QUESTIONÁRIO DO DIRETOR

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "QUESTIONÁRIO DO DIRETOR"

Transcrição

1 QUESTIONÁRIO DO DIRETOR Caro Diretor(a): este questionário faz parte de uma importante pesquisa sobre a educação nosso estado o SPAECE. O objetivo principal é conhecer os Gestores, suas práticas de gestão e seu contexto de trabalho. A seguir, você encontrará questões sobre vários temas, como a utilização do espaço escolar, recursos de informática, problemas enfrentados pelas escolas, entre outros. Sua opinião é muito importante. Reconhecemos a importância de seu trabalho nessa etapa e, desde já, agradecemos a sua colaboração. Obrigado e bom trabalho! 2010

2

3 Caro Diretor: Você levará, aproximadamente, 20 minutos para responder este questionário. Os dados produzidos serão sigilosos e não serão tratados individualmente. Não existem respostas certas ou erradas. Responda sempre de acordo com a sua realidade e assinale apenas uma alternativa por pergunta, exceto quando o enunciado solicitar a marcação de mais alternativas. Depois de responder ao questionário, transcreva as respostas para o cartão de resposta utilizando CANETA AZUL ou PRETA. Responda atentamente a cada questão. Sua opinião é muito importante. Obrigado e bom trabalho! 01. Sexo: A) Masculino. B) Feminino. 02. Como você se considera? A) Branco(a). B) Pardo(a). C) Negro(a). D) Amarelo(a). E) Indígena. 03. Faixa etária: A) Até 24 anos. B) De 25 a 29 anos. C) De 30 a 34 anos. D) De 35 a 39 anos. E) De 40 a 44 anos. F) De 45 a 49 anos. G) De 50 a 54 anos. H) De 55 a 59 anos. I) 60 ou mais. 04. Qual é o seu nível de escolaridade completo? A) Ensino Médio. (Vá para a questão 06.) B) Ensino Médio - Normal. (Vá para a questão 06.) C) Ensino Superior - Pedagogia. D) Ensino Superior - Normal Superior E) Ensino Superior - Licenciatura. F) Ensino Superior - Outros. 05. Dos cursos de pós-graduação abaixo, assinale a opção que corresponde a sua mais alta titulação. A) Especialização. (mínimo de 360 horas.) B) Mestrado. C) Doutorado ou posterior. D) Nenhum. 06. Há quantos anos você trabalha na área de Educação? A) Há menos de 2 anos B) Entre 2 e 5 anos. C) Entre 6 e 10 anos. D) Entre 11 e 15 anos. E) Entre 16 e 20 anos. F) Há mais de 21 anos. 07. Há quanto tempo você é diretor desta escola? A) Há menos de 1 ano. B) Entre 1 e 5 anos. C) Entre 6 e 10 anos. D) Entre 11 e 15 anos. E) Entre 16 e 20 anos. F) Há mais de 21 anos. 08. Sem contar esta gestão, quantas vezes você já foi diretor? A) Uma vez. B) Duas vezes. C) Três vezes. D) Quatro vezes. E) Cinco vezes. F) Seis vezes ou mais. G) Nenhuma, esta é minha primeira gestão. 09. Qual sua renda bruta, somando todos os seus rendimentos? A) Até R$ 510,00. B) De R$ 511,00 a R$ 1020,00. C) De R$ 1021,00 a R$ 1.530,00. D) De R$ 1.531,00 a R$ 2.040,00. E) De R$ 2.041,00 a R$ 2.550,00. F) De R$ 2.551,00 a R$ 3.570,00. G) De R$ 3.571,00 a R$ 5.100,00. H) Mais de R$ 5.101, Nos últimos dois anos, de quantas atividades de formação continuada, com carga horária igual ou superior a 40 horas, você participou? (Atualização, treinamento, capacitação etc.) A) Uma. B) Duas. C) Três. D) Quatro ou mais. E) Nenhuma. (Vá para a questão 12.) 11. A(s) Formação Continuada(s) que você fez contribuiu(ram) para a sua prática docente? 12. O Regimento Escolar desta escola foi elaborado? B) Está em fase de elaboração. C) Não. 13. Quantas vezes o Conselho Escolar desta escola se reuniu este ano? A) Uma vez. B) Duas vezes. C) Três vezes. D) Quatro vezes ou mais. E) Nenhuma vez. F) Não existe colegiado nesta escola 1

4 14. Quantas vezes houve reunião de pais e mestres neste ano? A) Uma vez. B) Duas vezes. C) Três vezes. D) Quatro vezes ou mais. E) Nenhuma vez. 15. Dentre as alternativas abaixo, assinale aquela que você considera ser prioritária para melhorar a qualidade da educação desta escola. A) Mais recursos financeiros. B) Mais recursos humanos. C) Melhor clima escolar. D) Outra. 16. Esta escola tem Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE)? 17. O Projeto Pedagógico (PP) desta escola foi elaborado? B) Está em fase de elaboração. (Vá para a questão 21.) C) Não. (Vá para a questão 21.) 18. Quem participou da elaboração do PP desta escola? A) Gestor/Diretor. B) Equipe Pedagógica. C) Professores. D) Pais de alunos. E) Alunos. F) Comunidade. 19. Existe alguma ação no PP desta escola para redução das taxas de abandono? A) Sim, e já está sendo implementada. B) Sim, mas ainda não foi implementada. C) Não, porque nesta escola não há esse tipo de problema. D) Não existe projeto de redução das taxas de abandono. 20. Existe alguma ação no Projeto Pedagógico desta escola para redução das taxas de reprovação? A) Sim, e já está sendo implementada. B) Sim, mas ainda não foi implementada. C) Não, porque nesta escola não há esse tipo de problema. D) Não existe projeto de redução das taxas de reprovação. 21. Existe, nesta escola, alguma proposta de intervenção pedagógica para alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem? A) Sim, ao longo de cada bimestre. B) Sm, no final de cada bimestre. C) Sim, no final de cada semestre. D) Sim, no final do ano. E) Não. 22. A maior parte do seu tempo é utilizado para: A) A gestão administrativa ou financeira da escola. B) A gestão pedagógica da escola. C) Atividades determinadas pela CREDE. D) Atividades determinadas pela Secretaria de Educação. E) Atendimento à comunidade. F) Outras atividades. 23. A segunda atividade que lhe toma mais tempo é: A) A gestão administrativa ou financeira da escola. B) A gestão pedagógica da escola. C) Atividades determinadas pela CREDE. D) Atividades determinadas pela Secretaria de Educação. E) Atendimento à comunidade. F) Outras atividades. 24. Esta escola possui algum método de organização de turmas? (Vá para a questão 27.) 25. Quem participa da organização das turmas desta escola? A) Gestor/Diretor. B) Equipe Pedagógica. C) Os professores. 26. Como foram organizadas as turmas nesta escola este ano? A) Homogêneas quanto à idade. B) Homogêneas quanto ao rendimento escolar. C) Heterogêneas quanto à idade. D) Heterogêneas quanto ao rendimento escolar. E) Outros critérios. 27. Neste ano, qual foi o critério mais importante para a atribuição das turmas aos Professores? A) Preferência dos professores. B) Professores experientes com turmas de aprendizagem mais rápida. C) Professores experientes com turmas de aprendizagem mais lenta. D) Manutenção do professor com a mesma turma. E) Revezamento dos professores entre as turmas. F) Sorteio das turmas entre os professores. G) Outro critério. 2

5 As questões de 28 a 40 apresentam alguns problemas que podem ocorrer nas escolas. Responda se cada um deles ocorreu ou não este ano nesta escola e, caso tenha ocorrido, assinale as alternativas segundo o nível de gravidade. Marque apenas uma alternativa por linha. Neste ano, ocorreu nesta escola... Ocorreu, e foi um problema grave. Ocorreu, mas não foi um problema grave. Não ocorreu insuficiência de recursos financeiros? (A) (B) (C) carência de recursos didáticos? (A) (B) (C) inexistência de professores para algumas disciplinas ou séries? (A) (B) (C) frequentes faltas dos professores? (A) (B) (C) falta de empenho dos professores? (A) (B) (C) alta rotatividade do corpo docente? (A) (B) (C) carência de pessoal administrativo? (A) (B) (C) carência de pessoal de apoio pedagógico (coordenador escolar, PCA)? (A) (B) (C) alto índice de faltas dos alunos? (A) (B) (C) pouca participação dos pais. (A) (B) (C) interrupção das atividades escolares? (A) (B) (C) roubos, depredações? (A) (B) (C) violência contra alunos, professores ou funcionários? (A) (B) (C) 41. O espaço desta escola é utilizado para atividades comunitárias? 42. Esta escola é aberta à comunidade nos finais de semana? 43. A comunidade na qual esta escola está inserida tem problemas com criminalidade? 44. A comunidade na qual esta escola está inserida tem problemas com drogas? 45. Você considera a comunidade na qual esta escola está inserida violenta? 46. Esta escola conta com apoio de voluntários para desenvolver suas ações? 47. Esta escola tem parcerias externas? A) Sim, com ONGs. B) Sim, com empresas privadas. C) Sim, com associações filantrópicas. D) Sim, com associações de bairro. E) Sim, com outros. F) Não. 3

6 48. Em sua opinião, com que frequência os pais acompanham a vida escolar dos alunos desta escola? A) Frequentemente. C) Raramente. B) Às vezes. D) Nunca. A seguir, será apresentado um quadro com algumas questões sobre recursos de informática. 49. A secretaria desta escola está informatizada? B) Parcialmente. C) Não. 50. Esta escola dispõe de computadores para uso dos professores? 51. Os computadores desta escola possuem conexão à internet? A) Sim, conexão banda larga. B) Sim, conexão discada. C) Não. A seguir, utilize a tabela abaixo para responder o quanto você conhece os recursos de informática descritos abaixo. Como você define o seu nível de conhecimento para utilizar... Iniciante. Intermediário. Avançado. Não sei utilizar (A) (B) (C) (D) editores de texto. (Word, BrOffice, OpenOffice, etc)? (A) (B) (C) (D) planilhas eletrônicas. (Excel, Access, etc)? (A) (B) (C) (D) recursos de internet (Internet Explorer, Mozila Firefox, etc)? (A) (B) (C) (D) 56. Em sua opinião, qual dos fatores abaixo mais contribui para um bom desempenho como diretor? (Assinale apenas uma alternativa.) A) Compromisso e empenho dos professores. B) A Participação da família na vida escolar dos alunos. C) Apoio da Secretaria Municipal/Estadual de Educação. D) Um Projeto Político Pedagógico organizado. E) A participação dos professores em atividades de Formação Continuada. F) Boa organização da escola. G) Bom nível socioeconômico dos alunos. H) Laboratórios de informática funcionando na escola. I) Boa infra-estrutura da escola. J) Clima de trabalho agradável. 57. Você se candidataria novamente a um cargo de direção? A seguir serão apresentadas algumas questões sobre dois programas, o Programa de Alfabetização na Idade Certa (PAIC) e o Primeiro Aprender. 58. Nesta escola existe o Programa de Alfabetização na Idade Certa (PAIC)? (Vá para a questão 62.) 4

7 59. Qual a sua opinião sobre o PAIC? A) Ótimo. D) Ruim. B) Bom. E) Péssimo. C) Regular 60. Em sua opinião, dos alunos atendidos pelo PAIC quantos concluíram o ano alfabetizados? A) Todos. D) Menos da metade B) A maioria. E) Nenhum. C) A metade. 61. Em que medida o material estruturado de alfabetização do PAIC, dos alunos do 2º ano do EF, tem sido utilizado na rotina pedagógica desta escola? A) Tem sido utilizado plenamente por ser essencial na prática alfabetizadora. B) Tem sido utilizado parcialmente, pois outros materiais são utilizados para nortear a prática alfabetizadora. C) Tem sido utilizado raramente por não considerá-lo relevante para prática alfabetizadora. D) Não tem sido utilizado porque o material não foi entregue em tempo hábil. E) Não tem sido utilizado porque a escola não recebeu o material. 62. Nesta escola existe o Programa Primeiro Aprender? (Vá para a questão 65.) 63. Qual a sua opinião sobre o Programa Primeiro Aprender? A) Ótimo. D) Ruim. B) Bom. E) Péssimo. C) Regular 64. Em que medida os professores da 1ª série do Ensino Médio desta escola utilizam o Material do Programa Primeiro Aprender na sua prática docente? A) Utilizam somente o material do Primeiro Aprender por considerá-lo fundamental à aprendizagem dos alunos. B) Utilizam o material do Primeiro Aprender como ferramenta básica, mas também utilizam recursos complementares. C) Utilizam o material do Primeiro Aprender apenas como um complemento, como ferramenta básica utilizam o livro didático. D) Não utilizam o material do Primeiro Aprender, por não considerá-lo relevante para aprendizagem dos alunos. A seguir serão apresentadas quatro questões sobre o SPAECE. 65. A escola divulgou os resultados do SPAECE para: A) Equipe pedagógica. D) Comunidade. B) Professores. E) A escola não divulgou os resultados. C) Alunos. 66. Você promoveu algum debate, explicação ou explanação sobre os resultados de sua escola no SPAECE? 67. Em sua opinião, a linguagem utilizada nos boletins do SPAECE estava clara e compreensível? 68. A escola elaborou algum plano de metas ou ações a partir dos resultados do SPAECE? Obrigado por participar! 5

QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR

QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR 5 º E 9 º A N O D O E N S I N O F U N D A M E N TA L Caro Professor(a): este questionário faz parte de uma importante pesquisa sobre a educação no nosso estado o SPAECE. O objetivo

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR MATEMÁTICA - ENSINO MÉDIO

QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR MATEMÁTICA - ENSINO MÉDIO QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR MATEMÁTICA - ENSINO MÉDIO Caro Professor(a): Este questionário faz parte de uma importante pesquisa sobre a educação no seu estado o SPAECE. Seu principal objetivo é conhecer

Leia mais

SPAECE QUESTIONÁRIO DO DIRETOR

SPAECE QUESTIONÁRIO DO DIRETOR SPAECE - 2014 QUESTIONÁRIO DO DIRETOR Prezado(a) Diretor(a), Este questionário busca conhecer sua opinião a respeito da desta escola. As informações fornecidas por você são importantes para a pesquisa

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO DIRETOR

QUESTIONÁRIO DO DIRETOR SAEB (ANEB E PROVA BRASIL) 2009 QUESTIONÁRIO DO DIRETOR Senhor(a) Diretor(a), O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (SAEB) é uma avaliação externa das redes de ensino por meio da qual se busca

Leia mais

SPAECE QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR

SPAECE QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR SPAECE - 2015 QUESTIONÁRIO DO PROFESSOR Prezado(a) professor(a), Este questionário busca conhecer sua opinião a respeito da escola na qual você trabalha. As informações fornecidas por você são importantes

Leia mais

SPAECE 2013 SISTEMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO CEARÁ. REVISTA CONTEXTUAL Eficácia Escolar e Avaliação no estado do Ceará

SPAECE 2013 SISTEMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO CEARÁ. REVISTA CONTEXTUAL Eficácia Escolar e Avaliação no estado do Ceará ISSN 1982-7644 SPAECE 2013 SISTEMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO CEARÁ REVISTA CONTEXTUAL Eficácia Escolar e Avaliação no estado do Ceará SP ECE GOVERNADOR CID FERREIRA GOMES VICE-GOVERNADOR

Leia mais

O questionário a seguir é parte do processo de avaliação de nossa Instituição. Suas respostas serão protegidas pelo mais absoluto sigilo.

O questionário a seguir é parte do processo de avaliação de nossa Instituição. Suas respostas serão protegidas pelo mais absoluto sigilo. Cuiabá, agosto de 2009. Prezado Acadêmico, O questionário a seguir é parte do processo de avaliação de nossa Instituição. Precisamos da sua participação. Para tanto, você deve responder a todas as questões,

Leia mais

O questionário a seguir é parte do processo de avaliação de nossa Instituição. Suas respostas serão protegidas pelo mais absoluto sigilo.

O questionário a seguir é parte do processo de avaliação de nossa Instituição. Suas respostas serão protegidas pelo mais absoluto sigilo. Cuiabá, Agosto de 2008. Prezado Professor/Coordenador, O questionário a seguir é parte do processo de avaliação de nossa Instituição. Precisamos da sua participação. Para tanto, você deve responder a todas

Leia mais

Contamos com sua participação e agradecemos a sua valiosa colaboração.

Contamos com sua participação e agradecemos a sua valiosa colaboração. Prezado Professor Coordenador, A Secretaria de Estado da Educação elaborou este questionário com a finalidade de efetuar estudos que orientem políticas educacionais visando à melhoria da qualidade do ensino.

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS NOS BAIRROS

AVALIAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS NOS BAIRROS AVALIAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS NOS BAIRROS Tyago Hoffmann Os serviços públicos prestados nas comunidades da Grande Vitória precisam melhorar. Essa é a mensagem dada pela população em pesquisa realizada

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO DE DIRETOR DE ESCOLA

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO DE DIRETOR DE ESCOLA GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS MARÇO / 2007 CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO DE LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - Você

Leia mais

Docentes da Rede Estadual do Paraná I - Perfil do profissional em sala de aula

Docentes da Rede Estadual do Paraná I - Perfil do profissional em sala de aula Docentes da Rede Estadual do Paraná I - Perfil do profissional em sala de aula Com base nos resultados do Censo Escolar da Educação Básica 2013, este informativo apresenta um perfil dos 50.798 profissionais

Leia mais

1. - Sexo Masculino Feminino (assinale a sua opção com (X) )

1. - Sexo Masculino Feminino (assinale a sua opção com (X) ) ANEXO I Pré-questionário EEs Ex.mo Senhor Encarregado de Educação: Este questionário faz parte de um trabalho de mestrado, em curso na Universidade do Algarve, cujo objectivo é saber se a actuação do Director

Leia mais

GUIÃO DE ENTREVISTA AO DIRETOR DO AGRUPAMENTO

GUIÃO DE ENTREVISTA AO DIRETOR DO AGRUPAMENTO GUIÃO DE ENTREVISTA AO DIRETOR DO AGRUPAMENTO OBJETIVOS Perceber em que contexto histórico, educativo, social e cultural, surge o PIEF no Agrupamento de Escolas de Abrigada e o Curso Vocacional no Agrupamento

Leia mais

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO

RELATÓRIO DE MONITORAMENTO ANEXO IV RELATÓRIO DE MONITORAMENTO 1 - IDENTIFICAÇÃO Órgão Executor CNPJ UF 2 - ALUNOS ATENDIDOS 1ª série 2ª série 3º série 4ª série 5ª série 6ª série 7ª série 8ª série Alunos Atendidos Alunos egressos

Leia mais

NOME DO CURSO: Atendimento Educacional Especializado na Perspectiva da Educação Inclusiva Nível: Especialização Modalidade: Presencial

NOME DO CURSO: Atendimento Educacional Especializado na Perspectiva da Educação Inclusiva Nível: Especialização Modalidade: Presencial NOME DO CURSO: Especializado na Perspectiva da Educação Inclusiva Nível: Especialização Modalidade: Presencial Parte 1 Código / Área Temática Código / Nome do Curso Etapa de ensino a que se destina Educação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PROGRAMA SEB/MEC PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA PNAIC

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PROGRAMA SEB/MEC PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA PNAIC UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PROGRAMA SEB/MEC PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA PNAIC EDITAL Nº 001/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROFESSORES FORMADORES PARA O PROGRAMA SEB/ MEC PACTO

Leia mais

CAF Estrutura Comum de Avaliação para a Qualidade Total das Administrações da União Europeia

CAF Estrutura Comum de Avaliação para a Qualidade Total das Administrações da União Europeia QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO Pais/Encarregados de Educação CAF Estrutura Comum de Avaliação para a Qualidade Total das Administrações da União Europeia Agrupamento de Escolas de Arganil 2º/3º CEB e Secundário

Leia mais

RELATÓRIO DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 PESQUISA REALIZADA JUNTO AOS PROFESSORES

RELATÓRIO DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 PESQUISA REALIZADA JUNTO AOS PROFESSORES RELATÓRIO DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 011 PESQUISA REALIZADA JUNTO AOS PROFESSORES DEZEMBRO DE 011 I DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome: FACULDADES OPET Código da IES: 5403 Instituição privada com fins lucrativos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDEAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ PROGRAMA NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA

SERVIÇO PÚBLICO FEDEAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ PROGRAMA NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA SERVIÇO PÚBLICO FEDEAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ PROGRAMA NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA EDITAL N. 01/2016-PNAIC/UNIFESSPA PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROFESSORES FORMADORES

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIR SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA SUPERVISORES E FORMADORES DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA (PNAIC) UNIR MATEMÁTICA

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta

Aprovação do curso e Autorização da oferta MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

DIAGNÓSTICO RÁPIDO PARTICIPATIVO = Manual de Aplicação e Roteiros de Entrevistas = ROTEIRO 5 MOVIMENTOS SOCIAIS ORGANIZADOS

DIAGNÓSTICO RÁPIDO PARTICIPATIVO = Manual de Aplicação e Roteiros de Entrevistas = ROTEIRO 5 MOVIMENTOS SOCIAIS ORGANIZADOS = Manual de Aplicação e Roteiros de Entrevistas = ROTEIRO 5 MOVIMENTOS SOCIAIS ORGANIZADOS Município: Movimento: Logradouro: Número: Complemento: Bairro: CEP: Telefone(s): ( ) Fax: ( ) E-mail: Home page:

Leia mais

CICLO DE Aprendizagem DESAFIOS E PERSPECTIVAS

CICLO DE Aprendizagem DESAFIOS E PERSPECTIVAS CICLO DE Aprendizagem DESAFIOS E PERSPECTIVAS O QUE É CICLO? Utiliza-se na Educação brasileira a palavra ciclo para designar cada um dos níveis em que se divide o tempo do ensino público. Orientase pela

Leia mais

DIAGNÓSTICO ESCOLAR. Coordenação Pedagógica

DIAGNÓSTICO ESCOLAR. Coordenação Pedagógica 1 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS MAF DEPARTAMETNO DE MATEMÁTICA E FÍSICA CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA ESTÁGIO SUPERVISIONADO I PROFESSOR: Ms SAMUEL LIMA PICANÇO Coordenação Pedagógica

Leia mais

1. PÚBLICO ALVO E CRITÉRIOS DE DISTRIBUIÇÃO

1. PÚBLICO ALVO E CRITÉRIOS DE DISTRIBUIÇÃO MANUAL DE NORMAS DE BOLSAS DE ESTUDO DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA EM ECONOMIA E GESTÃO DE EMPRESAS PECEGE PARA DOCENTES/FUNCIONÁRIOS E DISCENTES DA PÓS GRADUAÇÃO (stricto sensu) DA USP O presente

Leia mais

Caracterização da escola

Caracterização da escola Caracterização da escola Bolsistas responsáveis: Isabel e Magno 1. INFORMAÇÕES GERAIS 1.1. Nome da escola: Escola Estadual Professora Ana Júlia de Carvalho Mousinho 1.2. Localização: Rua Estrela do leste,

Leia mais

TIC Educação 2015 Apresentação dos principais resultados

TIC Educação 2015 Apresentação dos principais resultados TIC Educação 2015 Apresentação dos principais resultados São Paulo 29 de Setembro de 2016 SOBRE O CETIC.br Produção de estatísticas TIC para políticas públicas Modelo Multissetorial de Governança da Internet

Leia mais

Gestão da política educacional: o caso do município do Rio

Gestão da política educacional: o caso do município do Rio Gestão da política educacional: o caso do município do Rio Claudia Costin Diagnóstico da rede do Rio de Janeiro em 2009 IDEB bom, mas notas da Prova Brasil em queda Professores de bom nível mas insuficientes

Leia mais

EDITAL Nº 1020/GR/UFFS/2017

EDITAL Nº 1020/GR/UFFS/2017 EDITAL Nº 1020/GR/UFFS/2017 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA ATUAÇÃO COMO FORMADOR ESTADUAL JUNTO AO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA OFERTADO NO ÂMBITO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 084/2015 CONSU/IFAC.

RESOLUÇÃO Nº 084/2015 CONSU/IFAC. RESOLUÇÃO Nº 084/2015 CONSU/IFAC. Dispõe sobre o Regulamento das Atribuições da Coordenação Técnico Pedagógica COTEP do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre IFAC. O PRESIDENTE SUBSTITUTO

Leia mais

Pró-Ciência 2008: uma avaliação preliminar

Pró-Ciência 2008: uma avaliação preliminar Pró-Ciência 2008: uma avaliação preliminar 1 - O Pró-Ciência 2008 O PRÓ-CIÊNCIA 2008 surge como um programa da Secretaria de Estado da Educação (SEE-MG), em parceria com a UFV, com o objetivo de resgatar

Leia mais

EDITAL Nº 002/ PROEX

EDITAL Nº 002/ PROEX Processo Seletivo Simplificado Para Função De Formador Do Pacto Nacional Pela Alfabetização Na Idade Certa - Proex - Universidade Estadual Paulista Julio De Mesquita Filho EDITAL Nº 002/2014 - PROEX A

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ASSERTIVAS DE DIFERENTES INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO DOCENTE PELO DISCENTE

AGRUPAMENTO DE ASSERTIVAS DE DIFERENTES INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO DOCENTE PELO DISCENTE AGRUPAMENTO DE ASSERTIVAS DE DIFERENTES INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO DOCENTE PELO DISCENTE APRESENTAÇÃO Com o objetivo de contribuir com a definição de que assertivas devem fazer parte da avaliação específica

Leia mais

PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA

PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS - CUR INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS - ICHS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PACTO NACIONAL

Leia mais

PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA - PNAIC

PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA - PNAIC PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA - PNAIC CHAMADA PARA COMPOSIÇÃO DA EQUIPE DE SUPERVISORES E PROFESSORES FORMADORES PARA O PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA - PNAIC A Coordenação

Leia mais

EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA

EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA TELEBRASIL 2006 Ronaldo Iabrudi MAIO 2006 O GRUPO TELEMAR RESPONSABILIDADE SOCIAL O DESAFIO DA INCLUSÃO INSTITUTO TELEMAR : PROGRAMAS E AÇÕES INVESTIMENTOS Mapa da Exclusão Social

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA: COMPREENDENDO O PROCESSO DE QUALIFICAÇÃO DE PROFESSORES A PARTIR DE UM CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO

FORMAÇÃO CONTINUADA: COMPREENDENDO O PROCESSO DE QUALIFICAÇÃO DE PROFESSORES A PARTIR DE UM CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO FORMAÇÃO CONTINUADA: COMPREENDENDO O PROCESSO DE QUALIFICAÇÃO DE PROFESSORES A PARTIR DE UM CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO Carlos de Souza Novais 1 ; Leandra de Lourdes Rezende Amaral 2 Universidade Federal de

Leia mais

TIC EDUCAÇÃO 2016 Apresentação dos principais resultados

TIC EDUCAÇÃO 2016 Apresentação dos principais resultados TIC EDUCAÇÃO 2016 Apresentação dos principais resultados São Paulo 3 de Agosto de 2017 Fonte: Cetic.br (2017) Sobre o Cetic.br Produção de estatísticas TIC para políticas públicas Modelo Multissetorial

Leia mais

4 Escola Esperança e SAEB 2001: Uma visão comparativa da formação de professores

4 Escola Esperança e SAEB 2001: Uma visão comparativa da formação de professores 66 4 Escola Esperança e SAEB 2001: Uma visão comparativa da formação de professores (...) a organização da escola em ciclos de aprendizagem e a individualização dos percursos [de formação] exigem mais

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO Prezado Candidato da PUC-SP Para melhor atendê-lo, precisamos conhecer um pouco mais sobre você. Por favor, responda o que se pede assinalando com X a melhor alternativa. Será garantido absoluto sigilo

Leia mais

LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS

LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS iii LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS Capítulo I Tabela nº 1 Composição da amostragem: professores e alunos em relação às quantidades de questionários enviados/recebidos na pesquisa.. 6 Tabela

Leia mais

PROTOCOLO PARA APLICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DA VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NA ATENÇÃO BÁSICA Gestor da Unidade Básica de Saúde

PROTOCOLO PARA APLICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DA VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NA ATENÇÃO BÁSICA Gestor da Unidade Básica de Saúde PROTOCOLO PARA APLICAÇÃO DO QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DA VIGILÂNCIA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NA ATENÇÃO BÁSICA Gestor da Unidade Básica de Saúde As informações devem ser coletadas EXCLUSIVAMENTE com o gestor

Leia mais

NOME DO CURSO:O uso do sistema de FM no ambiente escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial

NOME DO CURSO:O uso do sistema de FM no ambiente escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial NOME DO CURSO:O uso do sistema de FM no ambiente escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial Parte 1 Código / Área Temática Código / Nome do Curso Etapa de ensino a que se destina Educação Especial

Leia mais

NOME DO CURSO: O uso pedagógico dos recursos de Tecnologia Assistiva Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial

NOME DO CURSO: O uso pedagógico dos recursos de Tecnologia Assistiva Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial NOME DO CURSO: O uso pedagógico dos recursos de Tecnologia Assistiva Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial Parte 1 Código / Área Temática Código / Nome do Curso Etapa de ensino a que se destina

Leia mais

Avaliação Institucional Docentes

Avaliação Institucional Docentes Avaliação Institucional Docentes A avaliação é um processo fundamental para a qualidade do trabalho desenvolvido nas Instituições de Ensino Superior. Nesse sentido, a Comissão Própria de Avaliação (CPA)

Leia mais

APÊNDICE A Questionários Aplicados

APÊNDICE A Questionários Aplicados APÊNDICE A Questionários Aplicados CPA Comissão Própria de Avaliação 60 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS SERTÃOZINHO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA AUTOAVALIAÇÃO

Leia mais

QUADROS RESUMOS GOIÁS

QUADROS RESUMOS GOIÁS QUADROS RESUMOS GOIÁS Total de profissionais: 46.744 Enfermeiros: 11.801 Auxiliares e Técnicos de Enfermagem: 34.943 QUADRO RESUMO PERFIL SÓCIO ECONOMICO DA EQUIPE DE ENFERMAGEM GOIÁS BLOCO 1 Descrição

Leia mais

NOME DO CURSO: Acessibilidade na Atividade Física Escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância

NOME DO CURSO: Acessibilidade na Atividade Física Escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância NOME DO CURSO: Acessibilidade na Atividade Física Escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância Parte 1 Código / Área Temática Código / Nome do Curso Etapa de ensino a que se destina Educação

Leia mais

IV. Questionário aos professores e outros funcionários da escola.

IV. Questionário aos professores e outros funcionários da escola. IV. Questionário aos professores e outros funcionários da escola. Ex.mo/a Senhores/as Este questionário faz parte dum estudo que pretendemos realizar no âmbito da conclusão da etapa de Licenciatura, do

Leia mais

O que o SAEP avalia? Avaliar apenas uma dessas dimensões é tomar a realidade de forma parcial. Aprendizagem. Currículo. Institucional.

O que o SAEP avalia? Avaliar apenas uma dessas dimensões é tomar a realidade de forma parcial. Aprendizagem. Currículo. Institucional. Aprendizagem (sala de aula) O que o SAEP avalia? Currículo Perfil profissional Institucional Gestão Sistema educacional Avaliar apenas uma dessas dimensões é tomar a realidade de forma parcial Avaliação

Leia mais

Professores no Brasil

Professores no Brasil Professores no Brasil Perfil docente, políticas para o magistério e níveis de formação dos professores brasileiros Maio de 2016 Perfil dos docentes brasileiros Funções docentes da Educação Básica todas

Leia mais

ROTEIRO DE VISITA INSTITUCIONAL CENTRO DE REFERÊNCIA DE ATENDIMENTO À MULHER EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA. Equipe que realizou a visita:

ROTEIRO DE VISITA INSTITUCIONAL CENTRO DE REFERÊNCIA DE ATENDIMENTO À MULHER EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA. Equipe que realizou a visita: ROTEIRO DE VISITA INSTITUCIONAL CENTRO DE REFERÊNCIA DE ATENDIMENTO À MULHER EM SITUAÇÃO DE VIOLÊNCIA Equipe que realizou a visita: Dia e horário da visita: Promotora de Justiça que acompanhou a visita:

Leia mais

Edição Mirna França da Silva de Araújo Coordenação de Formação de Professores DAGE/SEB/MEC

Edição Mirna França da Silva de Araújo Coordenação de Formação de Professores DAGE/SEB/MEC Edição 2015 Mirna França da Silva de Araújo Coordenação de Formação de Professores DAGE/SEB/MEC PRINCÍPIOS PEDAGÓGICOS GERAIS PARA ORGANIZAÇÃO DO MATERIAL DE 2015 O Programa Pacto Nacional pela Alfabetização

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em informática para Internet Integrado ao Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente Ensino Médio. Habilitação Profissional: Técnico em informática para Internet Integrado ao Ensino Médio Plano de Trabalho Docente - 2015 Ensino Médio Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Área de Conhecimento: Matemática Componente Curricular: Matemática Série: 1ª Eixo Tecnológico:

Leia mais

O Regimento Escolar é o documento que estabelece as diretrizes administrativas, as orientações, as regras de convivência, os direitos e deveres de

O Regimento Escolar é o documento que estabelece as diretrizes administrativas, as orientações, as regras de convivência, os direitos e deveres de O Regimento Escolar é o documento que estabelece as diretrizes administrativas, as orientações, as regras de convivência, os direitos e deveres de todos que convivem no ambiente escolar. A rede pode ter

Leia mais

Processo Seletivo de Tutores a Distância

Processo Seletivo de Tutores a Distância E-TEC BRASIL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CEFET-MG Processo Seletivo de Tutores a Distância 1. ATUAÇÃO Caberá ao Tutor à Distância: 1.1. Orientar e acompanhar em seus estudos,

Leia mais

QUESTIONÁRIO. Opinião pública acerca de demanda para novos cursos do IFNMG

QUESTIONÁRIO. Opinião pública acerca de demanda para novos cursos do IFNMG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DO NORTE DE MINAS GERAIS QUESTIONÁRIO Opinião pública acerca de demanda para novos cursos do IFNMG Prezado(a)

Leia mais

Trabalho Docente entre a Educação do Campo e a territorialidade camponesa

Trabalho Docente entre a Educação do Campo e a territorialidade camponesa Questionário n : Data: / / 2010 Horário de aplicação: horas minutos Nome do(a) Entrevistado(a): Telefone de contato: ( ) / Nome da unidade educacional: Município: 01. Etapa(s) de Atendimento da unidade

Leia mais

POLÍTICA INSTITUCIONAL E PROMOÇÃO AO CPC E ENADE PROENADE

POLÍTICA INSTITUCIONAL E PROMOÇÃO AO CPC E ENADE PROENADE POLÍTICA INSTITUCIONAL E PROMOÇÃO AO CPC E ENADE PROENADE POLÍTICA INSTITUCIONAL E PROMOÇÃO AO CPC E ENADE PROENADE A Política Institucional de Promoção ao CPC e ENADE PROENADE nos Cursos de Graduação

Leia mais

Reunião de Pais. Ano letivo

Reunião de Pais. Ano letivo Reunião de Pais Ano letivo - 2017 Apresentação da Equipe Pedagógica Direção: Kelis Maria Ribeiro da Costa Zanelli Supervisora Pedagógica: Natália Vieira de Oliveira Professores: Ano Professor Ano Professor

Leia mais

UESB CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA ÊNFASE EM EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL (Licenciatura)

UESB CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA ÊNFASE EM EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL (Licenciatura) UESB CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA ÊNFASE EM INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO (Licenciatura) 1º SEMESTRE CH 450 CRED 26 SOCIOLOGIA (2) DCHL 810 2º SEMESTRE CH 450 CRED 27 (2) DCHL 817 3º SEMESTRE CH

Leia mais

Questionário para auto avaliação institucional CPA FCE

Questionário para auto avaliação institucional CPA FCE Questionário para auto avaliação institucional CPA FCE A CPA agradece sua participação no processo de auto avaliação Institucional e informa que serão respeitados os princípios de confidencialidade de

Leia mais

Parte 1 Código / Área Temática. Educação Especial

Parte 1 Código / Área Temática. Educação Especial NOME DO CURSO: O Ensino de Língua Portuguesa como segunda língua para estudantes surdos e/ou com deficiência auditiva Nível: Especialização Modalidade: A distância Parte 1 Código / Área Temática Código

Leia mais

7. ROTEIRO DE ENTREVISTA DIREÇÃO OU COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DAS ESCOLAS

7. ROTEIRO DE ENTREVISTA DIREÇÃO OU COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DAS ESCOLAS 7. ROTEIRO DE ENTREVISTA DIREÇÃO OU COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA DAS ESCOLAS Parte I Identificação e controle da entrevista 1. Data Dia Mês Ano 2. Articulador(a) 3. Nome da Escola 4. Nível (s) de ensino ofertado(s)

Leia mais

O USO DE SOFTWARE LIVRE PELOS TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS DO IFSULDEMINAS CAMPUS MACHADO

O USO DE SOFTWARE LIVRE PELOS TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS DO IFSULDEMINAS CAMPUS MACHADO O USO DE SOFTWARE LIVRE PELOS TÉCNICOS ADMINISTRATIVOS DO IFSULDEMINAS CAMPUS MACHADO Ana Paula L. S. DIAS 1 ; Débora Cristina F. C. NEVES¹; Caroline F. C. SANTOS 2 ; Katia A. CAMPOS 2 ; Luciano P. CARVALHO²

Leia mais

Cadernos de Avaliação Institucional

Cadernos de Avaliação Institucional CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DIRETORIA DE GRADUAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE AVALIAÇÃO - CPA Cadernos de Avaliação Institucional Administração Resultado da Avaliação do Curso Corpo

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico 333 Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 168 aprovado pela portaria Cetec nº 125 de 03/10/2012 Etec :Paulino Botelho Código:091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente

Leia mais

7º ENCONTRO INTERNACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES - ENFOPE 8º FÓRUM PERMANENTE DE INOVAÇÃO EDUCACIONAL - FOPIE

7º ENCONTRO INTERNACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES - ENFOPE 8º FÓRUM PERMANENTE DE INOVAÇÃO EDUCACIONAL - FOPIE 7º ENCONTRO INTERNACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES - ENFOPE 8º FÓRUM PERMANENTE DE INOVAÇÃO EDUCACIONAL - FOPIE Aracaju, 5 de JUNHO de 2014 Programa Brasil Alfabetizado Prof.ª MSc. Kelly Araújo Valença

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS DE LÍNGUA INGLESA NA MOTIVAÇÃO DE ESTUDANTES DO SEXTO E SÉTIMO ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL EM COARI

A INFLUÊNCIA DA UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS DE LÍNGUA INGLESA NA MOTIVAÇÃO DE ESTUDANTES DO SEXTO E SÉTIMO ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL EM COARI A INFLUÊNCIA DA UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS DE LÍNGUA INGLESA NA MOTIVAÇÃO DE ESTUDANTES DO SEXTO E SÉTIMO ANOS DO ENSINO FUNDAMENTAL EM COARI Mayra Alvarenga da Silva 1 Daniel de Sá Rodrigues 2

Leia mais

PNAIC Uma síntese Nilcéa Lemos Pelandré Coordenadora Geral PNAIC/UFSC Portaria No.816/GR/UFSC/2016

PNAIC Uma síntese Nilcéa Lemos Pelandré Coordenadora Geral PNAIC/UFSC Portaria No.816/GR/UFSC/2016 PNAIC Uma síntese Nilcéa Lemos Pelandré Coordenadora Geral PNAIC/UFSC Portaria No.816/GR/UFSC/2016 O Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa é um compromisso formal assumido pelos governos federal,

Leia mais

Cadernos de Avaliação Institucional

Cadernos de Avaliação Institucional CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DIRETORIA DE GRADUAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE AVALIAÇÃO - CPA Cadernos de Avaliação Institucional Engenharia de Minas Araxá Resultado da Avaliação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA QUESTIONÁRIO DE ACOMPANHAMENTO DOS ALUNOS EGRESSOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA QUESTIONÁRIO DE ACOMPANHAMENTO DOS ALUNOS EGRESSOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA QUESTIONÁRIO DE ACOMPANHAMENTO DOS ALUNOS EGRESSOS O acompanhamento dos discentes egressos do curso de Fisioterapia da UFSC tem o objetivo geral de promover uma avaliação

Leia mais

Currículo no Ensino Superior

Currículo no Ensino Superior Currículo no Ensino Superior Mesa-temática: Educação (ensino) a Distância Rose Mary Almas de Carvalho Coordenação de Educação a Distância Pró-Reitoria de Graduação Pontifícia Universidade Católica de Goiás

Leia mais

EDITAL Nº 340/2017 PROCESSO SELETIVO- SELEÇÃO DE FORMADORES REGIONAIS

EDITAL Nº 340/2017 PROCESSO SELETIVO- SELEÇÃO DE FORMADORES REGIONAIS EDITAL Nº 340/2017 PROCESSO SELETIVO- SELEÇÃO DE FORMADORES REGIONAIS O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, torna pública a abertura de processo seletivo

Leia mais

% do total das vagas ofertadas para cada turma (as quinze primeiras vagas) serão destinadas para alunos oriundos de escolas públicas.

% do total das vagas ofertadas para cada turma (as quinze primeiras vagas) serão destinadas para alunos oriundos de escolas públicas. O Programa de Educação Tutorial PET Conexões Gestão Política-Pedagógica, através do Clipac Curso de Línguas Popular Aberto à Comunidade, divulga os procedimentos de matrícula para alunos novatos e veteranos

Leia mais

IQO ITES QUESTIONARIO ONLINE

IQO ITES QUESTIONARIO ONLINE IQO ITES QUESTIONARIO ONLINE Q. Docentes Media: 1:14:46 QUESTIONÁRIO DOCENTES 215 Prezado Professor, O presente questionário faz parte da Avaliação Institucional Interna do ITES, conduzida pela CPA (Comissão

Leia mais

Conselho Federal de Psicologia Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas

Conselho Federal de Psicologia Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas ESTRUTURA DO QUESTIONÁRIO PESQUISA SOBRE A ATUAÇÃO PROFISSIONAL DE PSICÓLOGOS E PSICÓLOGAS EM POLÍTICAS SOBRE POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA I - DADOS PESSOAIS (PERFIL) 1.1. Sexo: Masculino Feminino 1.2.

Leia mais

DIAGNÓSTICO ESTRUTURAL DOS CONSELHOS TUTELARES

DIAGNÓSTICO ESTRUTURAL DOS CONSELHOS TUTELARES DIAGNÓSTICO ESTRUTURAL DOS CONSELHOS TUTELARES 1. RESPONSÁVEL PELAS INFORMAÇÕES Nome completo: Local de Trabalho: Cargo/função: Endereço completo: Bairro: Cidade: UF: CEP: Telefones) para contato: ) E-mail:

Leia mais

Processo Seletivo de Tutores a Distância

Processo Seletivo de Tutores a Distância E-TEC BRASIL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CEFET-MG Processo Seletivo de Tutores a Distância 008/28.01.2015 1. ATUAÇÃO Caberá ao Tutor à Distância: 1.1. Orientar e acompanhar em

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE MICRO EMPREENDEDORES INDIVIDUAIS - MEI.

EDITAL DE SELEÇÃO DE MICRO EMPREENDEDORES INDIVIDUAIS - MEI. EDITAL DE SELEÇÃO DE MICRO EMPREENDEDORES INDIVIDUAIS - MEI. PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE PRESTADORES DE SERVIÇO MICRO EMPREENDEDORES INDIVIDUAIS MEI O INSTITUTO GIRASSOL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL

Leia mais

Profa. Walcy Santos Diretora. Profa. Alexandra M. Schmidt Diretora Adjunta de Pós-Graduação

Profa. Walcy Santos Diretora. Profa. Alexandra M. Schmidt Diretora Adjunta de Pós-Graduação Profa. Walcy Santos Diretora Profa. Alexandra M. Schmidt Diretora Adjunta de Pós-Graduação Cristiano, Rose, Alan, Claudio e Fábio Equipe da Secretaria Acadêmica Estrutura Sistema Integrado de Gestão Acadêmica

Leia mais

Avaliação do Desempenho Escolar

Avaliação do Desempenho Escolar Avaliação do Desempenho Escolar Características Escolares Associadas ao Desempenho 1 Avaliação do Desempenho Escolar O que é avaliar? Diagnosticar Produzir algum julgamento sobre a Coletar realidade. Dados

Leia mais

Obrigado por aceitar ser entrevistado neste estudo coordenado por.

Obrigado por aceitar ser entrevistado neste estudo coordenado por. ESCALA DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DA EQUIPE TÉCNICA COM OS SERVIÇOS DE SAÚDE MENTAL (SATIS-BR) Bandeira, M., Pitta, AMF e Mercier,C (000). Escalas Brasileiras de Avaliação da Satisfação (SATIS-BR) e da

Leia mais

População de origem indígena (Apurinã e Jamamadi), nordestina, gaúcha, portuguesa, etc.

População de origem indígena (Apurinã e Jamamadi), nordestina, gaúcha, portuguesa, etc. População 30.632 habitantes LOCALIZAÇÃO IBGE / 2010 Economia: Pecuária População de origem indígena (Apurinã e Jamamadi), nordestina, gaúcha, portuguesa, etc. NO CAMPO EDUCACIONAL A Educação Municipal

Leia mais

Art. 1º Aprovar, em extrato, o Instrumento de Avaliação para Reconhecimento de Cursos Superiores de Tecnologia, anexo a esta Portaria.

Art. 1º Aprovar, em extrato, o Instrumento de Avaliação para Reconhecimento de Cursos Superiores de Tecnologia, anexo a esta Portaria. SIC 01/09 Belo Horizonte, 06 de janeiro de 2009. RECONHECIMENTO. CURSOS DE TECNOLOGIA, BACHARE- LADO E LICENCIATURA, E DIREITO. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO PORTARIAS Nºs 1, 2 E 3, PUBLICADAS DIA 06/01/09

Leia mais

Regulamento de atividades complementares

Regulamento de atividades complementares Regulamento de atividades complementares Licenciatura em Pedagogia Fixa as normas que regulamentam as Atividades Complementares no âmbito do curso de Licenciatura em Pedagogia da FAPPES Faculdade Paulista

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 246 aprovado pela portaria Cetec nº 181 de 26/09/2013 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios

Leia mais

Percepção da população sobre a avaliação dos estudantes e dos cursos de medicina

Percepção da população sobre a avaliação dos estudantes e dos cursos de medicina Percepção da população sobre a avaliação dos estudantes e dos cursos de medicina População brasileira, 16 anos ou mais Setembro de 2016 2 Objetivo Conhecer a opinião da População sobre a realização de

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Dr Francisco Nogueira de Lima Código: 059 Município: Casa Branca Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança do trabalho Habilitação Profissional: Técnico

Leia mais

E MEMBROS DA COMUNIDADE EXTERNA

E MEMBROS DA COMUNIDADE EXTERNA PROJETO UniCEUB ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO NA EJA - 19ª turma EDITAL 1º/ 2016 - SELEÇÃO DE ALUNOS DO UniCEUB, VOLUNTÁRIOS E MEMBROS DA COMUNIDADE EXTERNA A pró-reitora acadêmica do Centro Universitário

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2015

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2015 PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2015 COOPERATIVA GERAL Quantidade de colaboradores: 1146 Quantidade de Respondentes: 835 Percentual de participação: 73% Dr. João Damasceno Porto Diretor Administrativo

Leia mais

PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA

PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS CUR INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ICHS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO PACTO NACIONAL PELA

Leia mais

PESQUISA E CONDIÇÕES DE TRABALHO DO CORPO DOCENTE PRESENCIAL 1º SEMESTRE

PESQUISA E CONDIÇÕES DE TRABALHO DO CORPO DOCENTE PRESENCIAL 1º SEMESTRE RELATÓRIO GERENCIAL PESQUISA E CONDIÇÕES DE TRABALHO DO CORPO DOCENTE PRESENCIAL 1º SEMESTRE 2015 CENTRO UNIVERSITÁRIO INTERNACIONAL UNINTER COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA RELATÓRIO GERENCIAL DA PESQUISA

Leia mais

IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA NA EDUCAÇÃO

IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA NA EDUCAÇÃO CAPÍTULO 2 IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA NA EDUCAÇÃO SNOO PY ESCOLAR 17 Aproximar a escola e as famílias dos alunos nem sempre é fácil, mas o estreitamento dessa relação apresenta resultados importantes na redução

Leia mais

ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ESPECIFICAÇÃO DO CARGO DE PROFESSOR

ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ESPECIFICAÇÃO DO CARGO DE PROFESSOR Cargo: Professor Classe: A,B,C,D, ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ESPECIFICAÇÃO DO CARGO DE PROFESSOR Orientar a aprendizagem dos alunos; Participar das atividades da escola: Organizar as operações inerentes

Leia mais

Avaliação Interna do Agrupamento de Escolas de Vallis Longus Valongo

Avaliação Interna do Agrupamento de Escolas de Vallis Longus Valongo EFICÁCIA DA COMUNICAÇÃO NO AGRUPAMENTO Avaliação Interna do Agrupamento de Escolas de Vallis Longus Valongo 2014/2015 1. Enquadramento A realização deste Inquérito de Satisfação enquadra-se no processo

Leia mais

Dimensão 1 DIDÁTICO-PEDAGÓGICA. 1.1 Gestão Acadêmica 1.2 Projeto do Curso 1.3 Atividades acadêmicas articuladas ao ensino de graduação

Dimensão 1 DIDÁTICO-PEDAGÓGICA. 1.1 Gestão Acadêmica 1.2 Projeto do Curso 1.3 Atividades acadêmicas articuladas ao ensino de graduação Dimensão 1 DIDÁTICO-PEDAGÓGICA CATEGORIAS DE ANÁLISE 1.1 Gestão Acadêmica 1.2 Projeto do Curso 1.3 Atividades acadêmicas articuladas ao ensino de graduação 1.1 GESTÃO ACADÊMICA 1.1.1 Responsabilidade Social

Leia mais

CURSO 1: MUSCULAÇÃO FUNDAMENTOS BÁSICOS CURSO 2: MUSCULAÇÃO MONTAGEM DE PROGRAMAS CURSO 1: MUSCULAÇÃO FUNDAMENTOS BÁSICOS OBJETIVOS CONTEÚDO

CURSO 1: MUSCULAÇÃO FUNDAMENTOS BÁSICOS CURSO 2: MUSCULAÇÃO MONTAGEM DE PROGRAMAS CURSO 1: MUSCULAÇÃO FUNDAMENTOS BÁSICOS OBJETIVOS CONTEÚDO C.V. RESUMIDO Pesquisador do CNPq Pós-Doutorado Universidade Politécnica de Madrid Madrid - Espanha Doutor Actividade Física Universidade de Granada - Espanha Doutor Bases Fisiológicas da Nutrição Universidade

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Page 1 of 5 Ministério da Educação Nº 1087 - Terça feira, 6 de janeiro de 2009 Gabinete do Ministro - Portaria nº 1, de 5 de janeiro de 2009 Aprova, em extrato, o instrumento de avaliação para reconhecimento

Leia mais