S u m á r i o. Capítulo 1 Conceitos Capítulo 2 Aplicação do ECA Princípio da Proteção Integral da Criança e do Adolescente...

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "S u m á r i o. Capítulo 1 Conceitos Capítulo 2 Aplicação do ECA Princípio da Proteção Integral da Criança e do Adolescente..."

Transcrição

1 S u m á r i o Capítulo 1 Conceitos Nascituro Criança Adolescente Menor Adulto ou Jovem (EC n o 65/2010) Adulto...8 Capítulo 2 Aplicação do ECA Capítulo 3 Princípio da Proteção Integral da Criança e do Adolescente Capítulo 4 Garantia de Prioridade Capítulo 5 Normas de Interpretação do ECA Capítulo 6 Direitos Fundamentais (Arts. 7 o a 69) Direito à Vida e à Saúde Direito à Sáude Psíquica e Prevenção ao Comércio de Adoção Lei n o / Direito à Liberdade, ao Respeito e à Dignidade da Criança e do Adolescente Direito à Convivência Familiar e Comunitária Família substituta nacional e estrangeira Espécies de família substituta e as regras especiais para crianças ou adolescentes indígenas ou provenientes de comunidade remanescente de quilombo...67

2 Guarda Características da guarda Guarda para fins previdenciários e a Lei n o / Guarda, Poder Público, família acolhedora e a Lei n o / Vedação da guarda para instituição Guarda compartilhada Guarda compartilhada e a Lei n o / Tutela Características da tutela Incapazes de exercer a tutela (CC/2002) Escusa da tutela (CC/2002) Ordem da tutela e o art do CPC Prestação de contas na tutela Destituição da tutela Cessação da tutela (CC/2002) Tutor judicial ou Programa de Colocação Familiar (CC/2002) Adoção Características da adoção: antes e depois do CC e, em seguida, com a Lei n o / Novidades da Lei n o /2009 sobre adoção Requisitos da adoção (ECA, com alterações da Lei n o /2009) Estágio de convivência na adoção nacional e internacional Adoção nacional Cadastro Nacional de Adoção e Conselho Nacional de Justiça Adoção internacional Requisitos para adoção internacional Impedimentos da adoção Lista de espera na adoção: solução ou problema? Comissão Estadual Judiciária de Adoção CEJA ou Comissão Estadual Judiciária de Adoção Internacional CEJAI (adoção internacional vs. adoção nacional) Efeitos da adoção Adoção por tios: impossibilidade Licença-paternidade e licença-maternidade do art. 392 da CLT (e sua revogação pela Lei n o /2009) A ampliação da licença-maternidade por mais 60 dias (4 meses constitucional e mais 2 meses por via legal)...185

3 Questões finais de adoção Adotado e possibilidade de conhecimento de sua origem biológica Atuação de organismos estrangeiros e nacionais na adoção internacional Direito à Educação, Cultura e Lazer (arts. 53 a 59) Direito à Profissionalização e à Proteção no Trabalho (arts. 60 a 69 do Eca) Prevenção (arts. 70 a 82) Conclusões Capítulo 7 Autorização para Viajar e a Polêmica regulamentação pelo Conselho Nacional de Justiça Viagem no Território Nacional Criança Adolescente Viagem Internacional A polêmica regulamentação do Conselho Nacional de Justiça sobre a viagem internacional Resolução n o 74/2009 (que unificou as Resoluções n os 51/08 e 55/08) Capítulo 8 Conselho Tutelar Conceito Orientações Práticas Para os Conselhos Tutelares As Funções do Conselho Tutelar Necessidade da Intervenção A Análise do Caso Ilícitos Penais Crimes de Abandono Moral e Intelectual (Código Penal) Ilícitos Administrativos Conclusão Mães que Procuram o Conselho Com a Intenção de Encaminhar os Filhos à Família Substituta, Sob Forma de Adoção A Autoridade do Conselho Tutelar: Poder de Requisição de Registros de Nascimento e de Serviços Públicos nas Áreas de Saúde, Educação, Serviço Social, Previdência, Trabalho e Segurança Registro dos Atendimentos, Reclamações, Decisões e Medidas...258

4 11. Fiscalização de Entidades de Atendimento Representação por Infrações Administrativas Atos Infracionais Cometidos por Infratores de 12 Anos Conclusão Telefone do Conselho Tutelar e a Lei n o / Capítulo 9 Medidas Específicas de Proteção (MEP arts. 98 a 102) e Medidas Socioeducativas (MSE) & Atos Infracionais e Desvios de Conduta Introdução. Princípios Referentes ao ECA Características Gerais das Medidas Específicas de Proteção Características especiais das medidas específicas de proteção de acolhimento familiar e institucional Ato Infracional e Desvio de Conduta Ato Infracional Desvio de Conduta Questões de Concurso Público Direitos Individuais da Criança e do Adolescente Flagrante de Ato Infracional Ausência de Flagrante Ministério Público e Ato Infracional Ato Infracional e Desnecessidade de Representação Ato Infracional e Detração. Suspensão do Tempo de Internação Provisória Capítulo 10 Remissão Conceito Espécies Hipóteses Remissão antes de ajuizada a representação, como forma de exclusão do procedimento Remissão depois de ajuizada a representação, como forma de suspensão ou extinção do procedimento Critérios Jurisprudência Supremo Tribunal Federal Superior Tribunal de Justiça...341

5 Capítulo 11 Rito Procedimento Especial Oferecida a Representação, a Autoridade Judiciária Designará Audiência de Apresentação do Adolescente, Decidindo, Desde Logo, Sobre a Decretação (Ordem Escrita) ou Manutenção (Flagrante) da Internação, Observando o Prazo Máximo de 45 Dias, Neste Caso, Para a Internação e Fim do Procedimento Especial O Adolescente e Seus Pais ou Responsável Serão Cientificados do Teor da Representação, e Notificados a Comparecer à Audiência, Acompanhados de Advogado Comparecendo o Adolescente, Seus Pais ou Responsável, a Autoridade Judiciária Procederá à Oitiva dos Mesmos, Podendo Solicitar Opinião de Profissional Qualificado Aplicação da Lei n o / Reperguntas pelas partes O princípio da inocência, a confissão e o princípio do livre convencimento motivado Natureza jurídica do interrogatório (e por simetria, natureza jurídica da oitiva do adolescente infrator) Fases da oitiva do adolescente infrator, por força de aplicação da Lei n o /03 (art. 152 do ECA) O interrogatório e a defesa técnica Regras especiais Questões finais No Prazo de Três Dias Contado da Audiência de Apresentação, o Advogado Constituído ou o Defensor Nomeado Oferecerá Defesa Prévia e Rol de Testemunhas Após, o Juiz Designará Audiência em Continuação Síntese Capítulo 12 Medidas Socioeducativas e Medidas Pertinentes aos Pais ou Responsáveis Espécies de Medidas Socioeducativas Advertência Obrigação de reparar o dano Prestação de serviços à comunidade Liberdade assistida Regime de semiliberdade Internação em estabelecimento educacional Direitos do adolescente internado...377

6 Princípios Hipóteses de internação Prazo máximo Medidas Específicas de Proteção Medida de Segurança Critérios do Eca para Aplicação de Mse Síntese Mse e Execução. Agravo como Rse. Cartas Precatórias Mse e Execução Projeto em Andamento Construção de Centro de Reeducação de Adolescentes em Conflito com a Lei, Medidas Pertinentes Aos Pais ou Responsáveis Capítulo 13 Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente (Nacional, Estaduais e Municipais) Atribuições do Conselho de Direitos Competências do Cmdca Questões de Concurso Público (Conselho da Criança e do Adolescente e Fundo Nacional de Direitos da Criança e do Adolescente) Capítulo 14 Proteção Judicial aos Interesses Individuais, Difusos e Coletivos Inquérito Civil e Ação Civil Pública no Contexto Global Do inquérito civil Da ação civil pública Da ação civil pública e polêmicas Ação civil pública vs. ADIn Discricionariedade da Administração MP na defesa de patrimônio público Foro por prerrogativa de função Efeito da coisa julgada na ação civil pública Ministério Público e aumento de mensalidades escolares Ministério Público e proteção de apenas um menor na saúde Ministério Público e ação civil pública. Julgados do STJ...442

7 2. Proteção Judicial dos Interesses Individuais e Metaindividuais no Estatuto da Criança e do Adolescente Objeto (rol exemplificativo) Competência Legitimação para ações do ECA (legitimidade concorrente) TAC (termo de ajustamento de conduta) Inquérito civil Processualística (rito) Ações individuais Ações com interesses metaindividuais Sentença e coisa julgada Recursos Execução e traslado de peças Interesses Transindividuais no Estatuto do Idoso: Regras Próprias e Regras Idênticas às do Eca Capítulo 15 Ministério Público Capítulo 16 A defesa no ECA (inclusive com o advento da Lei n o /03) Capítulo 17 Procedimentos Capítulo 18 Recursos Recursos do Cpc Recursos cíveis. Aspectos gerais Recursos cíveis. Aspectos específicos e pontuais Recursos do Eca (Adequações ao Cpc) Recursos cíveis. Aspectos específicos e pontuais dentro do ECA Recursos cíveis do ECA e a Lei n o / Reforma do Judiciário e Alterações no Recurso Extraordinário Efeito vinculante Mais um requisito especial de admissibilidade do recurso extraordinário o mecanismo de repercussão geral...570

8 Capítulo 19 Crimes e Redução da Maioridade Dos Crimes em Espécie Redução da Maioridade Penal Projetos em andamento Proposta de PEC no Pacote de Segurança Pública Maturidade emocional Menores recuperáveis Contramão da história Crimes mais leves Conclusão Capítulo 20 Das Infrações Administrativas Capítulo 21 O Programa Família Acolhedora e sua Real Aplicação para não servir de Instrumento de Burla à Lista de Espera da Adoção Capítulo 22 O ECA e a Lei n o / A Lei n o /2009: Origem e Objetivos A Lei n o /2009: Entrada em Vigor Antinomia: Lei n o /2009 e Derrogação do Cc/ A Lei n o /2009: Objetivo Central (Convivência Familiar) A Atualização da Expressão Poder Familiar e a Supressão da Expressão Pátrio-Poder Investigação de Paternidade e Adoção Conceito de Família Ampla pela Jurisprudência/Doutrina e a Diferença do Conceito de Família Ampla (ou Extensa) para o Eca Entidades que Desenvolvem Programas de Acolhimento Familiar ou Institucional e a Lei n o / Considerações Finais...690

9 Capítulo 23 Da alienação parental Lei n o , de 26 de agosto de 2010 (dou de 27/08/2010) I. Introdução e veto na mudança do art. 236 do ECA II. Alienação parental e inteligência emocional (QE) III. A Lei da Alienação Parental brasileira Conceito doutrinário e da legislação brasileira Características da SAP O genitor-alienante A criança alienada Consequências da SAP. Crianças vítimas de SAP são mais propensas a As consequências jurídicas da alienação parental no Brasil O veto na mediação na alienação parental Capítulo 24 Antinomia ou conflitos de leis no tempo: ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) vs. Código Civil e Código Civil vs. Lei n o / ECA e o Código Civil Antinomia: eca e o Código Civil Regra geral Antinomia aparente de 2 o grau específica (art do CC). A não aplicação do CC por expressa previsão legal Antinomia Conflito de leis no tempo. Síntese da antinomia aparente de 2 o grau específica Regra Exceção Exceção BIBLIOGRAFIA

MEDIDAS PROTETIVAS E MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS

MEDIDAS PROTETIVAS E MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS MEDIDAS PROTETIVAS E MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS Ato Infracional: é tudo o que para um adulto seria crime ou contravenção penal. Se praticado por criança, serão aplicadas as medidas protetivas. Se for cometido

Leia mais

INCIDÊNCIA DE QUESTÕES - Ministério Público Estadual. Penal. Tema %

INCIDÊNCIA DE QUESTÕES - Ministério Público Estadual. Penal. Tema % INCIDÊNCIA DE QUESTÕES - Ministério Público Estadual Penal Crimes contra o patrimonio 10,29 Causas de extinção da punibilidade 5,88 Tipicidade 5,88 Estatuto do desarmamento 4,41 Maria da Penha 4,41 Concurso

Leia mais

PROCESSO DE ESCOLHA DOS NOVOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR PALMEIRA/SC

PROCESSO DE ESCOLHA DOS NOVOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR PALMEIRA/SC PROCESSO DE ESCOLHA DOS NOVOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR PALMEIRA/SC 26/07/2015 Nome do Candidato: CADERNO DE PROVA INSTRUÇÕES GERAIS: Caro (a) Candidato (a): Leia com o máximo de atenção e siga as seguintes

Leia mais

Art. 99. As medidas previstas neste Capítulo poderão ser aplicadas isolada ou cumulativamente, bem como substituídas a qualquer tempo.

Art. 99. As medidas previstas neste Capítulo poderão ser aplicadas isolada ou cumulativamente, bem como substituídas a qualquer tempo. Conforme o Estatuto da Criança e do Adolesecente Art. 98. As medidas de proteção à criança e ao adolescente são aplicáveis sempre que os direitos reconhecidos nesta Lei forem ameaçados ou violados: I -

Leia mais

1º JOGOS ACADÊMICOS DE DIREITO DA FACULDADES MULTIVIX. Conteúdo Das Perguntas Direcionadas As Turmas De 5º Período.

1º JOGOS ACADÊMICOS DE DIREITO DA FACULDADES MULTIVIX. Conteúdo Das Perguntas Direcionadas As Turmas De 5º Período. 1º JOGOS ACADÊMICOS DE DIREITO DA FACULDADES MULTIVIX. O Centro Acadêmico de Direito Alexandre Martins de Castro Filho CADAM, no uso de suas atribuições, no Estatuto do CADAM, vem por deste anexo disponibilizar

Leia mais

PC-SE. Polícia Civil do Estado do Sergipe. Agente de Polícia Judiciária Substituto - Escrivão Substituto ÍNDICE VOLUME 1

PC-SE. Polícia Civil do Estado do Sergipe. Agente de Polícia Judiciária Substituto - Escrivão Substituto ÍNDICE VOLUME 1 Polícia Civil do Estado do Sergipe PC-SE Agente de Polícia Judiciária Substituto - Escrivão Substituto ÍNDICE VOLUME 1 CONHECIMENTOS GERAIS LINGUA PORTUGUESA 1 Compreensão de textos. 2 Denotação e conotação...

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PLANO DE ENSINO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PLANO DE ENSINO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PLANO DE ENSINO Disciplina: DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Curso: DIREITO Turma B01-1 Código CR PER Co-Requisito Pré-Requisito

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS, PARA INGRESSO NA CARREIRA DA MAGISTRATURA DO ESTADO DE MINAS GERAIS EDITAL Nº 03/2013

CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS, PARA INGRESSO NA CARREIRA DA MAGISTRATURA DO ESTADO DE MINAS GERAIS EDITAL Nº 03/2013 PONTO 1 Direito Penal Conceito de Direito Penal. História do Direito Penal. História do Direito Penal Brasileiro, Doutrinas e Escolas Penais. Sistemas Penitenciários. Direito Processual Penal Princípios

Leia mais

MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS

MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS FASES PROCESSUAIS FASE POLICIAL OU INVESTIGATÓRIA Apreensão do adolescente pela prática de ato infracional Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) AUTO DE APREENSÃO Flagrante

Leia mais

ARTIGO: CURATELA ASPECTOS TEÓRICOS E PRÁTICOS

ARTIGO: CURATELA ASPECTOS TEÓRICOS E PRÁTICOS ARTIGO: CURATELA ASPECTOS TEÓRICOS E PRÁTICOS Carlos Roberto Pegoretti Júnior 1 RESUMO: Curatela. Instituto do Direito Civil que visa proteger a pessoa que não pode reger sua vida civil. Curador é o representante

Leia mais

Atenção! Se a criança é adotada por família substituta, que, após alguns aos, a abandona, os avós biológicos podem pleitear a adoção?

Atenção! Se a criança é adotada por família substituta, que, após alguns aos, a abandona, os avós biológicos podem pleitear a adoção? Turma e Ano: Ministério Público/RJ Intensivo / 2013 Matéria / Aula: ECA / Aula 1 Professor: Tadeu Valverde Monitor: Aline Ferreira 1) Adoção a) Conceito: Adoção é a forma mais completa de colocação em

Leia mais

Administrativo. Atualidades. Política 53,85 Segurança Pública 30,77 Relações Internacionais 7,69 Educação 7,69. Direito Civil

Administrativo. Atualidades. Política 53,85 Segurança Pública 30,77 Relações Internacionais 7,69 Educação 7,69. Direito Civil INCIDÊNCIA DE QUESTÕES - Delegado Federal Administrativo Organização-Administração Pública 15,79 Ato Administrativo 15,79 Improbidade Administrativa 15,79 Princípios 10,53 Licitação 10,53 Serviço Público

Leia mais

ENUNCIADOS. Suspensão Condicional do Processo. Lei Maria da Penha e Contravenções Penais

ENUNCIADOS. Suspensão Condicional do Processo. Lei Maria da Penha e Contravenções Penais ENUNCIADOS Suspensão Condicional do Processo Enunciado nº 01 (001/2011): Nos casos de crimes de violência doméstica e familiar contra a mulher não se aplica a suspensão condicional do processo. (Aprovado

Leia mais

1. PRINCÍPIOS DOS JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAIS art. 62 da Lei 9.009/95 2. OBJETIVOS DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL

1. PRINCÍPIOS DOS JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAIS art. 62 da Lei 9.009/95 2. OBJETIVOS DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL 1 PROCESSO PENAL PROCESSO PENAL PONTO 1: Princípios dos Juizados Especiais Criminais PONTO 2: Objetivos PONTO 3: Competência PONTO 4: Fase Policial PONTO 5: Fase Judicial PONTO 6: Recursos PONTO 7: Atos

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 11

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 11 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 11 Capítulo I PROVAS... 13 1. Introdução... 13 2. Das provas aspectos gerais (arts. 155 a 157 do CPP)... 13 3. Ônus da prova, provas antecipadas e provas de ofício... 14 4. Prova

Leia mais

DESTAQUE DOS PONTOS MAIS RELEVANTES DA REFORMA DO JUDICIÁRIO PEC Nº 358, DE 2005

DESTAQUE DOS PONTOS MAIS RELEVANTES DA REFORMA DO JUDICIÁRIO PEC Nº 358, DE 2005 DESTAQUE DOS PONTOS MAIS RELEVANTES DA REFORMA DO JUDICIÁRIO PEC Nº 358, DE 2005 REGINA MARIA GROBA BANDEIRA Consultora Legislativa da Área I Direito Constitucional, Eleitoral, Municipal, Direito Administrativo,

Leia mais

Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990

Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA: Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a

Leia mais

Capítulo I INQUÉRITO POLICIAL E AÇÃO PENAL Seção I REQUERIMENTO DE INSTAURAÇÃO DE INQUÉRITO POLICIAL (OU NOTITIA CRIMINIS )

Capítulo I INQUÉRITO POLICIAL E AÇÃO PENAL Seção I REQUERIMENTO DE INSTAURAÇÃO DE INQUÉRITO POLICIAL (OU NOTITIA CRIMINIS ) Manual de Prática Penal Sumário Manual de Prática Penal Capítulo I INQUÉRITO POLICIAL E AÇÃO PENAL Seção I REQUERIMENTO DE INSTAURAÇÃO DE INQUÉRITO POLICIAL (OU NOTITIA CRIMINIS ) Fundamento Legal... 33

Leia mais

Professor Márcio Widal Direito Penal PRESCRIÇÃO

Professor Márcio Widal Direito Penal PRESCRIÇÃO PRESCRIÇÃO Professor Márcio Widal 1. Introdução. A perseguição do crime pelo Estado não pode ser ilimitada no tempo, por força, inclusive, da garantia da presunção de inocência. Além disso, o Estado deve

Leia mais

ADOÇÃO: o processo adotivo no Brasil

ADOÇÃO: o processo adotivo no Brasil 1 ADOÇÃO: o processo adotivo no Brasil Ana Flávia Oliva Machado Carvalho 1 RESUMO Este estudo objetivou destrinchar todo o procedimento da adoção. Inicialmente buscamos discorrer sob sua evolução histórica.

Leia mais

TRABALHO INFANTIL. Fabiana Barcellos Gomes

TRABALHO INFANTIL. Fabiana Barcellos Gomes TRABALHO INFANTIL Fabiana Barcellos Gomes Advogada, Pós graduada em Direito e Processo Penal com ênfase em Segurança Pública, Direito do Trabalho e Pós graduanda em Direito de Família e Sucessões O que

Leia mais

PROCESSO DE ESCOLHA UNIFICADO DOS CONSELHEIROS TUTELARES DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE ÁGUA DOCE - SC

PROCESSO DE ESCOLHA UNIFICADO DOS CONSELHEIROS TUTELARES DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE ÁGUA DOCE - SC PROCESSO DE ESCOLHA UNIFICADO DOS CONSELHEIROS TUTELARES DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE ÁGUA DOCE - SC EDITAL N. 002/2015 - CMDCA CADERNO DE PROVAS ASSINATURA DO CANDIDATO

Leia mais

ANEXO XV - CRIMINAL - INQUÉRITO POLICIAL e TERMOS Crimes contra a vida

ANEXO XV - CRIMINAL - INQUÉRITO POLICIAL e TERMOS Crimes contra a vida Informações para o Conselho Nacional do Ministério Público Março/2012 ANEXO XV - CRIMINAL - INQUÉRITO POLICIAL e TERMOS Crimes contra a vida Saldo anterior 46 Recebidos 23 Devolvidos 23 Em andamento 46

Leia mais

2. O que é ser cidadão? Ser cidadão é possuir as qualidades realçadas na questão anterior.

2. O que é ser cidadão? Ser cidadão é possuir as qualidades realçadas na questão anterior. ADID DA CIDADANIA 1. O que é cidadania? A cidadania constitui um dos princípios fundamentais do estado Democrático. Significa o estado de quem ostenta direitos e obrigações, resguardando a sua dignidade,

Leia mais

AULA 05 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 05

AULA 05 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 05 AULA 05 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 05 DO DIREITO À EDUCAÇÃO, À CULTURA, AO ESPORTE E AO LAZER

Leia mais

Dos crimes contra administração pública Direito penal

Dos crimes contra administração pública Direito penal Polícia Federal Concurso de 2009 (Cespe/UnB) Direito penal Julgue os seguintes itens, relativos a crimes contra a pessoa e contra o patrimônio. 1 Diferenciam-se os crimes de extorsão e estelionato, entre

Leia mais

DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 1 DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 2

DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 1 DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 2 DFMS1401 CRITÉRIOS E GRADE DE CORREÇÃO QUESTÃO 1 O candidato deverá discorrer sobre os conceitos dos elementos do tipo penal (objetivos, normativos e subjetivos), dando os exemplos constantes no Código

Leia mais

ALIMENTOS GRAVÍDICOS?

ALIMENTOS GRAVÍDICOS? ALIMENTOS GRAVÍDICOS? Elaborado em 07.2008. Maria Berenice Dias desembargadora do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, vicepresidente nacional do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM).

Leia mais

Mas não lhe davam instrumentos para se. daí o inquérito civil

Mas não lhe davam instrumentos para se. daí o inquérito civil INQUÉRITO CIVIL PEÇAS DE INFORMAÇÃO Origens, conceito Valor, objeto Competência, fases Nulidades, controle de legalidade Hugo Nigro Mazzilli www.mazzilli.com.br 1 Inquérito civil a revolução no MP As diversas

Leia mais

INTERDIÇÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL TUTELA E CURATELA

INTERDIÇÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL TUTELA E CURATELA INTERDIÇÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL TUTELA E CURATELA TUTELA O que é tutela? É um encargo atribuído pelo Juiz a uma pessoa que seja capaz de proteger, zelar, guardar, orientar, responsabilizar-se

Leia mais

ENCAMINHAMENTO DOS REDE DE PROTEÇÃO DA IJ

ENCAMINHAMENTO DOS REDE DE PROTEÇÃO DA IJ DIRETRIZES PARA O ENCAMINHAMENTO DOS CASOS DENTRO DA REDE DE PROTEÇÃO DA IJ MOSSORÓ, RN 18 DE SETEMBRO DE 2012 Diretrizes Reunião de caráter técnico, profissional. As críticas, portanto, são para o crescimento.

Leia mais

ARTHUR TRIGUEIROS e WANDER GARCIA. Edição 2013. Coordenadores CONCURSOS POLICIAIS. 2 a Edição 2013 2.000 QUESTÕES COMENTADAS

ARTHUR TRIGUEIROS e WANDER GARCIA. Edição 2013. Coordenadores CONCURSOS POLICIAIS. 2 a Edição 2013 2.000 QUESTÕES COMENTADAS Edição 2013 ARTHUR TRIGUEIROS e WANDER GARCIA Coordenadores CONCURSOS POLICIAIS 2 a Edição 2013 2.000 QUESTÕES COMENTADAS SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Direito Constitucional 13 1. PODER CONSTITUINTE... 13 2. TEORIA

Leia mais

Editorial. Artigo. Os direitos da criança com deficiência. Karina Balduino Leite Advogada Cível de LBS Sociedade de Advogados

Editorial. Artigo. Os direitos da criança com deficiência. Karina Balduino Leite Advogada Cível de LBS Sociedade de Advogados Editorial Em Outubro, mês das crianças, o Informativo Linha Cível de LBS Advogados tem enfoque especial na data. Apresentamos artigo sobre os direitos da criança com deficiência. Ainda, nesta edição, trazemos

Leia mais

[FÊNIX ASSOCIAÇÃO PRÓ SAÚDE MENTAL]

[FÊNIX ASSOCIAÇÃO PRÓ SAÚDE MENTAL] A IMPORTÂNCIA DO MINISTÉRIO PÚBLICO NA SAÚDE O Ministério Público tem a sua razão de ser na necessidade de ativar o Poder Judiciário, em pontos em que esta remanesceria inerte porque o interesse agredido

Leia mais

ATENDIMENTO AOS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA NAS DIVERSAS MODALIDADES DE EDUCAÇÃO E NÍVEIS DE ENSINO

ATENDIMENTO AOS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA NAS DIVERSAS MODALIDADES DE EDUCAÇÃO E NÍVEIS DE ENSINO A Constituição da República elegeu como fundamentos a cidadania e a dignidade da pessoa humana (art. 1º, II e III), e como um dos seus objetivos a promoção do bem de todos, sem preconceitos de origem,

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A competência nos pedidos de adoção, guarda e tutela Rogério Medeiros Garcia de Lima* 1. INTRODUÇÃO A vigência do novel Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei federal 8.069, de

Leia mais

RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO CAS Nº 34/2010 DISPÕE SOBRE ALTERAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS FEMA.

RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO CAS Nº 34/2010 DISPÕE SOBRE ALTERAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS FEMA. RESOLUÇÃO CAS Nº 34/2010 DISPÕE SOBRE ALTERAÇÕES DO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS FEMA. O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR, face ao disposto no Artigo

Leia mais

Prática de Direito de Família. Paternidade. Oswaldo Peregrina Rodrigues Promotor de Justiça em São Paulo Professor Universitário (PUC/SP)

Prática de Direito de Família. Paternidade. Oswaldo Peregrina Rodrigues Promotor de Justiça em São Paulo Professor Universitário (PUC/SP) Paternidade Oswaldo Peregrina Rodrigues Promotor de Justiça em São Paulo Professor Universitário (PUC/SP) 10.4.2015 Poder Familiar -> Sujeitos: Pais (Pai e Mãe) E Filhos Menores! -> Objetivo: Exercício

Leia mais

Caderno de Prova Serviço Social

Caderno de Prova Serviço Social Caderno de Prova Serviço Social 1- Nas décadas de 60/70 iniciaram-se a ampliação da rede de serviços sociais como também a demanda do trabalho do Assistente Social. Nesse contexto, a intervenção do Serviço

Leia mais

Lei Maria da Penha: uma evolução histórica

Lei Maria da Penha: uma evolução histórica Lei Maria da Penha: uma evolução histórica Karina Balduino Leite e Rivadavio Anadão de Oliveira Guassú Maria da Penha foi uma entre as incontáveis vítimas de violência doméstica espalhadas pelo planeta.

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL N.º. DE JUSTIÇA DÉCIMA CÂMARA CÍVEL. Apelante: 1. Apelados: OS MESMOS. Desembargador BERNARDO MOREIRA GARCEZ NETO (18.

APELAÇÃO CÍVEL N.º. DE JUSTIÇA DÉCIMA CÂMARA CÍVEL. Apelante: 1. Apelados: OS MESMOS. Desembargador BERNARDO MOREIRA GARCEZ NETO (18. DE JUSTIÇA DÉCIMA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL N.º. Apelante: 1. 2.. Apelados: OS MESMOS. Desembargador BERNARDO MOREIRA GARCEZ NETO (18.646) CLASSIFICAÇÃO REGIMENTAL : 5 Responsabilidade civil. Criança

Leia mais

O SISTEMA DE GARANTIAS DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E O DESAFIO DO TRABALHO EM REDE :

O SISTEMA DE GARANTIAS DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E O DESAFIO DO TRABALHO EM REDE : O SISTEMA DE GARANTIAS DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E O DESAFIO DO TRABALHO EM REDE : Murillo José Digiácomo 1 A sistemática estabelecida pela Lei nº 8.069/90 - o Estatuto da Criança e do Adolescente

Leia mais

RONY VAINZOF rony@opiceblum.com.br

RONY VAINZOF rony@opiceblum.com.br RONY VAINZOF rony@opiceblum.com.br 1 A INTERNET NÃO É UM MUNDO SEM LEIS!!! 11/7/2014 2 INVASÃO FÍSICA OU ELETRÔNICA? X X 11/7/2014 3 Lei 12.737/12 CRIME DE INVASÃO Violação de domicílio Pena - detenção,

Leia mais

Lei Federal n. 12.594/12. SINASE (Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo)

Lei Federal n. 12.594/12. SINASE (Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo) Lei Federal n. 12.594/12 SINASE (Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo) PRINCIPAIS ASPECTOS DA NOVA LEI PLANO MACROPOLÍTICO COMPETÊNCIAS UNIÃO(artigo 3º) a) Política Nacional e Plano Nacional

Leia mais

TEORIA GERAL DO DIREITO. Professor: Hugo Rios Bretas

TEORIA GERAL DO DIREITO. Professor: Hugo Rios Bretas TEORIA GERAL DO DIREITO Professor: Hugo Rios Bretas Vigência e Duração Norma de origem e derivada Publicidade, lapso temporal de vigência: Regra Proibição Direta Princípio basilar- força Continuidade normativa:

Leia mais

Ministério Público Federal

Ministério Público Federal E D I T A L N º 0 1 / 2 0 1 1 D E 2 8 D E F E V E R E I R O D E 2 0 1 1 CONCURSO PARA INGRESSO EM ESTÁGIO NA ÁREA DE DIREITO A Coordenação de Estágio da Procuradoria da República em São José do Rio Preto/SP

Leia mais

EXCLUSÃO DE REGISTROS DE ANTECEDENTES CRIMINAIS. JUSTIÇA COMUM e JUSTIÇA MILITAR. Por Cid Sabelli 1

EXCLUSÃO DE REGISTROS DE ANTECEDENTES CRIMINAIS. JUSTIÇA COMUM e JUSTIÇA MILITAR. Por Cid Sabelli 1 EXCLUSÃO DE REGISTROS DE ANTECEDENTES CRIMINAIS. JUSTIÇA COMUM e JUSTIÇA MILITAR Por Cid Sabelli 1 INTRODUÇÃO Fato tormentoso na vida do cidadão diz respeito às informações lançadas em sua folha de antecedentes

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES OBJETIVAS

CADERNO DE QUESTÕES OBJETIVAS CADERNO DE QUESTÕES OBJETIVAS 1. Criança e adolescente são definidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente não mais pela situação em que se encontram, mas por serem titulares de direitos. Este entendimento

Leia mais

ANEXO V CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

ANEXO V CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO V CONTEÚDO PROGRAMÁTICO I- NÍVEL SUPERIOR: ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO GERAL: 1 Abordagens da Administração. 2 Processo Administrativo. 3 Planejamento. 3.1Conceitos. 3.2Tipos e níveis de planejamento.

Leia mais

Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento,

Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento, Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Gerência de Planejamento, Projetos e Capacitação O SERVIÇO DE PROTEÇÃO SOCIAL A ADOLESCENTES

Leia mais

DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA

DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA FÁTIMA NANCY ANDRIGHI Ministra do Superior Tribunal de Justiça O estudo do instituto da DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA, exige a compreensão do que a

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE DIREITO CURRÍCULO Nº 6 DISCIPLINAS ELETIVAS, SEMINÁRIOS E SELETIVAS. DISCIPLINAS ELETIVAS Código Disciplina C/H Créditos

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE DIREITO CURRÍCULO Nº 6 DISCIPLINAS ELETIVAS, SEMINÁRIOS E SELETIVAS. DISCIPLINAS ELETIVAS Código Disciplina C/H Créditos MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE DIREITO CURRÍCULO Nº 6 DISCIPLINAS ELETIVAS, SEMINÁRIOS E SELETIVAS DISCIPLINAS ELETIVAS Código Disciplina C/H Créditos 1700 MEDICINA LEGAL Introdução, conceito e alcance

Leia mais

SEMINÁRIO JURÍDICO O NOVO CPC EM DEBATE IMPACTOS EMPRESARIAIS. Hotel Mercure. Belo Horizonte / MG. 06 a 07 de novembro de 2015.

SEMINÁRIO JURÍDICO O NOVO CPC EM DEBATE IMPACTOS EMPRESARIAIS. Hotel Mercure. Belo Horizonte / MG. 06 a 07 de novembro de 2015. SEMINÁRIO JURÍDICO O NOVO CPC EM DEBATE IMPACTOS EMPRESARIAIS Hotel Mercure Belo Horizonte / MG 06 a 07 de novembro de 2015 Realização: O único evento do mercado mineiro focado nos impactos das alterações

Leia mais

MARCO CIVIL DA INTERNET

MARCO CIVIL DA INTERNET MARCO CIVIL DA INTERNET (Lei nº 12.965/2014) Aspectos Probatórios da Requisição Judicial de Registros e Processo Coletivo REQUISIÇÃO JUDICIAL DE REGISTROS (ASPECTOS PROBATÓRIOS) (arts.22 e 23, Lei 12.965/2014)

Leia mais

Assim, o bem jurídico tutelado é o meio ambiente natural, cultural, artificial e do trabalho, englobáveis na expressão BEM AMBIENTAL.

Assim, o bem jurídico tutelado é o meio ambiente natural, cultural, artificial e do trabalho, englobáveis na expressão BEM AMBIENTAL. ASPECTOS DA TUTELA PENAL DO AMBIENTE 1. Introdução Como conseqüência da consciência ambiental, o legislador brasileiro não só previu a proteção administrativa do meio ambiente e a denominada tutela civil

Leia mais

FACULDADE ASSIS GURGACZ SAGRES ACADÊMICO GRADE CURRICULAR. Emissão: 28/05/2012 14:09 Página: 1 de 6. Colegiado: COLEGIADO DE DIREITO Curso:

FACULDADE ASSIS GURGACZ SAGRES ACADÊMICO GRADE CURRICULAR. Emissão: 28/05/2012 14:09 Página: 1 de 6. Colegiado: COLEGIADO DE DIREITO Curso: 1 de 6 Nível:BACHARELADO Início: 20021 01 DIT101 - Introdução ao Direito - Ativa desde: Atividade Pedagógica DIT102 - Filosofia - Ativa desde: DIT103 - Metodologia Científica - Ativa desde: DIT104 - Ciência

Leia mais

Das medidas protetivas que obrigam o agressor artigos 22

Das medidas protetivas que obrigam o agressor artigos 22 Das medidas protetivas que obrigam o agressor artigos 22 Comentários: Juliana Garcia Belloque Art. 22. Constatada a prática de violência doméstica e familiar contra a mulher, nos termos desta Lei, o juiz

Leia mais

Coordenadoria da Infância e da Juventude

Coordenadoria da Infância e da Juventude Coordenadoria da Infância e da Juventude (Parecer CIJ Nº 03/11) EXCELENTÍSSIMO DESEMBARGADOR COORDENADOR DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE ADOLESCENTE EM CONFLITO COM A LEI PRIVADO DE LIBERDADE NECESSIDADE DE

Leia mais

DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE

DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE DIREÇÃO DO FORO DA COMARCA DE BELO HORIZONTE PORTARIA N 1/2013 Disciplina a fiscalização, a apuração de responsabilidade administrativa e aplicação de sanções administrativas por qualquer forma de fornecimento

Leia mais

ULISSES VIEIRA MOREIRA PEIXOTO

ULISSES VIEIRA MOREIRA PEIXOTO ULISSES VIEIRA MOREIRA PEIXOTO 2015 EDITORA S UMÁRIO CAPÍTULO 1 FAMÍLIA DIREITO DE FAMÍLIA DIREITO PESSOAL... 33 1. Casamento... 33 2. Capacidade para o casamento... 35 3. Impedimentos... 37 4. Causas

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARÁ CONSULTA DE PROCESSOS DO 1º GRAU - INTERNET

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARÁ CONSULTA DE PROCESSOS DO 1º GRAU - INTERNET DADOS DO PROCESSO PODER JUDICIÁRIO Nº Processo: 0000216-57.2013.814.0060 Data da Distribuição: Comarca: TOME AÇU Instância: Vara: 1º GRAU VARA UNICA DE TOME ACU Gabinete: GABINETE DA VARA UNICA DE TOME

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA INFÂNCIA E JUVENTUDE, FAMÍLIA e SUCESSÕES.

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA INFÂNCIA E JUVENTUDE, FAMÍLIA e SUCESSÕES. 1 MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA INFÂNCIA E JUVENTUDE, FAMÍLIA e SUCESSÕES. Autores: José Dantas de Paiva Breno Valério Fausto de Medeiros Elane Palmeira de Souza Colaborador: João Francisco de Souza Severino

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL

MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL COLEÇÃO PREPARANDO PARA CONCURSOS QUESTÕES DISCURSIVAS COMENTADAS MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL PROMOTOR DE JUSTIÇA ESTADUAL 140 questões discursivas comentadas. Extraídas exclusivamente de concursos para

Leia mais

MATERIAL DE APOIO. *segundo o STF o MP tem poder de investigação, ou seja, pode o MP investigar além da polícia.

MATERIAL DE APOIO. *segundo o STF o MP tem poder de investigação, ou seja, pode o MP investigar além da polícia. Escrivao P.F Nível Superior DISCIPLINA:D.Proc.Penal Professor: Guilherme Madeira Aula 01 MATERIAL DE APOIO Processo Penal Professor Madeira Dicas: -Apenas caderno e lei na reta final! -Fazer uma prova

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA I. Curso: DIREITO II. Disciplina: DIREITO CIVIL IV (FAMÍLIA) (D-29) Área: Ciências Sociais Período: Sexto Turno: Matutino /Noturno Carga Horária: 72 hs III. Pré-Requisito: DIREITO

Leia mais

1. CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

1. CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1 DIREITO PENAL PONTO 1: Crimes Contra a Administração Pública 1. CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Crimes contra a Administração Pública impedem a progressão de regime sem a reparação do dano. A reparação

Leia mais

O DIREITO À CONVIVÊNCIA FAMILIAR

O DIREITO À CONVIVÊNCIA FAMILIAR Mantendo um abrigo legal O DIREITO À CONVIVÊNCIA FAMILIAR Segundo o art. 19, da Lei n. 8069/90, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA): Toda criança ou adolescente tem direito a ser criado e educado

Leia mais

C- ÁREA PROFISSIONAL DIREITO NA ÁREA DA SAÚDE PÚBLICA

C- ÁREA PROFISSIONAL DIREITO NA ÁREA DA SAÚDE PÚBLICA C- ÁREA PROFISSIONAL DIREITO NA ÁREA DA SAÚDE PÚBLICA DIREITO NA ÁREA DA SAÚDE PÚBLICA Titulação conferida: Aprimoramento Supervisora: Dra. Solange Gonçalves Roja Potecasu Características: (duração 12

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM DIREITO TRIBUTÁRIO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM DIREITO TRIBUTÁRIO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA EM DIREITO TRIBUTÁRIO Coordenação Acadêmica: Escola de Direito da FGV DIREITO RIO Programa de MBA em Direito Tributário Escola de Direito FGV DIREITO

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL X EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL X EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em ação de indenização, em que determinada empresa fora condenada a pagar danos materiais e morais a Tício Romano, o Juiz, na fase de cumprimento de sentença, autorizou

Leia mais

Potencialidades da Mediação na solução de conflitos Ambientais

Potencialidades da Mediação na solução de conflitos Ambientais Potencialidades da Mediação na solução de conflitos Ambientais Belo Horizonte, 8 e 9 de julho de 2015 O Marco legal da mediação no Brasil Exposição 3 - Análise dos elementos estruturais da Lei 13.140/2015

Leia mais

TABELA DE CORRELAÇÃO DOS CONHECIMENTOS/HABILIDADES COM OS CURSOS DA ESAJ INFORMÁTICA

TABELA DE CORRELAÇÃO DOS CONHECIMENTOS/HABILIDADES COM OS CURSOS DA ESAJ INFORMÁTICA TABELA DE CORRELAÇÃO DOS CONHECIMENTOS/HABILIDADES COM OS CURSOS DA ESAJ INFORMÁTICA Nº Conhecimento / Habilidade Curso ESAJ 1 2 3 Sistema Operacional (Windows) Processador de Texto (Word, Broffice Writer)

Leia mais

MANUAL DO VOLUNTÁRIO. Ajudar uma criança é tornar o mundo melhor.

MANUAL DO VOLUNTÁRIO. Ajudar uma criança é tornar o mundo melhor. MANUAL DO VOLUNTÁRIO Ajudar uma criança é tornar o mundo melhor. Apresentação No decorrer do ano de 2010, muitas mudanças estruturais ocorreram na Casa do Bom Menino. Podemos colher alguns frutos positivos

Leia mais

LEGISLAÇÃO CITADA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988

LEGISLAÇÃO CITADA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 LEGISLAÇÃO CITADA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 TÍTULO VIII Da Ordem Social CAPÍTULO VII DA FAMÍLIA, DA CRIANÇA, DO ADOLESCENTE E DO IDOSO Art. 227. É dever da família, da sociedade

Leia mais

ANTONIO FERNANDO BARROS E SILVA DE SOUZA Presidente do Conselho Nacional do Ministério Público

ANTONIO FERNANDO BARROS E SILVA DE SOUZA Presidente do Conselho Nacional do Ministério Público CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº 33, de 15º DE DEZEMBRO DE 2008. Altera a Resolução n 25, de 03 de dezembro de 2007 O CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, no exercício das atribuições

Leia mais

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de RECURSO ORDINÁRIO, provenientes da CURITIBA - PR, em que é Recorrente V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de 13ª VARA DO TRABALHO DE SINEEPRES SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EMPRESAS DE PRESTAÇÃO

Leia mais

DISCIPLINA: DIREITO PENAL

DISCIPLINA: DIREITO PENAL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO DISCIPLINA: DIREITO PENAL QUESTÃO Nº 109 Protocolo: 11913003657-0 Não existe qualquer erro material na questão. Nada a ser alterado. O recorrente

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 184.727 - DF (2012/0112646-2) RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN : MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS EMENTA PROCESSUAL CIVIL. COMPETÊNCIA. PERIÓDICO

Leia mais

PROJETO DE LEI. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1 o. Fica instituída a proteção especial de crianças e adolescentes ameaçadas de morte.

PROJETO DE LEI. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1 o. Fica instituída a proteção especial de crianças e adolescentes ameaçadas de morte. PROJETO DE LEI Institui a proteção especial às crianças ou adolescentes ameaçados de morte, cria o Programa Federal de Proteção Especial às Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte, e dá outras providências.

Leia mais

SUMÁRIO. UNIDADE 10 Prescrição ou ministração culposa de drogas; UNIDADE 11 Condução de embarcação ou aeronave sob o efeito de drogas;

SUMÁRIO. UNIDADE 10 Prescrição ou ministração culposa de drogas; UNIDADE 11 Condução de embarcação ou aeronave sob o efeito de drogas; SUMÁRIO LEI Nº 11.343/06 NOVA LEI DE DROGAS; UNIDADE 1 UNIDADE 2 UNIDADE 3 UNIDADE 4 Antinomia aparente de normas penais; Delito de posse de drogas ilícitas para consumo pessoal; Vedação da prisão em flagrante;

Leia mais

RECOMENDAÇÃO MINISTERIAL Nº 002/2015

RECOMENDAÇÃO MINISTERIAL Nº 002/2015 Procedimento administrativo nº 201400036940 RECOMENDAÇÃO MINISTERIAL Nº 002/2015 Objeto: Dispõe sobre o dever de atuação de diversas autoridades públicas, durante a Romaria Nossa Senhora d'abadia do Muquém

Leia mais

Conteúdo: - Desapropriação: Juros Compensatórios; Juros Moratórios; Desapropriação Indireta; Retrocessão. - DESAPROPRIAÇÃO -

Conteúdo: - Desapropriação: Juros Compensatórios; Juros Moratórios; Desapropriação Indireta; Retrocessão. - DESAPROPRIAÇÃO - Turma e Ano: Flex B (2013) Matéria / Aula: Administrativo / Aula 11 Professor: Luiz Oliveira Jungstedt Conteúdo: - Desapropriação: Juros Compensatórios; Juros Moratórios; Desapropriação Indireta; Retrocessão.

Leia mais

DEPOIMENTO SEM DANO: VANTAGENS A VÍTIMA E A JUSTIÇA. Palavras-chave: Depoimento. Dano. Crianças. Adolescentes.

DEPOIMENTO SEM DANO: VANTAGENS A VÍTIMA E A JUSTIÇA. Palavras-chave: Depoimento. Dano. Crianças. Adolescentes. ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( X ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA DEPOIMENTO SEM DANO: VANTAGENS A VÍTIMA E A JUSTIÇA Daiani

Leia mais

UMA VAGA PARA TODOS PROJETO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL. Rio de Janeiro, março de 2015

UMA VAGA PARA TODOS PROJETO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL. Rio de Janeiro, março de 2015 UMA VAGA PARA TODOS PROJETO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL. Rio de Janeiro, março de 2015 RESUMO Este projeto visa a atender crianças e adolescentes em situação de rua, abandonados ou que necessitam ser

Leia mais

1) Compreensão e interpretação de textos verbais, não-verbais e mistos (quadrinhos, tiras, outdoors, propaganda, anúncios, etc.);

1) Compreensão e interpretação de textos verbais, não-verbais e mistos (quadrinhos, tiras, outdoors, propaganda, anúncios, etc.); PAPILOSCOPISTA DA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO LÍNGUA PORTUGUESA 1) Compreensão e interpretação de textos verbais, não-verbais e mistos (quadrinhos, tiras, outdoors, propaganda, anúncios,

Leia mais

VI Exame OAB 2ª FASE Padrão de correção Direito Civil

VI Exame OAB 2ª FASE Padrão de correção Direito Civil VI Exame OAB 2ª FASE Padrão de correção Direito Civil Peça A peça cabível era uma petição inicial, endereçada ao Juízo da Vara Família da Comarca do Rio de Janeiro ou de Belo Horizonte, tendo em vista

Leia mais

Garantia do direito à educação da criança e do adolescente (Ensino Fundamental)

Garantia do direito à educação da criança e do adolescente (Ensino Fundamental) da criança Ensino fundamental da criança e do, ciclo de ano a ano E FAMÍLIA Identificar escola mais próxima à residência da criança e e efetivar a matrícula Art. 53, V (ECA) Há escola próxima com relação

Leia mais

Observação: De acordo com o art.2º da Lei 8.069/90 Estatuto da Criança e Adolescente :

Observação: De acordo com o art.2º da Lei 8.069/90 Estatuto da Criança e Adolescente : TRABALHO É toda atividade humana, remunerada ou não, sistemática, obrigatória, que pode ou não exigir conhecimentos específicos sobre determinado tema, arte ou ofício, cujo objetivo é o alcance de uma

Leia mais

A R E R S E PONS N A S B A ILID I A D D A E D E C I C VIL N O N

A R E R S E PONS N A S B A ILID I A D D A E D E C I C VIL N O N A RESPONSABILIDADE CIVIL NO DIREITO DE FAMÍLIA 06.09.2014 Dimas Messias de Carvalho Mestre em Direito Constitucional Promotor de Justiça aposentado/mg Professor na UNIFENAS e UNILAVRAS Advogado Membro

Leia mais

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Lei 8069/90

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Lei 8069/90 CRIMINALIDADE E VULNERABILIDADE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE SISTEMA PROTETIVO DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Lei 8069/90 Infância e Adolescência no Brasil dados da UNICEF-levantamento 2008 Brasil:

Leia mais

Uma vez mais: da garantia da ordem pública como fundamento de decretação da prisão preventiva

Uma vez mais: da garantia da ordem pública como fundamento de decretação da prisão preventiva Uma vez mais: da garantia da ordem pública como fundamento de decretação da prisão preventiva Elaborado em 06.2005. Bruno César Gonçalves da Silva Mestre em Direito Processual pela PUC-Minas, professor

Leia mais

ARTIGO: Efeitos (subjetivos e objetivos) do controle de

ARTIGO: Efeitos (subjetivos e objetivos) do controle de ARTIGO: Efeitos (subjetivos e objetivos) do controle de constitucionalidade Luís Fernando de Souza Pastana 1 RESUMO: há diversas modalidades de controle de constitucionalidade previstas no direito brasileiro.

Leia mais

Curso de Especialização em DIREITO DA CRIANÇA, JUVENTUDE E IDOSOS.

Curso de Especialização em DIREITO DA CRIANÇA, JUVENTUDE E IDOSOS. Curso de Especialização em DIREITO DA CRIANÇA, JUVENTUDE E IDOSOS. ÁREA DO CONHECIMENTO: Direito. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em DIREITO DA CRIANÇA, JUVENTUDE E IDOSOS.

Leia mais

EIXO 2 PROTEÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS: PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS

EIXO 2 PROTEÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS: PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS EIXO 2 PROTEÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS: PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS Garantir a elaboração e implementação da Política e do Plano Decenal de Direitos Humanos de Criança e Adolescente

Leia mais

LEI Nº 4283/93 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DOS CONSELHOS TUTELARES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

LEI Nº 4283/93 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DOS CONSELHOS TUTELARES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI Nº 4283/93 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DOS CONSELHOS TUTELARES E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Faço saber a todos os habitantes do Município de Florianópolis, que a Câmara Municipal aprovou e eu sanciono a seguinte

Leia mais

Concurso Público para Conselho Tutelar

Concurso Público para Conselho Tutelar Prefeitura Municpal de Teresópolis Conselheiro Tutelar Caderno: 1 Aplicação: Tarde Concurso Público para Conselho Tutelar LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES 1. A duração da prova é de 4 horas, já incluído

Leia mais

O Congresso Nacional decreta:

O Congresso Nacional decreta: 1 SUBEMENDA SUBSTITUTIVA GLOBAL ÀS EMENDAS DE PLENÁRIO AO PROJETO DE LEI Nº 2.126, DE 2011 Estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil. O Congresso Nacional decreta:

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0024.12.030966-1/004 Númeração 0475081- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Ana Paula Caixeta Des.(a) Ana Paula Caixeta 30/10/2014 06/11/2014 EMENTA:

Leia mais