Comparação terapêutica entre radioterapia e cirurgia para câncer de laringe localmente avançado: experiência do Hospital Erasto Gaertner

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Comparação terapêutica entre radioterapia e cirurgia para câncer de laringe localmente avançado: experiência do Hospital Erasto Gaertner"

Transcrição

1 Comparação terapêutica entre radioterapia e cirurgia para câncer de laringe localmente avançado: experiência do Hospital Erasto Gaertner Therapeutic comparison between radiation and surgery for locally advanced larynx cancer: experience of Hospital Erastus Gaertner Rejane Carolina Oliveira Franco 1 Paulo Marcelo Rodrigues 2 Tatiane Elen de Souza 3 Patrícia Mineiro de Oliveira 4 Trabalho realizado no Hospital Erasto Gaertner. Curitiba - Paraná. 1. Médica residente em Radioterapia no Hospital Erasto Gaertner, de Curitiba, Paraná, Brasil. 2. Médico Radio-oncologista do Centro de Pesquisas Oncológicas 3. Acadêmica em Medicina pela Universidade Federal do Paraná 4. Médica residente em Radioterapia no Hospital Erasto Gaertner R E S U M O OBJETIVO: O câncer de laringe é o tumor mais prevalente na região de cabeça e pescoço. Com o objetivo de avaliar a sobrevida global em cinco anos e a taxa de recidiva dos pacientes portadores de carcinoma de laringe nos estadios III e IV. MÉTODOS: Este trabalho retrospectivo avaliou pacientes atendidos no Hospital Erasto Gaertner (HEG) entre os anos de 1997 e 2009, submetidos a radioterapia e/ou cirurgia para tratamento de tumores de laringe. RESULTADOS: Dos 128 pacientes analisados, a sobrevida em cinco anos foi maior nos pacientes tratados com cirurgia exclusiva em comparação a radioterapia, 55% e 26% respectivamente. Mesmo os doentes tratados de forma associada obtiveram uma taxa menor de sobrevida em cinco anos (41%) do que os tratados apenas com cirurgia. CONCLUSÃO: Na população estudada, o tratamento cirúrgico para câncer de laringe em estadio avançado foi superior ao tratamento radioterápico e mesmo à associação das duas técnicas quando avaliados sobrevida em cinco anos e recidiva local. A Radioterapia continua sendo uma excelente opção de tratamento para câncer de laringe, principalmente pela preservação da fonação. DESCRITORES: Neoplasias Laríngeas; Radioterapia; Cirurgia. Franco RCO, Rodrigues PM, Souza TE, Oliveira PM. Comparação terapêutica entre radioterapia e cirurgia para câncer de laringe localmente avançado: experiência do Hospital Erasto Gaertner. Rev. Med. Res., v.16, n.2, p , abr./jun

2 I N T R O D U Ç Ã O O câncer de laringe é a neoplasia mais comum na região de cabeça e pescoço (1). Para 2014, no Brasil, estima-se 6870 novos casos de câncer de laringe em homens e 770 em mulheres (2). Por estarem fortemente relacionados ao hábito do alcoolismo e do tabagismo esses tumores apresentam uma prevalência preocupante chegando a aproximadamente novos casos por ano nos Estado Unidos (3,4). Apesar de representar a doença maligna mais comum de cabeça e pescoço, os tumores de laringe possuem alto potencial de cura (5). Por outro lado sabe-se que a taxa de sobrevida em cinco anos (que atualmente gira em torno de 65%) tem-se mantido estanque há três décadas. A radioterapia tem sido considerada o tratamento padrão para o tratamento dos tumores iniciais, pois apresenta altas taxas de cura, preservação da voz, baixa mortalidade e boas taxas de controle de doença (3). O tratamento cirúrgico também tem demonstrado bom controle local e taxas de sobrevida semelhantes à radioterapia. Entretanto, alguns autores argumentam que a radioterapia possui a vantagem de maior preservação da voz (1,6). Este trabalho retrospectivo tem como objetivo avaliar a sobrevida global em cinco anos e a taxa de recidiva dos pacientes portadores de carcinoma de laringe nos estádios III e IV atendidos no Hospital Erasto Gaertner (HEG) entre os anos de 1997 e 2009, submetidos a radioterapia e/ou cirurgia. M É T O D O S Trata-se de um estudo transversal observacional retrospectivo, não sendo, portanto, realizada nenhuma intervenção. Foram analisados os prontuários de pacientes portadores de carcinoma espinocelular (CEC) de Laringe, nos estádios III e IV, que foram atendidos no HEG no período de 1997 a Os dados pesquisados foram: sexo do paciente, local do tumor (supraglótico, glótico ou infraglótico), estádio clínico/patológico, presença de fatores de risco, tipo de tratamento realizado e desfecho final avaliando a sobrevida global e presença ou não de recidiva linfonodal regional. Após alocação dos pacientes em tabelas no Excel os dados obtidos foram avaliados estatisticamente. Os resultados obtidos no estudo foram expressos por médias, medianas, valores mínimos, valores máximos e desvios padrões (variáveis quantitativas) ou por frequências e percentuais (variáveis qualitativas. O método de Kaplan-Meier e o teste de Log-rank foram considerados para a comparação de grupos em relação ao tempo de sobrevida. Na análise multivariada para identificação de fatores associados ao desfecho de óbito foi ajustado um modelo de Regressão de Cox incluindo as variáveis que apresentaram valor de p <0,05 na análise univariada. Após o ajuste foram 2

3 estimados os valores de hazard ratio (HR) e intervalos de confiança de 95%. Valores de p<0,05 indicaram significância estatística. Os dados foram analisados com o programa computacional Statistica v.8.0. R E S U L T A D O S Foram avaliados 128 pacientes, sendo 87% do sexo masculino. Os fatores de risco mais prevalentes no estudo foram o tabagismo (92,2%), o etilismo (60,2%) e o uso de chimarrão (33,6%). Pacientes etilistas tiveram tempo de sobrevida significativamente menor do que pacientes não etilistas (p=0,013). Não houve diferença estatística para outros fatores de risco. Dos 80 (62,5%) pacientes com estadiamento III, 8% foram tratados com cirurgia isolada, 46% apenas com radioterapia e outros 46% pacientes de forma combinada. Os 48 pacientes com estadiamento IV foram tratados cirurgicamente em 26% das vezes enquanto o radioterápico representou 31% do total. Aproximadamente vinte por cento de todos os pacientes foram tratados apenas com cirurgia, dos quais 12% apresentaram recidiva da doença e uma sobrevida geral de 4,3 anos em média. 37% dos pacientes foram tratados apenas com radioterapia e com uma taxa de recidiva local em torno de 15% e uma sobrevida geral de 2,8 anos. Quando as duas formas de tratamento foram associadas (44% dos casos) observou-se 14% de recidiva local, com uma sobrevida de 3,5 anos. A sobrevida em cinco anos foi maior nos pacientes tratados com cirurgia exclusiva em comparação a radioterapia, 55% e 26% respectivamente. Mesmo os doentes tratados de forma associada obtiveram uma taxa menor de sobrevida em cinco anos (41%) do que os tratados apenas com cirurgia Os tratamentos cirurgia (Cx), Radioterapia + Cirurgia (RT+Cx) e Radioterapia (RT) foram comparados dois a dois. Testou-se a hipótese nula de que a probabilidade de recidiva linfonodal é igual para os dois tratamentos sob comparação, versus a hipótese alternativa de probabilidades diferentes. Nas tabelas abaixo são apresentados os resultados obtidos. 3

4 Recidiva linfonodal Tratamento CX RT+CX RT Não ,00% 66,07% 82,98% Sim ,00% 33,93% 17,02% Total Tratamentos comparados Valor de p Cx X RT+CX <0,001 Cx X RT 0,044 RT+Cx X RT 0,072 4

5 Na análise de curva de sobrevida os grupos comparados só apresentaram diferença estatística quando comparado tratamento cirúrgico e radioterápico combinados versus radioterapia exclusiva. C O N C L U S Ã O Neste trabalho foram avaliados duas diferentes formas de tratamento e seus resultados em longo prazo nos pacientes com câncer de laringe avançados. Não foi analisada a influência quimioterápica no tratamento dessa população de pacientes. A taxa de controle local nos pacientes com câncer de laringe tratados com radioterapia exclusiva, nesta população, foi de 85% aproximadamente, enquanto o tratamento cirúrgico alcançou uma taxa de 88% de controle local, o que está de acordo com as taxas publicadas na literatura. A sobrevida global do paciente foi 35% maior nos pacientes tratados com cirurgia em relação aos pacientes tratados com radioterapia e 20% maior quando comparado à associação das técnicas. O que também vai de acordo com a revisão da literatura. Na população estudada, o tratamento cirúrgico para câncer de laringe em estádio avançado foi superior ao tratamento radioterápico e mesmo à associação das duas técnicas quando avaliados sobrevida em cinco anos e recidiva local. A Radioterapia continua sendo uma excelente opção de tratamento para câncer de laringe, principalmente pela preservação da fonação. A B S T R A C T BACKGROUND: Laryngeal cancer is the most prevalent tumor in the head and neck area. In order to evaluate the overall survival in five years time and the recurrence rate of patients with laryngeal carcinoma in stages III and IV. METHODS: This retrospective study evaluated patients treated at the Hospital Erastus Gaertner, between the years 1997 and 2009, submitted to radiotherapy and / or surgery for treatment of laryngeal tumors. RESULTS: Of the 128 evaluated patients, the five year survival rate was higher in patients treated with surgery alone versus radiotherapy, 55 % and 26 % respectively. Even patients treated in an associated way have reported a lower rate of survival in the five year treatment (41 %) than those treated with surgery alone. CONCLUSION: In this population, surgical treatment for laryngeal cancer in advanced stage was superior to radiotherapy and even a combination of both techniques when evaluated five-year survival and local recurrence. Radiotherapy remains an excellent treatment option for laryngeal cancer, especially for the preservation of phonation. KEYWORDS: Laryngeal Neoplasms; Radiotherapy; General Surgery. 5

6 R E F E R Ê N C I A S Hansen EK, Roach M. Handbook of evidence-based Radiation Oncology. 2ª ed. New York, NY: Springer; Instituto Nacional do Câncer (Brasil). Tipos de câncer laringe [Internet]. Rio de Janeiro: INCA; [Acesso em 06 de maio 2014]. Disponível em: Hafidh M, Tibbo J, Trites J, Corsten G, Hart RD, Nasser J, et al. Radiotherapy for T1 and T2 Laryngeal Cancer: the Dalhousie University experience. J Otolaryngol Head Neck Surg Aug;38(4): Cosetti M, YU GP, Schantz SP. five-year survival rates and time trends of laryngeal cancer in the US population. Arch Otolaryngol Head Neck Surg Apr;134(4): Ray G, Henson DE, Schwartz AM. Cigarette smoking as a cause of cancers other than lung cancer: an exploratory study using the surveillance, epidemiology, and End Results Program. Chest Sep;138(3): Mendenhall WM, Hinemmann RW. Larynx in: Perez CA, Brady LW, Halperin EC. Principles and Practice of Radiation Oncology. 5nd ed. Philadelphia: Lippincott Williams e Wilkins; p Manfro G, Dias FL, Soares JRN, Lima RA, Rei T. Relação entre idade, sexo, tratamento realizado e estágio da doença com a sobrevida em pacientes terminais com carcinoma epidermóide de laringe. Rev Bras Cancerol. 2006;52(1): Treatment of locoregionally advanced (stage III and IV) head and neck cancer: The larynx and hypopharynx [Internet]. Review Mayo 2014 [Acesso em 03 de abr de 2014]. Disponível em: Recebido em: 16/05/2014 Aprovado em: 20/06/2014 Conflito de interesses: nenhum Fonte de financiamento: nenhuma Correspondência: Rejane Carolina Oliveira Franco Rua Ângelo Sampaio, 469, Água Verde, Curitiba, Paraná,

Artigo Original TRATAMENTO DO CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO NO IDOSO ACIMA DE 80 ANOS

Artigo Original TRATAMENTO DO CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO NO IDOSO ACIMA DE 80 ANOS Artigo Original TRATAMENTO DO CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO NO IDOSO ACIMA DE 80 ANOS HEAD AND NECK CANCER TREATMENT IN ELDERLY PATIENTS OVER 80 YEARS OLD 1,4,6 TERENCE PIRES DE FARIAS 5 GABRIEL MANFRO 1,2,3

Leia mais

Protocolo de Preservação de Orgão em Câncer de Cabeça e Pescoço

Protocolo de Preservação de Orgão em Câncer de Cabeça e Pescoço Protocolo de Preservação de Orgão em Câncer de Cabeça e Pescoço Residência de Cirurgia de Cabeça e Pescoço Dr. Wendell Leite Tratamento utilizando radioterapia em fracionamentos não convencionais ou a

Leia mais

A QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES LOCALMENTE AVANÇADOS TRATADOS COM RADIOQUIMIOTERAPIA É MELHOR DO QUE NAQUELES SUBMETIDOS A LARINGECTOMIA TOTAL?

A QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES LOCALMENTE AVANÇADOS TRATADOS COM RADIOQUIMIOTERAPIA É MELHOR DO QUE NAQUELES SUBMETIDOS A LARINGECTOMIA TOTAL? A QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES LOCALMENTE AVANÇADOS TRATADOS COM RADIOQUIMIOTERAPIA É MELHOR DO QUE NAQUELES SUBMETIDOS A LARINGECTOMIA TOTAL? SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CANCER DE CABEÇA E PESCOÇO SÃO

Leia mais

RADIOTERAPIA EM TUMORES DE CABEÇA E PESCOÇO LOCALMENTE AVANÇADOS E IRRESSECÁVEIS (IVB): QUANDO EVITAR TRATAMENTOS RADICAIS?

RADIOTERAPIA EM TUMORES DE CABEÇA E PESCOÇO LOCALMENTE AVANÇADOS E IRRESSECÁVEIS (IVB): QUANDO EVITAR TRATAMENTOS RADICAIS? RADIOTERAPIA EM TUMORES DE CABEÇA E PESCOÇO LOCALMENTE AVANÇADOS E IRRESSECÁVEIS (IVB): QUANDO EVITAR TRATAMENTOS RADICAIS? HENRIQUE FARIA BRAGA 1,2 ; HELOISA DE ANDRADE CARVALHO 1 ; ANDRE TSIN CHIH CHEN

Leia mais

RETALHOS ÂNTERO-LATERAL DA COXA E RETO ABDOMINAL EM GRANDES RECONSTRUÇÕES TRIDIMENSIONAIS EM CABEÇA E PESCOÇO

RETALHOS ÂNTERO-LATERAL DA COXA E RETO ABDOMINAL EM GRANDES RECONSTRUÇÕES TRIDIMENSIONAIS EM CABEÇA E PESCOÇO Artigo Original RETALHOS ÂNTERO-LATERAL DA COXA E RETO ABDOMINAL EM GRANDES RECONSTRUÇÕES TRIDIMENSIONAIS EM CABEÇA E PESCOÇO ANTEROLATERAL THIGH AND RECTUS ABDOMINUS FLAPS IN LARGE TRIDIMENSIONAL HEAD

Leia mais

PERFIL DO PACIENTE ATENDIDO NO PROJETO DE EXTENSÃO:

PERFIL DO PACIENTE ATENDIDO NO PROJETO DE EXTENSÃO: PERFIL DO PACIENTE ATENDIDO NO PROJETO DE EXTENSÃO: ERO - ENDODÔNTIA E REABILITAÇÃO ORAL: RECONSTRUÇÃO DE PROJETO DE VIDA DO PACIENTE COM NEOPLASIA DE CABEÇA E PESCOÇO *Aluno bolsista; ** Aluno Voluntário;

Leia mais

FATORES PREDITIVOS PARA FALHA BIOQUÍMICA APÓS RADIOTERAPIA DE RESGATE EM CÂNCER DE PRÓSTATA, PÓS- PROSTATECTOMIA RADICAL

FATORES PREDITIVOS PARA FALHA BIOQUÍMICA APÓS RADIOTERAPIA DE RESGATE EM CÂNCER DE PRÓSTATA, PÓS- PROSTATECTOMIA RADICAL FATORES PREDITIVOS PARA FALHA BIOQUÍMICA APÓS RADIOTERAPIA DE RESGATE EM CÂNCER DE PRÓSTATA, PÓS- PROSTATECTOMIA RADICAL Marco Antonio Costa Campos de SANTANA 1,2 ; Carlos Bo ChurHONG 1,2 ; Mariana Vilela

Leia mais

Encontro Pós ASTRO 2011

Encontro Pós ASTRO 2011 Encontro Pós ASTRO 2011 Principais trabalhos apresentados em CÂNCER DE BEXIGA Arnoldo Mafra Belo Horizonte / MG Trabalhos em câncer de bexiga Poucos trabalhos: 6 trabalhos com apresentação oral (139 a

Leia mais

ÍNDICE DE DESVANTAGEM VOCAL NOS LARINGECTOMIZADOS TOTAIS

ÍNDICE DE DESVANTAGEM VOCAL NOS LARINGECTOMIZADOS TOTAIS Gabrielly Valentim Oliveira Priscila Guimarães Kimura ÍNDICE DE DESVANTAGEM VOCAL NOS LARINGECTOMIZADOS TOTAIS Trabalho apresentado à banca examinadora para conclusão do Curso de Fonoaudiologia da Faculdade

Leia mais

Perfil epidemiológico e estudo de sobrevida dos pacientes com câncer de mama atendidos no Hospital Erasto Gaertner em Curitiba, PR

Perfil epidemiológico e estudo de sobrevida dos pacientes com câncer de mama atendidos no Hospital Erasto Gaertner em Curitiba, PR DOI: 10.5327/Z201600030005RBM ARTIGO ORIGINAL Perfil epidemiológico e estudo de sobrevida dos pacientes com câncer de mama atendidos no Hospital Erasto Gaertner em Curitiba, PR Epidemiological profile

Leia mais

RADIOTERPIA INTRA-OPERATÓRIA (RTIO) ADJUVANTE PARA CARCINOMA DA MAMA EM PACIENTES SUBMETIDAS À CIRURGIA CONSERVADOR

RADIOTERPIA INTRA-OPERATÓRIA (RTIO) ADJUVANTE PARA CARCINOMA DA MAMA EM PACIENTES SUBMETIDAS À CIRURGIA CONSERVADOR RADIOTERPIA INTRA-OPERATÓRIA (RTIO) ADJUVANTE PARA CARCINOMA DA MAMA EM PACIENTES SUBMETIDAS À CIRURGIA CONSERVADOR Andre Irmer Ernane Bronzatt Gabriel Gil Ludmila Siqueira Miguel Torres Racional 85-90%

Leia mais

CONJUGAÇÃO DO EXAME DE PET/CT COM IMRT NO DELINEAMENTO E PLANEJAMENTO EM TUMORES DE CANAL ANAL. Lílian d Antonino Faroni Rio de Janeiro 2012

CONJUGAÇÃO DO EXAME DE PET/CT COM IMRT NO DELINEAMENTO E PLANEJAMENTO EM TUMORES DE CANAL ANAL. Lílian d Antonino Faroni Rio de Janeiro 2012 CONJUGAÇÃO DO EXAME DE PET/CT COM IMRT NO DELINEAMENTO E PLANEJAMENTO EM TUMORES DE CANAL ANAL Lílian d Antonino Faroni Rio de Janeiro 2012 Introdução 2 % dos tumores malignos do intestino grosso e 4%

Leia mais

Análise de sobrevivência aplicada a pacientes HIV positivos

Análise de sobrevivência aplicada a pacientes HIV positivos Análise de sobrevivência aplicada a pacientes HIV positivos Orientadora: Professora PhD Silva Shimakura Universidade Federal do Paraná Novembro de 2014 Sumário Resultados Conclusão Sumário Dados: Amostra

Leia mais

Câncer de Corpo de útero operado: Suprimir Radioterapia é seguro?

Câncer de Corpo de útero operado: Suprimir Radioterapia é seguro? Câncer de Corpo de útero operado: Suprimir Radioterapia é seguro? Marlison Caldas R2 Radioterapia Câncer de Corpo de útero operado: suprimir radioterapia é seguro? Marlison Caldas Igor Martinez Rachelle

Leia mais

SIGNIFICADO PROGNÓSTICO DO LINFONODO METASTÁTICO N3 EM CARCINOMAS EPIDERMÓIDES DE CABEÇA E PESCOÇO

SIGNIFICADO PROGNÓSTICO DO LINFONODO METASTÁTICO N3 EM CARCINOMAS EPIDERMÓIDES DE CABEÇA E PESCOÇO Amar Artigo et al. Original Vol. 31 - Nº 1: 34-38, Jan. / Fev. 2004 SIGNIFICADO PROGNÓSTICO DO LINFONODO METASTÁTICO N3 EM CARCINOMAS EPIDERMÓIDES DE CABEÇA E PESCOÇO PROGNOSTIC SIGNIFICANCE OF N3 METASTATIC

Leia mais

Qual a melhor combinação de quimioterapia quando associada à radioterapia para tumores localmente avançados (pulmão)?

Qual a melhor combinação de quimioterapia quando associada à radioterapia para tumores localmente avançados (pulmão)? Qual a melhor combinação de quimioterapia quando associada à radioterapia para tumores localmente avançados (pulmão)? Dr. Ormando Campos Jr. Oncologista Clínico Conflito de Interesses Quimioterapia + Radioterapia.

Leia mais

Trabalho realizado na Seção de Cirurgia de Cabeça e Pescoço - HC I e Centro de Suporte Terapêutico - HC IV do Instituto Nacional de Câncer - INCA 1

Trabalho realizado na Seção de Cirurgia de Cabeça e Pescoço - HC I e Centro de Suporte Terapêutico - HC IV do Instituto Nacional de Câncer - INCA 1 Artigo Original Sobrevida de pacientes com carcinoma epidermóide de laringe Artigo submetido em 8/11/04; aceito para publicação em 14/10/05 Relação entre idade, sexo, tratamento realizado e estágio da

Leia mais

Departamento de Radioncologia Instituto CUF Porto Hospital de Braga

Departamento de Radioncologia Instituto CUF Porto Hospital de Braga Sequenciação após QT de indução: Toxicidades tardias podem ser decisoras Departamento de Radioncologia Instituto CUF Porto Hospital de Braga Paulo S Costa Júlio Teixeira Radioncologia A combinação de Radioterapia

Leia mais

Características epidemiológicas de pacientes portadores de neoplasias de cabeça e pescoço submetidos à radioterapia em Juiz de Fora MG.

Características epidemiológicas de pacientes portadores de neoplasias de cabeça e pescoço submetidos à radioterapia em Juiz de Fora MG. Características epidemiológicas de pacientes portadores de neoplasias de cabeça e pescoço submetidos à radioterapia em Juiz de Fora MG Bruna Quintão Costa Rocha * Luis Eneas * Rodrigo Guerra de Oliveira

Leia mais

Qual o real benefício da radioterapia com intensidade modulada de feixe (IMRT) para o tratamento dos pacientes com câncer de cabeça e pescoço?

Qual o real benefício da radioterapia com intensidade modulada de feixe (IMRT) para o tratamento dos pacientes com câncer de cabeça e pescoço? Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Qual o real benefício da radioterapia com intensidade modulada

Leia mais

Revisão da anatomia e definição dos volumes de tratamento: Câncer de estômago. Mariana Morsch Beier R2 Radioterapia - Hospital Santa Rita

Revisão da anatomia e definição dos volumes de tratamento: Câncer de estômago. Mariana Morsch Beier R2 Radioterapia - Hospital Santa Rita Revisão da anatomia e definição dos volumes de tratamento: Câncer de estômago. Mariana Morsch Beier R2 Radioterapia - Hospital Santa Rita EPIDEMIOLOGIA A estimativa do biênio 2012-2013 para o Brasil é

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA CIRURGIA ONCOGINECOLÓGICA

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA CIRURGIA ONCOGINECOLÓGICA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA CIRURGIA ONCOGINECOLÓGICA SETEMBRO DE 2016 2 INTRODUÇÃO Prezados Doutores(as), Temos o prazer de compartilhar nossas newsletters científicas. Nesta edição, aprofundamos

Leia mais

Lista completa de autores no final da apresentação. Supressão Ovárica no Tratamento Adjuvante de Cancro da Mama: Avaliação Multicêntrica

Lista completa de autores no final da apresentação. Supressão Ovárica no Tratamento Adjuvante de Cancro da Mama: Avaliação Multicêntrica Lista completa de autores no final da apresentação Supressão Ovárica no Tratamento Adjuvante de Cancro da Mama: Avaliação Multicêntrica Introdução Dos doentes com cancro da mama >90% em estadio precoce/localmente

Leia mais

RADIOTERAPIA COMO TRATAMENTO EXCLUSIVO NO CÂNCER AVANÇADO DA LARINGE

RADIOTERAPIA COMO TRATAMENTO EXCLUSIVO NO CÂNCER AVANÇADO DA LARINGE RADIOTERAPIA COMO TRATAMENTO EXCLUSIVO NO CÂNCER AVANÇADO DA LARINGE RADIOTHERAPY ALONE FOR ADVANCED LARYNGEAL CANCER Mauro Marques Barbosa, TCBC-RJ 1 Fernando Luiz Dias, TCBC-RJ 2 Jacob Kligerman, TCBC-RJ

Leia mais

QuímioRadioterapia nos tumores de cabeça e pescoço. Guy Pedro Vieira

QuímioRadioterapia nos tumores de cabeça e pescoço. Guy Pedro Vieira diagnóstico: lesões na maioria das vezes, são facilmente: observáveis. avaliadas. palpáveis. biópsiadas. história natural da doença: quase sempre seguem um padrão escalonado bem definido de crescimento:

Leia mais

Mortalidade por cancêr de laringe no Estado da Paraíba nos anos de 1996 a Key words: Mortality; Larynx; Head and Neck Neoplasms.

Mortalidade por cancêr de laringe no Estado da Paraíba nos anos de 1996 a Key words: Mortality; Larynx; Head and Neck Neoplasms. Artigo Original Mortalidade por cancêr de laringe no Estado da Paraíba nos anos de 1996 a 2007 Larynx cancer mortality in Paraíba during 1996 to 2007 Francisco Cristiano Soares Macena 1 Augusto César dos

Leia mais

ANÁLISE DE SOBREVIDA DE PACIENTES COM CÂNCER Modelo de Riscos proporcionais de COX

ANÁLISE DE SOBREVIDA DE PACIENTES COM CÂNCER Modelo de Riscos proporcionais de COX ANÁLISE DE SOBREVIDA DE PACIENTES COM CÂNCER Modelo de Riscos proporcionais de COX Renato Azeredo Teixeira (UFMG / SES-MG) Prof a. Arminda Lucia Siqueira (UFMG) Ana Paula Azevedo Travassos (UFMG) Fonte

Leia mais

Câncer Medular de Tireóide Diagnóstico e Tratamento

Câncer Medular de Tireóide Diagnóstico e Tratamento Câncer Medular de Tireóide Diagnóstico e Tratamento Universidade Federal do Ceará Hospital Universitário Walter Cantídio Residência de Cirurgia de Cabeça e Pescoço Dr. Wendell Leite Fortaleza 2006 Câncer

Leia mais

RECIDIVAS REGIONAIS NOS PACIENTES COM CARCINOMA EPIDERMÓIDE DAS VIAS AERODIGESTIVAS SUPERIORES SUBMETIDOS À ESVAZIAMENTO CERVICAL

RECIDIVAS REGIONAIS NOS PACIENTES COM CARCINOMA EPIDERMÓIDE DAS VIAS AERODIGESTIVAS SUPERIORES SUBMETIDOS À ESVAZIAMENTO CERVICAL Amar Artigo et al. Original Vol. 30, Nº 2: 128-133, Mar / Abr 2003 RECIDIVAS REGIONAIS NOS PACIENTES COM CARCINOMA EPIDERMÓIDE DAS VIAS AERODIGESTIVAS SUPERIORES SUBMETIDOS À ESVAZIAMENTO CERVICAL REGIONAL

Leia mais

CIRURGIA CONSERVADORA DO LARINGE ATÉ ONDE É POSSÍVEL

CIRURGIA CONSERVADORA DO LARINGE ATÉ ONDE É POSSÍVEL CIRURGIA CONSERVADORA DO LARINGE ATÉ ONDE É POSSÍVEL XV CONGRESSO BRASILEIRO DE RADIOTERAPIA CEARÁ 2013 Seção de Cirurgia de Cabeça e Pescoço Jacob Kligerman DEVELOPMENTS IN SCCHN THERAPY IN THE LAST 10

Leia mais

Braquiterapia Ginecológica

Braquiterapia Ginecológica Braquiterapia Ginecológica Indicações e recomendações clínicas American Brachytherapy Society (ABS) European Society for Radiotherapy & Oncology (GEC-ESTRO) Rejane Carolina Franco Hospital Erasto Gaertner-

Leia mais

Artigo Original TENDÊNCIAS BRASILEIRAS NO TRATAMENTO DO CÂNCER DE LARINGE BRAZILIAN TRENDS IN THE LARYNGEAL CANCER TREATMENT TERENCE FARIAS 2

Artigo Original TENDÊNCIAS BRASILEIRAS NO TRATAMENTO DO CÂNCER DE LARINGE BRAZILIAN TRENDS IN THE LARYNGEAL CANCER TREATMENT TERENCE FARIAS 2 Artigo Original TENDÊNCIAS BRASILEIRAS NO TRATAMENTO DO CÂNCER DE LARINGE BRAZILIAN TRENDS IN THE LARYNGEAL CANCER TREATMENT TERENCE FARIAS 2 FERNANDO LUIZ DIAS GERALDO MATOS DE SÁ EMILSON DE QUEIROZ FREITAS

Leia mais

Benefício da radioterapia neoadjuvante na sobrevida de pacientes com câncer de mama localmente avançado

Benefício da radioterapia neoadjuvante na sobrevida de pacientes com câncer de mama localmente avançado Benefício da radioterapia neoadjuvante na sobrevida de pacientes com câncer de mama localmente avançado Igor Martinez Bruna Villani Daniel Przybysz Marlison Caldas Celia Viegas Carlos Manoel Lilian Faroni

Leia mais

MORTALIDADE POR DE CÂNCER DE MAMA NO ESTADO DA PARAÍBA ENTRE 2006 E 2011

MORTALIDADE POR DE CÂNCER DE MAMA NO ESTADO DA PARAÍBA ENTRE 2006 E 2011 MORTALIDADE POR DE CÂNCER DE MAMA NO ESTADO DA PARAÍBA ENTRE 2006 E 2011 Tayná Lima dos Santos; Ideltonio José Feitosa Barbosa Universidade Federal da Paraíba. Email: taynalima95@hotmail.com Universidade

Leia mais

INTRODUÇÃO OBJETIVO MÉTODOS

INTRODUÇÃO OBJETIVO MÉTODOS Artigo Original FATORES TSARNI RATAMENTO ROS ASSOCIADOS ET DE AL. CRIANÇAS À INTERRUPÇÃO DESNUTRIDAS TRATAMENTO HOSPITALIZADAS ANTI-RETROVIRAL AVALIAÇÃO DA SOBREVIDA LIVRE DE DOENÇA DE PACIENTES COM RECIDIVA

Leia mais

Carcinoma Laríngeo/Hipofaringe localmente avançado: Protocolo de preservação de órgão!

Carcinoma Laríngeo/Hipofaringe localmente avançado: Protocolo de preservação de órgão! Carcinoma Laríngeo/Hipofaringe localmente avançado: Protocolo de preservação de órgão! Locally Advanced Laryngeal/ Hypopharynx Carcinoma: Organ Preservation Protocol! Conceição Peixoto Francisco Branquinho

Leia mais

Avaliação da telelaringoscopia no diagnóstico das lesões benignas da laringe

Avaliação da telelaringoscopia no diagnóstico das lesões benignas da laringe Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo Avaliação da telelaringoscopia no diagnóstico das lesões benignas da laringe Márcio Cavalcante Salmito SÃO PAULO 2012 Márcio Cavalcante Salmito Avaliação

Leia mais

CRESCIMENTO TUMORAL VERSUS ESTADIAMENTO NO CARCINOMA EPIDERMÓIDE DE LÍNGUA E SOALHO DA BOCA

CRESCIMENTO TUMORAL VERSUS ESTADIAMENTO NO CARCINOMA EPIDERMÓIDE DE LÍNGUA E SOALHO DA BOCA CRESCIMENTO TUMORAL VERSUS ESTADIAMENTO NO CARCINOMA EPIDERMÓIDE DE LÍNGUA E SOALHO DA BOCA TUMORAL GROWTH VERSUS STAGING IN SQUAMOUS CELL CARCINOMA OF THE TONGUE AND FLOOR OF THE MOUTH Ali Amar 1 Marcos

Leia mais

ABSTRACT. Key words: Oropharynx; Chemoradiotherapy; Radiotherapy.

ABSTRACT. Key words: Oropharynx; Chemoradiotherapy; Radiotherapy. Artigo Original Tratamento do carcinoma epidermoide de orofaringe com quimioterapia e radioterapia Treatment of oropharingeal squamous cell cancer with chemotherapy and radiotherapy Resumo ABSTRACT Karin

Leia mais

Reirradiação após recidiva de tumor em cabeça e pescoço : Indicações e Resultados. Priscila Guimarães Cardoso R3 - Radioterapia

Reirradiação após recidiva de tumor em cabeça e pescoço : Indicações e Resultados. Priscila Guimarães Cardoso R3 - Radioterapia Reirradiação após recidiva de tumor em cabeça e pescoço : Indicações e Resultados Priscila Guimarães Cardoso R3 - Radioterapia Introdução 30 a 50% Recorrência Locorregional (LCR) Risco de 2 primário de

Leia mais

ADENOCARCINOMA NASOSSINUSAL EXPERIÊNCIA DO SERVIÇO ORL DO HOSPITAL DE BRAGA

ADENOCARCINOMA NASOSSINUSAL EXPERIÊNCIA DO SERVIÇO ORL DO HOSPITAL DE BRAGA OPCIONAL Serviço de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico- Facial Director: Dr. Luís Dias ADENOCARCINOMA NASOSSINUSAL EXPERIÊNCIA DO SERVIÇO ORL DO HOSPITAL DE BRAGA Miguel Breda, Daniel Miranda, Sara

Leia mais

Enquadramento e Racional

Enquadramento e Racional LungOS Advanced non-small cell Lung cancer treatment patterns and Overall Survival: real-world outcomes research study from the Southern Portugal Cancer Registry (ROR-SUL). Enquadramento e Racional O cancro

Leia mais

Sobrevida de mulheres com câncer de colo uterino em um centro de referência do sul do Brasil

Sobrevida de mulheres com câncer de colo uterino em um centro de referência do sul do Brasil ARTIGO ORIGINAL Sobrevida de mulheres com câncer de colo uterino em um centro de referência do sul do Brasil Assessment of survival in patients with cervical cancer in a hospital based cohort in Southern

Leia mais

MORTALIDADE POR ACIDENTE DE TRÂNSITO ENTRE JOVENS EM MARINGÁ-PR NOS ÚLTIMOS 10 ANOS

MORTALIDADE POR ACIDENTE DE TRÂNSITO ENTRE JOVENS EM MARINGÁ-PR NOS ÚLTIMOS 10 ANOS MORTALIDADE POR ACIDENTE DE TRÂNSITO ENTRE JOVENS EM MARINGÁ-PR NOS ÚLTIMOS 10 ANOS Alex Gomes da Silva 1 ; Larissa Laila Cassarotti 2,Jaqueline Benatto Cardoso 3,Josylene Rodrigues de Souza Pinheiro 4,

Leia mais

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DO PACIENTE IDOSO INTERNADO EM UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DO PACIENTE IDOSO INTERNADO EM UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DO PACIENTE IDOSO INTERNADO EM UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA Paulo César Gottardo 1, Ana Quézia Peixinho Maia¹, Igor Mendonça do Nascimento

Leia mais

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PACIENTES PARA REIRRADIAÇÃO DE TUMORES DE CABEÇA E PESCOÇO

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PACIENTES PARA REIRRADIAÇÃO DE TUMORES DE CABEÇA E PESCOÇO CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE PACIENTES PARA REIRRADIAÇÃO DE TUMORES DE CABEÇA E PESCOÇO Pollyanna d Ávila Leite Thiago Jardim Arruda Maria Carolina Silva Thaís Nogueira Souza Felipe Erlich Célia Pais Viegas

Leia mais

Investigação Clínica em Cirurgia

Investigação Clínica em Cirurgia Investigação Clínica em Cirurgia Aspectos éticos Consentimento informado Financiamento do projecto Planeamento de um trabalho clínico Projecto Protocolo Título Apresentação de um problema Planeamento do

Leia mais

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO ATENDIMENTO FONOAUDIOLÓGICO DE PACIENTES TRATADOS DO CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO ATENDIMENTO FONOAUDIOLÓGICO DE PACIENTES TRATADOS DO CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO ATENDIMENTO FONOAUDIOLÓGICO DE PACIENTES TRATADOS DO CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO Palavras chaves: qualidade de vida, questionários, avaliação da qualidade Introdução: Diferentes

Leia mais

II Simpósio Internacional Câncer de Cabeça e Pescoço 2 de agosto de 2013

II Simpósio Internacional Câncer de Cabeça e Pescoço 2 de agosto de 2013 II Simpósio Internacional Câncer de Cabeça e Pescoço 2 de agosto de 2013 Coordenadores: Fernando Maluf e José Roberto Podestá Bloco de Avanços na Patologia, Radiologia, e Tratamento com Preservação de

Leia mais

CÂNCER DE COLO DE ÚTERO OPERADO RADIOTERAPIA COMPLEMENTAR: INDICAÇÕES E RESULTADOS

CÂNCER DE COLO DE ÚTERO OPERADO RADIOTERAPIA COMPLEMENTAR: INDICAÇÕES E RESULTADOS CÂNCER DE COLO DE ÚTERO OPERADO RADIOTERAPIA COMPLEMENTAR: INDICAÇÕES E RESULTADOS Hospital Erasto Gaertner Serviço de Radioterapia Sílvia Pecoits Câncer de Colo Uterino 500.000 casos novos no mundo com

Leia mais

In early stage (I and II) laryngeal squamous cell carcinoma,

In early stage (I and II) laryngeal squamous cell carcinoma, Braz J Otorhinolaryngol. 2010;76(2):225-30. ARTIGO ORIGINAL ORIGINAL ARTICLE Avaliação da sobrevida livre de doença em pacientes com carcinoma epidermoide de laringe submetidos à tratamento radioterápico

Leia mais

Tratamento Sistêmico Câncer Gástrico

Tratamento Sistêmico Câncer Gástrico Tratamento Sistêmico Câncer Gástrico Hospital Israelita Albert Einstein Dr. Pedro Luiz S. Usón Jr Tópicos de discussão Câncer Gástrico operável - Quimioterapia perioperatória - Quimioterapia adjuvante

Leia mais

PRÓTESES METÁLICAS AUTOEXPANSÍVEIS NO TRATAMENTO PALIATIVO DA OBSTRUÇÃO GASTRODUODENAL: EXPERIÊNCIA DE UM CENTRO

PRÓTESES METÁLICAS AUTOEXPANSÍVEIS NO TRATAMENTO PALIATIVO DA OBSTRUÇÃO GASTRODUODENAL: EXPERIÊNCIA DE UM CENTRO PRÓTESES METÁLICAS AUTOEXPANSÍVEIS NO TRATAMENTO PALIATIVO DA OBSTRUÇÃO GASTRODUODENAL: EXPERIÊNCIA DE UM CENTRO Oliveira AM; Lourenço L; Branco J; Cardoso M; Anapaz V; Rodrigues C; Carvalho R; Santos

Leia mais

BIG NECK 2017 MANEJO DE PACIENTES JOVENS 04 A 06 DE MAIO DE 2017 CENTRO DE CONVENÇÕES REBOUÇAS AV. REBOUÇAS, 600 CERQUEIRA CÉSAR SÃO PAULO/SP

BIG NECK 2017 MANEJO DE PACIENTES JOVENS 04 A 06 DE MAIO DE 2017 CENTRO DE CONVENÇÕES REBOUÇAS AV. REBOUÇAS, 600 CERQUEIRA CÉSAR SÃO PAULO/SP 4ª SECCAPE USP SEMANA DA CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO DA USP BIG NECK 2017 MANEJO DE PACIENTES JOVENS 04 A 06 DE MAIO DE 2017 CENTRO DE CONVENÇÕES REBOUÇAS AV. REBOUÇAS, 600 CERQUEIRA CÉSAR SÃO PAULO/SP

Leia mais

CÂNCER LARINGE. UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Hospital Walter Cantídio Residência em Cirurgia de Cabeça e Pescoço CÂNCER DE LARINGE

CÂNCER LARINGE. UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Hospital Walter Cantídio Residência em Cirurgia de Cabeça e Pescoço CÂNCER DE LARINGE UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Hospital Walter Cantídio Residência em Cirurgia de Cabeça e Pescoço CÂNCER DE LARINGE GEAMBERG MACÊDO ABRIL - 2006 INTRODUÇÃO Câncer de cabeça e pescoço : 6º lugar. 90% são

Leia mais

Análise de sobrevida em pacientes com câncer de pulmão tratados no Sistema Único de Saúde no Brasil entre 2002 e 2003

Análise de sobrevida em pacientes com câncer de pulmão tratados no Sistema Único de Saúde no Brasil entre 2002 e 2003 Artigo Original Análise de sobrevida em pacientes com câncer de pulmão tratados no Sistema Único de Saúde no Brasil entre 2002 e 2003 Survival analysis in patients with lung cancer treated in Unified Health

Leia mais

Sarcomas de partes moles do adulto Estudo Populacional/Institucional Regiões do Alentejo e Algarve

Sarcomas de partes moles do adulto Estudo Populacional/Institucional Regiões do Alentejo e Algarve Sarcomas de partes moles do adulto Estudo Populacional/Institucional Regiões do Alentejo e Algarve Jornadas do ROR Sul Teresa Alexandre Oncologia Médica IPO Lisboa 17 Fevereiro 2016 Introdução Sarcomas

Leia mais

XXII WORSHOP UROLOGIA ONCOLÓGICA Março 2017 Hotel Solverde, Espinho

XXII WORSHOP UROLOGIA ONCOLÓGICA Março 2017 Hotel Solverde, Espinho 09h00 10h00 POSTERS Sexta-Feira,Friday, 10 Março 10h00 10h15 coffee-break ANDROLOGIA - ANDROLOGY 10h15 10h30 Como optimizar a terapêutica médica na disfunção eréctil? How to optimize the medical treatment

Leia mais

VALOR PROGNÓSTICO DO LINFONODO METASTÁTICO E SUA RELAÇÃO COM A SOBREVIDA LIVRE DE DOENÇA NO CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO. ESTUDO DE 668 CASOS

VALOR PROGNÓSTICO DO LINFONODO METASTÁTICO E SUA RELAÇÃO COM A SOBREVIDA LIVRE DE DOENÇA NO CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO. ESTUDO DE 668 CASOS VALOR PROGNÓSTICO DO LINFONODO METASTÁTICO E SUA RELAÇÃO COM A SOBREVIDA LIVRE DE DOENÇA NO CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO. ESTUDO DE 668 CASOS PROGNOSTIC VALUE OF METASTATIC LYMPHNODE AND ITS RELATION WITH

Leia mais

TENDÊNCIAS DA INCIDÊNCIA DA AIDS NO BRASIL E SUAS REGIÕES

TENDÊNCIAS DA INCIDÊNCIA DA AIDS NO BRASIL E SUAS REGIÕES TENDÊNCIAS DA INCIDÊNCIA DA AIDS NO BRASIL E SUAS REGIÕES Alessandro Henrique da Silva Santos (1); Monique de Lima Santana (1). UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - alessandrohss@yahoo.com.br Resumo: De

Leia mais

Epidemiologia. Tipos de Estudos Epidemiológicos. Curso de Verão 2012 Inquéritos de Saúde

Epidemiologia. Tipos de Estudos Epidemiológicos. Curso de Verão 2012 Inquéritos de Saúde Epidemiologia Tipos de Estudos Epidemiológicos Curso de Verão 2012 Inquéritos de Saúde TIPOS DE ESTUDOS EPIDEMIOLÓGICOS Observacionais Experimental x Observacional Relatos de Casos Série de casos Transversal

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CIRURGIA DE CABEÇA E PESCOÇO TIREOIDECTOMIA TOTAL x PARCIAL NO CÂNCER BEM DIFERENCIADO DA TIREÓIDE Ubiranei Oliveira Silva 1- Introdução 70% a 80% dos cânceres de tireóide

Leia mais

Keywords: Laryngeal Neoplasms. Radiotherapy. General Surgery.

Keywords: Laryngeal Neoplasms. Radiotherapy. General Surgery. Artigo Original O tratamento das recidivas loco-regionais no carcinoma epidermoide de laringe The treatment of loco-regional relapses of the larynx squamous cell carcinoma Helma Maria Chedid 1 Ali Amar

Leia mais

Radioterapia para câncer de testículo (seminoma) Quando indicar? ANDREIA CARVALHO R3 Radioterapia Hospital do Servidor Público Estadual São Paulo

Radioterapia para câncer de testículo (seminoma) Quando indicar? ANDREIA CARVALHO R3 Radioterapia Hospital do Servidor Público Estadual São Paulo Radioterapia para câncer de testículo (seminoma) Quando indicar? ANDREIA CARVALHO R3 Radioterapia Hospital do Servidor Público Estadual São Paulo Seminoma Seminoma Mais comum na 3º década de vida Fatores

Leia mais

Estamos Tratando Adequadamente as Urgências em Radioterapia?

Estamos Tratando Adequadamente as Urgências em Radioterapia? Estamos Tratando Adequadamente as Urgências em Radioterapia? Autores Alice de Campos Ana Carolina Rezende Icaro T. Carvalho Heloisa A. Carvalho Alice de Campos Residente HCFMUSP INTRODUÇÃO Urgências em

Leia mais

Luciano Moreira MR3 Radioterapia Liga Norte Riograndense Contra o Cancer, Natal-RN

Luciano Moreira MR3 Radioterapia Liga Norte Riograndense Contra o Cancer, Natal-RN Luciano Moreira MR3 Radioterapia Liga Norte Riograndense Contra o Cancer, Natal-RN Neoplasia Gástrica INCIDÊNCIA Brasil,2012 Homens 12.670 novos casos Mulheres 7.420 novos casos Neoplasia Gástrica TRATAMENTO

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS REALIZADOS EM IDOSOS COM INFECÇÃO RELACIONADA À SAÚDE EM UM HOSPITAL DE REFERÊNCIA NO TRATAMENTO DO CÂNCER

CARACTERIZAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS REALIZADOS EM IDOSOS COM INFECÇÃO RELACIONADA À SAÚDE EM UM HOSPITAL DE REFERÊNCIA NO TRATAMENTO DO CÂNCER CARACTERIZAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS CIRÚRGICOS REALIZADOS EM IDOSOS COM INFECÇÃO RELACIONADA À SAÚDE EM UM HOSPITAL DE REFERÊNCIA NO TRATAMENTO DO CÂNCER Joice Silva do Nascimento (1); Aryele Rayana Antunes

Leia mais

HIPOFRACIONAMENTO EM CÂNCER DE MAMA: UM ESTUDO DE VIABILIDADE DO INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER

HIPOFRACIONAMENTO EM CÂNCER DE MAMA: UM ESTUDO DE VIABILIDADE DO INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER HIPOFRACIONAMENTO EM CÂNCER DE MAMA: UM ESTUDO DE VIABILIDADE DO INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER Alfredo Merlos A. Cordeiro Célia Viégas Maíra Neves Lilian Faroni Patrícia Izetti Ribeiro Guilherme Pereira

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DOS PACIENTES COM CÂNCER ATENDIDOS EM UM AMBULATÓRIO DE CIRURGIADE CABEÇA E PESCOÇO NO INTERIOR DA BAHIA

CARACTERÍSTICAS DOS PACIENTES COM CÂNCER ATENDIDOS EM UM AMBULATÓRIO DE CIRURGIADE CABEÇA E PESCOÇO NO INTERIOR DA BAHIA Artigo Original Rev. Saúde.Com 26; 12(2): 528-534 Revista Saúde.Com ISSN 1809-0761 www.uesb.br/revista/rsc/ojs CARACTERÍSTICAS DOS PACIENTES COM CÂNCER ATENDIDOS EM UM AMBULATÓRIO DE CIRURGIADE CABEÇA

Leia mais

Causas de Morte nos Doentes com Neoplasia da Laringe nos Estádios I e II

Causas de Morte nos Doentes com Neoplasia da Laringe nos Estádios I e II Causas de Morte nos Doentes com Neoplasia da Laringe nos Estádios I e II Causes of Death in Patients with Laryngeal Cancer in Stages I and II José Pedro MATOS, Joaquim CASTRO SILVA, Eurico MONTEIRO Acta

Leia mais

QUIMIOTERAPIA ADJUVANTE NO CÂNCER DE ENDOMÉTRIO. QUANDO HÁ EVIDÊNCIAS E QUANDO COMBINÁ-LA COM A RADIOTERAPIA

QUIMIOTERAPIA ADJUVANTE NO CÂNCER DE ENDOMÉTRIO. QUANDO HÁ EVIDÊNCIAS E QUANDO COMBINÁ-LA COM A RADIOTERAPIA QUIMIOTERAPIA ADJUVANTE NO CÂNCER DE ENDOMÉTRIO. QUANDO HÁ EVIDÊNCIAS E QUANDO COMBINÁ-LA COM A RADIOTERAPIA Dr. Markus Gifoni Oncologista Clínico Instituto do Câncer do Ceará Fortaleza 01/06/2013 Informações

Leia mais

ANÁLISE DE SOBREVIVÊNCIA. Airlane P. Alencar IME-USP Alessandra C. Goulart FM-USP

ANÁLISE DE SOBREVIVÊNCIA. Airlane P. Alencar IME-USP Alessandra C. Goulart FM-USP ANÁLISE DE SOBREVIVÊNCIA Airlane P. Alencar IME-USP Alessandra C. Goulart FM-USP Objetivo Estudar o tempo desde um instante inicial até a ocorrência de um evento (alha). Estudar o tempo de sobrevida de

Leia mais

PERFIL DOS IDOSOS PORTADORES DE CÂNCER ATENDIDOS PELA FUNDAÇÃO ASSISTENCIAL DA PARAÍBA (FAP) EM TRATAMENTO DE RADIO E QUIMIOTERAPIA

PERFIL DOS IDOSOS PORTADORES DE CÂNCER ATENDIDOS PELA FUNDAÇÃO ASSISTENCIAL DA PARAÍBA (FAP) EM TRATAMENTO DE RADIO E QUIMIOTERAPIA PERFIL DOS IDOSOS PORTADORES DE CÂNCER ATENDIDOS PELA FUNDAÇÃO ASSISTENCIAL DA PARAÍBA (FAP) EM TRATAMENTO DE RADIO E QUIMIOTERAPIA Mirella Dias Marinho (1); Karla Lourrana Cavalcante Pontes (2), Maria

Leia mais

LARINGECTOMIA SUPRACRICÓIDE (CHEP) PARA CÂNCER GLÓTICO

LARINGECTOMIA SUPRACRICÓIDE (CHEP) PARA CÂNCER GLÓTICO 254 Lima et al. Laringectomia Supracricóide LARINGECTOMIA SUPRACRICÓIDE (CHEP) PARA CÂNCER GLÓTICO SUPRACRICOID LARYNGECTOMY (CHEP) FOR GLOTTIC CANCER Roberto R. M. Araújo Lima, TCBC-RJ 1 Emilson de Queiroz

Leia mais

XXIII Jornadas ROR-SUL. 15, 16 e 17 Fevereiro 2016 Lisboa

XXIII Jornadas ROR-SUL. 15, 16 e 17 Fevereiro 2016 Lisboa XXIII Jornadas ROR-SUL 15, 16 e 17 Fevereiro 2016 Lisboa Estudo de Alta Resolução Tumores Malignos do Pulmão Maria Teresa Almodovar Objetivos 1. Detectar as diferenças na sobrevivência do cancro do pulmão

Leia mais

Introdução: O transplante renal é a melhor forma de substituição da função. renal em termos de esperança de vida e qualidade de vida.

Introdução: O transplante renal é a melhor forma de substituição da função. renal em termos de esperança de vida e qualidade de vida. Resumo Introdução: O transplante renal é a melhor forma de substituição da função renal em termos de esperança de vida e qualidade de vida. As melhorias nas taxas de sobrevivência dos doentes e consequente

Leia mais

Medidas de efeito e impacto em Epidemiologia Nutricional

Medidas de efeito e impacto em Epidemiologia Nutricional Medidas de efeito e impacto em Epidemiologia Nutricional Profª. Drª Marly Augusto Cardoso Departamento de Nutrição, Faculdade de Saúde Pública, USP e-maile mail: marlyac@usp usp.br Delineamento dos Estudos

Leia mais

Registro Hospitalar de Câncer - RHC HC-UFPR Casos de 2007 a 2009

Registro Hospitalar de Câncer - RHC HC-UFPR Casos de 2007 a 2009 Registro Hospitalar de Câncer - RHC HC-UFPR Casos de 2007 a 2009 Rosa Helena Silva Souza Coordenadora do RHC Distribuição das neoplasias segundo a faixa etária, o sexo e o ano de primeira consulta no HC-UFPR,

Leia mais

Caracterização da Demanda de Atenção para Neoplasias de Cabeça e Pescoço no Hospital do Câncer de Rio Branco, AC,

Caracterização da Demanda de Atenção para Neoplasias de Cabeça e Pescoço no Hospital do Câncer de Rio Branco, AC, Artigo Original Caracterização da Demanda de Atenção para Neoplasias de Cabeça e Pescoço no Hospital do Câncer de Rio Branco, AC, 2008-2009 Characterizing the demand of attention for Head and Neck Cancers

Leia mais

Gastrectomia Subtotal no Carcinoma Gástrico de Células Pouco Coesas.

Gastrectomia Subtotal no Carcinoma Gástrico de Células Pouco Coesas. Gastrectomia Subtotal no Carcinoma Gástrico de Células Pouco Coesas. Questão: Será a gastrectomia subtotal oncologicamente segura no tratamento do carcinoma gástrico difuso/células pouco coesas do estômago

Leia mais

A Eficácia da Cinesioterapia na Reabilitação Funcional do Ombro em Mulheres Mastectomizadas.

A Eficácia da Cinesioterapia na Reabilitação Funcional do Ombro em Mulheres Mastectomizadas. A Eficácia da Cinesioterapia na Reabilitação Funcional do Ombro em Mulheres Mastectomizadas. Palavras-chave: Key words: CORPVS/Rev. dos Cursos de Saúde da Faculdade Integrada do Ceará, Fortaleza, n26 p.09-14

Leia mais

IV Jornadas ANCI. Tiago Cunha, RN, MsC.

IV Jornadas ANCI. Tiago Cunha, RN, MsC. Tiago Cunha, RN, MsC tiagocunha@sapo.pt Introdução A Infecção do Local Cirúrgico foi 20%, 16%, 13%, 12,2% e 14,3% das IACS nos inquéritos de prevalência de 1988, 1993, 2003, 2009 e 2010 (PNCI, 2004:4;

Leia mais

O PET/CT pode mudar sua conduta em realizar ou não a dissecção linfonodal após quimioradioterapia?

O PET/CT pode mudar sua conduta em realizar ou não a dissecção linfonodal após quimioradioterapia? O PET/CT pode mudar sua conduta em realizar ou não a dissecção linfonodal após quimioradioterapia? Prof. Dr. Claudio R. Cernea Disciplina de Cirurgia de Cabeça e Pescoço Hospital das Clínicas da FMUSP

Leia mais

Tratamento da doença localizada

Tratamento da doença localizada Tratamento da doença localizada Marco A. Arap, MD. PhD. Hospital das Clínicas - Universidade de São Paulo Uro-oncology Fellow M.D.Anderson Cancer Center Núcleo de Urologia do Hospital Sírio Libanês Disclosures

Leia mais

MARIANNE YUMI NAKAI AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DOS PACIENTES COM CÂNCER DE LARINGE SUBMETIDOS À TRATAMENTO CIRÚRGICO

MARIANNE YUMI NAKAI AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DOS PACIENTES COM CÂNCER DE LARINGE SUBMETIDOS À TRATAMENTO CIRÚRGICO MARIANNE YUMI NAKAI AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DOS PACIENTES COM CÂNCER DE LARINGE SUBMETIDOS À TRATAMENTO CIRÚRGICO Trabalho de Conclusão de Curso apresentada à Comissão de Residência Médica do Hospital

Leia mais

Análise de recidiva em pacientes com carcinoma espinocelular de boca e orofaringe

Análise de recidiva em pacientes com carcinoma espinocelular de boca e orofaringe Larissa Balbo Zavarez Análise de recidiva em pacientes com carcinoma espinocelular de boca e orofaringe Araçatuba 2011 Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho Faculdade de Odontologia de

Leia mais

VALOR PROGNÓSTICO DA INVASÃO DE CARTILAGEM NO CÂNCER DE LARINGE

VALOR PROGNÓSTICO DA INVASÃO DE CARTILAGEM NO CÂNCER DE LARINGE Vol. Artigo 31 - Nº Original 2, Mar. / Abr. 2004 Vol. 31 - Nº 2: 95-101, Mar. / Abr. 2004 VALOR PROGNÓSTICO DA INVASÃO DE CARTILAGEM NO CÂNCER DE LARINGE PROGNOSTIC VALUE OF CARTILAGE INVASION IN LARYNGEAL

Leia mais

CARCINOMA DUCTAL INVASOR INICIAL DA BIDIMENSIONAL VERSUS TRIDIMENSIONAL NÍVEIS I E II

CARCINOMA DUCTAL INVASOR INICIAL DA BIDIMENSIONAL VERSUS TRIDIMENSIONAL NÍVEIS I E II CARCINOMA DUCTAL INVASOR INICIAL DA MAMA D: A RADIOTERAPIA BIDIMENSIONAL VERSUS TRIDIMENSIONAL É INFERIOR NA ABRANGÊNCIA MAMÁRIA E NÍVEIS I E II Da Costa AB, Diaz OC, Carvalho MCR, Dias TM, Alves MS, Duarte

Leia mais

ADENOMA PLEOMÓRFICO: DESAFIOS DO TRATAMENTO A Propósito de Um Caso Clínico

ADENOMA PLEOMÓRFICO: DESAFIOS DO TRATAMENTO A Propósito de Um Caso Clínico Serviço de Radioterapia Directora de Serviço: Dra. Gabriela Pinto ADENOMA PLEOMÓRFICO: DESAFIOS DO TRATAMENTO A Propósito de Um Caso Clínico Rita da Costa Lago / Darlene Rodrigues / Joana Pinheiro / Lurdes

Leia mais

Internamentos Hospitalares por VIH/SIDA em Portugal 2006: Modelos de Fragilidades na Sobrevivência

Internamentos Hospitalares por VIH/SIDA em Portugal 2006: Modelos de Fragilidades na Sobrevivência 1 XVIII Congresso Mundial de Epidemiologia Internamentos Hospitalares por VIH/SIDA em Portugal 2006: Modelos de Fragilidades na Sobrevivência S. Dias 1,2, R. O. Martins 2, V. Andreozzi 3, J. Torgal 1 sdias@isegi.unl.pt

Leia mais

Ocarcinoma epidermóide de hipofaringe tem apresentação

Ocarcinoma epidermóide de hipofaringe tem apresentação Impacto da associação terapêutica na sobrevida livre de doença no câncer da hipofaringe 385 Artigo Original Impacto da associação terapêutica na sobrevida livre de doença no câncer da hipofaringe Impact

Leia mais

RADIOTERAPIA ADJUVANTE NO CÂNCER DO ENDOMÉTRIO

RADIOTERAPIA ADJUVANTE NO CÂNCER DO ENDOMÉTRIO XI Congresso Brasileiro de Radioterapia RADIOTERAPIA ADJUVANTE NO CÂNCER DO ENDOMÉTRIO FELIPE QUINTINO KUHNEN Hospital de Caridade Florianópolis, SC CEPON Florianópolis, SC Hospital São José Criciúma,

Leia mais

- Papel da Quimioterapia Neo e

- Papel da Quimioterapia Neo e Carcinoma Urotelial de Bexiga: Tratamento Sistêmico na Doença Músculo-Invasiva - Papel da Quimioterapia Neo e Adjuvante Igor A. Protzner Morbeck, MD, MSc Prof. Medicina Interna Univ. Católica de Brasília

Leia mais

PERFIL CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICO DE CÂNCER DE BOCA EM IDOSOS CLINICAL AND EPIDEMIOLOGICAL PROFILE MOUTH CANCER IN THE ELDERLY

PERFIL CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICO DE CÂNCER DE BOCA EM IDOSOS CLINICAL AND EPIDEMIOLOGICAL PROFILE MOUTH CANCER IN THE ELDERLY PERFIL CLÍNICO-EPIDEMIOLÓGICO DE CÂNCER DE BOCA EM IDOSOS CLINICAL AND EPIDEMIOLOGICAL PROFILE MOUTH CANCER IN THE ELDERLY PERFIL CLÍNICO Y EPIDEMIOLÓGICO CÁNCER DE BOCA EN PERSONAS MAYORES Rafael de Medeiros

Leia mais

câncer de esôfago e estômago Quais os melhores esquemas?

câncer de esôfago e estômago Quais os melhores esquemas? Tratamento combinado em câncer de esôfago e estômago Quais os melhores esquemas? Dr. André Sasse Oncologista Clínico sasse@cevon.com.br Centro de Evidências em Oncologia HC UNICAMP Centro de Evidências

Leia mais

A PTHi PODE PREVER AS VARIAÇÕES DO CÁLCIO APÓS TIROIDECTOMIA TOTAL?

A PTHi PODE PREVER AS VARIAÇÕES DO CÁLCIO APÓS TIROIDECTOMIA TOTAL? A PTHi PODE PREVER AS VARIAÇÕES DO CÁLCIO APÓS TIROIDECTOMIA TOTAL? Hospital de Braga Serviço de Cirurgia Director: Dr. Mesquita Rodrigues Unidade de Cabeça e Pescoço Responsável: Dr. Pedro Koch Sónia

Leia mais

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc

Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Brazilian Journal of Otorhinolaryngology ISSN: 1808-8694 revista@aborlccf.org.br Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico- Facial Brasil da Graça Caminha Vidal, Maria; Cervantes,

Leia mais

O Seguimento nas Recidivas Loco-regionais no Câncer Boca e Orofaringe

O Seguimento nas Recidivas Loco-regionais no Câncer Boca e Orofaringe Artigo Original O Seguimento nas Recidivas Loco-regionais no Câncer Boca e Orofaringe The follow Up for the Locoregional Recurrences of Oral and Oropharyngeal Cancer Helma Maria Chedid*, Sergio Altino

Leia mais

Rodrigo de Morais Hanriot Radioterapeuta Sênior Hospital Israelita Albert Einstein e Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Rodrigo de Morais Hanriot Radioterapeuta Sênior Hospital Israelita Albert Einstein e Hospital Alemão Oswaldo Cruz Os Trabalhos/Abstracts mais Relevantes em Câncer Ginecológico Rodrigo de Morais Hanriot Radioterapeuta Sênior Hospital Israelita Albert Einstein e Hospital Alemão Oswaldo Cruz Índice Neoplasia endometrial

Leia mais