PRODUÇÃO DE FITOMASSA DE ADUBOS VERDES DE VERÃO EM CULTIVO EXCLUSIVO E CONSORCIADO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PRODUÇÃO DE FITOMASSA DE ADUBOS VERDES DE VERÃO EM CULTIVO EXCLUSIVO E CONSORCIADO"

Transcrição

1 PRODUÇÃO DE FITOMASSA DE ADUBOS VERDES DE VERÃO EM CULTIVO EXCLUSIVO E CONSORCIADO Josiane dos Santos (1), Izabel Cristina dos Santos (2), Anastácia Fontanétti (3), Débora da Silveira Toledo (4) (1) Bolsista PIBIC FAPEMIG/EPAMIG, (2) Pesquisadora da EPAMIG - Viçosa, MG, (3) Pós-doutoranda, UFV - Viçosa, MG, (4) Graduanda, UFV - Viçosa, MG Introdução Nas últimas décadas, tem crescido o interesse pela utilização de adubos verdes e diversos trabalhos demonstram seu efeito nas características químicas, físicas e biológicas do solo. No entanto, esses efeitos são variáveis, dependendo da espécie utilizada, da quantidade de biomassa produzida, da época de plantio e corte do adubo verde, do tempo de permanência dos resíduos no solo, das condições locais e da interação entre esses fatores (ALCÂNTARA et al., 2000). A produção de biomassa dos adubos verdes é de grande importância, pois dela depende a cobertura do solo, a supressão das plantas espontâneas, a quantidade de matéria orgânica e, conseqüentemente, de nutrientes incorporados ao solo. As leguminosas são as espécies mais utilizadas na adubação verde por fixarem o nitrogênio atmosférico (MIYASAKA et al., 1984). Porém, em regiões com umidade e temperatura elevadas em boa parte do ano, ocorre uma rápida decomposição da biomassa das leguminosas depositada sobre o solo, o que tem aumentado a utilização de gramíneas para adubação verde (OLIVEIRA et al., 2002), devido à sua decomposição mais lenta. O consórcio de gramíneas e leguminosas apresenta-se como uma importante alternativa para se elevar a produção de biomassa, conciliando proteção e adubação do solo. Além disso, o consórcio aumenta o potencial de extração de nutrientes do solo, uma vez que as espécies possuem sistemas

2 radiculares distintos. De acordo com Alcântara e Bufarah (1988), milheto e sorgo podem ser consorciados com leguminosas como kudzu tropical, lab-lab, caupi ou mucuna. Sendo, no entanto, necessário avaliar práticas de manejo que melhorem o desempenho dessas espécies em cultivo consorciado. O objetivo deste trabalho foi avaliar as espécies de adubos verdes de verão Crotalaria juncea, Canavalia ensiformes e Pennisetum americanum, em cultivo exclusivo e consorciado, quanto à produção de biomassa fresca e seca. Material e Métodos O experimento foi instalado em 10/11/05 na Fazenda Experimental do Vale do Piranga (FEVP) do Centro Tecnológico da Zona da Mata (CTZM) da EPAMIG situada em Oratórios, MG, em blocos ao acaso, em três repetições. O solo da área experimental apresentou as seguintes características: ph (H2O): 5,5; P: 10,4 e K: 58 mg/dm 3 ; Ca 2+ : 2,4; Mg 2+ : 0,5; Al 3+ : 0,0; H + Al: 3,96; SB: 3,05; CTC efetiva : 3,05 e CTC total : 7,01 cmol c /dm 3 e V: 44%. Não foi utilizada adubação mineral nem inoculação das sementes das leguminosas, para simular o sistema normalmente utilizado pelos agricultores. Foram feitas capinas com enxada para controlar as plantas espontâneas. Os tratamentos foram constituídos de três espécies de adubos verdes: crotalária (Crotalaria juncea), feijão-de-porco (Canavalia ensiformes) e milheto (Pennisetum americanum) em cultivo exclusivo e consorciado (milheto com crotalária e milheto com feijão-de-porco). O feijão-de-porco foi semeado com 0,50 m entrelinhas e 0,20 m entre plantas; a crotalária com 0,50 m entrelinhas e 0,05 m entre plantas; o milheto com 0,25 cm entrelinhas nos cultivos exclusivos e 1,0 m nos cultivos consorciados, na densidade de 50 sementes/m. Nas parcelas consorciadas, as leguminosas foram semeadas 20 dias após o milheto, entre as linhas da gramínea. Os adubos verdes foram manejados quando 50% das plantas estavam com flores; nos consórcios foi considerado o florescimento da espécie mais precoce. As amostras coletadas em um metro quadrado de cada parcela, foram levadas ao laboratório e pesadas para obtenção da fitomassa fresca. Cada amostra foi então picada e homogeneizada; retirou-se em seguida uma subamostra de 100g; o material restante foi devolvido à área experimental. As sub-

3 amostras foram colocadas para secar em estufa com ventilação forçada de ar à temperatura de 65ºC para obtenção do peso da fitomassa seca. Os dados foram submetidos à análise de variância de acordo com o teste de F a 5% de probabilidade e as médias dos tratamentos comparadas pelo teste Scott & Knott a 5% de probabilidade. Resultados e Discussão Dentre os sistemas e espécies de adubos verdes estudados, o cultivo exclusivo de crotalária proporcionou maior produção de fitomassa fresca (FF) e fitomassa seca (FS) (Tabela 1), o que não ocorreu quando essa espécie foi consorciada com o milheto. A produção de 1,86 t/ha de FF da crotalária em consórcio com o milheto foi inferior à mencionada por Perin et al. (2004) que foi 5,3 t/ha, equivalente a 65% da FF total no consórcio milheto + crotalária, resultado possivelmente relacionado com o sistema de cultivo e com a época de corte. De acordo com estes autores, as espécies foram semeadas simultaneamente e manejadas 68 dias após o plantio (DAP), diferindo do sistema utilizado nesse trabalho, em que a crotalária foi semeada 20 DAP do milheto e cortada no florescimento do milheto, ou seja, cerca de 70 DAP da gramínea e 50 DAP da leguminosa, contribuindo para a menor produção de FF e FS da crotalária em consórcio. O feijão-de-porco em cultivo exclusivo apresentou valores de FF dentro da faixa citada por Calegari (1995), mas no consórcio com o milheto teve sua produção reduzida (Tabela 1), possivelmente devido ao plantio ter sido feito 20 DAP do milheto, prejudicando o estabelecimento e crescimento da leguminosa. O milheto apresentou produções semelhantes de fitomassa fresca e seca no cultivo exclusivo e nos consórcios com as leguminosas (Tabela 1). No entanto, as produções foram inferiores às observadas por Oliveira et al. (2002) que foram 45,76 e 14,18 t/ha de fitomassa fresca e seca, respectivamente. Conclusão Os consórcios não apresentaram vantagens em relação aos cultivos exclusivos quanto à produção de fitomassa fresca e seca. Porém, cabe

4 ressaltar que a produção de biomassa dos consórcios possivelmente foi prejudicada pela sobressemeadura tardia das leguminosas, o que sugere a necessidade de estudos de outras formas de condução do consórcio. Referências ALCÂNTARA, P.B.; BUFARAH, G. Plantas forrageiras: gramíneas e leguminosas. 5. ed. São Paulo: Nobel, p. ; FURTINI NETO, A. E.; PAULA, M. B. de; MESQUITA, H. A. de; MUNIZ, J. A. Adubação verde na recuperação da fertilidade de um latossolo vermelho-escuro degradado. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.35, n.2, p , fev CALEGARI, A. Leguminosas para adubação verde de verão no Paraná. Londrina: IAPAR, p. (IAPAR. Circular, 80). MIYASAKA, S.; CAMARGO, O. A. de; CAVALERI, P. A.; GODOY, I. J. de; WERNER, J. C.; CURI, S. M.; LOMBARDI NETO; MEDINA, J. C.; CERVELLINI, G. S.; BULISANI, E. A. Adubação orgânica, adubação verde e rotação de culturas no Estado de São Paulo. 2. ed. Campinas: Fundação Cargill, p. OLIVEIRA, T. K. de; CARVALHO, G. J. de; MORAES, R. N. de S. Plantas de cobertura e seus efeitos sobre o feijoeiro em plantio direto. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.37, n.8, p , ago PERIN, A.; SANTOS, R.H.S.; URQUIAGA, S.; GUERRA, J.G.M.; CECON, P.R. Produção de fitomassa, acúmulo de nutrientes e fixação biológica de nitrogênio por adubos verdes em cultivo isolado e consorciado. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.39, n.1, p.35-40, jan

5 Tabela 1 - Produção de biomassa de adubos verdes de verão em cultivo exclusivo e consorciado - EPAMIG FEVP, Oratórios, MG, 2005/2006 Fitomassa fresca Fitomassa seca Adubo verde CR CR Milheto Total Milheto ou FP ou FP Total Crotalária (CR) - 34,68 a 34,68 a - 9,91 a 9,91 a Feijão-de-porco (FP) - 20,87 b 20,87 b - 4,28 b 4,28 b Milheto 13,46 a - 13,46 b 3,22 a - 3,22 b Milheto + CR 12,90 a 1,86 c 14,76 b 2,73 a 0,42 c 3,15 b Milheto+ FP 11,03 a 2,36 c 13,39 b 3,16 a 0,52 c 3,68 b NOTA: Médias seguidas pela mesma letra na coluna não diferem entre si de acordo com o teste de Scott & Knott a 5% de probabilidade.

INFLUÊNCIA DO FOTOPERÍODO NO DESENVOLVIMENTO DE ADUBOS VERDES EM DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA NO SUDESTE GOIANO

INFLUÊNCIA DO FOTOPERÍODO NO DESENVOLVIMENTO DE ADUBOS VERDES EM DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA NO SUDESTE GOIANO INFLUÊNCIA DO FOTOPERÍODO NO DESENVOLVIMENTO DE ADUBOS VERDES EM DIFERENTES ÉPOCAS DE SEMEADURA NO SUDESTE GOIANO Mário Guilherme De Biagi Cava 1 ; Marcos Vinicius Ribeiro Nascimento 2 ; Bruce James Santos

Leia mais

AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MILHETO NA INTERFACE CHUVA/SECA

AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MILHETO NA INTERFACE CHUVA/SECA AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MILHETO NA INTERFACE CHUVA/SECA Tássio Bonomo Murça (1), Domingos Sávio Queiroz (2), Luiz Tarcisio Salgado (3), Sabrina Saraiva Santana (4), Sérgio Dutra de Resende (5) (1) Bolsista

Leia mais

Desenvolvimento de alface em diferentes fitomassas e manejos de adubos verdes

Desenvolvimento de alface em diferentes fitomassas e manejos de adubos verdes Desenvolvimento de alface em diferentes fitomassas e manejos de adubos verdes Pauline Corrêa Ferreira (1), Hortência Maria Abranches Purcino (2), Luciano Donizete Gonçalves (2), Maria Helena Tabim Mascarenhas

Leia mais

PRODUÇÃO DE GRÃOS E DECOMPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS CULTURAIS DE MILHO E SOJA EM FUNÇÃO DAS PLANTAS DE COBERTURA

PRODUÇÃO DE GRÃOS E DECOMPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS CULTURAIS DE MILHO E SOJA EM FUNÇÃO DAS PLANTAS DE COBERTURA PRODUÇÃO DE GRÃOS E DECOMPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS CULTURAIS DE MILHO E SOJA EM FUNÇÃO DAS PLANTAS DE COBERTURA RODRIGUES JÚNIOR, D.J. 1 ; TORRES, J.L.R 2.; PEREIRA 3, M.G.; FABIAN 4, A.J. 1 Graduando do 5º

Leia mais

Adubação orgânica do pepineiro e produção de feijão-vagem em resposta ao efeito residual em cultivo subsequente

Adubação orgânica do pepineiro e produção de feijão-vagem em resposta ao efeito residual em cultivo subsequente Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 9., 2, Belo Horizonte 1 Adubação orgânica do pepineiro e produção de feijão-vagem em resposta ao efeito residual em cultivo subsequente Carlos Henrique

Leia mais

Produção de sementes Espaçamento entre as linhas (cm)

Produção de sementes Espaçamento entre as linhas (cm) Adubação Verde ADUBAÇÃO VERDE O que é adubação verde Consiste no cultivo e na incorporação ao solo de plantas (principalmente as leguminosas) que contribuem para a melhoria das condições físicas, químicas

Leia mais

Acúmulo de macronutrientes em roseiras em função do manejo do solo

Acúmulo de macronutrientes em roseiras em função do manejo do solo Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 9., 2012, Belo Horizonte Acúmulo de macronutrientes em roseiras em função do manejo do solo Iara Cristina Santos Curvelo (1), Elka Fabiana Aparecida Almeida

Leia mais

ADUBAÇÃO VERDE. Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira (UAGRA/CCTA/UFCG) AGRICULTURA GERAL. Objetivos principais. Objetivos específicos

ADUBAÇÃO VERDE. Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira (UAGRA/CCTA/UFCG) AGRICULTURA GERAL. Objetivos principais. Objetivos específicos CONCEITOS: ADUBAÇÃO VERDE AGRICULTURA GERAL ADUBAÇÃO VERDE POMBAL PB 1) Consiste no aproveitamento de plantas cultivadas ou crescidas espontaneamente no próprio local ou importadas de outras áreas 2) É

Leia mais

ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO E RENDIMENTO DE GRÃOS DE MILHO SOB DO CULTIVO CONSORCIADO COM ADUBOS VERDES. Reges HEINRICHS. Godofredo César VITTI

ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO E RENDIMENTO DE GRÃOS DE MILHO SOB DO CULTIVO CONSORCIADO COM ADUBOS VERDES. Reges HEINRICHS. Godofredo César VITTI REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA ISSN 1677-0293 PERIODICIDADE SEMESTRAL ANO III EDIÇÃO NÚMERO 5 JUNHO DE 2004 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

AVALIAÇÃO DE ADUBOS VERDES DE VERÃO NO CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS EM SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO

AVALIAÇÃO DE ADUBOS VERDES DE VERÃO NO CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS EM SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO AVALIAÇÃO DE ADUBOS VERDES DE VERÃO NO CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS EM SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO J.L.C. VIERO 1, C. STRECK 2 *, I. MALDANER 2, E. JOST 2 RESUMO - A busca por alimentos mais saudáveis

Leia mais

DESEMPENHO DE PLANTAS DE COBERTURA DE VERÃO NA PRODUÇÃO DE BIOMASSA E SUPRESSÃO DE PLANTAS ESPONTÂNEAS

DESEMPENHO DE PLANTAS DE COBERTURA DE VERÃO NA PRODUÇÃO DE BIOMASSA E SUPRESSÃO DE PLANTAS ESPONTÂNEAS DESEMPENHO DE PLANTAS DE COBERTURA DE VERÃO NA PRODUÇÃO DE BIOMASSA E SUPRESSÃO DE PLANTAS ESPONTÂNEAS Silvane A. CAMPOS*(1); Pedro L. GOULART (1); Marcos L. BASTIANI (1); Luiz C. PEREIRA (1); Guilherme

Leia mais

AVALIAÇÃO DA ÉPOCA DE SEMEADURA DE CROTALARIA JUNCEA L. E SUA RELAÇÃO COM A PRODUÇÃO DE MASSA SECA NO ALTO VALE DO ITAJAÍ

AVALIAÇÃO DA ÉPOCA DE SEMEADURA DE CROTALARIA JUNCEA L. E SUA RELAÇÃO COM A PRODUÇÃO DE MASSA SECA NO ALTO VALE DO ITAJAÍ AVALIAÇÃO DA ÉPOCA DE SEMEADURA DE CROTALARIA JUNCEA L. E SUA RELAÇÃO COM A PRODUÇÃO DE MASSA SECA NO ALTO VALE DO ITAJAÍ Joacir do NASCIMENTO 1, Daniela GOETEN 2, Oscar Emilio Ludtke HARTHMANN 3 1 Bolsista

Leia mais

V Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí V Jornada Científica 19 a 24 de novembro de 2012

V Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí V Jornada Científica 19 a 24 de novembro de 2012 Produtividade e proteína bruta do feijão guandu (Cajanus cajan cv. Mandarin) sob diferentes adubações e períodos de corte cultivado em um latossolo vermelho distrófico Arnon Henrique Campos ANÉSIO¹; Antônio

Leia mais

Resumos do VII Congresso Brasileiro de Agroecologia Fortaleza/CE 12 a 16/12/2011

Resumos do VII Congresso Brasileiro de Agroecologia Fortaleza/CE 12 a 16/12/2011 12230 - Efeito de plantas de cobertura de verão sobre o desempenho da cultura do repolho (Brassica oleracea var. capitata) sob sistema de plantio direto. Effect of cover crops on the performance of cabbage

Leia mais

088 - Rendimento de fitomassa de adubos verdes e de grãos do feijoeiro decorrente do cultivo em sucessão

088 - Rendimento de fitomassa de adubos verdes e de grãos do feijoeiro decorrente do cultivo em sucessão 088 - Rendimento de fitomassa de adubos verdes e de grãos do feijoeiro decorrente do cultivo em sucessão Yield of biomass for green manure and grain bean, resulting from cultivation in succession SOUZA,

Leia mais

CONTEÚDO DO MICRONUTRIENTE MOLIBDÊNIO NA SEMENTE DE FEIJÃO E PRODUTIVIDADE DAS PLANTAS-FILHAS

CONTEÚDO DO MICRONUTRIENTE MOLIBDÊNIO NA SEMENTE DE FEIJÃO E PRODUTIVIDADE DAS PLANTAS-FILHAS 74 CONTEÚDO DO MICRONUTRIENTE MOLIBDÊNIO NA SEMENTE DE FEIJÃO E PRODUTIVIDADE DAS PLANTAS-FILHAS Gilmar Silvério da Rocha (1), Rogério Faria Vieira (2), Luiz Tarcísio Salgado (2), Alexandre Cunha de Barcellos

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Avaliação do Desenvolvimento de Plantas de Milho (Zea mays L.) em Sucessão a Adubos Verdes no Plantio Direto Leandro

Leia mais

RENDIMENTO DE FEIJÃO CULTIVADO COM DIFERENTES FONTES DE ADUBOS VERDES NA PRESENÇA E AUSÊNCIA DE COBERTURA NITROGENADA.

RENDIMENTO DE FEIJÃO CULTIVADO COM DIFERENTES FONTES DE ADUBOS VERDES NA PRESENÇA E AUSÊNCIA DE COBERTURA NITROGENADA. RENDIMENTO DE FEIJÃO CULTIVADO COM DIFERENTES FONTES DE ADUBOS VERDES NA PRESENÇA E AUSÊNCIA DE COBERTURA NITROGENADA. Alana Oliveira Silva 1 ; Manoel Mota dos Santos 2 ; 1 Aluno do Curso de Química Ambiental;

Leia mais

SELETIVIDADE DOS HERBICIDAS BENTAZON E NICOSULFURON PARA Crotalaria juncea e Crotalaria spectabilis

SELETIVIDADE DOS HERBICIDAS BENTAZON E NICOSULFURON PARA Crotalaria juncea e Crotalaria spectabilis SELETIVIDADE DOS HERBICIDAS BENTAZON E NICOSULFURON PARA Crotalaria juncea e Crotalaria spectabilis NOGUEIRA, C. H. P (FCAV - UNESP, Jaboticabal/SP - nogueirachp@gmail.com), CORREIA, N. M. (Embrapa, Brasília/DF

Leia mais

Bolsista PBIC/UEG, graduando do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG. Orientador, docente do Curso de Engenharia Florestal, UFG-Campus Jataí.

Bolsista PBIC/UEG, graduando do Curso de Agronomia, UnU Ipameri - UEG. Orientador, docente do Curso de Engenharia Florestal, UFG-Campus Jataí. PRODUÇÃO DE SEMENTES DE ADUBOS VERDES NO CERRADO Marcos Vinícius Ribeiro Nascimento 1 ; Paulo César Timossi 2 ; Mário Guilherme de B. Cava³; Bruce James Santos³; Gabriel Democh Goularte 3 ; Diego Fleury

Leia mais

Rendimento econômico do consórcio de repolho com cebolinha em sistema orgânico

Rendimento econômico do consórcio de repolho com cebolinha em sistema orgânico Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 9., 2012, Belo Horizonte Rendimento econômico do consórcio de repolho com cebolinha em sistema orgânico Otieres Cirino de Carvalho (1), Izabel Cristina

Leia mais

Potencial produtivo de adubos verdes visando rotação com a cana-de-açúcar, na Zona da Mata Alagoana

Potencial produtivo de adubos verdes visando rotação com a cana-de-açúcar, na Zona da Mata Alagoana Potencial produtivo de adubos verdes visando rotação com a cana-de-açúcar, na Zona da Mata Alagoana Terezinha Bezerra Albino Oliveira a, b Antonio Cezar Bornia a Mauro Wagner de Oliveira b a. Universidade

Leia mais

Adubos verdes para Cultivo orgânico

Adubos verdes para Cultivo orgânico Adubos verdes para Cultivo orgânico Introdução A técnica conhecida como adubação verde é a utilização de plantas com finalidades específicas para melhorar o solo. A principal diferença da adubação verde

Leia mais

Adubação verde no sistema de cultivo orgânico Discentes: Cassio Batista Mendes Júnior, Cleber, Danillo Oliveira Silva, Eder Correia dos Santos, Lucas

Adubação verde no sistema de cultivo orgânico Discentes: Cassio Batista Mendes Júnior, Cleber, Danillo Oliveira Silva, Eder Correia dos Santos, Lucas Adubação verde no sistema de cultivo orgânico Discentes: Cassio Batista Mendes Júnior, Cleber, Danillo Oliveira Silva, Eder Correia dos Santos, Lucas Loures Nunes Disciplina: Cultivo Orgânico Professora:

Leia mais

TÍTULO: PRODUÇÃO DE FORRAGEM DE ESPÉCIES DE "BRACHIARIA" SUBMETIDAS A DIFERENTES ALTURAS DE CORTE

TÍTULO: PRODUÇÃO DE FORRAGEM DE ESPÉCIES DE BRACHIARIA SUBMETIDAS A DIFERENTES ALTURAS DE CORTE Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: PRODUÇÃO DE FORRAGEM DE ESPÉCIES DE "BRACHIARIA" SUBMETIDAS A DIFERENTES ALTURAS DE CORTE CATEGORIA:

Leia mais

1O que é. A adubação verde é uma prática agrícola utilizada há

1O que é. A adubação verde é uma prática agrícola utilizada há Milton Parron Padovan Rogério Ferreira da Silva Adubação Verde - Opções para Outono/Inverno, Primavera/Verão e Espécies Perenes 1O que é. A adubação verde é uma prática agrícola utilizada há milhares de

Leia mais

Coberturas vegetais vivas do solo para bananeira

Coberturas vegetais vivas do solo para bananeira Coberturas vegetais vivas do solo para bananeira Ana Lúcia Borges 1 Luciano da Silva Souza 2 1 Pesquisadora da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Caixa Postal 007, CEP 44380-000 Cruz das Almas BA. E-mail:

Leia mais

17 EFEITO DA APLICAÇÃO DE MICRONUTRIENTES NA

17 EFEITO DA APLICAÇÃO DE MICRONUTRIENTES NA 17 EFEITO DA APLICAÇÃO DE MICRONUTRIENTES NA PRODUTIVIDADE DA SOJA O objetivo deste experimento foi avaliar a resposta do programa nutricional via foliar recomendado pela microquímica na cultura da soja

Leia mais

Ocorrência de artrópodes em área recuperada com o Sistema de Integração Lavoura- Pecuária 1. Paulo A. Viana 2 e Maria C. M.

Ocorrência de artrópodes em área recuperada com o Sistema de Integração Lavoura- Pecuária 1. Paulo A. Viana 2 e Maria C. M. Ocorrência de artrópodes em área recuperada com o Sistema de Integração Lavoura- Pecuária Paulo A. Viana e Maria C. M. Viana 3 Pesquisador Embrapa Milho e Sorgo, pviana@cnpms.embrapa.br. CP. 5, CEP 357-97,

Leia mais

Manejo da adubação nitrogenada na cultura do milho

Manejo da adubação nitrogenada na cultura do milho Manejo da adubação nitrogenada na cultura do milho Atualmente, pode-se dizer que um dos aspectos mais importantes no manejo da adubação nitrogenada na cultura do milho refere-se à época de aplicação e

Leia mais

VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR SOB IRRIGAÇÃO NO NORTE DE MINAS GERAIS

VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR SOB IRRIGAÇÃO NO NORTE DE MINAS GERAIS VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR SOB IRRIGAÇÃO NO NORTE DE MINAS GERAIS Geraldo Magela da Silva (1), Geraldo Antônio Resende Macêdo (2), Édio Luiz da Costa (3), Heloísa Mattana Saturnino (3), Fúlvio Rodriguez

Leia mais

Uso de Adubação Verde em Videira no Submédio São Fran is o

Uso de Adubação Verde em Videira no Submédio São Fran is o Uso de Adubação Verde em Videira no Submédio São Fran is o Clementino Marcos Batista de Faria José Monteiro Soares Patrícia Coelho Souza Leão Os solos do Vale do Submédio São Francisco são, de um modo

Leia mais

UMA EXPERIÊNCIA DE PESQUISA EM AGRICULTURA ORGÂNICA: FAZENDINHA AGROECOLÓGICA- km 47

UMA EXPERIÊNCIA DE PESQUISA EM AGRICULTURA ORGÂNICA: FAZENDINHA AGROECOLÓGICA- km 47 UMA EXPERIÊNCIA DE PESQUISA EM AGRICULTURA ORGÂNICA: FAZENDINHA AGROECOLÓGICA- km 47 Dejair Lopes de Almeida José Guilherme Marinho Guerra Embrapa Agrobiologia www.cnpab.embrapa.br sac@cnpab.embrapa.br

Leia mais

Estabelecimento de pastagem na entrelinha de eucalipto após consórcio com plantas de cobertura manejadas com rolo faca¹

Estabelecimento de pastagem na entrelinha de eucalipto após consórcio com plantas de cobertura manejadas com rolo faca¹ 24 Anais do 1º Simpósio Internacional de Arborização de Pastagens em Regiões Subtropicais Estabelecimento de pastagem na entrelinha de eucalipto após consórcio com plantas de cobertura manejadas com rolo

Leia mais

BIOMASSA E PRODUTIVIDADE DE MILHO VERDE INTERCALADO COM GUANDU, SUCEDENDO O CULTIVO DE CUCURBITÁCEAS, EM DIFERENTES MANEJOS DO SOLO 1

BIOMASSA E PRODUTIVIDADE DE MILHO VERDE INTERCALADO COM GUANDU, SUCEDENDO O CULTIVO DE CUCURBITÁCEAS, EM DIFERENTES MANEJOS DO SOLO 1 BIOMASSA E PRODUTIVIDADE DE MILHO VERDE INTERCALADO COM GUANDU, SUCEDENDO O CULTIVO DE CUCURBITÁCEAS, EM DIFERENTES MANEJOS DO SOLO 1 Jaqueline Kristiane da Rosa 2 *, Paulo Cesar Conceição 3, Claudia Aparecida

Leia mais

V Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí V Jornada Científica 19 a 24 de novembro de 2012

V Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí V Jornada Científica 19 a 24 de novembro de 2012 Efeito dos diferentes níveis de adubação fosfatada sobre as características anatomo fisiológicas da cunhã (Clitoria ternatea L.) cultivada em um latossolo vermelho distrófico Arnon Henrique Campos ANÉSIO¹;

Leia mais

PRODUÇÃO DE BIOMASSA E TEOR DE MACRONUTRIENTES DO MILHETO, FEIJÃO-DE-PORCO E GUANDU-ANÃO EM CULTIVO SOLTEIRO E CONSORCIADO 1

PRODUÇÃO DE BIOMASSA E TEOR DE MACRONUTRIENTES DO MILHETO, FEIJÃO-DE-PORCO E GUANDU-ANÃO EM CULTIVO SOLTEIRO E CONSORCIADO 1 PRODUÇÃO DE BIOMASSA E TEOR DE MACRONUTRIENTES DO MILHETO, FEIJÃO-DE-PORCO E GUANDU-ANÃO EM CULTIVO SOLTEIRO E CONSORCIADO 1 Biomass production and macronutrients quantity of millet, jack bean, guandu

Leia mais

Espaçamento alternado e controle de crescimento do feijoeiro com aplicação do fungicida propiconazol

Espaçamento alternado e controle de crescimento do feijoeiro com aplicação do fungicida propiconazol Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 9., 2012, Belo Horizonte Espaçamento alternado e controle de crescimento do feijoeiro com aplicação do fungicida propiconazol Júnio Oliveira Ferreira (1),

Leia mais

PLANTIO CONSORCIADO DE PIMENTA DEDO-DE-MOÇA COM ADUBOS VERDES: PROMOÇÃO DE CRESCIMENTO E OCORRÊNCIA DE PRAGAS PROJETO DE PESQUISA

PLANTIO CONSORCIADO DE PIMENTA DEDO-DE-MOÇA COM ADUBOS VERDES: PROMOÇÃO DE CRESCIMENTO E OCORRÊNCIA DE PRAGAS PROJETO DE PESQUISA PLANTIO CONSORCIADO DE PIMENTA DEDO-DE-MOÇA COM ADUBOS VERDES: PROMOÇÃO DE CRESCIMENTO E OCORRÊNCIA DE PRAGAS PROJETO DE PESQUISA PROFESSOR: MARCELO TAVARES DE CASTRO ALUNO: FABIOLA DOS REIS LIMA CURSO:

Leia mais

EFEITO DA COBERTURA DE MILHO, MILHETO E SORGO NA TEMPERATURA E UMIDADE DO SOLO

EFEITO DA COBERTURA DE MILHO, MILHETO E SORGO NA TEMPERATURA E UMIDADE DO SOLO EFEITO DA COBERTURA DE MILHO, MILHETO E SORGO NA TEMPERATURA E UMIDADE DO SOLO Eduardo dos Santos Silveira (UNIVAG); Douglas Onghero Ribeiro (UNIVAG); Eloiza Cristina Castelan (UNIVAG); Giovana Raquel

Leia mais

CULTURAS DE COBERTURA DE VERÃO ANTECEDENDO O PLANTIO DIRETO DO TABACO

CULTURAS DE COBERTURA DE VERÃO ANTECEDENDO O PLANTIO DIRETO DO TABACO CULTURAS DE COBERTURA DE VERÃO ANTECEDENDO O PLANTIO DIRETO DO TABACO CARLOS, A. S. 1 ; CAMILA, B. M. 2 ; FELIPE, T. B. 3 RESUMO: A cultura do tabaco é importante na composição da renda dos agricultores

Leia mais

Decomposição de Adubos Verdes em Condições de Casa de Vegetação

Decomposição de Adubos Verdes em Condições de Casa de Vegetação 42 Decomposição de Adubos Verdes em Condições de Casa de Vegetação Decomposição de Adubos Verdes em Condições de Casa de Vegetação Decomposition of Green Manures Under Greenhouse Conditions Celimária Barbosa

Leia mais

Teores Foliares de Nutrientes e Produção de Milho Orgânico com Cultivo Simultâneo Intercalar de Leguminosas

Teores Foliares de Nutrientes e Produção de Milho Orgânico com Cultivo Simultâneo Intercalar de Leguminosas Teores Foliares de Nutrientes e Produção de Milho Orgânico com Cultivo Simultâneo Intercalar de Leguminosas Luciano R. Queiroz 1, João Carlos C. Galvão 2, José Carlos Cruz 3, Ramon C. Alvarenga 3, Antonio

Leia mais

RESPOSTA DO CAFEEIRO SOB SISTEMA DE PLANTIO ADENSADO À ADUBAÇÃO COM ZINCO

RESPOSTA DO CAFEEIRO SOB SISTEMA DE PLANTIO ADENSADO À ADUBAÇÃO COM ZINCO RESPOSTA DO CAFEEIRO SOB SISTEMA DE PLANTIO ADENSADO À ADUBAÇÃO COM ZINCO Leonardo Campos Faria (1), Paulo César de Lima (2), Luiz Tarcísio Salgado (2), Waldênia de Melo Moura (2), Edimaldo Garcia Júnior

Leia mais

NUTRIÇÃO DA MAMONEIRA CONSORCIADA COM FEIJÃO COMUM EM FUNÇÃO DO PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA

NUTRIÇÃO DA MAMONEIRA CONSORCIADA COM FEIJÃO COMUM EM FUNÇÃO DO PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA NUTRIÇÃO DA MAMONEIRA CONSORCIADA COM FEIJÃO COMUM EM FUNÇÃO DO PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA Rafael Batista Ferreira 1 (PG)*, Ananda Helena Nunes Cunha 2 (PQ), Itamar Rosa Teixeira 3 (PQ) 1* Eng.

Leia mais

EFEITO DE ADUBAÇÃO NITROGENADA EM MILHO SAFRINHA CULTIVADO EM ESPAÇAMENTO REDUZIDO, EM DOURADOS, MS

EFEITO DE ADUBAÇÃO NITROGENADA EM MILHO SAFRINHA CULTIVADO EM ESPAÇAMENTO REDUZIDO, EM DOURADOS, MS EFEITO DE ADUBAÇÃO NITROGENADA EM MILHO SAFRINHA CULTIVADO EM ESPAÇAMENTO REDUZIDO, EM DOURADOS, MS Carlos Hissao Kurihara (1), Bruno Patrício Tsujigushi (2) Introdução A adubação da cultura do milho safrinha

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE LEGUMINOSAS PARA ADUBAÇÃO VERDE

UTILIZAÇÃO DE LEGUMINOSAS PARA ADUBAÇÃO VERDE Nº 15, nov./96, p.1-5 UTILIZAÇÃO DE LEGUMINOSAS PARA ADUBAÇÃO VERDE Júlio Cesar Salton 1 INTRODUÇÃO A agricultura moderna, para ser viável, necessita alcançar elevados índices de produtividade, o que geralmente

Leia mais

18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA

18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA 18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE MACRONUTRIENTES EM PÓS- EMERGÊNCIA DA CULTURA O objetivo neste trabalho foi avaliar a aplicação de macronutrientes de diversas fontes e épocas de aplicação

Leia mais

Manejo de plantas de cobertura para sistemas agrícolas de alta produtividade

Manejo de plantas de cobertura para sistemas agrícolas de alta produtividade Manejo de plantas de cobertura para sistemas agrícolas de alta produtividade B.Sc. Agronomia José Eduardo de Macedo Soares Júnior Fazenda Capuaba / Lucas do Rio Verde-MT Fazenda Capuaba Lucas do Rio Verde

Leia mais

XX Latin American and XVI Peruvian Congress of Soil Science

XX Latin American and XVI Peruvian Congress of Soil Science XX Latin American and XVI Peruvian Congress of Soil Science EDUCATE to PRESERVE the soil and conserve life on Earth Cusco Peru, from 9 to 15 November, 2014 Convention Center, Cusco City Hall TAXA DE DECOMPOSIÇÃO

Leia mais

ADUBAÇÃO DE MANUTENÇÃO COM NITROGÊNIO E FÓSFORO PARA A PRODUÇÃO DE FENO COM O CAPIM MASSAI (Panicum maximum CV. Massai)

ADUBAÇÃO DE MANUTENÇÃO COM NITROGÊNIO E FÓSFORO PARA A PRODUÇÃO DE FENO COM O CAPIM MASSAI (Panicum maximum CV. Massai) ADUBAÇÃO DE MANUTENÇÃO COM NITROGÊNIO E FÓSFORO PARA A PRODUÇÃO DE FENO COM O CAPIM MASSAI (Panicum maximum CV. Massai) Renata Freires Lima¹; José Antonio Maior Bono² ¹Acadêmica do Curso de Agronomia da

Leia mais

SAF implantado em linhas e em média diversidade de arbustos e árvores.

SAF implantado em linhas e em média diversidade de arbustos e árvores. 74 Fotos: Milton Parron Padovan SAF implantado em linhas e em média diversidade de arbustos e árvores. SAF de base pecuária com árvores nativas implantadas em linhas. SAF com arranjo de espécies vegetais

Leia mais

1º DE SETEMBRO DE

1º DE SETEMBRO DE AVALIAÇÃO DA TAXA DE DECOMPOSIÇÃO DE COBERTURAS VEGETAIS UTILIZADAS EM SPD, POR MEIO DE METODOLOGIA DE REGRESSÃO LINEAR DECOMPOSITION RATE EVALUATION VEGETABLE TOPPINGS USED IN SPD BY MEANS OF LINEAR REGRESSION

Leia mais

AVALIAÇÃO DO USO DO PÓ DE ROCHA NO DESEMPENHO DE DUAS VARIEDADES DE MANDIOCA DE MESA

AVALIAÇÃO DO USO DO PÓ DE ROCHA NO DESEMPENHO DE DUAS VARIEDADES DE MANDIOCA DE MESA AVALIAÇÃO DO USO DO PÓ DE ROCHA NO DESEMPENHO DE DUAS VARIEDADES DE MANDIOCA DE MESA Fernanda Pereira de Souza 1 Eder de Souza Martins 2 Luise Lottici Krahl 3 Eduardo Alano Vieira 4 Josefino de Freitas

Leia mais

431 - AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MILHO EM DIFERENTES DENSIDADES DE PLANTIO EM SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO

431 - AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MILHO EM DIFERENTES DENSIDADES DE PLANTIO EM SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO Manejo de Agroecosistemas Sustentaveis Monferrer 431 - AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MILHO EM DIFERENTES DENSIDADES DE PLANTIO EM SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO José C. Cruz 1 ; Israel A. Pereira Filho 1 ;

Leia mais

Efeito da secagem na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso

Efeito da secagem na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 8., 2011, Belo Horizonte Efeito da secagem na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso Cézar Augusto Mafia Leal (1), Roberto Fontes Araujo (2),

Leia mais

TÍTULO: EFEITOS DA PROFUNDIDADE DE PLANTIO NA GERMINAÇÃO E PRODUÇÃO DE MASSA DO CAPIM BRAQUIARÃO ADUBADO NO PLANTIO

TÍTULO: EFEITOS DA PROFUNDIDADE DE PLANTIO NA GERMINAÇÃO E PRODUÇÃO DE MASSA DO CAPIM BRAQUIARÃO ADUBADO NO PLANTIO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: EFEITOS DA PROFUNDIDADE DE PLANTIO NA GERMINAÇÃO E PRODUÇÃO DE MASSA DO CAPIM BRAQUIARÃO ADUBADO

Leia mais

BENEFÍCIOS DO SISTEMA DE ROTAÇÃO DE CULTURAS. Autores: Mariel Fernando Arnhold¹. Ariel Fernando Schoenhals Ritter². Marciano Balbinot³.

BENEFÍCIOS DO SISTEMA DE ROTAÇÃO DE CULTURAS. Autores: Mariel Fernando Arnhold¹. Ariel Fernando Schoenhals Ritter². Marciano Balbinot³. BENEFÍCIOS DO SISTEMA DE ROTAÇÃO DE CULTURAS Autores: Mariel Fernando Arnhold¹. Ariel Fernando Schoenhals Ritter². Marciano Balbinot³. Palavras-chave: Plantas de cobertura. Qualidade do solo. Plantio direto.

Leia mais

TEOR DE MACRONUTRIENTES EM PLANTAS UTILIZADAS COMO ADUBO VERDE MACRONUTRIENTS QUANTITY IN PLANTS USED AS GREEN MANURE

TEOR DE MACRONUTRIENTES EM PLANTAS UTILIZADAS COMO ADUBO VERDE MACRONUTRIENTS QUANTITY IN PLANTS USED AS GREEN MANURE 37 TEOR DE MACRONUTRIENTES EM PLANTAS UTILIZADAS COMO ADUBO VERDE MACRONUTRIENTS QUANTITY IN PLANTS USED AS GREEN MANURE Gigliane Raquel Perez Barroso 1 José Oreste Merola Carvalho 2 Maurício Reginaldo

Leia mais

DESEMPENHO DE NOVAS CULTIVARES DE CICLO PRECOCE DE MILHO EM SANTA MARIA 1

DESEMPENHO DE NOVAS CULTIVARES DE CICLO PRECOCE DE MILHO EM SANTA MARIA 1 DESEMPENHO DE NOVAS CULTIVARES DE CICLO PRECOCE DE MILHO EM SANTA MARIA 1 TOEBE, Marcos 2 ; CARGNELUTTI FILHO, Alberto 3 ; SILVEIRA, Tatiani Reis da 2 ; CASAROTTO, Gabriele 4 ; SCHWANTES, Ismael Albino

Leia mais

Feijão. 9.3 Calagem e Adubação

Feijão. 9.3 Calagem e Adubação Feijão 9.3 Calagem e Adubação Fonte: Fageria et al. (1996). 1996 CORREÇÃO DO SOLO -CALAGEM -GESSAGEM -SILICATAGEM CALAGEM -Aumento da eficiência dos adubos -Produtividade -Rentabilidade Agropecuária. Lopes

Leia mais

PRODUTIVIDADE DA CEBOLA EM FUNÇÃO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA

PRODUTIVIDADE DA CEBOLA EM FUNÇÃO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA PRODUTIVIDADE DA CEBOLA EM FUNÇÃO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA Daniel Rodrigues Ribeiro (1), Sanzio Mollica Vidigal (2), Maria Aparecida Nogueira Sediyama (2), Paulo Roberto Gomes Pereira (3), Rachel Soares

Leia mais

Anais do Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão- CONPEEX (2010)

Anais do Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão- CONPEEX (2010) Anais do Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão- CONPEEX (2010) 5771-5775 AVALIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE ARROZ IRRIGADO NO USO DE NITROGÊNIO CARVALHO, Glaucilene Duarte 1 ; DE CAMPOS, Alfredo Borges 2 & FAGERIA,

Leia mais

Palavras-chave: Oryza sativa, produção orgânica; composto orgânico; Vigna unguiculata

Palavras-chave: Oryza sativa, produção orgânica; composto orgânico; Vigna unguiculata EFICIÊNCIA RESIDUAL DOS COMPOSTOS ORGÂNICOS NO DESENVOLVIMENTO DO ARROZ E FEIJÃO-CAUPI EM CONSÓRCIO. Edmilson N dami Lopes Cardoso 1, Fred Denilson Barbosa da Silva 2, Maria Clarete Cardoso Ribeiro 3,

Leia mais

16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE

16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE 16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE EM RELAÇÃO AO FORMULADO PADRÃO O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho do fertilizante Farture (00-12-12) em diferentes dosagens em relação ao

Leia mais

Crescimento vegetativo e incidência de cercosporiose em cafeeiros sob diferentes sistemas de manejo

Crescimento vegetativo e incidência de cercosporiose em cafeeiros sob diferentes sistemas de manejo Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 7., 2010, Belo Horizonte Crescimento vegetativo e incidência de cercosporiose em cafeeiros sob diferentes sistemas de manejo Guilherme Conceição Gonçalves

Leia mais

Efeito do tamanho e do peso específico na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.)

Efeito do tamanho e do peso específico na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.) Efeito do tamanho e do peso específico na qualidade fisiológica de sementes de pinhão-manso (Jatropha curcas L.) Gabriel Moraes Costa (1), Roberto Fontes Araujo (2), Eduardo Fontes Araujo (3), João Batista

Leia mais

Características biométricas de cafeeiro intercalado com diferentes sistemas de produção de abacaxizeiro para agricultura familiar do Projeto Jaíba

Características biométricas de cafeeiro intercalado com diferentes sistemas de produção de abacaxizeiro para agricultura familiar do Projeto Jaíba Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 8., 2011, Belo Horizonte Características biométricas de cafeeiro intercalado com diferentes sistemas de produção de abacaxizeiro para agricultura familiar

Leia mais

OBJETIVO SUBSTITUIÇÃO PARCIAL DA ADUBAÇÃO NPKS MINERAL (QUÍMICA) POR ORGÂNICA COM E. GALINHA MAIS PALHA DE CAFÉ

OBJETIVO SUBSTITUIÇÃO PARCIAL DA ADUBAÇÃO NPKS MINERAL (QUÍMICA) POR ORGÂNICA COM E. GALINHA MAIS PALHA DE CAFÉ ADUBAÇÃO ORGÂNICA NA FORMAÇÃO E PRODUÇÃO DO CAFEEIRO EM SOLO CERRADO LATOSSOLO VERMELHO DISTROFERICO COM DOSES CRESCENTES DE ESTERCO DE GALINHA POEDEIRA MAIS PALHA DE CAFÉ ASSOCIADAS Á ADUBAÇÃO MINERAL

Leia mais

Enriquecimento de substrato com adubação NPK para produção de mudas de alface

Enriquecimento de substrato com adubação NPK para produção de mudas de alface Enriquecimento de substrato com adubação NPK para produção de mudas de alface Paulo Ricardo Cambraia (1) ; Sheila Isabel do Carmo Pinto (2) (1) Estudante de Agronomia do IFMG-Bambuí. (2) Professor Orientador

Leia mais

CARACTERÍSTICAS FITOTÉCNICAS DO FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris L.) EM FUNÇÃO DE DOSES DE GESSO E FORMAS DE APLICAÇÃO DE GESSO E CALCÁRIO

CARACTERÍSTICAS FITOTÉCNICAS DO FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris L.) EM FUNÇÃO DE DOSES DE GESSO E FORMAS DE APLICAÇÃO DE GESSO E CALCÁRIO 5ª Jornada Científica e Tecnológica e 2º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 06 a 09 de novembro de 2013, Inconfidentes/MG CARACTERÍSTICAS FITOTÉCNICAS DO FEIJOEIRO (Phaseolus vulgaris L.) EM FUNÇÃO

Leia mais

Cultura da Cana-de-açúcar. Msc. Flávia Luciane Bidóia Roim

Cultura da Cana-de-açúcar. Msc. Flávia Luciane Bidóia Roim Cultura da Cana-de-açúcar Msc. Flávia Luciane Bidóia Roim Degradação dos solos Erosão: principal causa da degradação do solo Correlacionada: Tipo de solo Manejo para conservação do solo Época de plantio

Leia mais

EFEITO DA APLICAÇAO DE MICROGEO NA QUALIDADE FÍSICA DO SOLO EM ÁREAS DE PRODUÇÃO DE GRÃOS SOB PLANTIO DIRETO

EFEITO DA APLICAÇAO DE MICROGEO NA QUALIDADE FÍSICA DO SOLO EM ÁREAS DE PRODUÇÃO DE GRÃOS SOB PLANTIO DIRETO EFEITO DA APLICAÇAO DE MICROGEO NA QUALIDADE FÍSICA DO SOLO EM ÁREAS DE PRODUÇÃO DE GRÃOS SOB PLANTIO DIRETO SILVA, Alieze N. da 1 ; FIORIN, Jackson E. 2 ; WYZYKOWSKI, Tiago. 3 Palavras chave: Física do

Leia mais

Adubo Verde/Restos Culturais

Adubo Verde/Restos Culturais Adubo Verde/Restos Culturais COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE ALGUNS ADUBOS VERDES CULTURAS N P K Ca Mg % NA MATÉRIA SECA Crotalaria juncea 2,01 0,36 2,43 1,43 0,44 Feijao de porco 2,73 0,57 2,11 2,58 0,40 Mucuna-preta

Leia mais

PP = 788,5 mm. Aplicação em R3 Aplicação em R5.1. Aplicação em Vn

PP = 788,5 mm. Aplicação em R3 Aplicação em R5.1. Aplicação em Vn Fabiano Andrei Bender da Cruz. Pesquisador/Consultor Fundação Bahia, Eng o. Agr o. Dr. CREA 40620232/MG. Aline Fabris. Estagiária, Acadêmica do Curso de Agronomia, convênio FAAHF/Fundação Bahia. Edimilson

Leia mais

Avaliação do consórcio de pinhão-manso com culturas alimentares, oleaginosas e produtoras de fibra no Norte de Minas Gerais

Avaliação do consórcio de pinhão-manso com culturas alimentares, oleaginosas e produtoras de fibra no Norte de Minas Gerais Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 7., 2010, Belo Horizonte Avaliação do consórcio de pinhão-manso com culturas alimentares, oleaginosas e produtoras de fibra no Norte de Minas Gerais Alexandre

Leia mais

ADUBAÇÃO NPK DO ALGODOEIRO ADENSADO DE SAFRINHA NO CERRADO DE GOIÁS *1 INTRODUÇÃO

ADUBAÇÃO NPK DO ALGODOEIRO ADENSADO DE SAFRINHA NO CERRADO DE GOIÁS *1 INTRODUÇÃO Página 1495 ADUBAÇÃO NPK DO ALGODOEIRO ADENSADO DE SAFRINHA NO CERRADO DE GOIÁS *1 Maria da Conceição Santana Carvalho 1 ; Alexandre Cunha de Barcellos Ferreira 2 ; Ana Luiza Borin 2 1 Embrapa Arroz e

Leia mais

Produção de milho (Zea mays) sob três arranjos estruturais do eucalipto (Eucalyptus spp.) no Sistema de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta

Produção de milho (Zea mays) sob três arranjos estruturais do eucalipto (Eucalyptus spp.) no Sistema de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 7., 2010, Belo Horizonte Produção de milho (Zea mays) sob três arranjos estruturais do eucalipto (Eucalyptus spp.) no Sistema de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta

Leia mais

USO DE FONTES MINERAIS NITROGENADAS PARA O CULTIVO DO MILHO

USO DE FONTES MINERAIS NITROGENADAS PARA O CULTIVO DO MILHO USO DE FONTES MINERAIS NITROGENADAS PARA O CULTIVO DO MILHO Ludymilla Mayelle Pereira Gomes 1, Samuel de Deus da Silva 2 1 Graduanda em Licenciatura em Ciências Biológicas IFTO e-mail: ludymilla.g@outlook.com

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Influência de Diferentes Épocas de Corte e Densidade de Plantas no Desempenho Agronômico de Duas Cultivares de Sorgo

Leia mais

POTENCIAL DE PLANTAS DE COBERTURA PARA RECOBRIMENTO DO SOLO E SUPRESSÃO DE PLANTAS DANINHAS1

POTENCIAL DE PLANTAS DE COBERTURA PARA RECOBRIMENTO DO SOLO E SUPRESSÃO DE PLANTAS DANINHAS1 POTENCIAL DE PLANTAS DE COBERTURA PARA RECOBRIMENTO DO SOLO E SUPRESSÃO DE PLANTAS DANINHAS1 BOLÍVAR QUINTANA, Y 1 e ALVARENGA, R.C.2 1FONAIAP, Fondo Nacional de Investigaciones Agropecuárias, Via Perimetral,

Leia mais

Avaliação de cultivares de milho para produção de silagem em Patrocínio, MG

Avaliação de cultivares de milho para produção de silagem em Patrocínio, MG Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 8., 2011, Belo Horizonte Avaliação de cultivares de milho para produção de silagem em Patrocínio, MG José Ricardo Silva (1), Leonardo de Oliveira Fernandes

Leia mais

Efeito da adubação nitrogenada no cultivo de taro

Efeito da adubação nitrogenada no cultivo de taro Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 10., 2013, Belo Horizonte Efeito da adubação nitrogenada no cultivo de taro Bianca Fialho Bonicontro (1), Sanzio Mollica Vidigal (2), Iza Paula de Carvalho

Leia mais

COMUNICAÇÃO CARACTERÍSTICAS AGRONÔMICAS E PRODUÇÃO DE FITOMASSA DE MILHO VERDE EM MONOCULTIVO E CONSORCIADO COM LEGUMINOSAS

COMUNICAÇÃO CARACTERÍSTICAS AGRONÔMICAS E PRODUÇÃO DE FITOMASSA DE MILHO VERDE EM MONOCULTIVO E CONSORCIADO COM LEGUMINOSAS COMUNICAÇÃO CARACTERÍSTICAS AGRONÔMICAS E PRODUÇÃO DE FITOMASSA DE MILHO VERDE EM MONOCULTIVO E CONSORCIADO COM LEGUMINOSAS TADÁRIO KAMEL DE OLIVEIRA 1 GABRIEL JOSÉ DE CARVALHO 2 RAIMUNDO NONATO DE SOUZA

Leia mais

Estratégias de manejo do solo e fertilidade

Estratégias de manejo do solo e fertilidade Estratégias de manejo do solo e fertilidade Rotação de culturas; Utilização de adubaçao verde; Consorciação entre espécies; Plantio direto; Cobertura morta e viva; Mineralização do solo; Inserção de espécies

Leia mais

OBJETIVOS. Substituição parcial adubação mineral NPKS por orgânica com esterco de curral (Bacia leiteira confinamentos = Disponibiliade)

OBJETIVOS. Substituição parcial adubação mineral NPKS por orgânica com esterco de curral (Bacia leiteira confinamentos = Disponibiliade) ADUBAÇÃO ORGÂNICA NA FORMAÇÃO E PRODUÇÃO DO CAFEEIRO EM SOLO DE CERRADO- LATOSSOLO VERMELHO DISTROFEERICO COM DOSES CRESCENTES DE ESTERCO DE CURRAL CURTIDO, ASSOCIADAS Á ADUBAÇÃO MINERAL REDUZIDA PROPORCIONALMENTE

Leia mais

Características Agrônomicas e Produção de Massa Seca no Cultivo Consorciado de Milho e Urochloa ruziziensis Inoculados com Azospirillum brasiliense

Características Agrônomicas e Produção de Massa Seca no Cultivo Consorciado de Milho e Urochloa ruziziensis Inoculados com Azospirillum brasiliense XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Características Agrônomicas e Produção de Massa Seca no Cultivo Consorciado de Milho e Urochloa ruziziensis Inoculados

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Épocas de Semeadura de Crotalaria spectabilis Guandu e Estilosantes Intercaladas Entre as Linhas da Cultura do Milho

Leia mais

EFICIÊNCIA AGRONÔMICA DE UM POLIFOSFATO SULFORADO (PTC) NO ALGODOEIRO EM SOLO DE GOIÂNIA-GO *

EFICIÊNCIA AGRONÔMICA DE UM POLIFOSFATO SULFORADO (PTC) NO ALGODOEIRO EM SOLO DE GOIÂNIA-GO * EFICIÊNCIA AGRONÔMICA DE UM POLIFOSFATO SULFORADO (PTC) NO ALGODOEIRO EM SOLO DE GOIÂNIA-GO * Wilson Mozena Leandro 1, Juarez Patrício de Oliveira Jr. 1, Marcelo Vieira Rolim 2. Fabio do Vale 2, Adriano

Leia mais

EFICIÊNCIA AGRONÔMICA E VIABILIDADE TÉCNICA DO PROGRAMA FOLIAR KIMBERLIT EM SOJA

EFICIÊNCIA AGRONÔMICA E VIABILIDADE TÉCNICA DO PROGRAMA FOLIAR KIMBERLIT EM SOJA EFICIÊNCIA AGRONÔMICA E VIABILIDADE TÉCNICA DO PROGRAMA FOLIAR KIMBERLIT EM SOJA BONFADA, Élcio B. 1 ; FIORIN, Jackson E. 2 ; SILVA, Alieze N. da 3 ; WYZYKOWSKI, Tiago 4 Palavras-chave: Nutrição de Plantas.

Leia mais

Atributos químicos no perfil de solos cultivados com bananeira sob irrigação, no Projeto Formoso, Bom Jesus da Lapa, Bahia

Atributos químicos no perfil de solos cultivados com bananeira sob irrigação, no Projeto Formoso, Bom Jesus da Lapa, Bahia Atributos químicos no perfil de solos cultivados com bananeira sob irrigação, no Projeto Formoso, om Jesus da Lapa, ahia A utilização de solos de baixa fertilidade e a não manutenção de níveis adequados

Leia mais

sobre o rendimento de grãos da soja, em semeadura direta, no período de 1984 a 1985.

sobre o rendimento de grãos da soja, em semeadura direta, no período de 1984 a 1985. 2. Titulo: Rotação de culturas em Guarapuava. 11. Efeitos dos cultivos de inverno sobre o rendimento de grãos da soja, em semeadura direta, no período de 1984 a 1985. 2.1. Pesquisadores: Henrique Pereira

Leia mais

Plantas de cobertura e seus efeitos sobre o feijoeiro em plantio direto (1)

Plantas de cobertura e seus efeitos sobre o feijoeiro em plantio direto (1) Plantas de cobertura e seus efeitos sobre o feijoeiro 1079 Plantas de cobertura e seus efeitos sobre o feijoeiro em plantio direto (1) Tadário Kamel de Oliveira (2), Gabriel José de Carvalho (2) e Raimundo

Leia mais

Correção da acidez subsuperficial no plantio direto pela aplicação de calcário na superfície e uso de plantas de cobertura e adubação verde

Correção da acidez subsuperficial no plantio direto pela aplicação de calcário na superfície e uso de plantas de cobertura e adubação verde Correção da acidez subsuperficial no plantio direto pela aplicação de calcário na superfície e uso de plantas de cobertura e adubação verde Julio Cezar Franchini Eleno Torres Luiz Gustavo Garbelini Mario

Leia mais

AVALIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE PEPINO EM IPAMERI-GO

AVALIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE PEPINO EM IPAMERI-GO AVALIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE PEPINO EM IPAMERI-GO Érica Fernandes Leão¹, Valdivina Lúcia Vidal²; Emersom Rodrigues de Moraes³; José Antônio de Paula Oliveira³ Odilon Peixoto de Morais Junior³ ¹Bolsista PBIC/UEG

Leia mais

Propriedades físicas do solo sob cultivo de eucalipto consorciado com plantas de cobertura manejadas com rolo faca (1).

Propriedades físicas do solo sob cultivo de eucalipto consorciado com plantas de cobertura manejadas com rolo faca (1). 1 Propriedades físicas do solo sob cultivo de eucalipto consorciado com plantas de cobertura manejadas com rolo faca (1). Edson Kiyoharu Hirata (2) ; Andréia Cristina Silva Hirata (3) ; Amarilis Beraldo

Leia mais

PLANTAS DE COBERTURA DO SOLO EM SISTEMA PLANTIO DIRETO UMA ALTERNATIVA PARA ALIVIAR A COMPACTAÇÃO

PLANTAS DE COBERTURA DO SOLO EM SISTEMA PLANTIO DIRETO UMA ALTERNATIVA PARA ALIVIAR A COMPACTAÇÃO PLANTAS DE COBERTURA DO SOLO EM SISTEMA PLANTIO DIRETO UMA ALTERNATIVA PARA ALIVIAR A COMPACTAÇÃO Martín M. A. Cubilla (l) ; Dalvan José Reinert (2) ; Celso Aita (2) ; José Miguel Reichert (2), Sidnei

Leia mais

Comportamento da Crotalaria juncea em função de adubação com e sem revestimento com polímeros

Comportamento da Crotalaria juncea em função de adubação com e sem revestimento com polímeros Comportamento da Crotalaria juncea em função de adubação com e sem revestimento com polímeros Rafael da Costa Leite 1 ; Hamilton Kikuti 2 ; Ana Lúcia Pereira Kikuti 3 1 Estudante do Curso de Agronomia

Leia mais

Desempenho do Consórcio Milho-braquiária: Populações de Plantas e Modalidades de Semeadura de Urochloa brizantha cv. Piatã

Desempenho do Consórcio Milho-braquiária: Populações de Plantas e Modalidades de Semeadura de Urochloa brizantha cv. Piatã XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Desempenho do Consórcio Milho-braquiária: Populações de Plantas e Modalidades de Semeadura de Urochloa brizantha

Leia mais