Comitê Superior de Tecnologia da Informação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Comitê Superior de Tecnologia da Informação"

Transcrição

1 CSTI UNESP Reunião Ordinária Nº 39 Reunião: CSTI Data: 02 de abril de 2013 Local: Reitoria Conselho Universitário Presentes: Prof. Dr. Messias Meneguette Júnior FCT / Presidente Prudente (Presidente do CSTI) Décio Antonio Fregonesi FCT / Presidente Prudente Prof. Dr. Emanuel Rocha Woiski - FE / Ilha Solteira Prof. Dr. Edson Luiz França Senne AI / Reitoria Prof. Dr. Lauro Henrique Mello Chueiri Assessor da Reitoria José Araújo Machado - FCL / Assis José Carlos Abbud Grácio FFC / Marília Prof. Dr. José Remo Ferreira Brega FC / Bauru Valmir Dotta FCL / Araraquara Profª. Dra. Vânia Cristina Peres Nogueira Valente FAAC / Bauru Participação da Assessora da Vice-Reitora: Profa Dra. Daisy Maria Fávero Salvadori Aprovação da súmula nro 38º º da d reunião realizada no dia 05/03/2013 /2013. Tendo sido aprovada, foi assinada por todos os presentes. Palavra da Presidência da reunião Prof. Dr. Messias Meneguette e Júnior: Abriu os trabalhos da trigésima nona Reunião Ordinária do CSTI, agradecendo a presença de todos. Sugeriu a aquisição de um Banco de dados de CEP, que contenha a descrição de logradouros, bairros, municípios, estados e códigos de endereçamento postal, para uso dos sistemas institucionais. Propôs a criação de um projeto de capacitação técnica em Java para os servidores vinculados ao Núcleo de Desenvolvimento Institucional (NDSI) e também para quem tenha disponibilidade e queira ajudar no desenvolvimento de sistemas institucionais. Os cursos serão oferecidos através da Fundação de Ciências, Tecnologia e Ensino (FUNDACTE) da FCT Câmpus de Presidente Prudente. Considera que o projeto deve beneficiar a Unesp de forma geral, com melhores custos para os treinamentos e também gerando oportunidades para que pessoas do quadro de servidores da Unesp ministrem os treinamentos. Manifestação do CSTI: Aprovado. Palavra dos Membros: Prof. Dr. Edson Luiz França Senne Assessor Chefe de Informática: Apresentou as seguintes informações: 1) Enviou em 12/03/13, a pedido do Fórum de Suporte e Manutenção, aos Diretores de STI sobre questionário para o estudo de um sistema padrão de backup para a UNESP. 2) Enviou Ofício Circular 027/2013-AI aos Coordenadores de EDM de sistemas institucionais sobre providências a respeito de deliberações do CEBDC. 3) Recebeu visita da Sra. Ligia Tsubouchi, da IBM Brasil Ltda., que ofereceu licenças gratuitas do software SPSS para utilização em salas de aula e laboratórios. CSTI Coletânea de Súmulas N. 39 p. 1 de

2 4) Recebeu solicitação da Secretaria Geral (Oficio 023/2013-SG) sobre um Sistema de Controle de Mandatos. A AI providenciará o desenvolvimento do sistema. 5) Recebeu despacho do Prof. Durigan ao CSTI, para conhecimento, sobre disponibilização de banner para os programas CND (Compositional Nutrient Diagnosis) na página da Unesp. 6) Recebeu em 26/03/2013 da Regina Célia Marques Freitas Silva solicitando sua substituição na Comissão que estuda a Nova Estrutura de TI para a UNESP, por motivo de aposentadoria. Solicitou as seguintes inclusões na Ordem do Dia: 1) Oficio 03/2013-CSTI Despacho do Magnífico Reitor, Prof. Dr. Julio Cezar Durigan, solicitando os sistemas que estão sendo desenvolvidos pelos servidores contratados pela FUNDUNESP. 2) Oficio 15/13-ACI Projeto Integrado de Reformulação do Portal Unesp. 3) Oficio STI 008/2013 FE/Ilha Solteira Solicita 10 switches de 24 portas (ou 5 switches de 48 portas) para um prédio novo. 4) Oficio 028/2013-D FCAV/Jaboticabal Solicita 107 APs. 5) Carta de 20/03/2013 da FMV/Araçatuba Solicita 1 switch de 48 portas, 10 switches de 24 portas, 5 racks, 12 transceivers, 12 APs. 6) Oficio 41/2013-PROEX Solicita contratação pela FUNDUNESP de 1 estagiário (bolsa de março a dezembro/2013) para continuidade de implantação do SISPROEX. 7) Manifestação do FSL sobre a Portaria PRAD 23, de 01/03/2013, a respeito de informações que devem ser incluídos em editais sobre sistemas operacionais e softwares. 8) Solicitação de alteração da Portaria Unesp 341, de 26/05/2013, que dispõe sobre a composição do CSTI. 9) Solicitação do GRC/AI de cursos de capacitação para Marcos Akira (CSIRT/UNESP): Fundamentals of Incident Handling e Advanced Incident Handling for Technical Staff. 10) Solicitação do GDS/AI de apoio para participação no JavaOne Latin America, a ser realizado de 10 a 12/12/ ) Projetos de Cabeamentos Ópticos ou Metálicos e de Datacenter submetidos ao CSTI. José Carlos Abbud Grácio: 1)Comunicou que a migração do site da Reitoria para o SGCD foi finalizada. Ficou definido que a Assessoria de Comunicação e Imprensa (ACI) entrará em contato coma as Unidades que ainda não instalaram e migraram seus sites, solicitando celeridade. Manifestação do CSTI : Fica determinada a data de 03/06/2013 para que essas Unidades migrem seus sites para o SGCD. 2) Em companhia do Professor Remo, visitou o STI do Câmpus de Rio Claro para tratar do módulo de Licitação do Sistema Administrativo. Aproveitou da ocasião para conversarem a respeito da necessidade do desenvolvimento de um sistema institucional para atender as Seções Técnicas de Saúde, em substituição ao atual sistema terceirizado. 3) Unificação dos dados do Redmine da Reitoria e Bauru: Foi realizado o desenvolvimento de um sistema para realizar a migração dos dados do Redmine da Reitoria, integrando com os dados já existentes do Redmine de Bauru, respeitando as diferenças pré-existentes nos mesmos. A partir dessa unificação, todas as Equipes de Desenvolvimento e Manutenção (EDM) dos Sistemas Institucionais da Unesp deverão registrar e manter atualizadas, no Redmine, todas as tarefas a serem executas para atender as demandas do sistema. A migração foi realizada pelo Assistente de Informática, Rafael Henrique da Silva Faria, do STI da Faculdade de Ciências e Letras do Câmpus de Araraquara. Foram providenciados: (a) Instalação e configuração de um servidor com FreeBSD, PostgreSQL, Ruby+Passenger, NGiNX, PHP+FPM, Apache+WebDAV, Subversion, para hospedagem do Redmine Unificado, e de uma aplicação de Wiki, o MediaWiki, realizado também pelo Rafael. (b) Instalação e configuração do Java+Tomcat para hospedagem de um fórum, o javabb, realizado pelo Analista de Informática, Humberto Costa de Santana, da Assessoria de Informática. CSTI Coletânea de Súmulas N. 39 p. 2 de

3 Décio Antonio Fregonesi: Comunicou que os livros cadastrados no banco de dados (catálogo Athena) do sistema ALEPH utilizado pelas Bibliotecas da Unesp, serão acessados pelo sistema desenvolvido para o CEDEM. Informou que na reunião do Fórum dos Diretores realizada no dia 21/03/2013, no Câmpus Experimental de Sorocaba, os módulos de compras e de almoxarifado do Sistema Administrativo foram apresentados. O Pró-Reitor de Administração (PRAd), Prof. Dr. Carlos Antonio Gamero, presente na reunião, solicitou apoio dos diretores para a implantação nas Unidades. O Prof. Senne informou que o Pró-Reitor da PRAd, Prof. Gamero, está aguardando a minuta do Ofício que deverá ser enviado para as Unidades. Prof. Dr. José Remo Ferreira Brega: Informou que esteve no Câmpus de Botucatu para dar continuidade na montagem da equipe com finalidade de desenvolver o Sistema de Residência Médica/Aperfeiçoamento/Especialização baseada na Faculdade de Medicina. Entrará em contato com a Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PROPG) para montagem do Comitê Gestor do Sistema (CGS) para este sistema e solicitará a convocação de reunião deste CGS. Neste mesmo dia teve contato com o Sr. Luiz Alberto Jerônimo, Diretor do STI do Instituto de Biociências, que mais uma vez ofereceu três funcionários para trabalharem em sistemas institucionais. Durante este encontro foi apontada a necessidade de capacitação em Java para esses servidores. Ordem do d dia: 1) Criação de Seções Técnicas nos Serviços Técnicos de Informática para as unidades universitárias. Aprovado a minuta da proposta de criação de Seções Técnicas nos Serviços Técnicos de Informática para as unidades universitárias, elaborada por uma Comissão composta de membros do CSTI e dos STIs. Na presente proposta não foram incluídos os Câmpus Experimentais, pois sua estrutura está sendo revista pelo CADE. Oportunamente, a estrutura dessas Unidades também será discutida por essa Comissão e analisada pelo CSTI. Ficou definido que a minuta será enviada pelo Presidente do CSTI para análise dos STIs e as sugestões deverão ser encaminhadas pelo Diretor do STI, através de um formulário eletrônico. As sugestões recebidas serão compiladas e discutidas com os Diretores de STIs, em reunião a ser realizada no dia 18/04/2013, das 9h às 12h, por meio da videoconferência. 2) ) Oficio do Sr. Augusto Giancristofaro,, Analista de Informática do STI da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação do Câmpus de Bauru FAAC, solicitando providências no Sistema Institucional Evoto. Manifestação do CSTI: O CGS do Evoto já existe e estamos fazendo gestões junto à Secretaria Geral, tanto para normatizar o uso do sistema, quanto para montar a equipe de suporte ao usuário no sentido de atender a estrutura já estabelecida para os sistemas institucionais. 3)Oficio 15/13-ACI Projeto Integrado de Reformulação do Portal Unesp. Manifestação do CSTI: Reconhece ser o projeto importante, mas sugere reuniões, inclusive com a participação da Chefia do Gabinete, para melhor conhecer a atual situação e o cronograma já estabelecido, principalmente em relação a atualização automática de dados na página. O CSTI entende ser prioritário implantar o conteúdo dinâmico, conectando as informações das páginas com as informações disponíveis na BDC Base de Dados Corporativa, pois isso dará qualidade às informações disponibilizadas no Portal Unesp. 4) ) Carta de 20/03/2013 da FMV/Araçatuba Solicita 1 switch de 48 portas, 10 switches de 24 portas, 5 racks, 12 transceivers, 12 APs. Despacho do CSTI: O Ofício não fornece as devidas justificativas para a demanda solicitada, devendo retornar com mais informações dos locais em que serão instalados os equipamentos. CSTI Coletânea de Súmulas N. 39 p. 3 de

4 5) ) Solicitação do Analista de Informática I do STI da Faculdade de Ciências e Letras, Sr. Sergio Rocha, para mencionar CGS RH para o trabalho conclusão de MBA. Manifestação do CSTI: Aprovado. 6) ) Oficio 03/2013-CSTI Despacho do Magnífico Reitor, Prof. Dr. Julio Cezar Durigan, solicitando os sistemas que estão sendo desenvolvidos pelos servidores contratados pela FUNDUNESP. Despacho do CSTI: Encaminha para manifestação do Coordenador do NDSI, Prof. Remo. 7) ) Oficio STI 008/2013 FE/Ilha Solteira Solicita 10 switches de 24 portas (ou 5 switches de 48 portas) para um prédio novo. Despacho do CSTI: O Ofício não fornece as devidas justificativas para a demanda solicitada, devendo retornar com mais informações. Esclarece ainda, que os recursos necessários para a aquisição dos equipamentos para prédios novos devem ser providos pela APLO. 8) ) Oficio 028/2013-D FCAV/Jaboticabal Solicita 107 APs. Despacho do CSTI: No momento não há disponibilidade para atender a quantidade solicitada. Existe a previsão de compra para o 2º semestre deste ano. 9)Oficio 41/2013-PROEX Solicita contratação pela FUNDUNESP de 1 estagiário (bolsa de março a dezembro/2013) para continuidade de implantação do SISPROEX. Despacho do CSTI: O CSTI informa o Magnífico Reitor, Prof. Dr. Julio Cezar Durigan, que dos três estagiários iniciais apenas um continua trabalhando no sistema. O presente pedido é para mantê-lo na equipe de desenvolvimento. Ele tem condições de continuar o desenvolvimento do sistema. A Pró-Reitoria de Extensão também tem interesse no bolsista para finalizar algumas tarefas importantes. 10)Manifestação do Fórum F de Software Livre sobre a Portaria PRAD 23, de 01/03/2013, a respeito de informações que devem ser incluídos em editais sobre sistemas operacionais e softwares. Manifestação do CSTI: Aprova a inclusão e solicita ao Prof. Senne a redação de um Ofício para informar a Pró-Reitoria de Administração - PRAd 11)Solicitação de alteração da Portaria Unesp 341, de 26/05/2013, que dispõe sobre a composição do CSTI. Manifestação do CSTI: Sugere as seguintes indicações ao Magnífico Reitor: Profª. Dra. Vânia Cristina Peres Nogueira Valente FAAC / Bauru (Titular) em substituição ao Prof. Ivan Rizzo Guilherme - IGCE/Rio Claro (Titular). Prof. Dr. Lauro Henrique Mello Chueiri Assessor da Reitoria (Titular) em substituição a Profª Dra. Rogéria Cristiane Gratão de Souza - IBILCE/S.J.Rio Preto (Titular) Alexandre Simões - CE / Sorocaba (Suplente) em substituição ao Prof. Dr. Carlos Roberto Valêncio - IBILCE/S.J.Rio Preto (Suplente). Profª Dra. Claudia Pio Ferreira IB / Botucatu Suplente 12)Solicitação do GRC/AI de cursos de capacitação para Marcos Akira (CSIRT/UNESP): Fundamentals of Incident Handling e Advanced Incident Handling for Technical Staff. Manifestação do CSTI: Aprovado. 13)Solicitação do d GDS/AI de apoio para participação no JavaOne Latin America, a ser realizado de 10 a 12/12/2013. Manifestação do CSTI: Aprova a participação de servidores envolvidos no desenvolvimento de sistemas institucionais. CSTI Coletânea de Súmulas N. 39 p. 4 de

5 14) ) Análise de documentos elaborados pelo Fórum de Software Livre:1) Política de Implementação de Software Livre na Unesp; 2) Treinamento em Produção Gráfica; 3) Treinamento de Videografismo,, encaminha e ncaminhados para Parecer da Profa. Vânia V Cristina Peres Nogueira Valente. (em anexo) Manifestação do CSTI: Aprova o Parecer. Indica os Professores Woiski e Vânia para selecionarem os candidatos para os treinamentos, limitando em 15 pessoas por curso. 15) ) Projetos de Cabeamentos Ópticos ou Metálicos e de Datacenter submetidos ao CSTI: Manifestação do CSTI: Foram apresentados 41 projetos de cabeamentos ópticos ou metálicos e 12 projetos de Datacenter. Pretende-se atender o maior número de Unidades possíveis, ainda que parcialmente. A AI deverá propor uma priorização destes projetos levando em consideração os seguintes critérios: Unidade que não receberam investimentos em cabeamentos ou em Datacenters. Unidades que estão em dia com a instalação de equipamentos distribuídos e com a instalação de sistemas institucionais. Unidades que tenham servidores participando ativamente do desenvolvimento de sistemas institucionais. Projetos com substituição de fibras ópticas com vida útil acima de 10 anos. Projetos de cabeamento óptico devem ser mais prioritários do que os de cabeamento metálico. CSTI Coletânea de Súmulas N. 39 p. 5 de

6 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ARQUITETURA, ARTES E COMUNICAÇÃO - Campus de Bauru - Departamento de Artes e Representação Gráfica DARG - PARECER Interessado: Assunto: Parecer sobre os documentos elaborados pelo Fórum de Software Livre: Política de Implementação de Software Livre na Unesp, Treinamento em Produção Gráfica com Software Livre e Treinamento em Videografismo com Software Livre Atendendo à solicitação da Presidência do Comitê Superior de Tecnologia da Informação CSTI, Prof. Dr. Messias Meneguette Júnior, emito o parecer sobre o documento acima referido. Inicialmente, é importante salientar que diversas ações para a implementação de software livre na UNESP já foram realizadas, entre elas: - A Portaria UNESP - 382, de , que dispõe sobre a aquisição de equipamentos computacionais, instalação de software e controle de licença de uso, cita no Artigo 1º que Todo equipamento computacional adquirido pela Universidade a partir da data da publicação desta Portaria deverá, preferencialmente, possuir compatibilidade com os sistemas operacionais e aplicativos baseados em software livre encontrados no mercado na data de sua aquisição. - A Portaria UNESP - 383, de , que dispõe sobre a recomendação de adoção de formatos abertos de documentos (ODF) para criação, armazenamento e disponibilização digital de documentos, com a utilização preferencial de softwares livres, cita no Artigo 1º que As Unidades Universitárias, os Câmpus Experimentais, as Unidades Auxiliares e as Complementares, bem como as Fundações e demais entidades, sob o controle da UNESP adotarão, preferencialmente, formatos abertos de documentos (ODF) para criação, armazenamento e disponibilização digital de documentos. Sendo assim, entendo que os itens novos sugeridos no documento sobre a política de implantação de software livre na UNESP são:

7 - Os arquivos de escritório e os documentos disponibilizados nos sites de internet e intranet da Universidade deverão utilizar o formato ODF (.odt,.ods,.odp,) ou.pdf. - Os laboratórios didáticos existentes que possuírem os sistemas operacionais proprietários deverão ter estes substituídos, gradativamente, por GNU/Linux até o final de 2018 e os novos deverão possuir o sistema operacional GNU/Linux, LibreOffice, Mozilla Firefox e Chromium. - Na produção de imagens gráficas e vídeos deverão ser utilizados softwares livres tais como Gimp, Inkscape, Scribus, Kdenlive, Openshot e Blender respectivamente. - A produção de documentos além da capacidade dos processadores de texto é normalmente feita com pacotes Desktop Publishing (DTP) o software livre Scribus cumpre esse papel. - Na produção de desenhos CAD 2D deverão ser utilizados o programas tais como QCad, LibreCad, Archimedes, DraftSight (gratuito) e em 3D, BRLCad, FreeCad. - Após o treinamento, inicia-se o cronograma de adaptação, conversão e adequação de documentos já existentes à ferramenta LibreOffice que será de até 4 meses, finalizado esse prazo a suíte de escritório proprietária será desinstalada do computador. - Até dezembro de 2013 todos os documentos veiculados na Universidade deverão seguir o formato ODF. - Cada unidade deverá orientar o corpo discente sobre a utilização do ODF como padrão na entrega de seus trabalhos e apresentações de acordo com a portaria nº 383 e o padrão NBR ISO 26300:2008 (Padrão ODF). - Até 2018 deverá ser feito a instalação do Gnu/Linux em todos os computadores da Universidade onde não houver nenhuma restrição. - Substituir gradativamente os servidores Windows PDC/BDC e Active Directory por Samba+OpenLdap. Observo ainda que o documento sobre a política de implantação de software livre na UNESP enfatiza que deve-se priorizar soluções, programas e serviços baseados em software livre..., e que a escolha do software livre deve ser opção prioritária onde cabível. Sendo assim, a obrigatoriedade da implantação do software livre não deve ser um fator limitante ao desenvolvimento da universidade, mas sim uma

8 decisão pela otimização de recursos e deve ser executada sempre que possível em todos os equipamentos que não houver restrições impactantes no exercício das atribuições profissionais às que eles servem. Quanto às datas limites para a utilização de software livre, elas ficam implicitamente condicionadas aos treinamentos, acredito que fixar prazos longos pode postergar a possibilidade de uma implantação imediata. Quanto à obrigatoriedade da desinstalação de suítes de escritório proprietárias não a recomendo em função deste ato poder impedir a comunicação com entidades externas à UNESP. Quanto à utilização de software livre nos laboratórios didáticos, recomendo uma avaliação, por parte dos docentes, no impacto que isto poderá acarretar para a futura vida profissional dos estudantes em virtude dos softwares utilizados no mercado de trabalho. Em relação aos treinamentos em Produção Gráfica e em Videografismo com Software Livre, apoio, enalteço a iniciativa e recomendo sua extensão aos docentes envolvidos em disciplinas que envolvam seu escopo. No entanto, para que sua efetividade seja assegurada e que o investimento da Unesp não ultrapasse o necessário, recomendo que o oferecimento do curso se faça a um profissional de cada seção por Unidade Administrativa que tenha em suas atribuições o desenvolvimento de ações diretamente relacionadas à produção de peças gráficas ou edição de vídeo e videografismo e que este se comprometa a repassar o conteúdo aos colegas de mesma atribuição. Portanto sou de PARECER FAVORÁVEL à aprovação dos documentos Política de implementação de software livre na UNESP, Treinamento em Produção Gráfica com Software Livre e Treinamento em Videografismo com Software Livre, observando as considerações relatadas anteriormente. Bauru, 25 de março de 2013 Profa. Dra. Vânia Cristina Pires Nogueira Valente

Política de Implementação de Software Livre na Unesp

Política de Implementação de Software Livre na Unesp Política de Implementação de Software Livre na Unesp REITOR Júlio Cezar Durigan VICE-REITORA Marilza Vieira Cunha Rudge COMITÊ SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Representantes docentes (titulares)

Leia mais

CSTI COMITÊ SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

CSTI COMITÊ SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CSTI COMITÊ SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO O CSTI é um órgão assessor do Vice-Reitor e é a ele diretamente subordinado. Site: Portal >> Reitoria >> Vice-Reitor >> CSTI Fale conosco Solicitações GEPROC

Leia mais

CSTI UNESP. Reunião Ordinária Nº 30. Reunião: CSTI Data: 10 de abril de 2012 Local: Reitoria Sala de Reuniões do Gabinete do Reitor

CSTI UNESP. Reunião Ordinária Nº 30. Reunião: CSTI Data: 10 de abril de 2012 Local: Reitoria Sala de Reuniões do Gabinete do Reitor CSTI UNESP Reunião Ordinária Nº 30 Reunião: CSTI Data: 10 de abril de 2012 Local: Reitoria Sala de Reuniões do Gabinete do Reitor Presentes: Prof. Dr. Messias Meneguete Júnior (FCT/P.Prudente) (Presidente

Leia mais

Resumo: Operacionalização dos processos da CSTI, andamento dos trabalhos dos Fóruns Técnicos e formação de grupos para gerenciamento dos sistemas.

Resumo: Operacionalização dos processos da CSTI, andamento dos trabalhos dos Fóruns Técnicos e formação de grupos para gerenciamento dos sistemas. CSTI UNESP Súmulas Reunião Ordinária N. 02 Reunião: CSTI Data: 12 de maio de 2009 Local: Sala Reuniões do Gabinete/UNESP Início: 9:00 Resumo: Operacionalização dos processos da CSTI, andamento dos trabalhos

Leia mais

CSTI UNESP. Reunião Ordinária Nº 34. Reunião: Data: 11 de setembro de 2012 Local: Reitoria Sala de Reuniões do Gabinete do Reitor

CSTI UNESP. Reunião Ordinária Nº 34. Reunião: Data: 11 de setembro de 2012 Local: Reitoria Sala de Reuniões do Gabinete do Reitor CSTI UNESP Reunião Ordinária Nº 34 Reunião: CSTI Data: 11 de setembro de 2012 Local: Reitoria Sala de Reuniões do Gabinete do Reitor Presentes: Prof. Dr. Messias Meneguete Júnior (FCT/P.Prudente) (Presidente

Leia mais

CSTI UNESP. Reunião Ordinária Nº 28. Reunião: Data: 24 de janeiro de 2012 Local: Reitoria Sala de Reuniões do Gabinete do Reitor

CSTI UNESP. Reunião Ordinária Nº 28. Reunião: Data: 24 de janeiro de 2012 Local: Reitoria Sala de Reuniões do Gabinete do Reitor CSTI UNESP Reunião Ordinária Nº 28 Reunião: CSTI Data: 24 de janeiro de 2012 Local: Reitoria Sala de Reuniões do Gabinete do Reitor Presentes: Prof. Dr. Messias Meneguete Júnior (FCT/P.Prudente) (Presidente

Leia mais

Comitê Superior de Tecnologia da Informação

Comitê Superior de Tecnologia da Informação CSTI UNESP Reunião Ordinária Nº 18 Reunião: CSTI Data: 08 de fevereiro de 2011 Local: Reitoria - Sala de reuniões da AREX - 6º andar Resumo: Portarias CSTI, Processos e Ofícios. Presentes: Prof. Messias

Leia mais

CSTI - Comitê Superior de Tecnologia da Informação

CSTI - Comitê Superior de Tecnologia da Informação Reunião Ordinária Nº 52 Reunião: CSTI Data: 05 de agosto de 2014 Local: Sala de reunião da CPA - 4º andar - Reitoria Presentes: Prof. Dr. Messias Meneguette Júnior FCT / Presidente Prudente (Presidente

Leia mais

ASSESSORIA DE INFORMÁTICA RELATÓRIO DE ATIVIDADES PDI 2011-2012

ASSESSORIA DE INFORMÁTICA RELATÓRIO DE ATIVIDADES PDI 2011-2012 ASSESSORIA DE INFORMÁTICA RELATÓRIO DE ATIVIDADES PDI 2011-2012 A Assessoria de Informática (AI) é responsável pela coordenação executiva de Informática e comunicação de dados da Universidade, em conformidade

Leia mais

ASSESSORIA DE INFORMÁTICA

ASSESSORIA DE INFORMÁTICA ASSESSORIA DE INFORMÁTICA BALANÇO DE E PERSPECTIVAS PARA 2015 A Assessoria de Informática (AI) é responsável pela coordenação executiva das atividades de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) da

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001, 10 de março de 2009. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001, 10 de março de 2009. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001, 10 de março de 2009. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR Dispõe sobre a Política de uso de Softwares Livres no âmbito da UDESC O REITOR da FUNDAÇÃO

Leia mais

Planejamento Estratégico 2011 para implementação de Software Livre

Planejamento Estratégico 2011 para implementação de Software Livre Planejamento Estratégico 2011 para implementação de Software Livre FÓRUM DE SOFTWARE LIVRE - 2010 Valdir Barbosa Agenda Plano estratégico 2011 para uso de Software Livre Diretrizes Objetivos e indicadores

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I DA DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SEUS FINS

DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I DA DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SEUS FINS DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I DA DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SEUS FINS Art. 1º A Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação da Universidade Federal

Leia mais

Objetivos. PDI - Plano Diretor de Informática. O que é? Como é feito? Quanto dura sua elaboração? Impactos da não execução do PDI

Objetivos. PDI - Plano Diretor de Informática. O que é? Como é feito? Quanto dura sua elaboração? Impactos da não execução do PDI Objetivos Assegurar que os esforços despendidos na área de informática sejam consistentes com as estratégias, políticas e objetivos da organização como um todo; Proporcionar uma estrutura de serviços na

Leia mais

WORKSHOP DOS ADMINISTRADORES DE REDES DE COMPUTADORES DA UNESP - 2014

WORKSHOP DOS ADMINISTRADORES DE REDES DE COMPUTADORES DA UNESP - 2014 Comitê Superior de Tecnologia da Informação CSTI Assessoria de Informática AI Grupo de Redes de Computadores GRC Diretoria Técnicas de Informática DTI Administradores de rede das DTIs 08h00 08h30: Abertura

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INFORMÁTICA

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INFORMÁTICA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INFORMÁTICA Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 31/13, de 21/08/13. CAPÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este regulamento dispõe especificamente do Núcleo de Informática

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARÁ MPCM CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2015

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DO PARÁ MPCM CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2015 DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS DO ESTADO 1 / 5 ANEXO 03 INFORMAÇÕES DOS CARGOS 1. CARGOS DE NÍVEL MÉDIO Cargo 01 Técnico em Administração Realizar atividades que envolvam a aplicação das

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Coordenadoria do Campus de Ribeirão Preto Seção Técnica de Informática. Política de Informática CCRP

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Coordenadoria do Campus de Ribeirão Preto Seção Técnica de Informática. Política de Informática CCRP Política de Informática CCRP Índice 1. DISPOSIÇÕES GERAIS... 2 2. ESPECIFICAÇÃO E AQUISIÇÃO DE NOVOS EQUIPAMENTOS... 2 3. INSTALAÇÃO DE SOFTWARES... 2 4. DESENVOLVIMENTO, MANUTENÇÃO E BACKUP DE SISTEMAS

Leia mais

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar

A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS. A decisão de automatizar A ESCOLHA DE SISTEMA PARA AUTOMAÇÃO DE BIBLIOTECAS A decisão de automatizar 1 A decisão de automatizar Deve identificar os seguintes aspectos: Cultura, missão, objetivos da instituição; Características

Leia mais

RELATÓRIO. Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira (Informática Web designer)

RELATÓRIO. Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira (Informática Web designer) RELATÓRIO Relatório das atividades realizadas no segundo trimestre do Setor de Suporte e Informática. EQUIPE: Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira

Leia mais

Este Manual aplica-se a todos os Usuário de T.I. do Ministério Público de Goiás. ATIVIDADE AUTORIDADE RESPONSABILIDADE Manter o Manual Atualizado

Este Manual aplica-se a todos os Usuário de T.I. do Ministério Público de Goiás. ATIVIDADE AUTORIDADE RESPONSABILIDADE Manter o Manual Atualizado Versão 01 - Página 1/8 1 Objetivo Orientar o usuário de T.I. a solicitar atendimento. Mostrar o fluxo da solicitação. Apresentar a Superintendência 2 Aplicação Este Manual aplica-se a todos os Usuário

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Publicada no DJE/STF, n. 127, p. 1-3 em 3/7/2013. RESOLUÇÃO Nº 506, DE 28 DE JUNHO DE 2013 Dispõe sobre a Governança Corporativa de Tecnologia da Informação no âmbito do Supremo Tribunal Federal e dá outras

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO Secretaria de Tecnologia da Informação

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO Secretaria de Tecnologia da Informação TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 2ª REGIÃO Secretaria de Tecnologia da Informação REGIONALIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE TI MAPEAMENTO DE PROVIDÊNCIAS INICIAIS Março/2014 V 1.1 REGIONALIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE TI MAPEAMENTO

Leia mais

AdminIP. Manual do Usuário Módulo Administrador IES

AdminIP. Manual do Usuário Módulo Administrador IES 2 AdminIP Manual do Usuário Módulo Administrador IES Brasília 2012 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 4 1 SISTEMA ADMINIP... 4 1.1 O que é o AdminIP?... 4 1.2 Quem opera?... 4 1.3 Onde acessar?... 5 1.4 Como acessar?...

Leia mais

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e

PDTI - Definição. Instrumento de diagnóstico, planejamento e PDTI - Definição Instrumento de diagnóstico, planejamento e gestão dos recursos e processos de Tecnologia da Informação que visa atender às necessidades tecnológicas e de informação de um órgão ou entidade

Leia mais

Ata de Reunião Análise Crítica do Sistema de Gestão da Qualidade da FDSM

Ata de Reunião Análise Crítica do Sistema de Gestão da Qualidade da FDSM FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS Av. Dr. João Beraldo, 1075 Centro Pouso Alegre MG Fone: (35) 3449-8100 Fax: (35) 3499-8102 Rev.: 00 / / Form.: Aprov.: Pág 1 de 1 Ata de Reunião Crítica do Sistema

Leia mais

Regimento do Comitê de Tecnologia da Informação

Regimento do Comitê de Tecnologia da Informação Regimento do Comitê de Tecnologia da Informação Capítulo 1 Da Natureza e das Competências Art. 1º - O Comitê de Tecnologia da Informação (CTI) instituído pela portaria Nº 1319/GR, de 15 de Setembro de

Leia mais

DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA

DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA 1 APRESENTAÇÃO Este conjunto de diretrizes foi elaborado para orientar a aquisição de equipamentos

Leia mais

Laboratórios de Informática Regulamento

Laboratórios de Informática Regulamento 1 Laboratórios de Informática Regulamento Pagina 1/10 Sumário DA CONSTITUIÇÃO...3 DA ADMINISTRAÇÃO...4 DA UTILIZAÇÃO...5 DISPOSIÇÕES GERAIS...10 Pagina 2/10 REGULAMENTO INTERNO DA CONTISTUIÇÃO Art. 1 -

Leia mais

Declaração de Escopo

Declaração de Escopo 1/9 Elaborado por: Adriano Marra, Bruno Mota, Bruno Leite, Janaina Versão: 1.4 Lima, Joao Augusto, Paulo Takagi, Ricardo Reis. Aprovado por: Porfírio Carlos Roberto Junior 24/08/2010 Time da Equipe de

Leia mais

REGIMENTO INTERNO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA E INFORMÁTICA EM SAÚDE (CTIS)

REGIMENTO INTERNO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA E INFORMÁTICA EM SAÚDE (CTIS) Página 1 de 12 GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA E INFORMÁTICA EM SAÚDE REGIMENTO INTERNO COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA E INFORMÁTICA

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Reitoria. Regimento da

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - Reitoria. Regimento da Regimento da Comissão de Segurança da Informação e Comunicações do IFRS - CSIC/IFRS - Aprovado pela Resolução do Consup nº 114, de 18/12/2012 Reitora Cláudia Schiedeck Soares de Souza Pró-Reitor de Administração

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA DECANATO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DPP DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO DIRP

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA DECANATO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DPP DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO DIRP UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA DECANATO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DPP DIRETORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO DIRP ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A CRIAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DE CURSOS NOVOS (APCN) NA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA PROFESSORA

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 345/SETIN.SEGP.GP, DE 16 DE JUNHO DE 2015 Reestrutura as unidades vinculadas à Secretaria de Tecnologia da Informação SETIN do Tribunal Superior do Trabalho.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 83, DE 30 DE OUTUBRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 83, DE 30 DE OUTUBRO DE 2014 RESOLUÇÃO Nº 83, DE 30 DE OUTUBRO DE 2014 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sessão de 30/10/2014, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Artigo 19, Inciso XVII do

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE REDES

DESCRITIVO TÉCNICO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE REDES DESCRITIVO TÉCNICO INSTALAÇÃO E MANUTENÇÃO DE REDES 39 A, por resolução do seu Comitê Técnico, em acordo com o Estatuto e as Regras da Competição, adotou as exigências mínimas que seguem no tocante a esta

Leia mais

Regimento Interno da Comissão de Avaliação e Gestão de Projetos de Pesquisa e Inovação - CAGPPI

Regimento Interno da Comissão de Avaliação e Gestão de Projetos de Pesquisa e Inovação - CAGPPI Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Câmpus Farroupilha Regimento Interno da Comissão de Avaliação

Leia mais

Inventário de Necessidades de TI - PDTI 2016 2017

Inventário de Necessidades de TI - PDTI 2016 2017 Inventário de Necessidades de TI - PDTI 2016 2017 1. Comunicação Institucional a. Portal UFABC b. Aplicativos para Smartfone c. Eventos d. WEB TV e. Portal do Aluno f. Portal do Professor g. Páginas de

Leia mais

REGIMENTO COPESE IFSULDEMINAS CAPÍTULO 1 DOS FINS CAPÍTULO 2 DA CONSTITUIÇÃO

REGIMENTO COPESE IFSULDEMINAS CAPÍTULO 1 DOS FINS CAPÍTULO 2 DA CONSTITUIÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS Rua Ciomara Amaral de Paula, 167 Bairro Medicina Pouso

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 069/2015, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº 069/2015, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2015. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS Conselho Superior Avenida Vicente Simões, 1111 Bairro Nova Pouso Alegre 37550-000 - Pouso Alegre/MG Fone:

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 097/2014, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 097/2014, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS Conselho Superior Rua Ciomara Amaral de Paula, 167 Bairro Medicina 37550-000 - Pouso Alegre/MG Fone: (35)

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA

REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA Art. 1º. A Secretaria de Tecnologia de Informação e Comunicação SETIC é um Órgão Suplementar Superior

Leia mais

Apresentação Figura 01:

Apresentação Figura 01: Apresentação O Sistema Online de Iniciação Científica da Universidade do Estado foi desenvolvido pela Pró- Reitoria de Pesquisa e Ensino de Pós-Graduação (PPG) com a finalidade de agilizar o processo de

Leia mais

NORMA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA

NORMA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA Data: 17 de dezembro de 2009 Pág. 1 de 13 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1. INTRODUÇÃO 3 2. FINALIDADE 3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3 4. PADRONIZAÇÃO DOS RECURSOS DE T.I. 4 5. AQUISIÇÃO

Leia mais

CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: TECNOLOGIA MANUAL DE PROCESSOS

CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: TECNOLOGIA MANUAL DE PROCESSOS CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: TECNOLOGIA MANUAL DE PROCESSOS 110 SETOR: TECNOLOGIA Nº DOC.: FOLHA:02/16 MATRIZ DE PROCESSOS E ATIVIDADES APROVADO POR: Ir. 25/03/2010 REVISÃO: 13/09/2013

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ ASSESSORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ ASSESSORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ ASSESSORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Orientações para cadastro, aprovação e prorrogação de Projetos de Pesquisa Os tópicos abaixo

Leia mais

NIESC/VR NÚCLEO DE INFORMAÇÃO E ESTUDOS DE CONJUNTURA

NIESC/VR NÚCLEO DE INFORMAÇÃO E ESTUDOS DE CONJUNTURA NIESC/VR NÚCLEO DE INFORMAÇÃO E ESTUDOS DE CONJUNTURA MISSÃO DA UNIDADE O NIESC/VR é o órgão destinado à coleta, sistematização e interpretação de dados organizacionais e sociais, de modo a fornecer às

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 13/2010 Aprova o Regimento Interno do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia

Leia mais

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC.

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC. Código: MAP-DITEC-001 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerência de Sistemas Aprovado por: Diretoria de Tecnologia da Informação 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento

Leia mais

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DE PRÁTICAS EM ADMINISTRAÇÃO E ESCRITÓRIO MULTIMÍDIA DO DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ADMINISTRAÇÃO - UNIR - CACOAL

REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DE PRÁTICAS EM ADMINISTRAÇÃO E ESCRITÓRIO MULTIMÍDIA DO DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ADMINISTRAÇÃO - UNIR - CACOAL REGULAMENTO DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DE PRÁTICAS EM ADMINISTRAÇÃO E ESCRITÓRIO MULTIMÍDIA DO DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ADMINISTRAÇÃO - UNIR - CACOAL TÍTULO I - DO LABORATÓRIO DIDÁTICO CAPÍTULO I - DA ORGANIZAÇÃO

Leia mais

EDITAL DE APOIO À REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES ARTÍSTICO- CULTURAIS NA UFSCAR PARA 2015.

EDITAL DE APOIO À REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES ARTÍSTICO- CULTURAIS NA UFSCAR PARA 2015. EDITAL DE APOIO À REALIZAÇÃO DE ATIVIDADES ARTÍSTICO- CULTURAIS NA UFSCAR PARA 2015. JUSTIFICATIVA O estatuto da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) no Capítulo 1, artigo 3º define como uma das

Leia mais

EDITAL N o EXPANSÃO DA REDE DO MESTRADO PROFISSIONAL EM HISTÓRIA PROFHISTÓRIA CHAMADA A PROPOSTAS DE ADESÃO

EDITAL N o EXPANSÃO DA REDE DO MESTRADO PROFISSIONAL EM HISTÓRIA PROFHISTÓRIA CHAMADA A PROPOSTAS DE ADESÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO PROFISSIONAL EM HISTÓRIA EDITAL N o EXPANSÃO DA REDE DO MESTRADO PROFISSIONAL EM HISTÓRIA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 2989/2015-PGJ

RESOLUÇÃO Nº 2989/2015-PGJ RESOLUÇÃO Nº 2989/2015-PGJ Adota o uso de formatos abertos de arquivos para criação, edição, armazenamento e disponibilização digital de documentos editáveis para aplicações de escritório dos tipos texto,

Leia mais

04/05/2010. Segundo a Rede de Pesquisa e Inovação em Tecnologias Digitais (RENAPI)

04/05/2010. Segundo a Rede de Pesquisa e Inovação em Tecnologias Digitais (RENAPI) Agenda MINISTERIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCACÃO PROFISSIONAL ETECNOLÓGICA IFBAIANO Sistema Integrado de Gestão Acadêmica Administrativo SIGA-ADM ADM Módulo de Protocolo TREINAMENTO (Geral) O Sistema

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015. EDITAL Nº 007/RIFB, DE 28 DE ABRIL DE 2015. SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS E VOLUNTARIADO EM INICIAÇÃO CIENTÍFICA NAS AÇÕES AFIRMATIVAS (ENSINO

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Componente Curricular: REDES DE COMUNICAÇÃO DE DADOS II

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Componente Curricular: REDES DE COMUNICAÇÃO DE DADOS II Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA Qualificação:

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA Nº 003, DE 30 DE MARÇO DE 2012

PORTARIA NORMATIVA Nº 003, DE 30 DE MARÇO DE 2012 PORTARIA NORMATIVA Nº 003, DE 30 DE MARÇO DE 2012 Normatiza o uso do correio eletrônico institucional em atendimento à Resolução nº 34/2011- CS/IFB O REITOR PRO TEMPORE DO INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA,

Leia mais

1988 - Sistema de Automação do NDC (SAND): Controle da Terminologia de Indexação e Sistema de Informações Legislativas

1988 - Sistema de Automação do NDC (SAND): Controle da Terminologia de Indexação e Sistema de Informações Legislativas A Coordenação de Bibliotecas e a informatização do sistema: onde estamos e o que queremos 1988 - Sistema de Automação do NDC (SAND): Controle da Terminologia de Indexação e Sistema de Informações Legislativas

Leia mais

REGIMENTO DA CÂMARA TÉCNICA DE EXTENSÃO DA ESCOLA PAULISTA DE POLÍTICA, ECONOMIA E NEGÓCIOS - CAMPUS DE OSASCO.

REGIMENTO DA CÂMARA TÉCNICA DE EXTENSÃO DA ESCOLA PAULISTA DE POLÍTICA, ECONOMIA E NEGÓCIOS - CAMPUS DE OSASCO. REGIMENTO DA CÂMARA TÉCNICA DE EXTENSÃO DA ESCOLA PAULISTA DE POLÍTICA, ECONOMIA E NEGÓCIOS - CAMPUS DE OSASCO. CAPITULO I DA NATUREZA, FINALIDADES E OBJETIVOS DA CÂMARA TÉCNICA DE EXTENSÃO Seção I DA

Leia mais

Norma para utilização das bolsas de monitoria PIB no Centro Universitário Norte do Espírito Santo CEUNES/UFES

Norma para utilização das bolsas de monitoria PIB no Centro Universitário Norte do Espírito Santo CEUNES/UFES 1 Norma para utilização das bolsas de monitoria PIB no Centro Universitário Norte do Espírito Santo CEUNES/UFES 1. BREVE HISTÓRICO O PIB Programa Integrado de Bolsas de monitoria é regulamentado pelo Conselho

Leia mais

Resolução CC-52, de 23-6-2004

Resolução CC-52, de 23-6-2004 Resolução CC-52, de 23-6-2004 ANEXO I Institui a Política e o Plano Estratégico de Uso de Software na Administração Pública Estadual O Secretário-Chefe da Casa Civil, na qualidade de Presidente do Comitê

Leia mais

EDITAL Nº 04/2013 PROEX

EDITAL Nº 04/2013 PROEX EDITAL Nº 04/2013 PROEX Programa de Publicações Digitais Coleção Extensão Universitária Selo Cultura Acadêmica 1. DAS CARACTERISTICAS GERAIS A Pró Reitoria de Extensão Universitária (PROEX) financiará

Leia mais

EDITAL UFRGS CT- INFRA 2013

EDITAL UFRGS CT- INFRA 2013 EDITAL UFRGS CT- INFRA 2013 A UFRGS lança este edital interno com vistas a receber propostas de financiamento no âmbito da Chamada Pública MCTI/FINEP/CT-INFRA 01/2013

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL Nº 130 SELEÇÃO DE BOLSISTA DE SUPERVISÃO DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA- PIBID/2009

Leia mais

REGIMENTO DOS LABORATÓRIOS MULTIUSUÁRIOS DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO (RESOLUÇÃO CCS 102/2011)

REGIMENTO DOS LABORATÓRIOS MULTIUSUÁRIOS DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO (RESOLUÇÃO CCS 102/2011) REGIMENTO DOS LABORATÓRIOS MULTIUSUÁRIOS DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO (RESOLUÇÃO CCS 102/2011) CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO E FINALIDADES Art.1º- Os Laboratórios

Leia mais

EDITAL N 003/2015 PROEX SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DE UNIDADES AUXILIARES DA UNESP

EDITAL N 003/2015 PROEX SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DE UNIDADES AUXILIARES DA UNESP EDITAL N 003/2015 PROEX SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DE UNIDADES AUXILIARES DA UNESP Seleção de propostas de extensão universitária de Unidades Auxiliares no âmbito da PROEX/UNESP para

Leia mais

Conselho Gestor de Tecnologia da Informação e Comunicação Ata Nº 18, de 8 de outubro de 2014 (Sessão Extraordinária do Conselho Gestor de TIC)

Conselho Gestor de Tecnologia da Informação e Comunicação Ata Nº 18, de 8 de outubro de 2014 (Sessão Extraordinária do Conselho Gestor de TIC) Conselho Gestor de Tecnologia da Informação e Comunicação Ata Nº 18, de 8 de outubro de 2014 (Sessão Extraordinária do Conselho Gestor de TIC) Presidente: Leonardo Bidese de Pinho Aos oito dias de outubro

Leia mais

PLANEJAMENTO DO PROJETO

PLANEJAMENTO DO PROJETO PLANEJAMENTO DO PROJETO 1 APRESENTAÇÃO DO PROJETO O presente projeto foi aberto para realizar a gestão de todos os processos de prestação de serviços de informática, fornecimento de licença de uso perpétua,

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara de Educação Superior e Profissional

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO Câmara de Educação Superior e Profissional INTERESSADO: Centro de Estudos e Pesquisas em Eletrônica Profissional e Informática Ltda CEPEP EMENTA: Reconhece o Curso Técnico em Redes de Computadores Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação, ofertado

Leia mais

EDITAL COMPLEMENTAR PROPI Nº 001/2011 PROBITI/FAPERGS

EDITAL COMPLEMENTAR PROPI Nº 001/2011 PROBITI/FAPERGS EDITAL COMPLEMENTAR PROPI Nº 001/2011 PROBITI/FAPERGS A do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) juntamente com a Comissão Interna de Seleção e Avaliação (CISA),

Leia mais

INFORMÁTIC INFORMÁ TIC INFORMÁTICA

INFORMÁTIC INFORMÁ TIC INFORMÁTICA NFORM Infra-estrutura Administrativa e Operacional da Área de Informática da UESB 9.2 A UINFOR está organizada em quatro áreas de trabalho: 9.2.1 Desenvolvimento de Sistemas: Esta área é a responsável

Leia mais

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul

Planejamento Estratégico de TIC. da Justiça Militar do Estado. do Rio Grande do Sul Planejamento Estratégico de TIC da Justiça Militar do Estado do Rio Grande do Sul MAPA ESTRATÉGICO DE TIC DA JUSTIÇA MILITAR DO ESTADO (RS) MISSÃO: Gerar, manter e atualizar soluções tecnológicas eficazes,

Leia mais

2.2 - O(A) candidato a avaliador deve possuir currículo atualizado na Plataforma Lattes;

2.2 - O(A) candidato a avaliador deve possuir currículo atualizado na Plataforma Lattes; EDITAL PROEX/IFRR - Nº 002/2014 - Processo seletivo para constituição do Banco de avaliadores do Programa Institucional de Bolsa Acadêmica de Extensão-IFRR. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Organograma do Pronatec/CEDAF 2014

Organograma do Pronatec/CEDAF 2014 Organograma do Pronatec/CEDAF 2014 Supervisor Financeiro Coordenação Geral Apoio Administrativo Supervisor de TI Apoio Financeiro Orientador Pedagógico Apoio Administrativo Avaliação dos Cursos Coordenação

Leia mais

Orientações Gerais para as Disciplinas de Trabalho de Conclusão do Cursos de Sistemas para Internet IFRS - Câmpus Porto Alegre

Orientações Gerais para as Disciplinas de Trabalho de Conclusão do Cursos de Sistemas para Internet IFRS - Câmpus Porto Alegre Orientações Gerais para as Disciplinas de Trabalho de Conclusão do Cursos de Sistemas para Internet IFRS - Câmpus Porto Alegre Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul -

Leia mais

SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE CURSISTAS

SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE CURSISTAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO. PROGRAMA NACIONAL DE CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO PRÓ-CONSELHO CURSO DE EXTENSÃO A DISTANCIA FORMAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO MÓDULO EDITAL 2015/2

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO MÓDULO EDITAL 2015/2 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO MÓDULO EDITAL 2015/2 Abertura de Processo Seletivo para o Programa de Iniciação Científica do Universitário Módulo A Reitoria do Universitário

Leia mais

SUPERINTENDENCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO CENTRAL DE ATENDIMENTO HELP DESK

SUPERINTENDENCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO CENTRAL DE ATENDIMENTO HELP DESK Sistema de Gestão do Programa Vapt Vupt SUPERINTENDENCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO CENTRAL DE ATENDIMENTO HELP DESK Responsável: Alyne Rodrigues Borges Cópia Controlada

Leia mais

Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP

Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP 1.INTRODUÇAO...... 3 2.ONDE CONSEGUIR INFORMAÇÔES?... 4 Normas USP... 4 Site EACH...4 Sistema de atendimento da Comissão de

Leia mais

REGULAMENTO DOS COLEGIADOS DE CURSO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DOS COLEGIADOS DE CURSO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DOS COLEGIADOS DE CURSO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art.1º. O Colegiado de Curso, previsto no Regimento Geral da Faculdade Guairacá é órgão da Coordenação Didática, destinado a

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇAO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA COMISSÃO DE ELABORAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TI Plano de Trabalho Elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação

Leia mais

EDITAL Nº 145/2015 PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UESB PIC/UESB (DISCENTE VOLUNTÁRIO)

EDITAL Nº 145/2015 PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UESB PIC/UESB (DISCENTE VOLUNTÁRIO) Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia UESB PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PPG Programa de Iniciação Científica da UESB PIC/UESB Gerência de Pesquisa / Comitê Interno de Iniciação Científica

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DA CENTRAL DE LABORATÓRIOS EM CIÊNCIA E TECNOLÓGIA AMBIENTAL

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DA CENTRAL DE LABORATÓRIOS EM CIÊNCIA E TECNOLÓGIA AMBIENTAL PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DA CENTRAL DE LABORATÓRIOS EM CIÊNCIA E TECNOLÓGIA AMBIENTAL BAURU APRESENTAÇÃO O complexo de laboratórios em Ciência e Tecnologia e Ambiental (CTA)

Leia mais

Projeto: Atualização da Infra-estrutura de Comunicação por Videoconferência, para promover as Atividades de Pesquisa multicampus.

Projeto: Atualização da Infra-estrutura de Comunicação por Videoconferência, para promover as Atividades de Pesquisa multicampus. FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO (FAPESP) AUXÍLIO À PESQUISA: Reserva Técnica Institucional Faculdade de Engenharia Unesp Campus de Bauru Relatório Científico Processo 2013/24395-4

Leia mais

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte BCON Sistema de Controle de Vendas e Estoque Declaração de escopo Versão 1.0 Histórico de Revisão Elaborado por: Filipe de Almeida do Amaral Versão 1.0 Aprovado por: Marcelo Persegona 22/03/2011 Time da

Leia mais

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011

RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 RESOLUÇÃO - TCU Nº 247, de 7 de dezembro de 2011 Dispõe sobre a Política de Governança de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (PGTI/TCU). O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso de suas

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB Recredenciada pelo Decreto Estadual N 9.996, de 02.05.2006 EDITAL Nº 158 /2015

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB Recredenciada pelo Decreto Estadual N 9.996, de 02.05.2006 EDITAL Nº 158 /2015 UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB Recredenciada pelo Decreto Estadual N 9.996, de 02.05.2006 EDITAL Nº 158 /2015 CONVOCAÇÃO DE DISCENTES HABILITADOS AO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL,

Leia mais

RELATÓRIO. Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira (Informática Web designer)

RELATÓRIO. Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira (Informática Web designer) RELATÓRIO Relatório das atividades realizadas período 2014 do Setor de Suporte e Informática. Equipe de Edição: Raimundo Gadelha Fontes Filho (Assessor de Suporte e Informática) Josinécia de Cássia Oliveira

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 2-CADCAM/C/UNICENTRO, DE 04 DE MAIO DE 2015. Aprova o Regulamento da Farmácia Escola do Campus Cedeteg, UNICENTRO-PR. O PRESIDENTE DO CONSELHO ADMINISTRATIVO DO CAMPUS CEDETEG, UNIDADE UNIVERSITÁRIA

Leia mais

CÂMARA DE GRADUAÇÃO PARECER CEPE Nº 069/2014 ASSUNTO: Determinações ao Colegiado de Curso de Bacharelado em Ciências Contábeis, da UEPG. PROCESSO Nº 09296 de 13 de junho de 2014. RELATÓRIO Tendo em vista

Leia mais

EDITAL 191/2015 Programa de Iniciação Científica Voluntária/IFSP Campus Itapetininga

EDITAL 191/2015 Programa de Iniciação Científica Voluntária/IFSP Campus Itapetininga EDITAL 191/2015 Programa de Iniciação Científica Voluntária/IFSP Campus Itapetininga A Direção Geral do campus Itapetininga do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), torna

Leia mais

PSQ 290.0300 - PROCEDIMENTO DO SISTEMA DA QUALIDADE

PSQ 290.0300 - PROCEDIMENTO DO SISTEMA DA QUALIDADE PSQ - (4.2.3 - Controle de Documentos) (820.40 Document Control) APROVAÇÃO MARCOS FERNANDES NUNES Gerente da QA/RA Data: / / ELABORAÇÃO REVISÃO GISELA CRISTINA LUÇOLLI NASS Assistente Administrativo APARECIDA

Leia mais

MIINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS. PORTARIA Nº 1778 de 04 de maio de 2015

MIINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS. PORTARIA Nº 1778 de 04 de maio de 2015 MIINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PORTARIA Nº 1778 de 04 de maio de 2015 A PRÓ-REITORA DE PESQUISA E INOVAÇÃO, usando de suas atribuições legais e estatutárias, RESOLVE: Art 1º. Instituir

Leia mais

RESOLUÇÃO POLÍTICA DE ATUALIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SOFTWARES.

RESOLUÇÃO POLÍTICA DE ATUALIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SOFTWARES. RESOLUÇÃO CAS Nº 39 /2010, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2010 POLÍTICA DE ATUALIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SOFTWARES. O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR, face ao disposto no Artigo 5º do Regimento Unificado das

Leia mais

Comissão Própria de Avaliação - CPA

Comissão Própria de Avaliação - CPA AVALIAÇÃO DO CEFET-RJ PELOS DISCENTES -2010/2 A avaliação das Instituições de Educação Superior tem caráter formativo e visa o aperfeiçoamento dos agentes da comunidade acadêmica e da Instituição como

Leia mais

MODELO DE REGULAMENTO PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO

MODELO DE REGULAMENTO PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO MODELO DE REGULAMENTO PARA CURSO DE APERFEIÇOAMENTO Este modelo deve orientar a elaboração do Regulamento dos Cursos de Aperfeiçoamento, obedecendo às Normas para Aprovação e Acompanhamento de Cursos de

Leia mais