGAR A LIBERDADE

Leia mais

CEM. Magistratura Federal. Direito Penal. Das Penas

CEM. Magistratura Federal. Direito Penal. Das Penas CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Penal Período 2010 2016 1) CESPE - JF TRF2/TRF 2/2013 A respeito de aspectos diversos relacionados às penas, assinale a opção correta. a) No concurso formal perfeito,

Leia mais

Resolução CSDP 10/2012

Resolução CSDP 10/2012 Resolução CSDP 10/2012 que atuam na área criminal. Disciplina as atribuições dos membros da Defensoria Pública do Estado de Alagoas O DA DEFENSORIA PÚBLICA, no uso da sua atribuição prevista no artigo

Leia mais

PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL DIREITO PENAL

PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL DIREITO PENAL PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL DIREITO PENAL Nesta prova que vale dez pontos, sendo quatro pontos para a peça profissional e dois pontos para cada uma das questões, faça o que se pede, usando as páginas correspondentes

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo TRIBUNAL DE JUSTIÇA São Paulo fls. 1 Registro: 2013.0000071982 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Habeas Corpus nº 0243217-95.2012.8.26.0000, da Comarca de São José dos Campos, em que

Leia mais

INQUÉRITO POLICIAL - V TERMO CIRCUNSTANCIADO - ARQUIVAMENTO

INQUÉRITO POLICIAL - V TERMO CIRCUNSTANCIADO - ARQUIVAMENTO INQUÉRITO POLICIAL - V TERMO CIRCUNSTANCIADO - ARQUIVAMENTO TERMO CIRCUNSTANCIADO TERMO CIRCUNSTANCIADO -Substitui o inquérito policial, é utilizado para crimes de menor potencial ofensivo (pena máxima

Leia mais

PROVA ESCRITA DISSERTATIVA

PROVA ESCRITA DISSERTATIVA PROVA ESCRITA DISSERTATIVA CESPE CEBRASPE PJC/MT Aplicação: 0 Nesta prova, faça o que se pede, usando, caso deseje, os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva os textos

Leia mais

Apelação Criminal n Relator: Desembargador Sidney Eloy Dalabrida

Apelação Criminal n Relator: Desembargador Sidney Eloy Dalabrida Apelação Criminal n. 0004362-60.2015.8.24.0039 Relator: Desembargador Sidney Eloy Dalabrida APELAÇÃO CRIMINAL. CONTRAVENÇÃO PENAL DE VIAS DE FATO. INCIDÊNCIA DA LEI MARIA DA PENHA (ART. 21 DO DECRETO-LEI

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ALEX ZILENOVSKI (Presidente sem voto), ALMEIDA SAMPAIO E FRANCISCO ORLANDO.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ALEX ZILENOVSKI (Presidente sem voto), ALMEIDA SAMPAIO E FRANCISCO ORLANDO. Registro: 2017.0000030527 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0003519-25.2014.8.26.0185, da Comarca de Estrela D Oeste, em que é apelante ROBSON ROGERIO DE MORAES, é apelado

Leia mais

SUMÁRIO 2. CLASSIFICAÇÃO REQUISITOS RELATÓRIO FUNDAMENTAÇÃO PARTE AUTENTICATIVA... 98

SUMÁRIO 2. CLASSIFICAÇÃO REQUISITOS RELATÓRIO FUNDAMENTAÇÃO PARTE AUTENTICATIVA... 98 SUMÁRIO PREFÁCIO... 9 ANOTAÇÕES INICIAIS... 11 CAPÍTULO I TEORIA DA SENTENÇA PENAL... 23 1. CONCEITO E GENERALIDADES... 23 2. CLASSIFICAÇÃO... 24 3. REQUISITOS... 25 4. RELATÓRIO... 27 5. FUNDAMENTAÇÃO...

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL

DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PROCESSUAL PENAL Procedimento Penal Procedimento comum sumaríssimo - Lei nº 9.099 de 1995 - Lei dos Juizados Especiais Criminais JECRIM Parte 2 Prof. Gisela Esposel - Artigo 62 da lei 9099/95.

Leia mais

PROVA ESCRITA P 3 PRÁTICA DE SENTENÇA SENTENÇA CRIMINAL

PROVA ESCRITA P 3 PRÁTICA DE SENTENÇA SENTENÇA CRIMINAL PROVA ESCRITA P 3 PRÁTICA DE SENTENÇA SENTENÇA CRIMINAL Nesta prova, faça o que se pede, usando, caso deseje, os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva o texto para

Leia mais

PEDIU PRA PARAR, PAROU!

PEDIU PRA PARAR, PAROU! ENFRENTANDO A 2ª FASE PENAL: CADA PEÇA TEM UMA ESTRATÉGIA E TESES BEM DEFINIDAS 1. Prisão em Flagrante Ilegal Peça: Relaxamento de Prisão Base Legal: art. 310, I, do CPP e art. 5º, LXV, CF/88 Teses: Buscar

Leia mais

DIREITO PENAL. Exame de Ordem Prova Prático-Profissional 1 PEÇA PROFISSIONAL

DIREITO PENAL. Exame de Ordem Prova Prático-Profissional 1 PEÇA PROFISSIONAL DIREITO PENAL PEÇA PROFISSIONAL Agnaldo, que reside com sua esposa, Ângela, e seus dois filhos na cidade de Porto Alegre RS, pretendendo fazer uma reforma na casa onde mora com a família, dirigiu-se a

Leia mais

Conclusão Peças de informação e outros procedimentos investigatórios

Conclusão Peças de informação e outros procedimentos investigatórios Sumário 1 A REDAÇÃO JURÍDICA 1.1 A nova redação jurídica 1.2 Síntese, clareza e objetividade 1.3 Orações intercaladas 1.4 Introdução, desenvolvimento e conclusão 1.5 Redação impessoal 1.6 Copiar e colar

Leia mais

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator RECURSO DE APELAÇÃO nº 2006.0002956-4/0, DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL DE CENTENÁRIO DO SUL Recorrente...: SIDNEY DE OLIVEIRA RODRIGUES Recorrido...: MINISTÉRIO PÚBLICO RECURSO DE APELAÇÃO. LESÃO CORPORAL.

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores FRANCISCO MENIN (Presidente), SYDNEI DE OLIVEIRA JR. E ROBERTO MORTARI.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores FRANCISCO MENIN (Presidente), SYDNEI DE OLIVEIRA JR. E ROBERTO MORTARI. fls. 1 Registro: 2013.0000571058 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0019940-05.2011.8.26.0506, da Comarca de Ribeirão Preto, em que é apelante VANDERLEI PETRUZZA, é apelado

Leia mais

provimento ao apelo defensivo, para absolver o réu, com fundamento no artigo 386, inciso III, do Código de Processo Penal.

provimento ao apelo defensivo, para absolver o réu, com fundamento no artigo 386, inciso III, do Código de Processo Penal. LEI 10.826/03. ESTATUTO DO DESARMAMENTO. ART. 15. DISPARO EM VIA PÚBLICA, OU EM DIREÇÃO A ELA. O tipo penal, para que se configure, exige conduta sem vítima determinada, ou seja, disparos a esmo. Aliás,

Leia mais

Aula nº 54. Liberdade Provisória (continuação)

Aula nº 54. Liberdade Provisória (continuação) Curso/Disciplina: Direito Processual Penal Aula: Liberdade Provisória - 54 Professor(a): Marcelo Machado Monitor(a): Adriana Vasconcellos Pereira Aula nº 54 Liberdade Provisória (continuação) O valor da

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2017.0000496274 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0001096-53.2013.8.26.0274, da Comarca de Itápolis, em que é apelante MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO,

Leia mais

PRINCIPAIS PRAZOS NO CÓDIGO PENAL (Decreto-Lei nº 2.848, de )

PRINCIPAIS PRAZOS NO CÓDIGO PENAL (Decreto-Lei nº 2.848, de ) PRINCIPAIS PRAZOS NO CÓDIGO PENAL (Decreto-Lei nº 2.848, de 7-12-1940) Contagem Art. 10. O dia do começo inclui-se no cômputo do prazo. Contam-se os dias, os meses e os anos pelo calendário comum. Imposição

Leia mais

Índice Geral. Índice Sistemático do Código de Processo Penal

Índice Geral. Índice Sistemático do Código de Processo Penal Índice Geral Código de Processo Penal Decreto-lei 3.689, de 3 de outubro de 1941... 13 Súmulas Criminais do STF e do STJ Comentadas... 1645 Índice Alfabético-Remissivo... 1905 Bibliografia... 1923 Índice

Leia mais

Índice Geral. Índice Sistemático do Código de Processo Penal

Índice Geral. Índice Sistemático do Código de Processo Penal Índice Geral Código de Processo Penal Decreto-lei 3.689, de 3 de outubro de 1941... 13 Súmulas Criminais do STF e do STJ Comentadas... 1657 Índice Alfabético-Remissivo... 1929 Bibliografia... 1947 Índice

Leia mais

Penas Restritivas de Direitos. (continuação)

Penas Restritivas de Direitos. (continuação) LEGALE Penas Restritivas de Direitos (continuação) Penas Restritivas de Direitos Espécies O Código Penal traz cinco espécies de penas alternativa: Penas Restritivas de Direitos Espécies Prestação de serviços

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2015.0000559674 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0061028-70.2012.8.26.0576, da Comarca de São José do Rio Preto, em que é apelante ANTENOR ANTONIO GASPARELLI,

Leia mais

TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO

TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO 1)Cabe recurso de apelação das decisões em que a) julgarem procedentes as exceções, salvo a de suspeição b) decretar a prescrição ou julgar, por outro modo, extinta

Leia mais

Contravenção Penal (Decreto nº 3.688/41) Crime anão Delito liliputiano Crime vagabundo

Contravenção Penal (Decreto nº 3.688/41) Crime anão Delito liliputiano Crime vagabundo Contravenção Penal (Decreto nº 3.688/41) Crime anão Delito liliputiano Crime vagabundo Extraterritorialidade Art. 2º. A lei brasileira só é aplicável à contravenção praticada no território nacional. Tentativa

Leia mais

PROVA DISCURSIVA P 3

PROVA DISCURSIVA P 3 PROVA DISCURSIVA P 3 Nesta prova, faça o que se pede, usando os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva os textos para o CADERNO DE TEXTOS DEFINITIVOS DA PROVA DISCURSIVA

Leia mais

Profª. Ms Simone Schroeder

Profª. Ms Simone Schroeder Profª. Ms Simone Schroeder Base legal: Artigos 109 ao 119 do Código Penal Conceito: É a perda do poder de punir ou de executar a sanção imposta pelo Estado, causada pelo decurso de tempo fixado em Lei

Leia mais