RESUMO SECO NEWS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RESUMO SECO NEWS 2015-1"

Transcrição

1 RESUMO SECO NEWS A PRODUTIVIDADE QUE VOCÊ PRECISA & O CONHECIMENTO QUE VOCÊ SEMPRE BUSCOU

2 Em 2007, a Seco apresentou ao mundo a tecnologia Duratomic. Essa abordagem revolucionária utilizada na criação de coberturas para pastilhas reúne avanços pioneiros da Seco em nanociência e técnicas de engenharia para manipular materiais de revestimento em nível atômico. Esse ano, demos mais um passo adiante. Prepare-se para redefinir a sua produtividade com uma nova era de coberturas para pastilhas. 2

3 COMPROMISSO COM SEU SUCESSO Há mais de 80 anos a Seco fornece ferramentas de corte, processos e serviços que fabricantes de todos os segmentos da usinagem dos metais utilizam para maximizar a produtividade e a rentabilidade. Na verdade, cada nova solução apresentada traz consigo uma necessidade da indústria. Nossos investimentos significativos em P&D e parcerias globais nos permitem acompanhar as tendências e identificar desafios para que possamos oferecer continuamente produtos avançados para os atuais materiais e processos de usinagem. Você verá que este último Resumo Seco News é uma representação perfeita da nossa abordagem direcionada ao cliente, à medida que apresentamos vários produtos novos e extremamente versáteis que proporcionam incomparável desempenho nas modernas operações de fresamento, torneamento e roscamento. De modo geral, temos uma das maiores variedades de ferramentas de corte do setor, com mais de soluções standard e especiais. Portanto, independentemente de qual seja a operação ou o segmento, nosso compromisso é com o seu sucesso hoje, amanhã e no futuro. FRESAMENTO Highfeed 2 e Square T4-08 Helical... 6 Minimaster Plus... 8 Fresas de topo p/ compósitos Jabro JPD e JC Double Octomill c/ cassetes Turbo 10 PCD Classe MS ROSCAMENTO Porta-ferramenta Chaser para Roscamento TM TORNEAMENTO X4 Ranhuras com PCBN CBN Ampliação da linha X SMG V

4 FRESAMENTO SEUS BENEFÍCIOS COM A SECO: Pastilhas indexáveis com fresas de pequeno diâmetro que proporcionam economia, sobretudo em aplicações de longo alcance Otimização do número de pastilhas por diâmetro de corte para altas velocidades e avanços Redução das vibrações Corte mais suave e estável para aumentar a produtividade Eficiente evacuação de cavacos Para mais informações, consulte Machining Navigator fresamento, pág FERRAMENTAS COM MAIS DENTES AUMENTAM O DESEMPENHO E A PRODUTIVIDADE HIGHFEED 2 E 4 As fresas Highfeed da Seco proporcionam uma velocidade de usinagem até três vezes maior que os métodos convencionais. A baixa profundidade de corte aliada à alta taxa de avanço por dente proporciona maiores taxas de remoção e níveis de produtividade extremamente altos. A Seco acrescenta agora duas novas famílias à linha Highfeed, incluindo a Highfeed 2, que é a menor fresa para altas taxas de avanço do mundo, com pastilhas indexáveis. A Highfeed 2 e a Highfeed 4 incorporam novos modelos com passo fino e normal, juntamente com novas pastilhas LP05 e LO06 que possibilitam mais dentes por diâmetro da fresa, em comparação com a linha Highfeed existente. Com mais dentes, elas se destacam pela alta velocidade de corte em materiais endurecidos e de difícil usinagem sobretudo ao utilizar máquinas menores com eixos-árvore de alta rotação/baixo torque. Os resultados de desempenho das novas fresas, em termos de velocidade e eficiência, são muito superiores àqueles em que se utilizam máquinas maiores, com mais potência, e cortes mais lentos e mais severos. 4

5 NOVIDADE! PASTILHAS HIGHFEED 2 LP05 As pastilhas apresentam duas arestas de corte usando a tecnologia indexável com fresas em diâmetros até 12 mm (0,5"). A Seco projetou as pastilhas Highfeed 2 especificamente para lidar com materiais dúcteis, como aços inoxidáveis, titânio e superligas. Vale ressaltar que as pastilhas LP positivas são a primeira escolha para aplicações que requerem um maior ângulo de rampa ou melhor desempenho em plunging. NOVIDADE! PASTILHAS HIGHFEED 4 LO06 Essas pastilhas bifaciais oferecem quatro arestas de corte que reduzem o custo da usinagem. Com alto desempenho em diâmetros maiores, as fresas são extremamente eficientes na usinagem da maioria dos materiais. HIGHFEED 2 REVISÃO DO PRODUTO: Tecnologia de pastilhas indexáveis aplicada a fresas de pequenos diâmetros com pastilhas LP05 Dentes de corte adicionais por diâmetro de fresa A Highfeed 2 é a menor fresa com alta taxa de avanço do mundo, com pastilhas indexáveis Designs especiais de passo fino com bolsão negativo e seção transversal da pastilha reforçado com pastilhas LO06 Várias classes e geometrias Pastilhas com arestas dedicadas a materiais endurecidos até 62 HRc Corpos de fresa com canais otimizados REVISÃO DA GAMA: HIGHFEED 2: Pastilhas monofaciais LP05 para corpos de fresa de 12 mm (0,5") a 20 mm (0,75") de diâmetro Pastilhas com geometrias ME, M e MD Inclui cabeças Combimaster e hastes cilíndricas HIGHFEED 4 HIGHFEED 4: Pastilhas bifaciais LO06 para corpos de fresas de 20 mm (0,75") a 63 mm (2,5") de diâmetro Pastilhas com geometrias ME, M, MD e D Inclui Combimaster, hastes cilíndricas e fixação Arbor DADOS DO CORTE DO ESTUDO DE CASO DA HIGHFEED 2 LP05: Material: INCONEL 625 (UNS N06022) SMG S3 Ferramenta: R RE-LP05.2A Balanço: 155 mm Pastilhas: LPKT05T210TR Geometria: M05 Classe: F40M v c : 35 m/min (114,8 sfm) n: 928 rpm f z : 0,4 mm (0,016") f t : 0,8 mm (0,031") v f = 743 mm/min (29,25"/min) a p = 0,15 mm (0,006") a e = 6 mm (0,236") Tempo de corte: 75 min Refrigeração: interna 5

6 FRESAMENTO SEUS BENEFÍCIOS COM A SECO: Operação econômica Peças de melhor qualidade Maior vida da ferramenta em comparação com produtos concorrentes similares Usinagem estável e confiável Versatilidade Para mais informações, consulte Machining Navigator fresamento, pág NOVO SISTEMA DE MONTAGEM DE PASTILHAS AUMENTA A RESISTÊNCIA E A ESTABILIDADE DA FRESA SQUARE T4-08 HELICOIDAL Essas fresas helicoidais apresentam um novo e revolucionário tipo de montagem de pastilhas especialmente concebidas com capacidade para quatro arestas de corte. Em conseqüência disso, a nova T4-08 helicoidal aumenta a vida da ferramenta e proporciona resistência, estabilidade e rigidez axial ao suporte das pastilhas para desbaste e semiacabamento de materiais de difícil usinagem. A Seco projetou os alojamentos da fresa para que a montagem das pastilhas se dê tangencialmente. Assim, os alojamentos requerem menos espaço, de modo que haja mais material no núcleo dos corpos de fresa. Essa massa extra aumenta a capacidade de amortecimento de vibrações e, por sua vez, permite que as fresas funcionem de forma mais agressiva e melhorem o acabamento superficial. Além do excepcional suporte das pastilhas, a montagem tangencial neutraliza de forma eficaz as forças de corte para que se obtenha uma usinagem segura e confiável, o que ajuda a aumentar a vida da ferramenta. Essas características fazem da T4-08 helicoidal o complemento perfeito para a linha Turbo helicoidal da Seco e a primeira escolha para aplicações de fresamento de contornos.

7 As pastilhas T4-08 helicoidais oferecem quatro arestas de corte que a tornam mais econômica e fazem da fresa a primeira escolha para contornos com comprimento de corte efetivo total. As pastilhas proporcionam versatilidade em dois modelos básicos de geometria, juntamente com uma variedade de raios disponíveis e classes de fresamento. Nos dois modelos de geometria, as patilhas alisadoras garantem a boa qualidade do acabamento superficial, enquanto os ângulos de saída positivos proporcionam cortes suaves e ajudam a aumentar ainda mais a vida da ferramenta. Entre as aplicações ideais da T4-08 helicoidal estão as operações de interpolação circular, esquadrejamento e fresamento trocoidal em aços, aços inoxidáveis e ferros fundidos, assim como materiais dúcteis e altamente abrasivos, como as superligas. A Seco também oferece a nova fresa em duas variações de passo normal e fino. O passo normal se aplica em operações de abertura de rasgos e contornos, enquanto o passo fino foi otimizado apenas para contornos. REVISÃO DO PRODUTO: Nova e revolucionária montagem de pastilhas em estilo tangencial Pastilhas com quatro arestas de corte Corpos de fresa com mais material no núcleo Otimização do design de sulcos Minimização dos erros nas paredes Capacidade de refrigeração interna REVISÃO DA GAMA: Passos normal e fino Diâmetros de 25 mm (1") a 54 mm (2") Profundidades de corte de 22 mm (1,4") a 64 mm (2,52") Hastes disponíveis Seco-Weldon, Seco Combimaster, Seco- Capto e estilo Arbor Pastilhas com geometrias M08 e MD08 Pastilhas com raios de ponta de 0,4 mm (0,016"), 0,8 mm (0,031"), 1,2 mm (0,047") e 1,6 mm (0,063") Pastilhas nas classes F40M, MP3000, MK2050 e (nova) MS2050 DADOS DE CORTE DE UM ESTUDO DE CASO: Material: Aço SMG S6 Ferramenta: R A z c : 5 v c : 150 m/min (492 sfm) n: 955 rpm f z : 0,16 0,42 mm (0,006" 0,016") v f : mm/min (30,91" 78,74"/min) a p : 47 mm (1,85") a e : 2,1 13,5 mm (0,08" 0,53") Taxa de remoção: cm 3 /min (7,79 19,7 pol 3 /min) Tempo de corte: 140 min Refrigeração: interna 7

8 FRESAMENTO SEUS BENEFÍCIOS COM A SECO: Capacidade para resistir maiores esforços Estabilidade em aplicações difíceis Alta taxa de remoção Redução da vibração durante o corte Modularidade econômica Para mais informações, consulte Machining Navigator fresamento, pág COMPRIMENTOS MENORES AUMENTAM A ESTABILIDADE E SÃO MINIMASTER PLUS A Seco continua a aprimorar sua família Minimaster Plus, líder na indústria, com o desenvolvimento de novas versões, mais curtas a primeira ente muitas adições planejadas a serem feitas à linha de produtos. Como parte do popular sistema de ferramentas com cabeças de corte intercambiáveis, as novas cabeças de corte Minimaster Plus, com canais mais curtos, suportam forças de corte maiores e, por sua vez, aumentam a taxa de remoção em operações de desbaste e semiacabamento. As novas fresas incorporam todas as mesmas características de projeto e benefícios das cabeças de corte Minimaster Plus existentes, porém com canais mais curtos. Os comprimentos de canal existentes são de 1,2 x D, enquanto as novas adições são de 0,7 x D, o que aumenta significativamente a estabilidade. 8

9 Graças à maior estabilidade, os comprimentos menores são especialmente adequados à remoção mais agressiva em aplicações difíceis e na usinagem de 5 eixos, em que as extremidades da fresa são usadas com mais frequência do que o comprimento total. As condições de usinagem ideais para as novas fresas são aquelas em que o contato radial é muito maior que o axial, em comparação com as condições opostas em que seriam utilizados canais mais longos. As cabeças de corte mais curtas são oferecidas com os mesmos raios de ponta e geometrias, bem como as mesmas coberturas e classes, como as cabeças de corte Minimaster Plus existentes. Elas também funcionam com toda a gama de hastes existentes. Entre os segmentos da indústria que mais se beneficiarão com os novos comprimentos estão o aeroespacial, o de moldes e matrizes e o de usinagem geral contratada. REVISÃO DO PRODUTO: Canais mais curtos para maior estabilidade Ideal para condições de contato radial grande e contato axial pequeno Interface precisa e segura entre fresa/haste Classes e coberturas avançados Refrigeração interna REVISÃO DA GAMA: Canais mais curtos com 0,7 x D Modelo com 3 cortes Grande variedade de cabeças de corte para todos os tipos de material Versões para esquadrejamento e ballnose Linha completa de diâmetros standard 9

10 FRESAMENTO Jabro-Composite JC875 SEUS BENEFÍCIOS COM A SECO: Cortes rápidos e eficientes Maior vida operacional da ferramenta Cortes limpos e controlados com melhor qualidade de acabamento superficial Eliminação de fibras não cortadas Sem danos à peça Várias opções de fresa Para mais informações, consulte Machining Navigator Fresas Sólidas, pág JABRO JPD E JC A Seco otimizou a linha de fresas de topo para usinagem de compostos com dois novos grupos e quatro novas geometrias. As geometrias são dedicadas ao corte de compostos de carbono e fibra de vidro, juntamente com plásticos reforçados com fibra de carbono (CFRP) e outros materiais semelhantes. O primeiro grupo de fresas de topo JPD inclui fresas de topo sólidas de metal duro com placas de diamante policristalino (PCD) soldadas, enquanto o segundo grupo JC engloba uma variedade de fresas sólidas de metal duro avançadas. Todas as quatro geometrias têm projetos especiais avançados que conferem eficiência à usinagem. Em consequência disso, as peças em compósito permanecem intactas, com fibras limpas e perfeitamente cortadas. Entre os principais corpos de fresa com PCD soldado foram adicionados canais de refrigeração para total evacuação de cavacos e pó. 10

11 NOVIDADE! JPD880 Nessas fresas para esquadrejamento, a Seco monta as placas soldadas de PCD em diferentes direções angulares. Uma delas ocupa uma posição neutra (ângulo de 0 grau em relação à linha central); outra, uma posição de corte ascendente; e a outra, uma orientação de corte descendente. Esse posicionamento impede a delaminação dos materiais a base de fibra de carbono durante o fresamento lateral ou em rasgos. NOVIDADE! JPD850 Essas fresas de ponta esférica com placas soldadas de PCD oferecem a capacidade de fresamento central e inclui canais de refrigeração interna direcionados a cada placa. O ar comprimido passa pelos canais para evacuar o pó de fibra de carbono da zona de corte e evitar o desgaste prematuro da fresa. Jabro-PCD JPD880 NOVIDADE! JPD840 Como uma fresa de topo do tipo compressão, nessas ferramentas, as lâminas de PCD soldadas são posicionadas em duas direções helicoidais de convergência. Esse projeto faz com que as forças de corte sejam distribuídas igualmente, até aproximadamente zero, a partir de direções superiores e inferiores opostas e garante a estabilidade do material, principalmente na usinagem de chapas finas de compostos de fibra de carbono. NOVIDADE! JC875 Essa fresa router sólida de metal duro proporciona um melhor acabamento de superfície. A Seco aplicou um tratamento especial nas arestas que impede o desgaste e maximiza a vida. O acréscimo de uma cobertura de diamante aumenta ainda mais a resistência ao desgaste da ferramenta para que ela resista às propriedades altamente abrasivas dos materiais compostos. A Seco também adicionou à fresa de topo um projeto especial de divisão de cavacos para que se obtenha um corte mais limpo. Jabro-PCD JPD850 REVISÃO DA GAMA: JPD880 e 840 com diâmetros de 6 mm a 16 mm JPD850 com diâmetros de 4 mm a 16 mm Placa de PCD com dois comprimentos disponíveis normal e longo para JPD880 JC875 com diâmetros de 3 mm a 12 mm (e em dimensões imperiais de 0,250" a 0,500") Jabro-PCD JPD840 11

12 FRESAMENTO SEUS BENEFÍCIOS COM A SECO: Sistema de corte econômico e de alto desempenho Baixo custo por aresta e por peça Facilidade e precisão na montagem, posicionamento e ajuste da pastilha Batimento axial quase nulo Redução dos custos de manutenção e reparo Melhor acabamento superficial Maior vida operacional da ferramenta Para mais informações, consulte Machining Navigator fresamento, pág VALOR AGREGADO & BATIMENTO AXIAL QUASE NULO COM O NOVO MODELO DE FRESA COM CASSETES DOUBLE OCTOMILL COM CASSETES A Seco apresenta a nova fresa com cassetes Double Octomill à sua linha de fresas de faceamento que já há muito tem demonstrado grande sucesso. Com base na avançada tecnologia de posicionamento por pinos da Seco, os novos cassetes garantem rapidez, facilidade e precisão no posicionamento de pastilhas. Igualmente importantes, os alojamentos dos cassetes são ajustáveis de modo a praticamente eliminar qualquer batimento axial. A fresa com cassetes Double Octomill, que integra alojamentos com projeto patenteado pela Seco, tem cassetes ajustáveis no eixo Z (na direção axial). As pastilhas podem ser instaladas e arranjadas separadamente em cassetes e, em seguida, montadas no corpo da fresa. Cada cassete é então ajustado de modo que todos façam o corte no mesmo plano. Graças à precisão no posicionamento das pastilhas, com esta fresa, é possível aumentar a taxa de avanço, aperfeiçoar o acabamento da superfície e prolongar a vida da ferramenta. 12

13 Os cassetes se combinam com novos corpos de fresa de passo fino que aceitam as econômicas pastilhas Double Octomill Seco. Elas são bifaciais e oferecem um total de 16 arestas de corte que garantem economia e alto desempenho. Por serem modulares e removíveis, os cassetes podem ser rapidamente substituídos, a baixo custo, se danificados. Os usuários evitam o custo de substituição de todo o corpo da fresa. REVISÃO DO PRODUTO: Cassetes removíveis Pinos de aço rápido para posicionamento preciso das pastilhas Parafusos de fixação central resistentes Alojamentos ajustáveis no eixo Z REVISÃO DA GAMA: Diâmetros grandes de 125 mm a 315 mm (até 500 mm (20"), sob encomenda) Gama em polegadas disponível de 5 a 12,5 polegadas (padrão) Pastilhas com 16 arestas de corte 13

14 FRESAMENTO PASTILHAS DE FRESAMENTO EM PCD PARA MELHORES ACABAMENTOS TURBO 10 PCD As novas pastilhas de fresamento Seco, com pontas de PCD, projetadas principalmente para usinagem de acabamento em alumínio, trabalham sozinhas ou junto com pastilhas de metal duro no mesmo corpo de fresa. Quando usadas em conjunto com pastilhas de metal duro, as pastilhas Turbo 10 PCD agem como pastilhas alisadoras nos alojamentos fixos e melhoram a qualidade do acabamento das peças. Ao mesmo tempo, o fato de ter todas as pastilhas Turbo 10 PCD em um único corpo de fresa é garantia de otimização dos parâmetros de corte e de que as pastilhas sejam utilizadas em pleno potencial. SEUS BENEFÍCIOS COM A SECO: Acabamento superficial de alta qualidade Maior velocidade de corte Corte suave Estabilidade Pouca vibração Maior vida operacional para a ferramenta Versatilidade Para mais informações, consulte Machining Navigator fresamento, pág As duas pastilhas de PCD recém-introduzidas funcionam em todos os corpos de fresa Turbo 10 existentes. Ambas as classes foram concebidas especialmente para trabalhos em alumínio, mas também podem ser utilizadas em outras aplicações PCD, tais como polímeros e polímeros reforçados com fibras. Além disso, a PCD05 também pode ser utilizada na usinagem de titânio. Entre as principais aplicações das novas pastilhas de PCD estão a usinagem automotiva e aeroespacial. REVISÃO DO PRODUTO: Classes PCD para ligas de alumínio e titânio Pastilhas que trabalham sozinhas ou junto com pastilhas de metal duro Pastilhas com suporte de metal duro Raio de ponta de 0,4 mm (0,016") Melhor fixação das pastilhas REVISÃO DA GAMA: Classes PCD05 e PCD20 Tamanho de pastilha X010 Fase alisadora com 1,08 mm (0,043") de comprimento 14

15 FRESAMENTO NA USINAGEM DE TITÂNIO CLASSE DE FRESAMENTO MS2050 A Seco amplia ainda mais sua linha de pastilhas para fresamento MS2050 com novas variações otimizadas para usinagem de titânio. As novas pastilhas oferecem uma maior variedade de tamanhos, raios e geometrias, além de tecnologia especial de cobertura. O novo revestimento PVD prateado não só confere às pastilhas MS2050 maior capacidade de resistência ao calor, mas praticamente elimina a ocorrência de arestas postiças ao cortar materiais dúcteis como o titânio. Com a ausência de arestas postiças, as pastilhas duram cerca de 50% mais e operam com capacidade de corte muito mais alta em comparação com as pastilhas existentes. REVISÃO DO PRODUTO: Desenvolvidas para titânio e aços com alto teor de cromo Pastilhas de metal duro revestidas em PVD que impedem a ocorrência de aresta postiça Maior variedade de raios e tamanhos de pastilha REVISÃO DA GAMA: Raios de 0,4 mm (0,016") a 6,3 mm (0,25") Geometrias perfeitas para fresamento de esquadrejamento, faceamento, cópia e high feed Aplicável a fresas Turbo 10, T4-08 Helicoidal e Highfeed Tipo quadrado SEUS BENEFÍCIOS COM A SECO: Maior produtividade Economia Maior vida operacional para a ferramenta Estabilidade e confiabilidade nas operações Para mais informações, consulte Machining Navigator fresamento, pág and

16 ROSCAMENTO SEUS BENEFÍCIOS COM A SECO: Maior força de fixação Maior rigidez da ferramenta Menos passadas de roscamento Mais rapidez na montagem da ferramenta Maior vida operacional da ferramenta Refrigeração eficiente Para mais informações, consulte Machining Navigator Torneamento de Roscas, pág. 53. PRECISÃO NO POSICIONAMENTO DE PASTILHAS & ALTA RIGIDEZ SÃO OS DESTAQUES DO NOVO SUPORTE SUPORTE THREAD CHASER Com exclusivo projeto Seco, o novo suporte de pastilhas para roscamento inclui um sistema especial de posicionamento por pinos de metal duro aliado a um padrão patenteado para superfícies de alojamento e capacidade para refrigeração direta de alta pressão. Juntos, esses sistemas conferem ao suporte a precisão e a rigidez necessárias para materiais de difícil usinagem, como os materiais dúcteis ou com alto teor de cromo utilizados na indústria de petróleo e gás. Trabalhando em conjunto com grampos superiores e axiais, o sistema de posicionamento de pastilhas do suporte utiliza dois pinos orientados horizontalmente localizados a distâncias específicas na parte inferior do alojamento da pastilha. Os pontos exatos das pastilhas em que os pinos fazem contato são os mesmos pontos utilizados pela Seco para retificar o perfil nas pastilhas. 16

17 O sistema de dois pinos garante extrema precisão no posicionamento de cada pastilha, além de contribuir significativamente para o aumento da rigidez do suporte. Com mais rigidez e apoio, o suporte ajuda a reduzir a quantidade de passadas necessárias para gerar um perfil de rosca completo. A nova superfície do alojamento no porta-ferramentas inclui sulcos que aumentam o suporte das pastilhas de roscamento. Ao instalar a pastilha no alojamento, a força de fixação atua sobre o padrão do sulco que endurece por trabalho a frio até atingir uma dureza de 54 HRc. Tendo em mente materiais com alto teor de cromo e de difícil usinagem, a Seco também equipou o novo suporte de roscamento com refrigeração de alta pressão direcionado às principais áreas de corte da pastilha. A refrigeração entra no suporte pela extremidade traseira, passa por uma cavidade na pastilha e segue diretamente para o formador de cavacos até chegar aos canais existentes entre cada dente. Com capacidade máxima de 210 bar, o suporte da Seco oferece a maior pressão de refrigeração do setor para operações de roscamento. REVISÃO DO PRODUTO: Fixação superior e axial Dois pinos de posicionamento em metal duro Alojamento da pastilha com superfície sulcada e endurecida Geometrias de formadores de cavacos avançadas Refrigeração direta de alta pressão com capacidade de 210 bar REVISÃO DA GAMA: Versão P1 para pastilhas de 15,875 mm (0,625") de espessura Versão P5 para pastilhas de 25 mm (0,984") de espessura Dois tamanhos de formadores de cavacos M 3,97 mm (0,156") e I 3,18 mm (0,124") 17

18 ROSCAMENTO SEUS BENEFÍCIOS COM A SECO: Maior resistência ao desgaste Maior proteção contra arestas postiças Maior vida operacional da ferramenta Maior produtividade Melhor acabamento superficial Perfis de roscamento retificados com precisão Operação econômica Para mais informações, consulte Machining Navigator Torneamento de Roscas, pág PRIMEIRA CLASSE REVESTIDA COM DURATOMIC PARA PASTILHAS DE ROSCAMENTO TM4000 Acrescentada à linha de produtos para roscamento, a Seco apresenta as primeiras pastilhas de ponta única CVD Duratomic para torneamento de rosca. As novas pastilhas na classe TM4000, revestidas em CVD, projetadas principalmente para aplicações em aços, incluem um revestimento duplo especial oriundo da tecnologia Seco, já existente, testada e comprovada no setor, para cobertura de pastilhas de torneamento. Esse revestimento avançado proporciona maior resistência ao desgaste sob velocidades de corte mais altas e impede a ocorrência de arestas postiças em aplicações de roscamento de baixa velocidade. Em consequência disso, as pastilhas TM4000 otimizam a vida da ferramenta e aumentam em até 15% a velocidade de corte, em comparação com a linha de roscamento anterior Seco. 18

19 A velocidade limitada do eixo-árvore da máquina, aliada a materiais com tendências adesivas, pode causar problemas nas operações de roscamento principalmente arestas postiças. Duas camadas de revestimento fundamentais conferem à nova TM4000 proteção contra arestas postiças nessas situações. A primeira camada é CVD Ti (C, N) e a segunda utiliza a tecnologia Duratomic de Al 2 O 3 da Seco. O substrato da ferramenta também fornece equilíbrio entre dureza e tenacidade, o que permite seu uso em aplicações de alta temperatura e resistência a choques térmicos e mecânicos. REVISÃO DO PRODUTO: Pastilhas com ponta única Roscamento interno e externo Tecnologia de revestimento Duratomic Otimização para aço Substrato de metal duro com boa combinação tenacidade/dureza Arestas de corte tenazes Adaptável a máquinas de alta e baixa potência REVISÃO DA GAMA: Perfis de rosca: ISO, Unificada, Whitworth, BSPT, NPT, Rosca redonda, Rosca trapezoidal, ACME, Stub ACME, API e API redonda Peças em aço, adequadas também para alguns tipos de aços inoxidáveis Disponíveis no modelo de pastilhas Snap-Tap Seco ESTUDO DE CASO: Material: Aço 42 CrMo 4, SMG P Vida da ferramenta Tool Life (no. (nº of de pieces) peças) Concorrente Competitor TM

20 TORNEAMENTO ESTABILIDADE & MAIOR VIDA OPERACIONAL EM CORTES INTERROMPIDOS PESADOS PARA ABERTURA DE CANAIS DE ANÉIS ELÁSTICOS X4 PCBN PARA ABERTURA DE CANAIS Com o desenvolvimento das pastilhas em PCBN X4, a Seco amplia a linha de produtos para abertura de canais de anéis elásticos. A nova pastilha possui largura de 2,15 mm (dimensão de anéis elásticos/anéis de retenção segundo a norma ISO) e foi especificamente desenvolvida para cortes interrompidos/ instáveis pesados como no caso de nervuras em aços endurecidos. SEUS BENEFÍCIOS COM A SECO: Economia Maior vida operacional para a ferramenta Grande estabilidade Confiabilidade Para mais informações, consulte Machining Navigator Torneamento, pág A estrutura do corpo da pastilha, em metal duro sólido, proporciona a estabilidade necessária e aumenta a vida da ferramenta. Quatro arestas de corte, e não somente uma, conferem economia ao X4 PCBN, enquanto a capacidade de utilizar a ferramenta também para roscamento 6 TPI agrega ainda mais valor. Em testes, a ferramenta mostrou superar produtos similares existentes em condições instáveis, com uma duração até três vezes maior. REVISÃO DO PRODUTO: CBN200 Quatro arestas de corte PCBN Geometria para cortes interrompidos pesados REVISÃO DA GAMA: Espessura de 2,15 mm (ISO) Versões para uso a esquerda e direita 20 Vida da ferramenta Tool Life (nº (no. de of peças) pieces) Concorrente Competitor 11 Concorrente Competitor 22 Seco X4

21 TORNEAMENTO VALOR ACESSÍVEL & VERSATILIDADE EM UMA NOVA CLASSE DE PCBN PARA DESBASTE CBN600 A Seco apresentou a classe de PCBN CBN600 para grandes volumes de usinagem de desbaste de ferro fundido cinzento e de ferro fundido com alto teor de cromo. A nova linha universal proporciona desempenho eficaz e econômico e complementa as classes especiais Seco já existentes CBN300 e CBN500 para materiais semelhantes. Por ser uma classe universal para torneamento em desbaste, a CBN600 resiste a materiais abrasivos, maiores forças de corte e altos níveis de choque térmico. REVISÃO DO PRODUTO: Desenvolvidas para torneamento em desbaste de ferro fundido cinzento e ferros fundidos com alto teor de cromo Pastilhas Sólidas de PCBN Complementam as classes especiais CBN300 e CBN500 Resistência térmica e ao impacto em condições de variação de profundidade de corte REVISÃO DA GAMA: Nove produtos standard Estilos redondo, rômbico e quadrado Dupla face SEUS BENEFÍCIOS COM A SECO: Classe universal versátil Desempenho com valor acessível Para mais informações, consulte Machining Navigator Torneamento, pág

22 TORNEAMENTO Com novos lançamentos que incluem raios maiores e pastilhas na classe TGH 1050, a Seco amplia os benefícios do seu sistema X4 de abertura de ranhuras curta e corte, passando a abranger uma maior variedade de aplicações. Com um projeto altamente estável que inclui pastilhas tangenciais de várias arestas, a X4 oferece grandes benefícios em termos de precisão, segurança, produtividade e qualidade da superfície. SEUS BENEFÍCIOS COM A SECO: Consumo mínimo de material Precisão na abertura de ranhuras Maior vida operacional para a ferramenta Rigidez e estabilidade Maior produtividade Para mais informações, consulte Machining Navigator Torneamento, pág NOVIDADE! Inovadora e altamente produtiva, a linha de produtos X4 Seco continua a crescer com a adição de pastilhas com novos tamanhos de raios de ponta, em resposta às exigências dos clientes. As novas pastilhas para corte e abertura de ranhuras atendem as aplicações em que os clientes precisam raios específicos. Com mais opções de raios, os clientes podem aplicar maiores taxas de avanço e manter a alta qualidade do acabamento de superfície. REVISÃO DO PRODUTO: Pastilhas na classe CP500 Novos tamanhos de raios Pastilhas tangenciais com várias arestas Aplicável a porta-ferramentas com tecnologia de refrigeração Jetstream Tooling Duo REVISÃO DA GAMA: Oito versões de pastilhas com larguras de 1,5 mm a 3 mm, com raios de ponta de 0,2 mm e 0,3 mm, além das atuais opções de raio de 0,1 mm e 0,15 mm (cada uma nas versões direita e esquerda) Disponibilidade de duas pastilhas angulares adicionais com 1,5 mm e raios menores 22

23 NOVIDADE! CLASSE TGH 1050 Como a mais nova adição à família X4 Seco de produtos para cortes e abertura de ranhuras, a exclusiva classe TGH 1050 apresenta um substrato microgrão de alta dureza e um novo revestimento para cortar aços endurecidos. Essa classe também complementa as classes existentes CP500 e CP600 e amplia ainda mais as possibilidades de aplicação da linha X4. A nova classe beneficia fabricantes de todos os segmentos da indústria, especialmente o automotivo. Embora a classe tenha sido projetada para materiais endurecidos, ela também é adequada para a usinagem de superligas, muitas vezes encontradas nas indústrias aeroespacial e de geração de energia. Em testes, a TGH 1050 aumentou significativamente a velocidade de corte, com uma duração muito maior, em comparação com as classes existentes. REVISÃO DO PRODUTO: Nova classe dura TGH 1050 Nova cobertura em PVD Pastilhas tangenciais com várias arestas Aplicável a porta-ferramentas com tecnologia de refrigeração Jetstream Tooling Duo REVISÃO DA GAMA: 24 novas pastilhas com larguras de 0,5 mm a 3 mm em geometrias MC e FG Versões direita e esquerda SEUS BENEFÍCIOS COM A SECO: Estende os benefícios da X4 para materiais endurecidos e superligas Maior produtividade Maior vida operacional para a ferramenta Versatilidade Maior variedade de aplicações Para mais informações, consulte Machining Navigator Torneamento, pág

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas Especificações Técnicas TABELA DE ESCOLHA DO TIPO DE FRESA TIPO DE FRESA MATERIAL A SER CORTADO Com geometria de corte N aço com resistência até 80 kg/mm² aço beneficiado até 100 kg/mm² ferro fundido até

Leia mais

TOOLS NEWS. Corpo de alta rigidez desenvolvido com tecnologia de ponta. Disponível em comprimentos de 2 ~ 6xD B202Z. Broca intercambiável MVX

TOOLS NEWS. Corpo de alta rigidez desenvolvido com tecnologia de ponta. Disponível em comprimentos de 2 ~ 6xD B202Z. Broca intercambiável MVX TOOLS NEWS Atualiz. 2014.7 B202Z Broca intercambiável Novo quebra-cavaco US Corpo de alta rigidez desenvolvido com tecnologia de ponta. Disponível em comprimentos de 2 ~ 6xD Broca intercambiável 4 arestas

Leia mais

Conteúdo. Ferramentas Especiais Definição... 4. Classificação CT (Custom Tooling)... 5

Conteúdo. Ferramentas Especiais Definição... 4. Classificação CT (Custom Tooling)... 5 A Seco Tools tem a reputação de ser um dos líderes mundiais na fabricação e fornecimento de ferramentas de corte de metal duro e equipamentos correlatos. No entanto, a Seco apresenta uma força maior como

Leia mais

Furação NOMENCLATURA A B C D E F G H I J K L M N O P Q

Furação NOMENCLATURA A B C D E F G H I J K L M N O P Q NOMENCLATURA A B C D E F G H I J K L M N O P Q Comprimento Total Haste Corpo Extremidade cônica neste comprimento Largura do Campo Largura das Costas Ângulo da Ponta Aresta Principal de Corte Diâmetro

Leia mais

MBC020. Classe de CBN com cobertura para aço endurecido B093Z

MBC020. Classe de CBN com cobertura para aço endurecido B093Z Expansão de insertos B093Z Classe de CBN com cobertura para aço endurecido sistência excepcional ao desgaste e à fratura Classe superior para usinagem de materiais endurecidos Uso da tecnologia de cobertura

Leia mais

Índice alfanumérico - Ferramentas

Índice alfanumérico - Ferramentas Conteúdo Índice alfanumérico Ferramentas...................................... 2 Pastilhas......................................... 3 Torneamento de roscas Índice...........................................

Leia mais

TW101 TW201 TW301 TW311 TW321 TW421 TW431 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE.

TW101 TW201 TW301 TW311 TW321 TW421 TW431 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE. TW101 TW201 TW301 TW311 TW321 TW421 TW431 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE. PARA FURAR MATERIAIS DE ALTA RESISTÊNCIA OU EM CONDIÇÕES EXTREMAS, UTILIZE NOSSA GAMA DE SOLUÇÕES. ALTA PERFORMANCE COM MÁXIMA

Leia mais

ConeFit TM para máxima flexibilidade.

ConeFit TM para máxima flexibilidade. Competência em produtos _COMPETÊNCIA EM USINAGEM Fresamento ConeFit TM para máxima flexibilidade. WALTER PROTOTYP ConeFit sistema modular para fresamento O SISTEMA DA FERRAMENTA Sistema modular de fresamento

Leia mais

Ferramentas de Usinagem INOVAÇÕES AEROESPACIAL E DEFESA RECURSOS NATURAIS INFRA-ESTRUTURA TRANSPORTE BENS DURÁVEIS APLICAÇÕES ESPECIAIS

Ferramentas de Usinagem INOVAÇÕES AEROESPACIAL E DEFESA RECURSOS NATURAIS INFRA-ESTRUTURA TRANSPORTE BENS DURÁVEIS APLICAÇÕES ESPECIAIS Ferramentas de Usinagem 2009 INOVAÇÕES AEROESPACIAL E DEFESA RECURSOS NATURAIS INFRA-ESTRUTURA TRANSPORTE BENS DURÁVEIS APLICAÇÕES ESPECIAIS Aos nossos valiosos clientes: Desde a sua fundação em 1938,

Leia mais

TW103 TW203 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE.

TW103 TW203 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE. TW103 TW203 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE. BROCAS TW103 E TW203 PROPORCIONAM FUROS COM EXCELENTE QUALIDADE E MÁXIMO DESEMPENHO NO LATÃO E MATERIAIS DE CAVACO QUEBRADIÇO EM GERAL. Conheça suas características:

Leia mais

Parte 5 Operação de Furação

Parte 5 Operação de Furação Parte 5 Operação de Furação revisão 6 152 Parte 5 Operação de furação 5.1 Introdução Na área de usinagem metal-mecânica existem diversas formas de se obter furos em peças. Pode-se destacar os seguintes

Leia mais

www.meccomeletronica.com página 1

www.meccomeletronica.com página 1 Nem só o padeiro faz roscas Furação A furação é um processo de usinagem que tem por objetivo a geração de furos, na maioria das vezes cilíndricos, em uma peça, através do movimento relativo de rotação

Leia mais

Materiais para Ferramenta de Corte. Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc.

Materiais para Ferramenta de Corte. Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc. Materiais para Ferramenta de Corte Prof. João Paulo Barbosa, M.Sc. Materiais para ferramentas de cortes Nas operações mais comuns, utiliza como ferramenta um material mais duro que o da peça. Por outro

Leia mais

Essa ferramenta pode ser fixada em máquinas como torno, fresadora, furadeira, mandriladora.

Essa ferramenta pode ser fixada em máquinas como torno, fresadora, furadeira, mandriladora. Brocas A broca é uma ferramenta de corte geralmente de forma cilíndrica, fabricada com aço rápido, aço carbono, ou com aço carbono com ponta de metal duro soldada ou fixada mecanicamente, destinada à execução

Leia mais

REBOLOS RESINÓIDES (LIGA RESINÓIDE)

REBOLOS RESINÓIDES (LIGA RESINÓIDE) Com o emprego de novas tecnologias e surgimento de novos materiais e equipamentos modernos, pode-se afirmar que a utilização de rebolos resinóides tornou-se indispensável nas operações de retificação e

Leia mais

TW104 TW105 TW106 TW114 TW204 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE.

TW104 TW105 TW106 TW114 TW204 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE. TW104 TW105 TW106 TW114 TW204 MAIS QUE PRODUTOS. PRODUTIVIDADE. BROCAS PARA APLICAÇÃO GERAL LENOX-TWILL DESENVOLVIDAS PARA FURAR UMA AMPLA GAMA DE MATERIAIS, PROPORCIONANDO DESEMPENHO EFICIENTE COM EXCELENTE

Leia mais

UDDEHOLM NIMAX UDDEHOLM NIMAX

UDDEHOLM NIMAX UDDEHOLM NIMAX UDDEHOLM NIMAX Uma ferramenta confiável e eficiente é essencial para se obter bons resultados. O mesmo se aplica na busca da alta produtividade e disponibilidade. Quando se escolhe um aço ferramenta muitos

Leia mais

CoroTurn SL70 - o futuro da usinagem flexível

CoroTurn SL70 - o futuro da usinagem flexível PARTN AN ROOVN CoroTurn SL70 CORTES E CANAS - o futuro da usinagem flexível Hnformações de fixação A lâmina CoroTurn SL70 modular e o sistema adaptador foram projetados para se adequarem à maioria das

Leia mais

BROCAS DIN 338 N - HSS M2 HASTE CILÍNDRICA DESCRIÇÃO DIÂMETRO APLICAÇÃO

BROCAS DIN 338 N - HSS M2 HASTE CILÍNDRICA DESCRIÇÃO DIÂMETRO APLICAÇÃO DIN 338 N - HSS M2 HASTE CILÍNDRICA Broca cilíndrica corte direito 100% retificado, HSS-M2 std afiada. 118 º. Tolerância Ø: h8. Concentricidade assegurada. acabamento brilhante. Dureza 63-66 HRc. Construção

Leia mais

Pontas montadas 203 203

Pontas montadas 203 203 iamant- und CBN-Werkzeuge 205 Pontas montadas Índice Máquinas Índice Página Informações gerais 3 O caminho rápido para a ferramenta adequada 4-5 Instruções para pedido 6 Pontas dureza M Pontas cilíndricas

Leia mais

MACHOS FRESAS COSSINETES STD OSG. Folheto N º 1

MACHOS FRESAS COSSINETES STD OSG. Folheto N º 1 MACHOS FRESAS COSSINETES STD OSG Folheto N º 1 STD OSG MACHOS MÁQUINA ALTA PERFORMANCE Macho Ponta Helicoidal (POT) DIN 371 250/4 Métrica Grossa 6H rápido 280/4 Unificada Grossa UNC 2B 281/4 Unificada

Leia mais

Processo de Forjamento

Processo de Forjamento Processo de Forjamento Histórico A conformação foi o primeiro método para a obtenção de formas úteis. Fabricação artesanal de espadas por martelamento (forjamento). Histórico Observava-se que as lâminas

Leia mais

Nesta aula, você vai estudar exatamente isso. E para acabar com o suspense, vamos a ela.

Nesta aula, você vai estudar exatamente isso. E para acabar com o suspense, vamos a ela. Mete broca! Nesta aula, vamos estudar uma operação muito antiga. Os arqueólogos garantem que ela era usada há mais de 4000 anos no antigo Egito, para recortar blocos de pedra. Ela é tão comum que você

Leia mais

Corte e dobra. Nesta aula, você vai ter uma visão geral. Nossa aula. Princípios do corte e da dobra

Corte e dobra. Nesta aula, você vai ter uma visão geral. Nossa aula. Princípios do corte e da dobra A U A UL LA Corte e dobra Introdução Nesta aula, você vai ter uma visão geral de como são os processos de fabricação por conformação, por meio de estampos de corte e dobra. Inicialmente, veremos os princípios

Leia mais

Equipamento para medição e ajuste de ferramentas DMG MICROSET - Gerenciamento de Ferramentas

Equipamento para medição e ajuste de ferramentas DMG MICROSET - Gerenciamento de Ferramentas www.gildemeister.com DMG tecnologia e inovação Equipamento para medição e ajuste de ferramentas DMG MICROSET Gerenciamento de Ferramentas 02 I 03 DMG MICROSET 04 I 08 Equipamento de Ajuste Vertical 09

Leia mais

Mais garra, mais força, mais Tiger.

Mais garra, mais força, mais Tiger. _ AS NOVAS CLASSES PARA TORNEAMENTO E FRESAMENTO Mais garra, mais força, mais Tiger. agora também para operações de torneamento: a nova geração ISO P _ PRATA, PRETO, MAIS FORTE : O referencial de excelência.

Leia mais

Alta confiabilidade em cortes e canais mais profundos

Alta confiabilidade em cortes e canais mais profundos Alta confiabilidade em cortes e canais mais profundos As necessidades do usuário final......para operações de cortes e canais mais profundos foram reconhecidas nos primeiros estágios de desenvolvimento

Leia mais

Spotlight. Soluções Avançadas em Rosqueamento. www.vargus.com

Spotlight. Soluções Avançadas em Rosqueamento. www.vargus.com Spotlight Soluções Avançadas em Rosqueamento www.vargus.com Classe Superior Multiuso Redefinindo o Padrão de Rosqueamento Nova Classe Superior Multiuso para Maior Resistência ao Desgaste e Aumento de Produtividade

Leia mais

7 FURAÇÃO. 7.1 Furadeira

7 FURAÇÃO. 7.1 Furadeira 1 7 FURAÇÃO 7.1 Furadeira A furadeira é a máquina ferramenta empregada, em geral, para abrir furos utilizando-se de uma broca como ferramenta de corte. É considerada uma máquina ferramenta especializada

Leia mais

Furação e Alargamento

Furação e Alargamento UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville Furação e Alargamento DEPS Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas Visão sistêmica de um processo de usinagem

Leia mais

Retificação: conceitos e equipamentos

Retificação: conceitos e equipamentos Retificação: conceitos e equipamentos A UU L AL A Até a aula anterior, você estudou várias operações de usinagem executadas em fresadora, furadeira, torno, entre outras. A partir desta aula, vamos estudar

Leia mais

Processos de Fabricação - Furação

Processos de Fabricação - Furação 1 Introdução Formas de obtenção de furos Definição de furação (usinagem): A furação é um processo de usinagem que tem por objetivo a geração de furos, na maioria das vezes cilíndricos, em uma peça, através

Leia mais

Introduction for Milling Inserts Apresentação de pastilhas de fresamento

Introduction for Milling Inserts Apresentação de pastilhas de fresamento Introduction for Milling Inserts Apresentação de pastilhas de fresamento Classes recomendadas para pastilhas de fresamento Material a ser usinado Aço (Aço carbon, liga de aço) Aço inoxidável (Aço inoxidável,

Leia mais

Potente, precisa, confiável

Potente, precisa, confiável _ WALTER BLAXX: A NOVA GERAÇÃO DE FRESAS Potente, precisa, confiável Inovações em produtos Fresamento Página 6/7: O programa Walter BLAXX ampliada para uma produtividade ainda maior! 2 COMBINAÇÃO IMBATÍVEL:

Leia mais

FURAÇÃO E ESCAREAMENTO. Prof. Fernando 1

FURAÇÃO E ESCAREAMENTO. Prof. Fernando 1 FURAÇÃO E ESCAREAMENTO Prof. Fernando 1 Processo de usinagem onde movimento de corte é principal rotativo, e o movimento de avanço é na direção do eixo Furadeira a arco egípcia de 1.000 A.C. Prof. Fernando

Leia mais

endurecíveis por precipitação.

endurecíveis por precipitação. Introdução Tipos de Aços Inoxidáveis Aço inoxidável é o nome dado à família de aços resistentes à corrosão e ao calor contendo no mínimo 10,5% de cromo. Enquanto há uma variedade de aços carbono estrutural

Leia mais

Precisas, confiáveis, econômicas

Precisas, confiáveis, econômicas Manual do produto Roscas _ ROSCAS COM WALTER PROTOTYP Precisas, confiáveis, econômicas ÍNDICE Roscas 2 Índice 4 Introdução geral ao tema 8 Resumo do programa 9 Rosqueamento 12 Laminação de roscas 13 Fresamento

Leia mais

Soldabilidade de Metais. Soldagem II

Soldabilidade de Metais. Soldagem II Soldabilidade de Metais Soldagem II Soldagem de Ligas Metálicas A American Welding Society (AWS) define soldabilidade como a capacidade de um material ser soldado nas condições de fabricação impostas por

Leia mais

As peças a serem usinadas podem ter as

As peças a serem usinadas podem ter as A U A UL LA Fresagem As peças a serem usinadas podem ter as mais variadas formas. Este poderia ser um fator de complicação do processo de usinagem. Porém, graças à máquina fresadora e às suas ferramentas

Leia mais

Coberturas Telescópicas Metálicas

Coberturas Telescópicas Metálicas Cobsen Ltda Rua Benedito Mazulquim, - Cidade Jardim CEP 10-000 - BOITUVA - SP Fone: (1) -0 - Fax: (1) -00 Email: cobsen@cobsen.com. br Site: www.cobsen.com.br Coberturas Telescópicas Metálicas Rev. 0 C

Leia mais

Fundição em Moldes Metálicos Permanentes por Gravidade.

Fundição em Moldes Metálicos Permanentes por Gravidade. Aula 10: Processos de Fundição em Moldes Metálicos por Gravidade (Coquilhas) 01: Introdução - Características do processo - Etapas envolvidas. - Fatores econômicos e tecnológicos - Ligas emprwegadas 02:

Leia mais

VFT-orbit. Gerando lentes em todos os formatos All-format lenses Tecnologia de Circunvolução

VFT-orbit. Gerando lentes em todos os formatos All-format lenses Tecnologia de Circunvolução Ofitálmico Surfaçagem Gerando lentes em todos os formatos All-format lenses Tecnologia de Circunvolução Alto rendimento, ocupando pouco espaço; Peso moderado, fácil acesso para manutenção. Superfície de

Leia mais

Mandrilamento. determinado pela operação a ser realizada. A figura a seguir mostra um exemplo de barra de mandrilar, também chamada de mandril.

Mandrilamento. determinado pela operação a ser realizada. A figura a seguir mostra um exemplo de barra de mandrilar, também chamada de mandril. A UU L AL A Mandrilamento Nesta aula, você vai tomar contato com o processo de mandrilamento. Conhecerá os tipos de mandrilamento, as ferramentas de mandrilar e as características e funções das mandriladoras.

Leia mais

Retificar significa corrigir irregularidades de superfícies de peças. Assim, a retificação tem por objetivo:

Retificar significa corrigir irregularidades de superfícies de peças. Assim, a retificação tem por objetivo: 1 8 - RETIFICAÇÃO 8.1 Introdução A retificação é um processo de usinagem por abrasão. Este processo é realizado utilizando-se uma máquina-ferramenta chamada retificadora, para dar acabamento fino e exatidão

Leia mais

Como escolher sua broca

Como escolher sua broca pdrilling Content w Como escolher sua broca Como escolher sua broca 1 Defina o diâmetro da broca e profundidade do furo Procure as faixas de diâmetro e profundidade do furo para as brocas relacionadas

Leia mais

BR 280 - KM 47 - GUARAMIRIM SC Fone 47 3373 8444 Fax 47 3373 8191 nitriondobrasil@terra.com.br www.nitrion.com

BR 280 - KM 47 - GUARAMIRIM SC Fone 47 3373 8444 Fax 47 3373 8191 nitriondobrasil@terra.com.br www.nitrion.com TÉCNICA DA NITRETAÇÃO A PLASMA BR 280 KM 47 GUARAMIRIM SC Fone 47 3373 8444 Fax 47 3373 8191 nitriondobrasil@terra.com.br www.nitrion.com A Nitrion do Brasil, presente no mercado brasileiro desde 2002,

Leia mais

CADERNO DE PROVA 15 DE SETEMBRO DE 2012 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA

CADERNO DE PROVA 15 DE SETEMBRO DE 2012 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA 1 Cada candidato receberá: CADERNO DE PROVA 15 DE SETEMBRO DE 2012 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA - 01 (um) Caderno de Prova de 10 (dez) páginas, contendo 25 (vinte e cinco) questões de múltipla

Leia mais

Fresamento. UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville

Fresamento. UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville Fresamento DEPS Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas Visão sistêmica de um processo de usinagem Aplicação

Leia mais

Diamantados e CBN. Abrasivos Diamantados. Tipos de diamante Industrial:

Diamantados e CBN. Abrasivos Diamantados. Tipos de diamante Industrial: iamantados e CN Abrasivos iamantados Tipos de diamante Industrial: Sintéticos: Em forma de pó, pastilhas ou insertos; Naturais: Em forma de pó, pedra bruta ou lapidada; Nitreto de boro cúbico-cn: Em forma

Leia mais

Grupo 13 Bico quente especial + acessórios para sistemas de câmara quente

Grupo 13 Bico quente especial + acessórios para sistemas de câmara quente Grupo 13 Bico quente especial + acessórios para sistemas de câmara quente Fornecedor: Tipo Descrição Página -13 Introdução -01-01 + 02 Aplicação dos bicos especiais -02-01 Resistências para bicos 10 Resistência

Leia mais

AULA 34 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: SELEÇÃO E CUIDADOS

AULA 34 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: SELEÇÃO E CUIDADOS AULA 34 PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: SELEÇÃO E CUIDADOS 265 34. PROCESSO DE RETIFICAÇÃO: SELEÇÃO E CUIDADOS 34.1. Introdução Para obter uma boa operação de usinagem em retificação, alguns cuidados devem ser

Leia mais

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 13/06/2010

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 13/06/2010 Questão 21 Conhecimentos Específicos - Técnico em Mecânica A respeito das bombas centrífugas é correto afirmar: A. A vazão é praticamente constante, independentemente da pressão de recalque. B. Quanto

Leia mais

59 Brunimento, lapidação, polimento

59 Brunimento, lapidação, polimento A U A UL LA Brunimento, lapidação, polimento Apesar de todos os cuidados, as peças usinadas e mesmo as de acabamento em máquina, como é o caso da retificação, apresentam sulcos ou riscos mais ou menos

Leia mais

VÁLVULAS SISTEMAS DA QUALIDADE E AMBIENTAL CERTIFICADOS CONFORME ISO 9001:2000, ISO/TS 16949:2002 E ISO 14001:2004

VÁLVULAS SISTEMAS DA QUALIDADE E AMBIENTAL CERTIFICADOS CONFORME ISO 9001:2000, ISO/TS 16949:2002 E ISO 14001:2004 VÁLVULAS ÍNDICE Válvulas de agulha Série 2700... 02 Válvulas Manifold Série 2700... 08 Manifold 2 Vias... 10 Manifold 3 Vias... 13 Suporte para Manifold de 3 Vias... 16 Válvulas miniatura Série 1800...

Leia mais

Uso de ferramentas. Um aprendiz de mecânico de manutenção. Ferramentas de aperto e desaperto

Uso de ferramentas. Um aprendiz de mecânico de manutenção. Ferramentas de aperto e desaperto A U A UL LA Uso de ferramentas Um aprendiz de mecânico de manutenção verificou que uma máquina havia parado porque um parafuso com sextavado interno estava solto. Era preciso fixá-lo novamente para pôr

Leia mais

TREINAMENTO 2015 COMPETÊNCIA & PRATICIDADE NO SEU PROCESSO DE USINAGEM

TREINAMENTO 2015 COMPETÊNCIA & PRATICIDADE NO SEU PROCESSO DE USINAGEM TREINAMENTO 2015 COMPETÊNCIA & PRATICIDADE NO SEU PROCESSO DE USINAGEM PROGRAMA DE TREINAMENTO SECO TOOLS BRASIL SECO TOOLS O seu verdadeiro parceiro Competente & Prático...4 TECNOLOGIA DE USINAGEM: Fresamento...5

Leia mais

Materiais de Corte Segmento Madeireiro

Materiais de Corte Segmento Madeireiro Materiais de Corte Segmento Madeireiro Devido a necessidade do aumento de produção no setor madeireiro, ao longo de décadas vem-se desenvolvendo cada vez mais os materiais para ferramentas de corte, visando

Leia mais

Fresas Ferramentas de fresar

Fresas Ferramentas de fresar Fresas Ferramentas de fresar As maiores exigências de trabalho de usinagem de madeiras, de painéis aglomerados e MDF são hoje feitas para as ferramentas de fresar. 1. Condições de segurança 2. Alto rendimento

Leia mais

Desenvolvimento de Selos Mecânicos de Alta Precisão em Metal Duro

Desenvolvimento de Selos Mecânicos de Alta Precisão em Metal Duro Desenvolvimento de Selos Mecânicos de Alta Precisão em Metal Duro O desenvolvimento de peças e componentes mecânicos através da metalurgia do pó vem sendo crescentemente utilizado. Destes materiais, o

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE MECÂNICA INDUSTRIAL

CURSO TÉCNICO DE MECÂNICA INDUSTRIAL Fundação de Educação para o Trabalho de Minas Gerais CURSO TÉCNICO DE MECÂNICA INDUSTRIAL HUDSON FABRÍCIO XAVIER PEREIRA Vespasiano-2012 FRESAGEM Apostila elaborada para a disciplina de Fresagem para

Leia mais

Tesouras demolidoras CC. Ferramentas de Demolição Silenciosas

Tesouras demolidoras CC. Ferramentas de Demolição Silenciosas Tesouras demolidoras CC Ferramentas de Demolição Silenciosas Essencial para demolição e reciclagem: Ferramentas de Demolição Silenciosas da Atlas Copco Os desenvolvimentos em termos de maquinaria e equipamentos

Leia mais

THE SWEDISH DOCTOR BLADE

THE SWEDISH DOCTOR BLADE THE SWEDISH DOCTOR BLADE SOBRE A PRIMEBLADE A PrimeBlade Sweden AB é uma empresa fabricante e fornecedora global de lâminas doctorblade para impressoras flexográfica, rotogravura e offset. Juntamente com

Leia mais

Dados Técnicos Sobre Tubos

Dados Técnicos Sobre Tubos www.swagelok.com Dados Técnicos Sobre Tubos Índice Serviço de Gás.......................... 2 Instalação.............................. 2 Tabelas de Pressão de Trabalho Sugeridas Tubos em Aço Carbono.....................

Leia mais

Apresentando um aquecimento mais rápido e melhor...

Apresentando um aquecimento mais rápido e melhor... Apresentando um aquecimento mais rápido e melhor... Uma Melhor Opção para o Aquecimento de Metais Para melr as taxas de produtividade e qualidade de parafusos, rebites e chumbadores, os fabricantes da

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

- PLACA DE CHOQUE: É construída com material Aço 1045, podendo levar um tratamento térmico para alcançar uma dureza de 45-48 HRC, se necessário.

- PLACA DE CHOQUE: É construída com material Aço 1045, podendo levar um tratamento térmico para alcançar uma dureza de 45-48 HRC, se necessário. Estampagem A estampagem é o processo de fabricação de peças, através do corte ou deformação de chapas em operação de prensagem geralmente a frio. A conformação de chapas é definida como a transição de

Leia mais

Materiais em Engenharia. Aula Teórica 6. Ensaios mecânicos (continuação dos ensaios de tracção, ensaios de compressão e de dureza)

Materiais em Engenharia. Aula Teórica 6. Ensaios mecânicos (continuação dos ensaios de tracção, ensaios de compressão e de dureza) Aula Teórica 6 Ensaios mecânicos (continuação dos ensaios de tracção, ensaios de compressão e de dureza) 1 ENSAIO DE TRACÇÃO A partir dos valores da força (F) e do alongamento ( I) do provete obtêm-se

Leia mais

AVANÇOS 2014 TORNEAMENTO FRESAS DE TOPO INTEIRIÇAS FRESAMENTO INTERCAMBIÁVEL SISTEMAS DE FERRAMENTAS MÉTRICO

AVANÇOS 2014 TORNEAMENTO FRESAS DE TOPO INTEIRIÇAS FRESAMENTO INTERCAMBIÁVEL SISTEMAS DE FERRAMENTAS MÉTRICO AVANÇOS 2014 TORNEAMENTO FRESAS DE TOPO INTEIRIÇAS FRESAMENTO INTERCAMBIÁVEL SISTEMAS DE FERRAMENTAS MÉTRICO WIDIA significa qualidade completa Como uma inovadora há mais de 80 anos, a WIDIA Products Group

Leia mais

Perfeitamente integrados para um processo contínuo. cad integration

Perfeitamente integrados para um processo contínuo. cad integration Perfeitamente integrados para um processo contínuo cad integration hypermill no Autodesk Inventor A integração do hypermill no CAD Autodesk Inventor é uma solução confiável que permite você implementar

Leia mais

Afiação de ferramentas

Afiação de ferramentas A UU L AL A Afiação de ferramentas Após algum tempo de uso, as ferramentas de corte geralmente se desgastam, apresentando trincas ou deformações na forma e nas propriedades. Devido a este desgaste, as

Leia mais

TÊMPERA SUPERFICIAL POR INDUÇÃO E POR CHAMA - ASPECTOS PRÁTICOS -

TÊMPERA SUPERFICIAL POR INDUÇÃO E POR CHAMA - ASPECTOS PRÁTICOS - TÊMPERA SUPERFICIAL POR INDUÇÃO E POR CHAMA - ASPECTOS PRÁTICOS - Através da têmpera por indução e por chama consegue-se um efeito similar ao do tratamento de cementação e têmpera, quando se compara a

Leia mais

Escola Técnica SENAI Caruaru Técnico em Eletromecânica TORNEARIA

Escola Técnica SENAI Caruaru Técnico em Eletromecânica TORNEARIA Escola Técnica SENAI Caruaru Técnico em Eletromecânica TORNEARIA Profº Carlos Eduardo ALUNO(A): TURMA: Caruaru 2011 Afiação de ferramentas Após algum tempo de uso, as ferramentas de corte geralmente se

Leia mais

AULA 11 FORMAÇÃO, TIPOS E GEOMETRIAS DE CAVACO

AULA 11 FORMAÇÃO, TIPOS E GEOMETRIAS DE CAVACO AULA 11 FORMAÇÃO, TIPOS E GEOMETRIAS DE CAVACO 83 11. VARIÁVEIS DEPENDENTES DE SAÍDA: FORMAÇÃO, TIPOS E GEOMETRIAS DE CAVACO. 11.1. Generalidades Nas operações de usinagem que utilizam corte contínuo

Leia mais

Furação profunda Catálogo de produtos e guia de aplicação

Furação profunda Catálogo de produtos e guia de aplicação PRODUTOS PARA USINAGEM Furação profunda Catálogo de produtos e guia de aplicação FURAÇÃO PROFUNDA Introdução Sistema Ejector 4 7 Sistema STS 43 Furação com brocas canhão 109 Guia de aplicação 117 3 Furação

Leia mais

Rolamentos para Siderurgia Guia de Produtos

Rolamentos para Siderurgia Guia de Produtos Rolamentos para Siderurgia Guia de Produtos CAT. No. 9211 P NTN NTN Produtos que trazem benefícios em várias aplicações Equipamentos de siderurgia pertencem a grandes linhas que operam 24 horas por dia,

Leia mais

QUESTÃO 24 PETROBRÁS / 2008

QUESTÃO 24 PETROBRÁS / 2008 QUESTÃO 24 PETROBRÁS / 2008 Um esforço axial de tração gera os valores máximos de tensão (A) normal na seção transversal e de cisalhamento em um plano a 45 o. (B) normal na seção transversal e de cisalhamento

Leia mais

Propriedades Mecânicas dos Aços DEMEC TM175 Prof Adriano Scheid

Propriedades Mecânicas dos Aços DEMEC TM175 Prof Adriano Scheid Propriedades Mecânicas dos Aços DEMEC TM175 Prof Adriano Scheid Tensão Propriedades Mecânicas: Tensão e Deformação Deformação Elástica Comportamento tensão-deformação O grau com o qual a estrutura cristalina

Leia mais

Instruções de montagem

Instruções de montagem Instruções de montagem Indicações importantes relativas às instruções de montagem VOSS O desempenho e a segurança mais elevados possíveis no funcionamento dos produtos VOSS só serão obtidos se forem cumpridas

Leia mais

Tratamentos térmicos de ferros fundidos

Tratamentos térmicos de ferros fundidos FERROS FUNDIDOS Usados em geral para: Resistência ao desgaste Isolamento de vibrações Componentes de grandes dimensões Peças de geometria complicada Peças onde a deformação plástica é inadmissível FERROS

Leia mais

Introdução. Torneamento. Processo que se baseia na revolução da peça em torno de seu próprio eixo.

Introdução. Torneamento. Processo que se baseia na revolução da peça em torno de seu próprio eixo. Prof. Milton Fatec Itaquera Prof. Miguel Reale / 2014 Introdução Torneamento Processo que se baseia na revolução da peça em torno de seu próprio eixo. Tornos Tornos são máquinas-ferramenta que permitem

Leia mais

GLOSSÁRIO DE TRATAMENTOS TÉRMICOS E TERMOQUÍMICOS

GLOSSÁRIO DE TRATAMENTOS TÉRMICOS E TERMOQUÍMICOS 1 NITRAMET TRATAMENTO DE METAIS LTDA PABX: 11 2192 3350 nitramet@nitramet.com.br GLOSSÁRIO DE TRATAMENTOS TÉRMICOS E TERMOQUÍMICOS Austêmpera Tratamento isotérmico composto de aquecimento até a temperatura

Leia mais

Produtos pneumáticos

Produtos pneumáticos » Produtos pneumáticos » da indústria há mais de 50 anos As vantagens do desenho de uma união pneumática inovadora foram suficientemente sólidos para, por si só, suportarem o lançamento da CEJN em 1955.

Leia mais

Holemaking Seco Feedmax SD205A, geometria -C1, -C2... 136-142 Xfix... 143-178 Porta-pastilhas mandril. desbaste p/ CN... 179-181

Holemaking Seco Feedmax SD205A, geometria -C1, -C2... 136-142 Xfix... 143-178 Porta-pastilhas mandril. desbaste p/ CN... 179-181 Conteúdo Torneamento Fresamento Torneamento ISO Informações técnicas............................... 3-6 Pastilhas......................................... 7-46 MDT Informações técnicas...............................

Leia mais

Francisco J. G. Silva. Seminário Tecnologias de Corte CENFIM Núcleo da Trofa 23 de Outubro 2012

Francisco J. G. Silva. Seminário Tecnologias de Corte CENFIM Núcleo da Trofa 23 de Outubro 2012 Seminário Tecnologias de Corte CENFIM Núcleo da Trofa 23 de Outubro 2012 Fonte: SANDVIK Fonte: TOOLS4INDUSTRY FERRAMENTAS PARA TORNEAMENTO Materiais para ferramentas, Revestimentos & Novos processos 2

Leia mais

Rua do Manifesto, 2216 - Ipiranga - São Paulo Fone: +55 (11) 2271-3211 www.internacionalferramentas.com.br. Brocas para Concreto. www.irwin.com.

Rua do Manifesto, 2216 - Ipiranga - São Paulo Fone: +55 (11) 2271-3211 www.internacionalferramentas.com.br. Brocas para Concreto. www.irwin.com. Rua do Manifesto, 2 Ipiranga São Paulo Fone: +55 (11) 22713211 www.irwin.com.br Rua do Manifesto, 2 Ipiranga São Paulo Fone: +55 (11) 22713211 FURANDO CONCRETO Furar concreto é uma tarefa muito diferente

Leia mais

SDS-MAX SDS-PLUS CINZÉIS PERFURAÇÃO E CINZELADO DE BETÃO RESISTÊNCIA GARANTIDA.

SDS-MAX SDS-PLUS CINZÉIS PERFURAÇÃO E CINZELADO DE BETÃO RESISTÊNCIA GARANTIDA. CINZÉIS SDS-MAX SDS-PLUS PERFURAÇÃO E CINZELADO DE BETÃO www..pt RESISTÊNCIA GARANTIDA. PERFURAÇÃO E CINZELADO DE BETÃO Adquiriu a melhor ferramenta, agora compre o melhor acessório para o seu trabalho

Leia mais

VD-FLUX. Hipress Componentes Hidráulicos - Ligue (31) 2103-6955 - vendas@hipress.com.br

VD-FLUX. Hipress Componentes Hidráulicos - Ligue (31) 2103-6955 - vendas@hipress.com.br VD-FLUX Válvula Distribuidora de Fluxo Universal tipo Pistão * Patente PI 9702874-6 02/06/1997 A Válvula Distribuidora de Fluxo Universal Tipo Pistão VD- Flux da Detroit foi projetada e desenvolvida para

Leia mais

TECNOLOGIA DE PONTA PARA A INDÚSTRIA EÓLICA

TECNOLOGIA DE PONTA PARA A INDÚSTRIA EÓLICA TECNOLOGIA DE PONTA PARA A INDÚSTRIA EÓLICA Soluções sob medida sem comprometer a qualidade. Como um dos principais fabricantes mundiais de rolamentos, produtos de movimentação linear e produtos automotivos,

Leia mais

Tabela para consulta de avanço e profundidade de corte

Tabela para consulta de avanço e profundidade de corte Tabela para consulta de avanço e profundidade de corte R Desbaste Pesado CNMM 19N - R ap: 3,5 ~ 1, mm f:,5 ~ 1,5 mm 1 1 1,, 1, 1, 1,, R Desbaste Pesado CNMM 11EN - R ap: 1, ~ 7, mm f:,3 ~,7 mm CNMM 19EN

Leia mais

Aspectos de Segurança - Discos de Corte e Desbaste

Aspectos de Segurança - Discos de Corte e Desbaste Aspectos de Segurança - Discos de Corte e Desbaste Os discos de corte e desbaste são produzidos e controlados com rigor, sendo submetidos a testes internos que objetivam a reprodução da qualidade lote

Leia mais

AÇOS. Construção Mecânica

AÇOS. Construção Mecânica AÇOS Construção Mecânica SÃO CERCA DE 10.000 TONELADAS EM AÇOS E METAIS A PRONTA ENTREGA GGD 10 Composição Química C Mn Si Cr Al P S 0,17 0,24 0,18 0,23 0, 0,60 0,60 0,90 0, máx 0,15 0, ----- --- 0, 0,

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CAD/CAM. Profº Emerson Oliveira Matéria: CAD/CAM emerson.oliveira@ifsc.edu.br Câmpus Joinville

INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CAD/CAM. Profº Emerson Oliveira Matéria: CAD/CAM emerson.oliveira@ifsc.edu.br Câmpus Joinville INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA CAD/CAM Profº Emerson Oliveira Matéria: CAD/CAM emerson.oliveira@ifsc.edu.br Câmpus Joinville Etapas CAD/CAM Quando o sistema tem comunicação direta. CAD/CAM Quando

Leia mais

Conceitos Iniciais. Forjamento a quente Forjamento a frio

Conceitos Iniciais. Forjamento a quente Forjamento a frio Forjamento Conceitos Iniciais Forjamento é o processo de conformação através do qual se obtém a forma desejada da peça por martelamento ou aplicação gradativa de uma pressão. Forjamento a quente Forjamento

Leia mais

Tratamentos Térmicos dos Aços Ferramenta Um Ensaio

Tratamentos Térmicos dos Aços Ferramenta Um Ensaio Tratamentos Térmicos dos Aços Ferramenta Um Ensaio Dr. Carlos Eduardo Pinedo Diretor Técnico 1. Considerações Iniciais Aços Ferramenta Dentre os diferentes materiais utilizados pelo homem em seu cotidiano,

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS Linha Completa

INFORMAÇÕES GERAIS Linha Completa INFORMAÇÕES GERAIS Linha Completa www.spdcutferramentas.com.br (11) 2762 5114 Disco Diamantado 110mm Linha Profissional Disco de alto rendimento Disco Diamantado 110mm para corte a seco com alta durabilidade

Leia mais

Kit inicial de ferramentas. para novas máquinas

Kit inicial de ferramentas. para novas máquinas Kit inicial de ferramentas para novas máquinas Tenha sua máquina ferramentada! Uma máquina nova é um grande investimento, portanto ter um rápido retorno é sempre bem-vindo. Para que sua nova máquina entre

Leia mais

PRODUTOS DE PAVIMENTAÇÃO SERVIÇO DE PEÇAS DE DESGASTE

PRODUTOS DE PAVIMENTAÇÃO SERVIÇO DE PEÇAS DE DESGASTE PRODUTOS DE PAVIMENTAÇÃO SERVIÇO DE PEÇAS DE DESGASTE UM ÓTIMO DESEMPENHO COMEÇA COM ÓTIMOS COMPONENTES. Quer você seja um cliente do tipo Eu mesmo faço, ou Faça comigo, ou do tipo Faça para mim, seu revendedor

Leia mais

Alinhamento geométrico e nivelamento de máquinas e equipamentos

Alinhamento geométrico e nivelamento de máquinas e equipamentos A U A UL LA Alinhamento geométrico e nivelamento de máquinas e equipamentos A indústria mecânica Kybrobó S.A. adquiriu três máquinas-ferramenta para ampliar seu setor de produção: um torno CNC, uma fresadora

Leia mais

Telecurso 2000 Processos de fabricação Peça; Retalho; Tira.

Telecurso 2000 Processos de fabricação Peça; Retalho; Tira. Conjunto de processos: Corte, Dobramento/curvamento (calandragem), Embutimento (estamp. profunda), Cunhagem, Perfilamento, Repuxamento. Processo a frio, Produto acabado, Matéria prima laminada, Forma volumétrica,

Leia mais

AULA 6: MATERIAIS METÁLICOS

AULA 6: MATERIAIS METÁLICOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO I E (TEC 156) AULA 6: MATERIAIS METÁLICOS Profª. Cintia Maria Ariani Fontes 1 MATERIAIS

Leia mais