Associação de Estudantes da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Rua Dr. Roberto Frias Porto N.I.F.: ATA NÚMERO UM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Associação de Estudantes da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Rua Dr. Roberto Frias Porto N.I.F.: ATA NÚMERO UM"

Transcrição

1 ATA NÚMERO UM Ao vigésimo nono dia de Outubro de dois mil e quatorze, pelas quatorze horas realizou-se, nos termos do artigo 25 dos estatutos da Associação de Estudantes da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, a Assembleia Geral Ordinária Um na sala B016 da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Não se verificando o quórum mínimo à hora marcada, a AG deu início às quatorze horas e trinta minutos com a presença de 31 associados. A ordem de trabalhos foi a seguinte: 1. Informações 2. Apreciar e votar o Plano de Atividades e Orçamento para o mandato de 2014/15; 3. Apreciar o Inventário da AEFEUP; 4. Apreciar o Regulamento Interno da Direcção para o mandato de 2014/15; 5. Apreciar o Regulamento Interno do Conselho Fiscal para o mandato de 2014/15; 6. Apreciar e votar a proposta de alteração ao Regulamento de Comissões de Curso da AEFEUP; 7. Outros Assuntos. A MAG tomou a palavra na pessoa do seu Presidente, Ricardo Rocha, de forma a iniciar a primeira Assembleia Geral Ordinária do ano letivo de dois mil e quatorze/dois mil e quinze, passando a palavra ao Presidente da Direção da AEFEUP, Bruno Sousa que pediu a alteração dos valores da ata da AG extraordinária numero um, de maneira a corrigir o valor da renda mensal e jóia de celebração de contrato com a N-Vending, que se encontravam incorretos. Após essa alteração, a ata da AG Extraordinária anterior, de dia , foi aprovada por unanimidade pelos 31 associados presentes. A direção da AEFEUP na pessoa do seu Presidente, Bruno Sousa informou a impossibilidade de apresentar o protocolo assinado entre a AEFEUP e a Caixa Geral de Depósitos, ao qual se tinha comprometido a apresentar na AG decorrente, e comprometendo-se a fazê-lo assim que estiver celebrado, apresentando um pedido de desculpas e justificando que esse atraso se deve à falta de disponibilidade da Caixa Geral de Depósitos A MAG, na pessoa do seu presidente, Ricardo Rocha, passa ao segundo ponto da ordem de trabalhos, passando a palavra à AEFEUP, na pessoa do seu Presidente, Bruno Sousa, que apresenta e explica o Plano de Atividades passando a palavra a Rita Magalhães, Vice-Presidente da Política Educativa, de forma a que esta apresentasse as atividades, planos e projetos dos departamentos do GAPE, Pedagógico, Ação Social, Emprego e Empreendorismo e Desportivo. Esta refere o porquê de ter sido cancelado a atividade Fim-de-Semana Radical AEFEUP, devido a condições 1

2 climatéricas que impossibilitam a prática segura de desporto e atividades de cariz radical. Toma a palavra Bruno Guimarães, Vice-Presidente das Relações Externas, que procede à apresentação dos planos e projetos dos departamentos de Imagem, Comunicação e Marketing, Grupos e Tradições Académicas. Toma a palavra José Pedro Nunes, Vice-Presidente das Atividades, que procede à apresentação dos planos e projetos dos departamentos do Recreativo e Cultural. Este explica o porquê do cancelamento da atividade Pool Party devido a condições climatéricas não favoráveis. Referindo também, que seria realizada uma festa em parceria com a SuperBock que não estava planeada aquando da realização do plano de atividades. Toma a palavra Bruno Sousa, Presidente da AEFEUP, para informar da passagem da gestão da logística para a Tesouraria, referindo que esta se deve ao fato de haver necessidade de contato direto entre a Tesouraria e o Departamento da Logística, passando por fim a palavra a Wilson Cândido, Tesoureiro da AEFEUP, que procede à apresentação dos planos e projetos que serão levados a cargo pela Logística. Aberto o período de esclarecimentos, ninguém manifestou intenção de usar da palavra. Seguindo-se o período de intervenções, Filipe Teixeira pediu a palavra de forma a esclarecer à AG a diferença entre apreciação e apresentação, referindo que deveria ficar ao critério da MAG se os documentos apresentados seriam votados. Responde Ricardo Rocha, que a votação tem de ser realizada de acordo com os estatutos, e que se verificou um lapso na troca da palavra apresentação por apreciação. A MAG, na pessoa do seu presidente, Ricardo Rocha, procede à votação do Plano de Atividades, sendo este aprovado, de forma unanime, com vinte e oito votos a favor. A MAG, na pessoa do seu presidente, Ricardo Rocha, passa a palavra à AEFEUP, na pessoa do seu Tesoureiro, Wilson Cândido, e do seu Presidente, Bruno Sousa, que apresentam e explicam o Orçamento da AEFEUP para o mandato de dois mil e quatorze, dois mil e quinze. A MAG, na pessoa do seu presidente, Ricardo Rocha, abre o período de esclarecimentos e Filipe Teixeira pede esclarecimento sobre patrocínio do IPDJ estar listado em Geral no Orçamento, sendo esclarecido por Wilson Cândido, Tesoureiro da AEFEUP. De seguida Filipe Teixeira, em relação à carrinha da AEFEUP, sugere possível renting com contrato renovável, ao qual Wilson Cândido refere haver uma impossibilidade devido à situação financeira no qual a AEFEUP se encontra no momento. Filipe Teixeira pede esclarecimento sobre o valor de 6000 cobrado pela FEUP como despesa de salas, ao qual Bruno Sousa esclarece dizendo que se trata de uma dívida das anteriores direções. Explicando que há um plafond cedido pela FEUP mais o habitual subsídio a partir deste ano, desde que fosse cobrada a dívida 2

3 anterior. Filipe Teixeira pede esclarecimento sobre as despesas de camisolas, marketing e aquisição de bens, ao qual Bruno Sousa e Wilson Cândido esclarecem que apenas é feita a divulgação do Arraial D Engenharia, Noites de Engenharia e Feupsounds, sendo que os outros apenas tem valores residuais vindos dos gastos da luz, limpeza e água. A MAG, na pessoa do seu presidente, Ricardo Rocha, abre o período de intervenções sem que ninguém peça a palavra, e então procede-se à votação do Orçamento, sendo este aprovado, de forma unanime, com 26 votos a favor A MAG, na pessoa do seu presidente, Ricardo Rocha, passa a palavra à AEFEUP, na pessoa do seu Tesoureiro, Wilson Cândido, de forma a este apresentar o Inventário da AEFEUP. Não são feitos pedidos de esclarecimento, passando-se ao período de intervenções. Wilson Cândido intervém referindo que houve alterações após a elaboração deste, nomeadamente na existência de um novo computador na Tesouraria por avaria do prévio, referindo também alguns erros, nomeadamente a existência de um mini-frigorífico que é posse do Tesoureiro, Wilson Cândido. Filipe Teixeira propõe não adiar este ponto e suceder-se à apreciação mas, após concordância em AG, fica estabelecido que o Inventário seria apreciado em formato atualizado, em futura AG Extraordinária, convocada para o assunto. A MAG, na pessoa do seu presidente, Ricardo Rocha, dá início ao ponto quatro, e passa a palavra à direção da AEFEUP, na pessoa do seu Presidente, Bruno sousa, que apresenta o Regulamento Interno da Direção da AEFEUP para o mandato de dois mil e quatorze, dois mil e quinze. Não houve nenhum pedido de esclarecimento nem intervenções. A MAG, na pessoa do seu presidente, Ricardo Rocha, suspende o ponto quinto pelo fato do Presidente do Conselho Fiscal, Mário Xavier, ainda não se encontrar presente, e ter notificado a MAG por que chegaria atrasado, mas que compareceria na AG logo que possível. A MAG, na pessoa do seu presidente, Ricardo Rocha, abre o ponto sexto, e passa a palavra a Beatriz Queirós, membro efetivo da direção da AEFEUP, que apresenta novas alterações no regulamento das Comissões de Curso, sendo aberto posteriormente o período de esclarecimentos, no qual Filipe Teixeira questiona a MAG que o regulamento não está na ordem de trabalhos e Ricardo Rocha, presidente da MAG, explica que este já foi alterado no último enviado aos associados. Filipe Teixeira, refere que nos estatutos, artigo trigésimo terceiro, alínea p), implica uma votação do regulamento das Comissões de Curso em AG. Ricardo Rocha abre o período de intervenções, passando a palavra a Rita Magalhães que refere que já reuniu com as comissões e que estas concordam com as alterações sugeridas. Filipe Teixeira sugere que este Regulamento seja votado numa AG Extraordinária futura cumprindo todos os estatutos, aceitando a MAG a sugestão do associado. 3

4 A MAG, na pessoa do seu presidente, Ricardo Rocha, retoma o quinto ponto e passa a palavra Presidente do Conselho Fiscal, Mário Xavier, que procede à apresentação do Regulamento Interno do Conselho Fiscal para o mandato de dois mil e quatorze, dois mil e quinze. Não houve pedidos de esclarecimento nem intervenções. No último ponto da ordem de trabalhos, nenhum assunto foi levantado. Sem mais assuntos, a minuta da ata foi lida e aprovada com dezassete votos a favor, uma abstenção e zero votos contra. Às 16 horas e quarenta e sete minutos a AG deu por findada. 4

5 i

Às dezasseis horas e quarenta e dois minutos a Assembleia Geral deu por findada.

Às dezasseis horas e quarenta e dois minutos a Assembleia Geral deu por findada. ATA NÚMERO QUATRO Ao décimo terceiro dia do mês de Maio de dois mil e quinze, pelas quatorze horas realizou-se, nos termos do artigo 25 dos estatutos da AEFEUP, a Assembleia Geral Ordinária número quatro

Leia mais

Ata da Reunião Geral de Alunos da Universidade do Minho número três de dois mil e quinze (RGA nº 003/2015)

Ata da Reunião Geral de Alunos da Universidade do Minho número três de dois mil e quinze (RGA nº 003/2015) Ata da Reunião Geral de Alunos da Universidade do Minho número três de dois mil e quinze (RGA nº 003/2015) Aos quatro dias do mês de novembro do ano de dois mil e quinze, pelas catorze horas, no auditório

Leia mais

Regulamento Geral das Comissões de Curso

Regulamento Geral das Comissões de Curso Regulamento Geral das Comissões de Curso ARTIGO 1º Enquadramento O presente Regulamento visa desenvolver e complementar o regime instituído pelo Capítulo II e VIII dos Estatutos da AEFEUP. ARTIGO 2º Definição

Leia mais

Acta nº 11. Acta nº 11 pg. 1 de 5

Acta nº 11. Acta nº 11 pg. 1 de 5 Acta nº 11 Ao vigésimo dia do mês de Março do ano de dois mil e dez, pelas treze horas e trinta, reuniu, em Assembleia Geral Ordinária, a Associação dos Bolseiros de Investigação Científica, no Foyer do

Leia mais

ISEL. ADEC LEC Professor António Gorgulho e o aluno Tiago Mendes MEC Professor Luciano Jacinto

ISEL. ADEC LEC Professor António Gorgulho e o aluno Tiago Mendes MEC Professor Luciano Jacinto ATA Nº 06 Ao vigésimo segundo dia do mês de outubro de dois mil e catorze, pelas dez horas, na sala de órgãos do ISEL, reuniu o Plenário do Conselho Pedagógico (CP) do Instituto Superior de Engenharia

Leia mais

Actas da Associação Cultural, Recreativa, Desportiva, e Social Maljoga de Proença-a- ova

Actas da Associação Cultural, Recreativa, Desportiva, e Social Maljoga de Proença-a- ova ACTA DA ELEIÇÃO DOS CORPOS SOCIAIS DA ASSOCIAÇÃO CULTURAL, RECREATIVA, DESPORTIVA E SOCIAL DA MALJOGA PROENÇA-A-NOVA TRIÉNIO DE 2010-2012 ---- Aos dezasseis dias do mês de Agosto de dois mil e nove, reuniu-se

Leia mais

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE REQUEIXO, NOSSA SENHORA DE FÁTIMA E NARIZ. Ata nº. 1 / 2014

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE REQUEIXO, NOSSA SENHORA DE FÁTIMA E NARIZ. Ata nº. 1 / 2014 ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE REQUEIXO, NOSSA SENHORA DE FÁTIMA E NARIZ Ata nº. 1 / 2014 Ata da reunião da Assembleia de Freguesia de Requeixo, Nossa Senhora de Fátima e Nariz, concelho e distrito de Aveiro,

Leia mais

ACTA DA REUNIÃO DA ASSEMBLEIA GERAL DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

ACTA DA REUNIÃO DA ASSEMBLEIA GERAL DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 ACTA DA REUNIÃO DA ASSEMBLEIA GERAL DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aos vinte e cinco dias do mês de Fevereiro do ano de dois mil e quinze, no Anfiteatro do Departamento de Geociências da Universidade de Aveiro,

Leia mais

ESTATUTOS. Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins. Artigo lº. (Natureza)

ESTATUTOS. Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins. Artigo lº. (Natureza) ESTATUTOS Capítulo Primeiro Da denominação, natureza e fins Artigo lº (Natureza) A Associação de Pais e Encarregados de Educação do Colégio de Nossa Senhora de Lourdes, também designada abreviadamente

Leia mais

ESTATUTOS CLUBE DE CAMPO DA AROEIRA

ESTATUTOS CLUBE DE CAMPO DA AROEIRA ESTATUTOS CLUBE DE CAMPO DA AROEIRA CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, DURAÇÃO, SEDE E OBJECTIVOS ARTIGO PRIMEIRO DENOMINAÇÃO, DURAÇÃO E SEDE 1. É constituído o Clube de Campo da Aroeira, que se rege pelas disposições

Leia mais

FREGUESI A DO ESTREITO DE C ÂM AR A DE LOBOS

FREGUESI A DO ESTREITO DE C ÂM AR A DE LOBOS ---------------------------ATA NÚMERO 04/2012-------------------------------- Sessão Ordinária da Assembleia de Freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, realizada a seis de dezembro de dois mil e doze.---------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

REGULAMENTO DA ASSEMBLEIA DE REPRESENTANTES

REGULAMENTO DA ASSEMBLEIA DE REPRESENTANTES REGULAMENTO DA ASSEMBLEIA DE REPRESENTANTES REGULAMENTO DA ASSEMBLEIA DE REPRESENTANTES Aprovado na Assembleia de Representantes de 25 de Março de 2000 CAPÍTULO I Natureza e composição Artigo 1.º Natureza

Leia mais

Acta número um de dois mil e nove

Acta número um de dois mil e nove Acta número um de dois mil e nove Aos trinta dias do mês de Abril de dois mil e nove, pelas vinte e uma horas realizou-se, na sede da Junta de Freguesia, uma Assembleia ordinária, em que estiveram presentes

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 490/VIII ENQUADRAMENTO DO ENSINO SUPERIOR POLITÉCNICO NAS REGIÕES AUTÓNOMAS DOS AÇORES E DA MADEIRA

PROJECTO DE LEI N.º 490/VIII ENQUADRAMENTO DO ENSINO SUPERIOR POLITÉCNICO NAS REGIÕES AUTÓNOMAS DOS AÇORES E DA MADEIRA PROJECTO DE LEI N.º 490/VIII ENQUADRAMENTO DO ENSINO SUPERIOR POLITÉCNICO NAS REGIÕES AUTÓNOMAS DOS AÇORES E DA MADEIRA O ensino superior necessita de soluções particulares nas Regiões Autónomas dos Açores

Leia mais

Esta Assembleia Geral confia nos trabalhos do Conselho Fiscal, nomeadamente no resultado das diligências por este tomadas, e suas condutas.

Esta Assembleia Geral confia nos trabalhos do Conselho Fiscal, nomeadamente no resultado das diligências por este tomadas, e suas condutas. ATA NÚMERO TRÊS Ao vigésimo sétimo dia do mês de Maio de dois mil e quinze, pelas dez horas realizou-se, nos termos do artigo 25 dos estatutos da AEFEUP, a Assembleia Geral Extraordinária número dois na

Leia mais

CONSELHO GERAL - REGIMENTO -

CONSELHO GERAL - REGIMENTO - CONSELHO GERAL - REGIMENTO - 2013-2017 Aprovado em reunião plenária de 30 de outubro de 2013 Preâmbulo O Regimento do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Carcavelos tem por objetivo definir os

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA EB1 O LEÃO DE ARROIOS

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA EB1 O LEÃO DE ARROIOS ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DA ESCOLA EB1 O LEÃO DE ARROIOS CAPÍTULO PRIMEIRO DA DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS Artigo lº A Associação de Pais e Encarregados de Educação da

Leia mais

ATA DA 5ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CEPT ANO 2016

ATA DA 5ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CEPT ANO 2016 1/5 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CONSELHO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA ATA DA 5ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CEPT ANO 2016 1

Leia mais

Regimento do Conselho Pedagógico da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. Capítulo I (Disposições Gerais) Artigo 1.

Regimento do Conselho Pedagógico da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. Capítulo I (Disposições Gerais) Artigo 1. Regimento do Conselho Pedagógico da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa Capítulo I (Disposições Gerais) Artigo 1.º (Natureza) O Conselho Pedagógico é o órgão de gestão pedagógica da Faculdade,

Leia mais

ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO DOS LIONS DE PORTUGAL (Despacho da Presidência Conselho de Ministros de 23.10.2014)

ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO DOS LIONS DE PORTUGAL (Despacho da Presidência Conselho de Ministros de 23.10.2014) ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO DOS LIONS DE PORTUGAL (Despacho da Presidência Conselho de Ministros de 23.10.2014) CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS Artigo Primeiro A Fundação dos Lions de Portugal é uma

Leia mais

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE ALJUSTREL - ATA N.º 01/2014 -

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE ALJUSTREL - ATA N.º 01/2014 - - ATA N.º 01/2014 - ---------- Aos vinte e oito dias do mês de fevereiro do ano de dois mil e catorze, no Centro de Convívio de Rio de Moinhos, reuniu ordinariamente a Assembleia Municipal de Aljustrel,

Leia mais

REGIMENTO Do Conselho Administrativo

REGIMENTO Do Conselho Administrativo REGIMENTO Do Conselho Administrativo ÍNDICE Artigo 1.º Enquadramento 3 Artigo 2.º Funções 3 Artigo 3.º Reuniões 3 Artigo 4.º Funcionamento 4 Artigo 5.º Disposições finais 4 RI AEV Regimento do conselho

Leia mais

Regimento para as Eleições das Diretorias Executiva Nacional e dos Capítulos Biênio 2013/2015

Regimento para as Eleições das Diretorias Executiva Nacional e dos Capítulos Biênio 2013/2015 Regimento para as Eleições das Diretorias Executiva Nacional e dos Capítulos Biênio 2013/2015 Introdução No próximo dia 30 de abril, de conformidade com os artigos 10 Item a, 12 Itens 2 e 3 e 34-2 Item

Leia mais

Câmara Municipal de Mondim de Basto

Câmara Municipal de Mondim de Basto ACTA DA DÉCIMA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE MONDIM DE BASTO, REALIZADA NO DIA 25 DE MARÇO DE 2010. ------------------------------------------------------------- Aos Vinte e Cinco dias do mês

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE SÃO JACINTO

JUNTA DE FREGUESIA DE SÃO JACINTO 1 Acta nº 04/2007 JUNTA DE FREGUESIA DE SÃO JACINTO Acta da Reunião ordinária de 28 de Março de 2007 -------No dia vinte e oito de Março de dois mil e sete, nesta freguesia de São Jacinto, edifício da

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE SANTA MARIA

JUNTA DE FREGUESIA DE SANTA MARIA JUNTA DE FREGUESIA DE SANTA MARIA MANTEIGAS ------------------------------------------------- Ata Nº 14/2015 -------------------------------------------------- -------- Ata da reunião ordinária realizada

Leia mais

ENTIDADE REGULADORA DA SAÚDE

ENTIDADE REGULADORA DA SAÚDE ENTIDADE REGULADORA DA SAÚDE REGULAMENTO DO CONSELHO CONSULTIVO 10 DE SETEMBRO DE 2014 R u a S. J o ã o d e B r i t o, 6 2 1 L 3 2, 4 1 0 0-4 5 5 P O R T O e-mail: g e r a l @ e r s. p t telef.: 222 092

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA REALIZADA A 22 DE ABRIL DE 2015 ATA N.º 10/2015. LOCAL DA REUNIÃO: Sala das Reuniões do edifício de Serviços Municipais à Rua

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA REALIZADA A 22 DE ABRIL DE 2015 ATA N.º 10/2015. LOCAL DA REUNIÃO: Sala das Reuniões do edifício de Serviços Municipais à Rua Livro Folhas REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA REALIZADA A 22 DE ABRIL DE 2015 ATA N.º 10/2015 LOCAL DA REUNIÃO: Sala das Reuniões do edifício de Serviços Municipais à Rua Dr. Nuno Silvestre Teixeira - Cidade do

Leia mais

MINUTA DA ACTA Nº 02/2009 SESSÃO ORDINÁRIA

MINUTA DA ACTA Nº 02/2009 SESSÃO ORDINÁRIA MINUTA DA ACTA Nº 02/2009 SESSÃO ORDINÁRIA INICIO: 21:00 Horas. Aos dezassete dias do mês de Dezembro de dois mil e nove, nesta vila de Salvaterra de Magos, e após convocatórias individuais e edital afixado

Leia mais

Ata da Reunião Geral de Alunos da Universidade do Minho número dois de dois mil e quinze (RGA nº 002/2015)

Ata da Reunião Geral de Alunos da Universidade do Minho número dois de dois mil e quinze (RGA nº 002/2015) Ata da Reunião Geral de Alunos da Universidade do Minho número dois de dois mil e quinze (RGA nº 002/2015) Aos vinte e nove dias do mês de outubro do ano de dois mil e quinze, pelas catorze horas, no auditório

Leia mais

PROPOSTA REGULAMENTO ELEITORAL DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE XADREZ

PROPOSTA REGULAMENTO ELEITORAL DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE XADREZ PROPOSTA DE ASSOCIAÇÃO DISTRITAL DE XADREZ DE BEJA REGULAMENTO ELEITORAL DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE XADREZ Artigo 1º Ano das Eleições 1. As Eleições para a Assembleia Geral e Órgãos Sociais da Federação

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE ELEIÇÃO

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE ELEIÇÃO EDITAL DE CONVOCAÇÃO DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DE ELEIÇÃO A Comissão Eleitoral, nos termos do Estatuto Social da EnAção Consultoria Jr, associação civil de CNPJ nº 18.704.811/0001-39, do Capítulo II

Leia mais

Assembleia Municipal de Fronteira. Reunião Ordinária de 4 de dezembro de 2015

Assembleia Municipal de Fronteira. Reunião Ordinária de 4 de dezembro de 2015 Assembleia Municipal de Fronteira Fl.27 Reunião Ordinária de 4 de dezembro de 2015 ------------------------------------------ ATA Nº. 5/2015 ----------------------------------------- ---Aos quatro dias

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA. --- DATA DA REUNIÃO: Oito de maio de dois mil e doze

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA. --- DATA DA REUNIÃO: Oito de maio de dois mil e doze REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA AT A N º 13/2012 - M AI O --- DATA DA REUNIÃO: Oito de maio de dois mil e doze. ----------------------------------- --- LOCAL DA REUNIÃO: Sala

Leia mais

Data 05/12/2016 Revisão 02 Código R.EM.CPE.02. Elaborado por Armanda Amorim

Data 05/12/2016 Revisão 02 Código R.EM.CPE.02. Elaborado por Armanda Amorim Elaborado por Armanda Amorim Preâmbulo O presente Regulamento visa concretizar as disposições previstas nos artigos 20º a 22º, secção III dos Estatutos da Escola Superior de Saúde Egas Moniz (ESSEM), no

Leia mais

ANO LETIVO 2014/2015 REGIMENTO DO CONSELHO DE DOCENTES 1º CEB

ANO LETIVO 2014/2015 REGIMENTO DO CONSELHO DE DOCENTES 1º CEB ANO LETIVO 2014/2015 REGIMENTO DO CONSELHO DE DOCENTES 1º CEB 1 Preâmbulo O Conselho de Docentes do 1.º ciclo do ensino básico é uma estrutura constituída para efeitos de avaliação dos alunos. Artigo 1.º

Leia mais

REGIMENTO. CONSELHO DIRETIVO REGIONAL Secção Regional da Região Autónoma dos Açores

REGIMENTO. CONSELHO DIRETIVO REGIONAL Secção Regional da Região Autónoma dos Açores REGIMENTO CONSELHO DIRETIVO REGIONAL Secção Regional da Região Autónoma dos Açores (Aprovado em Assembleia Regional Extraordinária de 11 de Novembro de 2016) Primeira Versão, 14 de março de 2016 EMISSOR

Leia mais

FL 75 ATA DE 29/07/2016

FL 75 ATA DE 29/07/2016 FL 75 Ata da reunião ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Vila Velha de Ródão levada a efeito em vinte e nove de julho de dois mil e dezasseis Ata º16 Aos vinte e nove dias do mês de julho de dois

Leia mais

M U N I C Í P I O D E S Á T Ã O

M U N I C Í P I O D E S Á T Ã O DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÁTÃO REALIZADA NO DIA 20-02-2015 PRESENTES VICE- PRESIDENTE VEREADORES ATA Nº. 4/2015 Paulo Santos Zélia Silva Rosa Carvalho Fernando Gomes Catarina Almeida

Leia mais

ATA DA 39ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA AUTARQUIA PREVIDENCIÁRIA DO MUNICÍPIO DE GUARUJÁ GUARUJÁ PREVIDÊNCIA MANDATO 2015/2019

ATA DA 39ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA AUTARQUIA PREVIDENCIÁRIA DO MUNICÍPIO DE GUARUJÁ GUARUJÁ PREVIDÊNCIA MANDATO 2015/2019 ATA DA 39ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA AUTARQUIA PREVIDENCIÁRIA DO MUNICÍPIO GUARUJÁ PREVIDÊNCIA MANDATO 2015/2019 Aos vinte e um dias do mês de março do ano de dois mil e dezesseis,

Leia mais

MUNICÍPIO DAS VELAS. Rua de São João Velas (Açores) Telefs. (295) / (295) / Fax (295) Contribuinte n.

MUNICÍPIO DAS VELAS. Rua de São João Velas (Açores) Telefs. (295) / (295) / Fax (295) Contribuinte n. 1 A C T A Nº 1/11 Acta da reunião ordinária da Câmara Municipal das Velas, realizada no dia 03 de Janeiro do ano 2011:--------------------------------------------------------------------------------- -------Aos

Leia mais

OBJECTIVOS, SEDE E ANO SOCIAL. Artigo 1º. Artigo 2º. A Sociedade Portuguesa de Bioquímica tem a sua sede em Lisboa Artigo 3º

OBJECTIVOS, SEDE E ANO SOCIAL. Artigo 1º. Artigo 2º. A Sociedade Portuguesa de Bioquímica tem a sua sede em Lisboa Artigo 3º OBJECTIVOS, SEDE E ANO SOCIAL Artigo 1º A Sociedade Portuguesa de Bioquímica tem por objectivo promover, cultivar e desenvolver em Portugal a investigação e o ensino da Bioquímica e ciências afins e facilitar

Leia mais

A Câmara, depois de analisar a proposta, deliberou a sua aprovação por unanimidade de

A Câmara, depois de analisar a proposta, deliberou a sua aprovação por unanimidade de Acta da Reunião Ordinária Pública da Câmara Municipal do Concelho de Figueira Castelo Rodrigo, realizada no dia vinte de Fevereiro de dois mil e seis. ------ Aos vinte dias do mês de Fevereiro do ano de

Leia mais

Regimento do Conselho Geral da Universidade de Évora

Regimento do Conselho Geral da Universidade de Évora Regimento do Conselho Geral da Universidade de Évora O Conselho Geral da Universidade de Évora, adiante designado por Conselho Geral, é o órgão de governo previsto no n.º 1 da alínea a) do artigo 11.º

Leia mais

agrupamento de escolas da abelheira VIANA DO CASTELO REGIMENTO INTERNO conselho administrativo CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS 2

agrupamento de escolas da abelheira VIANA DO CASTELO REGIMENTO INTERNO conselho administrativo CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS 2 agrupamento de escolas da abelheira VIANA DO CASTELO REGIMENTO INTERNO conselho administrativo CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS 2 Artigo 1.º - Objeto e âmbito de aplicação 2 Artigo 2.º - Composição 2 Artigo

Leia mais

Federação Portuguesa de Paraquedismo REGULAMENTO ELEITORAL

Federação Portuguesa de Paraquedismo REGULAMENTO ELEITORAL Artigo 1º (Disposições Gerais) 1. O presente regulamento estabelece as normas e orientações a seguir para as eleições dos órgãos sociais da Federação Portuguesa de Paraquedismo (doravante designada por

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DOS ANTIGOS ALUNOS DO COLÉGIO DE SÃO CAETANO DE BRAGA

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DOS ANTIGOS ALUNOS DO COLÉGIO DE SÃO CAETANO DE BRAGA ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO DOS ANTIGOS ALUNOS DO COLÉGIO DE SÃO CAETANO DE BRAGA CAPITULO I DENOMINAÇÃO, ÂMBITO. DURAÇÃO, SEDE E OBJECTO ARTIGO 1º (Âmbito e duração) A Associação dos Antigos Alunos do Colégio

Leia mais

Estatutos da Musikarisma Associaça o

Estatutos da Musikarisma Associaça o Estatutos da Musikarisma Associaça o SECÇÃO I DA ASSOCIAÇÃO Artigo 1º A Musikarisma é uma Associação Cultural, Sem Fins Lucrativos, tendo a sua sede na Rua José Estêvão, com o número cento e treze, na

Leia mais

COMISSÃO DE ECONOMIA, INOVAÇÃO E OBRAS PÚBLICAS ACTA NÚMERO 56/XIII/ 2.ª SL

COMISSÃO DE ECONOMIA, INOVAÇÃO E OBRAS PÚBLICAS ACTA NÚMERO 56/XIII/ 2.ª SL Aos 21 dias do mês de setembro de 2016, pelas 10:15 horas, reuniu a Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, na sala 5 do Palácio de S. Bento, na presença dos Senhores Deputados constantes da folha

Leia mais

COMISSÃO ELEITORAL DOS CURSOS SUPERIORES DO IFRS, CÂMPUS FARROUPILHA EDITAL DE 1ª CONVOCAÇÃO DE ELEIÇÕES

COMISSÃO ELEITORAL DOS CURSOS SUPERIORES DO IFRS, CÂMPUS FARROUPILHA EDITAL DE 1ª CONVOCAÇÃO DE ELEIÇÕES Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Câmpus Farroupilha COMISSÃO ELEITORAL DOS CURSOS SUPERIORES

Leia mais

REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS

REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS REGIMENTO DO DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS Atualização 2015/2016 O Departamento de Línguas, adiante designado por Departamento, rege-se pelo estatuído na legislação em vigor, no Regulamento Interno do Agrupamento

Leia mais

MUNICÍPIO DE CASTRO VERDE CÂMARA MUNICIPAL

MUNICÍPIO DE CASTRO VERDE CÂMARA MUNICIPAL MUNICÍPIO DE CASTRO VERDE CÂMARA MUNICIPAL ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE CASTRO VERDE, REALIZADA NO DIA 7 DE MAIO DE 2014. Nº. 11/2014 Estiveram presentes para o efeito os eleitos: Francisco

Leia mais

titulares dos órgãos sociais da Sociedade elaborada pela comissão de acionistas.

titulares dos órgãos sociais da Sociedade elaborada pela comissão de acionistas. Informação respeitante à Assembleia Geral da Sporting Clube de Portugal Futebol, SAD, realizada no dia 28 de Setembro de 2012, para efeitos do cumprimento do disposto no art. 23º-D do Código dos Valores

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE SEBASTIÃO DA GAMA REUNIÃO DO CONSELHO GERAL. ATA RESUMO 24 de julho de Presidência do Conselho Geral

ESCOLA SECUNDÁRIA DE SEBASTIÃO DA GAMA REUNIÃO DO CONSELHO GERAL. ATA RESUMO 24 de julho de Presidência do Conselho Geral ESCOLA SECUNDÁRIA DE SEBASTIÃO DA GAMA REUNIÃO DO CONSELHO GERAL ATA RESUMO 24 de julho de 2012 1. Leitura e aprovação da ata nº 20 Aprovada por maioria, com 4 abstenções. 2. Informações Presidência do

Leia mais

Acta da Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Figueira Castelo Rodrigo, realizada no dia sete de Abril de dois mil e oito.

Acta da Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Figueira Castelo Rodrigo, realizada no dia sete de Abril de dois mil e oito. Acta da Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Figueira Castelo Rodrigo, realizada no dia sete de Abril de dois mil e oito. ------ Aos sete dias do mês de Abril do ano de dois mil e oito, pelas quinze

Leia mais

Comissão de Atletas Regulamento

Comissão de Atletas Regulamento Comissão de Atletas Regulamento 1. Missão 1.1. A Comissão de Atletas do COB tem por missão representar os Atletas Olímpicos perante o COB, fortalecendo os laços de comunicação e interação entre as partes.

Leia mais

Capítulo I Natureza e fins. Artigo 1.º Denominação e duração

Capítulo I Natureza e fins. Artigo 1.º Denominação e duração Capítulo I Natureza e fins Artigo 1.º Denominação e duração A Associação, sem fins lucrativos, denominada INTERVIVER ASSOCIAÇÃO PARA A PROMOÇÃO DA SAÚDE, DO BEM-ESTAR E DA PAZ é constituída por tempo indeterminado.

Leia mais

Acta da Reunião Ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Figueira Castelo Rodrigo, realizada no dia sete de Janeiro de dois mil e oito.

Acta da Reunião Ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Figueira Castelo Rodrigo, realizada no dia sete de Janeiro de dois mil e oito. Acta da Reunião Ordinária da Câmara Municipal do Concelho de Figueira Castelo Rodrigo, realizada no dia sete de Janeiro de dois mil e oito. ------ Aos sete dias do mês de Janeiro do ano de dois mil e oito,

Leia mais

ESTATUTOS DO GRUPO DESPORTIVO SANTANDER TOTTA. CAPÍTULO I SEÇÃO I CONSTITUIÇÃO ART.º 1.º (Denominação e Natureza)

ESTATUTOS DO GRUPO DESPORTIVO SANTANDER TOTTA. CAPÍTULO I SEÇÃO I CONSTITUIÇÃO ART.º 1.º (Denominação e Natureza) ESTATUTOS DO GRUPO DESPORTIVO SANTANDER TOTTA CAPÍTULO I SEÇÃO I CONSTITUIÇÃO ART.º 1.º (Denominação e Natureza) 1. O Grupo Desportivo Santander Totta, é uma Associação de direito privado, sem fins lucrativos,

Leia mais

Regimento dos Grupos de Recrutamento 300 e 320 Português e Francês

Regimento dos Grupos de Recrutamento 300 e 320 Português e Francês Regimento dos Grupos de Recrutamento 300 e 320 Português e Francês Art.º 1º Composição e competências O Grupo de Recrutamento tem a composição e as competências determinadas pelo Decreto-lei 75/2008 de

Leia mais

Reunião Ordinária de

Reunião Ordinária de -- ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE VILA DO PORTO REALIZADA A 15 DE SETEMBRO DE 2014------------------------------------------------------- -- ATA NÚMERO DEZOITO DE DOIS MIL E CATORZE----------------------------------------

Leia mais

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO CULTURAL, CÍVICA, RECREATIVA E DESPORTIVA DOS TRABALHADORES DA CAIXA DE CRÉDITO AGRICOLA MÚTUO DO ALTO DOURO

ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO CULTURAL, CÍVICA, RECREATIVA E DESPORTIVA DOS TRABALHADORES DA CAIXA DE CRÉDITO AGRICOLA MÚTUO DO ALTO DOURO Estatutos Associação Espaço CA ESTATUTOS DA ASSOCIAÇÃO CULTURAL, CÍVICA, RECREATIVA E DESPORTIVA DOS TRABALHADORES DA CAIXA DE CRÉDITO AGRICOLA MÚTUO DO ALTO DOURO CAPÍTULO PRIMEIRO (Denominação, sede

Leia mais

ACTA Nº 4 Reunião de Direcção Associação Académica da Faculdade de Direito de Lisboa 2015/2016

ACTA Nº 4 Reunião de Direcção Associação Académica da Faculdade de Direito de Lisboa 2015/2016 ACTA Nº 4 Reunião de Direcção Associação Académica da Faculdade de Direito de Lisboa 2015/2016 No terceiro dia do mês de Junho do ano de dois mil e quinze, pelas treze horas, reuniu na sala Ribeiro Santos

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO DA ESA/IPB

REGULAMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO DA ESA/IPB REGULAMENTO DO CONSELHO PEDAGÓGICO DA ESA/IPB SECÇÃO I Definições Artigo 1.º Objecto O presente Regulamento define as normas de organização e funcionamento do Conselho Pedagógico da Escola Superior Agrária

Leia mais

Usaram da palavra os Excelentíssimos Senhores Vereadores:

Usaram da palavra os Excelentíssimos Senhores Vereadores: 25-02-2015 ATA N.º 8 REUNIÃO ORDINÁRIA PÚBLICADA CÂMARA MUNICIPAL DE OLHÃO, REALIZADA AOS VINTE E CINCO DIAS DO MÊS DE FEVEREIRO DO ANO DE DOIS MIL E QUINZE Aos vinte e cinco dias do mês de fevereiro do

Leia mais

ADEEEA LEE Professor Fernando Nunes MEE Professora Graça Almeida em substituição do professor José Igreja e o aluno Nuno Pereira

ADEEEA LEE Professor Fernando Nunes MEE Professora Graça Almeida em substituição do professor José Igreja e o aluno Nuno Pereira ATA Nº 20 Ao vigésimo dia do mês de janeiro de dois mil e dezasseis, pelas dez horas, na sala de órgãos do ISEL, reuniu o Plenário do Conselho Pedagógico (CP) do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa,

Leia mais

REGIMENTO DAS REUNIÕES DA CÂMARA MUNICIPAL. Artigo 1º. Reuniões ordinárias

REGIMENTO DAS REUNIÕES DA CÂMARA MUNICIPAL. Artigo 1º. Reuniões ordinárias REGIMENTO DAS REUNIÕES DA CÂMARA MUNICIPAL Artigo 1º Reuniões ordinárias 1-A Câmara Municipal reunirá ordinariamente, às 1ªs e 3ªs sextas-feiras de cada mês: a)- A primeira reunião será privada e iniciar-se-á

Leia mais

(Aprovado na Assembleia Geral da CIP Confederação Empresarial de Portugal realizada em 26 de Outubro de 2010)

(Aprovado na Assembleia Geral da CIP Confederação Empresarial de Portugal realizada em 26 de Outubro de 2010) REGULAMENTO ELEITORAL 11 (Aprovado na Assembleia Geral da CIP Confederação Empresarial de Portugal realizada em 26 de Outubro de 2010) ARTIGO 1º (ÂMBITO) 1. O presente regulamento estabelece as normas

Leia mais

ASSOCIAÇÃO. (Documento complementar elaborado nos termos do nº 2 do artigo 64º do Código do Notariado)

ASSOCIAÇÃO. (Documento complementar elaborado nos termos do nº 2 do artigo 64º do Código do Notariado) ASSOCIAÇÃO ESTATUTOS (Documento complementar elaborado nos termos do nº 2 do artigo 64º do Código do Notariado) SOCIEDADE PORTUGUESA DE VIDA SELVAGEM CAPÍTULO PRIMEIRO Denominação, Duração, Sede e Objecto

Leia mais

Instituto Politécnico de Santarém (IPS) A Presidente do CP referiu que tinha

Instituto Politécnico de Santarém (IPS) A Presidente do CP referiu que tinha CONSELHO PEDAGÓGICO ----------------ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO PEDAGÓGICO DA ESCOLA------------- ----------SUPERIOR AGRÁRIA DE SANTARÉM, DE 21 DE SETEMBRO DE 2015--------- ----------------------------------------------------ATA

Leia mais

ESTATUTOS DO AERO CLUBE DE CASTELO BRANCO

ESTATUTOS DO AERO CLUBE DE CASTELO BRANCO ESTATUTOS DO AERO CLUBE DE CASTELO BRANCO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS SOCIAIS Artigo Primeiro O Aero Clube de Castelo Branco, também designado abreviadamente por ACCB, é um organismo dotado de

Leia mais

EXTRACTO DA ACTA Nº 21. Aos trinta dias do mês de Maio de dois mil e oito, pelas dezoito horas e trinta

EXTRACTO DA ACTA Nº 21. Aos trinta dias do mês de Maio de dois mil e oito, pelas dezoito horas e trinta EXTRACTO DA ACTA Nº 21 Aos trinta dias do mês de Maio de dois mil e oito, pelas dezoito horas e trinta minutos, reuniu em Assembleia Geral, no Auditório do Estádio José Alvalade, na Rua Professor Fernando

Leia mais

ATA NUMERO DEZ ASSEMBLEIA DA FREGUESIA DE SEIXAS DE

ATA NUMERO DEZ ASSEMBLEIA DA FREGUESIA DE SEIXAS DE ATA NUMERO DEZ ASSEMBLEIA DA FREGUESIA DE SEIXAS DE 17-09-2015 Aos dezassete dias do mês de Setembro de dois mil e quinze, pelas vinte e uma horas e trinta minutos, reuniu a Assembleia de Freguesia de

Leia mais

Regulamento eleitoral

Regulamento eleitoral Assembleia Eleitoral para Presidente do Conselho Pedagógico e Comissão Permanente da Escola de Ciências da Vida e do Ambiente Regulamento eleitoral De acordo com o disposto no Artigo 15.º do Regulamento

Leia mais

ADEC LEC Professor António Gorgulho MEC Professor Luciano Jacinto

ADEC LEC Professor António Gorgulho MEC Professor Luciano Jacinto ATA Nº 15 Ao décimo sétimo dia do mês de junho de dois mil e quinze, pelas dez horas, na sala de órgãos do ISEL, reuniu o Plenário do Conselho Pedagógico (CP) do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE EIXO. Regimento do Conselho Geral

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE EIXO. Regimento do Conselho Geral AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE EIXO Regimento do Conselho Geral Artigo 1.º Definição 1. O conselho geral é o órgão de direção estratégica responsável pela definição das linhas orientadoras da atividade da escola,

Leia mais

ACTA N.º 11/2016 REUNIÃO ORDINÁRIA DA JUNTA DE FREGUESIA DE BENAVENTE

ACTA N.º 11/2016 REUNIÃO ORDINÁRIA DA JUNTA DE FREGUESIA DE BENAVENTE INÍCIO: 18,30 HORAS ENCERRAMENTO: 21,00 HORAS No dia trinta e um de Maio de dois mil e dezasseis, na sala de reuniões do edifício da Junta de Freguesia de Benavente, onde se encontrava pelas dezoito horas

Leia mais

Assembleia Municipal de Fronteira. Reunião Ordinária de 29 de abril de 2016

Assembleia Municipal de Fronteira. Reunião Ordinária de 29 de abril de 2016 Assembleia Municipal de Fronteira Fl. 33 Reunião Ordinária de 29 de abril de 2016 ------------------------------------------ ATA Nº. 2/2016 ----------------------------------------- ---Aos vinte e nove

Leia mais

ANEXO À ATA DA 3ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO COLÉGIO DE DELEGADOS BIÊNIO 2015/2017. O Colégio de Delegados da Associação Nacional dos Procuradores da

ANEXO À ATA DA 3ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO COLÉGIO DE DELEGADOS BIÊNIO 2015/2017. O Colégio de Delegados da Associação Nacional dos Procuradores da ANEXO À ATA DA 3ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO COLÉGIO DE DELEGADOS BIÊNIO 2015/2017 O Colégio de Delegados da Associação Nacional dos Procuradores da República aprovou, em Reunião Ordinária no dia 01 de abril

Leia mais

Associação de Estudantes do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto, Mandato 2014/2015

Associação de Estudantes do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto, Mandato 2014/2015 V ATA ATA DA QUINTA REUNIÃO DA ASSEMBLEIA GERAL DA ASSOCIAÇÃO DE ESTUDANTES DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS ABEL SALAZAR DA PARA O MANDATO 2014/2015 No dia vinte e seis de março de dois mil e quinze,

Leia mais

R E S O L V E PORTARIA N 023/2005/FEST

R E S O L V E PORTARIA N 023/2005/FEST PORTARIA N 023/2005/FEST DISCIPLINA A COMPOSIÇÃO, O FUNCIONAMENTO E AS ATRIBUIÇÕES DO CONSELHO SUPERIOR CONSUP - DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SANTA TEREZINHA. A DIRETORA GERAL da Faculdade de Educação Santa

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE (MANDATO 2013-2017)

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE (MANDATO 2013-2017) (MANDATO 20132017) ATA DA QUARTA REUNIÃO DE 2014 Aos treze dias do mês de fevereiro do ano dois mil e catorze, pelas dez horas, em cumprimento de convocatória emanada nos termos do disposto no n.º 3 do

Leia mais

ATA DA 42ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA AUTARQUIA PREVIDENCIÁRIA DO MUNICÍPIO DE GUARUJÁ GUARUJÁ PREVIDÊNCIA MANDATO 2015/2019

ATA DA 42ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA AUTARQUIA PREVIDENCIÁRIA DO MUNICÍPIO DE GUARUJÁ GUARUJÁ PREVIDÊNCIA MANDATO 2015/2019 ATA DA 42ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA AUTARQUIA PREVIDENCIÁRIA DO MUNICÍPIO GUARUJÁ PREVIDÊNCIA MANDATO 2015/2019 Aos vinte dias do mês de junho do ano de dois mil e dezesseis, reuniram-se

Leia mais

CAPÍTULO I. Artigo 1.º

CAPÍTULO I. Artigo 1.º CAPÍTULO I Artigo 1.º Pelos presentes estatutos é criada a associação de estudantes denominada Associação de Estudantes do Centro de Estudos de Fátima, designado abreviadamente por AECEF, que reger-se-á

Leia mais

Art. 1º Aprovar o Regimento Interno do Departamento de Engenharia Química e Estatística DEQUE, anexo a esta Resolução.

Art. 1º Aprovar o Regimento Interno do Departamento de Engenharia Química e Estatística DEQUE, anexo a esta Resolução. RESOLUÇÃO N o 043, de 15 de outubro de 2012. Aprova Regimento Interno do Departamento de Engenharia Química e Estatística DEQUE. A PRESIDENTE DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO

Leia mais

Normas para eleições do Conselho de Administração

Normas para eleições do Conselho de Administração CA-032/03 São Paulo, 17 de outubro de 2003 Prezado(a) Associado(a) Assunto: Eleições gerais para renovação de 1/3 (um terço) e recomposição de 3 (três) vagas do Conselho de Administração e para a Diretoria

Leia mais

REGIMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO

REGIMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO REGIMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO Estabelece a alínea a) do artigo 39.º da Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro que, compete à câmara municipal elaborar e aprovar o regimento. Assim,

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO - UNIVASF CONSELHO UNIVERSITÁRIO

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO - UNIVASF CONSELHO UNIVERSITÁRIO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO, REALIZADA NO

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO ATA N.º 27/2013 DA REUNIÃO ORDINÁRIA DO DIA VINTE E NOVE DE OUTUBRO DE DOIS MIL E TREZE (Contém 7 folhas) MEMBROS PRESENTES: PRESIDENTE José Gabriel do Álamo de Meneses-------------

Leia mais

ACTA Nº 7. Pelas 14h35m o Presidente Dr. João Pedro Abreu deu início à sessão dando as boas vindas e agradecendo a presença a todos.

ACTA Nº 7. Pelas 14h35m o Presidente Dr. João Pedro Abreu deu início à sessão dando as boas vindas e agradecendo a presença a todos. CONSELHO DE REPRESENTANTES ACTA Nº 7 Aos dezoito dias do mês de Abril de dois mil e doze, pelas catorze horas e trinta minutos reuniu o Conselho de Representantes da Escola Superior de Comunicação Social,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS. Do ano letivo de 2013/2014 ao ano letivo de 2017/2018

REGIMENTO INTERNO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS. Do ano letivo de 2013/2014 ao ano letivo de 2017/2018 REGIMENTO INTERNO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS Do ano letivo de 2013/2014 ao ano letivo de 2017/2018 Coordenadora: Susana Maria Pintado Jorge 1 1 - Regimento 1.1- O regimento é o instrumento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA DIRETÓRIO ACADÊMICO DE ENGENHARIA CIVIL

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA DIRETÓRIO ACADÊMICO DE ENGENHARIA CIVIL DA UFBA EDITAL DE ELEIÇÃO GESTÃO 2015 CAPÍTULO I Da Comissão Eleitoral Artigo 1º O processo será organizado por uma Comissão Eleitoral composta por um grupo de 03 a 05 membros. Parágrafo 01º Os membros

Leia mais

Da Atividade da Associação. Dos Sócios

Da Atividade da Associação. Dos Sócios REGULAMENTO GERAL INTERNO Associação Trilhos da Boa Viagem (ATBV) Artigo 1º Da Atividade da Associação Objetivos e Atividades 1 A ATBV é uma associação de carácter desportivo, recreativo, cultural e educativo,

Leia mais

ACTA DA SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DO CONCELHO DE ALIJÓ DO DIA DEZASSEIS DE NOVEMBRO DE DOIS MIL E NOVE

ACTA DA SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DO CONCELHO DE ALIJÓ DO DIA DEZASSEIS DE NOVEMBRO DE DOIS MIL E NOVE 1 ACTA DA SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DO CONCELHO DE ALIJÓ DO DIA DEZASSEIS DE NOVEMBRO DE DOIS MIL E NOVE --------Aos dezasseis dias do mês de Novembro de dois mil e nove, pelas nove

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO DE DIRECÇÃO REG.03_

REGULAMENTO DO CONSELHO DE DIRECÇÃO REG.03_ REG.03_13.07.011 INTRODUÇÃO O Estatuto da Escola Superior de Enfermagem S. Francisco das Misericórdias, determina que cada órgão aprova o respectivo regulamento interno. Como este, tem por base as competências

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE ACTA N.º 53/2016

JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE ACTA N.º 53/2016 JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE ACTA N.º 53/2016 Ao trigésimo dia do mês de Novembro do ano dois mil e dezasseis, reuniu a Junta de Freguesia de Carnide, nas instalações do Edifício Sede da Junta de Freguesia,

Leia mais

Agrupamento de Escolas Júdice Fialho Portimão Conselho Geral REGIMENTO. Artigo 1º Objeto Artigo 2º Definição Artigo 3º Composição...

Agrupamento de Escolas Júdice Fialho Portimão Conselho Geral REGIMENTO. Artigo 1º Objeto Artigo 2º Definição Artigo 3º Composição... Agrupamento de Escolas Júdice Fialho Portimão Conselho Geral REGIMENTO Índice Artigo 1º Objeto... 2 Artigo 2º Definição... 2 Artigo 3º Composição... 2 Artigo 4º Eleição... 2 Artigo 5º Competências... 3

Leia mais

FREGUESIA DE ALVORNINHA

FREGUESIA DE ALVORNINHA 72 Aos seis dias do mês de dezembro do ano de dois mil e doze, nesta Freguesia de Alvorninha e edifício da Junta de Freguesia, compareceram os Senhores: Presidente Virgílio Leal dos Santos, Secretário

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE (MANDATO 20132017) ATA DA VIGÉSIMA OITAVA REUNIÃO DE 2014 Aos vinte dias do mês de novembro do ano dois mil e catorze, pelas dez horas, em cumprimento de convocatória emanada nos termos do disposto n.º

Leia mais

ABRAVAS ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE VETERINÁRIOS DE ANIMAIS SELVAGENS. Ata da ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA. Realizada em 7 de outubro de 2015

ABRAVAS ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE VETERINÁRIOS DE ANIMAIS SELVAGENS. Ata da ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA. Realizada em 7 de outubro de 2015 Ata da ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA Realizada em 7 de outubro de 2015 ABRAVAS Aos sete dias do mês de outubro de dois mil e quinze, às dezoito horas e trinta minutos, na Sala 1, do Hotel Continental Canela,

Leia mais