Carta Econômica Trimestral

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Carta Econômica Trimestral"

Transcrição

1 CARTA ECONÔMICA Nº 10/2016 Senhores Conselheiros, Gestores e Membros do Comitê de Investimentos, Outubro 2016 Neste final de outubro os gestores de recursos dos RPPSs, notadamente aqueles que fazem um acompanhamento mais curto das cotas dos fundos de investimentos investidos, devem ter tido um ligeiro sobressalto com a volatilidade de suas rentabilidades neste período. O jornal Valor Econômico publicou uma matéria explicando este movimento de forma tão clara e objetiva que decidi reproduzi-la abaixo para que Vocês tenham uma compreensão precisa deste movimento. Segue: Carta Econômica Trimestral

2 Como primeira conclusão temos um reflexo das incertezas presentes em nossa economia e que este movimento gerou uma excelente oportunidade de investimentos em fundos atrelados aos índices IMA descritos acima. Esta rentabilidade insatisfatória temporária, ao final de outubro, significa que os juros estão maiores que anteriormente, que o preço das NTNs caiu e essa queda gerou as cotas negativas, mas,... mas, dá uma excelente oportunidade para as realocações de recursos e para os novos recursos a serem recebidos em breve. Investir significa comprar cotas mais baratas e com mais juros...

3 Com o mês de outubro fechado, as rentabilidades se mostraram satisfatórias, na maioria dos índices, quando comparados com os indicadores da meta atuarial que é muito observado pelos gestores dos RPPSs; assim ficaram as rentabilidades dos principais índices econômicos em outubro de 2016:

4

5 No tocante a indicadores econômicos com maior relevância no tocante a revelar aspectos macroeconômicos em outubro fazemos os seguintes destaque: INFLAÇÃO: O índice de preços ao consumidor da FIPE Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, o IPC-FIPE apresentou deflação de 0,07 em sua primeira medição do mês de outubro, contribuindo mais para este resultado a queda das despesas com alimentação e despesas pessoais. Para efeito de meta atuarial, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), acelerou em outubro em 0,26%, mas registrou a menor taxa para o mês desde Em setembro, os preços variaram apenas 0,08%. Em outubro de 2015, a taxa foi de 0,82%. Nos 12 meses últimos meses, a inflação ficou em 7,87% - ficando pela primeira vez abaixo dos 8% desde fevereiro de 2015 (7,7%). No acumulado do ano, o resultado é de 5,78%. Estatística (IBGE). É a maior da série da Pnad, que teve início no primeiro trimestre de A taxa aumentou em relação à registrada no trimestre anterior, de março a maio, quando ficou em 11,2%, e em comparação à relativa ao trimestre encerrado em agosto de 2015, que atingiu 8,7%. De junho a agosto deste ano, havia 12 milhões de desocupados no Brasil, de acordo com o IBGE. O número representa uma alta de 5,1% sobre o trimestre de março a maio de 2016 e de 36,6% diante do mesmo período de Por outro lado, a população ocupada somou 90,1 milhões. Em comparação ao trimestre anterior, o contingente recuou 0,8% e em relação ao mesmo trimestre do ano passado, diminuiu 2,2%. O contingente de pessoas ocupadas continua em queda em ambos os períodos de comparação. Voltamos assim ao patamar de E em um ano, esse contingente perdeu cerca de 2 milhões de trabalhadores. DESEMPREGO: O desemprego ficou em 11,8% no trimestre encerrado em agosto, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e

6 Taxa de Juros Taxa SELIC: Confirmando a expectativa de muitos agentes econômicos o Banco Central, em reunião do COPOM, com muita cautela e informando que o ritmo de queda pode ser lento e gradual, reduziu em 0,25% a Taxa SELIC que é a taxa básica de juros da economia brasileira. Denota um pequeno alívio para uma economia mergulhada em sua pior recessão e um significativo e indesejado nível de inflação e que, a princípio, terá pequeno efeito sobre o conjunto da atividade econômica, notadamente no emprego que deve ser um dos últimos indicadores a iniciar um processo de reversão e melhoria.

7 Política: Foi dado o início da tramitação e aprovação, na Câmara Federal, da definição de um teto para os gastos públicos com base na inflação do ano anterior, o que gerou grande impacto positivo devido a ser um claro sinal para a reorganização das finanças públicas, tida como uma das principais causas do atual estágio da economia brasileira. Ainda teremos muitas volatilidades nestes 2 meses restantes para conclusão do ano de Acontecimentos no mercado externo e aspectos ligados a operação Lava- Jato podem ser os maiores contribuintes destas flutuações nos preços dos ativos. Vamos acompanhar. Até lá! Ronaldo Borges da Fonseca Paulina Costa Marques Medeiros Economista Economista CORECON nº ª Região/RN CORECON nº ª Região/MT

8

Senhores Conselheiros, Gestores e Membros do Comitê de Investimentos,

Senhores Conselheiros, Gestores e Membros do Comitê de Investimentos, CARTA ECONÔMICA Nº 01/2016 Senhores Conselheiros, Gestores e Membros do Comitê de Investimentos, Em janeiro de 2016 são divulgados dados completos de índices econômicos verificados em 2015. Dentre todos

Leia mais

PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho.

PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho. PME registra menor taxa de desemprego da série histórica para o mês de fevereiro, mas indica acomodação no mercado de trabalho. Segundo apuração da PME (Pesquisa Mensal do Emprego), realizada pelo IBGE,

Leia mais

ITABIRAPREV - INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE ITABIRA - MG. Relatório de Acompanhamento da Carteira de Investimentos Setembro De 2015

ITABIRAPREV - INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE ITABIRA - MG. Relatório de Acompanhamento da Carteira de Investimentos Setembro De 2015 Milhões ITABIRAPREV - INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DE ITABIRA - MG Relatório de Acompanhamento da Carteira de Investimentos Setembro De 215 R$ 12 R$ 1 R$ 8 R$ 6 R$ 4 R$ 2 R$ Evolução do Patrimônio no Ano 89,7

Leia mais

CENÁRIO ECONÔMICO PLANO UNIFICADO 2º TRI/2015

CENÁRIO ECONÔMICO PLANO UNIFICADO 2º TRI/2015 CENÁRIO ECONÔMICO PLANO UNIFICADO 2º TRIMESTRE DE 2015 1 CENÁRIO ECONÔMICO O segundo trimestre do ano de 2015 demonstrou uma aceleração da deterioração dos fatores macroeconômicos no Brasil, com aumento

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 28 de outubro de 2016

INFORME ECONÔMICO 28 de outubro de 2016 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS No Brasil, Banco Central sinalizou a manutenção do ritmo de corte para a próxima reunião. Nos Estados Unidos, o crescimento do PIB acelerou no terceiro trimestre. No Brasil,

Leia mais

RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS

RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS 1 Trimestre RESULTADOS OBTIDOS Saldos Financeiros Saldos Segregados por Planos (em R$ mil) PGA PB TOTAL CC FI DI/RF FI IRFM1 FI IMAB5 SUBTOTAL CC FI DI/RF FI IRFM1 FI IMAB5 SUBTOTAL

Leia mais

INDX apresenta alta de 2,67% em março

INDX apresenta alta de 2,67% em março INDX apresenta alta de 2,67% em março Dados de Março/11 Número 51 São Paulo O Índice do Setor Industrial (INDX), composto pelas ações mais representativas do segmento, encerrou o mês de março de 2010,

Leia mais

Disputa por vagas de emprego atinge pior nível em quase 10 anos

Disputa por vagas de emprego atinge pior nível em quase 10 anos Indicadores do Mercado de Trabalho Catho-Fipe / Informe Setembro de Disputa por vagas de emprego atinge pior nível em quase 10 anos Os indicadores Catho-Fipe de agosto mostram mais uma vez um cenário ruim

Leia mais

Cenários. Plano Milênio. Justificativa da Rentabilidade Mensal

Cenários. Plano Milênio. Justificativa da Rentabilidade Mensal Ano IV Edição: maio/2013 nº 33 Informações referentes à abril/2013 Cenários Cenário Internacional O sentimento dos investidores globais melhorou no último mês com a solução para a crise no Chipre e o melhor

Leia mais

1 a 15 de janeiro de 2015

1 a 15 de janeiro de 2015 1 a 15 de janeiro de 2015 As principais informações da economia mundial, brasileira e baiana INTRODUÇÃO Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia Diretoria de Indicadores e Estatísticas

Leia mais

16 a 31 de dezembro de 2014

16 a 31 de dezembro de 2014 16 a 31 de dezembro de 2014 As principais informações da economia mundial, brasileira e baiana INTRODUÇÃO Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia Diretoria de Indicadores e Estatísticas

Leia mais

Informativo de Mercado Mensal

Informativo de Mercado Mensal Informativo de Mercado Mensal Fevereiro/2016 DESTAQUES O mês de fevereiro/16 foi risk on. No plano internacional, o cenário mais consensual revela que o quadro macroeconômico global se tornou mais complexo

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P A B R I L, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 27 de maio de 2016 Crédito imobiliário alcança R$ 3,5 bilhões em abril

Leia mais

GRÁFICOS DE CONJUNTURA Volume I. Por João Sicsú e Ernesto Salles

GRÁFICOS DE CONJUNTURA Volume I. Por João Sicsú e Ernesto Salles GRÁFICOS DE CONJUNTURA Volume I Por João Sicsú e Ernesto Salles 1. O trabalhador perdeu rendimento porque houve inflação? É possível aferir o valor do ganho médio (ou habitual) de um trabalhador. A Pesquisa

Leia mais

Relatório Mercatto OABPREV RJ Fundo Multimercado

Relatório Mercatto OABPREV RJ Fundo Multimercado Relatório Mercatto OABPREV RJ Fundo Multimercado Abril/11 Sumário 1. Características do Fundo Política de Gestão Objetivo do Fundo Público Alvo Informações Diversas Patrimônio Líquido 2. Medidas Quantitativas

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE AGOSTO DE REGIÃO METROPOLITANA DE RECIFE Taxas de atividade e desocupação estáveis Em agosto de havia 3.081 mil pessoas em idade ativa na Região Metropolitana de Recife. Deste

Leia mais

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX

Renda Fixa: 88%[(78% [CDI+0,5%]+17% IMAB + 5%IMAB5)+12%(103%CDI)] Renda Variável Ativa = 100%(IBrx+6%) Inv. estruturados = IFM Inv. no exterior = BDRX Objetivo Os investimentos dos Planos Básico e Suplementar, modalidade contribuição definida, tem por objetivo proporcionar rentabilidade no longo prazo através das oportunidades oferecidas pelos mercados

Leia mais

IPES Índice de Preços ao Consumidor

IPES Índice de Preços ao Consumidor IPES Índice de Preços ao Consumidor Publicação mensal do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais IPC-IPES Índice de Preços ao Consumidor de Caxias do Sul Agosto de 2016 Agosto de 2016 UNIVERSIDADE

Leia mais

Relatório Mensal. Março. Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS

Relatório Mensal. Março. Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS Relatório Mensal 2011 Março Instituto de Previdência e Assistência do Município do Rio de Janeiro - PREVI-RIO DIRETORIA DE INVESTIMENTOS Composição da Carteira Ativos Mobiliários e Imobiliários 0,53% 39,27%

Leia mais

A Construção Civil destrói postos de trabalho em Setembro de 2016

A Construção Civil destrói postos de trabalho em Setembro de 2016 A Construção Civil destrói postos de trabalho em Setembro de 2016 Os dados de Setembro de 2016 do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) indicam destruição de vagas nas regiões analisadas,

Leia mais

ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 04/2014

ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 04/2014 ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 04/2014 Data: 27/02/2014 Participantes Efetivos: Edna Raquel Rodrigues Santos Hogemann Presidente, Valcinea Correia da Silva Assessora Especial,

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 22 de julho de 2016

INFORME ECONÔMICO 22 de julho de 2016 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS Na Europa, o BCE sinalizou que pode reavaliar as medidas de estímulos monetários nas próximas reuniões. No Brasil, o Copom considerou que não há espaço para flexibilizar

Leia mais

Mercado de trabalho enfrentou cenário difícil durante todo o ano de 2015

Mercado de trabalho enfrentou cenário difícil durante todo o ano de 2015 Mercado de trabalho enfrentou cenário difícil durante todo o ano de 2015 Neste edição especial do boletim Mercado de trabalho do CEPER-FUNDACE, serão comparados dados do Cadastro Geral de Empregados e

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE J ANE I R O DE 2004 REGIÕES METROPOLITANAS DE: RECIFE, SALVADOR, BELO HORIZONTE, RIO DE JANEIRO, SÃO PAULO e PORTO ALEGRE I) INTRODUÇÃO Para o primeiro

Leia mais

1 a 15 de agosto de 2015

1 a 15 de agosto de 2015 1 a 15 de agosto de 2015 As principais informações da economia mundial, brasileira e baiana INTRODUÇÃO Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia Diretoria de Indicadores e Estatísticas

Leia mais

Consultoria. Conjuntura Econômica e Perspectivas Setembro/2016. Juan Jensen

Consultoria. Conjuntura Econômica e Perspectivas Setembro/2016. Juan Jensen Consultoria Conjuntura Econômica e Perspectivas 2017-22 Setembro/2016 Juan Jensen jensen@4econsultoria.com.br PIB Confiança segue mostrando recuperação na margem, ainda que nível ainda seja baixo Estamos

Leia mais

ANÁLISE MENSAL - IPCA

ANÁLISE MENSAL - IPCA ANÁLISE MENSAL - IPCA Fevereiro/ 2015 O índice de fevereiro seguiu a tendência do mês anterior e apresentou crescimento bastante significativo nos preços. Com variação de 1,22%, a taxa supera a expectativa

Leia mais

Junho Divulgado em 15 de julho de 2015.

Junho Divulgado em 15 de julho de 2015. Junho - 2015 Divulgado em 15 de julho de 2015. ICVA REGISTRA CRESCIMENTO DE 1,9% PARA O VAREJO EM JUNHO O indicador é calculado a partir da receita de vendas do comércio varejista deflacionada pelo IPCA

Leia mais

Conjuntura Econômica do Brasil Fevereiro de 2013

Conjuntura Econômica do Brasil Fevereiro de 2013 1 Conjuntura Econômica do Brasil Fevereiro de 2013 Profa. Anita Kon 1 Último dado Dado Anterior Tend. PIB pm (1990=100) 2004 III. 12* 0,9 0,5 Δ Expectativas de mercado (% de crescimento anual) *** III.

Leia mais

TERMÔMETRO DE VENDAS Março/2016

TERMÔMETRO DE VENDAS Março/2016 TERMÔMETRO DE VENDAS Março/2016 Elaborado: Economia - Pesquisa & Mercado Equipe Técnica: Economista Ana Pala Bastos Estatística - Sarah Ribeiro Analista André Fernandes Técnico em Pesquisa - Amanda Santos

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004

Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Região Metropolitana do Rio de Janeiro Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 1 PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE MAIO DE 2004 REGIÃO

Leia mais

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE ALAGOAS

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE ALAGOAS SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO DE ALAGOAS Indicadores dos Níveis de Atividade e Emprego mantém tendência de retração na Indústria da Construção de Alagoas e do Nordeste no 4º Trimestre de 2015 4º TRI/2015

Leia mais

PIB. PIB Trimestral 3,9% 2,6% 2,3% 2,3%

PIB. PIB Trimestral 3,9% 2,6% 2,3% 2,3% PIB O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) divulgou nesta última sextafeira, 29 de Maio, os dados do Produto Interno Bruto (PIB) referentes ao primeiro trimestre de 2015. Análise preliminar

Leia mais

Cenário Macro Semanal

Cenário Macro Semanal Banco Central sinaliza maior rigor em relação ao avanço de preços Levando em consideração o cenário mais desfavorável ao arrefecimento da inflação e o maior rigor adotado pelo Banco Central nos recentes

Leia mais

Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016

Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Produto Interno Bruto Estado de São Paulo Fevereiro de 2016 Diretoria Adjunta de Análise e Disseminação de Informações Gerência de Indicadores Econômicos Em fevereiro de 2016, no acumulado de 12 meses,

Leia mais

Os desafios da economia. Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014

Os desafios da economia. Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014 Os desafios da economia Economista Ieda Vasconcelos Reunião CIC/FIEMG Outubro/2014 Os desafios da economia Correção dos rumos da política econômica. Muito mais do que necessidade: É inevitável. Sem ajustes:

Leia mais

Índice fipezap de preços de imóveis anunciados

Índice fipezap de preços de imóveis anunciados Preço médio de locação mostra queda nominal pelo sétimo mês consecutivo Das 9 cidades pesquisadas, 7 mostraram queda nominal na passagem entre outubro e novembro O Índice FipeZap de Locação, que acompanha

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P M A I O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S São Paulo, 28 de junho de 2016 Em maio, crédito imobiliário somou R$ 3,9 bilhões Poupança

Leia mais

ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 13/2015

ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 13/2015 ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 13/2015 Data: 07/07/2015 Participantes Efetivos: Wagner de Jesus Soares Presidente, Mariana Machado de Azevedo Economista, Rosangela Pereira

Leia mais

Investimentos na Duprev

Investimentos na Duprev Investimentos na Duprev Plano de Aposentadoria Duprev CD Contribuições Participantes + = aposentadoria Contribuições da empresa Saldo para Patrimônio Investido Perfis de Investimento Alternativas de aplicação

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P S E T E M B R O, 2 0 1 5 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 5,38 bilhões Saldo: R$ 498,7 bilhões

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 72 outubro de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 72 outubro de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 72 outubro de 2015 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise política e crise econômica no Brasil e suas repercussões no mundo 1 1. A crise econômica

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P J U N H O, 2 0 1 6 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 2,79 bilhões Saldo: R$ 493,3 bilhões Financiamentos

Leia mais

Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento Observatório de Políticas Econômicas 2016

Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento Observatório de Políticas Econômicas 2016 www.fdc.org.br Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento Observatório de Políticas Econômicas 2016 Indicadores da Economia Brasileira: Emprego e Rendimento Quadro-Resumo Taxa mensal de desemprego

Leia mais

ÍNDICE ASCENSÃO DAS MULHERES NO SETOR EMPREGO FORMAL... 03

ÍNDICE ASCENSÃO DAS MULHERES NO SETOR EMPREGO FORMAL... 03 CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE Nº 04 ABRIL 2016 1 ÍNDICE ASCENSÃO DAS MULHERES NO SETOR... 02 1 EMPREGO FORMAL... 03 1.1 SALDO MENSAL DE EMPREGO NA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DO PARÁ... 04 1.2 SALDO ANUAL

Leia mais

Cojuntura: Elevação do IPCA de outubro não modifica meta de inflação para 2005 nem deve interromper redução da taxa SELIC

Cojuntura: Elevação do IPCA de outubro não modifica meta de inflação para 2005 nem deve interromper redução da taxa SELIC Cojuntura: Elevação do IPCA de outubro não modifica meta de inflação para 2005 nem deve interromper redução da taxa SELIC O IPCA ( Índice de Preços ao Consumidor Amplo ) teve uma variação de 0,75% e mais

Leia mais

Macroeconomia, FDUNL Exercícios Escolha a resposta correcta de entre as alternativas colocadas.

Macroeconomia, FDUNL Exercícios Escolha a resposta correcta de entre as alternativas colocadas. Macroeconomia, FDUNL Exercícios 18.02.2015 O Que é a Macroeconomia? Escolha a resposta correcta de entre as alternativas colocadas. 1. Qual dos seguintes pontos não é um assunto essencialmente macroeconómico?

Leia mais

ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 01/2016

ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 01/2016 ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 01/2016 Data: 08/01/2016 Participantes Efetivos: Wagner de Jesus Soares Presidente, Mariana Machado de Azevedo Economista, Rosangela Pereira

Leia mais

Candidatos enfrentam a maior concorrência por vagas de trabalho em três anos

Candidatos enfrentam a maior concorrência por vagas de trabalho em três anos Candidatos enfrentam a maior concorrência por vagas de trabalho em três anos Mercado de trabalho continua gerando menos vagas enquanto a procura por emprego segue em alta Em junho de 2015, o número de

Leia mais

INFORME ECONÔMICO 1 de julho de 2016

INFORME ECONÔMICO 1 de julho de 2016 RESENHA SEMANAL E PERSPECTIVAS Na Europa, os líderes europeus sinalizaram que há pouco espaço para concessões ao Reino Unido. No Brasil, o banco central sugeriu estabilidade da Selic nas próximas reuniões.

Leia mais

ANO 3 NÚMERO 22 NOVEMBRO 2013 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO

ANO 3 NÚMERO 22 NOVEMBRO 2013 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO ANO 3 NÚMERO 22 NOVEMBRO 2013 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO 1 - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Prof. Flávio Riani O descalabro do quadro político brasileiro associado às recentes informações

Leia mais

Análise Mensal - PMC

Análise Mensal - PMC Análise Mensal - PMC Julho / 2016 Varejo tem pior julho da série histórica Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE, o volume das vendas do Varejo brasileiro voltou a ficar no negativo no mês

Leia mais

Comércio cria postos de trabalho no estado de SP, RARP e município de RP

Comércio cria postos de trabalho no estado de SP, RARP e município de RP Serviços foi o setor com o pior desempenho em Julho de 2016 Os dados de Julho de 2016 do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) continuam indicando baixo desempenho do mercado de trabalho.

Leia mais

CAMBUCI S.A. Resultado do 1º trimestre de Destaques Financeiros 1T Comentários da Administração

CAMBUCI S.A. Resultado do 1º trimestre de Destaques Financeiros 1T Comentários da Administração Resultado do 1º trimestre de 2016 São Paulo, 22 de junho de 2016 A CAMBUCI (BM&FBOVESPA: CAMB4), divulga o resultado acumulado em 1º trimestre de 2016. A s informações são apresentadas de forma consolidada

Leia mais

25/11/2016 IBGE sala de imprensa notícias PNAD 2015: rendimentos têm queda e desigualdade mantém trajetória de redução

25/11/2016 IBGE sala de imprensa notícias PNAD 2015: rendimentos têm queda e desigualdade mantém trajetória de redução PNAD 2015: rendimentos têm queda e desigualdade mantém trajetória de redução fotos saiba mais De 2014 para 2015, houve, pela primeira vez em 11 anos, queda nos rendimentos reais (corrigidos pela inflação).

Leia mais

André Urani (aurani@iets.inf.br)

André Urani (aurani@iets.inf.br) Um diagnóstico socioeconômico do Estado de a partir de uma leitura dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do IBGE (1992-4) André Urani (aurani@iets.inf.br) Maceió, dezembro de 5 Introdução

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P N O V E M B R O, 2 0 1 5 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 962 milhões Saldo: R$ 501,2 bilhões Financiamentos

Leia mais

Curso técnico Integrado de Administração

Curso técnico Integrado de Administração Curso técnico Integrado de Administração Inflação Inflação é a queda do valor de mercado ou poder de compra do dinheiro. Porém, é popularmente usada para se referir ao aumento geral dos preços. Medir a

Leia mais

Volume de Vendas do Varejo Ampliado Acumulado em 12 meses em relação aos 12 meses anteriores. dez/14. set/16. mar/14. dez/13.

Volume de Vendas do Varejo Ampliado Acumulado em 12 meses em relação aos 12 meses anteriores. dez/14. set/16. mar/14. dez/13. dez/11 mar/12 jun/12 set/12 dez/12 mar/13 jun/13 set/13 mar/14 set/14 mar/15 set/15 mar/16 set/16 Monitor Econômico ASSESSORIA ECONÔMICA Dados divulgados entre 09 e 13 de janeiro Comércio (PMC) Entre outubro

Leia mais

Cresce número de acordos salariais com aumento real para trabalhador - 21/08/ Mercado - Folh...

Cresce número de acordos salariais com aumento real para trabalhador - 21/08/ Mercado - Folh... 1 de 5 25/08/2014 09:31 Cresce número de acordos salariais com aumento real para trabalhador CLAUDIA ROLLI DE SÃO PAULO 21/08/2014 09h40 O número de acordos salariais que terminaram com reajuste acima

Leia mais

Conjuntura Nacional e Internacional Escola Florestan Fernandes, Guararema, 3 de julho de º. PLENAFUP

Conjuntura Nacional e Internacional Escola Florestan Fernandes, Guararema, 3 de julho de º. PLENAFUP Conjuntura Nacional e Internacional Escola Florestan Fernandes, Guararema, 3 de julho de 2015 5º. PLENAFUP Economia Brasileira I.54 - Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) Período Índice

Leia mais

Volume Total de Crédito

Volume Total de Crédito Parte I Volume de Crédito A) Recursos Livres e Recursos Direcionados Período R$ milhões Variação % Junho2005 535.594 Junho2015 3.102.172 490,2% Volume Total de Crédito 4.000.000 2.000.000 R$ milhões B)

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA MUNICIPAL DE NOVA PRATA RS RELATÓRIO BIMESTRAL 01/204 JANEIRO E FEVEREIRO DE 2014

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA MUNICIPAL DE NOVA PRATA RS RELATÓRIO BIMESTRAL 01/204 JANEIRO E FEVEREIRO DE 2014 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA MUNICIPAL DE NOVA PRATA RS RELATÓRIO BIMESTRAL 01/204 JANEIRO E FEVEREIRO DE 2014 Como Presidente e Gestora do Instituto de Previdência

Leia mais

PIB Produto Interno Bruto

PIB Produto Interno Bruto CARTA ECONÔMICA Nº 11/2015 Senhores Conselheiros, Gestores e Membros do Comitê de Investimentos, No atual momento econômico vem surgindo a dúvida se o Brasil está em recessão ou em depressão. Se por recessão

Leia mais

Impactos da Crise Mundial sobre a Economia Brasileira

Impactos da Crise Mundial sobre a Economia Brasileira Impactos da Crise Mundial sobre a Economia Brasileira Centro das Indústrias do Estado de São Paulo - CIESP Campinas (SP) 29 de julho de 2009 1 CIESP Campinas - 29/07/09 Crise de 2008 breve histórico Início:

Leia mais

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Análise Setorial Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Dezembro de 2014 Sumário 1. Perspectivas do Cenário Econômico em 2015... 3 2. Balança Comercial no Ano de 2014... 4 3.

Leia mais

Sexta-Feira, 21 de outubro de 2016

Sexta-Feira, 21 de outubro de 2016 Sexta-Feira, 21 de outubro de 2016 Bom dia, "Prévia" da inflação oficial recua. Já com relação ao IPCA-15 (indicador que tem a mesma metodologia do IPCA que por sua vez reflete a inflação oficial do país,

Leia mais

5. NÍVEL DE ATIVIDADE ECONÔMICA. Álvaro Alves de Moura Jr.

5. NÍVEL DE ATIVIDADE ECONÔMICA. Álvaro Alves de Moura Jr. 98 5. NÍVEL DE ATIVIDADE ECONÔMICA Álvaro Alves de Moura Jr. O principal destaque na análise do nível de atividade econômica se refere à mudança na metodologia do cálculo do PIB, que passou a incluir informações

Leia mais

COMENTÁRIOS. Em maio o emprego industrial ficou praticamente estável frente ao mês

COMENTÁRIOS. Em maio o emprego industrial ficou praticamente estável frente ao mês COMENTÁRIOS PESSOAL OCUPADO ASSALARIADO Em maio o emprego industrial ficou praticamente estável frente ao mês imediatamente anterior (-0,1%), na série livre de influências sazonais, após recuo de 0,3%

Leia mais

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Indicadores CNI ISSN 2317-7322 Ano 7 Número 3 março de SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Condições financeiras pioram no primeiro trimestre A indústria da construção tem sido fortemente impactada pela atual

Leia mais

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO

SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Indicadores CNI ISSN 2317-7322 Ano 5 Número 12 Dezembro de SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Dificuldades da construção se ampliam no fim de O quadro de desaquecimento na indústria da construção, que já

Leia mais

JPP CAPITAL FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ /

JPP CAPITAL FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ / JPP CAPITAL FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ 17.216.625/0001-98 RELATÓRIO DO ADMINISTRADOR 2º SEMESTRE/2015 1 SUMÁRIO I. DESCRIÇÃO DOS NEGÓCIOS REALIZADOS NO SEMESTRE... 3 II. PROGRAMA DE INVESTIMENTOS

Leia mais

Impactos da redução dos investimentos do setor de óleo e gás no PIB

Impactos da redução dos investimentos do setor de óleo e gás no PIB Impactos da redução dos investimentos do setor de óleo e gás no PIB 21 Outubro 2015 1. Apresentação Diversos fatores têm impactado o crescimento econômico do Brasil desde 2014. A mudança nos preços das

Leia mais

ECONOMIA A informação que fala direto ao seu bolso 29 de Junho de 2015

ECONOMIA  A informação que fala direto ao seu bolso 29 de Junho de 2015 Associação Brasileira de Supermercados Nº53 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 29 de Junho de 2015 Estáveis, vendas crescem 0,34% na comparação anual Vendas do setor mantêm

Leia mais

Construção encerra o semestre em crescimento

Construção encerra o semestre em crescimento SONDAGEM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO Informativo da Confederação Nacional da Indústria Ano 2 Número 6 junho de 2011 www.cni.org.br Destaques Análise Econômica Indústria da construção retoma ritmo de crescimento

Leia mais

Observatório das Micro e Pequenas Empresas Maranhenses - Emprego

Observatório das Micro e Pequenas Empresas Maranhenses - Emprego Monitoramento do Emprego Formal nas MPE Maranhenses Agosto de 215 Emprego Formal 1 Guinada negativa do mercado de trabalho formal se aprofundou em junho Em junho de 215, o saldo entre admissões e demissões

Leia mais

INDX apresenta estabilidade em abril

INDX apresenta estabilidade em abril 1-2- 3-4- 5-6- 7-8- 9-10- 11-12- 13-14- 15-16- 17-18- 19-20- 21-22- 23-24- 25-26- 27-28- 29-30- INDX INDX ANÁLISE MENSAL INDX apresenta estabilidade em abril Dados de Abril/11 Número 52 São Paulo O Índice

Leia mais

Cenário macroeconômico

Cenário macroeconômico Cenário macroeconômico 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016* 2017* TAXA DE CRESCIMENTO DO PIB DO MUNDO (SOMA DOS PIBs OBTIDA PELA PARIDADE DO PODER DE COMPRA) 1980 - Título 2011 FONTE: FMI. ELABORAÇÃO E

Leia mais

ECONOMIA. Vendas do setor acumulam crescimento de 2,05% Nº40. Associação Brasileira de Supermercados. Renda e emprego mantêm crescimento do setor

ECONOMIA. Vendas do setor acumulam crescimento de 2,05% Nº40. Associação Brasileira de Supermercados. Renda e emprego mantêm crescimento do setor Associação Brasileira de Supermercados Nº40 ECONOMIA www.abras.com.br A informação que fala direto ao seu bolso 27 de Maio de 2014 Vendas do setor acumulam crescimento de 2,05% Em abril, as vendas reais

Leia mais

Trabalho. Mercado BOLETIM. Ribeirão Preto/SP. Prof. Dr. Sergio Naruhiko Sakurai Gabriel Tamancoldi Couto e Jenifer Barbosa

Trabalho. Mercado BOLETIM. Ribeirão Preto/SP. Prof. Dr. Sergio Naruhiko Sakurai Gabriel Tamancoldi Couto e Jenifer Barbosa Ano III Mai/ Criação líquida empregos é positiva em março, mas mercado trabalho segue frágil Os dados março do Cadastro Geral Empregados e Desempregados (CAGED) mostram um mercado trabalho ainda com sinais

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Rio de Janeiro Balanço de 2011

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Rio de Janeiro Balanço de 2011 GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Rio de Janeiro Balanço de 2011 NOTA CONJUNTURAL DO OBSERVATÓRIO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, FEVEREIRO DE 2012 08 2012 O ano de 2011 foi marcado

Leia mais

COMENTÁRIOS comércio varejista comércio varejista ampliado

COMENTÁRIOS comércio varejista comércio varejista ampliado COMENTÁRIOS Em junho de 2015, o comércio varejista nacional registrou variação de -0,4% no volume de vendas frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, quinta taxa negativa

Leia mais

Carta Mensal Novembro 2015

Carta Mensal Novembro 2015 Canvas Classic FIC FIM (nova razão social do Peninsula Hedge FIC FIM) Ao longo de novembro, a divergência na direção da política monetária conduzida pelos dois mais relevantes bancos centrais do mundo

Leia mais

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF. Intenção de Consumo das Famílias

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF. Intenção de Consumo das Famílias Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ICF Intenção de Consumo das Famílias Núcleo de Estudos Estratégicos Fecomércio SC Março de 2016 SUMÁRIO EMPREGO, REN DA E CONSUMO ATUAIS...

Leia mais

Informe Econômico N 1

Informe Econômico N 1 Gerente de Relações Institucionais: Sheila Tussi da Cunha Barbosa Analista de Relações Institucionais: Cláudia Fernanda Silva Almeida Assistente Administrativa: Quênia Adriana Camargo Ferreira Estagiários:

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DA PESQUISA FOCUS RELATÓRIO DE MERCADO

ACOMPANHAMENTO DA PESQUISA FOCUS RELATÓRIO DE MERCADO Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ACOMPANHAMENTO DA PESQUISA FOCUS RELATÓRIO DE MERCADO 16 de dezembro de 2016 Equipe Técnica Fernando Honorato Barbosa Economista Chefe Economistas: Ana Maria

Leia mais

Mercados emergentes precisam fazer mais para continuar a ser os motores do crescimento global

Mercados emergentes precisam fazer mais para continuar a ser os motores do crescimento global Mercados emergentes precisam fazer mais para continuar a ser os motores do crescimento global de janeiro de 1 Por Min Zhu Em nossa Reunião Anual de outubro de 13, travamos um longo debate sobre as perspectivas

Leia mais

Economia brasileira: Crise à vista

Economia brasileira: Crise à vista Boletim Econômico Edição nº 01 agosto de 2013 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Economia brasileira: Crise à vista Comportamento da inflação ditará o futuro político do país

Leia mais

30 de agosto de 2016 Local: São Paulo. Debate. Macroeconomia

30 de agosto de 2016 Local: São Paulo. Debate. Macroeconomia 30 de agosto de 2016 Local: São Paulo Debate Macroeconomia Índice Apresentação 3 Conheça o comitê 4 Cenário político-econômico 5 Recuperação gradual 6 Ajuste fiscal 8 Projeções 12 Apresentação Diante Especialistas

Leia mais

Em 2016, trabalhadores lutarão por emprego, renda e em defesa da Previdência pública

Em 2016, trabalhadores lutarão por emprego, renda e em defesa da Previdência pública Boletim Econômico Edição nº 7 janeiro de 1 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Em 1, trabalhadores lutarão por emprego, renda e em defesa da Previdência pública 1 I - Balanço econômico

Leia mais

Conjuntura da Construção n.º 76 junho / 2014 CONSTRUÇÃO CAI 6% NO 1.º TRIMESTRE COM PERSPETIVAS MAIS FAVORÁVEIS PARA O 2.

Conjuntura da Construção n.º 76 junho / 2014 CONSTRUÇÃO CAI 6% NO 1.º TRIMESTRE COM PERSPETIVAS MAIS FAVORÁVEIS PARA O 2. Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Conjuntura da Construção n.º 76 junho

Leia mais

ABRIL DE Taxa de desemprego mantém-se praticamente estável

ABRIL DE Taxa de desemprego mantém-se praticamente estável MERCADO DE TRABALHO DO DISTRITO FEDERAL Ano 21 - Número 04 ABRIL DE 2012 Taxa de desemprego mantém-se praticamente estável Em abril, a Pesquisa de Emprego e Desemprego captou relativa estabilidade da taxa

Leia mais

Desafios e Perspectivas da Economia Brasileira

Desafios e Perspectivas da Economia Brasileira Desafios e Perspectivas da Economia Brasileira 39º Prêmio Exportação Rio Grande do Sul - 2011 Alexandre Tombini Presidente do Banco Central do Brasil 20 de Junho de 2011 Conquistas da Sociedade Brasileira

Leia mais

2 MERCADO DE TRABALHO

2 MERCADO DE TRABALHO 2 MERCADO DE TRABALHO SUMÁRIO Ao longo dos primeiros meses de 2014, o mercado de trabalho revela um cenário de acomodação, que conjuga estabilidade da taxa de desemprego em baixo patamar e desaceleração

Leia mais

IPCA, inflação livre, administrados e projeção Carta Aberta. Acumulado em doze meses. Jan Mar Mai Jul Set Nov Jan Mar Mai Jul Set Nov Jan Mar Mai

IPCA, inflação livre, administrados e projeção Carta Aberta. Acumulado em doze meses. Jan Mar Mai Jul Set Nov Jan Mar Mai Jul Set Nov Jan Mar Mai IPCA: Inércia, Câmbio, Expectativas e Preços Relativos Este boxe examina o comportamento recente do IPCA, a partir da contribuição dos principais fatores que explicam sua dinâmica, com destaque para a

Leia mais

Brasil está quase na lanterna do ranking mundial de crescimento do PIB País ocupa a 31ª posição da lista de 34 nações, que é liderada pela China

Brasil está quase na lanterna do ranking mundial de crescimento do PIB País ocupa a 31ª posição da lista de 34 nações, que é liderada pela China Brasil está quase na lanterna do ranking mundial de crescimento do PIB País ocupa a 31ª posição da lista de 34 nações, que é liderada pela China Matéria publicada em 29 de Novembro de 2014 SÃO PAULO -

Leia mais

RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS. Outubro de 2015

RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS. Outubro de 2015 RELATÓRIO DE INVESTIMENTOS Outubro de 2015 1 RESULTADOS DOS INVESTIMENTOS 1.1. Saldos Financeiros Saldos Segregados por Planos (em R$ mil) DATA CC FI DI/RF PGA FI IRFM1 FI IMAB5 SUBTOTAL CC FI DI/RF FI

Leia mais

BLUMENAU: SITUAÇÃO FINANCEIRA A economia dos municípios depende do cenário nacional

BLUMENAU: SITUAÇÃO FINANCEIRA A economia dos municípios depende do cenário nacional BLUMENAU: SITUAÇÃO FINANCEIRA A economia dos municípios depende do cenário nacional - A arrecadação municipal (transferências estaduais e federais) vem crescendo abaixo das expectativas desde 2013. A previsão

Leia mais

CENÁRIO ECONÔMICO BRASILEIRO EM TEMPOS DE CRISE. Marcelo Barros Amanda Aires

CENÁRIO ECONÔMICO BRASILEIRO EM TEMPOS DE CRISE. Marcelo Barros Amanda Aires CENÁRIO ECONÔMICO ASILEIRO EM TEMPOS DE CRISE Marcelo Barros Amanda Aires SUMÁRIO Breve retrospectiva Demanda agregada Oferta agregada Crise política (contexto econômico) Emprego Análise de cenários PIB

Leia mais

III. Mercado Financeiro e de Capitais. Taxas de juros reais e expectativas de mercado

III. Mercado Financeiro e de Capitais. Taxas de juros reais e expectativas de mercado III Mercado Financeiro e de Capitais Taxas de juros reais e expectativas de mercado Os riscos de maior pressão inflacionária vigentes no início de concorreram para as decisões do Copom sobre a taxa básica

Leia mais