A NOTÍCIA. O facto ainda não acabou de acontecer e já a mão nervosa do repórter O transforma. Carlos Drummond de Andrade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A NOTÍCIA. O facto ainda não acabou de acontecer e já a mão nervosa do repórter O transforma. Carlos Drummond de Andrade"

Transcrição

1 A NOTÍCIA O facto ainda não acabou de acontecer e já a mão nervosa do repórter O transforma. Carlos Drummond de Andrade

2 OUVIR UMA NOTÍCIA ao/noticias-pais/2011/2/homemsequestrou-durnate-uma-hora-umamulher-numa-agencia-do-bcp-noporto htm

3 A NOTÍCIA Um dia perguntaram a um jornalista: -O que é uma notícia? -Pois bem disse ele quando um cão morde um homem, não é notícia; mas quando um homem morde um cão, eis a notícia. L. Gabriel Robinet A notícia consiste numa narrativa curta, que pretende relatar, de forma objectiva e impessoal, um acontecimento real, actual, extraordinário e de interesse geral.

4 Estrutura da Notícia Título deve ser curto e preciso referindo o facto principal (obrigatório); Lead, Cabeçalho ou Entrada o primeiro parágrafo da notícia funciona como um resumo. Deve ser muito bem redigido para conseguir atrair o interesse do leitor e responder a quatro questões fundamentais e obrigatórias: Quem? O quê? Quando? Onde? Corpo da notícia corresponde ao segundo parágrafo e seguintes (se existirem). Nele são dadas informações complementares, complementar o conhecimento dos factos. que servem para Normalmente responde às seguintes questões: Como? Porquê?

5 A notícia condensa, no parágrafo inicial (lead, cabeçalho ou entrada), os elementos essenciais do facto, ou seja, o clímax do acontecimento. É habitual representar-se graficamente a notícia através da técnica da pirâmide invertida. Quem? O quê? Onde? Quando? Lead ou Cabeçalho clímax Corpo da notícia desenvolvimento Como? Porquê?

6 A Linguagem na Notícia A linguagem utilizada na notícia deverá: Ser simples, clara, concisa e acessível, utilizando vocabulário corrente e frases curtas; Recorrer prioritariamente a nomes e a verbos, evitando, sobretudo, os adjectivos valorativos; Usar, especialmente, frases do tipo declarativo.

7 Título Lead Corpo da notícia

8 Antetítulo Título Subtítulo Lead Corpo da notícia

9

10 ELABORA UM NOTICIA

11 Reportagem Texto de imprensa muito frequente que tem por base uma notícia. Pelo facto do jornalista se deslocar ao local do acontecimento, a reportagem pode conter imagens, entrevistas e uma apreciação do próprio jornalista.

12

13

14

15

16

17

18 OUTROS GÉNEROS JORNALISTICOS Notícia Além da notícia que é sempre o primeiro texto jornalístico a ser feito, há outros textos. Assim, quando o interesse pelos factos ocorridos mantém as pessoas interessadas, surgem outros géneros jornalísticos. Os outros géneros jornalísticos Reportagem Entrevista Texto de opinião Crónica Editorial

19

20

21

22 santos-judo-surdolimpica-tvi24- reportagem/ html

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32 Entrevista Texto que reúne informação com base em perguntas para captar a vida ou experiências de pessoas com interesse para os leitores.

33 CRÓNICA O objectivo central não é informar (ao contrário dos outros géneros jornalísticos anteriores). Surge numa página fixa do jornal É um texto assinado Parte de um assunto do quotidiano É um texto de reflexão que visa abanar consciências É um texto subjectivo Utiliza uma linguagem cuidada, literária muitas vezes

34 O 4º Poder Textos de opinião Na notícia, reportagem e entrevista é preponderante a vertente informativa, pelo que existe sempre um determinado grau de objectividade. No entanto, em alguns textos de imprensa, a subjectividade marca a presença. É o caso dos textos de opinião. O quarto poder é uma expressão criada para designar o poder dos meios de comunicação social ou do jornalismo, em relação aos outros três poderes típicos do Estado democrático (Legislativo, Executivo e Judiciário). Expressão usada para identificar o poder que os meios de comunicação social possuem, hoje em dia, para manipular a opinião pública, a ponto de ditar regras de comportamento e influir nas escolhas dos indivíduos e por fim da própria sociedade.

35 JORNAIS

36 NOTÍCIA DO JORNAL A BOLA px?id=252324

37

38 JORNAIS Jornal é um meio de comunicação impresso, geralmente produto derivado de um conjunto de atividades denominado jornalismo.

39

40

41

42

43 Textos de Imprensa

44 Classificação do Jornal - Finalidade Especializados (estes jornais são direccionados para áreas muito específicas e podem ter uma abordagem cultural, técnica ou desportiva). Informativos (estes jornais têm como objectivo informar o público acerca de notícias de interesse geral). Formativos (estes jornais pretendem transmitir notícias de carácter científico).

45 Classificação do Jornal - Periodicidade Diário: matutino (distribuído de manhã; é a periodicidade mais comum em Portugal); vespertino (distribuído de tarde). Não diário: semanário (distribuído uma vez por semana); quinzenário (distribuído de quinze em quinze dias); mensal (distribuído uma vez por mês).

46 Jornais SECÇÕES DOS JORNAIS O conteúdo editorial costuma estar dividido em diferentes cadernos temáticos, apresentando um ou vários destes assuntos: Notícias nacionais Notícias internacionais Notícias locais e regionais Economia Desporto Educação Cultura

47 Jornais GENERALISTAS [Diários e Semanários] Nacional; Internacional; Editorial; Opinião; Economia; Sociedade; Desporto; Artes; Media; Boa Vida. DN Negócios. Outros conteúdos disponibilizados: DN Tema, Dn Jovem e Cartoon.

48 Jornais GENERALISTAS [Diários e Semanários] Primeira; Especial; Opinião; Região; Nacional; Sociedade; Economia Nacional; Economia Local; Internacional; Cultura e Espectáculos; Publicidade; Agenda; Últimas.

49 Jornais ECONÓMICOS Conteúdos disponibilizados: Mercados; Empresas; Economia;. Política; Opinião (Editoriais; Colunistas); Especiais; Edição Impressa; Última hora; Agenda Financeira; Fóruns Conferências; Vídeo do dia.

50 Jornais REGIONAIS.

51 DESPORTIVOS Jornais.

52 Jornais ECONÓMICOS.

COMO CONSTRUIR UM TEXTO JORNALÍSTICO?

COMO CONSTRUIR UM TEXTO JORNALÍSTICO? COMO CONSTRUIR UM TEXTO JORNALÍSTICO? A construção de um texto jornalístico não dispensa a criatividade de quem o redige, mas assenta numa técnica própria. Algumas regras que convém respeitar antes da

Leia mais

Atividade profissional da área de comunicação que visa coletar, investigar, analisar e transmitir periodicamente ao grande público, ou a segmentos

Atividade profissional da área de comunicação que visa coletar, investigar, analisar e transmitir periodicamente ao grande público, ou a segmentos Atividade profissional da área de comunicação que visa coletar, investigar, analisar e transmitir periodicamente ao grande público, ou a segmentos dele, informações da atualidade, utilizando veículos de

Leia mais

Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar,

Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar, DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 8º ANO A Ano Letivo: 2012/2013 Introdução /Metas Consigna-se no Despacho n.º 5306/2012, de 18 de abril de 2012, que o desenvolvimento do ensino será orientado por Metas

Leia mais

Projecto Jornalismo e Sociedade. Princípios e desafios do jornalismo na época dos media digitais em rede

Projecto Jornalismo e Sociedade. Princípios e desafios do jornalismo na época dos media digitais em rede Projecto Jornalismo e Sociedade Princípios e desafios do jornalismo na época dos media digitais em rede Esta pequena auscultação visa complementar os resultados de um conjunto de fóruns sobre o presente

Leia mais

Como elaborar um artigo cientíico

Como elaborar um artigo cientíico Como elaborar um artigo cientíico O que é um artigo cientiico? Comunicação de idéias e informações de maneira clara e concisa. Característica: publicação em periódicos científicos. Artigo científico é

Leia mais

ASSESSORIA DE IMPRENSA ESPECIALIZADA

ASSESSORIA DE IMPRENSA ESPECIALIZADA Seja bem-vindo ASSESSORIA DE IMPRENSA ESPECIALIZADA 1 - Para que serve a assessoria de imprensa? Basicamente para fortalecer a imagem e divulgar o nome de empresas, associações, nomes, marcas, produtos,

Leia mais

Escrita Jornalística: receitas e segredos

Escrita Jornalística: receitas e segredos Escrita Jornalística: receitas e segredos Joana Fillol Qual é a vossa maior paixão? Jornalismo: A pressão do tempo; A existência de uma técnica; Sentidos alerta; Diferentes focos de atenção; Espírito de

Leia mais

APRESENTAÇÃO PRÊMIO COMUNIQUE-SE

APRESENTAÇÃO PRÊMIO COMUNIQUE-SE APRESENTAÇÃO PRÊMIO COMUNIQUE-SE Comunique-se, a maior rede de jornalistas e profissionais de comunicação do país, com cerca de 250 mil membros, comemorará a 14ª Edição do Prêmio Comunique-se. Considerado

Leia mais

Para que a sua marca chegue ainda mais longe.

Para que a sua marca chegue ainda mais longe. Somos o maior grupo de comunicação privado de Angola. Transversal a vários meios, somos reconhecidos no mercado pelos nossos selos de qualidade, rigor na informação e inovação nos conteúdos. Desde do nosso

Leia mais

O GRUPO SOLPANAMBY TEM SUAS RAÍZES FINCADAS NA CIDADE DE CAMPINAS, EM SÃO PAULO.

O GRUPO SOLPANAMBY TEM SUAS RAÍZES FINCADAS NA CIDADE DE CAMPINAS, EM SÃO PAULO. Institucional O GRUPO SOLPANAMBY TEM SUAS RAÍZES FINCADAS NA CIDADE DE CAMPINAS, EM SÃO PAULO. O DNA empreendedor do grupo pode ser visto na habilidade dessa família empresária, que busca resultados sustentáveis

Leia mais

Comunicação no Banco Central

Comunicação no Banco Central Comunicação no Banco Central Nossa pauta Por que se comunicar Comunicação corporativa como campo de trabalho Produtos e veículos de comunicação no Banco Central Bons produtos e bons resultados Dificuldades

Leia mais

Sequência Didática e o Ensino do Gênero Artigo de Opinião. Ana Luiza M. Garcia

Sequência Didática e o Ensino do Gênero Artigo de Opinião. Ana Luiza M. Garcia Sequência Didática e o Ensino do Gênero Artigo de Opinião Ana Luiza M. Garcia Organização do Encontro O TRABALHO COM SD A SD DO GÊNERO ARTIGO DE OPINIÃO JOGOS (VIRTUAIS e QP BRASIL ) Questões-chave O que

Leia mais

JORNALISTAS PRODUZINDO CONTEÚDO PARA A AGÊNCIA DE NOTÍCIAS. Jornalistas especializados em mercado financeiro, econômico e político.

JORNALISTAS PRODUZINDO CONTEÚDO PARA A AGÊNCIA DE NOTÍCIAS. Jornalistas especializados em mercado financeiro, econômico e político. 30 JORNALISTAS PRODUZINDO CONTEÚDO PARA A AGÊNCIA DE NOTÍCIAS Jornalistas especializados em mercado financeiro, econômico e político. Jornalistas especializados em conteúdo noticioso para impresso, online,

Leia mais

APEX BRASIL: PARCEIRA DO EXPORTADOR E DO INVESTIDOR

APEX BRASIL: PARCEIRA DO EXPORTADOR E DO INVESTIDOR APEX BRASIL: PARCEIRA DO EXPORTADOR E DO INVESTIDOR 1 ASSESSORIA DE IMPRENSA / RP INTERNACIONAL São Paulo, 17 de maio de 2010 Local: Sheraton WTC São Paulo / SP 2 PONTOS-CHAVE DE DISCUSSÃO Para que serve

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DE ELEMENTOS MULTIMÍDIA NO JO. a cobertura do G1 sobre o Tsunami no Japão. Liana Vidigal Rocha Universidade Federal do Tocantins

A UTILIZAÇÃO DE ELEMENTOS MULTIMÍDIA NO JO. a cobertura do G1 sobre o Tsunami no Japão. Liana Vidigal Rocha Universidade Federal do Tocantins A UTILIZAÇÃO DE ELEMENTOS MULTIMÍDIA NO JO Comunicação Social Jornalismo a cobertura do G1 sobre o Tsunami no Japão Liana Vidigal Rocha Universidade Federal do Tocantins Objetivo do artigo Identificar

Leia mais

Aula Conceitos editoriais

Aula Conceitos editoriais Nesta aula, vamos ver alguns conhecidos e nem tão conhecidos jargões e expressões do jornalismo. Esse conhecimento permite ficar mais familiarizado com a linguagem jornalística. Manchete O jornal normalmente

Leia mais

EMENTA OBJETIVO GERAL. Ampliar os conhecimentos gramaticais, utilizando-os de forma apropriada nas práticas de linguagem oral e escrita.

EMENTA OBJETIVO GERAL. Ampliar os conhecimentos gramaticais, utilizando-os de forma apropriada nas práticas de linguagem oral e escrita. Ensino Fundamental II 7º ano PLANO DE ENSINO DISCIPLINA Língua Portuguesa PROFESSOR Ana Paula dos Santos Cabral CARGA HORÁRIA TURMA ANO LETIVO TOTAL SEMANAL 7º ano A 2017 1.1 - Gêneros literários: poema

Leia mais

CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO POR APROVADO Kélia Jácome Kélia Jácome Silvia Helena Correia Vidal

CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO POR APROVADO Kélia Jácome Kélia Jácome Silvia Helena Correia Vidal Primeira 1/6 CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADO REVISADO POR APROVADO Kélia Jácome Kélia Jácome Silvia Helena Correia Vidal Marcelo de Sousa Monteiro Michelle Borges C. Cunha HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES EDIÇÃO

Leia mais

Natureza e função do jornalismo

Natureza e função do jornalismo Redação IV Natureza e função do jornalismo Prof. Dr. Rogério Christofoletti O jornalismo e o mundo atual Google: 100 milhões de consultas/dia 1 trilhão de páginas na web 1,6 bilhão de leitores de jornais

Leia mais

Gêneros Jornalísticos

Gêneros Jornalísticos Texto Jornalístico Narrando o cotidiano Gêneros Jornalísticos Obrigatoriedade de serem interessantes e motivadoras para o leitor, ou seja, definidas por sua forma mais vendável Há também uma corrente que

Leia mais

Jornalismo Opinativo

Jornalismo Opinativo Jornalismo Opinativo Jornalismo Discurso jornalístico: a) A informação, cujo interesse é saber o que se passa. b) A opinião, cujo interesse é saber o que se pensa sobre o que se passa. Jornalismo Informativo

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina COM350 Jornalismo Esportivo

Programa Analítico de Disciplina COM350 Jornalismo Esportivo Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Comunicação Social - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração em

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA CADERNO DE PROVA

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA CADERNO DE PROVA PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA 20/11/2016 INSTRUÇÕES CADERNO DE PROVA 1. Confira, abaixo, seu nome e número de inscrição. Confira, também, o curso e a série correspondentes à sua inscrição.

Leia mais

A INFLUÊNCIA DAS MANCHETES DOS JORNAIS DIÁRIOS NA DECISÃO DE COMPRA DO CONSUMIDOR 1

A INFLUÊNCIA DAS MANCHETES DOS JORNAIS DIÁRIOS NA DECISÃO DE COMPRA DO CONSUMIDOR 1 A INFLUÊNCIA DAS MANCHETES DOS JORNAIS DIÁRIOS NA DECISÃO DE COMPRA DO CONSUMIDOR 1 Resumo: Clarissa GINDRI 2 Luana MENDES 3 Marco André MAZZAROTTO 4 Facinter Faculdade Internacional de Curitiba, Curitiba,

Leia mais

Exposição Teórica de alguns conceitos da Pré-Impressão

Exposição Teórica de alguns conceitos da Pré-Impressão Exposição Teórica de alguns conceitos da Pré-Impressão Turma CEF de Pré- Impressão Objectivos Expor os conceitos de forma a que os alunos os vão interiorizando naturalmente, de uma forma bastante prática,

Leia mais

GENEROS TEXTUAIS E O LIVRO DIDÁTICO: DESAFIOS DO TRABALHO

GENEROS TEXTUAIS E O LIVRO DIDÁTICO: DESAFIOS DO TRABALHO GENEROS TEXTUAIS E O LIVRO DIDÁTICO: DESAFIOS DO TRABALHO Fernanda Félix da Costa Batista 1 INTRODUÇÃO O trabalho com gêneros textuais é um grande desafio que a escola tenta vencer, para isso os livros

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO. Planificação Anual - Ano letivo 20123/2014

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO. Planificação Anual - Ano letivo 20123/2014 Planificação Anual - Ano letivo 20123/2014 Módulo 1- Eu e o Mundo Profissional Disciplina de Inglês- Cursos Profissionais 10º Ano Duração de Referência: 27horas (18 blocos) - diagnostica a sua situação

Leia mais

Tipologia textual. Prof Carlos Zambeli

Tipologia textual. Prof Carlos Zambeli Tipologia textual Prof Carlos Zambeli Que que é isso? é a forma como um texto se apresenta. As tipologias existentes são: narração, descrição, dissertação, exposição, argumentação, informação e injunção.

Leia mais

Como Fazer? Que preciso? COMO DESCOBRIR UM LIVRO SOBRE UM ASSUNTO. - Podes procurar uns livros sobre um assunto de diversas maneiras:

Como Fazer? Que preciso? COMO DESCOBRIR UM LIVRO SOBRE UM ASSUNTO. - Podes procurar uns livros sobre um assunto de diversas maneiras: COMO DESCOBRIR UM LIVRO SOBRE UM ASSUNTO Na biblioteca há muitos livros. Para não te perderes e conseguires encontrar o que precisas sobre um assunto, deves saber como estão arrumados e como podes fazer

Leia mais

CRÔNICA O Primeiro Dia de Foca 1. Janaína Evelyn Miléo CALDERARO 2 Luana Geyselle Flores de MOURA 3 Macri COLOMBO 4 Faculdade Boas Novas, Manaus, AM

CRÔNICA O Primeiro Dia de Foca 1. Janaína Evelyn Miléo CALDERARO 2 Luana Geyselle Flores de MOURA 3 Macri COLOMBO 4 Faculdade Boas Novas, Manaus, AM CRÔNICA O Primeiro Dia de Foca 1 Janaína Evelyn Miléo CALDERARO 2 Luana Geyselle Flores de MOURA 3 Macri COLOMBO 4 Faculdade Boas Novas, Manaus, AM RESUMO Tendo em vista que a crônica trata-se de uma narrativa

Leia mais

O blog que só mostra o que a Região Serrana do Rio tem de melhor para oferecer!

O blog que só mostra o que a Região Serrana do Rio tem de melhor para oferecer! O blog que só mostra o que a Região Serrana do Rio tem de melhor para oferecer! O BLOG APRESENTAÇÃO: Bem-vindo a era da interatividade e do marketing de conteúdo. Só na internet você pode expor sua marca

Leia mais

CURSO: JORNALISMO EMENTAS º PERÍODO

CURSO: JORNALISMO EMENTAS º PERÍODO CURSO: JORNALISMO EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: TEORIAS DA COMUNICAÇÃO Estudo do objeto da Comunicação Social e suas contribuições interdisciplinares para constituição de uma teoria da comunicação.

Leia mais

PORTAL

PORTAL PORTAL www.editoralamonica.com.br 55 11 3256-4696 Sua marca presente em todos os canais de comunicação IMPRESSOS TWITTER LINKEDIN MAILING FRANCO FRANQUIA ABF.COM.BR PORTALDOFRANCHISING.COM.BR ABFEDUCACAO.COM.BR

Leia mais

As Metas Curriculares de Português, para o 3º Ciclo, apresentam cinco características essenciais:

As Metas Curriculares de Português, para o 3º Ciclo, apresentam cinco características essenciais: DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS º ANO A Ano Letivo: 204 / 205. Introdução / Metas Curriculares Na disciplina de Português o desenvolvimento do ensino será orientado por Metas Curriculares cuja definição

Leia mais

Período Gênero textual Expectativa

Período Gênero textual Expectativa DISCIPLINA: Produção de texto ANO DE REFERÊNCIA: 2016 PROFESSORAS RESPONSÁVEIS: 6ºano Período Gênero textual Expectativa P35 Compreender o papel do conflito gerador no desencadeamento dos episódios narrados.

Leia mais

CURSO de COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO - Gabarito

CURSO de COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO - Gabarito PROAC / COSEAC UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ACADÊMICOS COSEAC-COORDENADORIA DE SELEÇÃO TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2007 e 1 o semestre letivo de 2008 CURSO de COMUNICAÇÃO

Leia mais

Grade Curricular - Comunicação Social. Habilitação em Publicidade e Propaganda - matutino

Grade Curricular - Comunicação Social. Habilitação em Publicidade e Propaganda - matutino Grade Curricular - Comunicação Social Habilitação em Publicidade e Propaganda - matutino SEMESTRE 1 CCA0218 Língua Portuguesa - Redação e Expressão Oral I 4 0 4 CCA0258 Fundamentos de Sociologia Geral

Leia mais

Proposta de Redação Tema: Conto fantástico

Proposta de Redação Tema: Conto fantástico Proposta de Redação Tema: Conto fantástico Tema central: Criação de um conto fantástico Produção de texto Introdução: O conto fantástico é um gênero que tem como característica o fato de apresentar ou

Leia mais

SOBRE. O RedaçãoAgro é um portal de notícias, publicação de artigos e divulgação de eventos ligados ao agronegócio.

SOBRE. O RedaçãoAgro é um portal de notícias, publicação de artigos e divulgação de eventos ligados ao agronegócio. SOBRE O RedaçãoAgro é um portal de notícias, publicação de artigos e divulgação de eventos ligados ao agronegócio. Temos como objetivo informar nossos leitores e atualizar o conhecimento de todos os profissionais

Leia mais

Programa Curso Português nível A1 e A2

Programa Curso Português nível A1 e A2 Unidade 1 : Olá! Como está? Programa Curso Português nível A1 e A2 Apresentar-se Cumprimentar Despedir-se Dar informações de carácter pessoal Nome Morada Estado civil Nacionalidades Países / Cidades Profissões

Leia mais

A EXPOSIÇÃO sobre um tema (género textual)

A EXPOSIÇÃO sobre um tema (género textual) A EXPOSIÇÃO sobre um tema (género textual) Português 10º ano Janeiro de 2016 Helena Borges Rosa Amaral ESM Marcas de género específicas: caráter demonstrativo, elucidação evidente do tema (fundamentação*

Leia mais

TEMA: O Caso Arruda O escândalo de corrupção que ocorreu no Distrito Federal com o ex-governador José Roberto Arruda Analisou coberturas

TEMA: O Caso Arruda O escândalo de corrupção que ocorreu no Distrito Federal com o ex-governador José Roberto Arruda Analisou coberturas TEMA: O Caso Arruda O escândalo de corrupção que ocorreu no Distrito Federal com o ex-governador José Roberto Arruda Analisou coberturas jornalísticas veiculadas durante 10 dias (28 de novembro a 07 de

Leia mais

Curso de Formação Intensiva: Comunicação com os media

Curso de Formação Intensiva: Comunicação com os media Curso de Formação Intensiva: Comunicação com os media 1. Objetivos gerais Dar a conhecer as especificidades do contexto mediático português e dotar os participantes de capacidades e competências técnicas

Leia mais

Comunicação Estratégica e Marketing AULA 7. Temas: Jornalismo

Comunicação Estratégica e Marketing AULA 7. Temas: Jornalismo Comunicação Estratégica e Marketing AULA 7 Temas: Jornalismo O Jornalismoé a área da Comunicação Social que lida com a descoberta, a produção e a divulgação de notícias, isto é, o relato de acontecimentos

Leia mais

Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º

Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º 1.º CEB Agrupamento de Escolas Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º Saber escutar para reproduzir pequenas mensagens e Compreensão do oral Leitura Escrita para cumprir ordens e pedidos Prestar

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Centro Paula Souza Faculdade de Tecnologia da Zona Leste GUIA PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Estatística Aplicada Profa Dra. Rosângela Maura Correia Bonici Sumário 1 Introdução... 3 2 Estrutura do

Leia mais

MANUAL PARA ELEBORAÇÃO RESUMO. Biblioteca Paulo Freire

MANUAL PARA ELEBORAÇÃO RESUMO. Biblioteca Paulo Freire MANUAL PARA ELEBORAÇÃO DE RESUMO Biblioteca Paulo Freire ABNT NBR 6028:2003 Informação e documentação - Resumo Apresentação Jaguariúna Sumário 1. Introdução 1 2. Objetivo 2 3. Definições 3 4. Regras gerais

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar situações e

Leia mais

EDITAL DA CHAMADA DE TRABALHOS ACADÊMICOS/CIENTÍFICOS PARA A SEMANA ACADÊMICA DE COMUNICACÃO - SEACOM/2015

EDITAL DA CHAMADA DE TRABALHOS ACADÊMICOS/CIENTÍFICOS PARA A SEMANA ACADÊMICA DE COMUNICACÃO - SEACOM/2015 EDITAL DA CHAMADA DE TRABALHOS ACADÊMICOS/CIENTÍFICOS PARA A SEMANA ACADÊMICA DE COMUNICACÃO - SEACOM/2015 Torna-se pública a abertura das inscrições para a submissão de trabalhos acadêmicos e científicos

Leia mais

REGULAMENTO TESE DE MESTRADO

REGULAMENTO TESE DE MESTRADO REGULAMENTO TESE DE MESTRADO GUIA DE PREPARAÇÃO DA DISSERTAÇÃO CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE DO ISCEM 1. TRAMITAÇÃO DE DISSERTAÇÃO... 3 2. CONFIDENCIALIDADE... 4 3. ESTRUTURA E FORMATO DA DISSERTAÇÃO...4

Leia mais

Deliberação 44/ /2014 (AUT-R)

Deliberação 44/ /2014 (AUT-R) Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social Deliberação 44/ /2014 (AUT-R) Modificação do projeto licenciado do operador Pense Positivo Radiodifusão, Lda., no que se refere quanto

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PRODUÇÃO TEXTUAL 4º BIM/2016 3º ANO TEMA: Escolha um personagem de um dos livros que você leu neste bimestre e conte o que ele faz na história. mão das características específicas

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE MATÉRIAS PARA PUBLICAÇÃO NO CADERNO DE CIDADANIA

EDITAL DE SELEÇÃO DE MATÉRIAS PARA PUBLICAÇÃO NO CADERNO DE CIDADANIA EDITAL DE SELEÇÃO DE MATÉRIAS PARA PUBLICAÇÃO NO CADERNO DE CIDADANIA Edição 2017 EDITAL DE SELEÇÃO DE MATÉRIAS PARA PUBLICAÇÃO NO CADERNO DE CIDADANIA A GRÁFICA E EDITORA O LUTADOR, filial do Instituto

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano A 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano A 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano A 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar situações

Leia mais

Relação Lattes/ Avaliação Cultura e Extensão Pesquisa em processo*

Relação Lattes/ Avaliação Cultura e Extensão Pesquisa em processo* Relação Lattes/ Avaliação Pesquisa em processo* Comissão de Universitária FAU/USP * Dúvidas ou sugestões nos envie um e-mail Detalhamento. (Atividades externas à USP e da especialidade em docência e pesquisa

Leia mais

DizAí: uma forma alternativa de jornalismo 1. Martina Wrasse SCHERER 2 Hélio ETGES 3 Universidade de Santa Cruz do Sul, Santa Cruz do Sul, RS

DizAí: uma forma alternativa de jornalismo 1. Martina Wrasse SCHERER 2 Hélio ETGES 3 Universidade de Santa Cruz do Sul, Santa Cruz do Sul, RS DizAí: uma forma alternativa de jornalismo 1 Martina Wrasse SCHERER 2 Hélio ETGES 3 Universidade de Santa Cruz do Sul, Santa Cruz do Sul, RS RESUMO O jornal mural DizAí é uma atividade laboratorial desenvolvida

Leia mais

INTRODUÇÃO [Times New Roman 12, Justificado, Caixa Alta, espaçamento 1,5]

INTRODUÇÃO [Times New Roman 12, Justificado, Caixa Alta, espaçamento 1,5] 1 TÍTULO DO ARTIGO [fonte Times New Roman 14, Centralizado, espaçamento 1.0] Subtítulo [Se houver, fonte Times New Roman 14, Centralizado, espaçamento 1.0] Nome do Autor 1 [Fonte Times New Roman 10, Texto

Leia mais

CARTAZES DE RUA E DE INTERIORES

CARTAZES DE RUA E DE INTERIORES RESUMO HISTÓRICO Os primeiros cartazes datam do século XV.(Divulgar decisões tomadas pelo governo) No século XVIII a sua utilização já é mais frequente. (Anunciar produtos comerciais e industriais) Com

Leia mais

O MELHOR ARTIGO DE SEMPRE

O MELHOR ARTIGO DE SEMPRE - R E G U L A M E N T O - Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa Campo Mártires da Pátria, 130, 1169-056 LISBOA Telefone:+351 21 880 30 95 Fax:+351 21 885 12 20 Artigo 1º (Definição)

Leia mais

Escola Secundária com 3º Ciclo do Ensino Básico de Amora

Escola Secundária com 3º Ciclo do Ensino Básico de Amora COMPETÊNCIAS GERAIS Relacionar as dimensões da aprendizagem e os princípios éticos que regulam o saber e a interação com os outros. Usar corretamente a língua portuguesa para comunicar oralmente e por

Leia mais

Deliberação 12/2014 (CONTJOR-TV) Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social

Deliberação 12/2014 (CONTJOR-TV) Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social Deliberação 12/2014 (CONTJOR-TV) Participação de Carlos Macheira contra a TVI, a propósito da exibição de uma peça na edição do «Jornal

Leia mais

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE DOM LUIZ DE ORLEANS E BRAGANÇA COORDENAÇÃO GERAL DOS CURSOS MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO Ribeira do Pombal - BA ARTIGO CIENTÍFICO O artigo pode ser definido como discussão de temáticas científicas

Leia mais

Curso de Jornalismo REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Currículos modulares FUNDAMENTAÇÃO LEGAL

Curso de Jornalismo REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Currículos modulares FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Curso de Jornalismo REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Currículos modulares FUNDAMENTAÇÃO LEGAL O Programa de Estágio Obrigatório Supervisionado da Universidade São Judas Tadeu tem a seguinte fundamentação

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Ano Letivo 2012/2013

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Ano Letivo 2012/2013 Ensino Básico Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Disciplina: Espanhol Ano Letivo 2012/2013 9º Ano de escolaridade 1. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Espanhol

Leia mais

PR CURITIBA SRRF09 MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL 9ª REGIÃO FISCAL

PR CURITIBA SRRF09 MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL 9ª REGIÃO FISCAL Fl. 4 SRRF/9ª RF/DISIT Fls. 7 INTERESSADO 6 SECRETARIA MINISTÉRIO DA FAZENDA DA RECEITA FEDERAL SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA RECEITA FEDERAL PROCESSO Nº DOMICÍLIO FISCAL 9ª REGIÃO FISCAL SOLUÇÃO DE CONSULTA

Leia mais

Sector. Sector Cultural e Criativo em Portugal (2006)

Sector. Sector Cultural e Criativo em Portugal (2006) Missão Na património.pt acreditamos que o património é de todos. Um direito. Uma herança. Um dever. Procuramos levar todo o património português a todos os portugueses interessados. A todos os que por

Leia mais

PARA PROFISSIONAIS DE

PARA PROFISSIONAIS DE FRANCêS PARA PROFISSIONAIS DE SAúDE: NíVEL B1 (ABR 2015) - PORTO A mobilidade de profissionais de saúde é uma realidade e falar francês é uma abertura de portas para o mercado de trabalho internacional

Leia mais

REGULAMENTO DO CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO (CDI)

REGULAMENTO DO CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO (CDI) REGULAMENTO DO CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO (CDI) 1. INTRODUÇÃO O Centro de Documentação e Informação (CDI) é fundamentalmente a unidade de informação da. Para atingir os objetivos que decorrem

Leia mais

DICAS SOBRE RESUMO E FICHAMENTO

DICAS SOBRE RESUMO E FICHAMENTO O objetivo destas rápidas orientações é auxiliar na tarefa do pesquisador principiante, instrumentalizando-o de modo que, desde os primeiros passos da sua jornada pelo mundo da investigação acadêmica,

Leia mais

Inês Albuquerque Amaral Instituto Superior Miguel Torga

Inês Albuquerque Amaral Instituto Superior Miguel Torga Inês Albuquerque Amaral Instituto Superior Miguel Torga (inesamaral@ismt.pt) Qual o peso das fontes de informação anónimas no jornalismo de investigação? Análise crítica da relevância das fontes anónimas

Leia mais

Metas Curriculares do Ensino Básico Matemática 1.º Ciclo. António Bivar Carlos Grosso Filipe Oliveira Maria Clementina Timóteo

Metas Curriculares do Ensino Básico Matemática 1.º Ciclo. António Bivar Carlos Grosso Filipe Oliveira Maria Clementina Timóteo Metas Curriculares do Ensino Básico Matemática 1.º Ciclo António Bivar Carlos Grosso Filipe Oliveira Maria Clementina Timóteo Princípios das Metas Curriculares de Matemática Os dois grandes eixos das Metas

Leia mais

Referir actividades relacionadas com as férias e os tempos livres. Saber orientar-se num aeroporto. Falar sobre a importância da língua inglesa

Referir actividades relacionadas com as férias e os tempos livres. Saber orientar-se num aeroporto. Falar sobre a importância da língua inglesa AGRUPAMENTO DE ESCOLAS À BEIRA DOURO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA À BEIRA DOURO - MEDAS LÌNGUA ESTRANGEIRA I (Inglês 9º Ano) 1º PERÍODO AULAS PREVISTAS ( 38 a 41 ) PLANIFICAÇÃO ANUAL 2010/2011 Competências

Leia mais

2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL

2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL GRUPO DE ECONOMIA E CONTABILIDADE Cursos Científico-Humanísticos Ano Letivo 2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL SOCIOLOGIA (12º ano) Página 1 de 6 Competências Gerais Desenvolver a consciência dos direitos e

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano B 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano B 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano B 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar situações

Leia mais

Sítio da Semana: Ficha técnica: Apresentação Grafismo:

Sítio da Semana: Ficha técnica: Apresentação Grafismo: Ciências da Comunicação 2º ano Projeto Multimédia Sítio da Semana: Ficha técnica: Título: abola.pt Portal: www.abola.pt Proprietário: Sociedade Vicra Desportiva Data de edição: 29 de janeiro de 2000 Ultima

Leia mais

AUTONOMIA EDITORIAL E PROPRIEDADE DOS MEIOS

AUTONOMIA EDITORIAL E PROPRIEDADE DOS MEIOS AUTONOMIA EDITORIAL E PROPRIEDADE DOS MEIOS Autonomia editorial Princípio de separação entre matéria de gestão empresarial, que compete aos órgãos de direção da entidade proprietária do órgão de comunicação

Leia mais

PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA

PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA ASSOCIAÇÃO ESCOLA 31 DE JANEIRO 2012/13 PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA TRANSVERSALIDADE NA CORREÇÃO DA ESCRITA E DA EXPRESSÃO ORAL DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS INTRODUÇÃO A língua

Leia mais

MONOCICLO. MALABARISMO. MODELAGEM DE BALÕES. MAGIA. ACROBACIA. ANDAS. TEATRO. ESPECTÁCULOS. E OUTRAS ARTES

MONOCICLO. MALABARISMO. MODELAGEM DE BALÕES. MAGIA. ACROBACIA. ANDAS. TEATRO. ESPECTÁCULOS. E OUTRAS ARTES MONOCICLO. MALABARISMO. MODELAGEM DE BALÕES. MAGIA. ACROBACIA. ANDAS. TEATRO. ESPECTÁCULOS. E OUTRAS ARTES http://www.youtube.com/watch?v=7fwryv3doke http://www.youtube.com/watch?v=kqycmszui4i Em parceria

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português Ensino Básico Ano letivo: 16/17 5º ANO Perfil de Aprendizagens Específicas O aluno é capaz: Domínios Interpretar discursos orais breves (Referir

Leia mais

relatório trabalhar com arquitectos campanha out 13

relatório trabalhar com arquitectos campanha out 13 relatório trabalhar arquitectos campanha out 13 / 2 índice introdução a campanha unicação análise anexos 4 5 7 8 9 14 15 16 18 22 28 33 34 36 37 3 introdução 4 a campanha Mass Media performance de unicação

Leia mais

TABELA DE PREÇOS 2015

TABELA DE PREÇOS 2015 TABELA DE PREÇOS 2015 PERFIL Fundado há 49 anos, o jornal Periscópio está presente no cotidiano das pessoas de Itu e região, circula todas as terças, quintas e sábados, possui duas revistas especiais mensais,

Leia mais

PORTUGUÊS ABEL MOTA PREPARAR OS TESTES

PORTUGUÊS ABEL MOTA PREPARAR OS TESTES 7 PORTUGUÊS ABEL MOTA PREPARAR OS TESTES PARTE 1 LEITURA 1 A IMPRENSA 5 6 A imprensa e os jornais Classificação dos jornais Público-alvo Secções Géneros jornalísticos Do acontecimento ao leitor fazer Escolher

Leia mais

Projeto Hemeroteca Digitalização e Divulgação como Alicerces para Preservação da História no Curso de Jornalismo da UFSC

Projeto Hemeroteca Digitalização e Divulgação como Alicerces para Preservação da História no Curso de Jornalismo da UFSC FÓRUM NACIONAL DE PROFESSORES DE JORNALISMO (FNPJ) 11º ENCONTRO NACIONAL DE PROFESSORES DE JORNALISMO MODALIDADE DO TRABALHO: Relato GRUPO DE TRABALHO: Atividades de Extensão Projeto Hemeroteca Digitalização

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 INTRODUÇÃO As orientações aqui apresentadas são baseadas na norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para apresentação de artigos científicos impressos:

Leia mais

Ver e fazer ver Ouvir e fazer ouvir Sentir e fazer sentir Compreender e fazer compreender Ou seja, VIVER E FAZER VIVER

Ver e fazer ver Ouvir e fazer ouvir Sentir e fazer sentir Compreender e fazer compreender Ou seja, VIVER E FAZER VIVER DICAS para Jovens Repórteres A reportagem é Ver e fazer ver Ouvir e fazer ouvir Sentir e fazer sentir Compreender e fazer compreender Ou seja, VIVER E FAZER VIVER A reportagem é É no local onde se verifica

Leia mais

Revelação: jornal-laboratório do curso de Comunicação Social da Universidade de Uberaba (Uniube). Edição especial 1

Revelação: jornal-laboratório do curso de Comunicação Social da Universidade de Uberaba (Uniube). Edição especial 1 Revelação: jornal-laboratório do curso de Comunicação Social da Universidade de Uberaba (Uniube). Edição especial 1 Natalia Alberto de MELO 2 Diogo Paiva GOMES 3 Indiara FERREIRA 4 André Azevedo da FONSECA

Leia mais

COMPROMISSOS. Os objectivos gerais do IndieLisboa são: Incentivar a criação na área do cinema;

COMPROMISSOS. Os objectivos gerais do IndieLisboa são: Incentivar a criação na área do cinema; COMPROMISSOS O IndieLisboa é um festival de cinema internacional e generalista, com a durac aõ de 11 dias, que se realiza anualmente em Lisboa. A sua programação tem como intuito principal a divulgação

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês LE I (2 anos) 2016

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês LE I (2 anos) 2016 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês LE I (2 anos) 2016 Prova 06 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Admissão de alunos 2017

Admissão de alunos 2017 Tradição em Excelência Admissão de alunos 2017 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 1ª SÉRIE ENSINO MÉDIO CIÊNCIAS 1. CINEMÁTICA 1.1. Estudo dos movimentos e referenciais. 1.2. Movimentos uniformes. 2. PROPRIEDADES

Leia mais

HISTÓRICO DAS REVISÕES

HISTÓRICO DAS REVISÕES Página 1 de 7 HISTÓRICO DAS REVISÕES REVISÃO DATA DESCRIÇÃO 00 06/02/2015 Emissão inicial 1. OBJETIVO Criar uma sistemática de produção e disseminação de notícias institucionais para os diversos públicos

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Competências de Interpretação CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3.º Ciclo do Ensino Básico 7º Ano Departamento de Línguas Disciplina: Inglês Domínios Objeto de avaliação Domínios/ Metas de aprendizagem Instrumentos

Leia mais

Normas Gramaticais da Língua Portuguesa AULA 1. Temas: Tipos de Textos Níveis de Linguagens

Normas Gramaticais da Língua Portuguesa AULA 1. Temas: Tipos de Textos Níveis de Linguagens Normas Gramaticais da Língua Portuguesa AULA 1 Temas: Tipos de Textos Níveis de Linguagens Como você deve recordar, iniciamos o módulo de Redação Oficial comentando sobre o que é o texto, isto é, uma unidade,

Leia mais

Regimento do Projeto Interdisciplinar. Escola de Ciências Humanas e Sociais Curso de Comunicação Social - Jornalismo - Publicidade e Propaganda

Regimento do Projeto Interdisciplinar. Escola de Ciências Humanas e Sociais Curso de Comunicação Social - Jornalismo - Publicidade e Propaganda Regimento do Projeto Interdisciplinar Escola de Ciências Humanas e Sociais Curso de Comunicação Social - Jornalismo - Publicidade e Propaganda Regimento do Projeto Interdisciplinar 1. Elementos introdutórios

Leia mais

Deliberação ERC/2016/169 (CONTJOR-I)

Deliberação ERC/2016/169 (CONTJOR-I) Deliberação ERC/2016/169 (CONTJOR-I) Queixa de José Fernandes da Silva contra o jornal I online por violação do dever de rigor informativo na notícia com o título «Crioterapia, técnica utilizada por Cristiano

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar situações e

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina A - Introdução ao Jornalismo

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina A - Introdução ao Jornalismo Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo Ênfase Identificação Disciplina 0003000A - Introdução ao Jornalismo Docente(s) Antonio Francisco Magnoni Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação

Leia mais

CADERNO DE IMPRENSA CÂMARA MUNICIPAL DE MANGUALDE SETEMBRO 2015 CADERNO 1

CADERNO DE IMPRENSA CÂMARA MUNICIPAL DE MANGUALDE SETEMBRO 2015 CADERNO 1 CADERNO DE IMPRENSA CÂMARA MUNICIPAL DE MANGUALDE SETEMBRO 2015 CADERNO 1 MEIO: RENASCIMENTO ONLINE DATA: 01 SETEMBRO 2015 SECÇÃO: N/A MEIO: DESCLA ONLINE DATA: 31 AGOSTO 2015 SECÇÃO: AGENDA CULTURAL MEIO:

Leia mais

Comunicação Integrada: uma experiência em assessoria na Saúde Pública

Comunicação Integrada: uma experiência em assessoria na Saúde Pública Comunicação Integrada: uma experiência em assessoria na Saúde Pública Kalyne Menezes, mskalyne@gmail.com, UFG Daiana Stasiak, daiastasiak@gmail.com, UFG Silvana Coleta, silvanacoleta@gmail.com, UFG Marcelo

Leia mais

Edição de Aniversário

Edição de Aniversário Edição de Aniversário OS DOIS CRESCERAM MUITO! Há 38 anos, o Meio & Mensagem é leitura indispensável para quem quer saber tudo sobre marketing e comunicação. E o crescimento desse mercado fez com que

Leia mais

Convocatórias Actas & Relatórios

Convocatórias Actas & Relatórios Convocatórias Actas & Relatórios Trabalho realizado por: Joana Fernandes nº 9 10º S Sara Gonçalves nº 16 10º S Convocatória As convocatórias são o meio através do qual se convidam os participantes de uma

Leia mais