Gala do Desporto 2012

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gala do Desporto 2012"

Transcrição

1 Gala do Desporto 2012 Reunião de Câmara 05-Nov-2012

2 Índice 1. Introdução Destinatários Processo e prazo de candidatura Processo de seleção Critérios de seleção Exceções Distribuição de convites Troféus Melhores do Ano Dúvidas e omissões

3 1. Introdução Cascais vai celebrar a 13ª edição da Gala do Desporto, que terá lugar no Salão Preto e Prata do Casino Estoril no dia 3 de fevereiro de 2013 (domingo) local e data provisória. Esta cerimónia visa reconhecer os atletas e as equipas de entidades desportivas do concelho, que se distinguiram na época desportiva 2011/ 2012 pelos resultados desportivos obtidos nos quadros competitivos do desporto federado, desporto escolar e desporto universitário. 2. Destinatários a) Atletas de modalidades individuais em representação de entidades desportivas do concelho de Cascais; b) Atletas de modalidades coletivas/ equipas em representação de entidades desportivas do concelho de Cascais; c) Atletas de modalidades individuais inscritos individualmente em Federações Desportivas de Utilidade Pública Desportiva e residentes no concelho de Cascais. 3. Processo e prazo de candidatura De forma a agilizar todo o processo, o ofício com as fichas de candidatura será enviado a todas as entidades desportivas do concelho de Cascais, envolvidas no desporto federado e escolar/ universitário, através da caixa de correio eletrónico da Divisão de Fomento Desportivo Salvo algumas exceções e, pela inexistência de endereço eletrónico por parte de algumas dessas entidades desportivas, o ofício e respetivos anexos serão enviados por correio postal. A data limite para envio da(s) candidatura(s) é até ao dia 30 de novembro de 2012 (sexta-feira). 4. Processo de seleção Os resultados desportivos são validados junto das respetivas Federações Desportivas de Utilidade Pública Desportiva, Associações de Modalidade Distritais ou Regionais reconhecidas por estas federações. 3

4 5. Critérios de seleção No desporto federado, desporto escolar e desporto universitário, à exceção do desporto adaptado, aplica-se o seguinte critério geral: a) Quando a classificação obtida é disputada entre 2 e 5 atletas/ equipas, apenas será considerado o 1º classificado; b) Quando a classificação obtida é disputada entre 6 e 10 atletas/ equipas, apenas serão considerados os 1º e 2º classificados; c) Quando a classificação obtida é disputada por 11 ou mais atletas/ equipas, serão considerados os 1º, 2º e 3º classificados Critérios de seleção aplicados ao desporto federado a) Em competições oficiais nacionais, distritais e regionais: Tipo de competição Classificação Título Enquadramento Prémio 1º classif. Campeão Nacional (De qualquer Divisão) 2º classif. Vice-Campeão Campeonato Nacional (Divisão única ou Nacional principal) Taça de Portugal Campeonato Distrital / Regional 3º classif. (Divisão única ou principal) 1º classif. Vencedor da Taça de Portugal 2º e 3º classif. (aplica-se apenas às modalidades em que não se realiza Campeonato Nacional) 1º classif. Campeão Distrital 1ª Divisão / Campeão Regional Absoluto Federações Desportivas de Utilidade Pública Desportiva Associações de Modalidade Distritais ou Regionais reconhecidas por Federações Desportivas de UPD b) Em competições oficiais internacionais: Tipo de competição Classificação Enquadramento Prémio Campeonato do Mundo Jogos Olímpicos Taça do Mundo Campeonato da Europa Taça da Europa Campeonato do Mundo ou Europa / Torneios Internacionais 8 primeiros classif. Federações Internacionais reconhecidas pelo Comité Olímpico Internacional (em representação da seleção nacional) 1º classif. Federações Internacionais 2º e 3º classif. 4

5 6.2. Critérios de seleção aplicados ao desporto escolar e desporto universitário a) Em competições oficiais nacionais, distritais e regionais: Tipo de competição Classificação Título Enquadramento Prémio 1º classif. Campeão Nacional do Desporto Escolar DGIDC Direção- Campeonato 2º classif. Vice-Campeão Nacional Geral de Inovação e Nacional do Desporto Escolar Desenvolvimento 3º classif. Campeonato Nacional do Curricular Desporto Escolar Campeonato Regional 1º classif. Campeão Regional do Desporto Escolar DRELVT Direção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo b) Em competições oficiais internacionais em representação nacional do desporto escolar: Tipo de competição Classificação Enquadramento Troféu Campeonato do Mundo Jogos da FISEC * O troféu é entregue no palco 8 primeiros classif. 4 primeiros classif. ISF International School Sport Federation FISEC Fédération Internationale Sportive de l'enseignement Catholique 7. Exceções Os títulos coletivos obtidos nas modalidades individuais serão representados na cerimónia pelos atletas que obtiveram os seguintes resultados: 1º, 2º ou 3º classificados no Campeonato Nacional; Campeões Regionais. A subida à Divisão principal de qualquer modalidade por mérito desportivo, dá direito a participar na cerimónia e a receber. Os convites são pessoais e intransmissíveis. A participação na cerimónia fica sujeita a confirmação prévia. 5

6 8. Distribuição de convites 8.1. Convites com jantar incluído Para homenageados, treinadores e dirigentes desportivos a) Atletas de modalidades individuais em representação de entidades desportivas de Cascais 1 convite por atleta b) Treinadores de atletas de modalidades individuais em representação de entidades desportivas de Cascais 1 convite por treinador c) Atletas de modalidades individuais inscritos individualmente em Federações Desportivas de UPD e residentes no concelho de Cascais 2 convites por atleta (inclui 1 para atleta mais 1 para acompanhante) d) Dirigentes desportivos em representação de clubes/ entidades desportivas do concelho de Cascais, envolvidos em desporto federado, desporto escolar e desporto universitário (independentemente de serem homenageados) 1 convite por clube/entidade e) Modalidades coletivas/ equipas em representação de entidades desportivas de Cascais: Títulos internacionais, Campeões Nacionais e Vencedores da Taça de Portugal: Modalidades Atletas Equipa técnica Nº total convites Andebol Basquetebol Corfebol Corridas Aventura Futebol Futebol Futsal Hóquei em Campo Hóquei em Patins Hóquei Subaquático Pólo Aquático Rugby Rugby Ténis Vela Voleibol O nº de convites foi determinado em função da modalidade e do nº máximo de atletas/ jogadores convocados para uma competição oficial Restantes títulos: Modalidades Atletas e equipa técnica Nº total convites Andebol Basquetebol Corfebol Futebol 11 Futebol 7 Futsal Hóquei em Campo Hóquei em Patins Hóquei Subaquático Pólo Aquático Rugby 15 Rugby 7 Voleibol Corridas Aventura Ténis Vela 2 convites para jogadores (capitão e sub-capitão) + 2 convites para equipa técnica

7 8.2. Convites para acompanhantes (sem jantar incluído) a) Acompanhante do atleta menor de idade homenageado, com louvor internacional e/ou campeão nacional 2 convites por atleta b) Acompanhante do atleta maior de idade homenageado, com louvor internacional e/ou campeão nacional 1 convite por atleta (Só no caso de haver disponibilidade de lugares na sala, poder-se-á atribuir 2 convites por atleta. Sujeito a confirmação prévia.) 8.3. Convites para acompanhantes (com jantar incluído) Para os acompanhantes interessados em jantar, há lugar ao pagamento de 36,00 por pessoa, mediante pré-reserva feita no, sendo que o pagamento será efetuado no dia da cerimónia. 9. Troféus Os troféus serão entregues aos Campeões Nacionais, Vencedores da Taça de Portugal e aos atletas e equipas com títulos internacionais, na presença do dirigente da entidade e de outra(s) personalidade(s). Todos os homenageados e seus treinadores recebem um de participação. 10. Melhores do Ano 2012 Serão nomeados os Melhores do Ano 2012 nas seguintes categorias: a) Esperança Feminina b) Esperança Masculino c) Atleta Feminina d) Atleta Masculino e) Equipa f) Treinador A pré-seleção dos candidatos nas várias categorias é realizada pelos representantes da área do Desporto da CMC, sendo selecionados os melhores resultados desportivos. Durante a cerimónia, serão apresentados no ecrã e descritos na brochura de apoio, cinco candidatos em cada categoria e a votação do melhor do ano será feita pelo público com comandos à distância, através de um sistema eletrónico de televotação. 11. Dúvidas e omissões As dúvidas e omissões resultantes da interpretação ou aplicação das disposições deste documento «Gala do Desporto de Cascais 2012 Época Desportiva 2011/2012» são resolvidas de acordo com o princípio geral da interpretação, mediante deliberação do Vereador da área de Desporto. 7

GALA DESPORTIVA DO MUNICÍPIO DA MEALHADA PRESTOU HOMENAGEM E PREMIOU DESPORTO

GALA DESPORTIVA DO MUNICÍPIO DA MEALHADA PRESTOU HOMENAGEM E PREMIOU DESPORTO GALA DESPORTIVA DO MUNICÍPIO DA MEALHADA PRESTOU HOMENAGEM E PREMIOU DESPORTO Durante mais de duas horas, o palco do Cineteatro Messias foi de homenagem ao desporto que se pratica no concelho, mas também

Leia mais

III Gala do Desporto do IPLeiria

III Gala do Desporto do IPLeiria III Gala do Desporto do IPLeiria - 2006 O Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria) realizou, no dia 7 de Junho, a 3.ª edição da Gala do Desporto que teve como objetivo distinguir os alunos/atletas e

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição Índice Preâmbulo 5 Artigo 1.º Escalões Etários, Dimensões do Campo, Bola, Tempo de Jogo e Variantes

Leia mais

FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL

FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL REGULAMENTO DESPORTIVO CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA 2012 Art.º 1 OBJETO 1. O presente regulamento estabelece as regras e normas aplicáveis ao Andebol de Praia

Leia mais

PATINAGEM DE VELOCIDADE ÉPOCA 2015 PROTOCOLO. Alenquer Pavilhão Municipal de Alenquer. Balneários, casas de banho

PATINAGEM DE VELOCIDADE ÉPOCA 2015 PROTOCOLO. Alenquer Pavilhão Municipal de Alenquer. Balneários, casas de banho PATINAGEM DE VELOCIDADE ÉPOCA 2015 PROTOCOLO O Comité de Patinagem de Velocidade desta Associação vai levar a efeito a realização do 2º ENCONTRO REGIONAL INDOOR, pelo que informamos: Local: Alenquer Pavilhão

Leia mais

CAMPEONATO DISTRITAL DE LISBOA DE JOVENS PARTIDAS LENTAS AXL 2015/1016 REGULAMENTO

CAMPEONATO DISTRITAL DE LISBOA DE JOVENS PARTIDAS LENTAS AXL 2015/1016 REGULAMENTO CAMPEONATO DISTRITAL DE LISBOA DE JOVENS PARTIDAS LENTAS AXL 2015/1016 6 a 10 de Fevereiro de 2016 REGULAMENTO 1. Organização O Campeonato Distrital de Lisboa de Jovens de partidas lentas é organizado

Leia mais

DEFINIÇÃO DE COMPETÊNCIAS

DEFINIÇÃO DE COMPETÊNCIAS REGULAMENTO NOTA JUSTIFICATIVA A promoção e generalização da prática desportiva junto da população é um fator essencial de melhoria da qualidade de vida e de formação pessoal, social e desportiva. Neste

Leia mais

Campeonato Nacional de Corrida em Montanha / Grande Prémio de Montanha Senhora da Graça

Campeonato Nacional de Corrida em Montanha / Grande Prémio de Montanha Senhora da Graça Campeonato Nacional de Corrida em Montanha / Grande Prémio de Montanha Senhora da Graça Mondim de Basto Dia 15 de Junho de 2013 16H00 Organização: Câmara Municipal de Mondim de Basto, AA Vila Real e FPA

Leia mais

FEDERAÇÃO DE DESPORTOS AQUÁTICOS DO DISTRITO FEDERAL FDA/DF

FEDERAÇÃO DE DESPORTOS AQUÁTICOS DO DISTRITO FEDERAL FDA/DF Critérios indicativos à Bolsa Atleta de Natação conforme Reunião da Diretoria da FDA/DF e técnicos filiados, realizada no dia 03 de fevereiro de 2016. I BOLSA ATLETA OLÍMPICA 1.1- O atleta de natação só

Leia mais

XVI Torneio de Futebol 11 Sénior 2011

XVI Torneio de Futebol 11 Sénior 2011 Regulamento Geral Introdução Para a realização da XVI edição deste Torneio, no qual participam todos os 6 Clubes do Concelho com Futebol de 11 Sénior não profissional devidamente inscritos na Associação

Leia mais

Associação de Natação do Norte de Portugal Instituição de Utilidade Publica Medalha de Bons Serviços Desportivos 1984

Associação de Natação do Norte de Portugal Instituição de Utilidade Publica Medalha de Bons Serviços Desportivos 1984 1 A Gala de Natação é um evento organizado pela Associação de Natação do Norte de Portugal, na qual se homenageiam atletas, treinadores, dirigentes, árbitros, entidades ou outros agentes desportivos das

Leia mais

RESUMO DE APOIOS ASSOCIATIVISMO DESPORTIVO ÉPOCA 2013/2014

RESUMO DE APOIOS ASSOCIATIVISMO DESPORTIVO ÉPOCA 2013/2014 RESUMO DE APOIOS ASSOCIATIVISMO DESPORTIVO ÉPOCA 2013/2014 Câmara Municipal de Cascais Departamento de Educação e Desporto Divisão de Desporto Rua José Joaquim de Freitas 2 2750-404 Cascais t. 214815530/31

Leia mais

Junta de Freguesia de Ançã

Junta de Freguesia de Ançã III TORNEIO FUTSAL INTER-FREGUESIAS DO CONCELHO DE CANTANHEDE REGULAMENTO 1. INTRODUÇÃO 1.1 O presente regulamento aplica-se ao III Torneio de Futsal Inter-Freguesias do concelho de Cantanhede. 1.2. A

Leia mais

Normas. Departamento de Cultura, Juventude e Desporto Divisão de Desporto e Juventude Núcleo de Actividades Desportivas

Normas. Departamento de Cultura, Juventude e Desporto Divisão de Desporto e Juventude Núcleo de Actividades Desportivas Normas Departamento de Cultura, Juventude e Desporto Núcleo de Actividades Desportivas Índice 1 Organização... 3 2 Calendarização e Local de Realização dos Jogos... 3 3 Inscrição... 3 3.1 Período de Inscrição...

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO FUTEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO FUTEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO FUTEBOL Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 3ª edição Índice Preâmbulo 5 Artigo 1.º Escalões Etários, Dimensões do Campo, Bola, Tempo de Jogo e Variantes

Leia mais

RESUMO DE APOIOS ASSOCIATIVISMO DESPORTIVO ÉPOCA 2013/2014

RESUMO DE APOIOS ASSOCIATIVISMO DESPORTIVO ÉPOCA 2013/2014 RESUMO DE APOIOS ASSOCIATIVISMO DESPORTIVO ÉPOCA 2013/2014 Câmara Municipal de Cascais Departamento de Educação e Desporto Divisão de Desporto Rua José Joaquim de Freitas 2 2750-404 Cascais t. 214815530/31

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO CAMPEONATO NACIONAL XCO 2009

REGULAMENTO GERAL DO CAMPEONATO NACIONAL XCO 2009 REGULAMENTO GERAL DO CAMPEONATO NACIONAL XCO 2009 1- INTRODUÇÃO 1.1- O Campeonato Nacional Cross Country Olímpico (XCO) é um troféu oficial da UVP/Federação Portuguesa de Ciclismo e consta de uma prova

Leia mais

Associação de Futebol do Porto

Associação de Futebol do Porto RUA ANTÓNIO PINTO MACHADO, 96 4100. PORTO COMUNICADO OFICIAL Circular n.º 215 = 2016/2076= Para o conhecimento e orientação dos Clubes Filiados, SAD s, SDUQ s, Árbitros, Órgãos de Comunicação Social e

Leia mais

MEXE-TE BRAGA TORNEIO INTER-FREGUESIAS

MEXE-TE BRAGA TORNEIO INTER-FREGUESIAS MEXE-TE BRAGA TORNEIO INTER-FREGUESIAS 1. Preâmbulo O Município de Braga criou em 2014 o programa desportivo municipal MEXE-TE Braga, tendo como principal objectivo a promoção da actividade física junto

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE XADREZ DO DISTRITO DE SETÚBAL REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES

ASSOCIAÇÃO DE XADREZ DO DISTRITO DE SETÚBAL REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES ASSOCIAÇÃO DE XADREZ DO DISTRITO DE SETÚBAL REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES Aprovado em Assembleia Geral de 13 de Outubro de 2014 PRIMEIRA PARTE Disposições Gerais Artigo 1 (Âmbito de Aplicação) 1. O presente

Leia mais

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 TÉNIS DE MESA REGULAMENTO

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 TÉNIS DE MESA REGULAMENTO JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 TÉNIS DE MESA REGULAMENTO 1. Organização A organização da modalidade de Ténis de Mesa nos Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2016 é da responsabilidade da, da

Leia mais

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO REGIONAL DE ESTRADA DA ARCVR 2016

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO REGIONAL DE ESTRADA DA ARCVR 2016 REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO REGIONAL DE ESTRADA DA ARCVR 2016 1. INTRODUÇAO 1.1. O Campeonato Regional de Estrada e um Trofeu Oficial da Associação de Ciclismo de Vila Real, organizado em conjunto

Leia mais

REGULAMENTO Grande Prémio de Atletismo da Cruz Quebrada REGULAMENTO. 27 Novembro 2016 SIMECQ - Cruz Quebrada Rua Policarpo Anjos 9h30

REGULAMENTO Grande Prémio de Atletismo da Cruz Quebrada REGULAMENTO. 27 Novembro 2016 SIMECQ - Cruz Quebrada Rua Policarpo Anjos 9h30 REGULAMENTO 1 ORGANIZAÇÃO O Grande Prémio de Atletismo da SIMECQ Sociedade de Instrução Musical e Escolar Cruz Quebradense é uma prova de corrida de estrada integrada no 35º Troféu Câmara Municipal de

Leia mais

Corta Mato Morávia Moreira a Correr

Corta Mato Morávia Moreira a Correr Corta Mato Morávia Moreira a Correr Artigo 1.º Introdução 1. O Corta Mato Morávia Moreira a Correr é uma iniciativa organizada pela Morávia Associação Juvenil de Moreira de Cónegos, com a parceria da Run4Fun

Leia mais

Carlos Soares CURRICULUM DESPORTIVO HABILITAÇÕES

Carlos Soares CURRICULUM DESPORTIVO HABILITAÇÕES Carlos Soares HABILITAÇÕES CURRICULUM DESPORTIVO Titulo Profissional de Desporto nº35868 válido até 01/11/2018 Curso de Treinador UEFA NIVEL I Coimbra 2003 Curso de Treinador UEFA NIVEL II Coimbra 2011

Leia mais

As modalidades são: andebol, natação, polo aquático, boccia, ténis de mesa, gira-volei, atletismo (kids athletics) e futsal.

As modalidades são: andebol, natação, polo aquático, boccia, ténis de mesa, gira-volei, atletismo (kids athletics) e futsal. REGULAMENTO GERAL 1. INTRODUÇÃO A realização dos I Jogos Desportivos do Município de Armamar visa promover a continuação da prática desportiva nos jovens, bem como continuar a procurar fomentar e dinamizar

Leia mais

REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2015

REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2015 1. INTRODUÇÃO REGULAMENTO DA TAÇA XCM DO CENTRO 2015 A TAÇA DE XCM DO CENTRO é um troféu oficial da Associação de Ciclismo do Aveiro e consta de um conjunto de provas a decorrer entre Março e Outubro com

Leia mais

COMUNICADO OFICIAL Nº

COMUNICADO OFICIAL Nº COMUNICADO OFICIAL Nº 1 2015-2016 1. ABERTURA DE ÉPOCA 2015-2016 - TÍTULO 8 - ARTº 2º Para efeitos regulamentares considera-se "ÉPOCA DESPORTIVA OFICIAL" o período compreendido entre a data do 1º Jogo

Leia mais

IV Torneio de Voleibol de Praia SJ (13 juho, 10h00, Parque Desportivo do Bairro dos Pescadores da Costa Nova) Normas de participação

IV Torneio de Voleibol de Praia SJ (13 juho, 10h00, Parque Desportivo do Bairro dos Pescadores da Costa Nova) Normas de participação Normas de participação 1. Estas normas são válidas para o IV Torneio de Voleibol inserido na Semana Jovem Ílhavo 2013, cessando após a conclusão do mesmo. 2. O Torneio de Voleibol de Praia, realizar-se-á

Leia mais

REGULAMENTO DE ANDEBOL DE PRAIA DA FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL E ASSOCIAÇÕES * CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA REGULAMENTO DA PROVA

REGULAMENTO DE ANDEBOL DE PRAIA DA FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL E ASSOCIAÇÕES * CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA REGULAMENTO DA PROVA REGULAMENTO DE ANDEBOL DE PRAIA DA FEDERAÇÃO DE ANDEBOL DE PORTUGAL E ASSOCIAÇÕES * CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA REGULAMENTO DA PROVA Art.º 1 Objeto 1. O presente regulamento estabelece as regras

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA. Infantis-Benjamins (Futsal) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA. Infantis-Benjamins (Futsal) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico DE Infantis-Benjamins (Futsal) Época 2015-2016 Organização Competitiva e Regulamento Específico CLUBES PARTICIPANTES ILHA DO CORVO CLUBE DESPORTIVO ESCOLAR DO CORVO ILHA DO FAIAL CLUBE FLAMENGOS ILHA DAS

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TÉNIS DE MESA

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TÉNIS DE MESA PLANO DE ATIVIDADES 2012 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TÉNIS DE MESA DESENVOLVIMENTO DA PRÁTICA DESPORTIVA ALTO RENDIMENTO E SELEÇÕES NACIONAIS FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS MARKETING, COMUNICAÇÃO & IMAGEM 1.-

Leia mais

V GALA DO DESPORTO AÇORIANO

V GALA DO DESPORTO AÇORIANO V GALA DO DESPORTO AÇORIANO Entidade: RTP-AÇORES, com 7 votos. Jornalista: José Silva, com 5 votos. CATEGORIA - COMUNICAÇÃO SOCIAL CATEGORIA PERSONALIDADES JORGE ANTÓNIO DE MEDEIROS BORGES E CUNHA 20 anos

Leia mais

FUTEBOL DE PRAIA 2015

FUTEBOL DE PRAIA 2015 FUTEBOL DE PRAIA 2015 I - Campeonato Nacional de Futebol de Praia 2015 1. O Campeonato Nacional de futebol de praia é composto por duas divisões: Elite e Nacional. 2. Participam na divisão de elite os

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Infantis (Futebol) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Infantis (Futebol) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico DE Infantis (Futebol) Época 2015-2016 Organização Competitiva e Regulamento Específico CLUBES PARTICIPANTES ILHA DO FAIAL ANGÚSTIAS ATLÉTICO CLUBE FAYAL SPORT CLUB CLUBE FLAMENGOS GRUPO DESPORTIVO CEDRENSE

Leia mais

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes).

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes). REGULAMENTO 1. O ATL MINI TOUR 2014 (MT) é um circuito de provas para os escalões de Sub8 e Sub10, promovido pela Associação de Ténis de Lisboa (ATL), havendo uma calendarização das provas através de um

Leia mais

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO REGIONAL DE XCO DA ARCVR DE 2016

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO REGIONAL DE XCO DA ARCVR DE 2016 REGULAMENTOS DO CAMPEONATO DE XCO DA ARCVR 2016 1 REGULAMENTO CAMPEONATO XCO DA ARCVR 1. INTRODUÇÃO 1.1 O CAMPEONATO REGIONAL DE XCO DA ARCVR é um troféu oficial da Associação de Ciclismo de Vila Real

Leia mais

TORNEIO DE BASQUETEBOL FAUSTO RODRIGUES 2016 PROGRAMA DO TORNEIO

TORNEIO DE BASQUETEBOL FAUSTO RODRIGUES 2016 PROGRAMA DO TORNEIO TORNEIO DE BASQUETEBOL FAUSTO RODRIGUES 2016 PROGRAMA DO TORNEIO 1. APRESENTAÇÃO A Física volta a homenagear Fausto Rodrigues como um dos grandes dinamizadores do basquetebol em Torres Vedras. A melhor

Leia mais

BREVE PALMARÉS DO CLUBE DESPORTIVO 1º DE AGOSTO. Escrito por Administrator

BREVE PALMARÉS DO CLUBE DESPORTIVO 1º DE AGOSTO. Escrito por Administrator O Clube Desportivo 1º de Agosto, fundado a 1 de Agosto de 1977 agrupa, no leque das modalidades de: Futebol, Basquetebol, Andebol, Natação, Vela, Hóquei em Patins, Tiro Desportivo, Atletismo, Voleibol,

Leia mais

II TRIATLO DAS FESTAS DA MADALENA

II TRIATLO DAS FESTAS DA MADALENA II TRIATLO DAS FESTAS DA MADALENA SÁBADO, 23 DE JULHO DE 2016 REGULAMENTO Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1º (Organização) O II Triatlo das Festas da Madalena consiste numa organização conjunta realizada

Leia mais

Historial da Secção de Patinagem Clube Cultural e Desportivo de Veiros

Historial da Secção de Patinagem Clube Cultural e Desportivo de Veiros Época 1998/1999 O C. C. D. Veiros participou, durante a época 98/99, nas seguintes provas: Campeonato Nacional de Indoor (Pista Curta), para todas as categorias: 1ª Jornada Veiros, dias 09 e 10 de Janeiro;

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PATINAGEM DE LEIRIA Fundada em 27/01/89 Filiada na Federação de Patinagem de Portugal. Torneio Mini-Esperanças

ASSOCIAÇÃO DE PATINAGEM DE LEIRIA Fundada em 27/01/89 Filiada na Federação de Patinagem de Portugal. Torneio Mini-Esperanças APL APL Torneio Mini-Esperanças Telefone 244 835 885 Fax 244 825 762 - apleiria@sapo.pt 1 I Organização A organização desta prova é da responsabilidade da Associação de Patinagem de Leiria (Comité de Patinagem

Leia mais

IV Torneio Internacional St. M. Claret 26,27 e 28 de Março IV Torneio Internacional St. M. Claret

IV Torneio Internacional St. M. Claret 26,27 e 28 de Março IV Torneio Internacional St. M. Claret IV Torneio Internacional St. M. Claret 26,27 e 28 Março 2013 Regulamento da Prova Equipas Participantes RK FALK HANDBALL FUTEBOL CLUBE DO PORTO AD ISMAI COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS ACADÉMICO BASKET

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DA NATAÇÃO 2016

REGULAMENTO ESPECÍFICO DA NATAÇÃO 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA NATAÇÃO 2016 Art. 1º. A Competição de Natação será realizada de acordo com as regras oficiais da Federação Internacional de Natação (FINA), da Confederação Brasileira de Desportos

Leia mais

APOIOS ATRIBUÍDOS PELO MUNICÍPIO NA ÉPOCA DESPORTIVA 2007/2008. ADN Actividades Desportivas Náuticas. Apoio ao funcionamento da canoagem 1.

APOIOS ATRIBUÍDOS PELO MUNICÍPIO NA ÉPOCA DESPORTIVA 2007/2008. ADN Actividades Desportivas Náuticas. Apoio ao funcionamento da canoagem 1. ADN Actividades Desportivas Náuticas ao funcionamento da canoagem 1.500,00 Comparticipação nas despesas de organização das actividades no 1º período referente à modalidade de canoagem 500,00 Total financiado

Leia mais

MUNICÍPIO DO CADAVAL Serviço de Desporto

MUNICÍPIO DO CADAVAL Serviço de Desporto MUNICÍPIO DO CADAVAL Serviço de Desporto MUNICÍPIO DO CADAVAL Serviço de Desporto 5º CAMPEONATO CONCELHIO DE FUTSAL 2009/10 (Seniores Masculinos) Normas de Participação 1- PARTICIPAÇÃO 1.1- Todas Associações

Leia mais

Orientações Programáticas 2015/2016

Orientações Programáticas 2015/2016 Orientações Programáticas 2015/2016 Orientações Programáticas - Projeto do Desporto Escolar no 1.º Ciclo Ano Letivo 2015/2016 Índice 1. Fundamentação 3 2. Objetivos do Projeto do Desporto Escolar no 1.º

Leia mais

REGULAMENTO 2016 CAPÍTULO I DA OBSERVÂNCIA DESTE REGULAMENTO

REGULAMENTO 2016 CAPÍTULO I DA OBSERVÂNCIA DESTE REGULAMENTO REGULAMENTO 2016 CAPÍTULO I DA OBSERVÂNCIA DESTE REGULAMENTO Art. 1º- Este Regulamento é um conjunto das disposições que regem as disputas da 12ª COPA MINAS TÊNIS CLUBE DE VOLEIBOL FEMININO e obriga aos

Leia mais

50 Anos Jogos Juvenis do Barreiro TORNEIO BASQUETEBOL 3 X 3

50 Anos Jogos Juvenis do Barreiro TORNEIO BASQUETEBOL 3 X 3 REGULAMENTO 1 Introdução 50 Anos Jogos Juvenis do Barreiro TORNEIO BASQUETEBOL 3 X 3 2014 O 3x3 (pronunciado 3 por 3), e anteriormente conhecido como FIBA 33, é uma versão formalizada do basquetebol de

Leia mais

AND PRAIA ª Edição REGULAMENTO DO CIRCUITO

AND PRAIA ª Edição REGULAMENTO DO CIRCUITO AND PRAIA 2016 18ª Edição REGULAMENTO DO CIRCUITO 1 Organização: A organização deste conjunto de eventos é da responsabilidade da Associação de Andebol do Porto, em colaboração com diversas entidades.

Leia mais

REGULAMENTO GERAL. Câmara Municipal de Coimbra. Juntas de Freguesia do Concelho de Coimbra. Associações Distritais da Modalidade

REGULAMENTO GERAL. Câmara Municipal de Coimbra. Juntas de Freguesia do Concelho de Coimbra. Associações Distritais da Modalidade REGULAMENTO GERAL Câmara Municipal de Coimbra Juntas de Freguesia do Concelho de Coimbra Associações Distritais da Modalidade Federações Nacionais da Modalidade 2 NOTA JUSTIFICATIVA É função do Município

Leia mais

Organização Local de Competição Programa Geral Acreditação Participação Inscrições Transportes...

Organização Local de Competição Programa Geral Acreditação Participação Inscrições Transportes... Póvoa de Varzim 5 de maio de 2012 Índice Organização... 3 Local de Competição... 3 Programa Geral... 3 Acreditação... 4 Participação... 4 Inscrições... 4 Transportes... 5 Regulamento Específico... 5 Sistema

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO GERAL DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO GERAL DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART. 1º A competição será para alunos devidamente matriculados na Instituição de Ensino - Univale. ART. 2º As pessoas físicas que participarem do evento consideradas

Leia mais

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes).

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes). REGULAMENTO 1. O ATL MINI TOUR 2016 (MT) é um circuito de provas para os escalões de Sub8 e Sub10, promovido pela Associação de Ténis de Lisboa (ATL), havendo uma calendarização das provas através de um

Leia mais

CAMPEONATOS REGIONAIS DE HÓQUEI EM PATINS: Época 1968

CAMPEONATOS REGIONAIS DE HÓQUEI EM PATINS: Época 1968 CAMPEONATOS REGIONAIS DE HÓQUEI EM PATINS: Época 1968 ZONA NORTE Campeonato Distrital PORTO 1 Associação Desportiva de Valongo 22 2 Futebol Clube do Porto 22 Académico Futebol Clube 22 Clube Infante Sagres

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁLVARO VELHO LAVRADIO. Planeamento Curricular referente ao 1º Período 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁLVARO VELHO LAVRADIO. Planeamento Curricular referente ao 1º Período 2015/2016 Planeamento Curricular referente ao 1º Período 2015/2016 5º ano / Disciplina Educação Física Prof. (a) N.º Aulas Previstas atividades físicas e. Realizar atividades físicas e nas suas dimensões Jogos Pré-desportivos

Leia mais

I Torneio Internacional Cidade de Lagos REGULAMENTO

I Torneio Internacional Cidade de Lagos REGULAMENTO I Torneio Internacional Cidade de Lagos I REALIZAÇÃO REGULAMENTO Artº. 1º. O Clube ténis de mesa de Lagos- CTM Lagos leva a efeito nos dias 17 e 18 de Janeiro de 2015 o seu 1.º Torneio Internacional de

Leia mais

2º TORNEIO DE VETERANOS FUTEBOL 8 Escola Pedro Órey da Cunha Damaia

2º TORNEIO DE VETERANOS FUTEBOL 8 Escola Pedro Órey da Cunha Damaia REGULAMENTO Artigo 1º Normas e Instruções Para todos os efeitos, o 2º torneio de veteranos do Damaia Ginásio Clube, regula-se pelos regulamentos, normas e instruções da época 2014/2015, do Futebol de 7,

Leia mais

BUCELAS CAPITAL DO ARINTO

BUCELAS CAPITAL DO ARINTO BUCELAS CAPITAL DO ARINTO A produção do vinho de qualidade acompanha a história de Bucelas, com referências desde o tempo dos romanos. A casta arinto que se alimenta de uma encosta soalheira, de bons ventos

Leia mais

Diretores do Clube do Desporto Escolar e Coordenadores Técnicos CLDE LISBOA CIDADE. Reunião Abertura Ano Letivo

Diretores do Clube do Desporto Escolar e Coordenadores Técnicos CLDE LISBOA CIDADE. Reunião Abertura Ano Letivo Diretores do Clube do Desporto Escolar e Coordenadores Técnicos 2015.2016 CLDE LISBOA CIDADE Reunião Abertura Ano Letivo ORGANOGRAMA NACIONAL MEC DGE Dr. José Vitor Pedroso DGEstE Dr. José Alberto Duarte

Leia mais

1ª ASSOCIAÇÃO REGIONAL PESCA DESPORTIVA DE RIO CAMPEONATO ASSOCIATIVO CLUBES 1ª DIVISÃO REGULAMENTO

1ª ASSOCIAÇÃO REGIONAL PESCA DESPORTIVA DE RIO CAMPEONATO ASSOCIATIVO CLUBES 1ª DIVISÃO REGULAMENTO 1. COMPOSIÇÃO 1ª ASSOCIAÇÃO REGIONAL PESCA DESPORTIVA DE RIO CAMPEONATO ASSOCIATIVO CLUBES 1ª DIVISÃO REGULAMENTO - 2016 A 1ª ARPD Rio faz disputar o Campeonato Associativo Clubes 1ª Divisão - 2016. 2.

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DAS DISTINÇÕES HONORÍFICAS

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DAS DISTINÇÕES HONORÍFICAS REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DAS DISTINÇÕES HONORÍFICAS Artigo 1º OBJECTO 1 O presente regulamento estabelece o regime de atribuição das distinções honoríficas da Federação Portuguesa de Atletismo (adiante

Leia mais

GRAU II ESTÁGIO

GRAU II ESTÁGIO GRAU II ESTÁGIO 2016-17 ESTÁGIO Início: 3 de Outubro Fim: Até 30 de Junho Uma época desportiva: 800 horas (Inclui todas as atividades de treinador, desde o planeamento, preparação, treinos, reuniões, estágios,

Leia mais

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 VOLEIBOL REGULAMENTO

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 VOLEIBOL REGULAMENTO JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 VOLEIBOL REGULAMENTO 1. Organização A organização da competição de Voleibol nos Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2016 é da responsabilidade da, em colaboração

Leia mais

Relação dos Apoios Directos e Indirectos

Relação dos Apoios Directos e Indirectos Associação da Juventude Salesiana à Organização de Eventos Desportivos Pontuais XV Torneio Internacional de Hóquei em Patins Padre Miguel 1.500,00 Actividades Desportivas Regulares Comparticipação das

Leia mais

Regulamento de Prova Oficial Futsal

Regulamento de Prova Oficial Futsal ÍNDICE I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito II. ORGANIZAÇÃO DE PROVAS Artigo 2º - Sistema Competitivo Artigo 3º - Duração dos Jogos Artigo 4º - Período de Aquecimento Artigo 5º - Número de Jogadores

Leia mais

REGULAMENTO INTERCLUBES INFANTO JUVENIL 2012

REGULAMENTO INTERCLUBES INFANTO JUVENIL 2012 REGULAMENTO INTERCLUBES INFANTO JUVENIL 2012 1. DO CAMPEONATO Poderá participar do Interclubes Infanto Juvenil toda agremiação que estiver devidamente cadastrada na FPT e com suas obrigações financeiras

Leia mais

XXVIII Jogos GalaicoDurienses. UTAD Vila Real, Apoios GALAICO DURIENSES. 25 e 26 de Novembro UTAD. Organização

XXVIII Jogos GalaicoDurienses. UTAD Vila Real, Apoios GALAICO DURIENSES. 25 e 26 de Novembro UTAD. Organização XXVIII Jogos Galaico GALAICO DURIENSES 25 e 26 de Novembro 2014-1 ORGANIZAÇÃO Modalidades As modalidades que integram o programa da 28ª edição dos JGD são as seguintes: COLETIVAS Andebol Misto Voleibol

Leia mais

LUTA CONTRA A DOPAGEM - DADOS ESTATÍSTICOS CONSELHO NACIONAL ANTIDOPAGEM

LUTA CONTRA A DOPAGEM - DADOS ESTATÍSTICOS CONSELHO NACIONAL ANTIDOPAGEM LUTA CONTRA A DOPAGEM - DADOS ESTATÍSTICOS 2006 - CONSELHO NACIONAL ANTIDOPAGEM Conselho Nacional AntiDopagem NÚMERO DE AMOSTRAS RECOLHIDAS DE 1976 A 2006 ANO 2006 2004 2002 2000 1998 1996 1994 1992 1990

Leia mais

CAMINHADA/GRANDE PRÉMIO DE ATLETISMO DE VIEIRA DO MINHO. 30 de março de H30/16h30

CAMINHADA/GRANDE PRÉMIO DE ATLETISMO DE VIEIRA DO MINHO. 30 de março de H30/16h30 CAMINHADA/GRANDE PRÉMIO DE ATLETISMO DE VIEIRA DO MINHO 30 de março de 2013 15H30/16h30 REGULAMENTO 11 ORGANIZAÇÃO E DATA Numa organização da Câmara Municipal de Vieira do Minho com o apoio da Associação

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição Índice Preâmbulo 5 Artigo 1.º Escalões Etários, Dimensões do Campo, Bola, Tempo de Jogo e Variantes

Leia mais

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO NACIONAL DHU 2009

REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO NACIONAL DHU 2009 REGULAMENTO PARTICULAR DO CAMPEONATO NACIONAL DHU 2009 1- INTRODUÇÃO 1.1- O CAMPEONATO NACIONAL DHU é um troféu oficial da UVP/Federação Portuguesa de Ciclismo e consta de uma prova única. 1.2- O campeonato

Leia mais

ÉPOCA 2015/2016 REGULAMENTO DA PROVA. Artigo 1 Prémios. 2. Ao Campeão Nacional será atribuído uma Taça e vinte e cinco medalhas.

ÉPOCA 2015/2016 REGULAMENTO DA PROVA. Artigo 1 Prémios. 2. Ao Campeão Nacional será atribuído uma Taça e vinte e cinco medalhas. PO40 CAMPEONATO NACIONAL DE VETERANOS MASCULINOS (Regulamento aprovado em Reunião de Direção de 06-05-15) REGULAMENTO DA PROVA Artigo 1 Prémios 1. O vencedor é declarado CAMPEÃO NACIONAL 2. Ao Campeão

Leia mais

Disposições gerais. Artigo 1º (Objectivo)

Disposições gerais. Artigo 1º (Objectivo) REGULAMENTO DESPORTIVO DA ASSOCIAÇÃO DE ESTUDANTES DA FACULDADE DE ARQUITECTURA DA UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011 CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1º (Objectivo) A Associação

Leia mais

2 os Jogos Desportivos Populares de Macau. Regulamento

2 os Jogos Desportivos Populares de Macau. Regulamento 2 os Jogos Desportivos Populares de Macau Regulamento Organização: Instituto do Desporto do Governo da RAEM Co-organização: Associação Geral de Atletismo de Macau, Associação Geral de Natação de Macau,

Leia mais

CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES (Fase de Apuramento)

CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES (Fase de Apuramento) CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES (Fase de Apuramento) 1. NORMAS REGULAMENTARES 1.1- Normas Gerais 1.1.1 A participação nas provas coletivas organizadas pela FPA é reservada aos clubes portugueses que tenham

Leia mais

As aulas teóricas e práticas serão realizadas em local a definir. O curso tem início previsto para Novembro, com a seguinte carga horária:

As aulas teóricas e práticas serão realizadas em local a definir. O curso tem início previsto para Novembro, com a seguinte carga horária: Organização O Curso de Treinadores de Futebol UEFA Basic / (Grau II) será organizado pela Associação Futebol de Bragança (AFB), nos termos das Normas de Licenciamento de Cursos de Treinadores da Federação

Leia mais

38º. As modalidades e suas respectivas categorias e gêneros serão :

38º. As modalidades e suas respectivas categorias e gêneros serão : 38º Art. 1º- Poderão participar dos jogos: atletas holandeses, descendentes, casados com holandeses ou casados com descendentes. Os casos excepcionais deverão ser apresentados na reunião técnica e a decisão,

Leia mais

Comunicado Oficial n.º 1 Época: 2011/2012

Comunicado Oficial n.º 1 Época: 2011/2012 Comunicado Oficial n.º 1 Época: 2011/2012 1. ABERTURA DE ÉPOCA 2011/2012 - TÍTULO 11 - ARTº 2º Para efeitos regulamentares considera-se "ÉPOCA DESPORTIVA OFICIAL" o período compreendido entre a data do

Leia mais

Campeonato Nacional Interno de Futsal 2016 REGULAMENTO

Campeonato Nacional Interno de Futsal 2016 REGULAMENTO Campeonato Nacional Interno de Futsal 2016 REGULAMENTO O Campeonato Nacional Interno de Futsal 2016 é organizado e regulamentado pelo Grupo Desportivo e Cultural da Pelouro Desportivo e destina-se exclusivamente

Leia mais

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B. Masculino Escalão C Corridas

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B. Masculino Escalão C Corridas 10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos. 10.2 Modalidades: N. Escalão A Escalão B Escalão C Corridas Escalão D Escalão E 1 50 m 2 60 m 3 100 m 100 m 100 m 4 200 m 200

Leia mais

REGULAMENTO GERAL. 1º lugar 8 pontos 2º lugar 6 pontos 3º lugar 5 pontos 4º lugar 4 pontos 5º lugar 3 pontos 6º lugar 2 pontos

REGULAMENTO GERAL. 1º lugar 8 pontos 2º lugar 6 pontos 3º lugar 5 pontos 4º lugar 4 pontos 5º lugar 3 pontos 6º lugar 2 pontos REGULAMENTO GERAL Pelo presente regulamento fica instituída a OLIMPÍADA INTERCOLEGIAL, que visa desenvolver a prática das modalidades desportivas no âmbito estudantil, bem como, possibilitar às comunidades

Leia mais

Regulamento da Taça de Portugal Sevens Feminino 2016/2017 2

Regulamento da Taça de Portugal Sevens Feminino 2016/2017 2 REGULAMENTO DA TAÇA DE PORTUGAL SEVENS FEMININO 2016/2017 Artigo 1.º (Regime Supletivo) À Taça de Portugal de Sevens Feminino aplicam-se as normas do Regulamento Geral de Competições em tudo o que não

Leia mais

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B 10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos. 10.2 Modalidades: N. Escalão A Escalão B Escalão C Corridas Escalão D Escalão E 1 50 m 2 60 m 3 100 m 100 m 100 m

Leia mais

MUNICÍPIO DE GOUVEIA. Critérios para atribuição de apoios anuais às associações do Concelho de Gouveia

MUNICÍPIO DE GOUVEIA. Critérios para atribuição de apoios anuais às associações do Concelho de Gouveia MUNICÍPIO DE GOUVEIA Critérios para atribuição de apoios anuais às associações do Concelho de Gouveia 2014 1 PROPOSTA Considerando que: O regulamento de atribuição de subsídios e apoios às associações

Leia mais

Associação de Andebol da Madeira ÉPOCA 2014/2015

Associação de Andebol da Madeira ÉPOCA 2014/2015 COMUNICADO OFICIAL Nº 39 ÉPOCA 2014-2015 1. DEPARTAMENTO TÉCNICO 1.1 6ª EDIÇÃO DE UM GOLO PELA VIDA A Associação de Andebol da Madeira vem por este meio informar que irá realizar, em parceria com a prestigiada

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DA TAÇA DE PORTUGAL XCM 2009

REGULAMENTO GERAL DA TAÇA DE PORTUGAL XCM 2009 REGULAMENTO GERAL DA TAÇA DE PORTUGAL XCM 2009 1. INTRODUÇÃO 1.1- A Taça de Portugal XCM é um troféu oficial da UVP/ Federação Portuguesa de Ciclismo e consta de um conjunto provas promovidas por vários

Leia mais

1ª Jornada 12 Março, Estádio Arsénio Catuna. 16h00m Guia FC vs Associação Academia Alto Colina 16h00m FC Ferreiras vs Imortal DC

1ª Jornada 12 Março, Estádio Arsénio Catuna. 16h00m Guia FC vs Associação Academia Alto Colina 16h00m FC Ferreiras vs Imortal DC GOLFINHOS A 4 EQUIPAS Associação Academia Alto Colina FC Ferreiras 1ª Jornada 12 Março, Estádio Arsénio Catuna Hora 16h00m vs Associação Academia Alto Colina 16h00m FC Ferreiras vs 2ª Jornada 26 de Março

Leia mais

Regulamento de Prova Oficial Voleibol

Regulamento de Prova Oficial Voleibol ÍNDICE I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito II. ORGANIZAÇÃO DE PROVAS Artigo 2º - Sistema Competitivo Artigo 3º - Duração dos Jogos Artigo 4º - Período de Aquecimento Artigo 5º - Número de Jogadores

Leia mais

FUTEBOL DE RUA. Escola Pedro Órey da Cunha Damaia. Com o apoio de

FUTEBOL DE RUA. Escola Pedro Órey da Cunha Damaia. Com o apoio de REGULAMENTO ÉPOCA 2014/2015 Artigo 1º Introdução Este evento desportivo tem como principal objetivo trazer de volta a prática do futebol de rua e principalmente aquilo que de bom tinha. Hoje, não temos

Leia mais

5º CAMPEONATO MUNICIPAL DE MATRAQUILHOS. Normas de Funcionamento

5º CAMPEONATO MUNICIPAL DE MATRAQUILHOS. Normas de Funcionamento 5º CAMPEONATO MUNICIPAL DE MATRAQUILHOS Normas de Funcionamento Normas de Funcionamento Considerando a importância que a promoção da dinâmica desportiva assume no concelho, a Câmara Municipal da Lourinhã,

Leia mais

2011/2012. I - TABELA DE PRÉMIOS DE JOGO (valores sujeitos a IRS) MASCULINOS ÁRBITROS OFICIAIS DE MESA COMISSÁRIOS

2011/2012. I - TABELA DE PRÉMIOS DE JOGO (valores sujeitos a IRS) MASCULINOS ÁRBITROS OFICIAIS DE MESA COMISSÁRIOS A) 2011/2012 I - TABELA DE PRÉMIOS DE JOGO (valores sujeitos a IRS) MASCULINOS ÁRBITROS OFICIAIS DE MESA COMISSÁRIOS Liga Portuguesa de 108 36 * 50 Basquetebol / Taça Federação LPB Final do Play-Off da

Leia mais

PLANO TÉCNICO Em 2014, a Associação de Ténis de Lisboa, através do seu Departamento Técnico, desenvolveu as seguintes atividades:

PLANO TÉCNICO Em 2014, a Associação de Ténis de Lisboa, através do seu Departamento Técnico, desenvolveu as seguintes atividades: PLANO TÉCNICO 2015 1. SÍNTESE DA ÉPOCA DE 2014: Em 2014, a Associação de Ténis de Lisboa, através do seu Departamento Técnico, desenvolveu as seguintes atividades: Organização da Fase Regional do Campeonato

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO REGIONAL DE ESTRADA EPOCA 2014

REGULAMENTO DO CAMPEONATO REGIONAL DE ESTRADA EPOCA 2014 REGULAMENTO DO CAMPEONATO REGIONAL DE ESTRADA EPOCA 2014 1.INTRODUÇÃO 1.1- O CAMPEONATO DE ESTRADA DA ARCVR e uma prova Organizada pela Associação Regional de Ciclismo de Vila Real e pelos Clubes BTT Clube

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO XADREZ. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO XADREZ. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO XADREZ Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição Índice Preâmbulo Artigo 1.º Participação Artigo 2.º Escalões Etários Artigo 3.º Constituição das Equipas

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO REMO

REGULAMENTO ESPECÍFICO REMO REGULAMENTO ESPECÍFICO REMO 2014-2017 Índice 1. Introdução 2 2. Participação 2 3. Escalões Etários 2 4. Competições Encontros/Escolares 2 5. Regulamento Técnico 5 6. Casos Omissos 5 Regulamento Específico

Leia mais

CAMPEONATOS REGIONAIS DE EQUIPAS

CAMPEONATOS REGIONAIS DE EQUIPAS CAMPEONATOS REGIONAIS DE EQUIPAS 2016-2017 Pressupostos básicos - Poderão participar nestes Campeonatos todos os atletas filiados na ATMM, independentemente do seu escalão. - Para poder participar num

Leia mais

9ª Milha Urbana de São Marcos

9ª Milha Urbana de São Marcos 9ª Milha Urbana de São Marcos 19 DE MARÇO DE 2016 UNIÃO DAS FREGUESIAS DO CACÉM E SÃO MARCOS Tel.: 21 912 93 80 Fax: 21 912 93 89 E-mail: secretariageral@uf-cacemsmarcos.pt 1 ORGANIZAÇÃO A União das Freguesias

Leia mais

JOGOS DESPORTIVOS DE VISEU 2012 Regulamento Geral

JOGOS DESPORTIVOS DE VISEU 2012 Regulamento Geral JOGOS DESPORTIVOS DE VISEU 2012 21os. JOGOS DESPORTIVOS DE VISEU 2012 1. Introdução A 21ª edição dos Jogos Desportivos de Viseu visa, à semelhança do que se tem verificado nos últimos anos, propiciar aos

Leia mais