Ministério Público do Estado de São Paulo. Procuradoria-Geral de Justiça

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ministério Público do Estado de São Paulo. Procuradoria-Geral de Justiça"

Transcrição

1 Ministério Público do Estado de São Paulo Procuradoria-Geral de Justiça

2 GAIMP Grupo de Acompanhamento da Informatização do Ministério Público Doutor Alberto Carlos Dib Júnior Promotor de Justiça Coordenador Regina Tavares de Toledo Carnieto Assessor Técnico de Gabinete Gilberto Wagner Papalardo Diretor do Centro de Informática

3 Pauta O GAIMP A estrutura do Centro de Informática O parque de equipamentos da Instituição Suporte Técnico e contratos de manutenção Materiais de consumo Portal da Instituição Correio Eletrônico Sistemas Conveniados Crescimento da Intranet Segurança da Informação

4 Assessoria de Planejamento e Informatização Criada pelo Ato PGJ n. 391/05, tem por atribuição: Elaborar o Plano Geral de Atuação; Responder pelo GAIMP - Grupo de Acompanhamento da Informatização do Ministério Público; Coordenar o Grupo Permanente de Planejamento Estratégico Institucional; Desenvolver indicadores de eficácia e eficiência do Ministério Público;

5 GAIMP - Grupo de Acompanhamento da Informatização do Ministério Público Criado pelo Ato (I) n. 04/93-PGJ, tem por atribuição: A supervisão, orientação e acompanhamento das atividades do Centro de Informática; Definição da política de informatização da Instituição

6 Estrutura Organizacional GAIMP Assessoria Técnica Diretoria Técnica do Centro de Informática Infra-estrutura Sistemas Suporte Técnico Administrativo Líderes de Projeto Líderes de Projeto Líderes de Projeto Chefe Analistas Analistas de Sistemas Chefe Analistas de O&M Técnicos

7 Quadro de servidores Áreas Assessor Técnico de Gabinete / Diretor Técnico Assistente Técnico Oficial de Promotoria Auxiliar de Promotoria GAIMP Diretoria do Centro de Informática 1 1 Desenvolvimento / DBA Rede e Tecnologia Suporte, Manutenção e Treinamento Administrativo Totais Totais

8 Parque de equipamentos Aquisições / Acumulado Ano

9 Parque de equipamentos microcomputadores em uso microcomputadores conectados à Intranet Parque heterogêneo Estrutura própria de Help-Desk

10 Help Desk Central de Atendimento ao usuário (11)

11 Help Desk Central de Atendimento ao usuário Centraliza todo o atendimento de suporte técnico de informática. Solução de problemas ou esclarecimento de dúvidas. Abertura de chamado para visita de um técnico no local ou orientação quanto ao procedimento que deve ser adotado. Havendo as condições técnicas necessárias, o técnico do help desk pode fazer um atendimento remoto, assumindo o controle do equipamento do usuário.

12 Equipamentos em garantia ou com contrato de manutenção corretiva Equipamentos com garantia chamados abertos pelo usuário no número do fornecedor (chamada gratuita). Prazo de atendimento: 24 horas, contadas da abertura do chamado técnico. Caso seja necessário que o equipamento vá para laboratório, a empresa deve fornecer um equipamento de backup, de características iguais ou superiores às do retirado. O prazo para devolução não deve ultrapassar 15 dias.

13 Equipamentos em garantia ou com contrato de manutenção corretiva Cobertura: microcomputadores: total impressoras: total, exceto consumíveis (toner e fusores) exceção: mal uso. Havendo qualquer irregularidade no atendimento dos contratos (prazos, condições, qualidade do serviço, reincidência do problema), a mesma deverá ser reportada à Subárea de Suporte, Manutenção e Treinamento - Administrativo, SMT-ADM, no

14 Equipamentos sem garantia Equipamentos que não tem cobertura contratual, seja por seu tempo de uso ou por não ser viável, economicamente, manter um contrato de manutenção. Em caso de defeito, será analisada a possibilidade e a conveniência do conserto (custo x benefício); Orçamentos em empresas especializadas; Conserto; e Devolução para o usuário.

15 Materiais de consumo de informática Cartucho de tinta, toner, fusores para impressora laser, disquete, CD, DVD, etiquetas, etc. O GAIMP faz a análise do consumo para a manutenção do estoque e as providências de aquisição, armazenamento e distribuição cabem à Diretoria-Geral. Cartuchos de tinta ou toner com defeito: deve ser preenchido um formulário específico (site DG) e devidamente encaminhado ao Almoxarifado, que envia o mesmo ao GAIMP para teste. O MP não adquire cartuchos de tinta remanufaturados. Os cartuchos podem ser similares NOVOS ou originais do fabricante da impressora.

16 PORTAL MP (

17 Login Intranet

18 Login na Intranet acesso para o público interno depende do perfil do usuário

19 Portal de serviços

20 GAIMP

21 Consulta ao Diário Oficial do Estado

22 Lista Telefônica

23 Webmail correio eletrônico

24 Contas de usuário A conta de usuário para login na Intranet é a mesma da sua conta do . Exemplo: reginacarnieto é a conta para login na Intranet e é a conta do . A senha expira a cada 90 dias e precisa ser trocada por questão de segurança. A sua senha não deve ser divulgada, a qualquer título. É de sua total responsabilidade.

25 Sistemas conveniados

26 Sistemas conveniados

27 Rede Intranet/Internet Internet Intranet Firewall

28 Intranet-MP

29 Crescimento da Intranet Até o final do primeiro semestre de 2008 teremos 100% das unidades do MP integradas. Instalação de rede em 170 locais Aumento da velocidade dos links atuais

30 Segurança da Informação Anti-vírus Anti-spam Firewall IDS/IPS (ferramenta de detecção e bloqueio de intrusão) Controle de acesso (Internet) Políticas de segurança Recomendações importantes

31 Segurança da Informação

32 Bloqueio de SPAM Data: 10 a 17 de fevereiro de 2008 Processadas (Recebidas e Enviadas) Spam Mensagens Permitidas Vírus Suspeita de Vírus Worms Bloqueio de Conteúdo Total da semana (91%) (< 1%) 2 (< 1%) 56 (< 1%) 214 (< 1%) (2%) Data 10/2/ (98%) 64 (< 1%) 0 (0%) 1 (< 1%) 2 (< 1%) 134 (< 1%) 11/2/ (85%) (1%) 0 (0%) 6 (< 1%) 37 (< 1%) 510 (< 1%) 12/2/ (92%) (< 1%) 0 (0%) 6 (< 1%) 35 (< 1%) (1%) 13/2/ (87%) 812 (< 1%) 2 (< 1%) 15 (< 1%) 46 (< 1%) (4%) 14/2/ (91%) (1%) 0 (0%) 10 (< 1%) 39 (< 1%) (1%) 15/2/ (92%) 830 (< 1%) 0 (0%) 16 (< 1%) 40 (< 1%) (2%) 16/2/ (94%) 14 (< 1%) 0 (0%) 1 (< 1%) 9 (< 1%) (3%) 17/2/ (96%) 9 (< 1%) 0 (0%) 1 (< 1%) 6 (< 1%) (2%)

33 Ministério Público do Estado de São Paulo Procuradoria-Geral de Justiça

CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: TECNOLOGIA MANUAL DE PROCESSOS

CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: TECNOLOGIA MANUAL DE PROCESSOS CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: TECNOLOGIA MANUAL DE PROCESSOS 110 SETOR: TECNOLOGIA Nº DOC.: FOLHA:02/16 MATRIZ DE PROCESSOS E ATIVIDADES APROVADO POR: Ir. 25/03/2010 REVISÃO: 13/09/2013

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P. TJAM 56 PROJUDI Revisado por: Breno Figueiredo Corado DVTIC/PROJUDI

Leia mais

Este Manual aplica-se a todos os Usuário de T.I. do Ministério Público de Goiás. ATIVIDADE AUTORIDADE RESPONSABILIDADE Manter o Manual Atualizado

Este Manual aplica-se a todos os Usuário de T.I. do Ministério Público de Goiás. ATIVIDADE AUTORIDADE RESPONSABILIDADE Manter o Manual Atualizado Versão 01 - Página 1/8 1 Objetivo Orientar o usuário de T.I. a solicitar atendimento. Mostrar o fluxo da solicitação. Apresentar a Superintendência 2 Aplicação Este Manual aplica-se a todos os Usuário

Leia mais

Serviços do Prodasen. Estrutura de atendimento... 5. Central de Atendimento... 6. Gerente de Relacionamento... 7. Infra-estrutra de Rede...

Serviços do Prodasen. Estrutura de atendimento... 5. Central de Atendimento... 6. Gerente de Relacionamento... 7. Infra-estrutra de Rede... Serviços do Prodasen Estrutura de atendimento... 5 Central de Atendimento... 6 Gerente de Relacionamento... 7 Infra-estrutra de Rede... 9 Gestão de Equimentos... 9 Serviços de apoio... 10 Outros serviços...

Leia mais

Catálogo de Serviços de Tecnologia da Informação. Versão 0.2

Catálogo de Serviços de Tecnologia da Informação. Versão 0.2 Catálogo de Serviços de Tecnologia da Informação Versão 0.2 Apresentação...3 Objetivos... 3 1.Serviço e-mail corporativo...4 Apresentação Este documento visa organizar e documentar os serviços prestados

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos padronizados necessários para utilização do Help Desk da Coco do Vale.

Estabelecer critérios e procedimentos padronizados necessários para utilização do Help Desk da Coco do Vale. Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos padronizados necessários para utilização do Help Desk da Coco do Vale. Responsabilidades As informações neste tópico são as responsabilidades, descritas de

Leia mais

NORMA ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I.

NORMA ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. Data: 17 de dezembro de 2009 Pág. 1 de 8 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1. INTRODUÇÃO 3 2. FINALIDADE 3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3 4. ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. 4 4.1. Diretrizes:

Leia mais

NORMA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA

NORMA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA CONTROLE DO PARQUE DE INFORMÁTICA Data: 17 de dezembro de 2009 Pág. 1 de 13 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1. INTRODUÇÃO 3 2. FINALIDADE 3 3. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3 4. PADRONIZAÇÃO DOS RECURSOS DE T.I. 4 5. AQUISIÇÃO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG RESOLUÇÃO Nº 080/2014, DE 25 DE JUNHO DE 2014 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA

DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA DIRETRIZES PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA AUTORIDADE PÚBLICA OLÍMPICA 1 APRESENTAÇÃO Este conjunto de diretrizes foi elaborado para orientar a aquisição de equipamentos

Leia mais

GERENCIAR GARANTIA DE EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA 1 OBJETIVO

GERENCIAR GARANTIA DE EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA 1 OBJETIVO Proposto por: Equipe da Divisão de Equipamentos em Garantia (DIGAR) Analisado por: Departamento de Produção (DEPRO) Aprovado por: Diretor-Geral da Diretoria Geral de Tecnologia da Informação (DGTEC) 1

Leia mais

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. FERRAMENTA DE ANÁLISE ASSOCIATIVA AUMENTA EFICIÊNCIA DO TRABALHO DESENVOLVIDO PELO MPRS

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. FERRAMENTA DE ANÁLISE ASSOCIATIVA AUMENTA EFICIÊNCIA DO TRABALHO DESENVOLVIDO PELO MPRS Case de Sucesso Integrando CIOs, gerando conhecimento. FERRAMENTA DE ANÁLISE ASSOCIATIVA AUMENTA EFICIÊNCIA DO TRABALHO DESENVOLVIDO PELO MPRS Perfil O Ministério Público é uma instituição permanente,

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais Diretoria Executiva de Informática

Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais Diretoria Executiva de Informática Informações do contrato de prestação de serviços de informática com a empresa CONTECH ATENDIMENTO INTERIOR Março 2009 Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais Diretoria Executiva de Informática Índice

Leia mais

Soluções Completas. Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de:

Soluções Completas. Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de: Soluções Completas Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de: - Conexões compartilhada (.IP) e dedicada (.LINK); - Data Center com servidores virtuais

Leia mais

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao.

Planejar, administrar, desenvolver e implementar banco de dados e sistemas integrados de informacao. PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000053 - ENGENHARIA DA COMPUTACAO Nivel: Superior Area Profissional: INFORMATICA Area de Atuacao: BANCO DE DADOS/INFORMATICA Planejar, administrar,

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para a realização de pesquisas de jurisprudência.

Estabelecer critérios e procedimentos para a realização de pesquisas de jurisprudência. Proposto por: Equipe do Serviço de Pesquisa e Análise de Jurisprudência (SEPEJ) REALIZAR PESQUISA DE JURISPRUDÊNCIA Analisado por: Diretor da Divisão de Gestão de Acervos Jurisprudenciais (DIJUR) Aprovado

Leia mais

Laboratórios de Informática Regulamento

Laboratórios de Informática Regulamento 1 Laboratórios de Informática Regulamento Pagina 1/10 Sumário DA CONSTITUIÇÃO...3 DA ADMINISTRAÇÃO...4 DA UTILIZAÇÃO...5 DISPOSIÇÕES GERAIS...10 Pagina 2/10 REGULAMENTO INTERNO DA CONTISTUIÇÃO Art. 1 -

Leia mais

Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M

Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M 1. Introdução a política 2. Quem está elegível para solicitar suporte? 3. Horário de atendimento 4. Que tempo de resposta

Leia mais

POLÍTICA DE ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I.

POLÍTICA DE ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. POLÍTICA DE ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3. ATENDIMENTO AOS USUÁRIOS DE T.I. 3.1.1. Diretrizes 3.1.2. Responsabilidades 4. SERVIÇOS 4.1.1. Reparos efetuados

Leia mais

Organização de arquivos e pastas

Organização de arquivos e pastas Organização de arquivos e pastas Pasta compara-se a uma gaveta de arquivo. É um contêiner no qual é possível armazenar arquivos. As pastas podem conter diversas subpastas. Definir a melhor forma de armazenamento

Leia mais

SENHORES CHEFE DE GABINETE, DIRETORES DE DIRETORIAS, DE DIVISÕES, DE ASSESSORIAS E PROCURADOR CHEFE

SENHORES CHEFE DE GABINETE, DIRETORES DE DIRETORIAS, DE DIVISÕES, DE ASSESSORIAS E PROCURADOR CHEFE DTM-SUP/DER-002-12/01/2000 Estabelece procedimentos na área de informática. (1.11) SENHORES CHEFE DE GABINETE, DIRETORES DE DIRETORIAS, DE DIVISÕES, DE ASSESSORIAS E PROCURADOR CHEFE O SUPERINTENDENTE

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INFORMÁTICA

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INFORMÁTICA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE INFORMÁTICA Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 31/13, de 21/08/13. CAPÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este regulamento dispõe especificamente do Núcleo de Informática

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Serviços de informática. Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS

TERMO DE REFERÊNCIA. Serviços de informática. Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS TERMO DE REFERÊNCIA Serviços de informática Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS 1 I VISITA IN LOCO No dia 24 de junho de 2014 na sede da Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS realizamos

Leia mais

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC.

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC. Código: MAP-DITEC-001 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerência de Sistemas Aprovado por: Diretoria de Tecnologia da Informação 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento

Leia mais

CONTROLE DE COPIA: PO-AM-TI-025 TELEFONIA MÓVEL 10/07/2015

CONTROLE DE COPIA: PO-AM-TI-025 TELEFONIA MÓVEL 10/07/2015 1/6 1. OBJETIVO Estabelecer a sistemática para concessão de linhas telefônicas móveis, aparelhos e modens, ao pessoal, Técnico, Administrativo e Operacional das empresas do Grupo Santa Helena. Este procedimento

Leia mais

Liner. Manual do Usuário

Liner. Manual do Usuário Liner Manual do Usuário Parabéns, Você acaba de adquirir o Gravador Telefônico Digital Pctel Liner. Líder em seu segmento, disponibiliza a mais alta tecnologia em gravadores telefônicos digitais, convertendo

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS

1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS 1. COMPETÊNCIAS DAS DIRETORIAS 1.1. Diretoria Executiva (DEX) À Diretora Executiva, além de planejar, organizar, coordenar, dirigir e controlar as atividades da Fundação, bem como cumprir e fazer cumprir

Leia mais

PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS

PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS AEJ - ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DE JAÚ CNPJ 05.311.136/0001-36 FACULDADE JAUENSE PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS JAÚ/2012 MANUTENÇÃO E ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS DA FAJAU

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento. Toledo PR. Versão 2.0 - Atualização 26/01/2009 Depto de TI - FASUL Página 1

MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento. Toledo PR. Versão 2.0 - Atualização 26/01/2009 Depto de TI - FASUL Página 1 MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento Toledo PR Página 1 INDICE 1. O QUE É O SORE...3 2. COMO ACESSAR O SORE... 4 2.1. Obtendo um Usuário e Senha... 4 2.2. Acessando o SORE pelo

Leia mais

Segurança na Rede UFBA

Segurança na Rede UFBA Dia Mundial de Segurança da Informação Segurança na Rede UFBA Roberto Ferreira Prado Quaresma UFBA - Números UFBA (2001) 58 cursos de graduação 39 mestrados 16 doutorados 30 cursos de especialização/ano

Leia mais

Soluções em Documentação

Soluções em Documentação Desafios das empresas no que se refere à documentação de infraestrutura de TI Realizar e manter atualizado o inventário de recursos de Hardware e software da empresa, bem como a topologia de rede Possuir

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Coordenadoria do Campus de Ribeirão Preto Seção Técnica de Informática. Política de Informática CCRP

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Coordenadoria do Campus de Ribeirão Preto Seção Técnica de Informática. Política de Informática CCRP Política de Informática CCRP Índice 1. DISPOSIÇÕES GERAIS... 2 2. ESPECIFICAÇÃO E AQUISIÇÃO DE NOVOS EQUIPAMENTOS... 2 3. INSTALAÇÃO DE SOFTWARES... 2 4. DESENVOLVIMENTO, MANUTENÇÃO E BACKUP DE SISTEMAS

Leia mais

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES (GR3P30)

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES (GR3P30) UNIP Brasília - Coordenação CG/CW/GR/AD Senhores Alunos, PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES (GR3P30) Seguem informações importantes sobre o PIM: 1. O QUE É? - Os PIM (Projeto Integrado Multidisciplinar)

Leia mais

GERIR CONTEÚDO DO BANCO DE DADOS DE AÇÕES CIVIS PÚBLICAS 1 OBJETIVO

GERIR CONTEÚDO DO BANCO DE DADOS DE AÇÕES CIVIS PÚBLICAS 1 OBJETIVO Proposto por: Equipe da Divisão de Organização de Acervos de Conhecimento (DICAC) Analisado por: Diretor do Departamento de Gestão e Disseminação do Conhecimento (DECCO) Aprovado por: Diretor-Geral da

Leia mais

Rede Cooperativa de Municípios COMUNIC

Rede Cooperativa de Municípios COMUNIC c1508/02/0213:24 Rede Cooperativa de Municípios COMUNIC c2508/02/0213:24 COMUNIC Rede Cooperativa de Municípios A Rede Comunic é uma solução integrada que combina infra-estrutura, sistemas e serviços,

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 43/CSJT.GP.SG, DE 1º DE MARÇO DE 2013

CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 43/CSJT.GP.SG, DE 1º DE MARÇO DE 2013 CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO ATO Nº 43/CSJT.GP.SG, DE 1º DE MARÇO DE 2013 Dispõe sobre a política de nivelamento, atualização e renovação da infraestrutura de Tecnologia da Informação e Comunicação

Leia mais

Padrões de Atendimento de Serviços da empresa Trilegal Bah! Serviços de Infraestrutura de TI

Padrões de Atendimento de Serviços da empresa Trilegal Bah! Serviços de Infraestrutura de TI Padrões de Atendimento de Serviços da empresa Trilegal Bah! Serviços de Infraestrutura de TI O seguinte documento (abreviado para PAS) apresenta os padrões de serviços prestados pela Trilegal Bah! Versão

Leia mais

PORTARIA Nº 114, DE 19/9/2007

PORTARIA Nº 114, DE 19/9/2007 CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Documentação e Informação PORTARIA Nº 114, DE 19/9/2007 Aprova normas para padronização, instalação e controle de programas de computador no âmbito da Câmara dos Deputados.

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA. ATO PGJ nº 19/2009

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA. ATO PGJ nº 19/2009 ATO PGJ nº 19/2009 - Alterado o inciso III, do art. 3º, pelo Ato nº 23/2010, de 27/05/10, art. 1º. - Ver Errata do Ato-PGJ n.23/2010, publicado no DOMP n. 255 em 11/06/2010. - Ver Ato-PGJ n. 18/2009, arts.

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO BASEADO NA NORMA ABNT 21:204.01-010 A Política de segurança da informação, na empresa Agiliza Promotora de Vendas, aplica-se a todos os funcionários, prestadores de

Leia mais

REDE CONCEPCIONISTA DE ENSINO

REDE CONCEPCIONISTA DE ENSINO REDE CONCEPCIONISTA DE ENSINO SETOR: ALMOXARIFADO MANUAL DE PROCESSOS MP = Manual de Processos 1 Nº DOC.: MP 11 FOLHA: 2/10 MATRIZ DE PROCESSOS E ATIVIDADES Missão: Apoiar a Direção Geral e Administrativa

Leia mais

ARTEC FACULDADE DE IMPERATRIZ

ARTEC FACULDADE DE IMPERATRIZ POLÍTICA DE USO DE EQUIPAMENTO DE INFORMATICA Objetivo: Definir responsabilidades e orientar a conduta dos técnicos administrativos, alunos e professores da FACIMP na utilização dos recursos computacionais,

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 121/2013/TCE-RO

RESOLUÇÃO N. 121/2013/TCE-RO RESOLUÇÃO N. 121/2013/TCE-RO Disciplina questões referentes à gestão dos ativos de Tecnologia da Informação no âmbito do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE-RO) e dá outras providências. O TRIBUNAL

Leia mais

POLÍTICA DE TRATAMENTO DE INCIDENTES DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE TRATAMENTO DE INCIDENTES DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO POLÍTICA DE TRATAMENTO DE INCIDENTES DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 1. Objetivos Assegurar que os eventos de segurança de sejam tratados de forma efetiva, permitindo o adequado registro, investigação e tomada

Leia mais

ÁLAMO ENGENHARIA POLÍTICA DE SEGURANÇA DE INFORMÁTICA

ÁLAMO ENGENHARIA POLÍTICA DE SEGURANÇA DE INFORMÁTICA ELABORAÇÃO / REVISÃO APROVAÇÃO Marcelo Costa 16/05/2013 Fernando Matias 16/05/2013 NOME DATA NOME DATA Introdução: A segurança é um dos assuntos mais importantes dentre as preocupações de nossa empresa.

Leia mais

LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA POLÍTICA DE USO DE FUNCIONAMENTO

LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA POLÍTICA DE USO DE FUNCIONAMENTO FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DO PIAUÍ - FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DO PIAUÍ Rua 1º de Maio Nº 2235/N Bairro Primavera Qualidade em Educação Teresina PI Brasil Fone:(86) 2107-2200 www.faespi.com.br/faespi.edu@gmail.com

Leia mais

PARECER TÉCNICO Diretoria de Tecnologia e Infra-Estrutura - DT Superintendência de Tecnologia STT

PARECER TÉCNICO Diretoria de Tecnologia e Infra-Estrutura - DT Superintendência de Tecnologia STT I. Objetivo Este documento esclarece dúvidas, define uma classificação dos itens indicados como equipamentos de informática ou equipamentos de tecnologia da informação previstos no Decreto 10.710, Artigo

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA

REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA REGIMENTO INTERNO DA SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO SETIC CAPÍTULO I CATEGORIA Art. 1º. A Secretaria de Tecnologia de Informação e Comunicação SETIC é um Órgão Suplementar Superior

Leia mais

POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO DE E-MAIL PARA ESCOLAS E ADMINISTRAÇÃO NACIONAL

POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO DE E-MAIL PARA ESCOLAS E ADMINISTRAÇÃO NACIONAL POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO DE E-MAIL PARA ESCOLAS E ADMINISTRAÇÃO NACIONAL DEFINIÇÕES: ESCOLA: toda unidade franqueada CNA. FRANQUEADO/OPERADOR: todo aquele que ingressa na rede CNA, através da formalização

Leia mais

PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS

PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS 1. INTRODUÇÃO As Faculdades mantidas pelo Instituto Educacional de Assis IEDA (Escola de Educação Física de Assis, Faculdade de Administração de Assis,

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DO GSI/PR NA

A EXPERIÊNCIA DO GSI/PR NA A EXPERIÊNCIA DO GSI/PR NA IMPLANTAÇÃO DO SEI 29 JUN 2015 Agenda O GSI/PR Cronogramas de implantação do SEI Normativos criados Estratégias de implantação Desafios e dificuldades Contribuições do GSI/PR

Leia mais

Perguntas mais Freqüentes FAQ. Novo sistema de correio do Proderj

Perguntas mais Freqüentes FAQ. Novo sistema de correio do Proderj Perguntas mais Freqüentes FAQ Novo sistema de correio do Proderj 1) Quais são os servidores de DNS que devo usar? R.: Os servidores de consulta do Proderj são o 200.20.57.2 e o 200.156.33.150. O servidor

Leia mais

Otimização no fluxo de informação através de ferramenta eletrônica. Confecção de notas fiscais, holerites, boletos bancários.

Otimização no fluxo de informação através de ferramenta eletrônica. Confecção de notas fiscais, holerites, boletos bancários. Soluções - Hardwares OUTSOURCING DE IMPRESSÃO Consultoria Técnica Projeto de reengenharia de impressão. BILHETAGEM - ACCOUNTING Gestão e gerenciamento de impressão. WORKFLOW Otimização no fluxo de informação

Leia mais

Soluções em Mobilidade

Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Desafios das empresas no que se refere a mobilidade em TI Acesso aos dados e recursos de TI da empresa estando fora do escritório, em qualquer lugar conectado

Leia mais

Gerenciamento de Impressões

Gerenciamento de Impressões Gerenciamento de Impressões Junte se ao prático! Gerenciamento de Impressão É a terceirização de todo o processo de impressão dentro da empresa, ou seja do ambiente de produção de documentos: impressoras,

Leia mais

LANÇAR INTEIRO TEOR DE PARECERES E DECISÕES ADMINISTRATIVAS EM SISTEMA INFORMATIZADO 1 OBJETIVO

LANÇAR INTEIRO TEOR DE PARECERES E DECISÕES ADMINISTRATIVAS EM SISTEMA INFORMATIZADO 1 OBJETIVO Proposto por: Equipe da Divisão de Organização de Acervos de Conhecimento (DICAC) Analisado por: Diretor do Departamento de Gestão e Disseminação do Conhecimento (DECCO) Aprovado por: Diretor-Geral da

Leia mais

Serviço Público Federal Conselho Regional de Corretores de Imóveis Estado de São Paulo

Serviço Público Federal Conselho Regional de Corretores de Imóveis Estado de São Paulo 1. OBJETO ANEXO VII PREGÃO PRESENCIAL Nº. 047/2013 TERMO DE REFERÊNCIA Contratação de empresa para a prestação de serviço de gerenciamento de campanhas de comunicação e marketing via correio eletrônico,

Leia mais

Revisão 7 Junho de 2007

Revisão 7 Junho de 2007 Revisão 7 Junho de 2007 1/5 CONTEÚDO 1. Introdução 2. Configuração do Computador 3. Reativar a Conexão com a Internet 4. Configuração da Conta de Correio Eletrônico 5. Política Anti-Spam 6. Segurança do

Leia mais

SERVIDOR VIRTUAL BÁSICO - LINUX

SERVIDOR VIRTUAL BÁSICO - LINUX SERVIDOR VIRTUAL BÁSICO - LINUX Estamos à sua disposição para quaisquer esclarecimentos. Atenciosamente, Eunice Dorino Consultora de Vendas eunice@task.com.br Tel.: 31 3123-1000 Rua Domingos Vieira, 348

Leia mais

FEATI - Faculdade de Educação, Administração e Tecnologia de Ibaiti Mantida pela União das Instituições Educacionais do Estado de São Paulo UNIESP

FEATI - Faculdade de Educação, Administração e Tecnologia de Ibaiti Mantida pela União das Instituições Educacionais do Estado de São Paulo UNIESP PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS IBAITI/PR 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJETIVOS... 3 3 ATUALIZAÇÃO DO PARQUE TECNOLÓGICO... 3 3.1 Laboratório de Informática, Departamentos Acadêmicos

Leia mais

REGULAMENTO E POLITICAS PARA O USO DA REDE DE COMPUTADORES DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

REGULAMENTO E POLITICAS PARA O USO DA REDE DE COMPUTADORES DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO REGULAMENTO E POLITICAS PARA O USO DA REDE DE COMPUTADORES DO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 1. INTRODUÇÃO O presente documento define o regulamento para o uso apropriado da rede de computadores

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA. ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA. ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010 PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA ANEXO ÚNICO DO ATO PGJ n 056/2010 SUPERINTENDÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO: Indicador: Percentual de órgãos com estrutura de equipamentos adequada. Meta: 79, 24% Melhorar a estrutura

Leia mais

A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 706/2011-PGJ, DE 29 DE JULHO DE 2011 (Protocolado nº 80.329/11)

A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 706/2011-PGJ, DE 29 DE JULHO DE 2011 (Protocolado nº 80.329/11) A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 706/2011-PGJ, DE 29 DE JULHO DE 2011 (Protocolado nº 80.329/11) Texto compilado até o Ato (N) nº 791/2013 PGJ de 11/10/2013 Estabelece normas

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema GLPI

Manual de Utilização do Sistema GLPI Manual de Utilização do Sistema GLPI Perfil Guest Apresentação Esse manual, baseado no manual GLPI foi elaborado pela Coordenação de Tecnologia de Informação CTI do câmpus e tem como objetivo instruir

Leia mais

Portfolio de Produtos

Portfolio de Produtos Introdução O Guia de Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi elaborado com o objetivo de apresentar os produtos e serviços prestados

Leia mais

NORMAS DO ESTÁGIO CURRICULAR

NORMAS DO ESTÁGIO CURRICULAR ANEXO C UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE COMISSÃO COORDENADORA DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Fone: (31) 3899-2526. E-mail: cobio@ufv.br NORMAS DO ESTÁGIO CURRICULAR

Leia mais

Nettion Security & Net View. Mais que um software, gestão em Internet.

Nettion Security & Net View. Mais que um software, gestão em Internet. Nettion Security & Net View Mais que um software, gestão em Internet. Net View & Nettion Security Mais que um software, gestão em Internet. A Net View e a Nettion Security Software se uniram para suprir

Leia mais

Plano de Segurança da Informação

Plano de Segurança da Informação Governança de Tecnologia da Informação LUSANA SOUZA NATÁLIA BATUTA MARIA DAS GRAÇAS TATIANE ROCHA GTI V Matutino Prof.: Marcelo Faustino Sumário 1. OBJETIVO... 2 2. DESCRIÇÃO DO SERVIÇO... 2 3. ETAPAS

Leia mais

Processo Manutenção de Computadores

Processo Manutenção de Computadores Dono do Guilherme Ferreira Lúcio Lemes Aprovado por Chefe de Departamento Analisado criticamente por Chefe de Departamento Substituto: Ednardo Melo de Farias Junior 1 OBJETIVOS Este processo consiste em

Leia mais

REGULAMENTO DA CENTRAL DE EVENTOS

REGULAMENTO DA CENTRAL DE EVENTOS Ministério da Educação Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná Diretoria da Unidade Curitiba REGULAMENTO DA CENTRAL DE EVENTOS CAPÍTULO I DO PROGRAMA CENTRAL DE EVENTOS, SUAS ATRIBUIÇÕES E ABRANGÊNCIA

Leia mais

Treinamento das Pessoas Referências para Administração do Portal da SMS 1. O que é um Portal? Um site com diversas funcionalidades, conteúdos para públicos diferenciados o portal se destaca pela estrutura

Leia mais

TI Aplicada. Aula 02 Áreas e Profissionais de TI. Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti.

TI Aplicada. Aula 02 Áreas e Profissionais de TI. Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti. TI Aplicada Aula 02 Áreas e Profissionais de TI Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http:// Papéis... Um papel é uma definição abstrata de um conjunto de atividades executadas e dos

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO CHEFE DA SEÇÃO DE SUPORTE E SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (FC-5) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação

Leia mais

Via Prática Firewall Box Gateway O acesso à Internet

Via Prática Firewall Box Gateway O acesso à Internet FIREWALL BOX Via Prática Firewall Box Gateway O acesso à Internet Via Prática Firewall Box Gateway pode tornar sua rede mais confiável, otimizar sua largura de banda e ajudar você a controlar o que está

Leia mais

FANORPI REGULAMENTO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA

FANORPI REGULAMENTO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA FANORPI REGULAMENTO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA Art. 1 O Laboratório de Informática destina-se aos acadêmicos e professores com prioridade de utilização aos acadêmicos. Art. 2 As atividades desempenhadas

Leia mais

DESENVOLVER SISTEMAS 1 OBJETIVO

DESENVOLVER SISTEMAS 1 OBJETIVO Proposto por: Equipe Departamento de s de Informação (DESIS) DESENVOLVER SISTEMAS Analisado por: Departamento de s de Informação (DESIS) Aprovado por: Diretor-Geral de Tecnologia da Informação (DGTEC)

Leia mais

Certificado Digital. Manual do Usuário

Certificado Digital. Manual do Usuário Certificado Digital Manual do Usuário Índice Importante... 03 O que é um Certificado Digital?... 04 Instalação do Certificado... 05 Revogação do Certificado... 07 Senhas do Certificado... 08 Renovação

Leia mais

agillize INFORMÁTICA APRESENTAÇÃO

agillize INFORMÁTICA APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO Alguns de Nossos Clientes e Parceiros Tecnologias Algumas tecnologias e certificações que consolidam a qualidade de nossos projetos Apresentação - Agillize Informática A Agillize Informática

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001, 10 de março de 2009. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001, 10 de março de 2009. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 001, 10 de março de 2009. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA GABINETE DO REITOR Dispõe sobre a Política de uso de Softwares Livres no âmbito da UDESC O REITOR da FUNDAÇÃO

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO DE SEGUROS POR MEIOS REMOTOS

COMERCIALIZAÇÃO DE SEGUROS POR MEIOS REMOTOS COMERCIALIZAÇÃO DE SEGUROS POR MEIOS REMOTOS 2014 Aluizio Barbosa l Direito - UFRJ l MBA Direito de Empresas PUC-RJ l Especialização em Desenvolvimento Gerencial IBMEC-RJ l Sócio do escritório Pellon &

Leia mais

ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA

ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA Boletim Informativo Edição 01 19 de Março de 2012 ACESSO À INFORMAÇÃO PÚBLICA Controladoria-Geral da União Implementação da Lei de Acesso a Informação A Lei de Acesso à Informação (LAI) representa mais

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Setor de Ciências Agrarias

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Setor de Ciências Agrarias ATIBUIÇÕES DO SETOR DE INFORMÁTICA Segue abaixo as atribuições atualizadas da Comissão de Informática do SETOR AGRÁRIAS: 1. Manter e verificar os equipamentos de informática ligados ao campus, bem como,

Leia mais

EDITAL 03/2008 - FAPESQ/PB MCT/FINEP

EDITAL 03/2008 - FAPESQ/PB MCT/FINEP EDITAL 03/2008 - FAPESQ/PB MCT/FINEP A FUNDAÇÃO DE APOIO À PESQUISA DO ESTADO DA PARAÍBA FAPESQ e a Financiadora de Estudos e Projetos FINEP, tornam público e convocam os interessados a apresentarem propostas

Leia mais

Manutenir os equipamentos de informática do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJERJ) que não pertencem a contrato de garantia.

Manutenir os equipamentos de informática do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJERJ) que não pertencem a contrato de garantia. Proposto por: Equipe da Divisão de Equipamentos de TI (DIETI) Analisado por: Departamento de Suporte e Atendimento (DEATE) Aprovado por: Diretor Geral da Diretoria Geral de Tecnologia da Informação (DGTEC)

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para apoiar a gestão de projetos e o monitoramento da estratégia institucional.

Estabelecer critérios e procedimentos para apoiar a gestão de projetos e o monitoramento da estratégia institucional. APOIAR E MONITORAR A GESTÃO ESTRATÉGICA E DE PROJETOS DO PJERJ Proposto por: Equipe do Departamento de Gestão Estratégica e Projetos (DGDIN/DEGEP) Analisado por: Diretor do Departamento de Gestão Estratégica

Leia mais

Programa de Inclusão Digital dos Conselhos de Saúde. O que é. Objetivo. Como se estrutura

Programa de Inclusão Digital dos Conselhos de Saúde. O que é. Objetivo. Como se estrutura MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA/SGEP CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE/CNS Programa de Inclusão Digital dos Conselhos de Saúde O que é O Programa de Inclusão Digital dos Conselhos

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Introdução a Computação Aula 03 Profissões de TI Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http:// Papéis... Um papel é uma definição abstrata de um conjunto de atividades executadas e dos respectivos

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 052/2010 ESCLARECIMENTO 4

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 052/2010 ESCLARECIMENTO 4 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 4 Referência: Pregão Eletrônico n. 052/2010 Data: 19/11/2010 Objeto: Contratação de serviços técnicos especializados de atendimento remoto e presencial a usuários de tecnologia

Leia mais

UESB. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia INFORMÁTICA

UESB. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia INFORMÁTICA UESB UESB A Unidade Organizacional de Informática foi um setor criado no ano de 1995 na UESB como forma de subsidiar e dar apoio à estrutura de informática que até então vem se desenvolvendo na instituição,

Leia mais

Não há documentação de referência para o processo.

Não há documentação de referência para o processo. Código: MAN-SADM-004 Versão: 00 Data de Aprovação: 24/05/2010 Elaborado por: Coordenadoria de Serviços Gerais Aprovado por: Secretaria Administrativa 1 Objetivo Estabelecer os critérios e os procedimentos

Leia mais

PORTARIA PGE Nº 054/2011

PORTARIA PGE Nº 054/2011 PORTARIA PGE Nº 054/2011 Institui a comunicação interna eletrônica no âmbito da Procuradoria-Geral do Estado de Alagoas. O PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DE ALAGOAS no uso da atribuição que lhe confere o artigo

Leia mais

Segurança da Informação na Internet no Brasil: Últimos Estudos do Comitê Gestor da Internet no Brasil e Iniciativas para Aumentar a Segurança

Segurança da Informação na Internet no Brasil: Últimos Estudos do Comitê Gestor da Internet no Brasil e Iniciativas para Aumentar a Segurança Segurança da Informação na Internet no Brasil: Últimos Estudos do Comitê Gestor da Internet no Brasil e Iniciativas para Aumentar a Segurança Cristine Hoepers cristine@cert.br Centro de Estudos, Resposta

Leia mais

Software de gerenciamento de impressoras MarkVision

Software de gerenciamento de impressoras MarkVision Software de gerenciamento de impressoras MarkVision O MarkVision para Windows 95/98/2000, Windows NT 4.0 e Macintosh é fornecido com a sua impressora no CD Drivers, MarkVision e Utilitários. 1 A interface

Leia mais

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada.

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada. Proposto por: Divisão de Equipamento em Garantia (DIGAR) Analisado por: Departamento de Produção (DEPRO) Aprovado por: Diretor-Geral da Diretoria Geral de Tecnologia da Informação (DGTEC) 1 OBJETIVO Estabelecer

Leia mais

DTI DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

DTI DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DTI DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESPÍRITO SANTO 1 OBJETIVO: 1.1 A presente

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO DE INFORMÁTICA NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS AMBIENTAIS. Processo nº 01P-24131/2014

EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO DE INFORMÁTICA NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS AMBIENTAIS. Processo nº 01P-24131/2014 EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO DE INFORMÁTICA NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS AMBIENTAIS Processo nº 01P-24131/2014 A(O) NEPAM da Unicamp faz saber que estão abertas, no período

Leia mais