Radioatividade X Prof. Neif Nagib

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Radioatividade X Prof. Neif Nagib"

Transcrição

1 Radioatividade X Prof. Neif Nagib

2 Breve Histórico Em 1895, Wilhem Röntgen descobriu os raios X, que eram úteis mas misteriosos.

3 A descoberta da radioatividade ocorreu, casualmente, por Henri Becquerel, em 1896, ao estudar as impressões feitas em papel fotográfico por sais de urânio, quando eram expostos à luz solar.

4 Os estudos do casal Pierre e Marie Curie, após a descoberta de Becquerel, levaram à descoberta do polônio e do rádio, sendo este muito mais ativo que o urânio.

5 O Átomo e seu Núcleo

6 O que é Radioatividade? É o fenômeno em que um núcleo instável emite espontaneamente entidades (partículas, ondas), transformando-se em outro núcleo mais estável.

7 Características O fenômeno da radioatividade é exclusivamente nuclear. Ele não é afetado por nenhum fator, físico ou químico.

8 Tipos de Radiação

9 A Radiação Alfa 2 prótons + 2 nêutrons

10 A Radiação Beta 1 elétron

11 Poder de Penetração (Pb) concreto h

12 1 ª Lei (Soddy) Leis da Radioatividade 2 ª Lei (Soddy, Fajans e Russel)

13 Meia-vida Tempo necessário para que a atividade radioativa de uma amostra seja reduzida à metade da atividade inicial.

14 Fissão Nuclear

15 Fissão Nuclear: a Reação em Cadeia

16 Energia Liberada A fissão completa de 1kg de 235 U libera aproximadamente 8 x joules, suficiente para ferver 270 milhões de litros de água.

17 O Lado Bom

18 Controle da Fissão nos Reatores A reação acontece dentro de varetas que compõem o elemento combustível. Dentro dele há também barras de controle - feitas de material que absorve nêutrons, controlando o processo. Quando as barras "entram totalmente" no elemento combustível, o reator para; quando saem, ele é ativado.

19 Fusão Nuclear

20 Aplicações da Radioatividade Radioterapia

21 Um Grande Problema O LIXO ATÔMICO

22 Irradiação e Contaminação Irradiação é a exposição de um objeto ou um corpo à radiação, o que pode ocorrer à distância, sem necessidade de contato. Irradiar não significa contaminar.

23 Irradiação e Contaminação Contaminação, radioativa ou não, caracterizase pela presença indesejável de um material em local onde não deveria estar.no caso de materiais radioativos, a contaminação gera irradiações. Para descontaminar um local, retira-se o material contaminante. IRRADIAÇÃO NÃO CONTAMINA, MAS CONTAMINAÇÃO IRRADIA.

24 Exercícios de Radioatividade 01. Considere a ingestão de um comprimido que contenha 100mg de ciprofibrato - medicamento utilizado para o controle da concentração de colesterol no sangue - e que a sua absorção pelo organismo seja total. Considere, ainda, que a meia vida do ciprofibrato, no plasma sangüíneo, é de 96 horas. Determine o tempo, em dias, para que a quantidade de ciprofibrato no plasma sangüíneo se reduza a 6,25mg. 100mg mg mg ,5mg ,25mg 96h 96h 96h 96h Cálculo do tempo: T = 96h. 4 = 384h, ou seja, 16 dias.

25 02. A produção de energia nas usinas de Angra 1 e Angra 2 é baseada na fissão nuclear de átomos de urânio radioativo 238 U. O urânio é obtido a partir de jazidas minerais, na região de Caetité, localizada na Bahia, onde é beneficiado até a obtenção de um concentrado bruto de U 3 O 8, também chamado de "yellowcake". O concentrado bruto de urânio é processado através de uma série de etapas até chegar ao hexafluoreto de urânio, composto que será submetido ao processo final de enriquecimento no isótopo radioativo 238 U. O rejeito produzido na etapa de refino contém 206 Pb oriundo do decaimento radioativo do 238 U. Calcule o número de partículas alfa e beta emitidas pelo 238 U para produzir o 206 Pb.

26 A sequência radioativa pode ser representada assim : 92U 238 x y Pb 206 Cálculo da massa: 238 = 4x x = X = 32/4 X = 8, ou seja, 8 emissões Alfa Cálculo do nº atômico: 92 = 2(8) + (-1)y = 16 y Y = Y = 6, ou seja, 6 emissões Beta

27 03. Na figura abaixo observa se os tipos de radiação emitidas por uma amostra de rádio-226 e os desvios sofridos por elas devido à ação de um campo elétrico uniforme. Observando a figura, relacione as radiações (alfa), (beta) e γ (gama) aos percursos 1, 2, e 3. Justifique sua resposta. 1 Beta, por ser um emissão negativa é atraída pelo pólo positiva. 2 Gama 3 Alfa, por ser um emissão positiva é atraída pelo pólo negativo.

Aula 25 Radioatividade

Aula 25 Radioatividade Aula 25 Radioatividade A radioatividade foi descoberta pelo físico francês Antonie Henri Becquerel, ele havia descoberto um minério de urânio que, ao ser colocado sobre uma chapa fotográfica envolta em

Leia mais

15/08/2017. É a propriedade que os núcleos instáveis possuem de emitir partículas e radiações eletromagnéticas, para se tornarem estáveis.

15/08/2017. É a propriedade que os núcleos instáveis possuem de emitir partículas e radiações eletromagnéticas, para se tornarem estáveis. É a propriedade que os núcleos instáveis possuem de emitir partículas e radiações eletromagnéticas, para se tornarem estáveis. 1 Descoberta dos raios X No final do século XIX, o físico alemão Wilheim Konrad

Leia mais

Como definir a estabilidade de um átomo? Depende. Eletrosfera. Núcleo. Radioatividade

Como definir a estabilidade de um átomo? Depende. Eletrosfera. Núcleo. Radioatividade Como definir a estabilidade de um átomo? Depende Eletrosfera Ligações Núcleo Radioatividade O que é radioatividade? Tem alguma ver com radiação? Radiação eletromagnética Ampla faixa de frequência Modelos

Leia mais

Perguntas do Jogo sobre Radioatividade

Perguntas do Jogo sobre Radioatividade Perguntas do Jogo sobre Radioatividade 1) Quem foi o descobridor da radioatividade? a) Pierre Curie; b) Marie Curie; c) Henri Becquerel. 2) O que são raios X? a) Radiação eletromagnética resultante da

Leia mais

LOGO. Radioatividade. Profa. Núria Galacini

LOGO. Radioatividade. Profa. Núria Galacini LOGO Radioatividade Profa. Núria Galacini Radioatividade Breve Histórico: 1896: Antoine-Henri Becquerel percebeu que um sal de urânio sensibilizava o negativo de um filme fotográfico, recoberto por papel

Leia mais

Apostila de Química 03 Radioatividade

Apostila de Química 03 Radioatividade Apostila de Química 03 Radioatividade 1.0 Histórico Em 1896, acidentalmente, Becquerel descobriu a radioatividade natural, ao observar que o sulfato duplo de potássio e uranila: K2(UO2)(SO4)2 conseguia

Leia mais

Física Nuclear: Radioatividade

Física Nuclear: Radioatividade Física Nuclear: Radioatividade Descoberta da Radioatividade Becquerel, estudando fenômenos de fluorescência e raios-x Observava fluorescência no Urânio quando exposto ao Sol. Becquerel protegia uma chapa

Leia mais

Física Nuclear: Radioatividade

Física Nuclear: Radioatividade Física Nuclear: Radioatividade Descoberta da Radioatividade Becquerel, estudando fenômenos de fluorescência e raios-x Observava fluorescência no Urânio quando exposto ao Sol. Becquerel protegia uma chapa

Leia mais

RADIOATIVIDADE. É o fenômeno onde núcleos instáveis emitem partículas e radiação, transformando-se em outros átomos.

RADIOATIVIDADE. É o fenômeno onde núcleos instáveis emitem partículas e radiação, transformando-se em outros átomos. RADIOATIVIDADE É o fenômeno onde núcleos instáveis emitem partículas e radiação, transformando-se em outros átomos. Marie Curie Descobriu a Radioatividade com Pierre Curie e Becquerel. Descobriu dois

Leia mais

RADIOATIVIDADE E FÍSICA NUCLEAR

RADIOATIVIDADE E FÍSICA NUCLEAR RADIOATIVIDADE E FÍSICA NUCLEAR O começo... 1895 Wilhelm Conrad Roengten descobre a radiação X 1896 Antoine Henri Bequerel descobriu que determinado material emitia radiações espontâneas radioatividade

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Lista de exercícios de Química - 2º Bimestre Nome: Ano: 9ºA/B/C Prof. Marcos Miranda N.: / /17 Constituição da matéria Elementos químicos e a representação atômica

Leia mais

Lista 1 - Radioatividade

Lista 1 - Radioatividade 1. Para cada um dos radionuclídeos mostrados a seguir, escreva a equação que representa a emissão radioativa. Consulte a tabela periódica. a) b) c) d) e) 222 86 Rn, um alfa emissor presente no ar. 235

Leia mais

HISTÓRICO 1895 WILHEM ROENTGEN

HISTÓRICO 1895 WILHEM ROENTGEN Prof. Edson Cruz HISTÓRICO 1895 WILHEM ROENTGEN Investiga o fenômeno da luminescência; (emissão de luz por uma substância excitada por uma radiação eletromagnética). Tubo de raios catódicos emitiam uma

Leia mais

SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA.

SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA. SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA. QUESTÕES Exercícios de Radiatividade 01) O que acontece com o número atômico (Z) e o número de massa (A) de um núcleo radiativo quando ele emite uma partícula

Leia mais

1896, : K2(UO2)(SO4)2,

1896, : K2(UO2)(SO4)2, RADIOATIVIDADE Radioatividade Histórico: Em 1896, acidentalmente, Becquerel descobriu a radioatividade natural, ao observar que o sulfato duplo de potássio e uranila : K 2 (UO 2 )(SO 4 ) 2, conseguia impressionar

Leia mais

Eletromagnetismo: radiação eletromagnética

Eletromagnetismo: radiação eletromagnética 29 30 31 32 RADIAÇÕES NUCLEARES Como vimos nos textos anteriores, o interior da matéria no domínio atômico, inacessível ao toque e olhar humano, é percebido e analisado somente através das radiações eletromagnéticas

Leia mais

Aula 21 Física Nuclear

Aula 21 Física Nuclear Aula 21 Física 4 Ref. Halliday Volume4 Sumário Descobrindo o Núcleo; Algumas Propriedades Nucleares; Decaimento Radioativo; Decaimento Alfa; Decaimento Beta; Radiação Ionizante; Analisando os dados, Rutherford

Leia mais

Descoberta do núcleo. Forças nucleares. Nuclídeos experimento de Rutherford Núcleo pequeno e positivo

Descoberta do núcleo. Forças nucleares. Nuclídeos experimento de Rutherford Núcleo pequeno e positivo Descoberta do núcleo 1911- experimento de Rutherford Núcleo pequeno e positivo Raio nuclear: fentometro (1 fm = 10-15 m) Razão entre os raios (r): r núcleo / r átomo = 10-4 Forças nucleares Prótons muito

Leia mais

É a capacidade que certos átomos possuem de emitir radiações eletromagnéticas e partículas de seus núcleos instáveis com o objetivo de adquirir

É a capacidade que certos átomos possuem de emitir radiações eletromagnéticas e partículas de seus núcleos instáveis com o objetivo de adquirir RADIOATIVIDADE CONCEITO DE RADIOATIVIDADE: É a capacidade que certos átomos possuem de emitir radiações eletromagnéticas e partículas de seus núcleos instáveis com o objetivo de adquirir estabilidade.

Leia mais

Leonnardo Cruvinel Furquim PROCESSOS NUCLEARES

Leonnardo Cruvinel Furquim PROCESSOS NUCLEARES Leonnardo Cruvinel Furquim PROCESSOS NUCLEARES Radioatividade Três espécies de emissões radioativas naturais foram identificadas e caracterizadas e foi demonstrado que todas são emitidas pelo núcleo atomico,

Leia mais

Demócrito. Demócrito a.c. Filósofo grego. A matéria é formada por partículas indivisíveis chamadas átomos.

Demócrito. Demócrito a.c. Filósofo grego. A matéria é formada por partículas indivisíveis chamadas átomos. Atomística Demócrito Demócrito 460-370 a.c. Filósofo grego. A matéria é formada por partículas indivisíveis chamadas átomos. Lavoisier NADA SE PERDE NADA SE CRIA TUDO SE TRANSFORMA Dalton BASEADO NA LEI

Leia mais

Radioatividade além da usina nuclear

Radioatividade além da usina nuclear Radioatividade além da usina nuclear Spoiler da aula Vídeos Vídeo 1 Acelerador de partículas Vídeo 2 Acidentes nucleares Césio em Goiás Leitura Texto 1 Conheça um acelerador de partículas e descubra para

Leia mais

Radioatividade. Profa. Amanda Amantes Neiva Ribeiro

Radioatividade. Profa. Amanda Amantes Neiva Ribeiro Radioatividade Profa. Amanda Amantes Neiva Ribeiro O que é? A Radioatividade está ligada diretamente ao núcleo n do átomo, que sofre alteração ao final do processo. Trata-se basicamente da emissão de partículas

Leia mais

QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 30 RADIOATIVIDADE - PARTE 1

QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 30 RADIOATIVIDADE - PARTE 1 QUÍMICA - 2 o ANO MÓDULO 30 RADIOATIVIDADE - PARTE 1 Núcleos estáveis com excesso de energia (radioativos) Excesso de energia emitida em forma de matéria (partículas) radiação radiação α β emitida em forma

Leia mais

Semana 06. A partir da injeção de glicose marcada com esse nuclídeo, o tempo de aquisição de uma imagem de tomografia é cinco meias-vidas.

Semana 06. A partir da injeção de glicose marcada com esse nuclídeo, o tempo de aquisição de uma imagem de tomografia é cinco meias-vidas. 01. (Enem 2ª aplicação 2016) A energia nuclear é uma alternativa aos combustíveis fósseis que, se não gerenciada de forma correta, pode causar impactos ambientais graves. O princípio da geração dessa energia

Leia mais

O Decaimento Radioativo (6 aula)

O Decaimento Radioativo (6 aula) O Decaimento Radioativo (6 aula) O decaimento Radioativo Famílias Radioativas Formação do Material Radioativo O Decaimento Radioativo Quando um átomo instável emite partículas a, b, ou radiação g, ele

Leia mais

FÍSICA MÉDICA. Aula 04 Desintegração Nuclear. Prof. Me. Wangner Barbosa da Costa

FÍSICA MÉDICA. Aula 04 Desintegração Nuclear. Prof. Me. Wangner Barbosa da Costa FÍSICA MÉDICA Aula 04 Desintegração Nuclear Prof. Me. Wangner Barbosa da Costa Desintegração Nuclear Núcleos prótons e nêutrons. Elemento com diferentes nº de nêutrons são chamados de isótopos. Núcleos

Leia mais

Química Fascículo 04 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida

Química Fascículo 04 Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida Química Fascículo Elisabeth Pontes Araújo Elizabeth Loureiro Zink José Ricardo Lemes de Almeida Índice Radioatividade...1 Exercícios... Gabarito...3 Radioatividade É a emissão de Radiação de um núcleo

Leia mais

Os fundamentos da Física Volume 3 1. Resumo do capítulo

Os fundamentos da Física Volume 3 1. Resumo do capítulo Os fundamentos da Física Volume 1 Capítulo 0 Física Nuclear AS FORÇAS FUNDAMENTAIS DA NATUREZA Força nuclear forte Mantém a coesão do núcleo atômico. Intensidade 10 8 vezes maior do que a força gravitacional.

Leia mais

Figura 1: Fotos dos cogumelos formados após a explosão das bombas nucleares Little Boy (à esquerda Hiroshima) e Fat Man (à direita Nagasaki).

Figura 1: Fotos dos cogumelos formados após a explosão das bombas nucleares Little Boy (à esquerda Hiroshima) e Fat Man (à direita Nagasaki). O Núcleo Atômico É do conhecimento de todos o enorme poder energético contido no núcleo dos átomos! Quem nunca ouviu falar sobre as bombas nucleares que foram lançadas, no final da II Guerra Mundial, nas

Leia mais

Demócrito. Demócrito a.c. Filósofo grego. A matéria é formada por partículas indivisíveis chamadas átomos.

Demócrito. Demócrito a.c. Filósofo grego. A matéria é formada por partículas indivisíveis chamadas átomos. Atomística Demócrito Demócrito 460-370 a.c. Filósofo grego. A matéria é formada por partículas indivisíveis chamadas átomos. Lavoisier NADA SE PERDE NADA SE CRIA TUDO SE TRANSFORMA Dalton BASEADO NA LEI

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Física Departamento de Física. FIS01184 Física IV-C Área 3 Lista 2

Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Física Departamento de Física. FIS01184 Física IV-C Área 3 Lista 2 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Física FIS01184 Física IV-C Área 3 Lista 2 1.Calcule a distância máxima de aproximação para uma colisão frontal entre uma partícula

Leia mais

Raios-x. Proteção e higiene das Radiações Profª: Marina de Carvalho CETEA

Raios-x. Proteção e higiene das Radiações Profª: Marina de Carvalho CETEA Raios-x Proteção e higiene das Radiações Profª: Marina de Carvalho CETEA Materiais Radioativos 1896 o físico Francês Becquerel descobriu que sais de Urânio emitia radiação capaz de produzir sombras de

Leia mais

MODELOS ATÔMICOS MÓDULO 1 TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS

MODELOS ATÔMICOS MÓDULO 1 TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS MODELOS ATÔMICOS MÓDULO 1 TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS MODELOS ATÔMICOS MODELO DE DEMÓCRITO & LEUCIPO MODELO FILOSÓFICO 1 A matéria NÃO pode ser dividida infinitamente. 2 A matéria tem um limite com as características

Leia mais

Descoberta do Núcleo

Descoberta do Núcleo Unidade 2: Aula 4 (1a. Parte) Núcleo Atômico Descoberta do Núcleo Propriedades dos Núcleos Forças Nucleares Estabilidade Nuclear Ressonância Magnética Nuclear Consultas http://hyperphysics.phy-astr.gsu.edu/hbase/nuccon.html#nuccon

Leia mais

a) Escrever a equação nuclear balanceada que representa a reação que leva à emissão do positrão.

a) Escrever a equação nuclear balanceada que representa a reação que leva à emissão do positrão. A PET permite obter imagens com maiores detalhes, e menor exposição à radiação do que outras técnicas tomográficas. A técnica de PET pode utilizar compostos marcados com 6 C 11. Este isótopo emite um positrão,

Leia mais

Radioatividade. Prof. Fred

Radioatividade. Prof. Fred Radioatividade Prof. Fred Radioatividade, uma introdução Radioatividade O homem sempre conviveu com a radioatividade. Raios cósmicos Fótons, elétrons, múons,... Radioatividade natural: Primordiais urânio,

Leia mais

1. (Ibmecrj 2013) Radioatividade após acidente de Fukushima causou mutação nas borboletas

1. (Ibmecrj 2013) Radioatividade após acidente de Fukushima causou mutação nas borboletas 1. (Ibmecrj 2013) Radioatividade após acidente de Fukushima causou mutação nas borboletas Mutações genéticas foram detectadas em três gerações de borboletas nos arredores da central nuclear japonesa de

Leia mais

RADIOATIVIDADE DEFINIÇÃO

RADIOATIVIDADE DEFINIÇÃO RADIOATIVIDADE DEFINIÇÃO ATIVIDADE QUE CERTOS ÁTOMOS POSSUEM DE EMITIR RADIAÇÕES ELETROMAGNÉTICAS E PARTÍCULAS DE SEUS NÚCLEOS INSTÁVEIS COM O PROPÓSITO DE ADQUIRIR ESTABILIDADE ESTABILIDADE NUCLEAR ADMITE-SE

Leia mais

Aula 21 Física Nuclear

Aula 21 Física Nuclear Aula 21 Física 4 Ref. Halliday Volume4 Sumário Descobrindo o Núcleo; Algumas Propriedades Nucleares; Decaimento Radioativo; Decaimento Alfa; Decaimento Beta; Radiação Ionizante; Analisando os dados, Rutherford

Leia mais

Decaimento Radioativo

Decaimento Radioativo Unidade 3 Radioatividade Decaimento Radioativo Decaimentos Alfa, Beta, e Gama Nuclídeos Radioativos Datação Radioativa 14 C Medidas de Dose de Radiação Modelos Nucleares Marie e Pierre Curie Marie Curie

Leia mais

TEORIAS ATÔMICAS. Menor partícula possível de um elemento (Grécia antiga) John Dalton (1807)

TEORIAS ATÔMICAS. Menor partícula possível de um elemento (Grécia antiga) John Dalton (1807) TEORIAS ATÔMICAS Átomo Menor partícula possível de um elemento (Grécia antiga) John Dalton (1807) 1. Os elementos são constituídos por partículas extremamente pequenas chamadas átomos; 2. Todos os átomos

Leia mais

Radioatividade. Aula 08. Um pouco de História. Radiações. Aceleradores de Partículas

Radioatividade. Aula 08. Um pouco de História. Radiações. Aceleradores de Partículas Radioatividade Aula 08 Energias Químicas no Cotidiano É um fenômeno natural ou artificial, pelo qual algumas substâncias ou elementos químicos, chamados radioativos, são capazes de emitir radiações, as

Leia mais

ESTRUTURA DA MATÉRIA E O ÁTOMO

ESTRUTURA DA MATÉRIA E O ÁTOMO ESTRUTURA DA MATÉRIA E O ÁTOMO Todas as coisas existentes na natureza são constituídas de átomos ou suas combinações. Atualmente, sabemos que o átomo é a menor estrutura da matéria que apresenta as propriedades

Leia mais

CURSO DE RADIOPROTEÇÃO COM ÊNFASE NO USO, PREPARO E MANUSEIO DE FONTES RADIOATIVAS NÃO SELADAS

CURSO DE RADIOPROTEÇÃO COM ÊNFASE NO USO, PREPARO E MANUSEIO DE FONTES RADIOATIVAS NÃO SELADAS CURSO DE RADIOPROTEÇÃO COM ÊNFASE NO USO, PREPARO E MANUSEIO DE FONTES RADIOATIVAS NÃO SELADAS Walter Siqueira Paes DIVISÃO DE HIGIENE, SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO SETOR DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA PROGRAMAÇÃO

Leia mais

MATRIZ ENERGÉTICA MUNDIAL

MATRIZ ENERGÉTICA MUNDIAL UM FENÔMENO NUCLEAR 5% 14% 2% 9% MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA Renováveis (47%) 3% 37% 30% Biomassa Petróleo GN Nuclear 6% MATRIZ ENERGÉTICA MUNDIAL Biomassa Renováveis (13%) Petróleo 2% 1% 25% 10% 35%

Leia mais

Biofísica Bacharelado em Biologia

Biofísica Bacharelado em Biologia Biofísica Bacharelado em Biologia Prof. Dr. Sergio Pilling PARTE B Capítulo 6 Conceitos basicos sobre radiação. Modelos atómico e niveis de energia. Radiaoatividade. Objetivos: Nesta aula veremos alguns

Leia mais

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 53 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA

COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 53 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA GABARITO AV. PARCIAL DISCIPLINA: QUÍ. / BIO. COLÉGIO MONS. JOVINIANO BARRETO 53 ANOS DE HISTÓRIA ENSINO E DISCIPLINA QUEM NÃO É O MAIOR TEM QUE SER O MELHOR Rua Frei Vidal, 1621 São João do Tauape/Fone/Fax:

Leia mais

ESTRUTURA DA MATÉRIA E O ÁTOMO

ESTRUTURA DA MATÉRIA E O ÁTOMO ESTRUTURA DA MATÉRIA E O ÁTOMO Todas as coisas existentes na natureza são constituídas de átomos ou suas combinações. Atualmente, sabemos que o átomo é a menor estrutura da matéria que apresenta as propriedades

Leia mais

Quí. Monitor: Thamiris Gouvêa

Quí. Monitor: Thamiris Gouvêa Quí. Professor: Allan Rodrigues Monitor: Thamiris Gouvêa Radioatividade 15 ago RESUMO A radioatividade, que hoje conhecemos e utilizamos, estuda a emissão de radiações do núcleo instável de um átomo. Ou

Leia mais

Descoberta do Núcleo

Descoberta do Núcleo Unidade 3 Núcleo Atômico Descoberta do Núcleo Propriedades dos Núcleos Forças Nucleares Estabilidade Nuclear Ressonância Magnética Nuclear Consultas http://hyperphysics.phy-astr.gsu.edu/hbase/nuccon.html#nuccon

Leia mais

Lista de Exercícios 4 Bimestre

Lista de Exercícios 4 Bimestre X Z W 82Pb 83Bi 84Po 206 82Pb Considerando as informações fornecidas, pode-se afirmar que as radiações emitidas, x, z e w, correspondem, respectivamente, às radiações a) beta, beta e alfa. b) beta, gama

Leia mais

Calcule o calor de combustão do metano (CH 4) sabendo que: Entalpia de combustão ou calor de combustão é a variação de entalpia (ΔH) na reação de

Calcule o calor de combustão do metano (CH 4) sabendo que: Entalpia de combustão ou calor de combustão é a variação de entalpia (ΔH) na reação de TERMOQUÍMICA Cálculo de Entalpia - Reação balanceada - Reação global através da Lei de Hess uma equação termoquímica pode ser expressa pela soma de 2 ou mais equações. Forma de determinar a energia absorvida

Leia mais

RADIOATIVIDADE. Manoel S. D Agrella Filho

RADIOATIVIDADE. Manoel S. D Agrella Filho RADIOATIVIDADE Manoel S. D Agrella Filho RADIOATIVIDADE Em 1896, Henry Becquerel deixou um minério de Urânio em cima de uma placa fotográfica não revelada. Depois de revelada, o filme mostrou o contorno

Leia mais

Professor Edson Cruz

Professor Edson Cruz Professor Edson Cruz A RADIOATIVIDADE E A NECESSIDADE DE NOVAS PESQUISAS Wilhelm RÖNTGEN (1845-1923) Estudava raios emitidos pela ampola de Crookes. Repentinamente, notou que raios desconhecidos saíam

Leia mais

Aula 12 Relatividade. Física 4 Ref. Halliday Volume4. Profa. Keli F. Seidel

Aula 12 Relatividade. Física 4 Ref. Halliday Volume4. Profa. Keli F. Seidel Aula 12 Relatividade Física 4 Ref. Halliday Volume4 ...RELATIVIDADE RESTRITA Sumário Uma nova interpretação do momento linear Uma nova interpretação da Momento e Cinética O que muda em outros conceitos

Leia mais

QUESTÕES DE FÍSICA MODERNA

QUESTÕES DE FÍSICA MODERNA QUESTÕES DE FÍSICA MODERNA 1) Em diodos emissores de luz, conhecidos como LEDs, a emissão de luz ocorre quando elétrons passam de um nível de maior energia para um outro de menor energia. Dois tipos comuns

Leia mais

Modelos Atômicos. Aula Especial Química Prof. Bernardo Verano

Modelos Atômicos. Aula Especial Química Prof. Bernardo Verano Primeira idéia sobre o átomo (evolução histórica) No ano 450 a.c., dois filósofos gregos, Demócrito e Leucipo, imaginaram que se pegássemos um corpo qualquer e o fôssemos dividindo sucessivas vezes, haveria

Leia mais

Capítulo 43: Energia Nuclear

Capítulo 43: Energia Nuclear Cap. 43: Sumário A Fissão do Urânio: O Processo Básico; Um Modelo para a Fissão Nuclear; O Reator Nuclear; Fusão Termonuclear: O Processo Básico A Fusão termonuclear no Sol; Fusão Termonuclear Controlada.

Leia mais

1ª e 2 ª Lista de Exercícios de Química Geral - Estrutura Atômica

1ª e 2 ª Lista de Exercícios de Química Geral - Estrutura Atômica 1ª e 2 ª Lista de Exercícios de Química Geral - Estrutura Atômica Prof. Dr. Newton Luiz Dias Filho 1) a) Qual é a frequência de radiação que tem um comprimento de onda de 0,452 pm? b) Qual é o comprimento

Leia mais

7- (FUVEST) Em 1995, o elemento de número atômico 111 foi sintetizado pela transformação nuclear: 64 28

7- (FUVEST) Em 1995, o elemento de número atômico 111 foi sintetizado pela transformação nuclear: 64 28 RADIOATIVIDADE 1- (ENEM) O funcionamento de uma usina nucleoelétrica típica baseia-se na liberação de energia resultante da divisão do núcleo de urânio em núcleos de menor massa, processo conhecido como

Leia mais

NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA

NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA Prof. Carlos R. A. Lima CAPÍTULO 16 PROCESSOS E REAÇÕES NUCLEARES Edição Agosto de 2007 CAPÍTULO 08 PROCESSOS E REAÇÕES NUCLEARES ÍNDICE 16.1- Introdução 16.2- Radioatividade

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Professor: Augusto Sampaio. Conceitos Básicos Sobre Medicina Nuclear.

APRESENTAÇÃO. Professor: Augusto Sampaio. Conceitos Básicos Sobre Medicina Nuclear. MEDICINA NUCLEAR APRESENTAÇÃO Professor: Augusto Sampaio Conceitos Básicos Sobre Medicina Nuclear. O que é Medicina Nuclear? Medicina Nuclear é uma especialidade que emprega fontes abertas de materiais

Leia mais

Outro exemplo de fissão acontece quando um próton, com uma energia cinética de 0,15 MeV, penetra e é absorvido por um núcleo de lítio 7 (Fig.

Outro exemplo de fissão acontece quando um próton, com uma energia cinética de 0,15 MeV, penetra e é absorvido por um núcleo de lítio 7 (Fig. Fissão Nuclear Fissão nuclear é o processo pelo qual um núcleo de número de massa grande se divide em dois fragmentos de números de massa comparáveis. Os núcleos com número de massa grande estão sujeitos

Leia mais

Gabaritos Resolvidos Energia Química Semiextensivo V4 Frente A

Gabaritos Resolvidos Energia Química Semiextensivo V4 Frente A 01) A 02) D 03) A 1 04) B a) Certa NOX diminui, ganha 2 elétrons, sofre redução; b) Errada o zinco sofre oxidação sendo portanto, agente redutor; c) Certa ganha 2 elétrons; d) Certa perde 2 elétrons onde

Leia mais

Química Acácio Ferreira Exercícios

Química Acácio Ferreira Exercícios 1 É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR www.estudioaulas.com.br 01 (Idecan/CNEN/Técnico em Química/2014) No processo de desintegração do 210 Pb é formado o 210 Bi. É correto afirmar que A) envolve a radiação

Leia mais

Disciplina: MAF 2130 Química aplicada às engenharias

Disciplina: MAF 2130 Química aplicada às engenharias Pontifícia Universidade Católica de Goiás Av. Universitária 1.440, Setor Universitário Goiânia-GO, CEP: 74605-010 Fone: +55 62 3946-1000 Disciplina: MAF 2130 Química aplicada às engenharias Prof. Dr. Julio

Leia mais

CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINA: BIOFÍSICA 3 período BIOFÍSICA DAS RADIAÇÕES Prof.a: Érica Muniz

CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINA: BIOFÍSICA 3 período BIOFÍSICA DAS RADIAÇÕES Prof.a: Érica Muniz CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINA: BIOFÍSICA 3 período BIOFÍSICA DAS RADIAÇÕES Prof.a: Érica Muniz RADIAÇÃO Radiação é a propagação de energia de um meio para outro através de ondas eletromagnéticas

Leia mais

NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE QUÍMICA I - TURMA 222 PROFª MARICLEIDE 3º BIMESTRE

NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE QUÍMICA I - TURMA 222 PROFª MARICLEIDE 3º BIMESTRE DATA: / / 1925 *** COLÉGIO MALLET SOARES *** 2016 91 ANOS DE TRADIÇÃO, RENOVAÇÃO E QUALIDADE DEPARTAMENTO DE ENSINO NOTA: NOME: N CADERNO DE REC. PARALELA DE QUÍMICA I - TURMA 222 PROFª MARICLEIDE 3º BIMESTRE

Leia mais

RADIOATIVIDADE QUÍMICA

RADIOATIVIDADE QUÍMICA O QUE ESTAS IMAGENS TEM EM COMUM? RADIOATIVIDADE QUÍMICA HISTÓRICO HISTÓRICO 1895 WILHEM ROENTGEN Investiga o fenômeno da luminescência; (emissão de luz por uma substância excitada por uma radiação eletromagnética).

Leia mais

Recomendação de vídeo!

Recomendação de vídeo! Radioatividade 1 Recomendação de vídeo! Trabalho muito criativo feito pela aluna Adrienne, sobre a Marie Curie: https://atmosferavds.wordpress.com/2015/12/22/talk-show-radio-show/ https://atmosferavds.wordpress.com/2015/12/23/talk-show-final-alternativo-de-radioshow/

Leia mais

Renato Carlos Tonin Ghiotto. Carlos Alberto Fonzar Pintão Américo Seitiro Tabata. Momotaro Imaizumi Carlos Alberto Soufen Geraldo Luis Palma.

Renato Carlos Tonin Ghiotto. Carlos Alberto Fonzar Pintão Américo Seitiro Tabata. Momotaro Imaizumi Carlos Alberto Soufen Geraldo Luis Palma. Energia Nuclear Renato Carlos Tonin Ghiotto. Carlos Alberto Fonzar Pintão Américo Seitiro Tabata. Momotaro Imaizumi Carlos Alberto Soufen Geraldo Luis Palma. Notação UNIDADES DE ENERGIA 1-)Energia para

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3B

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3B CADERNO DE EXERCÍCIOS B Ensino Médio Ciências da Natureza I Conteúdo Habilidade da Questão Matriz da EJA/FB Reações nucleares. H58 Equação Exponencial H . (UFU MG/009) Considere a figura abaixo, retirada

Leia mais

Introdução à Astrofísica. Lição 21 Fontes de Energia Estelar

Introdução à Astrofísica. Lição 21 Fontes de Energia Estelar Introdução à Astrofísica Lição 21 Fontes de Energia Estelar A taxa de energia que sai de uma estrela é extremamente grande, contudo ainda não tratamos da questão que relaciona à fonte de toda essa energia.

Leia mais

O QUE É UM ÁTOMO? PROF. NÍLIA

O QUE É UM ÁTOMO? PROF. NÍLIA PROF. NÍLIA O QUE É UM ÁTOMO? Todas as coisas existentes na natureza são constituídas de átomos ou suas combinações. NÚCLEO, onde fica concentrada a massa, como o Sol, e em partículas girando em seu redor,

Leia mais

Estrutura Atômica. Descrever a estrutura do átomo e definir seus termos fundamentais;

Estrutura Atômica. Descrever a estrutura do átomo e definir seus termos fundamentais; Estrutura Atômica Objetivos Descrever a estrutura do átomo e definir seus termos fundamentais; Estudar a evolução histórica do modelo atômico para conhecer os fundamentos da Tabela Periódica Átomos e Elementos

Leia mais

Radioatividade Ambiental. Paulo Sergio Cardoso da Silva. Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN

Radioatividade Ambiental. Paulo Sergio Cardoso da Silva. Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN Radioatividade Ambiental Paulo Sergio Cardoso da Silva Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN nucleons A ESTRUTURA DO NÚCLEO O número atômico (Z) corresponde ao número de prótons presentes

Leia mais

Geofísica Nuclear. Introdução

Geofísica Nuclear. Introdução Geofísica Nuclear Introdução A radioatividade foi descoberta no resultado de um experimento feito por Henri Bequerel em 1876. Acidentalmente, Bequerel deixou amostras de sulfato de urânio e de potássio,

Leia mais

UFSC Universidade Federal de Santa Catarina

UFSC Universidade Federal de Santa Catarina UFSC Universidade Federal de Santa Catarina Curso de Física (2013.2) Disciplina: Laboratório de Física moderna Professor: Lucio Sartori Farenzena Acadêmico: Jaime, Paulo e Wanderson. PRÉ-RELATÓRIO DIOATIVIDADE

Leia mais

Átomos e Elementos. Objetivos. Compreender os átomos, sua estrutura e sua função; Estudar os fundamentos da química dos elementos

Átomos e Elementos. Objetivos. Compreender os átomos, sua estrutura e sua função; Estudar os fundamentos da química dos elementos Átomos e Elementos Objetivos Compreender os átomos, sua estrutura e sua função; Estudar os fundamentos da química dos elementos Átomos e Elementos Propriedades das Partículas Subatômicas Partícula Gramas

Leia mais

Demócrito. Demócrito a.c. Filósofo grego. A matéria é formada por partículas indivisíveis chamadas átomos.

Demócrito. Demócrito a.c. Filósofo grego. A matéria é formada por partículas indivisíveis chamadas átomos. Atomística Demócrito Demócrito 460-370 a.c. Filósofo grego. A matéria é formada por partículas indivisíveis chamadas átomos. Lavoisier NADA SE PERDE NADA SE CRIA TUDO SE TRANSFORMA Dalton BASEADO NA LEI

Leia mais

Desintegração Nuclear. Paulo R. Costa

Desintegração Nuclear. Paulo R. Costa Desintegração Nuclear Paulo R. Costa Sumário Introdução Massas atômicas e nucleares Razões para a desintegração nuclear Decaimento nuclear Introdução Unidades e SI Introdução Comprimento metro Tempo segundo

Leia mais

MODELO DE DALTON. professor na universidade inglesa New College (Manchester) e criador da primeira teoria atômica moderna ( ).

MODELO DE DALTON. professor na universidade inglesa New College (Manchester) e criador da primeira teoria atômica moderna ( ). TEORIAS ATÔMICAS MODELO DE DALTON John Dalton professor na universidade inglesa New College (Manchester) e criador da primeira teoria atômica moderna (1803-1807). Seu modelo surgiu a partir da quantificação

Leia mais

18/Maio/2016 Aula 21. Introdução à Física Nuclear. Estrutura e propriedades do núcleo. 20/Maio/2016 Aula 22

18/Maio/2016 Aula 21. Introdução à Física Nuclear. Estrutura e propriedades do núcleo. 20/Maio/2016 Aula 22 18/Maio/2016 Aula 21 Introdução à Física Nuclear Estrutura e propriedades do núcleo 20/Maio/2016 Aula 22 Radioactividade: Poder de penetração. Regras de conservação. Actividade radioactiva. Tempo de meia

Leia mais

Demócrito. Demócrito a.c. Filósofo grego. A matéria é formada por partículas indivisíveis chamadas átomos.

Demócrito. Demócrito a.c. Filósofo grego. A matéria é formada por partículas indivisíveis chamadas átomos. Atomística Demócrito Demócrito 460-370 a.c. Filósofo grego. A matéria é formada por partículas indivisíveis chamadas átomos. Lavoisier NADA SE PERDE NADA SE CRIA TUDO SE TRANSFORMA Dalton BASEADO NA LEI

Leia mais

1. (Fuvest) O cobalto-60 ( Co ), usado em hospitais, tem meiavida

1. (Fuvest) O cobalto-60 ( Co ), usado em hospitais, tem meiavida 1. (Fuvest) O cobalto-60 ( Co ), usado em hospitais, tem meiavida de 5 anos. Calcule quantos mols de cobalto-60 restarão após 20 anos em uma amostra que inicialmente continha 10g desse isótopo. 2. (Uerj)

Leia mais

Dosimetria e Proteção Radiológica

Dosimetria e Proteção Radiológica Dosimetria e Proteção Radiológica Prof. Dr. André L. C. Conceição Departamento Acadêmico de Física (DAFIS) Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica e Informática Industrial (CPGEI) Universidade

Leia mais

Foca na Medicina. Química Aula 1. Material do Aluno. Professor: Carlos Palha

Foca na Medicina. Química Aula 1. Material do Aluno. Professor: Carlos Palha Foca na Medicina Química Aula 1 Material do Aluno Professor: Carlos Palha Radioatividade: Introdução e conceitos fundamentais. Leis do decaimento radioativo. Aplicações do cotidiano. Datação. Fusão e fissão

Leia mais

Sumário. Espectros, Radiação e Energia

Sumário. Espectros, Radiação e Energia Sumário Das Estrelas ao átomo Unidade temática 1 Radiação ionizante e radiação não ionizante.. E suas aplicações. APSA 5 Espectro eletromagnético.. Radiação não ionizante São radiações não ionizantes as

Leia mais

Física Moderna- Exercícios

Física Moderna- Exercícios Física Moderna- Exercícios Professor Walescko 19 de dezembro de 2005 Sumário 1 Exercícios 1 2 Vestibulares UFRGS 4 3 Gabarito 10 1 Exercícios 1. Uma superfície está sendo iluminda por uma lâmpada. Nesse

Leia mais

Noções Básicas de Radioproteção e Gerenciamento de Rejeitos Radioativos

Noções Básicas de Radioproteção e Gerenciamento de Rejeitos Radioativos Noções Básicas de Radioproteção e Gerenciamento de Rejeitos Radioativos Curso de Extensão Universitária Instituto Butantan 25/05/2016 Dra. Mônica Spadafora Ferreira Pesquisadora Científica Laboratório

Leia mais

QUÍMICA ÁTOMOS. Professor: Rafael Odorico

QUÍMICA ÁTOMOS. Professor: Rafael Odorico QUÍMICA ÁTOMOS MODELO DE DALTON A matéria é formada por partículas extremamente pequenas chamadas átomos; Os átomos são esferas maciças e indivisíveis; Os átomos com as mesmas propriedades, constituem

Leia mais

Átomos, Moléculas e Íons

Átomos, Moléculas e Íons Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri Bacharelado em Ciência e Tecnologia Diamantina - MG Átomos, Moléculas e Íons Química Tecnológica I Prof a. Dr a. Flaviana Tavares Vieira A origem

Leia mais

A Natureza Elétrica dos Materiais

A Natureza Elétrica dos Materiais A Natureza Elétrica dos Materiais As primeiras ideias sobre a constituição da matéria Demócrito Gregos ÁTOMOS - A matéria possuia espaço vazio; - Indestrutíveis; - Dotadas de movimento; - Diversos formatos.

Leia mais

Química A Semiextensivo V. 4

Química A Semiextensivo V. 4 Semiextensivo V. 4 Exercícios 01) A HCl Cl 2 NaCl LiCl 2 HCl 3 HCl 4 +1 1 0 +1 +1 2 +1 +3 2 +1 +5 2 +1 +7 2 +1 +1 2 = 0 +1 +3 4 = 0 +1 +5 6 = 0 +1 +7 8 = 0 02) D 03) A 04) B 05) C substância simples C

Leia mais

O Surgimento e Desenvolvimento De Uma Anã Branca

O Surgimento e Desenvolvimento De Uma Anã Branca UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE FÍSICA Mestrado Profissional em Ensino de Física Vitor Cossich O Surgimento e Desenvolvimento De Uma Anã Branca IMAGEM: Concepção artística do sistema

Leia mais

Linha do Tempo. 400 a.c. Radioatividade. Demócrito. Dalton. Thomson. Rutherford Rutherford-Bohr Rutherford-Bohr (Chadwick)

Linha do Tempo. 400 a.c. Radioatividade. Demócrito. Dalton. Thomson. Rutherford Rutherford-Bohr Rutherford-Bohr (Chadwick) Linha do Tempo 400 a.c. 1808 1897 1911 1913 1932 Demócrito Dalton Radioatividade Thomson Rutherford Rutherford-Bohr Rutherford-Bohr (Chadwick) Evolução dos Modelos Atômicos Teoria dos quatro elementos

Leia mais

Tela 1. Imagem. Esboço da tela. texto

Tela 1. Imagem. Esboço da tela. texto emissões radioativas - cargas Texto: Existem na natureza alguns elementos químicos, cujos núcleos de seus átomos são fisicamente instáveis e estes, ao se desintegrarem, emitem energia sob forma de radiação,

Leia mais

POLUIÇÃO RADIOATIVA. Compilação: Dr. Jorge Luis Rodríguez Pérez

POLUIÇÃO RADIOATIVA. Compilação: Dr. Jorge Luis Rodríguez Pérez Compilação: Dr. Jorge Luis Rodríguez Pérez A tecnologia nuclear passou a ser desenvolvida a partir do momento em que o homem percebeu que para manter suas atividades precisava de mais energia. Embora,

Leia mais