Indicadores de Resultado (IR)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Indicadores de Resultado (IR)"

Transcrição

1 Indicadores Resultado (IR) IR Formação Recursos Humanos IR. Formação Mestres e Dtores IR. Qualida IR. Distribuição IR. Nucleação/Inserção (stino do egresso) IR. Eficiência (relativo ao investimento e ao tempo) IR Produção conhecimento IR. Produção intelectual IR. Distribuição IR. Outras produções Artística Técnica Lengenda: Prioritários (versão.0) Segunda priorida (versão.0) Nota Final Resultado (NFR) (pr)ir Formação Recursos Humanos (pr.) IR. Formação Mestres e Dtores (pr.) IR. Qualida (pr.) IR. Distribuição (pr.) IR. Nucleação/Inserção (stino do egresso) (pr.) IR. Eficiência (relativo ao investimento e ao tempo) (pr)ir Produção conhecimento (pr.) IR. Produção intelectual (pr.) IR. Distribuição (pr.) IR. Outras produções Artística Técnica NFR= pr*n + pr*n N = pr.*n.+pr.*n... N = pr.*n.+pr.*n...

2 Nomenclatura dos Aplicativos Conceito/Nota (N): valor ( a ) corresponnte aos resutados da avaliação. Dado (D) (: valor que representa alguma granza, campo da base dados, por ex. número docentes, numero bolsas, tipo publicação, quantida artigos. Indicador (I): valor que representa alguma granza relacionada ao sempenho, calculada pelo sistema, por exemplo: teses/docente, publicações/ pemanente etc. s (p): ponrações a variáveis indicadores ( 0 a 00%) Faixa referência: Faixas indicadores corresponntes a um conceito (nota atributo) Limites faixa (inf. e superior) (Li e Ls): valores extremos da faixa referência. Estrutura do Aplicativo Critério: módulo para finição dos dados, pesos, critérios e faixas referência para o cálculo dos indicadores e conceitos. (Permissão somente para o representante área) Correção: módulo para tratamento dos dados entrada para correção eventuais erros preenchimento. Tem a possibilida trocar valores e salvar. Aplica-se somente aos dados escolhidos no módulo critério. (Permissão somente para o representante área). Resultado: módulo para a geração dos resultados a partir um período finido pelo usuário, gráficos etc. (uso distribuído por todos os membros do comitê)

3 IR.-Formação Mestres e Dtores Formação mestres e dtores: Defesas/docente - talhamento do critério. Defines Dtorados Mestrados Total* Classes referência Seleciona Período (no módulo relatório) * - Vale somente orientador principal referente à categoria escolhida (permanente total) Opcional IR.-Qualida do RH Formado (pela autoria discente/egresso) Definição: produção intelectual (no período avaliação) com autoria discente/egresso em relação ao total discentes e egressos nos últimos anos (consirando o início do período base, pelo CPF). A produção po ser ponrar nos vários níveis classificados no Qualis Etapa Definir pesos para a produção bibliográfica (0 a 00%) 00

4 IR.-Qualida do RH Formado (pela autoria discente/egresso) Etapa Definir limites para a produção bibliográfica/discente.ano 00 * - publicações/discente.ano IR.-Qualida do RH Formado (pela autoria discente/egresso) Definição: produção intelectual (no período avaliação) com autoria discente/egresso em relação ao total discentes e egressos nos últimos x anos (consirando o início do período base). A produção po ser ponrar os vários níveis classificado no Qualis Somatório Total produzido com autoria discente (quantida* pesos) Total prod. Total dis/egr Define nro anos A ser finido no relatório -(para anual) Numero total discentes e titulados no período avaliação mais nro titulados nos X anos anteriores. Obs: - para a trienal calcular como a média dos anos Faixas referência

5 IR. Distribuição da Orientação entre os docentes Definição: Porcentagem dos docentes responsáveis por um valor percentual terminado das orientações concluídas. da porcentagem Defines Dtorados Mestrados Nro doc* Classes referência Seleciona Período (no módulo relatório) * - Sistema calcula com base num Diag Pareto IR.-Produção Intelectual Definição: produção intelectual (referente ao universo docentes escolhidos) no período avaliação em relação ao numero docentes (total permanente). A produção po ser ponrar nos vários níveis classificados no Qualis Etapa Definir pesos para a produção bibliográfica (0 a 00%) 00

6 IR.-Produção Intelectual Etapa Definir limites para a produção bibliográfica 00 * - publicações/docente.ano IR.-Produção Intelectual Definição: produção intelectual (no período avaliação) com autoria docente em relação ao total discentes e egressos nos últimos anos (consirando o início do período base). A produção po ser ponrar os vários níveis classificado no Qualis Somatório Total produzido (quantida* pesos) A ser finido no relatório Total prod. Total doc. Score Faixas referência (score valor) 6

7 IR. Distribuição da Produção Intelectual Definição: Porcentagem dos docentes responsáveis por um valor percentual terminado produção intelectual. da porcentagem da prod. intelectual Nro doc* Classes referência Seleciona Período (no módulo relatório) * - Sistema calcula com base num Diag Pareto on a produção é calculada para docente com os pesos do item. Definição dos pesos das notas referentes aos indicadores resultados Indicador IR Form. RH (pr.) IR. Formação Mestres e Dtores 0 (pr.) IR. Qualida (pr.) IR. distribuição IR Prod. Intelectual (pr.) IR. Produção intelectual (pr.) IR. Distribuição 0 0 7

Ordem de Aplicação de Bolsas

Ordem de Aplicação de Bolsas Ordem de Aplicação de Bolsas Para que um usuário possa trabalhar com a opção: Classificação de Bolsas é necessário efetuar a seguinte parametrização primeiro. Parametrizador Avançar Integração \ Financeiro

Leia mais

ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS I

ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS I Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Avaliação ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS I TRIÊNIO 2007-200 200 Coordenador: MARCIUS FREIRE - UNICAMP Coordenador-Adjunto:

Leia mais

Treinamento da Plataforma Sucupira. Bergmann Morais e Demétrio Filho (DPP Diretoria)

Treinamento da Plataforma Sucupira. Bergmann Morais e Demétrio Filho (DPP Diretoria) Treinamento da Plataforma Sucupira Bergmann Morais e Demétrio Filho (DPP Diretoria) Sumário Apresentação sobre a CAPES, sua missão e os objetivos da avaliação Overview da plataforma Sucupira CAPES A Campanha

Leia mais

Análise do desempenho das escolas públicas de Campinas

Análise do desempenho das escolas públicas de Campinas Análise do desempenho das escolas públicas de Campinas Por Prof. Dr. Dalton Francisco de Andrade e Prof. Dra. Maria Ines Fini 1. Introdução A análise apresentada foi elaborada a partir do estudo realizado

Leia mais

FAQ EVA Análise de valor agregado EVA Análise de Valor Agregado FAQ

FAQ EVA Análise de valor agregado EVA Análise de Valor Agregado FAQ EVA Análise de Valor Agregado FAQ A Análise de Valor Agregado (EVA) é uma das mais importantes técnicas de controle dentro do Gerenciamento de Projetos, que oferece diagnósticos precisos e completos em

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESIGN MESTRADO EM DESIGN

CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESIGN MESTRADO EM DESIGN CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESIGN MESTRADO EM DESIGN EDITAL 001 PROCESSO SELETIVO ANO 2016 1 ABERTURA A Pró-Reitoria

Leia mais

Indicadores de Avaliação de Programas de Pós-Graduação: um estudo comparativo na área da Matemática.

Indicadores de Avaliação de Programas de Pós-Graduação: um estudo comparativo na área da Matemática. Indicadores de Avaliação de Programas de Pós-Graduação: um estudo comparativo na área da Matemática. Ma. Renata Cristina Gutierres Castanha Dra. Maria Cláudia Cabrini Grácio 1 INTRODUÇÃO O desenvolvimento

Leia mais

Melhorias e Correções Patch's

Melhorias e Correções Patch's Melhorias e Correções Patch's Relações de Melhorias ID Descrição 6355 Curva S de Evolução Histórica No painel executivo foi acrescentado o gráfico com a Curva S, para o período selecionado, de Percentual

Leia mais

EDITAL CPG/IE-Nº 01/2013

EDITAL CPG/IE-Nº 01/2013 EDITAL CPG/IE-Nº 01/2013 PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO DO INSTITUTO DE ECONOMIA 2014 1. INTRODUÇÃO 1.1. O Coordenador da Comissão de Pós-Graduação do Instituto de Economia da

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO FACEX EDITAL N 03-13 DE MAIO 2015 PROCESSO SELETIVO PARA ADMISSÃO DE PROFESSORES EM 2015.1

CENTRO UNIVERSITÁRIO FACEX EDITAL N 03-13 DE MAIO 2015 PROCESSO SELETIVO PARA ADMISSÃO DE PROFESSORES EM 2015.1 CENTRO UNIVERSITÁRIO FACEX EDITAL N 03-13 DE MAIO 2015 PROCESSO SELETIVO PARA ADMISSÃO DE PROFESSORES EM 2015.1 O CENTRO UNIVERSITÁRIO FACEX - UNIFACEX, toma público, para conhecimento dos interessados

Leia mais

I - Proposta do Programa

I - Proposta do Programa Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior SERVIÇO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE 04 Ano Base 01_02_03 SERVIÇO SOCIAL / ECONOMIA DOMÉSTICA CAPES Período de Avaliação: 01-02-03 Área

Leia mais

Manual Operacional SIGA

Manual Operacional SIGA SMS - ATTI Julho -2012 Conteúdo Sumário... 2... 3 Consultar Registros... 4 Realizar Atendimento... 9 Adicionar Procedimento... 11 Não Atendimento... 15 Novo Atendimento... 16 Relatórios Dados Estatísticos...

Leia mais

INTEGRAÇÃO BASIC E-COMMERCE Loja Virtual RAKUTEN SHOPPING ONLINE

INTEGRAÇÃO BASIC E-COMMERCE Loja Virtual RAKUTEN SHOPPING ONLINE INTEGRAÇÃO BASIC E-COMMERCE Loja Virtual RAKUTEN SHOPPING ONLINE Millennium Network Autor: Millennium Network (Wanderley Almeida) Processo: Integração Basic x Rakuten e-commerce (Lojas virtuais) Nome do

Leia mais

Diferenças da versão 6.3 para a 6.4

Diferenças da versão 6.3 para a 6.4 Release Notes Diferenças da versão 6.3 para a 6.4 Melhorias Comuns ao Sistema Help O Help Online foi remodelado e agora é possível acessar os manuais de cada módulo diretamente do sistema. Mapeamento de

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO LICENCIATURA EM LETRAS LÍNGUA PORTUGUESA E LIBRAS DA FACULDADE SUL BRASIL FASUL

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO LICENCIATURA EM LETRAS LÍNGUA PORTUGUESA E LIBRAS DA FACULDADE SUL BRASIL FASUL Crenciada pela Portaria n.º 2.135 22/12/00. D.O.U. 28/12/00 249 E Mantenedora: Fasul Ensino Superior ltda. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO LICENCIATURA EM LETRAS LÍNGUA

Leia mais

ÍNDICE 1. CADASTRO DE BOLSAS... 2

ÍNDICE 1. CADASTRO DE BOLSAS... 2 ÍNDICE 1. CADASTRO DE BOLSAS... 2 1.1. ACESSANDO A APLICAÇÃO... 2 1.2. GUIA : BOLSAS... 3 1.2.1. Instruções para preenchimento dos campos... 3 1.3. GUIA : OBSERVAÇÃO... 7 1.4. GUIA : UNIDADES... 8 1.4.1.

Leia mais

ANEXO III: Modelo de Currículo do Estudante CURRICULUM VITÆ DADOS PESSOAIS

ANEXO III: Modelo de Currículo do Estudante CURRICULUM VITÆ DADOS PESSOAIS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO 36570-000 - VIÇOSA - MG BRASIL Fone: (31) 3899-2149/2147 FAX: (31) 3899-2148 ANEXO III: Modelo de Currículo do Estudante CURRICULUM VITÆ DADOS PESSOAIS Nome do

Leia mais

CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010. Manual do Usuário

CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010. Manual do Usuário MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO GERAL DO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA TRANSMISSÃO DE DI DECLARAÇÃO DE IMPORTAÇÃO

INSTRUÇÕES PARA TRANSMISSÃO DE DI DECLARAÇÃO DE IMPORTAÇÃO INSTRUÇÕES PARA TRANSMISSÃO DE DI DECLARAÇÃO DE IMPORTAÇÃO LABORATÓRIO VIRTUAL DE COMEX MÓDULO: IMPORTAÇÃO Data: Novembro de 2009 Após o preenchimento de todas as telas da DI, é hora de proceder com a

Leia mais

Editais PROAES Manual do Usuário

Editais PROAES Manual do Usuário Editais PROAES Manual do Usuário ÍNDICE 1. Objetivos do Documento...3 2. Introdução...4 3. Inscrição...5 3.1. Passo 1 Selecionar o edital que deseja se inscrever...5 3.2. Passo 2 Selecionar os tipos de

Leia mais

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 1 ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 5. CADASTRO OPERAÇÕES FISCAIS (CFOP)...7 6. GERAR SINTEGRA...8 7. CONTROLE DE

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de Avaliação: 2007 a 2009 Etapa: Avaliação Trienal 2010 Área de Avaliação: 48 - BIOTECNOLOGIA IES: 33008019 - UMC - UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES Programa: 33008019005P0 - BIOTECNOLOGIA Modalidade:

Leia mais

Boletim Técnico. Para que o cadastro de funcionário seja concluído com sucesso, há a necessidade que os cadastros abaixo tenham sido feitos :

Boletim Técnico. Para que o cadastro de funcionário seja concluído com sucesso, há a necessidade que os cadastros abaixo tenham sido feitos : Integração Linha RM x Protheus SigaMNT Produto Processo Subprocesso : Integração Linha RM x Protheus SigaMNT : Cadastro Incluir Funcionário Data da publicação : 28/03/2013 Este documento tem o objetivo

Leia mais

Sistema Fies Oferta de Vagas Processo seletivo 2º/2015

Sistema Fies Oferta de Vagas Processo seletivo 2º/2015 Secretaria de Superior Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Fies Sistema Fies Oferta de Vagas Processo seletivo 2º/2015 Julho/2015 PROCESSO SELETIVO 2º/2015 Publicação da Portaria Normativa

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2007 a 2009 Etapa: Trienal 2010 Área de : 48 - BIOTECNOLOGIA IES: 28025016 - CPqGM - CENTRO DE PESQUISA GONÇALO MONIZ - FIOCRUZ Programa: 28025016001P4 - BIOTECNOLOGIA EM SAÚDE E MEDICINA

Leia mais

Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E

Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO (*) Módulo: Produção Institucional Guia de

Leia mais

MODULO DE GESTÃO MANUTENÇÃO DE MATRÍCULA. O módulo de Gestão tem por objetivo gerenciar as atividades que ocorrem durante um ano letivo.

MODULO DE GESTÃO MANUTENÇÃO DE MATRÍCULA. O módulo de Gestão tem por objetivo gerenciar as atividades que ocorrem durante um ano letivo. MANUTENÇÃO DE MATRÍCULA 1. Informações Gerais. O módulo de Gestão tem por objetivo gerenciar as atividades que ocorrem durante um ano letivo. O item do menu Manutenção de Matrícula tem por objetivo manter

Leia mais

Manual do Usuário. Pré-Cadastro de Participantes. 08.11.2004 Versão 1.1

Manual do Usuário. Pré-Cadastro de Participantes. 08.11.2004 Versão 1.1 Manual do Usuário Pré-Cadastro de Participantes 08.11.2004 Versão 1.1 Índice 1. Introdução ao Pré-Cadastro...3 1.1. Pré-Cadastro de pessoa Física...3 1.1.1. Termo...3 1.1.2. Dados de identificação...4

Leia mais

CAPÍTULO 3 PLANO DE MANUTENÇÃO

CAPÍTULO 3 PLANO DE MANUTENÇÃO 3.1 PLANO DE MANUTENÇÃO CAPÍTULO 3 PLANO DE MANUTENÇÃO O Plano de Manutenção é composto pelas oito ferramentas abaixo representadas. É feito via web, pelo software Leankeep. 3.2 SOFTWARE O software, a

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

EXTRATO DO EDITAL Nº 36/2013-UEPA

EXTRATO DO EDITAL Nº 36/2013-UEPA EXTRATO DO EDITAL Nº 36/2013-UEPA PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE IDIOMAS À DISTÂNCIA INGLÊS E ESPANHOL PARA DOCENTES, DISCENTES E SERVIDORES DA A Universidade do Estado do Pará, em parceria com o Banco

Leia mais

EDITAL CPG/IE-Nº 01/2016

EDITAL CPG/IE-Nº 01/2016 EDITAL CPG/IE-Nº 01/2016 PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS DE MESTRADO E DOUTORADO DO INSTITUTO DE ECONOMIA 2016 1. INTRODUÇÃO 1.1. O Coordenador da Comissão de Pós-Graduação do Instituto de Economia da

Leia mais

Evolução da Pós-Graduação e Pesquisa nas IES particulares. Dimensão, dificuldades, sugestões

Evolução da Pós-Graduação e Pesquisa nas IES particulares. Dimensão, dificuldades, sugestões Evolução da Pós-Graduação e Pesquisa nas IES particulares. Dimensão, dificuldades, sugestões Prof. Dr. Emerson Antonio Maccari Maccari@uninove.br emersonmaccari@gmail.com Crescimento da Pós-Graduação no

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO SIGPROJ VERSÃO USUÁRIO

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO SIGPROJ VERSÃO USUÁRIO GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO SIGPROJ VERSÃO USUÁRIO INTRODUÇÃO O SIGProj é um sistema para elaboração, acompanhamento e gestão de projetos. Ele foi criado e é mantido pela Universidade Federal do Mato

Leia mais

IFTO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO AULA 02

IFTO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO AULA 02 IFTO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO AULA 02 Prof. Manoel Campos da Silva Filho Tecnólogo em Processamento de Dados / Unitins Mestre em Engenharia Elétrica / UnB http://lab.ifto.edu.br/~mcampos http://manoelcampos.com

Leia mais

Manual para Transportadoras

Manual para Transportadoras Índice 1 Objetivo... 3 2 O Projeto e-suprir... 3 3 Introdução... 3 4 Informações Básicas... 4 4.1 Painel de Controle Compras... 4 5 Acessando o Pedido... 5 6 Digitando o Espelho de Nota Fiscal... 7 6.1

Leia mais

SIE Manual da aplicação Gestão de Bolsas

SIE Manual da aplicação Gestão de Bolsas 1. CADASTRO DE BOLSAS Esta aplicação tem como objetivo realizar os cadastros das modalidades ou programas de bolsa. Será possível também, incluir e localizar uma bolsa, sendo que após localizar uma bolsa

Leia mais

Escrito por TQS Admin Qua, 28 de Agosto de 2013 07:07 - Última revisão Sex, 24 de Abril de 2015

Escrito por TQS Admin Qua, 28 de Agosto de 2013 07:07 - Última revisão Sex, 24 de Abril de 2015 Qua, 28 Agosto 2013 07:07 - Última revis&atil;o Sex, 24 Abril 2015 Prezas, Palavras chaves: SISEs, Interação, CRV, CRH, Capacida carga, Critérios projeto, sondagem. Continuan a série e-mails dicas sobre

Leia mais

1. PRODUÇÃO BIBLIOGRÁFICA

1. PRODUÇÃO BIBLIOGRÁFICA ANEXO III PLANILHA DE AVALIAÇÃO DO LATTES PIBIC 2014 PROFESSOR: CENTRO/CAMPI: ÁREA DE ATUAÇÃO: PLANILHA DE PONTUAÇÃO PARA PRODUÇÃO CIENTÍFICA (2008-2012) PRODUÇÃO DO ÚLTIMO QUINQUÊNIO PONTOS Qtde. TOTAL

Leia mais

Manual do Usuário. Captação Quantitativa do Plano Plurianual 2016-2019

Manual do Usuário. Captação Quantitativa do Plano Plurianual 2016-2019 Manual do Usuário Captação Quantitativa do Plano Plurianual 2016-2019 1 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão NELSON BARBOSA Secretário Executivo DYOGO

Leia mais

Parte I CADASTRO DE SACADO

Parte I CADASTRO DE SACADO Sicoob Coopercred Módulo Cedente Manual do Usuário (versão 2) ÍNDICE Parte I Cadastro de Sacado... 1 Parte II Emissão de Títulos... 1 Emitindo título com registro... 2 Emitindo título sem registro... 3

Leia mais

Indicador de nº 1: Percentual de casos notificados que foram encerrados oportunamente após notificação, exceto dengue clássico.

Indicador de nº 1: Percentual de casos notificados que foram encerrados oportunamente após notificação, exceto dengue clássico. MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA GT-SINAN/CGDT NOTA TÉCNICA PARA ORIENTAÇÃO DE COMO CALCULAR OS INDICADORES DE ACOMPANHAMENTO DO SINAN Indicador

Leia mais

Manual do Usuário SPMP

Manual do Usuário SPMP MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação Manual do Usuário SPMP Informações referentes ao Ano Base 2013 Bem vindo ao SPMP O preenchimento deste

Leia mais

Cadastros e Acessos. Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0

Cadastros e Acessos. Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0 Cadastros e Acessos Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0 Histórico das versões VER DATA AUTOR DESCRIÇÃO DA MODIFICAÇÃO 1.0 18/08/2010 MT Versão Inicial Índice

Leia mais

EDITAL PRPPG 03/2014 SELEÇÃO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) EM EDUCAÇÃO MÉDICA / 2014

EDITAL PRPPG 03/2014 SELEÇÃO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) EM EDUCAÇÃO MÉDICA / 2014 EDITAL PRPPG 03/2014 SELEÇÃO PARA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) EM EDUCAÇÃO MÉDICA / 2014 A Universidade Federal da Integração Latino Americana torna pública a abertura de inscrições

Leia mais

Avaliação dos Mestrados Profissionais. Page 1

Avaliação dos Mestrados Profissionais. Page 1 Avaliação dos Mestrados Profissionais Page 1 Grupo de Trabalho no VI ENMP Salvador 2010 GT Engenharias Page 2 Objetivos: Analisar o processo de avaliação dos Mestrados Profissionais e propor modificações

Leia mais

MODULO DE GESTÃO MANUTENÇÃO DE MATRÍCULA. O módulo de Gestão tem por objetivo gerenciar as atividades que ocorrem durante um ano letivo.

MODULO DE GESTÃO MANUTENÇÃO DE MATRÍCULA. O módulo de Gestão tem por objetivo gerenciar as atividades que ocorrem durante um ano letivo. MANUTENÇÃO DE MATRÍCULA 1. Informações Gerais. O módulo de Gestão tem por objetivo gerenciar as atividades que ocorrem durante um ano letivo. O item do menu Manutenção de Matrícula tem por objetivo manter

Leia mais

CADPREV CADPREV Ente Local Aplicativo Desktop. Manual do Usuário. Cadastro de Acordos de Parcelamento. CADPREV - Manual do Usuário CADPREV-Ente Local

CADPREV CADPREV Ente Local Aplicativo Desktop. Manual do Usuário. Cadastro de Acordos de Parcelamento. CADPREV - Manual do Usuário CADPREV-Ente Local CADPREV CADPREV Ente Local Aplicativo Desktop Manual do Usuário Cadastro de Acordos de Parcelamento Data Última Atualização: 29/04/2013 1 de 18 Índice 1 Finalidade... 3 2 Visão Geral... 3 3 Funcionalidades...

Leia mais

EDITAL 009/2015 INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX-VITÓRIA

EDITAL 009/2015 INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX-VITÓRIA EDITAL 009/2015 INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FACULDADE MULTIVIX-VITÓRIA Chamada para submissão de Projetos de Iniciação Científica e Tecnológica A Direção Geral da FACULDADE BRASILEIRA MULTIVIX-Vitória,

Leia mais

2º. Seção 2 - Das Inscrições Artigo 2º. Artigo 3º. Artigo 4º. Seção 3 Da Constituição da Comissão de Bolsas/Capes Artigo 5º. Artigo 6º.

2º. Seção 2 - Das Inscrições Artigo 2º. Artigo 3º. Artigo 4º. Seção 3 Da Constituição da Comissão de Bolsas/Capes Artigo 5º. Artigo 6º. EDITAL Nº. 47/2014 Processo Seletivo Discente Concessão de Benefícios do Prosup, Bolsas e Taxas Curso de Mestrado do No período de 6 a 20 de maio de 2014, estarão abertas as inscrições para o processo

Leia mais

Processos Seletivos 2016 Graduação Presencial Edital de Vestibular de 02 de setembro de 2015

Processos Seletivos 2016 Graduação Presencial Edital de Vestibular de 02 de setembro de 2015 Processos Seletivos 2016 Graduação Presencial Edital de Vestibular de 02 de setembro de 2015 Aditivo nº 6 Define as normas específicas do Vestibular TOP 2016.1 (Aprovado pela Resolução nº 074/2015, de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CHAMADA INTERNA PROGRAMA DE PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS -1ª. ETAPA A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PROPEP/UFAL e a Editora da Universidade Federal de Alagoas EDUFAL tornam público e convocam os

Leia mais

0 70.600 94.400 161.780 2001 2002 2003 Ano 120.000 100.000 80.000 60.000 40.000 20.000 180.000 160.000 140.000 27% 11% 9% 53% Inativo/Pens. R$ 268.665.459,48 Pessoal Ativo R$ 522.778.118,79 Manutenção

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE CANINDÉ DE SÃO FRANCISCO RELAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE CANINDÉ DE SÃO FRANCISCO RELAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS CATEGORIA 12 CATEGORIA 20 020569 02050 020568 02051 020902 0020584 0020582 0020581 02058 0020886 0020533 0020588 0020586 0020566 020589 0020592 0010134 002088 0020561 002053 020898 0010363 0010198 0020591

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE EDITAL DE SELEÇÃO 2016 O Programa de Pós-Graduação Processos Interativos dos Órgãos e Sistemas do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade

Leia mais

2 DA ETAPA DE SELEÇÃO DOS ORIENTADORES

2 DA ETAPA DE SELEÇÃO DOS ORIENTADORES EDITAL 2014 Estabelece inscrições para o Programa de Iniciação Científica da Faculdade de Tecnologia Intensiva FATECI. O Diretor Geral da Faculdade de Tecnologia Intensiva FATECI, Prof. Clauder Ciarlini

Leia mais

ESTÁGIO PROBATÓRIO. Quadro do Magistério QM GDAE

ESTÁGIO PROBATÓRIO. Quadro do Magistério QM GDAE ESTÁGIO PROBATÓRIO Quadro do Magistério QM GDAE Decreto nº 52.344 de 09/11/2007 - Dispõe sobre o Estágio Probatório dos integrantes do Quadro do Magistério da Secretaria da Educação. Lembramos que: 1.

Leia mais

Índice. 1 Requisitos para Funcionamento do Módulo Cedente... 05. 1.1 Instalação do Java... 05. 2 Acesso ao Sicoobnet... 09

Índice. 1 Requisitos para Funcionamento do Módulo Cedente... 05. 1.1 Instalação do Java... 05. 2 Acesso ao Sicoobnet... 09 MÓDULO CEDENTE 2 Índice 1 Requisitos para Funcionamento do Módulo Cedente... 05 1.1 Instalação do Java... 05 2 Acesso ao Sicoobnet... 09 3 Informações Referente Emissão de Boletos e Carnês... 11 4 Instalação

Leia mais

PROFMAT - Programa de Mestrado Profissional em Matemática. Regimento. Coordenação do ensino de matemática nas escolas;

PROFMAT - Programa de Mestrado Profissional em Matemática. Regimento. Coordenação do ensino de matemática nas escolas; Capítulo I Objetivos Regimento Artigo 1º - O Objetivo do Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional é proporcionar ao aluno formação matemática aprofundada, relevante ao exercício

Leia mais

Cadastros. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais

Cadastros. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Cadastros Versão 2.0 Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Sumário Cadastro de Grupos de Usuário... 3 Cadastro de Usuários... 4 Cadastro de Clientes... 7 Cadastro de Empresas...

Leia mais

Módulo Pesquisa - SIGAA

Módulo Pesquisa - SIGAA Universidade Federal do Pará Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Diretoria de Pesquisa Coordenadoria de Programas Institucionais Coordenadoria de Projetos Módulo Pesquisa - SIGAA Importação e Validação

Leia mais

Módulo de Contratos SIPAC. Manual do Fiscal

Módulo de Contratos SIPAC. Manual do Fiscal Módulo de Contratos SIPAC Manual do Fiscal SIPAC Módulo de Contratos 1 Sumário PARTE I INSTRUÇÕES GERAIS...3 RECOMENDAÇÕES...3 PERFIS DE ACESSO (GRUPOS DE PAPÉIS)...3 ACESSANDO O MENU FISCALIZAÇÃO...3

Leia mais

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Manual de Utilização Perfil Beneficiário 1. 2. Objetivo do Manual... 2 Siglas e Abreviações... 2 3. Perfil do Usuário... 2 4. Descrição Geral do Sistema...

Leia mais

1 / 17. Orientações do CTC Reunião de 07/06/2006 sobre a Nova Ficha de Avaliação

1 / 17. Orientações do CTC Reunião de 07/06/2006 sobre a Nova Ficha de Avaliação Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Capes Critérios de Avaliação Trienal Triênio Avaliado 2004 2007 Área de Avaliação: ADMINISTRAÇÃO/TURIMSO PROGRAMAS/CURSOS ACADÊMICOS

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Manual Cartão SUS Manual de Operação Julho/2011 Conteúdo Sumário...

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 8 4.1. Tela Principal... 8 4.2. Tela de Pesquisa... 12

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES PROGRAMAS COM CURSOS ACADÊMICO E PROFISSIONAL... 2 PROPOSTA DE PROGRAMA... 2 COMO COPIAR E COLAR... 2 INSTALAÇÃO DAS VERSÕES ANTERIORES DO COLETA DE DADOS:... 2 EXCLUSÃO DE UMA

Leia mais

SicoobNet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.0

SicoobNet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.0 SicoobNet Empresarial Manual do Versão 1.0 Manual do Data: 04/0/2008 Histórico Data Versão Descrição Autor 04/0/2008 1.0 Criação do Manual Ileana Karla GECOQ Gerência de Controle e Qualidade Página: 2/122

Leia mais

Programa de Monitoria

Programa de Monitoria Programa de Monitoria 1. Objetivos Este programa tem por escopo o aperfeiçoamento, aprimoramento, nivelamento dos discentes e o seu desenvolvimento, através de atividades de estímulo à pesquisa, ensino

Leia mais

Modelo - Formulário de Adesão ao PROFBIO

Modelo - Formulário de Adesão ao PROFBIO Modelo - Formulário de Adesão ao PROFBIO Importante: É fundamental que os docentes participantes tenham seu LATTES atualizado e completo, para que seja feita a importação de dados para o APCN pela Plataforma

Leia mais

Apresentação Figura 01:

Apresentação Figura 01: Apresentação O Sistema Online de Iniciação Científica da Universidade do Estado foi desenvolvido pela Pró- Reitoria de Pesquisa e Ensino de Pós-Graduação (PPG) com a finalidade de agilizar o processo de

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão de URH Módulo - Rescisão

Sistema Integrado de Gestão de URH Módulo - Rescisão Sistema Integrado de Gestão de URH Módulo - Rescisão 1. Acesso ao Sistema Para acessar o sistema, o Diretor de Serviços Administrativos deverá acessar o site: /rh e então clicar na lateral esquerda no

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA SOBRE A UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO APOIO AO ENSINO SUPERIOR EM IES DO ESTADO DE SÃO PAULO

PROJETO DE PESQUISA SOBRE A UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO APOIO AO ENSINO SUPERIOR EM IES DO ESTADO DE SÃO PAULO 552 PROJETO DE PESQUISA SOBRE A UTILIZAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM COMO APOIO AO ENSINO SUPERIOR EM IES DO ESTADO DE SÃO PAULO Silvio Carvalho Neto (USP) Hiro Takaoka (USP) PESQUISA EXPLORATÓRIA

Leia mais

ANEXO I FORMULÁRIO DE INDICAÇÃO DE BOLSISTA

ANEXO I FORMULÁRIO DE INDICAÇÃO DE BOLSISTA Nome Completo: ANEXO I FORMULÁRIO DE INDICAÇÃO DE BOLSISTA DADOS DO COORDENADOR/ORIENTADOR Centro: E-mail: Departamento: Telefone: Endereço do Currículo Lattes: Grupo de Pesquisa: ATUAÇÃO DO DOCENTE Doutor

Leia mais

Manual de Orientação de Cadastramento On-Line. Sistema Segundo Tempo - Convênios. Cadastro de Núcleo

Manual de Orientação de Cadastramento On-Line. Sistema Segundo Tempo - Convênios. Cadastro de Núcleo Manual de Orientação de Cadastramento On-Line Sistema Segundo Tempo - Convênios Cadastro de Núcleo O Cadastro de Núcleo só poderá ser efetuado mediante a senha de Coordenador-Geral. Acesso ao Sistema:

Leia mais

Clique no botão para iniciar o treinamento TAREFAS CONTRAT OS RELACIO NAMENT CONFIGURAÇÕES. A ideia é usar os próprios ícones do CGW.

Clique no botão para iniciar o treinamento TAREFAS CONTRAT OS RELACIO NAMENT CONFIGURAÇÕES. A ideia é usar os próprios ícones do CGW. Script CGW Módulo Tarefas Parte I Menu: Clique no botão para iniciar o treinamento ÁREA DE TRABALHO GERAL TAREFAS CONTRAT OS PORTAL DE RELACIO NAMENT FATURAM ENTO FINANCEI RO RELACIO NAMENT O CONFIGU RAÇÕES

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES QUALIS

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES QUALIS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES QUALIS Questão: Há diferença nos conceitos de Qualis das Áreas e Qualis Resposta: Apesar de senso comum considerar esses dois termos como sinônimos, tecnicamente eles remetem

Leia mais

COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012

COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012 COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2012 ANO

Leia mais

Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Diretoria de Avaliação da Educação Superior CAPACITAÇÃO DOS AVALIADORES NO NOVO INSTRUMENTO AVALIAÇÃO DOS CURSOS

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE LETRAS NÚCLEO DE EXTENSÃO LICOM / LÍNGUAS PARA A COMUNIDADE

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE LETRAS NÚCLEO DE EXTENSÃO LICOM / LÍNGUAS PARA A COMUNIDADE UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE EDUCAÇÃO E HUMANIDADES INSTITUTO DE LETRAS NÚCLEO DE EXTENSÃO LICOM / LÍNGUAS PARA A COMUNIDADE NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA O PROCESSO SELETIVO PARA PREENCHIMENTO

Leia mais

Banco de Dados / 2. Banco de Dados / 4. Tipo de dados padrão. versão. Banco de Dados / 6. Nome físico da tabela. versão

Banco de Dados / 2. Banco de Dados / 4. Tipo de dados padrão. versão. Banco de Dados / 6. Nome físico da tabela. versão Banco Dados / 1 Engenharia da Computação UNIVASF BANCO DE DADOS Banco Dados / 2 Opções apresentadas penm do SGBD escolhido. Para escolher um servidor: Menu Database / Choose Database (obviamente, esta

Leia mais

Você encontra a seguir as orientações gerais para preenchimento do cadastro.

Você encontra a seguir as orientações gerais para preenchimento do cadastro. 1. Apresentação O Programa de Bolsas de Estudo da Educação Superior de Santa Catarina UNIEDU, instituído pela Portaria N/46/2013, que trata do cadastro geral para os interessados em obter os benefícios

Leia mais

1ª PARTE: NORMAS GERAIS

1ª PARTE: NORMAS GERAIS REGULAMENTO DA AVALIAÇÃO TRIENAL 2007 (TRIÊNIO: 2004-2006) PROGRAMAS ACADÊMICOS Deliberação do CTC Reunião de 6 e 7 de março de 2007 As atividades de realização da Avaliação Trienal 2007 (Triênio: 2004-2006)

Leia mais

Processos Seletivos 2016 Graduação Presencial Edital de Vestibular de 02 de setembro de 2015

Processos Seletivos 2016 Graduação Presencial Edital de Vestibular de 02 de setembro de 2015 Processos Seletivos 2016 Graduação Presencial Edital de Vestibular de 02 de setembro de 2015 Aditivo nº 1 Define as normas específicas do Vestibular Seleção 2016.1 (Aprovado pela Resolução nº 061/2015,

Leia mais

AULA 6 - Operações Espaciais

AULA 6 - Operações Espaciais 6.1 AULA 6 - Operações Espaciais Essa aula descreve as operações espaciais disponíveis no TerraView. Antes de iniciar sua descrição é necessário importar alguns dados que serão usados nos exemplos. Exercício:

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES Índice Página PROGRAMAS ACADÊMICOS E PROFISSIONAIS OFERECIDOS POR UM MESMO DEPARTAMENTO...2 PROPOSTA DE PROGRAMA...2 COMO COPIAR E COLAR...2 CADASTRO DOCENTE...2 ATIVIDADE DOCENTE...2

Leia mais

SUMÁRIO MOVIMENTAÇÃO NA CARREIRA

SUMÁRIO MOVIMENTAÇÃO NA CARREIRA 1 Sistemas Recursos Humanos da USP na Internet SUMÁRIO MOVIMENTAÇÃO NA CARREIRA Acesso do Comitê de Análise 2 Como alterar o perfil de acesso ao sistema (nível de segurança) 3 Como consultar o Curriculo

Leia mais

Sistema de Contabilidade Empresa Administradora de Fundos

Sistema de Contabilidade Empresa Administradora de Fundos Sistema de Contabilidade Empresa Administradora de Fundos 29/03/2013 Sumário 1. Objetivo... 3 2. Configurações... 3 2.1. Módulo Parâmetros...... 4 2.1.1. Cadastro de Administradora de Fundos (ver Fluxo)...

Leia mais

SINAIS REMOTO + TRANSMISSÃO DE DADOS + CONSULTA WEB

SINAIS REMOTO + TRANSMISSÃO DE DADOS + CONSULTA WEB SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÃO PARA O CONTROLE DE INFECÇÕES EM SERVIÇOS DE SAÚDE SINAIS REMOTO + TRANSMISSÃO DE DADOS + CONSULTA WEB GERÊNCIA DE INVESTIGAÇÃO E PREVENÇÃO DAS INFECÇÕES E DOS EVENTOS ADVERSOS

Leia mais

EXTRATO DO EDITAL Nº 105/2012-UEPA

EXTRATO DO EDITAL Nº 105/2012-UEPA EXTRATO DO EDITAL Nº 105/2012-UEPA PROCESSO SELETIVO DE IDIOMA À DISTÂNCIA. A Universidade do Estado do Pará, em parceria com o Banco Santander-Brasil S/A, comunica aos Docentes, Discentes e Técnico-Administrativos

Leia mais

Padrões de Qualidade de Software

Padrões de Qualidade de Software Universidade Federal do Vale do São Francisco Padrões de Qualidade de Software Engenharia de Software I Aula 4 Ricardo Argenton Ramos Agenda da Aula Introdução (Qualidade de Software) Padrões de Qualidade

Leia mais

CONSTRUINDO UM EXCELENTE LUGAR PARA TRABALHAR. 2014 Great Place To Work Institute, Inc. All rights reserved.

CONSTRUINDO UM EXCELENTE LUGAR PARA TRABALHAR. 2014 Great Place To Work Institute, Inc. All rights reserved. CONSTRUINDO UM EXCELENTE LUGAR PARA TRABALHAR Great Place to Work Missão Construir uma sociedade melhor, ajudando empresas a transformar seu ambiente de trabalho. Presença Global Fundação da 1ª afiliada

Leia mais

BANCO DE AULAS E PROJETOS MANUAL DO APLICATIVO

BANCO DE AULAS E PROJETOS MANUAL DO APLICATIVO BANCO DE AULAS E PROJETOS MANUAL DO APLICATIVO APRESENTAÇÃO Este aplicativo possibilita o compartilhamento de planos de aulas e projetos desenvolvidos e/ou aplicados nas unidades educacionais, entre os

Leia mais

Tela Inicial: O Banco de Dados e seus objetos:

Tela Inicial: O Banco de Dados e seus objetos: Access 1 Tela Inicial: 2 ÁREA DE TRABALHO. Nosso primeiro passo consiste em criar o arquivo do Access (Banco de Dados), para isto utilizaremos o painel de tarefas clicando na opção Banco de Dados em Branco.

Leia mais

CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2012. Manual do Usuário

CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2012. Manual do Usuário 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO GERAL DO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR CENSO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Candidatos no Sistema TOTVS RM.

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Candidatos no Sistema TOTVS RM. Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Candidatos no Sistema TOTVS RM. Índice I. Acesso ao Cadastro... 2 II. Seleção de Filtros... 3 III. Cadastro...

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital Página 1 de 15 Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital O cadastro de produtos permite organizar as informações relativas a produtos e serviços, como grupo, marca, peso, unidades e outros, que

Leia mais

APOSTILA LIVRO DE PONTO DOCENTE

APOSTILA LIVRO DE PONTO DOCENTE APOSTILA LIVRO DE PONTO DOCENTE Diretoria Regional de Educação Campo Limpo RH - Pagamento Jun / 2011 Livro de Ponto Docente Base de Dados Antes de Iniciar a digitação dos dados dos professores, não se

Leia mais