O Ecossistema Aquático

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Ecossistema Aquático"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS INTERDISCIPLINA FENÔMENOS DA NATUREZA II O Ecossistema Aquático Dr. Cleber Palma Silva Dra. Edélti Faria Albertoni Lab. Limnologia

2 O Pensamento Holístico A publicação do trabalho de Charles Darwin (evolução das espécies), Ernest Haeckel propôs em 1866 que uma nova disciplina abordasse o estudo do meio e a designou Ecologia. Este fato promoveu o desenvolvimento de vários conceitos que demonstrassem as interações entre os seres vivos e deles com o meio abiótico. Mobius, 1877 Alguns exemplos foram: Usou o termo biocenose para demonstrar a interação entre os organismos em recife de ostras Forbes, 1887 Usou o termo microcosmo para representar as fortes interações que ocorrem em um lago Charles Elton, 1925 Utilizou as relações alimentares para descrição a interação entre os organismos.

3 O termo Ecossistema surgiu em 1935 e foi proposto por Tansley, que o definiu como o local onde os Animais, plantas e fatores físicos são inseparáveis Em 1942, Raymond Lindeman, que estudava ecossistemas aquáticos, propôs uma inovação no estudo e compreensão dos ecossistemas. Este pesquisador adotou a visão de: Tansley => do ecossistema como unidade integradora fundamental Elton => os conceitos de relações alimentares e então, Desenvolveu o conceito trófico dinâmico, incluiu os nutrientes inorgânicos como base de recursos e as transformações energéticas nas relações alimentares.

4 Agora vamos entender o esquema idealizado por Lindeman

5 O que a figura apresenta? A radiação solar (solar radiation) mais os nutrientes minerais (dissolved nutrients) são utilizados na produção de biomassa pelo fitoplâncton (phytoplankter) ou pelas macrófitas aquáticas (pondweeds). O zooplâncton (zooplankter) se alimenta do fitoplâncton, e outros organismos maiores se alimentam das macrófitas aquáticas, que respectivamente serão alimento de predadores de plâncton (plankton predators) e predadores bentônicos (benthic predators), e ambos serão presa de predadores nadadores maiores (swimming predator). E todos os organismos em algum momento serão mortos e decompostos pelos decompositores (bactéria / ooze), que ao final liberam nutrientes dissolvidos na água. Como se trata de um ecossistema aquático também entram nutrientes de fontes externas (external). Alguns dos termos utilizados aqui serão definidos mais frente

6 Após as contribuições destes primeiros cientistas, vários pesquisadores mais modernos tem contribuído para o estudo dos ecossistemas, e atualmente considera-se que para entender a estrutura e função do ecossistema é preciso: Reconhecer o Ecossistema como um sistema transformador de energia e reciclador de matéria. Estudar as quantidades e taxas de matéria e energia que passam através de um ecossistema. Compreender o desenvolvimento do ecossistema baseado em princípios termodinâmicos e com controles internos complexos.

7 O que é um ecossistema? Analisem com atenção a próxima figura. Quantos componentes e processos é possível reconhecer?

8

9 A partir das observações anteriores uma boa definição de ecossistema é: Qualquer unidade em que os organismos (comunidade biótica) interagem fortemente, influenciados pelo ambiente físico de tal forma que um fluxo de energia produza uma estrutura trófica claramente definida e uma ciclagem de materiais entre as partes vivas e não vivas.

10 Componentes e processos que tornam funcional um ecossistema Comunidade conjunto de organismos vivos. Fluxo de energia Principalmente a radiação solar que é convertida em Biomassa (Matéria orgânica) durante a fotossíntese, e flui em um só sentido nas relações alimentares. Ciclagem de Matéria Movimento dos elementos entre as parte vivas e não vivas, podendo assim ser reutilizados inúmeras vezes, graças a atividade dos organismos decompositores.

11

12 A Comunidade do Ecossistema Possui dois 2 estratos do ponto de vista trófico 1. Autotrófico: produtor, fixa energia através da fotossíntese e constrói substâncias orgânicas complexas. 2. Heterotrófico: utilização, rearranjo e decomposição de materiais complexos

13 Componentes dos Ecossistemas 1. Substâncias Inorgânicas: (C, N, CO 2, H 2 O, etc) participam dos ciclos de matéria. 2. Compostos Orgânicos: proteínas, carboidratos, lipídios, substâncias húmicas, etc. 3. Ambiente Físico e Químico: atmosférico, hidrológico, substrato, regime climático, etc.

14 Ecossistemas são Sistemas Complexos onde: A interação contínua entre os componentes fazem com que o todo seja mais do que a soma das partes cada componente pode existir em muitos estados diferentes Interações geram uma contínua mudança no tempo (persistência) Sistemas abertos com mecanismos internos de auto regulação Tendem ativamente à um estado de organização superior O controle normalmente é executado pelas interações entre os componentes internos e que atuam de forma positiva ou negativa uns sobre os outros.

15 Procure agora entender as relações ecossistêmicas apresentadas nesta figura. O sinal de adição significa as interações positivas e o de subtração as negativas. Como as espécies interagem?

16 Vejamos: Quando a população de peixes aumenta ela provoca um efeito de diminuição das larvas de libélulas, que diminuirão sua predação quando adultas sobre as abelhas polinizadoras, o que aumenta a população de erva de São João. Quando diminui a população de peixes aumenta a população de libélulas e o efeito é oposto.

17 Fluxo de energia nos ecossistemas é o comportamento da energia nos ecossistemas com as transformações energéticas ocorrendo em um sentido único, entrando como fontes de alta qualidade e dissipando como calor.

18 O fluxo de energia produz uma estrutura trófica formando as cadeias alimentares e os níveis tróficos onde: Autótrofos (produtores) (primeiro nível trófico), os herbívoros (consumidores primários) (o segundo nível trófico), os carnívoros primários (consumidores secundários) (terceiro nível trófico) os carnívoros secundários (o quarto nível trófico) Quando várias cadeias alimentares são conectadas elas são chamadas de redes alimentares.

19 Exemplo de relações alimentares em ecossistemas aquáticos

20 ades/

21 A cada transformação energética nas relações alimentares a quantidade de energia disponível diminui. Isto ocorre pois em qualquer transformação de energia uma parte é perdida como calor. A cada transformação energética nas cadeias alimentares perde-se 80 a 90% em forma de calor. Esta situação provoca uma diminuição na quantidade de energia disponível a cada nível trófico. Isto é representado pelas pirâmides de energia.

22 Pirâmide de energia Menos energia alcança sucessivamente cada nível trófico superior. cultumeioambienteramix.com/natureza/fluxo-de-energia-nos-ecossistemas

23 Os ciclos de nutrientes Para que o fluxo de energia ocorra os produtores utilizam vários elementos durante a fotossíntese, enquanto acumulam biomassa. Entre os mais comuns estão o carbono, o nitrogênio, o fósforo, etc. A partir deste momento os elementos entram e permanecem nas cadeias alimentares até serem novamente transformados em nutrientes inorgânicos pelos organismos decompositores. Vamos exemplificar com a figura do ciclo do carbono.

24

25 Vamos ver agora qual a estrutura geral e as principais comunidades dos ecossistemas aquáticos

26 Ecossistemas Aquáticos Continentais, seus compartimentos e suas comunidades

27 Principais Compartimentos e suas Comunidades Os compartimentos são: Região litorânea Região Limnética ou Pelágica Região Profunda Interface água-ar Não estão isolados, mas em constante interação

28 Região Litorânea Está em contato direto com o ambiente terrestre adjacente Pode-se considerar um ecótono

29 Região Limnética ou Pelágica É encontrada em todos os ecossistemas aquáticos Comunidades características: Plâncton e Nécton Plâncton Nécton

30 Região Profunda Caracterizada pela ausência de organismos fotossintéticos Dependente da produção de Biomassa da região litorânea e limnética

31 Comunidade característica é a bentônica

32 Interface Água-ar Comunidades: Nêuston e Plêuston Nêuston Plêuston Bactérias, fungos e algas

33 Ecossistemas Marinhos

34 Ecossistemas Marinhos

35 Bibliografia consultada Cain, M.L., Bowman, W. D., Hacker, S. D Ecologia. Editora Artmed, Porto Alegre, 640 p Esteves, F.A. (Coord.) Fundamentos de Limnologia. 3ª Ed. Interciência. Rio de Janeiro. 790p. Dajoz, R Princípios de ecologia, 7º ED. Artmed Editora, Porto Alegre, 519p. Frontier, S Os Ecossistemas. Instituto Piaget. Lisboa. 154p. Odum, E.P Ecologia. Editora Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 434p. Odum, E. P. & Barrett, G. W Fundamentos de Ecologia, Thomson Learning, São Paulo, 612p. Ricklefs, R.E A Economia da Natureza. 6º Ed. Editora Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 546p. Tundisi, J.G. & T.M. Tundisi Limnologia. Oficina de Textos. São Paulo. 631p

ECOSSISTEMA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ECOLOGIA

ECOSSISTEMA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ECOLOGIA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS ECOLOGIA ECOSSISTEMA Prof.: Dr. ORIEL HERRERA Monitores: John David & Giuliane Sampaio Fortaleza/CE Versão 2010 ECOSSISTEMA

Leia mais

Tipos de Ecossistemas Aquáticos

Tipos de Ecossistemas Aquáticos UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS INTERDISCIPLINA FENÔMENOS DA NATUREZA II Tipos de Ecossistemas Aquáticos Dr. Cleber Palma Silva Dra. Edélti Faria Albertoni Lab. Limnologia Para

Leia mais

Ecossistemas Cadeias Alimentares. Hélder Giroto Paiva Escola Portuguesa do Lubango

Ecossistemas Cadeias Alimentares. Hélder Giroto Paiva Escola Portuguesa do Lubango Ecossistemas Cadeias Alimentares Hélder Giroto Paiva Escola Portuguesa do Lubango Os ecossistemas estão em constante alteração, mesmo que à primeira vista pareçam estáticos e imutáveis. As condições abióticas,

Leia mais

NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO ECOLÓGICA

NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO ECOLÓGICA UNIDADE 7 Ecologia NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO ECOLÓGICA O estudo da Ecologia é muito abrangente, ele envolve fatores bióticos e abióticos. Fatores bióticos: interação entre os seres vivos, sejam eles da mesma

Leia mais

BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2

BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2 BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2 Conceitos Básicos ECOLOGIA Oikos =casa; logos= ciência É a ciência que estuda as relações entre os seres vivos entre si e com o ambiente onde eles vivem Estuda as formas

Leia mais

Ecossistemas Interações seres vivos - ambiente FATORES DO AMBIENTE FATORES BIÓTICOS FATORES ABIÓTICOS Relações que os seres vivos estabelecem entre si. Fatores do ambiente que influenciam os seres vivos.

Leia mais

Ecologia I -Conceitos

Ecologia I -Conceitos Ecologia I -Conceitos -Pirâmides ecológicas -Fluxo de energia Professora: Luciana Ramalho 2017 Introdução Ecologia é uma ciência que estuda os seres vivos e suas interações com o meio ambiente onde vivem.

Leia mais

E E N R E GI G A E e x mplo d e t r t a r nsf s o f rm r açã ç o d e e nerg r ia

E E N R E GI G A E e x mplo d e t r t a r nsf s o f rm r açã ç o d e e nerg r ia Profª Priscila Binatto Energia ENERGIA Capacidade de executar trabalho Primeira Lei da Termodinâmica (Conservação) A energia pode ser transformada, mas não criada ou destruída Segunda Lei da Termodinâmica

Leia mais

Breve histórico da. Ecologia Aquática

Breve histórico da. Ecologia Aquática Breve histórico da Ecologia Aquática A História da Ecologia Aquática - A ciência é dinâmica e sujeita a mudanças. - O conhecimento atual é a integração das contribuições de muitos cientistas durante muito

Leia mais

Fluxo de energia e ciclo da matéria - Introdução. Hélder Giroto Paiva - EPL

Fluxo de energia e ciclo da matéria - Introdução. Hélder Giroto Paiva - EPL Fluxo de energia e ciclo da matéria - Introdução EPL Hélder Giroto Paiva - EPL 2 Os ecossistemas estão em constante alteração, mesmo que à primeira vista pareçam estáticos e imutáveis. 3 As condições abióticas,

Leia mais

Profª Priscila Binatto

Profª Priscila Binatto Profª Priscila Binatto Energia ENERGIA Capacidade de executar trabalho Primeira Lei da Termodinâmica (Conservação) A energia pode ser transformada, mas não criada ou destruída Segunda Lei da Termodinâmica

Leia mais

Profª Priscila Binatto

Profª Priscila Binatto Profª Priscila Binatto Energia ENERGIA Capacidade de executar trabalho Exemplo de transformação de energia Fluxo de energia Leis da termodinâmica Ecossistemas e organismos são... Fluxo de energia é

Leia mais

Biologia. Cadeias e Teias Alimentares / Pirâmides Ecológicas. Professor Enrico Blota.

Biologia. Cadeias e Teias Alimentares / Pirâmides Ecológicas. Professor Enrico Blota. Biologia Cadeias e Teias Alimentares / Pirâmides Ecológicas Professor Enrico Blota www.acasadoconcurseiro.com.br Biologia ECOLOGIA E CIÊNCIAS AMBIENTAIS- TEIAS ALIMENTARES, FLUXO DE ENERGIA E PIRÂMIDES

Leia mais

ECOSSISTEMAS CARACTERÍSTICAS

ECOSSISTEMAS CARACTERÍSTICAS ECOSSISTEMAS COMPONENTES, ESTRUTURA E CARACTERÍSTICAS ECOSSISTEMA Conjunto resultante da interação entre a comunidade e o ambiente inerte (Cap 1) 1. Unidade funcional básica, composta de uma BIOCENOSE

Leia mais

Ecologia. introdução, fluxo de energia e ciclo da matéria. Aula 1/2

Ecologia. introdução, fluxo de energia e ciclo da matéria. Aula 1/2 Ecologia introdução, fluxo de energia e ciclo da matéria ANEXO CAPÍTULO 1 Importância da Ecologia Níveis de organização Componentes de um ecossistema Cadeia e teia alimentar Aula 1/2 Hábitat e nicho ecológico

Leia mais

Ecologia. Pirâmides Ecológicas Teias Alimentares. Conceitos Ecológicos Fundamentais. Cadeias Alimentares. Professor Fernando Stuchi

Ecologia. Pirâmides Ecológicas Teias Alimentares. Conceitos Ecológicos Fundamentais. Cadeias Alimentares. Professor Fernando Stuchi Pirâmides Ecológicas Teias Alimentares Cadeias Alimentares Conceitos Ecológicos Fundamentais Ecologia Ecologia Os organismos da terra não vivem isolados: interagem entre si e com o meio ambiente. A ecologia

Leia mais

SERES VIVOS, AMBIENTE E ENERGIA

SERES VIVOS, AMBIENTE E ENERGIA SERES VIVOS, AMBIENTE E ENERGIA Prof. Bruno Barboza de Oliveira OBJETIVO Analisar as relações entre seres vivos e energia Seres Vivos Energia??? 1 ENERGIA Energia Do grego: trabalho Conceito reducionista!!!

Leia mais

RELAÇÕES Todos os seres vivos estabelecem algum tipo de relação: habitat (local que vivem), alimentação, reprodução, proteção, etc.

RELAÇÕES Todos os seres vivos estabelecem algum tipo de relação: habitat (local que vivem), alimentação, reprodução, proteção, etc. Ecologia RELAÇÕES Todos os seres vivos estabelecem algum tipo de relação: habitat (local que vivem), alimentação, reprodução, proteção, etc. SER VIVO SER VIVO SER VIVO MEIO AMBIENTE RELAÇÕES Dentre essas

Leia mais

ECOSSISTEMA. inseparavelmente ligados. Organismos vivos + Ambiente (abiótico) interagem entre si

ECOSSISTEMA. inseparavelmente ligados. Organismos vivos + Ambiente (abiótico) interagem entre si ECOSSISTEMA inseparavelmente ligados Organismos vivos + Ambiente (abiótico) interagem entre si Ciclos de Diversidade Estrutura Materiais Biótica Trófica Troca de materiais vivos e não vivos Componente

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE ECAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE ECAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE ECAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: Engenharia Sanitária DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA E LIMNOLOGIA

Leia mais

Simulado Plus 1. PAULINO, W. R. Biologia Atual. São Paulo: Ática, (SOARES, J.L. Biologia - Volume 3. São Paulo. Ed. Scipione, 2003.

Simulado Plus 1. PAULINO, W. R. Biologia Atual. São Paulo: Ática, (SOARES, J.L. Biologia - Volume 3. São Paulo. Ed. Scipione, 2003. 1. (G1 - cftsc 2008) O conhecimento das cadeias e teias alimentares é fundamental para entendermos o delicado equilíbrio que existe na natureza. Esse conhecimento nos permite propor medidas racionais de

Leia mais

Componentes Estruturais. A Ecologia e sua Importância. Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem

Componentes Estruturais. A Ecologia e sua Importância. Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem Ecologia oikos casa ; logos - estudo A Ecologia e sua Importância Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem Interferência Humana provoca desequilíbrios ecológicos Ecossistema

Leia mais

Introdução à Ecologia. Prof. Fernando Belan

Introdução à Ecologia. Prof. Fernando Belan Introdução à Ecologia Prof. Fernando Belan Ecologia (oikos = casa; logos = ciência) Estuda as relações entre os seres vivos, e o ambiente em que vivem; Ecologia em destaque! Conhecer para preservar! Ciência

Leia mais

ECOSSISTEMAS E ENERGIA. Profº Júlio César Arrué dos Santos

ECOSSISTEMAS E ENERGIA. Profº Júlio César Arrué dos Santos ECOSSISTEMAS E ENERGIA Profº Júlio César Arrué dos Santos Componentes Bióticos dos ecossistemas Todos ecossistemas são constituídos por componentes abióticos (parte física e química sem vida) e bióticos

Leia mais

CIÊNCIAS. Prof. Diângelo

CIÊNCIAS. Prof. Diângelo CIÊNCIAS Prof. Diângelo TABELA PERÍODICA Aula 18 Respiração Celular Respiração celular é o processo de conversão das ligações químicas de moléculas ricas em energia que poderão ser usadas nos processos

Leia mais

Ecossistemas DEBIO/UFOP Curso: Engenharia Ambiental

Ecossistemas DEBIO/UFOP Curso: Engenharia Ambiental Ecossistemas DEBIO/UFOP Curso: Engenharia Ambiental Tema 18 Fluxo de Matéria e Energia Aula 1: Produção primária Aula 2: Níveis tróficos Prof. Dr. Roberth Fagundes roberthfagundes@gmail.com www.professor.ufop.br/roberthfagundes

Leia mais

RUMO PRÉ VESTIBULAR Apostila 1 Biologia B. Ecologia. Prof.ª Carol

RUMO PRÉ VESTIBULAR Apostila 1 Biologia B. Ecologia. Prof.ª Carol RUMO PRÉ VESTIBULAR Apostila 1 Biologia B Ecologia Prof.ª Carol Aula 2 Ambiente e energia Dentro de um ecossistema, as espécies se comportam como produtoras, consumidoras ou decompositoras. PRODUTORES:

Leia mais

Produtividade. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI)

Produtividade. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Produtividade Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Estudo de energia do ecossistema Foram iniciados em 1942 por R. L. Lindeman The trophic dynamic aspect of ecology A idéia geral foi converter

Leia mais

Profª Priscila F Binatto e Profº Marcelo M Magalhães

Profª Priscila F Binatto e Profº Marcelo M Magalhães Profª Priscila F Binatto e Profº Marcelo M Magalhães Ementa (40 h/a) Histórico (Escopo da Ecologia) Conceitos gerais de ecologia desenvolvidos nos seguintes tópicos: ecossistemas; comunidades; populações;

Leia mais

Características do Ambiente

Características do Ambiente Características do Ambiente Metodologia Científica Fatores Vivos e Fatores Não-Vivos Cadeia e Teia Alimentar Fotossíntese Respiração Transpiração Decompositores Metodologia Científica É a forma na qual

Leia mais

Ecossistema. Ecossistema. Componentes Abióticos. A Ecologia e sua Importância. Componentes Estruturais

Ecossistema. Ecossistema. Componentes Abióticos. A Ecologia e sua Importância. Componentes Estruturais Ecologia oikos casa ; logos - estudo A Ecologia e sua Importância Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem Interferência Humana provoca desequilíbrios ecológicos Ecossistema

Leia mais

Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI)

Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Visão termodinâmica Alfred J. Lotka trabalhou populações e comunidades em sistemas termodinâmicos. Cada sistema apresenta um conjunto de transformações e

Leia mais

6. Menciona os processos através dos quais o CO2 é devolvido ao meio abiótico.

6. Menciona os processos através dos quais o CO2 é devolvido ao meio abiótico. ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS BARREIRO 2º Teste de Avaliação (45 minutos) Versão 1 Disciplina de CIÊNCIAS NATURAIS 8ºA 30 de Novembro de 2010 Nome: Nº Classificação: A professora: (Isabel Lopes) O Encarregado

Leia mais

Fluxo de energia e ciclos de matéria

Fluxo de energia e ciclos de matéria Fluxo de energia e ciclos de matéria Transferência de matéria e energia num ecossistema Praticamente toda a energia necessária à vida na Terra provém do Sol. Este é por isso a principal fonte de energia

Leia mais

Ecologia Cadeia Alimentar X Teia Alimentar

Ecologia Cadeia Alimentar X Teia Alimentar Ecologia Cadeia Alimentar X Teia Alimentar 1- (Ufu 2007) As Teias Alimentares representam a complexa rede de transferência de matéria e energia em um ecossistema. Sobre a Teia Alimentar representada na

Leia mais

Ecossistemas e Saúde Ambiental :: Prof.ª MSC. Dulce Amélia Santos

Ecossistemas e Saúde Ambiental :: Prof.ª MSC. Dulce Amélia Santos 11/8/2011 ECOLOGIA Disciplina Ecossistemas E Saúde Ambiental Ecologia é uma área da Biologia que estuda os organismos e suas relações com o meio ambiente em que vivem. Aula 1A: Revendo Conceitos Básicos

Leia mais

8ª série - Biologia. Cadeias Alimentares

8ª série - Biologia. Cadeias Alimentares 8ª série - Biologia Cadeias Alimentares As espécies que vivem em um mesmo ambiente estão ligadas entre si, como elos de uma grande corrente. O motivo que as une é o alimento: uns servem de alimento aos

Leia mais

ECOLOGIA. Níveis de organização e. Conceitos básicos. Biologia 1ª série. Profª Reisila Mendes

ECOLOGIA. Níveis de organização e. Conceitos básicos. Biologia 1ª série. Profª Reisila Mendes ECOLOGIA Níveis de organização e Conceitos básicos Biologia 1ª série Profª Reisila Mendes Níveis de organização biológica Algumas subdivisões da biologia Anatomia Botânica Citologia Ecologia Taxonomia

Leia mais

Ciências Naturais 6º ano Lígia Palácio. Free Powerpoint Templates

Ciências Naturais 6º ano Lígia Palácio. Free Powerpoint Templates Ciências Naturais 6º ano Lígia Palácio Free Powerpoint Templates 2015 https://www.youtube.com/watch?v=xe0xvlmm4ru Free Powerpoint Templates 2015 Ecossistemas ALGA LAPA ESTRELA-DO-MAR GAIVOTA Sol Fonte

Leia mais

FUNDAMENTOS EM ECOLOGIA

FUNDAMENTOS EM ECOLOGIA FUNDAMENTOS EM ECOLOGIA PROFª Luciana Giacomini 1º semestre FLUXO DE ENERGIA E MATÉRIA TODO FLUXO DE ENERGIA OBEDECE ÀS DUAS PRIMEIRAS LEIS DA TERMODINÂMICA: Num sistema fechado a energia NÃO se perde,

Leia mais

Apostila de Biologia 08 Fundamentos da Ecologia

Apostila de Biologia 08 Fundamentos da Ecologia Apostila de Biologia 08 Fundamentos da Ecologia Matheus Borges 1.0 Introdução Criada pelo zoólogo alemão Ernst Haeckel, em 1866. Estudo das relações entre os seres vivos e o ambiente em que vivem. Terra:

Leia mais

Prof. Adriano S. Melo

Prof. Adriano S. Melo Universidade Federal de Goiás Instituto de Ciências Biológicas Departamento de Ecologia Ecologia de Ecossistemas Aula 2: Fluxos de Energia Prof. Adriano S. Melo asm.adrimelo naquele gmail.com Leis da termodinâmica

Leia mais

ECOLOGIA DEFINIÇÃO: ESTUDO DAS RELAÇÕES DOS SERES VIVOS ENTRE SI E COM O MEIO AMBIENTE. IMPORTÂNCIA DA ECOLOGIA

ECOLOGIA DEFINIÇÃO: ESTUDO DAS RELAÇÕES DOS SERES VIVOS ENTRE SI E COM O MEIO AMBIENTE. IMPORTÂNCIA DA ECOLOGIA ECOLOGIA DEFINIÇÃO: ESTUDO DAS RELAÇÕES DOS SERES VIVOS ENTRE SI E COM O MEIO AMBIENTE. IMPORTÂNCIA DA ECOLOGIA RACIONALIZAÇÃO DOS DESMATAMENTOS E DA EXPLORAÇÃO DOS RECURSOS NATURAIS CONTROLE DA POLUIÇÃO

Leia mais

CADEIA ALIMENTAR. C) Decompositores: Uma parte da. A) Produtores: Os produtores. B) Consumidores: Os organismos. Prof. André Maia

CADEIA ALIMENTAR. C) Decompositores: Uma parte da. A) Produtores: Os produtores. B) Consumidores: Os organismos. Prof. André Maia CADEIA ALIMENTAR Os seres vivos (flora e fauna) que compõe um ecossistema são denominados biotas. Boa parte das relações que se estabelecem entre eles é de natureza alimentar. A cadeia alimentar constitui

Leia mais

A nutrição é uma característica dos seres vivos: capivaras comem a folhagem de plantas rasteiras, onças caçam capivaras e outros animais...

A nutrição é uma característica dos seres vivos: capivaras comem a folhagem de plantas rasteiras, onças caçam capivaras e outros animais... Mauro Nakata/Arquivo da editora A nutrição é uma característica dos seres vivos: capivaras comem a folhagem de plantas rasteiras, onças caçam capivaras e outros animais... De que forma os seres vivos dependem

Leia mais

Universidade Federal de Rondônia-UNIR Departamento de Engenharia Ambiental-DEA. Comunidades: resumo dos capítulos 20 a 26 IMPORTANTE

Universidade Federal de Rondônia-UNIR Departamento de Engenharia Ambiental-DEA. Comunidades: resumo dos capítulos 20 a 26 IMPORTANTE Universidade Federal de Rondônia-UNIR Departamento de Engenharia Ambiental-DEA Disciplina: Limnologia Comunidades: resumo dos capítulos 20 a 26 Carga horária: 80hs Responsável: Prof a. Elisabete L. Nascimento

Leia mais

Ecossistemas I. Umberto Kubota Laboratório de Interações Inseto-Planta Dep. Zoologia IB Unicamp. Produtividade secundária

Ecossistemas I. Umberto Kubota Laboratório de Interações Inseto-Planta Dep. Zoologia IB Unicamp. Produtividade secundária Ecossistemas I Umberto Kubota ukubota@gmail.com Laboratório de Interações Inseto-Planta Dep. Zoologia IB Unicamp Ecossistemas I Conceitos básicos Fluxo de energia Produtividade primária Ecossistema: Conceitos

Leia mais

Importância do estudo da Ecologia. Componentes Estruturais. Físicos: Radiação solar, temperatura, luz, umidade, ventos

Importância do estudo da Ecologia. Componentes Estruturais. Físicos: Radiação solar, temperatura, luz, umidade, ventos Link para acessar o conteúdo, calendário, notas, etc. www.e-conhecimento.com.br Ensino Médio Primeiros Anos Ecologia oikos casa ; logos - estudo Importância do estudo da Ecologia Estudo das Relações dos

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia

Universidade Federal do Rio Grande do Sul Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia Universidade Federal do Rio Grande do Sul Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia BI02 Fundamentos de Ecologia A Unidade I: Ecologia, Ecossistema, Meio Ambiente e Energia no Sistema Ecológico

Leia mais

Denise Mello do Prado Biologia

Denise Mello do Prado Biologia Energia Solar Estima-se queapenas1% daenergiasolar quechegaà Terra é incorporada pelos vegetais por meio da fotossíntese Denise Mello do Prado Biologia www.e-conhecimento.com.br 1% absorvido fotossíntese

Leia mais

Prof. Dr. Roberto M. Shimizu. Prof. Dr. Sergio Rosso.

Prof. Dr. Roberto M. Shimizu. Prof. Dr. Sergio Rosso. Ecologia BIE210 Prof. Dr. Roberto M. Shimizu (rshimizu@ib.usp.br) Prof. Dr. Sergio Rosso (serrosso2@gmail.com) Aula de hoje: 1.Introdução geral ao curso. 2.O que é Ecologia? 3.Ecossistema: a) conceito

Leia mais

O mundo vivo se organiza a partir dos seres mais simples até os mais complexos, em ordem crescente de complexidade. Neste contexto, a Biologia se

O mundo vivo se organiza a partir dos seres mais simples até os mais complexos, em ordem crescente de complexidade. Neste contexto, a Biologia se O mundo vivo se organiza a partir dos seres mais simples até os mais complexos, em ordem crescente de complexidade. Neste contexto, a Biologia se organiza de Moléculas à Biosfera, constituindo 11 níveis

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Ciências 7 o ano Unidade 2 5 Unidade 2 Nome: Data: 1. As cores das flores e o período do dia em que elas abrem são duas adaptações importantes das plantas e que facilitam a sua

Leia mais

FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA

FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA Especialização Latu Sensu em Agroecologia 2017-1 FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA Professor: Roberto Akitoshi Komatsu roberto.komatsu@ifsc.edu.br (49) 9.9152-9081 FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA - Transferência

Leia mais

Aula 7 PRODUTIVIDADE DOS ECOSSISTEMAS

Aula 7 PRODUTIVIDADE DOS ECOSSISTEMAS PRODUTIVIDADE DOS ECOSSISTEMAS Aula 7 META Apresentar produtividade primária nos ecossistemas terrestres, os fatores limitantes da produtividade e os padrões de produção primária nos ecossistemas aquáticos.

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO CONTEÚDO DO BIMESTRE CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO TÓPICOS DO CONTEÚDO

ESTUDO DIRIGIDO CONTEÚDO DO BIMESTRE CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO TÓPICOS DO CONTEÚDO CONTEÚDO DO BIMESTRE Cadeias e Teias Alimentares Populações e Comunidades Níveis de organização Habitat e Nicho ecológico ECOLOGIA Biosfera Relações Ecológicas Ecossistemas CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PROVA

Leia mais

Unidade 3 Fluxos de energia e ciclos de matéria

Unidade 3 Fluxos de energia e ciclos de matéria UNIDADE 3 FLUXOS DE ENERGIA E CICLOS DE MATÉRIA Unidade 3 Fluxos de energia e ciclos de matéria específicas para Energia Respiração Fotossíntese Transpiração Herbívoro Omnívoro Carnívoro Matéria orgânica

Leia mais

Professora: Klícia Regateiro

Professora: Klícia Regateiro Professora: Klícia Regateiro Ecologia é o estudo das relações entre os seres vivos e o ambiente onde vivem. O termo "ecologia" (do grego oikos, casa, e logos, ciência) foi originalmente empregado em 1866,

Leia mais

Professora: Andréa Rodrigues Monitor: Rodrigo Lacerda

Professora: Andréa Rodrigues Monitor: Rodrigo Lacerda ECOSSISTEMAS MÓDULO 1 Professora: Andréa Rodrigues Monitor: Rodrigo Lacerda ESPÉCIES EXISTENTES NA TERRA Espécies conhecidas 1.412.000 Outros animais 281.000 Insetos 751.000 Fungos 69.000 Procariontes

Leia mais

Matéria e Energia no Ecossistema

Matéria e Energia no Ecossistema Matéria e Energia no Ecossistema Qualquer unidade que inclua a totalidade dos organismos (comunidade) de uma área determinada, interagindo com o ambiente físico, formando uma corrente de energia que conduza

Leia mais

Licenciatura em Ciências USP/ Univesp. Ana Lucia Brandimarte Déborah Yara Alves Cursino dos Santos

Licenciatura em Ciências USP/ Univesp. Ana Lucia Brandimarte Déborah Yara Alves Cursino dos Santos Fluxo de ENERGIA 3 TÓPICO Ana Lucia Brandimarte Déborah Yara Alves Cursino dos Santos 3.1 Introdução 3.2 Cadeia alimentar e níveis tróficos 3.2.1 Relação entre fotossíntese e respiração e o fluxo de energia

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 21 RELAÇÕES TRÓFICAS

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 21 RELAÇÕES TRÓFICAS BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 21 RELAÇÕES TRÓFICAS Planta (produtores) Gafanhoto (consumidor primário) Pássaro (consumidor secundário) produtores consumidores decompositores 1 3 10 2 x 10 7 Exemplo de pirâmide

Leia mais

A soma de todos os ecossistemas constitui a biosfera, que corresponde à porção do planeta Terra onde existe vida.

A soma de todos os ecossistemas constitui a biosfera, que corresponde à porção do planeta Terra onde existe vida. Resumo Aula-tema 01: Panorama mundial e nacional ecossistemas No momento atual, a preocupação de governos, sociedade civil e cidadãos deve visar a sustentabilidade. Para se compreender esse conceito, é

Leia mais

FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA. Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo

FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA. Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo Fundamentos de Ecologia Interação é a palavra-chave na ciência da Ecologia 1866 alemão Ernst Haeckel Morfologia Geral dos Organismos criação de uma

Leia mais

FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA. Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo

FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA. Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo Produtividade primária Energia solar Produtores Fotossíntese Compostos orgânicos Produtividade primária Produtividade bruta quantidade de material

Leia mais

Cadeias alimentares e teias tróficas

Cadeias alimentares e teias tróficas Cadeias alimentares e teias tróficas 06 08 fev 01. Resumo 02. Exercício de Aula 03. Exercício de Casa 04. Questão Contexto RESUMO Cadeia alimentar vivo, fazendo com que um mesmo indivíduo possa ocupar

Leia mais

Ciclos Biogeoquímicos

Ciclos Biogeoquímicos Ciclos Biogeoquímicos Matéria orgânica: são os restos dos seres vivos. É composta essencialmente de compostos de carbono. Decompositores: são responsáveis pela degradação da matéria orgânica e favorecem

Leia mais

CORREÇÃO ROTEIRO CAPÍTULO 21: ECOLOGIA CONCEITOS E FLUXO DE MATÉRIA E ENERGIA

CORREÇÃO ROTEIRO CAPÍTULO 21: ECOLOGIA CONCEITOS E FLUXO DE MATÉRIA E ENERGIA CORREÇÃO ROTEIRO CAPÍTULO 21: ECOLOGIA CONCEITOS E FLUXO DE MATÉRIA E ENERGIA 1 Resumidamente explique com suas palavras a importância do conhecimento da Biologia para mudanças efetivas em sua percepção

Leia mais

ECOLOGIA. Conceitos fundamentais e relações alimentares

ECOLOGIA. Conceitos fundamentais e relações alimentares ECOLOGIA Conceitos fundamentais e relações alimentares A ECOLOGIA estuda as relações dos seres vivos entre si e deles com o ambiente onde vivem. Assunto da atualidade: crescimento exagerado da população

Leia mais

População conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que ocorrem juntos em uma mesma área geográfica no mesmo intervalo de tempo (concomitantemente)

População conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que ocorrem juntos em uma mesma área geográfica no mesmo intervalo de tempo (concomitantemente) Conceitos Básicos de Ecologia Professora: Patrícia Hamada Colégio HY Três Lagoas, MS População conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que ocorrem juntos em uma mesma área geográfica no mesmo intervalo

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 28 BIOMAS AQUÁTICOS E BIOMAS TERRESTRES

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 28 BIOMAS AQUÁTICOS E BIOMAS TERRESTRES BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 28 BIOMAS AQUÁTICOS E BIOMAS TERRESTRES Fixação 1) (UFRJ) A soma da área superficial de todas as folhas encontradas em 1m de terreno é denominada SF. O gráfico a seguir apresenta

Leia mais

Nutrição. ECOLOGIA: Níveis tróficos, energia e relações ecológicas

Nutrição. ECOLOGIA: Níveis tróficos, energia e relações ecológicas ECOLOGIA: Níveis tróficos, energia e relações ecológicas Prof. Leonardo F. Stahnke Nutrição A principal relação entre as populações de um ecossistema envolve a nutrição. As espécies autotróficas servem

Leia mais

O homem não teceu a teia da vida:ele é simplesmente um fio nessa teia. O que quer que faça à teia, ele faz a si mesmo...

O homem não teceu a teia da vida:ele é simplesmente um fio nessa teia. O que quer que faça à teia, ele faz a si mesmo... INTRODUÇÃO À ECOLOGIA 1 O homem não teceu a teia da vida:ele é simplesmente um fio nessa teia. O que quer que faça à teia, ele faz a si mesmo... Chefe Seattle 2 A Ecologia É uma ciência nova, surge no

Leia mais

PIRÂMIDES ECOLÓGICAS E POPULAÇÕES FRENTE 1B AULA 03 PROFESSOR: MARCIEL C. MORAES

PIRÂMIDES ECOLÓGICAS E POPULAÇÕES FRENTE 1B AULA 03 PROFESSOR: MARCIEL C. MORAES PIRÂMIDES ECOLÓGICAS E DINÂMICA DAS POPULAÇÕES FRENTE 1B AULA 03 PROFESSOR: MARCIEL C. MORAES PIRÂMIDES ECOLÓGICAS SÃO GRÁFICOS QUE REPRESENTAM VALORES REFERENTES ÀS CADEIAS ALIMENTARES DE UM ECOSSISTEMA.

Leia mais

PEA Projeto em Engenharia Ambiental

PEA Projeto em Engenharia Ambiental PEA Projeto em Engenharia Ambiental Prof. Antonio Germano Martins Engenharia Ambiental UNESP Sorocaba Grupo do Rafa Ana Lúcia Fermino Oliveira Mirella Yonezawa Paulo Roberto Takahama Rafael Takayama Garrafoli

Leia mais

Cadeias alimentares teias tróficas

Cadeias alimentares teias tróficas Cadeias alimentares e teias tróficas 08 fev 01. Resumo 02. Exercício de Aula 03. Exercício de Casa 04. Questão Contexto RESUMO A cadeia alimentar é uma sequência que mostra a alimentação entre os seres

Leia mais

Ecossistemas Biomas Ciclos Biogeoquímicos Alteração da qualidade das águas. Prof. Ms. Alonso Goes Guimarães

Ecossistemas Biomas Ciclos Biogeoquímicos Alteração da qualidade das águas. Prof. Ms. Alonso Goes Guimarães Ecossistemas Biomas Ciclos Biogeoquímicos Alteração da qualidade das águas Poluição Ambiental Águas Prof. Ms. Alonso Goes Guimarães Ecossistemas Segundo Braga et al (2005): Sistema estável; Equilibrado;

Leia mais

pasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwe rtyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbn mqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklz

pasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwe rtyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbn mqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklz Qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfg hjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuio Planejamento Anual pasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwe

Leia mais

1ª série LISTA: Ensino Médio. Aluno(a): Professor(a): Bruno Ramello DIA: MÊS: 03. Segmento temático: Turma: A ( ) / B ( ) PIRÂMIDE ECOLÓGICA

1ª série LISTA: Ensino Médio. Aluno(a): Professor(a): Bruno Ramello DIA: MÊS: 03. Segmento temático: Turma: A ( ) / B ( ) PIRÂMIDE ECOLÓGICA LISTA: 02 1ª série Ensino Médio Professor(a): Bruno Ramello Turma: A ( ) / B ( ) Aluno(a): Segmento temático: E PIRÂMIDE ECOLÓGICA TEIA/CADEIA ALIMENTAR DIA: MÊS: 03 2017 01 - (UNICAMP SP) Em uma pirâmide

Leia mais

Biologia. Rubens Oda (Julio Junior) Ecologia

Biologia. Rubens Oda (Julio Junior) Ecologia Ecologia Ecologia 1. Observe a cadeia alimentar representada no esquema abaixo. Nomeie o nível trófico no qual é encontrada a maior concentração de energia, indique a letra que o representa no esquema

Leia mais

CARACTERÍSTICAS DO MEIO AQUÁTICO

CARACTERÍSTICAS DO MEIO AQUÁTICO ÁGUAS CONTINENTAIS CARACTERÍSTICAS DO MEIO AQUÁTICO # Alta capacidade para solubilização de compostos orgânicos e inorgânicos. # Gradientes verticais e, em certos casos, gradientes horizontais, que se

Leia mais

INTERAÇÃO MICRO-ORGANISMOS E MEIO AMBIENTE - CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

INTERAÇÃO MICRO-ORGANISMOS E MEIO AMBIENTE - CICLOS BIOGEOQUÍMICOS INTERAÇÃO MICRO-ORGANISMOS E MEIO AMBIENTE - CICLOS BIOGEOQUÍMICOS Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo 1 Diagrama de produção fotossintética e do consumo orgânico numa floresta, mostrando fontes, fluxos de

Leia mais

Bio fevereiro. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri)

Bio fevereiro. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri) 06 10 fevereiro Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre. Processo de Seleção de Mestrado 2015 Questões Gerais de Ecologia

Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre. Processo de Seleção de Mestrado 2015 Questões Gerais de Ecologia Questões Gerais de Ecologia a. Leia atentamente as questões e responda apenas 3 (três) delas. identidade (RG) e o número da questão. 1. Como a teoria de nicho pode ser aplicada à Biologia da Conservação?

Leia mais

Atividade extra. Fascículo 7 Biologia Unidade 16. Exercício 1 Cecierj Exercício 2 Cecierj

Atividade extra. Fascículo 7 Biologia Unidade 16. Exercício 1 Cecierj Exercício 2 Cecierj Atividade extra Fascículo 7 Biologia Unidade 16 Exercício 1 Cecierj - 2013 É um sistema natural onde interagem entre si os seres vivos (fatores chamados de bióticos) e o ambiente (fatores abióticos, como

Leia mais

ECOLOGIA. Prof ANA BEATRIZ MASELLI

ECOLOGIA. Prof ANA BEATRIZ MASELLI ECOLOGIA Prof ANA BEATRIZ MASELLI O termo ECOLOGIA foi empregado pela 1ª vez por E. Haeckel, em 1866. gr. OIKOS ESTUDO CASA, AMBIENTE Ecologia é o estudo das interações dos seres vivos entre si e com o

Leia mais

ECOLOGIA. Parte da Biologia que estuda as relações que os seres vivos mantêm entre si e com o ambiente em que vivem.

ECOLOGIA. Parte da Biologia que estuda as relações que os seres vivos mantêm entre si e com o ambiente em que vivem. ECOLOGIA Parte da Biologia que estuda as relações que os seres vivos mantêm entre si e com o ambiente em que vivem. Níveis de Organização em Biologia Célula: unidade morfológica e funcional dos seres vivos.

Leia mais

Ecossistemas: fluxos de matéria e energia

Ecossistemas: fluxos de matéria e energia Ecossistemas: fluxos de matéria e energia População Recursos e Ambiente Ecossistema Biosphere Biosfera Um ecossistema é um complexo dinâmico de plantas, animais, comunidades de microorganismos e o seu

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA TRANSFORMAÇÕES DA MATÉRIA E QUANTIDADES LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA NATUREZA. Uruguaiana, maio de 2016.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA TRANSFORMAÇÕES DA MATÉRIA E QUANTIDADES LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA NATUREZA. Uruguaiana, maio de 2016. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA TRANSFORMAÇÕES DA MATÉRIA E QUANTIDADES LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA NATUREZA CICLOS BIOGEOQUÍMICOS Uruguaiana, maio de 2016. 1 Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo

Leia mais

Ciências do Ambiente

Ciências do Ambiente Universidade Federal do Paraná Engenharia Civil Ciências do Ambiente Aula 03 Ecossistema, populações e comunidades Profª Heloise G. Knapik 1 Objetivos da Aula: Revisão de conceitos Dinâmica Populacional

Leia mais

Ciclos Biogeoquímicos

Ciclos Biogeoquímicos Ciclos Biogeoquímicos CICLOS BIOGEOQUÍMICOS Ciclos: troca e circulação de matéria entre os fatores bióticos e abióticos. Bio: síntese orgânica e decomposição dos elementos. Geo: o meio terrestre (solo)

Leia mais

Talassociclo e Limnociclo. Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo

Talassociclo e Limnociclo. Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo Talassociclo e Limnociclo Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo BIOMAS DISTRIBUIÇÃO DOS NUTRIENTES VARIAÇÃO DO CLIMA SUPERFÍCIE DA TERRA GRANDE DIVERSIDADE DE HÁBITATS TOPOGRAFIA, ETC. GRANDE VARIEDADE DE SERES

Leia mais

CIÊNCIAS. 01) Qualquer metodologia compatível com as atuais tendências construtivistas há de ter, necessariamente, uma participação ativa do aluno.

CIÊNCIAS. 01) Qualquer metodologia compatível com as atuais tendências construtivistas há de ter, necessariamente, uma participação ativa do aluno. CIÊNCIAS 01) Qualquer metodologia compatível com as atuais tendências construtivistas há de ter, necessariamente, uma participação ativa do aluno. Assinale a alternativa CORRETA, quanto ao que se entende

Leia mais

Obtenção de matéria pelos seres autotróficos

Obtenção de matéria pelos seres autotróficos Obtenção de matéria pelos seres autotróficos A aquisição de matéria e energia pelos sistemas vivos é feita de formas muito variadas. Ao nível da autotrofia, a fotossíntese é o principal processo, estando

Leia mais

Compreender a importância da diversidade biológica na manutenção da vida. Identificar diferentes tipos de interacção entre seres vivos e ambiente.

Compreender a importância da diversidade biológica na manutenção da vida. Identificar diferentes tipos de interacção entre seres vivos e ambiente. Compreender a importância da diversidade biológica na manutenção da vida. Identificar diferentes tipos de interacção entre seres vivos e ambiente. Referir funções dos diferentes constituintes de um ecossistema

Leia mais

Ficha de trabalho. 1. Observa a figura 1 que representa as relações tróficas em dois ecossistemas. Figura 1

Ficha de trabalho. 1. Observa a figura 1 que representa as relações tróficas em dois ecossistemas. Figura 1 Ficha de trabalho 1. Observa a figura 1 que representa as relações tróficas em dois ecossistemas. Figura 1 1.1 Relativamente ao ecossistema terrestre considerado, esquematize uma cadeia alimentar. Bactéria

Leia mais

Ciências do Ambiente

Ciências do Ambiente Universidade Federal do Paraná Engenharia Civil Ciências do Ambiente Aula 04 Ecossistema, populações e comunidades Profª Heloise G. Knapik 1 Objetivos da Aula: Revisão de conceitos Dinâmica Populacional

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 8º Ano

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 8º Ano PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR Ciências Naturais 8º Ano COMPETÊNCIAS TEMAS/UNIDADES CONTEÚDOS 1º Período SUSTENTABILIDADE NA TERRA 28 Compreender o significado dos conceitos: espécie, população, comunidade,

Leia mais

Nicho Ecológico. Elton (1927) O nicho de um animal é o local no ambiente biótico, suas relações com o alimento e inimigos.

Nicho Ecológico. Elton (1927) O nicho de um animal é o local no ambiente biótico, suas relações com o alimento e inimigos. Nicho Ecológico Elton (1927) O nicho de um animal é o local no ambiente biótico, suas relações com o alimento e inimigos. Nicho Ecológico Hutchinson (1957) O nicho de um organismo é um hipervolume n-dimensional

Leia mais