RELATÓRIO CONCLUSIVO DA COMISSAO DE TRANSIÇÃO DE GOVERNO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DO NORTE MT

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO CONCLUSIVO DA COMISSAO DE TRANSIÇÃO DE GOVERNO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DO NORTE MT"

Transcrição

1 RELATÓRIO CONCLUSIVO DA COMISSAO DE TRANSIÇÃO DE GOVERNO PORTO ALEGRE DO NORTE MT 2012

2 1. PREÂMBULO A Comissão de Transmissão de Governo do Município de Porto Alegre do Norte vem apresentar o Relatório Conclusivo sobre os trabalhos de análise dos documentos do Poder Executivo Municipal, relativo ao exercício econômico e financeiro de 2012, em conformidade com a Resolução nº 07/2008, de 14 de outubro de 2008, do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso. A comissão foi nomeada pela Portaria nº 178/2012, de 05 de novembro de 2012, sendo composta pelos senhores: Nome Setor Rejane Barreira de Souza Setor de Patrimônio Oriovaldo Chagas e Naiara Souza da Silva Estoque Naiara Souza da Silva Frotas Paulo Sergio Pereira da Silva Departamento de Recursos Humanos Oriovaldo Chagas Secretario de Finanças Daiane Silva Nascimento Convênios Kailton Silva Castro Controle Interno Emerentina Beatriz Cardoso Ação Social Rosecleia Secretaria de Saúde Arenaldo Pereira da Silva Secretaria de Educação Antonio Carlos Silva Arantes Contador Representantes do prefeito eleito: Douglas Cerezini, Luciene B. da Conceição Zago e Oziel de Souza Braga. Destaca-se, inicialmente, que a comissão primou pela análise dos documentos sugeridos pela referida resolução, bem como documentos complementares à análise. 2. RELATÓRIO A comissão atuou analisando os documentos apresentados pelos diversos setores da Administração Pública, tendo como base os princípios constitucionais que norteam a administração, com as seguintes considerações:

3 2.1. PEÇAS ORÇAMENTÁRIAS Plano Plurianual Lei nº. 583/2009 Data : 02/10/ Lei de Diretrizes Orçamentárias Lei nº. 659/2012 Data : 25/06/ Lei Orçamentária Anual Lei nº. 687/2012 Data : 11/12/2012 Valor Orçado Administração Direta: R$ ,58 Valor Orçado Administração Indireta: R$ Valor total orçado: R$ ,58 Autorizações: Créditos Adicionais: 50 % do valor orçado Operações de Créditos: 25 % do valor orçado

4 2.2. DEMONSTRATIVOS DOS SALDOS DISPONÍVEIS Movimentação de recursos financeiros DESCRIÇÃO VALOR (a) Disponibilidade exercício anterior ,67 (b) receitas orçamentárias ,49 (c) transferências financeiras recebidas - (d) receitas extra orçamentárias ,68 (e) = (a + b + c + d) total de entradas financeiras ,67 (f) despesas orçamentárias ,64 (g) interferências financeiras concedidas ,07 ( h) despesas extra orçamentárias ,79 (i) = (f + g + h) total saídas financeiras ,5 (e i ) disponível no encerramento do exercício ,17 Registro no Anexo 13 da Lei nº 4.320/ ,17 Registro no Anexo 14 da Lei nº 4.320/ ,17 Diferença Fonte: Balanço Financeiro Anexo 13 e Balanço Patrimonial Anexo 14

5 2.3. DEMONSTRATIVOS DOS RESTOS A PAGAR DESCRIÇÃO SALDO ANTERIOR MOVIMENTO NO EXERCÍCIO SALDO PARA EXERCÍCIO SEGUINTE INSCRIÇÃO BAIXA POR PAGAMENTO POR CANCELAMENTO Processados , , , , , , , , , , , , , , ,00 896, , ,65 cancelamento , ,36 Sexto exercício em diante , ,07 Não Processados , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,18 cancelamento de restos não processados , ,79 liquidados 2007, 2010 e , , ,8 Total , , , , ,10

6 Fonte: Anexo 14 Balanço Patrimonial e Anexo 15 Demonstração das Variações Patrimoniais, Demonstrativo da Dívida Flutuante Anexo DEMONSTRATIVOS DAS DÍVIDAS FUNDADA E FLUTUANTE TÍTULOS/ Lei Autorizativa Saldo exercício Anterior Contratação Movimento do exercício Emissão (atualização) Resgate Cancelamento Saldo p/ Exercício Seguinte 342/ , , , ,00 Totais , , , ,00 Fonte: Anexo 15 (Dem. das Variações Patrimoniais) e Anexo 16 (Dem. da Dívida Fundada ) 2.5. INVENTÁRIO ATUALIZADO DOS BENS MÓVEIS E IMÓVEIS Valores registrados na contabilidade (art. 95, Lei nº 4.320/64) DESCRIÇÃO VALOR (+) Saldo exercício anterior ,63 (+) Aquisições no exercício: Bens Móveis...R$ , ,57 Bens Imóveis...R$ ,93 (+) Incorporação de bens e valores ,50 (+) Reavaliação de bens ,90 (-) Baixas no exercício Desvalorização...R$ 9.044,05 Alienação...R$ Dação em

7 pagamento...r$. Doação...R$ Inservíveis...R$ ESTADO DE MATO GROSSO (-) Depreciação (=) Saldo final do exercício (Inventário) ,55 Valor registrado no Anexo ,55 DIFERENÇA BENS EM COMODATO ,33 Saldo Inventariado ,88 Os bens foram conferidos em 70%, a sua existência física, considerando a veracidade da conferencia realizada em 70% dos bens, a equipe de transição julgou correta o registro e a existência física dos demais bens, considerando o principio contábil da proporcionalidade RELAÇÃO DO QUADRO DE SERVIDORES Efetivos/Concursados Contratados Comissionados Total RELAÇÃO DE FOLHAS DE PAGAMENTO NÃO-QUITADAS Não foram identificados restos a pagar referente a folha de pagamento ou despesas de pessoal a pagar RELAÇÃO DOS INFORMES MENSAIS DOS SISTEMAS LRF-CIDADÃO E APLIC PORTO ALEGRE DO NORTE Exercício: 2012 Orc. C. I. Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Competência Recebido em Protocolo No. envio

8 Orçamento 11/01/ : / Carga Inicial 17/03/ : / Janeiro 29/03/ : / Fevereiro 17/05/ : / Março 29/05/ : / Abril 01/06/ : / Maio 03/07/ : / Junho 14/08/ : / Julho 29/08/ : / Agosto 17/10/ : / Setembro 29/10/ : / Outubro 30/11/ : / Novembro 28/12/ : / COMPROVANTE DE REGULARIZAÇÃO PREVIDENCIÁRIA O recolhimento previdenciário referente ao mês de dezembro de 2012, consta registrado nos restos a pagar o valor de R$ ,57 parte Patronal e R$ ,75 parte dos segurados registrado no anexo DECLAÇÕES DO PREFEITO DAS OBRIGAÇÕES LEGAIS O Prefeito Municipal apresentou todas as declarações referentes as obrigações legais, que após constatação verificamos que de fato se encontra em conformidade com a lei. 3. CONCLUSÃO Em nossa opinião, considerando os documentos apresentados pela equipe da Prefeitura Municipal, a execução orçamentária, contábil, patrimonial e de pessoal, no que diz respeito à administração do Exmo. Prefeito Sr. Edi Escorsin, durante o exercício econômico e financeiro de 2012, representam, adequadamente, em seus valores relevantes, a posição em 31 de dezembro de 2012, de acordo com os demonstrativos orçamentários e demais documentos contábeis levantados.

9 É o relatório e o parecer, s.m.j., 08 de janeiro de ANTONIO CARLOS SILVA ARANTES Membro OZIEL DE SOUZA BRAGA Membro LUCIENE B. DA CONCEIÇÃO ZAGO Membro KAILTON DA SILVA CASTRO Membro HOMOLOGAÇÃO Diante do relatório e parecer da Comissão de Transmissão de Governo, tomamos ciência dos fatos aqui expostos e analisados. EDI ESCORSIN Ex-Prefeito Municipal Diante do relatório e parecer da Comissão de Transmissão de Governo, tomamos ciência dos fatos aqui expostos e analisados. PORTO ALEGRE DO NORTE-MT, 08 DE JANEIRO DE 2013 EMIVAL GOMES DE FREITAS Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAPUÃ ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAPUÃ ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAPUÃ ESTADO DO PARANÁ Notas Explicativas Das Demonstrações Contábeis Exercício financeiro de 2016 As Demonstrações Contábeis do Município de Arapuã foram elaboradas de acordo

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS CÂMARA MUNICIPAL DE OURO BRANCO MG EXERCÍCIO DE 2014

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS CÂMARA MUNICIPAL DE OURO BRANCO MG EXERCÍCIO DE 2014 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS CÂMARA MUNICIPAL DE OURO BRANCO MG EXERCÍCIO DE 2014 DIRETRIZES CONTÁBEIS Tendo em vista as inovações da Contabilidade no Setor Público, o Poder Legislativo

Leia mais

DECRETO Nº 8.598, DE 08 DE NOVEMBRO DE 2016.

DECRETO Nº 8.598, DE 08 DE NOVEMBRO DE 2016. DECRETO Nº 8.598, DE 08 DE NOVEMBRO DE 2016. Dispõe sobre o empenho de despesas, a inscrição de restos a pagar e o encerramento das atividades com repercussão orçamentária, financeira e patrimonial do

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

GDOC INTERESSADO CPF/CNPJ PLACA

GDOC INTERESSADO CPF/CNPJ PLACA Fatores válidos para recolhimento em 01/02/2017 JANEIRO 3,4634 3,3316 3,1086 2,9486 2,7852 2,6042 2,3996 2,2471 2,0710 1,9331 1,8123 1,6867 FEVEREIRO 3,4534 3,3078 3,0941 2,9384 2,7727 2,5859 2,3888 2,2349

Leia mais

ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS

ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS ARQUIVAMENTO DE DOCUMENTOS Alguns relatórios, balancetes, balanços e documentos devem ser emitidos, conferidos e arquivados nos órgãos públicos municipais. Veja os principais deles, relacionados aos setores

Leia mais

COMUNICADO SDG Nº 05/2012

COMUNICADO SDG Nº 05/2012 COMUNICADO SDG Nº 05/2012 O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo comunica o calendário para 2012 das providências a cargo das Prefeituras, Câmaras, Fundos, Institutos de Previdência, Autarquias, Fundações

Leia mais

CHECK LIST DA TRANSIÇÃO DE GORVERNO

CHECK LIST DA TRANSIÇÃO DE GORVERNO CHECK LIST DA TRANSIÇÃO DE GORVERNO Missão: Evitar a descontinuidade Administrativa. Objetivo: Garantir o funcionamento contínuo das ações e serviços prestados à coletividade. Permitir a instituição de

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 588, de 21 de fevereiro de 2017.

LEI COMPLEMENTAR Nº 588, de 21 de fevereiro de 2017. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 588, de 21 de fevereiro de 2017. Estabelece normas de finanças públicas complementares à Lei Complementar Federal nº 101, de 04 de maio de 2000, e à Lei Federal

Leia mais

COMUNICADO SDG Nº 48/2013

COMUNICADO SDG Nº 48/2013 COMUNICADO SDG Nº 48/2013 O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo comunica o calendário para 2014 das providências a cargo das Prefeituras, Câmaras, Fundos, Institutos de Previdência, Autarquias, Fundações

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE BRAÇO DO NORTE SC EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001/2017

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE BRAÇO DO NORTE SC EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001/2017 EDITAL DE RETIFICAÇÃO N 001/2017 O torna público a Retificação n 001/2017 ao Edital de Concurso Público n 001/2017 que passa a ser assim definido: 1. DOS CARGOS, NÍVEL HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Na página

Leia mais

Paço da PREFEITURA MUNICIPAL DE BREJO SANTO, em 30 de Setembro de 2017.

Paço da PREFEITURA MUNICIPAL DE BREJO SANTO, em 30 de Setembro de 2017. O prefeito Municipal de Brejo Santo, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas pela Lei Orgânica Municipal, e de conformidade com a determinação contida na Lei complementar Nº 11, DE 4 DE MAIO

Leia mais

RECEITAS CORRENTES DESPESAS CORRENTES ,47 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS JUROS E ENCARGOS DA DIVIDA

RECEITAS CORRENTES DESPESAS CORRENTES ,47 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS JUROS E ENCARGOS DA DIVIDA ANEXO 1 da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964 DEMONSTRAÇÃO DA RECEITA E DESPESA SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS Outubro / 2011 Orçamento Fiscal, da Seguridade Social e de Investimentos. Adendo II à

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PARAÍSO DO NORTE ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PARAÍSO DO NORTE ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PARAÍSO DO NORTE ESTADO DO PARANÁ Av. Tapejara, 88 CEP 87.780-000 Fone: (44) 3431 1132 CNPJ 75.476.556/0001-58 www.paraisodonorte.pr.gov.br DECRETO Nº 58/2012 SÚMULA: Dispõe

Leia mais

Análise das Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público. Luiz Carlos Wisintainer

Análise das Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público. Luiz Carlos Wisintainer Análise das Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público Luiz Carlos Wisintainer Sistemas da Contabilidade Pública SUBSISTEMAS DE CONTAS ORÇAMENTÁRIO PATRIMONIAL CUSTOS COMPENSAÇÃO Fonte: MCASP Subsistema

Leia mais

Acompanhamento da Contabilidade e Tesouraria. Edilmar Oliveira Carlos Antonio Hulle Alves Naiara Cristina

Acompanhamento da Contabilidade e Tesouraria. Edilmar Oliveira Carlos Antonio Hulle Alves Naiara Cristina Acompanhamento da Contabilidade e Tesouraria Edilmar Oliveira Carlos Antonio Hulle Alves Naiara Cristina Classificação da Receita Art. 11 - A receita classificar-se-á nas seguintes categorias econômicas:

Leia mais

Aos clientes VISÃO CONSULTORIA Tarumã,SP, 20 de janeiro de MEMO nº03/2017. Confira as principais responsabilidades!

Aos clientes VISÃO CONSULTORIA Tarumã,SP, 20 de janeiro de MEMO nº03/2017. Confira as principais responsabilidades! Aos clientes VISÃO CONSULTORIA Tarumã,SP, 20 de janeiro de 2017. MEMO nº03/2017. Assunto: ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO DE 2016. Confira as principais responsabilidades! Prezados (as) Senhores (as): Encerrado

Leia mais

Sumário. Manual_Completo_Contab_Pub_00.indd 23 21/08/ :54:07

Sumário. Manual_Completo_Contab_Pub_00.indd 23 21/08/ :54:07 Sumário Capítulo 1 Contabilidade Pública... 1 1.1. Introdução...1 1.2. Conceito...2 1.3. Princípios de Contabilidade...3 1.4. Natureza do Registro dos Atos e Fatos na Contabilidade Pública...7 1.5. Objetivo...9

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Contabilidade Pública Capítulo 2 Receita Pública... 41

Sumário. Capítulo 1 Contabilidade Pública Capítulo 2 Receita Pública... 41 Sumário Capítulo 1 Contabilidade Pública... 1 1.1. Introdução...1 1.2. Conceito...2 1.3. Princípios de Contabilidade x Estrutura Conceitual...3 1.4. Natureza do Registro dos Atos e Fatos na Contabilidade

Leia mais

Sumário. Serviço Público e Administração Pública

Sumário. Serviço Público e Administração Pública Sumário Capítulo 1 Contabilidade Pública 1.1 Conceito 1.2 Objeto 1.3 Objetivo 1.4 Campo de Aplicação 1.5 Exercício Financeiro 1.6 Regime Orçamentário e Regime Contábil 1.6.1 Regime de Caixa 1.6.2 Regime

Leia mais

UNIDADE GESTORA (2353/SERVIÇO AUTONÔMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO DE TIMBÓ)

UNIDADE GESTORA (2353/SERVIÇO AUTONÔMO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO DE TIMBÓ) NOTAS EXPLICATIVAS DO COMPARATIVO DA DESPESA AUTORIZADA COM A REALIZADA ANEXO 11 Neste demonstrativo gerado pelo e-sfinge Web, não fora considerado no campo dos Créditos Orçamentários e Suplementares o

Leia mais

ANEXO 1 (arts. 54 e 55 - L.C. 101/00) RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL

ANEXO 1 (arts. 54 e 55 - L.C. 101/00) RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL ANEXO 1 (arts. 54 e 55 - L.C. 101/00) RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL Valores em Reais I - COMPARATIVOS maio/2014 a abril/2015 maio/2015 a abril/2016 R$ % R$ % Receita Corrente Líquida do Município 34.470.824,28

Leia mais

Questões de CASP para ANAC IGEPP 2016 Prof. M. Sc. Giovanni Pacelli. Tópico 4

Questões de CASP para ANAC IGEPP 2016 Prof. M. Sc. Giovanni Pacelli. Tópico 4 Tópico 4 1. (ESAF/CVM/2001/Analista/Adaptada) Para a Contabilidade Pública, variação patrimonial decorre de alteração de valor de qualquer elemento integrante do patrimônio público. Dito isso, não se pode

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DA CAMARA MUNICIPAL DE SALVADOR RECEITAS X DESPESAS 2015

ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES DA CAMARA MUNICIPAL DE SALVADOR RECEITAS X DESPESAS 2015 RECEITAS X DESPESAS 2015 RECEITAS JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ Repasse de Inativos PMS 5.071,83 9.761,76 5.472,38 5.539,98 5.667,28 5.788,79 5.739,96 24.411,51 67.453,49 Repasse dos

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL BALANÇO FINANCEIRO - TODOS OS ORÇAMENTOS 1 INGRESSOS DISPÊNDIOS ESPECIFICAÇÃO 2014 ESPECIFICAÇÃO 2014 Receitas Orçamentárias - - Despesas Orçamentárias 7.583.637,48 - Ordinárias - - Ordinárias 2.011.924,00

Leia mais

Demonstrativo do Resultado Nominal ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE LAGARTO Demonstrativo dos Restos a Pagar por Poder e Órgão RESTOS A PAGAR PROCESSADOS RREO - ANEXO VII (LRF, art. 53, inciso

Leia mais

Os candidatos quando da solicitação da pré-inscrição deverão optar pela escolha de pacotes.

Os candidatos quando da solicitação da pré-inscrição deverão optar pela escolha de pacotes. PACOTES OFERTADOS Os candidatos quando da solicitação da pré-inscrição deverão optar pela escolha de pacotes. Pacote I: 07 Procedimentos Contábeis Específicos - PCE 04 Plano de Contas Aplicado ao Setor

Leia mais

Administração Financeira e Orçamentária

Administração Financeira e Orçamentária Administração Financeira e Orçamentária Professor Fábio Furtado www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Financeira e Orçamentária BALANÇO PATRIMONIAL Segundo a Lei nº 4.320/64 O demonstrará: o Ativo

Leia mais

Relatório de Gestão Fiscal do Poder Executivo

Relatório de Gestão Fiscal do Poder Executivo 2012 Relatório de Gestão Fiscal do Poder Executivo 1º Material divulgado em atendimento às disposições de que trata a Portaria nº 407 da Secretaria do Tesouro Nacional, de 20 de junho de 2011 e o estabelecido

Leia mais

Câmara Municipal de Brejo Santo

Câmara Municipal de Brejo Santo ESTADO DO CEARÁ Poder Executivo Câmara Municipal de Brejo Santo EDITAL DE PUBLICAÇÃO O presidente da Câmara Municipal de Brejo Santo, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas pela Lei Orgânica

Leia mais

7.7 - Demonstrações contábeis exigidas pela Lei 4.320/64 e notas explicativas

7.7 - Demonstrações contábeis exigidas pela Lei 4.320/64 e notas explicativas 7.7 - Demonstrações contábeis exigidas pela Lei 4.320/64 e notas explicativas MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL TITULO BALANÇO FINANCEIRO - TODOS OS ORÇAMENTOS SUBTITULO 70013 - TRIBUNAL

Leia mais

ANEXO I CONCILIAÇÃO BANCÁRIA

ANEXO I CONCILIAÇÃO BANCÁRIA ANEXO I CONCILIAÇÃO BANCÁRIA Resolução TCE nº 905/2009 Período de Referência: Nº DA CONTA / BANCO: SALDO INICIAL: DOCUMENTO DATA VALOR R$ SOMA: Depósitos Contabilizados e não creditados em banco TOTAL

Leia mais

Série 34 E 35 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-14

Série 34 E 35 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-14 31-jan-14 a - Juros 6.691.919,50 a - Juros 1.672.979,81 b - Amortização 3.757.333,97 b - Amortização 939.333,65 a - Saldo atual dos CRI Seniors (984.936.461,48) b - Saldo atual dos CRI Junior (246.234.105,79)

Leia mais

CAPACITAÇÃO EM CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO CEARÁ

CAPACITAÇÃO EM CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO CEARÁ Pacote I Área Nº Disciplinas Horas / Aula 03 Procedimentos Contábeis Orçamentários I PCO I Procedimentos Contábeis Orçamentários II PCO II 05 Procedimentos Contábeis Patrimoniais I PCP I Fundamentos 06

Leia mais

Não Possui Prestadora de Serviços de Informática Nome: Polis Informatica Ltda CNPJ: Telefone: (51)

Não Possui Prestadora de Serviços de Informática Nome: Polis Informatica Ltda CNPJ: Telefone: (51) Neste RVE estão incluídos: Sim Não Modelos da LRF do Legislativo 1. Informações da Entidade 1.1 Dados Cadastrais da Administração Atual CNPJ: 88369426000168 Período: 01/01/2016 a 31/08/2016-4º Bimestre

Leia mais

RELATÓRIO E PARECER DO CONTROLE INTERNO REFERENTE À PRESTAÇÃO DE CONTAS DO PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL DE ARATIBA EXERCÍCIO 2016

RELATÓRIO E PARECER DO CONTROLE INTERNO REFERENTE À PRESTAÇÃO DE CONTAS DO PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL DE ARATIBA EXERCÍCIO 2016 RELATÓRIO E PARECER DO CONTROLE INTERNO REFERENTE À PRESTAÇÃO DE CONTAS DO PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL DE ARATIBA EXERCÍCIO 2016 Na qualidade de responsável pelo órgão de Controle Interno do Município

Leia mais

CONSÓRCIOS PÚBLICOS REGULAMENTAÇÃO CONTÁBIL. Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação CCONF

CONSÓRCIOS PÚBLICOS REGULAMENTAÇÃO CONTÁBIL. Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação CCONF CONSÓRCIOS PÚBLICOS REGULAMENTAÇÃO CONTÁBIL Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação CCONF 1 Consórcios Públicos Legislação Aplicável Lei 11.107/05 Regras de direito financeiro

Leia mais

Dados Estatísticos Portabilidades. Setembro/2013

Dados Estatísticos Portabilidades. Setembro/2013 Dados Estatísticos Portabilidades Setembro/2013 Índice Termos Técnicos Utilizados... 3 Dados Quantitativos Evolução Mensal do Número de Portabilidades Cadastradas... 13 Apresentação de Resultados Tabela

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Salientamos que as diretrizes para elaboração das peças contábeis são determinadas pela Lei nº de 17 de Março de 1964.

APRESENTAÇÃO. Salientamos que as diretrizes para elaboração das peças contábeis são determinadas pela Lei nº de 17 de Março de 1964. APRESENTAÇÃO O relatório contábil é uma peça integrante da prestação de contas da Funece, elaborado pelos profissionais da área contábil do Departamento de Contabilidade e Finanças desta Instituição. O

Leia mais

Março/2011. Sumário PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM...1

Março/2011. Sumário PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM...1 Março/2011 Sumário PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM...1 2 RELATÓRIO CONCLUSIVO DE CONTROLE INTERNO - BALANÇO ANUAL 2010 Com fulcro no artigo 70 da Constituição Federal; artigo 75 da Lei

Leia mais

Maria da Conceição B.de Rezende Ladeira

Maria da Conceição B.de Rezende Ladeira Maria da Conceição B.de Rezende Ladeira Junho/2016 ADMINISTRAÇAO PÚBLICA Transparência; Governança; Indicadores de Resultados alinhados a estratégias dos governos; Qualidade do gasto público;... Novo cenário

Leia mais

ESTADO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE GENTIO DO OURO

ESTADO DA BAHIA PREFEITURA MUNICIPAL DE GENTIO DO OURO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO - SCI SCI - DECRETO n 02, de 27 de fevereiro de 2009. Institui normas e procedimentos de Controle Interno, no âmbito da Administração Direta e Indireta. O Prefeito Municipal

Leia mais

Abertura dos Cursos para CLDF: finanças pública, contador e administrador. Prof. Dr. Giovanni Pacelli

Abertura dos Cursos para CLDF: finanças pública, contador e administrador. Prof. Dr. Giovanni Pacelli Abertura dos Cursos para CLDF: finanças pública, contador e administrador Prof. Dr. Giovanni Pacelli Doutor (2016) e Mestre em Contabilidade - 2011 (UnB). Especialista em Operações Militares - 2008 (ESAO).

Leia mais

Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 003/2012

Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 003/2012 Conselho Federal de Contabilidade Vice-presidência de Controle Interno INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 003/2012 Brasília-DF Janeiro/2012 INSTRUÇÃO DE TRABALHO INT/VPCI Nº 003/2012 Processo CFC n.º 2012/000008

Leia mais

Sumário. Prefácio à Décima Quinta Edição, xv. Prefácio à Décima Quarta Edição, xvi. Prefácio à Décima Terceira Edição, xvii

Sumário. Prefácio à Décima Quinta Edição, xv. Prefácio à Décima Quarta Edição, xvi. Prefácio à Décima Terceira Edição, xvii Sumário Prefácio à Décima Quinta Edição, xv Prefácio à Décima Quarta Edição, xvi Prefácio à Décima Terceira Edição, xvii Prefácio à Décima Segunda Edição, xviii Prefácio à Décima Primeira Edição, xix Prefácio

Leia mais

03. Para Ativo (A), Passivo (P) e Patrimônio Líquido (PL), observe as sequências lógicas:

03. Para Ativo (A), Passivo (P) e Patrimônio Líquido (PL), observe as sequências lógicas: TÉCNICO EM CONTABILIDADE 1 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS QUESTÕES DE 01 A 20 01. A Contabilidade é uma ciência: a) exata, pois tem como pressuposto a precisão e veracidade apresentada em seus relatórios financeiros

Leia mais

Noções de Direito Aula assistida? Questões Feitas? Revisão

Noções de Direito Aula assistida? Questões Feitas? Revisão Noções de Direito Aula assistida? Questões Feitas? Revisão 1. Direito Constitucional 1.1. A Constituição Federal de 1988 1.1.1. Dos Princípios Fundamentais 1.1.2. Dos Direitos e Garantias Fundamentais

Leia mais

Comparativo das aulas dos demais cursos com os itens o edital do TRF 5ª Região ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: ADMINISTRATIVA

Comparativo das aulas dos demais cursos com os itens o edital do TRF 5ª Região ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: ADMINISTRATIVA Comparativo das aulas dos demais cursos com os itens o edital do TRF 5ª Região ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: ADMINISTRATIVA Administração Financeira e Orçamentária: Administração Pública: Princípios Constitucionais

Leia mais

RECEITA ORÇAMENTÁRIA

RECEITA ORÇAMENTÁRIA RECEITA ORÇAMENTÁRIA Receita Orçamentária Efetiva é aquela que, no momento do reconhecimento do crédito, aumenta a situação líquida patrimonial da entidade. Constitui fato contábil modificativo aumentativo.

Leia mais

Comparativo das aulas dos demais cursos com os itens o edital do TCE-PE

Comparativo das aulas dos demais cursos com os itens o edital do TCE-PE Comparativo das aulas dos demais cursos com os itens o edital do TCE-PE NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA E ORÇAMENTO PÚBLICO: 1 Orçamento público. 1.1 Conceito 1.2 Técnicas orçamentárias.

Leia mais

GAZETA DO OESTE ATOS OFICIAIS Repasse Recebido da Câmara Municipal ,60 TRANSFERÊNCIAS FINANCEIRAS CONCEDIDAS

GAZETA DO OESTE ATOS OFICIAIS Repasse Recebido da Câmara Municipal ,60 TRANSFERÊNCIAS FINANCEIRAS CONCEDIDAS Ano X Nº 2786 Rua Folk Rocha, Nº103 - Sala 01 - Sandra Regina (Centro) - Barreiras/Ba Tel.: 77 3612.7476 18 de maio de 2016 Em cumprimento ao princípio constitucional e a Lei Nº 101/2000, estão publicados

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE VIRTUAL DO ESTADO DE SÃO PAULO - UNIVESP CNPJ: /

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE VIRTUAL DO ESTADO DE SÃO PAULO - UNIVESP CNPJ: / Balanço Orçamentário Em 31 de dezembro de 2013 Fonte de Previsão Receitas Receitas Orçamentárias recursos Previsão inicial atualizada realizadas Saldo Receitas Correntes 20 20-20 Receita Patrimonial 4

Leia mais

Consultoria e Assessoria Pública Ltda

Consultoria e Assessoria Pública Ltda Consultoria e Assessoria Pública Ltda Ofício n.º xxxxxxxx Araçatuba, xx de março de 2012. A Sua Excelência o Senhor Nome do destinatário Cargo do destinatário Assunto: Cronograma de das NBCASP (Portaria

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NEPOMUCENO

PREFEITURA MUNICIPAL DE NEPOMUCENO Nepomuceno, 30 de setembro de 2014. MENSAGEM Nº 036/2014. Exmo. Sr. Francisco Ricardo Gattini DD. Presidente da Câmara Municipal de NEPOMUCENO MG Senhor Presidente, Com os nossos cordiais cumprimentos,

Leia mais

ACOMPANHAMENTO ORÇAMENTÁRIO JUNHO ACUMULADO 2013

ACOMPANHAMENTO ORÇAMENTÁRIO JUNHO ACUMULADO 2013 ACOMPANHAMENTO ORÇAMENTÁRIO JUNHO ACUMULADO 2013 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO (em milhares de reais) (*) Variação favorável (desfavorável) Junho acumulado 2013 2012 2013 - Realizado x Orçado (*) Total Real.

Leia mais

Orçamento e Finanças 2016

Orçamento e Finanças 2016 Orçamento e Finanças 2016 Orçamento O orçamento total do Grupo Hospitalar Conceição é dividido em duas unidades orçamentárias. Na primeira estão os créditos consignados no Orçamento Geral da União - OGU,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MUQUÉM DO SÃO FRANCISCO. Estado da Bahia

PREFEITURA MUNICIPAL DE MUQUÉM DO SÃO FRANCISCO. Estado da Bahia Terça-feira, 05 de Dezembro de 2017 Edição N 847 Caderno III Decreto nº 046 de 05 de Dezembro de 2017 Dispõe sobre normas relativas ao Encerramento do Exercício Financeiro do ano de 2017, e da outras providencias.

Leia mais

PORTARIA Nº 007/2012

PORTARIA Nº 007/2012 PORTARIA Nº 007/2012 Determina ao Poder Legislativo Municipal de Alto Garças a adoção obrigatória do Plano de Contas, das Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público e dos Procedimentos Contábeis

Leia mais

CONTABILIDADE PÚBLICA - GST0088 Título Normas Brasileiras de Contabilidade Pública e respectivas aplicações.

CONTABILIDADE PÚBLICA - GST0088 Título Normas Brasileiras de Contabilidade Pública e respectivas aplicações. CONTABILIDADE PÚBLICA - GST0088 Título Normas Brasileiras de Contabilidade Pública e respectivas aplicações. Objetivo As atividades propostas têm como objetivos principais o estímulo à auto-aprendizagem

Leia mais

CORE/RO Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado de Rondonia CNPJ: /

CORE/RO Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado de Rondonia CNPJ: / Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado de Rondonia CNPJ: 84.646.397/0001-83 Balanço Patrimonial ATIVO PASSIVO Especificação ATIVO CIRCULANTE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CRÉDITOS A

Leia mais

PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA A CONFERÊNCIA DO BALANCETE CONTÁBIL

PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA A CONFERÊNCIA DO BALANCETE CONTÁBIL PROCEDIMENTOS BÁSICOS PARA A CONFERÊNCIA DO BALANCETE CONTÁBIL A cada fechamento mensal, para a conferência dos saldos contábeis das contas (principalmente as da execução orçamentária e financeira), podem

Leia mais

FUNÇÃO E FUNCIONAMENTO DAS CONTAS 1 - SISTEMA ORÇAMENTÁRIO

FUNÇÃO E FUNCIONAMENTO DAS CONTAS 1 - SISTEMA ORÇAMENTÁRIO FUNÇÃO E FUNCIONAMENTO DAS CONTAS 1 - SISTEMA ORÇAMENTÁRIO 1.1 - Subsistema da Receita 1.1.1 - RECEITA ORÇADA Demonstra a receita estimada pela Lei de Meios. É creditada pela inscrição da receita prevista

Leia mais

LIVRO: MANUAL DE CONTABILIDADE PÚBLICA UM ENFOQUE NA CONTABILIDADE MUNICIPAL. VALMOR SLOMS KI, 2ª ED. 2009, ED. ATLAS, SP.

LIVRO: MANUAL DE CONTABILIDADE PÚBLICA UM ENFOQUE NA CONTABILIDADE MUNICIPAL. VALMOR SLOMS KI, 2ª ED. 2009, ED. ATLAS, SP. Com base no Balanço Patrimonial encerrado em 31 de dezembro de 2010 e na Lei de Orçamento Anual (LOA) para o exercício financeiro de 2011, efetue os registros contábeis e apure os Balanços Orçamentário,

Leia mais

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público. Prof. Giovanni Pacelli 1 de 5

Plano de Contas Aplicado ao Setor Público. Prof. Giovanni Pacelli 1 de 5 1. Ativo 2. Passivo 1.1. Ativo Circulante 2.1. Passivo Circulante Bancos/Caixa (F) Créditos a receber (P) Dívida Ativa Estoques (P) almoxarifado Adiantamentos concedidos a pessoal e terceiros (P) Suprimento

Leia mais

Tabela 1 - Balanço Orçamentário

Tabela 1 - Balanço Orçamentário Tabela 1 Balanço Orçamentário PREFEITURA MUNICIPAL DE VITORIA DA CONQUISTA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO SETEMBRO/OUTUBRODE 2012 RREO Anexo I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e 1º) R$ 1,00

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PORTARIA Nº 6, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2017

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PORTARIA Nº 6, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2017 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO PORTARIA Nº 6, DE 23 DE NOVEMBRO DE 2017 Estabelece as normas e procedimentos para o encerramento do exercício financeiro

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO. João Paulo Silvério

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO. João Paulo Silvério SISTEMA DE CONTROLE INTERNO João Paulo Silvério CONTROLE Elementos do processo administrativo. DIREÇÃO 1. Estabelecimento de padrões de desempenho. ORGANIZAÇÃO CONTROLE 2. Avaliação do desempenho. 3. Comparação

Leia mais

Procedimentos Contábeis Patrimoniais e Específicos Adotados e Cronograma de Ações a adotar até 2014, conforme Portaria STN nº 828 de 14/12/2011

Procedimentos Contábeis Patrimoniais e Específicos Adotados e Cronograma de Ações a adotar até 2014, conforme Portaria STN nº 828 de 14/12/2011 1 Reconhecimento, mensuração e evidenciação dos direitos, das 2012 2013 2014 obrigações e provisões por competência. Elaboração de procedimentos para Metodologia de reconhecimento e mensuração dos direitos

Leia mais

Na Administração Pública, o controle interno está previsto expressamente no artigo 74 da Constituição Federal; vejamos:

Na Administração Pública, o controle interno está previsto expressamente no artigo 74 da Constituição Federal; vejamos: Na Administração Pública, o controle interno está previsto expressamente no artigo 74 da Constituição Federal; vejamos: Art. 74. Os Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário manterão, de forma integrada,

Leia mais

Cargo: Técnico Judiciário Área Administrativa

Cargo: Técnico Judiciário Área Administrativa Comparativo das aulas dos cursos regulares e dos cursos para tribunais (Superiores, TRFs, TREs, TRTs e TJs) com os itens o edital do TST Cargo: Técnico Judiciário Área Administrativa Noções de Orçamento

Leia mais

VANDERLEI ANTONIO SIMIONATTO, Prefeito do

VANDERLEI ANTONIO SIMIONATTO, Prefeito do DECRETO Nº. 1.424, EM 26 DE DEZEMBRO DE 2016. Dispõe sobre os procedimentos a serem observados pelos órgãos e entidades da Administração Pública Municipal com vistas ao encerramento do exercício financeiro

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CNPJ / DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DOS EXERCÍCIOS DE 2014 E 2013

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CNPJ / DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DOS EXERCÍCIOS DE 2014 E 2013 DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DOS EXERCÍCIOS DE 2014 E 2013 , DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DOS EXERCÍCIOS DE 2014 E 2013 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 (VALORES

Leia mais

Estado do Ceará PREFEITURA MUNICIPAL DE CORE/NU EDITAL DE PUBLICAÇÃO N

Estado do Ceará PREFEITURA MUNICIPAL DE CORE/NU EDITAL DE PUBLICAÇÃO N Estado do Ceará PREFEITURA MUNICIPAL DE CORE/NU EDITAL DE PUBLICAÇÃO N 2015.07.28-1 O Prefeita Municipal do Município de Coreall - Estado do Ceará, Gdadão ERIKA FROTA MONTE COELHO CRISTINO, em pleno exercício

Leia mais

Demonstrações Contábeis Obrigatórias

Demonstrações Contábeis Obrigatórias ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS NO BRASIL Demonstrações Contábeis Obrigatórias Balanço Patrimonial (BP) Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

Leia mais

Tópico 5: RREO e RGF.

Tópico 5: RREO e RGF. Tópico 5: RREO e RGF. 1. (Cespe/2007/TCM-GO/Procurador) Determinado município brasileiro, ao final do primeiro quadrimestre do exercício, providenciou a elaboração de seu relatório de gestão fiscal. Todavia,

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 (Em Reais)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 (Em Reais) NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 (Em Reais) 1. CONTEXTO OPERACIONAL O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, Autarquia Federal nos termos da Lei n 4.324/64

Leia mais

Encerramento de Mandato 2016 ORIENTAÇÕES DO TCE/RS

Encerramento de Mandato 2016 ORIENTAÇÕES DO TCE/RS ORIENTAÇÕES DO TCE/RS Edição do Manual Orientações para Encerramento de Mandato. DISPONÍVEL NO SITE DO TCE/RS: https://portal.tce.rs.gov.br/encerra mento_mandato_/index.html Os Grandes Eixos de Vedações

Leia mais

Portaria UCI nº 01, de 04 de Janeiro de 2017

Portaria UCI nº 01, de 04 de Janeiro de 2017 Portaria UCI nº 01, de 04 de Janeiro de 2017 ESTABELECE O PROGRAMA ANUAL DE AUDITORIA INTERNA PAAI/2017 DA PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO CASCALHEIRA-MT, DEFININDO OS PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS E CRONOLÓGICOS

Leia mais

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ DEMONSTRATIVO DE ATENDIMENTO AO MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO NBCASP ATENDIMENTO A PORTARIA 828/11

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ DEMONSTRATIVO DE ATENDIMENTO AO MANUAL DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO NBCASP ATENDIMENTO A PORTARIA 828/11 ITEM DESCRIÇÃO PRODUTO Área Responsável Início (mês/ano) Término (mês/ano) I 1.1 1.2 RECONHECIMENTO, MENSURAÇÃO E EVIDENCIAÇÃO DOS CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS OU NÃO, POR COMPETÊNCIA, E A DIVIDA ATIVA, INCLUINDO

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DE SÃO PAULO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ELABORADAS EM 31 DE DEZEMBRO (em milhares de reais)

CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DE SÃO PAULO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ELABORADAS EM 31 DE DEZEMBRO (em milhares de reais) CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DE SÃO PAULO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ELABORADAS EM 31 DE DEZEMBRO (em milhares de reais) BALANÇO PATRIMONIAL BALANÇO FINANCEIRO R E C E I T A 2004 2003 ORÇAMENTÁRIA

Leia mais

MUNICIPIO DE JUINA RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL

MUNICIPIO DE JUINA RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DISPONIBILIDADE DE CAIXA JANEIRO A ABRIL DE 2015 LRF, art. 55, Inciso III, alínea "a" - Anexo V R$ 1,00 ATIVO VALOR PASSIVO VALOR DISPONIBILIDADE FINANCEIRA

Leia mais

Contabilidade Pública ACI DF/2013. Tópico 5. Prof. M. Sc. Giovanni Pacelli

Contabilidade Pública ACI DF/2013. Tópico 5. Prof. M. Sc. Giovanni Pacelli Contabilidade Pública ACI DF/2013 Tópico 5 Email:giovanni_pacelli@hotmail.com 1 Projeto do curso Tópico Itens do edital Aulas 1 Contabilidade Pública: conceito, objeto e campo de aplicação (NBCT 16.1).

Leia mais

DMPL Demonstração da Mutação do Patrimônio Líquido

DMPL Demonstração da Mutação do Patrimônio Líquido CONTABILIDADE II DATA PARA ENTREGA: 06/11/2017 PROTOCOLO DE ENTREGA: Data: Data: Ass. Do Aluno: Ass. Do Professor: DMPL Demonstração da Mutação do Patrimônio Líquido Exemplo: A Empresa Agrícola do Brasil

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CNPJ /

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CNPJ / UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CNPJ 63.025.530/0001-04 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (VALORES EXPRESSOS EM REAIS, EXCETO QUANDO INDICADO DE OUTRA FORMA) Em atendimento

Leia mais

PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS EM FINAL DE MANDATO. Lucy Fátima de Assis Freitas 2016

PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS EM FINAL DE MANDATO. Lucy Fátima de Assis Freitas 2016 PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS EM FINAL DE MANDATO Lucy Fátima de Assis Freitas 2016 ENCERRAMENTO DO MANDATO EXERCÍCIO DE 2016 RESTRIÇÕES DA LRF LC 101/2000 CRISE FINANCEIRA RESTRIÇÕES ELEITORAIS Lei 9504/97

Leia mais

Balancete Analítico GOVERNO DE ESTADO DO AMAZONAS. Administração Financeira Integrada

Balancete Analítico GOVERNO DE ESTADO DO AMAZONAS. Administração Financeira Integrada 100000000 - Ativo 157.123.471,49 757.532.824,27 212.013.058,18 702.643.237,58 D 110000000 - Ativo Circulante 37.605.161,54 60.284.824,22 49.434.231,84 48.455.753,92 D 111000000 - Disponivel 37.237.502,93

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CNPJ / DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DOS EXERCÍCIOS DE 2015 e 2014

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CNPJ / DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DOS EXERCÍCIOS DE 2015 e 2014 DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DOS EXERCÍCIOS DE 2015 e 2014 , DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DOS EXERCÍCIOS DE 2014 E 2013 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (VALORES

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM Nº 03/2016 DETERMINA,

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM Nº 03/2016 DETERMINA, PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA CONTROLADORIA-GERAL DO MUNICÍPIO INSTRUÇÃO NORMATIVA CGM Nº 03/2016 Estabelece Normas para Prestação de Contas, Controle Interno e Encerramento

Leia mais

Exercício I Calcule a depreciação anual em cada situação abaixo.

Exercício I Calcule a depreciação anual em cada situação abaixo. Exercício I Calcule a depreciação anual em cada situação abaixo. a. Máquina adquirida por $18.000, com vida útil estimada de 15 anos e valor residual $3.000. b. Veículo adquirido por $30.000, com vida

Leia mais

A CONTA GERAL DO ESTADO

A CONTA GERAL DO ESTADO Seminario sobre Responsabilização Financeira e Prestação de Contas Ministerio de Finanças e Cooperação Internacional(MFCI) S.Tomé, 28 à 30 de Maio 2012 A CONTA GERAL DO ESTADO Prestação de Contas Aprovação

Leia mais

ANO XXVII ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 23/2016

ANO XXVII ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 23/2016 ANO XXVII - 2016-1ª SEMANA DE JUNHO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 23/2016 ASSUNTOS CONTÁBEIS BALANÇO PATRIMONIAL - CONSIDERAÇÕES GERAIS... Pág. 350 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA TAXAS DE CÂMBIO PARA

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA CONTRATO 07/2013 EXERCÍCIO 2013 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 nov/13 dez/13 Número da Nota Fiscal emitida - - - - - - 92 99 110 121/133-157 - - Depósitos realizados

Leia mais

TJ-BA Analista Área Administrativa

TJ-BA Analista Área Administrativa TJ-BA Analista Área Administrativa Pessoal, vou comentar as questões da prova da área administrativa. Conhecimentos Específicos 41 Em um determinado ente da Federação, foi implantado um sistema de controle

Leia mais

ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE CONTAS

ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE CONTAS RESOLUÇÃO T.C. Nº 2, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2013.(REVOGADA PELA RESOLUÇÃO TC Nº 2, DE 15 DE JANEIRO DE 2014). Estabelece normas relativas à composição das contas anuais dos Prefeitos Municipais e dá outras

Leia mais

CORE/SC Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado de Santa Catarina CNPJ: /

CORE/SC Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado de Santa Catarina CNPJ: / Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado de Santa Catarina CNPJ: 83.896.068/0001-28 Balanço Patrimonial ATIVO PASSIVO Especificação ATIVO CIRCULANTE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CRÉDITOS

Leia mais

DECRETO RIO Nº DE 30 DE JUNHO DE 2017 (PUBLICADO NO DO DE 03/07/2017) O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais,

DECRETO RIO Nº DE 30 DE JUNHO DE 2017 (PUBLICADO NO DO DE 03/07/2017) O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais, DECRETO RIO Nº 43378 DE 30 DE JUNHO DE 2017 (PUBLICADO NO DO DE 03/07/2017) Dispõe sobre a estrutura organizacional da Empresa Pública de Saúde do Rio de Janeiro S.A. - RIOSAÚDE. O PREFEITO DA CIDADE DO

Leia mais