CENTRO DE EXTENSÃO E PESQUISA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CENTRO DE EXTENSÃO E PESQUISA"

Transcrição

1 CENTRO DE EXTENSÃO E PESQUISA O Centro de Extensão e Pesquisa, além de contribuir para a formação integral do aluno, tem como objetivo geral desenvolver projetos de pesquisa e extensão e como objetivos específicos: desenvolver atividades de extensão junto a Comunidade de Nova Lima e outras; bem como promover a pesquisa em diferentes áreas do saber; promover a interação entre Instituição e Comunidade; promover a pacificação social; analisar, diagnosticar e mediar os conflitos da Comunidade de Nova Lima e outras; promover atividades que fomentem a aplicabilidade da Declaração Universal dos Direitos Humanos; publicar livros e artigos científicos; desenvolver atividades Culturais; desenvolver atividades que promovam o aprendizado jurídico, fomentem valores humanos, éticos e morais. O Centro de Extensão e Pesquisa se subdivide em Núcleos. Integram o Centro de Extensão e Pesquisa os seguintes Núcleos: 1- NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS O Núcleo de Práticas Jurídicas é o local onde os alunos podem vivenciar as atividades práticas do curso de Direito, tanto de forma real, quanto simulada. O Núcleo de Práticas Jurídicas visa: promover a prática forense; completar a formação profissional do acadêmico de Direito da Faculdade Presidente Antônio Carlos; proporcionar aos alunos a melhor e mais completa formação profissional; promover as experiências práticas através da aplicação da Lei ao caso concreto; do acompanhamento dos processos; do contato direto com o ambiente forense; das visitas aos Tribunais de Justiça; da necessária e constante reflexão sobre os conceitos de Justiça;

2 O Núcleo de Práticas Jurídicas completa as noções fundamentais do Direito e Ciências afins e promove a interação entre a Faculdade de Direito Presidente Antônio Carlos de Nova Lima e a comunidade local. O Núcleo de Prática Jurídica está localizado nas dependências da FUPAC /Nova Lima e funciona de segunda a sexta-feira, das 14:00 às 18:00 horas. No NPJ, os alunos têm a oportunidade de realizar estágio, atendendo a população, realizando consultas jurídicas, ajuizando ações, acompanhando a tramitação de processos sempre com a orientação de um professor responsável e realizam atividades práticas simuladas e visitas técnicas. Ainda, pretendendo garantir uma formação prática tão sólida quanto à teórica, o NPJ está buscando firmar novas parcerias, como, por exemplo, convênio com prefeituras, sindicatos e empresas privadas, que permitam aumentar ainda mais as oportunidades de estágio para os alunos do curso de Direito. 2- NÚCLEO DE MEDIAÇÃO E GESTÃO DE CONFLITOS O Núcleo de Mediação da FUPAC- Nova Lima tem como missão promover a pacificação social, através da Metodologia da Mediação Construtivista; a pesquisa dos meios extrajudiciais de Solução de Conflitos; a divulgação e aplicabilidade da Declaração Universal dos Direitos Humanos e se fundamenta nos valores de humazinação, ética, equilíbrio e sustentabilidade social. O Núcleo de Mediação FUPAC- Nova Lima visa ser referência em Mediação e Pacificação Social, no âmbito das Instituições de Ensino, extensão e pesquisa no Brasil e no exterior. O Núcleo de Mediação tem como objetivos primordiais: Mediar conflitos Promover a pacificação Social Efetivar a proteção dos direitos humanos Promover a pesquisa e extensão em Mediação e Gestão de conflitos

3 Promover intercâmbios em Mediação Publicar livros e artigos sobre Mediação O Núcleo de Mediação e Gestão de Conflitos da FUPAC - Nova Lima utiliza-se da Metodologia da Mediação Construtivista. A FUPAC - Nova Lima firmou convênio com a Fundação Nacional de Mediação de Conflitos o que viabilizou a utilização da referida metodologia. A metodologia da Mediação Construtivista foi idealizada pela Fundação Nacional de Mediação de Conflitos, a partir de pesquisas realizadas no Brasil e no Exterior e das experiências práticas vivenciadas na implantação de Núcleos de Mediação em outras instituições, como por exemplo, no Ministério Público de MG, Defensorias Públicas dos Estados de MG e do AM, Faculdades de Direito, dentre outras. Visando proporcionar o conhecimento teórico e as experiências práticas, os alunos da FUPAC, do primeiro ao décimo período, têm aulas de mediação e gestão de conflitos, às quintas feiras, das 14h às 18h. As aulas compreendem a teoria, a prática simulada e os casos reais, o que permite a interação dos alunos com a comunidade local. 3 - NÚCLEO CULTURAL Visando uma interação entre os alunos, a comunidade e diferentes culturas, a FUPAC - Nova Lima, desenvolveu o Núcleo de atividades culturais que permite aos alunos o contato com a arte, o acesso à diferenças culturas e históricas. O Núcleo visa desenvolver nos alunos, habilidades e competências, para atender aos quatro pilares da Educação, baseados no relatório da UNESCO, da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI, são eles, aprender a conhecer 1, aprender a fazer 2, aprender a viver juntos 3 e aprender a ser 4. 1 Aprender a conhecer: adquirir instrumentos de compreensão. 2 Aprender a fazer: para poder agir no meio envolvente. 3 Aprender a viver juntos: cooperação com os outros em todas as atividades humanas. 4 Aprender a ser: conceito principal que integra todos os anteriores

4 Visa ainda, promover o conhecimento e a aplicação da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que dispõe no seu preâmbulo, o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e de todos os seus direitos iguais e inalienáveis constitui o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo. E para promover o conhecimento supracitado, o Núcleo Cultural, promove exposições históricas, artísticas e culturais, para que os alunos da FUPAC- Nova Lima tenham acesso a outras culturas e compreendam a necessidade de caminhar sem preconceitos de raça, crença, cor, nacionalidade, país, etnia, etc. 3- NÚCLEO DE PUBLICAÇÕES CIENTÍFICAS Faz-se necessário criar mecanismos para que a prática profissional se consolide como constante no seio da IES, visto que o estudante do Curso de Direito deve ter a oportunidade de aprimorar sua capacidade de escrita, argumentação e elaboração de textos jurídicos para que se torne um profissional completo ao se formar. Da mesma forma, é essencial que docentes tenham a oportunidade de publicar seus estudos e pesquisas, divulgando conhecimento e a própria IES para a comunidade jurídica local e global. A Revista Jurídica eletrônica foi criada para vislumbrar a divulgação e visualização gratuita para toda a sociedade, acadêmica, com o intuito de integrar Profissionais do Direito, bem como estudantes, através do estímulo à pesquisa, análise e interpretação de dados, informações e estudos transdisciplinares. Objetiva-se, outrossim, que as publicações alcancem toda a população interessada, divulgando a cultura jurídica, de forma totalmente democrática, fomentando o estudo por parte dos operadores do Direito, e dos discentes. Nessa toada, tem-se, também, como objetivo a divulgação da própria Fupac- Nova Lima, através da world wide web, bem como mídias eletrônicas, e redes sociais, proporcionando ampla, e importantíssima, visibilidade para a referida Instituição de Ensino Superior - IES.

5 Assim, a Revista será a porta de entrada da IES para o mundo da pesquisa e da publicação acadêmica, fundamental para a difusão da cultura jurídica e essencial para o estímulo ao estudo e publicação por parte dos Professores e estudantes. É mister acrescer que, através da Revista, haverá a divulgação do nome da própria IES para todo o país, servindo de canal para novas matrículas, bem como fidelização do alunado na IES já que o mesmo será incentivado a publicar, orientado por um Professor, a escrever e publicar periodicamente. Após a primeira Edição, buscaremos a indexação da Revista no ISSN (International Standard Serial Number), tornando-a cientificamente válida para fins de MEC e qualquer outra finalidade em âmbito interno, e internacional. Com as atividades da extensão buscamos promover um estreitamento dos laços com a comunidade na busca por uma sociedade mais justa e igualitária.

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão Curso: DIREITO NOVA FRIBURGO SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão A Universidade Estácio de Sá tem como missão, através da formação de recursos humanos qualificados, contribuir para o desenvolvimento científico,

Leia mais

VERSÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO

VERSÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO VERSÃO 2014-2 PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO ARACRUZ 2014 1. INTRODUÇÃO 1.1. Missão No intuito de fortalecer e promover uma educação de qualidade em que o discente é o principal protagonista, a

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DE PARAÍSO DO TOCANTINS (FCJP)

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DE PARAÍSO DO TOCANTINS (FCJP) REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DE PARAÍSO DO TOCANTINS (FCJP) Considerando a Resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE)/ Câmara de Educação Superior

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS CURSO DE DIREITO

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS CURSO DE DIREITO CAPÍTULO III ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS Art. 50. Este Regulamento rege as atividades relativas aos estágios supervisionados do Curso de Direito.

Leia mais

REDE METODISTA DE EDUCAÇÃO DO SUL CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO

REDE METODISTA DE EDUCAÇÃO DO SUL CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO REDE METODISTA DE EDUCAÇÃO DO SUL CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IPA REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO PORTO ALEGRE 2014 SUMÁRIO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS... 2 CAPÍTULO

Leia mais

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DE NOTAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO (NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS)

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DE NOTAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO (NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS) REGULAMENTO DE NOTAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO (NÚCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS) DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA Art. 1º O Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Direito da FCHPE destina-se ao treinamento de

Leia mais

REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA - CURSO DE PEDAGOGIA

REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA - CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA - CURSO DE PEDAGOGIA 2017 Página 1 de 5 REGULAMENTO DA BRINQUEDOTECA DO CURSO DE PEDAGOGIA 001/2017 Capítulo I Princípios e Diretrizes Art 1º. A Brinquedoteca do Curso de Pedagogia

Leia mais

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS EDUCAÇÃO BÁSICA ENSINO SUPERIOR EDUCAÇÃO NÃO-FORMAL EDUCAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DO SISTEMA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA EDUCAÇÃO E MÍDIA Comitê Nacional de Educação

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS DE DIAMANTINO. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses.

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS DE DIAMANTINO. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses. 12 (doze) meses. FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS DE DIAMANTINO 3.1.1.1. Organização Didático-Pedagógica (3) (4) (5) previsão de alunos por turma em disciplina teórica de, no máximo, 80. relação aluno por docente,

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 2 1. Introdução A Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Servidores Públicos dos Municípios da Região Metropolitana da Grande Vitória COOPMETRO é uma entidade

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE PROGRAMA Nº- 108

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE PROGRAMA Nº- 108 PROGRAMA Nº- 108 AMPLIAÇÃO DO PROJETO VOLTA REDONDA CIDADE DA MÚSICA SUB-FUNÇÃO: 361 ENSINO FUNDAMENTAL Proporcionar aos alunos da Rede Pública Municipal de Volta Redonda atividades musicais diversas nos

Leia mais

Ações Realizadas ou em Andamento - no ano de 2016:

Ações Realizadas ou em Andamento - no ano de 2016: Ações Realizadas ou em Andamento - no ano de 2016: Apresentamos, a seguir, as ações destinadas ao desenvolvimento da IES ou a correções e melhoria dos processos e atividades acadêmicas e administrativas,

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO CURSO: DIREITO MODALIDADE: Presencial DISCIPLINA: ESTÁGIO IV CARGA HORÁRIA: 76h/a ANO: 2010 SEMESTRE: 2º PROFESSOR: PAOLA JULIEN O. DOS SANTOS TURMAS: 9 DIV OBJETIVOS O objetivo precípuo

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE FRANCA PLANO DE ENSINO INFORMAÇÕES GERAIS 2. EMENTA 3. OBJETIVOS GERAIS 4. OBJETIVOS ESPECÍFICOS

FACULDADE DE DIREITO DE FRANCA PLANO DE ENSINO INFORMAÇÕES GERAIS 2. EMENTA 3. OBJETIVOS GERAIS 4. OBJETIVOS ESPECÍFICOS 1. INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 PROFESSOR: Edson Mendonça Junqueira 1.2 DEPARTAMENTO: Direito Público e Estágio Profissional 1.3 DISCIPLINA: PRÁTICA JURIDICA II - PENAL 1.4 SÉRIE: 5º TURMAS: A e B TURNOS: DIURNO

Leia mais

Professora Zélia Prates Aguiar

Professora Zélia Prates Aguiar Professora Zélia Prates Aguiar SEJAM BEM-VINDOS!!! http://lattes.cnpq.br/ Início das aulas: 03/02/2016 Veteranos Início das aulas: 11/02/2016 Calouros AV1: 04 08/04/2016 AV2: 09-13/05/2016 AV3: 06 10/06/2016

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE ARTHUR THOMAS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE ARTHUR THOMAS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES OBRIGATÓRIAS DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE ARTHUR THOMAS Art. 1º. As Atividades Complementares Obrigatórias para o Curso de Graduação em Direito totalizam 240

Leia mais

PDI UNIVASF Notas sobre questões legais-normativas e sobre o processo de elaboração

PDI UNIVASF Notas sobre questões legais-normativas e sobre o processo de elaboração UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional Propladi Av. José de Sá Maniçoba, s/n, Centro Petrolina-PE - CEP.: 56.304-917 Fone: (87) 2101-6804

Leia mais

ANEXO C - Regulamento da Prática Forense Simulada FAP

ANEXO C - Regulamento da Prática Forense Simulada FAP ANEXO C - Regulamento da Prática Forense Simulada FAP I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Com o objetivo de proporcionar ao acadêmico de Direito a compreensão e a vivência no que diz respeito ao trâmite

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA Ribeirão Pires 2016 Missão da FIRP

Leia mais

NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO AO DISCENTE

NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO AO DISCENTE NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO AO DISCENTE REGULAMENTO DO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO O presente regulamento tem por finalidade normatizar as atividades do Núcleo de Atendimento Psicopedagógico aos

Leia mais

UNIVERSIDADE CEUMA PROCESSO SELETIVO MANUAL DO CANDIDATO

UNIVERSIDADE CEUMA PROCESSO SELETIVO MANUAL DO CANDIDATO UNIVERSIDADE CEUMA PROCESSO SELETIVO MANUAL DO CANDIDATO Este manual é para você que busca desenvolver seus potenciais. Venha ser um EMPRESÁRIO JÚNIOR MAS O QUE É UMA EMPRESA JÚNIOR? Uma empresa júnior

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS EDITAL Nº 02/2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS EDITAL Nº 02/2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS EDITAL Nº 02/2015 A Coordenação do Programa PROEXT 2016: DIREITOS HUMANOS E PARTICIPAÇÃO SOCIAL vem, por meio do presente edital, tornar pública

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1.1 Denominação Curso de Bacharelado em Direito 1.2 Portarias: Reconhecimento: Portaria nº 522, de 15/10/2013 1.3 Total de Vagas Anuais 160 vagas anuais 1.4 Regime Acadêmico

Leia mais

SALAS DE AULAS ACESSO DOS ALUNOS A EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA

SALAS DE AULAS ACESSO DOS ALUNOS A EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA INFRAESTRUTURA As instalações físicas da Faculdade Dinâmica estão construídas em área privilegiada na entrada da cidade, de fácil acesso tanto para quem vem do centro da cidade, como para quem vem de cidades

Leia mais

RESOLUÇÃO. Santo Ângelo, RS, Sala de Sessões do Conselho, 15 de janeiro de Dr. GILBERTO KERBER

RESOLUÇÃO. Santo Ângelo, RS, Sala de Sessões do Conselho, 15 de janeiro de Dr. GILBERTO KERBER RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 003/2016 DISPÕE SOBRE A APROVAÇÃO DO REGULAMENTO DOS PROJETOS INTEGRADORES PI s, INTEGRANTES DOS PPC s 2016/1 DOS CURSOS DA INSTITUIÇÃO O CONSELHO SUPERIOR, face ao disposto

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Curso de Graduação em Pedagogia - Licenciatura - Piracanjuba-GO 2016 SUMÁRIO CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES... 5 CAPITULO II - DO LOCAL DE REALIZAÇÃO... 6 CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO (ECNO) DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA FCMMG

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO (ECNO) DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA FCMMG REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO (ECNO) DO CURSO DE FISIOTERAPIA DA FCMMG CAPÍTULO I - DA DEFINIÇÃO O ECNO compreende as atividades de estágio não previstas como disciplinas integrantes

Leia mais

Unidade Rubiataba Curso de Direito

Unidade Rubiataba Curso de Direito REGULAMENTO DA COORDENAÇÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACER FACULDADES RUBIATABA I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. A Coordenação de Iniciação Científica da Facer Faculdades é um setor de estudos

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO CURSO: DIREITO MODALIDADE: Presencial DISCIPLINA: ESTÁGIO IV CARGA HORÁRIA: 72h/a ANO: 2011 SEMESTRE: 2º PROFESSOR: PAOLA JULIEN O. DOS SANTOS TURMAS: 10 DIN OBJETIVOS O objetivo precípuo

Leia mais

AVALIANDO AS POLÍTICAS PÚBLICAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Sérgio Roberto Kieling Franco

AVALIANDO AS POLÍTICAS PÚBLICAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Sérgio Roberto Kieling Franco AVALIANDO AS POLÍTICAS PÚBLICAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES Sérgio Roberto Kieling Franco SINAES Política de promoção de qualidade (combinado com política regulatória) Avaliação de instituições e de cursos

Leia mais

D E C R E T A. a) dos cursos de licenciaturas; b) das residências pedagógicas; c) das práticas pedagógicas curriculares;

D E C R E T A. a) dos cursos de licenciaturas; b) das residências pedagógicas; c) das práticas pedagógicas curriculares; Imprimir "Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial do Estado." DECRETO Nº 16.718 DE 11 DE MAIO DE 2016 Dispõe sobre a instituição e organização dos Complexos Integrados de Educação, no âmbito

Leia mais

OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM

OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM FACULDADE DO NORTE GOIANO OBJETIVOS DO CURSO DE ENFERMAGEM Objetivos do curso O Curso de Graduação em Enfermagem tem por objetivo formar bacharel em enfermagem (enfermeiro) capaz de influenciar na construção

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Introdução

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Introdução REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Introdução O presente regulamento constitui um documento interno do curso de Ciências Contábeis e tem por objetivo reger as atividades relativas ao Estágio Supervisionado.

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA CLÍNICA ESCOLA DA TERAPIA OCUPACIONAL CETO

REGIMENTO INTERNO DA CLÍNICA ESCOLA DA TERAPIA OCUPACIONAL CETO REGIMENTO INTERNO DA CLÍNICA ESCOLA DA TERAPIA OCUPACIONAL CETO Da Denominação, Sede e Finalidade Art. 1º - A Clínica Escola da Terapia Ocupacional - CETO, constituída no Projeto Político Pedagógico do

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ Disciplina ESTAGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Professor: Ilza Maria da Silva Facundes Curso Turno/Horário DIREITO VESPERTINO: Segunda:14h00 às 15h40 Sexta: Turma: 6º DIN 15h50 às 17h30 Carga Horária Semanal

Leia mais

EIXO 2 DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

EIXO 2 DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL EIXO 1 DIMENSÃO 8 PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO 1 O plano de desenvolvimento do instituto PDI ( http://www.ufopa.edu.br/arquivo/portarias/2015/pdi20122016.pdf/view ) faz referência a todos os processos internos

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO AUTÔNOMO DO BRASIL - UniBrasil.

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO AUTÔNOMO DO BRASIL - UniBrasil. REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO AUTÔNOMO DO BRASIL - UniBrasil. Considerando a Resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE)/ Câmara de Educação Superior (CES), nº

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 034/ CEPE DE 23 de Agosto de 2006.

RESOLUÇÃO Nº 034/ CEPE DE 23 de Agosto de 2006. RESOLUÇÃO Nº 034/2006 - CEPE DE 23 de Agosto de 2006. APROVA A ALTERAÇÃO DA RESOLUÇÃO CEPE N.º 003- A/2003 NORMAS DE ESTÁGIO. O Reitor da Universidade Castelo Branco, usando de suas atribuições legais

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS Art. 1º Este regulamento rege as atividades de estágio no Núcleo de Prática Jurídica do curso de Direito da Faculdade Cesmac do

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA. Manual de Horas Complementares

CURSO DE PEDAGOGIA. Manual de Horas Complementares FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES CURSO DE PEDAGOGIA Versão 2016 Manual de Horas Complementares Ribeirão Pires 2 Prezado acadêmico Este manual destina-se a orientar o aluno de Licenciatura em pedagogia

Leia mais

Material elaborado pela professora Tásia Wisch - PNAIC

Material elaborado pela professora Tásia Wisch - PNAIC QUESTIONAMENTOS INICIAIS O que vocês entendem por Inclusão? Você acredita que as escolas de seu município são inclusivas? Se não, o que pode ser feito para mudar esta situação? Quais os serviços oferecidos

Leia mais

PLANO DE AÇÃO

PLANO DE AÇÃO INSTITUTO FLORENCE DE ENSINO SUPERIOR COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO PLANO DE AÇÃO 2016-207 São Luís 2016 1 INTRODUÇÃO O plano de ações da CPA define os rumos dos trabalhos que serão desenvolvidas pela

Leia mais

Capítulo I - Da caracterização. Capítulo II - Do objetivo

Capítulo I - Da caracterização. Capítulo II - Do objetivo REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO SUPERVISIONADO Capítulo I - Da caracterização Art. 1º. O Estágio Curricular Obrigatório Supervisionado (ECOS) é atividade individual obrigatória do Currículo

Leia mais

PROJETO DE REVISTA CIENTÍFICA: REVISTA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

PROJETO DE REVISTA CIENTÍFICA: REVISTA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC CENTRO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM BIBLIOTECONOMIA DISCIPLINA CIN5034 EDITORAÇÃO CIENTÍFICA BIANCA

Leia mais

Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais FIEMG

Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais FIEMG Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais FIEMG Vídeo: A Força de quem FAZ O SISTEMA FIEMG A Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais representa as indústrias do Estado e atua na defesa

Leia mais

ATUAÇÃO DA CPA. Roteiro. Avaliação do ensino superior. Avaliação do Ensino Superior. Autoavaliação na UFMS

ATUAÇÃO DA CPA. Roteiro. Avaliação do ensino superior. Avaliação do Ensino Superior. Autoavaliação na UFMS ATUAÇÃO DA CPA Avaliação do ensino superior Roteiro Avaliação do Ensino Superior Legislação SINAES Autoavaliação Institucional Dimensões Autoavaliação na UFMS Instrumentos AVALIAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO Atualizado em janeiro de 2015 UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO Organização Vera Lucia Lima do Espírito Santo Colaboração Coordenadores de Cursos de Graduação 1 Sumário Lista de Anexos... 3 Apresentação... Fundamentação

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO O presente Regimento Interno tem por finalidade regulamentar a subordinação, composição, atuação e competências do Núcleo de Pesquisa e Extensão da Faculdade

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância)

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância) FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL DIREÇÃO ACADÊMICA REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância) CACOAL 2015 CAPÍTULO I DO CONCEITO, FINALIDADE

Leia mais

GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISA EM NUTRIÇÃO E DIETÉTICA ESTATUTO GEPNuDi

GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISA EM NUTRIÇÃO E DIETÉTICA ESTATUTO GEPNuDi GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISA EM NUTRIÇÃO E DIETÉTICA ESTATUTO GEPNuDi CAPÍTULO I DA FINALIDADE E CONSTITUIÇÃO Art. 1º - Ora em diante, o denominado GEPNuDi Grupo de Estudos e Pesquisa em Nutrição e Dietética

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988

CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 Art. 207. As universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre

Leia mais

CENTRO DE PESQUISA CEPES e GERÊNCIA DE COMUNICAÇÃO - GECOM

CENTRO DE PESQUISA CEPES e GERÊNCIA DE COMUNICAÇÃO - GECOM CENTRO DE PESQUISA CEPES e GERÊNCIA DE COMUNICAÇÃO - GECOM PROJETO DICAS JURÍDICAS AGOSTO - 2016 1 NOME DO PROJETO E ÁREA DO CONHECIMENTO Nome do Projeto: Dicas jurídicas Área de conhecimento: Conhecimentos

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES FUNDAÇÃO FUPAC REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 1º - As Atividades Complementares integram

Leia mais

Faculdade de Direito Santo Agostinho FADISA MANUAL ACADÊMICO 2017/2. Estágio Supervisionado I 7 Período

Faculdade de Direito Santo Agostinho FADISA MANUAL ACADÊMICO 2017/2. Estágio Supervisionado I 7 Período Faculdade de Direito Santo Agostinho FADISA MANUAL ACADÊMICO 2017/2 Estágio Supervisionado I 7 Período Rua Gentil Dias Soares, 302 - Cândida Câmera, Montes Claros MG. Tel. 3690-1305 / npj@fasa.edu.br Orientações

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA NPJ FACULDADE DINÂMICA DO VALE DO PIRANGA FADIP

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA NPJ FACULDADE DINÂMICA DO VALE DO PIRANGA FADIP REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA NPJ FACULDADE DINÂMICA DO VALE DO PIRANGA FADIP O Núcleo de Prática Jurídica do Curso de Bacharelado em Direito da FADIP Faculdade Dinâmica do Vale do Piranga,

Leia mais

Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não leem. (Mário Quintana).

Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não leem. (Mário Quintana). Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história. (Bill Gates). Os verdadeiros analfabetos

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO 1 REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO Capítulo I: Da Natureza e dos objetivos: Artigo 1º - O presente regulamento disciplina o aproveitamento de 360 horas do Estágio Supervisionado

Leia mais

Avaliação da Educação Superior: o que dizem os novos indicadores

Avaliação da Educação Superior: o que dizem os novos indicadores Avaliação da Educação Superior: o que dizem os novos indicadores Seminário ABMES Expositora: Profa. Dra. Iara de Moraes Xavier Brasília, 7 de junho de 2016. Sistema Nacional de Avaliação da Educação SUPERIOR

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE PSICOLOGIA DO NUCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DA FACULDADE DO VALE DO JAGUARIBE

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE PSICOLOGIA DO NUCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DA FACULDADE DO VALE DO JAGUARIBE REGULAMENTO DO SERVIÇO DE PSICOLOGIA DO NUCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DA FACULDADE DO VALE DO JAGUARIBE Art1º O Serviço de Psicologia do NPJ é constituído por um profissional de formação específica em Psicologia,

Leia mais

Categorias/ Questões. Conteúdos/ Matéria. Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Tipo de aula. Semana 1 UNIDADE I -

Categorias/ Questões. Conteúdos/ Matéria. Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Tipo de aula. Semana 1 UNIDADE I - PLANO DE CURSO DISCIPLINA: LABORATÓRIO DE PRÁTICA JURÍDICA II - FAMÍLIA (CÓD. ORES 60158) ETAPA: 8ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades

Leia mais

Sobre o Curso de Direito.

Sobre o Curso de Direito. Sobre o Curso de Direito. O Curso Superior de Bacharelado em Direito das Faculdades Integradas ASMEC Ouro Fino-MG, autorizado pelo Ministério da Educação MEC através da Portaria MEC/SERES Nº 154 de 08

Leia mais

UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA

UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA UNIFLOR E PREFEITURA DE MATUPÁ: JUNTOS NUMA JORNADA DE CIDADANIA Guarantã do Norte 2013 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO IES: Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte PARCERIA: Prefeitura Municipal de

Leia mais

Faculdade de Ciências e Educação de Rubiataba (FACER)

Faculdade de Ciências e Educação de Rubiataba (FACER) Atividades complementares As atividades complementares permeiam todo o currículo do curso, dando-lhe maior flexibilidade no trato dos mais diversos temas e assuntos, voltados para a promoção da interdisciplinaridade.

Leia mais

Procedimento da pesquisa

Procedimento da pesquisa 2 CAPÍTULO Procedimento da pesquisa Este trabalho, efetivamente um projeto de extensão universitária como atividade acadêmica para a formação de professores, teve sua pesquisa baseada no trabalho desenvolvido

Leia mais

CAPÍTULO I. Dos Objetivos da Pesquisa

CAPÍTULO I. Dos Objetivos da Pesquisa RESOLUÇÃO Nº 01/2014 DISPÕE SOBRE O REGIMENTO DO GRUPO DE INICIAÇÃO À PESQUISA CIENTÍFICA DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR FACULDADE CASA DO ESTUDANTE. A Direção Geral da IES

Leia mais

José Antonio Marciano

José Antonio Marciano Sistema de Pagamentos de Varejo José Antonio Marciano Pro Teste São Paulo abril/2008 1 Agenda Sistema de Pagamentos de Varejo Política e Papel do Banco Central Diagnóstico Ações Próximos passos 2 Sistema

Leia mais

O sistema CAPES de avaliação da Pós-Graduação

O sistema CAPES de avaliação da Pós-Graduação Universidade de São Paulo Faculdade de Ciências Farmacêuticas Programa de Pós-Graduação em Fármaco e Medicamentos Área de Produção e Controle Farmacêuticos Tema 3 O sistema CAPES de avaliação da Pós-Graduação

Leia mais

11ª SEMANA DA MÚSICA DE OURO BRANCO

11ª SEMANA DA MÚSICA DE OURO BRANCO 11ª SEMANA DA MÚSICA DE OURO BRANCO Associação Cultural Casa de Música de Ouro Branco Av. Augusto Barbosa da Silva, 313, Pioneiros Ouro Branco-MG, 36420-000 000 (31) 3742-3553 3553 / (31) 9624-8059 O projeto

Leia mais

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES PITANGA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES PITANGA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES PITANGA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais G O V E R N O F E D E R A L

Leia mais

CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA - Manual de Horas Complementares

CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA - Manual de Horas Complementares CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA Manual de Horas Complementares Prezado acadêmico Este manual destinase a orientar o aluno do Curso de Educação Física Licenciatura da Faculdade de Mauá FAMA na realização

Leia mais

CEPUERJ CENTRO DE PRODUÇÃO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

CEPUERJ CENTRO DE PRODUÇÃO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CEPUERJ CENTRO DE PRODUÇÃO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MISSÃO DA UNIDADE: Fomentar a atividade acadêmica, promover o intercâmbio da Universidade com órgãos públicos, empresas privadas e

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO IV

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO IV RECEBIDO EM: / / PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO ANEXO IV CURSOS DE EXTENSÃO N o TÍTULO DO CURSO ATENDIMENTO AO CLIENTE PROPONENTE IDENTIFICAÇÃO DO RESPONSÁVEL PELO PROJETO: Nome: Rosana Martins Duarte Brandestini

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO CURSO: DIREITO MODALIDADE: Presencial DISCIPLINA: ESTÁGIO V CARGA HORÁRIA: 72h/a ANO: 2014 SEMESTRE: 1º PROFESSOR: PAOLA JULIEN O. DOS SANTOS TURMAS: 10 DIV OBJETIVOS O objetivo precípuo

Leia mais

CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL

CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL CONTRIBUINDO PARA A COMPETITIVIDADE SUSTENTÁVEL Uma organização autossustentável e não Governamental, que atua através de um sistema de Rede de Comitês, utilizando trabalho voluntário. Agentes Multiplicadores

Leia mais

TREVISAN ESCOLA SUPERIOR DE NEGÓCIOS REGULAMENTO. Núcleo de Apoio Psicopedagógico - NAP

TREVISAN ESCOLA SUPERIOR DE NEGÓCIOS REGULAMENTO. Núcleo de Apoio Psicopedagógico - NAP TREVISAN ESCOLA SUPERIOR DE NEGÓCIOS REGULAMENTO Núcleo de Apoio Psicopedagógico - NAP SÃO PAULO 2015 4 Sumário 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 5 2. FINALIDADE E OBJETIVOS DO NAP... 5 3. ATUAÇÃO DO NAP...

Leia mais

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES CHOPINZINHO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES CHOPINZINHO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES CHOPINZINHO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais G O V E R N O F E D E R

Leia mais

EDITAL N.º 17/2016 ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC. Competência: Visão Estratégica

EDITAL N.º 17/2016 ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC. Competência: Visão Estratégica 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS JOÃO PESSOA PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE GESTORES

Leia mais

UNISAL Centro Universitário Salesiano de São Paulo Campus Liceu Salesiano Unidade Campinas Curso de Direito REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

UNISAL Centro Universitário Salesiano de São Paulo Campus Liceu Salesiano Unidade Campinas Curso de Direito REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA UNISAL Centro Universitário Salesiano de São Paulo Campus Liceu Salesiano Unidade Campinas Curso de Direito REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1º. O Núcleo de Prática

Leia mais

Universidade Federal da Grande Dourados CNPJ: /

Universidade Federal da Grande Dourados CNPJ: / PLANO DE AÇÃO 2011 Dourados MS Maio/2011 ÍNDICE PROJETOS EM EXECUÇÃO... 3 PROJETO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SEGURANÇA PÚBLICA E CIDADANIA... 3 PROJETO CURSOS DE GRADUAÇÃO EM LETRAS LICENCIATURA E BACHARELADO

Leia mais

- NPJ - DIRETRIZES E ROTINAS

- NPJ - DIRETRIZES E ROTINAS - NPJ - DIRETRIZES E ROTINAS Agosto/2016 I. Missão O NPJ tem por finalidade a supervisão, articulação e promoção de atividades de Prática Jurídica pelos estudantes do Curso de Direito, sob a forma real

Leia mais

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES FLORIANÓPOLIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES FLORIANÓPOLIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES FLORIANÓPOLIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais G O V E R N O F E D E

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PIRIPIRIENSE DE ENSINO SUPERIOR APES CHRISTUS FACULDADE DO PIAUÍ - CHRISFAPI EDITAL Nº 001/2016

ASSOCIAÇÃO PIRIPIRIENSE DE ENSINO SUPERIOR APES CHRISTUS FACULDADE DO PIAUÍ - CHRISFAPI EDITAL Nº 001/2016 ASSOCIAÇÃO PIRIPIRIENSE DE ENSINO SUPERIOR APES CHRISTUS FACULDADE DO PIAUÍ - CHRISFAPI DIRETORIA DE ENSINO EDITAL Nº 001/2016 PROCESSO SELETIVO INTERNO PARA PROJETOS DE EXTENSÃO O Núcleo de Iniciação

Leia mais

CAPÍTULO 8 POLÍTICAS DE ATENDIMENTO AOS DISCENTES 8.1 INGRESSO

CAPÍTULO 8 POLÍTICAS DE ATENDIMENTO AOS DISCENTES 8.1 INGRESSO CAPÍTULO 8 POLÍTICAS DE ATENDIMENTO AOS DISCENTES O IFSC estabeleceu em seu planejamento estratégico, no objetivo estratégico A4, um compromisso com o atendimento efetivo às demandas dos alunos. Esse objetivo

Leia mais

CONSIDERANDO os princípios referendados na Declaração Universal dos Direitos Humanos;

CONSIDERANDO os princípios referendados na Declaração Universal dos Direitos Humanos; RESOLUÇÃO Nº 066-CONSELHO SUPERIOR, de 14 de fevereiro de 2012. REGULAMENTA A POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RORAIMA IFRR. O PRESIDENTE DO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 086/2005-CEPE/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 086/2005-CEPE/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 086/2005-CEPE/UNICENTRO Cria o Núcleo de Educação a Distância da Universidade Estadual do Centro-Oeste, UNICENTRO e aprova o seu Regulamento. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO/2017_1 ÁREA DE ATUAÇÃO: AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO

PROCESSO SELETIVO/2017_1 ÁREA DE ATUAÇÃO: AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO PROCESSO SELETIVO/2017_1 ÁREA DE ATUAÇÃO: AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO O curso de Comunicação Social seleciona estudantes das habilitações Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Tecnologia de Mídias

Leia mais

EDITAL N. 02 /2017 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO DE DIREITO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

EDITAL N. 02 /2017 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO DE DIREITO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA EDITAL N. 02 /2017 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROVIMENTO DE VAGAS DE ESTÁGIO DE DIREITO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA ESCRITÓRIO MODELO - DOM PAULO EVARISTO ARNS Área de TUTELA COLETIVA - Projetos Sociais

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (ANO LETIVO 2014)

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (ANO LETIVO 2014) (35) 3690-8900 / 3690-8958 (fax) REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO (ANO LETIVO 2014) 1 Caracterização Os cursos de Engenharia de Produção do Brasil são regidos pelas

Leia mais

Resolução 01/2017. O Colegiado de Graduação do Curso de Fonoaudiologia, dentro das suas atribuições administrativas RESOLVE:

Resolução 01/2017. O Colegiado de Graduação do Curso de Fonoaudiologia, dentro das suas atribuições administrativas RESOLVE: Resolução 01/2017 Altera a resolução 01 /2016 e estabelece critérios para atribuição de créditos em Atividades Acadêmicas Científicas e Culturais O Colegiado de Graduação do Curso de Fonoaudiologia, dentro

Leia mais

Macapá-2011 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Macapá-2011 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Macapá-2011 REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º As Atividades Complementares

Leia mais

Gestão de Departamentos Jurídicos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Gestão de Departamentos Jurídicos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE TRABALHO E EMPREGO FUNDAÇÃO DE EDUCAÇÃO PARA O TRABALHO DE MINAS GERAIS UTRAMIG

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE TRABALHO E EMPREGO FUNDAÇÃO DE EDUCAÇÃO PARA O TRABALHO DE MINAS GERAIS UTRAMIG EDITAL PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PARA O ATENDIMENTO NO LABORATÓRIO DO CURSOS TÉCNICO DE MEIO AMBIENTE UTRAMIG/DEP Nº 1/2016 1- A, inscrita sob o CNPJ 17.319.831/0001-23, com sede e foro nesta Capital,

Leia mais

ENADE 2010 ENADE. Relatório da IES EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DE ESTUDANTES

ENADE 2010 ENADE. Relatório da IES EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DE ESTUDANTES ENADE EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DE ESTUDANTES ENADE 2010 Relatório da IES INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE NATAL G Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas

Leia mais

Juan Carlos Sotuyo. Grupo de Pesquisa Interdisciplinar em Parques Tecnológicos e Desenvolvimento Territorial - CNPq

Juan Carlos Sotuyo. Grupo de Pesquisa Interdisciplinar em Parques Tecnológicos e Desenvolvimento Territorial - CNPq Exemplos de formação empreendedora: CECE Centro de Engenharias e Ciências Exatas UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná Campus do Parque Tecnológico Itaipu Brasil Ações do Parque Tecnológico

Leia mais

Dispõe sobre as atividades complementares a serem cumpridas pelos alunos do Curso de Direito, como requisito para a graduação.

Dispõe sobre as atividades complementares a serem cumpridas pelos alunos do Curso de Direito, como requisito para a graduação. 1 COORDENAÇÃO DO CURSO DE DIREITO RESOLUÇÃO Nº 02 DE 14 DE MARÇO DE 2005. Dispõe sobre as atividades complementares a serem cumpridas pelos alunos do Curso de Direito, como requisito para a graduação.

Leia mais

ENADE Relatório da IES INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES DO MARANHÃO SÃO LUÍS. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

ENADE Relatório da IES INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES DO MARANHÃO SÃO LUÍS. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais ENADE 2011 Relatório da IES G Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES DO MARANHÃO SÃO LUÍS O V E R N O F E D E R A L PAÍS RICO É PAÍS SEM POBREZA Apresentação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 02/2014. A CÂMARA DE ENSINO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias e

RESOLUÇÃO Nº 02/2014. A CÂMARA DE ENSINO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias e RESOLUÇÃO Nº 02/2014 Estabelece normas e prazos para elaboração, reformulação e avaliação dos Projetos Pedagógicos dos Cursos de Graduação da Univasf. A DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA - INTA PRO-DIRETORIA DE PESQUISA E POS-GRADUAÇAO STRICTO SENSU - PROPESP

INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA - INTA PRO-DIRETORIA DE PESQUISA E POS-GRADUAÇAO STRICTO SENSU - PROPESP INSTITUTO SUPERIOR DE TEOLOGIA APLICADA - INTA PRO-DIRETORIA DE PESQUISA E POS-GRADUAÇAO STRICTO SENSU - PROPESP REGULAMENTO DE PESQUISA SOBRAL-CEARÁ 2015 I- POLÍTICA DE PESQUISA Art.1º O Instituto Superior

Leia mais

Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de. Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária

Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de. Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária Lavras 2013 INTRODUÇÃO

Leia mais