PLANO OPERATIVO ANUAL/CONVÊNIO ASSISTENCIAL À SAUDE DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO JÚLIO MULLER COM A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE CUIABÁ-MT

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO OPERATIVO ANUAL/CONVÊNIO ASSISTENCIAL À SAUDE DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO JÚLIO MULLER COM A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE CUIABÁ-MT"

Transcrição

1 PLANO OPERATIVO ANUAL/CONVÊNIO ASSISTENCIAL À SAUDE DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO JÚLIO MULLER COM A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE CUIABÁ-MT CUIABÁ Março/2012

2 REPRESENTANTES LEGAIS PROF. ELIAS NOGUEIRA PERES DIRETOR SUPERINTENDENTE PROF. LEONEL PEREZ CORREA DIRETOR CLÍNICO JUSCILEIDE BARBOSA MORGAN DIRETORA ADMINISTRATIVA: JANETE SILVA PORTO DIRETORA DE ENFERMAGEM Página 2

3 EQUIPE DE ELABORAÇÃO JUSCILEIDE BARBOSA MORGAN DIRETORA ADMINISTRATIVA -HUJM ROZANA GUARIM TENORIO DIRETORA DE ENFERMAGEM- HUJM EM EXERCÍCIO CAROLINA CAMPOS RIBEIRO ASSESSORIA- DIRETORIA DE ENFERMAGEM-HUJM ELENA CRISTINA ALVES COORD DE CONTRATUALIZAÇÃO E HABILITAÇÃO SMS/CUIABA/MT Priscila Claro de O. Vasconcelos Enfermeira Supervisora Administrativa - SMS/MT Kênia B. Moraes de Arruda Administradora Hospitalar -SMS/MT Deuzuita Carmo Lopes Apoio Técnico SMS/MT Josiane de Souza Rosa Enfermeira SMS/MT Página 3

4 PLANO OPERATIVO ANUAL 2012/2014 O presente Plano Operativo tem objetivo estabelecer as metas qualitativas e quantitativas bem como compromissos a serem cumpridos pelo Hospital e a Secretaria de Saúde no período de 2012/2014, estabelecendo a programação financeira relativa ao pagamento da produção de serviços. É contextualizado a partir dos princípios e diretrizes do SUS e da Política para a Contratualização de Hospitais de Ensino dos Ministérios da Educação e da Saúde (Portaria n.1702/gm de agosto de 2004 e Portaria interministerial n o de outubro de 2007) considerando o modelo assistencial estabelecido para o SUS. OBJETIVOS Definir as áreas nas quais o HUJM prestará os seus serviços, e assim também estabelecer as metas quantitativas e qualitativas e os indicadores de desempenho que serão avaliados, visando o acompanhamento e a avaliação da efetividade do convênio celebrado entre as partes, que compreende o desenvolvimento das seguintes atividades: - Atenção à Saúde: prestação de assistência integral e humanizada 100% SUS, particularmente nas áreas de média e alta complexidade, ambulatorial e hospitalar, de acordo com a pactuação estabelecida; - Aprimoramento da Gestão: implementação de atividades de planejamento, coordenação, integração e monitoramento dos processos assistenciais e administrativos desenvolvidos, visando à melhoria contínua da qualidade da assistência prestada; - Ensino e Pesquisa: manter a qualidade das atividades de ensino aos alunos dos cursos de graduação, pós-graduação e residência médica e multiprofissional, realização de atividades de educação permanente e de formação de profissionais de saúde, bem como de pesquisas na área da saúde e no desenvolvimento e avaliação de tecnologias em saúde; - Manter os serviços do HUJM de pronto atendimento em ginecologia e obstetrícia e em pediatria que demandem atendimento em urgência e emergência; o Pronto Socorro Municipal de Cuiabá via Central de regulação do município é a porta de entrada do HUJM para o atendimento adulto; - Atender a demanda oriunda da Central de Regulação do SUS para o atendimento das cirurgias eletivas, internações, consultas e ambulatoriais, exames, assim a Secretaria Municipal de Cuiabá se compromete a encaminhar os usuários devidamente regulados Página 4

5 pela Central de Regulação de Cuiabá-MT, de acordo com a grade de exames e consultas e exames encaminhadas pelo Hospital Universitário Júlio Muller. 1. CARACTERIZAÇÃO GERAL DA UNIDADE E DOS SERVIÇOS E ATIVIDADES PACTUADAS E CONVENIADAS. O HUJM é um hospital de médio porte essencialmente público, vinculado à Universidade Federal de Mato Grosso UFMT. Está localizado na Rua Luis Felipe Perreira Leite, S/N CEP , Bairro Alvorada, Cuiabá/MT. Está integrado ao Sistema de Saúde - SUS estando inserido na rede regionalizada e hierarquizada de ações e serviços de saúde, visando à garantia da atenção integral á saúde dos municípios que integram a região de saúde na qual o Hospital está inserido. O Hospital é referência para o atendimento em média e alta complexidade ambulatorial e hospitalar para população residente e referenciada e tem como compromisso garantir o acesso aos serviços pactuados de forma regular e contínua, segundo a programação especifica para cada uma de suas áreas de atuação em consonância com a proposta organizacional da saúde para o município, microrregião e demais regiões definidas na Programação Pactuada Integrada - PPI. Inaugurado em 31/07/1984 (em uma estrutura cedida pelo Governo do Estado onde funciona até os dias atuais) para atender a necessidade de formar profissionais de saúde dentro da realidade comunitária, o HUJM vem desde então servindo de campo de estágio para os estudantes das faculdades de Medicina, Enfermagem, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia, Serviço Social, assim como para os alunos dos diversos Programas de Residência Médica nas áreas de anestesiologia, medicina da saúde e comunidade, cirurgia geral, cirurgia torácica, oftalmologia, urologia, clínica médica, infectologia, dermatologia, ginecologia e obstetrícia, pediatria e medicina intensiva neonatal. O Programa de Residência Multiprofissional oferece vagas nas áreas de enfermagem, psicologia, nutrição e serviço social. Na área da pesquisa científica, tornou-se um excelente campo operacional para a produção de teses em Cursos de Especialização e de Mestrado oferecidos pela UFMT, sendo estes: - Medicina: especialização, mestrado, doutorado e residência médica; - Enfermagem: especialização, mestrado e residência multiprofissional; - Nutrição: especialização e mestrado; Página 5

6 - Psicologia: especialização e residência multiprofissional; - Serviço Social: especialização e residência multiprofissional. No atendimento á população opera como referência para todo município e Estado, a exemplo dos seguintes programas e serviços: - Ambulatório de Climatério: composto por equipe interdisciplinar, este programa atende mulheres na fase da menopausa, atuando em uma gama de questões, tais como: sexualidade, aspecto psico-social, direitos sociais, cidadania, benefícios previdenciários, concepção de assistência médica respaldada nos princípios do SUS. Os atendimentos se dão de forma grupal e individua, funcionando semanalmente no ambulatório II; na última quarta-feira de cada mês é realizada ainda uma reunião com todas usuárias no auditório do hospital. Nestas reuniões são abordados diversos temas referentes ao período pré-menopausa/pós-menopausa e também planejamento de passeios em pontos turísticos como: Chapada dos Guimarães, Águas Quentes, Parques da cidade e outros lugares como forma de proporcionar lazer a essas mulheres que participam do Programa numa perspectiva de Qualidade de Vida. - Ambulatório de Infectologia (DIP) - referência para tratamento de Doenças Infecto-Contagiosas e Tropicais do Estado de Mato Grosso, tais como Malária, Leismaniose, Hepatopatias, Dengue, Hanseníase, Tuberculose e Fungos, etc. O público deste espaço são pessoas com condições sócio-econômicas desfavoráveis, um significativo contingente de usuários com baixa escolaridade e/ou sem instrução. Outro fator a ser considerado é que essas moléstias estão concentradas em jovens adultos que estão em geral no ápice de sua produtividade econômica, sendo frequentemente chefes de família. A doença exerce um impacto imenso na expectativa de vida dessas populações deixando-os vulneráveis física e emocionalmente, necessitando de profissionais e estratégias de aproximação e envolvimento. Ressalta-se que este ambulatório é referência para o Estado de Mato Grosso em Hepatites Crônicas. - Nefrologia Infantil - tem por objetivo o estudo e esclarecimento das doenças renais crônicas, principalmente as síndromes nefróticas, e o seu tratamento assistencial às crianças e adolescentes. O Programa conta com uma equipe interdisciplinar que proporciona serviços Médicos, Psicológicos, Enfermagem, Serviço Social e Nutricionista. Referência para todo o Estado de Mato Grosso, atendendo aproximadamente 80 (oitocentas) crianças por mês nos ambulatórios, além de contar com leitos de internação pediátrica onde as crianças e adolescentes realizam diversos exames para investigação diagnóstica (proteinúria, biópsia renal, etc.) e o tratamento subseqüente (corticoterapia, diálise e hemodiálise, etc.). Página 6

7 - Cardiologia Infantil - tem por objetivo o estudo e esclarecimento das doenças relacionadas a cardiopatias e o tratamento assistencial às crianças e adolescentes. - Programa de Triagem Neonatal tem por objetivo realizar o diagnóstico de doenças hereditárias, assintomáticas no período neonatal, permitindo desta forma o tratamento precoce, específico e a diminuição das doenças associadas. As atividades iniciaram em 21/10/02, e atualmente se tornou um Serviço de Referência para o Estado, habilitado na fase I (Hipotireoidismo congênita e Fenilcetonúria) e Fase II (Doenças Falsiformes e outras Hemoglobinopatias). A equipe é composta por pediatras, geneticistas, endocrinologistas, psicólogas, nutricionistas, assistentes sociais, enfermeiros e laboratoristas. Está em fase de implantação e planejamento para habilitação na Fase III (Fibrose Cística). - Programa de Oncologia Ginecológica atende no ambulatório II, duas vezes por semana. Atua de forma multidisciplinar por profissionais das áreas de: Ginecologia Oncológica, Médico Residente em Ginecologia Obstetrícia, Assistente Social, Psicologia e Enfermagem. Neste ambulatório são atendidas mulheres de várias faixas etárias, que apresentam diagnóstico de câncer ginecológico e outras patologias compreendidas no protocolo do serviço de intervenção oncológica. - Ambulatório especializado de Ginecologia e Obstetrícia Infanto-Juvenil Foi criado em 1993 e desde então, atende meninas de zero a 19 anos de idade por demanda espontânea no pronto atendimento em ginecologia e obstetrícia ou referenciadas pela Central de Regulação do SUS. Os atendimentos de adolescentes grávidas e não-grávidas são realizados a nível ambulatorial, com média de 50 atendimentos por semana. O Programa é desenvolvido por uma equipe multidisciplinar composta por: Ginecologistas, Pediatras, Psicólogos, Assistente Social, Enfermeiros e acadêmicos de Medicina e Enfermagem. O objetivo é desenvolver o marco conceitual de promoção integral de saúde do adolescente da organização pan-americana de saúde, incrementando, cada vez mais, os níveis de prevenção. - Gestação de Alto Risco O HUJM é referência para Gestação de Alto Risco e Mola Hidatiforme (tumor geralmente benigno que desenvolve em fases precoce da gravidez em que o embrião não se desenvolve normalmente). Estas usuárias tem seu período gestacional marcado por intervenções e internações recorrentes, exames seriados e específicos, algumas são submetidas a curetagem (aborto, natimorto, etc.). Uma das conseqüências é também a freqüente realização de partos cesáreos pela gravidade dos casos (diabetes gestacional, síndromes hipertensivas, etc.), a prorrogação do período de internação após o parto tanto para avaliar as condições da puérpera quanto do Página 7

8 recém-nascido que tem várias intercorrências no período neonatal (prematuridade, dificuldades de adaptação fisiológica, etc.). - Ambulatório de Reumatologia atende os usuários com hipóteses diagnóstica para doenças auto-imunes. Atualmente, os atendimentos acontecem no Ambulatório II no período matutino as segundas e quintas-feiras. O quadro de profissionais é composto por: Médico, Assistente Social, Psicólogo e Dermatologista, Enfermagem e Técnicos de Enfermagem. - Serviço de Banco de Leite Humano do HUJM presta atendimento ininterrupto e tem como público a comunidade interna usuárias das Unidades de internação e ambulatorial do hospital - e externa captação/coleta de leite a domicílio. A equipe proporciona as usuárias atividades de orientação e auxílio para amamentarão e apoio, palestras, processamento e controle do leite humano. O local é costumeiramente campo de pesquisa e extensão da UFMT/HUJM, das quais destacamos o estudo de dissertação de mestrado 1 do Instituto de Saúde Coletiva que revelou a presença de agrotóxicos presentes no leite materno de doadoras. - Oftalmologia - É referência Estadual para tratamento de retinopatia diabética, glaucoma, sendo base para a recém-implantada residência médica em oftalmologia do HUJM. - Urologia Este serviço é referência para todo o Estado de Mato Grosso realizando atendimento de ambulatório e cirurgias urológicas, e é área de formação para os médicos residentes em urologia. - Dermatologia Funciona no Ambulatório III é referência para todo o Estado de Mato Grosso; semestralmente realizamos Campanha de Prevenção ao Câncer de Pele e abriga a Residência Médica em Dermatologia do HUJM. - UTI Adulto O HUJM possui Serviço de UTI Adulto que funciona regulado pela Central de Regulação do SUS em Cuiabá com oferta de sete (07) leitos. - UTI Neonatal O HUJM possui o Serviço de UTI Neonatal, atualmente com dez (10) leitos regulados pelo SUS, está em fase de licitação à obra de ampliação e reforma dessa unidade, para ofertar mais 05 (cinco) leitos. 1 PALMA, Danielly Cristina de Andrade. Agrotóxicos em leite humano de mães residentes em Lucas do Rio Verde MT. Dissertação (mestrado) Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Saúde Coletiva, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Cuiabá, Página 8

9 - Brinquedoteca da Pediatria Foi inaugurada em 2009 para melhorar as condições das crianças internadas na Clínica de Pediatria do HUJM; é um local de lazer e ensino às crianças de longa internação. - Programa Cuidar Brincando 2 : articula seis projetos dirigidos para o atendimento aos direitos da criança e do adolescente hospitalizados e sua família. São eles: 1- Projeto de Informática e Cidadania para crianças hospitalizadas 2- Pediatria em Rede: interatividade entre crianças hospitalizadas 3- Projeto Brinquedo Terapêutico 4- Biblioteca Livre 5- Terapia Comunitária para familiares de crianças hospitalizadas 6- Comitê de Defesa da criança Hospitalizada. É coordenado pelo Departamento de Enfermagem da UFMT e desenvolvido com a participação de acadêmicos, docentes, voluntários, servidores da UFMT e parcerias das seguintes instituições: Grupo de Pesquisa Enfermagem, saúde e Cidadania, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso e Promotoria da Infância e Juventude de Cuiabá. - Ambulatórios de Cirurgia Bucomaxilofacial e de Fissura Lábio Palatina O HUJM é referência para o Estado de Mato Grosso em atendimento aos usuários portadores de fissura lábio palatina e deformidade craniomaxilofacial, oferecendo serviços cirúrgicos e odontológicos aos usuários. - Ambulatório Feridas Crônicas e Estomias Funciona no Ambulatório II, É referência para todo o Estado de Mato Grosso, atualmente atendemos em média 1200 (um mil e duzentos) usuários mês (ostomizados e curativos em feridas de grande porte). O ambulatório funciona de segunda a sábados, inclusive nos feriados. - Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional PCMSO do HUJM desenvolvido por equipe multidisciplinar no Serviço de Saúde Ocupacional, proporciona aos servidores (usuários internos) a realização de exames médicos periódicos, campanhas de vacinação, atividades de educação em saúde, notificação e acompanhamento dos acidentes de trabalho, registro e controle de licenças médicas, visitas domiciliar aos servidores afastados por doenças ou acidente, estudos epidemiológicos, acompanha o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais PPRA do HUJM, dentro outros. - Centro de Informações sobre Medicamentos CIM do HUJM Foi criado em 27/05/2010 através da portaria nº 062/SUP-HUJM, com a finalidade de assegurar o uso racional dos medicamentos no HUJM, com o objetivo de sistematizar as informações de maneira a permitir que os profissionais de saúde utilizem-nas o mais adequadamente 2 Página 9

10 possível na assistência ao paciente. É o primeiro centro de Informação sobre Medicamentos do Estado de Mato Grosso, com produções disponíveis online no site do HUJM para toda comunidade. - Serviço de Nutrição Parenteral (NP) Operacionalizado no Serviço de Farmácia do HUJM, a nutrição parenteral complementa ou substitui a alimentação oral (dada pela boca) ou enteral aos usuários que não podem ou não conseguem ou não devem alimentar-se utilizando seu aparelho digestivo, são exemplos desta necessidade: recémnascidos prematuros, pacientes submetidos a cirurgias gastrintestinais ou com síndrome de intestino curto, etc. - Serviço de Ouvidoria - Atua proativamente para que a assistência aos usuários seja realizada em conformidade com padrões éticos e morais que assegurem os direitos individuais dos cidadãos. O Serviço recebe e trata as reclamações dos usuários/da comunidade atendida, colaborando na busca de soluções adequadas e de respostas em tempo oportuno aos reclamantes. Funciona como um canal permanente de comunicação interna e externa. - Educação Continuada e Núcleo de Educação em Enfermagem setor responsável pela capacitação, treinamento, recrutamento e seleção de pessoal, elaboração do plano de capacitação dos servidores do HUJM (usuários internos). - Serviço de Biblioteca disponibilizada aos usuários do HUJM, a equipe de servidores procura as informações desejadas no sistema do acervo do hospital, disponibilizando o material desejado de acordo com as normas internas de funcionamento do serviço. - Serviço de Dietas Enterais e de Fórmulas Lácteas está ligado hierarquicamente ao Serviço de Nutrição Clínica do HUJM e tem por objetivo produzir as dietas específicas para os pacientes com necessidades de terapia nutricional enteral (TNE), suplementações via oral e fórmulas adaptadas para alimentação infantil, sejam estas via oral ou enteral, conforme Regulamento Técnico da Resolução RDC 63 ANVISA/MS/06/07/2000. A equipe conta com nutricionista Responsável Técnico pelas atividades realizadas e é como campo de prática para o curso de graduação e de pós graduação em nutrição da UFMT. - HIV/DST/AIDS funciona no Ambulatório III de Doenças Infecciosas, especificamente, o Programa de DST/AIDS sendo referência para todo o Estado de Mato Grosso. O HUJM é ainda referência para internação em DST/AIDS. Página 10

11 - Atendimento a Mulher e Crianças Vítimas de Violência Sexual referência para todo o Estado de Mato Grosso, possui atendimento nas vinte e quatro(24) horas de forma ininterruptas. Presta atendimento dos casos agudos no prazo de 72 (setenta e duas) horas, onde são realizados os procedimentos e profilaxias; após este período, oferece à vítima e familiares o acompanhamento médico e psicológico pela equipe multidisciplinar do HUJM. - Serviço de Verificação de Óbito desde 2011 vem funcionando no HUJM o Serviço de Verificação de óbito do Estado de Mato Grosso uma parceria realizada com a Secretaria Estadual de Saúde. - Serviço Social por meio desse serviço os usuários que necessitam são encaminhados para TFD -Tratamento Fora de Domicilio, Farmácias de Alto Custo, DST/AIDS, CRASS - Centro de Referência de Assistência social, CREAS - Centro de Referência Especializadas de Assistência Social, Conselho Tutelar, Caso de Amparo as Mulheres Vítimas de Violência, Benefícios da Previdência Social, BPC - Benefício de Prestação Continuada, Suplemento Alimentares, IML - Instituto Médico Legal, etc. A equipe do Serviço Social atuam como preceptores da Residência Multiprofissional e acompanha os estagiários do curso de serviço social como supervisores de campo. Desta forma, o HUJM mantém compromisso em atender as necessidades da população em conformidade com os princípios do SUS de forma a promover a integralidade das ações voltadas ao sistema público de saúde. Num esforço de melhorar as instalações e sua infra-estrutura, o HUJM prevê para inicio do segundo semestre de 2012 a reforma do Centro Cirúrgico e da UTI-NEO, que terá como resultado a ampliação da oferta de seis leitos de neonatologia. As modificações na Programação de que trata esse Plano Operativo, seja para inclusão, como para alteração ou interrupção de ações e serviços pactuados, só deverão ser alteradas com anuência das partes (gestores & gestores). O HUJM se compromete a desenvolver suas ações de forma humanizada, buscando sempre desenvolver ações centradas nos usuários e seus familiares, incorporando as diretrizes propostas pela Política Nacional de Humanização do Sistema Único de Saúde, implantando protocolos técnicos e operacionais. Todas as atividades assistenciais desenvolvidas e conveniadas serão reguladas através da Central Municipal de Regulação, de modo a permitir a disponibilização das melhores alternativas de atenção ao usuário, considerando o sistema de saúde como um todo. Compromete-se ainda a Página 11

12 manter a oferta dos leitos para atendimento aos casos de urgência e emergência em Ginecologia e Obstetrícia e Pediatria para a população e outros referenciados e regulados pela Central de Regulação da Secretaria Municipal de Saúde. 2. GESTÃO HOSPITALAR A Administração Superior do Hospital Universitário Julio Müller é constituída por um Conselho Gestor, um Diretor Superintendente e a Administração Setorial composta por Diretorias, Gerências, Seções e Serviços 3. A administração do Hospital se compromete a incorporar as regras da Central de Regulação do município e submeter 80% das metas pactuadas à Central de Regulação. Dentro de um processo de modernização gerencial, o Hospital desenvolve projetos e programas de qualidade tais como: - Política Nacional de Humanização; -Programa de Modernização Gerencial de Grandes Estabelecimentos de Saúde; -Programa Hospital Sentinela; -Programa de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde. -Projeto Rute Rede Universitária de Tele medicina. As principais atividades e etapas do processo de trabalho para o desenvolvimento e aprimoramento da gestão hospitalar no HUJM incluem em manter as 14(catorze) comissões abaixo relacionadas, em pleno funcionamento: a. Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH); b. Comissão de Prontuários; c. Comissão de Óbitos; d. Comissão de Ética Médica; e. Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA); f. Comissão de Controle de Zoonoses vetores; g. Comissão de Notificação de Doenças 3 pdf. Página 12

13 h. Comissão de Documentação Médica e Estatística; i. Comissão Intra-hospitalar de Doação de órgãos e Tecidos para Transplantes; j. Comitê Transfusional do HUJM; k. Comissão de Farmácia e Terapêutica; l. Comitê de Política de Humanização; m. Comitê de Ética em Pesquisa; n. Comitê de Mortalidade Materna e Mortalidade Neonatal; Além dos processos de gestão implementados pelo Hospital para o acompanhamento, controle e avaliação de seus serviços, o Hospital implantou e vai alimentar, sistemática e rotineiramente, os sistemas informatizados de Regulação Ambulatorial e Hospitalar, tais como o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), Sistema de Informações Ambulatoriais (SIA) e Sistema de Informações Hospitalares (SIH). 3. RECURSOS HUMANOS A composição de recursos humanos do HUJM atualmente é constituída por cinco (05) grandes grupos: - Servidores da UFMT: 598 profissionais; - Servidores do Ministério da Saúde: 26 profissionais; - Servidores da Secretaria Estadual de Saúde: 70 profissionais; - Servidores da Secretaria Municipal de Saúde/SMS: 344 profissionais (Convênio n.º 16/GABCOL/SMS/2011 e Convênio de Cooperação Técnica n.º 19/2010); - Prestadores de serviço: 20 profissionais. A disponibilização dos profissionais da SMS para o HUJM é crucial para manter os serviços ora pactuados neste plano operativo e disponibilizados aos usuários do SUS, sendo necessário o fiel cumprimento do que foi pactuado nos Convênios de Cooperação Técnica na área Recursos Humanos (Convênio n.º 16/GABCOL/SMS/2011 e Convênio de Cooperação Técnica n.º 19/2010). Página 13

14 Distribuição do quadro de Servidores do HUJM Abril CARGO Nº de PROFISSIONAIS CATEGORIA DO VÍNCULO Docente/ Médico 89 UFMT Docente/ Enfermeiro 10 UFMT Docente/ Nutricionista 04 UFMT Médico 52 Técnico Administrativo- UFMT Médico 19 Cedido via - SES Médico 13 Cedido via - MS Médico 11 Cedido via - SMS Médico 23 Contrato via - SMS Enfermeiro 33 Técnico Administrativo- UFMT Enfermeiro 01 Cedido via - MS Enfermeiro 07 Cedido via - SES Enfermeiro 13 Contrato via - SMS Psicólogo 01 Técnico Administrativo- UFMT Psicólogo 02 Cedido via - SES Psicólogo 01 Cedido via - SMS Farmacêutico 17 Técnico Administrativo- UFMT Farmacêutico 05 Cedido via - SES Farmacêutico 01 Contrato via - SMS Biomédico 01 Técnico Administrativo- UFMT Fisioterapeuta 03 Técnico Administrativo- UFMT Fisioterapeuta 05 Cedido via - SES Fisioterapeuta 05 Contrato via - SMS Nutricionista 06 Técnico Administrativo- UFMT Nutricionista 06 Cedido via - SES Nutricionista 04 Contrato via - SMS Assistente Social 05 Técnico Administrativo- UFMT Assistente Social 05 Cedido via - SES Fonoaudiólogo 02 Cedido via - SES Fonoaudiólogo 01 Cedido via - SMS Geólogo 01 Técnico Administrativo- UFMT Biólogo 01 Técnico Administrativo- UFMT Biólogo 01 Cedido via - SES Biólogo 01 Cedido via - SMS Odontólogo 01 Contrato via - SMS Químico 01 Técnico Administrativo- UFMT Técnico Em Enfermagem 52 Técnico Administrativo- UFMT Técnico Em Enfermagem 49 Contrato via - SMS Auxiliar De Enfermagem 77 Técnico Administrativo- UFMT Auxiliar De Enfermagem 01 Cedido via MS Auxiliar De Enfermagem 01 Cedido via - SES Atendente De Enfermagem 08 Técnico Administrativo- UFMT Técnico Em Laboratório 32 Técnico Administrativo- UFMT Técnico Em Laboratório 03 Cedido via - SES Técnico Em Laboratório 01 Contrato via - SMS Assistente Em Laboratório 01 Técnico Administrativo- UFMT Auxiliar Em Laboratório 01 Técnico Administrativo- UFMT Microscopista 01 Cedido via - SES Técnico Em Patologia 02 Técnico Administrativo- UFMT Técnico Em Necrópsia 01 Técnico Administrativo- UFMT Página 14

15 Técnico Em Necrópsia 01 Cedido via - SES Auxiliar Em Necrópsia 01 Técnico Administrativo- UFMT Laboratorista 01 Técnico Administrativo- UFMT Laboratorista 01 Cedido via - MS Laboratorista 01 Cedido via - FUNASA Técnico Em Radiologia 09 Técnico Administrativo- UFMT Técnico Em Radiologia 01 Cedido via MS Técnico Em Radiologia 02 Contrato via - SMS Técnico Em Radiologia 03 Cedido via - SMS Auxiliar de Farmácia 01 Técnico Administrativo- UFMT Auxiliar de Nutrição 06 Cedido via - SES Auxiliar de Nutrição 01 Contrato via - SMS Técnico Em Contabilidade 01 Técnico Administrativo- UFMT Técnico Em Contabilidade 01 Cedido via - SES Técnico Em Contabilidade 02 Contrato via - SMS Técnico Em Informática 01 Técnico Administrativo- UFMT Técnico Em Equipamentos 01 Técnico Administrativo- UFMT Engenheiro do Trabalho 01 Técnico Administrativo- UFMT Técnico Em Eletrônica 01 Técnico Administrativo- UFMT Técnico Em Eletrônica 01 Contrato via - SMS Téc. Segurança do Trabalho 01 Contrato via - SMS Aux. Administrativo 07 Técnico Administrativo- UFMT Aux. Administrativo 32 Contrato via - SMS Assistente Administrativo 35 Técnico Administrativo- UFMT Assistente Administrativo 01 Cedido via - SES Oficial Administrativo II 22 Contrato via - SMS Aux. Operacional 02 Técnico Administrativo- UFMT Aux. Operacional 01 Contrato via - MS Aux. Operacional 01 Cedido via - FUNASA Aux. Operacional 67 Contrato via - SMS Técnico Nível Superior 05 Contrato via - SMS Aux. De Serviços Gerais 16 Contrato via - SMS Mestre de ofício 04 Técnico Administrativo- UFMT Telefonista 03 Técnico Administrativo- UFMT Operador de Caixa 01 Técnico Administrativo- UFMT Operador de Máquinas 01 Técnico Administrativo- UFMT Agente de Portaria 01 Cedido via - FUNASA Agente de Serviços 01 Cedido via - SES Servente de limpeza 18 Técnico Administrativo- UFMT Aux. De Lactáriol 01 Técnico Administrativo- UFMT Eletricista 01 Contrato via - SMS Eletricista 02 Técnico Administrativo- UFMT Motorista 05 Técnico Administrativo- UFMT Armazenista 01 Técnico Administrativo- UFMT Figurinista 01 Técnico Administrativo- UFMT Almoxarife 01 Técnico Administrativo- UFMT Vigilante 03 Técnico Administrativo- UFMT Costureiro 02 Técnico Administrativo- UFMT Cozinheiro 02 Técnico Administrativo- UFMT Porteiro 03 Técnico Administrativo- UFMT Copeiro 08 Técnico Administrativo- UFMT Copeiro 03 Contrato via - SMS Página 15

16 4. CAPACIDADE INSTALADA 4.1 NUMEROS DE LEITOS: O hospital dispõe de 118 leitos físicos, os quais podem por ventura sofrer alterações quantitativas por problemas de infra-estrutura predial e de manutenção de equipamentos. São distribuídos por especialidade da seguinte forma: LEITOS - CIRURGICOS Descrição Leitos Existentes Leitos SUS 15-PLASTICA OFTALMOLOGIA NEFROLOGIA UROLOGIA TORAXICA CIRURGIA GERAL ONCOLOGIA OTORRINOLARINGOLOGIA BUCO MAXILO FACIAL LEITOS - CLINICOS Descrição Leitos Existentes Leitos SUS 40-NEFROUROLOGIA CARDIOLOGIA AIDS CLINICA GERAL PNEUMOLOGIA ONCOLOGIA HANSENOLOGIA LEITOS COMPLEMENTARES Descrição Leitos Existentes Leitos SUS 75-UTI ADULTO - TIPO II UTI NEONATAL - TIPO II UNIDADE ISOLAMENTO LEITOS OBSTETRICOS Descrição Leitos Existentes Leitos SUS 43-OBSTETRICIA CLINICA OBSTETRICIA CIRURGICA Página 16

17 LEITOS PEDIATRICOS Descrição Leitos Existentes Leitos SUS 45-PEDIATRIA CLINICA OUTRAS ESPECIALIDADES Descrição Leitos Existentes Leitos SUS 49-TISIOLOGIA CRONICOS TOTAL LEITOS - GERAL MENOS COMPLEMENTAR TOTAL GERAL INSTALAÇÕES FISICAS PARA A ASSISTÊNCIA AMBULATORIAL CAPACIDADE INSTALADA AMBULATORIOS Ambulatório 1 Ambulatório 2 Ambulatório 3 Ambulatório de Feridas e Estomias TOTAL NUMERO DE CONSULTÓRIOS/ATENDIMENTO 15 consultórios / Pediatria e Gineco-Obstetricia 2 salas medicação 2 consultórios / triagem obstétrica 28 consultórios / clinica geral, cirurgia geral, oftalmologia, urologia, nefrologia, pneumologia, otorrinolaringologia, cardiologia, fonoaudiologia, psicologia, serviço social, enfermagem, nutrição 10 consultórios / DIP, enfermagem 03 consultórios / Dermatologia 01 sala medicamentos 03 consultórios / procedimentos 02 consultórios / cirurgia plástica, cirurgia vascular e enfermagem 61 consultórios 3 salas medicamentos 2 salas procedimentos ATENDIMENTO SUS 100% 100% 100% 100% 100% 3.3. INSTALAÇÕES DA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA Instalação: Qtde./Consult: Leitos/Equipos: SALA DE ATENDIMENTO INDIFERENCIADO Pediatria -01 Triagem Obstétrica - 01 Pediatria 03 Triagem Obstétrica - 02 SALA REPOUSO/OBSERVACAO - INDIFERENCIADO Triagem Obstétrica - 01 Triagem Obstétrica - 02 Página 17

18 4.4 INSTALAÇÕES NO CENTRO CIRÚRGICO CAPACIDADE INSTALADA NUMERO DE SALAS ATENDIMENTO SUS CENTRO CIRURGICO 04 salas 100% CENTRO OBSTETRICO 02 salas 100% PROCEDIMENTOS (PEQUENA CIRURGIA E EXAMES ENDOSCOPICOS) 02 salas 100% 4.5 EQUIPAMENTOS DISPONÍVEIS PARA A ASSISTÊNCIA À SAÚDE: Equipamentos EQUIPAMENTOS DE DIAGNOSTICO POR IMAGEM Equipamento: Existente: Em Uso: SUS: MAMOGRAFO COM COMANDO SIMPLES 1 1 SIM MAMOGRAFO COM ESTEREOTAXIA 1 1 SIM RAIO X COM FLUOROSCOPIA 2 1 SIM RAIO X DE 100 A 500 MA 2 1 SIM RAIO X MAIS DE 500MA 1 1 SIM TOMÓGRAFO COMPUTADORIZADO 1 1 SIM ULTRASSOM ECOGRAFO 4 3 SIM EQUIPAMENTOS DE INFRA-ESTRUTURA Equipamento: Existente: Em Uso: SUS: CONTROLE AMBIENTAL/AR-CONDICIONADO CENTRAL 2 2 SIM GRUPO GERADOR 1 1 SIM EQUIPAMENTOS DE ODONTOLOGIA Equipamento: Existente: Em Uso: SUS: EQUIPO ODONTOLOGICO 1 1 SIM EQUIPAMENTOS PARA MANUTENCAO DA VIDA Equipamento: Existente: Em Uso: SUS: BERÇO AQUECIDO 4 3 SIM BOMBA DE INFUSAO SIM DESFIBRILADOR 1 1 SIM EQUIPAMENTO DE FOTOTERAPIA 4 4 SIM INCUBADORA SIM MARCAPASSO TEMPORARIO 2 2 SIM MONITOR DE ECG SIM Página 18

19 MONITOR DE PRESSAO INVASIVO SIM MONITOR DE PRESSAO NAO-INVASIVO SIM REANIMADOR PULMONAR/AMBU SIM RESPIRADOR/VENTILADOR SIM EQUIPAMENTOS POR METODOS GRAFICOS Equipamento: Existente: Em Uso: SUS: ELETROCARDIOGRAFO 2 2 SIM ELETROENCEFALOGRAFO 2 2 SIM EQUIPAMENTOS POR METODOS OPTICOS Equipamento: Existente: Em Uso: SUS: ENDOSCOPIO DAS VIAS RESPIRATORIAS 2 2 SIM ENDOSCOPIO DAS VIAS URINARIAS 2 2 SIM ENDOSCOPIO DIGESTIVO 3 2 SIM EQUIPAMENTOS PARA OPTOMETRIA 0 0 SIM LAPAROSCOPIO/VÍDEO 3 3 SIM MICROSCOPIO CIRURGICO 1 1 SIM OUTROS EQUIPAMENTOS Equipamento: Existente: Em Uso: SUS: EQUIPAMENTO DE CIRCULACAO EXTRACORPOREA 1 1 SIM 4.6. SERVIÇOS DE COMPLEMENTAÇÃO DIAGNÓSTICA SERVIÇO ATENDIMENTO SUS Laboratório Patologia Clinica 100% Laboratório Anatomia Patológica 100% Centro de Imagem e Diagnostico 100% Exames gráficos (EEG, ECG, ENMG) 100% Teste do pezinho (fase 2) 100% Teste da orelhinha 100% 4.7. OUTROS SERVIÇOS DE SUPORTE AO ATENDIMENTO 1. Banco de sangue 2. Banco de Leite 3. Enfermagem 4. Serviço Social 5. Nutrição 6. Psicologia Página 19

20 7. Serviço de Verificação de Óbitos 8. Farmácia 9. Almoxarifado 10. Lavanderia 11. Registro e Documentação SERVIÇOS DE VIGILÂNCIA E SAÚDE DO TRABALHADOR 1. Serviço de saúde ocupacional 2. Núcleo de Vigilância Epidemiológica Hospitalar 3. Comissão de Controle de Infecção Hospitalar 4. CIPA 4.9 Estrutura de Apoio Educacional e Pesquisa 5. Auditório e equipamentos de apoio educacional 6. Salas de Aula 7. Sala de Videoconferência 8. Laboratório de Informática 9. Repouso para Internato 10. Biblioteca HABILITAÇÕES: Código Descrição UNID.DE ASSIST. DE ALTA COMPLEXIDADE AO PACIENTE PORTADOR DE OBESIDADE GRAVE CUIDADOS PROLONGADOS - ENFERMIDADES CARDIOVASCULARES CUIDADOS PROLONGADOS - ENFERMIDADES PNEUMOLIGICAS CUIDADOS PROLONGADOS - ENFERMIDADES OSTEOMUSCULAR E DO TECIDO CONJUNTIVO CUIDADOS PROLONGADOS - ENFERMIDADES DECORRENTES DA AIDS CUIDADOS PROLONGADOS - ENFERMIDADES DEVIDO A CAUSAS EXTERNAS Origem Competên cia Inicial Competê ncia Final Portaria Data Portaria Página 20 Leitos SUS Data do Lançamen to pela CGSI Nacional 10/ /2012 PT SAS /04/2011 // Local 06/ OF.184/C.C.A/2005- SMS CUIABA.. 30/10/ /9/2011 Local 06/ OF.184/C.C.A/2005- SMS CUIABA.. 30/10/ /9/2011 Local 06/ OF.184/C.C.A/2005- SMS CUIABA.. 30/10/ /9/2011 Local 06/ OF.184/C.C.A/2005- SMS CUIABA.. 30/10/ /9/2011 Local 06/ OF.184/C.C.A/2005- SMS CUIABA.. 30/10/ /9/2011 SERVICO HOSPITALAR PARA TRATAMENTO AIDS Nacional 08/ //

ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Vencimento Inicial em reais.

ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Vencimento Inicial em reais. ANEXO I CARGOS, VAGAS, VENCIMENTO INICIAL, CARGA HORÁRIA, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS, E TAXA DE INSCRIÇÃO. Cód. Cargo 1 Ajudante de Carga e Descarga Vagas Vagas Reservadas Deficientes Vencimento Inicial

Leia mais

CONVÊNIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE N 05/2012

CONVÊNIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE N 05/2012 CONVÊNIO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE N 05/2012 CONVÊNIO CELEBRADO ENTRE A PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ POR MEIO DE SUA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE/SMS E FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO/FUFMT

Leia mais

Especialidade. Descrição. Código

Especialidade. Descrição. Código 1311.20 Gerente de serviços sociais 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor de serviços médicos 1312.05 Diretor de unidade assistencial 1312.05 Diretor de

Leia mais

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN DIMENSIONAMENTO DE SERVIÇOS ASSISTENCIAIS E DA GERÊNCIA DE ENSINO E PESQUISA BRASÍLIA-DF, 27 DE MARÇO DE 2013. Página 1 de 20 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 1.1.

Leia mais

1.25. CBO-S (especialidade) 1312.05 Diretor clínico. 1312.05 Diretor de departamento de saúde. 1312.05 Diretor de divisão médica

1.25. CBO-S (especialidade) 1312.05 Diretor clínico. 1312.05 Diretor de departamento de saúde. 1312.05 Diretor de divisão médica 1.25. CBO-S (especialidade) Código Descrição 1312.05 Diretor clínico 1312.05 Diretor de departamento de saúde 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor de serviços

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JULHO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 15.985.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 107.02.01.01 biópsia de pele e partes moles 39.02.01.01 Biópsia

Leia mais

1 Recebido 2 Em análise 3 Liberado para pagamento 4 Encerrado sem pagamento 5 Analisado e aguardando liberação para o pagamento

1 Recebido 2 Em análise 3 Liberado para pagamento 4 Encerrado sem pagamento 5 Analisado e aguardando liberação para o pagamento 1.24. Status do protocolo Código Descrição 1 Recebido 2 Em análise 3 Liberado para pagamento 4 Encerrado sem pagamento 5 Analisado e aguardando liberação para o pagamento 1.25. CBOS (especialidade) Código

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS SETEMBRO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 16.443.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS SETEMBRO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 16.443.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS SETEMBRO./2014.02 Proced com finalidade diagnóstica 16.443.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 66.02.01.01 biópsia do colo uterino 4.02.01.01 Biópsia de

Leia mais

CBO-S (Códigos de Especialidade)

CBO-S (Códigos de Especialidade) CBO-S (Códigos de Especialidade) Código Descrição 1312.05 Diretor clínico 1312.05 Diretor de departamento de saúde 1312.05 Diretor de divisão médica 1312.05 Diretor de serviços de saúde 1312.05 Diretor

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS FEVEREIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS FEVEREIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS.02 Proced com finalidade diagnóstica 10.814.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 43.02.01.01 biópsia do colo uterino 1.02.01.01 biópsia de fígado por punção

Leia mais

ATENÇÃO: Os cargos estão listados em ordenação alfabética por nível decrescente de escolaridade (superior, médio e fundamental).

ATENÇÃO: Os cargos estão listados em ordenação alfabética por nível decrescente de escolaridade (superior, médio e fundamental). 1 de 9 ATENÇÃO: Os cargos estão listados em ordenação alfabética por nível decrescente de escolaridade (superior, médio e fundamental). CARGO PERFIL PRÉ REQUISITO NÍVEL SUPERIOR Administrador Curso Superior

Leia mais

LISTA TELEFÔNICA DO HCE LOCALIZAÇÃO DDD PABX RAMAL RITEX + RAMAL CENTRAL TELEFÔNICA

LISTA TELEFÔNICA DO HCE LOCALIZAÇÃO DDD PABX RAMAL RITEX + RAMAL CENTRAL TELEFÔNICA LISTA TELEFÔNICA DO HCE LOCALIZAÇÃO DDD PABX RAMAL RITEX + RAMAL CENTRAL TELEFÔNICA 21 3891 7000 816+Ramal DIREÇÃO Gabinete do Diretor 21 Tel. Direto 3860-6570 Gabinete do Diretor (FAX) 21 Tel. Direto

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS

QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS QUESTIONÁRIO PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL PROFISSIONAL PARA MÉDICOS, PSICÓLOGOS, FISIOTERAPEUTAS E DEMAIS PRESTADORES DE SERVIÇOS MÉDICOS O objetivo deste questionário é analisar as atividades

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 1/2014-EBSERH/HUSM-UFSM ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2014. RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 801 Médico Alergia

Leia mais

ANEXO II 1 NORMAS GERAIS DE CREDENCIAMENTO/ HABILITAÇÃO

ANEXO II 1 NORMAS GERAIS DE CREDENCIAMENTO/ HABILITAÇÃO ANEXO II NORMAS DE CLASSIFICAÇÃO E CREDENCIAMENTO/HABILITAÇÃO DE UNIDADES DE ASSISTÊNCIA EM ALTA COMPLEXIDADE NO TRATAMENTO REPARADOR DA LIPODISTROFIA E LIPOATROFIA FACIAL DO PORTADOR DE HIV/AIDS 1 NORMAS

Leia mais

ANEXO I INFORMAÇÕES SOBRE A UNIDADE DE SAÚDE

ANEXO I INFORMAÇÕES SOBRE A UNIDADE DE SAÚDE Superintendência de Gestão, Planejamento e Finanças ANEXO I INFORMAÇÕES SOBRE A UNIDADE DE SAÚDE 1. IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE Nome: HOSPITAL DE DOENÇAS TROPICAIS DR. ANUAR AUAD HDT CNES: 2506661 Endereço:

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 09/2014-EBSERH/HU-UFMS ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 17 DE ABRIL DE 2014 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 801 802 Médico Alergia e

Leia mais

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JANEIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 8.946.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia

AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS JANEIRO./2015.02 Proced com finalidade diagnóstica 8.946.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia AMBULATORIAL - PROCEDIMENTOS REALIZADOS.02 Proced com finalidade diagnóstica 8.946.02.01 Col de mat por meio de punção/biopsia 33.02.01.01 biópsia do colo uterino 0.02.01.01 biópsia de fígado por punção

Leia mais

ANEXO I. Centro de Saúde nº 1 Unidade Mista 508/509 Sul. Ortopedia e Traumatologia. Ortopedia e Traumatologia. Radiologia e Diagnóstico por Imagem

ANEXO I. Centro de Saúde nº 1 Unidade Mista 508/509 Sul. Ortopedia e Traumatologia. Ortopedia e Traumatologia. Radiologia e Diagnóstico por Imagem ANEXO I QUADRO DE VAGAS - Processo Seletivo para Preceptoria dos Programas de Residência Médica Seleção 2014/1 Opção de Vaga Unidade de Saúde/SES Programa de Residência de Cargo Local de execução das atividades

Leia mais

Tabela 24 - Terminologia do código brasileiro de ocupação (CBO) Data de início de vigência. Código do Termo. Data de fim de implantação

Tabela 24 - Terminologia do código brasileiro de ocupação (CBO) Data de início de vigência. Código do Termo. Data de fim de implantação de 201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008 203015 Pesquisador em biologia de microorganismos e parasitas 26/09/2008 26/09/2008 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

Leia mais

PORTARIA Nº 2.600, DE 21 DE OUTUBRO DE 2009 [...] ANEXO VI NORMAS PARA AUTORIZAÇÃO DE EQUIPES ESPECIALIZADAS E ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE

PORTARIA Nº 2.600, DE 21 DE OUTUBRO DE 2009 [...] ANEXO VI NORMAS PARA AUTORIZAÇÃO DE EQUIPES ESPECIALIZADAS E ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE PORTARIA Nº 2.600, DE 21 DE OUTUBRO DE 2009 Aprova o Regulamento Técnico do Sistema Nacional de Transplantes. [...] ANEXO VI NORMAS PARA AUTORIZAÇÃO DE EQUIPES ESPECIALIZADAS E ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE

Leia mais

INFORME CBO. CBO com alterações de códigos e/ou descrições

INFORME CBO. CBO com alterações de códigos e/ou descrições INFORME CBO Considerando a publicação da Portaria SAS/MS n 203/2011, que inclui no Sistema de Informação Hospitalar (SIH) o registro obrigatório da competência de realização de todos os procedimentos realizados

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO

CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO CARTA DE SERVIÇOS AO CIDADÃOADÃO Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. Rua Visconde de Paranaguá, nº 24 Campus Saúde CEP: 96.200-190 Bairro Centro Rio Grande Rio Grande do Sul/RS Brasil Acesso

Leia mais

Convênio de reconhecimento de especialidades médicas - Resolução CFM 1666 de 7/5/2003 *****

Convênio de reconhecimento de especialidades médicas - Resolução CFM 1666 de 7/5/2003 ***** Convênio de reconhecimento de especialidades médicas - Resolução CFM 1666 de 7/5/2003 ***** Ementa: Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM n.º 1.634/2002, que celebra o convênio de reconhecimento

Leia mais

201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008. 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008. 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008. 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008. 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008 de 201115 Geneticista 26/09/2008 26/09/2008 203015 Pesquisador em biologia de microorganismos e parasitas 26/09/2008 26/09/2008 213150 Físico médico 26/09/2008 26/09/2008 221105 Biólogo 26/09/2008 26/09/2008

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 06/2015-EBSERH/HC-UFG ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE JULHO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 004 Médico - Alergia e Imunologia

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/05 (Publicada no D.O.U., de 09 Mar 2005, Seção I, p. 189-192)

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/05 (Publicada no D.O.U., de 09 Mar 2005, Seção I, p. 189-192) Página 1 de 17 RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/05 (Publicada no D.O.U., de 09 Mar 2005, Seção I, p. 189-192) Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 1.666/2003, que celebra o convênio de reconhecimento

Leia mais

Acupuntura AMN 3º andar

Acupuntura AMN 3º andar Relação de Setores e Serviços Setor / Serviço Unidade Localização Acupuntura 3º andar Aleitamento Materno CPPHO 1º andar Alergia 1º pav., ala 2 Alergo Imunologia Pediátrica CPPHO Térreo Almoxarifado 1º

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE RESOLUÇÃO CFM Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 Diário Oficial da União; Poder Executivo, Brasília, DF, n. 81, 29 abr.2002. Seção 1, p. 265-66 Alterada pela Resolução CFM nº 1666/03 (Anexo II) O CONSELHO

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001 MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 44, DE 10 DE JANEIRO DE 2001 DO 9-E, de 12/1/01 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a Portaria SAS/MS nº 224, de

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 03/2015-EBSERH/HU-UFJF ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 06 DE MARÇO DE 2015 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 006 Médico - Anestesiologia

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.634, DE 11 DE ABRIL DE 2002 Dispõe sobre convênio de reconhecimento de especialidades médicas firmado entre o Conselho Federal de Medicina CFM, a Associação

Leia mais

DESCRIÇÃO DO PERFIL DOS HOSPITAIS SOB GESTÃO INDIRETA

DESCRIÇÃO DO PERFIL DOS HOSPITAIS SOB GESTÃO INDIRETA DESCRIÇÃO DO PERFIL DOS HOSPITAIS SOB GESTÃO INDIRETA SOB GESTÃO TERCEIRIZADA 1. Hospital Regional Castro Alves Castro Alves-4ª DIRES (S.A. de Jesus) O HRCA está programado para compor a rede assistencial

Leia mais

ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO

ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO ANALISTA EM SAÚDE/ ASSISTENTE SOCIAL PLANTONISTA REQUISITOS: Certificado ou Declaração de conclusão do Curso de Serviço Social, registrado no MEC; E

Leia mais

ANEXO III QUADRO DE PROVAS QUADRO SETORIAL DA SAÚDE

ANEXO III QUADRO DE PROVAS QUADRO SETORIAL DA SAÚDE 1 ANEXO III QUADRO DE PROVAS QUADRO SETORIAL DA CARGO AGENTE DE HIGIENIZAÇÃO DE CÓDIGO DE INSCRIÇÃO AUXILIAR DE COZINHA 2. COPEIRO 3. COZINHEIRO 4. GUARDA PATRIMONIAL 5. ATENDENTE DE CONSULTORIO DENTARIO

Leia mais

LEI Nº995,DE 14 DE AGOSTO DE 2015.

LEI Nº995,DE 14 DE AGOSTO DE 2015. LEI Nº995,DE 14 DE AGOSTO DE 2015. Dispõe sobre a adequação de remuneração paga aos servidores que percebem remuneração inferior ao salário mínimo nacional. Fixa a Carga Horária do Terapeuta Ocupacional,

Leia mais

ANEXO I - QUADRO DE CARGOS

ANEXO I - QUADRO DE CARGOS COD NÍVEL ELEMENTAR CARGO CARGA HORÁRIA SEMANAL ANEXO I - QUADRO DE CARGOS VAGAS ÓRGÃO REQUISITO SALÁRIO BASE INICIAL E0 Auxiliar de Serviços Gerais Perfil Serviço de Copa e DAE Fundamental Incompleto

Leia mais

Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Banco de Tecidos Salvador Arena BANCO DE TECIDOS MÚSCULO-ESQUELÉTICOS Nº SNT 35205 SP 17

Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Banco de Tecidos Salvador Arena BANCO DE TECIDOS MÚSCULO-ESQUELÉTICOS Nº SNT 35205 SP 17 Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo BANCO DE TECIDOS MÚSCULO-ESQUELÉTICOS Nº SNT 35205 SP 17 ORIENTAÇÕES PARA CREDENCIAMENTO DE ESTABELECIMENTO PARA TRANSPLANTES Formular o processo de

Leia mais

NÚMERO DE PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS POR

NÚMERO DE PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS POR INDICADOR: F.2 NÚMERO DE PROCEDIMENTOS DIAGNÓSTICOS POR CONSULTA MÉDICA (SUS) 1. Conceituação Número médio de procedimentos diagnósticos, de patologia clínica ou de imagenologia por consulta médica, apresentados

Leia mais

Universidade de Brasília Hospital Universitário de Brasília

Universidade de Brasília Hospital Universitário de Brasília HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA - HUB PLANO OPERATIVO ANUAL Este Plano Operativo trata de ações para o período de a 2010, contextualizado nas diretrizes do SUS e da política para a contratualização

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUAZEIRO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO QUADRO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE JUAZEIRO

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUAZEIRO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO QUADRO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE JUAZEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE JUAZEIRO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO QUADRO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE JUAZEIRO RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 001/2007 O PREFEITO MUNICIPAL DE JUAZEIRO, ESTADO DA BAHIA,

Leia mais

4438 FINEP/CEB/Ultra-Som Diagnóstico 221/2012 Engenheiro

4438 FINEP/CEB/Ultra-Som Diagnóstico 221/2012 Engenheiro Convênios Vigentes 2012 com Órgãos Públicos N.º Convênio 4321 CNPq-SICONV/HEMOCENTRO/INCT do Sangue 169/2012 Biologista 4438 FINEP/CEB/Ultra-Som Diagnóstico 221/2012 Engenheiro 186/2012 Auxiliar de Manutenção

Leia mais

PLANO DE REESTRUTURAÇÃO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO JÚLIO MÜLLER DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO

PLANO DE REESTRUTURAÇÃO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO JÚLIO MÜLLER DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO PLANO DE REESTRUTURAÇÃO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO JÚLIO MÜLLER DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO NOVEMBRO DE 2013 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Ministro de Estado da Educação Aloizio Mercadante Oliva Presidente

Leia mais

Curso de Graduação em MEDICINA Plano Curricular Pleno 2014/1

Curso de Graduação em MEDICINA Plano Curricular Pleno 2014/1 Curso de Graduação em MEDICINA Plano Curricular Pleno 2014/1 MED-100 - Unidades de Ensino da área de conhecimento das bases moleculares e celulares dos processos normais e alterados, da estrutura e função

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VÁRZEA GRANDE RETIFICAÇÃO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2011/ PMVG/MT, DE 21 DE SETEMBRO DE 2011.

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VÁRZEA GRANDE RETIFICAÇÃO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2011/ PMVG/MT, DE 21 DE SETEMBRO DE 2011. ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VÁRZEA GRANDE RETIFICAÇÃO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 00/0/ PMVG/MT, DE DE SETEMBRO DE 0. A Prefeitura Municipal de Várzea Grande, no uso de suas atribuições

Leia mais

RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014

RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014 RETIFICAÇÃO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO HOSPITAL METROPOLITANO DOUTOR CÉLIO DE CASTRO EDITAL Nº 08/2014 O Secretário Municipal Adjunto de Recursos Humanos, no uso de suas atribuições legais, comunica as alterações

Leia mais

ANEXO I (VAGAS E REQUISITOS) QUADRO SETORIAL DA SAÚDE

ANEXO I (VAGAS E REQUISITOS) QUADRO SETORIAL DA SAÚDE ANEXO I (VAGAS E REQUISITOS) QUADRO SETORIAL DA SAÚDE CARGO CÓDIGO REQUISITOS VAGAS VAGA DEFICIENTE Curso Superior, em nível de graduação, em Enfermagem, ENFERMEIRO DO TRABALHO SE-503 registro profissional

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

PROGRAMA DATA LOCAL E INFORMAÇÕES HORÁRIO

PROGRAMA DATA LOCAL E INFORMAÇÕES HORÁRIO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE PORTO ALEGRE - SANTA CASA DE PORTO ALEGRE COMISSÃO DE RESIDÊNCIA MÉDICA PROCESSO SELETIVO DE RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 CALENDÁRIO DA 2ª

Leia mais

Núcleos de Vigilância Epidemiológica Hospitalar e Ensino

Núcleos de Vigilância Epidemiológica Hospitalar e Ensino Núcleos de Vigilância Epidemiológica Hospitalar e Ensino A experiência do NHE do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP Curitiba, 16 de abril de 2015 Hospital das Clínicas

Leia mais

QUADRO DEMONSTRATIVO DE CARGOS, VAGAS, VENCIMENTOS E DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES

QUADRO DEMONSTRATIVO DE CARGOS, VAGAS, VENCIMENTOS E DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES ANEXO I QUADRO DEMONSTRATIVO DE CARGOS, VAGAS, VENCIMENTOS E DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS ATIVIDADES CARGO ASSISTENTE SOCIAL / PNS NÍVEL SUPERIOR Função Vagas Município Requisito Remuneração ASSISTENTE SOCIAL

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.116/2015

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.116/2015 RESOLUÇÃO CFM Nº 2.116/2015 (Publicada no D.O.U. de 04 de fevereiro de 2015, Seção I, p. 55) Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 2.068/2013, que celebra o convênio de reconhecimento

Leia mais

POLÍTICA DE QUALIFICAÇÃO MÉDICA Edição: 24/10/2013 NORMA Nº 650

POLÍTICA DE QUALIFICAÇÃO MÉDICA Edição: 24/10/2013 NORMA Nº 650 Página: 1/36 1- OBJETIVO Garantir a segurança do paciente e da Instituição, através da definição dos requisitos básicos que permitem ao médico exercer o ato médico no Sistema de Saúde Mãe de Deus (SSMD).

Leia mais

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INFORMAÇÕES GERAIS 1 - A Residência em Medicina constitui modalidade de ensino de pós-graduação, destinada

Leia mais

I SEMINÁRIO NACIONAL DO PROGRAMA NACIONAL DE REORIENTAÇÃO DA FORMAÇÃO PROFISIONAL EM SAÚDE PRÓ-SAÚDE II

I SEMINÁRIO NACIONAL DO PROGRAMA NACIONAL DE REORIENTAÇÃO DA FORMAÇÃO PROFISIONAL EM SAÚDE PRÓ-SAÚDE II Ministério da Educação Secretaria de Ensino Superior Diretoria de Hospitais Univ ersitários e Residências em Saúde A articulação da Graduação em Saúde, dos Hospitais de Ensino e das Residências em Saúde

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO

NOTA DE ESCLARECIMENTO NOTA DE ESCLARECIMENTO O MUNICÍPIO DE MARINGÁ informa aos interessados em participar do procedimento licitatório denominado - PROCESSO nº. 01673/2014-PMM, que conforme solicitação da Secretaria Municipal

Leia mais

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ SURCE 2012 ADITIVO AO EDITAL Nº 02/2011

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ SURCE 2012 ADITIVO AO EDITAL Nº 02/2011 SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ SURCE 2012 ADITIVO AO EDITAL Nº /2011 A Coordenação Geral do Grupo Gestor da SURCE e a Coordenação de Ensino e Pesquisa dos Hospitais Universitários

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 002/2012 ADMINISTRAÇÃO DIRETA E AUTARQUIAS

CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 002/2012 ADMINISTRAÇÃO DIRETA E AUTARQUIAS PREFEITURA DE GOIÂNIA SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS COMISSÂO DE CONCURSO PÚBLICO CONCURSO PÚBLICO - EDITAL Nº 002/2012 ADMINISTRAÇÃO DIRETA E AUTARQUIAS ANEXO I CARGOS, VAGAS,

Leia mais

Maternidade Escola Januário Cicco- UFRN

Maternidade Escola Januário Cicco- UFRN Maternidade Escola Januário Cicco- UFRN DIMENSIONAMENTO DOS SERVIÇOS ASSISTENCIAIS E DA GERÊNCIA DE ENSINO E PESQUISA Brasília, 01 de Abril de 2013. 1 SUMÁRIO 1 - Apresentação 03 1.1 - Estrutura Organizacional

Leia mais

Relatório de. Gestão

Relatório de. Gestão Relatório de Gestão Sumário Apresentação... 2 Serviços Ofertados... 3 Recursos Humanos... 4 Análise Operacional... 5... U RGÊNCIA E EMERGÊNCIA... 5... A MBULATÓRIO... 6... I NTERNAÇÃO... 7... D ESEMPENHO

Leia mais

ANEXO I GRUPAMENTO DE GESTÃO TOTAL 07 07 00. 01 01 00 02 40h 7.010,96 7.010,96. 01 01 00 02 40h. 01 01 00 02 40h 7.010,96

ANEXO I GRUPAMENTO DE GESTÃO TOTAL 07 07 00. 01 01 00 02 40h 7.010,96 7.010,96. 01 01 00 02 40h. 01 01 00 02 40h 7.010,96 ANEXO I EDITAL N o 01/2014 ISGH/HMSC Seleção Pública de Provas e Títulos para provimento de cargos do Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar/Hospital e Maternidade do Sertão Central QUADRO DE CARGOS, HABILITAÇÃO

Leia mais

REAL SOCIEDADE ESPANHOLA DE BENEFICÊNCIA (RSEB) HOSPITAL REGIONAL DE SANTA MARIA/DF (HRSM) GABARITO OFICIAL DEFINITIVO.

REAL SOCIEDADE ESPANHOLA DE BENEFICÊNCIA (RSEB) HOSPITAL REGIONAL DE SANTA MARIA/DF (HRSM) GABARITO OFICIAL DEFINITIVO. EMPREGO 1: ASSISTENTE SOCIAL TIPO A Gabarito D X D A C B A D C A D A A A D Gabarito D B B X C C C D C C D C C C D EMPREGO 2: CIRURGIÃO BUCO-MAXILO-FACIAL TIPO A Gabarito D X D A C B A D C A B A C A D Gabarito

Leia mais

REDE CREDENCIADA MARÍTIMA SEGURO SAÚDE- MAIO 2014

REDE CREDENCIADA MARÍTIMA SEGURO SAÚDE- MAIO 2014 CATEGORIA_DIVULGAÇÃO ESPECIALIDADE_DIVULGAÇÃO NOME_FANTASIA_PONTO BAIRRO_PONTO SERVIÇO DE DIAGNÓSTICO LABORATORIO / ANATOMIA PATOLOGICA CEDACLIN CENTRO SERVIÇO DE TERAPIA FISIOTERAPIA CEMED IMAGEM CENTRO

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE ANEXO DO MANUAL TÉCNICO DO CNES TABELAS ATUALIZADAS

MINISTÉRIO DA SAÚDE ANEXO DO MANUAL TÉCNICO DO CNES TABELAS ATUALIZADAS MINISTÉRIO DA SAÚDE ANEXO DO MANUAL TÉCNICO DO CNES Brasília / DF 2008 MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde - SAS Departamento de Regulação, Avaliação e Controle (DRAC) Coordenação-Geral dos

Leia mais

NOTA TÉCNICA 40 2013 REDE DE ATENÇÃO À SAÙDE DAS PESSOAS COM DOENÇAS CRONICAS. Política Nacional para a Prevenção e Controle do Câncer

NOTA TÉCNICA 40 2013 REDE DE ATENÇÃO À SAÙDE DAS PESSOAS COM DOENÇAS CRONICAS. Política Nacional para a Prevenção e Controle do Câncer NOTA TÉCNICA 40 2013 REDE DE ATENÇÃO À SAÙDE DAS PESSOAS COM DOENÇAS CRONICAS Política Nacional para a Prevenção e Controle do Câncer Cria o Serviço de Referência para Diagnostico e Tratamento de Lesões

Leia mais

REDE CREDENCIADA POR MUNICÍPIO

REDE CREDENCIADA POR MUNICÍPIO REDE ALAGOAS REDE CREDENCIADA POR MUNICÍPIO MACEIÓ URGÊNCIA E EMERGÊNCIA RUA: HUGO CORREIA PAES,253, FAROL, URGÊNCIA PEDIÁTRICA RUA: HUGO CORREIA PAES,253, FAROL, ALERGOLOGIA E IMUNOLOGIA ANGIOLOGIA E

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE ORGANIZAÇÃO INSTITUCIONAL HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS (HFA)

MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE ORGANIZAÇÃO INSTITUCIONAL HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS (HFA) U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A (UnB) CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE) MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE ORGANIZAÇÃO INSTITUCIONAL HOSPITAL DAS FORÇAS ARMADAS (HFA) Concurso

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ

CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ Gabarito Preliminar CONCURSO PÚBLICO 02/2015 EBSERH/HE-UFPEL EDITAL N 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA NÍVEL SUPERIOR - MANHÃ MÉDICO - ALERGIA E IMUNOLOGIA D A B E C D D C A B C C E A E E B B E B D A C D A MÉDICO

Leia mais

FLUXO DE ATENDIMENTO DA CENTRAL DE MARCAÇÃO DE CONSULTAS E EXAMES ESPECIALIZADOS

FLUXO DE ATENDIMENTO DA CENTRAL DE MARCAÇÃO DE CONSULTAS E EXAMES ESPECIALIZADOS FLUXO DE ATENDIMENTO DA CENTRAL DE MARCAÇÃO DE E ESPECIALIZADOS A Secretaria Municipal da Saúde de Almirante Tamandaré (SMS), através da Central de Marcação de Consultas e Exames Especializados, assume

Leia mais

Página 1 de 6. Médico - Acupuntura. Médico - Alergia e Imunologia Pediátrica. Médico - Anestesiologia. Médico - Cancerologia Clínica

Página 1 de 6. Médico - Acupuntura. Médico - Alergia e Imunologia Pediátrica. Médico - Anestesiologia. Médico - Cancerologia Clínica Especialidade Médico - Acupuntura Médico - Alergia e Imunologia Médico - Anestesiologia Médico - Cancerologia Clínica Médico - Cancerologia Médico - Cardiologia Médico - Cardiologia - Eletrofisiologia

Leia mais

Ato Normativo PORTARIA Nº 511, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010

Ato Normativo PORTARIA Nº 511, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010 Ato Normativo PT SAS nº 511 Publicação DOU Diário Oficial da União Data: 27/09/2010 Data: 28/09/2010 PORTARIA Nº 511, DE 27 DE SETEMBRO DE 2010 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições,

Leia mais

Para a Categoria Funcional de Nível Superior, nas seguintes áreas/especialidades:

Para a Categoria Funcional de Nível Superior, nas seguintes áreas/especialidades: Vagas e requisitos Para a Categoria Funcional de Nível Superior, nas seguintes áreas/especialidades: Áreas/Especialidades Vagas Pré-Requisitos Análises Clínicas (Biologia) 01 a) Formação Superior Completa

Leia mais

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO Tabela Comercial UNIFAMÍLIA EMPRESARIAL POR ADESÃO COPARTICIPATIVO 50% Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia Cobertura de consultas médicas de pré-natal, exames complementares bem como atendimentos

Leia mais

Hospital Escola de Pelotas/Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)

Hospital Escola de Pelotas/Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) Hospital Escola de Pelotas/Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) DIMENSIONAMENTO DE SERVIÇOS ASSISTENCIAIS E DA GERÊNCIA DE ENSINO E PESQUISA BRASÍLIA, 25 DE JUNHO DE 2014. Página 1 de 36 SUMÁRIO 1.

Leia mais

Hospital Universitário Walter Cantídio - HUWC/UFC

Hospital Universitário Walter Cantídio - HUWC/UFC Hospital Universitário Walter Cantídio - HUWC/UFC DIMENSIONAMENTO DE SERVIÇOS ASSISTENCIAIS E DA GERÊNCIA DE ENSINO E PESQUISA Brasília, 05 de novembro de Página 1 de 22 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO:... 3 2.

Leia mais

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 2014/2015

SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 2014/2015 SELEÇÃO UNIFICADA PARA RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO CEARÁ - SURCE 2014/2015 ANEXO II - PROGRAMAS / VAGAS / INSTITUIÇÕES As vagas ofertadas são de total responsabilidade de cada uma das respectivas instituições

Leia mais

Requisitos mínimos para o programa de Residência em Pediatria

Requisitos mínimos para o programa de Residência em Pediatria Requisitos mínimos para o programa de Residência em Pediatria O programa de Residência em Pediatria prevê 60 horas de jornada de trabalho semanal, sendo 40 horas de atividades rotineiras e 20 horas de

Leia mais

1. Pediatria /Internato 03+ 01 TP-20

1. Pediatria /Internato 03+ 01 TP-20 MINISTERIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUI EDITAL Nº. 01/2010UFPI, de 03 de fevereiro de 2010. CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTE DO MAGISTÉRIO SUPERIOR ANEXO DEPARTAMENTO MATERNO INFANTIL 1. Pediatria

Leia mais

NÚMERO DE CONSULTAS MÉDICAS (SUS) POR HABITANTE

NÚMERO DE CONSULTAS MÉDICAS (SUS) POR HABITANTE Indicadores de cobertura NÚMERO DE CONSULTAS MÉDICAS (SUS) POR HABITANTE 1. Conceituação x Número médio de consultas médicas apresentadas no Sistema Único de Saúde (SUS) por habitante, em determinado espaço

Leia mais

Ensino. Principais realizações

Ensino. Principais realizações Principais realizações Reestruturação dos Programas de ; Início do Projeto de Educação à Distância/EAD do INCA, por meio da parceria com a Escola Nacional de Saúde Pública ENSP/FIOCRUZ; Três novos Programas

Leia mais

Dados a serem fornecidos para inclusão de novas bibliotecas

Dados a serem fornecidos para inclusão de novas bibliotecas Dados a serem fornecidos para inclusão de novas bibliotecas Para exemplos, consulte Serviços>Guia> em: http://www.apcisrj.org Nome da instituição/sigla Nome da biblioteca Endereço completo, com CEP Telefone,

Leia mais

Protocolos de acesso do Serviço Social 1- Caracterização do Serviço

Protocolos de acesso do Serviço Social 1- Caracterização do Serviço Protocolos de acesso do Serviço Social 1- Caracterização do Serviço A finalidade do trabalho do Assistente Social junto ao usuário do Hospital Universitário da UFJF, implica em favorecer o acesso deste

Leia mais

CALENDÁRIO DA SAÚDE JANEIRO

CALENDÁRIO DA SAÚDE JANEIRO JANEIRO 02 - Dia do Sanitarista 04 - Dia do Hemofílico 14 - Dia do Enfermo 19 - Dia do Terapeuta Ocupacional 20 - Dia do Farmacêutico 24 - Dia Mundial do Hanseniano FEVEREIRO 05 - Dia Estadual do Médico

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional

Diário Oficial Imprensa Nacional Diário Oficial Imprensa Nacional REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF DOU de 28/09/2010 seção 1 Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 511, DE 27 DE NOVEMBRO DE 2010 O Secretário

Leia mais

OSMAR DE LIMA MAGALHÃES Secretário do Governo Municipal

OSMAR DE LIMA MAGALHÃES Secretário do Governo Municipal PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 1663, DE 02 DE JULHO DE 2012. Aprova o detalhamento das funções/especialidades dos cargos do Quadro Permanente da Função Saúde da Administração Pública

Leia mais

ALAGOAS MACEIÓ URGÊNCIA GERAL URGÊNCIA ORTOPÉDICA URGÊNCIA PEDIÁTRICA HOSPITAL GERAL URGÊNCIA E EMERGÊNCIA URGÊNCIA CARDÍACA

ALAGOAS MACEIÓ URGÊNCIA GERAL URGÊNCIA ORTOPÉDICA URGÊNCIA PEDIÁTRICA HOSPITAL GERAL URGÊNCIA E EMERGÊNCIA URGÊNCIA CARDÍACA URGÊNCIA GERAL ALAGOAS URGÊNCIA ORTOPÉDICA URGÊNCIA PEDIÁTRICA HOSPITAL GERAL MACEIÓ URGÊNCIA E EMERGÊNCIA URGÊNCIA CARDÍACA RUA HUGO CORREIA PAES, 253. farol FONE: (82) 2123-7000 REDE CONTRATADA PARA

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E REDES ASSISTENCIAIS ANEXO I DE ACORDO COM O ESTABELECIDO PELA PORTARIA Nº 3432 /GM/MS, DE 12 DE AGOSTO DE 1998, REFERENTE

Leia mais

RAZ_SOC ESPECIALIDADE I.DESCRICAO '' A.RUA BAIRRO CIDADE ESTADODDD_TELTEL SEMPER S/A SERVIÇO MEDICO PERMANENTE CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO ALAMEDA

RAZ_SOC ESPECIALIDADE I.DESCRICAO '' A.RUA BAIRRO CIDADE ESTADODDD_TELTEL SEMPER S/A SERVIÇO MEDICO PERMANENTE CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO ALAMEDA BIOCOR HOSPITAL D C LTDA RADIOLOGIA ALAMEDA DA SERRA, 217 VALE DO SERENO NOVA LIMA MG 31 3289-5000 BIOCOR HOSPITAL D C LTDA RADIOLOGIA ALAMEDA DA SERRA, 217 VALE DO SERENO NOVA LIMA MG 31 3289-5000 BIOCOR

Leia mais

Modificado conforme PT SAS/MS nº 123 de 28/02/05 ANEXO II A

Modificado conforme PT SAS/MS nº 123 de 28/02/05 ANEXO II A Modificado conforme PT SAS/MS nº 123 de 28/02/05 ANEXO II A A - FORMULÁRIO PARA VISTORIA DO GESTOR (deve ser preenchido e assinado pelo Gestor) (esse formulário não deve ser modificado e/ou substituído)

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE GOIÁS

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE GOIÁS CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE GOIÁS RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA REGISTRO DE EMPRESA 1) Cópia do Contrato Social e Alterações Contratuais, devidamente registrados na JUCEG; Estatuto Social ou

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA Quando da apresentação de protocolos, manual de normas e rotinas, procedimento operacional padrão (POP) e/ou outros documentos,

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.666/2003

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.666/2003 Página 1 de 27 RESOLUÇÃO CFM Nº 1.666/2003 Ementa: Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 1.634/2002, que celebra o convênio de reconhecimento de especialidades médicas firmado entre

Leia mais

EDITAL 01 NÍVEL SUPERIOR

EDITAL 01 NÍVEL SUPERIOR EDITAL NÍVEL SUPERIOR Quantidade de empregos por ocupação Concurso 25 Fundasus Emprego Público de Nível Superior Médico 100h 200h Médico Acupuntura 02 - em Saúde Anestesiologia 02 - Angiologia 03 - Antroposofia

Leia mais

Centro Médico Pedro Maques. Av. Mendonça Junior,1018, Gruta de Lourdes. Fone: (82) 3316-7870. Rua Hugo Correia Paes, 253, Farol. Fone: (82) 2123-7000

Centro Médico Pedro Maques. Av. Mendonça Junior,1018, Gruta de Lourdes. Fone: (82) 3316-7870. Rua Hugo Correia Paes, 253, Farol. Fone: (82) 2123-7000 www.plamed.com.br Rede Credenciada Por Município MACEIÓ Urgência e Emergência URGÊNCIA PEDIÁTRICA CONSULTAS ALERGOLOGIA E IMUNOLOGIA (ADULTO E PEDIATRIA) ANGIOLOGIA CARDIOLOGIA CIRURGIA CARDÍACA CIRURGIA

Leia mais

Detalhamento das áreas de Ensino, Pesquisa e Assitência: apresentado a seguir

Detalhamento das áreas de Ensino, Pesquisa e Assitência: apresentado a seguir INSTITUTO PUERICULTURA E PEDIATRIA MARTAGÃO GESTEIRA Data da fundação: 1º de outubro de 1953 Fundador: Prof. Joaquim Martagão Gesteira Denominação inicial: Instituto Nacional de Puericultura Denominação

Leia mais

Educação Médica no Brasil. Graduação, Especialização & Educação Médica Continuada

Educação Médica no Brasil. Graduação, Especialização & Educação Médica Continuada Educação Médica no Brasil Graduação, Especialização & Educação Médica Continuada Educação Médica no Brasil Escola Médica Especialização (especialidades e áreas de atuação) Residência Médica Estágios credenciados

Leia mais

VAGAS e INSCRITOS por GRUPO 39 85

VAGAS e INSCRITOS por GRUPO 39 85 01 - ÁREAS BÁSICAS COM ACESSO DIRETO 1 ANESTESIOLOGIA - 3 ANOS 15 165 11,0 2 CIRURGIA GERAL - 2 ANOS 46 211 4,6 3 CLÍNICA MÉDICA - 2 ANOS 54 275 5,1 4 DERMATOLOGIA - 3 ANOS 5 88 17,6 5 INFECTOLOGIA - 3

Leia mais