1) Santo Agostinho: Intellige ut Credas, Crede ut Intelligas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1) Santo Agostinho: Intellige ut Credas, Crede ut Intelligas"

Transcrição

1 1) Santo Agostinho: Intellige ut Credas, Crede ut Intelligas Autor: Sávio Laet de Barros Campos. Licenciado e Bacharel em Filosofia Pela Universidade Federal de Mato Grosso. Agostinho foi o grande mestre do ocidente cristão. Estamos no século IV. 1.1) A Conversão: Pressuposto do Pensamento Agostiniano Enquanto ainda era maniqueísta, vivia sobre a promessa desta seita, qual seja pelo conhecimento racional alcançaria a fé nas Escrituras. Livre dos maniqueus, Agostinho concebe que, deve-se arrancar da fé para chegar a inteligência. Os maniqueísta haviam-lhe prometido levá-lo a fé nas Escrituras a inteligência pelo conhecimento racional; santo Agostinho propor-se-á, a partir de então, alcançar pela fé nas Escrituras a inteligência do que elas ensinam. 1 A conversão, como assinala K. Jarspers, é o pressuposto que funda todo pensamento agostiniano. Na conversão a fé passa a ser qualquer coisa de inquestionável, tão certa que não precisa ser apurada quanto a sua veracidade, ela é dom de Deus: (...) A conversão é o pressuposto do pensamento agostiniano. Somente na conversão é que se torna certa a fé, que não é necessitada por nada e não pode ser transmitida através de nenhuma doutrina, mas lhe é dada em dom por Deus. 2 1 Etienne Gilson. A Filosofia na Idade Média. p K. Jaspers. Os Grandes Filósofos. In: DARIO ANTISERI, Giovanni Reale. História da Filosofia: Antigüidade e Idade Média. 5º Edição. (Coleção Filosofia). São Paulo: Paulus, p. 434.

2 Daí a importância capital de se conhecer a biografia de Agostinho para lhe penetrar o pensamento. 3 Quem está alheio a este momento da vida de Agostinho acentua Jaspers- ficará estranho ao seu fundamento: Quem não experimentou por si mesmo a conversão sempre encontrará algo de estranho em todo pensamento que nela se fundamenta. 4 A fé em Agostinho, ainda nas palavras de Jaspers, é um acontecimento único. Tocado por Deus, este lhe muda até as entranhas, e não somente o pensamento. (...) mas sim um acontecimento único, que, por sua essência, é diferente no seu sentido e na sua eficácia: consciente de ter sido atingido imediatamente por Deus, o homem se transforma até a corporeidade do seu ser e nos objetivos que se propõe. 5 Trata-se de um novo homem, com uma nova hierarquia de valores e um novo modo de pensar: Juntamente com o modo de pensar, muda também o modo de viver. 6 Mas do que isso, quando sua biografia muda, esta transforma o seu modo de pensar nas suas bases: 1.1.1) A Avaliação da Filosofia Tal conversão não é mudança de rota filosófica, que precisa ser renovada a cada dia (...), mas um momento biograficamente datável, que irrompe na vida e lhe dá uma nova base. 7 Não é a filosofia que muda nele, nem o modo de filosofar, mas sim conclui Jaspers - é a avaliação que faz da filosofia, o modo com a 3 O Leitor nos perdoe a aparente contradição. De fato, uma pergunta de coloca: Se a biografia do autor é necessária, porque não a abordou? Achamos por bem prescindir da biografia, ela estenderia demais o que quer ser apenas um artigo introdutório ao tema. 4 K. Jaspers. Op. Cit.. In: DARIO ANTISERI, Giovanni Reale. História da Filosofia: Antigüidade e Idade Média. 5º Edição. (Coleção Filosofia). São Paulo: Paulus, p Idem. Op. Cit.. 6 Idem. Op. Cit. 7 Idem. Op. Cit p. 434 e 435.

3 qual a encara. 8 De fato, existe uma luz interior que nos é interior, e ao mesmo tempo nos transcende. Esta luz é maior que nós, maior que o próprio filosofar. 9 Jarspers acentua que Agostinho, na sua conversão, reconhece quão exagerado era a sua admiração pela filosofia: Agostinho reconhece que a sua admiração anterior pela filosofia (como dialética) era absolutamente exagerada. 10 A bem - aventurança que perseguia encontra-se em Deus, e este só se deixa alcançar pelo único caminho que é Cristo: A bemaventurança encontra-se em somente no anseio de Deus; mas essa bemaventurança pertence somente à vida futura e o único caminho para chegar a ela é Cristo. 11 Para uma felicidade terrena, bastar-lhe-ia uma filosofia humana, mas, para uma felicidade eterna- que acabara de descobrir- é necessário uma sabedoria divina. A filosofia, encontra-se, por fim, reduzida e o pensamento Bíblico é o que lhe afigura como essencial. 12 Com efeito, ninguém pode atravessar o mar do século se não for carregado pela cruz de Cristo: (...) Ninguém pode atravessar o mar do século se não for carregado pela cruz de Cristo ) A Distância do Fideísmo Apesar de toda esta mística em torno da fé e do encontro com Deus, longe de Agostinho todo ranço de fideísmo, ele não é irracional. 14 A fé estimula a inteligência e mais, ela lhe pressupõe. 15 Destarte, a fé 8 Idem. Op. Cit p. 435: No movimento do filosofar, do autônomo ao crente-cristão, parece tratar-se do mesmo filosofar. (...). Acima de qualquer outra coisa (depois da conversão), o que mudou foi a avaliação da filosofia. 9 Idem. Op. Cit: Agora, porém, passava a ser avaliada (a filosofia) negativamente: a luz interior está mais no alto. ( O Parênteses é nosso). 10 Idem. Op. Cit: Agostinho reconhece que a sua admiração anterior pela filosofia (como dialética) era absolutamente exagerada. 11 Idem. Op. Cit 12 Idem. Op. Cit: Desse modo, reduziu-se o valor da filosofia (como mera dialética). O pensamento bíblico-teológico torna-se a única coisa essencial. 13 Agostinho. In. DARIO ANTISERI, Giovanni Reale. História da Filosofia: Antigüidade e Idade Média. 5º Edição. (Coleção Filosofia). São Paulo: Paulus, p Giovanni Reale. História da Filosofia: Antigüidade e Idade Media: p. 435: (...) Agostinho está bem distante do fideísmo, que não deixa de ser uma forma de irracionalismo. 15 Giovanni Reale. Ibidem: (...) A fé estimula e promove a inteligência. ; Agostinho. Comentário ao Evangelho de João. 29, 6: in: DARIO ANTISERI, Giovanni Reale.

4 consiste, antes de tudo, num pensamento que assente; ora, isto equivale a dizer que sem pensamento não há fé: A fé é cogitare cum assensione, modo de pensar assentindo; por isso, sem pensamento não haveria a fé. 16 Outrossim, a inteligência não elimina, antes esclarece e clarifica a fé: E analogamente, por seu turno, a inteligência não elimina a fé, mas a fortalece, e, de certo modo, a clarifica. 17 Fé e razão se complementam 18, porque se a fé busca a inteligência encontra: A fé busca, a inteligência encontram. 19 Doravante, a inteligência será a recompensa daquele crer: intellectus merces est fidei, a inteligência é recompensa da fé ) Razão e Fé 1.3.1) Compreender Para Crer Não é estranho a Agostinho ainda uma atividade da razão que preceda à da fé. De fato, embora as verdades de fé nos sejam indemonstráveis, pela razão, podemos perceber a conveniência de a elas assentir. Portanto, a indústria da razão que precede a fé consiste em mostrar a pertinência do conteúdo da fé: Sem dúvida, um certo trabalho da razão deve preceder o assentimento às verdades de fé; muito embora estas nos sejam demonstráveis, pode-se demonstrar que convém crer nelas, e é a razão que se encarrega disso. 21 História da Filosofia: Patrística e Escolástica. Trad. Ivo Storniolo. Rev. Zolferino Tonon. 2º ed. São Paulo: Paulus, p. 104: Justamente porque não entendes, crês; mas, crendo, tornas-te capaz de entender, com efeito, se não credes, jamais conseguirás entender, porque te tornarás sempre menos capaz. 16 Idem. Op. Cit 17 Idem. Op. Cit 18 Idem. Op. Cit: (...) fé e razão são complementares (...). 19 Agostinho. A Trindade.XV, 2, 2. In: DARIO ANTISERI, Giovanni Reale. História da Filosofia: Antigüidade e Idade Média. 5º Edição. (Coleção Filosofia). São Paulo: Paulus, p Giovanni Reale. História da Filosofia: Antigüidade e Idade Média:p Agostinho. Comentário ao Evangelho de João. 36, 7. in: DARIO ANTISERI, Giovanni Reale. História da Filosofia: Patrística e Escolástica. Trad. Ivo Storniolo. Rev. Zolferino Tonon. 2º ed. São Paulo: Paulus, p. 105: Eu dissera: se alguém crer; e tinha dado este conselho: se não compreendeste, crê! A inteligência é fruto da fé! 21 Etienne Gilson. A Filosofia na Idade Média. p. 144.

5 1.3.2) Crer Para Compreender Hora, se há um concurso da razão que precede a fé, impõe-se outro que a sucede. Agostinho não se cansa de repetir: É preciso crer para compreender (Nisi credidritis, non intelligetis) 22. Se aceita as verdades da fé para, proporcionalmente as nossas possibilidades neste mundo, conseguirmos obter alguma inteligência sobre elas: Portanto, há uma intervenção da razão que precede a fé, mas a uma segunda, que a segue. Baseando-se numa tradução, aliás incorreta, de um texto de Isaías pelos Setenta, Agostinho não se cansa de repetir: Nisi credidritis, non intelligetis. Há que aceitar pela fé as verdades que Deus revela, se se quiser adquirir em seguida alguma inteligência delas, que será a inteligência do conteúdo da fé acessível ao homem neste mundo ) A Síntese Agostiniana: Compreender Para Crer, Crer Para Compreender. Agostinho no célebre Sermão 43 expressa numa fórmula solene esta dupla atividade da razão: compreender para crer, crê para compreender (intellige ut credas, crede ut inelligas). 24 Compreendendo no que se deve crer, cremos 25 ; crendo, podemos compreender naquilo que cremos. 22 Agostinho. Comentário ao Evangelho de João. 29, 6: in: DARIO ANTISERI, Giovanni Reale. História da Filosofia: Patrística e Escolástica. Trad. Ivo Storniolo. Rev. Zolferino Tonon. 2º ed. São Paulo: Paulus, p. 104: Não procures, portanto, entender para crer, mas crê para entender; porque, se não credes, não entendereis. (O itálico é nosso). 23 Etienne Gilson. A Filosofia na Idade Média. p Agostinho. Comentário ao Evangelho de João. 36, 7. in: DARIO ANTISERI, Giovanni Reale. História da Filosofia: Patrística e Escolástica. Trad. Ivo Storniolo. Rev. Zolferino Tonon. 2º ed. São Paulo: Paulus, p. 105: Eles não creram porque tinham conhecimento, mas creram para conhecer. Creiamos também nós para conhecer, não esperemos conhecer para crer. 24 Etienne Gilson. A Filosofia na Idade Média. p. 144: Um texto célebre do Sermão 43 resume essa dupla atividade da razão numa fórmula perfeita: compreender para crer, crê para compreender (intellige ut credas, crede ut inelligas). 25 Aqui compreender não significa conhecer o mistério, mas apenas ter presente qual o objeto ao qual devemos assentir. Por exemplo, saber que a Trindade deve ser crida não significa compreender o seu mistério!

6 Se por um lado, é preciso partir da fé, por outro é dever de quem crê buscar inteligir aquilo que crê, pois o fim último do homem não é crer, mas conhecer.

7 BIBLIOGRAFIA Agostinho. A Trindade. in: DARIO ANTISERI, Giovanni Reale. História da Filosofia: Antigüidade e Idade Média. 5º Edição. (Coleção Filosofia). São Paulo: Paulus, Comentário ao Evangelho de João. DARIO ANTISERI, Giovanni Reale. História da Filosofia: Patrística e Escolástica. Trad. Ivo Storniolo. Rev. Zolferino Tonon. 2º ed. São Paulo: Paulus, p. 104 e 105. DARIO ANTISERI, Giovanni Reale. História da Filosofia: Antigüidade e Idade Média. 5º Edição. (Coleção Filosofia). São Paulo: Paulus, p. 428 a 460. GILSON, Etienne. A Filosofia Na Idade Média. Trad. Eduardo Brandão. São Paulo: MARTINS FONTES, p 142 a 158. PHILOTHEUS BOEHNER, Etienne Gilson. História da Filosofia Cristã, Desde as Origens até Nicolau de Cusa. 7ºed. Trad. Raimundo Vier. Rio de Janeiro: VOZES, p. 139 a 208. JASPERS. Os Grandes Filósofos. In: DARIO ANTISERI, Giovanni Reale. História da Filosofia: Antigüidade e Idade Média. 5º Edição. (Coleção Filosofia). São Paulo: Paulus, 1991.

Agostinho: Intellige ut credas, crede ut intelligas

Agostinho: Intellige ut credas, crede ut intelligas 1 Agostinho: Intellige ut credas, crede ut intelligas Autor: Sávio Laet de Barros Campos. Bacharel-Licenciado e Pós-Graduado em Filosofia Pela Universidade Federal de Mato Grosso. Introdução A filosofia

Leia mais

Domingos Terra, s. j. A Gramática da Fé Cristã

Domingos Terra, s. j. A Gramática da Fé Cristã Domingos Terra, s. j. A Gramática da Fé Cristã Lisboa Universidade Católica Editora 2015 Índice INTRODUÇÃO 9 CAPÍTULO 1. FÉ CRISTÃ: CONCEITO E IDENTIDADE 11 1. Clarificação concetual 12 1.1. O problema

Leia mais

A RELAÇÃO ESTADO-IGREJA EM SANTO AGOSTINHO (2011) 1

A RELAÇÃO ESTADO-IGREJA EM SANTO AGOSTINHO (2011) 1 A RELAÇÃO ESTADO-IGREJA EM SANTO AGOSTINHO (2011) 1 SIQUEIRA, Grégori Lopes 2 ; ALVES, Marcos Alexandre 3 1 Trabalho de Pesquisa _UNIFRA 2 Acadêmico do Curso de Filosofia do Centro Universitário Franciscano

Leia mais

Atenágoras de Atenas: O homem é corpo e alma

Atenágoras de Atenas: O homem é corpo e alma 1 Atenágoras de Atenas: O homem é corpo e alma Autor: Sávio Laet de Barros Campos. Bacharel-Licenciado em Filosofia Pela Universidade Federal de Mato Grosso. 1. Vida De Atenágoras sabemos apenas que era

Leia mais

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 A trindade sempre existiu, mas se apresenta com maior clareza com vinda de Cristo e a redação do Novo Testamento. Por exemplo,

Leia mais

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3 LEMBRETE IMPORTANTE: As palavras da bíblia, são somente as frases em preto Alguns comentários explicativos são colocados entre os versículos, em vermelho. Mas é apenas com o intuito

Leia mais

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966.

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Azusa Revista de Estudos Pentecostais 1 STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Josias Novak 1 1 A promessa do Espírito Em sua exposição Stott afirma que a

Leia mais

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas?

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? 1 Coríntios 15.1-11 1. Irmãos, quero lembrar-lhes o evangelho que lhes preguei, o qual vocês receberam e no qual estão firmes. 2. Por meio deste evangelho

Leia mais

revista FIDELIDADE - A vida cristã dinâmica Preparando a aula Plano de aula

revista FIDELIDADE - A vida cristã dinâmica Preparando a aula Plano de aula Base bíblica: João 3.1-23 Texto áureo: Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus (João 3.5). Preparando a aula Ore

Leia mais

Interpenetração de dois cumprimentos

Interpenetração de dois cumprimentos Abordagem Bíblica e Teológica Interpenetração de dois cumprimentos Por Defensores do Evangelho Que a graça e a paz do Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo seja convosco! Introdução Este tema é extremamente

Leia mais

O cristianismo e a filosofia grega

O cristianismo e a filosofia grega 1 O cristianismo e a filosofia grega Autor: Sávio Laet de Barros Campos. Bacharel-Licenciado em Filosofia Pela Universidade Federal de Mato Grosso. Justino Romano, pensador cristão do século primeiro,

Leia mais

ESPIRITISMO EXPLÍCITO EM CONVITE DE FORMATURA DE FACULDADE ADVENTISTA. SISTEMA EDUCACIONAL PARA SALVAR OU PARA GANHAR DINHEIRO?

ESPIRITISMO EXPLÍCITO EM CONVITE DE FORMATURA DE FACULDADE ADVENTISTA. SISTEMA EDUCACIONAL PARA SALVAR OU PARA GANHAR DINHEIRO? ESPIRITISMO EXPLÍCITO EM CONVITE DE FORMATURA DE FACULDADE ADVENTISTA. SISTEMA EDUCACIONAL PARA SALVAR OU PARA GANHAR DINHEIRO? Lendo o convite de formatura da turma 2012.2 de Enfermagem da Faculdade Adventista

Leia mais

EDUCAÇÃO E FELICIDADE EM SANTO AGOSTINHO

EDUCAÇÃO E FELICIDADE EM SANTO AGOSTINHO EDUCAÇÃO E FELICIDADE EM SANTO AGOSTINHO Fabio Luciano Bueno Coelho 1 Ricardo Antonio Rodrigues 2 Resumo: A proposta deste trabalho é levantar questionamentos a respeito do papel da educação, tendo por

Leia mais

AS VIRTUDES NO PENSAMENTO DE SANTO TOMÁS DE AQUINO

AS VIRTUDES NO PENSAMENTO DE SANTO TOMÁS DE AQUINO AS VIRTUDES NO PENSAMENTO DE SANTO TOMÁS DE AQUINO Paulo Roberto da Rocha Prof. Dr. Carlos Alberto Albertuni (Orientador) Prof. Dr. Arlei de Espíndola (Coordenador) RESUMO O tratado das virtudes de Tomás

Leia mais

O Arrebatamento da Igreja

O Arrebatamento da Igreja Texto Base: 1Ts 4.13-18 O Arrebatamento da Igreja "Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes com respeito aos que dormem, para não vos entristecerdes como os demais, que não têm esperança. Pois,

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO 1 ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO LIÇÃO Nº 01 DIA 16/06/2014 INTRODUÇÃO: Vamos começar uma nova série de estudos em nossas células. Esta será uma série muito interessante

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

A Fé que nos gloriamos de professar (continuação)

A Fé que nos gloriamos de professar (continuação) A Fé que nos gloriamos de professar (continuação) Fé cristã: Costume ou Decisão Pessoal É uma decisão livre, da consciência de cada um! As raízes da fé cristã A fé cristã não começou connosco. A fé que

Leia mais

Condições Gerais de Uso e Permissões de Cópias

Condições Gerais de Uso e Permissões de Cópias - Ensino Sistêmico sobre a Vida Cristã - Condições Gerais de Uso e Permissões de Cópias Série: Informações Gerais sobre o Ensino Sistêmico Sobre Vida Cristã 1ª Edição Out/2013 - Copyright do Autor Ver

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

A Justificação em Paulo e Tiago George Knight III

A Justificação em Paulo e Tiago George Knight III 1 A Justificação em Paulo e Tiago George Knight III Nas cartas do apóstolo Paulo, a doutrina da justificação é o maravilhoso ensino bíblico de que Deus nos aceita como justos em Cristo e perdoa nossos

Leia mais

Em que sois batizados então? (Atos 19:3)

Em que sois batizados então? (Atos 19:3) Em que sois batizados então? (Atos 19:3) O Senhor Jesus Cristo deu uma ordem expressa aos seus discípulos, quando disse: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer

Leia mais

Processo de Iniciação na RCC. Renovação Carismática Católica do Brasil RCC BRASIL

Processo de Iniciação na RCC. Renovação Carismática Católica do Brasil RCC BRASIL MINISTÉRIO DE FORMAÇÃO Processo de Iniciação na RCC Renovação Carismática Católica do Brasil RCC BRASIL Conceito Por Iniciação Cristã se entende o processo pelo qual alguém é incorporado ao mistério de

Leia mais

A ÚNICA EXPLICAÇÃO PARA A NUVEM

A ÚNICA EXPLICAÇÃO PARA A NUVEM No dia 28 de Fevereiro de 1963 um estranho fenômeno aconteceu no estado do Arizona E.U.A que deixou os cientistas sem palavras. Antes do por do sol, no estado do Arizona um SINAL apareceu nas nuvens. Uma

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA A IMPORTÂNCIA DAS OBRAS DE FÉ William Soto Santiago Cayey Porto Rico 16 de Março de 2011 Reverendo William Soto Santiago, Ph. D. CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO http://www.cder.com.br E-mail:

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO DECLARAÇÃO DE FÉ Pr Josemeire Ribeiro CRM PR 2015 O que é credo? É o que eu creio. PLANO DE SALVAÇÃO QUEDA REDENÇÃO RESTAURAÇÃO Declaração de Fé da IEQ foi compilada por sua fundadora Aimeé Semple McPherson,

Leia mais

Lição 9 Completar com Alegria

Lição 9 Completar com Alegria Lição 9 Completar com Alegria A igreja estava cheia. Era a época da colheita. Todos tinham trazido algo das suas hortas, para repartir com os outros. Havia muita alegria enquanto as pessoas cantavam louvores

Leia mais

Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF. Aula 5 - Justiça e Justificação

Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF. Aula 5 - Justiça e Justificação Domingo, 29/03/2009 Autor: Fábio Ramos A Recapitulação Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF Aula 5 - Justiça e Justificação 1 Visão Geral I) somos servos que servem evangelizando II) perdidos estão

Leia mais

AGOSTINHO, TEMPO E MEMÓRIA

AGOSTINHO, TEMPO E MEMÓRIA AGOSTINHO, TEMPO E MEMÓRIA Fábio de Araújo Aluno do Curso de Filosofia Universidade Mackenzie Introdução No decorrer da história da filosofia, muitos pensadores falaram e escreveram há cerca do tempo,

Leia mais

Plano Estratégico da União Portuguesa dos Adventistas do Sétimo Dia para o Quinquénio 2013-2017

Plano Estratégico da União Portuguesa dos Adventistas do Sétimo Dia para o Quinquénio 2013-2017 Plano Estratégico da União Portuguesa dos Adventistas do Sétimo Dia para o Quinquénio 2013-2017 O presente documento tem como objetivo apresentar, os valores, as linhas orientadoras, a estratégia e o plano

Leia mais

AS VIRTUDES TEOLOGAIS. A VIRTUDE DA FÉ. Catecismo de São Pio X.

AS VIRTUDES TEOLOGAIS. A VIRTUDE DA FÉ. Catecismo de São Pio X. 1 AS VIRTUDES TEOLOGAIS. A VIRTUDE DA FÉ. Catecismo de São Pio X. Precisamos aprender como devemos agir. Já que Deus nos deu tantas coisas boas, é normal que procuremos viver dentro de Sua Lei, praticando

Leia mais

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1

Direitos reservados Domingos Sávio Rodrigues Alves Uso gratuito, permitido sob a licença Creative Commons 1 1 O caminho da harmonia. Colossenses 3 e 4 Col 3:1-3 Introdução: Portanto, já que vocês ressuscitaram com Cristo, procurem as coisas que são do alto, onde Cristo está assentado à direita de Deus. Mantenham

Leia mais

Decorando a Palavra de Deus

Decorando a Palavra de Deus Livro 1 página 73 Lição Dez Decorando a Palavra de Deus A Palavra de Deus (a Bíblia) é muito importante na vida do crente. Ela é uma fonte inesgotável de conhecimento, força e inspiração. Já aprendemos

Leia mais

4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO

4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO 4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO O batismo nas águas é um dos passos importantes nos primeiros princípios da doutrina de Cristo. Ele não é apenas uma forma ou cerimônia sem sentido, mas uma experiência

Leia mais

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO Vós ouviste o que vos disse: Vou e retorno a vós. Se me amásseis, ficaríeis alegres por eu ir para o Pai, porque o Pai é maior do que eu. João

Leia mais

Oremos para que o Espírito Santo aja em nós, transformando nossa vida.

Oremos para que o Espírito Santo aja em nós, transformando nossa vida. Vencer o medo 04 de Junho de 2014 Leia: João 21.18-23 Com certeza, os estudiosos na história do metodismo poderão afirmar que Stanley Jones foi uma das pessoas mais importantes do cenário da Igreja Metodista

Leia mais

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

S. Tomás de Aquino QUESTÕES SOBRE A EXISTÊNCIA E A INTERLIGAÇÃO DAS VIRTUDES INFUSAS

S. Tomás de Aquino QUESTÕES SOBRE A EXISTÊNCIA E A INTERLIGAÇÃO DAS VIRTUDES INFUSAS QUESTÕES SOBRE A EXISTÊNCIA E A INTERLIGAÇÃO DAS VIRTUDES INFUSAS: Index. S. Tomás de Aquino QUESTÕES SOBRE A EXISTÊNCIA E A INTERLIGAÇÃO DAS VIRTUDES INFUSAS Índice Geral 1. Se existem virtudes teologais.

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

Todos Batizados em um Espírito

Todos Batizados em um Espírito 1 Todos Batizados em um Espírito Leandro Antonio de Lima Podemos ver os ensinos normativos a respeito do batismo com o Espírito Santo nos escritos do apóstolo Paulo, pois em muitas passagens ele trata

Leia mais

Aula III Ano 2011. Vida Interior. Claudio C. Conti www.ccconti.com ICEB

Aula III Ano 2011. Vida Interior. Claudio C. Conti www.ccconti.com ICEB Aula III Ano 2011 Vida Interior ICEB Claudio C. Conti www.ccconti.com Reencarnação 427 a.c. Atenas, Grécia Desencarnação 355 a.c. Grécia Historiador grego, nasceu de família abastada e influente, foi discípulo

Leia mais

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE AS GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA LIÇÃO 07 O QUE A BÍBLIA DIZ A RESPEITO DA SALVAÇÃO INTRODUÇÃO Chegamos ao que pode ser o tópico mais importante desta série: a salvação. Uma pessoa pode estar equivocada

Leia mais

Por Gary Hargrave A PALAVRA VIVA PUBLICAÇÕES

Por Gary Hargrave A PALAVRA VIVA PUBLICAÇÕES Fé Por Gary Hargrave A PALAVRA VIVA PUBLICAÇÕES Copyright 2007 The Living Word. Tradução para o Português Copyright 2010, The Living Word, associação sem fins lucrativos com sede na Califórnia, EUA. Todos

Leia mais

As BOAS NOVAS PARA VOCÊ Por Charles Brock

As BOAS NOVAS PARA VOCÊ Por Charles Brock As BOAS NOVAS PARA VOCÊ Por Charles Brock Estudo bíblico baseado no Evangelho de João BOAS NOVAS PARA VOCÊ Lição 1 OS PROBLEMAS DO HOMEM 1. O evangelho de João foi escrito para que que Jesus é o Cristo,

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Espiritismo e Espiritualismo. Palestrante: Altivo Pamphiro. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Espiritismo e Espiritualismo. Palestrante: Altivo Pamphiro. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Espiritismo e Espiritualismo Palestrante: Altivo Pamphiro Rio de Janeiro 01/08/2003 Organizadores da Palestra: Moderador:

Leia mais

Teste de Dons Espirituais www.pv-ne.blogspot.com/search?q=teste+de+dons&submit=busca

Teste de Dons Espirituais www.pv-ne.blogspot.com/search?q=teste+de+dons&submit=busca Teste de Dons Espirituais www.pv-ne.blogspot.com/search?q=teste+de+dons&submit=busca I. Avaliação Coloque nos quadrinhos correspondentes a cada um dos 45 itens uma nota levando em conta os seguintes critérios:

Leia mais

Fé e Razão em Alberto Magno

Fé e Razão em Alberto Magno 1 Fé e Razão em Alberto Magno Autor: Sávio Laet de Barros Campos. Bacharel-Licenciado e Pós-Graduado em Filosofia Pela Universidade Federal de Mato Grosso. Introdução Alberto nasceu em Lauingen, na Subáia,

Leia mais

ARTIGOS DE FÉ. I. Deus Trino

ARTIGOS DE FÉ. I. Deus Trino ARTIGOS DE FÉ As referências bíblicas apoiam os Artigos de Fé e são aqui inseridas por acção da Assembleia Geral de 1976, mas não devem ser consideradas como parte do texto da Constituição. I. Deus Trino

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB)

DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB) DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB) A Igreja de Jesus Cristo está comprometida somente com o Antigo e Novo Testamentos como a única autoridade escrita de fé e conduta.

Leia mais

Carta pastoral do Bispo Charles Morerod para a Quaresma de 2012. 4 Domingo de Quaresma, Ano B. 17-18 de Março de 2012. «A Fé»

Carta pastoral do Bispo Charles Morerod para a Quaresma de 2012. 4 Domingo de Quaresma, Ano B. 17-18 de Março de 2012. «A Fé» Carta pastoral do Bispo Charles Morerod para a Quaresma de 2012 4 Domingo de Quaresma, Ano B 17-18 de Março de 2012 «A Fé» Carta pastoral do Bispo Charles Morerod 4 Domingo de Quaresma, Ano B 17-18 de

Leia mais

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz?

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? A Unidade de Deus Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? Vejamos a seguir alguns tópicos: Jesus Cristo é o Único Deus Pai Filho Espírito Santo ILUSTRAÇÃO Pai, Filho e Espírito

Leia mais

Respostas aos Protestantes sobre o Batismo de Crianças

Respostas aos Protestantes sobre o Batismo de Crianças Respostas aos Protestantes sobre o Batismo de Crianças Por Jaime Francisco de Moura A Igreja Católica o faz, lembrando que as crianças dos Judeus eram consagradas a Deus, sobretudo os primogênitos, pela

Leia mais

O PLANEJAMENTO EM EDUCAÇÃO: REVISANDO CONCEITOS PARA MUDAR CONCEPÇÕES E PRÁTICAS

O PLANEJAMENTO EM EDUCAÇÃO: REVISANDO CONCEITOS PARA MUDAR CONCEPÇÕES E PRÁTICAS O PLANEJAMENTO EM EDUCAÇÃO: REVISANDO CONCEITOS PARA MUDAR CONCEPÇÕES E PRÁTICAS Maria Adelia Teixeira Baffi Petrópolis, 2002. Pedagoga - PUC-RJ. Mestre em Educação - UFRJ Doutoranda em Pedagogia Social

Leia mais

Curso Bíblico Básico (Nível Médio) Parte VII

Curso Bíblico Básico (Nível Médio) Parte VII COMUNIDADE CRISTÃ ASSEMBLEIA DOS JUSTOS SISTEMA EDUCACIONAL BÍBLICO ECLESIÁSTICO DEPARTAMENTO DE CURSO BÍBLICO BÁSICO Curso Bíblico Básico (Nível Médio) Parte VII A Divindade do Senhor Jesus Este é o assunto

Leia mais

06 Meus Primeiros Passos por Dino Arí Fernandes

06 Meus Primeiros Passos por Dino Arí Fernandes 06 Meus Primeiros Passos por Dino Arí Fernandes O Espírito Santo e a Igreja Igreja Metodista 06- Meus Primeiros Passos Rev. Dino Arí Fernandes O Espírito Santo e a IGREJA Para melhor entender o tema, sugerimos

Leia mais

O Catequista. re-visitar o caminho pessoal de encontro com Jesus Cristo

O Catequista. re-visitar o caminho pessoal de encontro com Jesus Cristo O Catequista É chamado, no Ano da Fé, a: re-visitar o itinerário de fé «Atravessar a porta da fé implica embrenhar-se num caminho que dura a vida inteira. Este caminho tem início no Batismo (cf. Rm 6,

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

O AMOR E A FELICIDADE EM SANTO AGOSTINHO COMO ELEMENTOS PARA A FORMAÇÃO DO HOMEM

O AMOR E A FELICIDADE EM SANTO AGOSTINHO COMO ELEMENTOS PARA A FORMAÇÃO DO HOMEM doi: 10.4025/10jeam.ppeuem.03022 O AMOR E A FELICIDADE EM SANTO AGOSTINHO COMO ELEMENTOS PARA A FORMAÇÃO DO HOMEM DE PAULA, Andriely Samanda. 1 PEREIRA MELO, José Joaquim. DFE/ PPE/ UEM 2 Introdução: Na

Leia mais

2º Aquele que não pratica (não pratica a Lei), mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é

2º Aquele que não pratica (não pratica a Lei), mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é Muitos, ao ouvirem que o cristão não precisa praticar as obras da Lei, como: guarda do sábado, sacrifício de jejum, uso do véu, devolução de dízimo, etc., logo fazem a seguinte pergunta: A Lei de Deus

Leia mais

Texto do dia. "Disse-lhes, então: Dai, pois, a César o que é de César e a Deus, o que é de Deus" (Lc 20.25).

Texto do dia. Disse-lhes, então: Dai, pois, a César o que é de César e a Deus, o que é de Deus (Lc 20.25). Lição 12 21/06/2015 Texto do dia "Disse-lhes, então: Dai, pois, a César o que é de César e a Deus, o que é de Deus" (Lc 20.25). Síntese O exercício da cidadania terrena e a participação política dos servos

Leia mais

#82r. 11.4 Mensagens às sete igrejas ( Apocalipse 2~3)

#82r. 11.4 Mensagens às sete igrejas ( Apocalipse 2~3) 11.4 Mensagens às sete igrejas ( Apocalipse 2~3) #82r Estudamos o cap. 1 de Apocalipse, um capítulo magistral da Palavra de Deus, onde Deus assina Seu nome, como o verdadeiro autor do livro. A Tri Unidade

Leia mais

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014 Adoração ao Santíssimo Sacramento Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa 4 de Março de 2014 Leitor: Quando nós, cristãos, confessamos a Trindade de Deus, queremos afirmar que Deus não é um ser solitário,

Leia mais

O que é Catequese? Paróquia Santo Cristo dos Milagres Fonseca Niterói RJ Pastoral da Comunicação

O que é Catequese? Paróquia Santo Cristo dos Milagres Fonseca Niterói RJ Pastoral da Comunicação Paróquia Santo Cristo dos Milagres Fonseca Niterói RJ Pastoral da Comunicação contato@paroquiasantocristodosmilagres.org O que é Catequese? Segundo a exortação apostólica Catechesi Tradendae do Papa João

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

SERMÃO: PERMANECER EM JESUS CRISTO. JOÃO 15 : 1-9

SERMÃO: PERMANECER EM JESUS CRISTO. JOÃO 15 : 1-9 SERMÃO: PERMANECER EM JESUS CRISTO. JOÃO 15 : 1-9 Hino inicial = 13. Hino final = 303. IASD Central = 02/07/2011. INTRODUÇÃO Bom dia! Convidamos você a abrir sua Bíblia no Evangelho de São João, capítulo

Leia mais

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte 8º Capítulo Petros Os Dons Pilares 1ª Parte O texto de I Co 12:7-11 fala sobre os dons espirituais, aqui chamados de carismáticos; O texto de Ef 4:11 fala sobre os dons ministeriais, aqui chamados de dons

Leia mais

O texto de João 4:35 a 38 nos apresentam três princípios relacionados à colheita espiritual. Vejamos o primeiro:

O texto de João 4:35 a 38 nos apresentam três princípios relacionados à colheita espiritual. Vejamos o primeiro: OS CAMPOS ESTÃO PRONTOS PARA A COLHEITA João 4.35-38 Que a Paz do Senhor Jesus Cristo seja com todos vocês irmãos e irmãs. Por gentileza, abram as suas Bíblias no Evangelho de João, capítulo 4, versículos

Leia mais

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo 10.14 O batismo do Espírito Santo #61 Estudamos o novo nascimento e vimos como o Espírito Santo realiza essa obra juntamente com a Palavra de Deus. Tínhamos que entender o novo nascimento e como alguém

Leia mais

Israel: A testemunha de Deus

Israel: A testemunha de Deus Israel: A testemunha de Deus Há aproximadamente 700 anos antes de Cristo, Deus fez uma declaração curiosa acerca de Israel. Usando o profeta Isaías, o SENHOR falou: Israel é cenário do cumprimento de muitas

Leia mais

ESCOLA CATEQUÉTICA EIXOS TEMÁTICOS

ESCOLA CATEQUÉTICA EIXOS TEMÁTICOS ESCOLA CATEQUÉTICA EIXOS TEMÁTICOS Quando falamos de eixos temáticos temos que levar em consideração mais do que a divisão dos conteúdos teóricos a serem oferecidos aos catequistas, mas a vocação catequética

Leia mais

A VIDA FRUTÍFERA EDIÇÃO DIGITAL REVISÃO E ADAPTAÇÃO: (ESTUDOS BIBLICOS DIRIGIDOS) CAPA DA VERSÃO IMPRESSA Jaime McNutt

A VIDA FRUTÍFERA EDIÇÃO DIGITAL REVISÃO E ADAPTAÇÃO: (ESTUDOS BIBLICOS DIRIGIDOS) CAPA DA VERSÃO IMPRESSA Jaime McNutt A VIDA FRUTÍFERA (ESTUDOS BIBLICOS DIRIGIDOS) EDIÇÃO DIGITAL CAPA DA VERSÃO IMPRESSA Jaime McNutt Todos os direitos reservados por: Editora Sepal Caixa Postal 7540 01064-970 - São Paulo - SP - Brasil REVISÃO

Leia mais

Dicionário da Bíblia de Easton

Dicionário da Bíblia de Easton 1 Dicionário da Bíblia de Easton Por M.G. Easton M.A., D.D. Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto / felipe@monergismo.com A lista abaixo não é uma tradução completa do Dicionário da Bíblia de Easton.

Leia mais

CREIO : A OBEDIÊNCIA DA FÉ; CRER NO PAI, NO FILHO E NO ESPÍRITO SANTO 142-152

CREIO : A OBEDIÊNCIA DA FÉ; CRER NO PAI, NO FILHO E NO ESPÍRITO SANTO 142-152 CREIO : A OBEDIÊNCIA DA FÉ; CRER NO PAI, NO FILHO E NO ESPÍRITO SANTO 142-152 INTRODUÇÃO Até agora estudamos juntos a Revelação divina que é uma iniciativa amorosa de Deus finalizada a estabelecer com

Leia mais

Primeiros Passos na Vida Cristã

Primeiros Passos na Vida Cristã D I S C I P U L A D O Primeiros Passos na Vida Cristã C a p í t u l o4 NOSSOS DISTINTIVOS PARTE II Discipulador: / / NA ESCOLA DOMINICAL... Ei, Crentildo, esta é a sua classe? Você está matriculado na

Leia mais

Teste dos Dons Espirituais 1

Teste dos Dons Espirituais 1 1 Teste dos Dons Espirituais 1 Este teste é usado no contexto do seminário do MAPI Introdução a Dons Espirituais e Equipes de Ministério. Para mais informações veja o site do MAPI no link de ferramentas

Leia mais

O CÉU E A TERRA: OS ANJOS 325-336

O CÉU E A TERRA: OS ANJOS 325-336 O CÉU E A TERRA: OS ANJOS 325-336 INTRODUÇÃO O binômio céu e terra indica a totalidade da criação que é obra do Pai. No símbolo niceno-constantinopolitano esse binômio é enriquecido com outras palavras:

Leia mais

Capítulo Vinte e Cinco (Chapter Twenty-Five) A Disciplina do Senhor (God s Discipline)

Capítulo Vinte e Cinco (Chapter Twenty-Five) A Disciplina do Senhor (God s Discipline) Capítulo Vinte e Cinco (Chapter Twenty-Five) A Disciplina do Senhor (God s Discipline) Pensem bem naquele que suportou tal oposição dos pecadores contra si mesmo, para que vocês não se cansem nem desanimem.

Leia mais

#62. O batismo do Espírito Santo (continuação)

#62. O batismo do Espírito Santo (continuação) O batismo do Espírito Santo (continuação) #62 Estamos falando sobre alguns dons do Espírito Santo; falamos de suas obras, dos seus atributos, como opera o novo nascimento e, por último, estamos falando

Leia mais

comunhão com o Deus Todo-poderoso e receber a vida eterna. O salvo é abençoado com um viver abundante agora e com uma recompensa no céu mais tarde.

comunhão com o Deus Todo-poderoso e receber a vida eterna. O salvo é abençoado com um viver abundante agora e com uma recompensa no céu mais tarde. Carta ao Leitor Você está segurando este livro nas mãos porque cristãos querem que você conheça o evangelho de Cristo e aceite-o. Embora não o conheçamos, queremos que você seja nosso irmão em Cristo e

Leia mais

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem?

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? O Batismo nas Águas O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? É UMA ORDENANÇA DE JESUS O batismo é uma ordenança clara de Jesus para todo aquele que

Leia mais

4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval. Introdução

4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval. Introdução 1 4ª. Apostila de Filosofia História da Filosofia: Filosofia Grega: Período Helenístico Filosofia Medieval Introdução O último período da Filosofia Grega é o Helenístico (Sec. III a.c.-vi d.c.). É um período

Leia mais

EXAMINAI TUDO E RETENDE O BEM

EXAMINAI TUDO E RETENDE O BEM EXAMINAI TUDO E RETENDE O BEM Quero iniciar este estudo a chamar a atenção do amigo leitor sobre o seguinte versículo da Bíblia: "Antes santificai a CRISTO, como Senhor, em vossos corações; e estai sempre

Leia mais

DONS DE EXPRESSÃO VOCAL OU DA PALAVRA. Dons Espirituais de Serviço. Línguas; Interpretação das Línguas; Profecia

DONS DE EXPRESSÃO VOCAL OU DA PALAVRA. Dons Espirituais de Serviço. Línguas; Interpretação das Línguas; Profecia DONS DE EXPRESSÃO VOCAL OU DA PALAVRA Dons Espirituais de Serviço Línguas; Interpretação das Línguas; Profecia Porque ou para que estudarmos os dons espirituais? Paulo em 1Cor 12,1 nos responde: Quanto

Leia mais

PARA ONDE CAMINHA A IGREJA BRASILEIRA?

PARA ONDE CAMINHA A IGREJA BRASILEIRA? PARA ONDE CAMINHA A IGREJA BRASILEIRA? Franklin Ferreira CONCEITUAÇÕES Fundamentalismo evangélico: literalismo bíblico, dispensacionalismo, cismático, rejeição do diálogo acadêmico. Liberalismo teológico:

Leia mais

TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha

TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha TRADUÇÃO Hope Gordon Silva Regina Aranha 7 João Desfrutando João ao máximo Pode-se resumir o fato mais relevante de toda a história em quatro palavras: Jesus Cristo é Deus! A maior declaração da Bíblia

Leia mais

Oficina de Liturgia e. Por. Pe. Cleiton Alencar Salvador 2011

Oficina de Liturgia e. Por. Pe. Cleiton Alencar Salvador 2011 Oficina de Liturgia e Música Por. Pe. Cleiton Alencar Salvador 2011 I parte Ohomem éum ser sacramental, queno planoreligioso expressam suas relações com Deus através de um conjunto de sinais e símbolos.(puebla

Leia mais

Missionários, o que é Missão?

Missionários, o que é Missão? Missionários, o que é Missão? É um chamado de Deus e da Igreja a ser respondido. É o chamado batismal. Tornar Jesus Cristo mais conhecido, mais amado, mais adorado: Conhecer a Jesus é o melhor presente

Leia mais

SOM DO LIVRO QUE TRÁS ATÉ SI O LIVRO MAIS LIDO EM TODO O. Hoje vamos estudar o capítulo 17 do livro de Actos e vamos

SOM DO LIVRO QUE TRÁS ATÉ SI O LIVRO MAIS LIDO EM TODO O. Hoje vamos estudar o capítulo 17 do livro de Actos e vamos REFERÊNCIA: Actos 17:1-21 PRODUTOR: Paulo Chaveiro Data de Gravação: 23.9.04 hora:13.58h Locução: Paulo Chaveiro OLÁ! CARO AMIGO/ EU SOU PAULO CHAVEIRO E ESTE É O PROGRAMA O SOM DO LIVRO QUE TRÁS ATÉ SI

Leia mais

CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ

CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ CELEBRAÇÃO ARCIPRESTAL DA EUCARISTIA EM ANO DA FÉ SEIA 23 DE JUNHO 2013 ENTRADA NÓS SOMOS AS PEDRAS VIVAS DO TEMPLO DO SENHOR, NÓS SOMOS AS PEDRAS VIVAS DO TEMPLO DO SENHOR, POVO SACERDOTAL, IGREJA SANTA

Leia mais

Síntese. Coragem, filha! A tua fé te salvou. (Mt 9, 22).

Síntese. Coragem, filha! A tua fé te salvou. (Mt 9, 22). Síntese Coragem, filha! A tua fé te salvou (Mt 9, 22). Novembro de 2013 2 Editorial Caros Polens, Entramos no penúltimo mês do ano. Nossos novos irmãos se encontram cada vez mais perto de nós em suas e

Leia mais

O Perfil dos Três Homens

O Perfil dos Três Homens O Perfil dos Três Homens Estudo 1 O Homem Natural Texto base: 1 Coríntios 2:14 3:4 Texto Chave: Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus 1Co 2:14 Textos para meditação semanal:

Leia mais

EUCARISTIA PÃO DE VIDA NOVA

EUCARISTIA PÃO DE VIDA NOVA HORA SANTA EUCARÍSTICA EUCARISTIA PÃO DE VIDA NOVA O texto inspira-se no da Comissão Pastoral-Missionária do Grande Jubileu do Ano 2000, editado entre nós com o título Eu sou a vida do mundo (Paulinas,

Leia mais

Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia.

Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia. Páscoa do Senhor de 2015 Missa do Dia. Caríssimos Irmãos e Irmãs: Assim que Maria Madalena vira o túmulo vazio, correu à Jerusalém atrás de Pedro e João. Tiraram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde

Leia mais

LECTIO DIVINA DOMINGO DO BAUTISMO DE JESUS ANO B

LECTIO DIVINA DOMINGO DO BAUTISMO DE JESUS ANO B LECTIO DIVINA DOMINGO DO BAUTISMO DE JESUS ANO B Hno. Ricardo Grzona, frp Tradução: Adriano Israel (PASCOM/Ceará-Mirim-RN) PRIMEIRA LEITURA: Isaías 55, 1-11 Salmo Responsorial: Salmo Lemos Isaías 12, 2-6

Leia mais

FACULDADE MISSIONEIRA DO PARANÁ

FACULDADE MISSIONEIRA DO PARANÁ CURSO DE EXTENSÃO EM TEOLOGIA PARA LEIGOS A FAMIPAR tem como objetivo promover e criar cursos de Teologia, apropriado para atender leigos e religiosos, em vista dos ministérios diversos. O presente Curso

Leia mais

Uma Defesa do Calvinismo

Uma Defesa do Calvinismo Uma Defesa do Calvinismo por C H Spurgeon (Charles Haddon Spurgeon (1834-1892) foi Ministro Batista, Pastor (1854-1892) da Igreja Batista de New Park Street (Londres, Inglaterra), conhecido a partir de

Leia mais

Tema 03 - Dimensão da Mística (Processo Teológico-espiritual. Qual é o sentido da minha vida? ). Introdução à Teologia da Espiritualidade Cristã.

Tema 03 - Dimensão da Mística (Processo Teológico-espiritual. Qual é o sentido da minha vida? ). Introdução à Teologia da Espiritualidade Cristã. Tema 03 - Dimensão da Mística (Processo Teológico-espiritual. Qual é o sentido da minha vida? ). Titulo 01 - Introdução à Teologia da Espiritualidade Cristã. NEI DE SÁ (Ms. Teologia Pastoral PUC-SP) Introdução

Leia mais