CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE"

Transcrição

1 CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE AULA 2: CRISTOLOGIA Baseado em Jeremias 9: 24, a Igreja Pentecostal Deus é Amor oferece a você, obreiro, a oportunidade aprofundar seu conhecimento na palavra de Deus através do Curso de Formação de Obreiro On Line. Nesta aula serão tratados todos os assuntos referentes a pessoa e obra de Jesus Cristo: Sua pré-existência. O motivo de sua vinda. Suas naturezas. Suas obras. Sua morte, ressurreição e ascensão. Ao finalizar esta aula, você será capaz de: Compreender e defender a divindade e humanidade de Jesus. Explicar os motivos de seu nascimento, morte e ressurreição. Organização CBDA

2 1. SEU NOME O nome de Jesus tem a sua origem no idioma hebraico e foi posteriormente transliterado para o grego, latim e português: Hebraico Yehoshua. Yeshua. Yashua. Yoshua (dependendo da tradução). Grego Iesous: Ieová é a Salvação. Latim Jesus: Jeová ou Javé é a Salvação Português Jesus: Jeová é a salvação. O seu nome significa YAHWEH É A SALVAÇÃO ou YAHWEH É O SEU AUXÍLIO (Mt. 1.21). O nome Jesus, aparece escrito mais de 600 vezes nos quatro evangelhos. 2. SUA PRE-EXISTÊNCIA Ele, sem dúvida, foi o homem que marcou presença na história da humanidade há 2000 anos atrás. Porém, é importantíssimo ressaltar que, a sua existência é desde os dias da eternidade (Mq. 5.2). Esta afirmação é provada no Antigo Testamento (Gn. 1.26; Is. 9.6) e no Novo (Jo ; 8.58 e Ap ). Mesmo antes de sua encarnação ele já se manifestava no Antigo Testamento em Teofanias (Jz ), representado pelo Anjo do Senhor.

3 Ele é o Eu Sou de Ex e Ap Sendo que no novo testamento vem a revelação do Eu Sou, quando Jesus se declara no evangelho cristocêntrico de João: 10.9; 6.35; 7.37; 10.11; 15.1; 11.25; DUAS NATUREZAS Jesus foi 100% Deus e 100% homem. Ele viveu neste mundo não somente com Deus Verdadeiro, mas também como verdadeiro homem. NATUREZA HUMANA Kenosis (termo que vem da palavra grega ekenosen, que significa esvaziamento), e tem o maior respaldo em Fp Cristo esvaziouse (kenosis), não deixando alguns atributos divinos ou poderes, mas assumindo a forma de servo (Fp. 2.7). Jesus deixou sua condição e privilégio que tinha no céu e colocou-se temporariamente numa posição subordinada ao Pai (Jo. 5.19). RAZÕES DA SUA ENCARNAÇÃO: Revelar Deus aos homens (Jo. 1.18). Prover um exemplo de vida para a humanidade (I Pe. 2.21). Prover um sacrifício pelo pecado (Hb. 9.28). Destruir as obras do Diabo (I Jo. 3.8). Ser um sumo sacerdote misericordioso (Hb. 2.17). Cumprir a aliança davídica (Lc ). Ser sumamente exaltado (Fp. 2.9). SEU NASCIMENTO Profetizado pelo próprio Deus (Gn. 3.15). Cumpre-se a profecia de Isaías 7.14; Aproximadamente 700 anos antes do nascimento.

4 Foi anunciado que nasceria em Belém (Mq. 5.2; Mt. 2.1, 4-6). Nasce em uma manjedoura (Lc ). É circuncidado ao 8 o dia no templo (Lc. 2.21). Foi perseguido e os seus pais o esconderam (Mt. 2.13). O seu nascimento, crescimento e infância foram semelhantes aos de uma criança normal (Lc. 2.52), com distinção, a saber a sua relação com o Pai, a sua grande sabedoria e consciência da missão redentora (Lc ). Era sujeito aos seus pais (Lc. 2.51) e trabalhava na arte de carpintaria (Mc. 6.3), interrompendo esta atividade depois do seu batismo (data que iniciou o seu ministério) com 30 anos. ELE FOI SUJEITO ÀS LIMITAÇÕES HUMANAS. COMO HOMEM ELE TEVE: Fome (Mt. 4.2). Sede (Jo. 4.7). Cansaço (Jo. 4.6). Sono (Mt. 8.24). Chorou (Jo ). Suou (Lc ). Foi tentado (Mc ). Morreu (Mt ). Foi sepultado (Mt ). SEUS NOMES HUMANOS Filho de Deus (Lc ). Filho de Davi (Mc ).

5 Jesus (Mt. 1.21). Homem (Is. 53.3; I Tm. 2.5). DIVINDADE NATUREZA DIVINA Ele era plenamente homem, mas também plenamente Deus. Muitos religiosos lutam com todas suas forças, buscando alcançar o seu infeliz alvo: Negar que o Senhor Jesus é Deus. Contudo, a Bíblia nos assegura que Ele é o Verdadeiro Deus e a vida eterna (I Jo. 5.20). Através dos seus atributos, títulos, ofícios e prova da sua eternidade, podemos a luz da bíblia, estarmos seguros de sua Deidade. Sua divindade foi: Provada pelos seus nomes: Deus (Hb. 1.8). Filho de Deus (Mt ; ). Senhor (Mt ). Rei dos reis e Senhor dos senhores (Ap ). Senhor de todos (At ). Provada pelos seus atributos exclusivos Onipotência (Mt ). Onisciência (Jo. 1.48; 16.30). Onipresença (Mt ). Vida (Jo. 1.4; 5.26). Criador (Cl. 1.15; Hb ). Imutabilidade (Hb. 13.8). Pelo seu caráter perfeito (Mt 5.48)

6 Bom (Mt ). Fiel (Hb ). Longânimo (II Pe. 3.9). Glorioso (Mt ). Misericordioso (Hb. 2.17). Zeloso (Jo. 2.17). Verdadeiro (Jo. 14.6). Provada por suas obras Criação (Jo. 1.3). Sustentação (Cl. 1.17). Perdão de Pecados (Lc. 7.48). Ressurreição dos mortos (Jo. 5.25). Julgamento (Jo. 5.27). Envio do Espírito Santo (Jo ). Provada pela Adoração Oferecida a Ele Por anjos (Hb. 1.6). Por homens (Mt ). Por todos (Fp. 2.10). Pelo leproso (Mt. 8.2). No seu nascimento (Mt. 2.2,11). Pela mulher cananéia (Mt ). Na ressurreição (Lc ). Pelos demônios (Mc. 5.6).

7 Provada pela igualdade na Trindade 1. Com o Pai - Eu e o Pai somos um (Jo ; 10.30). 2. Com o Pai e o Espírito...batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mt.28.19; II Co ). Provada pela sua impecabilidade Os seus seguidores e homens da autoridade disseram 11 vezes que ele era Santo: 1) 1 vez por Judas (Mt. 27.4). 2) 6 vezes por Pilatos (Mt. 27.4; Lc ,22; Jo ; 19.4,6) 3) 1 vez por Herodes Antipas (Lc ). 4) 1 vez pela esposa de Pilatos (Mt ). 5) 1 vez pelo ladrão que se arrependeu (Lc ). 6) 1 vez pelo centurião romano (Mt ). 7) Ele foi nascido de mulher (Gl. 4.4). 8) Ele foi o Sumo Sacerdote sem pecado (Hb. 9.14). OS OFÍCIOS DE CRISTO Jesus como o Messias prometido foi ungido (Ungido= Xristos (grego) e Mashiado (hebraico). 1 o ) Profeta. O Messias seria um profeta para iluminar Israel e as nações. Como profeta Jesus: Pregou a salvação (Lc ). Anunciou o reino: Arrependei-vos (Mt. 4.17). Predisse o futuro: Mt o ) Sumo Sacerdote. Para representar a humanidade diante de Deus (Hb ).

8 3 o ) Rei. O reino de Cristo não é deste mundo, mas é o seu senhorio nas vidas e nos corações de todos aqueles que ouvem as suas palavras e as obedecem (Jo ; Mt. 21.5; Ap. 3.21). Espírito Santo na vida de Jesus: Mateus 1:18 (Maria ficou grávida do Espírito Santo). Mateus 1:20 (Jesus foi concebido do Espírito Santo). Lucas 3:21-22 (O Espírito Santo ungiu-o). Lucas 4:1 (O ministério de Jesus começou com Ele sendo cheio do Espírito Santo). Atos 10:38 (Deus ungiu Jesus com o Espírito Santo e poder). João 3:34b (Deus deu-lhe o Espírito sem medida). Lucas 4:1 (Jesus foi guiado pelo Espírito ao deserto). Mateus 12:28 (Ele expulsou os demônios pelo Espírito). Mateus e Atos (No ministério de curar). Romanos 8:11; 1 Pedro 3:18 (O Espírito ressuscitou Jesus da morte). A OBRA DE CRISTO SUA MORTE Resumo do Novo Testamento: Cristo morreu por nossos pecados (I Co. 15.3; Hb. 5.9). Sua morte fala de: 1) Uma expiação (cobrir-hb). Expiar o pecado é ocultar o pecado da vista de Deus de modo que o pecador perca seu poder de provocar a ira divina (Sl ). 2) Uma redenção. A Palavra redimir significa tornar a comprar por um preço; livrar da servidão por preço, comprar no mercado e retirar do

9 mercado. O Senhor Jesus é um Redentor e sua obra expiatória é descrita como uma redenção (Mt ; Ap. 5.9; 14.3,4; I Pe. 1.18). 3) Uma reconciliação. Pessoas que outrora viviam estranhos no tempo e no entendimento, agora no corpo da sua carne, pela sua morte foram reconciliados (II Co ; Cl. 1.21). 4) Um propiciação. (prope-latim), que significa perto de. Um sacrifício de propiciação traz o homem para perto de Deus, reconcilia-o com Deus, fazendo expiação por suas transgressões, ganhando a graça e o favor divino. Cristo é esta propiciação (Rm. 3.25; I Jo. 2.4; 4.10; 2.2). 5) Uma substituição. (sacrifício vicário) (II Co 5.21). 6) Triunfo sobre a morte e o diabo (Hb. 2.14). SUA RESSURREIÇÃO É o maior milagre do Cristianismo (Lc. 24.6). A ressurreição significa que Jesus é tudo quando ele afirmou ser: Filho de Deus, Salvador e Senhor (Rm 1.4). A maior prova da ressurreição foi o sepulcro vazio. Ele apareceu após a ressurreição para: Maria Madalena (Mc. 16.9). Aos dois discípulos no caminho de Emaús (Lc ). A Simão Pedro (Lc ). Aos 10 que estavam fechados na casa (Jo ). Aos 11 apóstolos uma semana após a aparição anterior (Jo ). Aos apóstolos no Monte das Oliveiras, pela última vez antes de ascender aos céus (At. 1.9). SUA ASCENSÃO

10 Ensina que o nosso Mestre é: a. O Cristo Celestial (Hb ). b. O Cristo Exaltado (Mt 28.18). c. O Cristo soberano é: a cabeça de todo o varão (I Co. 11.3); a cabeça de todo o principado e potestade (Cl. 2.10); sob o seu domínio estão todas as autoridades do mundo invisível, tanto como as do mundo dos homens. (I Pe. 3.22); o cabeça da igreja (Ef ). d. O Cristo intercessor (I Tm. 2.5; Rm. 8.34). e. O Cristo onipresente (Mt ). f. Garante que um dia também ressuscitaremos (II Co. 4.14).

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO ETERNIDADE DEUS PAI LOGUS ESPIRITO SANTO A TRINDADE 1Jo.5.7 LOGUS QUER DIZER PALAVRA OU VERBO SE REFERE AO FILHO NA ETERNIDADE I - SUA PRÉ-EXISTÊNCIA 1 - SUA EXISTÊNCIA

Leia mais

Introdução à 26/05/2011 A doutrina de Cristo segundo as escrituras Divindade de Cristo O que a história da igreja fala sobre o assunto? A Igreja Primitiva No início do século II, o cristianismo era uma

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO DECLARAÇÃO DE FÉ Pr Josemeire Ribeiro CRM PR 2015 O que é credo? É o que eu creio. PLANO DE SALVAÇÃO QUEDA REDENÇÃO RESTAURAÇÃO Declaração de Fé da IEQ foi compilada por sua fundadora Aimeé Semple McPherson,

Leia mais

Ungidos Para Servir. Continua sendo um déficit entre o povo de Deus, o discernimento de seus ministérios e o entendimento do propósito da unção.

Ungidos Para Servir. Continua sendo um déficit entre o povo de Deus, o discernimento de seus ministérios e o entendimento do propósito da unção. Ungidos Para Servir Apesar dos esforços teológicos, a história cristã avançou dois mil anos e não conseguiu, em sua trajetória, evitar a má interpretação sobre o chamado ministerial dos santos e sobre

Leia mais

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio Aulas sobre o Espírito Santo e você. EBD ADU 2011 Prefácio 1. Quem é o Espírito Santo? 2. Os símbolos do Espírito Santo 3. O Espírito Santo e as Escrituras 4. Da criação até o nascimento de Jesus 5. Do

Leia mais

A SINGULARIDADE DE CRISTO Artigo para a Resvista Defesa da Fe (Cpi)

A SINGULARIDADE DE CRISTO Artigo para a Resvista Defesa da Fe (Cpi) 1 A SINGULARIDADE DE CRISTO Artigo para a Resvista Defesa da Fe (Cpi) Introdução Albert Einstein, segundo Charles Misner, achou que os pregadores que tinha ouvido, blasfemavam. Einstein achou que não tinham

Leia mais

ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus

ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus LEMA E VISÃO 2012.2015 ADORAÇÃO IRRESISTÍVEL Adoradores quebrantados movendo o coração de Deus Por Pr. Amadilson de Paula Diretor

Leia mais

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus CAPÍTULO 2 O Propósito Eterno de Deus Já falamos em novo nascimento e uma vida com Cristo. Mas, a menos que vejamos o objetivo que Deus tem em vista, nunca entenderemos claramente o porque de tudo isso.

Leia mais

CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE

CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE CONFISSÃO BATISTA DE NEW HAMPSHIRE A Confissão de Fé de New Hampshire foi redigida pelo Rev. John Newton Brown (1803-1868), no Estado de New Hampshire, EUA, por volta de 1833, e publicada por uma comissão

Leia mais

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem?

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? O Batismo nas Águas O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? É UMA ORDENANÇA DE JESUS O batismo é uma ordenança clara de Jesus para todo aquele que

Leia mais

O Discipulado e a Vida da Igreja

O Discipulado e a Vida da Igreja Série Estudo Bíblico Nº 06 O Discipulado e a Vida da Igreja Um Estudo Bíblico Sobre Adoração e Louvor Ademir Ifanger E s t u d o s B í b l i c o s P á g i n a 2 Índice Introdução... 03 1. Definindo Adoração

Leia mais

O propósito de nossas ministrações de reciclagem pastoral deste semestre visa alcançar as seguintes metas:

O propósito de nossas ministrações de reciclagem pastoral deste semestre visa alcançar as seguintes metas: CRISTOLOGIA METODOLOGIA DO ESTUDO É do nosso interesse manifestar que o propósito, a metodologia e a aplicação que iremos abordar nesta apostila visam gerar maturidade e entendimento de conteúdos aprofundados

Leia mais

ELABORAÇÃO UMA LITURGIA. Adoração e Louvor Aula 10

ELABORAÇÃO UMA LITURGIA. Adoração e Louvor Aula 10 ELABORAÇÃO UMA LITURGIA Adoração e Louvor Aula 10 Os cânticos e hinos devem ser previamente escolhidos conforme o tema do culto, a mensagem e o momento litúrgico. Exemplo Prático: Liturgia do dia 01-12-2013

Leia mais

POR QUE ESTUDAR A BÍBLIA? PANORAMA GERAL DA BÍBLIA

POR QUE ESTUDAR A BÍBLIA? PANORAMA GERAL DA BÍBLIA PANORAMA BÍBLICO Pr Jardel Roscamp Guarapuava PR POR QUE ESTUDAR A BÍBLIA? PANORAMA GERAL DA BÍBLIA A BÍBLIA É UM LIVRO OUSADO ETERNIDADE FINAL DO NT A BÍBLIA É O CAMINHO DE VOLTA À DEUS CRIAÇÃO GÊNESIS

Leia mais

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger

Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Ademir Ifanger Saiamos pois, a Ele, fora do arraial... Introdução Almejamos uma nova compreensão da espiritualidade, que nos impulsione a realizar o projeto integral de Deus, expressando assim genuína adoração (Jo 4.23-24).

Leia mais

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas?

Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? Se Jesus ressuscitou, onde estão as testemunhas? 1 Coríntios 15.1-11 1. Irmãos, quero lembrar-lhes o evangelho que lhes preguei, o qual vocês receberam e no qual estão firmes. 2. Por meio deste evangelho

Leia mais

Através dos tempos, os batistas se têm notabilizado pela defesa destes princípios:

Através dos tempos, os batistas se têm notabilizado pela defesa destes princípios: INTRODUÇÃO Os discípulos de Jesus Cristo que vieram a ser designados pelo nome batista se caracterizavam pela sua fidelidade às Escrituras e por isso só recebiam em suas comunidades, como membros atuantes,

Leia mais

Ev. Jacson Austragésilo 10/05/2015

Ev. Jacson Austragésilo 10/05/2015 1 2 3 4 OBJETIVO GERAL Mostrar a importância das mulheres no ministério do Senhor Jesus Cristo e na expansão do Reino de Deus. 5 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Analisar a participação das mulheres no judaísmo e

Leia mais

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 A trindade sempre existiu, mas se apresenta com maior clareza com vinda de Cristo e a redação do Novo Testamento. Por exemplo,

Leia mais

I. VEJAMOS QUANDO AS VOZES DO CÉU FORAM OUVIDAS

I. VEJAMOS QUANDO AS VOZES DO CÉU FORAM OUVIDAS Vozes vindas do céu Lucas 3.21-22 9.35 João 12.27-30 INTRODUÇÃO 1.Que Jesus é o verdadeiro Messias de Deus, pode ser provado por várias razões:a)pelas centenas de profecias que apontaram para a sua vinda

Leia mais

Discipulado Intensivo -I-

Discipulado Intensivo -I- www.admissao.net Assembleia de Deus - Ministério Missão do Pará Templo Central: Rua Quatorze de Dezembro Nº484 St. Dom Orione CNPJ:08.229.493/0001-48 / (63) 9106 6080 / 8142-2272 / 9985 1805 E-mail:elsonrlima@hotmail.com

Leia mais

SUA SEGURANÇA COM DEUS

SUA SEGURANÇA COM DEUS SUA SEGURANÇA COM DEUS Deus deseja que você tenha convicções em sua vida espiritual. Seu pai celestial não quer que você viva com dúvidas e inseguranças acerca de sua condição espiritual e relacionamento

Leia mais

4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO

4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO 4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO O batismo nas águas é um dos passos importantes nos primeiros princípios da doutrina de Cristo. Ele não é apenas uma forma ou cerimônia sem sentido, mas uma experiência

Leia mais

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 Cantai de júbilo a Deus, força nossa; celebrai o Deus de Jacó.2 Salmodiai e fazei soar o tamboril, a suave harpa com o saltério.3 Tocai a trombeta na Festa da Lua Nova, na

Leia mais

ESCATOLOGIA O MILÊNIO

ESCATOLOGIA O MILÊNIO PATMOS O MILÊNIO: INTERPRETAÇÕES Pr Luiz Sayão ESCATOLOGIA O MILÊNIO A ESCATOLOGIA BÍBLICA DIFERE DA ESCATOLOGIA SISTEMÁTICA - Existe tensão - O já e o ainda não - É prática e pouco curiosa ESCATOLOGIA

Leia mais

JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO

JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO JESUS CRISTO PADECEU SOB PÔNCIO PILATOS, FOI CRUCIFICADO, MORTO E SEPULTADO 25-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Como se deu a entrada messiânica em Jerusalém? No tempo estabelecido,

Leia mais

ALICERCES DE NOSSA FÉ

ALICERCES DE NOSSA FÉ ALICERCES DE NOSSA FÉ E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. Jo 8.32 Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida.. Jo 14.6 Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes

Leia mais

2º Aquele que não pratica (não pratica a Lei), mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é

2º Aquele que não pratica (não pratica a Lei), mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é Muitos, ao ouvirem que o cristão não precisa praticar as obras da Lei, como: guarda do sábado, sacrifício de jejum, uso do véu, devolução de dízimo, etc., logo fazem a seguinte pergunta: A Lei de Deus

Leia mais

E CONHECEREIS A VERDADE, E A VERDADE VOS LIBERTARÁ

E CONHECEREIS A VERDADE, E A VERDADE VOS LIBERTARÁ ADIVINHOS: O que a Bíblia diz sobre eles? Lv 19. 31; Dt 18. 10; Is 8. 19-20; At 16.16-19 CASAMENTO: Posso casar com uma pessoa desigual na fé? II Co 6. 14 18 CARNE DE PORCO: È proibido comer ou não? Col

Leia mais

SEMANA 14 ESBOÇO 292 293 SEMANA 14 ESBOÇO. ESBOÇO Viver na realidade da nova criação

SEMANA 14 ESBOÇO 292 293 SEMANA 14 ESBOÇO. ESBOÇO Viver na realidade da nova criação SEMANA 14 ESBOÇO 292 293 SEMANA 14 ESBOÇO Dia 1 Dia 2 e Dia 3 ESBOÇO Viver na realidade da nova criação Leitura bíblica: Is 40:3-5, 28-31 I. Os primeiros trinta e nove capítulos de Isaías, que correspondem

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

JESUS, ANUNCIADO NO TEMPLO 1Reis 6.1-38

JESUS, ANUNCIADO NO TEMPLO 1Reis 6.1-38 Apoio didático Lição 1 JESUS, ANUNCIADO NO TEMPLO 1Reis 6.1-38 Davi não pôde construir o templo, mas juntou muito material necessário para a construção dele. A Salomão seu filho coube essa imensa e honrosa

Leia mais

Dicionário da Bíblia de Easton

Dicionário da Bíblia de Easton 1 Dicionário da Bíblia de Easton Por M.G. Easton M.A., D.D. Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto / felipe@monergismo.com A lista abaixo não é uma tradução completa do Dicionário da Bíblia de Easton.

Leia mais

fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus.

fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. ACESSO A DEUS Texto Base: Rm 5.2 =... pôr intermédio de quem obtivemos igualmente acesso, pela fé, a esta graça na qual estamos firmes; e gloriamo-nos na esperança da glória de Deus. Introdução: Ter acesso

Leia mais

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento?

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento? OS SACRAMENTOS Os sacramentos da nova lei foram instituídos por Cristo e são sete, a saber: o Batismo, a Crisma ou Confirmação, a Eucaristia, a Penitência, a Unção dos Enfermos, a Ordem e o Matrimônio.

Leia mais

Modulo I. Objetivo: ESTUDO DA BÍBLIA

Modulo I. Objetivo: ESTUDO DA BÍBLIA ESTUDO DA BÍBLIA Modulo I As Anotações selecionadas para este Primeiro Módulo, são frutos de Estudos e Pesquisas feitas por irmãos em Cristo Jesus. Objetivo: Levar o conhecimento da Palavra de Deus a todos

Leia mais

Catecismo de Heidelberg (1563)

Catecismo de Heidelberg (1563) Catecismo de Heidelberg (1563) por Zacarias Ursino e Gaspar Oleviano DOMINGO 1 1. Qual é o seu único fundamento, na vida e na morte? O meu único fundamento é meu fiel Salvador Jesus Cristo (l). A Ele pertenço,

Leia mais

Em que sois batizados então? (Atos 19:3)

Em que sois batizados então? (Atos 19:3) Em que sois batizados então? (Atos 19:3) O Senhor Jesus Cristo deu uma ordem expressa aos seus discípulos, quando disse: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer

Leia mais

Batismo do Senhor. Homilia comentada para a Família Salesiana. Mc 1,7-11

Batismo do Senhor. Homilia comentada para a Família Salesiana. Mc 1,7-11 Batismo do Senhor Homilia comentada para a Família Salesiana P. J. Rocha Monteiro, sdb Mc 1,7-11 1. Introdução. Cenário. O tema do Batismo do Senhor poderia ser definido como construir uma igreja para

Leia mais

9.9 Jesus Cristo é homem perfeito

9.9 Jesus Cristo é homem perfeito 9.9 Jesus Cristo é homem perfeito Aula 48 Assim como é importante verificarmos na Palavra de Deus e crermos que Jesus Cristo é Deus, também é importante verificarmos e crermos na humanidade de Jesus após

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

A Bíblia utiliza muitas palavras, tanto em hebraico como em grego, para definir o conceito de pecado:

A Bíblia utiliza muitas palavras, tanto em hebraico como em grego, para definir o conceito de pecado: O CONCEITO BIBLICO DE PECADO Qualquer que comete pecado, também comete iniquidade; porque o pecado é iniquidade. 1 João 3:4 A Bíblia utiliza muitas palavras, tanto em hebraico como em grego, para definir

Leia mais

ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3

ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3 ESTUDO SOBRE A DISPENSAÇÃO DA LEI (1.718 Anos) Ex 3:1-10 Ex 12:37-38 Lc 16:16 Mt 3:1-3 Definição de Dispensação: período de tempo durante o qual a humanidade é moralmente responsável diante de Deus em

Leia mais

CONFISSÃO DE FÉ DA IGREJA PRESBITERIANA RENOVADA DO BRASIL

CONFISSÃO DE FÉ DA IGREJA PRESBITERIANA RENOVADA DO BRASIL CONFISSÃO DE FÉ DA IGREJA PRESBITERIANA RENOVADA DO BRASIL Capítulo 1: De Deus e da Santíssima Trindade Cremos na existência de um Deus Trino, Todo Poderoso, vivo e verdadeiro, sem corpo, membros ou paixões,

Leia mais

Bíblia, sua importância em minha vida

Bíblia, sua importância em minha vida Bíblia, sua importância em minha vida Bíblia, sua importância em minha vida 2 Timóteo 3:16-17 16 Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação

Leia mais

AS PARÁBOLAS DA BÍBLIA

AS PARÁBOLAS DA BÍBLIA AS PARÁBOLAS DA BÍBLIA Série de Estudos Teológicos By Rev. Roger Rangel AS PARÁBOLAS DO NT Parábola do sal e de seu sabor Mt 5:13 Mc 9:50 Lc 14:34,35 Essa parábola será estudada em conjunto com a da luz

Leia mais

A Igreja em um mundo novo. Aula 06/09/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

A Igreja em um mundo novo. Aula 06/09/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira A Igreja em um mundo novo Aula 06/09/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira ??? As mudanças do nosso tempo Como reagir a elas? Econômicas Políticas Sociais Religiosas Teológicas Culturais Tecnológicas

Leia mais

O chamado de Jesus ao discipulado

O chamado de Jesus ao discipulado Lição 3 12 a 19 de janeiro O chamado de Jesus ao discipulado Sábado à tarde Ano Bíblico: Gn 37 39 VERSO PARA MEMORIZAR: "Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não

Leia mais

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE AS GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA LIÇÃO 07 O QUE A BÍBLIA DIZ A RESPEITO DA SALVAÇÃO INTRODUÇÃO Chegamos ao que pode ser o tópico mais importante desta série: a salvação. Uma pessoa pode estar equivocada

Leia mais

Gr.Bíblico. Evangelho de. Nossa Senhora Conceição. São Mateus Ano litúrgico A

Gr.Bíblico. Evangelho de. Nossa Senhora Conceição. São Mateus Ano litúrgico A Evangelho de São Mateus Ano litúrgico A O Segundo Envangelho O TEMPO DE JESUS E O TEMPO DA IGREJA Este Evangelho, transmitido em grego pela Igreja, deve ter sido escrito originariamente em aramaico, a

Leia mais

Estudo do livro de Filipenses (caps. 1 4)

Estudo do livro de Filipenses (caps. 1 4) Estudo do livro de Filipenses (caps. 1 4) Capítulo 1 Prefácio e saudação O amor de Paulo para com os filipenses, pelo motivo da sua fidelidade ao evangelho A prisão de Paulo contribui para proveito do

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015 1 QUEM É JESUS Jo 1 26 Respondeu João: Eu batizo com água, mas entre vocês está alguém que vocês não conhecem. 27 Ele é aquele que vem depois de mim, e não sou digno de desamarrar as correias de suas sandálias

Leia mais

ABREVIATURAS... 9 INTRODUÇÃO... 13

ABREVIATURAS... 9 INTRODUÇÃO... 13 Sumário ABREVIATURAS... 9 INTRODUÇÃO... 13 Capítulo 1 JESUS, O VERBO DE DEUS... 19 Capítulo 2 JESUS, O FILHO DE DEUS... 33 Capítulo 3 JESUS, VERDADEIRO HOMEM, VERDADEIRO DEUS... 45 Capítulo 4 A INFÂNCIA

Leia mais

SINAL DA CRUZ Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

SINAL DA CRUZ Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. SINAL DA CRUZ Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. OFERECIMENTO DO ROSÁRIO Divino Jesus, nós Vos oferecemos este Rosário que vamos rezar, contemplando os mistérios de nossa Redenção. Concedei-nos,

Leia mais

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão A vida litúrgica começa muito cedo. Os Sacramentos são conhecidos como encontros pessoais com Cristo. Também são vistos como sinais da salvação.

Leia mais

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments)

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Jesus só deu à Igreja dois sacramentos: batismo nas águas (veja Mt. 28:19) e a Santa Ceia (veja 1 Co. 11:23-26). Estudaremos

Leia mais

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte

8º Capítulo. Petros Os Dons Pilares 1ª Parte 8º Capítulo Petros Os Dons Pilares 1ª Parte O texto de I Co 12:7-11 fala sobre os dons espirituais, aqui chamados de carismáticos; O texto de Ef 4:11 fala sobre os dons ministeriais, aqui chamados de dons

Leia mais

PROJETO REGIONAL DE ORAÇÃO

PROJETO REGIONAL DE ORAÇÃO www.iaproparanaense.com.br PROJETO REGIONAL DE ORAÇÃO Março - 2013 Amados pastores, missionários, obreiros e irmãos em Cristo Jesus. Estamos enviando aos amados irmãos o Projeto Regional de Oração para

Leia mais

A morte física é o resultado final da vida nesse mundo decaído. 1 Jo 5:19

A morte física é o resultado final da vida nesse mundo decaído. 1 Jo 5:19 1 Todos Morrem! Pessoas morrem diariamente, seja por acidente ou de câncer, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral, ou como vítimas de quaisquer das numerosas outras doenças. Alguns chegam a morrer

Leia mais

O S F U N D A M E N T O S Educação Teológica. Salmo 11.3 Quando os fundamentos estão sendo destruídos, que pode fazer o justo?

O S F U N D A M E N T O S Educação Teológica. Salmo 11.3 Quando os fundamentos estão sendo destruídos, que pode fazer o justo? OS FUNDAMENTOS Salmo 11.3 Quando os fundamentos estão sendo destruídos, que pode fazer o justo? O justo é chamado a perseverar com fé, esperança e amor. Não importa quais sejam as crises, o justo não pode

Leia mais

IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS

IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS IGREJA PRESBITERIANA DO JARDIM BRASIL ESTUDO BÍBLICO QUARTA-FEIRA REV. HELIO SALES RIOS INTRODUÇÃO Culto é um serviço Espiritual oferecido a Deus. Expressão mais profunda do nossos sentimentos de adoração

Leia mais

Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010

Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010 Ciclo de Seminários Não Técnicos 2010 Introdução à Bíblia Segundo a Igreja Católica Márcio Saraiva (marcio@dsc.ufcg.edu.br) 1 AVISO!!! Deixe o celular com o bluetooth ligado! 2 Agenda Motivação Introdução

Leia mais

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Roteiro 1- Introdução 2- Fundamento Bíblico 3- Conclusão 1. Introdução Voce entende por que é importante

Leia mais

PLANO DE LEITURA DA BÍBLIA

PLANO DE LEITURA DA BÍBLIA PLANO DE LEITURA DA BÍBLIA Este plano de leitura foi planejado para a leitura completa da Palavra de Deus em um ano, entretanto, você pode ler no ritmo que desejar. Se tiver mais tempo diário, faça a leitura

Leia mais

Série A armadura de Deus Estudo 1

Série A armadura de Deus Estudo 1 Estudo 1 Esta série, com 9 estudos, traz inicialmente 5 estudos sobre as armas espirituais e depois mais 4 estudos sobre a armadura de Deus. Tema: As armas espirituais O Nome de Jesus Cristo Texto Base:

Leia mais

O ministério na Igreja

O ministério na Igreja Igreja Nova Apostólica Internacional O ministério na Igreja Desde os seus primórdios que a Igreja Nova Apostólica se define como uma Igreja do ministério. O artigo que se segue contém informações acerca

Leia mais

segunda-feira, 20 de agosto de 12

segunda-feira, 20 de agosto de 12 o perigo: abordagens contemporâneas (remakes) Sempre e sempre, de novo, a figura de Jesus tem sido terrivelmente amputada a fim de adaptar-se ao gosto de cada geração. Durante toda a história da igreja

Leia mais

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz?

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? A Unidade de Deus Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? Vejamos a seguir alguns tópicos: Jesus Cristo é o Único Deus Pai Filho Espírito Santo ILUSTRAÇÃO Pai, Filho e Espírito

Leia mais

MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11. Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras

MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11. Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras MINISTÉRIO PESSOAL (1) TEXTO BASE 1PEDRO 4:10-11 Rev. Helio Sales Rios Igreja Presbiteriana do Jardim Brasil Estudo Bíblico Quartas-Feiras INTRODUÇÃO O grande problema que a igreja enfrenta hoje, para

Leia mais

Muitos descrentes ao observarem a obra da cruz em sua visão natural pensam que tal gesto praticado por Jesus parece ser de derrota e não de vitória.

Muitos descrentes ao observarem a obra da cruz em sua visão natural pensam que tal gesto praticado por Jesus parece ser de derrota e não de vitória. 1 A OBRA DA CRUZ Mas longe esteja de mim gloriar-me, senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo. Gálatas 6.14 OBJETIVO. Este sermão tem

Leia mais

CURSO DE TEOLOGIA MÓDULO XI. Estudo do Velho Testamento

CURSO DE TEOLOGIA MÓDULO XI. Estudo do Velho Testamento MÓDULO XI Estudo do Velho Testamento 1 Copyright 2010 by editora FATEC Faculdade de Teologia e Ciências Educando para transformar vidas Diretor Geral Prof. Dr. Marcos Palácio Diretor Técnico Executivo

Leia mais

Curso a Distância Lição No. 3: A Família de YHWH

Curso a Distância Lição No. 3: A Família de YHWH 1 Congregação de YHWH Jerusalem Po Box 832 Carteret NJ 07008 Curso a Distância Lição No. 3: A Família de YHWH A maioria das igrejas hoje ensina que o nosso Pai Celestial Yahweh é uma trindade. O que este

Leia mais

P.2. O que é que você precisa saber para viver e morrer nessa consolação?

P.2. O que é que você precisa saber para viver e morrer nessa consolação? O CATECISMO DE HEIDELBERG O Catecismo de Heidelberg, o segundo dos padrões doutrinários das Igrejas Reformadas, foi escrito em Heidelberg a pedido do Eleitor Frederico III, governador, entre 1559 e 1576,

Leia mais

UMA AVALIAÇÃO DA MÚSICA DA NOSSA IGREJA

UMA AVALIAÇÃO DA MÚSICA DA NOSSA IGREJA UMA AVALIAÇÃO DA MÚSICA DA NOSSA IGREJA Aula 8 Objetivo: Capacitar o aluno para avaliar toda música (os hinos, cânticos espirituais, solos, cânticos para o coral, etc.) que cantamos e ouvimos. Segunda

Leia mais

Evangelho: a verdade da Bíblia!

Evangelho: a verdade da Bíblia! Evangelho: a verdade da Bíblia! Primeiramente o evangelho começa com Deus Toda a questão está voltada para a natureza de Deus. Deus é Puro. Deus é Santo. Deus não pode violar Seus atributos. Ele não pode

Leia mais

Uma Visão Panorâmica da ANTROPOLOGIA

Uma Visão Panorâmica da ANTROPOLOGIA Uma Visão Panorâmica da ANTROPOLOGIA (Pr. Eudes Lopes Cavalcanti) 1) Etimologia Anthropos = homem; logos (logia) = estudo, tratado 2) Conceito Antropologia é a parte da Teologia Sistemática que estuda

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

SEMANA 23 ESBOÇO 478 479 SEMANA 23 ESBOÇO. ESBOÇO A habitação de Deus: casa de oração e a casa da Sua beleza

SEMANA 23 ESBOÇO 478 479 SEMANA 23 ESBOÇO. ESBOÇO A habitação de Deus: casa de oração e a casa da Sua beleza SEMANA 23 ESBOÇO 478 479 SEMANA 23 ESBOÇO Dia 1 Dia 2 ESBOÇO A habitação de Deus: casa de oração e a casa da Sua beleza Leitura bíblica: Is 57:15; 66:1-2; 56:7; 62:6-7; 60:1-3, 7, 9, 13-14, 19-21 I. O

Leia mais

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública.

Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. Após as festas do Natal, em que celebramos o mistério da infância de Jesus, a liturgia nos introduz no mistério da sua vida pública. No BATISMO DE JESUS, no Rio Jordão, revela-se o Filho amado de Deus,

Leia mais

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 Apostila Fundamentos Batismo nas Águas batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 B a t i s m o n a s Á g u a s P á g i n a 2 Batismo nas Águas Este é outro passo que está

Leia mais

TEMA 10. A Paixão e Morte na Cruz

TEMA 10. A Paixão e Morte na Cruz TEMA 10. A Paixão e Morte na Cruz Jesus morreu pelos nossos pecados (cf. Rm 4, 25) para nos libertar deles e nos resgatar para a vida divina. PDF: A Paixão e Morte na Cruz. 1. O sentido geral da Cruz de

Leia mais

O texto nomeia os 11, mais algumas mulheres, das quais só menciona Maria, com os irmãos de Jesus. Aqui aparece um fato curioso e edificante.

O texto nomeia os 11, mais algumas mulheres, das quais só menciona Maria, com os irmãos de Jesus. Aqui aparece um fato curioso e edificante. Aula 25 Creio na Igreja Católica.1 Frei Hipólito Martendal, OFM. 1. Leitura de At 2, 1-15. Ler e explicar... Dia de Pentecostes (=Quinquagésima) é o 50º dia depois da Páscoa. Os judeus celebravam a Aliança

Leia mais

Pr. João Antonio C. Campos

Pr. João Antonio C. Campos Pr. João Antonio C. Campos Batalha Espiritual a Nível solo (Individual) 1 Introdução Existem três níveis de batalha espiritual ou guerra espiritual: - Nível 1: Batalha a nível de solo (pessoa a pessoa

Leia mais

Ciclo de estudos Paróquia Divino Salvador ARQUIDIOCESE DE CAMPINAS. Discípulos-missionários no Evangelho de Lucas e no Magistério do Papa Francisco

Ciclo de estudos Paróquia Divino Salvador ARQUIDIOCESE DE CAMPINAS. Discípulos-missionários no Evangelho de Lucas e no Magistério do Papa Francisco Ciclo de estudos Paróquia Divino Salvador ARQUIDIOCESE DE CAMPINAS Discípulos-missionários no Evangelho de Lucas e no Magistério do Papa Francisco Discípulos-missionários no Evangelho de Lucas e no Magistério

Leia mais

"Ajuntai tesouros no céu" - 5

Ajuntai tesouros no céu - 5 "Ajuntai tesouros no céu" - 5 Mt 6:19-21 Temos procurado entender melhor através das escrituras, o que Jesus desejou ensinar aos seus discípulos nesta sequência de palavras, e pra isso, estudamos algumas

Leia mais

Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF. Aula 5 - Justiça e Justificação

Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF. Aula 5 - Justiça e Justificação Domingo, 29/03/2009 Autor: Fábio Ramos A Recapitulação Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF Aula 5 - Justiça e Justificação 1 Visão Geral I) somos servos que servem evangelizando II) perdidos estão

Leia mais

Princípios Elementares

Princípios Elementares Princípios Elementares ap 1 - editando.indd 1 05/09/2013 13:50:44 ap 1 - editando.indd 2 05/09/2013 13:50:45 Princípios Elementares Série Conselho de Deus Salvador, Agosto de 2013 ap 1 - editando.indd

Leia mais

O significado de Sua morte

O significado de Sua morte Lição 10 31 de maio a 7 de junho O significado de Sua morte Sábado à tarde Ano Bíblico: Et 8 10 Verso para Memorizar: "Pois o próprio Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a Sua

Leia mais

Plano de salvação e História de salvação

Plano de salvação e História de salvação Igreja Nova Apostólica Internacional Plano de salvação e História de salvação O artigo que se segue aborda a questão de como a salvação de Deus se evidencia na realidade histórica. A origem do pensamento

Leia mais

O MINISTÉRIO DO PASTOR Parte 1

O MINISTÉRIO DO PASTOR Parte 1 1 Rogo, pois, aos presbíteros que há ente vós, eu, presbítero com eles... Pastoreai o rebanho de Deus que há entre vós... Ora, logo que o Supremo Pastor se manifestar recebereis a imarcescível coroa da

Leia mais

GRUPO DE JOVENS DA IBRVN 2013

GRUPO DE JOVENS DA IBRVN 2013 GRUPO DE JOVENS DA IBRVN 2013 ESTUDOS Capítulo 1 Atividades Dicionário de Termos Bíblicos usados em Marcos DICIONÁRIO de MARCOS BATISMO: No original baptisma palavra derivada do grego baptizo que significa

Leia mais

O Que Deus Realmente Quer

O Que Deus Realmente Quer Livrinho 2 Pàgina 19 Lição Três O Que Deus Realmente Quer Muitas pessoas ficam confusas acerca da verdadeira natureza do seu relacionamento com Deus. Esta confusão resulta dum conceito errado da natureza

Leia mais

Curso Bíblico Básico (Nível Médio) Parte VII

Curso Bíblico Básico (Nível Médio) Parte VII COMUNIDADE CRISTÃ ASSEMBLEIA DOS JUSTOS SISTEMA EDUCACIONAL BÍBLICO ECLESIÁSTICO DEPARTAMENTO DE CURSO BÍBLICO BÁSICO Curso Bíblico Básico (Nível Médio) Parte VII A Divindade do Senhor Jesus Este é o assunto

Leia mais

DISCIPULADO PARA OS NOVOS CONVERTIDOS

DISCIPULADO PARA OS NOVOS CONVERTIDOS O novo nascimento é o início da vida com Deus. A nova vida recebida de Deus precisa ser desenvolvida. Recebemos a salvação pela graça de Deus. A vida cristã também só pode ser vivida pela graça de Deus.

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966.

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Azusa Revista de Estudos Pentecostais 1 STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Josias Novak 1 1 A promessa do Espírito Em sua exposição Stott afirma que a

Leia mais