ESCOLA SUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS COORDENAÇÃO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESCOLA SUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS COORDENAÇÃO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO"

Transcrição

1 ESCOLA SUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS COORDENAÇÃO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO GUIA PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO: PROJETO DE PESQUISA E ARTIGO CIENTÍFICO DA PÓS-GRADUAÇÃO DA ESBAM

2 APRESENTAÇÃO Resolução 10/2009 Este documento tem por finalidade apresentar as diretrizes para a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (Projeto de Pesquisa e Artigo Científico) dos Cursos de Pós-Graduação da Escola Superior Batista do Amazonas. O Projeto de Pesquisa é um documento que compõe as diretrizes norteadoras das atividades que o aluno desenvolverá na disciplina Metodologia da Pesquisa Científica, correspondendo à primeira parte do processo de pesquisa que culminará com a elaboração do artigo científico. As informações apresentadas para elaboração do Projeto de Pesquisa e do Artigo Científico seguem as normas das publicações científicas adotadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT a qual se baseia nas normas internacionais ISO para documentação científica. As determinações presentes neste documento obedecem às seguintes normas: ABNT NBR 6022:2003 Informação e documentação Artigo em publicação periódica científica impressa - Apresentação ABNT NBR 6023:2002 Informação e documentação Referências Elaboração ABNT NBR 6024:2003 Informação e documentação Numeração progressiva das seções de um documento escrito Apresentação ABNT NBR 6027:2003 Informação e documentação Sumário Apresentação ABNT NBR 6034:2004 Informação e documentação Índice Apresentação ABNT NBR 10520:2002 Informação e documentação Citações em documentos Apresentação ABNT NBR 12225:2004 Informação e documentação Lombada Apresentação ABNT NBR 15287:2005 Informação e documentação Projeto de Pesquisa Apresentação. As informações apresentadas neste guia devem ser seguidas rigorosamente, ficando a critério da Coordenação Geral de Pós-Graduação qualquer modificação ou inclusão de dados necessários.

3 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 2 CRÉDITOS REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DO PROJETO DEPESQUISA ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS Capa Lombada Folha de rosto Lista de ilustrações Lista de tabelas Lista de abreviaturas e siglas Lista de símbolos Sumário ELEMENTOS TEXTUAIS Elementos pós- textuais Referências Glossário Apêndice Anexo Índice Regras gerais de apresentação Formato Margem Espacejamento Notas de rodapé Indicativos numéricos de seção Título sem indicativo numérico Numeração progressiva Paginação Citações Abreviaturas e siglas Equações e fórmulas Ilustrações Tabelas OBSERVAÇÕES GERAIS Sugestões de conectores Orientações para a redação REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO Elementos pré-textuais Título e subtítulo Autor Resumo na língua do texto Palavras-chave na língua do texto...17

4 2.2 ELEMENTOS TEXTUAIS Introdução Conclusão Elementos pós-textuais Título e subtítulo em língua estrangeira Resumo em língua estrangeira Palavras-chave em língua estrangeira Nota(s) explicativa(s) Agradecimentos Data de entrega Referências Glossário Apêndice (s) Anexo (s) REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DO ARTIGO Formato Margem Espacejamento Nota de rodapé Indicativos numéricos de seção Títulos sem indicativo numérico Numeração progressiva Paginação Citações Siglas Equações e fórmulas Ilustrações Tabelas...25 SLIDES PARA APRESENTAÇÃO DO ARTIGO...26 ELABORAÇÃO E ORGANIZAÇÃO Profa. MSc. Lenir Oran Fonseca Feitosa

5 1 REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA A elaboração do Projeto de Pesquisa deverá seguir as normas estabelecidas pela Associação de Normas Técnicas ABNT, abaixo descritas: ABNT NBR 6023:2002 Informação e documentação Referências Elaboração ABNT NBR 6024:2003 Informação e documentação Numeração progressiva das seções de um documento escrito Apresentação. ABNT NBR 6027:2003 Informação e documentação Sumário Apresentação ABNT NBR 6034:2004 Informação e documentação Índice Apresentação ABNT NBR 10520:2002 Informação e documentação Citações em documentos Apresentação. ABNT NBR 12225:2004 Informação e documentação Lombada Apresentação ABNT NBR 15287:2005 Informação e documentação Projeto de Pesquisa Apresentação. IBGE. Norma de apresentação tabular. 3. ed. Rio de Janeiro, Conforme a NBR 15287:2005 a estrutura de um projeto de pesquisa compreende: elementos pré-textuais, elementos textuais e elementos pós-textuais. 1.1 Elementos pré-textuais abaixo. Os elementos pré-textuais devem ser apresentados como descritos Capa A NBR 15287:2005 apresenta os elementos que compõem a capa conforme as informações transcritas na seguinte ordem: a) nome da entidade para a qual deve ser submetido o projeto de pesquisa, (segundo a NBR 15287:2005, esta informação é opcional, porém, a Coordenação de Pós-Graduação opta pela obrigatoriedade deste dado); b) nome(s) do(s) autor(es); (obrigatório) c) título(obrigatório)

6 d) subtítulo (se houver, deve ser evidenciada a sua subordinação ao título, precedido de dois-pontos (:), ou distinguido tipograficamente); e) local (cidade) da entidade, onde deve ser apresentado; (obrigatório) f) ano de depósito (entrega). (obrigatório) Lombada Elemento opcional. Elaborada conforme a ABNT NBR (Este elemento seria considerado obrigatório, no caso da exigência na entrega do documento final, de encadernação capa dura, porém, o projeto de pesquisa deverá ser entregue encadernado em espiral.) Folha de rosto Elemento obrigatório. Apresenta as informações transcritas na seguinte ordem: a) nome(s) do(s) autor(es); b) título; c) subtítulo (se houver, deve ser evidenciada a sua subordinação ao título, precedido de dois-pontos (:), ou distinguido tipograficamente); d) tipo de projeto de pesquisa e nome da entidade a que deve ser submetido; e) local (cidade) da entidade onde deve ser apresentado; f) ano de depósito (entrega) Lista de ilustrações Elemento opcional. Elaborada de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item designado por seu nome específico, acompanhado do respectivo número da página. Quando necessário, recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tipo de ilustração (desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros, retratos e outros).

7 1.1.5 Lista de tabelas Elemento opcional. Elaborada de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item designado por seu nome específico, acompanhado do respectivo número da página Lista de abreviaturas e siglas Elemento opcional. Consiste na relação alfabética das abreviaturas e siglas utilizadas no texto, seguidas das palavras ou expressões correspondentes grafadas por extenso. Recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tipo Lista de símbolos Elemento opcional. Elaborada de acordo com a ordem apresentada no texto, com o devido significado Sumário Elemento obrigatório. Elaborado conforme a ABNT NBR Elementos textuais Os elementos textuais serão apresentados conforme abaixo descrito: 1 ) introdução, na qual deve ser exposto: o tema do projeto, o problema abordado, a (s) hipótese (s), quando couber (em), bem como o(s) objetivo(s) a ser (em) atingido (s) e a (s) justificativa (s); 2) referencial teórico que embasa a pesquisa: 3) metodologia a ser utilizada; 4) recursos materiais e humanos; (não será obrigatório) 5) e o cronograma necessários à sua consecução.

8 1.3 Elementos pós-textuais abaixo: Os elementos pós-textuais serão apresentados conforme descritos Referências Elemento obrigatório. Elaboradas conforme a ABNT NBR Glossário Elemento opcional. Elaborado em ordem alfabética Apêndice Elemento opcional. O(s) apêndice(s) é (são) identificado(s) por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos. Excepcionalmente, utilizam-se letras maiúsculas dobradas na identificação dos apêndices, quando esgotadas as letras do alfabeto. Exemplos: APÊNDICE A Avaliação do rendimento escolar de alunos da Escola Nossa Senhora das Graças APÊNDICE B Avaliação do rendimento escolar de alunos da Escola Machado de Assis Anexo Elemento opcional. O(s) anexo (s) é (são) identificado(s) por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos. Excepcionalmente, utilizam-se letras maiúsculas dobradas na identificação dos anexos, quando esgotadas as letras do alfabeto. Exemplos: ANEXO A Constituição Federal ANEXO B Constituição do Estado de São Paulo

9 1.3.5 Índice Elemento opcional. Elaborado conforme a ABNT NBR Regras gerais de apresentação descrito abaixo. A apresentação de projetos de pesquisa deve ser seguida conforme 1.5 Formato Os textos devem ser apresentados em papel branco, formato A4 (21 cm x 29,7 cm), digitados ou datilografados no anverso das folhas, impressos em cor preta, podendo utilizar outras cores somente para as ilustrações. O projeto gráfico é de responsabilidade do autor do projeto de pesquisa. O uso da fonte tamanho 12 para todo o texto é obrigatório, excetuando-se as citações de mais de três linhas, notas de rodapé, paginação e legendas das ilustrações e das tabelas, que devem ser digitadas em fonte 10 e uniformes. No caso de citações de mais de três linhas, deve-se observar, também, um recuo de 04 cm da margem esquerda. 1.6 Margem As folhas devem apresentar obrigatoriamente margem esquerda e superior de 3 cm; direita e inferior de 2 cm. 1.7 Espacejamento Todo o texto deve ser digitado com espaço 1,5, entrelinhas. As citações de mais de três linhas, notas de rodapé, referências, legendas das ilustrações e das tabelas, tipo de projeto de pesquisa e nome da entidade devem ser digitados em espaço simples.

10 O nome da entidade, curso e do aluno devem ser separados por um espaço de 1,5. O título do projeto na capa deve ser centralizado (meio da folha) contar a partir do nome do aluno, 12 espaços de 1,5. O título do projeto na folha de rosto deve ser centralizado (meio da folha), contar a partir do nome do aluno 12 espaços de 1,5. Do título do projeto para a apresentação observar dois espaços de 1,5. Da apresentação para o nome do orientador, observar um espaço de 1,5 e na mesma direção dos dados da apresentação do projeto. (MODELO, ANEXO B) As referências ao final do projeto devem ser separadas entre si por dois espaços simples. Os títulos das subseções devem ser separados do texto que os precede ou que os sucede por dois espaços 1,5. Na folha de rosto, o tipo de projeto de pesquisa e o nome da entidade a que é submetido devem ser alinhados do meio da mancha (folha) para a margem direita. 1.8 Notas de rodapé As notas devem ser digitadas dentro das margens, ficando separadas do texto por um espaço simples e por filete de 03 cm, a partir da margem esquerda. 1.9 Indicativos numéricos de seção O indicativo numérico de seção é alinhado na margem esquerda, precedendo o título, dele separado por um espaço. As seções a serem consideradas com indicativos numéricos serão: introdução e desenvolvimento dividido em: referencial teórico, metodologia, recursos materiais e humanos. Os títulos com indicativos numéricos devem ser grafados com letras MAIÚSCULAS.

11 1.10 Títulos sem indicativo numérico Os títulos sem indicativo numérico lista de ilustrações, lista de abreviaturas e siglas, lista de símbolos, sumário, referências, glossário, apêndice(s), anexo(s) e índice(s) devem ser centralizados na folha e grafados em letras MAIÚSCULAS Numeração progressiva Para evidenciar a sistematização do conteúdo do projeto, deve-se adotar a numeração progressiva para as seções do texto. Os títulos das seções primárias (introdução, referencial teórico, metodologia, recursos materiais e humanos e cronograma) por serem as principais divisões de um texto, devem iniciar em folha distinta, conforme a NBR 15287:2005. Destacam-se gradativamente os títulos das seções conforme a ABNT NBR 6024 (numeração progressiva) Paginação Todas as folhas do projeto, a partir da folha de rosto, devem ser contadas sequencialmente, mas não numeradas. A numeração é colocada, a partir da primeira folha da parte textual, em algarismos arábicos, no canto superior direito da folha, a 2 cm da borda superior, ficando o último algarismo a 2 cm da borda direita da folha. Começar a paginação a partir da primeira folha textual: INTRODUÇÃO Citações As citações devem ser apresentadas conforme a ABNT NBR

12 1.14 Abreviaturas e siglas Mencionada pela primeira vez no texto, a forma completa do nome precede a abreviatura ou a sigla colocada entre parênteses, conforme a NBR (APRESENTAÇÃO DE ABREVIATURAS E SIGLAS) Exemplos: Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) Imprensa Nacional (Impr. Nac.) 1.15 Equações e fórmulas Para facilitar a leitura devem ser destacadas no texto e, se necessário, numeradas com algarismos arábicos entre parênteses, alinhados à direita. Na sequência normal do texto, é permitido o uso de uma entrelinha maior que comporte seus elementos (expoentes, índices e outros). Exemplos: x2 + y2 = z2 (1) (x2 + y2)/5 = n (2) 1.16 Ilustrações Qualquer que seja o seu tipo (desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros, retratos e outros), sua identificação aparece na parte inferior, precedida da palavra designativa, seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, do respectivo título e/ou legenda explicativa (de forma breve e clara dispensando consulta ao texto), e da fonte. A ilustração deve ser inserida o mais próximo possível do trecho a que se refere, conforme o projeto gráfico Tabelas As tabelas devem ser apresentadas conforme o IBGE.

13 1.2 OBSERVAÇÕES GERAIS 2.1 Sugestões de conectores Usar os seguintes conectores para anteceder o processo de citação textual: Na opinião de... De acordo com... Afirma... Para... Na visão de... Do ponto de vista de... Segundo......exemplifica quando afirma... Como caracteriza... Em... vamos encontrar o seguinte esclarecimento... No dizer de......explicita seus pressupostos......utiliza-se da seguinte argumentação... Como descrito por... Outro ensinamento de......alega que......caracteriza......conceitua... Exemplos de conectores para uso entre parágrafos: Conectores de adição: E..., Mais..., Além disso..., Também..., Em adição..., Some-se a isto..., Somando..., Acrescentamos..., A propósito... Conectores de conclusão ou consequência: Portanto..., Assim..., Dessa forma..., Concluímos..., Resumindo..., Então..., Por outro lado..., Ao passo que..., Recomenda-se..., Devido..., Por isso..., Por sua vez..., Dessa feita..., Dessa forma... Conectores de semelhança ou ênfase: Do mesmo modo..., Igualmente..., Com certeza..., Possivelmente..., De muito..., De pouco..., De todo..., Bastante..., Demasiadamente..., Profundamente..., Qualquer que seja... Conectores de tempo: Assim que..., Em seguida..., Até que..., Quando..., Por fim..., Depois de..., Antes que..., Por ora..., De repente..., De vez em quando,,, A tempo..., Às vezes..., De quando em quando..., De vez em vez..., Em algum momento..., Mais adiante..., Durante..., Todavia..., Após... Conectores de Exemplificação: Por exemplo..., Isto é..., Como..., Decerto..., Provavelmente..., Por certo..., Quer saber..., Quando se fala..., O referido... Conectores de Reafirmação ou resumo: Em outras palavras..., Em resumo..., De fato..., Em síntese..., Na verdade..., Deveras..., Certamente..., Realmente..., Efetivamente... Conectores de Contraste ou concessão: Mas..., Porém..., Entretanto..., Todavia..., Ao contrário..., Em vez de..., Ainda que..., Por outro lado..., Ao passo que..., Ora..., Talvez..., Porventura..., Ademais..., Tais cuidados..., Desde..., Enquanto...

14 Conectores de Espaço: Ao lado de..., Sobre..., Sob..., À direita..., No centro..., No fundo..., À frente..., À esquerda..., À tona..., À distância..., À entrada..., À saída..., Ao fundo..., Ao longo..., De fora..., De lado..., Por fora..., Em frente..., Por dentro..., Por perto Orientações para a redação Expressões como: eu penso, minha pesquisa, eu deduzi, na minha opinião, não devem ser usadas, estas podem ser substituídas por expressões como: o presente projeto, neste trabalho, procedeu-se o levantamento, constatou-se. A impessoalidade garantirá a objetividade do texto. (GONÇALVES, 2004). O tempo verbal usado em um projeto de pesquisa deve ser o futuro e na terceira pessoa do singular, pois o trabalho ainda será concretizado. Ao fazer a introdução e a fundamentação teórica, no entanto, o autor deve empregar o tempo de acordo com a localização temporal do fato descrito, escolhendo de preferência a terceira pessoa do singular do tempo presente, podendo ser acompanhada da partícula apassivadora se, quando for o caso. O tempo verbal a ser usado na produção do texto do artigo, deve ser a terceira pessoa do singular. DA CAUTELA NO USO DA Internet Embora o uso da Internet tenha se tornado lugar comum na vida acadêmica, sobretudo pela facilidade de acesso à informação, o que não ocorre, certamente, na pesquisa bibliográfica com o material impresso (livro, revista, etc.), a produção intelectual, desses documentos eletrônicos apresentam lacunas (especialmente no que concerne às citações e referências) que precisam ser devidamente avaliadas pelo pesquisador.

15 DIRETRIZES PARA A APRESENTAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO As normas relacionadas a seguir contêm disposições para a elaboração do trabalho de conclusão de curso no formato artigo científico, para todos os Cursos de Pós-Graduação da ESBAM. As edições citadas neste documento são as que atualmente estão em vigor. Como toda norma está sujeita à revisão, cabe a esta Coordenação de Pós-Graduação a atualização deste manual, conforme forem atualizadas as edições das normas citadas. NBR 6022: Informação e documentação Artigo em publicação periódica científica impressa - Apresentação NBR 6023: Informação e documentação - Referências - Elaboração NBR 6024: Informação e documentação - Numeração progressiva das seções de um documento escrito Apresentação NBR 6028: Resumos - Procedimento NBR 10520: Informação e documentação - Citações em documentos Apresentação IBGE. Normas de apresentação tabular. 3. ed. Rio de Janeiro, ARTIGO CIENTÍFICO DEFINIÇÕES - DIVISÕES Conforme a NBR 6022:2003, Artigo científico é parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute idéias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento. Os artigos científicos podem ser divididos em: Artigo de revisão: Parte de uma publicação que resume, analisa e discute informações já publicadas. Artigo original: Parte de uma publicação que apresenta temas ou abordagens originais. O tipo de artigo para apresentação como trabalho de conclusão de curso, será definido de acordo com a necessidade de cada pesquisa. A estrutura de um artigo científico é constituída de elementos prétextuais, textuais e pós-textuais, conforme descrito abaixo.

16 2 REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO 2.1 Elementos pré-textuais descrito abaixo. A ordem dos elementos pré-textuais deve ser apresentada conforme 2.1.1Título e subtítulo O título e subtítulo (se houver) devem figurar na página de abertura do artigo, diferenciados tipograficamente ou separados por dois-pontos (:) e na língua do texto Autor Ao final do nome do autor será acrescentado um asterisco. O asterisco indicará em rodapé na página de abertura breve currículo do autor, assim como o seu endereço eletrônico, que o qualifique na área de conhecimento do artigo Resumo na língua do texto Elemento obrigatório, constituído de uma seqüência de frases concisas e objetivas e não de uma simples enumeração de tópicos, não ultrapassando 250 palavras, seguido, logo abaixo, das palavras representativas do conteúdo do trabalho, isto é, palavras-chave e/ou descritores, conforme a NBR Palavras-chave na língua do texto Elemento obrigatório, as palavras-chave devem figurar logo abaixo do resumo, antecedidas da expressão Palavras-chave: separadas entre si por ponto e finalizadas também por ponto. Exemplo: Palavras-chave: Referências. Documentação.

17 2.2 Elementos textuais A ordem dos elementos deve obedecer às instruções abaixo descritas Introdução Parte inicial do artigo, onde devem constar a delimitação do assunto, o problema, as hipóteses, os objetivos da pesquisa, justificativa e outros elementos necessários para situar o tema do artigo Desenvolvimento Parte principal do artigo, que contém a exposição ordenada e pormenorizada do assunto tratado. Divide-se em seções e subseções, conforme a NBR 6024, que variam em função da abordagem do tema e do método. O artigo será desenvolvido conforme a área em que o estudo se insere. Os artigos de revisão da área de Ciências Humanas e Sociais o desenvolvimento compreenderá o quadro teórico e resultados obtidos. Os artigos originais da área de Ciências Humanas e Sociais o desenvolvimento será composto de: quadro teórico, metodologia e resultados obtidos. O artigo a ser desenvolvimento nas áreas de Ciências Naturais, Exatas, Tecnológicas e da Saúde, será do tipo original. O desenvolvimento compreenderá revisão da literatura, materiais e métodos, resultados, discussão. Em ambos os casos, são descritos todos os procedimentos de realização da pesquisa, com o esclarecimento dos questionamentos sobre os resultados encontrados até o momento e sua demonstração no artigo científico, considerando o rigor dos aspectos metodológicos envolvidos Conclusão Parte final do artigo, na qual se apresentam as conclusões correspondentes aos objetivos e hipóteses.

18 2.3 Elementos pós-textuais A ordem dos elementos deve ser conforme a apresentação abaixo Título, e subtítulo em língua estrangeira O título, e subtítulo (se houver) em língua estrangeira, diferenciados tipograficamente ou separados por dois pontos (:), precedem o resumo em língua estrangeira Resumo em língua estrangeira Elemento obrigatório, versão do resumo na língua do texto, para idioma de divulgação internacional, com as mesmas características (em inglês Abstract, em espanhol Resumen, em francês Résumé, por exemplo) Palavras-chave em língua estrangeira Elemento obrigatório, versão das palavras-chave na língua do texto para a mesma língua do resumo em língua estrangeira (em inglês Keywords, em espanhol Palabras clave, em francês Mots-clés, por exemplo) Nota(s) explicativa(s) A numeração das notas explicativas é feita em algarismos arábicos, devendo ser única e consecutiva para cada artigo. Não se inicia a numeração a cada página. Exemplos: No texto Os pais estão sempre confrontados diante das duas alternativas: vinculação escolar ou vinculação profissional 1.

19 Na nota explicativa 1 Sobre essa opção dramática, ver também Morice (1996, p ). No texto O comportamento liminar correspondente à adolescência vem se constituindo numa das conquistas universais, como está, por exemplo, expresso no Estatuto da Criança e do Adolescente 2. Na nota explicativa 2 Se a tendência à universalização das representações sobre a periodização dos ciclos de vida desrespeita a especificidade dos valores culturais de vários grupos, ela é condição para a constituição de adesões e grupos de pressão integrados à moralização de tais formas de inserção de crianças e de jovens Agradecimentos Elemento opcional deve ser colocado logo após as notas explicativas. (Ficará a critério do autor) Data de entrega Elemento obrigatório. A data de entrega dos originais deve ser colocada em seguida aos agradecimentos. Esta data será estipulada pela Coordenação do Curso de Pós-Graduação Referências Elemento obrigatório, elaborado conforme a NBR Glossário Elemento opcional, elaborado em ordem alfabética.

20 2.3.9 Apêndice(s) Elemento opcional. O(s) apêndice(s) é identificado por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos. Excepcionalmente utilizam-se letras maiúsculas dobradas, na identificação dos apêndices, quando esgotadas as letras do alfabeto. Exemplo: APÊNDICE A Avaliação numérica de células inflamatórias totais aos quatro dias de evolução APÊNDICE B Avaliação de células musculares presentes nas caudas em regeneração Anexo(s) Elemento opcional. O(s) anexo(s) é identificado por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos. Excepcionalmente utilizam-se letras maiúsculas dobradas, na identificação dos anexos, quando esgotadas as letras do alfabeto. Exemplo: ANEXO A Representação gráfica de contagem de células inflamatórias presentes nas caudas em regeneração Grupo de controle I (Temperatura...) ANEXO B Representação gráfica de contagem de células inflamatórias presentes nas caudas em regeneração Grupo de controle II (Temperatura... ) 2.4 REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DO ARTIGO Formato A apresentação do artigo científico deve ser conforme descrito abaixo. Os textos devem ser apresentados em papel branco, formato A4 (21 cm x 29,7 cm), digitados no anverso das folhas, impressos em cor preta, podendo utilizar outras cores somente para as ilustrações. O uso da fonte tamanho 12 para todo o texto é obrigatório, excetuando-se

21 as citações de mais de três linhas, notas de rodapé, paginação e legendas das ilustrações e das tabelas, que devem ser digitadas em fonte 10 e uniformes. No caso de citações de mais de três linhas, deve-se observar, também, um recuo de 4 cm da margem esquerda. A fonte a ser utilizada na digitação do texto será Arial ou Times New Roman Margem As folhas devem apresentar obrigatoriamente margem esquerda e superior de 3 cm; direita e inferior de 2 cm Espacejamento Todo o texto deve ser digitado com espaço 1,5, entrelinhas. As citações de mais de três linhas, notas de rodapé, referências, legendas das ilustrações e das tabelas, devem ser digitadas em espaço simples. As referências ao final do projeto devem ser separadas entre si por dois espaços simples. Os títulos das subseções devem ser separados do texto que os precede ou que os sucede por dois espaços 1,5. Exemplo: Do título do artigo para o nome do autor usar dois espaços de 1,5. Do nome do autor para a palavra resumo dois espaços de 1,5 Os indicativos de seção como: resumo, introdução, quadro teórico, conclusão, notas explicativas, agradecimentos e data de entrega devem ser alinhados a margem esquerda do texto e digitados em CAIXA ALTA (MAIÚSCULAS). O nome do autor deve ser alinhado à margem direita do texto. O título do artigo deve ser centralizado. O indicativo de seção referência deve ser digitado em CAIXA ALTA, e centralizado.

22 2.4.4 Nota de rodapé A nota de rodapé só será permitida na folha inicial do artigo, nela deverá conter um breve currículo e o endereço eletrônico do pesquisador/aluno, deve ser digitada dentro das margens, ficando separadas do texto por um espaço simples e por filete de 3 cm, a partir da margem esquerda. Exemplo: * Professor de Língua Portuguesa Indicativos numéricos de seção O indicativo numérico de seção é alinhado à margem esquerda, precedendo o título, dele separado por um espaço. As seções a serem consideradas com indicativos numéricos serão: introdução, referencial teórico e conclusão Títulos sem indicativo numérico Os títulos sem indicativo numérico referências, glossário, apêndice(s), anexo(s) e índice(s) devem ser centralizados Numeração progressiva Para evidenciar a sistematização do conteúdo do artigo, deve-se adotar a numeração progressiva para as seções do texto. Os títulos das seções primárias são denominados conforme a área de estudo do pesquisador Paginação Todas as folhas do artigo, a partir da folha inicial, devem ser contadas sequencialmente, e numeradas. A numeração é colocada, a partir da primeira folha da parte textual, em

23 algarismos arábicos, no canto superior direito da folha, a 2 cm da borda superior, ficando o último algarismo a 2 cm da borda direita da folha. Havendo apêndice(s) e anexo(s), as suas folhas devem ser numeradas de maneira contínua e sua paginação deve dar seguimento à do texto principal. O artigo deverá conter para apresentação final: 15 folhas no mínimo e 30 folhas de texto, no máximo. Portanto, o elemento pré-textual: resumo, e os elementos pós-textuais: resumo em língua estrangeira, notas explicativas, agradecimentos, data de entrega e referências não fazem parte desta contagem Citações As citações devem ser apresentadas conforme a ABNT NBR Siglas Quando aparecem pela primeira vez no texto, a forma completa do nome precede a sigla, colocada entre parênteses. Exemplo: Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) Equações e fórmulas Aparecem destacadas no texto, de modo a facilitar sua leitura. Na seqüência normal do texto, é permitido o uso de uma entrelinha maior que comporte seus elementos (expoentes, índices e outros). Quando destacadas do parágrafo são centralizadas e, se necessário, deve-se numerá-las. Quando fragmentadas em mais de uma linha, por falta de espaço, devem ser interrompidas antes do sinal de igualdade ou depois dos sinais de adição, subtração, multiplicação e divisão. Exemplo: x2 + y2 = z2 (1) (x2 + y2)/5 = n (2) Ilustrações

24 Qualquer que seja seu tipo (desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros, retratos e outros), sua identificação aparece na parte inferior, precedida da palavra designativa, seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, do respectivo título e/ou legenda explicativa de forma breve e clara, dispensando consulta ao texto, e da fonte. A ilustração deve ser inserida o mais próximo possível do trecho a que se refere, conforme o projeto gráfico Tabelas IBGE (1993). As tabelas apresentam informações tratadas estatisticamente, conforme

25 ANEXO 1 - ESCOLASUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA ELISA MARIA SANTOS COSTA ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA E ARTIGO Manaus 2009

26 ANEXO 2 ELISA MARIA SANTOS COSTA ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA E ARTIGO Projeto de pesquisa apresentado para obtenção de nota na disciplina Orientação e Defesa do TCC do Curso de Pós- Graduação em Matemática da Escola Superior Batista do Amazonas (ESBAM). Orientador Professor Mestre João dos Santos Cabral Manaus 2009

27 SLIDE 1 SLIDES PARA APRESENTAÇÃO DO ARTIGO TÍTULO DA PESQUISA NOME COMPLETO DO ALUNO NOME COMPLETO DO ORIENTADOR CURSO INSTITUIÇÃO Observação: Usar letra tipo Arial ou Times New Roman com negrito e sombreado. O tamanho da fonte para o título 28. Para o nome do aluno tamanho 24. Para o nome do orientador, curso e instituição usar tamanho 18. A fonte do título sempre será maior que a do texto. Formatar no sentido paisagem. No fundo de cor clara usar letras com cores escuras e, no escuro, letras com cores claras. Se preferir usar o recurso do Power Point. SLIDE 2 INTRODUÇÃO (FONTE 28)

28 Situação anterior (Apresentação geral do assunto em tópicos). (FONTE 18) Situação atual (Apresentação em tópicos). (FONTE 18) Justificativa da Pesquisa (Apresentação em tópicos). (FONTE 18) OBSERVAÇÃO: Se necessário usar um slide para cada assunto. SLIDE 3 OBJETIVO GERAL (f 28) TEXTO (FONTE 18) SLIDE 4

29 OBJETIVOS ESPECÍFICOS (FONTE 28) TEXTO (FONTE 18) SLIDE 5 PROBLEMA DA PESQUISA OU QUESTÕES NORTEADORAS (FONTE 28) Questão que deu origem à pesquisa durante a realização da ou questões que serão respondidas durante a realização da pesquisa. (FONTE 18) SLIDE 6

30 HIPÓTESES DE TRABALHO (FONTE 28) Prováveis respostas do problema (três ou mais). (FONTE 18) SLIDE 7 QUADRO TEÓRICO (F28) DESENVOLVER O QUADRO EM TÓPICOS. (Fonte 18)

31 SLIDE 8 METODOLOGIA (F 28) Métodos. Técnicas de pesquisa. Instrumentos de coleta de dados. Forma de abordagem. Universo e amostra da pesquisa. (Fonte 18) Observação: Utilizar mais de um slide se necessário SLIDE 9 RESULTADOS OBTIDOS (F28) Texto (Fonte 18)

32 Observação: utilizar mais de um slide se necessário. SLIDE 10 CONCLUSÃO (F28) TEXTO (FONTE 18) SLIDE 11 REFERÊNCIAS (F 28) TEXTO (F 18) MODELO PARA O BANNER PLOTADO

33 TÍTULO DA PESQUISA Nome do aluno Curso Instituição LOGOTIPO SIGLA INTRODUÇÃO OBJETIVOS RESULTADOS DA PESQUISA Trim 2 Trim 3 Trim 4 Trim Leste Oeste Norte METODOLOGIAS OU MATERIAIS E MÉTODOS CONCLUSÃO REFERÊNCIAS

34

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE ACORDO COM AS NORMAS DE DOCUMENTAÇÃO DA ABNT: INFORMAÇÕES BÁSICAS FACULDADE ALDETE MARIA ALVES - FAMA

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE ACORDO COM AS NORMAS DE DOCUMENTAÇÃO DA ABNT: INFORMAÇÕES BÁSICAS FACULDADE ALDETE MARIA ALVES - FAMA MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO DE ACORDO COM AS NORMAS DE DOCUMENTAÇÃO DA ABNT: INFORMAÇÕES BÁSICAS FACULDADE ALDETE MARIA ALVES - FAMA PRESIDENTE Eva Dias de Freitas DIRETORA ACADÊMICA

Leia mais

ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE

ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE NORMAS PARA O ARTIGO CIENTÍFICO NA FACULDADE CEARENSE FORTALEZA 2011 1 FACULDADE CEARENSE ARTIGO CIENTÍFICO 2 ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE CEARENSE Apresentação 4 Introdução

Leia mais

Orientação em Normalização Documentária. Apresentação de Trabalhos Acadêmicos

Orientação em Normalização Documentária. Apresentação de Trabalhos Acadêmicos Orientação em Normalização Documentária Apresentação de Trabalhos Acadêmicos Maria Luzinete Euclides - Bibliotecária Marília - 2006 Apresentação de Trabalhos Acadêmicos NBR 14724/2005 Estabelece os princípios

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CULTURA E SOCIEDADE - PGCULT MESTRADO INTERDISCIPLINAR NORMALIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS QUALIFICAÇÃO E DISSERTAÇÃO

Leia mais

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE 2010. NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Trabalhos acadêmicos: trabalho de conclusão de curso (TCC), trabalho de graduação interdisciplinar

Leia mais

ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA TÉCNICA E/OU CIENTÍFICA IMPRESSA ABNT 6022:2018

ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA TÉCNICA E/OU CIENTÍFICA IMPRESSA ABNT 6022:2018 ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA TÉCNICA E/OU CIENTÍFICA IMPRESSA ABNT 6022:2018 REFERÊNCIA NORMATIVA Documentos indispensáveis para consulta e aplicação deste documento ABNT NBR 6022 - Artigo em publicação

Leia mais

REGRAS GERAIS APRESENTAÇÃO Formato Margem Espacejamento Notas rodapé Indicativos seção ABNT NBR 6024 Paginação

REGRAS GERAIS APRESENTAÇÃO Formato Margem Espacejamento Notas rodapé Indicativos seção ABNT NBR 6024 Paginação ANEXO 01 REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO Formato O texto deverá ser apresentado em papel branco, formato A4 (21 cm x 29,7 cm), digitado no anverso das folhas, com exceção da folha de rosto cujo verso deverá

Leia mais

Procedimentos para apresentação de artigo em publicação periódica científica. Módulo V (NBR 6022:2003) Maria Bernardete Martins Alves

Procedimentos para apresentação de artigo em publicação periódica científica. Módulo V (NBR 6022:2003) Maria Bernardete Martins Alves Procedimentos para apresentação de artigo em publicação periódica científica Módulo V (NBR 6022:2003) Maria Bernardete Martins Alves Normas técnicas Norma técnica é um documento estabelecido por consenso

Leia mais

NBR 14724:2002 APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

NBR 14724:2002 APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS NBR 14724:2002 APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS 1 OBJETIVO Esta Norma estabelece os princípios gerais para a elaboração de trabalhos acadêmicos (teses, dissertações e outros), visando sua apresentação

Leia mais

Redação Científica. Normas Brasileiras de Referência (NBR) da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para trabalhos científicos

Redação Científica. Normas Brasileiras de Referência (NBR) da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para trabalhos científicos Redação Científica Normas Brasileiras de Referência (NBR) da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para trabalhos científicos Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação Terceira

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES Porto Alegre 2012 2 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO... 3 2 INTRODUÇÃO... 4 3 ESTRUTURA... 5 3.1 Elementos Pré-Textuais... 6 3.2 Elementos Textuais... 13 3.3 Elementos

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AO ALUNO INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO APRESENTAÇÃO (NBR: 14724)

MANUAL DE ORIENTAÇÃO AO ALUNO INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO APRESENTAÇÃO (NBR: 14724) MANUAL DE ORIENTAÇÃO AO ALUNO - 2003 INFORMAÇÃO E DOCUMENTAÇÃO APRESENTAÇÃO (NBR: 14724) 1 Objetivo Este manual está baseado na norma NBR14724:2002 Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação

Leia mais

BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO

BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO Faculdade de Tecnologia Dep. Júlio Julinho Marcondes de Moura BIBLIOTECA DA FATEC GARÇA NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ARTIGO CIENTÍFICO GARÇA 2015 Sumário 1 ARTIGO CIENTÍFICO...

Leia mais

MANUAL PARA ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA IMPRESSA

MANUAL PARA ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA IMPRESSA MANUAL PARA ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA IMPRESSA Biblioteca Paulo Freire ABNT NBR 6022:2003 Informação e documentação Artigo em publicação periódica científica impressa Apresentação Jaguariúna

Leia mais

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho.

REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS. A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho. REGRAS GERAIS DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS A ABNT NBR 14724:2011 estabelece algumas regras para a apresentação gráfica de um trabalho. PAPEL MARGENS FONTE TEXTO TÍTULO DAS SEÇÕES TÍTULO DAS

Leia mais

Pós-Graduação em Engenharia de Materiais - POSMAT

Pós-Graduação em Engenharia de Materiais - POSMAT CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS Pós-Graduação em Engenharia de Materiais - POSMAT NORMAS DOS TRABALHOS ESCRITOS baseados na ABNT 14724, de17 de março de 2011. FORMATAÇÃO I. Deve-se

Leia mais

INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA

INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA NORMAS TÉCNICAS DO TRABALHO ACADÊMICO INTRODUÇÃO E NORMAS PARA APRESENTAÇÃO GRÁFICA Prof. Arlindo F. Gonçalves Jr. http://www.mural-2.com O QUE É NORMALIZAÇÃO Atividade que estabelece, em relação a problemas

Leia mais

Sugestão de encaminhamento para elaboração de monografia. Referência: ABNT - NBR 14724:2005

Sugestão de encaminhamento para elaboração de monografia. Referência: ABNT - NBR 14724:2005 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE EDUCAÇÃO LICENCIATURA EM PEDAGOGIA Sugestão de encaminhamento para elaboração de monografia Referência: ABNT - NBR 14724:2005 Trabalhos acadêmicos: dissertações,

Leia mais

Roteiro com Orientações para Elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso

Roteiro com Orientações para Elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso Roteiro com Orientações para Elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso Disciplina (EST APS) Curso de Tecnologia em Processamento de Dados Professora Responsável em 2011 : Vânia Franciscon Vieira 1 ÍNDICE

Leia mais

ASSOCIAÇÃO FACULDADE RIBEIRÃO PRETO GRUPO UNIESP MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

ASSOCIAÇÃO FACULDADE RIBEIRÃO PRETO GRUPO UNIESP MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ASSOCIAÇÃO FACULDADE RIBEIRÃO PRETO GRUPO UNIESP MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO RIBEIRÃO PRETO 2014 LISTA DE FIGURAS Figura 1 - Modelo de Capa... 9 Figura

Leia mais

Informação e Documentação Trabalhos Acadêmicos Apresentação

Informação e Documentação Trabalhos Acadêmicos Apresentação ANTONIO FLAUDIANO BEM LEITE Informação e Documentação Trabalhos Acadêmicos Apresentação Aula 1 Elementos Pré-textuais Norma Técnica: ABNT NBR 14 724 de 30 de dezembro de 2005. 1 Trabalhos Acadêmicos Trabalho

Leia mais

FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ

FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DE CAPA, FOLHA DE ROSTO, SUMÁRIO E FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS PROFª Ma. CLEUSA BERNADETE LARRANHAGAS MAMEDES Araputanga, MT 2017 2

Leia mais

COORDENAÇÃO ACADÊMICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO TIPO ARTIGO CIENTÍFICO

COORDENAÇÃO ACADÊMICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO TIPO ARTIGO CIENTÍFICO COORDENAÇÃO ACADÊMICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO TIPO ARTIGO CIENTÍFICO SÃO LUÍS 2013 COORDENAÇÃO ACADÊMICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003)

PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) PROCEDIMENTOS PARA APRESENTAÇÃO DE ARTIGO EM PUBLICAÇÃO PERIÓDICA CIENTÍFICA (NBR 6022:2003) Junho de 2011. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Biblioteca Universitária. Programa de capacitação. 2

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 1 ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 1 Estrutura de apresentação 1.1 Pré-textuais Capa (obrigatório) Lombada (obrigatório) Folha de rosto (obrigatório) Folha de aprovação

Leia mais

21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2

21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2 21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2 O Trabalho Final de Curso (TFC) caracteriza-se pela unicidade e delimitação do tema e pela profundidade do tratamento, e não por

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIAGRAMAÇÃO. Gesiane Rebouças

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIAGRAMAÇÃO. Gesiane Rebouças TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIAGRAMAÇÃO Gesiane Rebouças gesianereboucas@gmail.com ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS MONOGRAFIA PARTE EXTERNA - Capa - Lombada*** PARTE INTERNA ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA PROEnG Nº 01/07

INSTRUÇÃO NORMATIVA PROEnG Nº 01/07 INSTRUÇÃO NORMATIVA PROEnG Nº 01/07 Dispõe sobre normas complementares ao referencial metodológico da Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT. A do Centro Universitário de Brusque Unifebe, no uso

Leia mais

TCC FORMATAÇÃO. Gesiane Rebouças

TCC FORMATAÇÃO. Gesiane Rebouças TCC FORMATAÇÃO Gesiane Rebouças gesianereboucas@gmail.com ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS MONOGRAFIA PARTE EXTERNA - Capa - Lombada*** PARTE INTERNA ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS - Folha de rosto - Ficha catalográfica

Leia mais

Normas para redação e apresentação de Teses e Dissertações

Normas para redação e apresentação de Teses e Dissertações MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI DIAMANTINA - MINAS GERAIS ANEXO DA RESOLUÇÃO Nº. 11-CONSEPE, DE 16 DE MAIO DE 2008. Normas para redação e apresentação de

Leia mais

Formatação de trabalhos acadêmicos. Segundo as normas da ABNT

Formatação de trabalhos acadêmicos. Segundo as normas da ABNT Formatação de trabalhos acadêmicos Segundo as normas da ABNT ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas ABNT/CB-001 - Comitê Brasileiro de Mineração e Metalurgia ABNT/CB-005 - Comitê Brasileiro Automotivo

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS DIPLOMADOS DA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA ADESGBA

ASSOCIAÇÃO DOS DIPLOMADOS DA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA ADESGBA ASSOCIAÇÃO DOS DIPLOMADOS DA ESCOLA SUPERIOR DE GUERRA ADESGBA FONTE TIMES 14, NEGRITO CAIXA ALTA sem espaço espaço 1,5 MBA GESTÃO POLÍTICA E PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO espaço 1,5 CEPE 2017 5 espaços 1,5

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Biblioteca Paulo Freire ABNT NBR 15287:2011 Informação e documentação Projeto de pesquisa Apresentação Jaguariúna SUMÁRIO 1. Introdução 1 2. Objetivo 2 3.

Leia mais

Informação e documentação - Trabalhos acadêmicos - Apresentação

Informação e documentação - Trabalhos acadêmicos - Apresentação AGO 2002 NBR 14724 Informação e documentação - Trabalhos acadêmicos - Apresentação ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13-28º andar CEP 20003-900 - Caixa

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE RIO CLARO BIBLIOTECA. Trabalhos Acadêmicos. Segundo a ABNT/NBR 14724:2005

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE RIO CLARO BIBLIOTECA. Trabalhos Acadêmicos. Segundo a ABNT/NBR 14724:2005 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE RIO CLARO BIBLIOTECA Trabalhos Acadêmicos Segundo a ABNT/NBR 14724:2005 Rio Claro- SP 2010 A estrutura de uma tese, dissertação ou trabalho acadêmico compreende:

Leia mais

Mestrado Profissionalizante em Ensino de Ciências. Orientações gerais para a apresentação de dissertações UnB, outubro de 2010

Mestrado Profissionalizante em Ensino de Ciências. Orientações gerais para a apresentação de dissertações UnB, outubro de 2010 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS INSTITUTO DE FÍSICA INSTITUTO DE QUÍMICA FACULDADE UNB PLANALTINA Mestrado Profissionalizante em Ensino de Ciências Orientações gerais para a apresentação

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Orientação em normalização documentária APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Seção Técnica de Referência e Atendimento ao Usuário e Documentação bibl-refere@marilia.unesp.br Supervisão: Elizabete C. S.

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÂMPUS JATAÍ CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA 1. Formatação geral Os textos devem ser digitados em cor preta, podendo utilizar

Leia mais

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA

ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA ANEXO II PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA MONOGRAFIA A elaboração da monografia deve ter como referência a ABNT NBR 14724:2011, disponível no Portal BU/UFSC (http://portalbu.ufsc.br/normalizacao-de-trabalhos-2/),

Leia mais

Elementos pré-textuais Antecedem o texto, trazendo informações que identificam o trabalho, na seqüência a seguir:

Elementos pré-textuais Antecedem o texto, trazendo informações que identificam o trabalho, na seqüência a seguir: Regras para Exame de Qualificação - Mestrado e Doutorado Estrutura do trabalho acadêmico O trabalho acadêmico está estruturado em elementos pré-textuais, elementos textuais e elementos pós-textuais. Alguns

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Faculdade de Odontologia Biblioteca Malvina Vianna Rosa MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO (TCC) PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA Este documento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA BIBLIOTECA PROF. ANTÔNIO TAVARES QUINTAS MANUAL DE NORMAS PARA TRABALHOS ACADÊMICOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA BIBLIOTECA PROF. ANTÔNIO TAVARES QUINTAS MANUAL DE NORMAS PARA TRABALHOS ACADÊMICOS 0 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE AGRONOMIA BIBLIOTECA PROF. ANTÔNIO TAVARES QUINTAS MANUAL DE NORMAS PARA TRABALHOS ACADÊMICOS Porto Alegre 2013 1 SUMÁRIO 1 ESTRUTURA... 2 2 ELEMENTOS

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO 1 Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO A SER APRESENTADO COMO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PONTA GROSSA 2016 LUCIO MAURO BRAGA

Leia mais

Normas para elaboração do Trabalho de Graduação do Curso de Agronomia do Câmpus Experimental de Registro

Normas para elaboração do Trabalho de Graduação do Curso de Agronomia do Câmpus Experimental de Registro Normas para elaboração do Trabalho de Graduação do Curso de Agronomia do Câmpus Experimental de Registro Comissão do Trabalho de Graduação CTG Dezembro/2014 SUMÁRIO 1 DEFINIÇÕES... 04 2 ESTRUTURA... 05

Leia mais

NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO OU TESE

NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO OU TESE NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DA DISSERTAÇÃO OU TESE O PPGO admite que as dissertações e teses sejam apresentadas nas modalidades clássica, artigo ou mista. A modalidade clássica refere-se à estrutura de

Leia mais

PORTARIA Nº 055/2015 C.E.R., de 15 de julho de 2015.

PORTARIA Nº 055/2015 C.E.R., de 15 de julho de 2015. PORTARIA Nº 055/2015 C.E.R., de 15 de julho de 2015. Dispõe sobre as NORMAS PARA A ELABORAÇÃO DO TRABALHO INDIVIDUAL DE CONCLUSÃO DE CURSO dos Programas de Especialização Lato sensu do UNESP. O Coordenador

Leia mais

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm;

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm; Breve orientação para formatação das 6 (seis) primeiras páginas de teses e dissertações, condição obrigatória para que os textos sejam divulgados pela Biblioteca Digital. Em caso de dúvida, consulte o

Leia mais

FACULDADE SÃO LUÍS DE FRANÇA ESPECIALIZAÇÃO EM... TÍTULO: SUBTÍTULO (SE HOUVER)

FACULDADE SÃO LUÍS DE FRANÇA ESPECIALIZAÇÃO EM... TÍTULO: SUBTÍTULO (SE HOUVER) FACULDADE SÃO LUÍS DE FRANÇA ESPECIALIZAÇÃO EM... TÍTULO: SUBTÍTULO (SE HOUVER) ARACAJU 2008 Modelo de artigo científico, elaborado conforme as normas da ABNT (NBR 6022, 2003). Por se tratar de trabalho

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Centro de Tecnologia Curso de Graduação em Engenharia Elétrica

Universidade Federal do Ceará Centro de Tecnologia Curso de Graduação em Engenharia Elétrica Universidade Federal do Ceará Centro de Tecnologia Curso de Graduação em Engenharia Elétrica Normas para apresentação do Trabalho Final de Curso Coordenação do Curso de Graduação em Engenharia Elétrica

Leia mais

MANUAL DE FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

MANUAL DE FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS MANUAL DE FORMATAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Elaborado por: Carmen Torresan Atualizado por: Andreza A. de Oliveira MARINGÁ 2018 Bibliotecária / CRB9 n o 629 Mestre em Educação. Bibliotecária / CRB9 n o

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS + A S S O C I A Ç Ã O B R A S I L E I R A D E I N C E N T I V O A C I Ê N C I A Rio Grande do Sul Brasil 2013 PREFÁCIO A Associação Brasileira de Incentivo

Leia mais

Normas para elaboração do Trabalho de Graduação do Curso de Agronomia do Campus Experimental de Registro

Normas para elaboração do Trabalho de Graduação do Curso de Agronomia do Campus Experimental de Registro Normas para elaboração do Trabalho de Graduação do Curso de Agronomia do Campus Experimental de Registro Comissão do Trabalho de Graduação do Curso de Agronomia CTGCA Setembro/2010 SUMÁRIO 1 DEFINIÇÕES...

Leia mais

MANUAL DE TRABALHOS ACADÊMICOS

MANUAL DE TRABALHOS ACADÊMICOS MANUAL DE TRABALHOS ACADÊMICOS Apresentação gráfica Segundo normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e atualizado com as alterações da NBR 14724/11 Trabalhos Acadêmicos.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL BIBLIOTECA CENTRAL Treinamento Sobre Uso da NBR 14724 da ABNT : apresentação de trabalhos acadêmicos Maria Amazilia Penna de Moraes Ferlini Bibliotecária-Documentalista

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÕES DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ENQUANTO TRABALHO ACADÊMICO NO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CÂMPUS SANTO AUGUSTO

NORMAS PARA APRESENTAÇÕES DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ENQUANTO TRABALHO ACADÊMICO NO INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA CÂMPUS SANTO AUGUSTO 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA. FARROUPILHA CÂMPUS SANTO AUGUSTO NORMAS PARA APRESENTAÇÕES DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

Leia mais

Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais

Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais Seção Técnica de Referência e Atendimento ao Usuário e Documentação STRAUD bibl-refere@marilia.unesp.br Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais Maria Elisa V. Pickler Nicolino,

Leia mais

NORMAS PARA PUBLICAR NA REVISTA ANAP BRASIL

NORMAS PARA PUBLICAR NA REVISTA ANAP BRASIL NORMAS PARA PUBLICAR NA REVISTA ANAP BRASIL CRITÉRIOS PARA SELEÇÃO Os artigos deverão ser encaminhados para Comissão Avaliadora da ANAP, através do e-mail anapbrasil@amigosdanatureza.org.br. A seleção

Leia mais

NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS

NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS NORMAS ABNT PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS CIENTÍFICOS Gláucia Maria Saia Cristianini Biblioteca Prof. Achille Bassi Fontes: Diretrizes para apresentação de dissertações e teses da USP: documento eletrônico

Leia mais

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO

NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS APRESENTAÇÃO O trabalho deve ser digitado e impresso em papel branco ou reciclado no formato A4. O texto pode ser digitado no anverso e verso das folhas,

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO?

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003 COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO? Título do artigo, centralizado. Maria da Silva Pereira* Maria Alves de Arruda** Nome(s) do(s) autor(es). RESUMO

Leia mais

Normalizaçã. ção o de Trabalhos Acadêmicos (ABNT)

Normalizaçã. ção o de Trabalhos Acadêmicos (ABNT) Seção Técnica de Referência e Atendimento ao Usuário e Documentação STRAUD bibl-refere@marilia.unesp.br Normalizaçã ção o de Trabalhos Acadêmicos (ABNT) Marília 2017 NBR 14724:2011 Apresentação de trabalhos

Leia mais

Trabalhos Acadêmicos ABNT-NBR 14724:2002. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Trabalhos Acadêmicos ABNT-NBR 14724:2002. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Trabalhos Acadêmicos ABNT-NBR 14724:2002 Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Normalização Documentária Referências. Citações em documentos. Trabalhos Acadêmicos. Associação Brasileira de Normas Técnicas

Leia mais

ANEXO IV NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO ESCRITO (TCC)

ANEXO IV NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO ESCRITO (TCC) Campus de Bauru ANEXO IV NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO ESCRITO (TCC) 1. NORMAS DE APRESENTAÇÃO DO TCC 1.1. O trabalho deve ser digitado e impresso em papel formato A4. O texto deve ser digitado no

Leia mais

b) Revisão: os artigos de revisão analisam e discutem trabalhos já publicados, revisões bibliográficas etc.

b) Revisão: os artigos de revisão analisam e discutem trabalhos já publicados, revisões bibliográficas etc. 1 O Artigo Científico e sua estrutura Artigo científico é parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute idéias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Modelo de Artigo de periódico baseado na NBR 6022, 2003. Título do artigo, centralizado. COMO ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Maria Bernardete Martins Alves * Susana Margaret de Arruda ** Nome do (s) autor

Leia mais

ELEMENTOS DO PROJETO DE PESQUISA ABNT NBR 15287:2011

ELEMENTOS DO PROJETO DE PESQUISA ABNT NBR 15287:2011 ELEMENTOS DO PROJETO DE PESQUISA ABNT NBR 15287:2011 A estrutura de um projeto de pesquisa, conforme a ABNT (2005), consiste em elementos prétetuais, elementos tetuais e elementos pós-tetuais. 1 ELEMENTOS

Leia mais

Comitê de Avaliação de Trabalhos de Conclusão de Cursos da Faculdade de Tecnologia (FATEC) de Taquaritinga/SP

Comitê de Avaliação de Trabalhos de Conclusão de Cursos da Faculdade de Tecnologia (FATEC) de Taquaritinga/SP CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE TAQUARITINGA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSOS (TCC) Comitê de Avaliação de Trabalhos de Conclusão

Leia mais

Table of Contents. Sobre a Revista Atualiza Saúde. Normas para Publicação. Estrutura do Artigo. Elementos Pré-textuais. Elementos Textuais

Table of Contents. Sobre a Revista Atualiza Saúde. Normas para Publicação. Estrutura do Artigo. Elementos Pré-textuais. Elementos Textuais Table of Contents Sobre a Revista Atualiza Saúde Normas para Publicação Estrutura do Artigo Elementos Pré-textuais Elementos Textuais Elementos Pós-textuais Regras Gerais de Apresentação Materiais de Apoio

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO

NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO NORMAS PARA ELABORAR UM ARTIGO CIENTÍFICO Rosangela Alves de Oliveira * Nome do (s) autor (s) RESUMO Este trabalho estabelece as orientações para apresentação de um artigo científico. Todas as informações

Leia mais

INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS

INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS INSTRUÇÃO GERAIS PARA ELABORAÇÃO DE TESES / DISSERTAÇÕES E DO PRODUTO EDUCACIONAL A. INFORMAÇÕES GERAIS Segundo a NBR 14724:2005 da ABNT, uma dissertação é um documento que representa o resultado de um

Leia mais

COLEGIADO PLENO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA (MESTRADO PROFISSIONAL)

COLEGIADO PLENO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA (MESTRADO PROFISSIONAL) COLEGIADO PLENO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA (MESTRADO PROFISSIONAL) RESOLUÇÃO n.03/2015 /COLEGIADO PLENO do PGSCol Aprova elementos mínimos a constar na elaboração do Projeto de Qualificação

Leia mais

DEFESA DE DISSERTAÇÃO

DEFESA DE DISSERTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE DIREITO MESTRADO PROFISSIONAL EM SEGURANÇA PÚBLICA, JUSTIÇA E CIDADANIA. PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SEGURANÇA PÚBLICA DEFESA DE DISSERTAÇÃO Salvador - BA Setembro

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES. Gabriel Soares de Vasconcelos

INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES. Gabriel Soares de Vasconcelos INFORMÁTICA APLICADA ÀS ORGANIZAÇÕES Roteiro Redação de textos ABNT Editores de textos MS Word Configuração ABNT no MS Word Redação de textos Definição É todo ato normativo e toda comunicação através da

Leia mais

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM MATERIAL DE APOIO PARA ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM Este documento tem a finalidade de auxiliar os alunos na formatação das Teses e Dissertações do Programa

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - REGIONAL JATAÍ UNIDADE ACADÊMICA ESPECIAL DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOCIÊNCIA ANIMAL Guia para Redação Técnico-Científica

Leia mais

COORDENADORIA DE EXTENSÃO SUPERVISÃO DE ESTÁGIO LICENCIATURA EM QUÍMICA RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

COORDENADORIA DE EXTENSÃO SUPERVISÃO DE ESTÁGIO LICENCIATURA EM QUÍMICA RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO COORDENADORIA DE EXTENSÃO SUPERVISÃO DE ESTÁGIO LICENCIATURA EM QUÍMICA RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO Sertãozinho Setembro/ 2010 1 SUMÁRIO POR QUE ESCREVER UM RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO?...2 O QUE ESCREVER

Leia mais

DIRETRIZES PARA A APRESENTAÇÃO DO TGI Guia para consulta rápida. Escola de Engenharia

DIRETRIZES PARA A APRESENTAÇÃO DO TGI Guia para consulta rápida. Escola de Engenharia DIRETRIZES PARA A APRESENTAÇÃO DO TGI Guia para consulta rápida Escola de Engenharia Bibliografia Básica: UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE. Apresentação de Trabalhos Acadêmicos: guia para alunos da

Leia mais

UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO Mogi das Cruzes, SP 2017 ELABORAÇÃO: DECLÉIA MARIA FAGANELLO (COORDENAÇÃO) MAÍSA MARTINS DE CARVALHO FABIANE TAVARES DA SILVA FICHA CATALOGRÁFICA

Leia mais

MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE ARTIGO ACADÊMICO

MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE ARTIGO ACADÊMICO MANUAL DE NORMALIZAÇÃO DE ARTIGO ACADÊMICO Elaborado por: Carmen Torresan Atualizado por: Andreza A. de Oliveira MARINGÁ 2018 Bibliotecária / CRB9 n o 629 Mestre em Educação. Bibliotecária / CRB9 n o 1816

Leia mais

ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO

ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO MARINGÁ 2016 ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS: NORMAS PARA APRESENTAÇÃO Elaborado por: Carmen Torresan * MARINGÁ 2016 Bibliotecária / CRB9

Leia mais

Orientações aos concluintes.

Orientações aos concluintes. Orientações aos concluintes referencia@ufersa.edu.br TRABALHO ACADÊMICO (NBR 14724/2011) Especificar os princípios gerais para a elaboração e apresentação de trabalhos acadêmicos. (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação ou de Especialização (TCC), Trabalho de Graduação Interdisciplinar (TGI)

Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação ou de Especialização (TCC), Trabalho de Graduação Interdisciplinar (TGI) 1 Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação ou de Especialização (TCC), Trabalho de Graduação Interdisciplinar (TGI) Documento que representa o resultado de estudo, devendo expressar conhecimento do

Leia mais

COMO ELABORAR UM ARTIGO

COMO ELABORAR UM ARTIGO COMO ELABORAR UM ARTIGO Jaqueline C. Bueno 1 Resumo Nosso objetivo é detalhar os passos na elaboração de um artigo acadêmico. Utilizaremos a NBR 6022 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)

Leia mais

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE DOM LUIZ DE ORLEANS E BRAGANÇA COORDENAÇÃO GERAL DOS CURSOS MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO Ribeira do Pombal - BA ARTIGO CIENTÍFICO O artigo pode ser definido como discussão de temáticas científicas

Leia mais

Técnicas de Pesquisa

Técnicas de Pesquisa Técnicas de Pesquisa Aula 04 Formatação (Normas ABNT) Katia A. G. de Azevedo Vanessa Rolnik Artioli 2º. Semestre 2012 Curso: Matemática Aplicada a Negócios Formatação ABNT NBR 14724 Princípios gerais para

Leia mais

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito CURSO DE... NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO MARINGÁ ANO NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO Recuo de 7 cm, fonte 12, espaço simples Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade Metropolitana de Maringá

Leia mais

Estrutura de Trabalho Acadêmico, Citações e Referências e Demais Normas Aceitas pela USP para Dissertações e Teses

Estrutura de Trabalho Acadêmico, Citações e Referências e Demais Normas Aceitas pela USP para Dissertações e Teses Estrutura de Trabalho Acadêmico, Citações e Referências e Demais Normas Aceitas pela USP para Dissertações e Teses Elena Luzia Palloni Gonçalves Bibliotecária EESC/USP Diretrizes para Apresentação de Dissertações

Leia mais

Manual TCC Curso de Direito

Manual TCC Curso de Direito 1 Manual TCC Curso de Direito 2 Diretor Geral Prof.º Weldon Bispo Silva Vice Direção Acadêmica Prof.º Fabiano Ferraz Vice Direção Administrativo Sra. Rafaella Nóbrega Coordenador do Curso de Administração

Leia mais

NORMAS BÁSICAS E PADRÕES PARA A ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO

NORMAS BÁSICAS E PADRÕES PARA A ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO CAMPUS ITUIUTABA DEPARTAMENTO DE ENSINO CURSO TÉCNICO DE NIVEL MÉDIO EM ----------------------------

Leia mais

ARTIGOS EM PUBLICAÇÃO PEÍÓDICA TÉCNICA E/OU CIENTÍFICA

ARTIGOS EM PUBLICAÇÃO PEÍÓDICA TÉCNICA E/OU CIENTÍFICA ARTIGOS EM PUBLICAÇÃO PEÍÓDICA TÉCNICA E/OU CIENTÍFICA Artigo técnico e/ou científico é a parte de uma publicação periódica com autoria declarada. A ABNT NBR 6022 estabelece um sistema para a apresentação

Leia mais

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DISSERTAÇÃO/TESE

NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DISSERTAÇÃO/TESE NORMAS PARA A APRESENTAÇÃO DISSERTAÇÃO/TESE Canoas, 2019 APRESENTAÇÃO A dissertação ou tese representa o trabalho final para a conclusão do curso de mestrado ou do doutorado. Ela encerra o planejamento,

Leia mais

PROJETO GRÁFICO. Formato Os textos devem ser apresentados em papel branco ou reciclado, formato A4 (21cm X 29,7cm).

PROJETO GRÁFICO. Formato Os textos devem ser apresentados em papel branco ou reciclado, formato A4 (21cm X 29,7cm). 1 PROJETO GRÁFICO O projeto gráfico segue os padrões da NBR 14724 da ABNT - Informação e documentação Trabalhos acadêmicos Apresentação. Consiste na apresentação gráfica do trabalho acadêmico e é de responsabilidade

Leia mais

MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO (TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO)

MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO (TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO) MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO (TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO) Mamanguape-PB 2017.1 MANUAL PARA A ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO TÉCNICO-CIENTÍFICO (TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO)

Leia mais

SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR DE MANHUAÇU FACULDADE DO FUTURO

SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR DE MANHUAÇU FACULDADE DO FUTURO SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR DE MANHUAÇU FACULDADE DO FUTURO NORMAS TÉCNICAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Manhuaçu 2015 Elaboração Juliana dos Santos Paiva e Santos Fabio Fortes

Leia mais

NORMAS PARA ENVIO DOS TRABALHOS COMPLETOS PARA A III JORNADA DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UNIFAL-MG

NORMAS PARA ENVIO DOS TRABALHOS COMPLETOS PARA A III JORNADA DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UNIFAL-MG NORMAS PARA ENVIO DOS TRABALHOS COMPLETOS PARA A III JORNADA DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UNIFAL-MG A III Jornada de Ciências Sociais da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG), que acontecerá nos dias 03

Leia mais

Manual TCC Curso de Direito

Manual TCC Curso de Direito Faculdade Católica Recife TCC Direito 1 Manual TCC Curso de Direito Faculdade Católica Recife TCC Direito 2 Diretor Geral Prof.º Weldon Bispo Silva Vice Direção Acadêmica Prof.º Fabiano Ferraz Vice Direção

Leia mais