Classe Insecta FILO ARTROPODA. Características Gerais. Classificação (Sistemática)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Classe Insecta FILO ARTROPODA. Características Gerais. Classificação (Sistemática)"

Transcrição

1 FILO ARTROPODA Classe Insecta Conceito Os insetos são artrópodos, geralmente com asas, de respiração traqueal, excreção por tubos de Malpighi, díceros, portadores de três pares de patas que partem do tórax (hexápodes) é a classe mais numerosa do filo, pois correspondem a 97% dos Artropoda, ou seja, mais de espécies. Os insetos são os animais mais bem-sucedidos da natureza. São também os mais numerosos e sofrem adaptações aos mais diversos ambientes e aos mais diferentes meios de vida. Características Gerais Os Arthropoda apresentam: - Exoesqueleto quitinoso, sujeito a mudas ou ecdises; - Patas e corpo articulados (Áthron = articulação; podos = pés, patas) e segmentados (metameria homô-noma e heterônoma); Habitat o mais variado (terrestre), aquático, aéreo, orgânico; Simetria bilateral, celomados, esquizocélios, triblásticos, protostômios; Cerca de de espécies (trata-se do filo mais numeroso); Importância médica, agronômica, veterinária, alimentar, econômica, etc. Morfologia Externa Os insetos apresentam o corpo dividido em três regiões: cabeça, tórax e abdômen. Os olhos são compostos facetados ou múltiplos, constituídos de unidades visuais chamados omatídios, podendo existir milhares num só olho composto. Também há olhos simples ditos ocelos. Os ocelos são sensíveis à luz e à sombra, mas não formam imagens. Os olhos compostos formam imagens quadriculadas dos objetos, isto é, cada omatídio (unidade vi-sual) enxerga uma parte do objeto. Os olhos compostos também percebem (identificam) algumas cores. Classificação (Sistemática) As cinco principais classes do filo arthropoda são: Insecta - Exemplos: moscas, besouros, baratas, pulgas, piolhos, percevejos, gafanhotos, pernilongos, abelhas, cupins, formigas. Arachnida - Exemplos: aranhas, escorpiões, carrapatos. Crustácea - Exemplos: camarões, siris, caranguei-jos, lagostas, pitu, tatuzinhos-de-jardim, baratinhas-de-praia. Chilopoda - Exemplos: lacraias, centopéias. Diplopoda - Exemplos: piolhos-de-cobra (gongolôs ou embuás) 1

2 Respiração Digestão O tubo é completo, contando inclusive com glândulas salivares, fígado e pâncreas (fundidos em hepatopâncreas). O tubo digestivo é composto por: boca, faringe (muscular), esôfago, papo (armazenamento), moela ou proventrículo (trituração), estômago (ventrículo) ligado aos cecos gástricos (produz enzimas digestivas), intestino (absorção), reto e ânus. O sistema respiratório dos insetos é do tipo traqueal. Na parede do corpo (tórax e abdômen) existem orifícios, denominados estigmas, ligados a tubos, traquéias, muito ramificados e que chegam até as proximidades de cada célula do corpo por meio das tra-quéias e traqueíolas (ramificações finíssimas das tra-quéias). Alguns insetos possuem sacos aéreos (gafanhotos) - dilatações das traquéias, que servem como reserva-tório de ar. O ar atmosférico em oxigênio, atinge todas as células do corpo e o gás carbônico por elas produzido se difunde para o meio ambiente. As traquéias dos insetos Aparalhos Bucais A) Troncos grandes e ramos. B) Parede celular de um tubo traqueal e seu filamento espiralado. C) Ramos terminais ao redor de fibras musculares. D) Traqueíolas finas distribuídas sobre fibras musculares. Circulação O sistema circulatório dos insetos é do tipo aberto ou lacunar; o coração é dorsal, mandando sangue (tam-bém chamado hemolinfa) às lacunas entre os órgãos. A grande diferença entre o sistema circulatório dos insetos e crustáceos é que nos primeiros não existem pigmentos respiratórios, tais como ao hemocianina presente nos crustáceos. A função do sistema circulatório é transportar alimentos e substâncias respiratórias. Portanto, nos insetos, o sistema respiratório não está associado ao circulatório, como acontece em outros animais, inclusive em outros artrópodes. 2

3 Excreção A eliminação das excreções que circulam no sangue dos insetos é feita através de estruturas filiformes, os túbulos de Malpighi. Estes túbulos estão mergulhados na cavidade corporal, em contato com o sangue, de onde removem as excreções (ácido úrico, uréia, sais). Seus dutos excretores desembocam no intestino, onde os produtos de excreção são lançados e sendo então, eliminados com as fezes. Coordenação O sistema nervoso, muito semelhante ao dos anelídeos, é constituído por gânglios cerebróides e uma cadeia ganglionar ventral (hiponeuros). Hemimetábolos: Outros insetos podem durante seu desenvolvimento, passar por mudanças graduais ou incompletas. Assim que saem do ovo, são chamados ninfas (sem asas e sem sistema reprodutor mas com olhos compostos), tendo alguma semelhança com o adulto. Com as sucessivas mudas, o jovem vai sofrendo uma metamorfose incompleta que culmina com a transformação no adulto, chamado imago. Insetos que sofrem metamorfose incompleta são chamados hemimetábolos (de hemi = metade e de metabolé = mudança ). Obs: As ninfas aquáticas são ditas náiades, e as ninfas de gafanhoto, saltão. Reprodução Os insetos são organismos dióicos. O macho e a fêmea podem geralmente, ser distinguidos externamente, ou seja, apresentam dimorfismo sexual evidente. A reprodução inicia-se com a cópula. O macho introduz o pênis na vagina da fêmea e ejacula, isto é, elimina seus espermatozóides. Estes vão até a espermateca, onde são armazenados temporariamente. Os óvulos produzidos pelos ovários descem pelos ovidutos e, ao passarem pela espermateca, são fecundados pelos espermatozóides ali presentes, sendo eliminados em seguida. A fecundação é, portanto, interna. Em alguns insetos, a porção terminal do abdômen da fêmea forma uma projeção, o ovopositor, que serve para perfurar o solo, frutas ou mesmo outros animais e aí introduzir seus ovos. O desenvolvimento dos ovos dos insetos pode ser direto ou indireto. Durante o desenvolvimento do ovo, a maioria dos insetos sofre metamorfose. Dependendo do grau de metamorfose, eles são classificados em três tipos: Ametábolos: Alguns insetos podem eclodir do ovo já com forma semelhante ao adulto. Ocorrem mudas su-cessivas durante o seu desenvolvimento, o que é ne-cessário para que possam crescer, já que seu exoesqueleto quitinoso é rígido. Quando atingem o estágio adulto, as mudas cessam. Insetos deste tipo, em que o jovem é muito semelhante ao adulto, são denominados ametábolos (de a = não e de metabolé = mudança ). Exemplo: traça (Lepisma sp.), que pertencente à ordem Thysanura. Holometábolos: Em outros insetos, do ovo eclode um pequeno organismo vermiforme com corpo segmentado, que pode ou não ter pernas, mas não tem olhos nem asas. Esta fase vermiforme é chamada larva (sem olhos compostos) e passa por sucessivas mudas, transformando-se em uma pupa. A pupa difere da larva por apresentar, geralmente, menor movimentação. Na pupa ocorrem profundas mudanças; os tecidos larvais são destruídos e novos tecidos, características do adulto, são formados. A fase de pupa representa, assim, o mo-mento da transformação da larva no adulto. Uma vez formado, o adulto romperá a cutícula pupal e emergirá a partir daí não sofrerá mais nenhuma muda. O termo crisálida é mais usada para borboletas e mariposas e pupas para moscas e mosquitos. Pupa e crisálida não se nutrem, mas sofrem muitas modificações para se transformar no imago. A transformação da pupa em adulto é a metamorfose completa, e os insetos que a possuem são chamados holometábos (de hólos = total ee de metabolé = mudança). 3

4 Direto Classe Crustacea DESENVOLVIMENTO (Ametábolos = sem metamorfose) Primitivamente sem asas Indireto (Metábolos = com metamorfose) Primitvamente com asas Ovo adulto (imago) Metamorfose Incompleta (Hemimetábolos) Ovo Ninfa adulto (imago) Metamorfose Completa (Holometábolos) Ovo Larva Pupa Adulto (imago) Ex.: traças-de-livro Ex.: percevejos, baratas, gafanhotos, louva-a-deus, grilos, cigarras Ex.:moscas, mosquitos, borboletas, besouros, abelhas, formigas, cupins. Morfologia Externa Geralmente o corpo divide-se em cefalotórax e abdômen. Não há um número uniforme de patas, mas nos crustáceos superiores (camarão, lagosta, siri, caranguejo, etc.) aparecem sempre cinco pares de patas (decápodos) torácicas chamadas pereópodos. Os crustáceos são portadores de um par de mandíbulas, dois pares de maxilas e dois pares de antenas. Os três primeiros apêndices torácicos dos crustáceos superiores estão voltados para a boca, auxiliando a alimentação: são as chamadas patas mastigadoras ou maxilípedes. Os cinco pares de apêndices torácicos (pereópodos) restantes servem para a defesa, ataque, captura do alimento e locomoção, sendo que o primeiro pode estar transformado em quela, uma pinça forte usada na defesa ou na apreensão do alimento. Os olhos são compostos (formados por omatídios). O abdômen apresenta, freqüentemente, apêndices para natação (pleópodos) e transporte de ovos nas fêmeas, como no camarão, mas no caso do siri e do caranguejo abdômen menos desenvolvido é dobrado para baixo do cefalotórax. Digestão e Respiração O sistema digestório dos crustáceos é composto pela boca ventral (situada entre as mandíbulas), à qual se segue um curto esôfago, que se abre no estômago. O alimento capturado é levado às mandíbulas, onde é triturado e ingerido. Sob o estômago, situam-se duas glândulas digestivas, chamadas hepatopâncreas, que produzem as enzimas digestivas secretadas no estômago. O alimento digerido no estômago é absorvido no intestino, lançado no sangue e distribuído por todo o corpo. Os restos não digeridos são eliminados pelo ânus. A respiração é feita por brânquias, ramificações laterais situadas na base das patas. Elas são protegidas por abas do exoesqueleto, que podem formar câmaras cheias de água, permitindo o afastamento temporário de meio aquático, como nos caranguejos e baratas de praia. Em pequenos crustáceos a respiração pode ser 4

5 cutânea, e nos tatuzinhos-de-jardim aparecem ramificações semelhantes às traquéias. As formas terrestres apresentam também respiração branquial, o que exige que vivam em ambientes que umedeçam suficientes seus filamentos branquiais e permitam a difusão dos gases. Este é o caso, por exemplo, dos tatuzinhos-de-jardim. Certos caranguejos podem afastar-se da água por certo tempo, pois levam água nas câmaras onde se alojam as brânquias, impedindo que estas sequem e deixem de efetuar as trocas respiratórias. Circulação, Excreção e Coordenação O sistema circulatório, transportador de alimento, oxigênio e gás carbônico por todo o corpo, além das ex-creções produzidas pelas células, é constítuido por um coração dorsal, de onde partem vasos que levam o sangue para todos os órgãos. Ao chegar nos diversos órgãos, o sangue abandona os vasos e cai em lacunas, onde ocorrem trocas gasosas, ficando o sangue carregado de CO2. O sangue, agora oxigenado, segue por lacunas até o coração, onde penetra por fendas nele presentes, sendo bombeado e redistribuído ao corpo. Podem apresentar hemocianina dissolvida no plasma. Os resíduos orgânicos presentes no sangue e nas cavidades do corpo são retirados e excretados por um par de estruturas denominadas glândulas verdes ou antenárias. Estes órgãos de excreção localizam-se na região anterior do corpo, próximo às antenas. Das glândulas verdes, partem dutos que se abrem nos poros excretores, a base ventral das antenas. Como nos anelídeos, o sistema nervoso dos crustáceos é ventral. Na região anterior, vários gânglios fundidos constituem o cérebro, ao qual segue a cadeia ventral. Do cérebro e da cadeia nervosa partem prolongamentos que chegam aos músculos e às estruturas (antenas, olhos e pêlos sensitivos). A maioria dos crustáceos apresenta sexos separados. Quando um macho e uma fêmea sexualmente maduros se encontram, pode ocorrer a cópula. O macho vira a fêmea de ventre para cima e encosta seu abdome contra o dela. Com o auxílio dos apêndices abdominais tubulares, transfere seus espermatozóides para os receptáculols seminais da fêmea, que se situam ventralmente na região do cefalotórax. Após a cópula, os parceiros se separam. Mais tarde, a fêmea ovula, e os óvulos são fecundados externamente., ficando aderidos por uma matriz mucosa ao seu abdome. Dos ovos podem emergir indivíduos jovens semelhantes aos pais (desenvolviomento direto) ou formas larvais (desenvolvimento indireto), dependendo da espécie considerada. Classe Chilopoda Os quilópodos (do grego Khylos = mil ou cheilos = lábio e podós = pés) são animais conhecidos popularmente como centopéias ou lacrais. Têm o corpo longo, cilíndrico, ligeiramente achatado dorsoventralmente, segmentado em numerosos anéis, nos quais se prendem as patas articuladas (um par para cada segmento). A divisão do corpo é simples, compreendendo apenas a cabeça e o tronco. Há um par de antenas longas e o primeiro par de patas está adaptado para a inoculação de peçonha (forcípulas). A peçonha (veneno) tem ação bastante doloro-sa, mas dificilmente mortal. Reprodução 5

6 Classe Diplopoda Os diplopodos (do grego diplos = duplo e podós = pés) são muito aparentados com os quilópodos. Durante muito tempo diplópodos e quilópodos foram estudados numa classe única, então chamada Myriapoda (do grego myriás = dez mil, e podós = pés). Os dipló-podos se caracterizam, todavia, por ter dois pares de patas articuladas em cada segmento como consequên-cia da soldadura dos segmentos dois a dois (os quilópo-dos têm apenas um) e são todos inofensivos, já que não possuem glândulas secretoras de peçonha. Vivem em buracos no solo. Enroscam-se quando agredidos, são vulgarmente conhecidos como gongolôs, embuás ou piolho-de-cobra (piolho, aqui tem sentido de diminutivo irônico). Cientificamente: Julus maximus. uma cavidade, que se comunica com o exterior por uma abertura chamada estigma. As lâminas são muito vascularizadas, o que permite a hematose. Quando existe apenas um par de filotraquéias, é comum existir tam-bém uma traquéia ramificada que completa a respiração. Classe Arachnida Principais Características Corpo dividido em cefalotórax e abdômen. Presença de quatro pares de patas (animais octópodos). Ausência de antenas (são áceros). Presença de palpos (apêndices semelhantes a patas, mas sem finalidade de locomoção; servem para prender vítimas e alimentos ou possuem função sexual). Muitas espécies peçonhetas e perigosas. Outras são parasitas (sarna, acne cravo, carrapatos), ocorrendo, através de algumas, a transmissão de doenças infectocontagiosas. Na maioria, respiração por filotraquéias (ou pulmõeslivro), traquéias normais ou ambos os processos. Digestão As aranhas são predadoras principalmente de insetos, saltando sobre eles ou aprisionando-os em suas teias. O sistema digestivo é completo, porém sem mandíbulas, razão pela qual o intestino despeja enzimas sobre a presa, para iniciar a digestão extracorpórea. Quando a presa torna-se liquefeita, é aspirada pelo estômago sugador para completar a digestão. Respiração A respiração processa-se através de filotraquéias ou pulmões foliáceos. Encontramos no abdômen os estigmas das filotraquéias (2 ou 4 pares de cada lado). Estas são um tipo especial de traquéia formada por 15 a 20 lâminas dispostas como as páginas de um livro, alojadas dentro de Circulação É do tipo aberta, como nos demais artrópodos, sen-do o coração dorsal circundado por um pericárdio. O sangue é incolor contém corpúsculos amebóides e he-mocianina dissolvida. Excreção É realizada por túbulos de Malpighi pares, ligados ao intestino e por um ou dois pares de glândulas coxais situados no assoalho do cefalotórax. O principal produto de excreção é a guanina. Sistema Nervoso Como nos demais artrópodes é do tipo ganglionar e posição ventral. Os orgãos dos sentidos podem ser pêlos sensitivos, olhos e fendas sensitivas. Os olhos são simples (oce-los), os pêlos são abundantes e fornecem informações sobre objetos próximos, gravidade, movimento do ar, etc. Reprodução Os sexos são geralmente separados (dióicos) e a fecundação é interna. Nas aranhas, o macho produz uma bolsa de seda com espermatozóides e com o palpo coloca-a no oríficio genital da fêmea. Em alguns casos, o macho é comido pela fêmea após a cópula. Nos escorpiões, o macho deposita um espermatóforo no chão e, durante a dança de corte, ajeita a fêmea, de modo que o espermatóforo entre em seu poro genital. Nos escorpiões e nas aranhas, o desenvolvimento é direto, mas nos acarinos é indireto, isto é, aparece uma larva (hexápoda) seguida de uma ninfa (octópodo) e finalmente o adulto. 6

7 TESTES 01. (FUVEST-SP) Quais das afirmações abaixo são válidas para os insetos? 01) As células do animal estão em contato direto com o ar. 02) A hemoglobina transporta o oxigênio e o gás carbônico. 04) A obliteração de uma das aberturas do aparelho respiratório causará a morte do animal. 08) O animal vive apenas em ambiente de baixa concentra-ção de oxigênio. 16) O animal forma dióxido de carbono na respiração. 02. São características dos artrópodos: 01) Exoesqueleto quitinoso. 02) Corpo segmentado. 04) Ausência de celoma. 08) Três folhetos embrionários. 16) Sistema circulatório fechado. 03. Assinale os animais abaixo relacionados que apresentem as seguintes características: duas antenas, corpo dividido em cabeça, tórax e abdome e 3 pares de patas: 01) Camarão. 02) Mosca. 04) Borboleta. 08) Grilo. 16) Aranha. 32) Escorpião. 04. (UNIMED) O artrópodo que apresenta as seguintes características: corpo com abdômen e cefalotórax, ausência de antenas e oito patas é: a) Camarão. b) Inseto. c) Quilópode. d) Aranha. e) Diplópode. 05. (LAVRAS) As características abaixo relacionadas referemse a organismos do Phylum Artropoda: I. Cefalotórax; antenas e mandíbulas ausentes; quatro pares de patas locomotoras; olhos simples; respiração por traquéias ou filotraquéias; fecundação interna. II. Dois pares de antenas; olhos compostos ou simples; respiração por brânquias ou pela superfície do corpo; cefalotórax recoberto por carapaça. III. Corpo composto de cabeça, tórax e abdômen; 1 par de antenas; mandíbulas e maxilas presentes; olhos compostos; fecundação interna; 3 pares de patas locomotivas. IV. Cabeça com 1 par de antenas, mandíbulas presemntes; corpo com 15 ou mais pares de patas locomotoras; olhos compostos ou simples. Assinale a opção que contenha a seqüência correta dos organismos que apresentam as características acima citadas: a) Aracnídeos - Miriápodes - Insetos - Crustáceos. b) Crustáceos - Aracnídeos - Insetos - Miriápodes. c) Insetos - Miriápodes - Crustáceos - Aracnídeos. d) Aracnídeos - Crustáceos - Insetos - Miriápodes. e) Miriápodes - Insetos - Crustáceos - Aracnídeos. Observação: Antigamente, quilópodos e diplópodos formavam um único grupo denominado miriápodes. 06. Piolho-de-cobra e lacraia são exemplos respectivos de: a) quilópodo e diplópodo. b) crustáceo e diplópodo. c) diplópodo e quilópodo. d) quilópodo e aracnídeo. e) diplópodo e inseto. 07. (UFPR) Artrópodos têm exoesqueleto quitinoso e apêndices articulados variáveis. Assinale as afirmações corretas: 01) As moscas têm seis patas, duas antenas curtas e apêndices bucais (mandíbulas). 02) Os camarões têm as brânquias nas partes próximas dos seus apêndices abdominais. 04) As aranhas utilizam as quelíceras para secretar suas teias. 08) A abelha operária defende sua colméia com o ferrão, que é um ovipositor modificado. 16) As borboletas se alimentam de líquidos por meio das maxilas transformadas em espirotromba. 32) Os piolhos-de-cobra (Diplopoda) tem corpo longo, cilíndrico, com muitos segmentos, cada um com dois pares de pernas. 08. Assinale as opções nas quais o nome da estrutura esteja de acordo com a função desempenhada e o grupo animal a que pertence: 01) Túbulos de Mapighi - excreção nos insetos. 02) Filotraquéias - Excreção nas aranhas. 04) Glândulas verdes - Respiração nos crustáceos. 08) Traquéias - Respiração em insetos. 16) Glândulas coxais - Excreção em minhocas. 09. (UFCE) Quanto à morfologia dos animais, podemos afir-mar corretamente: 01) O exoesqueleto é uma estrutura típica dos artrópodes. 02) Os insetos apresentam o corpo dividido em cabeça, tórax e abdômen. 04) As aranhas apresentam quatro pares de patas. 08) Os crustáceos apresentam dois pares de antenas. 16) Entre os artrópodos, os únicos que não têm o corpo segmentado são os escorpionídeos. 32) Os insetos ápteros são aqueles desprovidos de antenas. 10. São características dos aracnídeos: 01) Quatro pares de patas. 02) Ausência de antenas. 04) Corpo dividido em cabeça, tórax e abdome. 08) Respiração branquial. 11. Pertencem à classe Arachnida: 01) Escorpião. 02) Formiga. 04) Centopéia. 08) Cravo. 16) Caranguejo. 32) Siri. 12. Assinale as relações verdadeiras: 01) Crustacea siri. 02) Insecta mosca. 04) Arachnida carrapato. 08) Diplopoda piolho-de-cobra. 16) Chilopoda grilo. 7

8 13. Assinale as estruturas normalmente encontradas em um crustáceo: 01) Glândulas verdes. 02) Exoesqueleto quitinoso. 04) Traquéia. 08) Antenas. 16) Nefrídios. 14. Os artrópodos constituem o maior filo da natureza. Assinale as alternativas que apresentam apenas exemplos de artrópodos: 01) Caracol e pulga. 02) Siri e sanguessuga. 04) Centopéia e mosquito. 08) Aranha e lombriga. 16) Escorpião e lagosta. 32) Minhoca e lagarto. 15. Assinale as opções que apresentam apenas características dos crustáceos: 01) Dois pares de antenas. 02) Três pares de patas. 04) Corpo dividido em cefalotórax e abdome. 08) Respiração traqueal. 16) Excreção por glândulas verdes. 16. Assinale as alternativas corretas sobre os crustáceos: 01) São áceros. 02) O corpo é dividido em cefalotórax e abdome. 04) São, exclusivamente, marinhos. 08) Apresentam glândulas verdes como elementos de excreção. 16) São monóicos em sua grande maioria. 17. (FIUBE-MG) Em que alternativa as características apresentadas identificam os crustáceos? Patas Antenas Respiração a) quatro pares Ausentes Traqueal b) quatro pares Ausentes Pulmonar c) numerosas e diferentes Dois pares Branquial d) numerosas e semelhantes Um par Traqueal e) três pares Um par traqueal 18. (UEL) Considere os tipos de estrutura e os animais abaixo. I. nematocisto. II. Exoesqueleto quitinoso. III. Protonefrídio. a) artrópodes b) cnidários c) platelmintos Associe corretamente cada tipo de estrutura com os animais que a apresentam: a) Ia, IIb, IIIc b) Ia, Iic, IIIb c) Ib,Iia, IIIc d) Ib, Iic, IIIa e) Ic, Iia, IIIb 19. (UEL) Entre os artrópodos, a presença de dois pares de antenas caracteriza os : a) Insetos; b) Crustáceos; c) Aracnídeos; d) Diplóicos; e) Quilópodos. 20. (Unifor-CE) São artrópodes: a) mosca, aranha, centopéia, sanguessuga. b) lagosta, borboleta, escorpião, carrapato. c) carrapato, minhoca, pulga, piolho. d) camarão, pulga, gafanhoto, sanguessuga. e) besouro, aranha, gongolô, solitária. 21. (Fuvest-SP) Os artrópodes apresentam, entre outras características, pernas articuladas. Entre eles, os que têm o corpo dividido em cabeça, tórax e abdome, e três pares de per-nas são os: a) crustáceos. b) miriápodes. c) aracnídeos. d) insetos. e) escorpiões. 22. (Vunesp-SP) O sistema circulatório dos insetos não permite rápida circulação do sangue, mas esses animais podem conseguir grandes quantidades de energia rapidamente, porque: a) são anaeróbicos. b) contêm pigmentos exclusivos para transporte de oxigênio. c) só armazenam alimentos na forma de carboidratos. d) as lacunas do seu sistema circulatório armazenam ar. e) suas células não dependem do sangue para receber oxigênio. 23. (Santo Amaro-SP) A excreção nos insetos é efetuada através de: a) nefrídios. b) tubo de Malpighi. c) células-flama. d) rins. e) bexiga. 24. (UFMG) Todas as afirmativas sobre o filo Artrópode estão corretas, exceto: a) Exoesqueleto quitinoso favoreceu seu sucesso evolutivo. b) A excreção se faz por túbulos de Malpighi ou glândulas especiais. c) Formas parasitas são encontradas em diversas de suas classes. d) O sistema nervoso é dorsal, com gânglios cefálicos. e) A circulação é aberta contendo, ou não, no sangue, pigmentos respiratórios. 25. (PUC-SP) Um animal que apresenta o corpo formado por cefalotórax e abdome, recoberto de quitina e destituído de antenas é um: a) quilópode. b) aracnídeo. c) inseto. d) crustáceo. e) anelídeo. 8

9 26. (Fuvest-SP) O que é que a minhoca tem, e a mosca também? a) sistema circulatório fechado b) metameria c) respiração cutânea d) hermafroditismo e) desenvolvimento direto 27. (Unesp) Analise os itens abaixo, identificando em qual está relacionado um filo com um animal seu representante: FILO I. Porifera II. Coelenterata III. Arthropoda A alternativa verdadeira é: a) somente I é correta. b) somente I e II são corretas. c) somente II e III são corretas. d) somente I e III são corretas. e) I, II e III são corretas. ANIMAL pólipos medusas caranguejo 28. (Vunesp-SP) Um par de antenas, dois pares de antenas e ausência de antenas são características, respectivamente, dos seguintes grupos de artrópodes: a) insetos, aracnídeos e crustáceos. b) crustáceos, insetos e aracnídeos. c) aracnídeos, crustáceos e insetos. d) insetos, crustáceos e aracnídeos. e) aracnídeos, insetos e crustáceos. 29. (FlA-SP) Em crustáceos, os resíduos orgânicos do sangue das cavidades do corpo são retirados e excretados por estruturas denominadas: a) túbulos de Malpighi. b) glândulas verdes. c) protonefrídios. d) células-flama. e) glândulas coxais. 30. (Unimep-SP) Dos artrópodes relacionados a seguir, assinale a alternativa que apresenta exemplos apenas de crustáceos: a) Aranha, camarão, barata e centopéia. b) Camarão, lagosta, siri e caranguejo. c) Escorpião, siri, mosquito e estrela-do-mar. d) Caranguejo, besouro, carrapato e gafanhoto. e) Nenhuma das alternativas anteriores. 31. (UFMG) Agosto e setembro são os meses em que mais aparecem escorpiões, pois é justamente nesses meses que eles têm seu período de reprodução. O inseto se refugia nos mais diferentes lugares, como amontoados de madeira, pedras, entulhos, fendas na parede ou atrás de móveis. Diariamente, pelo menos uma pessoa picada por escorpião é atendida no Centro de Toxologia do hospital João XXIII. (Estado de Minas, 17/08/1990). Essa matéria sobre o escorpião incor-re em erro ao: a) descrever seu comportamento. b) indicar seu hábitat. c) indicar seu período de reprodução. d) referir-se à sua classificação taxonômica. e) referir-se à sua nocividade. 32. (Fuvest-SP) Um invertebrado cujo corpo é constituído por cefalotórax e abdome, que não possui antenas, dotado de quatro pares de patas locomotoras e um par de quelíceras é um: a) crustáceo. b) inseto. c) aracnídeo. d) diplóide. e) quilópode. 33. (UFPA)...tropeço em uma pedra, escavo a cavidade descoberta e uma aranha imensa de pêlo vermelho me olha fixamente, imóvel, grande como caranguejo... Um besouro dourado me lança sua emanação mefítica enquanto desaparece como um relâmpago seu radiante arco-íris... Nesse trecho Neruda não cita animais do grupo dos: a) crustáceos. b) coleópteros. c) aracnídeos. d) diplópodos. e) insetos. 34. (FURRN) A alternativa incorreta é: a) Os crustáceos apresentam 2 pares de antenas. b) Os quilópodes têm o corpo formado pela cabeça e por vários segmentos corporais; apresentam um par de patas por segmento. c) Os diplópodes apresentam o corpo formado de cabeça e por vários segmentos corporais; cada segmento contém 2 pares de patas. d) Os aracnídeos não possuem antenas. e) Os insetos têm o corpo dividido em cefalotórax e abdome. 35. (UFGO) No quadro a seguir, cada coluna se refere a características de uma classe de artrópode. I II III Antenas Um par Dois pares Ausente Divisão do corpo Cabeça, tórax e abdomem Cefalotórax e abdomem Cefalotórax e abdomem Desenvolvimento Indireto Indireto Direto Habitat Terrestre Aquático Terrestre Assinale a alternativa que indica a ordem correta das colunas: a) I - crustáceo; II - inseto; III - aracnídeo. b) l - inseto; II - aracnídeo; III - crustáceo. c) I - inseto; II - crustáceo; III - aracnídeo. d) I - aracnídeo; II - crustáceo; III - inseto. e) I - crustáceo; II - aracnídeo; III - inseto. 36. (PUC) As ilustrações abaixo representam animais do Phylum Arthropoda. 9

10 Assinale a opção que indica corretamente, na sequência de I a IV, as classes a que pertencem esses animais: a) I Arachnida, II Insecta, III Crustacea, IV Chilopoda, V Di- plopoda. b) I Crustacea, II Arachnida, III Insecta, IV Diplopoda, V Chi- lopoda. c) I Insecta, II Crustacea, III Arachnida, IV Chilopoda, V Di- plopoda. d) I Crustacea, II Arachnida, III Insecta, IV Chilopoda, V Di- plopoda. e) I Insecta, II Arachnida, III Crustácea, IV Diplopoda, V Chi- lopoda. 37. (UNITAU-SP) Não é característica dos crustáceos: a) apresentarem simetria bilateral. b) serem triblásticos. c) terem segmentação metamérica. d) possuírem respiração por brânquias. e) serem pseudocelomados. 38. (MACK-SP) Num jantar, havia camarão, lagosta, ostra, lula e pedaços de polvo. Essa refeição continha, portanto: a) somente moluscos. b) somente crustáceos. c) somente peixes e crustáceos. d) somente crustáceos e moluscos. e) crustáceos, moluscos e peixes. FILO EQUINODERMATA (Equinos = espinhos) (Derma = pele) Os equinodermas constituem um grupo exclusivamente marinho. O número de fósseis registrado é enorme, e entre os espécimes atuais encontram-se os ouriços-do-mar, bolachas-de-praia (corrupios), estrelas-do-mar, serpentesdo-mar (ofiúros), holotúrias ou pepinos-do-mar e os lírios-do-mar. São invertebrados de vida livre, raramente fixos, triblásticos, celomados, deuterostômios, simetria bilateral nas larvas e no adulto simetria radial. Apresentam endoesqueleto CALCÁRIO, guarnecidos por espinhos, logo abaixo da epiderme. Os espinhos são móveis e podem auxiliar o movimento, além de lhes proporcionar proteção. Possuem um SISTEMA AMBULACRAL, exclusivo desse filo. No corpo dos equinodermas mais comuns, há algumas projeções externas, tais como: espinhos: projeções do endoesqueleto; longos ou curtos, móveis (como os ouriços) ou não (como nas estrelas); pés ambulacrais (do latim, ambulare - caminhar): projeção de um sistema interno de canais no qual circula a água do mar filtrada por uma placa porosa, o madreporito. Esses pés atravessam pequenos orifícios do endoesqueleto para poderem se projetar externamente, e ajudam o animal a se locomover; pedicelárias: projeções da pele que terminam em pinças. Servem para proteção e defesa; podem ser venenosas (ouriços) ou não (estrelas); mantém o corpo do animal. pápulas: elevações muito pequenas da pele fina; realizam trocas gasosas. Sistema Ambulacrário Uma das características marcantes dos equinodermos é a presença de um complexo sistema de canais; tubos e vesículas, denominado sistema ambulacrário ou sistema aqüífero, que se relaciona com a locomoção, excreção, respiração, circulação e até mesmo com a percepção do animal. Este sistema inicia-se com a placa madrepórica ou madrepórito, localizada na parte dorsal do animal, por onde a água do mar penetra; em seguida a água alcança o canal pétreo e o canal anelar ou circular que se encontra ao redor do tubo digestivo. Do canal circular partem os canais radiais, que percorrem o corpo do animal. Em cada canal radial existem muitos pares de vesículas denominadas ampolas. De cada ampola parte um pé ambulacral, que sai para o exterior do animal através de orifícios do esqueleto. Pela contração da ampola a água aí contida é imprimida ao pezinho oco que se estende alargando a extremidade em forma de ventosa, com a qual ele se fixa no substrato. Dilatando-se a ampola, a água volta, os pezinhos ficam murchos e soltam-se do substrato. O animal locomove-se alternadamente, fixando e desprendendo os pés ambulacrários. No canal circular existem expansões denominadas vesículas de Poli, que regulam a pressão da água no sistema. As variações de pressão da água do sistema determinam a expansão ou retração dos pés, fato que culmina com o deslocamento do animal. SISTEMA AMBULACRÁRIO (FUNÇÕES) Locomoção Respiração Excreção Fixação 10

11 Classificação Subfilo Pelmatozoa: animais de boca e ânus na superfície superior. - Classe Crinóidea Filo Equinodermata Subfilo Eleutherozoa: animais com a boca localizada na face inferior. - Classe Asteroidea - Classe Ophiuroidea - Classe Equinoidea - Classe Holothoroidea TEGUMENTO Epiderme ciliada e derme com espinhos, pedicelas, brânquias e pódios. Aparelho Digestivo Geralmente do tipo completo, isto é, de boca até ânus. Os ophiuroidea possuem aparelho digestivo in-completo, pois falta o ânus. Os echinoidea, entretanto, apresentam lanterna de Aristóteles. Sistema Excretor Não há. A excreção é realizada pelo sistema ambulacrário, brânquias, hidropulmões e ânus. Sistema Respiratório Representado principalmente por brânquias. Às vezes pelo sistema ambulacrário e nos holoturoidea por hidropulmões ou árvores respiratórias. Reprodução Os equinodermos são animais dióicos. Os óvulos e os espermatozóides são eliminados na água ocorrendo fecundação externa. O zigoto desenvolve-se produzindo ouriço-do-mar, uma larva livre natante e de simetria bilateral denominada plúteo. Estrelas-do-mar possuem duas formas larvais denominadas bipinárias e braquiolária. Os equinodermos possuem elevada capacidade de regeneração. Estrelasdo-mar também podem regenerar espinhos, pedicelá-rias e outras partes perdidas. Importante: Lanterna-de-Aristóteles (devido à sua semelhança com uma antiga lanterna grega). Formadas por um conjunto de dentículos fortes e afiados. Função: Alimentação (mastigação) Obs.: Em geral, os equinodermos apresentam grande capacidade regenerativa. Assim é que, se cortarmos os braços de uma estrela-do-mar, cada braço dará uma nova estrela bem como o disco central. Também pode ocorrer partenogênese. Classe dos Equinóides Echinoidea - do grego echinos (espinho) + eidés (aspecto). Ex.: Ouriço-do-mar. Principais características: Corpo globoso, sem braços; Placas esqueléticas soldadas rigidamente; Longos espinhos móveis; Pés ambulacrais distribuídos em cinco faixas, desde a face inferior até a superior; Regeneração muito limitada; Presença de uma estrutura formada de inúmeras peças calcárias e dentes rodeando a boca, com função mastigadora, chamada lanterna-de-aristóteles; Boca da face inferior; ânus e madreporito na face superior; Herbívoros macrófagos. Ex.: Bolachas-de-praia ou corrupios. Corpo muito achatado; Espinhos finos e bastante curtos; Sistema ambulacral na face superior, sem função locomotora, funcionando para trocas gasosas; Presença de lanterna-de-aristóteles; 11

12 Ânus deslocado para a face inferior, ao lado da boca, ocasionando um retorno à simetria bilateral. Carnívoros saprófagos em sua maioria. Bolacha-da-praia. Classe dos Asteróides Asteroidea - do grego astér, éros (estrela) + eidés (aspecto). Principais características: Corpo achatado com braços que não se destacam claramente do disco central; Pés ambulacrais na face inferior, projetando-se através de orifícios situados nos sulcos ao longo dos braços; Boca no meio da face inferior; ânus (às vezes ausente) e madreporito na face superior; Sexos geralmente separados, fecundação externa, desenvolvimento indireto; Carnívoros predadores. Ofiúro - face superior. Classe dos Holoturióideos Holothurioidea - do grego holothourion (um tipo de animal aquático) + eidés (aspecto). Principais características: Ausências de braços, espinhos e pedicelárias; Corpo cilíndrico, alongado, com boca e ânus em extremidades opostas; Boca rodeada por tentáculos que são pés ambulacrais transformados; Pele grossa com poucas placas calcárias microscópicas espalhadas; Quando molestados, costumam eliminar as vísceras, que posteriormente se regeneram; Detritívos. Estrela-do-mar. Classe dos Ofiuróides Ophiuroidea - do grego óphis (serpente) + ourá (cauda) + eidés (aspecto). Principais características: Braços finos e serpenteantes destacados nitidamente do disco central; Madreporito na face inferior, ao lado da boca; ânus ausente; Ausência de pedicelárias; Importância reduzida dos pés ambulacrais na locomoção, que é feita principalmente pela movimentação dos braços; Um tipo de pepino-do-mar. Classe dos Crinóides Crinoídea - do grego krinon (lírio) + eidés (aspecto). Principais características: Ânus ao lado da boca no disco superior; Corpo semelhante a um pequeno cálice, do qual partem cinco ou dez braços muito ramificados, com pés ambulacrais reduzidos, sem função locomotora; 12

13 Jovens presos ao substrato por um pedúnculo, substituído por ganchos na fase adulta; Alimentação: detritos e plâncton conduzidos à boca por correntes de águas criadas pela movimentação dos pés ambulacrais. a) Algas e crustáceos. b) Bactérias e fungos. c) Equinodermas e poliquetas. d) Insetos e anelídeos. e) Moluscos e platelmintos. 43. (UFSCar-SP) Assinale a única afirmativa correta: a) Os únicos animais com sistema ambulacrário são os moluscos. b) Nos equinodermos, ocorre endoesqueleto calcário; nos artrópodes, exoesqueleto quitinoso. c) Entre os invertebrados, há muito mais moluscos do que artrópodes. d) Bivalves, cefalópodes e gastrópodes são classes de equinodermos. e) Tanto os artrópodes como os equinodermos e moluscos apresentam patas articuladas. Lírio-do-mar. TESTES 39. (PUC-MG) Os equinodermos, à primeira vista, estão mais relacionados com os invertebrados inferiores. No entanto estão, evolutivamente, relacionados aos cordados porque: a) são deuterostômios. b) são diblásticos celomados. c) a epiderme é monoestratificada. d) o sistema digestivo é completo. e) possuem sistema ambulacral. 40. (UEPG-PR) Lanterna-de-aristóteles, espongiocele e manto ocorrem, respectivamente, em: 44. (PUC-PR) A presença do sistema ambulacral aqüifero é característica exclusiva de: a) Crustacea. b) Annelida Polychaeta. c) Mollusca Gastropoda. d) Insecta de vida aquática. e) Echinodermata. 45. (UNIRIO-RJ) Os desenhos abaixo exemplificam diferentes filos animais. Fazem parte de filos exclusivamente marinhos os animais: a) 1 e 3. b) 1 e 5. c) 2 e 4. d) 2 e 5. e) 3 e 4. a) equinodermos, poríferos e moluscos. b) poríferos, equinodermos e celenterados. c) moluscos, poríferos e artrópodes. d) cnidários, equinodermos e insetos. e) aracnídeos, platelmintos e moluscos. 41. (UERJ) Quem sou eu? 1. Sou celomado, tenho exoesqueleto quitinoso e 8 patas. 2. Sou acelomado, prefiro ambientes pouco iluminados e excreto por células-flama. 3. Sou celomado, deuterostômio e respiro por brânquias. A alternativa em que os animais estão apresentados na ordem das características acima é: a) Aranha, pianária e ouriço-do-mar. b) Planária, ouriço-do-mar e aranha. c) Ouriço-do-mar, planária e aranha. d) Aranha, ouriço-do-mar e planária. 42. (UFMG) Alunos de uma escola de Belo Horizonte realiza-ram uma coleta de seres vivos nas águas do Córrego da Res-saca. Ao fazerem o relatório, citaram a ocorrência de alguns grupos de organismos. Todas as alternativas apresentam classificação possível, exceto: 46. (PUC-RJ) Indique, respectivamente, a que filos pertencem os animais cujas principais características estão relacionadas abaixo: 1. Corpo dividido em cabeça, pé e massa visceral; manto secretor de concha; rádula; habitam ambientes aquáticos (alguns terrestres). 2. Corpo, em geral, com simetria pentarradiada; esqueleto dérmico interno; pés ambulacrais; espinhos; habitam exclusivamente os mares. a) equinoderma; anelídeo b) anelídeo; nematódeo c) molusco; porífero d) celenterado; equinoderma e) molusco; equinoderma 47. (UFU-MG) Cláudio precisava fazer uma coleção de invertebrados e agrupou alguns animais, conforme o quadro: 13

14 Animal Característica externa 1 segmentação do corpo 2 simetria radiada 3 presença de 4 asas corpo mole e 4 presença de concha Considerando essas características, Cláudio concluiu: 1. O animal 1 pode ser um anelídeo ou um artrópode. 2. O animal 2 pode ser um equinodermo ou um celenterado. 3. O animal 3 só pode ser um inseto. 4. O animal 4 provavelmente é um molusco. Você concorda: a) apenas com uma das conclusões. b) apenas com a 1ª, a 2ª e a 4ª conclusões. c) apenas com a 1ª e a 3ª conclusões. d) apenas com a 2ª e a 4ª conclusões. e) com todas as conclusões. 48. (UFRJ) Estão esquematizados abaixo cinco invertebrados pertencentes a filos diferentes. 50. (UFPA) Simetria bilateral no embrião e pentarradiada na fase adulta, celoma, esqueleto interno e sistema digestivo completo são características apresentadas pelos: a) equinodermos. b) artrópodos. c) moluscos. d) celenterados. e) poríferos. 51. (UFPR) Nesta questão faz-se referência a vários filos de animais invertebrados. Com base não só em características morfológicas, mas também em sistemática, é correto afirmar que (mais de uma alternativa pode estar correta): 01) O camarão, o caranguejo e o siri são moluscos comestíveis. 02) Os equinodermas são exclusivamente marinhos. 04) Os anelídeos são animais de corpo cilíndrico, não-segmentado. 08) Devido à existência de um exoesqueleto quitinoso, os artrópodes sofrem o fenômeno das mudas ou ecdises durante o seu crescimento. 16) Os insetos pertencem ao filo Arthropoda e são os únicos invertebrados capazes de voar. Assinale a opção que contem a soma dos itens corretos: a) 13 b) 26 c) 4 d) 23 e) 18 Dos invertebrados apresentados, o que tem características evolutivas, observáveis durante o desenvolvimento embrionário, que lhe conferem maior grau de parentesco com os vertebrados, é o de número: a) I b) II c) III d) IV e) V 49. (UFMG) Observe as figuras: 52. (Funioeste-PR) Assinale a(s) alternativa(s) que associa(m) corretamente o grupo a algumas de suas características: 01) Equinodermas - lanterna-de-aristóteles e madreporito 02) Moluscos - rádula e manto 04) Poríferos - cnidoblastos e nematocistos 08) Celenterados - coanócitos e espículas 16) Anelídeos - clitelo e parapódios 32) Artrópodos - tubos de Malpighi e ecdises 64) Asquelmintos - exoesqueleto quitinoso e células-flama Assinale a opção que contem a soma dos itens corretos: a) 33 b) 48 c) 26 d) 9 e) 51 Com relação aos animais representados nas figuras, pode-se afirmar que: a) dois deles apresentam túbulos de Malpighi como órgãos de excreção. b) dois deles pertencem a grupos que possuem representantes de transmissores de doenças. c) todos apresentam boca derivada do blastóporo. d) três pertencem ao mesmo filo. e) três são exclusivamente marinhos. 53. No filo Echinodermata são encontradas as classes Echinoidea, Asteroidea, Crinoidea, Holothuroidea e Ophiuroidea, exemplificadas, respectivamente, por: a) ouriço-do-mar, estrela-do-mar, lírio-do-mar, pepino-do-mar e serpente-do-mar. b) lírio-do-mar, medusa, estrela-do-mar, holotúria e ouriço-domar. c) pólipo, medusa, holotúria, pepino-do-mar e caravela. d) embuá, ostra, lírio-do-mar, marisco e pepino-do-mar. e) ouriço-do-mar, estrela-do-mar, serpente-do-mar, pepino-domar e lírio-do-mar. 54. (UEPG-PR) A presença de mesogléia, manto, parapódios e sistema ambulacrário é constatada, respectivamente, nos: 14

15 a) poríferos, cnidários, insetos e anelídeos. b) cnidários, moluscos, anelídeos e equinodermos. c) anelídeos, crustáceos, insetos e poriferos. d) moluscos, equinodermos, aracnídeos e crustáceos. e) equinodermos, moluscos, crustáceos e poríferos. 55. (PUCCAMP-SP) Considere as duas colunas abaixo: Grupos de invertebrados I - cnidários II - moluscos III - artrópodos IV - equinodermos Características A - presença de exoesqueleto quitinoso B - simetria secundária pentarradiada C - corpo formado basicamente por cabeça, pé e massa visceral D - dois tipos morfológicos de indivíduos: pólipos e medusas A alternativa que associa corretamente as duas colunas é: I II III IV a) A B C D b) B C D A c) C D B A d) D A B C e) D C A B A NOTOCORDA consiste em um bastão fibroso que confere SUSTENTAÇÃO ao corpo. Nos cordados inferiores a notocorda persiste por toda a vida do animal. Já nos cordados superiores, a notocorda é substituída pela coluna vertebral na fase adulta. O tubo nervoso dorsal concentra a maior parte do sistema nervoso de um cordado. Os exemplos de cordados mais conhecidos são os PEIXES, ANFÍBIOS, RÉPTEIS, AVES E MAMÍFEROS como o homem. Características gerais O corpo dos cordados é dividido em segmentos, sendo que os músculos e nervos se repetem nos sucessivos segmentos. São triblásticos, celomados, deuterostômios e epineuros. Apresentam simetria bilateral. Classificação 56. (UFRS) Um biólogo, em uma coleta marinha, encontrou um animal desconhecido, fixo ao substrato, a 20 m de profundidade. Após observá-lo externamente, constatou a existência de espinhos na superfície corporal, de simetria radial e a présença de boca e ânus em regiões opostas do corpo. A partir disto, ele resolveu identificar tal exemplar em um catálogo de animais marinhos e, para tanto, escolheu o volume referente aos: a) peixes. b) equinodermados. c) crustáceos. d) poríferos. e) celenterados. FILO CHORDATA OS CORDADOS Os cordados constituem um grupo zoológico bastante heterogêneo, abrangendo animais adaptados à vida na água doce, mar e terra. As características diferentes e exclusivas do grupo são a presença da notocorda, fendas branquiais e tubo nervoso dorsal. O filo chordata divide-se em quatro subfilos: - HEMICHORDATA - UROCHORDATA, - CEPHALOCHORDATA - EUCHORDATA. Os três primeiros subfilos correspondem aos cordados primitivos também chamados protocordados, cuja principal característica é a ausência de crânio, por isso são denominados acrânia e a manutenção da notocor-da por toda a vida. Os eucordados ou ainda vertebrados dividem-se em dois grupos: Agnatha e Gnathostomatha. Os agnatos apresentam uma única classe: Cyclostomata; os gnatostomados dividem-se em duas superclasses: Pisces, dividida nas classes Chondrichthyes (peixes cartilaginosos como o tubarão) e Osteichthyes (peixes ósseos como a sardinha), e a super-classe Tetrapoda, que se divide nas classes Amphiba (sapos e rãs), Reptila (cobras e lagartos), Aves (galinha e pato) e Mammalia (homem e baleias). O grupo mais importante para nosso estudo é o subfilo Euchordata ou Craniata. A este grupo perten- 15

16 cem todos os vertebrados, ou seja, apresentam a colu-na vertebral em substituição à notocorda quando atin-gem a fase adulta. Além disso, os vertebrados apresen-tam esqueleto que compreende uma caixa craniana que envolve e protege o encéfalo: daí o nome craniata. Os Protocordados (Acrania) Os protocordados (Protochordata) são cordados que não apresentam vértebras. A única estrutura de sustentação é a NOTOCORDA. São exclusivamente marinhos e são considerados um elo de ligação entre os invertebrados e os vertebrados. Considerando o desenvolvimento da notocorda, este grupo pode ser dividido em três subfilos: Hemichorda-ta, urochordata e cephalochordata. Urochordata (Tunicata) Os urocordados são protocordados que podem ser observados em nosso litoral, como é o caso das ASCÍ- DIAS. Estes animais quando adultos são sésseis e geralmente hermafroditas. Apresentam uma fase larval livre natante com notocorda restrita à região caudal. Na metamorfose larva - adulto, tanto a cauda como a notocorda regridem drasticamente. Os adultos apresentam uma cavidade interna denominada átrio onde se localizam as fendas branquiais. O átrio se comunica com o exterior através de duas aberturas: o sifão inalante e o sifão exalante. A água, juntamente com partículas alimentares, penetra pelo sifão inalante e chega ao átrio. Nessa cavidade, as partículas alimentares são filtradas nas fendas branquiais e conduzidas até a faringe, esôfago e estômago, onde são digeridas. Os restos não aproveitáveis são eliminados pelo ânus, que se abre junto ao sifão exalante. Estes restos são lançados ao meio externo, juntamente com a corrente de água que passa pelas fendas branquiais. Hemichordata Os hemicordados possuem o corpo vermiforme e apresentam uma região anterior denominada probóscide, onde se localiza a notocorda. A boca está localizada numa estrutura conhecida como colarinho e, após este, estão as fendas branquiais. O sangue não tem pigmentos respiratórios. Apresentam uma larva livre denominada tornária. Cephalochordata O exemplar mais conhecido de cefalocordado é o ANFIOXO. O corpo é muito parecido ao de um peixe e vive na areia, mantendo somente a parte anterior do corpo para fora. A pouca atividade natatória que apresentam é dividida à contração de blocos musculares denominados miótomos. As fendas branquiais são desenvolvidas e abrem-se na cavidade denominada átrio, a qual se abre ao meio externo por um orifício - o atrióporo. A água com partículas alimentares penetra pela boca. Nas fendas, o alimento segue para o tubo digestivo, sendo os restos alimentares eliminados pelo ânus. A água, ao passar pelas fendas, cai no átrio e sai pelo atrióporo. O anfioxo apresenta sexos separados e desenvolvimento externo. Os Eucordados (Craniata ou Vertebrata) Os eucordados ou vertebrados têm como principal característica distintiva, a presença da espinha dorsal ou coluna vertebral, formada por diversos segmentos ósseos denominados vértebras. Além disso, os vertebrados possuem um esqueleto protegendo o encéfalo (crânio), daí o nome craniata, que é aplicado aos animais desse grupo. Grupo Agnatha (sem mandíbula) Classe Cyclostomata Os ciclostomados são os vertebrados mais primitivos da natureza. São destituídos de mandíbulas e vertebras típicas, sendo que as vértebras e caixa craniana são cartilaginosos. Vivem em água doce ou salgada e são conhecidos como lampréias e feiticeiras. O corpo é cilíndrico, alongado e sem escamas. 16

17 A boca é circular, adaptada à sucção e situada na região ventral e anterior do corpo; é dotada de dentes córneos. São parasitas de peixes. As lampréias fixam-se às vítimas por meio de ventosas e raspam-lhes a pe-le com os dentes e a língua; então sugam-lhe os teci-dos juntamente com o sangue, causando-lhes a morte. As feiticeiras penetram no interior dos peixes através das brânquias e destroem principalmente os músculos. A circulação é simples e venosa e o coração é formado por duas cavidades: uma aurícula e um ventrícu-lo. A excreção é realizada por intermédio de um par de rins do tipo mesonefro e os produtos excretados são a uréia e a amônia. O encéfalo possui cérebro, lobos olfativos e cerebelo que responde pela coordenação dos movimentos. Há dez pares de nervos cranianos. Possuem olfato e olhos bem desenvolvidos, e linha lateral que capta vibrações na água. A fecundação e o desenvolvimento são externos, sendo a larva conhecida por amocetes. Lampréia. Feiticeira. 59. (FESP-PE) Determinados animais constituem tipos de transição entre os invertebrados e os vertebrados. Não possuem esqueleto ósseo e formam notocorda nas fases iniciais do desenvolvimento. Estes animais são: a) pelecípodes. b) tetrápodos. c) quilópodes. d) peixes. e) protocordados. 60. (PUC) O anfioxo é um pequeno animal marinho, translúcido pertencente ao filo dos Cordados, com a forma semelhante à de um peixe, apresentando tubo nervoso e notocorda bem desenvolvida, além das fendas branquiais na faringe. Identifique os órgãos indicados pelos números colocados na figura, associando-os aos nomes relacionados na coluna abaixo. A seguir, assinale a opção que dá a seqüência correta dos números colocados na coluna: ( ) notocorda ( ) fendas branquiais ( ) tubo nervoso ( ) intestino a) 1, 4, 2, 3 b) 1, 3, 4, 2 c) 4, 1, 3, 2 d) 2, 1, 3, 4 e) 4, 3, 2, (FCMSC-SP) Animais que apresentam, pelo menos na fase larvária, tubo nervoso dorsal e fendas branquiais na farin-ge são: a) os equinodermos, os protocordados e os vertebrados. b) apenas os protocordados e os vertebrados. c) apenas os vertebrados. d) apenas os protocordados. e) apenas os equinodermos. 62. (UFU-MG) A figura abaixo é uma representação esquemática de um protocordado. A troca de gases nesse animal ocor-re na estrutura indicada pelo número: Funil bucal. Parasitando um peixe. TESTES 57. (UFV-MG) Das alternativas abaixo, que característica não é própria dos cordados? a) notocorda b) fendas branquiais c) tubo nervoso ventral d) presença de boca e ânus e) simetria bilateral 58. (Fuvest-SP) Apresenta simetria bilateral, metameria e sistema nervoso dorsal o(a): a) gafanhoto. b) planária. c) estrela-do-mar. d) medusa. e) anfioxo. a) 1. b) 2. c) 3. d) 4. e) (Fuvest-SP) No desenvolvimento dos cordados, três caracteres gerais salientam-se, distinguindo-os de outros animais. Assinale a alternativa que inclui esses três caracteres: a) Notocorda, três folhetos germinativos, tubo nervoso dorsal. b) Corpo segmentado, tubo digestivo completo, tubo nervoso dorsal. c) Simetria bilateral, corpo segmentado, notocorda. d) Simetria bilateral, três folhetos germinativos, notocorda. e) Tubo nervoso dorsal, notocorda, fendas branquiais na faringe. 64. (Unimep-SP) Assinale a alternativa em que existem seres não pertencentes ao grupo dos cordados: a) Cobra, salamandra e jacaré. b) Estrela-do-mar, aranha e lagosta. c) Homem, gorila e chimpanzé. d) Tubarão, baleia e leão-marinho. e) Anfioxo, sapo e tartaruga. 17

18 65. (UF. S. Carlos-SP) As ascídias adultas são tunicados típicos. Sobre esses animais, podemos dizer que: a) em hipótese alguma poderão ser classificados como cordados, uma vez que quando adultos não apresentam notocorda. b) são cordados, pois na fase larval apresentam notocorda bem como fendas branquiais e tubo nervoso dorsal. c) a presença de fendas branquiais na faringe não é suficien-te para classificá-los como cordados. d) não são cordados, pois nem mesmo na fase larval apresentam notocorda. e) na fase larval possuem, na cauda, um tubo nervoso dorsal bem desenvolvido, o que serviu para confundi-los com cordados verdadeiros. carnívoros e providos de boca ventral. Os peixes cartilaginosos possuem de cinco a sete pares de fendas branquiais e um orifício chamado espiráculo, que permite a entrada da água que banha as brânquias. 66. (FAAP-SP) O anfioxo é um: a) hemicordado b) urocordado c) cefalocordado d) tunicado e) peixe primitivo 67. (UNESP-SP) Possuem notocorda: a) artrópodes e peixes. b) anfíbios e anelídeos. c) aves e crustáceos. d) ciclóstomos e Amphioxus. e) mamíferos e artrópodes. PEIXES O grupo dos peixes é subdivido em duas classes: Classe Chondrichthyes (condro = cartilagem, icti = peixe). Tubarão e raia. Esqueleto cartilaginoso, respiração braquial, nadadeiras pares e escamas. Quase todos marinhos. Classe Osteichthyes (osteo = osso). Maioria dos peixes. Esqueleto ósseo, respiração branquial com um opérculo cobrindo as brânquias. Tanto marinhos como de água doce. Estudo comparado dos peixes Os condrícties estão representados pelo tubarão, cação, arraia, quimera, peixe-serra, etc. enquanto os osteíties mais famosos são: sardinha, truta, tainha, carpa, tilápia, cavalo-marinho, piranha, pirambóia e outros. Classe Chondrictyes O esqueleto é cartilaginoso, vindo daí o nome da classe e as brânquias para a respiração estão dispostas em lâminas. Condro = cartilagem; Ictie = peixe; Elasmo = lâmina; Branchii = brânquia. Sistema digestivo O sistema digestivo é completo: a boca é ventral e o intestino termina na cloaca, isto é, uma abertura para onde convergem os sistemas digestivos: excretor e reprodutor. Nesses peixes há uma dobra do intestino dita tiflossole ou válvula espiral também presente nos anelídeos oligoquetas e nos moluscos para aumentar a superfície de absorção dos alimentos. Revestimento O corpo está revestido por escamas dermoepidérmicas do tipo PLACÓIDE, que conferem uma aspereza tí-pica e, evolutivamente, parece que deram origem os dentes dos vertebrados, pois, quimicamente, são constituídas de esmalte, dentina e polpa. 18 Peixes Cartilaginosos Os elasmobrânquios vivem principalmente no mar e seu esqueleto é exclusivamente cartilaginoso, sendo

19 Locomoção A locomoção fica por conta das nadadeiras, principalmente a caudal que, nos condrícties, é do tipo heterocerca. Assimétrica por fora e por dentro. Morfologia externa Heterocerca (peixes cartilaginosos). Excreção A excreção é realizada pelos rins mesonefros e o produto eliminado é a uréia (ureotélicos). Reprodução Os condrícties são dióicos com fecundação cruzada e interna e as nadadeiras pélvicas do macho estão modificadas em órgãos copuladores, o clásper. A maioria das espécies é ovípara ou ovovivípara e o desenvolvimento é direto, portanto, sem larvas, sendo o saco vitelínico o único anexo embrionário presente. Respiração Os teleósteos vivem no meio aquático e seu esqueleto é, predominantemente ósseo; apresentam respiração branquial. Há de um a quatro pares de brânquias protegidas por uma estrutura óssea, o opérculo e não há espiráculo. Sistema Digestivo Os peixes ósseos também apresentam o sistema digestivo completo, porém de boca anterior até ânus: não existindo aqui a cloaca. Circulação Osteichthyes Os osteícties são também chamados de peixes ósseos (osteto = ósseo; ichtyus = peixes), pois seu esqueleto é basicamente formado por ossos. Existem, entretanto, osteícties em que o esqueleto é rico em estruturas cartilaginosas. O grupo dos osteícties é o maior entre todos os grupos de vertebrados, totalizando cerca de 21 mil espécies. Estão presentes na água doce e no mar, desde as águas superficiais até cerca de 9 mil metros de profundidades nos oceanos. Os peixes apresentam circulação fechada e simples, visto que o sangue circula no interior dos vasos e, pelo coração, só passa um único tipo de sangue, o venoso, rico em carbohemoglobina. O coração dos peixes é bicavitário, pois apresenta apenas duas cavidades: a aurícula e o ventrículo, como nos protocordados e nos agnatos. A antecâmara da aurícula recebe o nome de sinus venoso (seio), enquanto a dilatação, após o ventrículo, é designada, bulbo arterial. Flutuação Em alguns peixes, a BEXIGA NATATÓRIA permanece ligada à faringe por um duto pneumático. Esses peixes são denominados FISÓSTOMOS (phys = vesícula; stoma = boca) eles engolem ar na superfície para encher a bexiga natatória e soltam o ar pela boca para esvaziá-la. Alguns fisóstomos podem usar bexiga natatória como órgão auxiliar na respiração, atuando como um pulmão. Os osteícties mais especializados não possuem mais o DUTO PNEUMÁTICO, de modo que neles não há ligação entre a bexiga natatória e a faringe. São denominados peixes FISÓCLISTOS (clistis = fechado): o ar não é mais obtido nem eliminado através da boca, mas através do sangue do próprio peixe. 19

20 Obs.: Nos peixes condrícties, podemos ainda encontrar com a mesma função das linhas laterais, a AMPOLA DE LORENZINI, que, também serve para a percep-ção térmica. Diagrama da anatomia interna de um peixe osteíctie: a. espinha dorsal; b. bexiga natatória; c. tecido muscular; d. ovário; e. intestino; f. estômago; g. coração; h. brânquias. Revestimento Disposição das ampolas de Lorenzini na cabeça do tubarão. Os círculos abertos representam os poros superficiais. Excreção A excreção é feita por rins mesonefros e o produto eliminado é a amônia, portanto são amonotélicos. Importante: Equilíbrio Hídrico. O corpo dos peixes ósseos está revestido por escamas dérmicas do tipo ciclóide, ctenóide e ganóide. O bagre não tem escamas. Natação A nadadeira predominante é do tipo homocerca, que tem os dois ramos iguais, embora seja assimétrica internamente. Já os peixes dipnóicos (pirambóia) e os latimeria (celacanto) têm a nadadeira dificerca, simetria externa e internamente. Órgãos Sensoriais Os animais aquáticos são dotados de linha lateral, que é uma estrutura presente nos dois lados do corpo, com função sensorial, permitindo a percepção de vibra-ções e pressão do meio. Exs.: todos os peixes, ciclostomados e girinos. Peixes Dulcícolas - São hipertônicos em relação à água doce. - A água, por osmose, tende a entrar no peixe. - Através de néfrons bastante desenvolvidos eliminam o excesso. - Urinam muito e perdem sais. - A reposição é feita pelas brânquias que absorvem sais pelo transporte ativo. Peixes Marinhos As espécies são isotônicas em relação ao meio, não sofrem o problema da osmose. Já, nos peixes hipotônicos, a água tende a sair do animal, por osmose. Para compensar, ele bebe muita água e, assim, absorve, em excesso, sais que são eliminados pelas brânquias por transporte ativo. Interessante! Existem peixes com pulmão? Os dipnóicos são peixes pulmonados. Eles vivem em rios de regiões tropicais, estando representados na fauna atual com apenas três gêneros: o Neoceratodus da Austrália, o Lepidosirem da América do Sul e o Protopterus da África. Latimeria chalumnae (até 2m de comprimento) 20

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com INVERTEBRADOS II ARTRÓPODES Características gerais Corpo segmentado Apêndices articulados coxa trocânter fêmur tíbia garras

Leia mais

Móds. 15 e 16. Setor 1403. Prof. Rafa

Móds. 15 e 16. Setor 1403. Prof. Rafa Móds. 15 e 16 Setor 1403 Prof. Rafa Representantes: crustáceos, Representantes: crustáceos, insetos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes

Leia mais

Filo Porífera. Esponjas

Filo Porífera. Esponjas Filo Porífera Esponjas Filo Porifera Osculo Átrio Pinacócitos Amebócito poros Porocito Espícula Flagelo Esponja Mesogléia Coanócito Gonócito Pinacócito Espícula Átrio Póro Porócito Arqueócito Meio Externo

Leia mais

Curso Wellington Biologia Reino Animal - Equinodermos Prof Hilton Franco

Curso Wellington Biologia Reino Animal - Equinodermos Prof Hilton Franco 1. Esta é a turma do Bob Esponja: Lula Molusco é supostamente uma lula; Patric, uma estrela-do-mar; o Sr. Siriguejo, um caranguejo; e Bob é supostamente uma esponja-do-mar. Cada um, portanto, pertence

Leia mais

Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características

Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características Compreensão das diferenças entre os artrópodes, crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes, reconhecendo suas características O que são artrópodes? Para que servem? Onde podem ser encontrados?

Leia mais

Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo alguns apresentar cefalotórax (= cabeça + tórax) e abdome.

Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo alguns apresentar cefalotórax (= cabeça + tórax) e abdome. OS ARTRÓPODES Prof. André Maia Apresentam pernas articuladas com juntas móveis. São triblásticos, celomados e dotados de simetria bilateral. Corpo segmentado e dividido em cabeça, tórax e abdome, podendo

Leia mais

Grupo mais bem sucedido em nº de espécies Exploram mais diferentes ambientes Crustáceos, Aracnídeos, Insetos, Diplópodes e Quilópodes Importância:

Grupo mais bem sucedido em nº de espécies Exploram mais diferentes ambientes Crustáceos, Aracnídeos, Insetos, Diplópodes e Quilópodes Importância: Grupo mais bem sucedido em nº de espécies Exploram mais diferentes ambientes Crustáceos, Aracnídeos, Insetos, Diplópodes e Quilópodes Importância: Alimentação camarão, siris, lagostas,mel Médica uso de

Leia mais

Curso Wellington: Biologia-Artrópode-Miriápodes- Características Gerais e Classificação Prof Hilton Franco

Curso Wellington: Biologia-Artrópode-Miriápodes- Características Gerais e Classificação Prof Hilton Franco 1. A cigarra e a formiga Era uma vez uma cigarra que vivia cantando, sem se preocupar com o futuro. Encontrando uma formiga que carregava uma folha pesada, falou: - Para que todo esse trabalho? O verão

Leia mais

Curso Wellington:Biologia - Reino Animal - Artrópodes - Aracnídeos - Prof Hilton Franco

Curso Wellington:Biologia - Reino Animal - Artrópodes - Aracnídeos - Prof Hilton Franco 1. Durante uma aula de campo no litoral do Paraná, um aluno fez vários comentários ao encontrar e observar uma série de organismos. Com base em seus conhecimentos sobre os seres vivos, identifique as afirmativas

Leia mais

ARTRÓPODES PROF. MARCELO MIRANDA

ARTRÓPODES PROF. MARCELO MIRANDA ARTRÓPODES Filo Arthropoda (Artrópodes) Do grego, arthros = articulado e podos = pés; É o filo mais abundante em quantidade de espécies descritas (~1 milhão); Vivem em praticamente todos os tipos de ambientes;

Leia mais

Artrópodes. Os representantes do Filo Arthropoda (arthro= articulação, podes=pés) são animais com pernas articuladas.

Artrópodes. Os representantes do Filo Arthropoda (arthro= articulação, podes=pés) são animais com pernas articuladas. Artrópodes Os representantes do Filo Arthropoda (arthro= articulação, podes=pés) são animais com pernas articuladas. Todos os artrópodes possuem um exoesqueleto (esqueleto externo), uma carapaça formada

Leia mais

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS UFRGS REINO ANIMAL - INVERTEBRADOS 1. (Ufrgs 2015) Com base nas características dos moluscos, assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as afirmações abaixo. ( ) Os moluscos apresentam simetria radial.

Leia mais

FILO CHORDATA. Cordados

FILO CHORDATA. Cordados FILO CHORDATA Cordados Cordados Notocorda Triblásticos Deuterostômios Simetria Bilateral Epineuro Celomados 2 Características presentes em todos Notocorda; Fendas na faringe; Tubo nervoso dorsal; Cauda

Leia mais

ESPONJA DO MAR CORAL CÉREBRO. MEDUSA ou ÁGUA-VIVA HIDRA PLANÁRIA TERRESTRE. ESCÓLEX de TÊNIA LOMBRIGA. NEMATÓIDE de VIDA LIVRE

ESPONJA DO MAR CORAL CÉREBRO. MEDUSA ou ÁGUA-VIVA HIDRA PLANÁRIA TERRESTRE. ESCÓLEX de TÊNIA LOMBRIGA. NEMATÓIDE de VIDA LIVRE ESPONJA DO MAR Filo Porifera Os poríferos coloniais, como o da foto, são muito comuns nos mares brasileiros. (cerca de 5 cm de altura) HIDRA Filo Cnidaria Classe Hydrozoa Vive em água doce; em seu ciclo

Leia mais

Aspectos Gerais - Nome: articulação nos pés. - Maior filo de animais + de 900.000 sp. (3/4 dos animais conhecidos). - Exoesqueleto quitinoso -

Aspectos Gerais - Nome: articulação nos pés. - Maior filo de animais + de 900.000 sp. (3/4 dos animais conhecidos). - Exoesqueleto quitinoso - ARTRÓPODES FILO ARTHROPODA - Sistema digestório completo e sistema circulatório aberto; - Sistema respiratório variável: branquial, traqueal ou filotraqueal; - Sistema excretor por túbulos de Malpighi,

Leia mais

Prof Thiago Scaquetti de Souza

Prof Thiago Scaquetti de Souza Prof Thiago Scaquetti de Souza Moluscos Animais de corpo mole Os moluscos são os animais de corpo mole, habitam ambientes terrestres e aquáticos. Representantes: ostra, lula, polvo, sépia, lesma e caracol.

Leia mais

Aula 4 Os animais. Os seres vivos são classificados nos Reinos:

Aula 4 Os animais. Os seres vivos são classificados nos Reinos: Aula 4 Os animais Os seres vivos apresentam uma diversidade muito grande; a cada ano, novas espécies vêm sendo descritas. Fica compreensível a necessidade de um sistema de classificação para a organização

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com

Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Criado e Desenvolvido por: Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Filo Arthropoda exoesqueleto e patas articuladas. simetria bilateral triblásticos protostômios celomados metamerizados;

Leia mais

Zoologia. Os Grandes Filos Animais

Zoologia. Os Grandes Filos Animais Zoologia Os Grandes Filos Animais Poríferos Aquáticos: marinhos dulcícolas Bentônicos (sésseis) Diblásticos e acelomados Simetria radial Digestão intracelular Ausência de sistemas funcionais Sustentação:

Leia mais

Artrópodes. - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats.

Artrópodes. - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats. Artrópodes - O filo Arthropoda (Artrópodes) possui um número muito grande de animais, o maior grupo com espécies diferentes; - A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em

Leia mais

Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com

Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com Flávio Oliveira Higino Email: fohigino@gmail.com O filo é dividido em três classes: Turbelários: Planária (VIDA LIVRE) Trematódeos: Schistosoma sp (PARASITAS) Cestódeos: Taenia sp (PARASITAS) Corpo achatado

Leia mais

Triblásticos Celomados

Triblásticos Celomados Biologia Móds. 19/20 Setor 1403 Os Cordados Prof. Rafa Características: Triblásticos Celomados ectoderme intestino mesoderme celoma cavidade corporal na mesoderme endoderme Características: Deuterostômios:

Leia mais

Biologia 2ª série Ensino Médio v. 4

Biologia 2ª série Ensino Médio v. 4 Biologia 2ª série Ensino Médio v. 4 Exercícios 01) C E C E C E 02) D 03) D 04) Seu corpo é constituído por: cabeça com órgãos sensoriais; massa visceral com um conjunto de órgãos, recoberta por uma parede

Leia mais

FILO CHORDATA. Anfioxo. Ascídia

FILO CHORDATA. Anfioxo. Ascídia FILOS ANIMAIS FILO CHORDATA O filo apresenta cerca de 50.000 espécies distribuídas entre protocordados e vertebrados. Protocordados cordados mais simples, pequenos e exclusivamente marinhos não são muito

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a):

GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: ALUNO(a): GOIÂNIA, / / 2015 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 2º ano ALUNO(a): Lista de Exercícios NOTA: No Anhanguera você é + Enem Questão 01) São divididos em áscon, sícon e lêucon: a) Cnidários. b) Platelmintos.

Leia mais

REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS

REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS REINO ANIMAL PORÍFEROS CNIDÁRIOS PLATELMINTOS NEMATELMINTOS ANELÍDEOS MOLUSCOS ARTRÓPODES EQUINODERMOS CORDADOS NÃO POSSUI TECIDOS VERDADEIROS (ESPECIALIZADOS). DIGESTÃO É INTRACELULAR. PORÍFEROS

Leia mais

CLASSE CYCLOSTOMATA (AGNATHA)

CLASSE CYCLOSTOMATA (AGNATHA) CLASSE CYCLOSTOMATA (AGNATHA) - VERTEBRADOS MAIS PRIMITIVOS; - NÃO POSSUEM VÉRTEBRAS TÍPICAS, APENAS PEÇAS CARTILAGINOSAS, AOS PARES, DISPOSTAS AO LONGO DA MEDULA (NOTOCORDA); - BOCA CIRCULAR COM FUNIL

Leia mais

Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma.

Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma. Possuem sistema circulatório. O sangue desloca-se por um sistema fechado de vasos e contém pigmentos respiratórios dissolvidos no plasma. Na minhoca, o pigmento respiratório é a hemoglobina, responsável

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 7 CIÊNCIAS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao terceiro bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação Ciências NOME: TURMA: escola: PROfessOR:

Leia mais

ZOOLOGIA. Introdução ao Filo Chordata

ZOOLOGIA. Introdução ao Filo Chordata ZOOLOGIA Introdução ao Filo Chordata Posição no Reino Animal Pertencem ao ramo dos animais Deuterostômios Árvore Evolutiva Classificação do Filo Chordata Grupo Protochordata (Acrania) Filo Chordata Subfilo

Leia mais

Os Platelmintos. Caracteristicas exclusivas

Os Platelmintos. Caracteristicas exclusivas Os Platelmintos Caracteristicas exclusivas 1) Apresentam o corpo achatado. 2) Apresentam uma cabeça com um par de ocelos, que são órgãos sensíveis a luz. A função do ocelo é detectar quando o ambiente

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL 2013 BIOLOGIA Série: 2ª EM Disciplina: Biologia Professor (a): Bernardo Grieco Aluno (a): Caro (a) aluno (a), O roteiro de recuperação abrange todo conteúdo trabalhado ao longo

Leia mais

Filo Artrópode e Equinoderma. Prof. Rafael Rosolen T. Zafred

Filo Artrópode e Equinoderma. Prof. Rafael Rosolen T. Zafred e Equinoderma Prof. Rafael Rosolen T. Zafred Filo Arthropoda (Artrópode) Maior grupo da Reino Animalia; Representantes Terrestres e Aquáticos; Arthro/poda: Arthros: Articulação; Podos: Pé; Características

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento Biologia - Embriologia

Exercícios de Aprofundamento Biologia - Embriologia 1. (Fgv 2015) A figura ilustra os vasos sanguíneos maternos e fetais na região da placenta, responsável pela troca dos gases respiratórios oxigênio e dióxido de carbono. Como a circulação e a ventilação

Leia mais

SISTEMA CIRCULATÓRIO COMPARADO. PROFESSOR: João Paulo

SISTEMA CIRCULATÓRIO COMPARADO. PROFESSOR: João Paulo SISTEMA CIRCULATÓRIO COMPARADO PROFESSOR: João Paulo PORÍFEROS Não apresentam organização tissular. A difusão aparece como forma de trocar alimentos, gases respiratórios e excretas entre si e com o meio.

Leia mais

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre

ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre ZOOLOGIA DE VERTEBRADOS CURSO: Ciências Biológicas 3º Ano 2º semestre 1ª Aula 1ª Parte Cordados: diversidade, classificação e evolução Profa. Dra. Virgínia Sanches Uieda Departamento t de Zoologia - IB/UNESP/Botucatu

Leia mais

Artrópodes. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS

Artrópodes. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Artrópodes Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Artrópodes Triblásticos Celomados Protostômios Simetria Bilateral Artrópodes Sistema nervosos ganglionar ventral hiponeuro. Sistema digestório completo Sistema

Leia mais

REPRODUÇÃO COMPARADA. Sérgio Magalhães

REPRODUÇÃO COMPARADA. Sérgio Magalhães REPRODUÇÃO COMPARADA Sérgio Magalhães REPRODUÇÃO É o processo através do qual o ser vivo dá origem a outros indivíduos da mesma espécie que ele. Pode ser: Assexuada: quando não ocorre troca nem recombinação

Leia mais

Biologia. Questão 1. Questão 2. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor:

Biologia. Questão 1. Questão 2. Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Avaliação: Aluno: Data: Ano: Turma: Professor: Biologia Questão 1 (Fuvest 2010) Um determinado animal adulto é desprovido de crânio e apêndices articulares. Apresenta corpo alongado e cilíndrico. Esse

Leia mais

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota

Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota Matéria: Biologia Assunto: Reino Animal - Moluscos Prof. Enrico Blota Biologia Reino Animal Moluscos Variam muito de tamanho, desde caracóis de 1 mm até lulas gigantes de 18 m. Os moluscos sofreram uma

Leia mais

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR

SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR SISTEMA BOM JESUS DE ENSINO COORDENAÇÃO DE BIOLOGIA CEP CURITIBA PR ARTRÓPODOS INSETOS Insetos Grupo mais numeroso (750 mil espécies) - maioria terrestre. Únicos invertebrados que conseguem voar. Asas

Leia mais

01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que:

01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que: Aula n ọ 02 01. Quando comparamos o caramujo e o caranguejo representados nas tiras abaixo, podemos afirmar corretamente que: a) utilizam-se do ar atmosférico para respirar através de pulmão. b) o caramujo

Leia mais

TÉCNICO EM AGROECOLOGIA U.C. SANIDADE VEGETAL ARTRÓPODES

TÉCNICO EM AGROECOLOGIA U.C. SANIDADE VEGETAL ARTRÓPODES TÉCNICO EM AGROECOLOGIA U.C. SANIDADE VEGETAL ARTRÓPODES CARACTERÍSTICAS BÁSICAS ARTHROPODA Exoesqueleto quitinoso Bilatérios Filo mais numeroso Características que definem o Grupo Apêndices articulados

Leia mais

Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre

Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre Aula 4.4 - Os conquistadores do ambiente terrestre Além do vegetais outros organismos habitavam o ambiente terrestre Organismos de corpo mole como moluscos e anelídeos Organismos com cutícula redução da

Leia mais

6) Assinale a alternativa que mostra o filo, cujos representantes são os animais menos complexos.

6) Assinale a alternativa que mostra o filo, cujos representantes são os animais menos complexos. ESCOLA ESTADUAL DR JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA TRABALHO ESTUDOS INDEPENDENTES DE RECUPERAÇÃO RESOLUÇÃO SEE Nº 2.197, DE 26 DE OUTUBRO DE 2012 Aluno: Ano Atual Data : Matéria: Turno: Valor :70pontos Nota:

Leia mais

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Existem espécies de sexos separados e espécies hermafroditas. Neste último caso, os óvulos e espermatozoides de um mesmo indivíduo amadurecem em épocas diferentes, o que evita a

Leia mais

a) Indique a que filo cada um dos animais pertence: A: B:

a) Indique a que filo cada um dos animais pertence: A: B: valiação 1. baixo, temos a imagem de dois animais marinhos. mbos são muito simples estruturalmente. Observe ambos e responda aos questionamentos. Imagin/rchivo SM/ID/ES Imagin/rchivo SM/ID/ES a) Indique

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com Capítulo 17 - ARTRÓPODES p.250 Você sabe qual é o animal mais forte

Leia mais

CARACTERÍSTICAS: O corpo dos insetos e formado por três regiões: cabeça, tórax e abdome. Na cabeça das insetos, podemos notar antenas, olhos e peças

CARACTERÍSTICAS: O corpo dos insetos e formado por três regiões: cabeça, tórax e abdome. Na cabeça das insetos, podemos notar antenas, olhos e peças ARTRÓPODES INTRODUÇÃO: Derntro do estudo dos invertebrados, o filo artrópodes merece atenção especial. Ele agrupa mais de 800 mil espécies, contia que supera todos os demais filos reunidos. Além disso,

Leia mais

Biologia. AIDS, dengue e gripe

Biologia. AIDS, dengue e gripe 01 - (PUC SP) Os recifes de corais são formados por colônias de animais providos de um esqueleto que protege um grande número de pólipos. Os animais presentes nos corais pertencem ao mesmo filo que a)

Leia mais

Moluscos, animais de corpo mole

Moluscos, animais de corpo mole Moluscos, animais de corpo mole Animais com sistema circulatório, sistema respiratório e celoma verdadeiro Equipe de Biologia Relação filogenética do filo Mollusca http://www.vejaki.com.br/page/168/ http://comdek888.wordpress.com/2010/05/19

Leia mais

Na verdade apenas a multicelularidade e o desenvolvimento embrionário são características que distinguem o reino animal dos demais reinos

Na verdade apenas a multicelularidade e o desenvolvimento embrionário são características que distinguem o reino animal dos demais reinos 1 2 Na verdade apenas a multicelularidade e o desenvolvimento embrionário são características que distinguem o reino animal dos demais reinos heterótrofos do domínio Eukaria. Tais características estavam

Leia mais

ARTRÓPODES & EQUINODERMAS. Prof.: Carolina Bossle

ARTRÓPODES & EQUINODERMAS. Prof.: Carolina Bossle & EQUINODERMAS Prof.: Carolina Bossle (do grego, arthron+ articulação, e podos= pés). Reúne o maior número de espécies conhecidas, representam cerca de 80% das espécies de animais conhecidas. Apresentam

Leia mais

Moluscos, animais de corpo mole

Moluscos, animais de corpo mole Moluscos, animais de corpo mole Animais com sistema circulatório, sistema respiratório e celoma verdadeiro Equipe de Biologia Relação filogenética do filo Mollusca http://www.vejaki.com.br/page/168/ Representantes

Leia mais

Bimestr e: Data: Nome : Disciplina Ciências Valor da Prova / Atividade: 7 ANO Nº Ângela. Professo r:

Bimestr e: Data: Nome : Disciplina Ciências Valor da Prova / Atividade: 7 ANO Nº Ângela. Professo r: Data: Bimestr e: 4 Nome : Disciplina Ciências : Valor da Prova / Atividade: Professo r: 7 ANO Nº Ângela Nota: Objetivo/ Instruções: Lista de Recuperação 1.Assinale a alternativa CORRETA: É encontrada apenas

Leia mais

Móds. 15 ao 18. Setor Prof. Rafa

Móds. 15 ao 18. Setor Prof. Rafa Móds. 15 ao 18 Setor 1423 Prof. Rafa Representantes: crustáceos, Representantes: crustáceos, insetos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, Representantes: crustáceos, insetos, aracnídeos, quilópodes

Leia mais

Está(ao) correta(s): a) a afirmação III. b) a afirmação II. c) as afirmações I e III. d) as afirmações II e III.

Está(ao) correta(s): a) a afirmação III. b) a afirmação II. c) as afirmações I e III. d) as afirmações II e III. 1. (Udesc 2014) O desenvolvimento embrionário é diversificado entre os diferentes grupos animais, e ocorre, de maneira geral, em três fases consecutivas. Assinale a alternativa correta quanto ao desenvolvimento

Leia mais

Lista de Exercícios. Aluno(a): Nº. Pré Universitário Uni-Anhanguera. Disciplina: Biologia

Lista de Exercícios. Aluno(a): Nº. Pré Universitário Uni-Anhanguera. Disciplina: Biologia Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Mário Neto Série: 3 Ano Disciplina: Biologia 1) (UFMG) Estes animais costumam estar presentes no dia-a-dia dos seres humanos:

Leia mais

FILO ARTRÓPODE PROFESSOR :ÉDER

FILO ARTRÓPODE PROFESSOR :ÉDER FILO ARTRÓPODE PROFESSOR :ÉDER CARACTERÍSTICAS GERAIS Do grego, arthros = articulado e podos = pés; Constitui o filo mais abundante em quantidade de espécies descritas ; Vivem em praticamente todos os

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Biologia I 2º ano Professor Leandro

Exercícios com Gabarito de Biologia I 2º ano Professor Leandro 1. O 'Ancylostoma' é um parasita intestinal que provoca o "amarelão", doença que se pode adquirir: a) por picada de um hemíptero (barbeiro). b) comendo carne de porco mal cozida. c) comendo carne bovina

Leia mais

11. Protozoários e invertebrados

11. Protozoários e invertebrados 11. Protozoários e invertebrados 1. (U. Amazonas-AM) De acordo com o sistema atual de classificação dos seres vivos, os que aparecem abaixo pertencem ao reino: Trypanosoma Euglena Ameba a) Monera. d) Plantae.

Leia mais

O quadro abaixo apresenta características de alguns filos animais. Analise-o.

O quadro abaixo apresenta características de alguns filos animais. Analise-o. BIOLOGIA - SEMI/NOITE PROF. SÓSTENEZ 10/05/2016 Questão 01 - (UNIMONTES MG) O quadro abaixo apresenta características de alguns filos animais. Analise-o. Assinale a alternativa que apresenta a sequência

Leia mais

Moluscos e anelídeos. Antes de estudar o capítulo PARTE II

Moluscos e anelídeos. Antes de estudar o capítulo PARTE II PARTE II Unidade D Capítulo 12 Moluscos e anelídeos Seções: 121 Filo Mollusca () 122 Filo Annelida (anelídeos) Antes de estudar o capítulo Veja nesta tabela os temas principais do capítulo e marque um

Leia mais

Filo Arthropoda. Capítulo 11 aulas 40 a 44. Page 1

Filo Arthropoda. Capítulo 11 aulas 40 a 44. Page 1 Filo Arthropoda Capítulo 11 aulas 40 a 44 Page 1 Você já teve acne??? O que será que isso tem a ver com a nossa aula??? Page 2 Características gerais É o grupo mais numeroso de seres vivos; Aproximadamente

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 56 REINO ANIMAL ocelos (olhos) superfície dorsal faringe boca superfície ventral cabeça ou escólex colo no homem tronco ou estróbilo autofecundação tênia adulta cisticerco no

Leia mais

Por que os peixes não se afogam?

Por que os peixes não se afogam? Por que os peixes não se afogam? A UU L AL A Dia de pescaria! Juntar os amigos para pescar num rio limpinho é bom demais! Você já reparou quanto tempo a gente demora para fisgar um peixe? Como eles conseguem

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 07 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP 0 A alma da gente durante a vida, produz uma quantidade imensa

Leia mais

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 2º Trimestre. 3 ano DISCIPLINA: BIOLOGIA B

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 2º Trimestre. 3 ano DISCIPLINA: BIOLOGIA B ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA 2º Trimestre 3 ano DISCIPLINA: BIOLOGIA B Observações: 1- Antes de responder às atividades, releia o material entregue sobre Sugestão de Como Estudar. 2 - Os exercícios

Leia mais

1. (UFMG) Todas as alternativas indicam características que podem aparecer nos. a) coração dorsal com quatro cavidades circulação aberta.

1. (UFMG) Todas as alternativas indicam características que podem aparecer nos. a) coração dorsal com quatro cavidades circulação aberta. 12. Cordados 1. (UFMG) Todas as alternativas indicam características que podem aparecer nos vertebrados, exceto: a) coração dorsal com quatro cavidades circulação aberta. b) sistema excretor com néfrons

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 04 RESPIRAÇÃO

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 04 RESPIRAÇÃO BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 04 RESPIRAÇÃO Fixação 1) (UFRJ) Os peixes apresentam grande variedade de adaptações a modos de vida diferentes no ambiente marinho. Entre os peixes carnívoros existem aqueles

Leia mais

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS DA APOSTILA Professora: Giselle Cherutti - Ensino Fundamental II - 7º ano

EXERCÍCIOS RESOLVIDOS DA APOSTILA Professora: Giselle Cherutti - Ensino Fundamental II - 7º ano EXERCÍCIOS RESOLVIDOS DA APOSTILA Professora: Giselle Cherutti - Ensino Fundamental II - 7º ano CAPÍTULO 9. OS PEIXES (págs. 156/157) 1. Os peixes são classificados de acordo com a formação de seu esqueleto.

Leia mais

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE

CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E PROGRAMA DE SAÚDE 08 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP 0 Intenção sem ação é ilusão. Ouse fazer e o poder lhe será dado

Leia mais

truta - sapos - rãs - tartaruga - serpente - garça - andorinha - morcego - macaco

truta - sapos - rãs - tartaruga - serpente - garça - andorinha - morcego - macaco PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS 3º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== 01- Marque com um (X) a(s) alternativa(s)

Leia mais

EXCREÇÃO COMPARADA. Profº Moisés Myra Araújo, por www.bioloja.com

EXCREÇÃO COMPARADA. Profº Moisés Myra Araújo, por www.bioloja.com EXCREÇÃO COMPARADA Profº Moisés Myra Araújo, por www.bioloja.com EXCREÇÃO Através da excreção são eliminadas substâncias tóxicas do organismo (como resíduos nitrogenados provenientes do metabolismo de

Leia mais

Tabela de biologia - Anatomia Comparada SISTEMAS / GRUPOS ANIMAIS

Tabela de biologia - Anatomia Comparada SISTEMAS / GRUPOS ANIMAIS Tabela de biologia - Anatomia Comparada Tabela de anatomia comparada S / S ESPONGIÁRIOS Externamente o corpo é revestido por uma camada de células achatadas, os pinacócitos. Possuem um esqueleto interno

Leia mais

O filo Chordata inclui três subfilos, os vertebrados e dois filos de invertebrados, os urocordados e os cefalacordados.

O filo Chordata inclui três subfilos, os vertebrados e dois filos de invertebrados, os urocordados e os cefalacordados. Origem dos Cordados O filo Chordata inclui três subfilos, os vertebrados e dois filos de invertebrados, os urocordados e os cefalacordados. Mandibula articulada Dois grupos de apendices pareados Coluna

Leia mais

Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos

Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos PARNAMIRIM - RN Revisão de Ciências 3 Trimestre 7 anos Prof. José Roberto E Raphaella Madruga. Nematódeo Vermes de corpo cilíndrico, coberto por cutícula. Apresentam sexos separados (dimorfismo sexual

Leia mais

2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS A B C CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN

2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS A B C CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN 2ª SÉRIE ENS. MÉDIO MONITORIA DE BIOLOGIA 1 (OBJ. 2º PERÍODO) EXERCÍCIOS 1. Um tipo de característica que pode ser levada em conta quando vamos trabalhar com Biologia Comparada são as características observadas

Leia mais

Artrópodes. Filo Arthropoda (arthron = articulações e podos = pés)

Artrópodes. Filo Arthropoda (arthron = articulações e podos = pés) Artrópodes Filo Arthropoda (arthron = articulações e podos = pés) Características gerais Mais numeroso do planeta (1.000.000 espécies) Exemplos: insetos, aranhas, caranguejos Vivem em diversos ambientes

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 59 ARTRÓPODOS E EQUINODERMOS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 59 ARTRÓPODOS E EQUINODERMOS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 59 ARTRÓPODOS E EQUINODERMOS ixação F ) (UFF) Assim como os moluscos, anelídeos e artrópodes, os equinodermos também são 2 nvertebrados triploblásticos e celomados. A larva

Leia mais

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Cnidaria (parte II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/

Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Cnidaria (parte II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Reino Animalia 0 (Metazoa) Filo Cnidaria (parte II) Natália A. Paludetto nataliaapaludetto@gmail.com http://proenem.sites.ufms.br/ Relembrando Cnidaria: Eucarióticos pluricelulares e heterótrofos; Diblásticos;

Leia mais

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA - BIOLOGIA PROFESSOR (A): Renato Azevedo TURMA: 1ª série EM

ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA - BIOLOGIA PROFESSOR (A): Renato Azevedo TURMA: 1ª série EM ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA - BIOLOGIA PROFESSOR (A): Renato Azevedo TURMA: 1ª série EM REVISÃO 1) Os moluscos bivalvos (ostras e mexilhões) são organismos economicamente importantes como fonte

Leia mais

Cara-a-cara com o Reino Animal

Cara-a-cara com o Reino Animal Cara-a-cara com o Reino Animal Vivian Lavander Mendonça, Renata Moretti e Sônia Lopes Departamento de Zoologia Instituto de Biociências Universidade de São Paulo Resumo O jogo é constituído por conjuntos

Leia mais

Características distintivas do subfilo. Extremidades pares diversamente modificadas

Características distintivas do subfilo. Extremidades pares diversamente modificadas Nenhum grupo de plantas ou de animais no planeta apresenta a amplitude de diversidade morfológica observada entre os Crustacea Atuais (Martin and Davis, 2001) Crustacea GENERALIDADES Cutícula dura crusta

Leia mais

Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO. 3º trimestre

Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO. 3º trimestre Ciências/15 7º ano Turma: 3º trimestre Nome: Data: / / 7ºcie303r Roteiro de Estudos de Ciências 7 ANO 3º trimestre O que estudamos no terceiro trimestre? No terceiro trimestre finalizamos nosso estudo

Leia mais

Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas. Professora Débora Biologia

Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas. Professora Débora Biologia Filos: Poríferos Cnidários Platelmintos- Nematelmintos Anelídeos Moluscos Artrópodes - Equinodermos Cordatas Professora Débora Biologia Filo Poríferos Esponjas Filo Poríferos Características São todas

Leia mais

Apostila de Biologia 02 Reprodução Comparada

Apostila de Biologia 02 Reprodução Comparada Apostila de Biologia 02 Reprodução Comparada 1.0 Reprodução É o processo através do qual o ser vivo dá origem a outros indivíduos da mesma espécie que ele. Pode ser: Assexuada: quando não ocorre troca

Leia mais

Artrópodes. Características gerais: Celomados Protostômios Triblásticos. Corpo segmentado com apêndices articulados

Artrópodes. Características gerais: Celomados Protostômios Triblásticos. Corpo segmentado com apêndices articulados Artrópodes Características gerais: Celomados Protostômios Triblásticos Artrópodes Corpo segmentado com apêndices articulados Exoesqueleto de quitina (polissacarídeo) impermeável e resistente Conseqüência:

Leia mais

Artrópodes. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS

Artrópodes. Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Artrópodes Profº Fernando Belan - BIOLOGIA MAIS Artrópodes Triblásticos Celomados Protostômios Simetria Bilateral Artrópodes Sistema nervosos ganglionar ventral hiponeuro. Sistema digestório completo Sistema

Leia mais

Curso Wellington Biologia Artrópodes Crustáceos Prof Hilton Franco

Curso Wellington Biologia Artrópodes Crustáceos Prof Hilton Franco 1. Num restaurante do litoral paranaense, havia vários pratos típicos. Qual das alternativas mostra a relação correta, uma vez que o garçom não sabia identificar quais pratos eram feitos com moluscos e

Leia mais

BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM REINO ANIMAL

BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM REINO ANIMAL BIOLOGIA ZOOLOGIA PROF ESTEVAM CONTEÚDO: Os diversos filos animais REINO ANIMAL FILO PROTOZOA (Proto = primeiro, primitivo e Zoon = animal) Classe Rhizopoda amebas. Classe Ciliata paramécios. Classe Flagelata

Leia mais

Tipos de óvulos: os óvulos possuem uma substancia de reserva nutritiva chamada vitelo, de acordo com a quantidade e a distribuição do vitelo, os

Tipos de óvulos: os óvulos possuem uma substancia de reserva nutritiva chamada vitelo, de acordo com a quantidade e a distribuição do vitelo, os Embriologia Embriologia é a parte da Biologia que estuda as transformações que se processa no embrião, desde a formação da célula-ovo até o nascimento. Tipos de óvulos: os óvulos possuem uma substancia

Leia mais

1. Os óvulos de aves e répteis, por possuírem grande quantidade vitelo no pólo vegetativo, denominam-se:

1. Os óvulos de aves e répteis, por possuírem grande quantidade vitelo no pólo vegetativo, denominam-se: 1. Os óvulos de aves e répteis, por possuírem grande quantidade vitelo no pólo vegetativo, denominam-se: a) oligolécitos b) heterolécitos c) mediolécitos d) telolécitos e) centrolécitos 2. O esquema abaixo

Leia mais

Respostas. Capítulo 21: O filo artrópodes (II)

Respostas. Capítulo 21: O filo artrópodes (II) Respostas Capítulo 21: O filo artrópodes (II) 1. E Ao se observar a situação experimental da questão se conclui que com relação às formigas (artrópodes da classe dos insetos) o olfato é o sentido utilizado

Leia mais

BIOLOGIA Diversidade da Vida Exercícios complementares Platelmintos, nematódeos e anelídeos

BIOLOGIA Diversidade da Vida Exercícios complementares Platelmintos, nematódeos e anelídeos 01. (OSEC) Um Nematoide, como a lombriga, não possui: a) sistema circulatório. b) intestino. c) boca. d) ânus. e) sistema excretor duplo, em forma de H. 02. (PUC-MG) A lombriga e a planária são exemplos

Leia mais

BA B.. 0 6 0 6 Inv n e v rt r e t bra r dos o s m ais s si s m i ple l s s ( p ( la l t a e t lm l in i t n o t s o ) s Apostila 1 Pág.

BA B.. 0 6 0 6 Inv n e v rt r e t bra r dos o s m ais s si s m i ple l s s ( p ( la l t a e t lm l in i t n o t s o ) s Apostila 1 Pág. BA. 06 Invertebrados mais simples (platelmintos) Apostila 1 Pág. 34 REINO ANIMAL OU METAZOA -Pluricelular Eucarionte Heterótrofo - sem parede celular - PORÍFEROS Esponjas - CNIDÁRIOS Águas vivas, corais,

Leia mais

Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com

Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Criado e Desenvolvido por: RONNIELLE CABRAL ROLIM Todos os direitos são reservados 2015. www.tioronni.com Representantes Representantes Características Diblásticos: ectoderme e endoderme Simetria: Radial

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS

PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS - 7º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= ANIMAIS INVERTEBRADOS

Leia mais

ATIVIDADES DE CIÊNCIAS 4º BIMESTRE INVERTEBRADOS II MOLUSCOS, ARACNÍDEOS, ANELÍDEOS E CRUSTÁCEOS

ATIVIDADES DE CIÊNCIAS 4º BIMESTRE INVERTEBRADOS II MOLUSCOS, ARACNÍDEOS, ANELÍDEOS E CRUSTÁCEOS ATIVIDADES DE CIÊNCIAS 4º BIMESTRE INVERTEBRADOS II MOLUSCOS, ARACNÍDEOS, ANELÍDEOS E CRUSTÁCEOS 1. Adivinhe quem sou eu: a) Meu corpo é mole e sem segmento, além de ser dividido em cabeça, pé e massa

Leia mais

Sugestões de atividades para avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 8

Sugestões de atividades para avaliação. Ciências 7 o ano Unidade 8 Sugestões de atividades para avaliação Ciências 7 o ano Unidade 8 5 Nome: Data: UniDaDE 8 1 Com relação às suas características gerais, podemos dizer que os vertebrados possuem exclusivamente: I. patas.

Leia mais