CÁLCULO DO INVENTÁRIO NO ATHENAS3000

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CÁLCULO DO INVENTÁRIO NO ATHENAS3000"

Transcrição

1 CÁLCULO DO INVENTÁRIO NO ATHENAS3000 Revisado 12/ ALGUMAS CONSIDERAÇÕES Antes de mostrar como é calculado o inventário no sistema Athenas3000, deve ser levando em conta algumas considerações. Leia com bastante atenção os tópicos abaixo. 1.1 O que é Inventário Levantamento dos produtos disponíveis (em uma determinada data) em estoque para venda no processo normal de um negócio, ou a serem utilizados na fabricação de produtos comercializados pela empresa. 1.1O que é o Livro Registro de Inventário As pessoas jurídicas tributadas com base no Lucro Real deverão escriturar o Livro Registro de Inventário ao final de cada período: trimestralmente ou anualmente quando houver opção pelos recolhimentos mensais durante o curso do anocalendário, com base na estimativa (RIR/1999, art. 261). No caso de utilização de balanço com vistas à suspensão ou redução do imposto devido mensalmente, com base em estimativa, a pessoa jurídica que possuir registro permanente de estoques integrado e coordenado com a contabilidade somente estará obrigada a ajustar os saldos contábeis, pelo confronto da contagem física, ao final do ano-calendário ou no encerramento do período de apuração, nos casos de incorporação, fusão, cisão ou extinção de atividade (IN SRF n º 93, de 1997, art. 12, 4 º ). 1.3 Mercadorias devem constar no inventário Aplica-se o art. 76 do Convênio S/N, de 15 de dezembro de 1970, que dispõe: O livro Registro de Inventário, modelo 7, destina-se a arrolar, pelos seus valores e com especificações que permitam sua perfeita identificação, as mercadorias, as matériasprimas, os produtos intermediários, os materiais de embalagem, os produtos manufaturados e os produtos em fabricação, existentes no estabelecimento à época do balanço. 1º No livro referido neste artigo serão também arrolados, separadamente:1. as mercadorias, as matérias-primas, os produtos intermediários, os materiais de embalagem e os produtos manufaturados pertencentes ao estabelecimento, em poder de terceiros;2. as mercadorias, as matérias-primas, os

2 produtos intermediários, os materiais de embalagem, os produtos manufaturados e os produtos em fabricação de terceiros, em poder do estabelecimento. 2 CUSTO 2.1 O que é Custo É a soma dos gastos incorridos e necessários para a aquisição, conversão e outros procedimentos necessários para trazer os estoques à sua condição e localização atuais e compreende todos os gastos incorridos na sua aquisição ou produção, de modo a colocá-los em condições de serem vendidos, transformados, utilizados na elaboração de produtos ou na prestação de serviços que façam parte do objeto social da entidade, ou realizados de qualquer outra forma Custo no Athenas3000 OBS.: Para efeito desse tópico e manual, valor unitário do item é o valor que multiplicado com a quantidade vai dar o valor total do item. Ou seja, é o preço unitário do item contido na nota de entrada. O custo sempre será calculado com base no preço unitário da nota fiscal de entrada. Do preço unitário serão subtraídos ou somados tributos dependendo das configurações no cadastro de empresas e até mesmo das configurações na tela de Configurações. ICMS: Subtrai do custo se: (Regra geral) Se a empresa tiver crédito do ICMS, se na nota de entrada estiver calculando o ICMS, o valor do ICMS não será considerado custo e consequentemente irá ser subtraído do valor unitário do produto. Ex.: Valor unitário do item: 100,00 R$. Porcentagem do ICMS: 17%. Custo unitário = 83,00 R$ (100,00-17%). Para subtrair o ICMS do custo, deverá está desmarcado a opção de Não Subtrair ICMS no Custo Unitário em Configurações Administração Estoque/Vendas 5. OBS.: Para ter o efeito acima, na nota fiscal de entrada deve está destacado a base de calculo e valor do ICMS. Não subtrai do custo se: Se a empresa não tiver crédito do ICMS o mesmo é considerado custo e não é subtraído do valor unitário do cadastro de produtos. Nesse caso o valor unitário do item permanece inalterado (Regra Geral). Ex.: Valor unitário do item: 100,00 R$. Porcentagem do ICMS: 17%. Custo unitário: 100,00 R$.

3 Para não subtrair o ICMS do custo, deverá está marcado a opção de Não Subtrair ICMS no Custo Unitário em Configurações Administração Estoque/Vendas 5. Veja o print: IPI: Não faz nada: (Regra geral) Se a empresa tiver crédito do IPI (indústria por exemplo), o valor do IPI não é considerado Custo. Nesse caso, não faz nada com o valor do IPI. Ex.: Valor unitário do item: 100,00 R$. Porcentagem do IPI: 5%. Custo unitário: 100,00 R$. Para não fazer nada com o valor do IPI no custo, deverá está marcado a opção de IPI/Saídas Indústria no cadastro de empresas. OBS.: Para ter o efeito acima, na nota fiscal de entrada deve está destacado a base de calculo e valor do IPI. Soma ao custo se: (Regra geral) Se a empresa não tiver crédito do IPI, o mesmo é considerado como custo. Consequentemente vai ser somado ao valor unitário do item.

4 Ex.: Valor unitário do item: 100,00 R$. Porcentagem do IPI: 5%. Custo unitário: 105,00 R$ (100,00+5%). Para somar o valor do IPI do custo, deverá está desmarcado a opção de IPI/Saídas Indústria no cadastro de empresas. OBS.: Para ter o efeito acima, na nota fiscal de entrada deve está destacado a base de calculo e valor do IPI. Veja o Print: PIS/CONFIS: Subtrai do custo se: (Regra geral) Se o PIS/CONFINS for não cumulativo, ele não será considerado custo. Logo irá ser subtraído do valor unitário do item. Ex.: Valor unitário do item: 100,00 R$. Alíquotas Pis/Confis: 3% e 7,6%. Custo unitário = 89,40 R$ (100,00 R$ - (3%+7,6%)).

5 Para subtrair o PIS/COFINS do custo, deverá está marcado a opção de Deduzir PIS/COFINS do preço de Custo do Produto em Configurações Administração Estoque/Vendas 7 (isso para efeito na movimentação e relatórios gerais). No cadastro de empresa, o regime de apuração do PIS/COFINS deve ser Não Cumulativo (isso somente para efeito de inventário). OBS.: Para ter o efeito acima, na nota fiscal de entrada deve está destacado a base de calculo e valor do PIS/COFINS. Não subtrai se: (Regra geral) Se o PIS/COFINS for cumulativo é considerado custo. Logo, o valor unitário do item permanece inalterado. Ex.: Valor unitário do item: 100,00 R$. Alíquotas Pis/Confis: 3% e 7,6%. Custo unitário = 100,00 R$. Para não subtrair o PIS/COFINS do custo, deverá está desmarcado a opção de Deduzir PIS/COFINS do preço de Custo do Produto em Configurações Administração Estoque/Vendas 7 (isso para efeito na movimentação e relatórios gerais). No cadastro de empresa, o regime de apuração do PIS/COFINS deve ser Cumulativo (isso somente para efeito de inventário). Veja os Print s abaixo:

6

7 ICMS ST: Para somar ao custo: (Regra geral) Se na nota de entrada estiver calculado o ICMS ST, o mesmo é somado ao valor unitário do item. Pois, o ICMS ST é considerado custo. Ex.: valor unitário do item: 100,00 R$. ICMS ST: 15,00 R$. Custo unitário = 115,00 R$ (100,00+15,00). Para somar o ICMS ST ao custo do produto, deverá informar o CST 60 na nota de entrada e destacar a base e valor do ICMS ST. OBS. 1: Caso o valor do ICMS ST não é para somar ao custo, não proceder conforme descrito acima. OBS. 2: Se na nota fiscal de entrada tiver base e valor do ICMS e o sistema tiver configurado para subtrair o ICMS do custo, nesse caso quando tiver ICMS ST somado ao custo, o valor do ICMS não será deduzido do custo. OBS. 3: Para efeito do SPED FISCAL, quando no item for informado o CST terminado com o valor 60, não teve ter informações de Base, alíquota e valor nos campos referentes ao ICMS normal e ICMS ST. No caso, informar o valor do ICMS ST no campo Outras Despesas Acessorias, caso a empresa não se credita do ICMS ST. FRETE: Sempre soma (Regra geral): Se na nota de entrada tiver frete, o mesmo será considerado custo e será somando ao valor unitário do item. Ex.: valor unitário: 100,00 R$. Frete: 3,00 R$. Custo unitário: 103,00 R$ (100,00+3,00). Atenção: Se na nota tiver mais de um item, o valor do Frete será rateado proporcionalmente ao valor total do item. Ex.: Em uma nota de entrada tem o item A com 1 quantidade, com o preço unitário de 100,00 R$ e o item B com 1 quantidade, com o preço unitário de 150,00 R$. O valor total do Frete de 50,00 R$. Qual o valor do frete de cada produto? Resposta: Primeiramente deve achar a porcentagem que cada item corresponde do total dos itens. Para tanto, basta dividir o valor total do item pelo valor total dos itens. Uma vez achando a porcentagem de cada item sobre o valor total dos itens, basta multiplicar a porcentagem achada de cada item pelo valor total do frete. O resultado será o valor do frete de cada item. Veja:

8 porcentagem do item valor total do frete Produto Valor total sobre o valor total dos itens rateado por item A 100,00 40% = (100,00/250,00 * 100) 20,00 = (50,00 * 40%) B 150,00 60% = (150,00/250,00 * 100) 30,00 = (50,00 * 60%) TOTAL 250,00 100% = Porcentagem total 50,00 = total do frete O valor do frete do produto A será de 20,00 R$. Pois o valor total do produto A (100,00 R$) corresponde a 40% do total dos produtos (250,00 R$). Então devem ser distribuídos 40% do total do frete (50,00 R$) para o item A. O valor do frete do produto B será de 30,00 R$. Pois o valor total do produto B (150,00 R$) corresponde a 60% do total dos produtos (250,00 R$). Então devem ser distribuídos 60% do total do frete (50,00 R$) para o item A. DESCONTO: Sempre Subtrai (Regra geral): Se na nota tiver desconto, o mesmo não é considerado custo e será subtraído do valor unitário do item. Ex.: valor unitário: 100,00 R$. Desconto: 9,00 R$. Custo unitário: 91,00 R$ (100,00-9,00) OBS. 1: Se foi informado desconto diretamente no item, o desconto informado é sobre o total daquele item. Para achar o desconto a ser deduzido do preço unitario, deve fazer a divisão pela quantidade dos itens. OBS. 2: Se foi informado desconto diretamente no total da NF-e e se a NF-e tiver vários itens, deve achar a parcela do desconto correspondente a cada produto usando o método de proporção (veja o item acima sobre frete que demonstro como se faz um calculo usando proporção). Após achar a parcela do desconto de cada produto, dividir pela quantidade para saber o valor que vai ser subtraído do preço unitário. 2.2 CALCULO DO CUSTO Existem três (3) formas de calcular o custo do inventário de determinado produto: Média Ponderada, Primeiro a entrar é o primeiro a sair (PEPS) e último a entrar é o primeiro a sair (UEPS). O UEPS, atualmente, não é aceito no Brasil. Se tratando do sistema Athenas3000, o valor do custo no inventário é calculado ou pela média ponderada ou pela última compra.

9 - Custo pela Última Compra: Será com base no valor unitário do item da última entrada onde o tipo de movimento estiver marcado Alterar Preço de Custo. O custo nessa última nota de entrada será calculado conforme foi explicado mais acima no item Custo no Athenas3000:. OBS.: A marcação da opção Alterar Prelo de Custo, no cadastro do tipo de movimento, também influência o calculo do custo no método Média Ponderada. - Custo pela Média Ponderada: O cálculo do custo unitário no inventário será com base na seguinte fórmula: Custo unitário = Valor do estoque anterior + valor do estoque que está sendo dado entrada valor do estoque que está saindo do estoque Quantidade em estoque

10 OBS.: Esse cálculo será feito nota por nota e o valor do custo unitário por nota será calculado conforme foi explicado mais acima no item Custo no Athenas3000:. Ex.: Considere os eventos: 1 Feito entrada com 10 quantidades ao custo unitário de 15,00 R$. 2 Feito entrada com 15 quantidade ao custo unitário de 20,00 R$. 3 Feito saída de 17 quantidades ao preço de venda de 50,00 R$. 4 Feito entrada com 12 quantidades ao custo unitário de 25,00 R$. O custo total do inventário pela média ponderada será:

11 Importante: No Athenas3000 a quantidade de determinado item no inventário tem que ser igual à quantidade desse item no relatório de ficha de estoque (Relatórios Estoque Ficha de Estoque Tipo: 0 - Ficha de Estoque). O saldo atual do inventário (em quantidade e em valor) será = Saldo do Inventário anterior + Entradas do Período Saída do Período. 3 OUTRAS CONFIGURAÇÕES 3.1 Cadastro de usuário No cadastro de usuário (Cadastro>Usuários) deve está marcado a baixo:

12 3.2 Ordem para calcular o custo do inventário Se tratando do inventário e do custo o inventário, deve ficar atendo as marcações abaixo no cadastro de empresas. Essas marcações irão ter efeito diretamente no

13 calculo do custo seguindo a lógica apresentada no item (acima). 4 TELA DO INVENTÁRIO A tela do inventário, pelo modulo Administrativo, ficam em Relatórios Estoque Inventário:

14 Note que na tela do Inventário há várias opções. Somente as opções em destaque influenciarão no cálculo do inventário. As demais opções são somente para efeito de visualização após o inventário ter sido calculado.

15 Opções importantes que influenciam no cálculo do inventário: Data: Deve ser informada a data de calculo ou digitação do inventário. Opções de Empresa/Filiais: Ao marcar essa opção o sistema irá calcular o inventario para todos as filiais. Forma de Cálculo: Irá impactar diretamente na forma de calculo do custo. A pessoa pode calcular o custo do inventário pela Ultima Compra ou pela Média Ponderada (Ver item do presente manual). Inventário da última data até a data inicial: Irá calcular um inventário por dia. Estoque baseado na unidade de medida para conversão em m² / m³: Ao marcar essa opção o inventario será calculado com base na metragem de metros cúbicos e metros quadrados e não pela quantidade. Não Calcular Estoque: Quando está marcada o sistema faz o calculo do estoque antes de calcular o inventário.

16 5 CALCULO DO INVENTÁRIO O inventário no Athenas3000 pode ser calculado ou digitado. 5.1 INVENTÁRIO DIGITADO Na aba Dados informar a data do inventario e clicar em digitar: O sistema vai habilitar a aba Registos. Todos os campos da aba Registros deverão ser preenchidos.

17 5.2 INVENTÁRIO CALCULADO Importante: Antes de calcular o inventário é preciso calcular o estoque rápido. Para tanto ir em Ferramentas Ferramentas Administrativas Estoque e clicar em estoque rápido: Após ter calculado o estoque rápido, acessar a tela do inventário. Na aba Dados informar a data do inventário, escolher a Forma de Cálculo e clicar em calcular.

18 OBS.: Ficar atendo as opções apresentadas no item 2 do presente manual. Ao clicar em calcular, o sistema apresentará a tela abaixo do lado direito do monitor. Quando essa tela desaparecer significa que o sistema Athenas3000 já calculou o inventário. 5.3 VISUALIZAÇÃO DO INVENTÁRIO CALCULADO Para verificar o inventário calculado, basta informar a data do inventário e clicar em visualizar. OBS.: Ficar atendo as opções de filtro da tela conforme orientação no item 2 do presente manual.

19 OBS: Se clicar no código do produto o sistema abrirá o relatório da ficha de estoque. 5.4 ALTERAÇÃO DE UM INVENTÁRIO JÁ CALCULADO Para alterar um inventário já calculado, basta informa a data do inventário e clicar em digitar.

20 Nesse momento o sistema habilitará a aba registro. Basta alterar a informação que deseja. (1)Alterar a informação que deseja. (2) Após fazer a alteração, clicar na aba Dados e (3) clicar em visualizar. 5.5 APAGAR UM INVENTÁRIO JÁ CALCULADO. Para apagar um inventário calculado, basta clicar com o botão direito na tela do inventário e ir em Exclusões. OBS.: O processo é irreversível.

21

S i a g r i Sistemas de Gestão Evidence Assessoria & Treinamentos Margem de Contribuição

S i a g r i Sistemas de Gestão Evidence Assessoria & Treinamentos Margem de Contribuição O que é? é quantia em dinheiro que sobra do preço de venda de um produto, serviço ou mercadoria após retirado o valor do custo variável unitário. Esta quantia é que irá garantir a cobertura do custo fixo

Leia mais

S i a g r i Sistemas de Gestão Evidence Assessoria & Treinamentos Custos Siagri Agribusiness

S i a g r i Sistemas de Gestão Evidence Assessoria & Treinamentos Custos Siagri Agribusiness CUSTO REPOSIÇÃO Custo da ultima Nota de entrada. Data Quantidade Custo Unitário Valor Total 12/07/2007 50 10,00 500,00 15/07/2007 150 12,50 1.875,00 Custo Reposição = 12,50 Atualização do Custo (Reposição).

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE O MODULO FISCAL

MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE O MODULO FISCAL MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE O MODULO FISCAL VITÓRIA 2016 SUMÁRIO CADASTROS GERAIS... 3 Cadastro de Empresas... 3 Cadastro de Autônomos e Sócios... 6 Cadastro de Participantes... 7 Cadastro de Itens (Produtos)...

Leia mais

Cordilheira Escrita Fiscal 2.122a

Cordilheira Escrita Fiscal 2.122a LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Registro de Inventário

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Registro de Inventário 28/01/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão... 8 5. Informações Complementares... 8 6. Referências...

Leia mais

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado do Mato Grosso do Sul.

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado do Mato Grosso do Sul. Título: MS - Como realizar o cálculo do ICMS sobre o estoque das mercadorias incluídas do regime de Substituição Tributária conforme Art. 2º do Decreto nº 14.359/2015? Esta solução é exclusiva para empresas

Leia mais

MANUAL PARA CADASTRO DE PRODUTOS

MANUAL PARA CADASTRO DE PRODUTOS MANUAL PARA CADASTRO DE PRODUTOS Este manual tem o objetivo de orientar o procedimento de cadastro de Produtos. Sempre que se fizer um destes procedimentos, os passos abaixo devem ser seguidos. AS CORES

Leia mais

FS12. Sistema: Futura Server. Caminho: Cadastros>Estoque>Produto. Referência: FS12. Versão:

FS12. Sistema: Futura Server. Caminho: Cadastros>Estoque>Produto. Referência: FS12. Versão: Como FS12 Cadastrar Produto? - Sistema: Futura Server Caminho: Cadastros>Estoque>Produto Referência: FS12 Versão: 2015.12.2 Como funciona: O menu Cadastro de Produto é utilizado para registrar os produtos

Leia mais

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado de São Paulo.

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado de São Paulo. Título: SP - Como realizar o cálculo do ICMS sobre estoque de mercadorias incluídas ou excluídas da Substituição Tributária conforme comunicado CAT - 26/2015? Esta solução é exclusiva para empresas situadas

Leia mais

Para cadastrar os produtos acesse o caminho indicado acima, clique em F2 Novo e o sistema abrirá a tela abaixo:

Para cadastrar os produtos acesse o caminho indicado acima, clique em F2 Novo e o sistema abrirá a tela abaixo: Como FS12 Cadastrar Produto? - Sistema: Futura Server Caminho: Cadastros>Estoque>Produto Referência: FS12 Versão: 2017.07.31 Como funciona: O menu Cadastro de Produto é utilizado para registrar os produtos

Leia mais

FORTES FISCAL INVENTÁRIO

FORTES FISCAL INVENTÁRIO FORTES FISCAL INVENTÁRIO Esse manual tem por objetivo demonstrar as formas de inclusão do inventário no Fortes Fiscal, bem como a geração do mesmo no arquivo SPED Fiscal. Atualmente existem existem três

Leia mais

Fábio Figueiredo Supervisor. Suporte

Fábio Figueiredo Supervisor. Suporte Olá! Bem Vindo! Fábio Figueiredo Supervisor Suporte Fabio.figueiredo@grupopc.com.br Agenda do dia: Custos e precificação Importação do XML na entrada de mercadoria Entendendo a precificação de Produtos

Leia mais

Manual de apuração do IRPJ e da CSLL no Athenas3000 e a geração do arquivo do SPED ECF.

Manual de apuração do IRPJ e da CSLL no Athenas3000 e a geração do arquivo do SPED ECF. Análise: Ronaldo Ferreira/Verônica Barreto Manual de apuração do IRPJ e da CSLL no Athenas3000 e a geração do arquivo do SPED ECF. Importante: O objetivo deste manual é apenas mostrar como configurar,

Leia mais

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS ATUALIZADA EM: 15/08/2011 ÍNDICE 1. CONFIGURAÇÃO NATUREZAS DE OPERAÇÕES... 1 1.1. Naturezas de Operações (compras)... 3 1.2.

Leia mais

Título: SC - Como realizar o cálculo do crédito do ICMS sobre o estoque das mercadorias excluídas do regime de substituição tributária?

Título: SC - Como realizar o cálculo do crédito do ICMS sobre o estoque das mercadorias excluídas do regime de substituição tributária? Título: SC - Como realizar o cálculo do crédito do ICMS sobre o estoque das mercadorias excluídas do regime de substituição tributária? Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado de Santa

Leia mais

MANUAL DE INTEGRAÇÃO CONTABIL

MANUAL DE INTEGRAÇÃO CONTABIL MANUAL DE INTEGRAÇÃO G5 X CONTABIL INTEGRAÇÃO DO G5 PHOENIX PARA O CONTÁBIL PHOENIX Essa funcionalidade integra as informações digitadas no G5 Phoenix para o Contábil Phoenix, fornecendo ao usuário um

Leia mais

Escrituração Contábil Fiscal - ECF

Escrituração Contábil Fiscal - ECF EMPRESAS LUCRO REAL As empresas que são tributadas pelo Lucro Real, pagam o IRPJ e a CSLL com base no lucro obtido em sua contabilidade, ajustado de receitas e despesas que não devem ser consideradas,

Leia mais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais Fiscal Configurar Impostos Fiscais Objetivo Configurar todos os impostos que refletirão na Nota Fiscal de Saída. Pré- Requisitos As Taxas Tributárias dos Produtos devem ser devidamente cadastradas ( Fiscal

Leia mais

Grupos de Serviços Tipos de Serviços Serviços Eventuais Recorrentes

Grupos de Serviços Tipos de Serviços Serviços Eventuais Recorrentes Grupos de Serviços Tipos de Serviços Serviços Eventuais Recorrentes Desenvolvimento do Conteúdo Grupos de Serviços Centralizam todos os serviços que pertencem a determinado grupo e que serão vinculados

Leia mais

Tipo de Movimento de Entrada e Saída

Tipo de Movimento de Entrada e Saída Tipo de Movimento de Entrada Procedimentos de Configuração, para Parametrizar o SISGEM com os Tipos de Movimentações. Copyright 2010 flexlife todos diretos reservados www. flexlife.com.br Versão 1.1-19/08/15

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.020 NOVID AD ES E MELHORIAS E120A9 Jéssica Pinheiro 20/12/2016 2/39 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.020 1. Informação da política de prazo e número de parcelas no Frente de Caixa....

Leia mais

Documentação do processo de cadastro de notas fiscais de veículos/implementos

Documentação do processo de cadastro de notas fiscais de veículos/implementos Documentação do processo de cadastro de notas fiscais de veículos/implementos Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Cadastro de Notas Fiscais

Leia mais

Geração Arquivo Sped Fiscal

Geração Arquivo Sped Fiscal Luciane D. Velasques 09/11/2016 1/17 Geração Arquivo Sped Fiscal Sumário 1. Introdução:... 2 2. Importação das notas para os Livros Fiscais:... 2 3. Apuração do ICMS... 4 4. Geração do Arquivo Sped...

Leia mais

Liberação de Atualização

Liberação de Atualização Cordilheira Escrita Fiscal 2.174A Liberação de Atualização Criadas rotinas para possibilitar a parametrização da apuração automática do diferencial de alíquota, antecipação parcial do ICMS, e antecipação

Leia mais

Título: Conteúdo Contábil Tributário Comparativo Regime Tributário

Título: Conteúdo Contábil Tributário Comparativo Regime Tributário Título: Conteúdo Contábil Tributário Comparativo Regime Tributário 1- FUNCIONALIDADE: por meio da opção COMPARATIVO REGIME TRIBUTÁRIO do sistema Domínio você é direcionado automaticamente para a opção

Leia mais

Sistema SPED. Linha do tempo. Janeiro / 2017 Exigência da apresentação do Bloco K. Ajuste SINIEF nº 25/2016. Ajuste SINIEF n 02/2009

Sistema SPED. Linha do tempo. Janeiro / 2017 Exigência da apresentação do Bloco K. Ajuste SINIEF nº 25/2016. Ajuste SINIEF n 02/2009 Agenda Sistema SPED Bloco K Obrigatoriedade e prazos para entrega Estrutura de registros Escrituração Registro obrigatórios em 2017 Integração das áreas Desafios a serem enfrentados Dúvidas frequentes

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE A NOVA FORMA DE CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS

ORIENTAÇÕES SOBRE A NOVA FORMA DE CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS ORIENTAÇÕES SOBRE A NOVA FORMA DE CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS O método de configuração e tributação anterior não atendia as necessidades de grupos empresariais com regimes de apuração distintos,

Leia mais

AC FISCAL IMPORTAÇÃO ARQUIVO SPED ICMS/IPI

AC FISCAL IMPORTAÇÃO ARQUIVO SPED ICMS/IPI AC FISCAL IMPORTAÇÃO ARQUIVO SPED ICMS/IPI Esse manual tem por objetivo mostrar o que deve estar cadastrado no AC Fiscal para que a importação do arquivo do SPED ICMS seja processada de forma correta.

Leia mais

Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Recolhimento por Estimativa?

Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Recolhimento por Estimativa? Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Recolhimento por Estimativa? Esta configuração é exclusiva para empresas do Lucro Real, que realizam a apuração do IRPJ e da CSLL pelo cálculo

Leia mais

Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Balanço de Suspensão/Redução?

Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Balanço de Suspensão/Redução? Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Balanço de Suspensão/Redução? Esta configuração é exclusiva para empresas do Lucro Real, que realizam a apuração do IRPJ e da CSLL pelo

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO DE ENTRADA DE NOTAS FISCAIS VIA B2B ONLINE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO DE ENTRADA DE NOTAS FISCAIS VIA B2B ONLINE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO DE ENTRADA DE NOTAS FISCAIS VIA B2B ONLINE Versão 2.0 01/2006 ÍNDICE 1. Objetivo...3 2. Como acessar o Sistema...3 3. Cadastro de Notas...4 3.1. A digitação da Nota Fiscal

Leia mais

MANUAL DE NOTAS FISCAIS COM RETENÇÕES

MANUAL DE NOTAS FISCAIS COM RETENÇÕES Luciane Denise Velasques 22/07/2015 008.016.015 1/7 MANUAL DE NOTAS FISCAIS COM RETENÇÕES Sumário 1. Lançamento de notas fiscais com retenção... 2 1.1 CSLL... 4 1.2 IRRF... 5 1.3 ISSQN... 6 1.4 PIS/COFINS...

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação Critérios de Avaliação FUCAMP Fundação Carmelitana Mário Palmério FACIHUS Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Curso: Disciplina Ano Letivo: Semestre: Ciências Contábeis e Administração Contabilidade

Leia mais

Manual de Plano de Contas do LALUR

Manual de Plano de Contas do LALUR Manual de Plano de Contas do LALUR Este manual foi cuidadosamente elaborado pela ELPIS INFORMÁTICA, com a intenção de garantir ao usuário, todas as orientações necessárias para que possa usufruir ao máximo

Leia mais

1 - ESCOLHA: FIXA A MARGEM OU FIXA O PREÇO DE VENDA

1 - ESCOLHA: FIXA A MARGEM OU FIXA O PREÇO DE VENDA PREÇOS DE CUSTO / MARGENS / PREÇO DE VENDA Questão: Atualização do Preço de Custo / Margem / Preço de Venda quando é importado o arquivo XML de uma Nota Fiscal do Fornecedor. Alguns clientes optam em NÃO

Leia mais

informações de um equipamento cadastrado em uma determinada O.S e o Código Interno da Empresa.

informações de um equipamento cadastrado em uma determinada O.S e o Código Interno da Empresa. Conteúdo 1Introdução 2Comentários - RELATÓRIOS FIXOS- Alterações. 3Retorno Bancário 4Pedido de compra 5Estoque por lote - GRADE 6Código Interno - O.S. 7DRE - Custo de Aquisição. Introdução Este artigo

Leia mais

Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Trimestral?

Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Trimestral? Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Trimestral? Esta configuração é exclusiva para empresas do Lucro Real, que realizam a apuração do IRPJ e da CSLL pelo cálculo Trimestral. 1 PARÂMETROS;

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.017 NOVID AD ES E MELHORIAS E107A9 Jéssica Pinheiro 20/01/2016 2/24 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.017 1. Envio de cópia de e-mail.... 3 2. Bloqueio de emissão de cupom fiscal com

Leia mais

Parametrização para Documentos Fiscais

Parametrização para Documentos Fiscais Parametrização para Documentos Fiscais O sistema da Ommega Data é interativo e permite realizar as configurações necessárias conforme a necessidade da sua empresa. É importante que as configurações sejam

Leia mais

Importação XML NFE. Obs.: Se já realizava a importação pelo leitor do código de barras ignore o 1º Passo.

Importação XML NFE. Obs.: Se já realizava a importação pelo leitor do código de barras ignore o 1º Passo. Método: Pesquisa do arquivo xml. Importação XML NFE. Obs.: Se já realizava a importação pelo leitor do código de barras ignore o 1º Passo. Obs.: Este processo é para ser feito de CFOP para CFOP e não de

Leia mais

Módulo Financeiro Cadastro de Conta Contábil

Módulo Financeiro Cadastro de Conta Contábil Módulo Financeiro Cadastro de Conta Contábil 1 Conta Contábil O que é? Uma conta contábil é a origem de todas as receitas e despesas da empresa. Também denominada plano de contas. Para que é utilizada?

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.017 NOVID AD ES E MELHORIAS E109A9 Jéssica Pinheiro 01/04/2016 2/11 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.017 1. Parâmetro para controle do saldo na geração de pedido de compra de venda

Leia mais

Fechamento Anual / Geração da DIRF

Fechamento Anual / Geração da DIRF Fechamento Anual / Geração da DIRF Fechamento Anual / Dirf Nesta versão está disponível a geração do arquivo para a entrega da Dirf 2017 (referente ao ano calendário 2016), com data de entrega até dia

Leia mais

OPERAÇÕES COM MERCADORIAS- PARTE II

OPERAÇÕES COM MERCADORIAS- PARTE II OPERAÇÕES COM MERCADORIAS- PARTE II Impostos nas operações com mercadorias Comércio Indústria Prestadora de serviços Contribuinte de ICMS Contribuinte de ICMS/ IPI Não é contribuinte do ICMS nem do IPI

Leia mais

Título: Como gerar crédito presumido de PIS e COFINS para empresas sujeitas ao regime cumulativo conforme art. 31, Lei nº /2015?

Título: Como gerar crédito presumido de PIS e COFINS para empresas sujeitas ao regime cumulativo conforme art. 31, Lei nº /2015? Título: Como gerar crédito presumido de PIS e COFINS para empresas sujeitas ao regime cumulativo conforme art. 31, Lei nº 13.097/2015? 1 PARÂMETROS DA EMPRESA 1.1 Acesse o menu CONTROLE e clique em PARÂMETROS;

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DEVOLUÇÃO COM REFERENCIA NFE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DEVOLUÇÃO COM REFERENCIA NFE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DEVOLUÇÃO COM REFERENCIA NFE Este manual tem como finalidade instruir a utilização da tela de Devolução com Referência NFE. OBS.: AS CORES DESTACADAS CORRESPONDEM AS CORES DESTACAS

Leia mais

Conteúdo: 10.1 Controle de estoques e do custo das vendas.

Conteúdo: 10.1 Controle de estoques e do custo das vendas. Módulo 3 Egbert 1 Conteúdo: 10.1 Controle de estoques e do custo das vendas. 2 1. Operações com mercadorias O controle das mercadorias pode ser realizado periodicamente, ou seja, em intervalos fixos de

Leia mais

CAPÍTULO 3 INVENTÁRIO DEMERCADORIAS

CAPÍTULO 3 INVENTÁRIO DEMERCADORIAS CAPÍTULO 3 INVENTÁRIO DEMERCADORIAS EXEMPLOS: A Empresa Villa Ltda, comercializa Móveis, passou em seu estoque setor de camas unidades no valor de $cada. Em Abril/15, neste setor efetuou as seguintes operações

Leia mais

Como Cadastrar Sys Fundo de Combate à Pobreza? FN13

Como Cadastrar Sys Fundo de Combate à Pobreza? FN13 Como Cadastrar Sys Fundo de Combate à Pobreza? FN13 Sistema: Futura NFE Caminho: Cadastro>Fiscal>Fundo de Combate a Pobreza Referência: FN13 Versão: 2017.01.16 Como funciona: A tela de Sys Fundo de Combate

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÕES MÓDULO CONTABIL I

MANUAL DE CONFIGURAÇÕES MÓDULO CONTABIL I MANUAL DE CONFIGURAÇÕES MÓDULO CONTABIL I SUMÁRIO COMO CADASTRAR UM PLANO DE CONTAS... 3 COMO CADASTRAR CENTROS DE CUSTO... 7 CADASTRO DE HISTÓRICOS PADRÕES... 9 COMO CADASTRAR LANÇAMENTOS PADRÕES... 12

Leia mais

Documentação do processo de emissão de notas fiscais descritivas e imobilizado

Documentação do processo de emissão de notas fiscais descritivas e imobilizado Documentação do processo de emissão de notas fiscais descritivas e imobilizado Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR Sumário Emissão de notas fiscais com itens descritivos

Leia mais

Conteúdo: Sistemas de inventário Critérios de avaliação de estoques Cálculo das compras líquidas CPC 16 - Estoques

Conteúdo: Sistemas de inventário Critérios de avaliação de estoques Cálculo das compras líquidas CPC 16 - Estoques Módulo 3 Egbert 1 Conteúdo: Sistemas de inventário Critérios de avaliação de estoques Cálculo das compras líquidas CPC 16 - Estoques 2 1. Operações com mercadorias O controle das mercadorias pode ser realizado

Leia mais

Apostila Nº 2 Produtos/Mercadorias Como cadastrar, Excluir, Editar, Incluir no estoque, Repetir uma mercadoria, Baixar e Encaminhar e- mail ao

Apostila Nº 2 Produtos/Mercadorias Como cadastrar, Excluir, Editar, Incluir no estoque, Repetir uma mercadoria, Baixar e Encaminhar e- mail ao Apostila Nº 2 Produtos/Mercadorias Como cadastrar, Excluir, Editar, Incluir no estoque, Repetir uma mercadoria, Baixar e Encaminhar e- mail ao cliente. Sumário Cadastro com consulta simples... 3 Aba básicos...

Leia mais

Informativo de Versão 19.07

Informativo de Versão 19.07 Informativo de Versão 19.07 Índice Resulth Start... 2 Movimento PDV (Chamado 28079)... 2 ERP Receber... 3 Consultas de Vencimentos (Chamado 27491)... 3 Resulth Business... 5 Importação de XML de Conhecimento

Leia mais

Processo de Balanço de Estoque (Inventário de Estoque)

Processo de Balanço de Estoque (Inventário de Estoque) Processo de Balanço de Estoque (Inventário de Estoque) Introdução O Inventário de Estoque (Balanço) é uma atividade realizada em determinados períodos de tempo, em que todos os itens do estoque são contados,

Leia mais

1 Menu Controle Fiscal Contábil de Transição (Fcont)

1 Menu Controle Fiscal Contábil de Transição (Fcont) 1 O Controle Fiscal de Transição FCONT, surgiu para atender as necessidades do Regime Tributário de Transição RTT, sendo aprovado pela Medida Provisória 449/09. Para o Fcont, a empresa deverá apresentar

Leia mais

1 Novo menu de avisos e relatórios fiscais no Meu Sistema

1 Novo menu de avisos e relatórios fiscais no Meu Sistema Futura Server 1 Novo menu de avisos e relatórios fiscais no Meu Sistema Nesta versão foi incluída uma nova opção no menu Meu Sistema, que consiste em informar alterações de Alíquota de ICMS ST de determinado

Leia mais

Cordilheira Recursos Humanos 2.101b

Cordilheira Recursos Humanos 2.101b LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

NOVA CONFIGURAÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DO IPI

NOVA CONFIGURAÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DO IPI NOVA CONFIGURAÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DO IPI Com o crescimento do uso do Siagri Agribusiness em empresas contribuintes do IPI e também devido aos tratamentos exigidos pelo EFD Fiscal (SPED Fiscal), tornou-se

Leia mais

ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final

ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida ou transmitida por qualquer modo ou meio, sem autorização prévia da CISS. Todos os direitos

Leia mais

Boletim Técnico. Balanço Patrimonial. Desenvolvimento/Procedimento. Produto : TOTVS Gestão Patrimonial Processo : Relatórios

Boletim Técnico. Balanço Patrimonial. Desenvolvimento/Procedimento. Produto : TOTVS Gestão Patrimonial Processo : Relatórios Balanço Patrimonial Produto : TOTVS Gestão Patrimonial - 12.1.5 Processo : Relatórios Subprocesso : Balanço Patrimonial Data publicação da : 13/04/15 O objetivo deste boletim é descrever os passos a serem

Leia mais

Faturamento - Pedido Vendas & Orçamento

Faturamento - Pedido Vendas & Orçamento Bruna Almeida 1.0 05/12/10 1 / 11 Bruna Almeida 1.0 05/12/10 2 / 11 1. Índice 1. Índice... 2 2. Revisão... 3 3. Objetivos... 4 4. Informações importantes... 4 5. Conteúdo... 4 Bruna Almeida 1.0 05/12/10

Leia mais

Curva ABC de Clientes

Curva ABC de Clientes Curva ABC de Clientes Introdução Para analisar as movimentações dos clientes efetuadas no sistema é possível configurar e utilizar o processo de Curva ABC de Clientes, criando análises e classificando

Leia mais

Título: SC - Como realizar a configuração de crédito presumido de leite in natura An2, Art.15, X?

Título: SC - Como realizar a configuração de crédito presumido de leite in natura An2, Art.15, X? Título: SC - Como realizar a configuração de crédito presumido de leite in natura An2, Art.15, X? 1 PARÂMETROS EMPRESA 1.1 Acesse o menu CONTROLE, clique em PARÂMETROS; 1.2 Clique no botão [Nova Vigência];

Leia mais

FORTES CONTÁBIL E FISCAL ECF LUCRO REAL

FORTES CONTÁBIL E FISCAL ECF LUCRO REAL FORTES CONTÁBIL E FISCAL ECF LUCRO REAL Esse manual tem o objetivo de demonstrar como será realizada a geração da ECF de uma empresa optante pelo Lucro Real no Fortes Contábil. O que é a ECF? A Escrituração

Leia mais

Tutorial Financeiro Acessando o módulo Financeiro

Tutorial Financeiro Acessando o módulo Financeiro Sumário Acessando o módulo Financeiro... 2 Configuração de Categoria e Conta para Contrato... 4 Movimentações... 5 A confirmar... 7 Aprovar... 9 Extrato... 10 Recebimentos... 14 Pagamentos... 15 Agrupar...

Leia mais

Como cadastrar um produto, e o que é necessário para um cadastro correto. Controle de estoque > Tabelas gerais > produtos > acesso a dados gerais

Como cadastrar um produto, e o que é necessário para um cadastro correto. Controle de estoque > Tabelas gerais > produtos > acesso a dados gerais Estoque Como cadastrar um produto, e o que é necessário para um cadastro correto. Cadastro de Produto Controle de estoque > Tabelas gerais > produtos > acesso a dados gerais Os campos destacados acima

Leia mais

SPED ECF - Como importar as informações do registro U182 referente ao cálculo da CSLL para empresa Imune/ Isenta?

SPED ECF - Como importar as informações do registro U182 referente ao cálculo da CSLL para empresa Imune/ Isenta? SPED ECF - Como importar as informações do registro U182 referente ao cálculo da CSLL para empresa Imune/ Isenta? Esta opção estará disponível somente para empresas com forma de tributação de lucro: Imune/Isenta.

Leia mais

EMISSÃO DE CONHECIMENTO ELETRÔNICO / CT-E (VIA CHAVE DE ACESSO) Para emitir Ct-e via Chave de acesso da Nota Fiscal / NF-e siga os passos abaixo.

EMISSÃO DE CONHECIMENTO ELETRÔNICO / CT-E (VIA CHAVE DE ACESSO) Para emitir Ct-e via Chave de acesso da Nota Fiscal / NF-e siga os passos abaixo. 2-2-2 EXPEDIÇÃO EMISSÃO DE CONHECIMENTO ELETRÔNICO / CT-E (VIA CHAVE DE ACESSO) Para emitir Ct-e via Chave de acesso da Nota Fiscal / NF-e siga os passos abaixo. 1. Clique em Conhecimento Eletrônico ;

Leia mais

NOVA CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS

NOVA CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS NOVA CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS O método de configuração e tributação anterior não atendia as necessidades de grupos empresariais com regimes de apuração distintos, dentro do mesmo banco de

Leia mais

Título: Como realizar o cálculo do ICMS Diferencial de Alíquota, nas Saídas para Fora do estado a não contribuinte para empresas do Simples Nacional?

Título: Como realizar o cálculo do ICMS Diferencial de Alíquota, nas Saídas para Fora do estado a não contribuinte para empresas do Simples Nacional? Título: Como realizar o cálculo do ICMS Diferencial de Alíquota, nas Saídas para Fora do estado a não contribuinte para empresas do Simples Nacional? 1 PARÂMETROS; 1.1 Acesse o menu CONTROLE, clique em

Leia mais

Como é Feito os Calculos

Como é Feito os Calculos Conteúdo 1Introdução 2Tela no Cadastro de Produtos 3Como é Feito os Calculos 4Custo Minimo 5Custo Atual 6Preço de Aquisição, Venda e Margem de Lucro 7Regras do agregado Introdução Será descrito abaixo

Leia mais

Manual de Ativo Imobilizado

Manual de Ativo Imobilizado Manual de Ativo Imobilizado Este manual foi cuidadosamente elaborado pela ELPIS INFORMÁTICA, com a intenção de garantir ao usuário, todas as orientações necessárias para que possa usufruir ao máximo de

Leia mais

TUTORIAL SIMPLES REMESSA BAIXANDO ESTOQUE

TUTORIAL SIMPLES REMESSA BAIXANDO ESTOQUE Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 1 2. Emitir Nota Fiscal Simples Remessa com Baixa no Estoque:... 2 2.1 Gerando Contas a Receber... 2 2.3 Sem Gerar Contas a Receber... 5 Apresentação

Leia mais

TUTORIAL Lucro Real BLOCO K

TUTORIAL Lucro Real BLOCO K TUTORIAL Lucro Real BLOCO K ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) Para gerar o Bloco K e seus registros automaticamente, primeiro é necessário verificar a qualificação da pessoa jurídica que está selecionada

Leia mais

1. Geração da EFD Pis/Cofins revisado. (Pct. 3815).

1. Geração da EFD Pis/Cofins revisado. (Pct. 3815). 1. Geração da EFD Pis/Cofins revisado. (Pct. 3815). Disponibilizada nova versão revisada da geração do arquivo magnético da EFD Pis/Cofins, compatibilizada com as regras publicadas até a última versão

Leia mais

1 Novo Parâmetro Desconto automático no item na Grade de Produtos:

1 Novo Parâmetro Desconto automático no item na Grade de Produtos: Futura Server 1 Novo Parâmetro Desconto automático no item na Grade de Produtos: Foi criado nesta versão, um novo parâmetro denominado Desconto Automático, onde será definido se o desconto deste produto

Leia mais

Guia de Instruções ECF. Guia de Instruções ECF

Guia de Instruções ECF. Guia de Instruções ECF Guia de Instruções 1 Conteúdo Apresentação... 3 Instruções para... 4 1. Importação da e Recuperação da ECD... 4 2. Recuperação da ECD sem mapeamento para o Plano Referencial... 4 3. Recuperação da ECD

Leia mais

SSPlus (9.0) REA Relatório Explicativo de Alterações. REA SSPlus 9.0 1

SSPlus (9.0) REA Relatório Explicativo de Alterações. REA SSPlus 9.0 1 REA SSPlus 9.0 1 REA Relatório Explicativo de Alterações SSPlus (9.0) Autor: Controle de Qualidade Criado em 24/01/2017 Impresso Arquivo REA Relatório Explicativo de Alterações Versão 9.0.40a REA SSPlus

Leia mais

Nota de Devolução Eletrônica

Nota de Devolução Eletrônica Nota de Devolução Eletrônica A Nota de Devolução Eletrônica é utilizada para efetuar devoluções ou trocas de mercadorias, quando passado o prazo de estorno de uma nota fiscal eletrônica ou simplesmente

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor (NFC-e)

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor (NFC-e) Emissão de Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor (NFC-e) Introdução A emissão de Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor (NFC-e) abrange, exclusivamente, operações comerciais de venda de mercadoria ao consumidor

Leia mais

TUTORIAL SIMULAR PRECIFICAÇÃO PRODUTOS IMPORTADOS

TUTORIAL SIMULAR PRECIFICAÇÃO PRODUTOS IMPORTADOS Sumário Apresentação... 2 1. Procedimentos iniciais... 2 2. Pesquisar e Precificar Produto... 3 2.1 Aplicar Preço Futuro... 3 2.2 Aplicar Venda Externa... 10 2.3 Aplicar Preço Sugerido... 12 2.4 Analisar

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.018 NOVID AD ES E MELHORIAS E112A9 Jessica Pinheiro 16/05/2016 2/18 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.018 1. Configuração de situação cadastral padrão para novos clientes.... 3 2.

Leia mais

Manual Centralização Matriz e Filial.

Manual Centralização Matriz e Filial. Manual Centralização Matriz e Filial. 38 ANOS Londrina - PR 1ª Edição Este manual está sendo criado pelo Suporte da Escrita Fiscal junto com nosso Analista, para que o usuário tenha a mais completa informação

Leia mais

Funcionamento da Apuração do CIAP

Funcionamento da Apuração do CIAP Funcionamento da Apuração do CIAP A apuração do CIAP poderá ser feita de duas formas: Automática ou Manual. 1 - Forma Automática: 1.1 - A forma automática será executada no encerramento do departamento

Leia mais

Manual. Sistema Vênus 2.0. (Módulo Estoques)

Manual. Sistema Vênus 2.0. (Módulo Estoques) Manual Do Sistema Vênus 2.0 (Módulo Estoques) O principal objetivo do módulo Estoque é cadastrar todos os itens de estoque, fazer operações de estoque (entrada e saída), efetuar movimentação entre unidades

Leia mais

Controle de Financiamentos. Sumário

Controle de Financiamentos. Sumário Fernanda Klein Both 02/04/2013 008.011.0035 B13 1/8 Controle de Financiamentos Sumário 1. Objetivo... 2 2. Cadastros... 2 2.1. Instituições Financeiras... 2 2.2. Conta Corrente... 2 2.3. Linhas de Crédito...

Leia mais

N O V I D AD E S E M E L HO RI AS E 9 5 A8

N O V I D AD E S E M E L HO RI AS E 9 5 A8 VERSÃO 008.014 NOVID AD ES E MELHORIAS E95A8 Jéssica Pinheiro 23/03/2015 2/27 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.014 1. Parâmetros para data de fechamento da folha de pagamento.... 3 2. Parâmetro

Leia mais

Como lançar uma Nota Fiscal(NF) de Compra. Como lançar a Nota Fiscal de Compra Como atualizar os preços dos produtos de meia nota

Como lançar uma Nota Fiscal(NF) de Compra. Como lançar a Nota Fiscal de Compra Como atualizar os preços dos produtos de meia nota Como lançar uma Nota Fiscal(NF) de Compra Como lançar a Nota Fiscal de Compra Como atualizar os preços dos produtos de meia nota Abra a tela de Entrada de Produto Abra o módulo Compras, clique no Menu

Leia mais

Table of Contents. WinThor 7. Index Cadastrar... Tributação de PIS/COFINS

Table of Contents. WinThor 7. Index Cadastrar... Tributação de PIS/COFINS Table of Contents WinThor 7 1 40 - Tributação... 7 4001 - Cadastrar... Tributação de PIS/COFINS 7 Visão Geral... 8 Validações Importantes... 12 Ações mais... Comuns 12 Incluir Tributação... PIS/COFINS

Leia mais

Futura E-commerce - Cadastros

Futura E-commerce - Cadastros Futura E-commerce - Cadastros O E-commerce é integralmente ligado ao sistema Futura Server, no qual as informações se replicam, sejam elas, compras feitas na loja virtual, baixa em contas a receber, cadastro

Leia mais

Contabilidade Introdutória

Contabilidade Introdutória Contabilidade Introdutória Profa. Mara Jane Contrera Malacrida 1 Avaliação de Estoques CPC 16 Caracterização do Estoque Estoques são ativos: a)mantidos para venda no curso normal dos negócios; b)em processo

Leia mais

Abaixo a legenda da imagen para facilitar o entendimento. Legenda:

Abaixo a legenda da imagen para facilitar o entendimento. Legenda: 17/04/2012 SuperBusines - 6.0.6600 Esta versão veio com o objetivo de corrigir alguns pequenos erros e também adicionar novas funcionalidades para o sistema. Conteúdo 1 Alterações Realizadas 1.1Cadastro

Leia mais

Em caso de duvidas da rotina do Cálculo 39

Em caso de duvidas da rotina do Cálculo 39 Belo Horizonte 16/07/2010 2 Esse manual do usuário visa informar o funcionamento da rotina do bem como a sua integração com outros produtos da. Dados do Manual do Usuário Esse manual do usuário da rotina

Leia mais

CONCEITO DE TOMADOR DE SERVIÇOS

CONCEITO DE TOMADOR DE SERVIÇOS CONCEITO DE TOMADOR DE SERVIÇOS CADASTRO DE EMPRESAS PALETA 2.COMPLEMENTO: deverá constar o código de recolhimento da GFIP 150 (Recolhimento ao FGTS e informações a Previdência Social de empresa prestadora

Leia mais

Título: PR - Como configurar o sistema para Estornar o crédito de ICMS conforme Art. 71 RICMS Produtos Cesta Básica?

Título: PR - Como configurar o sistema para Estornar o crédito de ICMS conforme Art. 71 RICMS Produtos Cesta Básica? Título: PR - Como configurar o sistema para Estornar o crédito de ICMS conforme Art. 71 RICMS Produtos Cesta Básica? Esta configuração é exclusiva para empresas situadas no estado do Paraná, que realizam

Leia mais

GESTÃO DOS TRIBUTOS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA

GESTÃO DOS TRIBUTOS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA GESTÃO DOS TRIBUTOS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA Silvério das Neves Graduado em Contabilidade e Administração pela Universidade Mackenzie. MBA Executivo em Gestão de Negócios pelo INPG. Participou da

Leia mais

Importação de NF-e (Entrada)

Importação de NF-e (Entrada) Importação de NF-e (Entrada) Procedimentos para Importar Nota Fiscal de Entrada por XML A importação de notas de entrada pode ser efetuada através do arquivo XML referente a uma nota de saída do fornecedor,

Leia mais

INSTRUÇÕESS - EMENDA CONSTITUCIONAL 87/2015

INSTRUÇÕESS - EMENDA CONSTITUCIONAL 87/2015 INSTRUÇÕESS - EMENDA CONSTITUCIONAL 87/2015 Introdução Este roteiro contem instruçõess para configuração e emissão de notas com base nas alterações de Partilha de ICMS e Calculo do Fundo de Combate a pobreza

Leia mais