Projeto EFD Social Programa de Unificação do Crédito (Fazendário e Previdenciário)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Projeto EFD Social Programa de Unificação do Crédito (Fazendário e Previdenciário)"

Transcrição

1 Projeto EFD Social Programa de Unificação do Crédito (Fazendário e Previdenciário) <março de 2012>

2 Projeto EFD Social Integra o Programa de Unificação do Crédito Previdenciário) PUC 1 (Fazendário e Iniciativa do Programa de Aceleração do Crescimento PAC Visa a Modernização do Sistema Tributário Brasileiro Integra o Sistema Público de Escrituração Digital SPED

3 Contribuições Previdenciárias Resultados ARRECADAÇÃO LANÇAMENTO DE OFÍCIO CRESCIMENTO 2011/2007 (%) ARRECADAÇÃO 76,53 LANÇAMENTO DE OFÍCIO 31,49

4 Possíveis Causas da Desproporção nos Crescimentos Diferença de metodologia de seleção e execução dos procedimentos de fiscalização Falta de integração das informações previdenciárias com as fazendárias Principal fonte de informações previdenciárias (GFIP) com desenvolvimento insuficiente

5 Projeto EFD Folha Comparação de horas gastas em procedimentos fiscais: Previdenciários Fazendários RF Horas Médias Horas Médias 1 268,34 190, ,56 174, ,27 151, ,16 208, ,13 147, ,34 161, ,00 154, ,88 174, ,96 196, ,81 154,29 Brasil 274,57 169,62

6 Sistema Público de Escrituração Digital NF e DW Integração Trans ECD NFS e Receitanet BX EFD EFD Social CT e e Lalur FCont EFD Contribuições (antiga EFD PIS/ PIS/Cofins Cofins)

7 Objetivos Estratégicos da RFB Impactados pela Criação da EFD Social Elevar a percepção de risco e a presença fiscal Elevar o cumprimento espontâneo das obrigações acessórias Reduzir o tempo entre o vencimento do tributo e o seu recolhimento Aproximar a arrecadação efetiva da potencial Fortalecer as relações institucionais Assegurar soluções de TI integradas e tempestivas

8 Projeto EFD Social Bloco de Registro do Vínculo do Trabalhador Bloco de Contribuições Informação dos Eventos Folha P V A Ambiente Nacional Ambiente do Contribuinte Demais FG Base RFB Base INSS Base MTE

9 Produtos do EFD Social (1) Folha de Pagamento Digital Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Previdenciárias e Trabalhistas e povoamento de base de dados Folha de Pagamento Digital Simplificada Escrituração Simplificada na Web para pequenos empregadores (MEI, Segurado Especial, Empregador Doméstico, Pessoa Física equiparada à empresa e Simples Nacional) Registro de Eventos Trabalhistas (RET) Banco de Dados com Visão Empregado Base de dados com a visão da vida laboral do empregado e visão contra cheque DCTF Prev Unificação dos procedimentos no âmbito da RFB de cobrança, parcelamento e certidão negativa Portal do Trabalhador Sistema de Consulta das Informações de Empregados e Autônomos

10 Produtos do EFD Social (2) Sistema de Consulta da Declaração Portal do Empregador Módulo Reclamatória Trabalhista Plano de capacitação e divulgação na sociedade civil Atendimento integrado aos órgãos da administração direta e indireta federal nas informações previdenciárias e trabalhistas: Secretaria da Receita Federal do Brasil Ministério da Previdência Social Ministério do Trabalho e Emprego Instituto Nacional do Seguro Social Conselho Curador do FGTS (*) Caixa Econômica Federal (*) (*) Ainda não participam do Projeto

11 Redução do Custo de Conformidade OBJETIVO: Simplificação no cumprimento das obrigações tributárias para aumentar a formalização do emprego e inclusão previdenciária, melhorando a renda do trabalhador brasileiro e reduzindo o custo de administração dos empregadores. OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS A SEREM SUBSTITUÍDAS: Livro de Registro de Empregado Folha de Pagamento GFIP RAIS CAGED Dirf Comunicação Acidente de Trabalho Perfil Profissiográfico Previdenciário Arquivos eletrônicos entregues à fiscalização

12 Objetivos relacionados Maior controle de políticas governamentais para distribuição de renda e manutenção do emprego e controle das alterações tributárias Simplificação de obrigações acessórias previdenciárias e trabalhistas, melhorando a posição do Brasil no ranking da avaliação internacional do ambiente de negócios do país ( Relatório do Banco Mundial Fazendo Negócios 2011 Brasil mantém colocação estável na 127ª posição) Permitirá a fiscalização do cumprimento das obrigações pelo próprio empregado (Portal do Trabalhador) Empregadores Governo Digital

13 Vinculação EFD Social e Registro de Ponto Eletrônico (RPE) O projeto EFD Social permitirá controlar a remuneração devida a todos os empregados da empresa, conhecendo cada verba incidente de contribuições previdenciárias, Imposto de Renda das Pessoas Físicas, Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e Contribuição Sindical. O projeto RPE permitirá a verificação da localização do trabalhador na empresa e atividade e sua efetiva jornada de trabalho e período trabalhado, além de obrigar o registro prévio do empregado. As informações da EFD Social poderão ser validadas pelas informações do sistema Ponto Eletrônico, instituído pelo MTE, que obrigará o registro do empregado, o controle da jornada de trabalho, da localização e afastamentos do trabalhador. Este projeto permitirá o cotejo pelas autoridades fiscais da informação de fato ocorrida no empregador com a informação declarada em folha de pagamento.

14 Resultado da Fiscalização RPE e EFD Social Resultado de fiscalizações encerradas no ano de 2010 sobre diferença de valores de contribuições previdenciárias devidas que foram informadas em folha de pagamento e não foram declaradas em GFIP: R$ ,60. Resultado de fiscalizações encerradas em 2010 sobre salários e ordenados pagos a empregados não incluídos em folha de pagamento pelas empresas: R$ ,93 Resultado de fiscalizações encerradas em 2010 sobre o enquadramento incorreto da quantidade de empregados na atividade preponderante para pagamento da contribuição sobre os riscos ambientais do trabalho: R$ ,01 Resultado de fiscalizações encerradas em 2010 sobre remuneração devida sobre férias não declaradas: R$ ,75

15 Resultado da Fiscalização RPE e EFD Social O RPE irá introduzir um controle inexistente sobre verbas decorrentes do acréscimo de jornada de trabalho, mudança de estabelecimento e de horário especial. Devido à falta de informações integradas, o resultado das fiscalizações sobre estas remunerações devidas não declaradas teve baixo rendimento: Horas extras R$ ,10 Adicional Noturno R$ 93,90 Despesa de viagem R$ ,45

16 Resultados Esperados do Projeto A implantação em conjunto do Ponto Eletrônico e da EFD Social permitirá: Aumento da arrecadação espontânea e da percepção de risco; Redução do custo de conformidade para os empregadores; Participação do trabalhador no auxílio à fiscalização das obrigações trabalhistas e previdenciárias; Aumento na formalização do emprego e inclusão previdenciária; Melhoria no controle da remuneração devida sobre jornada de trabalho extraordinária; Aumento da produtividade dos órgãos fiscalizadores. Maior facilidade de acesso do trabalhador aos benefícios previdenciários e direitos trabalhistas; Redução de fraudes na concessão de benefícios previdenciários e do seguro desemprego.

17 Cronograma

18 Alternativa de Financiamento Fonte de Recurso: Fundo Social do BNDES Constituição do Fundo: Parte de lucros anuais do BNDES Características dos recursos: Recursos não reembolsáveis para investimentos de caráter social. Finalidade: apoiar projetos de caráter social nas áreas de geração de emprego e renda, serviços urbanos, saúde, educação e desportos, justiça, meio ambiente, desenvolvimento rural e outras vinculadas ao desenvolvimento regional e social. Modalidade da Operação: Apoio continuado (apoio permanente a projetos, com foco na inclusão social, de acordo com regras e condições operacionais) Sujeito à avaliação e acompanhamento. Enquadramento do projeto: apoio, de forma complementar, a investimentos não reembolsáveis de geração de emprego e renda, dos governos federal, estadual, distrital ou municipal.

esocial: Integração no Ambiente Sped SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL

esocial: Integração no Ambiente Sped SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL esocial: Integração no Ambiente Sped SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL NF-e Abrangência ECD esocial EFD EFD - IRPJ CT-e NFS-e E-Lalur FCont O esocial é um projeto do governo federal que vai unificar

Leia mais

EFD-Social. Rio de Janeiro, 23 de Janeiro de 2013

EFD-Social. Rio de Janeiro, 23 de Janeiro de 2013 EFD-Social Arquitetura Rio de Janeiro, 23 de Janeiro de 2013 Simplificação das Obrigações Tributárias Prestação de Serviço ao Contribuinte-Cidadão x Modelo Tributário Complexo Pacto Federativo Combate

Leia mais

Projeto EFD Social. Programa de Unificação do Crédito. <maio/2012>

Projeto EFD Social. Programa de Unificação do Crédito. <maio/2012> Projeto EFD Social Programa de Unificação do Crédito Modernização da Administração Tributária Desafio Eficiência na Administração de Receitas Instrumentos de Combate à Sonegação Facilitar o

Leia mais

Principais Aspectos do Sistema Público de Escrituração Digital SPED

Principais Aspectos do Sistema Público de Escrituração Digital SPED Principais Aspectos do Sistema Público de Escrituração Digital SPED Como trabalhamos? no passado a pouco tempo Daqui para frente ECD Escrituração Contábil Digital IN RFB 787/07 O que é? : É a substituição

Leia mais

FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013

FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013 FOLHA DE PAGAMENTO E SUAS RETENÇÕES Carlos Alencar OUTUBRO/2013 OBRIGATORIEDADE A empresa é obrigada a elaborar mensalmente a folha de pagamento da remuneração paga devida ou creditada a todos os segurados

Leia mais

esocial esocial Diminuir o custo de produção, o controle e disponibilização das informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais;

esocial esocial Diminuir o custo de produção, o controle e disponibilização das informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais; Ref.: nº 26/2015 esocial 1. Conceito O esocial é um projeto do Governo Federal que vai coletar as informações descritas em seu objeto, armazenando-as em Ambiente Nacional, possibilitando aos órgãos participantes,

Leia mais

e-social Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013

e-social Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013 Divisão Trabalhista e Previdenciária Agosto de 2013 Conceito de EFD-Social O (EFD-Social) é um projeto do governo federal que visa a unificação das obrigações trabalhistas, previdenciárias e tributárias

Leia mais

Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo

Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo CONSTRUÇÃO CONJUNTA Receita Federal do Brasil; Caixa; Instituto Nacional do Seguro Social INSS; Ministério da Previdência Social MPS;

Leia mais

SPED: instituído pelo Decreto 6.022/2007

SPED: instituído pelo Decreto 6.022/2007 e Social e-social E-Social SPED: instituído pelo Decreto 6.022/2007 Art. 2º - O SPED é instrumento que unifica as atividades de recepção, validação, armazenamento e autenticação de livros e documentos

Leia mais

esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Copyright 2013 1

esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Copyright 2013 1 esocial Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Copyright 2013 1 O que é esocial? É o projeto de escrituração digital da folha de pagamento e das obrigações trabalhistas, previdenciárias

Leia mais

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. CISPED, 21/11/2013

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. CISPED, 21/11/2013 CISPED, 21/11/2013 Aspectos Técnicos Utilização do CPF como chave do trabalhador associado ao PIS/NIT; Validação na base do CNIS CPF/PIS/Data de nascimento; Cadastramento inicial apenas dos vínculos ativos;

Leia mais

O esocial e os desafios trabalhistas. A mudança na rotina de pessoal.

O esocial e os desafios trabalhistas. A mudança na rotina de pessoal. O esocial e os desafios trabalhistas. A mudança na rotina de pessoal. esocial -É o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhista (esocial); -Trata-se de um projeto

Leia mais

14/11/2013. Centralização do FGTS. Surgimento do REMAG. Surgimento da GFIP. Surgimento do SPED. Histórico das Obrigações JOHNATAN ABREU

14/11/2013. Centralização do FGTS. Surgimento do REMAG. Surgimento da GFIP. Surgimento do SPED. Histórico das Obrigações JOHNATAN ABREU JOHNATAN ABREU Histórico das Obrigações Centralização do FGTS Surgimento do REMAG Surgimento da GFIP Surgimento do SPED 1 Objetivos do Projeto OBJETIVO: O esocial tem por objeto, informações trabalhistas,

Leia mais

esocial EFD FOLHA DE PAGAMENTO

esocial EFD FOLHA DE PAGAMENTO Le f is c L e g i s l a c a o F i s c a l CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE

Leia mais

Andrezza Célia Moreira

Andrezza Célia Moreira Andrezza Célia Moreira Contadora e Perita Sócia da JANIR MOREIRA & CONTADORES ASSOCIADOS Conselheira do Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais CRC-MG O esocial é um projeto do governo federal

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM

OBRIGAÇÕES FISCAIS SOCIAIS DA APM COMUNICADO FDE / DRA Nº 001/2015 OBRIGAÇÕES FISCAIS E SOCIAIS DA APM 2 0 1 5 Página 1 de 9 O objetivo deste texto é informar aos dirigentes das Associações de Pais e Mestres APMs de Escolas Estaduais conveniadas

Leia mais

Projeto esocial Aspectos Legais

Projeto esocial Aspectos Legais Projeto esocial Aspectos Legais ÍNDICE O que é o esocial Cenários e Leiaute Cronograma do Governo Fiscalização e Penalidades ÍNDICE O que é o esocial? O esocial é um projeto do Governo Federal, com implantação

Leia mais

Pilares do SPED EFD ICMS/IPI EFD IRPJ. esocial ECF ECD. EFD Contribuições. (NF-e, NFS-e, CT-e) Doc. Fiscais Eletrônicos

Pilares do SPED EFD ICMS/IPI EFD IRPJ. esocial ECF ECD. EFD Contribuições. (NF-e, NFS-e, CT-e) Doc. Fiscais Eletrônicos Nossa trajetória... Doc. Fiscais Eletrônicos (NF-e, NFS-e, CT-e) ECD EFD ICMS/IPI EFD Contribuições EFD IRPJ Pilares do SPED esocial ECF Perfil 21 anos de atuação com dedicação exclusiva em projetos da

Leia mais

II Seminário esocial Uma nova era nas relações entre empregadores, empregados e governo

II Seminário esocial Uma nova era nas relações entre empregadores, empregados e governo II Seminário esocial Uma nova era nas relações entre empregadores, empregados e governo Câmara Americana de Comércio São Paulo / SP 02/10/2015 Paulo Roberto Magarotto Auditor-Fiscal da Receita Federal

Leia mais

empresas constantes de seus anexos, de acordo com o Estado da Federação em que estava localizado o contribuinte.

empresas constantes de seus anexos, de acordo com o Estado da Federação em que estava localizado o contribuinte. SPED O Sistema Público de Escrituração Digital, mais conhecido como Sped, trata de um projeto/obrigação acessória instituído no ano de 2007, através do Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007. É um

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2012 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

e-social expert PDF Trial Outubro 2013 Apoio O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade da Lefisc.

e-social expert PDF Trial Outubro 2013 Apoio O conteúdo desta apostila é de inteira responsabilidade da Lefisc. Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400 - ramal 1529 (núcleo de relacionamento) Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva, 60 Higienópolis

Leia mais

03/05/2015. Entendendo o esocial

03/05/2015. Entendendo o esocial Entendendo o esocial 1 O que é o esocial O esocialé o instrumento de unificação da prestação das informações referentes à escrituração das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas e tem por finalidade

Leia mais

As novas obrigações trabalhistas e previdenciárias

As novas obrigações trabalhistas e previdenciárias As novas obrigações trabalhistas e previdenciárias JOHNATAN ABREU Janeiro de 2014 O que é o esocial? De acordo com o art. 2º da minuta da Portaria interministerial que regulamenta a ferramenta, é um instrumento

Leia mais

Andrezza Célia Moreira

Andrezza Célia Moreira Andrezza Célia Moreira Contadora e Perita Sócia da JANIR MOREIRA & CONTADORES ASSOCIADOS Conselheira do Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais CRC-MG O esocial é um projeto do governo federal

Leia mais

Dra. Valéria de Souza Telles. esocial - Dra. Valéria de Souza Telles 1

Dra. Valéria de Souza Telles. esocial - Dra. Valéria de Souza Telles 1 Dra. Valéria de Souza Telles esocial - Dra. Valéria de Souza Telles 1 Manual de Orientação do e - Social Versão 1.0 (Ato Declaratório Executivo SUFIS nº 5/13 DOU de 18/07/2013) Manual de Orientação do

Leia mais

esocial Informações e Orientações Atualizadas

esocial Informações e Orientações Atualizadas esocial Informações e Orientações Atualizadas Conceito e Objetivos do esocial O esocial é uma ação conjunta destes órgãos e entidades do governo federal: Caixa Econômica Federal Instituto Nacional do Seguro

Leia mais

esocial Uma nova forma de registro dos eventos trabalhistas

esocial Uma nova forma de registro dos eventos trabalhistas esocial Uma nova forma de registro dos eventos trabalhistas José Maia Ministério do Trabalho e Previdência Social Eduardo Tanaka Receita Federal Apresentação: - Visão geral do projeto - Aspectos conceituais

Leia mais

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. FIESP, 23/10/2013

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. FIESP, 23/10/2013 FIESP, 23/10/2013 O que é o esocial? Cenário atual Os empregadores são obrigados a preencher diversas declarações e documentos que possuem as mesmas informações... Termo de Rescisão Seguro Desemprego Consequências

Leia mais

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011

CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011 CARGA TRIBUTÁRIA ANO 2011 Orientações Básicas INFORMAÇÕES GERAIS PESSOA JURÍDICA 1) DCTF : (Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais) ATENÇÃO! Apresentação MENSAL obrigatória pelas Pessoas

Leia mais

Rio de Janeiro, 17/09/2013

Rio de Janeiro, 17/09/2013 Rio de Janeiro, 17/09/2013 Daniel Belmiro Fontes José Alberto Maia Cenário atual Os empregadores são obrigados a preencher diversas declarações e documentos que possuem as mesmas informações... Termo de

Leia mais

Auditoria e Consultoria para seu Negócio.

Auditoria e Consultoria para seu Negócio. Auditoria e Consultoria para seu Negócio. Apresentação do EFD Social O, também conhecido como EFD-Social ou Sped Folha é um dos componentes do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), em vigor há

Leia mais

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS FEVEREIRO DE 2012

AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS FEVEREIRO DE 2012 Page 1 of 5 AGENDA DE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E PREVIDENCIÁRIAS FEVEREIRO DE 2012 06/02/2012 SALÁRIOS 07/02/2012 Pagamento de salários - mês de JANEIRO/2012 Base legal: Art. 459, parágrafo único da CLT.

Leia mais

Assunto. esocial. Diminuir o custo de produção, o controle e disponibilização das informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais;

Assunto. esocial. Diminuir o custo de produção, o controle e disponibilização das informações trabalhistas, previdenciárias e fiscais; Ref.: nº 34/2013 esocial 1. Conceito O esocial é um projeto do Governo Federal que vai coletar as informações descritas em seu objeto, armazenando-as em Ambiente Nacional, possibilitando aos órgãos participantes,

Leia mais

NONO NONONO NO NONO NONO NONONO NONO CIESP Centro das Indústrias do Estado de São Paulo DR de Sorocaba

NONO NONONO NO NONO NONO NONONO NONO CIESP Centro das Indústrias do Estado de São Paulo DR de Sorocaba SPED Sistema Público de Escrituração Digital esocial NONO NONONO NO NONO NONO NONONO NONO CIESP Centro das Indústrias do Estado de São Paulo DR de Sorocaba 7 de outubro de 2014 O SPED Sistema Público de

Leia mais

Saiba tudo sobre o esocial

Saiba tudo sobre o esocial Saiba tudo sobre o esocial Introdução Com a criação do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), o Governo propiciou maior controle e agilidade na fiscalização das informações contábeis e fiscais

Leia mais

Gildo Freire de Araújo

Gildo Freire de Araújo A Contabilidade das empresas diante das novas medidas Contador: Gildo Freire de Araújo Cenário atual Os empregadores são obrigados a registrar os eventos trabalhistas de várias maneiras diferentes e a

Leia mais

O que é? Pra que serve? Quem promove? Como vai funcionar? O dia a dia? Quando começa? Agenda. E agora, o que tenho que fazer????

O que é? Pra que serve? Quem promove? Como vai funcionar? O dia a dia? Quando começa? Agenda. E agora, o que tenho que fazer???? Fevereiro de 2014 O que é? Pra que serve? Quem promove? Como vai funcionar? O dia a dia? Quando começa? Agenda E agora, o que tenho que fazer???? O QUE É AFINAL? Componente do SPED (Sistema Público de

Leia mais

A Escrituração Fiscal Digital Social, ou apenas esocial, é, até o momento, a parte mais complexa do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED).

A Escrituração Fiscal Digital Social, ou apenas esocial, é, até o momento, a parte mais complexa do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED). Escrituração Fiscal Digital Social esocial Introdução A Escrituração Fiscal Digital Social, ou apenas esocial, é, até o momento, a parte mais complexa do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED).

Leia mais

Não muda legislação, muda procedimentos.

Não muda legislação, muda procedimentos. Versão 1.1 esocial Não muda legislação, muda procedimentos. esocial = Transparência Fiscal Circular n. 642, de 06/01/2014 Aprova e divulga o leiaute do Sistema de Escrituração Fiscal Digital das obrigações

Leia mais

Linha do Tempo até esocial

Linha do Tempo até esocial Linha do Tempo até esocial 2005 Nfe 2006 Sped Fiscal 2007 Sped Contábil 2011 Desoneração da Folha de Pagamento 2013 esocial Sped Folha INVESTIMENTO DA RFB T REX Fabricado pela IBM e montado nos Estados

Leia mais

e-social Alexandre Corrêa

e-social Alexandre Corrêa e-social Alexandre Corrêa e-social O e-social consiste na escrituração digital da folha de pagamento e das obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais. Permitirá uma fiscalização muito mais eficaz,

Leia mais

OBRIGAÇÕES FISCAIS FEDERAIS JULHO/12

OBRIGAÇÕES FISCAIS FEDERAIS JULHO/12 CIRCULAR 37/12 Novo Hamburgo, 02 de julho de 2012. OBRIGAÇÕES FISCAIS FEDERAIS JULHO/12 DIA 04 IR-FONTE Pessoas obrigadas: pessoas jurídicas que efetuaram retenção na fonte nos pagamentos ou créditos decorrentes

Leia mais

ÍNDICE. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 971/2009, (Atualizada em Janeiro/2012)

ÍNDICE. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 971/2009, (Atualizada em Janeiro/2012) ÍNDICE INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 971/2009, (Atualizada em Janeiro/2012) TÍTULO I DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS CAPÍTULO I DOS CONTRIBUINTES DA PREVIDÊNCIA SOCIAL Seção II Dos Segurados Contribuintes Obrigatórios

Leia mais

Agenda de Obrigações Dezembro/2014

Agenda de Obrigações Dezembro/2014 Agenda de Obrigações Dezembro/204 Federal IOF IOF IR/FONTE IR/FONTE CAGED - CADASTRO GERAL DE EMPREGADOS E DESEMPREGADOS CAGED - CADASTRO GERAL DE EMPREGADOS E DESEMPREGADOS CBE - DECLARAÇÃO DE CAPITAL

Leia mais

O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED?

O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED? SPED PIS/COFINS Teoria e Prática O que é o Sistema Público de Escrituração Digital - SPED? E v e l i n e B a r r o s o Maracanaú - CE Março/2 0 1 2 1 2 Conceito O SPED é instrumento que unifica as atividades

Leia mais

Desvendando o esocial

Desvendando o esocial 2011 Março de 2012 Outubro de 2012 1º semestre de 2013 Julho/2013 Primeiros layouts (não oficiais) Estudo dos layouts Primeira proposta de solução Segunda proposta de solução Indefinições do Governo Não

Leia mais

Evento esocial. Prof. Edison Garcia Junior

Evento esocial. Prof. Edison Garcia Junior Evento esocial Prof. Edison Garcia Junior INTRODUÇÃO PROJETO SPED (esocial 2009): AD EXECUTIVO SUFIS Nº 05, DE 17/07/2013 INTRODUÇÃO esocial: Preparado para ter uma DR com seus terceiros?? INTRODUÇÃO esocial:

Leia mais

Neste bip. Como converter o arquivo CAGED para acerto. Você Sabia? Edição 52 Dezembro de 2014

Neste bip. Como converter o arquivo CAGED para acerto. Você Sabia? Edição 52 Dezembro de 2014 Neste bip Como converter o arquivo CAGED para acerto... 1 Novo modo de alterar senha de operador... 2 Novo recurso no lançamento [+ planilha]... 2 13 parcela final e SEFIP... 3 Como converter o arquivo

Leia mais

11/10/2012. EFD SOCIAL Sua folha de pagamento vai mudar!! Saiba como... Antes da EFD Social. Obrigações acessórias trabalhistas/previdenciárias

11/10/2012. EFD SOCIAL Sua folha de pagamento vai mudar!! Saiba como... Antes da EFD Social. Obrigações acessórias trabalhistas/previdenciárias EFD SOCIAL Sua folha de pagamento vai mudar!! Saiba como... 1 Antes da EFD Social Falta de padronização na folha de pagamento Multiplicidade de obrigações acessórias Redundância no envio dos dados índice

Leia mais

e-social - VERSÃO 2.1

e-social - VERSÃO 2.1 Recursos Humanos OBRIGAÇÕES TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA NA FOLHA DE PAGAMENTO Março de 2016 - Brasília Realização Workshop OBRIGAÇÕES TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA NA FOLHA DE PAGAMENTO Apresentação Com

Leia mais

SPED Contábil e SPED ECF

SPED Contábil e SPED ECF SPED Contábil e SPED ECF Impactos nas Rotinas Empresárias Prof. Marcos Lima Marcos Lima Contador (graduado pela UECE) Especialista em Auditoria (UNIFOR) Diretor de Relacionamentos da Fortes Contabilidade

Leia mais

PREVIDÊNCIA SIMULADO 02

PREVIDÊNCIA SIMULADO 02 PREVIDÊNCIA SIMULADO 02 Nas questões de 01 a 10, marque a alternativa correta: 01) I. Os beneficiários da previdência social subdividem se em dependentes e segurados. Já os segurados, podem ser obrigatórios

Leia mais

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS

Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Informações gerais sobre a EFD-PIS/COFINS Legislação Conforme instituído pela Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010, sujeitam à obrigatoriedade de geração de arquivo da Escrituração Fiscal

Leia mais

AGENDA TRIBUTÁRIA FEDERAL: DEZEMBRO DE 2015 - ADE CODAC Nº 37, DE 20/11/2015

AGENDA TRIBUTÁRIA FEDERAL: DEZEMBRO DE 2015 - ADE CODAC Nº 37, DE 20/11/2015 AGENDA TRIBUTÁRIA FEDERAL: DEZEMBRO DE 2015 - ADE CODAC Nº 37, DE 20/11/2015 Divulga a Agenda Tributária do mês de dezembro de 2015. O COORDENADOR-GERAL DE ARRECADAÇÃO E COBRANÇA, no uso da atribuição

Leia mais

Agenda de Obrigações Novembro/2014

Agenda de Obrigações Novembro/2014 Agenda de Obrigações Novembro/14 Federal COMPROVANTE MENSAL DE RETENÇÃO DA PARA O PIS/PASEP E DA COFINS - AUTOPEÇAS COMPROVANTE MENSAL DE RETENÇÃO DA PARA O PIS/PASEP E DA COFINS - AUTOPEÇAS IOF IOF IR/FONTE

Leia mais

Neste bip. EFD Contribuições. Você sabia? Prazo final para entrega dos arquivos ECD e FCONT. edição 22 Junho de 2012

Neste bip. EFD Contribuições. Você sabia? Prazo final para entrega dos arquivos ECD e FCONT. edição 22 Junho de 2012 Neste bip EFD Contribuições... 1 Prazo final para entrega dos arquivos ECD e FCONT... 1 Configuração da Demonstração do Fluxo de Caixa... Configuração do Plano de Contas de acordo com a Lei 11.638/07...

Leia mais

Projetos da Receita Federal

Projetos da Receita Federal Escrituração Fiscal Digital - EFD Projetos da Receita Federal A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras

Leia mais

O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED

O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED O que é o esocial? esocial subprojeto do SPED Transmissão única Informações de folha de pagamento e de outras obrigações trabalhistas, previdenciárias e tributárias pelo empregador em relação aos seus

Leia mais

Navegação em Nuvem. Abrangência Atual

Navegação em Nuvem. Abrangência Atual SPED Apresentação Instituído pelo Decreto nº 6.022, de 22 de janeiro de 2007, o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal (PAC

Leia mais

Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos!

Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos! Planejamento, suporte e transparência para garantir seus objetivos! CAMPINAS Centro Empresarial Conceição Rua Conceição, 233 Centro 23º andar conj.2303 CEP 13010 916 Tel: 19 3231 0399 SÃO PAULO Edifício

Leia mais

O esocial e os desafios junto à fiscalização previdenciária, trabalhista e tributária. Necessidade de organização e consequências previsíveis.

O esocial e os desafios junto à fiscalização previdenciária, trabalhista e tributária. Necessidade de organização e consequências previsíveis. O esocial e os desafios junto à fiscalização previdenciária, trabalhista e tributária. Necessidade de organização e consequências previsíveis. Renan Cesco de Campos VIII Fórum de Relações Trabalhistas

Leia mais

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. ABEMI Associação Brasileira de Engenharia Industrial São Paulo, 03/12/2013

uma nova era nas relações entre Empregadores, Empregados e Governo. ABEMI Associação Brasileira de Engenharia Industrial São Paulo, 03/12/2013 ABEMI Associação Brasileira de Engenharia Industrial São Paulo, 03/12/2013 Jeziel Tadeu Fior Auditor Fiscal da Receita Federal do Brasil O que é o esocial? Sistema de Escrituração Digital das Obrigações

Leia mais

Sistema Público de Escrituração Digital SPED

Sistema Público de Escrituração Digital SPED Sistema Público de Escrituração Digital SPED NF-e NFS-e ECD Contábil F-cont EFD - Folha EFD ICMS CT-e e-lalur EFD PIS/Cofins Contribuições Contribuinte RFB SEFAZ Leiaute Banco de Dados Procuração Eletrônica

Leia mais

DEVERES INSTRUMENTAIS

DEVERES INSTRUMENTAIS DEVERES INSTRUMENTAIS Funções, limites e sobreposições Elidie P. Bifano Deveres instrumentais: funções, limites e sobreposições Deveres instrumentais: art. 113, 2 e 3 e art. 115, CTN Função: atender o

Leia mais

Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo

Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo Uma nova era nas relações entre Empregados, Empregadores e Governo JOSE DE SOUZA MARQUES Contador e Advogado, pós graduado em Controladoria e Auditoria e em Direito Processual Tributário. Obrigações atuais

Leia mais

Neste bip. Participação nos Lucros e Resultados. Você Sabia? Rescisão Complementar. Edição 54 Fevereiro de 2015

Neste bip. Participação nos Lucros e Resultados. Você Sabia? Rescisão Complementar. Edição 54 Fevereiro de 2015 Neste bip Participação nos Lucros e Resultados... Rescisão Complementar... 1 DIRF 2015... 2 Novas Alterações Trabalhistas e Previdenciárias... 3 EFD ICMS-IPI... 4 Nova Tabela de INSS e Salário Família...

Leia mais

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL EMPREENDEDOR INDIVIDUAL Oportunidade de regularização para os empreendedores individuais, desde a vendedora de cosméticos, da carrocinha de cachorro-quente ao pipoqueiro. 2 Empresas em geral Microempresas

Leia mais

Bloco Contábil e Fiscal

Bloco Contábil e Fiscal Bloco Contábil e Fiscal EFD Contribuições Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo EFD Contribuições, que faz parte do Bloco Contábil e Fiscal. Todas informações aqui disponibilizadas

Leia mais

O que é o esocial? Empregado

O que é o esocial? Empregado CICLO DE PALESTRAS O que é o esocial? É uma nova forma de registro de informações, também conhecida como folha de pagamento digital que unificará todos os sistemas. Empregado O Ato Declaratório Executivo

Leia mais

esocial O que muda na sua empresa? TAX

esocial O que muda na sua empresa? TAX TAX esocial O que muda na sua empresa? 20XX KPMG, uma [estrutura legal] brasileira e firma-membro da rede KPMG de firmasmembro independentes e afiliadas à KPMG International Cooperative ( KPMG International

Leia mais

PORTFÓLIO INSTITUCIONAL GRUPO ASSETS - 2013 2014. Apresentação

PORTFÓLIO INSTITUCIONAL GRUPO ASSETS - 2013 2014. Apresentação 2013 2014 PORTFÓLIO INSTITUCIONAL GRUPO ASSETS - 2013 2014 Apresentação Assets Contadores e Consultores Associados, fundada ano 2000, é uma empresa jovem e totalmente dinâmica, que busca sempre o melhor

Leia mais

CONFERÊNCIA esocial. São Paulo 03/03/2015. Paulo Roberto Magarotto Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil

CONFERÊNCIA esocial. São Paulo 03/03/2015. Paulo Roberto Magarotto Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil CONFERÊNCIA esocial São Paulo 03/03/2015 Paulo Roberto Magarotto Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil e-social Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas.

Leia mais

TAX. esocial 2014. PAINEL FIEAM, CIEAM e CAMARA- NIPO BRASILEIRA. Abril de 2014 Tax

TAX. esocial 2014. PAINEL FIEAM, CIEAM e CAMARA- NIPO BRASILEIRA. Abril de 2014 Tax TAX esocial 2014 PAINEL FIEAM, CIEAM e CAMARA- NIPO BRASILEIRA Abril de 2014 Tax kpmg 1 Histórico T-Rex e Harpia A partir de 2006 a Receita Federal do Brasil colocou em operação um equipamento capaz de

Leia mais

www.audicgroup.com.br DR SPED

www.audicgroup.com.br DR SPED www.audicgroup.com.br DR SPED a EMPRESA A Audic Group no Brasil tem o compromisso com os seus clientes de buscar a satisfação por eles desejada, para tanto dedica-se na identificação dos problemas, na

Leia mais

esocial e PUC Programa de Unificação do Crédito e PUC

esocial e PUC Programa de Unificação do Crédito e PUC esocial e PUC Programa de Unificação do Crédito VI Fórum Interestadual de Regularidade 9 de outubro de 2014 Frederico Faber Coordenador de Cobrança Cenário Atual Os empregadores são obrigados a preencher

Leia mais

PESQUISA DE PREÇOS E SERVIÇOS PRATICADOS PELAS ORGANIZAÇÕES CONTÁBEIS DO ESTADO DE SÃO PAULO JULHO 2010

PESQUISA DE PREÇOS E SERVIÇOS PRATICADOS PELAS ORGANIZAÇÕES CONTÁBEIS DO ESTADO DE SÃO PAULO JULHO 2010 PESQUISA DE PREÇOS E SERVIÇOS PRATICADOS PELAS ORGANIZAÇÕES CONTÁBEIS DO ESTADO DE SÃO PAULO JULHO 2010 Pesquisa de Preços e Serviços praticados pelas Organizações Contábeis do Estado de São Paulo A B

Leia mais

Programa Contag Consultoria e Escola de Negócios, representação da Nasajon Sistemas no Amapá

Programa Contag Consultoria e Escola de Negócios, representação da Nasajon Sistemas no Amapá Programa Contag Consultoria e Escola de Negócios, representação da Nasajon Sistemas no Amapá Instrutor: José Jeová Junior Contador, com formação nesta área pelo Instituto IOB de São Paulo Dinâmica das

Leia mais

Adequação ao esocial Como se preparar?

Adequação ao esocial Como se preparar? www.pwc.com.br/esocial Adequação ao esocial Como se preparar? Agenda 1 2 3 4 5 Introdução O que é o esocial? Pesquisa Como as empresas estão se preparando? Impactos Mudanças no manual e seus impactos Discussão

Leia mais

Agora começa a ser implementado o esocial, que constituirá a maior e mais complexa parte do Sped.

Agora começa a ser implementado o esocial, que constituirá a maior e mais complexa parte do Sped. Introdução O que é esocial? Com a criação do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped), o Governo propiciou maior controle e agilidade na fiscalização das informações contábeis e fiscais das empresas

Leia mais

Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas

Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas disponibilizou este pequeno manual que contém dicas importantes sobre

Leia mais

SPED Folha de Pagamento

SPED Folha de Pagamento SPED Folha de Pagamento Ricardo Nogueira www.ocftreinamento.com.br Cenário atual Os empregadores são obrigados a preencher diversas declarações e documentos que possuem, em muitos casos, as mesmas informações...

Leia mais

Escrituração Fiscal da Folha de Pagamento e das Obrigações Previdenciárias (EFD-Social) esocial

Escrituração Fiscal da Folha de Pagamento e das Obrigações Previdenciárias (EFD-Social) esocial Escrituração Fiscal da Folha de Pagamento e das Obrigações Previdenciárias (EFD-Social) esocial O esocial vem mudar a legislação? Qual o prazo para o registro de funcionários? Art. 5º O empregador anotará

Leia mais

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES MENSAIS

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES MENSAIS Data Vencimento 07 Obrigação Salário Mensal Fato Gerador e Fundamento Legal Pagamento mensal da remuneração. (ver nota 1) Salário-Mínimo Valor atual de R$ 788,00 - Decreto nº 8.381/14. Pró-labore Código

Leia mais

ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 29/11/2011

ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 29/11/2011 ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 29/11/2011 Recolhimento Espontâneo 001 Quais os acréscimos legais que incidirão no caso de pagamento espontâneo de imposto ou contribuição administrado pela Secretaria da Receita

Leia mais

CALENDÁRIO DE VENCIMENTOS DE TRIBUTOS 2014

CALENDÁRIO DE VENCIMENTOS DE TRIBUTOS 2014 Para facilitar a pesquisa, os tributos abaixo estão apresentados em ordem alfabética. TRIBUTOS CÓDIGOS ADMINISTRAÇÃO BASE DE CÁLCULO ALÍQUOTA PERIODICIDADE VENCIMENTO COFINS - CONTRIBUIÇÃO PARA FINANCIAMENTO

Leia mais

esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas

esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas esocial Sistema de Escrituração das Obrigações Fiscais, Previdênciárias e Trabalhistas O que é o esocial? O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (esocial)

Leia mais

Finalidade. Entes envolvidos. Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas

Finalidade. Entes envolvidos. Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas ariane@ensicon.com.br Finalidade A Escrituração Fiscal Digital Social tem por finalidade: a) Prestar informações

Leia mais

CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS e PREVIDENCIÁRIAS OUTUBRO/2010

CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS e PREVIDENCIÁRIAS OUTUBRO/2010 1 CALENDÁRIO DAS OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS e PREVIDENCIÁRIAS OUTUBRO/2010 Dia 06-10-2010 (Quarta-feira): SALÁRIOS Todos os empregadores, assim definidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Fato

Leia mais

IOF-Imposto sobre Operação Financeira de 21 a 31/08/2015. * Operações de crédito - Pessoa Jurídica 1150 * Operações de crédito - Pessoa Física 7893

IOF-Imposto sobre Operação Financeira de 21 a 31/08/2015. * Operações de crédito - Pessoa Jurídica 1150 * Operações de crédito - Pessoa Física 7893 IOF-Imposto sobre Operação Financeira de 21 a 31/08/2015. * Operações de crédito - Pessoa Jurídica 1150 * Operações de crédito - Pessoa Física 7893 03/09 (5ª Feira) * Operações de câmbio - Entrada de Moeda

Leia mais

Entendendo o esocial

Entendendo o esocial Entendendo o esocial O que éo esocial O esocial éo instrumento de unificação da prestação das informações referentes àescrituração das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas e tem por finalidade

Leia mais

Dicas de importação na RAIS. Neste bip. Você Sabia? edição 30 Fevereiro de 2013

Dicas de importação na RAIS. Neste bip. Você Sabia? edição 30 Fevereiro de 2013 Neste bip Dicas sobre RAIS... 1 Contribuição Patronal para RAIS... 2 Rumodoc - Ajuda no sistema Rumo... 2 Fechamento contábil... 2 Dispensa da entrega da DACON... 3 Dicas de importação na RAIS Já era um

Leia mais

ISSQN - Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza - Mês 12/2014.

ISSQN - Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza - Mês 12/2014. ICMS relativo às operações em que exige a NF de Entrada. 05/01(2ª Feira) Data de recolhimento do imposto relativo às operações de entrada de mercadoria nos casos em que se exige a emissão da nota fiscal

Leia mais

CCA BERNARDON DESTAQUES DA SEMANA: CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 07/2015 3ª SEMANA FEVEREIRO DE 2015

CCA BERNARDON DESTAQUES DA SEMANA: CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 07/2015 3ª SEMANA FEVEREIRO DE 2015 News Consultoria, treinamento para gestão administrativa e atuação em processos e negócios. CCA BERNARDON CONTADORES E ADVOGADOS SEMANÁRIO Nº 07/2015 3ª SEMANA FEVEREIRO DE 2015 DESTAQUES DA SEMANA: TRIBUTOS

Leia mais

e-social - (ex-efd Social)

e-social - (ex-efd Social) Relações do Trabalho, Folha de Pagamento e Obrigações á partir de JANEIRO-2014! O QUE VAI MUDAR? NOVO MODELO OPERACIONAL? POR ONDE COMEÇAR? E - SOCIAL e-social - (ex-efd Social) Projeto e-social Com a

Leia mais

04/02/2013. EFD SOCIAL Sua folha de pagamento vai mudar!! Saiba como... Antes da EFD Social. Obrigações acessórias trabalhistas/previdenciárias

04/02/2013. EFD SOCIAL Sua folha de pagamento vai mudar!! Saiba como... Antes da EFD Social. Obrigações acessórias trabalhistas/previdenciárias EFD SOCIAL Sua folha de pagamento vai mudar!! Saiba como... 1 Antes da EFD Social Falta de padronização na folha de pagamento Multiplicidade de obrigações acessórias Redundância no envio dos dados índice

Leia mais

Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti

Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti Perfil do Palestrante: Contador, Consultor e Professor Universitário Colaborador do Escritório Santa Rita desde 1991 Tributação das Médias e Pequenas Empresas Como

Leia mais

Debate Sobre a Desoneração da Folha de Pagamento

Debate Sobre a Desoneração da Folha de Pagamento Debate Sobre a Desoneração da Folha de Pagamento Julho de 2011 1 Debate sobre desoneração da folha de pagamento deve ser feito com cautela e tendo como ponto de partida a compensação vinculada (principal

Leia mais

A Fiscalização da Receita Federal do Brasil Desempenho e Perspectivas

A Fiscalização da Receita Federal do Brasil Desempenho e Perspectivas A Fiscalização da Receita Federal do Brasil Desempenho e Perspectivas ANFIP IV Convenção Nacional Extraordinária Brasília/DF, 19 de setembro de 2014 IÁGARO JUNG MARTINS Auditor Fiscal da Receita Federal

Leia mais