DOCENTE DISCIPLINAS [COLABORADOR] ALESSANDRA GIMENEZ MASCARENHAS. Disciplina NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO DE SUINOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DOCENTE DISCIPLINAS [COLABORADOR] ALESSANDRA GIMENEZ MASCARENHAS. Disciplina NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO DE SUINOS"

Transcrição

1 DOENTE DISILINAS [OLABORADOR] ALESSANDRA GIENEZ ASARENHAS etrd etrd etrd Diciplin NUTRIÇÃO E ALIENTAÇÃO DE SUINOS ÉTODOS FÍSIO-QUIIOS E ANÁLISE DE ALIENTOS RODUÇÃO TENIFIADA DE SUÍNOS ETABOLISO ALIADO: ARBOIDRATOS E LIÍDEOS ÉTODOS EXERIENTAIS E NUTRIÇÃO DE ANIAIS ONOGÁSTRIOS ÉTODOS FÍSIO-QUIIOS E ANÁLISE DE ALIENTOS ROAO DA UNHA NUNES etrd etrd etrd Diciplin RODUÇÃO TENIFIADA DE SUÍNOS DOENIA ORNTADA DOENIA ORNTADA E RÁTIA DE ARESENTAÇÃO ETODOLOGIA DA ESQUISA NTÍFIA RODUÇÃO TENIFIADA DE SUÍNOS ETODOLOGIA DA ESQUISA NTÍFIA ELIANE SAYURI IYAGI OKADA etrd etrd etrd Diciplin FISIOLOGIA DA DIGESTÃO DOS ANIAIS DE RODUÇÃO ÉTODOS FÍSIO-QUIIOS E ANÁLISE DE ALIENTOS ESQUISA ORNTADA I FISIOLOGIA DO RESIENTO ANIAL E QUALIDADE DE ARNE

2 FISIOLOGIA DA DIGESTÃO DOS ANIAIS DE RODUÇÃO ARLOS FREDERIO ARTINS etrd etrd Diciplin RERODUÇÃO ASSISTIDA ANIAL TÓIOS AVANÇADOS E DESEENHO ANIAL, GENÉTIA E ABNTE RERODUÇÃO ASSISTIDA ANIAL TÓIOS AVANÇADOS E DESEENHO ANIAL, GENÉTIA E ABNTE OAIR EVANDRO LAGE etrd ESQUISA ORNTADA II Diciplin AVANÇOS E NIA E TENOLOGIA DE ARNES AVANÇOS E NIA E TENOLOGIA DE ARNES TÓIOS AVANÇADOS E HIGNE E TENOLOGIA DE RODUTOS E SUBRODUTOS DE ORIGE ANIAL

3 ALESSANDRA GIENEZ ASARENHAS DOENTE VÍNULO TITULAÇÃO [ OLABORADOR ] Víncul Intitucinl S rp Orig Dcente UFG ALESSANDR A GIENEZ ASARENH AS Experiênci Interncinl Frmçã eq Títulçã Snduíche ó- NQ rg/nv Dept Iníci S í An Orientdr Sim/Nã Intituiçã An Orientdr Intituiçã An An rfer Deprtment 2008 Univerid BRASIL 2001 Jurez Nã 2 djunt rduçã Ferl Lpe Animl Viç Dnzele ARLOS FREDERIO ARTINS Víncul Intitucinl S rp Orig Dcente EBR ARLOS AA FREDERIO ARTINS Experiênci Interncinl Frmçã eq Títulçã Snduíche ó- NQ rg/nv Dept Iníci S í An Orientdr Sim/Nã Intituiçã An Orientdr Intituiçã An An equi TZL 2007 Univerid BRASIL 2006 Rdlf Nã 2 dr A Embrp Brili Rumpf errd UnB ELIANE SAYURI IYAGI OKADA Experiênci Interncinl Frmçã eq Víncul Intitucinl Títulçã Snduíche ó- NQ S rp rg/nv Dept Iníci S í An Orientdr Sim/Nã Intituiçã An Orientdr Intituiçã An An Orig Dcente UFG ELIANE rfer Deprtment 2010 Univerid BRASIL 2007 Aldi Nã 2

4 SAYURI djunt rduçã Ferl Fernn IYAGI Animl Giá Suz OKADA Frnç OAIR EVANDRO LAGE Víncul Intitucinl S rp Orig Dcente UFG OAIR EVANDRO LAGE Experiênci Interncinl Frmçã eq Títulçã Snduíche ó- NQ rg/nv Dept Iníci S í An Orientdr Sim/Nã Intituiçã An Orientdr Intituiçã An An rfer Deprtment 1994 Univerid BRASIL 2004 Helen Nã 2 djunt edicin Etdul Teixeir Veterinári mpin Gdy UNIA ROAO DA UNHA NUNES Víncul Intitucinl S rp Orig Dcente UFG ROAO DA UNHA NUNES Experiênci Interncinl Frmçã eq Títulçã Snduíche ó- NQ rg/nv Dept Iníci S í An Orientdr Sim/Nã Intituiçã An Orientdr Intituiçã An An rfer Deprtment 1994 Univerid BRASIL 2000 Rdlf Nã 2 cid rduçã Etdul Nciment Animl ulit Juli Krnk equit Filh UNES DOENTE - ORNTAÇÃO E RODUÇÃO [OLABORADOR]

5 ALESSANDRA GIENEZ ASARENHAS S Orig: UFG rg hrri Dedicç Orientçõe ncluíd rduçã cmplet d equidr rticiçã N S rgrm ã Excluiv (S/N) Grduçã ó - Livr pitul Artig Trblh Apreentçã mpiçã Obr tent Grduçã eriódic cmplet br muicl rte e I T ES D livr rtitic viui E O ni Sftwre prjet pequi ndment im ARLOS FREDERIO ARTINS S Orig: EBRAA rg hrri Dedicç Orientçõe ncluíd rduçã cmplet d equidr rticiçã N S rgrm ã Excluiv (S/N) Grduçã ó - Livr pitul Artig Trblh Apreentçã mpiçã Obr tent Grduçã eriódic cmplet br muicl rte e I T ES D livr rtitic viui E O ni Sftwre prjet pequi ndment im ELIANE SAYURI IYAGI OKADA S Orig: UFG rg hrri Dedicçã Orientçõe ncluíd rduçã cmplet d equidr rticiçã N rgrm Excluiv Grduçã ó - Grduçã Livr pitul Artig eriódic Trblh cmplet Apreentçã br mpiçã muicl Obr rte tent e Sftwre prjet

6 S (S/N) I T ES E D O livr ni rtitic viui pequi ndment im OAIR EVANDRO LAGE S Orig: UFG rg hrri Dedicç Orientçõe ncluíd rduçã cmplet d equidr rticiçã N S rgrm ã Excluiv (S/N) Grduçã ó - Livr pitul Artig Trblh Apreentçã mpiçã Obr tent Grduçã eriódic cmplet br muicl rte e I T ES D livr rtitic viui E O ni Sftwre prjet pequi ndment im ROAO DA UNHA NUNES S Orig: UFG rg hrri Dedicçã Orientçõe ncluíd rduçã cmplet d equidr rticiçã N rgrm Excluiv Grduçã ó - Grduçã Livr pitul Artig eriódic Trblh cmplet Apreentçã br mpiçã muicl Obr rte tent e Sftwre prjet S (S/N) I T ES E D O livr ni rtitic viui pequi ndment im

DISCIPLINA DO CURSO DOUTORADO RELAÇÃO ENTRE NUTRIÇÃO E REPRODUÇÃO EM RUMINANTES FISIOLOGIA DO CRESCIMENTO ANIMAL E QUALIDADE DE CARNE

DISCIPLINA DO CURSO DOUTORADO RELAÇÃO ENTRE NUTRIÇÃO E REPRODUÇÃO EM RUMINANTES FISIOLOGIA DO CRESCIMENTO ANIMAL E QUALIDADE DE CARNE UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE VETERINÁRIA E ZOOTECNIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA DISCIPLINA DO CURSO DOUTORADO RELAÇÃO ENTRE NUTRIÇÃO E REPRODUÇÃO EM RUMINANTES Docente: Maria Lucia

Leia mais

2016-1º SEMESTRE (22 créditos) TURMA FMA - MANHA Horário SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA

2016-1º SEMESTRE (22 créditos) TURMA FMA - MANHA Horário SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA 2016-1º SEMESTRE (22 créditos) Animais, Sociedade e meio Ambiente Animais, Sociedade e meio Ambiente Comunicação e Expressão Comunicação e Expressão Comunicação e Expressão Comunicação e Expressão Animais,

Leia mais

PLANO DE CARREIRAS E CARGOS DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, PRODUÇÃO E INOVAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA DA FIOCRUZ TABELAS DE VENCIMENTO BÁSICO

PLANO DE CARREIRAS E CARGOS DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, PRODUÇÃO E INOVAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA DA FIOCRUZ TABELAS DE VENCIMENTO BÁSICO NEXO XLI (nexo IX- à Lei n o 11.355, de 19 de outubro de 2006) PLNO DE RREIRS E RGOS DE IÊNI, TENOLOGI, PRODUÇÃO E INOVÇÃO EM SÚDE PÚLI D FIORUZ TELS DE VENIMENTO ÁSIO a) Vencimento ásico do cargo de Pesquisador

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO Campus CEDETEG HORÁRIOS E ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE UNICENTRO Campus CEDETEG HORÁRIOS E ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO 1ª SÉRE MANHÃ Enfermagem e nstrumentação Vet. Sala 6 Bloco 6 e Histologia Veterinária Genética eral B 07h30min Anatomia e Fisiologia Sala 3 Bloco 2 e Laboratório Práticas Hosp Enfermagem e nstrumentação

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - Campus Zona Leste

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - Campus Zona Leste INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS - Campus Zona Leste CICLO DE FUNDAMENTAÇÃO 1º. Semestre Semestre 442 h/ semanal 26 h EIXO TEMÁTICO Eixo DISCIPLINAS disciplinas Tipo INTRODUÇÃO A ATIVIDADE

Leia mais

DISCIPLINA. Anatomia Descritiva Animais Domésticos I 40 40 80 Citologia 30 10 40

DISCIPLINA. Anatomia Descritiva Animais Domésticos I 40 40 80 Citologia 30 10 40 1º ANO 1º SEMESTRE Anatomia Descritiva Animais Domésticos I Citologia Bioquímica I Conservação dos Recursos Naturais Genética Animal Básica Microbiologia Veterinária I Bioestatística aplicada a Medicina

Leia mais

Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 54 TEÓRICA 36. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 36. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 18. Natureza - OBRIGATÓRIA TEÓRICA 36

Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 54 TEÓRICA 36. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 36. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 18. Natureza - OBRIGATÓRIA TEÓRICA 36 1 de 6 Nível:BACHARELADO 01 VET101 - Anatomia Veterinária I - Ativa VET102 - Biologia Celular - Ativa desde: VET103 - Bioquímica e Biofísica - Ativa VET104 - Técnica Hospitalar - Ativa desde: VET105 -

Leia mais

Definição de Necessidades de Capacitação de Pós-Graduação

Definição de Necessidades de Capacitação de Pós-Graduação I Mdliddes Pós-grduçã strictu sens (mestrd e dutrd) Pós-dutrd de Cpcitçã Definiçã de Necessiddes de Cpcitçã de Pós-Grduçã O Ipe definirá sus necessiddes de cpcitçã em pós-grduçã nulmente, levnd em cnt:

Leia mais

RELAÇÃO DE UNIDADES DE ENSINO E HORÁRIOS DAS DEPENDÊNCIAS - 1º SEMESTRE DE 2013

RELAÇÃO DE UNIDADES DE ENSINO E HORÁRIOS DAS DEPENDÊNCIAS - 1º SEMESTRE DE 2013 RELAÇÃO DE UNIDADES DE ENSINO E HORÁRIOS DAS DEPENDÊNCIAS - 1º SEMESTRE DE 2013 MATÉRIA PROFESSOR HORÁRIO SALA/ Bloco Anatomia II DANIELA STARLING Laboratório de Anatomia Antropologia Jurídica ELAINE LIMA

Leia mais

PANORAMA DA DESTINAÇÃO DOS RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL NOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS

PANORAMA DA DESTINAÇÃO DOS RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL NOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS Bel Hriznte/MG 24 27/11/2014 PANORAMA DA DESTINAÇÃO DOS RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL NOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS Rhy Eyer Cbrl (*), Luiz Silv Betim, An Lúci Bhi Lpe, Regin Lúci Meeir e Suz

Leia mais

Departamento de Zootecnia

Departamento de Zootecnia EDITAL PARA TESTE SELETIVO Nº. 004/2007 Zootecnia A Universidade do Estado de Mato Grosso, através do Instituto de Ciências Naturais e Tecnológicas e do, torna público o processo de Abertura de Inscrição

Leia mais

DEONTOLO GIA E ÉTICA PROFISSIO NAL DEONTOLO GIA E ÉTICA PROFISSIO NAL. Mestrando Paulo. Moacyr BIOESTATIS TICA BIOESTATIS TICA.

DEONTOLO GIA E ÉTICA PROFISSIO NAL DEONTOLO GIA E ÉTICA PROFISSIO NAL. Mestrando Paulo. Moacyr BIOESTATIS TICA BIOESTATIS TICA. Hrári de Aula d Cur de Medicina Veterinária da FAIT/ACITA 2 PERÍODO Aula teórica DEONTOLO GIA E ÉTICA PROFISSIO NAL Metre Rdlf Metrand Paul Macyr Aula teórica DEONTOLO GIA E ÉTICA PROFISSIO NAL Metre Rdlf

Leia mais

$35(6(17$d 2Ã&/Ë1,&$ 'LDJQyVWLFRÃ FOtQLFR &ROHGRFROLWtDVH &ROHFLVWLWH 3DQFUHDWLWH &ROHGRFROLWtDVH HP UHVROXomR &ROHFLVWLWH 3DQFUHDWLWH &ROHGRFROLWtDVH HP UHVROXomR &yolfdãeloldu (FRJUDILD &ROpGRFRÃ!ÃÃFP

Leia mais

Form. A2 / / 778 D. Este desenho contem informação que não podem ser rasuradas ou alteradas SEÇÃO A-A ESCALA 1 : 5. Codigo Des.

Form. A2 / / 778 D. Este desenho contem informação que não podem ser rasuradas ou alteradas SEÇÃO A-A ESCALA 1 : 5. Codigo Des. 1 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 A 176 597 776 1196 A 55 B B C C 1032 D 978 778 D 128 107 A 488 E E 198 290 A 75 F 513 762 1115 1283 F 28 15 G G 15 Form. A2 H SEÇÃO A-A ESCALA 1 : 5 Este desenho contem informação

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Pro-Reitoria de Graduação Campus Samambaia - 74001-970 - Goiânia http://www.prograd.ufg.br.

Universidade Federal de Goiás Pro-Reitoria de Graduação Campus Samambaia - 74001-970 - Goiânia http://www.prograd.ufg.br. 2 PROGRAD, UFG Engenharia de, Graduação, INF 01, A 3 PROGRAD, UFG Engenharia de, Graduação, INF 01, B 4 a 6 a 4 PROGRAD, UFG Engenharia de, Graduação, INF 03, A CA B, 204, Goiânia Engenharia de CA B, 307,

Leia mais

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e :

Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ 13 DE JULH DE 2015! Ac esse o sit e w w w. d e ca c lu b.c om.br / es t u dos 2 0 1 5 e f a ç a s u a insc riçã o cl ica nd o e m Pa r t i c i p e : Caso vo cê nunca t e nh a pa

Leia mais

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA

ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA MENSAGEM NQ 016/93. EXCELENTÍSSIMO SENHOR GOVERNADOR DO ESTADO. O PRESIDENTE DA DO ES TADO DE RONDÔNIA, encaminha a Vossa Excelência para promul gação, nos termos do do 59 do Art. 42 da Constituição Es

Leia mais

COLEGIADO: CES. 2 3 Ciências Biológicas Mestrado 1 Ciências da Saúde * Mestrado Mestrado Profissional. Mestrado. Ciências Exatas Mestrado 1

COLEGIADO: CES. 2 3 Ciências Biológicas Mestrado 1 Ciências da Saúde * Mestrado Mestrado Profissional. Mestrado. Ciências Exatas Mestrado 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: MEC/Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de UF: DF Pessoal de Nível Superior ASSUNTO: Encaminha recomendações e respectivos conceitos

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA VETERINÁRIA. COORDENADORA DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Paula Dias Bevilacqua paula@ufv.

Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA VETERINÁRIA. COORDENADORA DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Paula Dias Bevilacqua paula@ufv. 88 Currículos dos Cursos do CCB UFV MEDICINA VETERINÁRIA COORDENADORA DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA Paula Dias Bevilacqua paula@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 89 ATUAÇÃO O(a) Médico(a) Veterinário(a)

Leia mais

FLUXOGRAMA DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA 2011.2

FLUXOGRAMA DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA 2011.2 FLUXOGRAMA DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA VETERINÁRIA 2011.2 1 SEMESTRE DISCIPLINA TEORICA PRÁTICA C/H CR 1. Ecologia e Manejo Ambiental 60-60 04 2. Informática Básica 30-30 02 3. Sociologia Rural

Leia mais

EDITAL UnC 036/2011. Prof. José Alceu Valério Reitor

EDITAL UnC 036/2011. Prof. José Alceu Valério Reitor EDITAL UnC 036/2011 Publicação dos Resultados do Processo Seletivo EAD 2011 3 ª etapa. O Reitor da Universidade do Contestado - UnC, no uso de suas atribuições e de conformidade ao que prevê o Regimento

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE RIBEIRÃO PRETO. Autorização(Projeto) para o Curso de Psicologia

ASSOCIAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE RIBEIRÃO PRETO. Autorização(Projeto) para o Curso de Psicologia ASSOCIAÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE RIBEIRÃO PRETO Autorização(Projeto) para o Curso de Psicologia A Associação de Ensino Superior de Ribeirão Preto-SP, solicita autorização para o funcionamento de curso

Leia mais

QUADRO HORÁRIO DAS DISCIPLINAS OFERTADAS NO CURSO DE NUTRIÇÃO

QUADRO HORÁRIO DAS DISCIPLINAS OFERTADAS NO CURSO DE NUTRIÇÃO QUADRO HORÁRIO DAS DISCIPLINAS OFERTADAS NO CURSO DE NUTRIÇÃO 1 0 PERÍODO BQU NUTRIÇÃO ANATOMIA NUTRIÇÃO (TEÓRICA) SALA DE VÍDEO HUMANA ( SALA 2) 10h às 11h BQU NUTRIÇÃO TÉÓRICA 11h às 12h BQU NUTRIÇÃO

Leia mais

Proposta. 3.50 2.00 3x3.50=10.50 5.50. 37.00m. No. 1 3.50 2.00 3.50 3.50 3.50 0.50 5.50 11.50 17.00

Proposta. 3.50 2.00 3x3.50=10.50 5.50. 37.00m. No. 1 3.50 2.00 3.50 3.50 3.50 0.50 5.50 11.50 17.00 Planta de Interseção venida Independência x venida Júlio César Proposta 3.50 2.00 3x3.50=10.50 3x3.50=10.50 2.00 3.50 5.50 0.50 11.50 0.50 0.50 11.50 0.50 5.50 37.00m N v. Júlio Cézar DECLIVE DE RMP No.

Leia mais

Currículo do Curso de Medicina Veterinária

Currículo do Curso de Medicina Veterinária Currículo do Curso de Medicina Médico Veterinário ATUAÇÃO O(a) Médico(a) Veterinário(a) é o(a) profissional credenciado(a) para desenvolver atividades nas áreas de clínica, cirurgia e obstetrícia veterinárias;

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC EDITAL DE SELEÇÃO Lages, SC - 2011 EDITAL Nº 042/2011/CAV O Diretor Geral do Centro de Ciências Agroveterinárias - CAV, atendendo ao que dispõe o Regimento do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA PRIMEIRO PERÍODO Código Disciplina CR CH CH CH Pré-requisitos Co-requisitos Equivalência Tipo VETR0005 ANATOMIA VETERINÁRIA I 5 30 90 120 -- -- VETR0002 OBR BIOQ0004 BIOQUÍMICA I - VET 3 30 30 60 -- --

Leia mais

AFASTAMENTOS ALTERAÇÃO. Portaria de 26 de Março de 2009

AFASTAMENTOS ALTERAÇÃO. Portaria de 26 de Março de 2009 ublicação ficial do epartamento dministração de essoal wwwufalbr/drh ortaria de de arço de F, no uso das atribuições que lhe confere o art, item do statuto da F, aprovado pela ortaria, de do, e s o l v

Leia mais

PESQUISA: Linha de Pesquisa Ecofisiologia Vegetal atuante na produção de pesquisa na área de botânica.

PESQUISA: Linha de Pesquisa Ecofisiologia Vegetal atuante na produção de pesquisa na área de botânica. SELEÇÃO PROFESSORES PARA O MÓDULO II CURSO LICENCIATURA EM CIÊNICAS BIOLÓGICAS PARFOR COMPONENTE CURRICULAR: BIO 120 BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR Lia D Afonseca Pedreira de Miranda Vinculo efetivo (1997

Leia mais

Vias de acesso ao Plano Piloto: Uma análise de capacidade e nível de serviço.

Vias de acesso ao Plano Piloto: Uma análise de capacidade e nível de serviço. Vias de acesso ao Plano Piloto: Uma análise de capacidade e nível de serviço. André Oliveira Nunes (1) ; João André Frederico Fricke (2) ; Joaquim Nunes de Brito Neto (3) ; Levi de Assis Dantas Junior

Leia mais

Bem estar animal em cursos de pós-graduação: uma proposta. Marcos Macari Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal Unesp Campus de Jaboticabal

Bem estar animal em cursos de pós-graduação: uma proposta. Marcos Macari Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal Unesp Campus de Jaboticabal Bem estar animal em cursos de pós-graduação: uma proposta Marcos Macari Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal Unesp Campus de Jaboticabal Crescimento populacional - Estimativa de uma população

Leia mais

AVISO DE EDITAL Nº 001 2013/2014

AVISO DE EDITAL Nº 001 2013/2014 AVISO DE EDITAL Nº 001 2013/2014 A Coordenadoria do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde nível Mestrado e Doutorado da Universidade Federal de Goiás vem tornar público aos interessados, que se

Leia mais

Anatomia Humana I N/H 72 4. Biofísica N/H 72 4. Biologia Celular e Molecular N/H 72 2. Fundamentos de Fisioterapia N/H 36 2

Anatomia Humana I N/H 72 4. Biofísica N/H 72 4. Biologia Celular e Molecular N/H 72 2. Fundamentos de Fisioterapia N/H 36 2 Faculdades Integradas do Extremo Sul da Bahia Portaria MEC n º 1.77, de 13 de junho de 00 CURSO DE FISIOTERAPIA Estrutura Curricular 1º PERÍODO Anatomia Humana I N/H 7 Biofísica N/H 7 Biologia Celular

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: .

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: <http://www.pubvet.com.br/texto.php?id=593>. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: . Bem-estar animal em programas de zooterapia ou terapia assistida por animais Michele

Leia mais

CONTEÚDO 7/1/14. Sustentabilidade do negócio do algodão (CONT.) Pessoas mantêm interesse económico de culhvar algodão hoje e amanhã

CONTEÚDO 7/1/14. Sustentabilidade do negócio do algodão (CONT.) Pessoas mantêm interesse económico de culhvar algodão hoje e amanhã 7/1/14 CONTEÚDO XII SEACF, aputo 17 e 18 de Junho de 2014 SUSTENTABILIDADE DO NEGÓCIO DO ALGODÃO: NECESSIDADE CONSTANTE, CONCEITO E UDANÇA E APRENDIZAGE PERANENTE NORBERTO AHALABE IA OZABIQUE 1. ABORDAGE

Leia mais

118 - FISIOTERAPIA UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ - UNIVALI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. Curso. Horário de Aulas - 2 º Semestre de 2012

118 - FISIOTERAPIA UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ - UNIVALI CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. Curso. Horário de Aulas - 2 º Semestre de 2012 118 - FISIOTERAIA 1 º eríodo Disciplina Teo/ra Sala/Labor. Bloco Créditos 2ª 07:30 às 10:00 4750 1 1 Única 118 HISTOLOGIA A ITJ.F5.1.204 F5 3 ITJ.F1.2.203 F1 10:10 às 11:50 4748 1 1 Única 118 CITOLOGIA

Leia mais

PSICOLOGIA - Horário 2015.2 - NÚCLEO COMUM - 1 PERÍODO

PSICOLOGIA - Horário 2015.2 - NÚCLEO COMUM - 1 PERÍODO PSICOLOGIA - Horário 2015.2 - NÚCLEO COMUM - 1 PERÍODO 7:30 Controvérsias Processos Processos na Psicologia Socioafetivos Cognitivos Neuroanatomia Funcional (Dept de Anatomia) Psicologia do Desenvolvimento

Leia mais

Presidência da República

Presidência da República residência da epública Casa Civil ubchefia para Assuntos Jurídicos L º 12.888 29 VB 2013 (publicada no de 02/12/13, eção 1, página 1) Abre ao rçamento iscal da nião, em favor dos inistérios da Ciência,

Leia mais

M etodologia para elaboração de projetos. Disciplina:Projeto Professora:Fabiana Besen

M etodologia para elaboração de projetos. Disciplina:Projeto Professora:Fabiana Besen M etodologia para elaboração de Disciplina:Projeto Professora:Fabiana Besen O que é um projeto? Caractersticas í de um projeto Projetos x opera ções contnuas í Dem andas de um projeto Etapas de um projeto

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS E DO TRABALHO COORDENAÇÃO DE PROCESSOS SELETIVOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS E DO TRABALHO COORDENAÇÃO DE PROCESSOS SELETIVOS CRONOGRAMA (Métodos quantitativos aplicados à Economia, Administração e Contabilidade) FEAC 1 Métodos quantitativos aplicados à Economia, Administração e Contabilidade Assistente 40h Prova escrita: dia

Leia mais

Or. Carmelino, O. Haydéa e o Ministro (criança) em Aparecida - 03.04.1932.

Or. Carmelino, O. Haydéa e o Ministro (criança) em Aparecida - 03.04.1932. MEMÓRIA ICONOGRÁFICA Or. Carmelino, O. Haydéa e o Ministro (criança) em Aparecida - 03.04.1932. 207 O. Haydéa e o Or. Carmelino, pais do Ministro Cid Flaquer Scartezziniem 07.01.1950. 208 o Or. Carmelino

Leia mais

UniRV - Universidade de Rio Verde Departamentos

UniRV - Universidade de Rio Verde Departamentos UniRV - Universidade de Rio Verde Departamentos Ramal Telefonista (64) 3611-2200 Telefonista (64) 3611-2284 Telefonista - FAX (64) 3611-2201 Campus UniRV Caiapônia (64) 3663-1892 Extensão UniRV Cristalina

Leia mais

Textos Complementares

Textos Complementares ESCOLA DE VETERINÁRIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Profa Maria Clorinda Soares Fioravanti Textos Complementares Pós-Graduação: Produção científica volumosa

Leia mais

PERFIL BIOQUÍMICO DAS COLÔNIAS DE ROEDORES PRODUZIDOS PELO SACPA/IEC/SVS/MS

PERFIL BIOQUÍMICO DAS COLÔNIAS DE ROEDORES PRODUZIDOS PELO SACPA/IEC/SVS/MS PERFIL BIOQUÍMICO DAS COLÔNIAS DE ROEDORES PRODUZIDOS PELO SACPA/IEC/SVS/MS Alexandra Ariadine Bittencourt GONÇALVES 1 ; Klena Sarges Marruaz da SILVA 2 ; Kleber FAIAL 3 ; Luiza Loureiro ARAÚJO 2 Resumo

Leia mais

ANÁLISE DE UMA REFEIÇÃO VEGETARIANA

ANÁLISE DE UMA REFEIÇÃO VEGETARIANA Laboratório de Broatologia e Análises Broatológicas ANÁLISE DE UMA REFEIÇÃO VEGETARIANA Trabalho realizado por: Ana Gonçalves José Nogueira Luís Tavares Laboratório de Broatologia e Análises Broatológicas

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA EDITAL Nº 01 /2015

SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA EDITAL Nº 01 /2015 SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA EDITAL Nº 01 /2015 SELEÇÃO DE PROFESSOR BOLSISTA EXTERNO DO PRONATEC PARA CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL A Coordenção Gerl do PRONATEC torn públic lterção do Anexo II

Leia mais

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I 1 3Mr P e re s, R e s e r h D i re t r I D C B rs i l Br 0 0metr Cis e Bn L rg n Brsil, 2005-201 0 R e s l t s P ri m e i r T ri m e s t re e 2 0 0 7 Prer r Prer r Met e Bn Lrg em 2 0 1 0 n Brs i l : 10

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE REGIME ESPECIAL DOMICILIAR

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE REGIME ESPECIAL DOMICILIAR MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE REGIME ESPECIAL DOMICILIAR Sustentação Legal: Lei nº 6202/75 Decreto Lei nº 1044/69 Regimento UniÍtalo Subseção IX São Paulo 2013.1 1 1- DEFINIÇÃO DO REGIME ESPECIAL DOMICILIAR

Leia mais

SERVIÇO AUTONOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO

SERVIÇO AUTONOMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO Unidade 14001 tividade SERVIÇO UTONOMO MUNICIPL ÁGU E ESGOTO CONVENID COM FUNDÇÃO NCIONL SÚ RU NTONIO COLETTO N 1228 Cep 86790-000 CGC 809102010001-65 LOBTO-PR PRNÁ Fones (44) 3249-1399 Fax (44) 3249-1399

Leia mais

NORMAS COMPLEMENTARES DOS PPGZ/PDIZ AO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA ADMISSÃO INGRESSO 2015.2 EDITAL EXTRA PRPPG/UFRPE

NORMAS COMPLEMENTARES DOS PPGZ/PDIZ AO EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA ADMISSÃO INGRESSO 2015.2 EDITAL EXTRA PRPPG/UFRPE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO - UFRPE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO - PRPPG COORDENADORIA GERAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO CPPG PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

APRESENTAÇÃO DIRETORIA

APRESENTAÇÃO DIRETORIA APRESENTAÇÃO Com mais de 50 anos de dedicação á SAÚDE, o Hospital São Marcos se tornou referência no assunto. Aliamos a vanguarda tecnológica com a tradição do maior e melhor corpo de profissionais do

Leia mais

1º PERÍODO A: MEDICINA VETERINÁRIA HORA 2ª FEIRA 3ª FEIRA 4ª FEIRA 5ª FEIRA 6ª FEIRA. Citologia e Histologia

1º PERÍODO A: MEDICINA VETERINÁRIA HORA 2ª FEIRA 3ª FEIRA 4ª FEIRA 5ª FEIRA 6ª FEIRA. Citologia e Histologia 1 1º PERÍODO A: MEDCNA VETERNÁRA HORA 2ª FERA 3ª FERA 4ª FERA 5ª FERA 6ª FERA Anatomia descritiva Citologia e Histologia ntrod. à Med. Vet. e Ciências Humanas e Deontologia Sociais domésticos Anatomia

Leia mais

University of Cambridge Examinations. RESULTS June 2013 PRELIMINARY ENGLISH TEST JUNE 2013

University of Cambridge Examinations. RESULTS June 2013 PRELIMINARY ENGLISH TEST JUNE 2013 University of ambridge Examinations RESULTS June 2013 PRELIMINRY ENGLISH TEST JUNE 2013 driana asal driana Pereira lexandra Soares lexandre Silva lexandre Suzano na Luísa Ramos na Magalhães na Raquel Águeda

Leia mais

G r u p o P E T C o m p u t a ç ã o. U n i v e r s i d a d e F e d e r a l d e C a m p i n a G r a n d e U F C G

G r u p o P E T C o m p u t a ç ã o. U n i v e r s i d a d e F e d e r a l d e C a m p i n a G r a n d e U F C G M E T O D O L O G I A U T I L I Z A D A P E L O P E T C O M P U T A Ç Ã O D A U F C G P A R A M I N I S T R A R C U R S O S DE I N F O R M À T I C A B À S I C A G r u p o P E T C o m p u t a ç ã o C u

Leia mais

Dependência Química - Classificação e Diagnóstico -

Dependência Química - Classificação e Diagnóstico - Dependência Química - Classificação e Diagnóstico - Alessandro Alves Toda vez que se pretende classificar algo, deve-se ter em mente que o que se vai fazer é procurar reduzir um fenômeno complexo que em

Leia mais

GUIDELINES ACESSO ÀS PLATAFORMAS ORDEM DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS

GUIDELINES ACESSO ÀS PLATAFORMAS ORDEM DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS GUIDELINES ACESSO ÀS PLATAFORMAS ORDEM DOS MÉDICOS VETERINÁRIOS OMV-TV PLATAFORMA DE ENSINO E-LEARNING SOBRE PROCEDIMENTOS CLÍNICOS, MÉDICOS E CIRÚRGICOS A OMV-TV está organizada numa área aberta ao público

Leia mais

EDITAL 01/2015 PROCESSO DE SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS CENTRO DE EMPREENDEDORISMO E INCUBAÇÃO BEETECH FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

EDITAL 01/2015 PROCESSO DE SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS CENTRO DE EMPREENDEDORISMO E INCUBAÇÃO BEETECH FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Data / / Referência: Edital 001/2015 Prezado(s) empreendedor (es), 1) Complete o formulário de forma sucinta e objetiva. Se for necessário incluir referências, expor conceitos e/ou

Leia mais

ALGUNS CRITÉRIOS PARA DEPENDÊNCIA/ ADAPTAÇÃO 1º SEMESTRE DE 2013. Unidades de Ensino ofertadas em Dependência

ALGUNS CRITÉRIOS PARA DEPENDÊNCIA/ ADAPTAÇÃO 1º SEMESTRE DE 2013. Unidades de Ensino ofertadas em Dependência ALGUNS CRITÉRIOS PARA DEPENDÊNCIA/ ADAPTAÇÃO 1º SEMESTRE DE 2013 Pode progredir para o período seguinte o aluno aprovado em todas as unidades de ensino ou que possuir até 4 (quatro) dependências. Aluno

Leia mais

FACULDADES INTA CURSOS DE GRADUAÇÃO EQUIVALÊNCIAS INTERCURSOS

FACULDADES INTA CURSOS DE GRADUAÇÃO EQUIVALÊNCIAS INTERCURSOS 1 FACULDADES INTA CURSOS DE GRADUAÇÃO EQUIVALÊNCIAS INTERCURSOS 2 CURSO DISCIPLINA SEM. H/A EQUIVALÊNCIAS TODOS. Antropologia Teológica. - 30h Equivalência para todos os Cursos. TODOS. Português Instrumental.

Leia mais

Produção Agroflorestal

Produção Agroflorestal Produção Agroflorestal O Curso Técnico Superior Profissional de Produção Agroflorestal forma profissionais que, autonomamente ou integrados em equipa, planeiam, gerem e supervisionam áreas agrícolas e

Leia mais

Área de Avaliação Programa IES IES Nome Nível FGV/SP UFRGS UFRJ

Área de Avaliação Programa IES IES Nome Nível FGV/SP UFRGS UFRJ Área de Avaliação Programa IES IES Nome Nível ADMINISTRAÇÃO, CONTÁBEIS E TURISMO ADMINISTRAÇÃO, CONTÁBEIS E TURISMO ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA ANTROPOLOGIA / ARQUEOLOGIA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

ZOOTECNIA - SEQUÊNCIA IDEAL DO CURSO E PRÉ-REQUISITOS

ZOOTECNIA - SEQUÊNCIA IDEAL DO CURSO E PRÉ-REQUISITOS ZOOTECNIA - SEQUÊNCIA IDEAL DO CURSO E PRÉ-REQUISITOS 1º PERÍODO Obrigatória ou Carga Horária Anatomia dos Animais Domésticos Obrigatória 60 - Biologia geral animal Obrigatória 60 - Biologia geral vegetal

Leia mais

CÁLCULO DA INCERTEZA DE MEDIÇÃO NA CALIBRAÇÃO DE MEDIDAS MATERIALIZADAS DE VOLUME PELO MÉTODO GRAVIMÉTRICO

CÁLCULO DA INCERTEZA DE MEDIÇÃO NA CALIBRAÇÃO DE MEDIDAS MATERIALIZADAS DE VOLUME PELO MÉTODO GRAVIMÉTRICO CÁLCULO DA INCERTEZA DE MEDIÇÃO NA CALIRAÇÃO DE MEDIDAS MATERIALIZADAS DE VOLUME PELO MÉTODO GRAVIMÉTRICO NORMA N o NIE-DIMEL-043 APROVADA EM AGO/03 N o 00 0/09 SUMÁRIO Objetvo 2 Cmo Alcção 3 Resosbld

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS DISCIPLINA UNIDADE PRÉ-REQUISITO CH SEMANAL CH SEMESTRAL TEO PRA TEO PRA 1. Administração Rural EA Economia Rural 2 1 32 16 48

Leia mais

CEF/0910/26566 Decisão de Apresentação de Pronúncia (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/26566 Decisão de Apresentação de Pronúncia (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/26566 Decisão de Apresentação de Pronúncia (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/26566 Decisão de Apresentação de Pronúncia (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento Decisão de

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: Sem Certificação Técnica

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: Sem Certificação Técnica Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município:TUPÃ Eixo Tecnológico: AMBIENTE e SAÚDE Habilitação Profissional:- Técnica de Nível Médio de TÉCNICO

Leia mais

PROJETO: CURSO DE REABILITAÇÃO PULMONAR: DA ATUAÇÃO HOSPITALAR A DOMICILIAR

PROJETO: CURSO DE REABILITAÇÃO PULMONAR: DA ATUAÇÃO HOSPITALAR A DOMICILIAR PROJETO: CURSO DE REABILITAÇÃO PULMONAR: DA ATUAÇÃO HOSPITALAR A DOMICILIAR 1. OBJETIVO Promover uma atualização em Reabilitação Pulmonar da atuação a nível hospitalar e domiciliar incluindo pectos de

Leia mais

0044-6793 Não B5 São Paulo: Instituto de

0044-6793 Não B5 São Paulo: Instituto de s 1. Adcontar Revista do Centro de Estudos Administrativos e Contábeis CEAC 2. em Revista 6 ez. 2005 1518-7438 Não B4 7 Jan./ Jun. 2004. 1519-6224 Não - Brasília, F: Associação de Ensino Unificado do istrito

Leia mais

PROMOCIONAL CIDADE DE BARBACENA 18 a 19 de setembro de 2015

PROMOCIONAL CIDADE DE BARBACENA 18 a 19 de setembro de 2015 PROMOCIONAL CIDADE DE BARBACENA 18 a 19 de setembro de 2015 1- GENERALIDADES 1.1. - PROMOÇÃO: FHMG Federação Hípica de Minas Gerais Av. Brasil, 283-707/708 Santa Efigênia Belo Horizonte 30.140-000 Tel.:

Leia mais

Milho Perspectivas do mercado 2011/12

Milho Perspectivas do mercado 2011/12 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA Milho Perspectivas do mercado 2011/12 março de 2012 Milho - Oferta e Demanda - Mundo milhões de t. Safras 2008/09 2009/10

Leia mais

CADASTRAMENTO DE COMPUTADORES ATRAVÉS DO QUIOSQUE PROFESSOR

CADASTRAMENTO DE COMPUTADORES ATRAVÉS DO QUIOSQUE PROFESSOR UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO COORDENADORIA DE INFORMÁTICA CADASTRAMENTO DE COMPUTADORES ATRAVÉS DO QUIOSQUE PROFESSOR Manual de Ajuda JULHO/2009 diogo@ufrrj.br Prezado Professor(a), Visando

Leia mais

Estratégico. III Seminário de Planejamento. Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011

Estratégico. III Seminário de Planejamento. Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011 Estratégico III Seminário de Planejamento Rio de Janeiro, 23 a 25 de fevereiro de 2011 G es tão Em pre sa rial O rie nta ção pa ra om erc ado Ino vaç ão et

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CPRH Nº 004/2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA CPRH Nº 004/2012 INSTRUÇÃO NORATIVA CRH Nº 004/2012 Disciplina o enquadramento para Licenciamento Ambiental na CRH das atividades de Comércio e Serviço, quanto ao otencial Degradador, conforme previsto no item 6.1 da Tabela

Leia mais

NÚCLEOS DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

NÚCLEOS DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NÚCLEOS DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS AL BA CE DF DF GO UF PROFESSOR IES FONE E-MAIL Tânia Maria de Melo Moura Nelcida Maria Cearon Eliane Dayse Furtado Renato Hilário dos Reis Maria Luiza

Leia mais

Sub - coordenador: Dr. Alexandre Salles M. Santos. Assessoria de Pesquisa: Prof. João Alvécio Sossai

Sub - coordenador: Dr. Alexandre Salles M. Santos. Assessoria de Pesquisa: Prof. João Alvécio Sossai 1 Coordenador: Dr. Francisco Luiz Zaganelli Sub - coordenador: Dr. Alexandre Salles M. Santos Universidade Federal do Espírito Santo Consultoria Internacional: Prof. João Vieira Nunes City University of

Leia mais

1 Cursos de Pós-Graduação oferecidos pela UFMG Níveis: MESTRADO E DOUTORADO

1 Cursos de Pós-Graduação oferecidos pela UFMG Níveis: MESTRADO E DOUTORADO 1 Cursos de Pós-Graduação oferecidos pela UFG Níveis: ESTRADO E DOUTORADO SUB- ADINISTRAÇAO - Administração - Janete Lara de Oliveira Bertucci - Antônio Luiz arques - Ana Paula Bezerra de Deus (Secretária

Leia mais

CHAPA 01 - SÃO JOÃO DO PIAUÍ DISCENTES. Endereço Residencial: Rua Luzia Moura, 33 Bairro: Jurema Cep: 64.760-000 São João do Piauí - PI

CHAPA 01 - SÃO JOÃO DO PIAUÍ DISCENTES. Endereço Residencial: Rua Luzia Moura, 33 Bairro: Jurema Cep: 64.760-000 São João do Piauí - PI CHAPA 01 - SÃO JOÃO DO PIAUÍ Anderson Gonçalves Santos TITULAR Identidade: 2677457 PI CPF: 025.246.143-60 Endereço Residencial: Rua Luzia Moura, 33 Bairro: Jurema Cep: 64.760-000 São João do Piauí - PI

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS UNIDADE ACADÊMICA ESPECIAL DE ENGENHARIA E ADMINISTRAÇÃO (FENAD)

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS UNIDADE ACADÊMICA ESPECIAL DE ENGENHARIA E ADMINISTRAÇÃO (FENAD) SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS UNIDADE ACADÊMICA ESPECIAL DE ENGENHARIA E ADMINISTRAÇÃO (FENAD) NORMAS COMPLEMENTARES PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO DE MONITORES DA UNIDADE ACADÊMICA

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE APARECIDA DE GOIÂNIA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE EDITAL N. 03/2012

ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE APARECIDA DE GOIÂNIA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE EDITAL N. 03/2012 ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE APARECIDA DE GOIÂNIA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE EDITAL N. 03/2012 CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NOS CARGOS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE APARECIDA DE GOIÂNIA

Leia mais

CTeSP em Produção Agropecuária

CTeSP em Produção Agropecuária CTeSP em Produção Agropecuária O Curso de Técnico Superior Profissional em Produção Agropecuária forma profissionais que autonomamente ou integrados em equipa, planeiam, organizam, coordenam e executam

Leia mais

SISTEMAS INTELIGENTES DE APOIO À DECISÃO

SISTEMAS INTELIGENTES DE APOIO À DECISÃO SISTEMAS INTELIGENTES DE APOIO À DECISÃO As organizações estão ampliando significativamente suas tentativas para auxiliar a inteligência e a produtividade de seus trabalhadores do conhecimento com ferramentas

Leia mais

HORÁRIO DE AULA - MEDICINA VETERINÁRIA

HORÁRIO DE AULA - MEDICINA VETERINÁRIA HORÁRIO DE AULA - MEDICINA VETERINÁRIA 2º PERÍODO DIA ENTRADA E SAÍDA DISCIPLINA TIT. DOCENTE SALA SEGUNDA FEIRA 8H ÀS 11H:15MIN HISTOLOGIA ESPECIAL - AULA TEÓRICA MSC. RODOLFO 67 SEGUNDA FEIRA 11H:15MIN

Leia mais

Sigla da. Nota de Nome do Programa Instituição. Nome da Área de Avaliação. Recomendação

Sigla da. Nota de Nome do Programa Instituição. Nome da Área de Avaliação. Recomendação Ministério da Educação - MEC Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Período de Avaliação: 2007 a 2009 Etapa: Avaliação Trienal 2010 UF Sigla da Nota de Nome do Programa Nível

Leia mais

1279 - CENTRO COMUNITÁRIO DA FOZ DO RIO MAZAGÃO VELHO 1325 - CENTRO COMUNITÁRIO SÃO JOSÉ DO MARACÁ 1333 - CENTRO DE LAZER UNIÃO BRASIL

1279 - CENTRO COMUNITÁRIO DA FOZ DO RIO MAZAGÃO VELHO 1325 - CENTRO COMUNITÁRIO SÃO JOSÉ DO MARACÁ 1333 - CENTRO DE LAZER UNIÃO BRASIL 1279 - CENTRO COMUNITÁRIO DA FOZ DO RIO MAZAGÃO VELHO ENDEREÇO FOZ DO RIO MAZAGAO VELHO BAIRRO DISTRITO DE MAZAGAO VELHO TOTAL 261 Nº SEÇÃO 67 67 261 1325 - CENTRO COMUNITÁRIO SÃO JOSÉ DO MARACÁ ENDEREÇO

Leia mais

2015-1º SEMESTRE (22 créditos) TURMA FMA - MANHA Horário SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA

2015-1º SEMESTRE (22 créditos) TURMA FMA - MANHA Horário SEGUNDA TERÇA QUARTA QUINTA SEXTA 2015-1º SEMESTRE (22 créditos) Animais, Soc. E meio amb. FABIANA ANDRADE CERES FARACO CRISTINA BARROS GABRIEL FREINER Animais, Soc. E meio amb. FABIANA ANDRADE CERES FARACO CRISTINA BARROS GABRIEL FREINER

Leia mais

TRANSPORTE INTERHOSPITALAR PEDIÁTRICO DO NORTE

TRANSPORTE INTERHOSPITALAR PEDIÁTRICO DO NORTE Maria João Baptista Centro Hospitalar S. João, Hospital S. João, Porto TRANSPORTE INTERHOSPITALAR PEDIÁTRICO DO NORTE Contextualização em 2010 Desde 1987 actividade INEM RN dependente da colaboração entre

Leia mais

======================== Œ œ»» Œ C7 ˆ_ ««G 7

======================== Œ œ»» Œ C7 ˆ_ ««G 7 1) É tã bnit n tr (ntrd) cminh cm Jesus (Miss d Temp mum cm crinçs) & 2 4 m œ É tã b ni t n_ tr me s s gr d, & œ t h brn c, ve ce s. & _ Mis s vi c me çr n ns s_i gre j; _u & j im c ris ti cm e gri, v

Leia mais

Secretaria Municipal da Saúde de Ribeirão Preto sicaev.saude@ribeiraopreto.sp.gov.br

Secretaria Municipal da Saúde de Ribeirão Preto sicaev.saude@ribeiraopreto.sp.gov.br SICAEV e UM PROJETO DE APRIMORAMENTO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO SOBRE A MORTALIDADE e NASCIDOS VIVOS Secretaria Municipal da Saúde de Ribeirão Preto sicaev.saude@ribeiraopreto.sp.gov.br SICAEV é um serviço

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS

RELATÓRIO TÉCNICO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS RELATÓRIO TÉCNICO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS Intituição: Embrapa Cerrados / Centro de Pesquisa Agropecuária do Projeto: IV Reunião Técnica de Pesquisas em Maracujazeiro Responsável:

Leia mais

COMO CONSTRUIR UM GALINHEIRO MÓVEL

COMO CONSTRUIR UM GALINHEIRO MÓVEL COMO CONSTRUIR UM GALINHEIRO MÓVEL Alessandra Maria da Silva, Med. Veterinária, MSc Incaper Linhares-ES Eduardo Ferreira Sales, Engº Agrícola, MSc Incaper Linhares-ES Márcia Neves Guelber Sales, Med. Veterinária,

Leia mais

CSN - 14º TORNEIO HARAS VALE DAS ESTRELAS SOMENTE PARA CONVIDADOS TOTAL PREMIAÇÃO EM ESPÉCIE = R$ 98.600,00

CSN - 14º TORNEIO HARAS VALE DAS ESTRELAS SOMENTE PARA CONVIDADOS TOTAL PREMIAÇÃO EM ESPÉCIE = R$ 98.600,00 CSN - 14º TORNEIO HARAS VALE DAS ESTRELAS SOMENTE PARA CONVIDADOS TOTAL PREMIAÇÃO EM ESPÉCIE = R$ 98.600,00 1. INFORMAÇÕES GERAIS: Tipo do Evento Concurso de Salto Nacional Data de 16 a 19 de Julho Local

Leia mais

II REUNIÃO CIENTÍFICA - APAMT Associação Médica do Paraná Curitiba/PR 28 de março de 2015

II REUNIÃO CIENTÍFICA - APAMT Associação Médica do Paraná Curitiba/PR 28 de março de 2015 II REUNIÃO CIENTÍFICA - APAMT Associação Médica do Paraná Curitiba/PR 28 de março de 2015 Rua França Rua Pinto, França 332 Pinto, Vila 332 Mariana Vila Mariana - São - Paulo São Paulo Brasil Brasil CEP

Leia mais

CALENDÁRIO E ORIENTAÇÕES COLAÇÃO DE GRAU ESPECIAL PUCPR CAMPUS CURITIBA E SÃO JOSÉ DOS PINHAIS

CALENDÁRIO E ORIENTAÇÕES COLAÇÃO DE GRAU ESPECIAL PUCPR CAMPUS CURITIBA E SÃO JOSÉ DOS PINHAIS CALENDÁRIO E ORIENTAÇÕES COLAÇÃO DE GRAU ESPECIAL PUCPR CAMPUS CURITIBA E SÃO JOSÉ DOS PINHAIS Data: conforme calendário abaixo Ensaio: 18h Solenidade: 20h30 Local: TUCA Número de convidados: enviado por

Leia mais

IV ETAPA DO CAMPEONATO ABHIR DE HIPISMO RURAL HÍPICA VIDOTTO TIETÊ/SP 05/05/2013

IV ETAPA DO CAMPEONATO ABHIR DE HIPISMO RURAL HÍPICA VIDOTTO TIETÊ/SP 05/05/2013 IV ETAPA DO CAMPEONATO ABHIR DE HIPISMO RURAL HÍPICA VIDOTTO TIETÊ/SP 05/05/2013 PROGRAMA O Capeonato ABHIR de Hipiso Rural 2013, será realizado e 9 Etapas co 2 descartes. 1. GENERALIDADES 1.1 ENTIDADE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ODONTOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO HORÁRIO DO SEGUNDO SEMESTRE LETIVO DE 2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ODONTOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO HORÁRIO DO SEGUNDO SEMESTRE LETIVO DE 2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ODONTOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO HORÁRIO DO SEGUNDO SEMESTRE LETIVO DE 2014 PRIMEIRO PERÍODO SEGUNDO SEMESTRE LETIVO DE 2014 7:00-8:00 Bioquímica Aplicada

Leia mais

Categoria de uso Classe de consumo Tarifas codigo Faixa Agua esgoto (m3/mês.econ) (R$ m3) (R$ m3) Residencial R1 00 a 15 0,40 x TRA 0,40 x TRE R2 16 a 30 1,00 x TRA 1,00 x TRE R3 31 a 60 1,50 x TRA 1,50

Leia mais

Comunicações (C) e Pôsteres (P) apr ovados para apresentação no 4º Encontr o de Pesquisas em Educação

Comunicações (C) e Pôsteres (P) apr ovados para apresentação no 4º Encontr o de Pesquisas em Educação MESTRADO EM EDUAÇÃO omunicações () e ôsteres () apr ovados para apresentação no 4º Encontr o de esquisas em Educação Eliana de Freitas Soares 001 Eulália Henriques Maimone 002 Glenda Maria Silva Melo Andréa

Leia mais

Edital n 37/2011 Concurso Público para Provimento de Cargos de Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico. Anexo I Cargos e Vagas

Edital n 37/2011 Concurso Público para Provimento de Cargos de Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico. Anexo I Cargos e Vagas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO Edital n 37/2011 Concurso Público para Provimento de Cargos de Professor

Leia mais