A família constituída por um homem, uma mulher e eventuais filhos, fundada sobre o um vínculo indissolúvel do

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A família constituída por um homem, uma mulher e eventuais filhos, fundada sobre o um vínculo indissolúvel do"

Transcrição

1

2 DESAFIOS E POSSIBILIDADES DA FAMÍLIA NO LIMIAR DO NOVO MILÊNIO Dom João Carlos Petrini, Bispo de Camaçari e Presidente da Comissão Episcopal Pastoral Vida e Família

3 Introdução A família constituída por um homem, uma mulher e eventuais filhos, fundada sobre o um vínculo indissolúvel do matrimônio, é o modo melhor de viver o amor humano, a maternidade, a paternidade. Porque corresponde ao desígnio de Deus, é o caminho da maior realização humana e, ao mesmo tempo, constitui o bem mais decisivo para a paz na sociedade.

4 Introdução O debate cultural no qual a Igreja é chamada a dar as razões de sua esperança é a respeito do humanum. A A família encontra-se no meio de uma tempestade. (Bento XVI) O futuro da humanidade passa através da família (Bem-aventurado João Paulo II)

5 Introdução Retomar o desígnio de Deus sobre a pessoa, o matrimônio e a família. Explicitar o recurso que a família constitui para toda a sociedade, pois a sociedade globalizada sofre uma forte perda de virtudes sociais A A cada um, nos toca recomeçar de Jesus Cristo. Fundamental acompanhar as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora no Brasil

6 NOVA ETAPA DA PASTORAL FAMILIAR Passamos de uma concepção prevalentemente jurídica e naturalista dos fins do matrimônio a uma concepção sempre mais personalista. O Concílio Vaticano II definiu a família como uma ínitma comunidade de vida e de amor,, uma instituição que nasce do ato humano com o qual os cônjuges de dão e se recebem (GS 48).

7 FAMÍLIA E COMUNHÃO Em Puebla, João Paulo II afirmou: : O nosso Deus não é uma solidão, mas uma família, porque nele existem a paternidade, a filiação e a essência da família que é o amor. Este amor, na família divina é o Espírito Santo. Assim, o tema famíllia não é estranho à essência divina. A vida trinitária, Jesus Cristo em sua missão terrena e também o amor esponsal que une um homem e uma mulher e filhos se caracterizam pelo dom sincero de si até o próprio sacrifício.

8 CONTRAPONTO Evangelium Vitae denuncia a difusão de uma cultura da morte e de uma verdadeira conjura contra a vida (EV, 17), que dá o privilégio ao critéio da utilidade e da conveniência para si mesmo, até o sacrifício da vida de outros, inclusive de inocentes. Mas o casal, olhando à Trindade e a Jesus, vive o dom sincero de si até o próprio sacrifício.

9 O ser humano é pessoa O ser humano existe somente em relação, nasce de uma relação, cresce e desenvolve a sua identidade na medida em que é inserido numa trama de relações. O ser humano descobre-se se pessoa pela relação com o Criador. Existe porque é criado, querido, amado. Ninguém tem o direito de servir-se de uma pessoa, de usá-la como um meio (João Paulo II)

10 A imagem de Deus Ele o criou, homem e mulher o criou Adão não encontrou nenhum animal que lhe servisse como companhia: deparou-se com a solidão originária. Não é bom que o homem esteja só. Façamos-lhe uma compenheira adequada. Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus Ele o criou,, homem e mulher Ele o criou (Gn 1, 27).

11 A diferença sexual esde o princípio aponta a comunhão Trata-se de compreender a razão e as conseqüências da decisão do Criador de fazer existir o ser humano sempre e somente como mulher e como varão (MD, 1) O ser humano não pode existir sozinho; pode existir somente como unidade de dois e, portanto, em relação com outra pessoa humana. A Comunhão está na origem da existência, indica i nosso destino último e o método para viver no quotidiano. A condição para a realização da pessoa é ser para o outro.

12 COMUNHÃO?? É evidente o contraponto com a visão individualista segundo a qual o outro é o concorrente, o adversário, o inimigo, ou o inferno, como a personagem Garcin da obra Entre quatro paredes, de Sartre, diz quando afirma: O O inferno são os outros.

13 O DESÍGNIO DE DEUS O desejo de felicidade pode encontrar a própria satisfação somente no encontro com o outro, na comunhão com ele. A família, fundada no matrimônio, corresponde ao desígnio de Deus e permanece como o espaço onde as exigências humanas encontram maior correspondência.

14 O significado do corpo O ser humano pertence simultaneamente ao mundo visível da matéria e ao mundo invisível do espírito. Na pessoa essas dimensões encontram-se profundamente unidas. O corpo humano é impregnado de toda a realidade da pessoa e da sua dignidade. (João Paulo II) O corpo manifesta a pessoa na sua visibilidade. João Paulo II definiu o corpo sacramento da pessoa, manifestação visível de uma realidade invisível.

15 O significado do corpo O corpo humano com o seu sexo, com sua masculinidade e feminilidade, não somente é nascente de fecundidade e de procriação, mas encerra desde o princípio o atributo esponsal, isto é, a capacidade de exprimir o amor: aquele amor no qual o homem-pessoa torna-se dom e, por meio deste dom, realiza o sentido mesmo do seu ser e existir. O corpo, então, não é puro material destinado ao trabalho e ao prazer! É o lugar onde se vivem significados.

16 Amor no casamento: dom sincero de si A diferença sexual não é somente um limite mas é também um bem, é promessa de felicidade na relação de amor. A solidão torna-se, assim, espera de comunhão. O ser humano só pode se encontrar plenamente no dom sincero de si. (GS) O ser humano, homem e mulher, realiza-se no amor. A comunhão entre pessoas se concretiza na família e prepara uma morada adequada para o homem, para a mulher e para os filhos.

17 O DOM SINCERO DE SI?? É evidente o contraponto com a mentalidade segundo a qual a dignidade e a grandeza humana são afirmadas derrotando o adversário (como o gladiador), ou que a esperteza consiste em destruir outros para alimentar-se de seu sangue (o vampiro) ou de seu cérebro (o predador).

18 PRIVILEGIO DADO AO BEM ESTAR INDIVIDUAL ATÉ COM SACRIFÍCIO DOS OUTROS Não o dom de si até com sacrifício próprio para o bem de outros, como o bom samaritano (Consagrados, casados, profissionais) Mas o bem estar individual com sacrifício dos outros.

19 No sacramento do matrimônio a plenitude do amor A comunhão trinitária está na origem deste caminho que tem como dinâmica o dom de si ao outro. No sacramento, o casal vive imerso na fonte que é o coração trespassado de Cristo e participa do seu dom esponsal para a Igreja, abrindo assim a nascente deste amor no coração do amor

20 No sacramento a plenitude do amor O amor do casal é assumido no amor de Cristo e da Igreja. Dessa maneira, a graça matrimonial fecunda desde dentro, mediante a efusão do Espírito Santo, as relações familiares de esponsalidade, paternidade, maternidade, filiação, fraternidade (FC 15).

21 Família Igreja doméstica... como pequena igreja, a família cristã é chamada à semelhança da grande igreja a ser sinal de unidade para o mundo e a exerecer desse modo seu papel profético, testemunhando o Reino e a paz de Cristo, rumo à qual o mundo inteiro caminha (FC 38).

22 E sujeito de envangelização Uma auténtica família, fundada no matrimônio, é em si mesma uma boa notícia (um Evangelho) para o mundo. Além disso, no nosso tempo, são sempre mais numerosas as famílias que colaboram ativamente à evangelização,... É a hora da família missionária. João Paulo II

23 PASTORAL FAMILIAR INTENSA E VIGOROSA 1. DIMENSÃO ECLESIAL A) Grupos de vida fraterna de famílias B) Presença transversal em outras pastorais C) Semana da Família D) Semana da Vida

24 PASTORAL FAMILIAR INTENSA E VIGOROSA 2. DIMENSÃO SOCIAL A) Associação de famílias B) Dia municipal da família C) Peregrinação da família a Aparecida

25 PASTORAL FAMILIAR INTENSA E VIGOROSA 3. DIMENSÃO FORMATIVA A) Cursos INAPAF B) Escolas de Família C) Seminários, Congressos, D) Subsídios

Roteiro de leitura e síntese para compreender. o significado da Comunidade Eclesial

Roteiro de leitura e síntese para compreender. o significado da Comunidade Eclesial Roteiro de leitura e síntese para compreender o significado da Comunidade Eclesial Comunidade Eclesial Sinal do Reino no presente e no futuro O livro está dividido em 4 capítulos: Refletindo sobre Comunidade

Leia mais

NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO.

NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO. NOSSO DESTINO: A RESSURREIÇÃO DO CORPO. O CÉU É UMA EXPERIÊNCIA CORPÓREA Mt 22, 23-32 I COR 2, 9-10 É como está escrito: Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou

Leia mais

NOSSO PRINCÍPIO: O PLANO ORIGINAL DE DEUS PARA O CORPO E A SEXUALIDADE.

NOSSO PRINCÍPIO: O PLANO ORIGINAL DE DEUS PARA O CORPO E A SEXUALIDADE. NOSSO PRINCÍPIO: O PLANO ORIGINAL DE DEUS PARA O CORPO E A SEXUALIDADE. CRISTO NOS REMETE AO PRINCÍPIO Cristo revela o homem a si mesmo e descobrelhe a sua vocação sublime (Gaudium et Spes 22). MATEUS

Leia mais

VIVER A CATEQUESE BATISMAL. Arquidiocese de Ribeirão Preto

VIVER A CATEQUESE BATISMAL. Arquidiocese de Ribeirão Preto VIVER A CATEQUESE BATISMAL Arquidiocese de Ribeirão Preto O que é Catequese Batismal? A preparação para o Sacramento do Batismo, sem dúvida, é uma tarefa fascinante e necessária à vida pastoral de nossas

Leia mais

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA 17-03-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze A Igreja no desígnio de Deus O que significa a palavra Igreja? Designa o povo que Deus convoca e reúne de todos os

Leia mais

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra);

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra); Uma nova paróquia Introdução DA: Conversão Pastoral Escolha de outro caminho; Transformar a estrutura paroquial retorno a raiz evangélica; Jesus: modelo (vida e prática); Metodologia: Nele, com Ele e a

Leia mais

SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO

SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO Objetivo geral do encontro: Ao final deste encontro, o grupo deverá ser capaz de compreender o Matrimônio como uma instituição elevada à categoria de Sacramento por Jesus Cristo,

Leia mais

Três eixos temáticos. I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo

Três eixos temáticos. I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo Três eixos temáticos I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo Um eixo transversal: A Igreja em saída na perspectiva ad gentes - Segue o método ver, julgar e agir

Leia mais

PRIMEIRO DIA LADAINHA. MEDITAÇÃO Nosso Compromisso: Rede de Comunidades. Animador das primeiras comunidades, Caridoso com os mais empobrecidos,

PRIMEIRO DIA LADAINHA. MEDITAÇÃO Nosso Compromisso: Rede de Comunidades. Animador das primeiras comunidades, Caridoso com os mais empobrecidos, PRIMEIRO DIA LADAINHA São Judas Tadeu, Apóstolo de Cristo, Eleito por Jesus, Seguidor do Evangelho, Testemunha do Ressuscitado, Animador das primeiras comunidades, Fiel pregador do Evangelho, Zeloso ministro

Leia mais

O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e

O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e irmãos uns dos outros; identifica-nos com Jesus-Verdade,

Leia mais

EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA?

EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA? EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA? O documento Conclusivo da V Conferência contém inúmeras e oportunas indicações pastorais, motivadas por ricas reflexões à luz da fé e do atual contexto

Leia mais

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo,

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo, Coleção Chamados à Vida Em preparação à Eucaristia 1ª Etapa: Chamados à vida 2ª Etapa: Chamados à vida em Jesus Cristo 3ª Etapa: Chamados à vida em Comunidade. 4ª Etapa: Chamados à vida para amar e servir.

Leia mais

o sacramento do matrimônio e as causas de nulidade

o sacramento do matrimônio e as causas de nulidade o sacramento do matrimônio e as causas de nulidade Coleção Sacramentos hoje O Sacramento da Confirmação Perspectivas teológico-pastorais, V. M. Goedert Sacramentos da iniciação cristã, Félix Moracho Galindo

Leia mais

RESUMO. Apresentação abreviada Recapitulação breve = repetição do que foi apresentado Para transmitir uma ideia geral do que foi apresentado

RESUMO. Apresentação abreviada Recapitulação breve = repetição do que foi apresentado Para transmitir uma ideia geral do que foi apresentado UMA TENTATIVA RESUMO Apresentação abreviada Recapitulação breve = repetição do que foi apresentado Para transmitir uma ideia geral do que foi apresentado SÍNTESE Mostra e revela as relações entre elementos

Leia mais

PROGRAMA DA SEMANA DA FAMÍLIA 07 a 14 de agosto de 2011

PROGRAMA DA SEMANA DA FAMÍLIA 07 a 14 de agosto de 2011 Sábado Políticas Públicas que valorizam a Família Vamos fazer uma partilha sobre o que achamos dos projetos existentes que dizem priorizar a família: Quais são eles? Pontos positivos e negativos. (ex:

Leia mais

FAMÍLIA E ECOLOGIA HUMANA IX Congresso Nacional da Pastoral Familiar Belo Horizonte

FAMÍLIA E ECOLOGIA HUMANA IX Congresso Nacional da Pastoral Familiar Belo Horizonte FAMÍLIA E ECOLOGIA HUMANA IX Congresso Nacional da Pastoral Familiar Belo Horizonte + João Carlos Petrini, Bispo de Camaçari e Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família Introdução

Leia mais

Teologia Sistemática

Teologia Sistemática Teologia Sistemática Patriarcado de Lisboa Instituto Diocesano de Formação Cristã Escola de Leigos 1º Semestre 2014/2015 Docente: Juan Ambrosio Fernando Catarino Tema da sessão A Igreja 1. Identidade e

Leia mais

Conselho Arquidiocesano de Pastoral

Conselho Arquidiocesano de Pastoral Conselho Arquidiocesano de Pastoral Capítulo 1 Marco histórico-eclesial Marco Histórico-Eclesial (VER-JULGAR-AGIR) OS LEIGOS NA ÉPOCA DA CRISTANDADE... A presença e organização dos leigos buscou sempre

Leia mais

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 Sumário O que é vocação Matrimónio, sinal e missão Matrimónio, aliança e compromisso Missão em casal Missão

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO

ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO Sumário Introdução 1. A compreensão do dízimo 1.1 Os fundamentos do dízimo 1.2 O que é o dízimo? 1.3 As dimensões do dízimo 1.4 As finalidades do dízimo 2. Orientações

Leia mais

A Santa Sé SANTA MISSA PARA AS FAMÍLIAS HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II. 12 de Outubro de 1980

A Santa Sé SANTA MISSA PARA AS FAMÍLIAS HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II. 12 de Outubro de 1980 A Santa Sé SANTA MISSA PARA AS FAMÍLIAS HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II 12 de Outubro de 1980 Dilectos Irmãos e Irmãs: 1. Grande alegria enche hoje os nossos corações, pela oportunidade que nos é dada de

Leia mais

Quando para-se para refletir sobre o significado da palavra MARIA na vida dos cristãos, por diversas formas pode-se entendê-la: seja como a Mãe do

Quando para-se para refletir sobre o significado da palavra MARIA na vida dos cristãos, por diversas formas pode-se entendê-la: seja como a Mãe do Quando para-se para refletir sobre o significado da palavra MARIA na vida dos cristãos, por diversas formas pode-se entendê-la: seja como a Mãe do Deus feito Homem Jesus Cristo, Mãe da Igreja ou ainda

Leia mais

NOSSA HISTÓRIA: OS EFEITOS DO PECADO E A REDENÇÃO DA SEXUALIDADE. 40 audiências gerais

NOSSA HISTÓRIA: OS EFEITOS DO PECADO E A REDENÇÃO DA SEXUALIDADE. 40 audiências gerais NOSSA HISTÓRIA: OS EFEITOS DO PECADO E A REDENÇÃO DA SEXUALIDADE 40 audiências gerais CRISTO FALA DO CORAÇÃO HUMANO Mateus 5, 27-28 CRISTO FALA DO CORAÇÃO HUMANO O "coração" é esta dimensão da humanidade,

Leia mais

MARCO SITUACIONAL - DIOCESE DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM - ES

MARCO SITUACIONAL - DIOCESE DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM - ES MARCO SITUACIONAL - DIOCESE DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM - ES MARCO SITUACIONAL - DIOCESE DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM - ES V Conferência Geral do Episcopado da América Latina e Caribe Aparecida, 13 a 31 de

Leia mais

A CARTA DE IDENTIDADE CARISMÁTICA DA FAMÍLIA SALESIANA DE DOM BOSCO

A CARTA DE IDENTIDADE CARISMÁTICA DA FAMÍLIA SALESIANA DE DOM BOSCO A CARTA DE IDENTIDADE CARISMÁTICA DA FAMÍLIA SALESIANA DE DOM BOSCO Notas de apresentação e propostas de leitura para os membros da Associação de Maria Auxiliadora (ADMA) 1 Critério seguido Unificar numa

Leia mais

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade Tanto o Documento de Aparecida (248) como a Exortação Apostólica Verbum Domini (73) se referem à uma nova linguagem e a um novo passo na questão bíblica:

Leia mais

Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão.

Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão. Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão. Como animadores da comunhão, temos a missão de acolher,

Leia mais

MINISTÉRIOS DO POVO DE DEUS

MINISTÉRIOS DO POVO DE DEUS MINISTÉRIOS DO POVO DE DEUS Novas condições eclesiais A Igreja é como uma família, a filha da mãe Maria. A Igreja, de fato, não é uma instituição fechada em si mesma ou uma associação privada, uma ONG,

Leia mais

Três eixos temáticos. I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo

Três eixos temáticos. I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo Três eixos temáticos I. A alegria do Evangelho II. Sinodalidade e Comunhão III. Testemunho e Profetismo Um eixo transversal: A Igreja em saída na perspectiva ad gentes - Segue o método ver, julgar e agir

Leia mais

Diocese de Amparo - SP

Diocese de Amparo - SP Formação sobre o documento da V Conferência do Episcopado da América Latina e do Caribe Diocese de Amparo - SP INTRODUÇÃO De 13 a 31 de maio de 2007, celebrou-se em Aparecida, Brasil, a V Conferência Geral

Leia mais

ADMA FAMÍLIA Família no carisma de Dom Bosco

ADMA FAMÍLIA Família no carisma de Dom Bosco ADMA FAMÍLIA Família no carisma de Dom Bosco UM CAMINHO NA MEDIDA DE FAMÍLIA Um caminho na medida de família com particular atenção às famílias jovens, é esta a experiência que se vê no seio da Família

Leia mais

CASAL CRISTÃO, DOM DE DEUS PARA OS FILHOS

CASAL CRISTÃO, DOM DE DEUS PARA OS FILHOS CASAL CRISTÃO, DOM DE DEUS PARA OS FILHOS D. Tarcisio Nascentes dos Santos Homilia 18 de julho de 2009 Introdução Os filhos são, sem dúvida, o maior dom do matrimônio e constituem um benefício máximo para

Leia mais

Completam-se hoje cem anos do decreto Quam singulari, pelo qual Pio

Completam-se hoje cem anos do decreto Quam singulari, pelo qual Pio Cardeal Antonio Cañizares Llovera Prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos Completam-se hoje cem anos do decreto Quam singulari, pelo qual Pio X seguindo fielmente os

Leia mais

«Jesus, lembra-te de mim quando entrares no Teu reino». Ele respondeu-lhe : «Em verdade te digo : Hoje estarás comigo no Paraíso».(Lc.23,42-43).

«Jesus, lembra-te de mim quando entrares no Teu reino». Ele respondeu-lhe : «Em verdade te digo : Hoje estarás comigo no Paraíso».(Lc.23,42-43). «Jesus, lembra-te de mim quando entrares no Teu reino». Ele respondeu-lhe : «Em verdade te digo : Hoje estarás comigo no Paraíso».(Lc.23,42-43). ********************** Como definição simples, a Graça é

Leia mais

Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização

Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização Prof. Denilson A. Rossi O que se entende por Nova Evangelização? Quais são as luzes dos documentos conciliares para a Nova Evangelização? Em que

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS

ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS COLÉGIO SALESIANO DOM BOSCO. ENSINO RELIGIOSO REVISÃO GERAL III TRIMESTRE 6ºs ANOS TEMA: OS RITOS E OS RITUAIS : OS SETE SACRAMENTOS DA IGREJA. CAPÍTULOS 9 AO 12 DO LIVRO DIDÁTICO (RSE). Professor: Roberto

Leia mais

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial Catedral Diocesana de Campina Grande Paróquia nossa Senhora da Conceição II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia Por suas chagas fomos curados, felizes aqueles que crêem sem terem visto.

Leia mais

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o

Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o Neste ano da Vida Religiosa Consagrada fomos motivadas pelo Papa Francisco a recordar o passado com gratidão, viver o presente com paixão e abraçar o futuro com esperança. Como o testemunho de vida da

Leia mais

* Apostila Nr. 01 O VERDADEIRO SENTIDO DO DIZIMO. DIOCESE DE JOINVILLE SC PASTORAL DO DIZIMO Pe. Ivanor Macieski

* Apostila Nr. 01 O VERDADEIRO SENTIDO DO DIZIMO. DIOCESE DE JOINVILLE SC PASTORAL DO DIZIMO Pe. Ivanor Macieski Apostila Nr. 01 O VERDADEIRO SENTIDO DO DIZIMO DIOCESE DE JOINVILLE SC PASTORAL DO DIZIMO Pe. Ivanor Macieski Introdução Neste primeiro volume da Apostila da Pastoral do dizimo, desejamos aprofundar o

Leia mais

Paróquia missionária. O novo povo de Deus em forma de missão que participa da caminhada junto à humanidade.

Paróquia missionária. O novo povo de Deus em forma de missão que participa da caminhada junto à humanidade. Paróquia missionária O novo povo de Deus em forma de missão que participa da caminhada junto à humanidade. Renovação das paróquias As paróquias são células vivas da Igreja e o lugar privilegiado no qual

Leia mais

XVIII Encontro da Pastoral Familiar

XVIII Encontro da Pastoral Familiar XVIII Encontro da Pastoral Familiar Sub-Região Campinas Dioceses: Campinas, São Carlos, Piracicaba, Bragança Paulista, Limeira e Amparo Serra Negra, 03 e 04 de agosto de 2013 Tema: Fé, Família e Juventude

Leia mais

A Santa Sé SANTA MISSA NO DIA CONSAGRADO AOS JOVENS CASAIS DO ANO SANTO DA REDENÇÃO HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II

A Santa Sé SANTA MISSA NO DIA CONSAGRADO AOS JOVENS CASAIS DO ANO SANTO DA REDENÇÃO HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II A Santa Sé SANTA MISSA NO DIA CONSAGRADO AOS JOVENS CASAIS DO ANO SANTO DA REDENÇÃO HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II Basílica de São Pedro Domingo, 9 de outubro de 1983 1. "Façamos o homem à Nossa imagem,

Leia mais

A família foi pensada e criada no coração de Deus!

A família foi pensada e criada no coração de Deus! A família foi pensada e criada no coração de Deus! Não foi uma iniciativa humana, mas o próprio Deus a desejou e a constituiu. Quando o homem foi criado, em seu coração foi colocada uma solidão que o fez

Leia mais

A ALIANÇA MATRIMONIAL

A ALIANÇA MATRIMONIAL A ALIANÇA MATRIMONIAL Introdução Debates sobre casamento estão sempre entre os mais acaloradas. Os fariseus perguntam a Jesus sobre o divórcio e recebem como resposta uma referência ao princípio. Mc 10.2-9

Leia mais

Quaresma. Tempo de Misericórdia. QUANDO ELE NOS ABRE AS ESCRITURAS Domingo após Domingo - Uma leitura bíblica do lecionário - Ano C

Quaresma. Tempo de Misericórdia. QUANDO ELE NOS ABRE AS ESCRITURAS Domingo após Domingo - Uma leitura bíblica do lecionário - Ano C QUANDO ELE NOS ABRE AS ESCRITURAS Domingo após Domingo - Uma leitura bíblica do lecionário - Ano C Quaresma Este livro apresenta as reflexões de D. António Couto biblista e bispo de Lamego sobre os textos

Leia mais

"Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade".

Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade. "Com pedras, os homens constróem catedrais; mas com gestos de amor constróem a Humanidade". Os Pais, Primeiros Educadores da Fé Existe um ambiente privilegiado em que os casais, sem excluir outros lugares,

Leia mais

O que percebemos... - Ausência da família - Formação do catequista - Adultos que não são prioridades - Pouco envolvimento do clero - Catequese para os sacramentos - Rotatividade dos catequistas

Leia mais

Solenidade de Nosso Pai São Bento 11 de lulho de 2107

Solenidade de Nosso Pai São Bento 11 de lulho de 2107 Solenidade de Nosso Pai São Bento 11 de lulho de 2107 Caríssimos Irmãos e Irmãs: Celebrar a festa de São Bento é para todos nós uma oportunidade a mais para refletir se, de fato, vivemos com seriedade

Leia mais

Diocese de Criciúma. Plano. Diocesano. de Pastoral

Diocese de Criciúma. Plano. Diocesano. de Pastoral Diocese de Criciúma Plano Diocesano de Pastoral 2012-2016 OBJETIVO GERAL Nós, povo de Deus da Diocese de Criciúma, animados pela Santíssima Trindade, queremos: Evangelizar vivendo em comunidade, como Igreja

Leia mais

Comissão Episcopal da Educação Cristã M E N S A G E M. Educação Cristã: um Serviço e um Compromisso

Comissão Episcopal da Educação Cristã M E N S A G E M. Educação Cristã: um Serviço e um Compromisso M E N S A G E M Educação Cristã: um Serviço e um Compromisso 1. A educação é tão importante na vida do ser humano que, sem ela, ninguém cresce harmoniosamente e ultrapassa um estilo de vida marcado pela

Leia mais

DIRETÓRIO DA PASTORAL FAMILIAR doc

DIRETÓRIO DA PASTORAL FAMILIAR doc DIRETÓRIO DA PASTORAL FAMILIAR doc 79-2004 O trabalho da PF é amplo e abrangente; principal enfoque é PROMOVER, FORTALECER e EVANGELIZAR a família. Uma das principais ações: UNIR ESFORÇOS PARA QUE A FAMÍLIA

Leia mais

Teologia Sistemática

Teologia Sistemática Teologia Sistemática Patriarcado de Lisboa Instituto Diocesano de Formação Cristã Escola de Leigos 1º Semestre 2014/2015 Docente: Juan Ambrosio Fernando Catarino Tema da sessão Lumen Gentium 1. Aspetos

Leia mais

Diretório de Comunicação. Elaboração: Ir. Elide Fogolari

Diretório de Comunicação. Elaboração: Ir. Elide Fogolari Diretório de Comunicação Elaboração: Ir. Elide Fogolari Processo de construção do texto Como foi o processo de criação e aprovação do Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil? A partir da concepção

Leia mais

COMO IGREJA POVO DE DEUS:

COMO IGREJA POVO DE DEUS: Objetivo Geral: COMO IGREJA POVO DE DEUS: Celebrar a presença e a organização dos cristãos leigos e leigas no Brasil; Aprofundar a sua identidade, vocação, espiritualidade e missão; Testemunhar Jesus Cristo

Leia mais

5 º ANO Unidade Letiva 1 - Viver juntos METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história.

5 º ANO Unidade Letiva 1 - Viver juntos METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁGUEDA Escola Básica Fernando Caldeira Departamento de Ciências Humanas e Sociais Educação Moral e Religiosa Católica - 5º ano Ano letivo 2016/2017 5 º ANO Unidade Letiva 1 -

Leia mais

Notícias boas para tempos novos

Notícias boas para tempos novos Em torno da mesma mesa Notícias boas para tempos novos Diálogos e encontros Ficha 1 O momento presente na vida da Igreja fala de novas relações entre os que dela fazem parte. Relações que proporcionam

Leia mais

A Santa Sé PAPA JOÃO PAULO II AUDIÊNCIA GERAL. Quarta-feira, 19 de Janeiro de 1983

A Santa Sé PAPA JOÃO PAULO II AUDIÊNCIA GERAL. Quarta-feira, 19 de Janeiro de 1983 A Santa Sé PAPA JOÃO PAULO II AUDIÊNCIA GERAL Quarta-feira, 19 de Janeiro de 1983 Nas palavras do consentimento matrimonial o sinal do "profetismo do corpo" Caros Irmãos e Irmãs! Esta Audiência realiza-se

Leia mais

ORAÇÃO UNIVERSAL. Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I

ORAÇÃO UNIVERSAL. Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I ORAÇÃO UNIVERSAL Os modelos I VII são retirados do Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. MODELO I Celebrando o especial dom da graça e da caridade, com que Deus Se dignou consagrar

Leia mais

Plano Bienal

Plano Bienal Plano Bienal 2016-2017 Quem somos "Deus manifesta-se numa revelação histórica, no tempo. O tempo inicia os processos, o espaço cristaliza-os. Deus encontra-se no tempo, nos processos em curso. Não é preciso

Leia mais

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL SACRAMENTOS - III (ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL - 1 COMO OS SACRAMENTOS ATUALIZAM A GRAÇA NAS DIVERSAS SITUAÇÕES DA VIDA 2 1. O QUE ACONTECE NO BATISMO? 3 NO BATISMO, A PESSOA

Leia mais

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA A Eucaristia é o sacramento que atualiza e faz a memória do sacrifício de Jesus: em cada Eucaristia temos a presença do Cristo que pela sua morte e ressurreição

Leia mais

O documento da CNBB e o 7 o PPO apelos de conversão

O documento da CNBB e o 7 o PPO apelos de conversão O documento da CNBB e o 7 o PPO apelos de conversão Olhar a realidade com os olhos da fé: Olhar a realidade com um olhar positivo e esperançoso de quem busca, nesta realidade, ler os sinais de Deus, como

Leia mais

Propriedades essenciais da Igreja: a unidade, a catolicidade, a santidade e a apostolicidade

Propriedades essenciais da Igreja: a unidade, a catolicidade, a santidade e a apostolicidade O Instituto de Educação a Distância, IEAD RCCBRASIL, oferece aos carismáticos a oportunidade de se aprofundarem na História da Igreja. O curso tem o objetivo de estudar os modelos eclesiológicos e missionários,

Leia mais

Planificação Anual 10º ano da catequese

Planificação Anual 10º ano da catequese Finalidade: Descobrir-se Cristão : Participar na eucaristia Concretizar projecto comunitário (partilha fraterna) Planificação Anual 10º ano da 1º Creio em Conhecer Confrontar com valores de caridade, amor,

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE EMRC 8.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE EMRC 8.º ANO DE EMRC 8.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO O aluno, no final do 8.º ano, deve atingir as metas abaixo indicadas, nos seguintes domínios: Religião e Experiência Religiosa Construir uma chave de

Leia mais

Princípios para uma Catequese Renovada. Eu vim para que tenham a vida Jo 10,10

Princípios para uma Catequese Renovada. Eu vim para que tenham a vida Jo 10,10 Princípios para uma Catequese Renovada Eu vim para que tenham a vida Jo 10,10 Por que Renovada? Podemos renovar o que ainda não existe? Como renovar? Introdução A renovação atual da catequese nasceu para

Leia mais

Aulas Previstas Para Lecionação de Para Avaliação 1. 1º Período

Aulas Previstas Para Lecionação de Para Avaliação 1. 1º Período PLANIFICAÇÃO ANUAL DA DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA 11º ANO DE ESCOLARIDADE 2016/2017 Períodos Escolares 1º Período Temas/Conteúdos programáticos AMOR E SEXUALIDADE A distinção entre

Leia mais

Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote da Nova Aliança

Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote da Nova Aliança EMBARGO ATÉ ÀS 11HORAS DO DIA 21 DE ABRIL DE 2011 Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote da Nova Aliança Homilia da Missa Crismal Sé Patriarcal, 21 de Abril de 2011 1. Continuamos o desafio por mim proposto no

Leia mais

Vocação é missão do cristão leigo no Mundo

Vocação é missão do cristão leigo no Mundo Vocação é missão do cristão leigo no Mundo Paróquia Santa Rita de Cássia - Linhares - 11/06/2016 Assessora: Patrícia Teixeira Moschen Lievore O material utilizado é baseado no trabalho do Professor Dr.

Leia mais

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras RELEMBRANDO... 2.1-10: a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras O ARGUMENTO SEGUINTE... 2.11-22: A humanidade como um todo. Judeus e gentios unidos em

Leia mais

Sacramentos. Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Sacramentos. Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Sacramentos Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Sacramentos O que são os sacramentos? Sacramento é derivado do latim sacramentum, era utilizado no meio militar correspondendo a juramento

Leia mais

Pe. Benedito Andrade Bettini, CSS

Pe. Benedito Andrade Bettini, CSS ENSAIOS SOBRE O ESPÍRITO DE SÃO GASPAR BERTONI 1777 1853 Fundador da Congregação dos Sagrados Estigmas Tradução para a Língua Portuguesa: Pe. Benedito Andrade Bettini, CSS Edição Impressa: 1983 Edição

Leia mais

Os homens criaram deuses a sua imagem e semelhança. A verdade é que nós fomos criados a imagem e semelhança do único e verdadeiro Deus.

Os homens criaram deuses a sua imagem e semelhança. A verdade é que nós fomos criados a imagem e semelhança do único e verdadeiro Deus. Introdução Os homens criaram deuses a sua imagem e semelhança. A verdade é que nós fomos criados a imagem e semelhança do único e verdadeiro Deus. O Único e Verdadeiro Deus é Deus Triúno. Uma referência

Leia mais

Plano de Pastoral da Arquidiocese de São Salvador da Bahia

Plano de Pastoral da Arquidiocese de São Salvador da Bahia Arquidiocese de São Salvador da Bahia Plano de Pastoral da Arquidiocese de São Salvador da Bahia 2015 2019 O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor

Leia mais

XXVII Domingo do Tempo Comum Ano B 27 de setembro de 2015

XXVII Domingo do Tempo Comum Ano B 27 de setembro de 2015 XXVII Domingo do Tempo Comum Ano B 27 de setembro de 2015 Caríssimos Irmãos e Irmãs: Da Primeira Leitura escutamos: Não é bom que o homem esteja só... ; do Evangelho: O homem não separe o que Deus uniu.

Leia mais

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português 1º Ano Paroquial e CNE Escutismo Católico Português JESUS GOSTA DE MIM Proporcionar às crianças um bom acolhimento eclesial, pelos catequistas e por toda a comunidade cristã (cf CT 16 e 24). Ajudá-las

Leia mais

Roteiro Celebrativo Mês Diocesano do Dízimo 2017

Roteiro Celebrativo Mês Diocesano do Dízimo 2017 02 de julho de 2017 13º Domingo do Tempo Comum Sejam bem-vindos à celebração eucarística. Convocados pelo Pai, incorporados a Cristo e movidos pelo Espírito Santo, tornamo-nos assembleia celebrativa para

Leia mais

Sejam todos bem vindos! Que estejamos sempre em oração para que Deus esteja presente em todo momento durante nossa Aula

Sejam todos bem vindos! Que estejamos sempre em oração para que Deus esteja presente em todo momento durante nossa Aula Sejam todos bem vindos! Que estejamos sempre em oração para que Deus esteja presente em todo momento durante nossa Aula Amizades, dentro e fora da igreja... E aí? Salmos 1:1-3 Bem-aventurado o homem que

Leia mais

CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA. Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito. BIBLIOGRAFIA 1º semestre

CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA. Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito. BIBLIOGRAFIA 1º semestre CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito BIBLIOGRAFIA 1º semestre 1. As folias de Momo. Observar algumas características do carnaval;

Leia mais

LINHA DE AÇÃO 1 - IGREJA QUE SAI PARA SERVIR Ícone Bíblico - A Parábola do Bom Samaritano (Lc 10,25-37):

LINHA DE AÇÃO 1 - IGREJA QUE SAI PARA SERVIR Ícone Bíblico - A Parábola do Bom Samaritano (Lc 10,25-37): LINHA DE AÇÃO 1 - IGREJA QUE SAI PARA SERVIR Ícone Bíblico - A Parábola do Bom Samaritano (Lc 10,25-37): Quem é o meu próximo? perguntou o Doutor da Lei a Jesus, que em seguida lhe contou a Parábola do

Leia mais

Onde Situar a Catequese hoje?

Onde Situar a Catequese hoje? Onde Situar a Catequese hoje? Qual é o nosso conceito de catequese? Conceito amplo Itinerário amplo Conceito estrito Limitado ao momento do encontro A CATEQUESE É UMA AÇÃO ESSENCIALMENTE EDUCATIVA AÇÃO

Leia mais

Sumário. Prefácio... 13

Sumário. Prefácio... 13 Sumário Prefácio... 13 PARTE UM O LEGADO ISRAELITA 1. Cristianismo e judaísmo... 29 A separação dos caminhos... 29 O cristianismo e o cânone hebraico da Escritura... 40 O cristianismo e a interpretação

Leia mais

Solenidade de Nossa Senhora Aparecida

Solenidade de Nossa Senhora Aparecida Solenidade de Nossa Senhora Aparecida A Aparecida das Águas está entre nós! 12 - outubro Leituras da Liturgia Eucarística: Est 5, 1b-2; 7, 2b-3 Sl 44 Ap 12, 1. 5. 13a. 15-16a Jo 2, 1-11 (Bodas de Caná)

Leia mais

Programas de Pastoral

Programas de Pastoral Programas de Pastoral PROGRAMA CULTURA VOCACIONAL Caderno 5 02 1. Apresentação Na INSA a Animação Vocacional tem por finalidade trabalhar a cultura vocacional e o despertar do jovem para a vocação no sentido

Leia mais

Paróquia missionária comunidades de comunidades. Animada pela Palavra de Deus

Paróquia missionária comunidades de comunidades. Animada pela Palavra de Deus Paróquia missionária comunidades de comunidades Animada pela Palavra de Deus Renovação paroquial Toda paróquia é chamada a ser o espaço onde se recebe e se acolhe a Palavra (172). Sua própria renovação

Leia mais

ECLESIALIDADE DA VIDA CONSAGRADA

ECLESIALIDADE DA VIDA CONSAGRADA ECLESIALIDADE DA VIDA CONSAGRADA Profa. Ir. Thereza Rosa Benedetto PUCRS O presente artigo apresenta aspectos concernentes à eclesialidade da Vida Consagrada. A Igreja reconhece que existe Vida Consagrada,

Leia mais

A Santa Sé PAPA JOÃO PAULO II AUDIÊNCIA GERAL. Quarta-feira, 1º de Dezembro de 1982

A Santa Sé PAPA JOÃO PAULO II AUDIÊNCIA GERAL. Quarta-feira, 1º de Dezembro de 1982 A Santa Sé PAPA JOÃO PAULO II AUDIÊNCIA GERAL Quarta-feira, 1º de Dezembro de 1982 O matrimónio-sacramento realiza-se na perspectiva da esperança escatológica 1. Fizemos a análise da Epístola aos Efésios,

Leia mais

NOTA PASTORAL REESTRUTURAÇÃO DA CÚRIA DIOCESANA. 1. A renovação conciliar na reestruturação da Cúria Diocesana

NOTA PASTORAL REESTRUTURAÇÃO DA CÚRIA DIOCESANA. 1. A renovação conciliar na reestruturação da Cúria Diocesana NOTA PASTORAL REESTRUTURAÇÃO DA CÚRIA DIOCESANA 1. A renovação conciliar na reestruturação da Cúria Diocesana A renovação da Igreja, como comunidade enviada em missão, tão necessária para evangelizar a

Leia mais

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão A vida litúrgica começa muito cedo. Os Sacramentos são conhecidos como encontros pessoais com Cristo. Também são vistos como sinais da salvação.

Leia mais

O Homem é capaz de Deus. Chave da semana

O Homem é capaz de Deus. Chave da semana O Homem é capaz de Deus Chave da semana Catequese com adultos 11-12 Chave de bronze 15-10-2011 DEUS VEM AO ENCONTRO DO HOMEM 22-10-2011 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Quem somos? Revelamo-nos

Leia mais

Papa: a saúde é um direito de todos

Papa: a saúde é um direito de todos Papa: a saúde é um direito de todos O Papa Francisco recebeu em audiência, nesta sexta-feira (10/02), na Sala Clementina, no Vaticano, cerca de trezentos participantes do encontro promovido pela Comissão

Leia mais

O Milagre de Dunquerque

O Milagre de Dunquerque O Milagre de Dunquerque A esperança para a família hoje? Um resgate, uma redenção de indivíduos e famílias, uma de cada vez (reavivamento verdadeiro) A Redenção da Imagem de Deus 2 Co 5.17 Se alguém está

Leia mais

Pontifícias Obras Missionárias

Pontifícias Obras Missionárias Pontifícias Obras Missionárias www.pom.org.br Três Campanhas Campanha da Fraternidade (1963) Na Quaresma - coleta Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) Campanha Missionária (DMM - 1926) No mês de Outubro

Leia mais

Família. O nosso grande tesouro

Família. O nosso grande tesouro Família O nosso grande tesouro Coleção ENCONTROS DA IGREJA DOMÉSTICA Família, o nosso grande tesouro: roteiros para oração, reflexão e ação, Cristovam Lubel Coordenação de revisão: Tiago José Risi Leme

Leia mais

Audiência às Equipes Nossa Senhora

Audiência às Equipes Nossa Senhora SECRETARIADO DO ESTADO Audiência às Equipes Nossa Senhora 10 Setembro 2015 DISCURSO DO SANTO-PADRE Discurso do Papa: (Roma, 10 de setembro de 2015) Estou muito feliz por vos acolher, caros responsáveis

Leia mais

Diocese de Patos-PB CALENDÁRIO DAS ATIVIDADES 2017

Diocese de Patos-PB CALENDÁRIO DAS ATIVIDADES 2017 Diocese de Patos-PB CALENDÁRIO DAS ATIVIDADES 2017 OBJETIVO GERAL Evangelizar, tendo como modelo Jesus Cristo, rosto da misericórdia e missionário do Pai, na força do Espírito Santo, como Igreja discípula,

Leia mais

A Santa Sé HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II. Igreja do "Gesù" 31 de Dezembro de 1982

A Santa Sé HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II. Igreja do Gesù 31 de Dezembro de 1982 A Santa Sé TE DEUM DE AGRADECIMENTO NO ENCERRAMENTO DO ANO 1982 HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II Igreja do "Gesù" 31 de Dezembro de 1982 1. "Filhinhos, é a última hora" (1 Jo. 2, 18). Com estas palavras inicia

Leia mais

Santificação dos Sacerdotes

Santificação dos Sacerdotes No dia 27 de junho, Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, é celebrado o Dia de Oração pela Santificação dos Sacerdotes. Em preparação para a data, o Arcebispo de Palmas (TO), Dom Pedro Brito Guimarães,

Leia mais

Deus é sempre Aquele que vem te encontrar. Participa da. falará ao teu coração, te alimentará, te inspirará. Este

Deus é sempre Aquele que vem te encontrar. Participa da. falará ao teu coração, te alimentará, te inspirará. Este COMO FAZER? A. Empenha-te a encontrar o Senhor. Contempla com os teus olhos a presença de Deus em todas as coisas, e vê que Deus é sempre Aquele que vem te encontrar. Participa da Celebração Eucarística,

Leia mais

I. UM PROJETO COMUM DE VIDA PARA UMA VIDA DE COMUNHÃO

I. UM PROJETO COMUM DE VIDA PARA UMA VIDA DE COMUNHÃO I. UM PROJETO COMUM DE VIDA PARA UMA VIDA DE COMUNHÃO Apresentação inicial conforme sugestão do guião. Alguns tópicos para o diálogo com os noivos: Acabámos de nos apresentar. E ficou bem claro, para todos

Leia mais