CÁLCULO DO INVENTÁRIO NO ATHENAS3000

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CÁLCULO DO INVENTÁRIO NO ATHENAS3000"

Transcrição

1 CÁLCULO DO INVENTÁRIO NO ATHENAS3000 Revisado 12/ ALGUMAS CONSIDERAÇÕES Antes de mostrar como é calculado o inventário no sistema Athenas3000, deve ser levando em conta algumas considerações. Leia com bastante atenção os tópicos abaixo. 1.1 O que é Inventário Levantamento dos produtos disponíveis (em uma determinada data) em estoque para venda no processo normal de um negócio, ou a serem utilizados na fabricação de produtos comercializados pela empresa. 1.1O que é o Livro Registro de Inventário As pessoas jurídicas tributadas com base no Lucro Real deverão escriturar o Livro Registro de Inventário ao final de cada período: trimestralmente ou anualmente quando houver opção pelos recolhimentos mensais durante o curso do anocalendário, com base na estimativa (RIR/1999, art. 261). No caso de utilização de balanço com vistas à suspensão ou redução do imposto devido mensalmente, com base em estimativa, a pessoa jurídica que possuir registro permanente de estoques integrado e coordenado com a contabilidade somente estará obrigada a ajustar os saldos contábeis, pelo confronto da contagem física, ao final do ano-calendário ou no encerramento do período de apuração, nos casos de incorporação, fusão, cisão ou extinção de atividade (IN SRF n º 93, de 1997, art. 12, 4 º ). 1.3 Mercadorias devem constar no inventário Aplica-se o art. 76 do Convênio S/N, de 15 de dezembro de 1970, que dispõe: O livro Registro de Inventário, modelo 7, destina-se a arrolar, pelos seus valores e com especificações que permitam sua perfeita identificação, as mercadorias, as matériasprimas, os produtos intermediários, os materiais de embalagem, os produtos manufaturados e os produtos em fabricação, existentes no estabelecimento à época do balanço. 1º No livro referido neste artigo serão também arrolados, separadamente:1. as mercadorias, as matérias-primas, os produtos intermediários, os materiais de embalagem e os produtos manufaturados pertencentes ao estabelecimento, em poder de terceiros;2. as mercadorias, as matérias-primas, os

2 produtos intermediários, os materiais de embalagem, os produtos manufaturados e os produtos em fabricação de terceiros, em poder do estabelecimento. 2 CUSTO 2.1 O que é Custo É a soma dos gastos incorridos e necessários para a aquisição, conversão e outros procedimentos necessários para trazer os estoques à sua condição e localização atuais e compreende todos os gastos incorridos na sua aquisição ou produção, de modo a colocá-los em condições de serem vendidos, transformados, utilizados na elaboração de produtos ou na prestação de serviços que façam parte do objeto social da entidade, ou realizados de qualquer outra forma Custo no Athenas3000 OBS.: Para efeito desse tópico e manual, valor unitário do item é o valor que multiplicado com a quantidade vai dar o valor total do item. Ou seja, é o preço unitário do item contido na nota de entrada. O custo sempre será calculado com base no preço unitário da nota fiscal de entrada. Do preço unitário serão subtraídos ou somados tributos dependendo das configurações no cadastro de empresas e até mesmo das configurações na tela de Configurações. ICMS: Subtrai do custo se: (Regra geral) Se a empresa tiver crédito do ICMS, se na nota de entrada estiver calculando o ICMS, o valor do ICMS não será considerado custo e consequentemente irá ser subtraído do valor unitário do produto. Ex.: Valor unitário do item: 100,00 R$. Porcentagem do ICMS: 17%. Custo unitário = 83,00 R$ (100,00-17%). Para subtrair o ICMS do custo, deverá está desmarcado a opção de Não Subtrair ICMS no Custo Unitário em Configurações Administração Estoque/Vendas 5. OBS.: Para ter o efeito acima, na nota fiscal de entrada deve está destacado a base de calculo e valor do ICMS. Não subtrai do custo se: Se a empresa não tiver crédito do ICMS o mesmo é considerado custo e não é subtraído do valor unitário do cadastro de produtos. Nesse caso o valor unitário do item permanece inalterado (Regra Geral). Ex.: Valor unitário do item: 100,00 R$. Porcentagem do ICMS: 17%. Custo unitário: 100,00 R$.

3 Para não subtrair o ICMS do custo, deverá está marcado a opção de Não Subtrair ICMS no Custo Unitário em Configurações Administração Estoque/Vendas 5. Veja o print: IPI: Não faz nada: (Regra geral) Se a empresa tiver crédito do IPI (indústria por exemplo), o valor do IPI não é considerado Custo. Nesse caso, não faz nada com o valor do IPI. Ex.: Valor unitário do item: 100,00 R$. Porcentagem do IPI: 5%. Custo unitário: 100,00 R$. Para não fazer nada com o valor do IPI no custo, deverá está marcado a opção de IPI/Saídas Indústria no cadastro de empresas. OBS.: Para ter o efeito acima, na nota fiscal de entrada deve está destacado a base de calculo e valor do IPI. Soma ao custo se: (Regra geral) Se a empresa não tiver crédito do IPI, o mesmo é considerado como custo. Consequentemente vai ser somado ao valor unitário do item.

4 Ex.: Valor unitário do item: 100,00 R$. Porcentagem do IPI: 5%. Custo unitário: 105,00 R$ (100,00+5%). Para somar o valor do IPI do custo, deverá está desmarcado a opção de IPI/Saídas Indústria no cadastro de empresas. OBS.: Para ter o efeito acima, na nota fiscal de entrada deve está destacado a base de calculo e valor do IPI. Veja o Print: PIS/CONFIS: Subtrai do custo se: (Regra geral) Se o PIS/CONFINS for não cumulativo, ele não será considerado custo. Logo irá ser subtraído do valor unitário do item. Ex.: Valor unitário do item: 100,00 R$. Alíquotas Pis/Confis: 3% e 7,6%. Custo unitário = 89,40 R$ (100,00 R$ - (3%+7,6%)).

5 Para subtrair o PIS/COFINS do custo, deverá está marcado a opção de Deduzir PIS/COFINS do preço de Custo do Produto em Configurações Administração Estoque/Vendas 7 (isso para efeito na movimentação e relatórios gerais). No cadastro de empresa, o regime de apuração do PIS/COFINS deve ser Não Cumulativo (isso somente para efeito de inventário). OBS.: Para ter o efeito acima, na nota fiscal de entrada deve está destacado a base de calculo e valor do PIS/COFINS. Não subtrai se: (Regra geral) Se o PIS/COFINS for cumulativo é considerado custo. Logo, o valor unitário do item permanece inalterado. Ex.: Valor unitário do item: 100,00 R$. Alíquotas Pis/Confis: 3% e 7,6%. Custo unitário = 100,00 R$. Para não subtrair o PIS/COFINS do custo, deverá está desmarcado a opção de Deduzir PIS/COFINS do preço de Custo do Produto em Configurações Administração Estoque/Vendas 7 (isso para efeito na movimentação e relatórios gerais). No cadastro de empresa, o regime de apuração do PIS/COFINS deve ser Cumulativo (isso somente para efeito de inventário). Veja os Print s abaixo:

6

7 ICMS ST: Para somar ao custo: (Regra geral) Se na nota de entrada estiver calculado o ICMS ST, o mesmo é somado ao valor unitário do item. Pois, o ICMS ST é considerado custo. Ex.: valor unitário do item: 100,00 R$. ICMS ST: 15,00 R$. Custo unitário = 115,00 R$ (100,00+15,00). Para somar o ICMS ST ao custo do produto, deverá informar o CST 60 na nota de entrada e destacar a base e valor do ICMS ST. OBS. 1: Caso o valor do ICMS ST não é para somar ao custo, não proceder conforme descrito acima. OBS. 2: Se na nota fiscal de entrada tiver base e valor do ICMS e o sistema tiver configurado para subtrair o ICMS do custo, nesse caso quando tiver ICMS ST somado ao custo, o valor do ICMS não será deduzido do custo. OBS. 3: Para efeito do SPED FISCAL, quando no item for informado o CST terminado com o valor 60, não teve ter informações de Base, alíquota e valor nos campos referentes ao ICMS normal e ICMS ST. No caso, informar o valor do ICMS ST no campo Outras Despesas Acessorias, caso a empresa não se credita do ICMS ST. FRETE: Sempre soma (Regra geral): Se na nota de entrada tiver frete, o mesmo será considerado custo e será somando ao valor unitário do item. Ex.: valor unitário: 100,00 R$. Frete: 3,00 R$. Custo unitário: 103,00 R$ (100,00+3,00). Atenção: Se na nota tiver mais de um item, o valor do Frete será rateado proporcionalmente ao valor total do item. Ex.: Em uma nota de entrada tem o item A com 1 quantidade, com o preço unitário de 100,00 R$ e o item B com 1 quantidade, com o preço unitário de 150,00 R$. O valor total do Frete de 50,00 R$. Qual o valor do frete de cada produto? Resposta: Primeiramente deve achar a porcentagem que cada item corresponde do total dos itens. Para tanto, basta dividir o valor total do item pelo valor total dos itens. Uma vez achando a porcentagem de cada item sobre o valor total dos itens, basta multiplicar a porcentagem achada de cada item pelo valor total do frete. O resultado será o valor do frete de cada item. Veja:

8 porcentagem do item valor total do frete Produto Valor total sobre o valor total dos itens rateado por item A 100,00 40% = (100,00/250,00 * 100) 20,00 = (50,00 * 40%) B 150,00 60% = (150,00/250,00 * 100) 30,00 = (50,00 * 60%) TOTAL 250,00 100% = Porcentagem total 50,00 = total do frete O valor do frete do produto A será de 20,00 R$. Pois o valor total do produto A (100,00 R$) corresponde a 40% do total dos produtos (250,00 R$). Então devem ser distribuídos 40% do total do frete (50,00 R$) para o item A. O valor do frete do produto B será de 30,00 R$. Pois o valor total do produto B (150,00 R$) corresponde a 60% do total dos produtos (250,00 R$). Então devem ser distribuídos 60% do total do frete (50,00 R$) para o item A. DESCONTO: Sempre Subtrai (Regra geral): Se na nota tiver desconto, o mesmo não é considerado custo e será subtraído do valor unitário do item. Ex.: valor unitário: 100,00 R$. Desconto: 9,00 R$. Custo unitário: 91,00 R$ (100,00-9,00) OBS. 1: Se foi informado desconto diretamente no item, o desconto informado é sobre o total daquele item. Para achar o desconto a ser deduzido do preço unitario, deve fazer a divisão pela quantidade dos itens. OBS. 2: Se foi informado desconto diretamente no total da NF-e e se a NF-e tiver vários itens, deve achar a parcela do desconto correspondente a cada produto usando o método de proporção (veja o item acima sobre frete que demonstro como se faz um calculo usando proporção). Após achar a parcela do desconto de cada produto, dividir pela quantidade para saber o valor que vai ser subtraído do preço unitário. 2.2 CALCULO DO CUSTO Existem três (3) formas de calcular o custo do inventário de determinado produto: Média Ponderada, Primeiro a entrar é o primeiro a sair (PEPS) e último a entrar é o primeiro a sair (UEPS). O UEPS, atualmente, não é aceito no Brasil. Se tratando do sistema Athenas3000, o valor do custo no inventário é calculado ou pela média ponderada ou pela última compra.

9 - Custo pela Última Compra: Será com base no valor unitário do item da última entrada onde o tipo de movimento estiver marcado Alterar Preço de Custo. O custo nessa última nota de entrada será calculado conforme foi explicado mais acima no item Custo no Athenas3000:. OBS.: A marcação da opção Alterar Prelo de Custo, no cadastro do tipo de movimento, também influência o calculo do custo no método Média Ponderada. - Custo pela Média Ponderada: O cálculo do custo unitário no inventário será com base na seguinte fórmula: Custo unitário = Valor do estoque anterior + valor do estoque que está sendo dado entrada valor do estoque que está saindo do estoque Quantidade em estoque

10 OBS.: Esse cálculo será feito nota por nota e o valor do custo unitário por nota será calculado conforme foi explicado mais acima no item Custo no Athenas3000:. Ex.: Considere os eventos: 1 Feito entrada com 10 quantidades ao custo unitário de 15,00 R$. 2 Feito entrada com 15 quantidade ao custo unitário de 20,00 R$. 3 Feito saída de 17 quantidades ao preço de venda de 50,00 R$. 4 Feito entrada com 12 quantidades ao custo unitário de 25,00 R$. O custo total do inventário pela média ponderada será:

11 Importante: No Athenas3000 a quantidade de determinado item no inventário tem que ser igual à quantidade desse item no relatório de ficha de estoque (Relatórios Estoque Ficha de Estoque Tipo: 0 - Ficha de Estoque). O saldo atual do inventário (em quantidade e em valor) será = Saldo do Inventário anterior + Entradas do Período Saída do Período. 3 OUTRAS CONFIGURAÇÕES 3.1 Cadastro de usuário No cadastro de usuário (Cadastro>Usuários) deve está marcado a baixo:

12 3.2 Ordem para calcular o custo do inventário Se tratando do inventário e do custo o inventário, deve ficar atendo as marcações abaixo no cadastro de empresas. Essas marcações irão ter efeito diretamente no

13 calculo do custo seguindo a lógica apresentada no item (acima). 4 TELA DO INVENTÁRIO A tela do inventário, pelo modulo Administrativo, ficam em Relatórios Estoque Inventário:

14 Note que na tela do Inventário há várias opções. Somente as opções em destaque influenciarão no cálculo do inventário. As demais opções são somente para efeito de visualização após o inventário ter sido calculado.

15 Opções importantes que influenciam no cálculo do inventário: Data: Deve ser informada a data de calculo ou digitação do inventário. Opções de Empresa/Filiais: Ao marcar essa opção o sistema irá calcular o inventario para todos as filiais. Forma de Cálculo: Irá impactar diretamente na forma de calculo do custo. A pessoa pode calcular o custo do inventário pela Ultima Compra ou pela Média Ponderada (Ver item do presente manual). Inventário da última data até a data inicial: Irá calcular um inventário por dia. Estoque baseado na unidade de medida para conversão em m² / m³: Ao marcar essa opção o inventario será calculado com base na metragem de metros cúbicos e metros quadrados e não pela quantidade. Não Calcular Estoque: Quando está marcada o sistema faz o calculo do estoque antes de calcular o inventário.

16 5 CALCULO DO INVENTÁRIO O inventário no Athenas3000 pode ser calculado ou digitado. 5.1 INVENTÁRIO DIGITADO Na aba Dados informar a data do inventario e clicar em digitar: O sistema vai habilitar a aba Registos. Todos os campos da aba Registros deverão ser preenchidos.

17 5.2 INVENTÁRIO CALCULADO Importante: Antes de calcular o inventário é preciso calcular o estoque rápido. Para tanto ir em Ferramentas Ferramentas Administrativas Estoque e clicar em estoque rápido: Após ter calculado o estoque rápido, acessar a tela do inventário. Na aba Dados informar a data do inventário, escolher a Forma de Cálculo e clicar em calcular.

18 OBS.: Ficar atendo as opções apresentadas no item 2 do presente manual. Ao clicar em calcular, o sistema apresentará a tela abaixo do lado direito do monitor. Quando essa tela desaparecer significa que o sistema Athenas3000 já calculou o inventário. 5.3 VISUALIZAÇÃO DO INVENTÁRIO CALCULADO Para verificar o inventário calculado, basta informar a data do inventário e clicar em visualizar. OBS.: Ficar atendo as opções de filtro da tela conforme orientação no item 2 do presente manual.

19 OBS: Se clicar no código do produto o sistema abrirá o relatório da ficha de estoque. 5.4 ALTERAÇÃO DE UM INVENTÁRIO JÁ CALCULADO Para alterar um inventário já calculado, basta informa a data do inventário e clicar em digitar.

20 Nesse momento o sistema habilitará a aba registro. Basta alterar a informação que deseja. (1)Alterar a informação que deseja. (2) Após fazer a alteração, clicar na aba Dados e (3) clicar em visualizar. 5.5 APAGAR UM INVENTÁRIO JÁ CALCULADO. Para apagar um inventário calculado, basta clicar com o botão direito na tela do inventário e ir em Exclusões. OBS.: O processo é irreversível.

21

S i a g r i Sistemas de Gestão Evidence Assessoria & Treinamentos Margem de Contribuição

S i a g r i Sistemas de Gestão Evidence Assessoria & Treinamentos Margem de Contribuição O que é? é quantia em dinheiro que sobra do preço de venda de um produto, serviço ou mercadoria após retirado o valor do custo variável unitário. Esta quantia é que irá garantir a cobertura do custo fixo

Leia mais

S i a g r i Sistemas de Gestão Evidence Assessoria & Treinamentos Custos Siagri Agribusiness

S i a g r i Sistemas de Gestão Evidence Assessoria & Treinamentos Custos Siagri Agribusiness CUSTO REPOSIÇÃO Custo da ultima Nota de entrada. Data Quantidade Custo Unitário Valor Total 12/07/2007 50 10,00 500,00 15/07/2007 150 12,50 1.875,00 Custo Reposição = 12,50 Atualização do Custo (Reposição).

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE O MODULO FISCAL

MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE O MODULO FISCAL MANUAL DE ORIENTAÇÕES SOBRE O MODULO FISCAL VITÓRIA 2016 SUMÁRIO CADASTROS GERAIS... 3 Cadastro de Empresas... 3 Cadastro de Autônomos e Sócios... 6 Cadastro de Participantes... 7 Cadastro de Itens (Produtos)...

Leia mais

MANUAL PARA CADASTRO DE PRODUTOS

MANUAL PARA CADASTRO DE PRODUTOS MANUAL PARA CADASTRO DE PRODUTOS Este manual tem o objetivo de orientar o procedimento de cadastro de Produtos. Sempre que se fizer um destes procedimentos, os passos abaixo devem ser seguidos. AS CORES

Leia mais

FS12. Sistema: Futura Server. Caminho: Cadastros>Estoque>Produto. Referência: FS12. Versão:

FS12. Sistema: Futura Server. Caminho: Cadastros>Estoque>Produto. Referência: FS12. Versão: Como FS12 Cadastrar Produto? - Sistema: Futura Server Caminho: Cadastros>Estoque>Produto Referência: FS12 Versão: 2015.12.2 Como funciona: O menu Cadastro de Produto é utilizado para registrar os produtos

Leia mais

Fábio Figueiredo Supervisor. Suporte

Fábio Figueiredo Supervisor. Suporte Olá! Bem Vindo! Fábio Figueiredo Supervisor Suporte Fabio.figueiredo@grupopc.com.br Agenda do dia: Custos e precificação Importação do XML na entrada de mercadoria Entendendo a precificação de Produtos

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO DE ENTRADA DE NOTAS FISCAIS VIA B2B ONLINE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO DE ENTRADA DE NOTAS FISCAIS VIA B2B ONLINE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO DE ENTRADA DE NOTAS FISCAIS VIA B2B ONLINE Versão 2.0 01/2006 ÍNDICE 1. Objetivo...3 2. Como acessar o Sistema...3 3. Cadastro de Notas...4 3.1. A digitação da Nota Fiscal

Leia mais

Liberação de Atualização

Liberação de Atualização Cordilheira Escrita Fiscal 2.174A Liberação de Atualização Criadas rotinas para possibilitar a parametrização da apuração automática do diferencial de alíquota, antecipação parcial do ICMS, e antecipação

Leia mais

Manual de apuração do IRPJ e da CSLL no Athenas3000 e a geração do arquivo do SPED ECF.

Manual de apuração do IRPJ e da CSLL no Athenas3000 e a geração do arquivo do SPED ECF. Análise: Ronaldo Ferreira/Verônica Barreto Manual de apuração do IRPJ e da CSLL no Athenas3000 e a geração do arquivo do SPED ECF. Importante: O objetivo deste manual é apenas mostrar como configurar,

Leia mais

Grupos de Serviços Tipos de Serviços Serviços Eventuais Recorrentes

Grupos de Serviços Tipos de Serviços Serviços Eventuais Recorrentes Grupos de Serviços Tipos de Serviços Serviços Eventuais Recorrentes Desenvolvimento do Conteúdo Grupos de Serviços Centralizam todos os serviços que pertencem a determinado grupo e que serão vinculados

Leia mais

Escrituração Contábil Fiscal - ECF

Escrituração Contábil Fiscal - ECF EMPRESAS LUCRO REAL As empresas que são tributadas pelo Lucro Real, pagam o IRPJ e a CSLL com base no lucro obtido em sua contabilidade, ajustado de receitas e despesas que não devem ser consideradas,

Leia mais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais Fiscal Configurar Impostos Fiscais Objetivo Configurar todos os impostos que refletirão na Nota Fiscal de Saída. Pré- Requisitos As Taxas Tributárias dos Produtos devem ser devidamente cadastradas ( Fiscal

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.020 NOVID AD ES E MELHORIAS E120A9 Jéssica Pinheiro 20/12/2016 2/39 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.020 1. Informação da política de prazo e número de parcelas no Frente de Caixa....

Leia mais

Importação XML NFE. Obs.: Se já realizava a importação pelo leitor do código de barras ignore o 1º Passo.

Importação XML NFE. Obs.: Se já realizava a importação pelo leitor do código de barras ignore o 1º Passo. Método: Pesquisa do arquivo xml. Importação XML NFE. Obs.: Se já realizava a importação pelo leitor do código de barras ignore o 1º Passo. Obs.: Este processo é para ser feito de CFOP para CFOP e não de

Leia mais

NOVA CONFIGURAÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DO IPI

NOVA CONFIGURAÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DO IPI NOVA CONFIGURAÇÃO DE TRIBUTAÇÃO DO IPI Com o crescimento do uso do Siagri Agribusiness em empresas contribuintes do IPI e também devido aos tratamentos exigidos pelo EFD Fiscal (SPED Fiscal), tornou-se

Leia mais

AC FISCAL IMPORTAÇÃO ARQUIVO SPED ICMS/IPI

AC FISCAL IMPORTAÇÃO ARQUIVO SPED ICMS/IPI AC FISCAL IMPORTAÇÃO ARQUIVO SPED ICMS/IPI Esse manual tem por objetivo mostrar o que deve estar cadastrado no AC Fiscal para que a importação do arquivo do SPED ICMS seja processada de forma correta.

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.017 NOVID AD ES E MELHORIAS E109A9 Jéssica Pinheiro 01/04/2016 2/11 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.017 1. Parâmetro para controle do saldo na geração de pedido de compra de venda

Leia mais

Nota de Devolução Eletrônica

Nota de Devolução Eletrônica Nota de Devolução Eletrônica A Nota de Devolução Eletrônica é utilizada para efetuar devoluções ou trocas de mercadorias, quando passado o prazo de estorno de uma nota fiscal eletrônica ou simplesmente

Leia mais

Manual de Plano de Contas do LALUR

Manual de Plano de Contas do LALUR Manual de Plano de Contas do LALUR Este manual foi cuidadosamente elaborado pela ELPIS INFORMÁTICA, com a intenção de garantir ao usuário, todas as orientações necessárias para que possa usufruir ao máximo

Leia mais

Manual de Ativo Imobilizado

Manual de Ativo Imobilizado Manual de Ativo Imobilizado Este manual foi cuidadosamente elaborado pela ELPIS INFORMÁTICA, com a intenção de garantir ao usuário, todas as orientações necessárias para que possa usufruir ao máximo de

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÕES MÓDULO CONTABIL I

MANUAL DE CONFIGURAÇÕES MÓDULO CONTABIL I MANUAL DE CONFIGURAÇÕES MÓDULO CONTABIL I SUMÁRIO COMO CADASTRAR UM PLANO DE CONTAS... 3 COMO CADASTRAR CENTROS DE CUSTO... 7 CADASTRO DE HISTÓRICOS PADRÕES... 9 COMO CADASTRAR LANÇAMENTOS PADRÕES... 12

Leia mais

Fechamento Anual / Geração da DIRF

Fechamento Anual / Geração da DIRF Fechamento Anual / Geração da DIRF Fechamento Anual / Dirf Nesta versão está disponível a geração do arquivo para a entrega da Dirf 2017 (referente ao ano calendário 2016), com data de entrega até dia

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.017 NOVID AD ES E MELHORIAS E107A9 Jéssica Pinheiro 20/01/2016 2/24 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.017 1. Envio de cópia de e-mail.... 3 2. Bloqueio de emissão de cupom fiscal com

Leia mais

Guia de Instruções ECF. Guia de Instruções ECF

Guia de Instruções ECF. Guia de Instruções ECF Guia de Instruções 1 Conteúdo Apresentação... 3 Instruções para... 4 1. Importação da e Recuperação da ECD... 4 2. Recuperação da ECD sem mapeamento para o Plano Referencial... 4 3. Recuperação da ECD

Leia mais

Mapeando o SPED PIS/COFINS

Mapeando o SPED PIS/COFINS Mapeando o SPED PIS/COFINS 1 SPED PIS/COFINS Instrução Normativa RFB nº 1.052, de 5 de julho de 2010 2 BLOCO DESCRIÇÃO QTDE REGISTROS 0 Abertura, Identificação e Referências 16 A Documentos Fiscais - Serviços

Leia mais

1) Os valores a seguir foram extraídos dos registros contábeis de uma empresa industrial:

1) Os valores a seguir foram extraídos dos registros contábeis de uma empresa industrial: 1) Os valores a seguir foram extraídos dos registros contábeis de uma empresa industrial: 2) Uma indústria apresentou, no mês de fevereiro de 2013, os seguintes custos de produção: 3) Uma sociedade empresária

Leia mais

NOVA CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS

NOVA CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS NOVA CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS O método de configuração e tributação anterior não atendia as necessidades de grupos empresariais com regimes de apuração distintos, dentro do mesmo banco de

Leia mais

1 Menu Controle Fiscal Contábil de Transição (Fcont)

1 Menu Controle Fiscal Contábil de Transição (Fcont) 1 O Controle Fiscal de Transição FCONT, surgiu para atender as necessidades do Regime Tributário de Transição RTT, sendo aprovado pela Medida Provisória 449/09. Para o Fcont, a empresa deverá apresentar

Leia mais

CONCEITO DE TOMADOR DE SERVIÇOS

CONCEITO DE TOMADOR DE SERVIÇOS CONCEITO DE TOMADOR DE SERVIÇOS CADASTRO DE EMPRESAS PALETA 2.COMPLEMENTO: deverá constar o código de recolhimento da GFIP 150 (Recolhimento ao FGTS e informações a Previdência Social de empresa prestadora

Leia mais

FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA.

FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA. FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA gleicilene@unifei.edu.br Formação do Preço de Venda Fatores que influenciam a formação de preço de um produto ou serviço: Decisões da Concorrência: preço corrente, limitação

Leia mais

Como lançar uma Nota Fiscal(NF) de Compra. Como lançar a Nota Fiscal de Compra Como atualizar os preços dos produtos de meia nota

Como lançar uma Nota Fiscal(NF) de Compra. Como lançar a Nota Fiscal de Compra Como atualizar os preços dos produtos de meia nota Como lançar uma Nota Fiscal(NF) de Compra Como lançar a Nota Fiscal de Compra Como atualizar os preços dos produtos de meia nota Abra a tela de Entrada de Produto Abra o módulo Compras, clique no Menu

Leia mais

TUTORIAL SIMPLES REMESSA BAIXANDO ESTOQUE

TUTORIAL SIMPLES REMESSA BAIXANDO ESTOQUE Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 1 2. Emitir Nota Fiscal Simples Remessa com Baixa no Estoque:... 2 2.1 Gerando Contas a Receber... 2 2.3 Sem Gerar Contas a Receber... 5 Apresentação

Leia mais

SSPlus (9.0) REA Relatório Explicativo de Alterações. REA SSPlus 9.0 1

SSPlus (9.0) REA Relatório Explicativo de Alterações. REA SSPlus 9.0 1 REA SSPlus 9.0 1 REA Relatório Explicativo de Alterações SSPlus (9.0) Autor: Controle de Qualidade Criado em 24/01/2017 Impresso Arquivo REA Relatório Explicativo de Alterações Versão 9.0.40a REA SSPlus

Leia mais

1. Geração da EFD Pis/Cofins revisado. (Pct. 3815).

1. Geração da EFD Pis/Cofins revisado. (Pct. 3815). 1. Geração da EFD Pis/Cofins revisado. (Pct. 3815). Disponibilizada nova versão revisada da geração do arquivo magnético da EFD Pis/Cofins, compatibilizada com as regras publicadas até a última versão

Leia mais

Em caso de duvidas da rotina do Cálculo 39

Em caso de duvidas da rotina do Cálculo 39 Belo Horizonte 16/07/2010 2 Esse manual do usuário visa informar o funcionamento da rotina do bem como a sua integração com outros produtos da. Dados do Manual do Usuário Esse manual do usuário da rotina

Leia mais

Como é Feito os Calculos

Como é Feito os Calculos Conteúdo 1Introdução 2Tela no Cadastro de Produtos 3Como é Feito os Calculos 4Custo Minimo 5Custo Atual 6Preço de Aquisição, Venda e Margem de Lucro 7Regras do agregado Introdução Será descrito abaixo

Leia mais

Administração. Avaliação de Estoque. Professor Rafael Ravazolo.

Administração. Avaliação de Estoque. Professor Rafael Ravazolo. Administração Avaliação de Estoque Professor Rafael Ravazolo www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Aula XX AVALIAÇÃO DE ESTOQUES A avaliação de estoque deverá ser realizada em termos de preço, de

Leia mais

Configuração de ICMS no Grupo dos Produtos

Configuração de ICMS no Grupo dos Produtos Configuração de ICMS no Grupo dos Produtos Para configurar o ICMS no grupo do produto: Primeiro é necessário verificar com a pessoa responsável pela tributação dos produtos da empresa quais as informações

Leia mais

Documentação do processo de emissão de notas fiscais descritivas e imobilizado

Documentação do processo de emissão de notas fiscais descritivas e imobilizado Documentação do processo de emissão de notas fiscais descritivas e imobilizado Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR Sumário Emissão de notas fiscais com itens descritivos

Leia mais

INSTRUÇÕESS - EMENDA CONSTITUCIONAL 87/2015

INSTRUÇÕESS - EMENDA CONSTITUCIONAL 87/2015 INSTRUÇÕESS - EMENDA CONSTITUCIONAL 87/2015 Introdução Este roteiro contem instruçõess para configuração e emissão de notas com base nas alterações de Partilha de ICMS e Calculo do Fundo de Combate a pobreza

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.018 NOVID AD ES E MELHORIAS E112A9 Jessica Pinheiro 16/05/2016 2/18 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.018 1. Configuração de situação cadastral padrão para novos clientes.... 3 2.

Leia mais

ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final

ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida ou transmitida por qualquer modo ou meio, sem autorização prévia da CISS. Todos os direitos

Leia mais

Funcionamento da Apuração do CIAP

Funcionamento da Apuração do CIAP Funcionamento da Apuração do CIAP A apuração do CIAP poderá ser feita de duas formas: Automática ou Manual. 1 - Forma Automática: 1.1 - A forma automática será executada no encerramento do departamento

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor (NFC-e)

Emissão de Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor (NFC-e) Emissão de Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor (NFC-e) Introdução A emissão de Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor (NFC-e) abrange, exclusivamente, operações comerciais de venda de mercadoria ao consumidor

Leia mais

Manual de uso Apuração da EFD Contribuições

Manual de uso Apuração da EFD Contribuições Manual de uso Apuração da EFD Contribuições Versão 1.0 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Sobre as contribuições... 5 2.1. Regimes de incidência de PIS e COFINS... 5 3. CST de PIS e COFINS... 6 3.1. CST para

Leia mais

Contabilidade Introdutória

Contabilidade Introdutória Contabilidade Introdutória Profa. Mara Jane Contrera Malacrida 1 Avaliação de Estoques CPC 16 Caracterização do Estoque Estoques são ativos: a)mantidos para venda no curso normal dos negócios; b)em processo

Leia mais

EMISSÃO DE CONHECIMENTO ELETRÔNICO / CT-E (VIA CHAVE DE ACESSO) Para emitir Ct-e via Chave de acesso da Nota Fiscal / NF-e siga os passos abaixo.

EMISSÃO DE CONHECIMENTO ELETRÔNICO / CT-E (VIA CHAVE DE ACESSO) Para emitir Ct-e via Chave de acesso da Nota Fiscal / NF-e siga os passos abaixo. 2-2-2 EXPEDIÇÃO EMISSÃO DE CONHECIMENTO ELETRÔNICO / CT-E (VIA CHAVE DE ACESSO) Para emitir Ct-e via Chave de acesso da Nota Fiscal / NF-e siga os passos abaixo. 1. Clique em Conhecimento Eletrônico ;

Leia mais

Preenchimento do cadastro de produtos para adequação ao SAT ou NFC-e - Rev1.0

Preenchimento do cadastro de produtos para adequação ao SAT ou NFC-e - Rev1.0 PASSO-A-PASSO Preenchimento do cadastro de produtos para adequação ao SAT ou NFC-e - Rev1.0 JS SoftCom Documentação Automação Dropbox Pasta 07 Manuais e Procedimentos Configurações Retaguarda Informações

Leia mais

Tutorial Financeiro Acessando o módulo Financeiro

Tutorial Financeiro Acessando o módulo Financeiro Sumário Acessando o módulo Financeiro... 2 Configuração de Categoria e Conta para Contrato... 4 Movimentações... 5 A confirmar... 7 Aprovar... 9 Extrato... 10 Recebimentos... 14 Pagamentos... 15 Agrupar...

Leia mais

Informativo de Versão 19.07

Informativo de Versão 19.07 Informativo de Versão 19.07 Índice Resulth Start... 2 Movimento PDV (Chamado 28079)... 2 ERP Receber... 3 Consultas de Vencimentos (Chamado 27491)... 3 Resulth Business... 5 Importação de XML de Conhecimento

Leia mais

3. Controle de Estoque

3. Controle de Estoque 3. Controle de Estoque O controle de estoque é uma ferramenta essencial para gerir, registrar e fiscalizar a entrada e saída de produtos. Iniciando o módulo de controle de estoque Start Controle de Estoque

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL EFD CONTRIBUIÇÕES FINANCEIRAS E ASSEMELHADAS

MANUAL OPERACIONAL EFD CONTRIBUIÇÕES FINANCEIRAS E ASSEMELHADAS MANUAL OPERACIONAL EFD CONTRIBUIÇÕES FINANCEIRAS E ASSEMELHADAS SUMÁRIO Introdução... 1 Sobre o Suporte Técnico... 1 EFD Contribuições Financeiras e Assemelhadas...2 Contrib Retida Fonte F600... 2 Receitas

Leia mais

MÓDULO DE CONTROLE DE COMISSÃO

MÓDULO DE CONTROLE DE COMISSÃO MANUAL DO SISTEMA Versão 6.08 Configurações Gerais...2 Configurações para Serviços...2 Configurações para Peças...5 Configurando o Módulo...7 Perfil de Comissões...7 Perfil de Comissão de Veículos...7

Leia mais

Cordilheira Recursos Humanos 2.101b

Cordilheira Recursos Humanos 2.101b LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Digitação de Nota Fiscal no Portal pelo Fornecedor

Digitação de Nota Fiscal no Portal pelo Fornecedor Digitação de Nota Fiscal no Portal pelo Fornecedor Maio/2016 AGENDA Objetivo Acesso ao Portal Digitação de Nota Fiscal Consultar Nota Fiscal Impactos OBJETIVO Instruir os pontos principais de preenchimento

Leia mais

AFFINCO NF. Tela de login do sistema: Tela inicial:

AFFINCO NF. Tela de login do sistema: Tela inicial: Conteúdo AFFINCO NF... 2 Tela de login do sistema:... 2 Tela Inicial:... 2 Cadastro da empresa:... 3 Alterando logo tipo da empresa:... 4 Cadastro de clientes:... 5 Cadastro de pessoa física:... 5 Cadastro

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como informar o IPI no SPED Fiscal nas entradas sem direito ao crédito.

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Como informar o IPI no SPED Fiscal nas entradas sem direito ao crédito. Como. 11/04/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares... 5 6.

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011

Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011 Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011 DOU de 17.10.2011 Dispõe sobre procedimentos fiscais dispensados aos consórcios constituídos nos termos dos arts. 278 e 279 da Lei nº 6.404, de

Leia mais

DESONERAÇÃO FOLHA (INSS PATRONAL)

DESONERAÇÃO FOLHA (INSS PATRONAL) DESONERAÇÃO FOLHA (INSS PATRONAL) Para que o cálculo do INSS Patronal seja realizado, favor seguir os procedimentos abaixo: 1 - No Módulo de Contabilidade, deverão ser associadas as contas Operacionais

Leia mais

SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF)

SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) Este tutorial destina-se a empresas de Regime Lucro Real. A exportação para o SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) no Sistema LedWin, deverá ser feita da seguinte

Leia mais

Manual Programa 832 Cadastro de entrada de mercadoria sem ordem de compra

Manual Programa 832 Cadastro de entrada de mercadoria sem ordem de compra Manual Programa 832 Cadastro de entrada de mercadoria sem ordem de compra Guia Dados da Nota Quadro Nota Fiscal Código de aviso no momento que é gravado a nota de entrada o código do aviso é gerado automaticamente

Leia mais

Treinamento BetterDesktop

Treinamento BetterDesktop Treinamento BetterDesktop Módulo: Básico Ferramenta de Gestão Better Carlos Alberto Gardioli 2 Neste modulo você aprenderá: 1-Executar Cadastros com informações simples 2-Emitir Relatórios de estoque,

Leia mais

Manual Escrituração Contábil Digital (ECD)

Manual Escrituração Contábil Digital (ECD) Manual Escrituração Contábil Digital (ECD) JUNHO/2013 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema ECD... 3 3. Gerar Arquivo... 5 3.1. Anexar Arquivo RTF... 7 3.2. Gerando Arquivo... 8 4. Signatários...

Leia mais

Também é mostrado como configurar o Código de Enquadramento do IPI, especialmente exigido para operações sem o valor do tributo.

Também é mostrado como configurar o Código de Enquadramento do IPI, especialmente exigido para operações sem o valor do tributo. 1 Guia de Configuração do Sistema AtivaEmpresa para o ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final, conforme Emenda Constitucional 87/2015 e outros. Este guia tem o objetivo de orientar

Leia mais

Controle de Créditos Pis e Cofins -

Controle de Créditos Pis e Cofins - Controle de Créditos Saldos anteriores e Retenções Pis e Cofins Alterações da Versão 1.1 Alterada as opções de pesquisa das notas (Figura 5) Conceito O Controle dos saldos credores foi desenvolvido com

Leia mais

Fechamento Anual/ Geração da RAIS

Fechamento Anual/ Geração da RAIS Fechamento Anual/ Geração da RAIS A Relação Anual de Informações Anual (RAIS) tem por objetivo: o suprimento às necessidades de controle da atividade trabalhista no País, o fornecimento de dados para a

Leia mais

02/02/2017. Prof. Marcos Lima

02/02/2017. Prof. Marcos Lima Prof. Marcos Lima Contador, graduado pela Universidade Estadual do Ceará - UECE Especialista em Auditoria (UNIFOR) Consultor Tributário e Contábil Independente Diretor Executivo da Fortes Educação Professor

Leia mais

INSTRUÇÕES BÁSICAS PARA PREENCHIMENTO DE NOTAS FISCAIS

INSTRUÇÕES BÁSICAS PARA PREENCHIMENTO DE NOTAS FISCAIS INSTRUÇÕES BÁSICAS PARA PREENCHIMENTO DE NOTAS FISCAIS Versão 2.0 01/2006 ÍNDICE 1 OBJETIVO...3 2 INTRODUÇÃO...3 3 UTILIZAÇÃO DE SÉRIES DISTINTAS...3 4 PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL...3 4.1 Quadro EMITENTE...3

Leia mais

Versão inferior a 2.6

Versão inferior a 2.6 Versão inferior a 2.6 Impressora Marca Epson Para realizar o procedimento, é necessário baixar o aplicativo da impressora Epson. Segue abaixo o Link para baixar o aplicativo da impressora: http://66.240.183.19/verao/aplicativo/epson.exe

Leia mais

Clicando em NOVO irá abrir uma nova tela para o cadastro da numeração. Informando a Empresa conforme a necessidade.

Clicando em NOVO irá abrir uma nova tela para o cadastro da numeração. Informando a Empresa conforme a necessidade. Emissão Nota Fiscal Cadastro Numerações Primeiramente, para emitir uma Nota Fiscal Eletrônica é necessário fazer o cadastro da série, do modelo e numeração. Para cadastrar uma numeração o usuário deverá

Leia mais

PRINCIPAIS CONFIGURAÇÕES DO CONTÁBIL

PRINCIPAIS CONFIGURAÇÕES DO CONTÁBIL PRINCIPAIS CONFIGURAÇÕES DO CONTÁBIL Nas páginas seguintes, você terá uma visão geral dos recursos disponíveis e das funções que o Contábil pode automatizar, facilitando o dia-a-dia da sua empresa. Criando

Leia mais

OPERAÇÕES COM MERCADORIAS E NOÇÕES SOBRE O SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL. Seção 7

OPERAÇÕES COM MERCADORIAS E NOÇÕES SOBRE O SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL. Seção 7 OPERAÇÕES COM MERCADORIAS E NOÇÕES SOBRE O SISTEMA TRIBUTÁRIO NACIONAL Seção 7 CONTABILIDADE TRIBUTÁRIA Ramo da contabilidade aplicada cujo objetivo é adequar as demonstrações financeiras contábeis e a

Leia mais

Conhecimentos necessários Funções padrão de telas. (veja o ajuda da tela de clientes)

Conhecimentos necessários Funções padrão de telas. (veja o ajuda da tela de clientes) Conhecimentos necessários Funções padrão de telas. (veja o ajuda da tela de clientes) Por meio dessa tela devemos e iremos, cadastrar todos os produtos e mercadorias, da empresa. Se deseja controlar apenas

Leia mais

Parametros do Sistema - Vendas - Nota Fiscal

Parametros do Sistema - Vendas - Nota Fiscal Parametros do Sistema - Vendas - Nota Fiscal Para parametrizar seus impostos clique no menu: Configurações > Parâmetros do Sistema. Em seguida clique no menu: Vendas > Nota Fiscal 1 / 9 Lembramos que se

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Desagregação e Reclassificação de Produtos Sumário 1 CONCEITO... 3 2 CONFIGURAÇÕES... 3 2.1 Natureza de Operação... 3 2.2 Cadastrar Produtos Compostos... 4 3 FUNCIONALIDADES...

Leia mais

APRESENTAÇÃO SISTEMAS BEM-VINDO A APRESENTAÇÃO DO SISTEMA PROSIS: AFFINCO

APRESENTAÇÃO SISTEMAS BEM-VINDO A APRESENTAÇÃO DO SISTEMA PROSIS: AFFINCO BEM-VINDO A APRESENTAÇÃO DO SISTEMA PROSIS: AFFINCO - - - - SPED s - Clique sobre os botões do lateral para acessar a página que desejar - Informações completas do produto e sua movimentação; - Possibilidade

Leia mais

NOTA2400 Consulta de Nota Fiscal. local 1 / 15. NOTA Consulta de Nota Fiscal

NOTA2400 Consulta de Nota Fiscal. local 1 / 15. NOTA Consulta de Nota Fiscal NOTA2400 Consulta de Nota Fiscal local 1 / 15 Este programa tem como finalidade consultar NF's emitidas pela revenda ou recebidas de fornecedores. Serão exibidos todos os dados da NF: capa, produtos, serviços,

Leia mais

SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF)

SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) Este tutorial destina-se a empresas de Regime Imunes/Isentas. A exportação para o SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) no Sistema LedWin, deverá ser feita da

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Procedimentos de Escrituração dos Estoques e Principais Alterações na Substituição Tributária

Procedimentos de Escrituração dos Estoques e Principais Alterações na Substituição Tributária Procedimentos de Escrituração dos Estoques e Principais Alterações na Substituição Tributária Breve Histórico das alterações Lei Complementar 147 de 2014 O primeiro fator a impulsionar as alterações na

Leia mais

Tutorial Conferência SEFIP

Tutorial Conferência SEFIP Tutorial Conferência SEFIP Antes da Conferência entre a SEFIP e a Folha, é importante observar as configurações básicas iniciais para geração correta do arquivo, inibindo a ocorrência de erros e inconsistências

Leia mais

Cartilha do Cliente Financeiro / Controle de RPA. Cartilha do Cliente. Versão:

Cartilha do Cliente Financeiro / Controle de RPA. Cartilha do Cliente. Versão: Cartilha do Cliente Versão: 4.70 1 Apresentação... 3 A quem se destina... 3 Módulo Financeiro... 4 Global... 4 Tabelas Auxiliares IRRF... 4 Tabelas Auxiliares INSS... 5 Parâmetro Financeiro Agentes Especiais...

Leia mais

Treinamento Presencial CISS Contábil & Fiscal

Treinamento Presencial CISS Contábil & Fiscal Treinamento Presencial CISS Contábil & Fiscal Livros Contábeis e Fiscais Conforme disposto nas Leis 6.404/76 e 11.638/07 e RIR/99, as empresas estão obrigadas a manter escriturados os seguintes livros:

Leia mais

Tutorial. Fechamento

Tutorial. Fechamento Tutorial Fechamento - 2016 2 Sumário Módulo Fechamento 2016 - Perfil Professor...2 Módulo Fechamento 2016 - Perfil GOE, Agente de Organização Escolar, Diretor e Vice-diretor...6 Módulo Avaliações...9 3

Leia mais

SISTEMA PUBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL - SPED

SISTEMA PUBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL - SPED SISTEMA PUBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL - SPED OUT/2010 REGIME NÃO-CUMULATIVO REGIME CUMULATIVO TRIBUTAÇÃO MONOFÁSICA SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA VENDAS COM SUSPENSÃO VENDAS A ALÍQUOTA ZERO VENDAS COM ISENÇÃO

Leia mais

ITG 1000 PME s Giovana Garcia

ITG 1000 PME s Giovana Garcia ITG 1000 PME s Giovana Garcia Você bem preparado para o futuro da profissão. 1 RESOLUÇÃO CFC N.º 1.418/12 Aprova a ITG 1000 Modelo Contábil para Microempresa e Empresa de Pequeno Porte. X RESOLUÇÃO CFC

Leia mais

Livros: indicar qual o Livro que será extraído as informações:

Livros: indicar qual o Livro que será extraído as informações: LF0302 - EXTRATOR SPED CONTÁBIL Executar o programa de Extrator SPED Contábil (LF0302). Esse programa tem objetivo de buscar as informações necessárias para gerar o arquivo do SPED Contábil. O arquivo

Leia mais

Tutorial para inclusão de unidade de ensino

Tutorial para inclusão de unidade de ensino Tutorial para inclusão de unidade de ensino Conteúdo 1 Cadastro de Unidade de Ensino... 2 1.1 - Guia Unidade de Ensino... 2 1.2 Dados do Boletim... 4 1.3 Cobranças... 4 1.4 Cantina... 4 2 Cadastro de Cursos...

Leia mais

NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA

NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA MEI do Comércio e da Indústria NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA MEI do Comércio e da Indústria O Microempreendedor Individual já pode emitir a Nota Fiscal Avulsa Eletrônica-NFA-e

Leia mais

Ajuste de Estoque. Para realizar o ajuste do estoque proceda da seguinte forma:

Ajuste de Estoque. Para realizar o ajuste do estoque proceda da seguinte forma: Ajuste de Estoque O objetivo desse procedimento é corrigir o estoque dos produtos registrados no sistema em comparação ao estoque físico do estabelecimento. Para realizar o ajuste do estoque proceda da

Leia mais

Módulo Administrativo enota NFS-e

Módulo Administrativo enota NFS-e Módulo Administrativo enota NFS-e Sistema Administrativo de NFS-e do Município Manual do Administrador Criado por: Informática Educativa Índice 1. Sistema Administração... 03 2. Prestadores... 04 3. RPS...

Leia mais

CONFIGURAÇÃO E LANÇAMENTO DE NOTA FISCAL (SERVIÇO DE TERCEIROS)

CONFIGURAÇÃO E LANÇAMENTO DE NOTA FISCAL (SERVIÇO DE TERCEIROS) CONFIGURAÇÃO E LANÇAMENTO DE NOTA FISCAL (SERVIÇO DE TERCEIROS) Objetivo: No intuito de auxiliar os usuários do Siagri Agribusiness, redigimos essa Nota Técnica com os procedimentos de Configuração de

Leia mais

Procedimento. Levantamento de Estoque e recolhimento do imposto. Contribuintes sujeitos ao Regime Periódico de Apuração - RPA

Procedimento. Levantamento de Estoque e recolhimento do imposto. Contribuintes sujeitos ao Regime Periódico de Apuração - RPA Procedimento Levantamento de Estoque e recolhimento do imposto Contribuintes sujeitos ao Regime Periódico de Apuração - RPA O contribuinte substituído, sujeito ao Regime Periódico de Apuração - RPA que,

Leia mais

Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal. Introdução

Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal. Introdução Manual de geração do Arquivo para o Sped ECF Escrituração Contábil Fiscal Introdução A Escrituração Contábil Fiscal (ECF) substitui a Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ),

Leia mais

CONTAS A PAGAR CADASTRO DE TÍTULOS A PAGAR AVULSO 339

CONTAS A PAGAR CADASTRO DE TÍTULOS A PAGAR AVULSO 339 CONTAS A PAGAR Conforme a Regras de Negócio da Empresa o Contas a Pagar pode ter os títulos gerados a partir da entrada de Notas Fiscais de entrada nos seus programas específicos ou então pelo cadastramento

Leia mais

Como Efetuar Vendas no Futura Mobile? - MOB02

Como Efetuar Vendas no Futura Mobile? - MOB02 Como Efetuar Vendas no Futura Mobile? - MOB02 Sistema: Futura Mobile Menu: Venda Referência: MOB02 Como funciona: É possível realizar vendas através do Futura Mobile. Acessando o menu Vendas o sistema

Leia mais

Manual do Visual Practice

Manual do Visual Practice Manual do Visual Practice Integração de Valores com Visual Sucessor Para integrar os valores calculados na folha com a contabilidade é necessário fazer a configuração completa como segue e escolher um

Leia mais

TRABALHANDO COM EQUALIZAÇÃO DE COMPRAS Por Cristiane Sateles

TRABALHANDO COM EQUALIZAÇÃO DE COMPRAS Por Cristiane Sateles TRABALHANDO COM EQUALIZAÇÃO DE COMPRAS Por Cristiane Sateles Necessidade apresentada: Minha empresa realizou uma compra para a qual foi emitida a nota fiscal e foi feita a entrega da mercadoria normalmente.

Leia mais

CONFIGURAçÃO E GERAÇÃO DO LALUR. Parâmetros

CONFIGURAçÃO E GERAÇÃO DO LALUR. Parâmetros CONFIGURAçÃO E GERAÇÃO DO LALUR Parâmetros *O campo Limite para compensação de prejuízos anteriores, é utilizado pelas empresas que em um determinado período de apuração, obtiveram prejuízo, e sobre esse

Leia mais