COMO ENCONTRAR O MEDICAMENTO SAÚDE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMO ENCONTRAR O MEDICAMENTO SAÚDE"

Transcrição

1 informativo ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA 1 COMO ENCONTRAR O MEDICAMENTO SAÚDE

2 MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS CAO SAÚDE EQUIPE DE APOIO DR. ÉRICO DE PINA CABRAL COORDENADOR DO CAO SAÚDE DALILA AMARAL DE ASEVÊDO FERRO ASSESSORA CAO SAÚDE LIANA MENDONÇA CAMILO ASSESSORA CAO SAÚDE DRA. ANA PAULA ANTUNES VIEIRA NERY DIRETORA DA ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO FABIANA GOMES FIGUEIREDO COORDENADORA DE EDITORAÇÃO ESCOLA SUPERIOR MATHEUS CARDOSO DUARTE SANTOS ESTAGIÁRIO ESCOLA SUPERIOR Goiânia/2015

3 SUMÁRIO I Apresentação 1 O que é ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA? Componentes da ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA 2.1 Componente Básico Componente Estratégico Componente Especializado...6 II Onde encontrar o medicamento em 3 passos 1 PRIMEIRO PASSO Link Relação Nacional de Medicamentos Essenciais do Ministério da Saúde RENAME Relação dos medicamentos disponibilizados para venda pelo Aqui Tem Farmácia Popular : Relação dos medicamentos disponibilizados pela rede própria do Programa Farmácia Popular do Brasil: Relação das Farmácias Populares da Rede Pública SEGUNDO PASSO Documentação necessária para dispensação de medicamento no Juarez Barbosa Link da relação de medicamentos dispensados no Juarez Barbosa Link da Relação de Doenças e Agravos tratados na Central de Medicamentos de Alto Custo 2

4 Juarez Barbosa (CMAC) Formulário do LME (Laudo de Solicitação, Avaliação e Autorização de Medicamentos) Orientações sobre o preenchimento do LME Relação das Regionais de Saúde que trabalham com a Central de Medicamentos Juarez Barbosa no Estado de Goiás TERCEIRO PASSO Fluxo da Câmara de Avaliação Técnica em Saúde (CATS) Quadro Explicativo Competência da Dispensação de Medicamentos...15 III Casos Práticos de Negativa de Procedimentos na Câmara de Avaliação Técnica em Saúde 1 Fluxo Funcionamento Interno CATS Relação dos trinta medicamentos mais solicitados na CATS

5 I APRESENTAÇÃO 1 O QUE É ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA? A ATENÇÃO FARMACÊUTICA é responsabilidade dos três entes de gestão do Sistema Único de Saúde SUS, União, Estados e Municípios, promovendo atendimento integral e contínuo da necessidade de medicamentos essenciais, em todos os níveis de atenção e ciclos de vida, incluindo os medicamentos fitoterápicos e homeopáticos. (Política de Assistência Farmacêutica Integrada para Goiás SES/GO, agosto 2011). O Ministério da Saúde é responsável pela edição das diretrizes da Política Nacional de Medicamentos, que devem ser seguidas por todos os estados e municípios, conforme Portaria GM nº 3.916, de 30 de outubro de COMPONENTES DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA Os medicamentos (componentes da assistência farmacêutica) no Sistema Único de Saúde são divididos em três grupos: 2.1 Componente básico da assistência farmacêutica: Contém medicamentos e insumos utilizados no 4

6 tratamento de patologias relacionadas à atenção básica da saúde (atenção primária), tais como, diabetes, hipertensão, asma, saúde da mulher, saúde da criança etc. O componente básico da atenção primária à saúde contém medicamentos de baixo custo (em regra, não passam de R$ 100,00 a unidade) e são dispensados pelas SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE. O custeio é tripartite: União R$ 5,10 por habitante/ano; Estado R$ 3,00 por habitante/ano e Município R$ 2,36 por habitante/ano. 2.2 Componente estratégico da assistência farmacêutica: Contém medicamentos destinados a portadores de doenças de perfil endêmico, consideradas prioritárias na saúde pública, tais como, hanseníase, tuberculose, endemias, AIDS, controle do tabagismo, alimentação e nutrição, hemoderivados, lúpus, influenza etc. Os medicamentos do componente estratégico da assistência farmacêutica são financiados pelo Ministério da Saúde e distribuídos pela SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE às Regionais de Saúde e municípios. 2.3 Componente especializado da assistência farmacêutica: 5

7 Contém medicamentos de alto custo destinados às patologias com tratamentos estabelecidos pelos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas do Ministério da Saúde. São medicamentos de alto custo para tratamento de patologias de alta complexidade, como câncer, hepatite, meningite, distúrbios mentais, entre outros. Os medicamentos do componente especializado da assistência farmacêutica, em sua grande maioria, são financiados pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Estado da Saúde e distribuídos pela Central de Medicamentos de Alto Custo Juarez Barbosa (CMAC), em Goiânia/GO. Os medicamentos oncológicos, em sua maioria, são financiados com recurso federal e dispensados diretamente pelos Centros de Referências em tratamentos oncológicos do Estado de Goiás (Hospital Araújo Jorge, Hospital das Clínicas, Santa Casa de Misericórdia de Goiânia, Hospital Evangélico de Anápolis etc). II ONDE ENCONTRAR O MEDICAMENTO EM TRÊS PASSOS 1 PRIMEIRO PASSO: O medicamento ou insumo demandado é de baixo custo e relacionado 6

8 à Atenção Primária? Se o medicamento ou insumo é de baixo custo e relacionado à Atenção Primária (diabetes, hipertensão, asma, saúde da mulher, saúde da criança etc), a responsabilidade pela dispensação é do município. A relação destes medicamentos ou insumos encontra-se nos anexos I e IV da RENAME, Relação Nacional de Medicamentos Essenciais do Ministério da Saúde. 1.1 Link da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais do Ministério da Saúde RENAME: /13/12_02_07_425_Rename.9ed_2015.pdf Alguns medicamentos e insumos da RENAME, anexos I e IV, podem ser adquiridos mediante pagamento de pequeno valor, por meio do PROGRAMA FARMÁCIA POPULAR DO BRASIL, do Ministério da Saúde. Programa Farmácia Popular do Brasil: a) unidades da rede privada de farmácias, em parceria com o Governo Federal, que oferecem medicamentos a baixo custo (Aqui Tem Farmácia Popular); b) unidades públicas próprias (com medicamentos gratuitos e de baixo preço). 7

9 1.2 Relação dos medicamentos disponibilizados para venda pelo Aqui Tem Farmácia Popular : /agosto/10/rol-medicamentos-copagamento pdf 1.3 Relação dos medicamentos disponibilizados pela rede própria do Programa Farmácia Popular do Brasil: /fevereiro/20/elenco-fp pdf rede pública: 1.4 Relação das Farmácias Populares da 1 Caldas Novas: Rua Professor Breta, s/n, Centro. Cep: Goiânia: Rua Primeira, Lote Área, Quadra 62 Setor Leste Universitário, Setor Leste. Cep: Goiânia: Rua 7, nº 611, Setor Central. Cep: Anápolis: Travessa Olímpio Barbosa de Melo, nº 63, Centro. Cep: Luziânia: Rua 04, Quadra 14, Lote 37, loja 4/5, Luziânia. Cep: Santo Antônio Do Descoberto: Ab Quadra 77, s/n, Parque Estrela Dalva XII, Queiroz. Cep:

10 7 Ceres: Rua Marilu Rodrigues da Silva, s/n, Lote 14, Centro. Cep: Formosa: Av. João Isper Gerbrim, nº 455, Formosinha. Cep: Inhumas: Av. Wilson Quirino de Andrade, nº 450, Anhanguera. Cep: Jataí: Av. Benjamin Constant, nº 850, Centro. Cep: Novo Gama: Quadra 110, Lote 01, Lago Azul. Cep: Planaltina: Quadra 06 Mc, Lote 06, Setor Leste. Cep: Valparaíso De Goiás: Rua 73, Quadra 109, Lote 18, Loja 01, Céu Azul. Cep: Aparecida De Goiânia: Av. Independência, Quadra 04, Lote 13, Cidade Livre. Cep: Aparecida De Goiânia: Av. da Liberdade, Rua 25 C, Quadra 159, Lote 01, Setor Garavelo. Cep: Rio Verde: Rua Costa Gomes, nº 341, Centro. Cep: Senador Canedo: Rua Bariani Hortêncio, s/n, Quadra 36, Lote 29, Jardim Canedo. Cep: Trindade: Av. da Saudade, Quadra D, Lote 04, Santo Onofre. Cep:

11 2 SEGUNDO PASSO: Se o relatório médico do paciente indica medicamento que não é de baixo custo e não se encontra listado nos anexos I ou IV da RENAME, cuja dispensação seja vinculada a protocolo clínico do SUS, este medicamento (de alto custo) pode ser dispensado pela Central de Medicamentos Juarez Barbosa? Sim. Os medicamentos de alto custo com prescrição regulamentada em protocolo clínico do SUS são dispensados ordinariamente pela Central de Medicamentos Juarez Barbosa, com sede na Rua 16, esquina com Rua 12, n 97, Centro, próximo ao Correio da Praça Cívica telefones: (62) / / Neste caso, não há necessidade de intervenção do Ministério Público, pois, o atendimento é feito diretamente ao paciente ou a quem o represente. As secretarias municipais de saúde devem orientar o paciente, bem como, montar o procedimento e intermediar a dispensação junto à Central de Medicamentos Juarez Barbosa (Goiânia) ou em qualquer de suas 10 regionais. A documentação necessária para dispensação do medicamento está na lista abaixo. 2.1 Relação de documentos exigidos: 10

12 ideditoria=4296 a) Cópia do Cartão Nacional de Saúde (CNS); b) Cópia de documento de identidade; c) Laudo para Solicitação, Avaliação e Autorização de Medicamentos do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (LME), adequadamente preenchido; d) Prescrição Médica e Relatório devidamente preenchidos; e) Documentos exigidos nos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas publicados na versão final pelo Ministério da Saúde, conforme a doença e o medicamento solicitado e f) Cópia do comprovante de residência, com CEP. 2.2 Relação de Medicamentos dispensados na Central de Medicamentos de Alto Custo Juarez Barbosa: 9_relacaodemedicamentosCMAC.pdf 2.3 Relação de Doenças e Agravos tratados na CMAC Juarez Barbosa: 5_doencaseagravos.pdf 2.4 Formulário do LME (Laudo de Solicitação, Avaliação e Autorização de Medicamentos) a ser preenchido pelo médico do 11

13 paciente: 5_lme-solicitacao-pt-1554-ago-2013.pdf 2.5 Orientações sobre o preenchimento do LME (Laudo de Solicitação, Avaliação e Autorização de Medicamentos): 4_lme.pdf 2.6 Relação das Regionais de Saúde que trabalham com a Central de Medicamentos Juarez Barbosa no Estado de Goiás: 1 Rio Verde Regional de Saúde Sudoeste I Endereço: Rua Augusta Bastos, s/n, Centro, Rio Verde Goiás. CEP: PABX: (64) Jataí Regional de Saúde Sudoeste II Endereço: Rua da Liberdade, nº 224, Vila Santa Maria, Jataí Goiás. CEP: PABX: (64) Iporá Regional de Saúde Oeste I Endereço: Rua 15 de novembro, nº 1245, Centro, Iporá Goiás. CEP: PABX: (64) Catalão Regional de Saúde Estrada de Ferro Endereço: Av. João XXII, nº 505, Centro, Catalão Goiás. CEP: PABX: (64)

14 5 Itumbiara Regional de Saúde Sul Endereço: Rua Anápolis, s/n, Bairro Paranaíba, Itumbiara Goiás. CEP: PABX: (64) Formosa Regional de Saúde Entorno Norte Endereço: Av. Pedro Monteiro, nº 480, Setor Ferroviário, Formosa Goiás. CEP: PABX: (61) Luziânia Regional de Saúde Entorno Sul Endereço: Rua Professor Arthur Roriz, s/n, Centro, Luziânia Goiás. CEP: PABX (61) Porangatu Regional de Saúde Norte Endereço: Rua 10, Quadra 01, Lote 02/03, Centro, Porangatu Goiás. CEP: PABX: (62) Uruaçu Regional de Saúde Serra da Mesa Endereço: Rua Pedro Ludovico esq. c/ Leopoldo de Bulhões, s/n, Centro Uruaçu. Goiás. CEP: PABX: (62) Ceres Regional de Saúde São Patrício Endereço: Rua 03 esq. c/ Av. Brasil, s/n, Centro, Ceres Goiás. CEP: PABX (62) TERCEIRO PASSO: Se o relatório médico do paciente indica medicamento ou insumo de alto custo que não se enquadra em protocolo clínico do SUS e não pode ser dispensado pela Central de 13

15 Medicamentos Juarez Barbosa, o procedimento de dispensação é judicial? Em regra, sim. Os medicamentos de alto custo sem protocolo clínico do SUS são custeados integralmente pelo Tesouro Estadual. A aquisição, em regra, só é possível mediante decisão judicial. Todavia, o Ministério Público de Goiás firmou Termo de Cooperação Técnica com a Secretaria de Estado da Saúde, para aquisição desses medicamentos e orientação farmacêutica ao paciente por meio de procedimento administrativo, que se inicia nas promotorias de justiça do Estado de Goiás. Nessa situação, o paciente inicia procedimento administrativo na promotoria de justiça local e, em seguida, a documentação é enviada para análise técnica na Câmara de Avaliação Técnica em Saúde do Ministério Público CATS. O parecer, quando favorável, e a documentação (relatório médico, exames etc) são enviados ao da Central de Medicamentos Juarez Barbosa para análise de revisão e deferimento do pedido. Após, o paciente é contactado para providenciar documentação necessária (por exemplo, receita e/ou relatório médico atualizados) e receber o medicamento. 14

16 3.1 Fluxo da Câmara de Avaliação Técnica em Saúde (CATS) SES - SETOR DE JUDICIALIZAÇÃO CÂMARA TÉCNICA PERITOS SECRETARIA DA CATS CAO SAÚDE COORDENADORIA PROMOTORIA DE JUSTIÇA INÍCIO 3.2 Quadro Explicativo COMPETÊNCIA PARA DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS MEDICAMENTOS BAIXO CUSTO ATENÇÃO PRIMÁRIA ALTO CUSTO PROTOCOLO CLÍNICO DO SUS ALTO CUSTO FORA DO PROTOCOLO CLÍNICO DO SUS COMPETÊNCIA MUNICÍPIO ESTADO CMAC ESTADO CATS/ SJ CMAC 15

17 III CASOS PRÁTICOS DE NEGATIVA DE PROCEDIMENTOS NA CATS a) A indicação médica não se enquadra no Protocolo Clínico do SUS; b) Falta de exames complementares; c) O relatório médico do paciente está incompleto ou insuficiente; d) Os documentos apresentados pelo paciente são ilegíveis ou incompletos; e) O relatório médico não descreve a prévia utilização de outros medicamentos que são precedentes ao medicamento indicado. Ou seja, a dispensação do medicamento A exige que o relatório médico comprove a anterior experimentação dos medicamentos B e C. Obs: 1) Em caso de parecer desfavorável da CATS, o paciente pode interpor recurso com novos documentos por uma vez, a ser distribuído para um novo perito médico. 2) O parecer desfavorável não indica que o paciente não tenha direito ao medicamento, apenas a impossibilidade de sua obtenção pela via administrativa. Ainda resta a opção pela Ação Judicial. 16

18 1 FLUXO INTERNO NA CATS Documentos entregues na Promotoria de Justiça local CATS envio para análise técnica Parecer CATS Favorável Parecer CATS Desfavorável SES envio para análise de revisão Procedimento é devolvido à Promotoria para novo contato com o paciente SES - CMAC Favorável SES - CMAC Desfavorável Contacta o paciente para receber o medicamento Devolve procedimento à CATS para regularização ou recurso Obs.: CATS Câmara de Avaliação Técnica em Saúde SES Secretaria de Estado da Saúde CMAC Central de Medicamentos de Alto Custo Juarez Barbosa 17

19 2 TRINTA MEDICAMENTOS MAIS SOLICITADOS NA CATS PRINCÍPIO ATIVO ABIRATERONA ACETATO DE GOSSERRELINA ÁCIDO ZOLEDRÔNICO (ACLASTA / ZOMETA) Exames e Competência de Dispensação dos medicamentos mais solicitados na CATS COMPETÊNCIA e CMAC INDICAÇÃO TERAPÊUTICA Câncer Câncer Câncer osteoporose ARIPIPRAZOL CMAC Esquizofrenia EXAMES Anatomopatológico ou imuno-histoquímico, ficha de quimioterapia, estadiamento da doença; Anatomopatológico ou imuno-histoquímico, se for câncer de próstata anexar psa; Para câncer: anatomopatológico, imunohistoquímico, tomografia, ressonância. Para osteoporose: densitometria óssea; Relatório médico bem detalhado; BEVACIZUMABE Câncer Anatomopatológico ou imuno-histoquímico; BORTEZOMIBE (VELCADE) BROMETO DE TIOTRÓPIO CINACALCETE DENOSUMABE (PROLIA) DESVENLAFAXINA DULOXETINA (CYMBALTA) ELTROMBOPAG (REVOLADE) CMAC Mieloma múltiplo Mielograma, histopatológico, imunohistoquímico; DPOC Insuficiência renal Osteoporose Depressão, transtorno de ansiedade generalizado Depressão Púrpura trombocitopênica imune (pti) crônica Espirometria, rx pa e perfil, tomografia; Pth; Densitometria óssea; Relatório médico bem detalhado; Relatório médico bem detalhado/exame que comprove justificativa do uso do medicamento; Hemograma completo (últimos exames); 18

20 PRINCÍPIO ATIVO ENOXAPARINA SÓDICA INSULINAS COMPETÊNCIA INDICAÇÃO TERAPÊUTICA Trombofilias Diabetes LEUPRORRELINA CMAC Endometriose EXAMES Duplex scan, nos casos de síndrome anticorpo antifosfolipide (saaf): anticorpo; e nos casos de deficiência de Proteínas: proteína s livre; caso seja gestante anexar usg da gestação; Glicemia de jejum (3 últimos), hemoglobina glicada (3 últimos); Ultrassonografia, relatório medico detalhado; MEMANTINA Judicilização Alzheimer Relatório médico bem detalhado/exame que comprove justificativa do uso do medicamento; METILFENIDATO 36MG E 54 MG PREGABALINA QUETIAPINA RANIBIZUMABE (LUCENTIS) ou BEVACIZUMABE (AVASTIN) CMAC Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (tdah) Fibromialgia, anticonvulsivante dor Esquizofrenia psicose Edema macular e retinopatia diabética RISPERIDONA CMAC Esquizofrenia RITUXIMABE RIVAROXABANA (XARELTO) RIVASTIGMINA PATCH e CMAC Câncer Fibrilação atrial; prevenção de AVC; embolias Alzheimer Relatório médico bem detalhado; Relatório médico bem detalhado/ Exame que comprove justificativa do uso do medicamento; Relatório médico bem detalhado; Laudo com texto de conclusão e não apenas, imagens e gráficos de: angiofluoresceionografia e OCT (Tomografia de Coerência Óptica); Relatório médico bem detalhado; Anatomopatológico ou imuno-histoquímico, anti hiv; Eletrocardiograma, duplex scan, doppler, coagulograma; Relatório médico bem detalhado; SOMATROPINA CMAC Deficiência do hormônio do crescimento (baixa estatura) Raios-x dos punhos, curva de crescimento gh, peso ao nascimento, estatura dos pais, testes de estímulo com insulina e rhlh; 19

21 PRINCÍPIO ATIVO COMPETÊNCIA INDICAÇÃO TERAPÊUTICA EXAMES TEMOZOLAMIDA Câncer glioblastoma multiforme Anatomopatológico ou imuno-histoquímico, tomografia; TERIPARATIDA (FORTEO) Osteoporose Densitometria óssea; TRASTUZUMABE (HERCEPTIN) Câncer de mama Anatomopatológico ou imuno-histoquímico, função cardíaca, teste de cish ou fish para her positivo; USTEQUINUMABE Psoríase Relatório médico bem detalhado, fotos sem face; VORICONAZOL Infecção fúngica graveaspergilose Tomografia, rx, biopsia, relatório médico detalhado. 20

22 ANOTAÇÕES 21

23 ANOTAÇÕES 22

24

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA informativo ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA 2 MANUAL DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO NA CATS PARA PROMOTORIAS DE JUSTIÇA SAÚDE MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS CAO SAÚDE EQUIPE DE APOIO DR. ÉRICO DE PINA CABRAL

Leia mais

Tabela 1 - Distribuição por Tipo de Atendimento Presencial. Período: 07/2015. Figura 1 - Distribuição por Tipo de Atendimento Presencial.

Tabela 1 - Distribuição por Tipo de Atendimento Presencial. Período: 07/2015. Figura 1 - Distribuição por Tipo de Atendimento Presencial. Tabela 1 - Distribuição por Tipo de Atendimento Presencial. Período: 07/2015 Atendimento Quantidade % Pedido de Parecer 496 70,45% Pedido de Reavaliação 118 16,76% Consulta de Informação 71 10,09% Reclamação

Leia mais

Estatística CATS Maio de 2014 CATS

Estatística CATS Maio de 2014 CATS Estatística CATS Maio de 2014 CATS 1 TOTAL DE ATENDIMENTOS MAIO DE 2014 Tabela 1 Total de Atendimentos Atendimentos Maio de 2014 Presencial 356 Tabela 2 Distribuição por Tipo de Atendimento Presencial

Leia mais

Tabela 1 - Distribuição por Tipo de Atendimento Presencial. Período: 09/2014. Figura 1 - Distribuição por Tipo de Atendimento Presencial.

Tabela 1 - Distribuição por Tipo de Atendimento Presencial. Período: 09/2014. Figura 1 - Distribuição por Tipo de Atendimento Presencial. Tabela 1 - Distribuição por Tipo de Atendimento Presencial. Atendimento Quantidade % Pedido de Parecer 322 81,31% Pedido de Reavaliação 66 16,67% Reclamação 8 2,02% 396 100,00% Figura 1 - Distribuição

Leia mais

Reunião do Comitê da Saúde. 8 de novembro de 2011

Reunião do Comitê da Saúde. 8 de novembro de 2011 Reunião do Comitê da Saúde 8 de novembro de 2011 ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS Em 1998 foi publicada a Portaria GM/MS 3.916, que estabeleceu a POLÍTICA NACIONAL DE MEDICAMENTOS (PNM) como parte essencial

Leia mais

REDE CREDENCIADA GOIÂNIA

REDE CREDENCIADA GOIÂNIA REDE CREDENCIADA GOIÂNIA PRONTO SOCORRO HOSPITAL LUCIO REBELO End: Av. EDMUNDO PINHEIRO DE ABREU; 451 SL 101 BELA VISTA - Goiânia Go Fone: (62) 3257-2009 Serviço: Atendimento Pronto Socorro 24h, internação

Leia mais

INSTITUTO ESTADUAL DE DIABETES E ENDOCRINOLOGIA LUIZ CAPRIGLIONE SERVIÇO DE FARMÁCIA

INSTITUTO ESTADUAL DE DIABETES E ENDOCRINOLOGIA LUIZ CAPRIGLIONE SERVIÇO DE FARMÁCIA MANUAL DE ORIENTAÇÃO SOBRE PROCEDIMENTOS Objetivo Orientar funcionários, corpo clínico e pacientes do IEDE sobre o funcionamento do Serviço de Farmácia e os documentos necessários para cada tipo de atendimento.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DELIBERAÇÃO CIB-SUS/MG Nº 256, DE 11 DE ABRIL DE 2006.

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DELIBERAÇÃO CIB-SUS/MG Nº 256, DE 11 DE ABRIL DE 2006. GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE DELIBERAÇÃO CIB-SUS/MG Nº 256, DE 11 DE ABRIL DE 2006. Aprova os critérios e normas para a Assistência Farmacêutica aos portadores de Diabetes.

Leia mais

Sumário. Data: 06/12/2013 NT 245 /2013. Medicamento x Material Procedimento Cobertura

Sumário. Data: 06/12/2013 NT 245 /2013. Medicamento x Material Procedimento Cobertura NT 245 /2013 Solicitante: Ilmo Dr RODRIGO DIAS DE CASTRO Juiz de Direito Comarca de Campestre Data: 06/12/2013 Medicamento x Material Procedimento Cobertura Número do processo: 0023168-04.2013.8.13.0110

Leia mais

Assistência Farmacêutica

Assistência Farmacêutica Assistência Farmacêutica Farm. Marco Aurélio Pereira Coordenação Geral Gestão / Departamento de Assistência Farmacêutica (DAF/SCTIE/MS) Secretaria DE Ciência e Tecnologia e Insumos Estratégicos Ministério

Leia mais

ACESSO A MEDICAMENTOS DO COMPONENTE ESPECIALIZADO DO SUS-SP

ACESSO A MEDICAMENTOS DO COMPONENTE ESPECIALIZADO DO SUS-SP XXVII CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DO ESTADO DE SÃO PAULO III MOSTRA DE EXPERIÊNCIAS REGIONAIS DESAFIOS DA GESTÃO MUNICIPAL DO SUS NA ARTICULAÇÃO COM ESTADO E UNIÃO ACESSO A MEDICAMENTOS

Leia mais

Boletim Mensal da Síndrome Respiratória Aguda Grave Goiás 2015

Boletim Mensal da Síndrome Respiratória Aguda Grave Goiás 2015 SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE GERÊNCIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA Av. 136 Quadra F 44 Lotes 22/ 24 Edifício César Sebba Setor Sul Goiânia GO- CEP: 74093-250 Fone: (62) 3201-7880 FAX: (62) 3201-7878

Leia mais

PORTARIA Nº 876/GM, DE 16 DE MAIO DE 2013. p. DOU, Seção1, de 17.5.2013, págs. 135/136

PORTARIA Nº 876/GM, DE 16 DE MAIO DE 2013. p. DOU, Seção1, de 17.5.2013, págs. 135/136 PORTARIA Nº 876/GM, DE 16 DE MAIO DE 2013 p. DOU, Seção1, de 17.5.2013, págs. 135/136 Dispõe sobre a aplicação da Lei nº 12.732, de 22 de novembro de 2012, que versa a respeito do primeiro tratamento do

Leia mais

DOENÇA DE ALZHEIMER (CID 10: G30.0; G30.1; G30.8)

DOENÇA DE ALZHEIMER (CID 10: G30.0; G30.1; G30.8) Guia de Orientação ao Usuário 1. Medicamentos Donepezil 5 mg, comprimido; Donepezil 10 mg, comprimido; Galantamina 8 mg, cápsula; Galantamina 16 mg, cápsula; Galantamina 24 mg, cápsula; DOENÇA DE ALZHEIMER

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS NÚCLEO DE SELEÇÃO. PROCESSO SELETIVO 2008/1 1ª Fase - Prova de Conhecimentos Gerais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS NÚCLEO DE SELEÇÃO. PROCESSO SELETIVO 2008/1 1ª Fase - Prova de Conhecimentos Gerais s dos Locais de Realização da Prova Anápolis FACULDADE LATINO AMERICANA Av. Universitária, n. 683-Centro - Anápolis-GO Caldas Novas UEG-UNID. UNIV. DE CALDAS NOVAS Rua B 08, Qd. 18, s/n-parque das Brisas

Leia mais

Ácido nicotínico 250 mg, comprimido de liberação Atorvastatina 20 mg, comprimido; Bezafibrato 400 mg, comprimido; Pravastatina 20 mg, comprimido;

Ácido nicotínico 250 mg, comprimido de liberação Atorvastatina 20 mg, comprimido; Bezafibrato 400 mg, comprimido; Pravastatina 20 mg, comprimido; DISLIPIDEMIA PARA A PREVENÇÃO DE EVENTOS CARDIOVASCULARES E PANCREATITE (CID 10: E78.0; E78.1; E78.2; E78.3; E78.4; E78.5; E78.6; E78.8) 1. Medicamentos Hipolipemiantes 1.1. Estatinas 1.2. Fibratos Atorvastatina

Leia mais

LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO DOS MEDICAMENTOS. Curitiba, julho de 2014

LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO DOS MEDICAMENTOS. Curitiba, julho de 2014 LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO DOS MEDICAMENTOS Curitiba, julho de 2014 ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA Conjunto de ações voltadas à promoção, proteção e recuperação da saúde, tanto individual como coletiva, tendo

Leia mais

Principais dúvidas dos bolsistas:

Principais dúvidas dos bolsistas: 01- Como posso obter a Bolsa Universitária? Concorrendo ao Processo seletivo; 02- Onde fazemos a Inscrição para Bolsa Universitária? No site www.ovg.org.br; Portal Bolsa Universitária; Inscrições 03 Quantas

Leia mais

REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DO ESTADO DE GOIÁS

REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DO ESTADO DE GOIÁS REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DO ESTADO DE GOIÁS ÁGUAS LINDAS (193 km) 1. I Reviver PORTARIA N.º 740 DE 22 DE DEZEMBRO DE 2008 Quadra 06 Lote 03 Setor Águas Lindas II CEP: 72.910-000 fone: (61) 3618-8340

Leia mais

DADOS PUBLIX 1. ATENÇÃO PRIMÁRIA LINHA DE CUIDADOS NA BÁSICA/NASF MUNICÍPIO NASF EQUIPE PSIQUIATRA PSICÓLOGO T.O

DADOS PUBLIX 1. ATENÇÃO PRIMÁRIA LINHA DE CUIDADOS NA BÁSICA/NASF MUNICÍPIO NASF EQUIPE PSIQUIATRA PSICÓLOGO T.O DADOS PUBLIX 1. ATENÇÃO PRIMÁRIA LINHA DE CUIDADOS NA BÁSICA/NASF MUNICÍPIO NASF EQUIPE PSIQUIATRA PSICÓLOGO T.O ANÁPOLIS I 03-03 - APARECIDA DE GOIÂNIA I 04-02 03 BELA VISTA I 01-01 - CALDAS NOVAS **

Leia mais

CENTRO DE APOIO OPERACIONAL DE DEFESA DA SAÚDE CESAU ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 064 /2015 - CESAU

CENTRO DE APOIO OPERACIONAL DE DEFESA DA SAÚDE CESAU ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 064 /2015 - CESAU ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 064 /2015 - CESAU Salvador, 13 de abril de 2015 OBJETO: Parecer. - Centro de Apoio Operacional de Defesa da Saúde- CESAU REFERÊNCIA: 3 a promotoria de Justiça de Dias D'Àvila / Dispensação

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS S E C R E T A R I A D E E S T A D O D A S A Ú D E

ESTADO DE GOIÁS S E C R E T A R I A D E E S T A D O D A S A Ú D E ESTADO DE GOIÁS S E C R E T A R I A, D E E S T A D O D A S A Ú D E CONCEITO DE REGULAÇÃO Disseminado pelo Ministério da Saúde, a partir da Norma Operacional da Assistência à Saúde NOAS 01/2002, como: Disponibilização

Leia mais

NOTA TÉCNICA 03 2013

NOTA TÉCNICA 03 2013 NOTA TÉCNICA 03 2013 Dispõe sobre a aplicação da Lei nº 12.732, de 22 de novembro de 2012, que versa a respeito do primeiro tratamento do paciente com neoplasia maligna comprovada, no âmbito do Sistema

Leia mais

Edital de Divulgação n.º 001/2012

Edital de Divulgação n.º 001/2012 Edital de Divulgação n.º 001/2012 Edital de abertura de inscrições para ingresso aos cursos de qualificação profissional, gratuitos, na modalidade a distância (EaD) segunda etapa, do Programa Bolsa Futuro,

Leia mais

Implementación e Impacto de las Listas Nacionales de Medicamentos Esenciales Experiencias en Países Seleccionados de la Región - BRASIL

Implementación e Impacto de las Listas Nacionales de Medicamentos Esenciales Experiencias en Países Seleccionados de la Región - BRASIL Implementación e Impacto de las Listas Nacionales de Medicamentos Esenciales Experiencias en Países Seleccionados de la Región - BRASIL Lima, Perú 27 noviembre de 2007 Sistema Único de Saúde - SUS Estabelecido

Leia mais

O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, 1756/2015 - Quinta-feira, 25 de Junho de 2015 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região 1 PODER JUDICIÁRIO DA UNIÃO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SGPe Nº 199/2015

Leia mais

Perspectivas para a indústria farmacêutica brasileira, seus investimentos e suas pesquisas. Ministério da Saúde Brasília, 12 de agosto de 2015

Perspectivas para a indústria farmacêutica brasileira, seus investimentos e suas pesquisas. Ministério da Saúde Brasília, 12 de agosto de 2015 Perspectivas para a indústria farmacêutica brasileira, seus investimentos e suas pesquisas Ministério da Saúde Brasília, 12 de agosto de 2015 POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA Define a assistência

Leia mais

CAPACITAÇÕES DE MULTIPLICADORES DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

CAPACITAÇÕES DE MULTIPLICADORES DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE Secretaria de Estado da Saúde Superintendência de Vigilância Sanitária Gerência de Desenvolvimento Técnico em Produtos Coordenadoria de Alimentos UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Faculdade

Leia mais

LOCAIS DE INSCRIÇÃO EM TODO O ESTADO

LOCAIS DE INSCRIÇÃO EM TODO O ESTADO LOCAIS DE INSCRIÇÃO EM TODO O ESTADO Águas Lindas de Goiás Área Especial II / III, Setor 12, ao lado da Paróquia São Pedro Apóstolo, CEP 72910-000. Alexânia Secretaria do Trabalho, Avenida 15 de Novembro,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Campo Grande MS Secretaria Municipal de Saúde - SESAU PROGRAMA DE AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO

Prefeitura Municipal de Campo Grande MS Secretaria Municipal de Saúde - SESAU PROGRAMA DE AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO Prefeitura Municipal de Campo Grande MS Secretaria Municipal de Saúde - SESAU PROGRAMA DE AUTOMONITORAMENTO GLICÊMICO Protocolo de dispensação de insumos para pacientes com Diabetes Mellitus insulinodependentes

Leia mais

VII Fórum Nacional de Assistência Farmacêutica 10 ANOS DA PNAF

VII Fórum Nacional de Assistência Farmacêutica 10 ANOS DA PNAF Ministério da Saúde Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos Coordenação-Geral de Assistência Farmacêutica e Medicamentos

Leia mais

EDITAL N.º 050, DE 19 DE MARÇO DE 2014.

EDITAL N.º 050, DE 19 DE MARÇO DE 2014. EDITAL N.º 050, DE 19 DE MARÇO DE 2014. O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS, nomeado por Decreto Presidencial de 03 de setembro de 2013, publicado no Diário Oficial

Leia mais

Melhorar sua vida, nosso compromisso Redução da Espera: tratar câncer em 60 dias é obrigatório

Melhorar sua vida, nosso compromisso Redução da Espera: tratar câncer em 60 dias é obrigatório Melhorar sua vida, nosso compromisso Redução da Espera: tratar câncer em 60 dias é obrigatório Maio de 2013 Magnitude do Câncer no Brasil 518 mil novos casos em 2013 Câncer de pele não melanoma deve responder

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO DIAGNÓSTICO DE CÂNCER

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO DIAGNÓSTICO DE CÂNCER DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO DIAGNÓSTICO DE CÂNCER Prezado (a) cliente: Para nós é importante oferecer a você o apoio necessário neste momento. Para abertura do processo de indenização

Leia mais

Horário das atividades do dia 12/12/2015. Turma 2015/2 (exceto Câmpus Goiânia Oeste que fará recuperação na 2ª feira dia 14/12/15)

Horário das atividades do dia 12/12/2015. Turma 2015/2 (exceto Câmpus Goiânia Oeste que fará recuperação na 2ª feira dia 14/12/15) Horário das atividades do dia 12/12/2015 No dia 12 de dezembro de 2015 ocorrerão as seguintes atividades da : Turma 2015/2 (exceto Câmpus Goiânia Oeste que fará recuperação na 2ª feira dia 14/12/15) Educação.

Leia mais

Capital e Região Metropolitana: Aparecida de Goiânia, Aragoiânia, Caldazinha, Hidrolândia e Senador Canedo Interior: demais municípios

Capital e Região Metropolitana: Aparecida de Goiânia, Aragoiânia, Caldazinha, Hidrolândia e Senador Canedo Interior: demais municípios Principais dúvidas dos bolsistas: Capital e Região Metropolitana: Aparecida de Goiânia, Aragoiânia, Caldazinha, Hidrolândia e Senador Canedo Interior: demais municípios 01- Como posso obter a Bolsa Universitária?

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Do Sr. Marco Tebaldi) Dispõe sobre o Programa de agendamento de consultas e entrega domiciliar de medicamentos de uso contínuo às pessoas portadoras de necessidades especiais

Leia mais

CONCEITO OBJETIVO 24/9/2014. Indicadores de Saúde. Tipos de indicadores. Definição

CONCEITO OBJETIVO 24/9/2014. Indicadores de Saúde. Tipos de indicadores. Definição Indicadores de Saúde Definição PROFª FLÁVIA NUNES É a quantificação da realidade, que permite avaliar/comparar níveis de saúde entre diferentes populações ao longo do tempo. Tipos de indicadores IMPORTÂNCIA

Leia mais

FICHA DE CADASTRO MÉDICO

FICHA DE CADASTRO MÉDICO FICHA DE CADASTRO MÉDICO DATA: / / CÓDIGO INTERNO: IDENTIFICAÇÃO Nome: Apresentado(a) por: Sexo: Data nasctº: / / Estado Civil: Natural de: UF: Nacionalidade: CPF: / / / / / / / / / / /INSS: ISSQN: RG.:

Leia mais

HIPERTENSÃO ARTERIAL PULMONAR (CID 10: I27.0; I27.2; I27.8)

HIPERTENSÃO ARTERIAL PULMONAR (CID 10: I27.0; I27.2; I27.8) Guia de Orientação ao Usuário HIPERTENSÃO ARTERIAL PULMONAR (CID 10: I27.0; I27.2; I27.8) 1. Medicamento Sildenafila 20 mg comprimidos; Iloprosta 10 mcg ampola com 1 ml de solução para nebulização; Ambrisentana

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 219/2014 Insulina Glargina (Lantus ) e tiras reagentes

RESPOSTA RÁPIDA 219/2014 Insulina Glargina (Lantus ) e tiras reagentes RESPOSTA RÁPIDA 219/2014 Insulina Glargina (Lantus ) e tiras reagentes SOLICITANTE NÚMERO DO PROCESSO DATA SOLICITAÇÃO Dra. Herilene de Oliveira Andrade Juiza de Direito da Comarca de Itapecirica/MG Autos

Leia mais

LEI N.º 1.852/2014 DATA: 21/05/2014

LEI N.º 1.852/2014 DATA: 21/05/2014 LEI N.º 1.852/2014 DATA: 21/05/2014 SÚMULA: Cria o Programa Remédio em Casa no Município de Pinhão, e dá outras providências. Autoria do vereador: Alain César de Abreu e Eu Prefeito Municipal, sanciono

Leia mais

Aviso de Sinistro por Morte Planos de Previdência com Benefício de Proteção (Pecúlio)

Aviso de Sinistro por Morte Planos de Previdência com Benefício de Proteção (Pecúlio) 1 - Dados do Sinistro Produto Plano Certificado Data do Evento Gerador Data da Comunicação 2 - Dados do Participante CPF Endereço Bairro Cidade UF CEP DDD Telefone 3 - Dados do Reclamante: Beneficiário

Leia mais

Nota Técnica AF/SS nº 09, de 12 de dezembro de 2013

Nota Técnica AF/SS nº 09, de 12 de dezembro de 2013 Nota Técnica AF/SS nº 09, de 12 de dezembro de 2013 Assunto: Padronização do Fluxo de Dispensação dos medicamentos aos portadores de Hipertensão Arterial Pulmonar - HAP atendidos no Estado de São Paulo

Leia mais

DECRETO Nº 1710, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2007.

DECRETO Nº 1710, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2007. DECRETO Nº 1710, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2007. Institui o elenco de medicamentos e aprova o regulamento dos procedimentos de aquisição e dispensação de medicamentos especiais para tratamento ambulatorial

Leia mais

GOVERNO DA BAHIA SECRETARIA DA SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA Centro Estadual de Oncologia. Salvador, 14 de março de 2013

GOVERNO DA BAHIA SECRETARIA DA SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA Centro Estadual de Oncologia. Salvador, 14 de março de 2013 GOVERNO DA BAHIA SECRETARIA DA SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA Centro Estadual de Oncologia Salvador, 14 de março de 2013 ROTEIRO O CICAN Breve Histórico Missão Perfil Ambulatórios Quimioterapia Centro Cirúrgico

Leia mais

Passo 1: Entre em contato no numero abaixo em nossa Central Itaú Seguros para registrar a retirada do KIT de sinistro;

Passo 1: Entre em contato no numero abaixo em nossa Central Itaú Seguros para registrar a retirada do KIT de sinistro; Prezado Beneficiário, Para melhor apoiá-lo neste momento, encaminhamos abaixo todos os formulários e documentos necessários, bem como a orientação de como realizar o envio desses documentos. Procedimentos

Leia mais

NORMA TÉCNICA 02/2013

NORMA TÉCNICA 02/2013 Introdução NORMA TÉCNICA 02/2013 DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA - DPOC A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) se caracteriza por sinais e sintomas respiratórios associados a obstrução crônica

Leia mais

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio.

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 300/2014 Antiangiogênicos e fotocoagulação a laser para tratamento de retinopatia diabética

RESPOSTA RÁPIDA 300/2014 Antiangiogênicos e fotocoagulação a laser para tratamento de retinopatia diabética RESPOSTA RÁPIDA 300/2014 Antiangiogênicos e fotocoagulação a laser para tratamento de retinopatia diabética SOLICITANTE DR BRENO REGO PINTO Juizado Especial da Comarca de Monte Santo de Minas/MG NÚMERO

Leia mais

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica CARTA TÉCNICA Nome do Credenciamento: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica ENTIDADES QUE PODEM SE CREDENCIAR: - Entidades beneficentes de assistência social (certificadas como entidades

Leia mais

Nota Técnica Conjunta SESA N 02/2014 1

Nota Técnica Conjunta SESA N 02/2014 1 Nota Técnica Conjunta SESA N 02/2014 1 Assunto: Fluxo para solicitação, distribuição e dispensação do medicamento Palivizumabe para o tratamento profilático do Vírus Sincicial Respiratório (VSR) no Estado

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. Rua Visconde de Paranaguá, nº 24 Campus Saúde CEP: 96.200-190 Bairro Centro Rio Grande Rio Grande do Sul/RS Brasil Acesso

Leia mais

QUADRO QUANTITATIVO DE FUNCIONÁRIOS POR SEÇÃO

QUADRO QUANTITATIVO DE FUNCIONÁRIOS POR SEÇÃO QUADRO QUANTITATIVO DE FUNCIONÁRIOS POR SEÇÃO DEPARTAMENTO QUANTIDADE DE FUNCIONÁRIOS OUVIDORIA 01 COMISSAO DE SELECAO E DAS SOCIEDADES DOS ADVOGADOS 05 COMISSAO DE ESTAGIO E EXAME DE ORDEM 01 SECRETARIA

Leia mais

IV CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO E SAÚDE. Os Impactos da Judicialização na Saúde Pública e Privada

IV CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO E SAÚDE. Os Impactos da Judicialização na Saúde Pública e Privada IV CONGRESSO BRASILEIRO DE DIREITO E SAÚDE Os Impactos da Judicialização na Saúde Pública e Privada 25/11/2015 HISTÓRICO: Período anterior a CF de 1988 INAMPS População e procedimentos restritos Movimento

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES - Edital Nº 32, de 24 de julho de 2014 - RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL E EM ÁREA PROFISSIONAL DA SAÚDE

PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES - Edital Nº 32, de 24 de julho de 2014 - RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL E EM ÁREA PROFISSIONAL DA SAÚDE PERGUNTAS E RESPOSTAS FREQUENTES - Edital Nº 32, de 24 de julho de 2014 - RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL E EM ÁREA PROFISSIONAL DA SAÚDE ORIENTAÇÕES PARA SOLICITAÇÃO DE FINANCIAMENTO DE BOLSAS DE RESIDÊNCIA

Leia mais

Considerações sobre o medicamento Trastuzumabe

Considerações sobre o medicamento Trastuzumabe NOTA TÉCNICA 19 2013 Considerações sobre o medicamento Trastuzumabe Incorporado no SUS para tratamento de câncer de mama HER2 positivo, em fase inicial ou localmente avançado. CONASS, julho de 2013 1 Considerações

Leia mais

5. Abreviaturas: CNS - Cartão Nacional do SUS. DEA Desfibrilador Externo Automático. IN - Instrução Normativa. PA Pronto Atendimento

5. Abreviaturas: CNS - Cartão Nacional do SUS. DEA Desfibrilador Externo Automático. IN - Instrução Normativa. PA Pronto Atendimento Lei Municipal nº 5.383, de 22 de novembro de 2012 Dispõe sobre o Sistema de Controle Interno do Município de Vila Velha ES e dá outras providências; Decreto Municipal nº 297, de 11 de dezembro de 2012

Leia mais

Como harmonizar a relação entre cidadãos/consumidores e sus/operadoras de planos de saúde e reduzir as demandas judiciais

Como harmonizar a relação entre cidadãos/consumidores e sus/operadoras de planos de saúde e reduzir as demandas judiciais Como harmonizar a relação entre cidadãos/consumidores e sus/operadoras de planos de saúde e reduzir as demandas judiciais João Baptista Galhardo Júnior Membro do Comitê Estadual da Saúde do Conselho Nacional

Leia mais

EDITAL N. 02 PARA SELEÇÃO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE JUSTIÇA E CIDADANIA DO NÚCLEO DE JUSTIÇA COMUNITÁRIA DE GOIÁS

EDITAL N. 02 PARA SELEÇÃO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE JUSTIÇA E CIDADANIA DO NÚCLEO DE JUSTIÇA COMUNITÁRIA DE GOIÁS EDITAL N. 02 PARA SELEÇÃO DE AGENTES COMUNITÁRIOS DE JUSTIÇA E CIDADANIA DO NÚCLEO DE JUSTIÇA COMUNITÁRIA DE GOIÁS 1. DA ABERTURA 1.1. A Prefeitura Municipal de Goiás convida toda comunidade Vilaboense,

Leia mais

ASSISTÊNCIA EM MASTOLOGIA

ASSISTÊNCIA EM MASTOLOGIA ASSISTÊNCIA EM MASTOLOGIA I - Ações da Unidade Básica: 1) Estímulo ao auto-exame de mamas 2) Exame clínico das mamas como parte integrante e obrigatória das consultas ginecológicas e de pré natal 3) Solicitação

Leia mais

www.saude.gov.br (Portal da saúde) Farmácia Popular do Brasil

www.saude.gov.br (Portal da saúde) Farmácia Popular do Brasil www.saude.gov.br (Portal da saúde) Farmácia Popular do Brasil O Governo Federal criou o Programa Farmácia Popular do Brasil para ampliar o acesso aos medicamentos para as doenças mais comuns entre os cidadãos.

Leia mais

REDE DE GOIANIA CREDENCIADOS

REDE DE GOIANIA CREDENCIADOS REDE DE GOIANIA CREDENCIADOS PRONTO SOCORRO HOSPITAL LUCIO REBELO End: Av. EDIMUNDO PINHEIRO DE ABREU; 451 SL 101 BELA VISTA Goiânia -Go Fone: (62) 3257-2009 Pronto socorro (62) 3257-2000 Eletivo SERVIÇO:

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO INCAPACIDADE FISICA TOTAL E TEMPORÁRIA POR ACIDENTE

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO INCAPACIDADE FISICA TOTAL E TEMPORÁRIA POR ACIDENTE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO INCAPACIDADE FISICA TOTAL E TEMPORÁRIA POR ACIDENTE Prezado (a) cliente: Para nós é importante oferecer a você o apoio necessário neste momento. Para abertura

Leia mais

Assessoria Especial à Pessoa com Deficiência ( Orientação para pessoas com deficiência)

Assessoria Especial à Pessoa com Deficiência ( Orientação para pessoas com deficiência) Carteira de Identidade ou Certidão de Nascimento (criança); Cartão do SUS, título de eleitor e CPF; Comprovante de renda de até 3 salários mínimos (individual); Comprovante de residência com CEP (água,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Faculdade de Medicina Departamento de Cirurgia Grupo de Educação e Estudos Oncológicos

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Faculdade de Medicina Departamento de Cirurgia Grupo de Educação e Estudos Oncológicos E D I T A L Nº 04/2007 Seleção ao II Curso de Especialização em Mastologia A Coordenação do, extensão do Departamento de Cirurgia da da Universidade Federal do Ceará FAZ SABER aos interessados que estarão

Leia mais

_G_O_V_E_R_N_O_D_O_E_S_T_A_D_O_D_E_M_A_T_O_G_R_O_S_S_O_D_O_S_U_L

_G_O_V_E_R_N_O_D_O_E_S_T_A_D_O_D_E_M_A_T_O_G_R_O_S_S_O_D_O_S_U_L :.!B.Sf\.-.. _G_O_V_E_R_N_O_D_O_E_S_T_A_D_O_D_E_M_A_T_O_G_R_O_S_S_O_D_O_S_U_L SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE _ DIRETORIA-GERAL DE ATENÇÃO À SAÚDE OF. W 10.408/13/CAEIDAS/SES/MS Senhora Procuradora, Em resposta

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO 002/2015

EDITAL DE CONVOCAÇÃO 002/2015 EDITAL DE CONVOCAÇÃO 002/2015 A Secretaria de Administração, Finanças e Planejamento comunica aos candidatos classificáveis, abaixo relacionados, aprovados no concurso público da Prefeitura Municipal de

Leia mais

DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ

DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ EIXO 1 DIREITO À SAÚDE, GARANTIA DE ACESSO E ATENÇÃO DE QUALIDADE Prioritária 1: Manter o incentivo aos Programas do Núcleo Apoio da Saúde da Família

Leia mais

SUPERINTENDENCIA DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE E TRABALHO PARA O SUS ESCOLA ESTADUAL DE SAÚDE PÚBLICA CÂNDIDO SANTIAGO

SUPERINTENDENCIA DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE E TRABALHO PARA O SUS ESCOLA ESTADUAL DE SAÚDE PÚBLICA CÂNDIDO SANTIAGO CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2015-SEST-SUS/SES-GO A Superintendência de Educação em Saúde e Trabalho para o SUS torna pública a presente Chamada e CONVIDA servidores públicos vinculados ao Sistema Único de Saúde

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA PARAÍBA PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA

MINISTÉRIO PÚBLICO DA PARAÍBA PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA MINISTÉRIO PÚBLICO DA PARAÍBA PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA APGJ n. 025/2014. Dispõe sobre o gerenciamento das solicitações de perícias e demais trabalhos técnicos ou científicos, contemplados por cooperações

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO INVALIDEZ PERMANENTE POR ACIDENTE APC EVENTO

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE SINISTRO INVALIDEZ PERMANENTE POR ACIDENTE APC EVENTO Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

FUNDAÇÃO PIO XII - HOSPITAL DE CÂNCER DE BARRETOS APRIMORAMENTO EM RADIOLOGIA MAMÁRIA ( Fellowship ) EDITAL DE SELEÇÃO PARA O ANO DE 2014

FUNDAÇÃO PIO XII - HOSPITAL DE CÂNCER DE BARRETOS APRIMORAMENTO EM RADIOLOGIA MAMÁRIA ( Fellowship ) EDITAL DE SELEÇÃO PARA O ANO DE 2014 FUNDAÇÃO PIO XII - HOSPITAL DE CÂNCER DE BARRETOS APRIMORAMENTO EM RADIOLOGIA MAMÁRIA ( Fellowship ) EDITAL DE SELEÇÃO PARA O ANO DE 2014 EDITAL N.º 11/2013-IEP/HCB A Fundação Pio XII, Hospital do Câncer

Leia mais

Estado de Goiás Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia Gabinete de Gestão de Capacitação e Formação Tecnológica Núcleo Bolsa Futuro

Estado de Goiás Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia Gabinete de Gestão de Capacitação e Formação Tecnológica Núcleo Bolsa Futuro BOLSA FUTURO O MAIOR PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL DO PAÍS Criado pela Lei Estadual n. 17.406, de 06 de setembro de 2011, coordenado, monitorado e avaliado pela. Implantado em conformidade com

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 510/13 - CIB/RS. A Comissão Intergestores Bipartite/RS, no uso de suas atribuições legais, e considerando:

RESOLUÇÃO Nº 510/13 - CIB/RS. A Comissão Intergestores Bipartite/RS, no uso de suas atribuições legais, e considerando: RESOLUÇÃO Nº 510/13 - CIB/RS A Comissão Intergestores Bipartite/RS, no uso de suas atribuições legais, e considerando: o trabalho de educação permanente e suporte assistencial desenvolvido pela equipe

Leia mais

Redes de Serviços Sentinelas para a Notificação de Agravos. Relacionados ao Trabalho. (PDR-2005)

Redes de Serviços Sentinelas para a Notificação de Agravos. Relacionados ao Trabalho. (PDR-2005) Redes de Serviços Sentinelas para a Notificação de Agravos 1 Relacionados ao Trabalho. (PDR-2005) Macrorregião Microrregião Municípios Serviço Sentinela Caracterização Hospital de Urgência de Goiânia (HUGO)

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE PROCESSO DOENÇAS GRAVES

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE PROCESSO DOENÇAS GRAVES DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA ABERTURA DE PROCESSO DOENÇAS GRAVES Prezado cliente: Para nós é importante oferecer a você o apoio necessário neste momento. Para abertura do processo de indenização é necessária

Leia mais

UNIVERSALIDADE. O Modelo de Atenção á Saúde ESF INTEGRALIDADE

UNIVERSALIDADE. O Modelo de Atenção á Saúde ESF INTEGRALIDADE SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE ALAGOAS SUPERINTENDÊNCIA DE ATENÇÃO A SAÚDE DIRETORIA DE ATENÇÃO BÁSICA GERÊNCIA DE ATENÇÃO A SAÚDE DE GRUPOS ESPECÍFICOS HIPERTENSOS E DIABÉTICOS CAPACITAÇÃO EM ATENÇÃO

Leia mais

informativo DIGITALIZAÇÃO DO PROCEDIMENTO DA CATS COMO SOLICITAR MEDICAMENTOS NO SISTEMA ATENA PROMOTORIAS DO INTERIOR SAÚDE

informativo DIGITALIZAÇÃO DO PROCEDIMENTO DA CATS COMO SOLICITAR MEDICAMENTOS NO SISTEMA ATENA PROMOTORIAS DO INTERIOR SAÚDE informativo DIGITALIZAÇÃO DO PROCEDIMENTO DA CATS COMO SOLICITAR MEDICAMENTOS NO SISTEMA ATENA PROMOTORIAS DO INTERIOR SAÚDE 3 MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS CAO SAÚDE EQUIPE DE APOIO DR. ÉRICO

Leia mais

PROTOCOLO PROGRAMA DE TRATAMENTO COM HORMÔNIO DO CRESCIMENTO (PTGH HBDF)

PROTOCOLO PROGRAMA DE TRATAMENTO COM HORMÔNIO DO CRESCIMENTO (PTGH HBDF) SES/HBDF/UNIDADE DE ENDOCRINOLOGIA PROTOCOLO PROGRAMA DE TRATAMENTO COM HORMÔNIO DO CRESCIMENTO (PTGH HBDF) COORDENAÇÃO: Dra. Adriana Claudia Lopes Carvalho Furtado CRM-DF: 8917 Dra. Norma Sueli Marino

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Procedimentos para Solicitação do Desbloqueio de Cancelamento de Gravame De acordo com a portaria 2.762 de 28 de dezembro

Leia mais

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS Claudia Witzel

ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS Claudia Witzel ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SUS Claudia Witzel CICLO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA O Ciclo da Assistência Farmacêutica compreende um sistema integrado de técnicas, científicas e operacionais SELEÇÃO DE MEDICAMENTOS

Leia mais

Decreto 7.508 de 28/06/2011. - Resumo -

Decreto 7.508 de 28/06/2011. - Resumo - Decreto 7.508 de 28/06/2011 - Resumo - GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ Secretaria de Estado de Saúde Pública Sistema Único de Saúde SIMÃO ROBISON DE OLIVEIRA JATENE Governador do Estado do Pará HELENILSON PONTES

Leia mais

Seminário de Doenças Crônicas

Seminário de Doenças Crônicas Seminário de Doenças Crônicas LINHA DE CUIDADO DE HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETES EXPERIÊNCIA DE DIADEMA SP Dra Lidia Tobias Silveira Assistente Gabinete SMS Diadema Linha de cuidado de HAS e DM Experiência

Leia mais

ANEXO I AUXILIAR DE APOIO ADMINISTRATIVO I Serviços de Higiene e Limpeza

ANEXO I AUXILIAR DE APOIO ADMINISTRATIVO I Serviços de Higiene e Limpeza SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS JUNTA MÉDICA ANEXO I AUXILIAR DE APOIO ADMINISTRATIVO I Serviços de Higiene e Limpeza RELAÇÃO DE EXAMES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIOS A SEREM APRESENTADOS

Leia mais

ANEXO I ARTÍFICIE DE SERVIÇOS E OBRAS PÚBLICAS I ELETRICISTA / PEDREIRO

ANEXO I ARTÍFICIE DE SERVIÇOS E OBRAS PÚBLICAS I ELETRICISTA / PEDREIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS JUNTA MÉDICA ANEXO I ARTÍFICIE DE SERVIÇOS E OBRAS PÚBLICAS I ELETRICISTA / PEDREIRO RELAÇÃO DE EXAMES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIOS A SEREM APRESENTADOS

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS JUNTA MÉDICA ANEXO MOTORISTA I

SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS JUNTA MÉDICA ANEXO MOTORISTA I SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS JUNTA MÉDICA ANEXO MOTORISTA I RELAÇÃO DE EXAMES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIO A SEREM APRESENTADOS NA JUNTA MÉDICA MUNICIPAL, NO ATO DA PERÍCIA MÉDICA,

Leia mais

CONASS. para entender a gestão do SUS DIREITO À SAÚDE. Artigo A ORGANIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE

CONASS. para entender a gestão do SUS DIREITO À SAÚDE. Artigo A ORGANIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE CONASS para entender a gestão do SUS 2015 DIREITO À SAÚDE Artigo A ORGANIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE Deise Regina Sprada Pontarolli Claudia Boscheco Moretoni Paula Rossignoli

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS JUNTA MÉDICA AGENTE MUNICIPAL DE TRANSITO

SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS JUNTA MÉDICA AGENTE MUNICIPAL DE TRANSITO SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS JUNTA MÉDICA AGENTE MUNICIPAL DE TRANSITO RELAÇÃO DE EXAMES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIOS A SEREM APRESENTADOS NA JUNTA MÉDICA MUNICIPAL, NO ATO DA

Leia mais

Classe de Renda (MSB) Classe de Renda (R$) Contribuição (R$)

Classe de Renda (MSB) Classe de Renda (R$) Contribuição (R$) Regras de Custeio Modelo de Securitização Prêmio e-pharma Valor pago pela Petrobras por beneficiário/mês (taxa de manutenção) Pré-pagamento Petrobras Arrecadação em Fundo (R$2,36-R$14,17) por beneficiário/mês

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS NÚCLEO DE SELEÇÃO SISTEMA DE AVALIAÇÃO SERIADO - SAS/UEG 2010/3

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS NÚCLEO DE SELEÇÃO SISTEMA DE AVALIAÇÃO SERIADO - SAS/UEG 2010/3 Anápolis UEG-UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECÔNOMICAS E HUMANAS - UnUCSEH Aparecida de Goiânia Av. JK, n. 146 - Bairro Jundiaí - Anápolis-GO UEG-UNID. UNIV. DE APARECIDA DE GOIANIA Rua Mucuri,

Leia mais

Relação das contas dos Fundos Municipais dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (FMDCA) do Estado de Goiás

Relação das contas dos Fundos Municipais dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (FMDCA) do Estado de Goiás Relação das contas dos Fundos Municipais dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (FMDCA) do Estado de Goiás Abadiânia Banco do Brasil 0324-7 441697-X Acreúna Banco do Brasil 0116-3 19.338-0 Águas

Leia mais

PROJETO DE INTERVENÇÃO EM ESTABELECIMENTOS QUE COMERCIALIZAM CARNES

PROJETO DE INTERVENÇÃO EM ESTABELECIMENTOS QUE COMERCIALIZAM CARNES .Sistema Único de Saúde Ministério da Saúde Governo do Estado de Goiás Secretaria de Estado da Saúde Superintendência de Vigilância Sanitária e Ambiental Coordenadoria de Saúde do Trabalhador PROJETO DE

Leia mais

Farmácia de Pernambuco Medicamento do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica

Farmácia de Pernambuco Medicamento do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica Guia de Orientação ao Usuário ESCLEROSE MÚLTIPLA (CID 10: G35) 1. Medicamentos Acetato de Glatiramer 20 mg, frasco-ampola ou seringa preenchida; Interferon Beta - 1A 6.000.000 UI (22 mcg), seringa preenchida;

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE

SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PORTARIA Nº 111, DE 27 DE JUNHO DE 2012. Dispõe sobre normas técnicas e administrativas relacionadas à prescrição e dispensação de medicamentos e insumos do Componente Básico

Leia mais

PORTARIA CONJUNTA Nº 003/2015

PORTARIA CONJUNTA Nº 003/2015 PORTARIA CONJUNTA Nº 003/2015 Estabelece regras operacionais complementares relativas às ações que visam o fornecimento de medicamentos, próteses, órteses ou tratamento médico-hospitalar pelo Poder Público

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PIRIPIRI - PI

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PIRIPIRI - PI A IMPLEMENTAÇÃO DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA III MOSTRA NACIONAL DE PRODUÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA AGOSTO - 2008 JORGE OTÁVIO MAIA BARRETO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE DE PIRIPIRI

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 22/2014. Xarelto

RESPOSTA RÁPIDA 22/2014. Xarelto RESPOSTA RÁPIDA 22/2014 Xarelto SOLICITANTE NÚMERO DO PROCESSO Drª. Juliana Mendes Pedrosa, Juíza de Direito 0327.13.003068-4 DATA 17/01/2014 SOLICITAÇÃO O requerente está acometido de cardiomiopatia dilatada

Leia mais