CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS"

Transcrição

1 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Entre Primeira Contraente: Fundação de Serralves, pessoa colectiva de direito privado nº , instituída pelo Decreto-Lei nº 240-A/89, de 27 de Julho, com sede na Rua de Serralves, 977, no Porto, adiante designada apenas por FUNDAÇÃO, representada por António Lobo Xavier e Odete Maria Alves da Silva Patrício, com poderes bastantes para este acto, como Fundação; e Segunda Contraente:, com sede na, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de, sob o n.º, com o capital social de ( euros), pessoa colectiva n.º, adiante designado por segundo outorgante, aqui representada por e, na qualidade de, Considerando que: a) A Fundação é uma instituição de utilidade pública que procura sensibilizar e interessar o público para a Arte Contemporânea e para o Ambiente, através do Museu de Arte Contemporânea como centro pluridisciplinar, do Parque como património natural vocacionado para a educação e animação ambientais e do Auditório como centro de reflexão e debate sobre a sociedade contemporânea; b) A Fundação está consciente da crescente importância das indústrias criativas nas economias modernas e convicta de que a sua missão compreende o apoio a estas actividades, mobilizando talentos e incentivando a criatividade e a inovação; c) A Fundação criou a incubadora INSERRALVES, com o objectivo de estimular a capacidade criativa, inovadora e empreendedora de indivíduos e empresas, capaz de acolher até 12 projectos; d) A incubadora INSERRALVES, com espaço físico integrado no ambiente da Fundação de Serralves, destina-se a profissionais que desenvolvam a sua actividade com base em talentos e ideias criativas, para a realização de projectos, produtos e serviços criativos, com potencial comercial; e) a Segunda Contraente apresentou uma candidatura que foi seleccionada para integrar a incubadora INSERRALVES, através da qual se pretende a promoção de acções que incentivem a inovação e a criatividade na sociedade portuguesa,

2 A Primeira e a Segunda Contraentes celebram entre si o presente contrato a que se obrigam nas seguintes condições: CLÁUSULA PRIMEIRA Objecto 0 presente contrato tem por objecto o estabelecimento do vínculo entre a Fundação e a Segunda Contraente com vista à incubação de um projecto de indústrias criativas, nos termos constantes do presente contrato bem como do Regulamento Interno de Utilização e Funcionamento em apenso ao presente contrato, o qual depois de rubricado por ambas as partes passará a fazer parte integrante do mesmo (Anexo I). CLÁUSULA SEGUNDA Deveres das Partes 1. No âmbito do presente contrato a Fundação obriga-se a prestar um serviço de Incubação ao Segundo contraente, através da: - Divulgação nacional e internacional do projecto; - Constituição de uma Comissão de Avaliação composta por membros com competências para monitorizar a concretização dos projectos e para propor à Fundação de Serralves os respectivos pressupostos e objectivos; - Orientação e acompanhamento na execução dos projectos, nomeadamente na procura e acesso aos serviços de apoio necessários; - Promoção de acções de formação na área do empreendedorismo e outros temas de interesse comum; - Avaliação e monitorização do cumprimento dos objectivos aprovados; - Apoio na viabilização e autonomização das empresas através do acompanhamento dos seus planos financeiros e estratégias comerciais e de comunicação; - Apoio no estabelecimento de redes e parcerias, na criação de plataformas de venda e no aumento da visibilidade dos projectos. 2. No âmbito do presente contrato a Fundação mais se obriga a arrendar um espaço ao Segundo Contraente, bem como a prestar os serviços a seguir identificados: - Disponibilização de um espaço open space, num total de m2, identificado no Anexo II, que aqui se dá por reproduzido e constitui parte integrante e essencial do presente contrato; - Prestação de serviços comuns, bem como disponibilização dos equipamentos, todos eles descritos no Anexo III, que aqui se dá por reproduzido e constitui parte integrante e essencial do presente contrato; - Disponibilização dos espaços comuns da Incubadora inserralves, constantes do Anexo IV, que aqui se dá por reproduzido e constitui parte integrante e essencial do presente contrato.

3 3. No âmbito do presente contrato, o Segundo Contraente obriga-se a concretizar o Projecto, cujo Formulário consta do Anexo V ao presente contrato, concretização essa que respeitará os termos do presente contrato bem como o disposto no Regulamento identificado na cláusula primeira. 4. No âmbito do presente contrato o Segundo Contraente mais se obriga à entrega mensal de relatórios de progresso que permitam a avaliação e monitorização dos objectivos aprovados. CLÁUSULA TERCEIRA Duração 1. O presente contrato tem a duração de 2 (dois) anos, contada da data da sua assinatura, eventualmente renovável por mais 1 ano, em função da avaliação a realizar nos termos da cláusula quarta do presente contrato. 2. A qualquer das partes é lícito denunciar o presente contrato, desde que o faça com um pré-aviso de um mês relativamente à data em que pretenda se tome efectiva a denuncia, mediante comunicação escrita à outra parte. 3. Verificada qualquer causa que determine a extinção do presente contrato, a Segunda Contraente entregará à Primeira nos 15 (quinze) dias subsequentes o espaço e equipamentos cedidos, no mesmo estado em que os mesmos lhe foram entregues, ou seja, em bom estado de conservação, funcionamento e limpeza, sendo da sua responsabilidade os danos causados por si ou terceiros. 4. A Fundação não se responsabiliza pelas actividades desenvolvidas pela Segunda Contraente no espaço de incubação, nem pelos materiais e equipamento ai depositados pela mesma. 5. Findo o prazo de incubação previsto no contrato, será extinto o vínculo estabelecido entre a Fundação e as empresas que devem, então, prosseguir a sua actividade de uma forma autónoma. CLÁUSULA QUARTA Comissão de Avaliação 1. Para avaliação e monitorização do cumprimento dos objectivos do projecto a concretizar pela Segunda Contraente, foi constituída pela Fundação uma Comissão de Avaliação composta por cinco elementos de reconhecida competência em áreas privilegiadas no âmbito das indústrias criativas. Esta Comissão, presidida por um representante da Fundação, poderá recorrer a especialistas externos sempre que entender necessário.

4 2. A Comissão de Avaliação, monitorizará e verificará mensalmente o cumprimento dos objectivos relativamente ao projecto incubado, emitindo sempre que se justifique e, pelo menos, no final de cada semestre de vigência do presente contrato, um Parecer em que fundamente a sua avaliação. 3. Face ao Parecer identificado no número anterior, a Fundação reserva-se o direito de dispensar a Segunda Contraente da incubadora cessando, automaticamente, o presente contrato e os respectivos direitos de utilização do espaço e dos serviços disponibilizados, não havendo lugar a qualquer indemnização à Segunda Contraente. CLÁUSULA QUINTA Pagamento de Serviços 1. A Segunda Contraente obriga-se a pagar à Fundação uma prestação mensal de ( euros), pela prestação dos serviços descritos nos nºs 2.1 e 2.3 da cláusula segunda, que será efectuada por débito em conta ate ao dia oito de cada mês. Aquela prestação mais abarca a prestação dos serviços descritos no nºs 2.2 da cláusula segunda que se encontram identificados no respectivo Anexo III como estando incluídos no preço por m2. 2. A Segunda Contraente obriga-se a pagar à Primeira os restantes serviços, que não os incluídos no preço por m2, descritos no nº 2.2 da cláusula segunda que venha a utilizar. Aquele pagamento será igualmente efectuado por débito em conta até ao dia oito do mês seguinte àquele a que respeitam as respectivas despesas, contra a entrega pela Primeira Contraente da respectiva factura. 3. Aquando da celebração do contrato, a Segunda Contraente obriga-se a pagar duas prestações adiantadas de montante igual ao fixado no nº 1 da presente cláusula, ficando posteriormente isenta de pagar as duas últimas prestações do contrato. 4. A todos os valores mencionados na presente cláusula acresce o IVA à taxa legal de 21%. 5. Em caso de renovação do presente contrato nos termos previstos no nº1 da cláusula terceira, a Fundação reserva-se o direito de efectuar uma actualização dos valores definidos na presente cláusula (e anexos respectivos), tendo por base de cálculo a taxa de inflação verificada no ano civil anterior à data de renovação. CLÁUSULA SEXTA Patentes, licenças e marcas registadas São da responsabilidade da Segunda Contraente quaisquer encargos decorrentes da utilização, de marcas registadas, patentes registadas ou licenças, na concretização do projecto incubado.

5 CLÁUSULA SÈTIMA Casos fortuitos ou de força maior 1. Nenhuma das contraentes incorrerá em responsabilidade se por caso fortuito ou de força maior, designadamente greves ou outros conflitos colectivos de trabalho, for impedido de cumprir as obrigações assumidas no contrato. 2. A contraente que invocar casos fortuitos ou de força maior deverá comunicar e justificar tais situações à outra contraente, bem como informar o prazo previsível para restabelecer a situação. CLÁUSULA OITAVA Incumprimento do Contrato Em caso de incumprimento da Segunda Contraente relativamente ao consignado no âmbito deste contrato e seus Anexos esta obriga-se a indemnizar a Fundação de todos os prejuízos causados, podendo tal incumprimento ainda importar a rescisão unilateral do contrato por parte da Fundação, sem direito a qualquer compensação ou indemnização. CLÁUSULA NONA Foro Convencional Para todas as questões emergentes deste contrato fica estipulado o foro da Comarca do Porto, com expressa renúncia a qualquer outro. CLÁUSULA DÉCIMA Alterações ao Contrato 1. Qualquer alteração ao contrato só produzirá efeitos se for reduzida a escrito e assinado pelas pessoas que têm poderes para vincular cada uma das partes. 2. Quaisquer alterações ou aditamentos ao Contrato devem ser a este anexados. CLAUSULA DÉCIMA PRIMEIRA Prevalência 1. Fazem parte integrante do presente contrato os anexos identificados ao longo do clausulado. 2. Em caso de dúvidas prevalece em primeiro lugar o texto do presente contrato, seguidamente o do Regulamento Interno de Utilização e Funcionamento (Anexo I), seguido dos restantes anexos, pela mesma ordem em que são apensos ao presente contrato.

6 Deste contrato serão feitos dois exemplares, sendo, cada um deles, considerado original, constituindo no seu conjunto um único e mesmo instrumento. Deste contrato constam sete documentos anexos, com designação que de seguida se apresente, os quais fazem parte integrante do mesmo: Anexo I (Regulamento interno de utilização e funcionamento) Anexo II (Planta) Anexo III (Serviços comuns e Equipamentos) Anexo IV (Espaços comuns) Anexo V (Memória Descritiva) Celebrado no Porto, aos dias de de 2007 Pela Fundação de Serralves Pela Segunda Contraente António Lobo Xavier Odete Maria Alves Silva Patrício Isento de imposto do selo nos termos da alínea a) do artigo 5º do Código do Imposto do Selo e Tabela Geral Anexos, aprovado pela Lei 150/99 de 11 de Setembro.

7 ANEXO I Regulamento Interno de Utilização e Funcionamento

8 ANEXO II Planta (cf. cláusula 2ª, nº2.1)

9 ANEXO III Conforme o disposto na cláusula 2º, nº2.2, o Segundo Contraente tem direito à utilização dos seguintes serviços comuns: Recepção Limpeza Segurança Electricidade, Água, Iluminação e Climatização Incluído no preço por m2 Incluído no preço por m2 Incluído no preço por m2 nos horários de funcionamento. Valor para horas extra: preços praticados pela entidade fornecedora, a saber: Diurno: 7.98 /h Nocturno: 9,63 /h Feriados diurno: 15,96 /h Feriados nocturno: 19,27 /h (a cada valor acresce o IVA à taxa legal em vigor) Incluído no preço por m2 O Segundo Contraente mais tem à sua disposição os serviços a seguir mencionados que serão pagos em função dos consumos de cada empresa de acordo com as seguintes condições: Serviço de Consultoria Bar Automático Telefones rede externa rede Interna Fotocópias/Digitalização a pb Impressão/Digitalização a cores Telex/Fax A definir casuisticamente Preços praticados pela entidade fornecedora Preços praticados pela entidade fornecedora Gratuito 0.05 /Página O. 10 /pagina Preços praticados pela entidade fornecedora As condições definidas no presente anexo, para os serviços e equipamentos acima descritos, estão sujeitas a revisão a efectuar no inicio de cada ano civil. Os valores identificados como incluídos no preço por m2, respeitam aos valores praticados durante o horário de funcionamento.

10 ANEXO IV Conforme o disposto na cláusula 2ª, nº2.3, o Segundo Contraente tem direito à utilização dos seguintes espaços comuns: Sala de Reuniões Sala de Formação Espaço de Acolhimento Espaço de Reprografia Biblioteca Sanitários A utilização dos espaços mencionados no presente anexo depende da sua prévia reserva e da respectiva disponibilidade, nos casos aplicáveis.

11 ANEXO V Memória Descritiva do projecto incubado conforme o disposto na cláusula 2ª, nº3

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Entre Primeira Contraente: Fundação de Serralves, pessoa colectiva de direito privado nº 502266643, instituída pelo Decreto-Lei nº 240-A/89, de 27 de Julho, com sede na

Leia mais

inserralves INDÚSTRIAS CRIATIVAS Regulamento Interno de Utilização e Funcionamento

inserralves INDÚSTRIAS CRIATIVAS Regulamento Interno de Utilização e Funcionamento inserralves INDÚSTRIAS CRIATIVAS Regulamento Interno de Utilização e Funcionamento ÍNDICE Preâmbulo Artigo 1º Localização e envolvente Artigo 2º Actividades a desenvolver pela Fundação de Serralves Artigo

Leia mais

PROPOSTA DE PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E O CENTRO DE CULTURA PEDRO ÁLVARES CABRAL

PROPOSTA DE PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E O CENTRO DE CULTURA PEDRO ÁLVARES CABRAL PROPOSTA DE PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E O CENTRO DE CULTURA PEDRO ÁLVARES CABRAL Considerando que: a) nos termos da Lei 75/2013 de 12 de Setembro que estabeleceu o regime

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE COMODATO

MINUTA DE CONTRATO DE COMODATO MINUTA DE CONTRATO DE COMODATO Entre: Primeiro (José de Guimarães), adiante designado por Primeiro Contraente. Segundo - (MdeG), pessoa colectiva nº, instituída pelo, com sede na Rua, representada por

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS (Para despesas superiores a 5000,00 )

CADERNO DE ENCARGOS (Para despesas superiores a 5000,00 ) CADERNO DE ENCARGOS (Para despesas superiores a 5000,00 ) PARTE I Cláusulas jurídicas Artigo 1º Objecto e entidade adjudicante 1. O objecto do contrato consiste, de acordo com as cláusulas técnicas descritas

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS

MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS O primeiro outorgante, o Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres, I.P., doravante designado

Leia mais

CONTRATO N.º 74 FORNECIMENTO DE CATETER DE ABLAÇÃO RENAL

CONTRATO N.º 74 FORNECIMENTO DE CATETER DE ABLAÇÃO RENAL CONTRATO N.º 74 FORNECIMENTO DE CATETER DE ABLAÇÃO RENAL Entre Hospital Garcia de Orta, E.P.E., com sede na Av. Torrado da Silva, Pragal, 2801-951 Almada, pessoa colectiva n.º 506 361 470, registada na

Leia mais

[ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portadora do cartão de cidadão

[ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portadora do cartão de cidadão CONTRATO DE ARRENDAMENTO COMERCIAL [ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portador do cartão de cidadão n.º [ ], válido até [ ], contrata na qualidade de locador, doravante

Leia mais

AJUSTE DIRECTO/2014/18

AJUSTE DIRECTO/2014/18 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E ALUGUER DE PALCOS, CAMARINS E OUTROS EQUIPAMENTOS PARA INICIATIVA "CAIS DE FADO" A INSTALAR NA SERRA DO PILAR E MARGINAL DE GAIA AJUSTE DIRECTO/2014/18 CONTRAENTES:

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Cláusula Primeira. (Objeto do contrato)

CADERNO DE ENCARGOS. Cláusula Primeira. (Objeto do contrato) - 1/6 CADERNO DE ENCARGOS Cláusula Primeira (Objeto do contrato) O objeto do contrato consiste na cedência do direito à exploração de uma loja correspondente à fração A do prédio urbano inscrito na matriz

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E O CENTRO CULTURAL E DESPORTIVO DOS TRABALHADORES DA CÂMARA MUNICIPAL DE MANTEIGAS

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E O CENTRO CULTURAL E DESPORTIVO DOS TRABALHADORES DA CÂMARA MUNICIPAL DE MANTEIGAS PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E O CENTRO CULTURAL E DESPORTIVO DOS TRABALHADORES DA CÂMARA MUNICIPAL DE MANTEIGAS Considerando que: a) nos termos do disposto no artigo 23º da

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERV~ÇOS PARA A CONCEPÇÃO E IMPLEMENTAÇÃao... DE UMA CAMPANHA DE PROMOÇAO DOS PRODUTOS DE NICHO DO DESTINO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERV~ÇOS PARA A CONCEPÇÃO E IMPLEMENTAÇÃao... DE UMA CAMPANHA DE PROMOÇAO DOS PRODUTOS DE NICHO DO DESTINO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERV~ÇOS PARA A CONCEPÇÃO E IMPLEMENTAÇÃao... DE UMA CAMPANHA DE PROMOÇAO DOS PRODUTOS DE NICHO DO DESTINO ALENTEJO JUNTO DO MERCADO EMISSOR DA ALEMANHA jc.' Entre o PRIMEIRO OUTORGANTE

Leia mais

ASSUNTO: ARRENDAMENTO FRAÇÃO NA RUA RODRIGUES SAMPAIO

ASSUNTO: ARRENDAMENTO FRAÇÃO NA RUA RODRIGUES SAMPAIO CIRCULAR Nº 110/2012 (SA) RF/MS/RC Lisboa, 15 de Novembro de 2012 ASSUNTO: ARRENDAMENTO FRAÇÃO NA RUA RODRIGUES SAMPAIO Caro Associado, Como é do V/ conhecimento a APAVT é proprietária de uma fração sita

Leia mais

COMOIPREL - COOPERATIVA MOURENSE DE INTERESSE PÚBLICO E RESPONSABILIDADE LIMITADA FORNECIMENTO DE REFEIÇÕES PARA A ESCOLA PROFISSIONAL DE MOURA

COMOIPREL - COOPERATIVA MOURENSE DE INTERESSE PÚBLICO E RESPONSABILIDADE LIMITADA FORNECIMENTO DE REFEIÇÕES PARA A ESCOLA PROFISSIONAL DE MOURA COMOIPREL - COOPERATIVA MOURENSE DE INTERESSE PÚBLICO E RESPONSABILIDADE LIMITADA FORNECIMENTO DE REFEIÇÕES PARA A ESCOLA PROFISSIONAL DE MOURA CADERNO DE ENCARGOS ÍNDICE DO CADERNO DE ENCARGOS 1 Designação

Leia mais

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA ENTRE:

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA ENTRE: CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA ENTRE: ------------------------------------------------------------------------------------------------------- PRIMEIRA CONTRATANTE: ------------------------------------------------------------------------

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO

CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO ENTRE: CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO Ida e Volta Portugal, Lda., com sede em Rua do Forte, pessoa colectiva número XXX, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o mesmo número,

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Entre: Ordem dos Arquitectos, pessoa colectiva número 500 802 025, com sede na Travessa do Carvalho, 21-25, 1249-003 Lisboa, neste acto representada pelo Exmo. Sr. Arquitecto

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO DA INCUBADORA TECCAMINHA. Preambulo

REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO DA INCUBADORA TECCAMINHA. Preambulo REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO DA INCUBADORA TECCAMINHA Preambulo O empreendedorismo é considerado um importante pilar da economia e uma forma de promover o auto-emprego e o desenvolvimento económico.

Leia mais

Artigo 3.º (Regimes) 1 As empresas poderão usufruir do serviço do ninho de empresas no regime residente e no regime apartado.

Artigo 3.º (Regimes) 1 As empresas poderão usufruir do serviço do ninho de empresas no regime residente e no regime apartado. Regulamento do Ninho de Empresas do Conhecimento e Tecnologias da Informação (1.ª Revisão) Artigo 1.º (Âmbito) O presente regulamento define as condições para a utilização do serviço de Ninho de Empresas

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS Considerando que: a) nos termos do disposto no artigo 23º da Lei

Leia mais

Anexo 1 PROTOCOLO DE CEDÊNCIA DE ESPAÇO MUNICIPAL SITO NA RUA JOÃO AMARAL, LOTE LOJA A

Anexo 1 PROTOCOLO DE CEDÊNCIA DE ESPAÇO MUNICIPAL SITO NA RUA JOÃO AMARAL, LOTE LOJA A Anexo 1 PROTOCOLO DE CEDÊNCIA DE ESPAÇO MUNICIPAL SITO NA RUA JOÃO AMARAL, LOTE 22.2.16 LOJA A Entre O MUNICÍPIO DE LISBOA, Pessoa Colectiva n.º 500051070, com sede na Praça do Município, através do seu

Leia mais

Acordo de Colaboração

Acordo de Colaboração Acordo de Colaboração Extensão de horário das actividades de animação e de apoio à família na educação Pré-escolar nos Jardins do Agrupamento de Escolas de Samora Correia Considerando que: A Educação Pré-escolar,

Leia mais

CONTRATO EMPREGO-INSERÇÃO

CONTRATO EMPREGO-INSERÇÃO CONTRATO EMPREGO-INSERÇÃO Celebrado no âmbito da Medida Contrato Emprego-Inserção Desempregados Beneficiários das Prestações de Desemprego Entre (Denominação, forma jurídica e actividade da entidade),

Leia mais

Contrato n.º 12/2015. É celebrado o presente contrato que se regerá pelo disposto nas cláusulas seguintes: Cláusula 1ª. Objeto do Contrato

Contrato n.º 12/2015. É celebrado o presente contrato que se regerá pelo disposto nas cláusulas seguintes: Cláusula 1ª. Objeto do Contrato CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA AS ATIVIDADES PRÁTICAS DOS ALUNOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE JOVENS DE PANIFICAÇÃO E PASTELARIA E DO CURSO PROFISSIONAL DE RESTAURAÇÃO DO AGRUPAMENTO

Leia mais

*************************************

************************************* CONTRATO Contrato nº: 228/2014 Ajuste Directo nº : 5410215/2014 Fornecimento de: Perfluoron Octane 100% Frs 5 Ml Firma: Optifar Importação e Exportação, Ld.ª Valor contratual: 17.327,50 (dezassete mil

Leia mais

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E LIMPEZA URBANA PELA EGEO TECNOLOGIA E AMBIENTE, S.A.

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E LIMPEZA URBANA PELA EGEO TECNOLOGIA E AMBIENTE, S.A. REGULAMENTO TARIFÁRIO E DE EXPLORAÇÃO DA CONCESSÃO DOS SERVIÇOS DE LIMPEZA URBANA E RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ÁREA DE JURISDIÇÃO DA APL -ADMINISTRAÇÃO DO PORTO DE LISBOA, S.A. ANEXO II MODELO

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO

CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO ENTRE: CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO Ida e Volta Portugal, Lda., com sede em Rua do Forte, pessoa colectiva número XXX, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o mesmo número,

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. Creche

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. Creche Entre CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Creche PRIMEIRO OUTORGANTE: Centro Social Rocha Barros, Instituição Particular de Solidariedade Social, pessoa colectiva n.º 501182560 com sede em Góis, devidamente

Leia mais

CONTRATO DE ARRENDAMENTO HABITACIONAL

CONTRATO DE ARRENDAMENTO HABITACIONAL CONTRATO DE ARRENDAMENTO HABITACIONAL ENTRE: [ ]e mulher [ ], casados no regime de [ ], moradores na [ ], contribuintes fiscais, respetivamente, n.ºs [ ] e [ ], portadores dos bilhetes de identidade n.º[

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Nº 01/2016 FORNECIMENTO DE GASÓLEO RODOVIÁRIO E GASOLINA SEM CHUMBO 95

CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Nº 01/2016 FORNECIMENTO DE GASÓLEO RODOVIÁRIO E GASOLINA SEM CHUMBO 95 CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Nº 01/2016 FORNECIMENTO DE GASÓLEO RODOVIÁRIO E GASOLINA SEM CHUMBO 95 Conteúdo Cláusula 1ª - Objeto do Contrato... 3 Cláusula 2ª Contrato... 3 Cláusula 3ª - Prazo...

Leia mais

Contrato de Arrendamento Urbano para fins habitacionais com prazo certo (e com fiança opcional)

Contrato de Arrendamento Urbano para fins habitacionais com prazo certo (e com fiança opcional) Contrato de Arrendamento Urbano para fins habitacionais com prazo certo (e com fiança opcional) Entre: I -... (nome completo, estado civil, contribuinte fiscal e morada) na qualidade de senhorio e adiante

Leia mais

Serralves em Festa 2008 Concurso de Projectos Artísticos

Serralves em Festa 2008 Concurso de Projectos Artísticos Serralves em Festa 2008 Concurso de Projectos Artísticos 1. ENQUADRAMENTO E OBJECTIVOS A Fundação de Serralves pretende promover a integração da jovem criação artística, proporcionando visibilidade junto

Leia mais

PRIMEIRA (OBRIGAÇÕES DA PRIMEIRA OUTORGANTE)

PRIMEIRA (OBRIGAÇÕES DA PRIMEIRA OUTORGANTE) PROTOCOLO BANIF BANCO INTERNACIONAL DO FUNCHAL E A SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA, ATRAVÉS DA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DONA LUCINDA ANDRADE Entre: Escola Básica e Secundária Dona Lucinda de

Leia mais

CONTRATO CESSÃO DE EXPLORAÇÃO

CONTRATO CESSÃO DE EXPLORAÇÃO CONTRATO CESSÃO DE EXPLORAÇÃO Primeiro Outorgante,.. com sede em.., N.º.., xxxx-xxx, com o NIF/NIPC xxx xxx xxx. Segundo Outorgante, JRG - Hotelaria, Lda, contribuinte n.º 506560821, com sede no Edifício

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO MANUTENÇÃO MILITAR

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO MANUTENÇÃO MILITAR MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO MANUTENÇÃO MILITAR Entre: MANUTENÇÃO MILITAR (MM), Estabelecimento Fabril do Exército, com Sede na Rua do Grilo nº 84, 1950-146 Lisboa, Titular do NIPC 600012000,

Leia mais

Concurso público para a aquisição de madeiras e similares para o Município do Funchal

Concurso público para a aquisição de madeiras e similares para o Município do Funchal Concurso público para a aquisição de madeiras e similares para o Município do Funchal CADERNO DE ENCARGOS Caderno de encargos Pag. nº1 Índice Cláusula 1ª - Objecto Cláusula 2ª - Contrato Cláusula 3ª -

Leia mais

CONTRATO POR TEMPO INDETERMINADO

CONTRATO POR TEMPO INDETERMINADO CONTRATO POR TEMPO INDETERMINADO Ao décimo sétimo dia do mês de Maio do ano de dois mil e dez, entre: A ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SAÚDE DO NORTE, I. P., pessoa colectiva n.º 503 135 593, com sede na Rua

Leia mais

ÉvoraTech Incubadora de Base Tecnológica de Évora REGULAMENTO INTERNO. Capitulo I. Objetivos e Estrutura Interna. Artigo 1º.

ÉvoraTech Incubadora de Base Tecnológica de Évora REGULAMENTO INTERNO. Capitulo I. Objetivos e Estrutura Interna. Artigo 1º. ÉvoraTech Incubadora de Base Tecnológica de Évora REGULAMENTO INTERNO Capitulo I Objetivos e Estrutura Interna Artigo 1º (Natureza) A ÉvoraTech Incubadora de Base Tecnológica de Évora constitui-se enquanto

Leia mais

INDÚSTRIAS CRIATIVAS PROGRAMA DE INCUBAÇÃO VIRTUAL

INDÚSTRIAS CRIATIVAS PROGRAMA DE INCUBAÇÃO VIRTUAL INDÚSTRIAS CRIATIVAS PROGRAMA DE INCUBAÇÃO VIRTUAL Regulamento de Utilização e Funcionamento Regulamento de Utilização e Funcionamento ÍNDICE Preâmbulo 3 Artigo 1º Localização 7 Artigo 2º Atividades a

Leia mais

Minuta CONTRATO PROMESSA COMPRA E VENDA

Minuta CONTRATO PROMESSA COMPRA E VENDA Entre: ANEXO II DO PROCEDIMENTO 02/IPP/2017 Minuta CONTRATO PROMESSA COMPRA E VENDA PRIMEIRA Infraestruturas de Portugal, S.A., matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o número

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A CÂMARA MUNICIPAL DE ODIVELAS E O CENTRO HOSPITALAR LISBOA NORTE, EPE

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A CÂMARA MUNICIPAL DE ODIVELAS E O CENTRO HOSPITALAR LISBOA NORTE, EPE PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A CÂMARA MUNICIPAL DE ODIVELAS E O CENTRO HOSPITALAR LISBOA NORTE, EPE ENTRE: O MUNICÍPIO DE ODIVELAS, com sede na Rua Guilherme Gomes Fernandes, Paços do Concelho Quinta

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉCTRICA UNIDADES DE MINIPRODUÇÃO

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉCTRICA UNIDADES DE MINIPRODUÇÃO CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉCTRICA UNIDADES DE MINIPRODUÇÃO Entre [ ]., com sede em [ ], matriculada na Conservatória do Registo Comercial de [ ], com o número de matrícula e pessoa colectiva

Leia mais

MINUTA DO CONTRATO-PROGRAMA ENTRE A FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA E. (designação da entidade) No âmbito do Programa Investigador FCT

MINUTA DO CONTRATO-PROGRAMA ENTRE A FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA E. (designação da entidade) No âmbito do Programa Investigador FCT MINUTA DO CONTRATO-PROGRAMA ENTRE A FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA E (designação da entidade) No âmbito do Programa Investigador FCT Considerando que o investimento sustentável em investigação

Leia mais

CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA O ENSINO DO INGLÊS NAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR NO 1 CEB ANO LETIVO

CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA O ENSINO DO INGLÊS NAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR NO 1 CEB ANO LETIVO CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA O ENSINO DO INGLÊS NAS ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR NO 1 CEB ANO LETIVO 2012-2013 Agrupamento de Escolas de Aveiro, pessoa coletiva de direito público,

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO MANUTENÇÃO MILITAR CONTRATO

MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO MANUTENÇÃO MILITAR CONTRATO MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO MANUTENÇÃO MILITAR CONTRATO CONSTRUÇÃO DA CENTRAL DE FRIO DE APOIO À DESPENSA E COZINHA C3 DA SEDE DA MANUTENÇÃO MILITAR Entre: MANUTENÇÃO MILITAR (MM), Estabelecimento

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA HABITAÇÃO COM FIADOR

MINUTA DE CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA HABITAÇÃO COM FIADOR MINUTA DE CONTRATO DE ARRENDAMENTO PARA HABITAÇÃO COM FIADOR Primeiro Outorgante, (Nome completo) (estado civil), portador(a) do cartão de cidadão com número, válido até, com número de identificação fiscal,

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A ALI - ASSOCIAÇÃO DE APOIO DOMICILlÁRIO DE LARES E CASAS DE REPOUSO DE IDOSOS

PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A ALI - ASSOCIAÇÃO DE APOIO DOMICILlÁRIO DE LARES E CASAS DE REPOUSO DE IDOSOS PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A ALI - ASSOCIAÇÃO DE APOIO DOMICILlÁRIO DE LARES E CASAS DE REPOUSO DE IDOSOS 1. Preâmbulo A celebração do presente protocolo tem como objectivo assegurar aos militares

Leia mais

CONTRATO DE LICENÇA PARA USO DE MARCA E DO LOGO NATURAL.PT

CONTRATO DE LICENÇA PARA USO DE MARCA E DO LOGO NATURAL.PT CONTRATO DE LICENÇA PARA USO DE MARCA E DO LOGO NATURAL.PT Aos dias do mês de do ano de 2015 Entre: PRIMEIRO: INSTITUTO DA CONSERVAÇÃO DA NATUREZA E DAS FLORESTAS, I.P. (ICNF), designado por ICNF, pessoa

Leia mais

CONTRATO DE ARRENDAMENTO

CONTRATO DE ARRENDAMENTO CONTRATO DE ARRENDAMENTO Entre os abaixo assinados: PRIMEIRO(S) OUTORGANTE(S) - e marido/mulher casados no regime de, ele natural da freguesia de, concelho de, ela natural da freguesia de concelho de residentes

Leia mais

Câmara Municipal da Moita Departamento de Assuntos Sociais e Cultura CONTRATO-PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL, CULTURAL E DESPORTIVO

Câmara Municipal da Moita Departamento de Assuntos Sociais e Cultura CONTRATO-PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL, CULTURAL E DESPORTIVO CONTRATO-PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL, CULTURAL E DESPORTIVO A Câmara Municipal da Moita reconhece a importância do Movimento Associativo como um dos principais impulsionadores da participação democrática

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE O MUNICIPIO DE SETÚBAL, A ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL, E A ASSOCIAÇÃO PATRIAE-NUCLEO PARA O DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL Considerando

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A PRECISION - Oficina Automóvel. 1. Preâmbulo

PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A PRECISION - Oficina Automóvel. 1. Preâmbulo " PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A PRECISION - Oficina Automóvel. 1. Preâmbulo A celebração do presente protocolo tem como objectivo assegurar aos militares e aos trabalhadores do mapa de pessoal

Leia mais

MUNICÍPIO DE CHAVES CÂMARA MUNICIPAL NIPC

MUNICÍPIO DE CHAVES CÂMARA MUNICIPAL NIPC e MUNICÍPIO DE CHAVES CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA O DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES DE ANIMAÇÃO SÓCIO EDUCATIVA NOS JARDINS DE INFÂNCIA, NO ÂMBITO DA COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA/ANO LETIVO 2015/2016.

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO NO ÂMBITO DA COMPONENTE DE APOIO À FAMILIA NA ESCOLA BÁSICA DO 1º CICLO N.º 1, AREIAS, SETÚBAL Considerando que: a) O Despacho n.º 14 460/2008, da Ministra da Educação, de 15 de

Leia mais

Contrato n.º 250/2009 educação pessoal município cláusula

Contrato n.º 250/2009 educação pessoal município cláusula Contrato n.º 250/2009 educação pessoal município cláusula Ministério da Educação e Município de Monção Quinta-feira, 13 de Agosto de 2009 156 SÉRIE II ( páginas 32780 a 32782 ) TEXTO : Contrato n.º 250/2009

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. Centro de Dia

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. Centro de Dia Entre CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Centro de Dia PRIMEIRO OUTORGANTE: Centro Social Rocha Barros, Instituição Particular de Solidariedade Social, pessoa colectiva n.º 501182560 com sede em Góis, devidamente

Leia mais

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTO MOBILIÁRIO ADMINISTRATIVO E DE ESCRITÓRIO PARA A UCCI BENTO XVI

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTO MOBILIÁRIO ADMINISTRATIVO E DE ESCRITÓRIO PARA A UCCI BENTO XVI CONTRATO DE FORNECIMENTO DE EQUIPAMENTO MOBILIÁRIO ADMINISTRATIVO E DE ESCRITÓRIO PARA A UCCI BENTO XVI ENTRE: Primeiro Contraente: União das Misericórdias Portuguesas, com sede na Rua de Entrecampos,

Leia mais

Aos vinte e nove dias do mês de novembro de dois mil e treze, os seguintes outorgantes:

Aos vinte e nove dias do mês de novembro de dois mil e treze, os seguintes outorgantes: CONTRATO DE FORNECIMENTO DE SERVIÇOS DE PRODUÇÃO DE DOCUMENTO DE DESIGN E ACOMPANHAMENTO DE PRODUÇÃO DE JOGO ESTRATÉGICO PARA A REDE DE CASTELOS E MURALHAS DO MONDEGO Valor: 34.000,00 Aos vinte e nove

Leia mais

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DA GUARDA

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DA GUARDA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DA GUARDA Ponto 2.4 Análise, discussão e apreciação do Protocolo de Cedência de Espaço à Associação de Aldeia de Crianças SOS Portugal Guarda, dezembro 2015 NOTA JUSTIFICATIVA A

Leia mais

PROTOCOLO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

PROTOCOLO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROTOCOLO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Entre: APAVT - Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo, com sede em Lisboa, na Rua Duque de Palmela, 2-1º Dtº, pessoa colectiva n.º 500910839, adiante

Leia mais

Sindicato Nacional dos Professores Licenciados pelos Politécnicos e Universidades P R O T O CO L O

Sindicato Nacional dos Professores Licenciados pelos Politécnicos e Universidades P R O T O CO L O P R O T O CO L O Primeira Outorgante Zurich Companhia de Seguros, S.A., com sede na Rua Barata Salgueiro, 41, 1269-058 em Lisboa, Pessoa Colectiva nº 500 528 586, matriculada na Conservatória do Registo

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MORA 1

CÂMARA MUNICIPAL DE MORA 1 CÂMARA MUNICIPAL DE MORA 1 BAR CafeLítico CADERNO DE ENCARGOS 1º Do estabelecimento O estabelecimento, designado por Bar CafeLítico, construído e equipado pela Câmara Municipal no âmbito do Projecto Estação

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Nº 01/2015 FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA

CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Nº 01/2015 FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Nº 01/2015 FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA Conteúdo Cláusula 1ª - Objeto do Contrato... 3 Cláusula 2ª - Contrato... 3 Cláusula 3ª - Prazo... 3 Cláusula 4ª Obrigações

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A CARHOST. 1. Preâmbulo

PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A CARHOST. 1. Preâmbulo / CARHOSl A sua Oficina de Confiança PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A CARHOST 1. Preâmbulo A celebração do presente protocolo tem como objectivo assegurar aos militares e aos trabalhadores do mapa

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE FORNECIMENTO DE INFORMAÇÃO TERRITORIAL OFICIAL

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE FORNECIMENTO DE INFORMAÇÃO TERRITORIAL OFICIAL CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE FORNECIMENTO DE INFORMAÇÃO TERRITORIAL OFICIAL Contrato n.º Considerando, que: A Direção-Geral do Território (DGT) é o organismo público nacional responsável pela prossecução

Leia mais

para a gestão de um sistema integrado de resíduos de embalagens, válida até 31

para a gestão de um sistema integrado de resíduos de embalagens, válida até 31 CONTRATO DE UTILIZAÇÃO DA MARCA NOVO VERDE Entre: NOVO VERDE - SOCIEDADE GESTORA DE RESÍDUOS DE EMBALAGENS, S.A., sociedade comercial anónima, com sede no Centro Empresarial Ribeira da Penha Longa, Rua

Leia mais

CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA ENTRE OITANTE, S.A. E

CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA ENTRE OITANTE, S.A. E CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA ENTRE OITANTE, S.A. E [ ] 1 CONTRATO-PROMESSA DE COMPRA E VENDA Entre: OITANTE, S.A., com sede na Avenida José Malhoa, 22, Lisboa, freguesia de Campolide, concelho de

Leia mais

CONTRATO DE ARRENDAMENTO URBANO PARA FIM NÃO HABITACIONAL E COM PRAZO CERTO

CONTRATO DE ARRENDAMENTO URBANO PARA FIM NÃO HABITACIONAL E COM PRAZO CERTO CONTRATO DE ARRENDAMENTO URBANO PARA FIM NÃO HABITACIONAL E COM PRAZO CERTO OUTORGANTES: 1ºs XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX (nome completo), solteiro, maior ou casado, nascido em ----/----/-----, -- ----------

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA PARA AS INSTALAÇÕES DA DGSS PARTE I CÁUSULAS JURÍDICAS

CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA PARA AS INSTALAÇÕES DA DGSS PARTE I CÁUSULAS JURÍDICAS CADERNO DE ENCARGOS AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA PARA AS INSTALAÇÕES DA DGSS Referência: Manutenção das instalações - DGSS/2014 PARTE I CÁUSULAS JURÍDICAS Cláusula 1ª Objeto

Leia mais

ACORDO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE

ACORDO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE ACORDO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE Entre: 1. José de Mello Saúde Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A., com sede na Avenida Infante Santo, nº 34, 8º andar, em Lisboa, com o capital social

Leia mais

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE APOIO TÉCNICO DE SOM E DE LUZ - ESD

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE APOIO TÉCNICO DE SOM E DE LUZ - ESD CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE APOIO TÉCNICO DE SOM E DE LUZ - ESD Como primeiro outorgante INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA (IPL), pessoa colectiva n.º 508 519 713, com Sede na Estrada de Benfica, 529,

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO. Entre. O Ministério da Educação e O Memorial da Shoah Museu e Centro de Documentação

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO. Entre. O Ministério da Educação e O Memorial da Shoah Museu e Centro de Documentação PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO Entre O Ministério da Educação e O Memorial da Shoah Museu e Centro de Documentação Considerando que: O estudo do Holocausto é hoje um dever europeu comum, que se inscreve numa

Leia mais

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PRIMEIRA OUTORGANTE: Caixa Geral de Depósitos, S.A., pessoa colectiva n.º ,

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PRIMEIRA OUTORGANTE: Caixa Geral de Depósitos, S.A., pessoa colectiva n.º , CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA (Lote - UL ) ENTRE: PRIMEIRA OUTORGANTE: Caixa Geral de Depósitos, S.A., pessoa colectiva n.º 500960046, com sede na Av. João XXI, n.º 63, em Lisboa, com o capital social

Leia mais

Feira Viva Cultura e Desporto, EEM

Feira Viva Cultura e Desporto, EEM Concurso Público Caderno de Encargos Feira Viva Cultura e Desporto, EEM 1/6 CADERNO DE ENCARGOS CONCURSO PÚBLICO PARA ADJUDICAÇÃO DA CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DO BAR/ESPLANADA DO PAVILHÃO MUNICIPAL DA LAVANDEIRA

Leia mais

PT07: Integração da Igualdade de Género e Promoção do Equilíbrio entre o Trabalho e a Vida Privada ACORDO DE COOPERAÇÃO

PT07: Integração da Igualdade de Género e Promoção do Equilíbrio entre o Trabalho e a Vida Privada ACORDO DE COOPERAÇÃO PT07: Integração da Igualdade de Género e Promoção do Equilíbrio entre o Trabalho e a Vida Privada ACORDO DE COOPERAÇÃO Entre Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto

Leia mais

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA

CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA CONTRATO PROMESSA DE COMPRA E VENDA Entre: --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- [nome completo], portador do cartão de cidadão

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DA FIGUEIRA DA FOZ

CÂMARA MUNICIPAL DA FIGUEIRA DA FOZ CADERNO DE ENCARGOS PROGRAMA DE ACÇÃO PARA PARCERIAS DE REGENERAÇÃO URBANA - 1 - ÍNDICE Artº 1º Objecto do concurso Artº 2º Âmbito Artº 3º Controlo dos trabalhos Artº 4º Curriculum da Empresa Artº 5º Prazo

Leia mais

BEST Banco Electrónico de Serviço Total, S.A. Praça Marquês de Pombal, 3 3º, Lisboa. Telefone: (dias úteis, das 8h às 22h)

BEST Banco Electrónico de Serviço Total, S.A. Praça Marquês de Pombal, 3 3º, Lisboa. Telefone: (dias úteis, das 8h às 22h) A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição de crédito 1.1. Denominação 1.2. Endereço 1.3. Contactos BEST Banco Electrónico de Serviço Total, S.A. Praça Marquês de Pombal, 3 3º, 1250-161

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE A UNEY UNIÃO DE ESCOLAS DE YOGA, LDA E A. EUROPACOLON PORTUGAL Associação de Luta contra o Cancro do Intestino

PROTOCOLO ENTRE A UNEY UNIÃO DE ESCOLAS DE YOGA, LDA E A. EUROPACOLON PORTUGAL Associação de Luta contra o Cancro do Intestino PROTOCOLO ENTRE A UNEY UNIÃO DE ESCOLAS DE YOGA, LDA E A EUROPACOLON PORTUGAL Associação de Luta contra o Cancro do Intestino 1.Preâmbulo A celebração do presente protocolo tem como objectivo assegurar

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS PROCEDIMENTO DE AJUSTE DIRETO PARA A CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DOS SERVIÇOS DE BAR BAR DO AUDITÓRIO FUNDAÇÃO DE SERRALVES

CADERNO DE ENCARGOS PROCEDIMENTO DE AJUSTE DIRETO PARA A CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DOS SERVIÇOS DE BAR BAR DO AUDITÓRIO FUNDAÇÃO DE SERRALVES CADERNO DE ENCARGOS PROCEDIMENTO DE AJUSTE DIRETO PARA A CONCESSÃO DE EXPLORAÇÃO DOS SERVIÇOS DE BAR BAR DO AUDITÓRIO FUNDAÇÃO DE SERRALVES 1. Âmbito O presente concurso tem como objecto a concessão de

Leia mais

Serralves em Festa 2009 Concurso de Projectos Artísticos

Serralves em Festa 2009 Concurso de Projectos Artísticos Serralves em Festa 2009 Concurso de Projectos Artísticos 1. ENQUADRAMENTO E OBJECTIVOS À semelhança do que sucedeu na edição do ano de 2008, a Fundação de Serralves pretende promover a integração da jovem

Leia mais

PROTOCOLO DE ESTÁGIO DE VERÃO

PROTOCOLO DE ESTÁGIO DE VERÃO PROTOCOLO DE ESTÁGIO DE VERÃO Entre: *** com sede na..., pessoa colectiva nº..., matriculada na Conservatória do Registo Comercial de... sob o nº..., com o capital social de Euros..., de ora em diante

Leia mais

Sumário PROGRAMA CEVAR - CONSERVAÇÃO DE ESPAÇOS VERDES DE ÁREA REDUZIDA (PROTOCOLOS DE COOPERAÇÃO PARA CONSTRUÇÃO/REQUALIFICAÇÃO E PARA A MANUTENÇÃO)

Sumário PROGRAMA CEVAR - CONSERVAÇÃO DE ESPAÇOS VERDES DE ÁREA REDUZIDA (PROTOCOLOS DE COOPERAÇÃO PARA CONSTRUÇÃO/REQUALIFICAÇÃO E PARA A MANUTENÇÃO) Separata 00 000 24 Março 2011 Sumário PROGRAMA CEVAR - CONSERVAÇÃO DE ESPAÇOS VERDES DE ÁREA REDUZIDA (PROTOCOLOS DE COOPERAÇÃO PARA CONSTRUÇÃO/REQUALIFICAÇÃO E PARA A MANUTENÇÃO) EDITAL Nº 119/2011 Programa

Leia mais

DIREÇÃO REGIONAL DA SOLIDARIEDADE SOCIAL

DIREÇÃO REGIONAL DA SOLIDARIEDADE SOCIAL CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Entre, de uma parte, a Direção Regional da Solidariedade Social, com sede no Solar dos Remédios, 9701-855 Angra do Heroísmo, Concelho de Angra do Heroísmo, representado

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE CILDOC e a UNIÃO DAS IPSS de SETÚBAL ASSOCIADOS

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE CILDOC e a UNIÃO DAS IPSS de SETÚBAL ASSOCIADOS PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE CILDOC e a UNIÃO DAS IPSS de SETÚBAL ASSOCIADOS 1 Protocolo de Cooperação Entre, CILDOC, LDA, com sede, em Lisboa, na Rua Professor Alfredo de Sousa, n.º 2, inscrita na Conservatória

Leia mais

Sitos em Campo Queimado, freguesia de Outeiro Seco, concelho de Chaves

Sitos em Campo Queimado, freguesia de Outeiro Seco, concelho de Chaves NORMAS DE PROCEDIMENTO PRÉ-CONTRATUAL TENDENTE À ALIENAÇÃO/LOCAÇÃO DO DIREITO DE PROPRIEDADE DOS LOTES DO LOTEAMENTO DENOMINADO: PARQUE EMPRESARIAL DE CHAVES PARQUE DE ATIVIDADES DE CHAVES E PLATAFORMA

Leia mais

EDITAL Nº 116/2009. Presidente da Câmara Municipal de Sines. Manuel Coelho Carvalho

EDITAL Nº 116/2009. Presidente da Câmara Municipal de Sines. Manuel Coelho Carvalho C Â M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S EDITAL Nº 116/2009 Manuel Coelho Carvalho, Presidente da Câmara Municipal de Sines, no uso da competência que lhe confere a alínea v) do nº 1 do art. 68º do

Leia mais

MUNICÍPIO DE PENAFJEL ção de Expropriações t Notariado

MUNICÍPIO DE PENAFJEL ção de Expropriações t Notariado (anexo III) MUNICÍPIO DE PENAFJEL ção de Expropriações t Notariado Procedimento por Concurso Público denominado: "REDUÇÃO DE FACTURA ENERGÉTICA NA REDE DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA - MUNICÍPIO DE PENAEIEL" DESPACHO

Leia mais

Protocolo. Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica. Universidade do Minho. Câmara Municipal de Guimarães

Protocolo. Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica. Universidade do Minho. Câmara Municipal de Guimarães Protocolo Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica Universidade do Minho Câmara Municipal de Guimarães 1 Entre A Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica

Leia mais

Minuta CONTRATO PROMESSA COMPRA E VENDA

Minuta CONTRATO PROMESSA COMPRA E VENDA Entre: PRIMEIRA ANEXO III DO PROCEDIMENTO 03/IP/2017 Minuta CONTRATO PROMESSA COMPRA E VENDA Infraestruturas de Portugal, S.A., matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o número

Leia mais

[novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO INCERTO A TEMPO PARCIAL

[novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO INCERTO A TEMPO PARCIAL [novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO INCERTO A TEMPO PARCIAL Aos [1] dias do mês de [2] de, em [3], entre: PRIMEIRO: [4], pessoa colectiva n.º [5],

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO DO WEBSITE SANTA CASA CHALLENGE CONCURSO DE INOVAÇÃO SOCIAL DIGITAL

TERMOS E CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO DO WEBSITE SANTA CASA CHALLENGE CONCURSO DE INOVAÇÃO SOCIAL DIGITAL TERMOS E CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO DO WEBSITE SANTA CASA CHALLENGE CONCURSO DE INOVAÇÃO SOCIAL DIGITAL 1. DEFINIÇÕES 1.1. Para efeitos dos presentes termos e condições entende-se por: i) Santa Casa Challenge

Leia mais

Município de Leiria Câmara Municipal

Município de Leiria Câmara Municipal DELIBERAÇÃO DA REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE 4 DE DEZEMBRO DE 2012 Serviço responsável pela execução da deliberação Gabinete de Apoio à Presidência Epígrafe 1.10. Contrato programa para a gestão e exploração

Leia mais

AJUSTE DIRECTO. Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS

AJUSTE DIRECTO. Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRECTO Aquisição de Escultura em Pedra Mármore de Estremoz CADERNO DE ENCARGOS Índice Capítulo I - Disposições Gerais... Cláusula 1.ª Objeto... Cláusula 2.ª Local, prazo e modo da prestação...

Leia mais

Anexo II. Contrato de Participação no Projecto RED-GENERA

Anexo II. Contrato de Participação no Projecto RED-GENERA Anexo II Contrato de Participação no Projecto RED-GENERA Em XXXXX a de XXXXXX de 2010 Entre (Designação social da empresa/nome e apelidos) (sede, matricula no registo comercial, NIPC/NIF, Capital Social),

Leia mais

Matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa Banco de Portugal (Rua do Ouro, 27, Lisboa)

Matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa Banco de Portugal (Rua do Ouro, 27, Lisboa) FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES, EM CASO DE CONTRATAÇÃO À DISTÂNCIA GERAL INFORMAÇÃO PRÉ-CONTRATUAL A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO 1. Identificação da instituição

Leia mais

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE PONTE DE LIMA CENTRO COMUNITÁRIO DE ARCOZELO

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE PONTE DE LIMA CENTRO COMUNITÁRIO DE ARCOZELO SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE PONTE DE LIMA CENTRO COMUNITÁRIO DE ARCOZELO CONTRATO DE ALOJAMENTO E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DA RESPOSTA SOCIAL ESTRUTURA RESIDENCIAL PARA PESSOAS IDOSAS Entre: Santa Casa

Leia mais

CONTRATO DE PARCERIA

CONTRATO DE PARCERIA CONTRATO DE PARCERIA ENTRE: 12) Clube de Campismo do Porto", Pessoa Colectiva número 500 065 373, com sede na Rua D. Manuel 11,n.? 30 Porto, neste acta representado pelo Sr. Presidente, Sr. Carlos América

Leia mais

----- CONTRATO N.º 2-EOP/ EMPREITADA DE ARRANJO URBANÍSTICO DAS RUAS CENTRAIS E

----- CONTRATO N.º 2-EOP/ EMPREITADA DE ARRANJO URBANÍSTICO DAS RUAS CENTRAIS E ----- CONTRATO N.º 2-EOP/2011 ----------------------------------- ----- EMPREITADA DE ARRANJO URBANÍSTICO DAS RUAS CENTRAIS E ADJACENTES DA VILA DE CARREGAL DO SAL. -------------------------- ----- EUROS:

Leia mais

PROPOSTA DE PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O CONSELHO DISTRITAL DE LISBOA DA ORDEM DOS ADVOGADOS O MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

PROPOSTA DE PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O CONSELHO DISTRITAL DE LISBOA DA ORDEM DOS ADVOGADOS O MINISTÉRIO DA JUSTIÇA PROPOSTA DE PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O CONSELHO DISTRITAL DE LISBOA DA ORDEM DOS ADVOGADOS E O MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Considerando que, A Constituição da República Portuguesa, inspirada no artigo

Leia mais