PROCEDIMENTO RECRUTAMENTO, SELEÇÃO E ADMISSÃO DE PESSOAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCEDIMENTO RECRUTAMENTO, SELEÇÃO E ADMISSÃO DE PESSOAL"

Transcrição

1 PROCEDIMENTO RECRUTAMENTO, SELEÇÃO E ADMISSÃO DE PESSOAL 1. Objetivo Estabelecer a sistemática de recrutamento, seleção e admissão de pessoas, para suprir as necessidades da empresa em todos os tipos de contrato (efetivo, aprendiz, estagiário ou temporário). 2. Abrangência Aplicável a todas as empresas do Grupo Servopa. 3. Definições Base de Contratação É a região para a qual o Colaborador foi contratado para prestar serviços, independente de sua origem ou endereço residencial. Tipos de Contrato de Trabalho Existem vários tipos de contratos de trabalho. Abaixo citamos exemplos usuais: a) Contrato de Efetivo Pessoa contratada para prestar serviços a um empregador atendendo aos requisitos de: a) pessoa física: empregado é pessoa física e natural; b) continuidade: empregado é um trabalhador não eventual; c) subordinação: empregado é um trabalhador cuja atividade é exercida sob dependência; d) salário: empregado é um trabalhador que pelo serviço que presta, recebe uma retribuição; e) pessoalidade: empregado é um trabalhador que presta pessoalmente os serviços. Os profissionais PPD Pessoa Portadora de Deficiência, possuem o mesmo contrato de um efetivo, assim como os mesmos benefícios. A distinção deste processo é que a empresa precisa cumprir com a lei n 8.213/91, que estabelece: "A empresa com 100 (cem) ou mais empregados está obrigada a preencher de 2% (dois por cento) a 5% (cinco por cento) dos seus cargos com beneficiários reabilitados ou pessoas portadoras de deficiência. 1

2 b) Contrato de Aprendiz Aprendiz é todo trabalhador com idade entre 14 e 24 anos e que celebra contrato de aprendizagem como um contrato especial de trabalho. O empregador se compromete a assegurar ao maior de 14 (quatorze) e menor de 24 (vinte e quatro) anos, inscrito em programa de aprendizagem, formação técnico-profissional metódica, compatível com o seu desenvolvimento físico, moral e psicológico. Sendo um contrato especial de trabalho, o contrato de aprendizagem possui algumas peculiaridades: Prazo determinado, não superior a 2 (dois) anos ou até completar 24 anos; Jornada de no máximo 6 (seis) horas diárias. Mesmo sendo um contrato especial, o contrato de aprendizagem não deixa de ser um contrato de trabalho e nesta condição assegura diversos direitos trabalhistas ao empregado: Garantia de remuneração o salário mínimo hora, ou a prevalência da remuneração mais favorável se estipulada no contrato ou em convenção coletiva de trabalho; Vale transporte; São vedadas a prorrogação e a compensação de jornadas; Contribuição do FGTS, a qual deverá ser de 2% (dois por cento) da remuneração paga ou devida no mês anterior ao aprendiz; Férias não podem ser em período diverso daquele definido no programa de aprendizagem, ou seja, devem coincidir com as férias escolares. c) Contrato de Estágio: Contrato firmado com estudantes com o intuito de complementar o ensino acadêmico, conforme previsto pela lei. Período máximo 02 anos em um único estabelecimento, desde que vinculado a uma instituição de ensino, jornada de no máximo 6 (seis) horas diárias. d) Contrato Temporário: Contrato que formaliza trabalho temporário, prestado por pessoa física a uma empresa, para atender à necessidade transitória de substituição de seu pessoal permanente (férias ou afastamentos), conforme previsto na Lei. Período máximo de 03 meses. Contrato de temporário é fixado com uma empresa de intermediação. 4. Procedimento Preferencialmente as vagas são preenchidas por candidatos internos, por meio de Recrutamento e Seleção Interna os colaboradores poderão ser transferidos ou promovidos. Ver regulamento do Programa de Recrutamento Interno. 2

3 Processo de Seleção e Contratação de pessoal Este processo envolve as seguintes etapas: Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Requisição de Pessoal Recrutamento de Pessoal Seleção de Pessoal Admissão do Colaborador Participantes do processo: Gestor Requisitante: Pessoa que gera uma requisição de pessoal, decorrente de necessidade de aumento de quadro ou substituição; Desenvolvimento RH colaboradores que trabalham no setor de Desenvolvimento de RH, localizado no departamento de RH Matriz; Administração RH colaboradores que trabalham no setor de Administração de RH, localizado no departamento de RH Matriz. Apoio RH colaboradores que atuam em uma casa/concessionária/empresa do grupo, com tarefas de RH. Prazos de substituições: Colaboradores desligados, serão substituídos respeitando o seguinte prazo: Demissão de colaboradores por parte da empresa apenas realizaremos a contratação do novo empregado após o desligamento do colaborador; Caso o colaborador entre em férias e seja desligado após o retorno, o candidato externo poderá iniciar no prazo máximo de 20 dias antes do retorno de férias. Colaboradores em processo de transferência interna podem ser substituídos por candidatos externos, com o objetivo de treinar o novo colaborador. 3

4 Etapa 1: Requisição de Pessoal FLUXO DO PROCESSO RESPONSÁVEL DESCRIÇÃO DO PROCESSO Requisição de Pessoal Gestor requisitante Gestor é o responsável por redigir a requisição de pessoal e deverá solicitar o auxílio do RH para o correto preenchimento do formulário Assinatura na Requisição de Pessoal do Gestor e Diretor da non área Gestor requisitante Gestor assina a requisição de pessoal e é o responsável por apanhar a assinatura do Diretor da Àrea. Esta responsabilidade é do Gestor da Vaga a medida que tem as informações para justificar a vaga com seu Diretor. Envio da Requisição de Pessoal ao setor de Desenvolvimento RH Gestor requisitante ou Apoio RH Responsável por encaminhar a Requisição da Vaga ao setor de Desenvolvimento RH Recepçao da Requisição de Pessoal sim Formulário corretamente preenchido? não Desenvolvimento de RH Desenvolvimento de RH recepciona o formulário, avalia situação da vaga e valida o cargo e salário. Também é responsável por encaminhar a Requisição ao Superintendente. Validação final da Requisição de Pessoal sim Validação da Requisição de Pessoal? não Superintendente Superintendente é o responsável pela validação final (ou não) da Requisição de pessoal Início do processo de Recrutanto e Seleção Interno ou Externo Desenvolvimento de RH e/ou Apoio RH RH é responsável por iniciar o processo de Recrutamento Para todo aumento de quadro e contratação externa será obrigatório à emissão de uma Requisição de Pessoal. Exemplo fictício: Empresa: Nova concessionária Vaga: Balconista Peças Situação: Colaborador da Matriz ocupará esta vaga Emissão de Requisição de Pessoal para Recrutamento Interno, pois trata-se de aumento de quadro no grupo. Também é necessário a emissão do formulário de Intenção de Transferência Empresa: Servopa Matriz Vaga: Balconista Peças Situação: Colaborador da Marechal ocupará esta vaga Emissão de Formulário de Intenção de Transferência. Neste caso não necessita de uma Requisição de Pessoal pois a vaga já existe no quadro de efetivos. Empresa: Servopa Marechal Vaga: Supridor Situação: atual colaborador em transferência para Servopa Matriz, será feito um Recrutamento Interno para selecionar um candidato Emissão de Formulário de Intenção de Transferência se a vaga for ocupada por um colaborador interno. Caso a vaga não seja fechada no processo de Recrutamento Interno, deverá ser emitido uma Requisição de Pessoal para contratação externa. 4

5 Aprovação da Requisição de Pessoal Tipo de contrato Justificativa da vaga Aprovação final Efetivo ou Aprendiz Aumento de quadro Superintendente Substituição Desenvolvimento de RH Estagiário Aumento de quadro Superintendente Substituição Desenvolvimento de RH Temporário Em função de acréscimo Superintendente extraordinário de trabalho Em função de férias e afastamentos Desenvolvimento de RH Etapa 2: Recrutamento de Pessoal O processo de Recrutamento somente inicia após a Requisição de Pessoal aprovada, isto é necessário para não gerar falsas expectativas nos candidatos internos ou externos assim como para não comprometer a imagem da empresa com promessas de contratação, além de estabelecer as prioridades dos profissionais de RH que estão trabalhando com as vagas. Antes de iniciar o processo de Recrutamento o RH alinhará o perfil da vaga com o Gestor Requisitante, para exata compressão dos requisitos. O Recrutamento de Pessoal (chamada de candidatos) externo somente é utilizado quando não for possível atender as exigências da vaga com candidato interno. Se preenchido com candidato interno, faz-se o processo de transferência de pessoal através do preenchimento do formulário de Intenção de Transferência. O Recrutamento é feito de forma descentralizada, conforme o tipo de mão-de-obra (efetivo, aprendiz, estagiário ou temporário). Será realizado pelos profissionais que atuam no setor de Desenvolvimento de RH e/ou Apoio RH, com auxílio do Gestor Requisitante e quando necessários com consultorias de Recrutamento e Seleção. Os C.V.s dos candidatos préselecionados pelos Gestores Hierárquicos devem ser encaminhados ao Desenvolvimento de R.H. A chamada de candidatos para as vagas oferecidas é feita por meio de várias fontes de recrutamento, de acordo com o nível da vaga. Ex.: vaga de estagiários => fonte: escolas/ universidades. Anúncio em jornal (anúncio aberto) é de responsabilidade exclusiva do RH. Esta fonte de recrutamento obedece a algumas exigências e padrões relacionados à imagem da Empresa que merecem determinados cuidados na sua veiculação, portanto somente são efetivadas pela nossa empresa de comunicação Brisa. Os C.Vs. devem ser enviados para o endereço oficial: 5

6 Etapa 3: Seleção de Pessoal Quando tratar-se de um ex-colaborador, as informações sobre sua conduta e motivo de desligamento são checadas pela equipe de Administração de R.H. Se as informações desabonarem o ex-colaborador, o mesmo não será readmitido. Contratações de candidatos que são parentes de colaboradores seguem a norma da empresa. Processo inicial com RH: Esta etapa a seleção dos candidatos poderá ser composta por: entrevistas individuais, entrevistas coletivas, redação e/ou realização de dinâmica de grupo. A primeira etapa com o RH tem o objetivo: apresentar a empresa ao candidato (histórico básico, ramo de atuação, porte); informar sobre a vaga (local, posição, atividades principais); avaliar se o candidato realmente atende aos requisitos básicos solicitados (perfil) para continuar no processo; avaliar competências comportamentais; aplicar testes (idioma, conhecimentos específicos,etc), quando necessário. Quando a requisição de pessoal aprovada for de uma casa/concessionária/ empresa fora de Curitiba o profissional que atua como Apoio RH, auxiliará no processo seletivo e realizará a préseleção com candidatos fazendo este processo inicial. Entrevista Técnica: A 2 ª entrevista (Entrevista Técnica) ocorrerá com o Gestor Requisitante e tem como objetivo avaliar os conhecimentos e experiências necessárias para a posição. A definição do candidato a ser contratado é do Gestor Requisitante que se apoiará no RH para tal fato. Obs,: todas as entrevistas realizadas com os candidatos externos a vagas para a Volkswagen, devem ter preenchido documento oficial da Fábrica (ver anexo I e II) Processo administrativo para contratação: Após definição do candidato a ser contratado o RH (Desenvolvimento RH ou Apoio RH) é responsável por informar o candidato final à situação precisa da vaga: cargo/função, salário, data de admissão, horário de trabalho, documentos para o registro e integração. 6

7 O exame médico é realizado após a definição do candidato é faz parte do processo. ATENÇÃO! O candidato apenas continua no processo se sua pretensão salarial é compatível com a vaga. A negociação salarial é feita no final do processo, pelo RH. Etapa 4: Admissão do Colaborador Se a vaga for preenchida por candidato externo, inicia-se o processo de admissão que prevê o atendimento a todos os aspectos legais (exame médico, documentação necessária para o registro do novo Colaborador, etc.). A documentação a ser encaminhada pelo candidato para sua admissão está relacionada no formulário Check list de Admissão, para que sejam respeitados os prazos de admissão e assinatura no contrato a documentação deve ser entregue na Administração de RH com 5 dias úteis de antecedência da data de contratação. Este prazo se faz necessário para: - emitir o crachá; - contratar os benefícios; - cadastrar o novo colaborador no sistema a tempo de efetuar os pagamentos de salário. Atenção a este prazo para as empresas localizadas fora de Curitiba! Todo novo contratado deverá assinar os documentos de admissão no primeiro dia de contratação. 5. Avaliação de Desempenho no período de experiência O Gestor é responsável por avaliar o desempenho do novo funcionário em suas atividades, durante o período de experiência. A Administração de RH enviará dois Comunicados de Vencimento de Experiência. O primeiro antes de 45 dias, solicitando se o empregado está aprovado ou não, caso reprovado o mesmo será desligado. O segundo comunicado é enviado antes de 90 dias novamente solicitando o posicionamento da efetivação ou não, caso não seja efetivado o empregado é desligado no término do contrato de experiência. Obs. Na empresa Passion Bento Gonçalves estes comunicados são emitidos com 30 e 60 dias, devido Convenção Coletiva. Caso ocorra o desligamento o processo de Recrutamento e Seleção iniciará novamente. 7

8 ANEXO I ROTEIRO DE ENTREVISTAS (Entrevistas Realizadas pelo Gestor) Concessionária: Candidato: Cargo: Entrevistador: Informações cadastrais Data: Tel / Cel: Local: Objetivos: 2a. Fase: Entrevista conduzida pelo Gestor Levantar e esclarecer se as competências do candidato condizem com a vaga Esclarecer dúvidas em relação ao cargo Assegurar que o candidato possua as principais habilidades técnicas requeridas para a função Recomendações: Utilizar primeiramente perguntas baseadas no roteiro, deixando fluir a espontaneidade do candidato. Conforme a necessidade, especificar mais as perguntas a fim de mapear melhor as competências e habilidades técnicas necessárias para a função Evite perguntas com exemplos que possam direcionar a resposta do candidato. Roteiro de Perguntas: Análise e Solução de Problemas/ Inovação 1. Como você resolveu um problema para o qual antigas soluções já não mais funcionavam? Qual era o problema? O que você fez? Em que sua solução foi diferente das anteriores? 2. Dê exemplo de uma situação onde tenha sugerido uma idéia inovadora para solucionar um problema? Qual foi o resultado? Trabalho em Equipe 1. Comente um conflito que tenha surgido entre você e um colaborador de sua equipe (colega ou subordinado). 2. Comente um conflito que você tenha tido com seu gestor, como você lidou com essa situação? 3. Conte sobre uma equipe que você tenha gostado de trabalhar. Como ela era? 4. Comente sobre uma situação em que sua equipe estava tendo problemas no desenvolvimento de um projeto, o que você fez para contornar essa situação? 5. Qual o tipo de pessoas com as quais você prefere trabalhar? ROTEIRO DE ENTREVISTAS (Entrevistas Realizadas pelo Gestor) Competências Técnicas Nota Conceito de Nota Comunicação 1 Não possui a competência, não tem potencial para desenvolver Análise Financeira 2 Não possui competência, mas tem potencial para desenvolver Conhecimento Técnico 3 Possui a competência de forma satisfatória, com potencial Análise e Sol. de Problemas 4 Possui plena competência Gestão do Tempo Matemática Financeira Téc. Gestão de Pessoas Aprovado: Reprovado: Aproveitamento Futuro: Laudo ( ) Sim ( ) Não ( ) Sim ( ) Não ( ) Sim ( ) Não 8

9 ANEXO II ROTEIRO DE ENTREVISTAS (Entrevistas Realizadas pelo RH) Concessionária: Candidato: Cargo: Entrevistador: Data: Informações cadastrais Tel / Cel: Local: Objetivos: 1a. Fase: Entrevista conduzida pelo RH Identificar perfil comportamental do candidato: competências, fatores motivacionais, flexibilidades e resistências. Levantar e esclarecer: histórico profissional e perspectivas de carreira Levantar e esclarecer expectativas do candidato em relação ao cargo e a empresa. Dar uma breve explanação sobre o cargo e empresa Recomendações: Utilizar primeiramente perguntas baseadas no roteiro, deixando fluir a espontaneidade do candidato. Conforme a necessidade, especificar mais as perguntas a fim de mapear melhor as competências. Evite perguntas com exemplos que possam direcionar a resposta do candidato. Breve Histórico Profissional: Breve Histórico Profissional: 1. Comente sobre suas experiências profissionais. Como era o trabalho que realizava? Quais atividades você realizava? 2. Quais são suas áreas de interesse? 3. Das atividades que você realizava quais gostava mais? Quais não gostava? Quais gostaria de ter realizado? 4. Como era a equipe que você trabalhava? O que era bom nela? O que não era? 5. Por que quer mudar de área/empresa/emprego? O que esta buscando com esta mudança? Roteiro de Perguntas: Foco no Cliente 1. Conte-me a respeito de uma situação em que você foi além das expectativas do cliente. O que os motivou a fazer isso? 2. Conte uma situação que você foi inovou para atender a necessidade do cliente. 3. Dê exemplo de uma situação onde você tenha conseguido decodificar/perceber os interesses de seu cliente sem que ele tenha verbalizado os mesmos. 4. Fale-me sobre uma situação onde você foi particularmente assertivo com seu cliente interno ou externo. 5. Que situação foi essa? Qual foi sua ação e que resultados alcançou? Foco no Resultado 1. Descreva uma situação onde uma ação sua tenha impactado no decorrer de um trabalho. Qual foi essa ação, como você a implantou? 2. Conte sobre uma situação onde você mudou sua forma de trabalhar com o objetivo de aumentar sua produtividade. Porque você fez isso? Qual o resultado atingido? 3. Cite um exemplo em que você tenha percebido um problema ou ameaça para o desenvolvimento de sua área. Como você apresentou esse seu conhecimento para seu superior. 9

10 ROTEIRO DE ENTREVISTAS (Entrevistas Realizadas pelo RH) Perspectivas de Carreira 1. Como você pretende construir sua carreira? 2. Quais seus planos em relação à Família? 3. E em relação aos Estudos? 4. O que te motiva em um trabalho? Carreira na Concessionária 1. Que visão tem da empresa? 2. Quais são suas expectativas em relação ao trabalho na concessionária? 3. O que espera de suas atividades no dia a dia? Logística 1. Onde você mora? 2. Você se incomoda em fazer horas extras? 3. Você se importa em trabalhar aos finais de semana? Remuneração 1. Discutir este item com base nos valores descritos na triagem. Pretensão Salarial: R$ Laudo Aprovado: ( ) Sim ( ) Não Reprovado: ( ) Sim ( ) Não 1. Resumo sobre suas impressões durante a entrevista 2. Observações para serem levantadas na entrevista com o Gestor 10

PLT.GP-001 Título: Data de Emissão Revisão Política de Recrutamento e Seleção 10/03/ Índice

PLT.GP-001 Título: Data de Emissão Revisão Política de Recrutamento e Seleção 10/03/ Índice 1/7 Índice 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DEFINIÇÕES... 2 4. DESCRIÇÃO... 2 4.1. ELEGIBILIDADE... 3 4.2. RECRUTAMENTO INTERNO... 4 4.3. RECRUTAMENTO EXTERNO... 4 4.4. RECRUTAMENTO MISTO... 5 4.5.

Leia mais

POLITICA DE CONTRATAÇÃO INSTITUTO SOCIAL HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ

POLITICA DE CONTRATAÇÃO INSTITUTO SOCIAL HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ 1. OBJETIVO Estabelecer a política e os procedimentos para contratação de colaboradores visando garantir processos justos que reforcem a imagem do Instituto Social Hospital Alemão Oswaldo Cruz como uma

Leia mais

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 026

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 026 1/7 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão dos Indicadores 02 Revisão geral do documento 03 Item 4.1: Foi inserida uma aprovação final da após o Gestor escolher o

Leia mais

Procedimentos de Gestão da Qualidade. NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Dr. Renato L. Filho. Coordenador da Qualidade

Procedimentos de Gestão da Qualidade. NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Dr. Renato L. Filho. Coordenador da Qualidade Versão: 1 Pg: 1/6 NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Dr. Renato L. Filho Coordenador da Qualidade 22/08/2016 DE ACORDO Dra. Débora Salles Supervisora da Qualidade 22/08/2016 APROVADO POR Dr. Renato

Leia mais

Política de Processo Seletivo Externo Sistema de Gestão da Qualidade

Política de Processo Seletivo Externo Sistema de Gestão da Qualidade Página 1 de 5 1. FINALIDADE Definir regras e critérios para a realização de Processo de Recrutamento e Seleção Externa com o objetivo de contratação de novos colaboradores que possam atender a demanda

Leia mais

Procedimento Operacional Padrão. Recrutamento, Seleção e Contratação de Pessoal. Responsável: Gerente de Recursos Humanos Revisado em: 16/09/2016

Procedimento Operacional Padrão. Recrutamento, Seleção e Contratação de Pessoal. Responsável: Gerente de Recursos Humanos Revisado em: 16/09/2016 Objetivos Estabelecer conceitos, responsabilidades, critérios e procedimentos relacionados à captação, seleção e contratação de pessoal de forma interna e/ou externa. Glossário R&S (Recrutamento e Seleção):

Leia mais

Política de Processo Seletivo Externo Sistema de Gestão da Qualidade

Política de Processo Seletivo Externo Sistema de Gestão da Qualidade Página 1 de 5 1. FINALIDADE Definir regras e critérios para a realização de Processo de Recrutar e Selecionar - Externa com o objetivo de contratação de novos colaboradores que possam atender a demanda

Leia mais

Executar todos os passos envolvidos no processo de admissão dos funcionários admitidos a partir de 03/01/2011.

Executar todos os passos envolvidos no processo de admissão dos funcionários admitidos a partir de 03/01/2011. 1/5 A PARTIR DA DATA DE EMISSÃO DESTE (05/01/2011), NÃO SERÃO ACEITAS CONTRATAÇÕES QUE NÃO ESTEJAM DE ACORDO COM O PROCEDIMENTO. 1. OBJETIVO Executar todos os passos envolvidos no processo de admissão

Leia mais

PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO

PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO Produto: Conjunto: Subconjunto: Título: SOLICITAÇÃO RECUROS HUMANOS SOLICITAÇÃO À ÁREA DE RECURSOS HUMANOS 1. OBJETIVO: 1.1. Padronizar os procedimentos referentes às solicitações a serem encaminhadas

Leia mais

Política de Recrutamento e Seleção. Estabelecer critérios para o recrutamento e seleção de profissionais para a empresa.

Política de Recrutamento e Seleção. Estabelecer critérios para o recrutamento e seleção de profissionais para a empresa. Política de Recrutamento e Seleção 1. OBJETIVO: Estabelecer critérios para o recrutamento e seleção de profissionais para a empresa. 2. ABRANGÊNCIA: Abrange todas as contratações de profissionais da empresa.

Leia mais

RH 01 RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAL CÓPIA CONTROLADA Nº: 02

RH 01 RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAL CÓPIA CONTROLADA Nº: 02 ESCALA CONSTRUÇÕES E EMPREENDIMENTOS LTDA. PROCEDIMENTO OPERACIONAL DE RECURSOS HUMANOS RH 01 RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAL NBR ISO 9001:2008 e PBQP-H ALTERADO E FORMATADO POR: Danielle Cristina Vergílio

Leia mais

CONTRATAÇÃO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Políticas

CONTRATAÇÃO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Políticas Esta política estabelece diretrizes que serão aplicadas no Morena Rosa Group, cabendo a todas as áreas envolvidas no processo e citadas neste documento a responsabilidade pelo seu cumprimento. CONTRATAÇÃO

Leia mais

RH 09 DESLIGAMENTO DE FUNCIONÁRIOS CÓPIA CONTROLADA Nº: 02

RH 09 DESLIGAMENTO DE FUNCIONÁRIOS CÓPIA CONTROLADA Nº: 02 ESCALA CONSTRUÇÕES E EMPREENDIMENTOS LTDA. PROCEDIMENTO OPERACIONAL DE RECURSOS HUMANOS RH 09 DESLIGAMENTO DE FUNCIONÁRIOS NBR ISO 9001:2008 e PBQP-H PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DESLIGAMENTO DE FUNCIONÁRIOS

Leia mais

DOCUMENTO REGULAMENTO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL

DOCUMENTO REGULAMENTO DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL Página 1/5 REVISÃO DATA PRINCIPAIS ALTERAÇÕES 00 01.01.2017 Emissão 01 18.06.2018 Revisão e formatação do documento ELABORAÇÃO: Simone Alves de Souza Gestora de Recursos Humanos APROVAÇÃO: Katia T Butalo

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL Você pode praticar a responsabilidade social ao abrir vagas na sua empresa para adolescentes, na condição de aprendizes ou estagiários. Nesta seção você poderá saber quais as diferenças

Leia mais

POLÍTICA DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

POLÍTICA DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO 1 POLÍTICA DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO FUNDAÇÃO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO Emissor: RECURSOS HUMANOS Classificação: PUBLICA [1] 2 1.0 OBJETIVO Criar uma diretriz clara de recrutamento e seleção, que possibilite

Leia mais

esocial 2018 Cartilha Simplificada

esocial 2018 Cartilha Simplificada esocial 2018 Cartilha Simplificada (principais pontos) Cartilha atualizada e simplificada do esocial para implantação 2 Índice O que é o esocial? Quais os objetivos do esocial? Admissões Desligamentos

Leia mais

DIREITO do TRABALHO. Dos contratos de natureza trabalhista Contratos por prazo determinado. Parte II. Prof. Cláudio Freitas

DIREITO do TRABALHO. Dos contratos de natureza trabalhista Contratos por prazo determinado. Parte II. Prof. Cláudio Freitas DIREITO do TRABALHO Dos contratos de natureza trabalhista Contratos por prazo determinado. Parte II Prof. Cláudio Freitas - Outros dispositivos e diplomas normativos 1) CLT, Art. 428. Contrato de aprendizagem

Leia mais

Instrução Normativa. Politica para Contratação de Colaboradores

Instrução Normativa. Politica para Contratação de Colaboradores 1. OBJETIVO Estabelecer a política e os procedimentos para contratação de colaboradores visando garantir processos justos que reforcem a imagem do instituto de Responsabilidade Social Sírio Libanês como

Leia mais

Política de Processo Seletivo Interno Sistema de Gestão da Qualidade

Política de Processo Seletivo Interno Sistema de Gestão da Qualidade Página 1 de 5 1. FINALIDADE Definir regras e critérios para a realização do Processo de Recrutar e Selecionar Interno, por meio de Alcance ou Mudança Estratégica. E direcionar o crescimento e encarreiramento

Leia mais

O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária?

O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária? O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária? Cartilha esocial 2 O que é o esocial? Nova forma de enviar ao Governo (Ministério do Trabalho, Receita Federal, Previdência Social e Caixa

Leia mais

MANUAL DE MONITORIA NATAL/RN/2019

MANUAL DE MONITORIA NATAL/RN/2019 MANUAL DE MONITORIA /2019 SUMÁRIO 1. Regulamento da Monitoria... 03 1.1. O que é Monitoria... 03 1.2. O Monitor... 04 1.3. Funções do Monitor... 04 1.4. Etapas do Programa de Monitoria... 05 1.4.1. Solicitação...

Leia mais

Gerir pessoas, com dinamismo, inovação e comprometimento, visando à satisfação dos clientes.

Gerir pessoas, com dinamismo, inovação e comprometimento, visando à satisfação dos clientes. PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS POR UNIDADE GESTORA COORDENAÇÃO DE GESTÃO DE PESSOAS - CGP MISSÃO DA UNIDADE GESTORA Gerir pessoas, com dinamismo, inovação e comprometimento, visando à satisfação dos clientes.

Leia mais

RECURSOS HUMANOS IDBRASIL CULTURA, EDUCAÇÃO E ESPORTE

RECURSOS HUMANOS IDBRASIL CULTURA, EDUCAÇÃO E ESPORTE MANUAL DE RECURSOS HUMANOS IDBRASIL CULTURA, EDUCAÇÃO E ESPORTE 1. OBJETIVO Este manual tem como objetivo estabelecer os princípios que deverão ser observados pelo IDBrasil Cultura, Educação e Esporte

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA UNIP. A UNIP oferece ao aluno a oportunidade de iniciar-se na função docente através do exercício de Monitorias.

PROGRAMA DE MONITORIA UNIP. A UNIP oferece ao aluno a oportunidade de iniciar-se na função docente através do exercício de Monitorias. PROGRAMA DE MONITORIA UNIP A UNIP oferece ao aluno a oportunidade de iniciar-se na função docente através do exercício de Monitorias. 1. Regulamento do Programa de Monitoria 1.1 O que é Monitoria A UNIP

Leia mais

POLÍTICA DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO R&S

POLÍTICA DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO R&S 1. Aplicação Esta política aplica-se a todos os colaboradores Técnico-Administrativos, seja com vínculo CLT ou contrato de estágio. 2. Objetivo Estabelecer diretrizes e critérios que viabilizem os processos

Leia mais

Programa de inclusão de PCD

Programa de inclusão de PCD O Programa tem por princípio a inclusão e valorização da diversidade, sem adotar uma postura paternalista. Assim, prevê a efetivação apenas dos capacitandos que realmente se integrarem ao perfil de atuação

Leia mais

Para saber onde poderá obter os benefícios do Associado, basta verificar constantemente o site

Para saber onde poderá obter os benefícios do Associado, basta verificar constantemente o site O QUE É O CLUBE DE BENEFÍCIOS ACESSO CBA? É um Clube de Benefícios criado para oferecer vantagens financeiras aos envolvidos com o Grupo Educacional Acesso (Acesso e Apogeu). Compreende dois principais

Leia mais

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

RECRUTAMENTO E SELEÇÃO 1. OBJETIVO A política de recrutamento e seleção tem como objetivo formalizar o processo de recrutamento e seleção da empresa Irapuru. Este processo desempenha papel fundamental na organização, pois através

Leia mais

REGULAMENTO DE SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE PESSOAL

REGULAMENTO DE SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE PESSOAL NR-I-RH-001 000 1 de 6 REGULAMENTO DE SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE PESSOAL 1. OBJETIVO O Regulamento de Seleção e Contratação de Pessoal está alicerçado de acordo com os valores da SPDM - e alinhado às Políticas

Leia mais

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 01/2019

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 01/2019 DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 01/2019 O SESI - Serviço Social da Indústria - Departamento Regional de Mato Grosso do Sul, em conformidade com as normas de provisionamento

Leia mais

RECRUTAMENTO INTERNO

RECRUTAMENTO INTERNO Esta política estabelece diretrizes que serão aplicadas no Grupo Morena Rosa, cabendo a todas as áreas envolvidas no processo e citadas neste documento a responsabilidade pelo seu cumprimento. RECRUTAMENTO

Leia mais

Legislação Social e Trabalhista. Profa. Silvia Bertani

Legislação Social e Trabalhista. Profa. Silvia Bertani Legislação Social e Trabalhista Legislação Social e Trabalhista O que é o Direito do Trabalho? Quais são os seus fundamentos? Qual a sua função? Qual o seu campo de aplicação? Direito do Trabalho Conjunto

Leia mais

CONTRATAÇÃO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO

CONTRATAÇÃO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO Esta política estabelece diretrizes que serão aplicadas no Grupo Morena Rosa, cabendo a todas as áreas envolvidas no processo e citadas neste documento a responsabilidade pelo seu cumprimento. CONTRATAÇÃO

Leia mais

EMPRESA DE TECNOLOGIA E INFORMAÇÕES DA PREVIDÊNCIA - DATAPREV

EMPRESA DE TECNOLOGIA E INFORMAÇÕES DA PREVIDÊNCIA - DATAPREV EMPRESA DE TECNOLOGIA E INFORMAÇÕES DA PREVIDÊNCIA - DATAPREV EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA CONTRATO DE APRENDIZAGEM PROGRAMA JOVEM APRENDIZ A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Dataprev, CNPJ

Leia mais

RECRUTAMENTO INTERNO Políticas

RECRUTAMENTO INTERNO Políticas Esta política estabelece diretrizes que serão aplicadas no Morena Rosa Group, cabendo a todas as áreas envolvidas no processo e citadas neste documento a responsabilidade pelo seu cumprimento. RECRUTAMENTO

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS. Determinar as competências necessárias para a atuação dos profissionais na empresa;

GESTÃO DE PESSOAS. Determinar as competências necessárias para a atuação dos profissionais na empresa; 1. OBJETIVO Estabelecer política para gestão de pessoas que busca atuar na captação de talentos, no desenvolvimento dos profissionais, na mediação das relações entre os níveis hierárquicos, bem como proporcionar

Leia mais

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 66/2018 PRAZO DETERMINADO DE 6 MESES

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 66/2018 PRAZO DETERMINADO DE 6 MESES DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 66/2018 PRAZO DETERMINADO DE 6 MESES O SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Departamento Regional de Mato Grosso do

Leia mais

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 029

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 029 1/ 5 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão geral do documento Demais envolvidos na análise e aprovação Área / Processo Responsável Rubrica Diretoria de Engenharia

Leia mais

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 05/2019

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 05/2019 DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 05/2019 O SESI - Serviço Social da Indústria - Departamento Regional de Mato Grosso do Sul, em conformidade com as normas de provisionamento

Leia mais

Legislação Social e Trabalhista. Profa. Silvia Bertani

Legislação Social e Trabalhista. Profa. Silvia Bertani Legislação Social e Trabalhista Legislação Social e Trabalhista O que é o Direito do Trabalho? Quais são os seus fundamentos? Qual a sua função? Qual o seu campo de aplicação? Direito do Trabalho Conjunto

Leia mais

O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária?

O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária? O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária? Cartilha esocial 2 O que é o esocial? Nova forma de enviar ao Governo (Ministério do Trabalho, Receita Federal, Previdência Social e Caixa

Leia mais

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 06/2019

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 06/2019 DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 06/2019 O SESI - Serviço Social da Indústria - Departamento Regional de Mato Grosso do Sul, em conformidade com as normas de provisionamento

Leia mais

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 02/2019

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 02/2019 DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 02/2019 O SESI - Serviço Social da Indústria - Departamento Regional de Mato Grosso do Sul, em conformidade com as normas de provisionamento

Leia mais

Manual para Estágio Supervisionado. dos cursos de Bacharelado da FIAP. Modalidade EAD.

Manual para Estágio Supervisionado. dos cursos de Bacharelado da FIAP. Modalidade EAD. Manual para Estágio Supervisionado dos cursos de Bacharelado da FIAP. Modalidade EAD. Instruções Gerais 1- Neste manual o aluno dos cursos de Bacharelado na modalidade EAD da FIAP, Sistemas de Informação

Leia mais

EDITAL Nº. 001/2018 IBGH UPA PORTE I - 24 HORAS ZONA SUL DE MACAPÁ PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE COLABORADORES

EDITAL Nº. 001/2018 IBGH UPA PORTE I - 24 HORAS ZONA SUL DE MACAPÁ PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE COLABORADORES EDITAL Nº. 001/2018 IBGH UPA PORTE I - 24 HORAS ZONA SUL DE MACAPÁ PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE COLABORADORES O Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH), entidade de direito privado e

Leia mais

AVISO DE PROCESSO SELETIVO 33/2019

AVISO DE PROCESSO SELETIVO 33/2019 AVISO DE PROCESSO SELETIVO 33/209 O SENAI - Serviço de Aprendizagem Industrial, Departamento Regional de Mato Grosso do Sul, em conformidade com as normas de provisionamento de vagas, constantes no plano

Leia mais

TRABALHO TEMPORÁRIO E TERCEIRIZAÇÃO. Profª Dra. Ana Amélia Mascarenhas Camargos

TRABALHO TEMPORÁRIO E TERCEIRIZAÇÃO. Profª Dra. Ana Amélia Mascarenhas Camargos TRABALHO TEMPORÁRIO E TERCEIRIZAÇÃO Profª Dra. Ana Amélia Mascarenhas Camargos Trabalho Temporário: Lei nº 6.019/74, com alterações da Lei nº 13.429/17 (Lei da Terceirização), alterada posteriormente pela

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.097, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000. Altera dispositivos da Consolidação das Leis do Trabalho CLT, aprovada pelo Decreto-Lei

Leia mais

EDITAL Nº. 001/2017 IBGH UPA PORTE I - 24 HORAS ZONA SUL DE MACAPÁ PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE COLABORADORES

EDITAL Nº. 001/2017 IBGH UPA PORTE I - 24 HORAS ZONA SUL DE MACAPÁ PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE COLABORADORES EDITAL Nº. 001/2017 IBGH UPA PORTE I - 24 HORAS ZONA SUL DE MACAPÁ PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE COLABORADORES O Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH), entidade de direito privado e

Leia mais

EDITAL Nº. 002/2017 IBGH UPA PORTE I - 24 HORAS ZONA SUL DE MACAPÁ PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE COLABORADORES

EDITAL Nº. 002/2017 IBGH UPA PORTE I - 24 HORAS ZONA SUL DE MACAPÁ PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE COLABORADORES EDITAL Nº. 002/2017 IBGH UPA PORTE I - 24 HORAS ZONA SUL DE MACAPÁ PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE COLABORADORES O Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH), entidade de direito privado e

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA UNIVERSIDADE DA AMAZONIA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MONITORIA UNIVERSIDADE DA AMAZONIA 29/02/26 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE AMAZONIA Belém 26 29/02/26 Dispõe sobre normas de Monitoria da Universidade da Amazônia. CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º Adotar e estimular a Monitoria Acadêmica, que

Leia mais

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO Nº 09/2019

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO Nº 09/2019 DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO Nº 09/2019 O SENAI - Serviço de Aprendizagem Industrial, Departamento Regional de Mato Grosso do Sul, em conformidade com as normas

Leia mais

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO Nº 09/2019

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO Nº 09/2019 DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO Nº 09/2019 O SENAI - Serviço de Aprendizagem Industrial, Departamento Regional de Mato Grosso do Sul, em conformidade com as normas

Leia mais

Fazemos parte do Grupo R&C, que atua em diferentes áreas de negócio, apostando em soluções inovadoras e sustentáveis.

Fazemos parte do Grupo R&C, que atua em diferentes áreas de negócio, apostando em soluções inovadoras e sustentáveis. cedi Apresentação Índice Quem somos? O que fazemos? Os nossos Valores e Missão Metodologia Plano de RH Vantagens: para as Empresas Vantagens: para os Colaboradores Vantagens: para a CEDI Legislação Alvará

Leia mais

19/09/2016. Recrutamento & Seleção

19/09/2016. Recrutamento & Seleção Recrutamento & Seleção Recrutamento & Seleção 1 Atividades da área de recrutamento & seleção Definir estratégia de recrutamento & seleção. Identificar e estabelecer parcerias com consultorias externas.

Leia mais

O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária?

O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária? O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária? 1 O QUE É O ESOCIAL? Nova forma de enviar ao Governo (Ministério do Trabalho, Receita Federal,, Previdência Social e Caixa Econômica Federal

Leia mais

Programa de Monitoria 2018 Edital de Monitoria Voluntária Fluxo Contínuo

Programa de Monitoria 2018 Edital de Monitoria Voluntária Fluxo Contínuo EDITAL N 0 05/2018 DE 20 DE MARÇO DE 2018 Edital de Monitoria Voluntária Fluxo Contínuo O Diretor-Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul IFRS Campus Canoas, no

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS PROFISSIONAIS FAEPU

ORIENTAÇÕES PARA O PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS PROFISSIONAIS FAEPU 0 ORIENTAÇÕES PARA O PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS PROFISSIONAIS FAEPU APRESENTAÇÃO Este manual busca orientar os funcionários do quadro da FAEPU sobre a Avaliação de Desempenho que será realizada.

Leia mais

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 04/2019

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 04/2019 DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO 04/2019 O SESI - Serviço Social da Indústria - Departamento Regional de Mato Grosso do Sul, em conformidade com as normas de provisionamento

Leia mais

Procedimento Operacional Contratação de Estagiário e Menor Aprendiz

Procedimento Operacional Contratação de Estagiário e Menor Aprendiz 1 APRESENTAÇÃO: O Centro de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento do Desporto Não Profissional de São José dos Campos - SÃO JOSÉ DESPORTIVO, estabelece este Procedimento para Contratação de Estagiário e Menor

Leia mais

COMUNICADO DE ABERTURA PROCESSO SELETIVO CLT Nº 002 / 2018

COMUNICADO DE ABERTURA PROCESSO SELETIVO CLT Nº 002 / 2018 COMUNICADO DE ABERTURA PROCESSO SELETIVO CLT Nº 002 / 2018 O Centro Internacional de Energias Renováveis-Biogás - CIBiogás-ER, comunica a abertura do Processo Seletivo nº 002/2018, com o objetivo de prover

Leia mais

O QUE VAI MUDAR NA NOSSA RELAÇÃO TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA?

O QUE VAI MUDAR NA NOSSA RELAÇÃO TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA? CARTILHA DE PROCEDIMENTOS O QUE VAI MUDAR NA NOSSA RELAÇÃO TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA? WWW.GRUPOEPICUS.COM.BR O QUE É O E-SOCIAL? Nova forma de enviar ao Governo (Ministério do Trabalho, Receita Federal,

Leia mais

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO Nº 08/2019

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO Nº 08/2019 DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO Nº 08/29 O SENAI - Serviço de Aprendizagem Industrial, Departamento Regional de Mato Grosso do Sul, em conformidade com as normas

Leia mais

MANUAL DE RECURSOS HUMANOS

MANUAL DE RECURSOS HUMANOS MANUAL DE RECURSOS HUMANOS OBJETIVO O Manual de Recursos Humanos da Associação de Cultura, Educação e Assistência Social Santa Marcelina, denominada SMC, tem como objetivo apresentar as políticas, normas

Leia mais

REGULAMENTO PARA SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS

REGULAMENTO PARA SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO PARA SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS CAPÍTULO l DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Este regulamento dispõe sobre os procedimentos de seleção e contratação de recursos humanos para os

Leia mais

O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária?

O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária? O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária? Cartilha esocial 2 Para que serve essa cartilha? Cartilha para que os gestores obtenham informações sobre novos procedimentos a serem seguidos

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DO E-SOCIAL

MANUAL OPERACIONAL DO E-SOCIAL MANUAL OPERACIONAL DO E-SOCIAL @@ @@ 2 O Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (esocial) é um instrumento de unificação da prestação de informações, que

Leia mais

EDITAL Nº 02/2014 SELEÇÃO DE ESTÁGIO REMUNERADO PARA ESTUDANTE DE NÍVEL MÉDIO

EDITAL Nº 02/2014 SELEÇÃO DE ESTÁGIO REMUNERADO PARA ESTUDANTE DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº 02/2014 SELEÇÃO DE ESTÁGIO REMUNERADO PARA ESTUDANTE DE NÍVEL MÉDIO Objeto: Formação de cadastro de reserva de estágio para estudantes de nível médio em diversas áreas de atuação da Embrapa Caprinos

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA PROCESSO SELETIVO DO CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EM ADMINISTRAÇÃO

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA PROCESSO SELETIVO DO CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EM ADMINISTRAÇÃO EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA PROCESSO SELETIVO DO CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EM ADMINISTRAÇÃO Página 1 de 7 EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA PROCESSO SELETIVO DO CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO EM ADMINISTRAÇÃO A Escola

Leia mais

PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DE EXPERIÊNCIA

PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DE EXPERIÊNCIA Revisão: 00 Responsável pela revisão: Fabiele Fidelix PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DE EXPERIÊNCIA 1. DEFINIÇÃO A Avaliação de Experiência é uma ferramenta que permite a organização aferir as competências

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO ESCRITÓRIO DE TALENTOS E CARREIRAS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO ESCRITÓRIO DE TALENTOS E CARREIRAS Campinas, 14 de novembro de 2017. Prezados conveniados REF: ORIENTAÇÕES SOBRE COMO MANUSEAR NOVO SISTEMA DE ESTÁGIO DA PUC- CAMPINAS Para facilitar o acesso ao sistema de estágio da PUC-Campinas, o Escritório

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS.

INSTRUÇÕES GERAIS. INSTRUÇÕES GERAIS 1- Neste manual o aluno dos cursos de Bacharelado em Administração, Sistemas de Informação e Engenharia irão encontrar todas as regras e instruções para validação e aproveitamento de

Leia mais

Regulamento para Contratação de Recursos Humanos

Regulamento para Contratação de Recursos Humanos REGULAMENTO PARA CONTRATAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS Art. 1º - Os Procedimentos da Gerência de tem a função de definir, normatizar e padronizar os recursos humanos a serem contratados, a partir de sua identificação

Leia mais

A reprodução deste material é condicionada a autorização, sendo terminantemente proibido o seu uso para fins comerciais. A violação do direito

A reprodução deste material é condicionada a autorização, sendo terminantemente proibido o seu uso para fins comerciais. A violação do direito Empregado é a pessoa física que presta pessoalmente a outrem serviços não eventuais, subordinados e assalariados. Considera-se empregado toda pessoa física que prestar serviços de natureza não eventual

Leia mais

Este documento é um modelo técnico desenvolvido pela Organização Social e será

Este documento é um modelo técnico desenvolvido pela Organização Social e será REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE CONTRATAÇÃO DE PESSOAL Este documento é um modelo técnico desenvolvido pela Organização Social e será disponibilizado para que os profissionais das diversas unidades administradas

Leia mais

Procedimento para Recursos Humanos

Procedimento para Recursos Humanos 1. OBJETIVO Definir sistemática de trabalho do Recursos Humanos. 2. CAMPO DE APLICAÇÃO Aplica-se ao processo de Recursos Humanos. 3. DEFINIÇÕES E ABREVIATURAS R.H. Recursos Humanos 4. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA

Leia mais

É o estudante de graduação, escolhido para exercer atividades técnicodidáticas junto à determinada disciplina.

É o estudante de graduação, escolhido para exercer atividades técnicodidáticas junto à determinada disciplina. MANUAL DE A FAECE oferece ao aluno a oportunidade de iniciar-se na função docente através do exercício de Monitorias. Apenas será considerado monitor o aluno que tiver sido aprovado no processo seletivo

Leia mais

Cartilha de orientação

Cartilha de orientação Cartilha de orientação O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária? O que todo empresário precisa saber para tornar-se um bom gestor e evitar que a empresa seja autuada de acordo com

Leia mais

PROCEDIMENTO. Recrutamento, Seleção e Admissão de Colaboradores.

PROCEDIMENTO. Recrutamento, Seleção e Admissão de Colaboradores. -02 Rev. 19 1 de 5 1- OBJETIVO Desenvolve uma sistemática para admissão de colaboradores, visando atrair profissionais com perfil pessoal e profissional adequado às necessidades da Empresa. 2- CAMPO DE

Leia mais

POLÍTICA DE RECRUTAMENTO, SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE PESSOAL, PLANO DE CARGOS, SALÁRIOS E BENEFÍCIOS

POLÍTICA DE RECRUTAMENTO, SELEÇÃO E CONTRATAÇÃO DE PESSOAL, PLANO DE CARGOS, SALÁRIOS E BENEFÍCIOS PL n º Pág: 1/8 Data de CAPÍTULO I. DA INTRODUÇÃO Art. 1º. O presente regulamento tem por finalidade estabelecer normas e critérios para o recrutamento, seleção, contratação e avaliação de desempenho de

Leia mais

Faculdade do Vale do Rio Arinos. Regulamento do Programa de Monitoria Acadêmica do Ensino de Graduação da AJES. Juara - MT 2015

Faculdade do Vale do Rio Arinos. Regulamento do Programa de Monitoria Acadêmica do Ensino de Graduação da AJES. Juara - MT 2015 Regulamento do Programa de Monitoria Acadêmica do Ensino de Graduação da AJES Juara - MT 2015 A AJES, no âmbito das suas atividades acadêmicas, em articulação com Ensino, Extensão e Pesquisa de Graduação,

Leia mais

Treinamento CSC Operações de Pessoal

Treinamento CSC Operações de Pessoal Treinamento CSC Operações de Pessoal Admissão Hierarquia de Processos PROCESSO SUBPROCESSO Admissão Cadastrar Novo colaborador Atualizar Cadastro de Colaborador Cadastrar Colab. como Cliente/ Fornecedor

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS PROFISSIONAIS FAEPU

ORIENTAÇÕES PARA O PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS PROFISSIONAIS FAEPU 0 ORIENTAÇÕES PARA O PROCESSO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS PROFISSIONAIS FAEPU SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 2 O QUE É A AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO?... 3 QUAL O OBJETIVO DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO?... 3 QUEM

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA TRAINEE DURATEX 2017

REGULAMENTO PROGRAMA TRAINEE DURATEX 2017 REGULAMENTO PROGRAMA TRAINEE DURATEX 2017 Este Regulamento estabelece as regras de participação dos Candidatos no processo de seleção para o Programa Trainee Duratex 2017, de acordo com os termos e as

Leia mais

COMUNICADO DE INSCRIÇÃO E PROCESSO SELETIVO PROGRAMA ADOLESCENTE APRENDIZ

COMUNICADO DE INSCRIÇÃO E PROCESSO SELETIVO PROGRAMA ADOLESCENTE APRENDIZ A Brasilcenter Comunicações compreendendo a importância do Programa de Aprendizagem abre inscrições para filhos(as), irmãos(ãs), sobrinhos(as), primos(as) e comunidade indicada por seus colaboradores e

Leia mais

Processo seletivo 182/2018: Fisioterapeuta

Processo seletivo 182/2018: Fisioterapeuta Processo seletivo 182/2018: Fisioterapeuta Cargo Jornada semanal Remuneração Bruta 30h Fisioterapeuta (Segunda a segunda, (STI) com duas folgas por escala). Quantidade de Vagas R$ 3.702,73 01 1. Inscrições

Leia mais

1. Das disposições preliminares

1. Das disposições preliminares EMPRESA DE TECNOLOGIA E INFORMAÇÕES DA PREVIDÊNCIA DATAPREV EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA CONTRATO DE APRENDIZAGEM PROGRAMA JOVEM APRENDIZ A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Dataprev, CNPJ

Leia mais

CAPÍTULO I - DA CONCEPÇÃO DO ESTÁGIO.

CAPÍTULO I - DA CONCEPÇÃO DO ESTÁGIO. RESOLUÇÃO Nº 677/2008. EMENTA: estabelece normas para organização e regulamentação do Estágio Curricular Não Obrigatório como atividade opcional para os estudantes dos Cursos de Graduação e Técnico Profissionalizante

Leia mais

Acreditamos que a grande maioria das empresas que utilizam a Descrição de Cargo como um instrumento sério de gestão, não a realizam com foco nos resultados que se esperam da posição descrita. Até hoje

Leia mais

O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária?

O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária? O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária? CARTILHA ESOCIAL O QUE É O ESOCIAL? Nova forma de enviar ao Governo as informações trabalhistas, fiscais e previdenciárias. Todos os sistemas

Leia mais

EMPRESAS

EMPRESAS II EMPRESAS 2.1 Termo de Adesão 2.2 Formulário de Identificação 2.3 Autorização de uso de imagem organizacional 2.4 Autorização de uso de imagem pessoal 2.5 Questionário 2.6 Diretrizes para o envio de

Leia mais

Processo seletivo 151/2018: Enfermeiro (a)

Processo seletivo 151/2018: Enfermeiro (a) Processo seletivo 151/2018: Enfermeiro (a) Cargo Jornada semanal Remuneração Bruta 36h (Segunda a sexta das Enfermeiro (a) 13h às 19h15 e (STI) sábado das 7h às 13h15) Quantidade de Vagas R$ 3.855,59 01

Leia mais

CAPÍTULO II OBJETIVOS

CAPÍTULO II OBJETIVOS CAPÍTULO I OBJETIVOS Art. 1º Esta Instrução Normativa tem por objetivo estabelecer as normas internas que deverão ser seguidas quando da necessidade de recrutamento, seleção e contratação de funcionário

Leia mais

Cartilha de novos procedimentos

Cartilha de novos procedimentos O que vai mudar na nossa relação trabalhista e previdenciária? Cartilha de novos procedimentos Escritório Contábil Verona (11) 4056-8081 vilma@contabilverona.com.br 2 O que é o esocial? Nova forma de enviar

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTÁGIO REMUNERADO Nº 001/2015-GDG

EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTÁGIO REMUNERADO Nº 001/2015-GDG EDITAL DE SELEÇÃO PARA ESTÁGIO REMUNERADO Nº 001/2015-GDG PUBLICA NORMATIZAÇÃO E ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS NA UNIOESTE CAMPUS DE FOZ DO IGUAÇU A Diretora

Leia mais

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO Nº 62/2018 CADASTRO DE RESERVA

DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO Nº 62/2018 CADASTRO DE RESERVA DEPARTAMENTO REGIONAL DE MATO GROSSO DO SUL AVISO DE PROCESSO SELETIVO Nº 62/2018 CADASTRO DE RESERVA O SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Departamento Regional de Mato Grosso do Sul, em

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIVISÃO DE ESTÁGIOS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIVISÃO DE ESTÁGIOS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIVISÃO DE ESTÁGIOS INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PROGRAD/DES, Nº. 01 de 15 de dezembro de 2015 EMENTA: Estabelece os procedimentos

Leia mais