GJI 2 - Jardim de Infância da Figueira - 22 alunos de 4 e 5 anos - 19 de Maio

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GJI 2 - Jardim de Infância da Figueira - 22 alunos de 4 e 5 anos - 19 de Maio"

Transcrição

1 GJI 2 - Jardim de Infância da Figueira - 22 alunos de 4 e 5 anos - 19 de Maio Monitora 1 Onde é que nós estamos? Alunos 1 Na Fábrica. Monitora 2 Mas em que espaço? Ora reparem à vossa volta. Alunos 2 Numa cozinha. Monitora 3 Uma cozinha. Na cozinha é um laboratório. Monitora 4 Vocês já sabem o que é um laboratório, estiveram num, a fazer pasta de dentes. Aqui, na cozinha, vamos usar alimentos para fazer experiências. Está bom? Monitora 5 - De onde é que vocês vêm? Alunos 3 Talhadas. Monitora 6 Então, como é que estava lá o tempo? Estava calor ou estava frio? Alunos 4 Estava calor. Monitora 7 Eu hoje também estou com calor, mas ontem estava cheia de frio. Apesar de estar calor, eu estava com frio. Se calhar estava doente. Sabem que há coisas que influenciam o calor e o frio. Monitora 8 Os Físicos gostam de ser um pouco rigorosos, muito certinhos, então, não dizem que está calor ou está frio. Usam um aparelho. Em casa, para saberem se estão com febre, o que é que vocês usam? Alunos 5 Um termómetro. Monitora 9 É um termómetro que usam para medir o febre. É um termómetro que, para se ser mais rigoroso, mede a temperatura. Como este que eu tenho aqui, que é um bocadinho grande, se calhar não conhecem. Mas como este, que é parecido com o que medem o febre, que se põe no frigorífico, se calhar já conhecem. Este termómetro grande tem muitos números. Já conhecem os números? Alunos 6 Quarenta, Monitora 10 Mas tem aqui um tracinho atrás, é o sinal menos. Então é 40 graus Celsius. Alunos 7 Graus Celsius. Monitora 11- Este por exemplo aqui é o Alunos 8 Zero. Monitora 12 Zero graus Celsius. Este aqui? Alunos 9 Vinte. Monitora 13 Vinte graus Celsius. Monitora 14 Aqui à nossa frente existe ar, o ambiente e este termómetro vai-me dar a temperatura a que este ar está, vai-me dar a temperatura do ambiente. Como é que se mede a temperatura neste termómetro? Vocês vão ver aqui neste fiozinho, que aparece um risquinho vermelho. Até onde for esse risquinho é até onde vai a temperatura do nosso ambiente. Vocês olham aqui para o lado e dizem-me o número que aí está. Está bom? Alunos 10 vinte. Monitora 15 Se o tracinho vai até ao vinte, significa que a temperatura da nossa cozinha é vinte graus Celsius. Monitora 16 Se eu agora for ali ao congelador será que a temperatura é mais baixa ou mais elevada? Primeiro, está mais frio ou mais calor? Alunos 11 Está mais frio. Monitora 17 Se está mais frio, significa que a temperatura está mais Alunos 12 - baixa. Monitora 18 Mais baixa. Muito bem.

2 Exploração das mostras à temperatura ambiente Monitora 19 Eu tenho aqui um conjunto de materiais, em saquinhos, que estão à temperatura ambiente. Umas coisas são da cozinha, outras da casa de banho, coisas que vocês conhecem. Vocês pegam assim no saquinho, que está aqui para vocês não se sujarem e vão tentar descobrir o que está lá dentro, sem abri e sem cheirar,.. eu vou dar um saquinho a cada um e depois vocês trocam. Monitora 20 Podem mexer, ver se está líquido, se está sólido Monitora 21 Já alguém descobriu o que é? Alunos 13 Já descobri. Monitora 22 Então, é o quê? Alunos 14 Parece sal. Alunos 15 Gelatina Monitora 23 Gelatina? E o teu, é o quê? Alunos 16 Leite. Alunos 17 Água para o congelador. Educadora 1 Ele está a dizer isso porque parecem os nossos sacos de gelo. Monitora 24 E mais? E estes meninos aqui, o que é que têm? Alunos 18 O meu parece água. Monitora 25 E o teu, parece o quê? Alunos 19 Mel. Monitora 26 Mel, e o teu? Dá para pôr no pão, assim, meio amarelado, o que é que te parece, para além de queijo. Alunos 20 Marmelada. Educadora 2 Marmelada dessa cor? Alunos 21 Manteiga. Monitora 27 E mais? Alunos 22 Água. Monitora 28 Agora podem trocar entre vocês, para descobrir o que têm os outros. Monitora 29 Já descobriram o que é o quê? Alunos 23 Queijo, isto é queijo. Alunos 24 Água. Monitora 30 Água? Quem é que tem água? Levantem lá o braço. Eu vou recolher. Monitora 31 Então, que aspecto tem a nossa água? Eu mexo-lhe e ela é dura é mole, pode entornar-se ou não? Alunos 25 É mole. Monitora 32 Se eu abrir o saquinho, a água cai no chão e molha isto tudo. Quando temos assim um material com este aspecto, dizemos que está no estado líquido. A água à temperatura que esta sala está, está líquida. Monitora 33 Se eu pegar, por exemplo, neste aqui (manteiga), já não está líquido. Alunos 26 Está grosso. Monitora 34 É mais grosso, é mais duro. Este era líquido. Este é. Sólido. Monitora 35 Por exemplo, quem é que tem leite? Monitora 36 Então, o leite, é líquido ou é sólido? Alunos 27 É líquido. Monitora 37 Mais alguém tem alguma coisa líquida? Pensem lá. Alunos 28 Eu. Monitora 38 O que é isso?

3 Alunos 29 Gelatina. Monitora 39 Gelatina? Mais alguém tem igual a este? O que é isto? Alunos 30 Azeite. Monitora 40 É sólido ou líquido? É igual à água ou à manteiga? Alunos 31 A Água. É líquido Monitora 41 Esta está Monitora 42 e Alunos 32 - líquida (água), esta está sólida (manteiga), está líquida (leite). Monitora 43 E agora esta (azeite)? Alunos 33 Está líquida. Monitora 44 Está líquida, muito bem. E esta aqui, como é que está? E isto é o quê, já agora? Alunos 34 É mel. Monitora 45 Ele não está nem muito sólido nem muito líquido. Mas reparem, se eu continuar assim, com ele virado para baixo, ele continua a escorrer Monitora 46 Agora reparem aqui neste, na manteiga que já está a ficar mais líquida. Pois, a temperatura das nossas mãos faz com que ela comece a ficar líquida. Monitora 47 E este aqui, é o quê? Alunos 35 Sal. Monitora 48 E o sal é sólido ou líquido? Alunos 36 Sólido. Monitora 49 Sólido, muito bem. (à medida que recolheu cada amostra de cada menino, pergunta o que é e em que estado está, não tendo havido qualquer hesitação). Exploração a uma temperatura aproximada de - 7ºC Monitora 50 Agora, o que é que eu fiz? Eu coloquei saquinhos iguais a estes, dentro desta caixa de esferovite, que é como se fosse um congelador. Como é que é a temperatura dentro de um congelador? É alta ou baixa? Alunos 37 Baixa. Monitora 51 Baixa. Muito bem. Então o que é que vai acontecer a todas estas coisas? Fica tudo líquido?... Algumas ficam sólidas?... O que é que vocês acham? Alunos 38 Ficam líquidas. Monitora 52 Então, se vocês colocarem água no congelador, o que é que acontece? A água transforma-se em Alunos 39 - gelo. Monitora 53 Fica dura ou mole? Alunos 40 Dura. Monitora 54 Então, se fica dura é porque é sólida. Monitora 55 Na caixa, eu coloquei aqui num saquinhos com gelo, para que a temperatura fique muito baixa. Isto é gelo. Vamos ver o que aconteceu aos nossos saquinhos. Como os saquinhos estão muito frios, peguem aqui, assim, por cima. Depois apertam assim para ver se está duro ou mole, se está sólido ou se está líquido e procurem descobrir o que é. (distribui uma amostra por cada menino) Alunos 41 Manteiga. Monitora 56 Depois, podem trocar entre vocês. ( a monitora dá algum tempo para que as crianças possam tactear e trocar opiniões) Monitora 57 Então, já identificaram alguma coisa?

4 Alunos 42 Isto está muito duro. Alunos 43 Isto é leite. Alunos 44 Isto é manteiga. Monitora 58 E mais? O teu (leite) está sólido ou líquido? Alunos 45 Líquido. Monitora 59 Líquido? Repara lá. Então, tu mexes Este está líquido (álcool). Mas, o teu quem mais tem líquidos na mão? Levantem lá. Monitora 60 A manteiga ficou sólida, o leite ficou sólido, o azeite quem é que tem azeite? Já alguma vez tinham visto o azeite a temperaturas muito baixas? Reparem no azeite à temperatura ambiente e aqui, a uma temperatura muito baixa. Monitora 61 Quem é que tem uma amostra igual a esta? O que é isto? Alunos 46 É mel. Está duro. Monitora 62 Muito bem, está duro, está sólido. Monitora 63 E isto, o que é isto? (álcool) Alunos 47 É água. Monitora 64 Água? Então nós não dissemos que a água no congelador ficava dura, ficava em gelo, sólida? Será que isto é água? Não me parece. Monitora 65 Sabem o que é isso? È usado para desinfectar e arde. Parece água mas não é. É álcool. Monitora 66 Aqui a minha água estava dura, estava a uma temperatura muito baixa. Se eu agora a colocar em água quente, o que é que lhe vai acontecer? Monitora 67 Continua sólida ou fica líquida? Aliás, os materiais ou são sólidos ou são líquidos, consoante a temperatura a que nós os colocamos. Certo? Por exemplo, no Verão, está calor, vocês querem beber um sumo bem fresquinho. O que é que vocês põem? Pedras de de Alunos 46 - gelo. Monitora 68 Pedras de gelo. Mas passado um bocado, as pedras de gelo já não estão lá, pois não? O que é que acontece ao gelo? Alunos 47 Fica em água. Monitora 69 Fica em água porque derrete. Derrete porque a temperatura varia. É tudo em função da temperatura. Se a temperatura aumenta, os materiais ficam mais líquidos, se a temperatura baixa, os materiais ficam mais sólidos. Mas nem todos, como é ali o caso do álcool. Ele foi ao congelador e não ficou sólido. Certo? Variação da massa na mudança de estado Monitora 70 Ora bem. Todos os saquinhos que vocês têm na mão, têm um peso. O que é que se utiliza quando nós queremos pesar? Educadora 3 Não se lembram o que usamos quando fizemos o bolo, para pesar a farinha e o açúcar? Lembram-se? Monitora 71 O que é isto? Se calhar a que vocês usam em casa para pesar, é diferente desta. Provavelmente a da escola também. Mas, para pesar nós usamos uma. Alunos 47 balança. Monitora 72 Muito bem. Para pesar usamos uma balança. E, o que é que está aqui? Alunos 48 Água. Monitora 73 Está líquida ou está sólida? Alunos 49 Sólida.

5 Monitora 74 Isto tem um peso. Certo? Será que pesa muito ou pesa pouco? Alunos 50 Pouco. Monitora 75 É um saquinho pequenino Sabem quanto é que pesa? Quem é que já conhece os números? Queres ajudar-me? Assim está zero. E agora, fica quanto? Alunos 51 Cinquenta e dois. Monitora 76 Muito bem, cinquenta e dois. Sim senhor. Agora digam-me uma coisa. Este saquinho, com água sólida pesa cinquenta e duas gramas. O que é que acontece ao peso daquele saquinho, quando a água está líquida. Monitora 77 -Será que vai aumentar o peso, será que vai diminuir o peso, será que fica igual? O que é que vocês acham? Será que é a mesma coisa? Alunos 52 Não. Monitora 78 E toda a gente acha a mesma coisa? Ou será que aumenta ou diminui? A que é que acham? Se eu colocar o saquinho no microondas, o que é que acham que vai acontecer ao peso? Monitora 79 É difícil, não é? Então vamos ver o que acontece. Lembram-se quanto era o peso? Alunos 53 Cinquenta e dois. Educadora 4 Não se esqueçam. Será que vai pesar mais, pesar menos, será igual? Monitora 80 Já está. Como é que está, está sólido ou líquido? Alunos 53 Líquido. Monitora 80 - Acham que pesa mais ou menos? Alunos 54 Menos. Monitora 81 Menos? Mas eu não pus cá nada dentro nem tirei. Só usei o microondas. Educadora 5 Antes estava no estado sólido e agora está líquido. Monitora 82 Quanto é que era, quanto é que era? Alunos 55 Cinquenta e dois. Monitora 83 E agora está quanto? Alunos 56 Cinquenta e dois. Monitora 84 Curiosamente, pesa a mesma coisa. Por que é que será a mesma coisa? Eu tinha gelo aqui dentro, estava sólido, estava duro. Eu coloquei no microondas, ficou líquido. E agora se eu colocar de novo no congelador, como é que fica? Alunos 57 Fica sólido. Monitora 85 E se eu voltar a tirar fica sólido ou líquido? Se eu colocar no microondas outra vez? Alunos 58 Fica líquido. Monitora 86 Fica outra vez líquido. Neste processo eu não estou a tirar nem a adicionar nada. Como é que ficará o peso? Como viram, o peso é o mesmo. Monitora 87 Muito bem. Eu espero que tenham gostado do que estivemos a fazer e ia pedir-vos para colocarem uma pecinha para dizerem se gostaram muito, se gostaram assim-assim, ou se não gostaram da actividade. Pode ser? Obrigada.

Jardim de Infância Azurva 2 12 crianças - 3, 4 e 5 anos

Jardim de Infância Azurva 2 12 crianças - 3, 4 e 5 anos Jardim de Infância Azurva 2 12 crianças - 3, 4 e 5 anos Esta sessão, tratando-se de crianças do pré-escolar, considerou-se pertinente fazer algumas adaptações. Pensou-se que seria conveniente sentarem-se,

Leia mais

Fatores que podem influenciar o tempo de Dissolução de um material

Fatores que podem influenciar o tempo de Dissolução de um material Fatores que podem influenciar o tempo de Dissolução de um material Questão I O Tamanho do Rebuçado Questão II O Tipo de Rebuçado Questão III O Estado de Divisão do rebuçado Questão IV A Quantidade de Líquido

Leia mais

Brigadeiro Passo-a-Passo

Brigadeiro Passo-a-Passo Brigadeiro Passo-a-Passo Misture em uma panela pequena o leite condensado, o chocolate em pó, a manteiga, o sal e o mel. O sal acentua o sabor e o mel dá um brilho extra à massa. Leve ao fogo médio e cozinhe

Leia mais

1 Fazer brigadeiros é fácil

1 Fazer brigadeiros é fácil Neste E-Book Mini Curso Brigadeiro Gourmet irei apresentar uma breve introdução para você que quer começar a vender brigadeiro, e apresentarei as mais conhecidas receitas de brigadeiro, as menos comum

Leia mais

Acção de Formação UTILIZAÇÃO DOS NOVOS LABORATÓRIOS ESCOLARES. (Realizada com uma turma de alunos do 8º ano de escolaridade)

Acção de Formação UTILIZAÇÃO DOS NOVOS LABORATÓRIOS ESCOLARES. (Realizada com uma turma de alunos do 8º ano de escolaridade) Acção de Formação UTILIZAÇÃO DOS NOVOS LABORATÓRIOS ESCOLARES (Realizada com uma turma de alunos do 8º ano de escolaridade) Formanda: Maria Ana Mestre Formador: Professor Vítor Duarte Teodoro Lisboa 2010

Leia mais

ANEXO II CONCEITOS RELATIVOS À ENERGIA NA COMBUSTÃO

ANEXO II CONCEITOS RELATIVOS À ENERGIA NA COMBUSTÃO ANEXO II CONCEITOS RELATIVOS À ENERGIA NA COMBUSTÃO TEMPERATURA Segundo [9], a temperatura mede a energia cinética média das moléculas de um corpo. De um modo geral, os corpos aumentam de volume com o

Leia mais

Identificação. F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de nascimento/residência

Identificação. F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de nascimento/residência 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Identificação F03 Duração da entrevista 18:12 Data da entrevista 4-5-2011 Ano de nascimento (Idade) 1974 (36) Local de

Leia mais

Experiência 9 Transferência de Calor

Experiência 9 Transferência de Calor Roteiro de Física Experimental II 39 Experiência 9 Transferência de Calor OBJETIVO O objetivo desta aula é estudar os processos de transferência de calor entre dois corpos, na situação em que nenhum deles

Leia mais

Doutor Q.I. Ataca Novamente Matheus Porfirio

Doutor Q.I. Ataca Novamente Matheus Porfirio Doutor Q.I. Ataca Novamente Matheus Porfirio (Baseado no livro A Droga da Obediência) Editora Matheuslândia Depois do mistério da Droga da Obediência, os Karas já estavam prontos para uma nova aventura.

Leia mais

Física 3 aulas 1 e 2.

Física 3 aulas 1 e 2. www.fisicanaveia.com.br www.fisicanaveia.com.br/cei Temperatura: definição Temperatura Medida proporcional ao GRAU MÉDIO DE AGITAÇÃO das partículas de um corpo ou um sistema de corpos. Se fosse possível

Leia mais

Filet mignon com talharim ao molho pesto

Filet mignon com talharim ao molho pesto Filet mignon com talharim ao molho pesto Olá, essa receita na verdade foi tudo meio pronto coloquei esse pesto de manjericão trufado, que comprei em uma loja de importados e fiz um filet temperado com

Leia mais

Colégio Dominus Vivendi Professor Anderson Lista de exercícios 2º ano (REC)

Colégio Dominus Vivendi Professor Anderson Lista de exercícios 2º ano (REC) Colégio Dominus Vivendi Professor Anderson Lista de exercícios 2º ano (REC) 1-(Mackenzie-SP) Numa cidade da Europa, no decorrer de um ano, a temperatura mais baixa no inverno foi de 23 ºF e a mais alta

Leia mais

Ementa de primavera /verão

Ementa de primavera /verão 1 Ementa de primavera /verão Sopa: Creme de ervilhas com hortelã Prato principal: Salmão no forno com arroz de cenoura Bebida: Sumo de laranja natural Sobremesa: Delícia de morango Creme de Ervilhas com

Leia mais

Bolo Red Velvet com Candy Cane (Veludo Vermelho com Bengalinhas)

Bolo Red Velvet com Candy Cane (Veludo Vermelho com Bengalinhas) Bolo Red Velvet com Candy Cane (Veludo Vermelho com Bengalinhas) Fiz esse bolo para o Natal lá em casa e mesmo que o próximo natal esteja bem longe, queria deixar essa inspiração pra vocês A inspiração

Leia mais

INICIADOS - 2ª Sessão ClubeMath 7-11-2009

INICIADOS - 2ª Sessão ClubeMath 7-11-2009 INICIADOS - 2ª Sessão ClubeMath 7-11-2009 Adivinhar o dia de aniversário de outra pessoa e o mês Temos uns cartões mágicos, que vão permitir adivinhar o dia de aniversário de qualquer pessoa e outros que

Leia mais

AULA PRÁTICA DE QUÍMICA GERAL Estudando a água parte 41 Comportamento da água com sal - 4

AULA PRÁTICA DE QUÍMICA GERAL Estudando a água parte 41 Comportamento da água com sal - 4 AULA PRÁTICA DE QUÍMICA GERAL Estudando a água parte 41 Comportamento da água com sal - 4 9º NO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º e 2º ANO DO ENSINO MÉDIO INTRODUÇÃO Na parte anterior, investigamos o método de

Leia mais

Título: Poemas da verdade e da mentira. Autor: Luísa Ducla Soares. Ilustação: Ana Cristina Inácio. Edição original: Livros Horizonte, 2005

Título: Poemas da verdade e da mentira. Autor: Luísa Ducla Soares. Ilustação: Ana Cristina Inácio. Edição original: Livros Horizonte, 2005 Título: Poemas da verdade e da mentira Autor: Luísa Ducla Soares Ilustação: Ana Cristina Inácio Edição original: Livros Horizonte, 2005 Edição: Serviço das Bibliotecas do Agrupamento de Escolas Finisterra-

Leia mais

Dimensões. Institucionalização. Entrevistado

Dimensões. Institucionalização. Entrevistado Dimensões Institucionalização Entrevistado F 2 Imagem sobre a velhice Entristece-me muito chegar aqui e olhar para determinados idosos que estão aqui, venho cá três vezes por semana no mínimo e nunca vejo

Leia mais

Lição: O Polo Norte, o Polo Sul e a linha do Equador

Lição: O Polo Norte, o Polo Sul e a linha do Equador 1ª Série Lição: O Polo Norte, o Polo Sul e a linha do Equador Social Studies Standard(s): Standard III, Objective 2 Objetivo(s) do Conteúdo Curricular: Os alunos identificarão o Polo Norte, o Polo Sul

Leia mais

Receita de Salada Italiana

Receita de Salada Italiana Receita de Salada Italiana Salada é sempre uma ótima pedida quando o tempo está quente coisa bem comum aqui no Brasil. Aqui em casa, nós fazemos da salada o prato principal em algumas ocasiões, porém,

Leia mais

Plano de Ementas Fichas Técnicas

Plano de Ementas Fichas Técnicas Plano de Ementas Fichas Técnicas Escola Alemã Tipo: Sobremesa Prato: IOGURTE DE AROMAS (7) Carbono Fibra Sal (kcal) Iogurte De Aromas (7) 125,0 371,3 88,8 5,1 2,0 12,6 0,0 0,2 Tipo de Confeção: Cru Total:

Leia mais

A montagem é feita da seguinte forma:

A montagem é feita da seguinte forma: OBS: A quanidade de recheio é equivalente para 15 bolos no copo do tamanho de 100grs. O pote que uso é o: A montagem é feita da seguinte forma: Passo 1: Colocar um pouquinho de recheio, (equivalente a

Leia mais

QUAL É O NOSSO CAMPO DE ATUAÇÃO?

QUAL É O NOSSO CAMPO DE ATUAÇÃO? QUEM SOMOS? Caros jovens participantes do Jovens em Ação, para ajudar o grupo na realização do seu empreendimento social, o projeto entregará a vocês, em partes, algumas propostas de atividades que contribuirão

Leia mais

DESCOBRINDO AS FORMAS DA ÁGUA

DESCOBRINDO AS FORMAS DA ÁGUA DESCOBRINDO AS FORMAS DA ÁGUA Monique Aparecida Voltarelli Resumo Este trabalho foi desenvolvido com crianças da fase 5 da educação infantil de uma Escola Municipal de Educação Infantil de São Carlos.

Leia mais

Receita de Bolo Cremoso de Laranja

Receita de Bolo Cremoso de Laranja Receita de Bolo Cremoso de Laranja Tarde fria em São Paulo e prenúncio de noite de inverno com cara de inverno. Nada melhor do que um bolo quentinho para um chá especial, bem quente para aquecer a noite.

Leia mais

Os Relógios. O relógio de Sol

Os Relógios. O relógio de Sol Os Relógios Ó Tio João onde é que foi o primo Manuel? perguntava a ovelha Tété ao Tio João Nabiça foi à vila comprar um relógio de pulso porque o dele se partiu respondeu-lhe ele. Ora ainda bem que falámos

Leia mais

Receita de Frango com Cerveja

Receita de Frango com Cerveja Receita de Frango com Cerveja 1 Frango ou pedaços grandes 1 Saqueta de sopa de cebola Knorr 1 Cerveja 1.Coloca-se óleo num tacho com uma cebola picada, 2.Deixa-se alourar e junta o frango cortado em pedaços

Leia mais

Bala de Gelatina Light Com Dekopon Receita

Bala de Gelatina Light Com Dekopon Receita Bala de Gelatina Light Com Dekopon Receita Há poucos dias nós mostramos como é a fruta Dekopon e contamos um pouco de sua história. Na postagem nós comentamos que a fruta é ótima não só para o consumo

Leia mais

Poro e Pesto. A receita de hoje é uma boa alternativa para quem já está aproveitando o tempo mais friozinho: creme de ervilha com alho e pesto!

Poro e Pesto. A receita de hoje é uma boa alternativa para quem já está aproveitando o tempo mais friozinho: creme de ervilha com alho e pesto! Creme de Ervilha Poro e Pesto Com Alho A receita de hoje é uma boa alternativa para quem já está aproveitando o tempo mais friozinho: creme de ervilha com alho e pesto! 1) 2 colheres de sopa de suco de

Leia mais

Creme de Milho Indiano Bhutte Ka Kees Bhutte Ka Kees wrap indiano

Creme de Milho Indiano Bhutte Ka Kees Bhutte Ka Kees wrap indiano Creme de Milho Bhutte Ka Kees Indiano Uma das coisas mais difíceis foi definir um título para esta receita. O nome indiano é Bhutte Ka Kees, mas só colocar esse nome fica vago e bem, para quem não conhece

Leia mais

Receita: Coco Caramelizado Estilo Nutty Bavarian

Receita: Coco Caramelizado Estilo Nutty Bavarian Receita: Coco Caramelizado Estilo Nutty Bavarian Há alguns meses, nós estávamos com basicamente um carregamento de coco em casa. Após testar duas vezes, uma receita que precisava de um coco seco aberto

Leia mais

Sorvete de coco verde

Sorvete de coco verde Sorvete de coco verde 500g de polpa de coco verde (use a polpa quando estiver branca e carnuda, mas ainda mole e de fácil remoção) 400ml de leite de coco 400ml de creme de leite +/- 1 1/2 xícaras de açúcar

Leia mais

A DOCUMENTAÇÃO DA APRENDIZAGEM: A VOZ DAS CRIANÇAS. Ana Azevedo Júlia Oliveira-Formosinho

A DOCUMENTAÇÃO DA APRENDIZAGEM: A VOZ DAS CRIANÇAS. Ana Azevedo Júlia Oliveira-Formosinho A DOCUMENTAÇÃO DA APRENDIZAGEM: A VOZ DAS CRIANÇAS Ana Azevedo Júlia Oliveira-Formosinho Questões sobre o portfólio respondidas pelas crianças: 1. O que é um portfólio? 2. Gostas do teu portfólio? Porquê?

Leia mais

Oficina de Páscoa sem Glúten

Oficina de Páscoa sem Glúten Oficina de Páscoa sem Glúten Renata Zandonadi, Naara Caroline Souza, Amanda Rosa, Isabela Feitosa, Marcela Novais, Luana de Oliveira, Alana Sampaio, Thamires Marinho, Giuliana, Larissa Berber. 1) Ovo de

Leia mais

Cogumelos e Ao Molho de Manteiga e Limão

Cogumelos e Ao Molho de Manteiga e Limão Receita de Linguado Com Cogumelos e Ao Molho de Manteiga e Limão O linguado é um dos nossos peixes favoritos, pois a carne é macia, de sabor suave e que combina com diversos tipos de preparo. Hoje ensinaremos

Leia mais

NÚMERO. Alimentação: Sustentável. Uma alimentação saudável é a sua garantia de uma vida longa e mais feliz. CHICO SARDELLI DEPUTADO ESTADUAL PV

NÚMERO. Alimentação: Sustentável. Uma alimentação saudável é a sua garantia de uma vida longa e mais feliz. CHICO SARDELLI DEPUTADO ESTADUAL PV Alimentação: Sustentável NÚMERO 1 Uma alimentação saudável é a sua garantia de uma vida longa e mais feliz. Torta de Banana rápida 2 xícaras de farinha de trigo 2 xícaras de açúcar 1 colher de sopa de

Leia mais

24/06/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

24/06/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República Palavras do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na Escola Municipal de Rio Largo, durante encontro para tratar das providências sobre as enchentes Rio Largo - AL, 24 de junho de 2010 Bem,

Leia mais

SUMÁRIO FÍSICA TEMPERATURA E CALOR 3 CELSIUS E FAHRENHEIT 5 KELVIN E CELSIUS 6 EXERCÍCIOS DE COMBATE 8 GABARITO 13

SUMÁRIO FÍSICA TEMPERATURA E CALOR 3 CELSIUS E FAHRENHEIT 5 KELVIN E CELSIUS 6 EXERCÍCIOS DE COMBATE 8 GABARITO 13 SUMÁRIO TEMPERATURA E CALOR 3 CELSIUS E FAHRENHEIT 5 KELVIN E CELSIUS 6 EXERCÍCIOS DE COMBATE 8 GABARITO 13 2 TEMPERATURA E CALOR Vamos iniciar nossos estudos com a diferenciação dessas duas grandezas

Leia mais

Capitulo-4 Calor e Temperatura

Capitulo-4 Calor e Temperatura Capitulo-4 Calor e Temperatura www.plantaofisica.blogspot.com.br 1 Resumo de aula: Termometria. 1- Temperatura Termometria é a parte da física que se preocupa unicamente em formas de se medir a temperatura

Leia mais

4. O chumbo do comandante. Podem-se resolver mais problemas divertidos do mesmo género. A física consiste em resolver problemas, não questões

4. O chumbo do comandante. Podem-se resolver mais problemas divertidos do mesmo género. A física consiste em resolver problemas, não questões 4. O chumbo do comandante Podem-se resolver mais problemas divertidos do mesmo género. A física consiste em resolver problemas, não questões abstractas (que são deixadas para a matemática), mas casos bem

Leia mais

Este é o vosso tempo Este é o vosso tempo, Página 1

Este é o vosso tempo Este é o vosso tempo, Página 1 Este é o vosso tempo! Este é o vosso tempo, Página 1 Há uma coisa muito simples de que quero falar. Eu sei que as pessoas vieram para ouvir falar de paz. Já lá irei. Porque isso não é difícil, isso é fácil.

Leia mais

Bolo no pote (pão de ló) com creme diplomata e musseline

Bolo no pote (pão de ló) com creme diplomata e musseline Minhas Receitas Bolo no pote (pão de ló) com creme diplomata e musseline Ingredientes do Pão de Ló: 6 ovos (separar clara em neve) 360 g de açúcar refinado 250 ml de água filtrada 360 g de farinha de trigo

Leia mais

Provamos: M&M s Peanut Butter Recheio de Manteiga de Amendoim

Provamos: M&M s Peanut Butter Recheio de Manteiga de Amendoim Provamos: M&M s Peanut Butter Recheio de Manteiga de Amendoim O que mais tem é produto bom que não é comercializado no Brasil. Quando a marca não está presente aqui, tudo bem, eu me conformo, mas quando

Leia mais

Como estudar o o tempo?

Como estudar o o tempo? Clima e tempo Como estudar o o tempo? É preciso observar os tipos de tempo. Realiza-se a medição dos elementos climáticos, ou seja, das características do tempo. Analisa-se os fatores climáticos, ou seja,

Leia mais

Termometria Marcel Becali Tononi

Termometria Marcel Becali Tononi Termometria Marcel Becali Tononi 01] (FATEC 2001) Em um laboratório um cientista determinou a temperatura de uma substância. Considerando-se as temperaturas: -100K; 32 F; -290 C; -250 C, Os possíveis valores

Leia mais

RECEITAS: Autores: Camila Letícia Paula

RECEITAS: Autores: Camila Letícia Paula RECEITAS: Autores: Camila Letícia Paula BOLO DE ERVA-MATE Ingredientes: *4 ovos *11/2 xícara de leite morno *2 xícaras de farinha de trigo *1/2 xícara de óleo *3 colheres de erva-mate peneirada *1 colher

Leia mais

Bala de Gelatina Light Com Dekopon Receita

Bala de Gelatina Light Com Dekopon Receita Bala de Gelatina Light Com Dekopon Receita Há poucos dias nós mostramos como é a fruta Dekopon e contamos um pouco de sua história. Na postagem nós comentamos que a fruta é ótima não só para o consumo

Leia mais

TEMPERATURA E ESCALAS TERMOMÉTRICAS - TEORIA

TEMPERATURA E ESCALAS TERMOMÉTRICAS - TEORIA TEMPERATURA E ESCALAS TERMOMÉTRICAS - TEORIA Freqüentemente, usamos a temperatura para indicar quando um corpo está mais quente ou mais frio que outro. Para entender o conceito de temperatura, vamos pensar

Leia mais

Reference to English Interconnections Lesson Exploring What is in the Sky Science Standard(s): Standard II Objective 2

Reference to English Interconnections Lesson Exploring What is in the Sky Science Standard(s): Standard II Objective 2 1ª Série Lição: Explorando o céu Reference to English Interconnections Lesson Exploring What is in the Sky Science Standard(s): Standard II Objective 2 Objetivo(s) do Conteúdo Curricular: Objetivo(s) linguístico(s):

Leia mais

79 Dias. por. Ton Freitas

79 Dias. por. Ton Freitas 79 Dias por Ton Freitas Registro F.B.N.: 684988 Contato: ton.freitas@hotmail.com INT. HOSPITAL/QUARTO - DIA Letreiro: 3 de março de 1987. HELENA, branca, 28 anos, está grávida e deitada em uma cama em

Leia mais

Reference to English Interconnections Lesson Changes at School p. 14 Social Studies Standard(s): Standard 1, Objective 1

Reference to English Interconnections Lesson Changes at School p. 14 Social Studies Standard(s): Standard 1, Objective 1 1ª Série Lição: As mudanças na escola - Igual e diferente Reference to English Interconnections Lesson Changes at School p. 14 Social Studies Standard(s): Standard 1, Objective 1 Objetivo(s) do Conteúdo

Leia mais

A descrição macroscópica de um gás leva em consideração apenas um pequeno numero de

A descrição macroscópica de um gás leva em consideração apenas um pequeno numero de Temperatura INTRODUÇÃO Nessa e nas próximas apostilas vamos abordar um novo campo de estudo da Física, a termodinâmica. Os conceitos aplicados nesse campo são os de temperatura e calor. Os objetos de estudo

Leia mais

Receita: Homus Com Pesto Genovese Homus tradicional

Receita: Homus Com Pesto Genovese Homus tradicional Receita: Genovese Homus Com Pesto A receita de hoje é mais uma que ajuda a ter uma alimentação saudável, pois é fácil de fazer e fica uma delícia. Há algum tempo nós ensinamos a fazer o Homus tradicional,

Leia mais

CALORIMETRIA. 1 cal = 4,2 J.

CALORIMETRIA. 1 cal = 4,2 J. CALORIMETRIA Setor 1210 Prof. Calil A CALORIMETRIA estuda energia denominada CALOR que vai, de maneira natural, do corpo quente para o corpo frio. Calor não deve ser Calor sensivel confundido com a energia

Leia mais

Coisas De Pré- Adolescentes!

Coisas De Pré- Adolescentes! Coisas De Pré- Adolescentes! Um pouco sobre mim e a minha página! Oie Amores! Tudo bem? Meu nome é Kylianne, tenho 12 anos! Eu fiz essa página para poder falar tudo que nós adolescentes amamos! Coisas

Leia mais

A MICROECONOMIA estuda como os preços podem harmonizar a OFERTA e a DEMANDA, gerando equilíbrio.

A MICROECONOMIA estuda como os preços podem harmonizar a OFERTA e a DEMANDA, gerando equilíbrio. Microeconomia A MICROECONOMIA estuda como os preços podem harmonizar a OFERTA e a DEMANDA, gerando equilíbrio. É responsável pela análise de formação de preços no mercado, ou melhor, como a empresa e o

Leia mais

Mousseline de batata com lascas de bacalhau e farofa de azeitonas

Mousseline de batata com lascas de bacalhau e farofa de azeitonas Mousseline de batata com lascas de bacalhau e farofa de azeitonas clique para ampliar Olá, ontem a noite fizemos uma receita que recebeu muitos elogios. Foi uma adaptação de uma receita do Chef Claude

Leia mais

Receita Massa Com Cogumelos Ao Rum Massa Com Cogumelos Ao Rum

Receita Massa Com Cogumelos Ao Rum Massa Com Cogumelos Ao Rum Receita de Massa Cogumelos Ao Rum Com A receita de hoje é perfeita para quem gosta de um bom macarrão: Massa Com Cogumelos Ao Rum. Nós usamos Fusilli, mas você pode adaptar para a massa de sua preferência,

Leia mais

Fudge de chocolate. Ingredientes:

Fudge de chocolate. Ingredientes: Fudge de chocolate 50 gramas de manteiga sem sal 1 lata de leite condensado 400 gramas de chocolate amargo em pedaços Opcional: castanhas, pistaches ou amendoim, em pedaços. Manteiga para untar assadeira

Leia mais

Alimentar( mente) Título. Alunos: pré, 1º,2º,3º e 4º anos. Destinarários. Material. Objetivos. Descrição da actividade:

Alimentar( mente) Título. Alunos: pré, 1º,2º,3º e 4º anos. Destinarários. Material. Objetivos. Descrição da actividade: 2014/2015 Título Destinarários Material Objetivos Alimentar( mente) Alunos: pré, 1º,2º,3º e 4º anos -Livros - Ficha de leitura - Promover o prazer da leitura - Ler e ouvir ler obras de literatura para

Leia mais

Explorando... factores que influenciam o tempo de dissoluçãodeummaterial

Explorando... factores que influenciam o tempo de dissoluçãodeummaterial A A Explorando... factores que influenciam o tempo de dissoluçãodeummaterial ensi Com o apoio do(a) professor(a) vai fazendo os registos sugeridos. Factores que podem influenciar 0 tempo de dissolução

Leia mais

CENTRO DE FORMAÇÃO CIÊNCIA VIVA Fibonacci: A Ciência no Ensino Básico e Pré-Escolar. Formanda: Lília da Piedade Maçãs Realinho Dias

CENTRO DE FORMAÇÃO CIÊNCIA VIVA Fibonacci: A Ciência no Ensino Básico e Pré-Escolar. Formanda: Lília da Piedade Maçãs Realinho Dias CENTRO DE FORMAÇÃO CIÊNCIA VIVA Fibonacci: A Ciência no Ensino Básico e Pré-Escolar Formanda: Lília da Piedade Maçãs Realinho Dias OS No ínicio: Hoje vamos falar dos sentidos. O que é que vocês já sabem

Leia mais

Descrição de Um Leitor Ativo Leitura do texto: A moringa, a geladeira e a roupa no varal

Descrição de Um Leitor Ativo Leitura do texto: A moringa, a geladeira e a roupa no varal Descrição de Um Leitor Ativo Leitura do texto: A moringa, a geladeira e a roupa no varal Acompanhe o leitor competente em ação. Leio o titulo: A moringa, a geladeira e a roupa no varal. São três coisas

Leia mais

O caminho dos resíduos

O caminho dos resíduos ALGAR Olá! Eu sou o Eco-Herói e vou mostrar-te O caminho dos resíduos Esta página é tua, pinta-me! 1.º Ciclo O caminho dos resíduos O lixo que produzimos e que colocamos no contentor normal segue num camião

Leia mais

UM DIA CHEIO. Língua Portuguesa. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos. Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara

UM DIA CHEIO. Língua Portuguesa. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos. Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara UM DIA CHEIO Língua Portuguesa 6º Ano do Ensino Fundamental II Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara Tudo começou quando eu queria pescar com meu avô. Ele tinha

Leia mais

CAMPANHA ESCOLA LIMPA: A NOSSA HISTÓRIA

CAMPANHA ESCOLA LIMPA: A NOSSA HISTÓRIA (Narrador) - Há nove anos atrás, na Escola Básica Vale de Milhaços, havia uma turma constituída por meninos muito curiosos e preocupados com o ambiente. Certo dia, a professora colocou-lhes um desafio:

Leia mais

Penne apimentado com atum e tomate

Penne apimentado com atum e tomate Penne apimentado com atum e tomate 400 a 450g de macarrão tipo penne ou rigatone 3 latas de atum 4 colheres de sopa de suco de limão 4 colheres de sopa de azeite de oliva 1 cebola (de preferência a roxa)

Leia mais

5º ano. Atividade de Estudo - Ciências. Nome:

5º ano. Atividade de Estudo - Ciências. Nome: Atividade de Estudo - Ciências 5º ano Nome: 1- Você sabia que quando misturamos água e álcool essa mistura produz calor? Faça você mesmo: - Molhe a sua mão com bastante álcool líquido. - Em seguida, coloque

Leia mais

Tarefa : Vamos contar narizes, olhos, pernas, braços, mão, pés e dedos

Tarefa : Vamos contar narizes, olhos, pernas, braços, mão, pés e dedos Tarefa : Vamos contar narizes, olhos, pernas, braços, mão, pés e dedos 1. Na tua sala de aula há alunos. Quantos são os narizes? 2. E quantos são os olhos? E os dedos?... Tarefa : Rodas de motas, automóveis

Leia mais

RUI SILVA AKA ELCALVITO

RUI SILVA AKA ELCALVITO FORMAÇÃO - Semana 1 by Rui SILVA BEM VINDOS A ESTA FORMAÇÃO. HOJE VAMOS VER A NOSSA FORMULA DE SUCESSO, E COMO COMEÇAR A DESENVOLVER O NOSSO NEGÓCIO. PODEM FAZER O DOWNLOAD EM http://elcalvito.com/treino-semana-1/

Leia mais

Física Geral e Experimental II Engenharia Ambiental e de Produção. Prof. Dr. Aparecido Edilson Morcelli

Física Geral e Experimental II Engenharia Ambiental e de Produção. Prof. Dr. Aparecido Edilson Morcelli Física Geral e Experimental II Engenharia Ambiental e de Produção Prof. Dr. Aparecido Edilson Morcelli TERMOLOGIA A termologia é uma parte da Física que estuda as diversas manifestações de calor. A parte

Leia mais

FICHA DE PREPARAÇÃO. NOME DA PREPARAÇÃO: Geléia de amora sem açúcar. Peso líquido. Modo de Preparo. FC Per capita. INGREDIENTES Peso Bruto

FICHA DE PREPARAÇÃO. NOME DA PREPARAÇÃO: Geléia de amora sem açúcar. Peso líquido. Modo de Preparo. FC Per capita. INGREDIENTES Peso Bruto NOME DA PREPARAÇÃO: Geléia de amora sem açúcar FICHA DE PREPARAÇÃO INGREDIENTES Peso Bruto Peso líquido FC Per capita Medida Caseira Amora 170g 170g 1 14,16g 1 copo Água 150g 150g 1 12,5g 1 xícara Adoçante

Leia mais

Era domingo e o céu estava mais

Era domingo e o céu estava mais Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães Era domingo e o céu estava mais azul que o azul mais azul que se possa imaginar. O sol de maio deixava o dia ainda mais bonito

Leia mais

Protocolo da Entrevista a Anália

Protocolo da Entrevista a Anália Protocolo da Entrevista a Anália 1 Pedia-lhe que me contasse o que lhe aconteceu de importante desde que acabou a licenciatura até agora. Então, eu acabei o 4.º ano da licenciatura e tinha o 5.º ano que

Leia mais

RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO. Resp. D

RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO. Resp. D 10) Antes de medir a temperatura de um paciente, uma enfermeira verifica que o termômetro clínico indica 35 C. Em seguida, usando esse termômetro, ela mede a temperatura do paciente, encontrando o valor

Leia mais

Unidade V - Determinação de umidade e sólidos totais

Unidade V - Determinação de umidade e sólidos totais Unidade V - Determinação de umidade e sólidos totais O método empregado depende do objetivo. O que estou necessitando? Rapidez? Precisão? Exatidão? Medir em tempo real? Umidade: métodos Quantitativos Métodos

Leia mais

Receita de Frozen de Morango Com apenas 2 ingredientes!

Receita de Frozen de Morango Com apenas 2 ingredientes! Receita de Frozen de Morango Com apenas 2 ingredientes! A receita de hoje é perfeita para quem não tem muita intimidade com a cozinha, ou está na busca de uma sobremesa rápida, gostosa e com poucos ingredientes.

Leia mais

Diretoria de Ciências Exatas. Laboratório de Física. Roteiro 02. Física Geral e Experimental III 2014/1

Diretoria de Ciências Exatas. Laboratório de Física. Roteiro 02. Física Geral e Experimental III 2014/1 Diretoria de Ciências Exatas Laboratório de Física Roteiro 02 Física Geral e Experimental III 2014/1 Dilatação Térmica Volumétrica de um Líquido 1. Dilatação Térmica de um Líquido Nesta tarefa será abordado

Leia mais

How-To Trocar os Led s dos botões dos Vidros Elétricos do Vectra B

How-To Trocar os Led s dos botões dos Vidros Elétricos do Vectra B How-To Trocar os Led s dos botões dos Vidros Elétricos do Vectra B Bom, vamos fazer meu primeiro how-to.. rs No meu carro antigo (Corsa Classic) eu havia trocado os focos do painel por leds azuis, e estava

Leia mais

Receita de Homus: Passo passo de como fazer

Receita de Homus: Passo passo de como fazer Receita de Homus: Passo passo de como fazer a Para quem está em busca de uma alimentação saudável é imprescindível encontrar alimentos gostosos e que sejam fáceis de fazer. Nós mudamos a nossa alimentação

Leia mais

4. Jogos com dados de cores correspondentes àquelas dos Blocos Lógicos

4. Jogos com dados de cores correspondentes àquelas dos Blocos Lógicos 4. Jogos com dados de cores correspondentes àquelas dos Blocos Lógicos Prepare um dado com três cores em suas faces (azul, amarelo e vermelho), sendo que cada cor deve aparecer duas vezes; Com as peças

Leia mais

Chimichurri Criollo. Ingredientes:

Chimichurri Criollo. Ingredientes: Receita do Original Chimichurri Criollo Sempre que se fala em comida argentina se lembra do famoso Chimichurri. Há diversas variações da receita e, para ser sincero, uma má interpretação dela ao redor

Leia mais

Hoje vamos começar a falar em um conceito matemático importantíssimo: fração.

Hoje vamos começar a falar em um conceito matemático importantíssimo: fração. Oi, pessoal. Hoje vamos começar a falar em um conceito matemático importantíssimo: fração. Não tem como aprender qualquer assunto de Matemática se você não domina este conceito. Além do conceito em si,

Leia mais

1) O que aconteceu com o cubo de gelo no béquer 1? Que conclusão você tira desse resultado?...

1) O que aconteceu com o cubo de gelo no béquer 1? Que conclusão você tira desse resultado?... Nº da Prática: 01 Data: / / Título da Prática: Qual o líquido é mais denso: a água líquida ou o álcool? S Comparar as densidades da água líquida, do gelo e do álcool. 2 cubos de gelo; álcool; água. Coloque

Leia mais

Testes gerais

Testes gerais Testes gerais Termometria. Em uma escala termométrica arbitrária A, atribui-se 0ºA à temperatura de fusão do gelo e 20ºA à temperatura de ebulição da água. Quando a temperatura for de 20ºC, na escala A,

Leia mais

BANOFFEE PIE. Ingredientes: - 250g de Hulalá Creme - 250g margarina - 500g de Açúcar - 10 gemas - 600g de farinha (aprox.)

BANOFFEE PIE. Ingredientes: - 250g de Hulalá Creme - 250g margarina - 500g de Açúcar - 10 gemas - 600g de farinha (aprox.) BANOFFEE PIE - 250g de Hulalá Creme - 250g margarina - 500g de Açúcar - 10 gemas - 600g de farinha (aprox.) Em uma vasilha, coloque o Hulalá Creme, a margarina o açúcar e as gemas, misture bem. Acrescente

Leia mais

Poro e Pesto. A receita de hoje é uma boa alternativa para quem já está aproveitando o tempo mais friozinho: creme de ervilha com alho e pesto!

Poro e Pesto. A receita de hoje é uma boa alternativa para quem já está aproveitando o tempo mais friozinho: creme de ervilha com alho e pesto! Creme de Ervilha Poro e Pesto Com Alho A receita de hoje é uma boa alternativa para quem já está aproveitando o tempo mais friozinho: creme de ervilha com alho e pesto! 1) 2 colheres de sopa de suco de

Leia mais

NOME: TURMA: 33AA / 33IA / 33MA Nº PROFESSOR: ELIO ASSALIN TRABALHO DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA (VALOR DE 2,0 PONTOS) NOTA:

NOME: TURMA: 33AA / 33IA / 33MA Nº PROFESSOR: ELIO ASSALIN TRABALHO DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA (VALOR DE 2,0 PONTOS) NOTA: NOME: TURMA: 33AA / 33IA / 33MA Nº PROFESSOR: ELIO ASSALIN TRABALHO DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA (VALOR DE 2,0 PONTOS) NOTA: Questões do 1 bimestre: Conteúdo: Escalas termométricas, conversão de temperatura

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO DEMÉTRIO RIBEIRO TERMOMETRIA. Física 2º ano Prof. Thales F. Machado

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO DEMÉTRIO RIBEIRO TERMOMETRIA. Física 2º ano Prof. Thales F. Machado ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO DEMÉTRIO RIBEIRO TERMOMETRIA Física 2º ano Prof. Thales F. Machado 2015 Termo + metria Temperatura Medida Ramo da Termologia voltado para o estudo da temperatura, dos termômetros

Leia mais

Ingredientes: Modo de preparo:

Ingredientes: Modo de preparo: 3 xícaras de milho cozido (milho natural de preferência); 1 xícara de leite de coco caseiro (ou o leite de sua preferência); 1/2 xícara de farinha de coco (usei o bagaço do leite de coco); 1/2 xícara de

Leia mais

Determinação da densidade relativa das soluções de sacarose e dos açucares a estudar

Determinação da densidade relativa das soluções de sacarose e dos açucares a estudar Determinação da densidade relativa das soluções de sacarose e dos açucares a estudar 1. Densidade relativa A densidade relativa é uma propriedade física característica de cada substância e a sua determinação

Leia mais

Diretoria de Ciências Exatas. Laboratório de Física. Roteiro 01. Física Geral e Experimental III 2012/1. Experimento: Calibração de um Termômetro

Diretoria de Ciências Exatas. Laboratório de Física. Roteiro 01. Física Geral e Experimental III 2012/1. Experimento: Calibração de um Termômetro Diretoria de Ciências Exatas Laboratório de Física Roteiro 01 Física Geral e Experimental III 2012/1 Experimento: Calibração de um Termômetro 1. Calibração de um Termômetro Nesta tarefa será abordado o

Leia mais

Bolo Saint Honoré. A receita é longa, mas não desanime! É possível fazer uma etapa por dia! I. Massa Folhada

Bolo Saint Honoré. A receita é longa, mas não desanime! É possível fazer uma etapa por dia! I. Massa Folhada Bolo Saint Honoré Essa é a minha versão para um clássico da gastronomia francesa, que se tornou conhecido em vários países, inclusive no Brasil, a Torta Saint Honoré, criada em homenagem a Santo Honório,

Leia mais

Fibonacci: A Ciência no Ensino Básico e Pré-escolar

Fibonacci: A Ciência no Ensino Básico e Pré-escolar Fibonacci: A Ciência no Ensino Básico e Pré-escolar Professora: Carla Jorge Escola EB1 Sofia de Carvalho Algés 1.º Ciclo 2.º ano 23 alunos É incontestável que a Ciência hoje em dia, devido à sua natureza

Leia mais

AULA PRÁTICA DE QUÍMICA GERAL Estudando a água parte 38 Comportamento da água com sal - 1 9º NO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º e 2º ANO DO ENSINO MÉDIO

AULA PRÁTICA DE QUÍMICA GERAL Estudando a água parte 38 Comportamento da água com sal - 1 9º NO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º e 2º ANO DO ENSINO MÉDIO AULA PRÁTICA DE QUÍMICA GERAL Estudando a água parte 38 Comportamento da água com sal - 1 9º NO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º e 2º ANO DO ENSINO MÉDIO INTRODUÇÃO Um dos experimentos mais conhecidos que se

Leia mais

Diretoria de Ciências Exatas. Laboratório de Física. Roteiro 03. Física Geral e Experimental III 2012/1

Diretoria de Ciências Exatas. Laboratório de Física. Roteiro 03. Física Geral e Experimental III 2012/1 Diretoria de Ciências Exatas Laboratório de Física Roteiro 03 Física Geral e Experimental III 2012/1 Experimento: Dilatação Térmica de um Líquido 1. Dilatação Térmica de um Líquido Nesta tarefa será abordado

Leia mais

Pizza rápida de liquidificador

Pizza rápida de liquidificador Pizza rápida de liquidificador Ingredientes da massa: 1 xícara de leite 1 xícara de farinha de trigo 1 colher de sopa de óleo 1 colher de sopa de fermento em pó 2 ovos Manteiga e farinha de trigo para

Leia mais

AULA PRÁTICA DE QUÍMICA GERAL Estudando a água parte 40 Comportamento da água com sal - 3 9º NO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º e 2º ANO DO ENSINO MÉDIO

AULA PRÁTICA DE QUÍMICA GERAL Estudando a água parte 40 Comportamento da água com sal - 3 9º NO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º e 2º ANO DO ENSINO MÉDIO AULA PRÁTICA DE QUÍMICA GERAL Estudando a água parte 40 Comportamento da água com sal - 3 9º NO DO ENSINO FUNDAMENTAL - 1º e 2º ANO DO ENSINO MÉDIO INTRODUÇÃO Um dos problemas mais comuns para que os estudantes

Leia mais

Receitas com Frutos Secos

Receitas com Frutos Secos Receitas Receitas com Frutos Secos Bolo de Nozes Bolinhos de Fruta Seca Broas de Amendoim Compota de Tomate com Nozes Frutas de Inverno com Creme Pão de Passas e Nozes Salada de Acelgas com Iogurte e Nozes

Leia mais