TESTE DE PERFORMANCE DO BANCO DE DADOS SQLITE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TESTE DE PERFORMANCE DO BANCO DE DADOS SQLITE"

Transcrição

1 TESTE DE PERFORMANCE DO BANCO DE DADOS SQLITE Rodrigo Luiz Pereira Lara 1, Aedra Marciana Virgílio 2, Leacir Nogueira Bastos 3, Brauliro Gonçalves Leal 4 RESUMO: Foi feita uma avaliação de performance do gerenciador de banco de dados SQLite ao executar 20 blocos de 500 mil operações (insert, select e update). A duração média das operações unitárias (DOU) de insert, select e update foram iguais a 2,66026, 0,48978 e 0,00102s, respectivamente. As equações ajustadas para os valores de duração acumulada das operações (DAO) em função do número de operações (NOP) foram DAO = NOP, com R² = 0,9974 para as operações de insert; DAO = 2348,5 NOP, com R² = 0,971, para as operações de select; e DAO = 111,17 NOP² - 930,28 NOP, com R² = 0,718, para as operações de update. As operações de update e select requereram, respectivamente, 0,04 e 18,41% do tempo de insert. Embora todas as operações realizem acesso ao banco de dados, insert utilizam mais recursos computacionais uma vez que alteram substancialmente a estrutura do banco de dados, aumentando o número de registros e criando e atualizando índices. Update não aumenta o número de registros, porém pode alterar seus valores. Select por sua vez não alteram o banco. Os resultados indicaram que o banco de dados SQLite é mais eficiente quando armazena uma quantidade relativamente baixa de dados, tornando-se inviável para grande volume de dados. PALAVRAS-CHAVE: banco de dados, open source, sql. PERFORMANCE TEST OF DATABASE SQLITE ABSTRACT: A SQLite database was used to insert 20 blocks of 500 hundred data to verify the database performance in situations of insertion, selection and update. The average duration from the single operation insert, select and update were 2,66026, 0,48978 and 0,00102s respectively. The adjusted equations to the values of operations accumulated duration (DAO) in function of the number of operations (NOP) were DAO = NOP, with R² = 0,9974 to insert operations; DAO = 2348,5 NOP, with R² = 0,971, to select operations; and DAO = 111,17 NOP² - 930,28 NOP, with R² = 0,718, to update operations. Update and select operations require 0,04 and 18,41% of insert time operation respectively. Although all operations have access to database, insert uses more computational resources since it substantially modifies the database structure, increasing the number of registrations, creating and updating indices. Update doesn t increase the number of registers, but it may alters its values. Select doesn t modify the base. 1 Graduando em Ciência da Computação pela UFV, 2 Bacharel em Sistemas de Informação pela UNIPAC 2005, 3 Professor do Departamento de Informática da UFV, Ph.D in Computer Science, 4 Doutor em Engenharia Agrícola pela UFV 1999, Diretor Científico do Grupo Intec, grupointec.com.br

2 KEYWORDS: database, open source, sql INTRODUÇÃO: Bancos de dados são estruturas que armazenam dados. São úteis para manipulação de registros, permitindo acessar, modificar, incluir e remover dados. Os bancos de dados, em geral, são gerenciados por Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD) cujo principal objetivo é retirar da aplicação cliente a responsabilidade de gerenciar o acesso, manipulação e organização dos dados. SQLite é uma biblioteca C que implementa um banco de dados relacional. Sistemas que a utilizam não necessitam de servidor para acessar seus dados, ou seja, ela lê e escreve diretamente em seus arquivos. Exemplos de uso do SQLite são sites (com menos de cem mil requisições por dia), dispositivos e sistemas embarcados, aplicações desktop entre outros. O presente trabalho visa testar através da biblioteca lt++ a performance do banco de dados SQLite em função de múltiplas inserções, seleções e atualizações de dados por um determinado período de tempo. MATERIAIS E MÉTODOS: Criou-se uma tabela indexada com os campos conforme descritos na Tabela 1 abaixo: Campo Tipo A0 INTEGER NOT NULL A1 INTEGER A2 NUMERIC(15,2), A3 NVARCHAR(26) A4 VARCHAR(26) A5 TIME A6 DATE Tabela 1 Campos inseridos no banco de dados Foi desenvolvido um programa em C++ para realizar 10 milhões de operações insert, select e update. O desempenho foi analisado através da duração acumulada das operações e da duração média da operações unitárias por bloco de insert, select e update em função do número de operações. Utilizou-se a biblioteca lt++ para conexão com banco de dados SQLite. Foi utilizada uma máquina com as seguintes configurações: CPU Pentium 4, 2.80GHz e 1,0GB de RAM. RESULTADO E DISCUSSÃO: A Tabela 2 apresenta a duração acumulada das operações (DAO) e a duração média das operações unitárias (DOU) por bloco de insert, select e update em função do número de operações.

3 Os valores da DAO variaram de a s; 2578 a 42654s; e 341 a 39398s para as operações de insert, select e update, respectivamente. Por outro lado, os valores médios da DOU para as operações insert, select e update foram iguais 2,66026; 0,48978; e 0,00102s, respectivamente. As figuras 1.a, 1.c e 1.e mostram os gráficos da variação dos valores do DAO em função do número de operações insert, select e update, respectivamente. As figuras 1.b, 1.d, 1.f mostram os gráficos da variação dos valores do DOU em função do número de operações insert, select e update, respectivamente. As figuras 1.a, 1.c e 1.e também apresentam equações ajustadas para os valores do DAO em função do número de operações; sendo DAO = NOP, com R² = 0,9974 para operações de insert; DAO = 2348,5 NOP, com R² = 0,971 para operações de select; e DAO = 111,17 NOP² - 930,28 NOP, com R² = 0,718 para operações de update. NOP Inserções Seleções Alterações ( 00) DAO (s) DOU (s/insert) DAO (s) DOU (s/select) DAO (s) DOU (s/update) , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,00394 Média - 2, , ,00102 Tabela 2 Duração acumulada das operações (DAO) e a duração média das operações unitárias (DOU) por bloco de insert, select e update e função do número de operações (NOP).

4 Duração da operação (s) y = 69273x R 2 = 0,9974 Duração da operação (s) 3, ,0 2, ,0 1, ,0 0 0, (a) (b) y = 2348,5x R 2 = 0,971 0, ,0 Duração da operação (s) (c) Duração da operação (s) 0, , , , , (d) , , ,00300 Duração (s) y = 111,17x 2-930,28x R 2 = 0,718 Duração (s) 0, , ,00150 y = 9E-05x + 9E-05 R 2 = 0, , , , Número de Operações Número de Operações FIGURA 1 (e) (f) Das três operações avaliadas a que apresentou maior tempo de execução foram as de insert, seguida pelas de update que, por sua vez exigiram mais tempo que as de select. As operações de update e select requereram, respectivamente, 0,04 e 18,41% do tempo que as de insert. Embora todas as operações realizem acesso ao banco de dados, insert utilizam mais recursos computacionais uma vez que alteram substancialmente a estrutura do banco de dados, aumentando o número de registros e criando e atualizando índices. Update não aumenta o número de registros, porém podem alterar seus valores. Select, por sua vez, não alteram o banco. O tamanho do banco de dados vazio era de 4 Kb, ao final das inserções o seu tamanho era de Kb, sendo assim a média de Kbytes por registros e controles inerentes ao banco de dados foi de 0, Kb / registro. Conforme pode-se observar nas Figuras 1.a, 1.c e 1.e, os valores de DAO variaram de modo linear para as três operações. A operação update se comporta de modo linear até um certo limite de dados no banco (8,5 milhões de dados). Estes

5 resultados indicam que o tempo de execução de uma operação update depende do número de registros no banco, quanto maior o banco mais demorado se torna. CONCLUSÃO: Avaliou-se a performance do SQLite ao executar 10 milhões de operações (insert, select, update), cuja durações médias foram de 2,66026, 0,48978 e 0,00102s para insert, select e update respectivamente. Operações de update e select requerem 0,04 e 18,41% do tempo de insert, respectivamente. As equações ajustadas para os valores duração acumulada das operações (DAO) em função do número de operações (NOP) foram DAO = NOP, com R² = 0,9974 para as operações de insert; DAO = 2348,5 NOP, com R² = 0,971, para as operações de select; e DAO = 111,17 NOP² - 930,28 NOP, com R² = 0,718 para a operação de update. Pode-se observar que o banco de dados SQLite é de fato um banco de dados mais eficiente quando armazena uma quantidade relativamente baixa de dados. Devido ao seu crescimento acentuado de duração na atualização em função do tempo decorrido, concluiu-se que esse banco de dados é inviável quando trabalha com altas quantidades de dados uma vez que perde na sua eficiência. BIBLIOGRAFIA: [1] ELMASRI, R.; NAVATHE, S. B. Sistemas de Banco de Dados - Fundamentos e Aplicações, 3 edição, Editora LTC, 2002 [2] SQLite. Disponível em [3] SQLite. Disponível em: Acesso: 10 Set [4] SQLite Brasil. Disponível em Acesso: 05 Out 2007 ANEXO 1: Resumo do código utilizado: // # include <stdio.h> # include <time.h> # include "ltquery.h" # include "ltdriver.h" # define NBLOCO 20 # define BLOCO 00 string itos ( int x ) {

6 char sz[22]; sprintf( sz, "%d", x ); return sz; int main (int argc, char **argv) { time_t ini = time(null); int c = 1; ltdriver *db = new ltdriver(); ltquery *Query = new ltquery(); if( db->attach("lt++.db") ) printf("\n..."); Query->Open ( db->db ); ini = time(null); FILE *f = fopen ("insert.txt","w"); for( int k = 0; k < NBLOCO; k++ ) { for( int i = 0; i < BLOCO; i++ ) { Query -> Sql ("insert into A (A1, A2, A3, A4, A5, A6) values (1, 1.2, 'aaaaa', 'aaaaa', '11:11:11', ' ')"); c++; fprintf (f, "\n%d; %9f", k+1, difftime (time(null), ini)); fclose(f); c = 1; ini = time(null); f = fopen("select.txt","w"); for( int k = 0; k < NBLOCO; k++ ) { for( int i = 0; i < BLOCO; i++ ) { // printf("\nselect * from A where A0=%d", c ); Query->Sql("select * from A where A0=" + itos(c) ); c++; fprintf(f,"\n%d;%9f",k+1, difftime(time(null),ini)); fclose(f); c = 1; ini = time(null); f = fopen("update.txt","w");

7 for( int k = 0; k < NBLOCO; k++ ) { for( int i = 0; i < BLOCO; i++ ) { // printf("\nselect * from A where A0=%d", c ); Query -> Sql ("update A set A1=1, A2=1.2, A3='aaaaa', A4='aaaaa', A5='11:11:11', A6=' ' where A0=" + itos(c) ); c++; fprintf(f,"\n%d;%9f",k+1, difftime(time(null),ini)); fclose(f); db->detach(); delete Query; delete db; system("pause"); return 0; //

FIREBIRD: UMA ANÁLISE DE PERFORMANCE

FIREBIRD: UMA ANÁLISE DE PERFORMANCE FIREBIRD: UMA ANÁLISE DE PERFORMANCE Tiago Gomes Fagundes 1, Renato Stocco Bonatto 2, Leacir Nogueira Bastos 3, Brauliro Gonçalves Leal 4 RESUMO: Avaliou-se a performance do gerenciador de banco de dados

Leia mais

lt++: Biblioteca C++ para Acesso ao Gerenciador de Banco de Dados SQLite

lt++: Biblioteca C++ para Acesso ao Gerenciador de Banco de Dados SQLite lt++: Biblioteca C++ para Acesso ao Gerenciador de Banco de Dados SQLite Pedro de Brito Cavalcanti Neto 1, Brauliro Gonçalves Leal 2, Sérgio Aurélio Ferreira Soares 1, Mário Godoy Neto 2, Ricardo Argenton

Leia mais

Programação para Android. Aula 08: Persistência de dados SQL

Programação para Android. Aula 08: Persistência de dados SQL Programação para Android Aula 08: Persistência de dados SQL Persistência de dados Na maioria das aplicações precisamos ter algum tipo de persistência de dados. Para guardar informações de forma persistente

Leia mais

LINGUAGEM SQL. SQL Server 2008 Comandos iniciais

LINGUAGEM SQL. SQL Server 2008 Comandos iniciais 1 LINGUAGEM SQL SQL Server 2008 Comandos iniciais SQL - STRUCTURED QUERY LANGUAGE Quando os Bancos de Dados Relacionais estavam sendo desenvolvidos, foram criadas linguagens destinadas à sua manipulação.

Leia mais

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível

Leia mais

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível de independência do

Leia mais

PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1

PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1 INTRODUÇÃO PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1 Leonardo Pereira leonardo@estudandoti.com.br Facebook: leongamerti http://www.estudandoti.com.br Informações que precisam ser manipuladas com mais segurança

Leia mais

Introdução ao SQL. Aécio Costa

Introdução ao SQL. Aécio Costa Aécio Costa A linguagem SQL é um padrão de linguagem de consulta comercial e possui as seguintes partes: Linguagem de definição de dados (DDL) Linguagem interativa de manipulação de dados (DML) Definição

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução App de exemplo Implementação do exemplo Testes realizados

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução App de exemplo Implementação do exemplo Testes realizados

Leia mais

Curso PHP Aula 08. Bruno Falcão brunogfalcao@gmail.com

Curso PHP Aula 08. Bruno Falcão brunogfalcao@gmail.com + Curso PHP Aula 08 Bruno Falcão brunogfalcao@gmail.com + Roteiro Conectividade com BD SQL + SQL Structured Query Language. Padrão para interagir com banco de dados relacionais. + Banco de dados Um banco

Leia mais

Disciplina: Unidade V: Prof.: E-mail: Período:

Disciplina: Unidade V: Prof.: E-mail: Período: Encontro 17 Disciplina: Sistemas de Banco de Dados Unidade V: Introdução à Linguagem SQL Prof.: Mario Filho E-mail: pro@mariofilho.com.br Período: 5º. SIG - ADM 13. Introdução à Linguagem SQL Introdução

Leia mais

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado Introdução à Engenharia da Computação Banco de Dados Professor Machado 1 Sistemas isolados Produção Vendas Compras Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Desvantagens:

Leia mais

BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS

BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS Universidade Federal da Paraíba UFPB Centro de Energias Alternativas e Renováveis - CEAR Departamento de Eng. Elétrica DEE BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS Isaac Maia Pessoa Introdução O que é um BD? Operações

Leia mais

4.6. SQL - Structured Query Language

4.6. SQL - Structured Query Language 4.6. SQL - Structured Query Language SQL é um conjunto de declarações que é utilizado para acessar os dados utilizando gerenciadores de banco de dados. Nem todos os gerenciadores utilizam SQL. SQL não

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix Ingress SQL

Leia mais

BD SQL Server. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04

BD SQL Server. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04 BD SQL Server SGBD SQL Server Licenciatura em Engenharia Informática e Computação Bases de Dados 2003/04 BD SQL Server Criação da Ligação ao SGBD Entrar no Microsoft SQL Server / Enterprise Manager Criar

Leia mais

Banco de Dados. Maurício Edgar Stivanello

Banco de Dados. Maurício Edgar Stivanello Banco de Dados Maurício Edgar Stivanello Agenda Conceitos Básicos SGBD Projeto de Banco de Dados SQL Ferramentas Exemplo Dado e Informação Dado Fato do mundo real que está registrado e possui um significado

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

Linguagem SQL (Parte I)

Linguagem SQL (Parte I) Universidade Federal de Sergipe Departamento de Sistemas de Informação Itatech Group Jr Softwares Itabaiana Site: www.itatechjr.com.br E-mail: contato@itatechjr.com.br Linguagem SQL (Parte I) Introdução

Leia mais

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS POSTGRESQL O PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados dos mais robustos e avançados do mundo. Seu código é aberto e é totalmente gratuito,

Leia mais

O que são Bancos de Dados?

O que são Bancos de Dados? SQL Básico Liojes de Oliveira Carneiro professor.liojes@gmail.com www.professor-liojes.blogspot.com O que são Bancos de Dados? É o software que armazena, organiza, controla, trata e distribui os dados

Leia mais

Bancos de Dados I. Integridade semântica

Bancos de Dados I. Integridade semântica Bancos de Dados I PUC-Rio Departamento de Informática (DI) Eng./Ciência da Computação e Sist. Informação Contrôle de Integridade em SGBDs: procedimentos armazenados, gatilhos e funções Prof. sergio@inf.puc-rio.br

Leia mais

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 11-1. INTRODUÇÃO TRIGGERS (GATILHOS OU AUTOMATISMOS) Desenvolver uma aplicação para gerenciar os dados significa criar uma aplicação que faça o controle sobre todo ambiente desde a interface, passando

Leia mais

AUDITORIA EM BANCO DE DADOS COM UTILIZAÇÃO DE REGRAS

AUDITORIA EM BANCO DE DADOS COM UTILIZAÇÃO DE REGRAS REVISTA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA AUDITORIA EM BANCO DE DADOS COM UTILIZAÇÃO DE REGRAS Eder Pazinatto Faculdade Anhanguera de Passo Fundo RESUMO: A busca por mecanismos que implementam segurança

Leia mais

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS POSTGRESQL O PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados dos mais robustos e avançados do mundo. Seu código é aberto e é totalmente gratuito,

Leia mais

Android e Bancos de Dados

Android e Bancos de Dados (Usando o SQLite) Programação de Dispositivos Móveis Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do

Leia mais

2008.1. A linguagem SQL

2008.1. A linguagem SQL SQL 2008.1 A linguagem SQL SQL - Structured Query Language. Foi definida nos laboratórios de pesquisa da IBM em San Jose, California, em 1974. Teve seus fundamentos no modelo relacional Sua primeira versão

Leia mais

Análise de Desempenho de um SGBD para Aglomerado de Computadores

Análise de Desempenho de um SGBD para Aglomerado de Computadores Análise de Desempenho de um SGBD para Aglomerado de Computadores Diego Luís Kreutz, Gabriela Jacques da Silva, Hélio Antônio Miranda da Silva, João Carlos Damasceno Lima Curso de Ciência da Computação

Leia mais

Persistência de Dados

Persistência de Dados Persistência de s Universidade do Estado de Santa Catarina - Udesc Centro de Ciências Tecnológicas - CCT Departamento de Ciência da Computação Tecnologia de Sistemas de Informação Estrutura de s II - DAD

Leia mais

Tipos de Dados, Tipos Abstratos de Dados Estruturas de Dados

Tipos de Dados, Tipos Abstratos de Dados Estruturas de Dados Tipos de Dados, Tipos Abstratos de Dados Estruturas de Dados Tipo de dados, tipo abstrato de dados, estruturas de dados Termos parecidos, mas com significados diferentes Tipo de dado Em linguagens de programação

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Modelos de Dados, Esquemas e Instâncias 2 Modelos de Dados, Esquemas e Instâncias Modelo de dados: Conjunto de conceitos

Leia mais

2008.1 SQL. Autor: Renata Viegas

2008.1 SQL. Autor: Renata Viegas SQL Autor: Renata Viegas A linguagem SQL SQL - Structured Query Language. Foi definida nos laboratórios de pesquisa da IBM em San Jose, California, em 1974. Teve seus fundamentos no modelo relacional Sua

Leia mais

Armazenamento organizado facilitando SCRUD; Agiliza processo de desenvolvimento de sistemas;

Armazenamento organizado facilitando SCRUD; Agiliza processo de desenvolvimento de sistemas; Conjunto de informações relacionadas entre si; Armazenamento organizado facilitando SCRUD; Agiliza processo de desenvolvimento de sistemas; Conjunto de Tabelas onde cada linha é um vetor de dados específico;

Leia mais

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase.

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase. Prof. Omero, pág. 63 O que é o InterBase? O InterBase é um SGBDR - Sistema Gerenciador de Banco de Dados Cliente/Servidor Relacional 1 que está baseado no padrão SQL ANSI-9, de alta performance, independente

Leia mais

SQL (Structured Query Language)

SQL (Structured Query Language) SQL (Structured Query Language) Linguagem comercial para BD relacional padrão ISO desde a década de 80 SQL (86); SQL-2 (92); SQL-3 (99) e SQL:2003 não é apenas uma linguagem de consulta! como o nome sugere...

Leia mais

SQL. Definição do Esquema da Base de Dados. Cristina C. Vieira Departamento de Engenharia Eletrónica e Informática

SQL. Definição do Esquema da Base de Dados. Cristina C. Vieira Departamento de Engenharia Eletrónica e Informática SQL Definição do Esquema da Base de Dados Cristina C. Vieira Departamento de Engenharia Eletrónica e Informática SQL - Esquema da base de dados Definição das tabelas Definição das chaves primárias Definição

Leia mais

Banco de Dados Avançados Banco de Dados Ativo

Banco de Dados Avançados Banco de Dados Ativo Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Banco de Dados Avançados Banco de Dados Ativo Equipe: Felipe Cavalcante Fernando Kakimoto Marcos Corrêa Sumário 1. Mini-Mundo... 3 1.1 Entidades...

Leia mais

SQL (Structured Query Language)

SQL (Structured Query Language) SQL (Structured Query Language) Linguagem comercial para BD relacional padrão ISO desde a década de 80 SQL- (86); SQL- (9); SQL- (99) não é apenas uma linguagem de consulta! como o nome sugere... Base

Leia mais

SQL (Structured Query Language)

SQL (Structured Query Language) SQL (Structured Query Language) Linguagem comercial para BD relacional padrão ISO desde a década de 80 SQL-1 (86); SQL- (9); SQL- (99) não é apenas uma linguagem de consulta! como o nome sugere... Base

Leia mais

Programação WEB (JSP + Banco Dados) Eng. Computação Prof. Rodrigo Rocha http://www.materialdeaula.com.br

Programação WEB (JSP + Banco Dados) Eng. Computação Prof. Rodrigo Rocha http://www.materialdeaula.com.br Programação WEB (JSP + Banco Dados) Eng. Computação Prof. Rodrigo Rocha http://www.materialdeaula.com.br JSP (Java Server Pages) - JavaServer Pages (JSP) - Tecnologia de programação serverside - Permite

Leia mais

PIP/CA - Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Computação Aplicada da UNISINOS ALGORITMOS & ESTRUTURAS DE DADOS

PIP/CA - Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Computação Aplicada da UNISINOS ALGORITMOS & ESTRUTURAS DE DADOS PIP/CA - Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Computação Aplicada da UNISINOS Disciplina de Nivelamento - 2000/1: ALGORITMOS & ESTRUTURAS DE DADOS Professor Responsável: Prof. Fernando Santos

Leia mais

MANUAL INSTALAÇÃO WEB SERVICE

MANUAL INSTALAÇÃO WEB SERVICE MANUAL INSTALAÇÃO WEB SERVICE Recebimento de dados pelo Hospital Versão 1.1 2/9/2014 Contato suporte@gtplan.com.br Índice Introdução... 2 Requerimentos para instalação do Web Service... 2 Instalação...

Leia mais

Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos

Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos Roteiro 9 - SQL Básico: chave estrangeira, operadores de comparação e operadores booleanos Objetivos: Criar restrições para atributos, chaves primárias e estrangeiras; Explorar consultas SQL com uso de

Leia mais

SQL comando SELECT. SELECT [DISTINCT] FROM [condição] [ ; ] Paulo Damico - MDK Informática Ltda.

SQL comando SELECT. SELECT [DISTINCT] <campos> FROM <tabela> [condição] [ ; ] Paulo Damico - MDK Informática Ltda. SQL comando SELECT Uma das tarefas mais requisitadas em qualquer banco de dados é obter uma listagem de registros armazenados. Estas tarefas são executadas pelo comando SELECT Sintaxe: SELECT [DISTINCT]

Leia mais

BANCO DE DADOS: SQL. Edson Anibal de Macedo Reis Batista. 27 de janeiro de 2010

BANCO DE DADOS: SQL. Edson Anibal de Macedo Reis Batista. 27 de janeiro de 2010 BANCO DE DADOS: SQL UERN - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Departamento de Ciências da Computação. 27 de janeiro de 2010 índice 1 Introdução 2 3 Introdução SQL - Structured Query Language

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados Banco de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix

Leia mais

Linguagem SQL. Comandos Básicos

Linguagem SQL. Comandos Básicos Linguagem SQL Comandos Básicos Caetano Traina Júnior Grupo de Bases de Dados e Imagens Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Universidade de São Paulo - São Carlos caetano@icmc.sc.usp.br Comando

Leia mais

SQL TGD/JMB 1. Projecto de Bases de Dados. Linguagem SQL

SQL TGD/JMB 1. Projecto de Bases de Dados. Linguagem SQL SQL TGD/JMB 1 Projecto de Bases de Dados Linguagem SQL SQL TGD/JMB 2 O que é o SQL? SQL ("ess-que-el") significa Structured Query Language. É uma linguagem standard (universal) para comunicação com sistemas

Leia mais

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 10 - PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS - STORED PROCEDURES 1. INTRODUÇÃO Em muitas situações será necessário armazenar procedimentos escritos com a finalidade de se utilizar recursos como loop, estruturas

Leia mais

Estruturas de Dados. Profa. Juliana Pinheiro Campos

Estruturas de Dados. Profa. Juliana Pinheiro Campos Estruturas de Dados Profa. Juliana Pinheiro Campos Arquivos ESTRUTURAS DE DADOS Técnicas para que possamos salvar e recuperar informações em arquivos de maneira estruturada. Assim será possível implementar

Leia mais

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza PHP e Banco de Dados progweb2@thiagomiranda.net Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net PHP e Banco de Dados É praticamente impossível

Leia mais

Banco de Dados com PHP

Banco de Dados com PHP Linguagem de Programação III Banco de Dados com PHP Conceitos de Banco de Dados - é uma coleção de dados interrelacionados, representando informações sobre um domínio específico - sempre que for possível

Leia mais

Procedimentos armazenados

Procedimentos armazenados Procedimentos armazenados Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noited}@marciobueno.com Material da Profª Maria Lígia B. Perkusich Procedimentos armazenados (i) Definição Um procedimento armazenado (stored procedure)

Leia mais

Principais Comandos SQL Usados no MySql

Principais Comandos SQL Usados no MySql Principais Comandos SQL Usados no MySql O que é um SGBD? Um Sistema Gerenciador de Banco de Dados (como no Brasil) ou Sistema Gestor de Base de Dados (SGBD) é o conjunto de programas de computador (softwares)

Leia mais

Android Banco de Dados. Ivan Nicoli

Android Banco de Dados. Ivan Nicoli Android Banco de Dados Ivan Nicoli SQLite O Android tem suporte ao SQLite (http://www.sqlite.org), um leve e poderoso banco de dados. Cada aplicação pode criar um ou mais banco de dados, que ficam localizados

Leia mais

MySQL. Prof. César Melo. com a ajuda de vários

MySQL. Prof. César Melo. com a ajuda de vários MySQL Prof. César Melo com a ajuda de vários Banco de dados e Sistema de gerenciamento; Um banco de dados é uma coleção de dados. Em um banco de dados relacional, os dados são organizados em tabelas. matricula

Leia mais

SQL: Definição de tabelas, Modificações à Base de Dados

SQL: Definição de tabelas, Modificações à Base de Dados SQL: Definição de tabelas, Modificações à Base de Dados Fernando Lobo Base de Dados, Universidade do Algarve 1 / 24 Definição do esquema da base de dados O esquema da BD é composto pelas definições de

Leia mais

Banco de Dados. Prof. Dr. Rogério Galante Negri

Banco de Dados. Prof. Dr. Rogério Galante Negri Banco de Dados Prof Dr Rogério Galante Negri Tradicionalmente O armazenamento dos dados utilizava arquivos individuais, sem nenhum relacionamento Cada programa utilizava seu próprio sistema de arquivo

Leia mais

Banco de dados. Linguagens de Banco de Dados II. Wedson Quintanilha da Silva - www.assembla.com/spaces/objetivobd/documents

Banco de dados. Linguagens de Banco de Dados II. Wedson Quintanilha da Silva - www.assembla.com/spaces/objetivobd/documents Banco de dados Linguagens de Banco de Dados II 1 Linguagem de Definição de Dados - DDL Comandos utilizados para criação do esquema de dados; Um DDL permite ao utilizador definir tabelas novas e elementos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II BANCO DE DADOS II AULA 1 Linguagem SQL Linguagem de definição de dados (DDL) DISCIPLINA: Banco de Dados

Leia mais

Manipulação de Banco de Dados com Java. Ms. Bruno Crestani Calegaro (bruno.calegaro@ifsc.edu.br) Maio/ 2015

Manipulação de Banco de Dados com Java. Ms. Bruno Crestani Calegaro (bruno.calegaro@ifsc.edu.br) Maio/ 2015 Manipulação de Banco de Dados com Java Ms. Bruno Crestani Calegaro (bruno.calegaro@ifsc.edu.br) Maio/ 2015 Acesso a um SGBD Em sistemas mais simples o uso de arquivos pode ser usado mas para aplicações

Leia mais

Python Acessando o Banco de Dados MySQL

Python Acessando o Banco de Dados MySQL Python Acessando o Banco de Dados MySQL ANTONIO SÉRGIO NOGUEIRA PRESIDENTE PRUDENTE SP 2009 1 Sumário 1. Introdução...3 2. Interface MySQL...3 3.Instalando o MySQLdb...3 4.Verificando se o MySQL está instalado...4

Leia mais

SQL (STRUCTUREDQUERY LANGUAGE)

SQL (STRUCTUREDQUERY LANGUAGE) BANCO DE DADOS Universidade do Estado de Santa Catarina Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Ciência da Computação Prof. Alexandre Veloso de Matos alexandre.matos@udesc.br SQL (STRUCTUREDQUERY

Leia mais

Linguagem SQL Parte I

Linguagem SQL Parte I FIB - Centro Universitário da Bahia Banco de Dados Linguagem SQL Parte I Francisco Rodrigues Santos chicowebmail@yahoo.com.br Slides gentilmente cedidos por André Vinicius R. P. Nascimento Conteúdo A Linguagem

Leia mais

SQL (STRUCTUREDQUERY LANGUAGE)

SQL (STRUCTUREDQUERY LANGUAGE) BANCO DE DADOS Universidade do Estado de Santa Catarina Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Ciência da Computação Prof. Alexandre Veloso de Matos alexandre.matos@udesc.br SQL (STRUCTUREDQUERY

Leia mais

BANCO DE DADOS. info 3º ano. Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br

BANCO DE DADOS. info 3º ano. Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br BANCO DE DADOS info 3º ano Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br Na última aula estudamos Unidade 4 - Projeto Lógico Normalização; Dicionário de Dados. Arquitetura

Leia mais

14/08/2008. Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional 1 Prof.: Fernando Hadad Zaidan

14/08/2008. Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional 1 Prof.: Fernando Hadad Zaidan Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional 1 Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 2 Introdução a SQL 2 Leitura Obrigatória ELMASRI,

Leia mais

Banco de Dados I Introdução

Banco de Dados I Introdução Banco de Dados I Introdução Prof. Moser Fagundes Curso Técnico em Informática (Modalidade Integrada) IFSul Campus Charqueadas Sumário da aula Avaliações Visão geral da disciplina Introdução Histórico Porque

Leia mais

PL/pgSQL por Diversão e Lucro

PL/pgSQL por Diversão e Lucro PL/pgSQL por Diversão e Lucro Roberto Mello 3a. Conferência Brasileira de PostgreSQL - PGCon-BR Campinas - 2009 1 Objetivos Apresentar as partes principais do PL/pgSQL Apresentar casos de uso comum do

Leia mais

Bases de Dados 2007/2008. Aula 9

Bases de Dados 2007/2008. Aula 9 Bases de Dados 2007/2008 Aula 9 1. T-SQL TRY CATCH 2. TRATAMENTO ERROS RAISERROR 3. TRIGGERS 4. EXERCÍCIOS Sumário Referências http://msdn2.microsoft.com/en-us/library/ms189826.aspx (linguagem t-sql) http://www.di.ubi.pt/~pprata/bd/bd0405-proc.sql

Leia mais

SQL Server 2008. Ferramenta de administração. SQL Server Management Studio. 1º passo conectar ao banco de dados 2ª Query (consulta) usando SQL

SQL Server 2008. Ferramenta de administração. SQL Server Management Studio. 1º passo conectar ao banco de dados 2ª Query (consulta) usando SQL SQL Server 2008 Ferramenta de administração SQL Server Management Studio Ferramenta de acesso e administração de dados em modo gráfico 1º passo conectar ao banco de dados 2ª Query (consulta) usando SQL

Leia mais

Programação de Servidores CST Redes de Computadores. Marx Gomes Van der Linden

Programação de Servidores CST Redes de Computadores. Marx Gomes Van der Linden Programação de Servidores CST Redes de Computadores Marx Gomes Van der Linden Programação de Servidores Aplicações cliente/servidor para web. Fundamentos de HTML+CSS. Linguagem de programação de servidor:

Leia mais

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM SQL CRIAÇÃO DE BANCO DE DADOS E OTIMIZAÇÃO DE CONSULTAS

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM SQL CRIAÇÃO DE BANCO DE DADOS E OTIMIZAÇÃO DE CONSULTAS Esclarecimento Licenciamento de Uso Este documento é propriedade intelectual 2012 da NRSYSTEM COMÉRCIO E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA-ME, consiste de uma compilação de diversos materiais entre livros,

Leia mais

Acesso a Bancos de Dados (JDBC) Autor: Cleyton Maciel (clayton.maciel@ifrn.edu.br) Adaptação: Pedro Baesse (pedro.baesse@ifrn.edu.

Acesso a Bancos de Dados (JDBC) Autor: Cleyton Maciel (clayton.maciel@ifrn.edu.br) Adaptação: Pedro Baesse (pedro.baesse@ifrn.edu. Acesso a Bancos de Dados (JDBC) Autor: Cleyton Maciel (clayton.maciel@ifrn.edu.br) Adaptação: Pedro Baesse (pedro.baesse@ifrn.edu.br) JDBC Conceito Tipos Transações Tipos SQL e JAVA Conexão JDBC Implementação

Leia mais

José Benedito Lopes Junior ¹, Marcello Erick Bonfim 2

José Benedito Lopes Junior ¹, Marcello Erick Bonfim 2 ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 Definição de uma tecnologia de implementação e do repositório de dados para a criação da ferramenta

Leia mais

Comparativo de Desempenho entre Bancos de Dados de Código Aberto

Comparativo de Desempenho entre Bancos de Dados de Código Aberto 6 Fórum Internacional Software Livre 1, 2, 3 e 4 de Junho de 2005 Porto Alegre/RS, Brasil Comparativo de Desempenho entre Bancos de Dados de Código Aberto Carlos Eduardo e Rilson Nascimento {carlos,rilson}@itautec.cin.ufpe.br

Leia mais

Nota de Aplicação. Escrita em Banco de Dados SQL com o Vijeo Citect 1.0. Suporte Técnico Brasil. Versão:

Nota de Aplicação. Escrita em Banco de Dados SQL com o Vijeo Citect 1.0. Suporte Técnico Brasil. Versão: Nota de Aplicação Escrita em Banco de Dados SQL com o Vijeo Citect Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: Software: Versão: Vijeo Citect 7.40 SP 2 SQL Server 2012 Suporte

Leia mais

CRIANDO TABELAS E INSERINDO REGISTROS VIA SQL NO SQL Server 7.0

CRIANDO TABELAS E INSERINDO REGISTROS VIA SQL NO SQL Server 7.0 CRIANDO TABELAS E INSERINDO REGISTROS VIA SQL NO SQL Server 7.0 Obs: Estes comandos deverão ser realizados no Query Analyzer. - Para criar um Banco de Dados no SQL Server via código SQL: Depois de criado

Leia mais

BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS. Prof. Patrícia Lucas 3º Trimestre

BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS. Prof. Patrícia Lucas 3º Trimestre BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS Prof. Patrícia Lucas 3º Trimestre ROTEIRO PARA O 3º TRIMESTRE 1. O MySQL DDL SQL 1. Como funciona o MySQL 2. Como criar um banco de dados no MySQL 3. Como criar tabelas: comandos

Leia mais

Modelo Cliente/Servidor Por HIARLY ALVES

Modelo Cliente/Servidor Por HIARLY ALVES UNICE Ensino Superior Linguagem de Programação Ambiente Cliente Servidor. Modelo Cliente/Servidor Por HIARLY ALVES Fortaleza - CE CONCEITOS Cliente x Servidor. Cliente É um programa (software) executado

Leia mais

Comandos de Manipulação

Comandos de Manipulação SQL - Avançado Inserção de dados; Atualização de dados; Remoção de dados; Projeção; Seleção; Junções; Operadores: aritméticos, de comparação,de agregação e lógicos; Outros comandos relacionados. SQL SQL

Leia mais

Universidade Federal de Goiás Ciências da Computação Sistemas Operacionais 2

Universidade Federal de Goiás Ciências da Computação Sistemas Operacionais 2 Universidade Federal de Goiás Ciências da Computação Sistemas Operacionais 2 MongoDB Diego Fraga - 083746 Gabriel Henrique - 083771 Lauro Henrique - 074259 O que é MongoDB? - MongoDB é uma ferramenta de

Leia mais

!! Conrado Carneiro Bicalho!!!!!

!! Conrado Carneiro Bicalho!!!!! Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas - ICEB Departamento de Computação - DECOM Conrado Carneiro Bicalho Bancos de Dados em Dispositivos Móveis Ouro Preto

Leia mais

PostgreSQL. www.postgresql.org. André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br

PostgreSQL. www.postgresql.org. André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br PostgreSQL www.postgresql.org André Luiz Fortunato da Silva Analista de Sistemas CIRP / USP alf@cirp.usp.br Características Licença BSD (aberto, permite uso comercial) Multi-plataforma (Unix, GNU/Linux,

Leia mais

PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS (Stored Procedures)

PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS (Stored Procedures) PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS (Stored Procedures) 1. Introdução Stored Procedure é um conjunto de comandos, ao qual é atribuído um nome. Este conjunto fica armazenado no Banco de Dados e pode ser chamado a

Leia mais

Especialização em Engenharia e Administração de Banco de Dados SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS I

Especialização em Engenharia e Administração de Banco de Dados SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS I Especialização em Engenharia e Administração de Banco de Dados SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS I José Alberto F. Rodrigues Filho beto@beto.pro.br Firebird É a primeira geração, descendente do

Leia mais

SQL Structured Query Language

SQL Structured Query Language Janai Maciel SQL Structured Query Language (Banco de Dados) Conceitos de Linguagens de Programação 2013.2 Structured Query Language ( Linguagem de Consulta Estruturada ) Conceito: É a linguagem de pesquisa

Leia mais

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET PROJETO DE BANCO DE DADOS

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET PROJETO DE BANCO DE DADOS Exemplos de Scripts SQL (PostgreSQL) Pizzaria 1 2 Criação de BANCO DE DADOS CREATE DATABASE nome_do_banco; CREATE DATABASE pizzaria; Criação de TABELAS SOMENTE COM CHAVE PRIMÁRIA CREATE TABLE nome_da_tabela

Leia mais

Projeto de Banco de Dados: Empresa X

Projeto de Banco de Dados: Empresa X Projeto de Banco de Dados: Empresa X Modelo de negócio: Empresa X Competências: Analisar e aplicar o resultado da modelagem de dados; Habilidades: Implementar as estruturas modeladas usando banco de dados;

Leia mais

Programação SQL. Introdução

Programação SQL. Introdução Introdução Principais estruturas duma Base de Dados: Uma BD relacional é constituída por diversas estruturas (ou objectos ) de informação. Podemos destacar: Database: designa a própria BD; Table/Tabela:

Leia mais

Gerenciamento de Dados e Informação Fernando Fonseca. Graduação

Gerenciamento de Dados e Informação Fernando Fonseca. Graduação Gerenciamento de Dados e Informação Fernando Fonseca 1 Suporte Nativo a XML no Oracle 10g 2 Oracle 10g XML Parsers Suporte a interfaces DOM e SAX XML Class Generator Código fonte a partir de XML DTD ou

Leia mais

EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER

EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER Gerenciando Tabelas: DDL - DATA DEFINITION LANGUAG Criando uma tabela: CREATE TABLE CLIENTES ID VARCHAR4 NOT NULL, NOME VARCHAR30 NOT NULL, PAGAMENTO DECIMAL4,2 NOT NULL;

Leia mais

AULA 01-02-03 SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS

AULA 01-02-03 SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS AULA 01-02-03 SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE BANCO DE DADOS Curso: Sistemas de Informação (Subseqüente) Disciplina: Administração de Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.br História

Leia mais

S Q L 31/03/2010. SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada

S Q L 31/03/2010. SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada Gerenciamento de Dados e Informação Fernando Fonseca Ana Carolina Robson Fidalgo SQL SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada Apesar do QUERY no nome, não é apenas de consulta,

Leia mais

Unidade 9: Middleware JDBC para Criação de Beans

Unidade 9: Middleware JDBC para Criação de Beans Programação Servidor para Sistemas Web 1 Unidade 9: Middleware JDBC para Criação de Beans Implementando MVC Nível 1 Prof. Daniel Caetano Objetivo: Preparar o aluno para construir classes de entidade com

Leia mais

Bases de Dados 2007/2008. Aula 8

Bases de Dados 2007/2008. Aula 8 Bases de Dados 2007/2008 Aula 8 1. T-SQL 2. VARIÁVEIS 3. CURSORES 4. PROCEDIMENTOS 5. EXERCÍCIOS Sumário Referências http://msdn2.microsoft.com/en-us/library/ms189826.aspx (linguagem t-sql) http://www.di.ubi.pt/~pprata/bd/bd0405-proc.sql

Leia mais

S Q L 15/01/2013. Enfoques de SQL. Enfoques de SQL SQL. Usos de SQL. SQL - Origem/Histórico. Gerenciamento de Dados e Informação

S Q L 15/01/2013. Enfoques de SQL. Enfoques de SQL SQL. Usos de SQL. SQL - Origem/Histórico. Gerenciamento de Dados e Informação Enfoques de SQL Gerenciamento de Dados e Informação Fernando Fonseca Ana Carolina Valeria Times Bernadette Loscio Linguagem interativa de consulta (ad-hoc): usuários podem definir consultas independente

Leia mais

CICLO DE VIDA DE UM BD

CICLO DE VIDA DE UM BD BANCO DE DADOS Universidade do Estado de Santa Catarina Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Ciência da Computação Prof. Alexandre Veloso de Matos alexandre.matos@udesc.br CICLO DE VIDA DE UM

Leia mais

SQL Gatilhos (Triggers)

SQL Gatilhos (Triggers) SQL Gatilhos (Triggers) Laboratório de Bases de Dados Gatilho (trigger) Bloco PL/SQL que é disparado de forma automática e implícita sempre que ocorrer um evento associado a uma tabela INSERT UPDATE DELETE

Leia mais