REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO- CULTURAIS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO- CULTURAIS"

Transcrição

1 REGULAMENTO DAS COMPLEMENTARES ACADÊMICO-CIENTÍFICO- CULTURAIS CURSO DE MATEMÁTICA 2006

2 2 Regulamento das ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS do Curso de Matemática do Centro Universitário Luterano de Palmas O Conselho do Curso de Matemática do Centro Universitário Luterano de Palmas, no uso de suas atribuições legais e considerando os princípios de ensino definidos pela LDB, em seu Art. 3º, em que estão previstas a valorização da experiência extra-escolar e a vinculação entre a educação escolar, o trabalho e as práticas sociais, e pela resolução CNE/CP 2, de 19 de fevereiro de 2002 que institui a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena de formação de professores da Educação Básica em nível superior, resolve dispor estas normas para suas atividades acadêmico-científico-culturais. O aluno do curso de Matemática deverá obrigatoriamente desenvolver, no mínimo, o total de 200 (duzentas) de atividades acadêmico-científico-culturais, carga horária extracurricular imprescindível para obtenção do título de licenciado. Compreende-se como atividade acadêmico-científico-cultural toda e qualquer atividade, não prevista na matriz curricular, obrigatória e eletiva 1, do currículo do curso de graduação em Matemática, desde que aprovada pelo Conselho do Curso, como necessária à formação acadêmica e válida ao aprimoramento pessoal e profissional do futuro profissional da educação. A validação das atividades acadêmico-científico-culturais será requerida através do protocolo pelo graduando interessado, justificando, assinando e instruindo o pedido com comprovante de freqüência, da carga horária, ou do período em que elas se realizarem, e com todas as demais provas inerentes às exigências formais e materiais de cada uma das temáticas dos Grupos. Os documentos necessários à comprovação das atividades descritas assim com a carga horária máxima admitida por atividade realizada estão descritos no anexo I deste regulamento. Consideram-se atividades acadêmico-científico-culturais, na ordem prática, independentemente de ser atividade promovida pelo Curso ou por qualquer outra instituição, ou por pessoa física, pública ou privada, devidamente credenciada, os seguintes grupos de atividades: I Grupo 1: Ensino; II Grupo 2: Pesquisa; III Grupo 3: Extensão científico-cultural; 1 Disciplina eletiva é aquela selecionada dentre um grupo pré-definido.

3 3 O acadêmico deverá desenvolver atividades em no mínimo dois grupos a sua escolha. O acadêmico poderá desenvolver no máximo 140 em um dos grupos citados, caso o número de atividades ultrapasse o máximo permitido serão computadas somente 140 no referido grupo. Os grupos anteriormente numerados e especificados por matéria temática geral serão divididos em subgrupos temáticos, também numerados. SÃO DO GRUPO I ENSINO 1. A freqüência e o aproveitamento em disciplinas ou cursos que são oferecidos, dentro ou fora do CEULP, e que compreendem todas as áreas do conhecimento educacional ou não, desde que não incluídas no curso de graduação de Matemática, mas inter-relacionadas ao curso, cursadas durante o período de integralização do currículo; 2. O exercício efetivo de monitoria no CEULP, com formalização institucional e exigência de parecer final favorável do docente responsável pela disciplina; 3. O efetivo exercício de estágio extracurricular em entidade pública ou privada, desde que de natureza educacional, como processo de complementação do ensino de graduação de Matemática, por período não inferior a 1 (um) semestre e mediante comprovação da instituição em que o interessado completou o estágio; 4. A participação efetiva do acadêmico, como palestrante ou conferencista em curso, congresso, seminário educacional ou similar, mediante a devida comprovação de sua atuação; 5. A participação e o aproveitamento em cursos de informática e ou idiomas ministrados por instituições legalmente reconhecidas; 6. Viagens de Estudos devidamente organizadas para este fim; 7. Cursos ou atividades acadêmicas à distância. SÃO DO GRUPO 2 PESQUISA 1. A participação do discente em projetos institucionalizados de pesquisa do Curso Matemática, como colaborador; ou em projetos de iniciação científica à pesquisa, orientado por docente-pesquisador da área de educação, com ou sem financiamento de instituições públicas ou privadas; ou em programa especial de fomento à pesquisa em educação, ou em qualquer outra espécie de projeto de pesquisa com duração não inferior a 1 (um) semestre, sendo imprescindível que, em todas as alternativas, o pesquisador responsável ateste a participação e o aproveitamento do acadêmico.

4 4 2. Publicação de trabalho científico; artigo ou ensaio, de monografia, livro, caderno temático ou similar, seja obra individual ou coletiva, dos quais será procedida a juntada de uma exemplar, como prova, a que se atribuirá o mínimo de 5 (cinco) e o máximo de 60 (sessenta) de atividades científico culturais, considerando-se a qualidade e a natureza do texto publicado. 3. Assessoramento a defesa de - Dissertação de Mestrado e Teses de Doutorado de Matemática e ou áreas afins. 4. Trabalhos de Campo Orientados. SÃO DO GRUPO 3 EXTENSÃO CIENTÍFICO-CULTURAL 1. O comparecimento a eventos científico-culturais, de natureza educacional ou não, mas cujo conhecimento teórico ou técnico seja pertinente ao perfil e às habilidades do profissional da educação, tais como: discussões temáticas, congressos, seminários, simpósios, conferências, palestras, painéis, cursos e mini-cursos referentes à investigação científica pertinentes à formação do pesquisador; 2. A participação efetiva em atividades desenvolvidas em programas ou projetos de extensão abertos à comunidade em geral, desde que aprovados pelo Conselho do Curso, pelo CEULP Centro Universitário Luterano de Palmas e por instituição pública de ensino ou não, ou o acadêmico tenha participado dos mesmos por iniciativa própria; 3. O exercício do cargo na condição de titular como representante dos alunos no Conselho de Curso, por período não inferior a 1 (um) semestre; é necessário a juntada da cópia do ato que formalizou a eleição e comprovante da duração das atividades desenvolvidas, podendo ser computado até 30% da carga-horária total das atividades acadêmico-científico-culturais. O valor atual atribuído às atividades, sem prévia definição de carga horária, será fixado pelo currículo do curso, com base na comprovação das ou dos períodos efetivamente desenvolvidos pelo acadêmico. O acadêmico deverá desenvolver atividades acadêmico-científico-culturais em, pelo menos, dois dos três grupos oferecidos. A avaliação das atividades deverá ser fundamentada no princípio da flexibilização do currículo com o objetivo de propiciar ao graduando aprofundamento

5 5 do saber interdisciplinar, diversificação temática e melhor qualidade do conhecimento adquirido no curso de graduação em Matemática. É vedado o cômputo concomitante e sucessivo de atividades acadêmicocientífico-culturais com atividade desenvolvida para o cumprimento da carga horária das disciplinas componentes da estrutura curricular do seu curso, assim como optativa ou Estágio Curricular. As atividades acadêmico-científico-culturais podem ser desenvolvidas em qualquer semestre ou período letivo, dentro ou fora do turno regular das aulas, sem prejuízo, no entanto, de qualquer das atividades do ensino ministrado no curso Matemática, que são prioritárias. O Conselho de Curso dirigido por um presidente que exerce cumulativamente a coordenação de curso Matemática será o órgão competente para validar as e proceder ao registro das atividades científico culturais na ficha individual do acadêmico, após a avaliação de sua compatibilidade com as normativas deste projeto pedagógico. O acadêmico deverá cadastrar-se através do formulário próprio (Anexo II) na Coordenação/Supervisão das atividades científico culturais do curso, a qual será responsável pelo acompanhamento, registro das atividades e cômputo da carga horária das atividades científico culturais realizadas pelos acadêmicos. O controle, registro e o cômputo da carga horária das atividades científico culturais será feito apenas uma vez por semestre e serão realizadas em formulário próprio (anexo III) pela supervisão das Atividades científico culturais, mediante a apresentação, pelo acadêmico, dos documentos comprobatórios das respectivas cargas horárias, devendo nessa ocasião apresentar o documento original e fotocópia ou fotocópia autenticadas. Serão consideradas válidas, independente de justificativa ou de exame de compatibilidade com os fins do curso, as atividades acadêmico-científico-culturais oferecidas pelo CEULP, juntando-se, apenas, a declaração de freqüência. O Conselho de Curso, dirigido por um presidente que exerce cumulativamente a coordenação de curso Matemática, deverá responder em decisão fundamentada, no prazo de 72 (setenta e duas) úteis, pedido ou consulta formalmente justificado, em que o acadêmico interessado indaga se determina atividade complementar que deseja desenvolver se enquadra no elenco dos Grupos definido neste Projeto Pedagógico.

6 6 A Coordenação/Supervisão das atividades científico culturais protocolará o recebimento no documento original, o qual o acadêmico deverá manter sob a sua guarda, podendo ser chamado a apresentá-lo a qualquer momento. A Coordenação/Supervisão das atividades científico culturais é responsável por informar à secretaria do CEULP/ULBRA o resultado final das atividades científico culturais, atestando em ata o cumprimento ou não da carga horária mínima de 200 (duzentas). Todas as atividades científicos culturais à carga horária curricular do curso de Matemática deverão ser realizadas a partir do ingresso, e somente a partir do ingresso do acadêmico no curso, serão válidas desde que atendidas as disposições deste regulamento. Quando o aluno ingressa através de transferência de outra instituição de ensino superior é possível aproveitar aquelas atividades científico-culturais desenvolvidas naquele curso, cabendo à Coordenação/Supervisão das atividades científico culturais analisar a pertinência ou não da atividade e atribuir-lhe carga horária. Os casos omissos serão resolvidos pelo Conselho de Curso. Este regulamento entra em vigor na data de sua aprovação pelos órgãos competentes, revogando-se todas as demais disposições em contrário existentes sobre a matéria. Palmas 5 de maio de Mário Visintainer Presidente do Conselho de Curso de Matemática

7 7 I ANEXO Total de Carga Horária Máxima computada em cada grupo: 140 GRUPO DE GRUPO I DE ENSINO MODALIDADES DE Disciplinas não previstas no currículo Pleno do Curso de Matemática ou eletivas (com exceção das obrigatórias) Monitoria Estágio Extracurricular em outras Instituições de Ensino. Viagem de Estudo Cursos de Informática e/ou idiomas CARACTERÍSTICAS E AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE Podem ser realizadas em outros cursos de graduação deste Centro Universitário ou em outras Instituições de Ensino Superior, de Matemática ou áreas afins. O limite de aproveitamento é de 68 /aula por disciplina Deve ser pertinente a disciplinas do currículo pleno deste curso de Matemática Devem ter convênio com Instituições que tenham reconhecimento deste Centro Universitário. Depende da prévia autorização do curso. Depende da prévia autorização do curso, com exceção dos cursos realizados no CEULP ou em convênio o mesmo. DOCUMENTO COMPROBATÓRIO Atestado fornecido pela Instituição onde conste à aprovação Atestado e/ou Relatório Atestado e/ou Relatório Atestado comprovando aproveitamento Atestado comprovando aproveitamento. CARGA HORÁRIA LIMITE Até 136 Até 68 Cursos ou atividades acadêmicas à distância Depende da prévia autorização Atestado comprovando aproveitamento

8 8 GRUPO DE MODALIDADES DE Pesquisa Participação em grupo de pesquisa do CEULP/Ulbra e/ou outras Instituições de Ensino Superior. CARACTERÍSTICAS E AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE Os projetos de pesquisa devem ser orientados por docentes da Instituição onde é realizada a atividade e devem ser atestados pelo professor orientador com o total das empregadas para a pesquisa DOCUMENTO COMPROBATÓRIO Atestado e Relatório apresentado e aprovado pelo professor orientador CARGA HORÁRIA LIMITE GRUPO II DE PESQUISA Trabalhos Científicos Publicados Assessoramento a dissertação de Mestrado e Tese de Doutorado Elaboração de Projeto de Pesquisa e ou execução de trabalho de forma remunerada ou voluntária Trabalhos de Campo Orientados Devem ser publicados em jornais, revistas e outros órgãos de veiculação pública oficial Devem ser comprovadamente atestada pela Coordenação responsável pelo trabalho, sendo atribuída até 4 (quatro) por sessão Devem ser comprovadamente atestada pela Coordenação responsável pelo trabalho, sendo atribuída até quatro 4 (quatro) por sessão Devem ser comprovadamente atestada pela Coordenação responsável pelo trabalho, sendo atribuída até 4 (quatro) por sessão Cópia da publicação Atestado de Assistência Atestado de Participação Atestado de Participação e Relatório GRUPO III DE EXTENSÃO Projeto e programa de Extensão Eventos Participação nos Núcleos de Extensão Coordenados por docentes do CEULP/ULBRA e aprovados pelo Curso Os eventos promovidos por outros cursos ou Instituições serão analisados pela Coordenação/Supervisão das Atividades científico-culturais quanto à relevância acadêmica, dependendo de prévia e expressa autorização para registro da carga horária A participação nos núcleos de extensão será confirmada mediante apresentação da ata de reunião pelo professor/coordenador constando a presença do acadêmico. A carga horária será de 4 (quatro) por reunião Certificado Certificado Cópia da ata de Reunião do Núcleo de Extensão Até 100 Até 140

9 9 FORMULÁRIO DE CADASTRAMENTO NAS CIENTÍFICO- CULTURAIS NOME DO ALUNO:......NÚMERO ACADÊMICO:... SEMESTRE DO CADASTRAMENTO NAS CIENTÍFICO-CULTURAIS:.../... ENDEREÇO:... CIDADE:...ESTADO:...CEP.: TELEFONE(S): Palmas -TO,...de...de... Assinatura do Acadêmico(a) PARECER FINAL SOBRE A CONCLUSÃO DA CARGA HORÁRIA EM CIENTÍFICO CULTURAIS na forma do Art. 1º, Inciso IV, da Resolução CNE/CP2/2002, de 04 de março de 2002, tendo sido ajustado o cumprimento das atividades científico-culturais entre a Coordenações das Atividades científico-culturais, e o acadêmico supra identificado, atestamos que a carga horária mínima de 200 (duzentas) foi integralmente cumprida. Palmas -TO, de de. De acordo, Coordenação das atividades científico-culturais do Curso de Matemática: De acordo acadêmico:

10 10 ANEXO III ATA DE ACOMPANHAMENTO DAS CIENTÍFICO-CULTURAIS Aluno: N.º Acadêmico Data de conclusão Modalidade Nome Carga Horária Total Coordenação das atividades científico-culturais do Curso de Matemática

11 11 ANEXO IV ATA DE RESULTADOS FINAIS Atividades complementares do Curso de Matemática - Carga horária mínima de 200 Semestre/Ano de Conclusão Nº. Acadêmico Aluno Carga horária Status

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO E DOS OBJETIVOS

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO E DOS OBJETIVOS REGULAMENTO DE COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO E DOS OBJETIVOS Art. 1 Esse regulamento rege as atividades complementares dispostas nos projetos de cursos de graduação da Faculdade Católica

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES - ACCs DO CURSO DE DIREITO CAMPUS BINACIONAL

REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES - ACCs DO CURSO DE DIREITO CAMPUS BINACIONAL REGIMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES - ACCs DO CURSO DE DIREITO CAMPUS BINACIONAL Art. 1 o Compreende-se como atividade complementar toda e qualquer atividade, não prevista no rol das disciplinas

Leia mais

ANEXO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

ANEXO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ANEXO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Os alunos do Curso de Direito pertencentes ao currículo 2002.2, deverão desenvolver, no mínimo, 300 (trezentas)

Leia mais

Dispõe sobre as atividades complementares a serem cumpridas pelos alunos do Curso de Direito, como requisito para a graduação.

Dispõe sobre as atividades complementares a serem cumpridas pelos alunos do Curso de Direito, como requisito para a graduação. 1 COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO RESOLUÇÃO Nº 02 DE 14 DE MARÇO DE 2005. Dispõe sobre as atividades complementares a serem cumpridas pelos alunos do Curso de Direito, como requisito para a graduação.

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTABEIS 2010

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTABEIS 2010 1 REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTABEIS 2010 BARRA DO GARÇAS/2010 2 SUMÁRIO SUMÁRIO... 1 1.0. ATIVIDADES COMPLEMENTARES... 3 1.1. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES...

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE HISTÓRIA DO CTH:

ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE HISTÓRIA DO CTH: ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE HISTÓRIA DO CTH: Art. 1º Compreende-se como atividade complementar do curso de História, do CTH, toda e qualquer atividade, não compreendida nas práticas pedagógicas

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Art. 1º - Compreende-se como Atividade Complementar toda e qualquer atividade não compreendida nas práticas pedagógicas previstas no desenvolvimento

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO- CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE LETRAS DA FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE - FAPEPE

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICO- CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE LETRAS DA FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE - FAPEPE REGULAMENTO DAS ACADÊMICO- CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE LETRAS DA FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE - FAPEPE REGULAMENTO DAS ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS CURSO DE LETRAS - LICENCIATURA LÍNGUA PORTUGUESA

Leia mais

Capítulo I Das Disposições Gerais

Capítulo I Das Disposições Gerais 18 ATIVIDADES COMPLEMENTARES Todos os alunos do curso de agronomia deverão cumprir 200 horas de atividades complementares para atenderem as exigências curriculares visando a obtenção de título. As atividades

Leia mais

Capítulo I Das Disposições Gerais

Capítulo I Das Disposições Gerais REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE VALE DO SALGADO Capítulo I Das Disposições Gerais Art. 1º. A organização e a realização das Atividades Complementares dos cursos de graduação da Faculdade

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE NUTRIÇÃO. Capítulo I Das Disposições Gerais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE NUTRIÇÃO. Capítulo I Das Disposições Gerais REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE NUTRIÇÃO Dispõe sobre as Atividades Complementares do Curso de Nutrição do Centro Universitário do Cerrado- Patrocínio UNICERP. Capítulo I Das Disposições

Leia mais

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 30 de junho de 2016.

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 30 de junho de 2016. RESOLUÇÃO CAS Nº 12/2016 DISPÕE SOBRE REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENFERMAGEM DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS FEMA. O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR face ao disposto

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ESTÉTICA DO UNISALESIANO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ESTÉTICA DO UNISALESIANO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ESTÉTICA DO UNISALESIANO As Atividades Complementares são componentes curriculares que possibilitam o reconhecimento, por avaliação, de habilidades,

Leia mais

REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Em conformidade com o que dispõe o artigo 47b da Lei de Diretrizes e Bases da Educação,

REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES. Em conformidade com o que dispõe o artigo 47b da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL COMUNIDADE EVANGÉLICA LUTERANA SÃO PAULO Autorizada pelo Decreto n. 95.623, publicado no Diário Oficial da União, em 13.01.1988 REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES Em

Leia mais

NORMAS PARA INTEGRALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

NORMAS PARA INTEGRALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS PARA INTEGRALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES 1. Introdução A formação profissional dos alunos exige a realização de atividades extraclasse, diretamente vinculadas à sua formação acadêmica,

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. Este Regulamento dispõe sobre as Atividades Complementares na Faculdade do Futuro. CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE ENSINO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA

ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE ENSINO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE ENSINO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA Esta estrutura contempla atividades complementares que têm como objetivo ampliar a formação do profissional de modo a desenvolver habilidades

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENFERMAGEM. ELABORAÇÃO:Professoras Cléa Vaz Menezes e Mitiyo Shoji Araujo

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENFERMAGEM. ELABORAÇÃO:Professoras Cléa Vaz Menezes e Mitiyo Shoji Araujo REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENFERMAGEM ELABORAÇÃO:Professoras Cléa Vaz Menezes e Mitiyo Shoji Araujo Art. 1º O presente Regulamento visa normatizar as Atividades Complementares

Leia mais

REGULAMENTO - ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

REGULAMENTO - ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Dispõe sobre as Atividades Complementares do Curso de Engenharia Civil do Centro Universitário do Cerrado- Patrocínio UNICERP. Capítulo I Das Disposições Gerais Art. 1º. Este Regulamento dispõe sobre as

Leia mais

ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Este regulamento é próprio das Atividades Complementares do Curso de Direito do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas - UDC e será regido por essas

Leia mais

NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA

NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA (Aprovada pela Resolução CEPE 054E/2015) UNIVERSIDADE DO CEUMA UNICEUMA NORMAS ESPECÍFICAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA 1 Disciplina e regulamenta o funcionamento

Leia mais

Parágrafo único os grupos acima numerados e especificados por matéria temática geral poderão ser divididos em sub-grupos temáticos.

Parágrafo único os grupos acima numerados e especificados por matéria temática geral poderão ser divididos em sub-grupos temáticos. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - UFPB CENTRO DE TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO REGIONAL - CTDR DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA DE ALIMENTOS DTA COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM TECNOLOGIA DE ALIMENTOS RESOLUÇÃO

Leia mais

O CONSELHO ACADÊMICO DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PETRÓPOLIS, no uso de suas atribuições,

O CONSELHO ACADÊMICO DA FACULDADE DE DIREITO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PETRÓPOLIS, no uso de suas atribuições, Resolução n 01 de 04 de março de 2008 Dispõe sobre as atividades complementares a serem cumpridas pelos alunos do Curso de Direito, como requisito para a graduação. O CONSELHO ACADÊMICO DA FACULDADE DE

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE FARMÁCIA

ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE FARMÁCIA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE FARMÁCIA O artigo 8º da RESOLUÇÃO CNE/CES 2, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2002 do CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR institui que o projeto pedagógico

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO ESCOLA PAULISTA DE POLÍTICA, ECONOMIA E NEGÓCIOS CURSO DE CIÊNCIAS ATUARIAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES BACHARELADO EM CIÊNCIAS ATUARIAIS Regulamento das

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Art. 1º. As atividades complementares têm por finalidade oportunizar ao acadêmico a realização, concomitantemente às disciplinas

Leia mais

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL CURSO DE FONOAUDIOLOGIA

UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL CURSO DE FONOAUDIOLOGIA UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL CURSO DE FONOAUDIOLOGIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES COORDENADORA Susana Elena Delgado ELABORAÇÃO Conselho do Curso 20 2 INTRODUÇÃO A Lei de Diretrizes e Bases

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Itatiba, 7 de junho de Prof. Carlos Eduardo Pizzolatto Presidente

R E S O L U Ç Ã O. Itatiba, 7 de junho de Prof. Carlos Eduardo Pizzolatto Presidente RESOLUÇÃO CONSEACC/IT 9/2018 APROVA O REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, CURRÍCULOS 0001-B1, 0001-B2, 0004-B1 E 0004-B2, DO CAMPUS ITATIBA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO

Leia mais

Regulamento de atividades complementares

Regulamento de atividades complementares Regulamento de atividades complementares Licenciatura em Pedagogia Fixa as normas que regulamentam as Atividades Complementares no âmbito do curso de Licenciatura em Pedagogia da FAPPES Faculdade Paulista

Leia mais

ANEXO IV DO PPC DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ANEXO IV DO PPC DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES NUCLEO DOCENTE ESTRUTURANTE DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COORDENADORIA DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ANEXO IV DO PPC DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES - 2010 BARRA DO GARÇAS-MT, 2010.

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES BIOMEDICINA - BACHARELADO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES BIOMEDICINA - BACHARELADO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES BIOMEDICINA - BACHARELADO Ji-Paraná Rondônia Junho, 2014 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES BIOMEDICINA - BACHARELADO TÍTULO I CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES

NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES Art. 1º As Atividades Complementares Independentes integram o currículo do curso de graduação de Terapia Ocupacional, objetivando sua flexibilização,

Leia mais

NORMA Nº 008, de 10 de novembro de 2016.

NORMA Nº 008, de 10 de novembro de 2016. NORMA Nº 008, de 10 de novembro de 2016. Estabelece a aprovação das Normas das Atividades Complementares do Curso de Enfermagem. O COLEGIADO DO CURSO DE ENFERMAGEM DO CAMPUS CENTRO- OESTE DONA LINDU DA

Leia mais

REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 1º. A análise e registro das atividades complementares serão realizados pelo Núcleo de Extensão e Apoio à Cultura NEAC,

Leia mais

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 26 de abril de 2013.

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 26 de abril de 2013. RESOLUÇÃO CAS Nº 08/2013 DISPÕE SOBRE O REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO PPC 2013 DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS. O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR face

Leia mais

Regulamentação de Atividades Complementares no Curso de Administração do UNISALESIANO

Regulamentação de Atividades Complementares no Curso de Administração do UNISALESIANO Regulamentação de Atividades Complementares no Curso de Administração do UNISALESIANO As Atividades Complementares são componentes curriculares que possibilitam o reconhecimento, por avaliação, de habilidades,

Leia mais

III DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 4º. A carga horária total a ser cumprida pelo aluno está determinada na tabela abaixo: Total de horas

III DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 4º. A carga horária total a ser cumprida pelo aluno está determinada na tabela abaixo: Total de horas O Conselho de Diretores, na forma do Artigo 12º do Regimento da Faculdade de Ciências Humanas e Aplicadas do Belo Jardim, CONSIDERANDO a necessidade de normatizar o regime de complementares da AEB, RESOLVE:

Leia mais

Serviço Público Federal Universidade Federal da Bahia Instituto de Psicologia

Serviço Público Federal Universidade Federal da Bahia Instituto de Psicologia Serviço Público Federal Universidade Federal da Bahia Instituto de Psicologia END: Estrada de São Lázaro, 197 Federação Salvador BA CEP: 40210.730 Tel: 3283-6437 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Leia mais

Atividades Complementares

Atividades Complementares Atividades Complementares As Atividades Complementares constituem parte obrigatória e essencial da estrutura curricular dos cursos de Graduação. Segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Fixa as normas que regulamentam as Atividades Complementares no âmbito do curso de Bacharelado em Administração da FAPPES Faculdade Paulista de Pesquisa e Ensino

Leia mais

RESOLUÇÃO REGULAMENTA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS.

RESOLUÇÃO REGULAMENTA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS. RESOLUÇÃO CAS Nº 12 /2009, DE 26 DE MAIO DE 2009 REGULAMENTA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS. O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR, face

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DAS COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO O presente Regulamento revoga os provimentos legais anteriores sobre as Atividades Complementares e dá outras providências. Art. 1.º O presente Regulamento

Leia mais

Regimento Do Núcleo de Atividades Complementares. Das Disposições Preliminares

Regimento Do Núcleo de Atividades Complementares. Das Disposições Preliminares 1 Regimento Do Núcleo de Atividades Complementares Das Disposições Preliminares Art. 1º. A carga horária de atividades complementares da matriz curricular de 2012.1 e 2014 é de 170 (cento e setenta) conforme

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Campus Osasco

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Campus Osasco Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Campus Osasco UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO UNIFESP ESCOLA PAULISTA DE POLÍTICA, ECONOMIA E NEGÓCIOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS ATUARIAIS

Leia mais

Regulamento de atividades complementares

Regulamento de atividades complementares Regulamento de atividades complementares Fixa as normas que regulamentam as Atividades Complementares no âmbito do curso de Bacharelado em Administração e, para os cursos de Tecnologia na Área de Gestão

Leia mais

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 22 de dezembro de 2016.

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 22 de dezembro de 2016. RESOLUÇÃO CAS Nº 37/2016 ALTERA A RESOLUÇÃO CAS Nº 33/2015 E DISPÕE SOBRE REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO (2013 e 2017) DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS FEMA.

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Curso de Ciências Contábeis - ULBRA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Curso de Ciências Contábeis - ULBRA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Curso de Ciências Contábeis - ULBRA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o O presente Regulamento tem por finalidade estabelecer normas para a realização

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. As atividades complementares de integralização curricular presentes nas estruturas curriculares

Leia mais

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 30 de novembro de 2017.

RESOLUÇÃO. Santa Rosa, RS, 30 de novembro de 2017. RESOLUÇÃO CAS Nº 28/2017 REVOGA A RESOLUÇÃO CAS Nº 32/2016 E DISPÕE SOBRE REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS (2013 e 2017) DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO CSE IESI nº 08, 18 de dezembro de 2008, reeditada em 03 de abril de 2017. Regulamenta as Atividades Complementares dos Cursos de Graduação do Instituto de Ensino Superior Integrado da Fenord

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES As Atividades Complementares constituem-se em ações de ensino, pesquisa e extensão de caráter obrigatório a serem desenvolvidas pelo acadêmico no transcorrer do curso de graduação

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVILLE

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVILLE REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVILLE Art. 1º. O presente Regulamento tem por finalidade regular as Atividades Complementares, Acadêmico-Científico-Culturais, que

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES (400 horas) Elaborado por: Profa. Me. Andréia Ayres Gabardo da Rosa Profa. Me. Karine Alves Gonçalves Mota PALMAS 2015 As atividades complementares

Leia mais

RESOLUÇÃO CAS Nº 13 /2013

RESOLUÇÃO CAS Nº 13 /2013 RESOLUÇÃO CAS Nº 13 /2013 ALTERA RESOLUÇÃO CAS. Nº 24/2010 QUE REGULAMENTA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS. O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Manual do Regulamento das Atividades Complementares Estética

Manual do Regulamento das Atividades Complementares Estética UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO ÁREA DA SAÚDE E BEM-ESTAR ESTÉTICA ESTÉTICA Manual do Regulamento das Atividades Complementares Estética 2017 2 INTRODUÇÃO A Lei de Diretrizes

Leia mais

NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES

NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES NORMAS COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES INDEPENDENTES Art. 1º As Complementares Independentes integram o currículo do curso de graduação de Fonoaudiologia, no sentido da sua flexibilização, sendo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DELIBERAÇÃO N 0 115, DE 12 JUNHO DE 22 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO, tendo em vista a decisão tomada em sua 308ª Reunião Ordinária, realizada em 12 de junho de 22, e considerando o

Leia mais

Manual de Atividades Complementares do Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia FACULDADE SENAC PERNAMBUCO

Manual de Atividades Complementares do Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia FACULDADE SENAC PERNAMBUCO 2 Manual de Atividades Complementares do Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia APRESENTAÇÃO Instituídas pelo Ministério da Educação, as Atividades Complementares são práticas acadêmicas que foram

Leia mais

FACULDADE ERNESTO RISCALI REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

FACULDADE ERNESTO RISCALI REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES FACULDADE ERNESTO RISCALI REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES OLÍMPIA 04 ATIVIDADES COMPLEMENTARES Definição De acordo com as diretrizes curriculares nacionais, as Atividades Complementares se inserem

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DOM ALBERTO

REGULAMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DOM ALBERTO REGULAMENTO INTERNO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DOM ALBERTO O Diretor Acadêmico da Faculdade Dom Alberto, no uso de suas atribuições estatutárias e regimentais, R

Leia mais

DECISÃO N 001/2010/COLEGIADO DE CURSO, 25 DE MARÇO DE 2010

DECISÃO N 001/2010/COLEGIADO DE CURSO, 25 DE MARÇO DE 2010 DECISÃO N 001/2010/COLEGIADO DE CURSO, 25 DE MARÇO DE 2010 Dispõe sobre as Atividades Complementares O Coordenador do Curso de Educação Física, no uso de suas atribuições e tendo em vista o que deliberou

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES RELAÇÕES INTERNACIONAIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES RELAÇÕES INTERNACIONAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES RELAÇÕES INTERNACIONAIS FACULDADE IBMEC -BH MANTENEDORA: Grupo Ibmec Educacional S/A Belo Horizonte MG ATIVIDADES COMPLEMENTARES RELAÇÕES INTERNACIONAIS REGULAMENTO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 032/07 CONSUNI

RESOLUÇÃO Nº 032/07 CONSUNI RESOLUÇÃO Nº 032/07 CONSUNI APROVA O REGULAMENTO QUE NORMATIZA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS. A Presidente do Conselho Universitário CONSUNI

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. As atividades complementares de integralização curricular presentes nas estruturas curriculares

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 05, de 03 de setembro de 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 05, de 03 de setembro de 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 05, de 03 de setembro de 2014. Regulamenta as atividades complementares dos Cursos Técnicos do Instituto Federal do Rio Grande do Sul,. O Diretor Geral em exercício do do Instituto

Leia mais

REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O presente

Leia mais

NORMAS DE ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS FAGAMMON

NORMAS DE ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS FAGAMMON NORMAS DE ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS FAGAMMON Lavras/MG 2014 Praça Dr. Augusto Silva, 616 Centro CEP 37200-000 Tel: (35) 3694 2150 LAVRAS MG e-mail: unigammon@gammon.br SUMÁRIO 1. Disposições

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 02 de 07 de maio de 2015.

RESOLUÇÃO Nº. 02 de 07 de maio de 2015. ANO XLV N. 143 30/09/2015 SEÇÃO IV PÁG. 017 RESOLUÇÃO Nº. 02 de 07 de maio de 2015. EMENTA: Estabelece a operacionalização das Atividades Complementares do Curso de Bacharelado em Segurança Pública e Social

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - UFPB CENTRO DE EDUCAÇÃO - CE COORDENAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - UFPB CENTRO DE EDUCAÇÃO - CE COORDENAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - UFPB CENTRO DE EDUCAÇÃO - CE COORDENAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA RESOLUÇÃO CCP Nº 003/2017 de 06 de junho de 2017. Aprova Regulamento para os Conteúdos Complementares Flexíveis

Leia mais

FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS-FUPAC FACULDADE PRESIDENTE ANTONIO CARLOS DE UBERLÂNDIA

FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS-FUPAC FACULDADE PRESIDENTE ANTONIO CARLOS DE UBERLÂNDIA FUNDAÇÃO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS-FUPAC FACULDADE PRESIDENTE ANTONIO CARLOS DE UBERLÂNDIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Capítulo I Das Disposições Gerais ARTIGO 1º O presente Regulamento tem

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS Art. 1º - Este Regulamento visa normatizar as Atividades Complementares do Curso de História. Parágrafo único As Atividades Complementares

Leia mais

REGISTRO DE ATIVIDADES ACADÊMICAS DE CUNHO CIENTÍFICO CULTURAL - AACC PARACATU - MG. PDF created with pdffactory Pro trial version

REGISTRO DE ATIVIDADES ACADÊMICAS DE CUNHO CIENTÍFICO CULTURAL - AACC PARACATU - MG. PDF created with pdffactory Pro trial version REGISTRO DE ATIVIDADES ACADÊMICAS DE CUNHO CIENTÍFICO CULTURAL - AACC PARACATU - MG 1 Acadêmico Filiação / / Data de Nascimento Naturalidade Endereço É acadêmico matriculado no curso de Graduação na Faculdade

Leia mais

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES ENGENHARIA DE PRODUÇÃO MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Subgrupo 1.1 ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO Este manual foi elaborado para ajudá-lo a compreender melhor a função das atividades complementares,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNI-BH) ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO (ACGs) CURSO DE NUTRIÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNI-BH) ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO (ACGs) CURSO DE NUTRIÇÃO 1 CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNI-BH) ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO (ACGs) CURSO DE NUTRIÇÃO 1. DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO Entende-se como Atividades Complementares

Leia mais

Regulamento das Atividades Complementares. do CURSO DE PEDAGOGIA

Regulamento das Atividades Complementares. do CURSO DE PEDAGOGIA 1 GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR SETI UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ UNESPAR CAMPUS APUCARANA Regulamento das Atividades Complementares do CURSO

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DOS CURSOS DA FACULDADE DE COLIDER - FACIDER CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, bacharelado. Aos 20 dias do mês de agosto do ano de dois mil e treze, Coordenação do Curso de Administração, bacharelado da Faculdade

Leia mais

TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS

TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I CONSIDERAÇÕES GERAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CAMPUS DE RIO PARANAÍBA COORDENAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Campus Universitário - Caixa Postal 22 - Rio Paranaíba - MG - 38810-000 REGULAMENTO N. 1, DE 8 DE AGOSTO

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE DIREITO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE DIREITO Faculdade Ibmec-BH Mantenedor: Grupo Ibmec Educacional S/A Belo Horizonte (MG) 2018 1 ATIVIDADES COMPLEMENTARES DIREITO REGULAMENTO Este manual foi

Leia mais

MINUTA DE REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO DA FCHS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

MINUTA DE REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO DA FCHS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES MINUTA DE REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO DA FCHS Aprovado pela Congregação em 01/03/2011 TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este regulamento normatiza o cumprimento

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE GRADUAÇÃO Normatiza a realização das atividades complementares de graduação (ACG) pelos discentes dos s de graduação da. A Pró-Reitora Adjunta de Graduação

Leia mais