LEI Nº , DE VELHAS NOVIDADES E NOVOS PROBLEMAS. Ricardo Carneiro

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEI Nº , DE VELHAS NOVIDADES E NOVOS PROBLEMAS. Ricardo Carneiro"

Transcrição

1 LEI Nº , DE VELHAS NOVIDADES E NOVOS PROBLEMAS Ricardo Carneiro

2

3 youtu.be/_zmuohub3wo.webloc

4 HISTÓRICO E ESTRUTURA DA LEGISLAÇÃO FLORESTAL BRASILEIRA

5 QUATRO GRANDES NORMATIVAS FLORESTAIS NO PLANO NACIONAL LEI FLORESTAIS BRASILEIRAS Decreto nº 4.421/1921 Decreto nº /1934 Lei nº 4.771/ 1965 e alterações Lei nº / 2012

6 DECRETO Nº 4.421/1921 FLORESTAS PROTETORAS = A SEREM DEFINIDAS POR REGULAMENTO HORTOS FLORESTAIS = PARA ESTUDOS DE ESPÉCIES PARA PLANTIO E FORMAÇÃO DE MATAS FLORESTAS MODELOS = PARA ESTUDOS NAS ESCOLAS SILVICULTURA SERVIÇO FLORESTAL DO BRASIL RESERVAS FLORESTAIS = TERRAS PÚBLICAS UNIÃO E ESTADOS PARQUES NACIONAIS = PROTEGER FLORESTAS VIRGENS

7 DECRETO Nº /1934 FLORESTAS PROTETORAS = APPs POR ATO DECLARATÓRIO PRIMEIRO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO REMANESCENTES = PARQUES, ESPÉCIES PRECIOSAS E BOSQUES DE GOZO PÚBLICO FLORESTAS MODELOS = FLORESTAS PLANTADAS DE RENDIMENTO = DEMAIS CATEGORIAS DE FLORESTAS PARQUES NACIONAIS = MONUMENTOS PÚBLICOS NATURAIS

8 LEI 4.771/1965 LEI Nº 7.511/1986 ELASTECEU AS FAIXAS DE APP LEI 7.803/1989 ADAPTOU O CÓDIGO À CR/1988, À CRIAÇÃO DO IBAMA E CRIOU A OBRIGATORIEDADE DE AVERBAÇÃO DA RESERVA LEGAL SÉRIE DE MEDIDAS PROVISÓRIAS ENCERRADA COM A MP Nº /2001

9 LEI /2012 NOVO CÓDIGO FLORESTAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 571/2012 LEI Nº /2012 DECRETO Nº 7.830/2012 CAR

10 LEGISLAÇÃO FLORESTAL MINAS GERAIS LEI Nº /1991 LEI Nº /2002 MG LEI Nº /2013???

11 LEGISLAÇÃO FLORESTAL EVOLUÇÃO DE SEUS OBJETIVOS DEC. Nº /1934 LEI Nº 4.771/1965 CONSERVAÇÃO DAS FLORESTAS PARA GARANTIA DE RENDIMENTO PERMANENTE DESENVOLIMENTO DA INDÚSTRIA DE BASE FLORESTAL E INCENTIVO À FORMAÇÃO DE FLORESTAS HOMOGÊNEAS NORMAS PROTETIVAS DE FLORESTAS E DA DEMAIS FORMAS DE VEGETAÇÃO NATURAL, INCLUSIVE NAS CIDADES MUTAÇÃO

12 CÓDIGO FLORESTAL ELEMENTOS ESTRUTURANTES Lei nº 4.771/1965 DEFINIÇÃO E REGIME JURÍDICO DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DINÂMICA DA RESERVA LEGAL DISCIPLINA SECUNDÁRIA DA SUPRESSÃO E USO DOS RECURSOS FLORESTAIS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO => LEI Nº 9.985/2000

13 LEI Nº /2012 OBJETIVO FUNDAMENTAL CONSOLIDA AS OCUPAÇÕES ATÉ DIFICULTA NOVOS DESMATAMENTOS CONSOLIDAR A SITUAÇÃO ATUAL DO USO DAS FLORESTAS E DEMAIS FORMAS DE VEGETAÇÃO NATIVA

14 LEI Nº /2012 ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE DISCIPLINA MAIS ABRANGENTE DA SUPRESSÃO VEGETAL RESERVA LEGAL EIXOS FUNDAMENTAIS FLEXIBILIZAÇÃO EM ÁREAS URBANAS CADASTRO AMBIENTAL RURAL PROGRAMA DE REGULARIZAÇÃO AMBIENTAL

15

16 LEI Nº /2012 MINERAÇÃO ENERGIA FOCO NO PRODUTOR RURAL INFRAESTRU- TURA EM GERAL FOCO APENAS RESIDUAL NAS DEMAIS ATIVIDADES QUE FAZEM USO DOS RECURSOS FLORESTAIS E TÊM INTERFACES COM AS ÁREAS PROTEGIDAS

17 Após tanta discussão, envolvimento político e repercussão midiática, a pergunta que não quer calar: O que teria sido substancialmente modificado pela nova Lei Florestal? Pouco muda em termos gerais e estruturais, já que a Lei promoveu, em essência, ajustes pontuais para adequação de situações de fato às diretrizes traçadas pela legislação ambiental brasileira.

18

19

20

21

22

23

24

25

26 CRÍTICAS DE AMBIENTALISTAS E DO MINISTÉRIO PÚBLICO a) CONSOLIÇÃO DE INTERVENÇÕES ILÍCITAS: a consolidação reduz os encargos de recuperação e viola disposições constitucionais; b) REDUÇÃO DAS APPs DOS CURSOS D ÁGUA: borda da calha do leito regular; c) ALTERA OS CRITÉRIOS DE PROTEÇÃO DE TOPOS DE MORRO; d) PERMITE DEPÓSITOS DE RESÍDUOS E ATIVIDADES ESPORTIVAS EM APP; e) FRAGILIZA A PROTEÇÃO DAS NASCENTES INTERMITENTES; f) DISPENSA RESERVA LEGAL EM PROPRIEDADES UTILIZADAS PARA ABASTECIMENTO DE ÁGUA, TRATAMENTO DE ESGOTO, GERAÇÃO, TRANSMISSÃO DE ENERGIA, RODOVIAS E FERROVIAS;

27 CRÍTICAS DE AMBIENTALISTAS E DO MINISTÉRIO PÚBLICO g) DISPENSA A RECUPERAÇÃO DE RESERVA LEGAL DEGRADADA COM ATÉ 4 MÓDULOS FISCAIS; h) PERMITE RECOMPOSIÇÃO DA RL COM ESPÉCIES EXÓTICAS OU SUA COMPENSAÇÃO EM OUTROS ESTADOS; i) DESOBRIGA A AVERBAÇÃO DA RL ATÉ A IMPLEMENTAÇÃO DO CAR; j) PERMITE O CÔMPUTO DA APP NO PERCENTUAL DA RESERVA LEGAL; l) ANISTIA INFRAÇÕES ADMINISTRATIVAS E CRIMES AMBIENTAIS: proíbe autuações por infrações cometidas até e suspende/extingue a punibilidade dos crimes previstos nos art. 38, 39 e 48 da Lei de Crimes Ambientais.

28 PRINCÍPIO DA PROIBIÇÃO DO RETROCESSO CLÁUSULAS PÉTREAS CONSTITUCIONAIS RESTRIÇÕES AO PODER DE EMENDAR A CONSTITUIÇÃO O QUE É RETROCESSO OU AVANÇO SOCIAL? REGRAS ORDENADORAS CONSTITUCIONAIS PARA ALTERAÇÃO DAS LEIS E DESAFETAÇÃO DE ESPAÇOS PROTEGIDOS Uma vez obtido um determinado grau de realização dos direitos fundamentais, eles passam a constituir, simultaneamente, uma garantia institucional e um direito subjectivo

29 LEI Nº /2013 AVANÇA PARA ALÉM DA LEI Nº /2012 PERMITE A AMPLIAÇÃO DO ROL DE ATIVIDADES DE UTILIDADE PÚBLICA E INTERESSE SOCIAL INCORPORA REGRAS VETADAS PELA PRESIDENTE: APP DE RESERVATÓRIOS ARTIFICIAIS DETALHA REGRAS AFETAS AO PACUERA AMPLIA O ROL DE ATIVIDADES EVENTUAIS E DE BAIXO IMPACTO INTRODUZ O RESPEITO À OCUPAÇÃO CONSOLIDADA EM ÁREA URBANA DISPENSA RESERVA LEGAL PARA PROJETOS DE DISPOSIÇÃO DE RESÍDUOS E AQUICULTURA DISPENSA RESERVA LEGAL PARA IMÓVEIS UTILIZADOS PARA INFRAESTURA PÚBLICA: TRANSPORTE, EDUCAÇÃO E SAÚDE PREVÊ A REALOCAÇÃO DA RESERVA LEGAL RESSALVA A PESQUISA MINERAL MESMO DIANTE DA AUSÊNCIA DA RL PREVÊ COMPENSAÇÃO FLORESTAL ESPECÍFICA PARA EMPREENDIMENTOS MINERÁRIOS QUE SUPRIMA VEGETAÇÃO

LEI Nº 12.651, DE 15.05.2012 LEI ESTADUAL Nº 20.922, DE 16.10.2013 CONFLITOS ENTRE A LEI FLORESTAL MINEIRA E O NOVO CÓDIGO FLORESTAL

LEI Nº 12.651, DE 15.05.2012 LEI ESTADUAL Nº 20.922, DE 16.10.2013 CONFLITOS ENTRE A LEI FLORESTAL MINEIRA E O NOVO CÓDIGO FLORESTAL LEI Nº 12.651, DE 15.05.2012 LEI ESTADUAL Nº 20.922, DE 16.10.2013 CONFLITOS ENTRE A LEI FLORESTAL MINEIRA E O NOVO CÓDIGO FLORESTAL Ricardo Carneiro youtu.be/_zmuohub3wo.webloc HISTÓRICO E ESTRUTURA

Leia mais

(PROGRAMA DE REGULARIZAÇÃO AMBIENTAL NO MATO GROSSO)

(PROGRAMA DE REGULARIZAÇÃO AMBIENTAL NO MATO GROSSO) GUIA PRA (PROGRAMA DE REGULARIZAÇÃO AMBIENTAL NO MATO GROSSO) Este guia de perguntas e respostas tem o objetivo de ser um manual para orientar o produtor rural na adequação de sua propriedade ao novo Código

Leia mais

A ECO-92 resultou na elaboração dos seguintes documentos oficiais: A Carta da Terra;

A ECO-92 resultou na elaboração dos seguintes documentos oficiais: A Carta da Terra; A ECO-92 resultou na elaboração dos seguintes documentos oficiais: A Carta da Terra; três convenções Biodiversidade, Desertificação e Mudanças climáticas; uma declaração de princípios sobre florestas;

Leia mais

Quais as vantagens em aderir ao PRA? Multas antes de julho de 2008 serão realmente suspensas?

Quais as vantagens em aderir ao PRA? Multas antes de julho de 2008 serão realmente suspensas? Quais as vantagens em aderir ao PRA? Multas antes de julho de 2008 serão realmente suspensas? Quais as vantagens em aderir ao PRA? Continuidade das ATIVIDADES AGROSSILVIPASTORIS, de ecoturismo e de turismo

Leia mais

Esta iniciativa reafirma o compromisso do Sistema FAEMG com a proteção da natureza. Carlos Alberto Assessoria de Meio Ambiente do SISTEMA FAEMG

Esta iniciativa reafirma o compromisso do Sistema FAEMG com a proteção da natureza. Carlos Alberto Assessoria de Meio Ambiente do SISTEMA FAEMG Esta iniciativa reafirma o compromisso do Sistema FAEMG com a proteção da natureza. Carlos Alberto Assessoria de Meio Ambiente do SISTEMA FAEMG PROGRAMA NOSSO AMBIENTE SISTEMA FAEMG OBJETIVO Água, solo

Leia mais

O NOVO CÓDIGO FLORESTAL Lei nº /2012

O NOVO CÓDIGO FLORESTAL Lei nº /2012 O NOVO CÓDIGO FLORESTAL Lei nº. 12.651/2012 BRASIL 8.514.876,599 km² 26 Estados e DF 5.565 Municípios Fonte: www.cennysilva.blogspot.com Bioma Amazônia Bioma Cerrado Fonte: www.biologo.com.br Fonte: www.socerrado.com.br

Leia mais

NOVO CÓDIGO FLORESTAL DO ESTADO DE GOIÁS. Jordana Gabriel Sara Girardello Engenheira Agrônoma Consultora técnica SENAR

NOVO CÓDIGO FLORESTAL DO ESTADO DE GOIÁS. Jordana Gabriel Sara Girardello Engenheira Agrônoma Consultora técnica SENAR NOVO CÓDIGO FLORESTAL DO ESTADO DE GOIÁS Jordana Gabriel Sara Girardello Engenheira Agrônoma Consultora técnica SENAR NOVO CÓDIGO FLORETAL BRASILEIRO Lei 12.651 / 2012 Dispõe sobre a proteção da vegetação

Leia mais

Cadastro Ambiental Rural CAR. Eng.ª Karine Rosilene Holler - AMVALI

Cadastro Ambiental Rural CAR. Eng.ª Karine Rosilene Holler - AMVALI Cadastro Ambiental Rural CAR Eng.ª Karine Rosilene Holler - AMVALI Legislação Lei Federal n 12.651/2012 - Código Florestal; Decreto Federal n 7.830/2012 - Dispõe sobre o Sistema de Cadastro Ambiental Rural;

Leia mais

Novo Código Florestal: produção agropecuária e a sustentabilidade. Moisés Savian

Novo Código Florestal: produção agropecuária e a sustentabilidade. Moisés Savian Novo Código Florestal: produção agropecuária e a sustentabilidade Moisés Savian Esteio, 31 de agosto de 2012 Código Florestal Política Agroambiental Normativa Estabelece normas gerais com o fundamento

Leia mais

50% NO / norte do CO 20% Cerrado 20% Demais 50% NO / norte MT 50% Cerrado NO/norte MT 80% NO e norte MT. 35% Cerrado na Amazônia 80% Amazônia

50% NO / norte do CO 20% Cerrado 20% Demais 50% NO / norte MT 50% Cerrado NO/norte MT 80% NO e norte MT. 35% Cerrado na Amazônia 80% Amazônia 1934 1965 1989 1996 2000 25% 20% NE/SE/S e sul do CO 50% NO / norte do CO 20% Cerrado 20% Demais 50% NO / norte MT 50% Cerrado NO/norte MT 80% NO e norte MT 20% Demais 35% Cerrado na Amazônia 80% Amazônia

Leia mais

50% NO / norte do CO 20% Cerrado 20% Demais 50% NO / norte MT 50% Cerrado NO/norte MT 80% NO e norte MT. 35% Cerrado na Amazônia 80% Amazônia

50% NO / norte do CO 20% Cerrado 20% Demais 50% NO / norte MT 50% Cerrado NO/norte MT 80% NO e norte MT. 35% Cerrado na Amazônia 80% Amazônia 1934 1965 1989 1996 2000 25% 20% NE/SE/S e sul do CO 50% NO / norte do CO 20% Cerrado 20% Demais 50% NO / norte MT 50% Cerrado NO/norte MT 80% NO e norte MT 20% Demais 35% Cerrado na Amazônia 80% Amazônia

Leia mais

CÓDIGO FLORESTAL: Avanços e Diretrizes do Sistema Ambiental Paulista. TRÊS ANOS DE CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO - ENCONTRO DE SÃO PAULO Maio/2015

CÓDIGO FLORESTAL: Avanços e Diretrizes do Sistema Ambiental Paulista. TRÊS ANOS DE CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO - ENCONTRO DE SÃO PAULO Maio/2015 CÓDIGO FLORESTAL: Avanços e Diretrizes do Sistema Ambiental Paulista TRÊS ANOS DE CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO - ENCONTRO DE SÃO PAULO Maio/2015 Atualizações sobre o SICAR-SP Sistema instituído em 05/06/2013

Leia mais

Prof. Pedro Brancalion

Prof. Pedro Brancalion Prof. Pedro Brancalion Impactos das mudanças de uso do solo Água - qualidade Água - quantidade Impactos das mudanças de uso do solo Solos e produção agrícola Impactos das mudanças de uso do solo Vidas

Leia mais

Disposições do Código Florestal Parte 2

Disposições do Código Florestal Parte 2 Instrumentos da legislação ambiental aplicáveis aos sistemas de infraestrutura Disposições do Código Florestal Parte 2 AUT 192 novembro de 2015 Principais determinações gerais do CF Florestas e demais

Leia mais

Instituto O Direito Por Um Planeta Verde Projeto "Direito e Mudanças Climáticas nos Países Amazônicos"

Instituto O Direito Por Um Planeta Verde Projeto Direito e Mudanças Climáticas nos Países Amazônicos Instituto O Direito Por Um Planeta Verde Projeto "Direito e Mudanças Climáticas nos Países Amazônicos" Tema: Desmatamento Legislação Federal Lei nº 4.771, de 15.09.1965, que institui o novo Código Florestal

Leia mais

Limites e potencialidades da legislação florestal Leonardo Papp

Limites e potencialidades da legislação florestal Leonardo Papp Limites e potencialidades da legislação florestal Leonardo Papp Doutorando em Direito Socioambiental (PUCPR) Mestre em Direito Ambiental (UFSC) Especialista em Direito Imobiliário (PUCPR) Professor de

Leia mais

O PRA em São Paulo SITUAÇÃO E PERSPECTIVAS 1 3 D E MAIO D E

O PRA em São Paulo SITUAÇÃO E PERSPECTIVAS 1 3 D E MAIO D E O PRA em São Paulo SITUAÇÃO E PERSPECTIVAS 1 3 D E MAIO D E 2 0 16 Principais pontos: Programa de parcerias para implantar o PRA Definição e aplicação de incentivos econômicos Complementar a regulamentação

Leia mais

Código Florestal Brasileiro

Código Florestal Brasileiro Direito Ambiental Prof. Dr. Thiago Leite Engenheiro Florestal (UnB-DF) Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais com ênfase em Educação Ambiental (UnB-DF) Doutorado em Ciências Florestais com ênfase

Leia mais

Prof. Guilhardes de Jesus Júnior, MSc.

Prof. Guilhardes de Jesus Júnior, MSc. RESERVA LEGAL FLORESTAL Aspectos jurídicos Prof. Guilhardes de Jesus Júnior, MSc. O QUE É A RESERVA LEGAL FLORESTAL? Segundo o Código Florestal (Lei 4.771/65), é a área localizada no interior de uma propriedade

Leia mais

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL GRUPO DE TRABALHO DESTINADO A ACOMPANHAR A IMPLEMENTAÇÃO DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL GRUPO DE TRABALHO DESTINADO A ACOMPANHAR A IMPLEMENTAÇÃO DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL GRUPO DE TRABALHO DESTINADO A ACOMPANHAR A IMPLEMENTAÇÃO DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL RELATÓRIO PRÉVIO 1 INTRODUÇÃO: Em 09 de maio próximo passado, a

Leia mais

Sumário. Introdução... 13

Sumário. Introdução... 13 Sumário Introdução... 13 Capítulo 1 Teoria Geral do Direito Agrário... 17 1.1 Aspectos históricos do direito agrário no Brasil... 17 1.1.1 Regime Sesmarial (1500 a 17/07/1822)... 18 1.1.2 Período Extra

Leia mais

Os Efeitos das Alterações do Código Florestal no Meio Urbano. Beto Moesch

Os Efeitos das Alterações do Código Florestal no Meio Urbano. Beto Moesch Os Efeitos das Alterações do Código Florestal no Meio Urbano Beto Moesch Advogado, Ambientalista, Consultor Ambiental e Secretário do Meio Ambiente de Porto Alegre - 2005/08 Direito ambiental-surge para

Leia mais

COMPENSAÇÕES AMBIENTAIS. Luciano Cota Diretor de Meio Ambiente Azurit Engenharia e Meio Ambiente

COMPENSAÇÕES AMBIENTAIS. Luciano Cota Diretor de Meio Ambiente Azurit Engenharia e Meio Ambiente COMPENSAÇÕES AMBIENTAIS Luciano Cota Diretor de Meio Ambiente Azurit Engenharia e Meio Ambiente POR QUE COMPENSAR? COMPENSAR (verbo transitivo direto) Equilibrar; balancear o efeito de uma coisa com outra;

Leia mais

CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO. Vetos publicados em 18/10/12 no D.O.U

CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO. Vetos publicados em 18/10/12 no D.O.U CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO Lei Nº 4.771/65 Lei nº 12.651/12 MP nº 571/12 PLV* 21/2012 Vetos publicados em 18/10/12 no D.O.U * Projeto de Lei de Conversão (PLV): Quando a medida provisória (MP) é alterada

Leia mais

CEFIR. Cadastro Estadual Ambiental Rural. Março.2013 SISEMA SISTEMA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE. Desafios e limitações

CEFIR. Cadastro Estadual Ambiental Rural. Março.2013 SISEMA SISTEMA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE. Desafios e limitações CEFIR Março.2013 SISEMA SISTEMA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE Contexto até 2011 Múltiplos deslocamentos do cidadão ao órgão ambiental; Atendimento presencial; Desafios e limitações Dificuldades de comunicação;

Leia mais

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR O QUE É CAR O Cadastro Ambiental Rural - CAR, é o registro público eletrônico de âmbito nacional, obrigatório para todos os imóveis rurais, com a finalidade

Leia mais

IMPACTOS DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL

IMPACTOS DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL IMPACTOS DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL Propostas e Processo Legislativo Proposta de alterações do Código Florestal Caso de SC concorrência de competências entre Federação e Estados Entraves no Poder Executivo:

Leia mais

Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambiental

Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambiental Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambiental Segundo a Lei Federal 12.651/2012, Decretos Federais 7.830/2012 e 8.235/2014 e Instrução Normativa MMA 02/2014 ESALQ Maio de 2014 Caroline

Leia mais

PROTEÇÃO DE NASCENTES. Pensando no amanhã

PROTEÇÃO DE NASCENTES. Pensando no amanhã PROTEÇÃO DE NASCENTES Pensando no amanhã Ciclo Hidrológico Nascentes de água Nascente sem acúmulo inicial Área de Preservação Permanente Área de Preservação Permanente Área destinada à Reserva Legal

Leia mais

Licenciamento Florestal: Biomas Mata Atlântica e Pampa

Licenciamento Florestal: Biomas Mata Atlântica e Pampa Licenciamento Florestal: Biomas Mata Atlântica e Pampa Diego Melo Pereira Eng. Agrônomo Msc. Chefe da Divisão de Flora (Licenciamento e Cadastro Florestal) SEMA/RS Lei Federal 11.428/2006 Art. 2 o Para

Leia mais

FAMURS Porto Alegre, 10 de maio de 2013

FAMURS Porto Alegre, 10 de maio de 2013 FAMURS Porto Alegre, 10 de maio de 2013 Marco legal CAR Instituído pela Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012 Art. 29. É criado o Cadastro Ambiental Rural - CAR, no âmbito do Sistema Nacional de Informação

Leia mais

CADASTRO AMBIENTAL RURAL

CADASTRO AMBIENTAL RURAL CADASTRO AMBIENTAL RURAL - Quais os conceitos que ainda deixam dúvidas - Como proceder em caso de desmembramento - Reserva Legal em área de expansão urbana - Dúvidas quanto à Reserva Legal averbada - Regeneração

Leia mais

BRASÍLIA/DF, 04 DE SETEMBRO DE NOVO CÓDIGO FLORESTAL 2. CAR

BRASÍLIA/DF, 04 DE SETEMBRO DE NOVO CÓDIGO FLORESTAL 2. CAR BRASÍLIA/DF, 04 DE SETEMBRO DE 2014 RESUMO: 1. NOVO CÓDIGO FLORESTAL 2. CAR 1 NÚMEROS, PROGRAMAS E INSTRUMENTOS 84 artigos 76 EXCEÇÕES - INV. GAS. 36 DECRETOS REGULAMENTARES - DECRETOS A PUBLICAR: CRA

Leia mais

Gestão das informações públicas sobre ocupação territorial Integração de cadastros públicos. Brasília/DF 09 de maio de 2017

Gestão das informações públicas sobre ocupação territorial Integração de cadastros públicos. Brasília/DF 09 de maio de 2017 Gestão das informações públicas sobre ocupação territorial Integração de cadastros públicos Brasília/DF 09 de maio de 2017 Boletins informativos do CAR Informações sobre a evolução das inscrições no CAR

Leia mais

SIMEXMIN 2012 A QUESTÃO AMBIENTAL NA MINERAÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS. Ricardo Carneiro

SIMEXMIN 2012 A QUESTÃO AMBIENTAL NA MINERAÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS. Ricardo Carneiro SIMEXMIN 2012 A QUESTÃO AMBIENTAL NA MINERAÇÃO E SUAS CONSEQUÊNCIAS Ricardo Carneiro APROVEITAMENTO DOS RECURSOS MINERAIS E DOS POTENCIAIS HIDRÁULICOS APROVEITAMENTO DOS RECURSOS MINERAIS E DOS POTENCIAIS

Leia mais

Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Dep. de Ciências Florestais

Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Dep. de Ciências Florestais Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Dep. de Ciências Florestais LCF1581 RECURSOS FLORESTAIS EM PROPRIEDADES AGRÍCOLAS AULA: CADASTRO AMBIENTAL RURAL Gestor Ambiental

Leia mais

2 Áreas de Preservação Permanente APPs. ATENÇÃO! A vegetação da APP deverá ser mantida!

2 Áreas de Preservação Permanente APPs. ATENÇÃO! A vegetação da APP deverá ser mantida! 2 Áreas de Preservação Permanente APPs CONCEITO: Considera-se APP a área, coberta ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica

Leia mais

folder_car_bbfinal.indd 1 20/11/ :05:29

folder_car_bbfinal.indd 1 20/11/ :05:29 folder_car_bbfinal.indd 1 20/11/2013 11:05:29 O que é? O Cadastro Ambiental Rural (CAR) é o registro público eletrônico das informações ambientais dos imóveis rurais. Objetivos? Promover a identificação

Leia mais

Código Florestal brasileiro

Código Florestal brasileiro II Silvitrop Simpósio de Silvicultura Tropical Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP Campus de Botucatu Código Florestal brasileiro Luiz César C Ribas Engenheiro Florestal. Professor

Leia mais

Seminário: Código Florestal e Sustentabilidade para jornalistas

Seminário: Código Florestal e Sustentabilidade para jornalistas Senado Federal Seminário: Código Florestal e Sustentabilidade para jornalistas professor gerd sparovek contato gerd@usp.br DF@181111 by sparovek Tópicos da apresentação Agropecuária/Conservação: situação

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Ciências Rurais CCR Departamento de Engenharia Rural - DER. CAR - Cadastro Ambiental Rural

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Ciências Rurais CCR Departamento de Engenharia Rural - DER. CAR - Cadastro Ambiental Rural Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Ciências Rurais CCR Departamento de Engenharia Rural - DER CAR - Cadastro Ambiental Rural SANTA MARIA - RS 2014 UNIDADE 3 - INTRODUÇÃO AOS PROJETOS AMBIENTAIS

Leia mais

Aula 05. O objetivo desse código é criar limitações administrativas leis para proteção das florestas.

Aula 05. O objetivo desse código é criar limitações administrativas leis para proteção das florestas. Turma e Ano: MASTER A 2015 Matéria / Aula: Direito Ambiental Código Florestal e concessão de florestas Professor: Luiz Jungstedt Monitora: Kathleen Feitosa Aula 05 NOVO CÓDIGO FLORESTAL Lei 12.651/12 O

Leia mais

QUADRO RESUMO DA LEI /12 ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE

QUADRO RESUMO DA LEI /12 ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE CÓDIGO FLORESTAL QUADRO RESUMO DA LEI 12.651/12 ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE Eng. Agr. Renata Inês Ramos Eng. Ftal. Irene Tosi Ahmad 1 QUADRO RESUMO DA LEI 12.651/12, alterada pela Lei 12.727/12 ÁREA

Leia mais

Cadastro Ambiental Rural CAR

Cadastro Ambiental Rural CAR Cadastro Ambiental Rural CAR Histórico Decreto nº 7.029/2009 (Decreto Mais Ambiente) Lei Federal nº 12.651/2012 Decreto nº 7.830/2012 Lei Estadual n.º 20.922/2013 Decreto nº 8.235/2014 Instrução Normativa

Leia mais

Restauração Ecológica

Restauração Ecológica Restauração Ecológica A importância das florestas Seres humanos e sociedade: uso de recursos direta e indiretamente Diretamente: madeira para móveis, lenha, carvão, frutos, sementes e castanhas, óleos,

Leia mais

O papel dos viveiros em tempos de CAR

O papel dos viveiros em tempos de CAR O papel dos viveiros em tempos de CAR Mariana Megale Gerência de Gestão de Reserva Legal-DFAU Instituto Estadual de Florestas Histórico-Programas de Regularização de Imóveis Rurais Decreto nº 7.029/2009

Leia mais

EQUACIONAMENTO JURÍDICO E AMBIENTAL DA RENCA VII ENCONTRO DE EXECUTIVOS DE EXPLORAÇÃO MINERAL A AGENDA MINERAL BRASILEIRA ADIMB 29 DE JUNHO DE 2017

EQUACIONAMENTO JURÍDICO E AMBIENTAL DA RENCA VII ENCONTRO DE EXECUTIVOS DE EXPLORAÇÃO MINERAL A AGENDA MINERAL BRASILEIRA ADIMB 29 DE JUNHO DE 2017 EQUACIONAMENTO JURÍDICO E AMBIENTAL DA RENCA VII ENCONTRO DE EXECUTIVOS DE EXPLORAÇÃO MINERAL A AGENDA MINERAL BRASILEIRA ADIMB 29 DE JUNHO DE 2017 No Brasil, prevalece um sistema desde a Constituição

Leia mais

10 Passos para realizar o CAR antes do fim do prazo. e...

10 Passos para realizar o CAR antes do fim do prazo. e... 10 Passos para realizar o CAR antes do fim do prazo e... Quase um ano CAR: que dúvidas ainda continuam? Diferenças entre Atualizar e Retificar o Cadastro Como proceder a retificação? Convém averbar a Reserva

Leia mais

Proposta Agricultura MAPA/ruralistas

Proposta Agricultura MAPA/ruralistas Quadro Resumo das propostas e recomendações para adaptação e cumprimento do código florestal Tema: Reserva Legal Norma atual Proposta 1 Proposta Agricultura MAPA/ruralistas Familiar/MMA Recuperação de

Leia mais

IMPACTOS DO PL 1876/99 REFORMA DO CÓDIGO FLORESTAL

IMPACTOS DO PL 1876/99 REFORMA DO CÓDIGO FLORESTAL Brasília, 28 de Setembro de 2011 IMPACTOS DO PL 1876/99 REFORMA DO CÓDIGO FLORESTAL René Paschoalick Catherino GTMA Gaalahad D. A. Fernandes FT- APP Histórico ABRAGE Em 2008: A ABRAGE, por meio da Força-

Leia mais

O que é o CAR? O CAR Permitirá a regularização ambiental da propriedade rural.

O que é o CAR? O CAR Permitirá a regularização ambiental da propriedade rural. O que é o CAR? É um registro público eletrônico de âmbito nacional com as informações das propriedades rurais, onde o produtor informa em uma imagem de satélite, onde estão localizadas as áreas de preservação

Leia mais

Sumário XVII. Índice Sistemático Novo Código Florestal Comentado... 5 Capítulo I Disposições gerais arts. 1 o a 3 o... 5 Art. 1 o A...

Sumário XVII. Índice Sistemático Novo Código Florestal Comentado... 5 Capítulo I Disposições gerais arts. 1 o a 3 o... 5 Art. 1 o A... Sumário Novo Código Florestal Comentado... 1 Índice Sistemático... 3 Novo Código Florestal Comentado... 5 Capítulo I Disposições gerais arts. 1 o a 3 o... 5 Art. 1 o... 5 Art. 1 o A... 6 MP n o 571...

Leia mais

Café da Manhã da Frente Parlamentar Ambientalista 04/05/2016

Café da Manhã da Frente Parlamentar Ambientalista 04/05/2016 Café da Manhã da Frente Parlamentar Ambientalista 04/05/2016 Extrato Geral do CAR Março 2016 ÁREA PASSÍVEL DE CADASTRO (em hectares) 1 ÁREA TOTAL CADASTRADA (em hectares) 2 ÁREA CADASTRADA (em %) 3 397.836.864

Leia mais

AS FLORESTAS NO MUNDO

AS FLORESTAS NO MUNDO AS FLORESTAS NO MUNDO ÁREA - Naturais = 3,682 bilhões ha (95%) - Plantadas = 187 milhões ha (5%) - Total = 3,869 bilhões ha (100%) SUPRIMENTO DE MADEIRA - Naturais = 65% - Plantadas = 35% - Total = 100%

Leia mais

O Código Florestal nos Estados da Mata Atlântica

O Código Florestal nos Estados da Mata Atlântica O Código Florestal nos Estados da Mata Atlântica O Código Florestal nos Estados da Mata Atlântica Este relatório foi produzido para a Fundação SOS Mata Atlântica sob contrato firmado entre as partes em

Leia mais

Novo Código Florestal Lei 12.651/12. Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental

Novo Código Florestal Lei 12.651/12. Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental Novo Código Florestal Lei 12.651/12 Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental Fevereiro - 2013 ROTEIRO 1. HISTORICO DO CODIGO FLORESTAL a. EVOLUCAO DOS CONCEITOS

Leia mais

Novo. e a Repercussão na Aquicultura Nacional. Por: Márcio A. Bezerra, Msc.

Novo. e a Repercussão na Aquicultura Nacional. Por: Márcio A. Bezerra, Msc. Novo e a Repercussão na Aquicultura Nacional Por: Márcio A. Bezerra, Msc. Antigo Código Florestal Brasileiro: Lei 4.771/65 1965-2012 Falecido em 25 de Maio de 2012 Horário: 14h Motivo: Falência múltipla

Leia mais

Aspectos legais, administrativos e operacionais da Supressão vegetal

Aspectos legais, administrativos e operacionais da Supressão vegetal Aspectos legais, administrativos e operacionais da Supressão vegetal Igor Pinheiro da Rocha Engenheiro Florestal, M.Sc. Porque suprimir vegetação Desenvolvimento Porém Desmatamento Operação sem controle

Leia mais

4 Legislação básica aplicada à recuperação ambiental

4 Legislação básica aplicada à recuperação ambiental 4 Legislação básica aplicada à recuperação ambiental Danilo Sette de Almeida SciELO Books / SciELO Livros / SciELO Libros ALMEIDA, DS. Legislação básica aplicada à recuperação ambiental. In: Recuperação

Leia mais

Diretoria de Meio Ambiente Atividades e ações desenvolvidas pela estrutura municipal

Diretoria de Meio Ambiente Atividades e ações desenvolvidas pela estrutura municipal Diretoria de Meio Ambiente Atividades e ações desenvolvidas pela estrutura municipal Luiz Carlos Seidenfus Gerente de Licenciamento Ambiental LEI COMPLEMENTAR N 140, DE 8 DE DEZEMBRO DE 2011 Fixa normas

Leia mais

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO UNIDADES DE CONSERVAÇÃO As florestas e demais formas de vegetação são reconhecidas no Brasil como bens de interesse comum a todos os habitantes do país, sendo que algumas destas áreas, legalmente determinadas

Leia mais

Licenciamento Ambiental Aspectos Legais e seus Impactos nos Custos de PCH s

Licenciamento Ambiental Aspectos Legais e seus Impactos nos Custos de PCH s Licenciamento Ambiental Aspectos Legais e seus Impactos nos Custos de PCH s 23.04.2008 Decio Michellis Jr. Leis Decretos Resoluções Portarias Instruções Normativas Normas Convenções TOTAL 1. Água e efluentes

Leia mais

Osvaldo Antonio R. dos Santos Gerente de Recursos Florestais - GRF. Instituto de Meio Ambiente de MS - IMASUL

Osvaldo Antonio R. dos Santos Gerente de Recursos Florestais - GRF. Instituto de Meio Ambiente de MS - IMASUL Osvaldo Antonio R. dos Santos Gerente de Recursos Florestais - GRF Instituto de Meio Ambiente de MS - IMASUL Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico - SEMADE Presidência da República Casa

Leia mais

os pressupostos para o manejo sustentável da área de entorno dos reservatórios artificiais ocupados por plantas

os pressupostos para o manejo sustentável da área de entorno dos reservatórios artificiais ocupados por plantas A Resolução do CONAMA Nº. 302, de 20 de março de 2002 e os pressupostos para o manejo sustentável da área de entorno dos reservatórios artificiais ocupados por plantas invasoras Introdução Código Florestal

Leia mais

Marcos Recentes o Lei Complementar 140/11 o Leis Florestais o Federal: /12 o Estadual: /13

Marcos Recentes o Lei Complementar 140/11 o Leis Florestais o Federal: /12 o Estadual: /13 Perspectivas para o licenciamento ambiental no Estado de Minas Gerais Germano Vieira Assessor SEMAD Subsecretaria de Gestão e Regularização Ambiental Integrada SEMAD Introdução Dinâmica da legislação ambiental

Leia mais

ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE - APP -

ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE - APP - ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE - APP - Área de Preservação Permanente - APP (definição do Código Florestal-Lei 4771/65) Área protegida nos termos dos arts. 2º e 3º desta Lei, COBERTA OU NÃO POR VEGETAÇÃO

Leia mais

Síntese do Novo Código Florestal Brasileiro para Uso da Extensão Rural do Rio Grande do Sul

Síntese do Novo Código Florestal Brasileiro para Uso da Extensão Rural do Rio Grande do Sul Síntese do Novo Código Florestal Brasileiro para Uso da Extensão Rural do Rio Grande do Sul Síntese do Novo Código Florestal Brasileiro para Uso da Extensão Rural do Rio Grande do Sul Responsabilidade

Leia mais

Histórico do Licenciamento Ambiental

Histórico do Licenciamento Ambiental Cuiabá-MT, Maio - 2013 Histórico do Licenciamento Ambiental PNMA 1981 CONAMA nº 01 1986 CONAMA nº 237 1997 CONAMA nº 289 2001 (revogada) CONAMA nº 387 2006 Portaria Conjunta nº01/2008 SEMA INCRA - INTERMAT

Leia mais

Dicas para não atropelar a lei

Dicas para não atropelar a lei Dicas para não atropelar a lei Categories : Rafael Corrêa A partir do momento em que comecei a trabalhar diretamente com direito ambiental (o que tenho feito nos últimos nove meses, em um novo escritório,

Leia mais

NOTA TÉCNICA COMENTÁRIOS AO VOTO DO MINISTRO LUIZ FUX ADIs EM FACE DA LEI Nº /2012 (NOVO CÓDIGO FLORESTAL) CONTEXTO

NOTA TÉCNICA COMENTÁRIOS AO VOTO DO MINISTRO LUIZ FUX ADIs EM FACE DA LEI Nº /2012 (NOVO CÓDIGO FLORESTAL) CONTEXTO NOTA TÉCNICA COMENTÁRIOS AO VOTO DO MINISTRO LUIZ FUX ADIs EM FACE DA LEI Nº 12.651/2012 (NOVO CÓDIGO FLORESTAL) CONTEXTO As Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) 4901; 4902; 4903, interpostas

Leia mais

Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental. Fevereiro - 2013

Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental. Fevereiro - 2013 Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental Fevereiro - 2013 ROTEIRO 1. HISTORICO DO CODIGO FLORESTAL a. EVOLUCAO DOS CONCEITOS DE APP e RESERVA LEGAL b. PROCESSO

Leia mais

CADASTRO AMBIENTAL RURAL - CAR

CADASTRO AMBIENTAL RURAL - CAR CADASTRO AMBIENTAL RURAL - CAR Instituto Estadual do Ambiente - INEA Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas - DIBAP Gerência do Serviço Florestal - GESEF CADASTRO AMBIENTAL RURAL - CAR BASE LEGAL

Leia mais

A contribuição da regularização ambiental dos imóveis rurais na dinamização econômica dos municípios brasileiros.

A contribuição da regularização ambiental dos imóveis rurais na dinamização econômica dos municípios brasileiros. A contribuição da regularização ambiental dos imóveis rurais na dinamização econômica dos municípios brasileiros. ENCONTRO NACIONAL COM NOVOS PREFEITOS E PREFEITAS SETOR AGROPECUÁRIO PIB (%) BALANÇA COMERCIAL

Leia mais

A AGRICULTURA EM MACHADINHO D OESTE & O CÓDIGO FLORESTAL EVARISTO DE MIRANDA

A AGRICULTURA EM MACHADINHO D OESTE & O CÓDIGO FLORESTAL EVARISTO DE MIRANDA A AGRICULTURA EM MACHADINHO D OESTE & O CÓDIGO FLORESTAL EVARISTO DE MIRANDA Coordenador do Grupo de Inteligência Territorial Estratégica GITE da Embrapa TULIO BARBOSA Mineiro de Guidoval TULIO BARBOSA

Leia mais

ATIVIDADE Novo Código Florestal, Lei n.º /12

ATIVIDADE Novo Código Florestal, Lei n.º /12 ATIVIDADE Novo Código Florestal, Lei n.º 12.651/12 Questão 01 Em relação às áreas de preservação permanente APPs, assinale a opção correta: a) São áreas protegidas, previstas no chamado novo Código Florestal,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2009 (Dos Srs. Assis do Couto e Anselmo de Jesus)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2009 (Dos Srs. Assis do Couto e Anselmo de Jesus) PROJETO DE LEI Nº, DE 2009 (Dos Srs. Assis do Couto e Anselmo de Jesus) Acrescenta e altera dispositivos da Lei nº 4.771, de 15 de setembro de 1965, altera dispositivo da Lei nº 11.428, de 22 de dezembro

Leia mais

MÓDULO IV PLANO DE AÇÃO

MÓDULO IV PLANO DE AÇÃO MÓDULO IV PLANO DE AÇÃO Etapas do PMMA Organização do processo de elaboração do Plano Municipal da Mata Atlântica MOBILIZAÇÃO QUE CO SO ANÁLISE PRON CO VO Definição da Visão de Futuro DIAGNÓSTICO QUE CO

Leia mais

A DINÂMICA DE ATORES O NOVO CÓDIGO FLORESTAL E AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS. Paulo Roberto Cunha

A DINÂMICA DE ATORES O NOVO CÓDIGO FLORESTAL E AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS. Paulo Roberto Cunha A DINÂMICA DE ATORES O NOVO CÓDIGO FLORESTAL E AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS Paulo Roberto Cunha INSTRUMENTOS DA LEI FLORESTAL Áreas de Preservação Permanente (APPs) Reservas Legais (RLs) 80% - Florestas Amazônia

Leia mais

O NOVO CÓDIGO FLORESTAL E A ATUAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL A Lei 12.651/12 e a MP 571/2012 frente à Constituição de 1988

O NOVO CÓDIGO FLORESTAL E A ATUAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL A Lei 12.651/12 e a MP 571/2012 frente à Constituição de 1988 O NOVO CÓDIGO FLORESTAL E A ATUAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL A Lei 12.651/12 e a MP 571/2012 frente à Constituição de 1988 PAPEL DO MPF - Produção do trabalho O Novo Código Florestal e a Atuação do

Leia mais

S UMÁRIO. Capítulo 1 Meio Ambiente Doutrina e Legislação...1. Questões...6 Gabaritos comentados...8

S UMÁRIO. Capítulo 1 Meio Ambiente Doutrina e Legislação...1. Questões...6 Gabaritos comentados...8 S UMÁRIO Capítulo 1 Meio Ambiente...1 1. Doutrina e Legislação...1 1.1. Conceito de meio ambiente... 1 1.2. Classi icação didática do meio ambiente... 3 1.3. O meio ambiente no art. 225 da CF/88... 4 Questões...6

Leia mais

Eliane Moreira Promotora de Justiça do MPE/PA Professora da UFPA Pós-doutorado na UFSC

Eliane Moreira Promotora de Justiça do MPE/PA Professora da UFPA Pós-doutorado na UFSC Eliane Moreira Promotora de Justiça do MPE/PA Professora da UFPA Pós-doutorado na UFSC Art. 29. É criado o Cadastro Ambiental Rural - CAR, no âmbito do Sistema Nacional de Informação sobre Meio Ambiente

Leia mais

Código Florestal - Lei /2012

Código Florestal - Lei /2012 CURSO Delegado de Polícia Civil do Estado do Pará Nº 06 DATA 25/08/2016 DISCIPLINA Direito Ambiental PROFESSOR Romeu Thomé MONITOR Thaís da Mata AULA 06 - A Legislação Brasileira Florestal Código Florestal

Leia mais

Demarest Advogados Seminário Agronegócio: Agenda Regulatória

Demarest Advogados Seminário Agronegócio: Agenda Regulatória Demarest Advogados Seminário Agronegócio: Agenda Regulatória São Paulo, 25 de fevereiro de 2015 1 CADASTRO AMBIENTAL RURAL CAR ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE APP RESERVA LEGAL RL PROGRAMA DE REGULARIZAÇÃO

Leia mais

A diferença entre o remédio e o veneno é a dose! Luís Carlos Silva de Moraes

A diferença entre o remédio e o veneno é a dose! Luís Carlos Silva de Moraes A diferença entre o remédio e o veneno é a dose! Luís Carlos Silva de Moraes moraes.luis@terra.com.br Entendendo o problema 38%: prop. rurais 4%: urbano 58%: qual destinaçã ção? 58%: ponto de partida do

Leia mais

Propriedades rurais que possuam algum passivo ambiental, em termos de. reserva legal e áreas de preservação permanente, possivelmente terão

Propriedades rurais que possuam algum passivo ambiental, em termos de. reserva legal e áreas de preservação permanente, possivelmente terão Panorama Global Crescente preocupação com relação aos IMPACTOS AMBIENTAIS Panorama Nacional Propriedades rurais que possuam algum passivo ambiental, em termos de reserva legal e áreas de preservação permanente,

Leia mais

SISTEMA DE CADASTRO AMBIENTAL RURAL SMA/SP

SISTEMA DE CADASTRO AMBIENTAL RURAL SMA/SP proposta NOVA LOUOS MOGI DAS CRUZES SISTEMA DE CADASTRO AMBIENTAL RURAL SMA/SP 24.04.2015 Mogi das Cruzes - SP CAR / SiCAR O CAR Cadastro Ambiental Rural constitui um cadastro eletrônico, obrigatório a

Leia mais

Comparativo entre o Código Florestal (Lei 4771/65) e o Substitutivo de autoria do Deputado Aldo Rebelo ao PL 1.876/99

Comparativo entre o Código Florestal (Lei 4771/65) e o Substitutivo de autoria do Deputado Aldo Rebelo ao PL 1.876/99 Comparativo entre o Código Florestal (Lei 4771/65) e o Substitutivo de autoria do Deputado Aldo Rebelo ao PL 1.876/99 Definições e disposições gerais Código Florestal Lei 4.771/65 Substitutivo PL 1.876/99

Leia mais

Lei 12.651/2012. Prof. Dr. Rafaelo Balbinot Departamento. de Eng. Florestal UFSM Frederico Westphalen

Lei 12.651/2012. Prof. Dr. Rafaelo Balbinot Departamento. de Eng. Florestal UFSM Frederico Westphalen Lei 12.651/2012 Prof. Dr. Rafaelo Balbinot Departamento. de Eng. Florestal UFSM Frederico Westphalen Considerações Padrão Legal X Padrão de Qualidade Capacitação para aplicação da lei Análise individual

Leia mais

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Legislação Ambiental para Engenharia Ambiental e Sanitária - UFJF

SISEMA. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Legislação Ambiental para Engenharia Ambiental e Sanitária - UFJF SISEMA Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos Rolfe Pinho Dias - SUPRAM - NRRA - Juiz de Fora 1 Regularização Ambiental Rolfe Pinho Dias Técnico Ambiental SUPRAM -Zona da Mata NRRA Juiz

Leia mais

Histórico. Decreto 7.029/2009 (Decreto Mais Ambiente) Lei Federal 12.651/2012 Decreto 7.830/2012

Histórico. Decreto 7.029/2009 (Decreto Mais Ambiente) Lei Federal 12.651/2012 Decreto 7.830/2012 Histórico Decreto 7.029/2009 (Decreto Mais Ambiente) Lei Federal 12.651/2012 Decreto 7.830/2012 É criado o Cadastro Ambiental Rural - CAR, no âmbito do Sistema Nacional de Informação sobre Meio Ambiente

Leia mais

Restauração de Matas Ciliares e Áreas Degradadas. LCB 0217 Prof. Flávio Gandara Prof. Sergius Gandolfi

Restauração de Matas Ciliares e Áreas Degradadas. LCB 0217 Prof. Flávio Gandara Prof. Sergius Gandolfi Restauração de Matas Ciliares e Áreas Degradadas LCB 0217 Prof. Flávio Gandara Prof. Sergius Gandolfi DEGRADAÇÃO AMBIENTAL COMO PROCESSO Vantagens Indiretas da Presença de Florestas Nativas POLINIZAÇÃO

Leia mais

Visão de longo prazo e adequação ambiental para o setor agropecuário

Visão de longo prazo e adequação ambiental para o setor agropecuário Grãos, Proteína Animal, Floresta Plantada e Palma Visão de longo prazo e adequação ambiental para o setor agropecuário São Paulo 3/08/2015 Rodrigo C. A. Lima Leila Harfuch Luciane Chiodi Wilson Zambianco

Leia mais

DESFLORESTAMENTO DA MATA ATLÂNTICA

DESFLORESTAMENTO DA MATA ATLÂNTICA IFRJ- CAMPUS NILO PEÇANHA PINHEIRAL DESFLORESTAMENTO DA MATA ATLÂNTICA Profa. Cristiana do Couto Miranda Ecossistema em equilíbrio funções Serviços ambientais Interações meio biótico (organismos vegetais,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Page 1 of 7 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.830, DE 17 DE OUTUBRO DE 2012 A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84,

Leia mais

Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica

Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica Manual para Elaboração dos Planos Municipais para a Mata Atlântica Rede de ONGs da Mata Atlântica RMA Apoio: Funbio e MMA Papel do Município no meio ambiente Constituição Federal Art 23 Competência Comum,

Leia mais

Entendendo o Novo Código Florestal II CBRA 2012. Eduardo Chagas Engº Agrônomo, M.Sc Chefe DRNRE / IDAF

Entendendo o Novo Código Florestal II CBRA 2012. Eduardo Chagas Engº Agrônomo, M.Sc Chefe DRNRE / IDAF Entendendo o Novo Código Florestal II CBRA 2012 Eduardo Chagas Engº Agrônomo, M.Sc Chefe DRNRE / IDAF O Idaf por definição O IDAF, é a entidade responsável pela execução da política, florestal, bem como

Leia mais

Grupo Arbore - 1

Grupo Arbore -  1 Grupo Arbore - www.arboreflorestas.com.br 1 Palestra: 13/09/2013 Código Florestal Reformado Lei 12.651, de 25 de maio de 2012 Alterado pela Lei 12.727 de 17 de outubro de 2012 Engenheiro Florestal André

Leia mais

Sumário Abreviaturas utilizadas nas referências e nos comentários CAPÍTULO I Princípios Fundamentais do Direito Ambiental...

Sumário Abreviaturas utilizadas nas referências e nos comentários CAPÍTULO I Princípios Fundamentais do Direito Ambiental... Abreviaturas utilizadas nas referências e nos comentários... 11 CAPÍTULO I Princípios Fundamentais do Direito Ambiental... 19 I. Introdução... 19 II. Princípio do desenvolvimento sustentável... 23 III.

Leia mais

10º ENTEC Encontro de Tecnologia: 28 de novembro a 3 de dezembro de 2016

10º ENTEC Encontro de Tecnologia: 28 de novembro a 3 de dezembro de 2016 IMPACTOS DO ATUAL CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO NA RESERVA LEGAL E AREAS AGROSSILVIPASTORIS EM UMA PROPRIEDADE RURAL-MG Carlos Eduardo Borges de Oliveira 1 ; Leonardo Campos de Assis 2; 1, 2 Uniube kkoliveira1@me.com,

Leia mais

Sistema de Cadastro Ambiental Rural SiCAR Lei Federal 12651/12 e Decreto Federal 7830/2012

Sistema de Cadastro Ambiental Rural SiCAR Lei Federal 12651/12 e Decreto Federal 7830/2012 Sistema de Cadastro Ambiental Rural SiCAR Lei Federal 12651/12 e Decreto Federal 7830/2012 Carolina Bernucci Virillo Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais Secretaria do Meio Ambiente do Estado

Leia mais