Resoluções de Exercícios

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Resoluções de Exercícios"

Transcrição

1 Resoluções de Exercícios MATEMÁTICA IV Co Capítulo 04 Ângulos entre Retas; Inequações no Plano; Circunferência 0 D Analisando o gráfico, tem-se que as coordenadas dos estabelecimentos são: 01 A) 03 C Assim, para avaliar se o estabelecimento está dentro da área de cobertura do sinal basta substituir suas coordenadas na equação: 1 o ) tg135º 1 e m s tg Calculando o comprimento do arco (altura h da professora): o ) B) 1 o ) tg e ms tg0 o 0 01 A 1 o ) x + y 6x + 4y centro c 1 (3, ) e raio R o ) x + y 10x y centro (5, 1) e raio R 3 3 o ) Distância entre os centros: d. Conclusão: As circunferências são secantes, pois R R 1 < d < R + R 1. o ) C) 1 o ) e ms o ) Conclusão: tg não existe, logo 01 E As coordenadas do ponto M são dadas por: 90 o e as retas são perpendiculares. A) R raio da circunferência maior r raio da circunferência menor d(c, p) R R (R ) + (R ) R R 8R + 8 R R 8R R R 4 + Portanto, o raio da circunferência é igual a: r 4 MATEMÁTICA IV MATEMÁTICA Volume 04 35

2 B) y 14 e x 4 então B(4, 14) Equação da reta tangente r. A inclinação de r é 135 o, então, o coeficiente angular de r é igual a: tg 135 o ; 1 Equação de r: y x + b P(,) e r + b b 4 r : y x E 6 a parte: Lucro máximo: f(x, y) 45x + 80y f(0, 0) f(45, 0) f(4, 14) a parte: Região 1 (R 1 ) 5x + y 30 Cálculo auxiliar (0, 0) R 1 pois 5 (0) + (0) Região (R ) x 0 03 C Região 3 (R 3 ) 0 y 5 01 B 1. Lucro (f(x, y)) f(x, y) 45x + 80y A expressão acima é uma função polinomial do 1 o grau em duas variáveis.. Restrições da produção I. 5x + 0y 400 III. x 0 II. 10x + 15y 450 IV. y 0 a parte: R 1 R R 3 1 o ) Ponto D (X d, 5) reta r: 5x + y 30 Daí: 5 X D X D 0 X D 4 0 B 1 a parte: 5x + 0y 400 a parte: 10x + 15y 450 x y x y o ) a representação gráfica é um trapézio de área igual a: A T A Sejam e respectivamente, as equações das circunferências 1 e. Completando os quadrados, obtemos Logo, C 1 (0, 3) é o centro da circunferência 1. Analogamente, vem ou seja, C (3, 1) é o centro da circunferência. Portanto, a equação da reta que passa por C 1 e C é dada por 3 a parte: Verificação: 5x + 0y 400 0(0, 0) (verdadeiro) Verificação: 10x + 15y (ok!) 4 a parte: x 0 e y 0 (1 o quadrante) Os pontos da região poligonal 0ABC é a solução do sistema. 5 a parte: O ponto B é solução do sistema ~ 5y A 36 MATEMÁTICA Volume 04 MATEMÁTICA IV

3 I. sen R sen II. cos R cos III. o segmento é igual ao comprimento do arco R, isto é R Então: x x R R sen x R ( sen ) e y R R Rcos R (1 cos ) y R (1 cos ) Portanto, as equações paramétricas são: Cálculo auxiliar: R R 03 E 1 a parte: m A m B 1 (retas perpendiculares) m B 1 m B a parte: c A c B 10 t t t + t 10 t 10 t 4 h 04 A 1 a parte: medicamento A. 01 A) (r): y x + 1 e (s): x 3 m s não existe. Então: tg 1 45 o e 135 o. B) r: x 3y y x + M r e s: x + y 4 0 y x + M s. Daí: tg y ax + b; a 1 y x + b (,1) reta 1 + b b 1 y x 1 a parte: medicamento B y mx + b; m y x + b (,) e reta + b b 1 y + 1 arctg 1 o quadrante (agudo) e 180 o arctg ; o quadrante (obtuso) 3 a parte: C) r: y 6x 1 6 e s: y x + 4 Daí: r e s são perpendiculares pois m s 1, logo 90 o. D) tg A a 1 e tg B m 0 A B tg 0 r e s são perpendiculares. 90 o 0 C As ratoeiras estão nos pontos A(,), B(,0), C(0,1), D(4,3), E(3,4) saindo de S para chegar em F sobre as retas r, r, r 3,..., r 9 evitando as ratoeiras, um caminho possível é caminhar sobre as retas: r 7 ; r 3 ; r 6 e r, nesta ordem. tg 05 B x 1 > + 1 > x > 4. Logo, A é mais eficiente após 4 semanas. MATEMÁTICA IV MATEMÁTICA Volume 04 37

4 06 C 1 a ) Coeficiente angular da reta s m s a ) tg45 o ou 1 09 A reta cujos pontos são equidistantes de A e B é exatamente a mediatriz do segmento de extremos A e B. Portanto, devemos encontrar a equação da reta que passa pelo ponto médio de AB e é perpendicular a ele. Cálculo do ponto médio de 10 Coeficiente angular da reta que passa por A e B. Portanto, o coeficiente angular da mediatriz r é. Encontrando, agora, a equação da mediatriz r. 1 a Parte: Equação da rodovia inicial (reta AB) ou (não convém) Logo, a equação da reta será: y 3x + b; se (,4) b b 10 y 3x E Uma das retas passa pelos pontos A (4, 0) e B (0, ). Coeficiente angular ( ): reta, então a. A equação de r é dada por: y x + b A(1,) r 1 + b b 0. Daí: r : y x. a Parte: Seja um dos ângulos formados pelas retas r : y x e s : y 3x 1. tg Resp: arc tg e e 1 o quadrante Equação do feixe de paralelas: y x + b x y c; c b. Com b reais. 08 C 01 D 1 a parte: d(e, r) x x d (E, V) ( + 18x ) + 49 Considere duas retas do feixe r e s: 1 a ) Coeficientes Angulares m s x a parte: Seja r a reta x + y y x 9 1. Então, o coeficiente da reta s que passa por E e é perpendicular à r, será 1, pois m s a parte: A reta VE será paralela à r se os coeficientes angulares das retas forem iguais, então: a ) Equações de r e s. I. Sendo E(1, 0), teríamos m VE 7 e I. r : y II. Sendo E(17, 0), m VE. (4, ) r + b b r : y em ambos os casos, as retas não seriam paralelas. Portanto: 1. Verdadeiro;. Verdadeiro; 3. Falso. II. s : y r : x 5y t 0 A Vitamina V 1 x + y 4 (0, 4) s t 4. s : y x + 4 x + y a ) A equação do feixe é dada por: (x 5y + ) + k (x + y 8) 0 k r. Vitamina V x + y 6 e x e y Logo, (x, y) é solução do sistema: 38 MATEMÁTICA Volume 04 MATEMÁTICA IV

5 03 D Seja x a quantidade de bobinas e y a quantidade de cartuchos carregados. De acordo com os dados do problema, temos que: 1 o ) 0,3x + 0,5y 75 e 0,3x + 0,5y 75 Verificando (0, 0) na desigualdade 0,3. (0) + 0,5. (0) < 75 conclui-se que todos os pontos do 1 o quadrante abaixo da reta 0,3x + 0,5y 75 satisfazem a desigualdade. o ) 0,30x + 0,08y 30 Obs.: (0, 0) não satisfaz a inequação. Logo, os pontos do 1 o quadrante que estão acima da reta satisfazem a desigualdade. Então, fazendo a interseção das regiões do sistema: O tempo máximo será de 5 horas. 06 D R 4 é a interseção das três regiões do plano. 1 a região: L + V 0 V 0 L a região: L 1 3 a região V 5 obtemos uma região triangular no 1 o quadrante. 04 D Para viajarem juntos é necessário que: y x y x x y x +. Os pontos P(x, y) que satisfazem são soluções do sistema: Cálculos Auxiliares a) y x x 1 y b) y x +, que representa a região escura da figura abaixo. y 1 1 x + x Área Escura A E 1 A E 1 Então, a probabilidade procurada será igual a: P. 05 C x tempo da festa em horas. Valor cobrado pelo conjunto A : A(x) x Valor cobrado pelo conjunto B : B(x) x 4 a intersecção das 3 regiões. 07 A 1 a reta r: x 3y y x + Coeficiente angular de r : a reta s: m s 1 (s r) m s 1 m s Equação do s: y x + b P(5,10) s b b 10 + b s : y x + y 3x x + y B Seja x o n o de vacas e y o n o de bezerros. 1 a ) A total. (100) m m o ) x y Então: I. se x 0 y y 50 MATEMÁTICA IV MATEMÁTICA Volume 04 39

6 II. se y 0 x x 0 O posto comportará 10 vagas e 5 bezerros, pois 10 x (1 000) x (400) A Sejam x e y, respectivamente, o número de vacas e o número de bezerros. Logo, as seguintes condições devem ser satisfeitas: 01 A) C(1, 7) e R 10 B) C( 4, ) e R C) C e R D) C(0, 0) e R E) C(, 3) e R 4 F) x + y + 4x 5y + 0 C e R R A representação gráfica das condições acima é a região triangular limitada pelos eixos coordenados e a reta y x A G) x + (y 5) 16 C(0, 5) e R 4 H) (x 1) + (y + 4) 64 C(1, 4) e R 8 I) x + y 1 C(0, 0) e R 1 Note que os ângulos e são congruentes, então, o setor centrado em B e o setor centrado em C são congruentes. Então, a área A não alcançada será: A A trapézio ABCD A círculo 10 0 A) (8 ) 400 (8 3) 000 km. 03 C 1 o ) x + y 8x 8y círculo de centro (4,4) e raio 4 o ) Área do círculo 4 m 1 placas m Se 1 lata pinta 3 m, então o número n de latas será: B) n 16. Logo, o número de latas vermelhas será igual a: 8 8 x 3,14 5,1 latas. O número mínimo de latas vermelhas será igual a C (x + x + 1) + (y + y + 1) 3 + (x + 1) + (y + 1) 5, onde x 0 e y 0. O gráfico que melhor representa é um arco de circunferência do centro ( 1, 1) e raio E Se y x, então: x + 4x + x + 4x 3 0 5x + 6x D x 1,6 e y 3,4 3k 5 k Então, k 40 MATEMÁTICA Volume 04 MATEMÁTICA IV

7 07 A a parte: d(c 1, C ) Como d(c 1, C ) > R + R 1 as circunferências são exteriores. d(a, C) d (A, B) x + y 4 [x 10x y ] 3x + 3y 40x B Completando o quadrado, vem Portanto, o centro da circunferência é o ponto (, 1) e seu raio é. 09 A Admitindo que r seja o raio da circunferência, temos: portanto, a equação da circunferência será dada por: 10 C O espelho será representado por uma circunferência de centro (,) e raio 0,4. 0 C 1 o ) Equação da reta y ax + b; a a Logo y x + b Como (0, 1) pertence a reta, temos: b b 1 Equação da reta: y x + 1 o ) Equação da circunferência de centro (0, 0) e Raio 1 (x) + (y) 1 3 o ) Resolvendo o sistema: x + 1 x + x + x x + x + x x 0 x + x 0 x. 0 x 0 ou x + 0 x ' Portanto, a altura h será dada por h 0,4 1,60m. x x 0 não convém, logo: x P e y 1 x y 1 y 01 A) 1 a parte: x + y + 6x 8y 0 e x + y 8x + 8y 0 x + y 4x + 14y 11 0 Centro C 1 ( 3, 4) e Raio R 1 Centro C (, 7) Raio R R 8 a parte: d(c 1, C ) Logo, como R R 1 < d (C 1, C ) < R 1 + R as circunferências são secantes. B) 1 a parte: x + y + 10x 6y e x + y 8x 1y x + y + 5x 3y + 0 C 1 Raio R 1 C (4, 6) e Raio R R A x + y 04 C 05 D,5 representa uma circunferência de centro (0, 0) e raio R 1,5 Se a escala é 1: em cm, temos: 1 cm cm 1,5 x x cm 150 km Logo: Área (150) 500 km. I. Verdadeiro. Sendo P, a d(p, C) d(p, C) 1,1 1,4 1,54 Logo, como o raio é 1,5 a cidade não está na região de influência da feira, pois d(p, C) > R. d(p,r) 4 MATEMÁTICA IV MATEMÁTICA Volume 04 41

8 06 D 07 D Centro 0(5, ) e raio R 1. Equação do lugar: (x 5) + (y ) 1 1 (x 5) y y + A) Se o posto rodoviário encontra-se na origem do sistema de coordenadas cartesianas, e a estrada está sobre o eixo das abscissas, temos que o pé da perpendicular baixada do ponto (, 4) sobre o eixo das abscissas determina um triângulo retângulo com a origem. Aplicando o Teorema de Pitágoras, podemos calcular a abscissa do ponto (, 0): Daí, segue que a região de alcance da antena situada na estação da guarda florestal é dada por (x 3) + (y 4) 4. Sabendo que o alcance da antena situada no posto rodoviário atinge, sem ultrapassar, o ponto da estrada que está mais próximo da estação da guarda florestal, temos que esse ponto é (3,0) e, portanto, a região de alcance da segunda antena é dada por x + y 3. A área coberta simultaneamente pelas duas antenas está sombreada no gráfico acima e representa todos os pontos que satisfazem ao sistema. 08 D A trajetória descrita pelo assento do balanço é parte da circunferência de centro ( 0, 0) e raio, cuja equação é dada por Logo, sabendo que Y < 0 temos com 09 A Para determinar os pontos de intersecção entre duas circunferências devemos resolver um sistema com as suas equações: Subtraindo a equação da equação 1, obtemos: e y. 0 C As coordenadas da nova antena são N(x, 0). Se o posto rodoviário e a estação da guarda florestal tem coordenadas P(0,0) e G(3,4), respectivamente, então: d(n, P) d(n, G) 64x 1600 x 5 64x E Centro da circuferência é C(, 3) e raio R R 7 Diâmetro 7 14 Área R 49 3,14 153, E A circunferência de equação x + y 9 possui centro no ponto (0, 0) e raio igual a 3. A parábola de equação y x 1, com x variando de 1 a 1, possui concavidade voltada para baixo e vértice no ponto (0, 1). Portanto, a única alternativa possível é a alternativa E. 05 A Aplicando o teorema de Pitágoras no triângulo assinalado temos: (R 8) + 1 R 16R 08 R 13 Logo, o centro é o ponto C(1, 5) E a equação da circunferência (x 1) + (y + 5) 13 Ou seja, (x 1) + (y +5) A D é o ponto de interseção da mediatriz de de centro C e raio 10. com a circunferência 07 D Determinando o centro C e o raio R da circunferência, temos: Logo, C(0,1) e o raio R 1. Todo quadrado é um losango, portanto sua área pode ser calculada como sendo a medida do produto de suas diagonais. A diagonal d desse quadrado é o diâmetro da circunferência, portanto d e sua área será dada por: 08 E Existem duas possíveis posições para a circunferência citada no enunciado da questão e, nos dois casos, o raio das circunferências é dado por c. 10 A O raio da circunferência corresponde à distância de C(5, 3) à reta isto é, Portanto, a equação da circunferência é 01 E cos t x 1 e sen t y sen t + cos t 1 (y ) + (x 1) 1 (x 1) + (y ) 1. O corte produz uma circunferência de raio 1 e centro C(1, ). Logo, produz uma peça representada na figura 1. Logo, a equação da circunferência será: 4 MATEMÁTICA Volume 04 MATEMÁTICA IV

9 09 E 04 C ' 10 D Fazendo y 4, temos a seguinte equação: Como P está no primeiro quadrante, temos: Portanto, 05 A Comprimento da corda (x + y), onde no ponto p temos x y, então x + x 10 x 0 x 10, Logo, o comprimento será igual a x 0. Sejam A(1,1), B(5,3) e C(3,1), respectivamente, as coordenadas da catedral, da câmara de vereadores e da prefeitura. O lugar geométrico dos pontos equidistantes da prefeitura e da câmara de vereadores é a mediatriz do segmento de reta. O coeficiente angular da reta suporte do segmento é 1. Seja M o ponto médio do segmento, então, M (4,). Se m s é o coeficiente angular da mediatriz do segmento m s 1 m s 1., então Desse modo, a equação do lugar geométrico correspondente à Avenida Juscelino Kubitschek é: s : y ( 1). (x 4) s : y x + 6. Sendo P o ponto de interseção das avenidas, temos que: x y P (,4). Centro C(,3) e raio r 4, então: CA 4 e PC Portanto: PA 01 D 06 B F 1 é a projeção do foguete no plano xy após o 1 o movimento e F a projeção após o o movimento. As coordenadas x e y de F, neste momento, são x 8 e y 3. Se a distância inicial de F ao plano xy é 7, após subir 11 km passará a ser 18 km. Então, as coordenadas de F são: F(8, 3, 18). Traçando as mediatrizes dos segmentos determinados por Itajuípe e Itabuna e Itabuna e Ilhéus encontraremos a cidade de Lava-pés. 0 B Raio: R km + 11 km 641 km e R 630 km + 50 km 680 km. A estratosfera está representada na figura pela região limitada pelas circunferências de equações: x + y 641 e x + y E 07 B r e 180 o. No gráfico, note que as coordenadas do ponto p são substituindo t 180 o, nas equações das alternativas temos: A) r 3cos(t) 3 cos(360 o ) 3 B) r 1 cos(t) 1 cos(180 o ) 1 ( 1) C) r sen(5t) sen(5 x 180 o ) 0 D) r 4sen(t) 4 sen(180 o ) 0 E) r 3 cos(t) 3 cos(180 o ) 3 ( 1) 4 Então, a equação que representa o cardióide é a do item b. MATEMÁTICA IV MATEMÁTICA Volume 04 43

10 08 A Completando os quadrados, obtemos e 09 E Desse modo, como o centro de C 1 é o ponto (0, 3) e seu raio é igual a, segue-se que A (0, 5). Além disso, sendo (6, 0) o centro de C e 6 o seu raio, concluímos que B (1, 0). Portanto, o resultado é 03 A Fazendo y 0, temos: 3x x 40. Fazendo x 0, temos: 4y y 30. Logo, x( 40, 0) e y(0, 30) Determinando o ponto A: x A y A Portanto, temos ponto A( 80, 30). Determinando o ponto B: x B y B Portanto, temos B(40, 60). 04 B Temos que o comprimento do segmento P 1 P 0 é dado por Determinando um ponto P da reta r de abscissa x 0, temos: P (0,1). m s 3/4 r // s. Considerando a medida R do raio da circunferência, temos: Portanto a área do círculo será dada por: 05 D C 1 : x x + y y 0 centro (1,1) e raio C : x 4x + y 4y 0 centro (,) e raio 8 A 10 B Representado as duas regiões no plano cartesiano e destacando a região comum, cuja área é A. 06 A 07 E Portanto, A A 1 ' Logo, temos então uma semicircunferência de raio e centro no ponto ( 1,0). Resolvendo um sistema com as equações da reta e da semicircunferência, temos os pontos (1,0) e ( 1, ). 01 B r 6 6 cos(t) r 6 (1 cos(t)) a 6 Logo: A A A equação da reta pedida é dada por Logo, a área pedida será dada por: 08 E Calculando a distância entre os pontos dados, temos: Logo, o triângulo é retângulo (6, 8 e 10), o diâmetro da circunferência é a hipotenusa. Portanto: R 5 cm e o centro é o ponto médio entre A e B, isto é: A equação da circunferência será:. 44 MATEMÁTICA Volume 04 MATEMÁTICA IV

11 09 E [Equação I]: x + y + x y 0 (x + 1) + (y 1) centro C( 1,1) e raio R. [Equação II]: não representa circunferência, pois os termos quadrados de x e y apresentam sinais opostos. [Equação III]: não representa circunferência, pois possui um termo retangular xy. [Equação IV]: x + y 4x 5 0 (x ) + y 9 centro C(,0) e raio 3. Portanto, a [Equação I] representa uma circunferência de raio e centro ( 1,1). 10 C 04 D 1 Temos uma parábola de vértice V (1, ) com concavidade para a esquerda e p 3, pois 1 4P. A equação da diretriz será x No esboço ao lado temos uma corda AB onde A e B são pontos de intersecção da reta com a parábola. 1 a parte: Determinação de A e B x (y 3) Substituindo x y 3 na equação I, temos: y 4 (y 3) 0 y 8y Então, sendo A (1, ) e B (9, 6) d (A, B) d (A, B) 4 5 Resposta: 4 5 Observando as figuras, concluímos que a área pedida é: 01 E Vértice (0, 3) (x v, y v ) Seja y ax + bx + c a equação geral. x v 0 b 0 y v 3 3 c 3 Logo: y ax a o ) x v o ) d(v, r) y v d(v, r) Reta: 3x 4y 1 0 a y x + 3, 10 x 10 0 A ƒ(t) a (t t 0 ) + h é a forma canônica da função quadrática, onde t 0 representa a abscissa do vértice, isto é, t Daí: ƒ(t) a (t 1 740) + h 0 B 03 A y + 4y 3x + 4 y + y y + y (y + 1) (y + 1) (x ). Parábola com concavidade para esquerda de vértice V (, 1) 0 (x 4) (y ) é a equação de uma Pelos dados do problema podemos afirmar que: ƒ(1 740) a. ( ) + h h e ƒ(t) a (t 1 740) Finalmente se ƒ(1 730) temos que: a. ( ) a 5. A função ƒ é dada por: ƒ(t) 5. (t 1 740) B ƒ(t) (4 t) t e g(y) y + 4 g(ƒ(t)) (4 t) t + 4 g(ƒ(t)) t + 4t + 4 y V 8 h MATEMÁTICA IV MATEMÁTICA Volume 04 45

12 04 A P 1 k P 0 k P 1 3P 0 3 V é ponto médio de. Logo V(0, 0). Se P 1, então, a equação será: y x x 4y A 1 a parte: y x + 8x 15 A parábola intercepta o eixo dos x nas raízes da equação: x + 8x 15 0 x 8x x 1 3 ou x 5 Então, A (3, 0) e B (5, 0). 05 V ( 1, 3) x y 6y + 8 x 8 y 6y x y 6y (x + 1) (y 3) Equação de uma parábola com vértice V ( 1, 3) de concavidade para direita e p. Equação reduzida da parábola com diretriz paralela ao eixo dos y. Concavidade para direita 4P. (x x o ) (y y o ) a parte: Vértice c (X V, Y V ) X V 4 e Y V 1 Concavidade para esquerda 4P (x x o ) (y y o ) 01 C 3 meses m B m A + 5t + t + 41 t 5t 1 m B m A 4t 4t + 40 t x V 3 meses 0 A A) y x B) y x 01 C a 3, b 1 a b + c c c Resp.: Logo: c 4 0 C Pela 3 a Lei de Kepler, o quadrado do tempo para que um planeta complete sua revolução orbital é diretamente proporcional ao cubo do raio médio da órbita, portanto, se o raio médio da órbita do satélite permanece constante, o período não se altera. T T Logo R 1 R é a região hachurada. 03 E a 10 e b 8 03 E A interseção é não vazia se o sistema Resolução 4x + k x + 3x x x k 0 x x ( + k) 0 A equação terá solução real se: () ( + k) k k 17 k O menor valor de k é. tiver soluções. Os aspersores estão nos focos F 1 e F. Calcule a 6 + c c c 6 Logo c 1 m. 04 D 04 A a 10 e b 8 a b + c c c 6 Então 1 Resp.: 1 05 A 1 o ) a c MATEMÁTICA Volume 04 MATEMÁTICA IV

13 Então, sabendo que a b + c, temos: b + b b b b b 149, km 01 A o ) Excentricidade 0 C Período P e x é a distância média entre a Terra e o Sol. 03 D 3 a Lei: é constante para todos os planetas. Considere 1 planeta A. Distância média de A até o Sol 4 x e período P. Se o período orbital da Terra é de 4 h, então: P (4) 4 4 P 4 4 P 19 horas d d d 40 m d 80 m (distância focal) 04 B 0,943 c 0,943a a 5 + c a 5 + (0,943a) a 5 + 0,889a 0,111a 5 a a 15 A distância é a m 05 D R Da a equação, temos que: y sen t (1 cos t) y sen t sen t y x x ; 1 x 1 A equação representa um arco de parábola com 1 x 1. MATEMÁTICA IV MATEMÁTICA Volume 04 47

ITA - 2005 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

ITA - 2005 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR ITA - 2005 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Matemática Questão 01 Considere os conjuntos S = {0,2,4,6}, T = {1,3,5} e U = {0,1} e as afirmações: I. {0} S e S U. II. {2} S\U e S T U={0,1}.

Leia mais

NOTAÇÕES. +... + a n. , sendo n inteiro não negativo k =1. Observação: Os sistemas de coordenadas considerados são cartesianos retangulares.

NOTAÇÕES. +... + a n. , sendo n inteiro não negativo k =1. Observação: Os sistemas de coordenadas considerados são cartesianos retangulares. MATEMÁTICA NOTAÇÕES : conjunto dos números reais : conjunto dos números complexos i: unidade imaginária, i = z: módulo do número z Re(z): parte real do número z Im(z): parte imaginária do número z det

Leia mais

a = 6 m + = a + 6 3 3a + m = 18 3 a m 3a 2m = 0 = 2 3 = 18 a = 6 m = 36 3a 2m = 0 a = 24 m = 36

a = 6 m + = a + 6 3 3a + m = 18 3 a m 3a 2m = 0 = 2 3 = 18 a = 6 m = 36 3a 2m = 0 a = 24 m = 36 MATEMÁTICA Se Amélia der R$ 3,00 a Lúcia, então ambas ficarão com a mesma quantia. Se Maria der um terço do que tem a Lúcia, então esta ficará com R$ 6,00 a mais do que Amélia. Se Amélia perder a metade

Leia mais

Lista 1. Sistema cartesiano ortogonal. 1. Observe a figura e determine os pontos, ou seja, dê suas coordenadas: a) A b) B c) C d) D e) E

Lista 1. Sistema cartesiano ortogonal. 1. Observe a figura e determine os pontos, ou seja, dê suas coordenadas: a) A b) B c) C d) D e) E Sistema cartesiano ortogonal Lista. Observe a figura e determine os pontos, ou seja, dê suas coordenadas: a) A b) B c) C d) D e) E. Marque num sistema de coordenadas cartesianas ortogonais os pontos: a)

Leia mais

2) Se z = (2 + i).(1 + i).i, então a) 3 i b) 1 3i c) 3 i d) 3 + i e) 3 + i. ,será dado por: quando x = i é:

2) Se z = (2 + i).(1 + i).i, então a) 3 i b) 1 3i c) 3 i d) 3 + i e) 3 + i. ,será dado por: quando x = i é: Aluno(a) Nº. Ano: º do Ensino Médio Exercícios para a Recuperação de MATEMÁTICA - Professores: Escossi e Luciano NÚMEROS COMPLEXOS 1) Calculando-se corretamente as raízes da função f(x) = x + 4x + 5, encontram-se

Leia mais

94 (8,97%) 69 (6,58%) 104 (9,92%) 101 (9,64%) 22 (2,10%) 36 (3,44%) 115 (10,97%) 77 (7,35%) 39 (3,72%) 78 (7,44%) 103 (9,83%) Probabilidade 10 (0,95%)

94 (8,97%) 69 (6,58%) 104 (9,92%) 101 (9,64%) 22 (2,10%) 36 (3,44%) 115 (10,97%) 77 (7,35%) 39 (3,72%) 78 (7,44%) 103 (9,83%) Probabilidade 10 (0,95%) Distribuição das.08 Questões do I T A 9 (8,97%) 0 (9,9%) 69 (6,58%) Equações Irracionais 09 (0,86%) Equações Exponenciais (, 0 (9,6%) Geo. Analítica Conjuntos (,96%) Geo. Espacial Funções Binômio de Newton

Leia mais

Produtos. 4.1 Produtos escalares

Produtos. 4.1 Produtos escalares Capítulo 4 Produtos 4.1 Produtos escalares Neste tópico iremos estudar um novo tipo de operação entre vetores do plano e do espaço. Vamos fazer inicialmente uma consideração geométrica, como segue. Seja

Leia mais

Matemática. Subtraindo a primeira equação da terceira obtemos x = 1. Substituindo x = 1 na primeira e na segunda equação obtém-se o sistema

Matemática. Subtraindo a primeira equação da terceira obtemos x = 1. Substituindo x = 1 na primeira e na segunda equação obtém-se o sistema Matemática 01. A ilustração a seguir é de um cubo com aresta medindo 6 cm. A, B, C e D são os vértices indicados do cubo, E é o centro da face contendo C e D, e F é o pé da perpendicular a BD traçada a

Leia mais

MATEMÁTICA. 01. O gráfico a seguir ilustra o lucro semestral de uma empresa, em milhares de reais, de 2003 a 2005.

MATEMÁTICA. 01. O gráfico a seguir ilustra o lucro semestral de uma empresa, em milhares de reais, de 2003 a 2005. MTEMÁTI 01. O gráfico a seguir ilustra o lucro semestral de uma empresa, em milhares de reais, de 2003 a 2005. 80 60 40 20 0 1 /03 2 /03 1º/04 2º/04 1º/05 2º/05 Lucro 50 60 45 70 55 65 0-0) O lucro médio

Leia mais

Obs.: São cartesianos ortogonais os sistemas de coordenadas

Obs.: São cartesianos ortogonais os sistemas de coordenadas MATEMÁTICA NOTAÇÕES : conjunto dos números complexos : conjunto dos números racionais : conjunto dos números reais : conjunto dos números inteiros = {0,,, 3,...} * = {,, 3,...} Ø: conjunto vazio A\B =

Leia mais

Questão 1. Questão 3. Questão 2. alternativa B. alternativa C. alternativa D. Os trabalhadores A e B, trabalhando separadamente,

Questão 1. Questão 3. Questão 2. alternativa B. alternativa C. alternativa D. Os trabalhadores A e B, trabalhando separadamente, Questão Os trabalhadores A e B, trabalhando separadamente, levam cada um 9 e 0 horas, respectivamente, para construir um mesmo muro de tijolos Trabalhando juntos no serviço, sabe-se que eles assentam 0

Leia mais

Assinale as proposições verdadeiras, some os valores obtidos e marque os resultados na Folha de Respostas.

Assinale as proposições verdadeiras, some os valores obtidos e marque os resultados na Folha de Respostas. PROVA APLICADA ÀS TURMAS DO O ANO DO ENSINO MÉDIO DO COLÉGIO ANCHIETA EM MARÇO DE 009. ELABORAÇÃO: PROFESSORES OCTAMAR MARQUES E ADRIANO CARIBÉ. PROFESSORA MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA QUESTÕES DE 0 A 08.

Leia mais

GUIA PARA AS PROVAS ( PO, AT E PG) E VESTIBULARES GEOMETRIA ANALÍTICA

GUIA PARA AS PROVAS ( PO, AT E PG) E VESTIBULARES GEOMETRIA ANALÍTICA GUIA PARA AS PROVAS ( PO, AT E PG) E VESTIBULARES GEOMETRIA ANALÍTICA PROF. ENZO MARCON TAKARA 05 - PLANO CARTESIANO ORTOGONAL Considere num plano a dois eixos x e y perpendiculares em O. O par de eixos

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR 2013 - FGV CURSO DE ECONOMIA RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia C. Gouveia

PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR 2013 - FGV CURSO DE ECONOMIA RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia C. Gouveia PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR 0 - FGV CURSO DE ECONOMIA Profa. Maria Antônia C. Gouveia QUESTÃO 0 Laura caminha pelo menos km por dia. Rita também caminha todos os dias, e a soma das distâncias diárias

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA DA UFPE. VESTIBULAR 2013 2 a Fase. RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia.

PROVA DE MATEMÁTICA DA UFPE. VESTIBULAR 2013 2 a Fase. RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia. PROVA DE MATEMÁTICA DA UFPE VESTIBULAR 0 a Fase Profa. Maria Antônia Gouveia. 0. A ilustração a seguir é de um cubo com aresta medindo 6cm. A, B, C e D são os vértices indicados do cubo, E é o centro da

Leia mais

Matemática. Resolução das atividades complementares. M20 Geometria Analítica: Circunferência

Matemática. Resolução das atividades complementares. M20 Geometria Analítica: Circunferência Resolução das atividades complementares Matemática M Geometria Analítica: ircunferência p. (Uneb-A) A condição para que a equação 6 m 9 represente uma circunferência é: a), m, ou, m, c) < m < e), m, ou,

Leia mais

PROVAS DE MATEMÁTICA DO VESTIBULARES-2011 DA MACKENZIE RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia. 13 / 12 / 2010

PROVAS DE MATEMÁTICA DO VESTIBULARES-2011 DA MACKENZIE RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia. 13 / 12 / 2010 PROVAS DE MATEMÁTICA DO VESTIBULARES-0 DA MACKENZIE Profa. Maria Antônia Gouveia. / / 00 QUESTÃO N o 9 Dadas as funções reais definidas por f(x) x x e g(x) x x, considere I, II, III e IV abaixo. I) Ambas

Leia mais

C Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 9

C Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 9 RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 9 TRIGONOMETRIA TRIÂNGULO RETÂNGULO Considere um triângulo ABC, retângulo em  ( = 90 ), onde a é a medida da hipotenusa, b e c, são as medidas dos catetos e a, β são os ângulos

Leia mais

1. Sendo (x+2, 2y-4) = (8x, 3y-10), determine o valor de x e de y. 2. Dado A x B = { (1,0); (1,1); (1,2) } determine os conjuntos A e B. 3. (Fuvest) Sejam A=(1, 2) e B=(3, 2) dois pontos do plano cartesiano.

Leia mais

CPV O cursinho que mais aprova na GV

CPV O cursinho que mais aprova na GV O cursinho que mais aprova na GV FGV ADM Objetiva 06/junho/010 MATemática 01. O monitor de um notebook tem formato retangular com a diagonal medindo d. Um lado do retângulo mede 3 do outro. 4 A área do

Leia mais

Atividade 01 Ponto, reta e segmento 01

Atividade 01 Ponto, reta e segmento 01 Atividade 01 Ponto, reta e segmento 01 1. Crie dois pontos livres. Movimente-os. 2. Construa uma reta passando por estes dois pontos. 3. Construa mais dois pontos livres em qualquer lugar da tela, e o

Leia mais

A Matemática no Vestibular do ITA. Material Complementar: Prova 2014. c 2014, Sergio Lima Netto sergioln@smt.ufrj.br

A Matemática no Vestibular do ITA. Material Complementar: Prova 2014. c 2014, Sergio Lima Netto sergioln@smt.ufrj.br A Matemática no Vestibular do ITA Material Complementar: Prova 01 c 01, Sergio Lima Netto sergioln@smtufrjbr 11 Vestibular 01 Questão 01: Das afirmações: I Se x, y R Q, com y x, então x + y R Q; II Se

Leia mais

Geometria Analítica. Katia Frensel - Jorge Delgado. NEAD - Núcleo de Educação a Distância. Curso de Licenciatura em Matemática UFMA

Geometria Analítica. Katia Frensel - Jorge Delgado. NEAD - Núcleo de Educação a Distância. Curso de Licenciatura em Matemática UFMA Geometria Analítica NEAD - Núcleo de Educação a Distância Curso de Licenciatura em Matemática UFMA Katia Frensel - Jorge Delgado Março, 011 ii Geometria Analítica Conteúdo Prefácio ix 1 Coordenadas na

Leia mais

Aula 10 Triângulo Retângulo

Aula 10 Triângulo Retângulo Aula 10 Triângulo Retângulo Projeção ortogonal Em um plano, consideremos um ponto e uma reta. Chama-se projeção ortogonal desse ponto sobre essa reta o pé da perpendicular traçada do ponto à reta. Na figura,

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta

Questão 1. Questão 2. Questão 3. Resposta. Resposta Questão Carlos, Luís e Sílvio tinham, juntos, 00 mil reais para investir por um ano. Carlos escolheu uma aplicação que rendia 5% ao ano. Luís, uma que rendia 0% ao ano. Sílvio aplicou metade de seu dinheiro

Leia mais

O coeficiente angular

O coeficiente angular A UA UL LA O coeficiente angular Introdução O coeficiente angular de uma reta já apareceu na Aula 30. Agora, com os conhecimentos obtidos nas Aulas 40 e 45, vamos explorar mais esse conceito e descobrir

Leia mais

MATEMÁTICA. Prova resolvida. Material de uso exclusivo dos alunos do Universitário

MATEMÁTICA. Prova resolvida. Material de uso exclusivo dos alunos do Universitário Prova resolvida Material de uso exclusivo dos alunos do Universitário Prova de Matemática - UFRGS/00 0. Durante os jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, os rasileiros perderam o ouro para os cuanos por

Leia mais

Avaliação 1 - MA13-2015.2 - Gabarito. Sendo dados os segmentos de medidas a e b, descreva como construir com régua e compasso a medida ab.

Avaliação 1 - MA13-2015.2 - Gabarito. Sendo dados os segmentos de medidas a e b, descreva como construir com régua e compasso a medida ab. MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL Avaliação 1 - MA13-2015.2 - Gabarito Questão 01 [ 2,00 pts ] Sendo dados os segmentos de medidas a e b, descreva como construir com régua e compasso

Leia mais

(A) (B) (C) (D) (E) RESPOSTA: (A)

(A) (B) (C) (D) (E) RESPOSTA: (A) 1. Assinale, dentre as regiões a seguir, pintadas de cinza, aquela que é formada pelos pontos do quadrado cuja distância a qualquer um dos vértices não é maior do que o comprimento do lado do quadrado.

Leia mais

As assíntotas são retas que passam no centro da hipérbole e tem coeficiente angular m = b / a e m = b / a, logo temos:

As assíntotas são retas que passam no centro da hipérbole e tem coeficiente angular m = b / a e m = b / a, logo temos: Exercício 01. Dada à hipérbole de equação 5x 2 4y 2 20x 8y 4 = 0 determine os focos e as equações das assintotas. Escrevendo a hipérbole da maneira convencional teríamos 5[x 2 4x + 4 4] 4[y 2 + 2y + 1]

Leia mais

(c) 30% (d) 25% aprovados. é a quantidade de: Em uma indústria é fabricado um produto ao custo de

(c) 30% (d) 25% aprovados. é a quantidade de: Em uma indústria é fabricado um produto ao custo de QUESTÃO - EFOMM 0 QUESTÃO - EFOMM 0 Se tgx sec x, o valor de senx cos x vale: ( 7 ( ( ( ( O lucro obtido pela venda de cada peça de roupa é de, sendo o preço da venda e 0 o preço do custo quantidade vendida

Leia mais

PROVA DO VESTIBULAR DA FUVEST 2002 2ª etapa MATEMÁTICA. RESOLUÇÃO E COMENTÁRIO DA PROFA. MARIA ANTÕNIA GOUVEIA.

PROVA DO VESTIBULAR DA FUVEST 2002 2ª etapa MATEMÁTICA. RESOLUÇÃO E COMENTÁRIO DA PROFA. MARIA ANTÕNIA GOUVEIA. PROVA DO VESTIBULAR DA FUVEST 00 ª etapa MATEMÁTICA. RESOLUÇÃO E COMENTÁRIO DA PROFA. MARIA ANTÕNIA GOUVEIA. QUESTÃO.01.Carlos, Luis e Sílvio tinham, juntos, 100 mil reais para investir por um ano. Carlos

Leia mais

Vestibular 2ª Fase Resolução das Questões Discursivas

Vestibular 2ª Fase Resolução das Questões Discursivas COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO COPESE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD CONCURSO VESTIBULAR 010 Prova de Matemática Vestibular ª Fase Resolução das Questões Discursivas São apresentadas abaixo possíveis

Leia mais

(A) 30 (B) 6 (C) 200 (D) 80 (E) 20 (A) 6 (B) 10 (C) 15 (D) 8 (E) 2 (A) 15 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4 (A) 3 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4

(A) 30 (B) 6 (C) 200 (D) 80 (E) 20 (A) 6 (B) 10 (C) 15 (D) 8 (E) 2 (A) 15 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4 (A) 3 (B) 2 (C) 6 (D) 27 (E) 4 TEOREMA DE TALES. Na figura abaixo as retas r, s e t são (A) 0 (B) 6 (C) 00 (D) 80 (E) 0. Três retas paralelas são cortadas por duas Se AB = cm; BC = 6 cm e XY = 0 cm a medida, em cm, de XZ é: (A) 0 (B)

Leia mais

MATEMÁTICA Geometria Analítica 3º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO. Aluno(a): Número: Turma:

MATEMÁTICA Geometria Analítica 3º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO. Aluno(a): Número: Turma: Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Geometria Analítica 3º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO Professor: Hermes Jardim Disciplina: Matemática Lista 1 1º Bimestre/013 Aluno(a): Número: Turma: 1) Determine

Leia mais

QUESTÕES ÁREAS DE POLÍGONOS

QUESTÕES ÁREAS DE POLÍGONOS QUESTÕES ÁREAS DE POLÍGONOS 1. (Unicamp 014) O perímetro de um triângulo retângulo é igual a 6,0 m e as medidas dos lados estão em progressão aritmética (PA). A área desse triângulo é igual a a),0 m. b),0

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA VESTIBULAR 2009 2 a Fase. RESOLUÇÃO: Professora Maria Antônia Gouveia.

PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA VESTIBULAR 2009 2 a Fase. RESOLUÇÃO: Professora Maria Antônia Gouveia. PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA VESTIBULAR 9 a Fase Professora Maria Antônia Gouveia Questão Na impressão de 8 cópias de uma mesma prova, foram usadas duas impressoras, A e B, sendo que B trabalhou dez minutos

Leia mais

1 B 1 Dado z = ( 1 + 3 i), então z n é igual a

1 B 1 Dado z = ( 1 + 3 i), então z n é igual a MATEMÁTICA NOTAÇÕES : conjunto dos números naturais : conjunto dos números inteiros : conjunto dos números racionais : conjunto dos números reais : conjunto dos números complexos i: unidade imaginária:

Leia mais

no de Questões A Unicamp comenta suas provas

no de Questões A Unicamp comenta suas provas Cad no de Questões A Unicamp comenta suas provas 99 SEGUNDA FASE 4 de Janeiro de 998 Matemática 0 prova de Matemática do Vestibular Unicamp procura identificar nos candidatos um conhecimento crítico e

Leia mais

MATEMÁTICA. 01. Considere a função f, com domínio e contradomínio o conjunto dos números

MATEMÁTICA. 01. Considere a função f, com domínio e contradomínio o conjunto dos números MATEMÁTICA 01. Considere a função f, com domínio e contradomínio o conjunto dos números reais, dada por f(x) = 3 cos x sen x, que tem parte de seu gráfico esboçado a seguir. Analise a veracidade das afirmações

Leia mais

Nesta aula iremos continuar com os exemplos de revisão.

Nesta aula iremos continuar com os exemplos de revisão. Capítulo 8 Nesta aula iremos continuar com os exemplos de revisão. 1. Exemplos de revisão Exemplo 1 Ache a equação do círculo C circunscrito ao triângulo de vértices A = (7, 3), B = (1, 9) e C = (5, 7).

Leia mais

ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA COLETÂNEA DE PROVAS DE MATEMÁTICA DO EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS.

ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA COLETÂNEA DE PROVAS DE MATEMÁTICA DO EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS. ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA COLETÂNEA DE PROVAS DE MATEMÁTICA DO EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE SARGENTOS ÁLGEBRA I: 003 a 013 Funções: definição de função; funções definidas por

Leia mais

XXIX Olimpíada de Matemática da Unicamp Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica Universidade Estadual de Campinas

XXIX Olimpíada de Matemática da Unicamp Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica Universidade Estadual de Campinas Gabarito da Prova da Primeira Fase Nível Alfa 1 Questão 1 Sabemos que a água do mar contém 3, 5% do seu peso em sal, isto é, um quilograma de água do mar contém 35 gramas de sal (a) Determine quantos litros

Leia mais

Questão 1 Descritor: D4 Identificar a relação entre o número de vértices, faces e/ou arestas de poliedros expressa em um problema.

Questão 1 Descritor: D4 Identificar a relação entre o número de vértices, faces e/ou arestas de poliedros expressa em um problema. SIMULADO SAEB - 2015 Matemática 3ª série do Ensino Médio GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO QUESTÕES E COMENTÁRIOS Questão 1 D4 Identificar a relação entre o número de vértices, faces

Leia mais

Pesquisa Operacional. Função Linear - Introdução. Função do 1 Grau. Função Linear - Exemplos Representação no Plano Cartesiano. Prof.

Pesquisa Operacional. Função Linear - Introdução. Função do 1 Grau. Função Linear - Exemplos Representação no Plano Cartesiano. Prof. Pesquisa Operacional Prof. José Luiz Prof. José Luiz Função Linear - Introdução O conceito de função é encontrado em diversos setores da economia, por exemplo, nos valores pagos em um determinado período

Leia mais

Prova de Matemática: 13/12/12 PROVA ITA

Prova de Matemática: 13/12/12 PROVA ITA Prova de Matemática: // PROVA ITA matemática Gabarito ITA Prova de Matemática: // matemática : conjunto dos números naturais : conjunto dos números inteiros : conjunto dos números reais M m x n ( ): conjunto

Leia mais

3ª série EM - Lista de Questões para a RECUPERAÇÃO FINAL - MATEMÁTICA

3ª série EM - Lista de Questões para a RECUPERAÇÃO FINAL - MATEMÁTICA 3ª série EM - Lista de Questões para a RECUPERAÇÃO FINAL - MATEMÁTICA 01. Um topógrafo pretende calcular o comprimento da ponte OD que passa sobre o rio mostrado na figura abaio. Para isto, toma como referência

Leia mais

Unidade: Vetores e Forças. Unidade I:

Unidade: Vetores e Forças. Unidade I: Unidade I: 0 Unidade: Vetores e Forças 2.VETORES 2.1 Introdução Os vetores são definidos como entes matemáticos que dão noção de intensidade, direção e sentido. De forma prática, o conceito de vetor pode

Leia mais

EXAME DE ACESSO PROFMAT - 2015 - SOLUÇÕES (B) 7 (E) 12

EXAME DE ACESSO PROFMAT - 2015 - SOLUÇÕES (B) 7 (E) 12 EXAME DE ACESSO PROFMAT - 015 - SOLUÇÕES 1. Se x é um número real tal que x + 1 x = 3, então x + 1 é igual a: x (A) 6 (D) 9 Resposta: B) (B) 7 (E) 1 (C) 8 Elevando ambos os membros da equação x + 1 = 3

Leia mais

SOLUÇÕES (B) 4 (B) 43 (C) 13 (D) 27 (E) 63

SOLUÇÕES (B) 4 (B) 43 (C) 13 (D) 27 (E) 63 EXAME DE ACESSO PROFMAT - 2014 SOLUÇÕES Questão 1. (Teorema de Pitágoras) Uma pirâmide de base quadrada tem todas as suas arestas congruentes, de medida 8. A altura da pirâmide (em relação à base quadrada)

Leia mais

Exercícios de Matemática Geometria Analítica Cônicas

Exercícios de Matemática Geometria Analítica Cônicas Eercícios de Matemática Geometria Analítica Cônicas ) (ITA-004) Considere todos os números z = + i que têm módulo e estão na elipse + 4 = 4. Então, o produto deles é igual a 9 49 8 4 ) (VUNESP-00) A figura

Leia mais

Geometria Plana Noções Primitivas

Geometria Plana Noções Primitivas Geometria Plana Noções Primitivas Questão 1 (CESGRANRIO-85) Numa carpintaria, empilham-se 50 tábuas, umas de 2 cm e outras de 5 cm de espessura. A altura da pilha é de 154 cm. A diferença entre o número

Leia mais

CPV O cursinho que mais aprova na fgv

CPV O cursinho que mais aprova na fgv O cursinho que mais aprova na fgv FGV economia a Fase 0/novembro/008 MTEMÁTI 0. umentando a base de um triângulo em 0% e reduzindo a altura relativa a essa base em 0%, a área do triângulo aumenta em %.

Leia mais

Derivação Implícita e Taxas Relacionadas

Derivação Implícita e Taxas Relacionadas Capítulo 14 Derivação Implícita e Taxas Relacionadas 14.1 Introdução A maioria das funções com as quais trabalhamos até agora é da forma y = f(x), em que y é dado diretamente ou, explicitamente, por meio

Leia mais

José Álvaro Tadeu Ferreira

José Álvaro Tadeu Ferreira UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Instituto de Ciências Exatas e Biológicas Departamento de Computação José Álvaro Tadeu Ferreira Cálculo Numérico Notas de aulas Resolução de Equações Não Lineares Ouro

Leia mais

Se ele optar pelo pagamento em duas vezes, pode aplicar o restante à taxa de 25% ao mês (30 dias), então. tem-se

Se ele optar pelo pagamento em duas vezes, pode aplicar o restante à taxa de 25% ao mês (30 dias), então. tem-se "Gigante pela própria natureza, És belo, és forte, impávido colosso, E o teu futuro espelha essa grandeza Terra adorada." 01. Um consumidor necessita comprar um determinado produto. Na loja, o vendedor

Leia mais

Ponto, reta e plano no espaço tridimensional, cont.

Ponto, reta e plano no espaço tridimensional, cont. Ponto, reta e plano no espaço tridimensional, cont. Matemática para arquitetura Ton Marar 1. Posições relativas Posição relativa entre pontos Dois pontos estão sempre alinhados. Três pontos P 1 = (x 1,

Leia mais

ITA - 2003 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

ITA - 2003 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR ITA - 2003 3º DIA MATEMÁTICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Matemática Questão 01 Seja z. Das seguintes afirmações independentes: argumento de ω. é (são) verdadeira(s) A) todas. C) apenas II e III.

Leia mais

A 'BC' e, com uma régua, obteve estas medidas:

A 'BC' e, com uma régua, obteve estas medidas: 1 Um estudante tinha de calcular a área do triângulo ABC, mas um pedaço da folha do caderno rasgou-se. Ele, então, traçou o segmento A 'C' paralelo a AC, a altura C' H do triângulo A 'BC' e, com uma régua,

Leia mais

Questão 1. Questão 2. Resposta

Questão 1. Questão 2. Resposta Instruções: Indique claramente as respostas dos itens de cada questão, fornecendo as unidades, se for o caso. Apresente de forma clara e ordenada os passos utilizados na resolução das questões. Expressões

Leia mais

Módulo 2 Unidade 7. Função do 2 grau. Para início de conversa... Imagine você sentado. em um ônibus, indo. para a escola, jogando uma

Módulo 2 Unidade 7. Função do 2 grau. Para início de conversa... Imagine você sentado. em um ônibus, indo. para a escola, jogando uma Módulo 2 Unidade 7 Função do 2 grau Para início de conversa... Imagine você sentado em um ônibus, indo para a escola, jogando uma caneta para cima e pegando de volta na mão. Embora para você a caneta só

Leia mais

Matriz de Referência de Matemática da 8ª série do Ensino Fundamental. Comentários sobre os Temas e seus Descritores Exemplos de Itens

Matriz de Referência de Matemática da 8ª série do Ensino Fundamental. Comentários sobre os Temas e seus Descritores Exemplos de Itens Matriz de Referência de Matemática da 8ª série do Ensino Fundamental TEMA I ESPAÇO E FORMA Comentários sobre os Temas e seus Descritores Exemplos de Itens Os conceitos geométricos constituem parte importante

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA DO VESTIBULAR 2013 DA UNICAMP-FASE 2. RESOLUÇÃO: PROFA. MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA DO VESTIBULAR 2013 DA UNICAMP-FASE 2. RESOLUÇÃO: PROFA. MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA RESOLUÇÃO D PROV DE MTEMÁTIC DO VESTIBULR 0 D UNICMP-FSE. PROF. MRI NTÔNI C. GOUVEI. Em de outubro de 0, Feli Baumgartner uebrou o recorde de velocidade em ueda livre. O salto foi monitorado oficialmente

Leia mais

DIDÁTIKA - RESOLUÇÕES DOS EXERCÍCIOS EXTRAS

DIDÁTIKA - RESOLUÇÕES DOS EXERCÍCIOS EXTRAS DIDÁTIKA - RESOLUÇÕES DOS EXERCÍCIOS EXTRAS 01. Na figura, ABCD é um quadrado e ADE é um triângulo retângulo em E. Se P é o centro do quadrado, prove que a semirreta EP é a bissetriz do ângulo AED. Resolução.

Leia mais

RESOLUÇÀO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR DA FUVEST_2007_ 2A FASE. RESOLUÇÃO PELA PROFA. MARIA ANTÔNIA CONCEIÇÃO GOUVEIA

RESOLUÇÀO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR DA FUVEST_2007_ 2A FASE. RESOLUÇÃO PELA PROFA. MARIA ANTÔNIA CONCEIÇÃO GOUVEIA RESOLUÇÀO DA PROVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR DA FUVEST_007_ A FASE RESOLUÇÃO PELA PROFA MARIA ANTÔNIA CONCEIÇÃO GOUVEIA Questão Se Amélia der R$3,00 a Lúcia, então ambas ficarão com a mesma quantia Se Maria

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA VESTIBULAR 2010 1 a Fase. RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia.

PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA VESTIBULAR 2010 1 a Fase. RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia. PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA VESTIBULAR 010 1 a Fase Profa Maria Antônia Gouveia QUESTÃO 01 Sobre números reais, é correto afirmar: (01) Se m é um número inteiro divisível por e n é um número inteiro divisível

Leia mais

Vetores. Definição geométrica de vetores

Vetores. Definição geométrica de vetores Vetores Várias grandezas físicas, tais como por exemplo comprimento, área, olume, tempo, massa e temperatura são completamente descritas uma ez que a magnitude (intensidade) é dada. Tais grandezas são

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA DA UNICAMP VESTIBULAR 2011 1 a Fase. RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia.

PROVA DE MATEMÁTICA DA UNICAMP VESTIBULAR 2011 1 a Fase. RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia. PROVA DE MATEMÁTIA DA UNIAMP VESTIULAR 011 1 a Fase Profa Maria Antônia Gouveia QUESTÃO 1 Recentemente, um órgão governamental de pesquisa divulgou que, entre 006 e 009, cerca de 5, milhões de brasileiros

Leia mais

LISTA de RECUPERAÇÃO MATEMÁTICA

LISTA de RECUPERAÇÃO MATEMÁTICA LISTA de RECUPERAÇÃO Professor: ARGENTINO Recuperação: O ANO DATA: 0 / 06 / 015 MATEMÁTICA 1. A figura representa duas raias de uma pista de atletismo plana. Fábio (F) e André (A) vão apostar uma corrida

Leia mais

Uma Introdução às Construções Geométricas

Uma Introdução às Construções Geométricas page 1 Uma Introdução às Construções Geométricas Eduardo Wagner page 2 Texto já revisado pela nova ortografia. page 3 Eισαγωγή στ ις Γεωµετ ρική κατ ασκευές Eduardo Wagner page 4 page i Apresentação Oι

Leia mais

Equipe de Matemática MATEMÁTICA

Equipe de Matemática MATEMÁTICA Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 10B Ensino Médio Equipe de Matemática Data: MATEMÁTICA Função Afim Um vendedor recebe, mensalmente, um salário que é composto por uma parte fixa de R$ 3.000,00 e uma

Leia mais

PROVA OBJETIVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR 2013 - FGV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia C. Gouveia

PROVA OBJETIVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR 2013 - FGV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia C. Gouveia PROVA OBJETIVA DE MATEMÁTICA VESTIBULAR 0 - FGV CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Profa. Maria Antônia C. Gouveia. O PIB per capita de um país, em determinado ano, é o PIB daquele ano dividido pelo número de habitantes.

Leia mais

TIPO DE PROVA: A. Questão 4. Questão 1. Questão 2. Questão 5. Questão 3. Questão 6. alternativa D. alternativa C. alternativa D.

TIPO DE PROVA: A. Questão 4. Questão 1. Questão 2. Questão 5. Questão 3. Questão 6. alternativa D. alternativa C. alternativa D. Questão TIPO DE PROVA: A Um pintor pintou 0% de um muro e outro pintou 60% do que sobrou. A porcentagem do muro que falta pintar é: a) 0% b) % c) % d) 8% e) % O primeiro pintou 0% do muro, logo restou

Leia mais

Equipe de Elaboração

Equipe de Elaboração 1 Governador de Pernambuco Paulo Henrique Saraiva Câmara Secretário de Educação Frederico da Costa Amancio Secretário Executivo de Planejamento e Coordenação Severino José de Andrade Júnior Secretária

Leia mais

FUVEST VESTIBULAR 2006. RESOLUÇÃO DA PROVA DA FASE 1. Por Professora Maria Antônia Conceição Gouveia. MATEMÁTICA

FUVEST VESTIBULAR 2006. RESOLUÇÃO DA PROVA DA FASE 1. Por Professora Maria Antônia Conceição Gouveia. MATEMÁTICA FUVEST VESTIBULAR 006. RESOLUÇÃO DA PROVA DA FASE 1. Por Professora Maria Antônia Conceição Gouveia. MATEMÁTICA 1. A partir de 64 cubos brancos, todos iguais, forma-se um novo cubo. A seguir, este novo

Leia mais

Uma função f de domínio A e contradomínio B é usualmente indicada por f : A B (leia: f de A em B).

Uma função f de domínio A e contradomínio B é usualmente indicada por f : A B (leia: f de A em B). Instituto de Ciências Exatas - Departamento de Matemática Cálculo I Profª Maria Julieta Ventura Carvalho de Araujo Capítulo : Funções.- Definições Sejam A e B dois conjuntos não vazios. Uma função f de

Leia mais

Notas de aulas. André Arbex Hallack

Notas de aulas. André Arbex Hallack Cálculo I Notas de aulas André Arbex Hallack Julho/007 Índice 0 Preliminares 0. Números reais.................................... 0. Relação de ordem em IR.............................. 3 0.3 Valor absoluto....................................

Leia mais

EXERCÍCIOS 3º ANO ENS. MÉDIO NÚMEROS BINOMIAIS e POLINÔMIOS.

EXERCÍCIOS 3º ANO ENS. MÉDIO NÚMEROS BINOMIAIS e POLINÔMIOS. EXERCÍCIOS º ANO ENS. MÉDIO NÚMEROS BINOMIAIS e POLINÔMIOS. 0 1. Dado o número binomial, temos: 18 a)190 b)180 c)80 d)0 e)n.d.a. 1. Dado o binômio x, determine o polinômio que representa sua solução:.

Leia mais

Soluções dos Exercícios do Capítulo 5

Soluções dos Exercícios do Capítulo 5 A MATEMÁTICA DO ENSINO MÉDIO Volume 1 Soluções dos Exercícios do Capítulo 5 5.1. Menor do que o dobro, pois na segunda metade da corrida não foi cobrada a bandeirada. Algebricamente: se f(x) = ax + b então

Leia mais

Universidade Federal de Viçosa Departamento de Matemática 3 a Lista de exercícios de Cálculo III - MAT 241

Universidade Federal de Viçosa Departamento de Matemática 3 a Lista de exercícios de Cálculo III - MAT 241 Universidade Federal de Viçosa Departamento de Matemática a Lista de exercícios de Cálculo III - MAT 41 1. Calcule, se existirem, as derivadas parciais f f (0, 0) e (0, 0) sendo: x + 4 (a) f(x, ) = x,

Leia mais

Questão 2. Questão 1. Questão 3. Resposta. Resposta

Questão 2. Questão 1. Questão 3. Resposta. Resposta Instruções: Indique claramente as respostas dos itens de cada questão, fornecendo as unidades, caso existam. Apresente de forma clara e ordenada os passos utilizados na resolução das questões. Expressões

Leia mais

MAT 5A AULA 13 13.01. a 10 = a 1 + (10 1) r. a 10 = 1 + 9 3. a 10 = 28 13.02. a n = a 1 (n 1) r. a n = 2 + (n 1) 2. a n = 2n 13.03

MAT 5A AULA 13 13.01. a 10 = a 1 + (10 1) r. a 10 = 1 + 9 3. a 10 = 28 13.02. a n = a 1 (n 1) r. a n = 2 + (n 1) 2. a n = 2n 13.03 MAT 5A AULA 13 13.01 a 10 = a 1 + (10 1) r a 10 = 1 + 9 3 a 10 = 8 13.0 a n = a 1 (n 1) r a n = + (n 1) a n = n 13.03 a 1 = a 1 + (1 1) r a 1 = 5 + 0 a 1 = 45 13.04 a 1 = 19 r = a n = 73 73 = 19 + (n 1)

Leia mais

TABELA DE FERRAMENTAS GEOGEBRA 4

TABELA DE FERRAMENTAS GEOGEBRA 4 TABELA DE FERRAMENTAS GEOGEBRA 4 JANELA 1 JANELA 2 JANELA 3 JANELA 4 JANELA 5 JANELA 6 JANELA 7 JANELA 8 JANELA 9 JANELA 10 JANELA 11 JANELA 12 Mover Novo Ponto Reta definida Reta Polígono Círculo Elipse

Leia mais

a soma dois números anteriores da primeira coluna está na segunda coluna: (3m +1) + (3n +1) = 3(m + n) + 2.

a soma dois números anteriores da primeira coluna está na segunda coluna: (3m +1) + (3n +1) = 3(m + n) + 2. OBMEP 01 Nível 3 1 QUESTÃO 1 ALTERNATIVA A Basta verificar que após oito giros sucessivos o quadrado menor retorna à sua posição inicial. Como 01 = 8 1+ 4, após o 01º giro o quadrado cinza terá dado 1

Leia mais

α rad, assinale a alternativa falsa.

α rad, assinale a alternativa falsa. Nome: ºANO / CURSO TURMA: DATA: 0 / 09 / 0 Professor: Paulo (G - ifce 0) Considere um relógio analógico de doze horas O ângulo obtuso formado entre os ponteiros que indicam a hora e o minuto, quando o

Leia mais

Seu pé direito nas melhores faculdades

Seu pé direito nas melhores faculdades Seu pé direito nas melhores faculdades IBMEC 0/junho/007 NÁLISE QUNTITTIV E LÓGIC OBJETIV. Numa lanchonete, um salgado e um refrigerante custam, respectivamente, X e Y reais. Pedro, que comprou X salgados

Leia mais

Matemática 3. Aula 1. Geometria Plana. A escolha de quem pensa! 1

Matemática 3. Aula 1. Geometria Plana. A escolha de quem pensa! 1 Matemática Aula 1 Geometria Plana 01. A bandeira do Brasil, hasteada na Praça dos Três Poderes, em Brasília, é uma das maiores bandeiras hasteadas do mundo. A figura abaixo indica as suas medidas de acordo

Leia mais

(a) 9. (b) 8. (c) 7. (d) 6. (e) 5.

(a) 9. (b) 8. (c) 7. (d) 6. (e) 5. 41. Num supermercado, são vendidas duas marcas de sabão em pó, Limpinho, a mais barata, e Cheiroso, 30% mais cara do que a primeira. Dona Nina tem em sua carteira uma quantia que é suficiente para comprar

Leia mais

XXVIII Olimpíada de Matemática da Unicamp Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica Universidade Estadual de Campinas

XXVIII Olimpíada de Matemática da Unicamp Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica Universidade Estadual de Campinas Gabarito da Prova da Segunda Fase Nível Beta 1 Questão 1 Dentre todos os losangos cuja soma das medidas das diagonais é igual a L centímetros, determine: (a) o losango de maior área possível e a medida

Leia mais

SIMULADO. Matemática. 2 (Unimontes-MG) 1 (Enem)

SIMULADO. Matemática. 2 (Unimontes-MG) 1 (Enem) (Enem) (Unimontes-MG) A resolução das câmeras digitais modernas é dada em megapixels, unidade de medida que representa um milhão de pontos. As informações sobre cada um desses pontos são armazenadas, em

Leia mais

Cálculo I -A- Humberto José Bortolossi. Parte 1 Versão 0.9. [Folha 1] Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense

Cálculo I -A- Humberto José Bortolossi. Parte 1 Versão 0.9. [Folha 1] Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense [Folha 1] Cálculo I -A- Humberto José Bortolossi Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense Parte 1 Versão 0.9 Parte 1 Cálculo I -A- 1 Conteúdo do curso [Folha 2] Apresentação

Leia mais

2. Função polinomial do 2 o grau

2. Função polinomial do 2 o grau 2. Função polinomial do 2 o grau Uma função f: IR IR que associa a cada IR o número y=f()=a 2 +b+c com a,b,c IR e a0 é denominada função polinomial do 2 o grau ou função quadrática. Forma fatorada: a(-r

Leia mais

MATEMÁTICA RETAS. ( ) Se A for uma matriz tal que a inversa de 2A é

MATEMÁTICA RETAS. ( ) Se A for uma matriz tal que a inversa de 2A é MATEMÁTICA RETAS. F.I.Anápolis-GO Uma das diagonais de um quadrado está contida na reta: =. A equação da reta suporte da outra diagonal e que passa pelo ponto V(4, ) é: a) = b) + = c) = 6 d) = 6 e) + =.

Leia mais

( ) = = MATEMÁTICA. Prova: 28/07/13. Questão 17. Questão 18

( ) = = MATEMÁTICA. Prova: 28/07/13. Questão 17. Questão 18 Prova: 8/07/13 MATEMÁTICA Questão 17 A equação x 3 4 x + 5x + 3 = 0 possui as raízes m, p e q. O valor da expressão m + p + q é pq mq mp (A). (B) 3. (C). (D) 3. Gabarito: Letra A. A expressão é igual a:

Leia mais

Capítulo 3. Cálculo Vetorial. 3.1 Segmentos Orientados

Capítulo 3. Cálculo Vetorial. 3.1 Segmentos Orientados Capítulo 3 Cálculo Vetorial O objetivo deste capítulo é o estudo de vetores de um ponto de vista geométrico e analítico. De acordo com a necessidade, a abordagem do assunto será formal ou informal. O estudo

Leia mais

RASCUNHO {a, e} X {a, e, i, o}?

RASCUNHO {a, e} X {a, e, i, o}? 01. Qual o número de conjuntos X que satisfazem a relação {a, e} X {a, e, i, o}? a) d) 7 b) 4 e) 5 c) 6 0. Considere os conjuntos A = {n.a n N} e B = {n.b n N} tal que a e b são números naturais não nulos.

Leia mais

RESOLUÇÃO Matemática APLICADA FGV Administração - 14.12.14

RESOLUÇÃO Matemática APLICADA FGV Administração - 14.12.14 FGV Administração - 1.1.1 VESTIBULAR FGV 015 1/1/01 RESOLUÇÃO DAS 10 QUESTÕES DE MATEMÁTICA DA PROVA DA TARDE MÓDULO DISCURSIVO QUESTÃO 1 Um mapa de um pequeno parque é uma região em forma de quadrilátero,

Leia mais

CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV

CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV FGV ADM 31/maio/015 Prova A MATEMÁTICA 01. Fabiana recebeu um empréstimo de R$ 15 000,00 a juros compostos à taxa de 1% ao ano. Um ano depois, pagou uma parcela de

Leia mais

Função do 2º Grau. V(x) 3x 12x. C(x) 5x 40x 40.

Função do 2º Grau. V(x) 3x 12x. C(x) 5x 40x 40. Função do º Grau. (Espcex (Aman) 04) Uma indústria produz mensalmente x lotes de um produto. O valor mensal resultante da venda deste produto é dado por C(x) 5x 40x 40. V(x) 3x x e o custo mensal da produção

Leia mais

Gabarito - Matemática - Grupos I/J

Gabarito - Matemática - Grupos I/J 1 a QUESTÃO: (1,0 ponto) Avaliador Revisor Para a estréia de um espetáculo foram emitidos 1800 ingressos, dos quais 60% foram vendidos até a véspera do dia de sua realização por um preço unitário de R$

Leia mais