O MERCADO DE TRABALHO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O MERCADO DE TRABALHO"

Transcrição

1 O MERCADO DE TRABALHO NAS ATIVIDADES CARACTERÍSTICAS DE TURISMO NA CIDADE DE SÃO PAULO Postos de Trabalho Formais e Diretos Alimentação 44,5% Agência de Viagem 13,1% 22,2% Alojamento 14,7% s 1,9% 3,4% MAP Cultura e Lazer + Transp. + observatoriodoturismo.com.br = 0,3% Mercado de Trabalho do Turismo 1

2 Empregos formais e diretos Atividades Características do Turismo (ACTs) Ano Alojamento Alimentação s Agências de Viagem Cultura e Lazer Participação relativa das ACTs (em %) Ano Alojamento Alimentação s Agências de Viagem Cultura e Lazer ,4 41,7 3,7 0,0 21,9 1,5 12,0 0,6 100, ,3 40,8 3,8 0,0 24,9 1,6 11,3 0,4 100, ,2 41,5 3,6 0,0 25,1 1,9 11,4 0,3 100, ,3 42,7 3,7 0,0 24,8 1,8 11,4 0,3 100, ,7 41,6 3,3 0,0 26,0 1,8 12,2 0,3 100, ,1 42,5 3,2 0,0 25,3 1,7 13,0 0,3 100, ,7 44,5 3,4 0,0 22,2 1,9 13,1 0,3 100,0 - Índice de evolução da ocupação nas ACTs Ano Alojamento Alimentação s Agências de Viagem Cultura e Lazer ,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100, ,5 107,6 111,4 161,1 125,0 117,7 103,2 67,1 110,2 108, ,7 116,2 112,0 55,6 133,7 143,0 110,3 66,0 116,8 117, ,2 121,5 117,1 22,2 134,3 141,7 112,2 64,1 118,7 122, ,0 128,8 113,7 5,6 153,1 154,4 131,0 71,5 129,1 130, ,2 138,6 117,6 5,6 157,0 148,7 146,9 65,5 136,2 137, ,4 149,2 127,5 5,6 141,5 176,6 152,4 60,2 139,9 142,2 Taxa média de crescimento anual da ocupação nas ACTs (em %) Alojamento Alimentação s Agências de Viagem Cultura e Lazer Formal 1,8 6,9 4,1-38,2 6,0 9,9 7,3-8,1 5,8 6,0 Fonte: Observatório de Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo (com base em dados SIMT/IPEA), Mercado de Trabalho do Turismo observatoriodoturismo.com.br

3 Metodologia utilizada Para a definição dos números apresentados, utilizamos dados oriundos do Sistema Integrado de Informações sobre o Mercado de Trabalho no Setor Turismo (SIMT) do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) de 2012 (último dado disponível) e baseamo-nos nas seguintes variáveis: - total de empregos nas atividades econômicas relacionadas ao Turismo para o município de São Paulo constantes na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) São elas: alojamento, alimentação, tranporte terrestre, transporte aquaviário, transporte aéreo, aluguel de transportes, agências de viagem e cultura e lazer; - coeficiente de ajuste estabelecido para cada atividade no âmbito estadual de São Paulo. Este coeficiente, definido pelo IPEA a partir de pesquisa própria, expressa o percentual de atendimento a turistas realizado pelos estabelecimentos de cada atividade. Ou seja, o quanto do total de atendimentos daquele restaurante, por exemplo, corresponde a atendimentos a turistas. Aplicamos o coeficiente de ajuste para o total de emprego no município e assim chegamos no número de empregos gerados diretamente pelo Turismo em cada uma das atividades discriminadas nas tabelas acima. Reiteramos que os dados do IPEA seguem recomendações da OMT (organização Mundial de Turismo - World Tourism Organization/UNWTO) e: - consideram apenas o emprego formal e direto, ou seja, não dispõe de dados da informalidade e dos empregos indiretos gerados pela atividade turística na cidade de São Paulo; - consideram apenas as CNAEs (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) relacionadas abaixo: Atividade Código CNAE Descrição Atividades de agências de viagem e organizadores de viagem Agências de viagens Agências de viagens Agências de Viagem Operadores turísticos Operadores turísticos Serviços de reservas e outros serviços de turismo não especificados anteriormente Serviços de reservas e outros serviços de turismo não especificados anteriormente Restaurantes e estabelec. de bebidas, com serviço completo Lanchonetes e similares Outros serviços de alimentação Restaurantes e similares Alimentação Restaurantes e similares Bares e outros estabelec. especializados em servir bebidas Lanchonetes, casas de chá, sucos e similares Serviços ambulantes de alimentação Serviços ambulantes de alimentação Estabelecimentos hoteleiros Outros tipos de alojamento Hotéis e similares Hotéis Alojamento s Apart-hotéis Motéis Outros tipos de alojamento não especificados anteriormente Albergues, exceto assistenciais Campings Pensões (alojamento) Outros alojamentos não especificados anteriormente automóveis Locação de automóveis sem condutor Locação de automóveis sem condutor observatoriodoturismo.com.br Mercado de Trabalho do Turismo 3

4 Atividade Código CNAE Descrição Cultura e Lazer Teatro, música e outras atividades artísticas e literárias Atividades de museus e de conservação do patrimônio histórico Atividades de jardins botânicos, zoológicos, parques nacionais e reservas Outras atividades relacionadas ao lazer Artes cênicas, espetáculos e atividades não especificadas anteriormente Produção teatral Produção musical Produção de espetáculos de dança Produção de espetáculos circenses, de marionetes e similares Produção de espetáculos de rodeios, vaquejadas e similares Artes cênicas, espetáculos e atividades complementares não especificados anteriormente Atividades de museus e de exploração de lugares e prédios históricos e atrações similares Ativ. de museus e de exploração de lugares e prédios históricos e atrações similares Ativ. de jardins botânicos, zoológicos, parques nacionais, reservas ecológicas e áreas de proteção ambiental Ativ. de jardins botânicos, zoológicos, parques nacionais, reservas ecológicas e áreas de proteção ambiental Atividades de exploração de jogos de azar e apostas Casas de bingo Exploração de apostas em corridas de cavalos Exploração de jogos de azar e apostas não especificados anteriormente Atividades esportivas não especificadas anteriormente Produção e promoção de eventos esportivos Outras atividades esportivas não especificadas anteriormente Parques de diversão e parques temáticos Parques de diversão e parques temáticos Atividades de recreação e lazer não especificadas anteriormente Discotecas, danceterias, salões de dança e similares Exploração de boliches Exploração de jogos de sinuca, bilhar e similares Exploração de jogos eletrônicos recreativos Outras atividades de recreação e lazer não especificadas anteriormente aéreo, regular aéreo, regular aéreo de passageiros regular aéreo de passageiros regular aéreo de passageiros não regular Serviço de táxi aéreo e locação de aeronaves com tripulação Outros serviços de transporte aéreo de passageiros não regular marítimo de cabotagem marítimo de longo curso por navegação interior de passageiros aquaviário urbano marítimos de cabotagem marítimos de cabotagem - passageiros marítimo de longo curso marítimo de longo curso - passageiros por navegação interior de passageiros em linhas regulares, intermunicipal, interestadual e internacional, exceto travessia por navegação de travessia por navegação de travessia, municipal por navegação de travessia, intermunicipal aquaviário não especificados anteriormente aquaviário para passeios turísticos Outros transportes aquaviários não especificados anteriormente 4 Mercado de Trabalho do Turismo observatoriodoturismo.com.br

5 Atividade Código CNAE Descrição Outras Atividades rodoviário de táxi Serviço de táxi Serviço de transporte de passageiros - locação de automóvel com motorista Transp. rodov. coletivo de passageiros, sob regime de fretamento, e outros tranp. rodov. não especificados anteriormente Transp. rodov. coletivo de passageiros, sob regime de fretamento municipal Organização de excursões em veículos rodoviários próprios, municipal Outros transportes rodoviários de passageiros não especificados anteriormente Trens turísticos, teleféricos e similares Trens turísticos, teleféricos e similares Transp. rodoviário de passageiros, regular, não urbano Transp. rodoviário de passageiros, não regular Transp. regular de bondes, funiculares, teleféricos ou trens próprios para exploração de pontos turísticos Transp. rodoviário coletivo de passageiros, com itinerário fixo, intermunicipal, interestadual e internacional Transp. rodoviário coletivo de passageiros, com itinerário fixo, intermunicipal, exceto em região metropolitana Transp. rodov. coletivo de passageiros, com itinerário fixo, interestadual Transp. rodov. coletivo de passageiros, com itinerário fixo, internacional Transp. rodov. coletivo de passageiros, sob regime de fretamento, e outros tranp. rodov. não especificados anteriormente Transp. rodov. coletivo de passag., sob regime de fretamento, intermun., interest. e internacional Organização de excursões em veículos rodoviários próprios, intermun., interest. e internacional Fonte: Observatório de Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo (com base em dados SIMT/IPEA), 2014 observatoriodoturismo.com.br Mercado de Trabalho do Turismo 5

6 AGRADECIMENTOS IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada Pesquisadora: Margarida Hatem Pinto Coelho Assistente: Bárbara Lopes Franco CRÉDITOS São Paulo Turismo Secretário Especial para Assuntos do Turismo e Presidente da SPTuris: Wilson Poit Gerente de Comunicação: Lilian Natal Observatório de Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo Chefe de Equipe: Fábio Montanheiro Pesquisa e Diagramação: Andrezza Serra Estagiários: Raquel Terra, Taynah Caram e Thiago Santos Elaborado em dezembro/2014 Av. Olavo Fontoura, Portão 35 - Anhembi - Santana - São Paulo - SP Tel.: (11) / Visite: 6 Mercado de Trabalho do Turismo observatoriodoturismo.com.br

Acordo de Cooperação Técnica nº 23/2009 CODEPLAN/IPEA

Acordo de Cooperação Técnica nº 23/2009 CODEPLAN/IPEA Acordo de Cooperação Técnica nº 23/2009 CODEPLAN/IPEA Relatório 3 B Indicadores básicos do emprego no turismo para o Distrito Federal, Região Centro-Oeste e Brasil Junho 2013 1 SISTEMA DE INFORMAÇÕES SOBRE

Leia mais

Emprego no Turismo da Cidade de São Paulo

Emprego no Turismo da Cidade de São Paulo Emprego no Turismo da Cidade de São Paulo Boletim Trimestral Julho - Setembro/2010 Dados: CAGED (MTE) IPEA O objetivo deste Boletim é acompanhar a cada três meses a variação do emprego formal nas atividades

Leia mais

Notas técnicas. Definição e classificação de produtos do turismo

Notas técnicas. Definição e classificação de produtos do turismo Notas técnicas Definição e classificação de produtos do turismo A Organização Mundial de Turismo - OMT (World Tourism Organization - UNWTO) define turismo como o conjunto de atividades que as pessoas realizam

Leia mais

Informe Técnico do ETENE

Informe Técnico do ETENE Ano IX, Nº 3, julho de 2015 Informe Técnico do ETENE Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste ETENE PANORAMA DO SETOR TURÍSTICO NO NORDESTE DO BRASIL 2014 Autor Laura Lúcia Ramos Freire 1 Colaboração

Leia mais

ANEXO IV Autorização para geração da NFS-e a partir de 01/03/2015. Descrição do Código CNAE 2.0. 8690-9/04 Atividades de podologia 06.

ANEXO IV Autorização para geração da NFS-e a partir de 01/03/2015. Descrição do Código CNAE 2.0. 8690-9/04 Atividades de podologia 06. 8690-9/04 Atividades de podologia 06.01 9602-5/01 Cabeleireiros 06.01 9602-5/02 Outras atividades de tratamento de beleza 06.01 9602-5/02 Atividades de estética e outros serviços de cuidados com a beleza

Leia mais

Economia do Turismo. Uma perspectiva macroeconômica 2003-2009

Economia do Turismo. Uma perspectiva macroeconômica 2003-2009 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Diretoria de Pesquisas Coordenação de Contas Nacionais Estudos e Pesquisas Informação Econômica número

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO São Paulo Turismo

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO São Paulo Turismo OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO São Paulo Turismo BOLETIM ESPECIAL Mercado de Trabalho do Turismo NA CIDADE DE SÃO PAULO: PRINCIPAIS RESULTADOS 2010 Mercado de Trabalho do Turismo na Cidade

Leia mais

1 - Lista de produtos específi cos de turismo

1 - Lista de produtos específi cos de turismo Anexos 1 - Lista de produtos específi cos de turismo Economia do Turismo Análise das atividades características do turismo 2003 (continua) 63110.0 Serviços de alojamento em hotéis e motéis 63191.0 Serviços

Leia mais

& 13. Economia do. Turismo U P M. ma erspectiva acroeconômica 2003-2007 IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

& 13. Economia do. Turismo U P M. ma erspectiva acroeconômica 2003-2007 IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ESTUDOS & I N F O R M A Ç Ã O 13 pesquisas e c o n ô m i c a Economia do Turismo U P M ma erspectiva acroeconômica 2003-2007 IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística Presidente da República

Leia mais

Anexos. 1 - Lista de produtos específicos do turismo. 2 - Lista de atividades e produtos característicos do turismo

Anexos. 1 - Lista de produtos específicos do turismo. 2 - Lista de atividades e produtos característicos do turismo Anexos 1 - Lista de produtos específicos do turismo 2 - Lista de atividades e produtos característicos do turismo Anexos (continua) 63110.0 Serviços de alojamento em hotéis e motéis 63191.0 Serviços de

Leia mais

Emprego no Turismo da Cidade de São Paulo

Emprego no Turismo da Cidade de São Paulo Emprego no Turismo da Cidade de São Paulo Boletim Trimestral Outubro - Dezembro/2010 Dados: CAGED (MTE) IPEA O objetivo deste Boletim é acompanhar a cada três meses a variação do emprego formal nas atividades

Leia mais

ANEXO 96 ATIVIDADES COM FORMA DE PAGAMENTO EM FUNÇÃO DA RECEITA BRUTA (a que se refere o 1º do art. 118)

ANEXO 96 ATIVIDADES COM FORMA DE PAGAMENTO EM FUNÇÃO DA RECEITA BRUTA (a que se refere o 1º do art. 118) ANEXO 96 ATIVIDADES COM FORMA DE PAGAMENTO EM FUNÇÃO DA RECEITA BRUTA (a que se refere o 1º do art. 118) Nota: A redação atual do Anexo 96 foi dada pela Alteração nº 84 (Decreto nº 10.223, de 02/02/07,

Leia mais

IMPACTOS POSITIVOS PARA 2014

IMPACTOS POSITIVOS PARA 2014 IMPACTOS POSITIVOS PARA 2014 O turismo da cidade de São Paulo desenvolveu-se positivamente nos últimos anos. Muito mais pode ser esperado os para os próximos, prevendo uma chegada estimada em 17 milhões

Leia mais

TABELA DAS ATIVIDADES SUJEITA A DESONERAÇÃO (Antes da MP 612/2013) - Elaborada por Daniel Pinheiro

TABELA DAS ATIVIDADES SUJEITA A DESONERAÇÃO (Antes da MP 612/2013) - Elaborada por Daniel Pinheiro TABELA DAS ATIVIDADES SUJEITA A DESONERAÇÃO (Antes da MP 612/2013) - Elaborada por Daniel Pinheiro Prestação de Serviços e Comércio varejista Início Atividade de indústria Início TI e TIC exclusivamente:

Leia mais

Anexo 1 LISTA DE PRODUTOS CARACTERÍSTICOS DO TURISMO E ATIVIDADES CARACTERÍSTICAS DO TURISMO

Anexo 1 LISTA DE PRODUTOS CARACTERÍSTICOS DO TURISMO E ATIVIDADES CARACTERÍSTICAS DO TURISMO ANEXOS Anexo 1 LISTA DE PRODUTOS CARACTERÍSTICOS DO TURISMO E ATIVIDADES CARACTERÍSTICAS DO TURISMO A. Lista de produtos característicos do turismo A lista de produtos característicos do turismo é provisória

Leia mais

H ALOJAMENTO E ALIMENTAÇÃO Esta seção compreende as atividades de alojamento de curta duração e os serviços de alimentação. Estas atividades estão

H ALOJAMENTO E ALIMENTAÇÃO Esta seção compreende as atividades de alojamento de curta duração e os serviços de alimentação. Estas atividades estão H ALOJAMENTO E ALIMENTAÇÃO Esta seção compreende as atividades de alojamento de curta duração e os serviços de alimentação. Estas atividades estão incluídas na mesma seção porque é comum as duas atividades

Leia mais

do turismo DA CIDADE DE ANUÁRIO ESTATÍSTICO TURISMO 2014 OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO

do turismo DA CIDADE DE ANUÁRIO ESTATÍSTICO TURISMO 2014 OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO observatório do turismo DA CIDADE DE SÃO PAULO são paulo turismo ANUÁRIO ESTATÍSTICO TURISMO 2014 OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO ANO BASE 2013 1 MENSAGEM DO PRESIDENTE Caro leitor, Você

Leia mais

Instrução Normativa nº. 01/2012

Instrução Normativa nº. 01/2012 Instrução Normativa nº. 01/2012 Dispõe sobre a obrigatoriedade da emissão e utilização da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e), instituída pelo Decreto nº. 319, de 04 de outubro de 2011, para as

Leia mais

COMÉRCIO Comércio varejista de produtos alimentícios. Comércio varejista de artigos e aparelhos de uso pessoal e domiciliar

COMÉRCIO Comércio varejista de produtos alimentícios. Comércio varejista de artigos e aparelhos de uso pessoal e domiciliar Página 1 de 6 472110100 472110200 ANEXO XXV RELAÇÃO DE USOS PERMITIDOS NA ADE DA PAMPULHA (Substitui o Anexo VII da Lei 9037/05) Padaria e confeitaria com predominância de produção própria COMÉRCIO Comércio

Leia mais

Fabricação de artigos do vestuário, produzidos em malharias e tricotagens, exceto meias

Fabricação de artigos do vestuário, produzidos em malharias e tricotagens, exceto meias CNAE Grupo CNAE Descrição CNAE Grau de risco 4.-8 4 Confecção de roupas íntimas 4.-6 4 Confecção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas 4.3-4 4 Confecção de roupas profissionais 4.4-4 Fabricação

Leia mais

na cidade de São Paulo

na cidade de São Paulo OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO SÃO PAULO TURISMO Copa do mundo da fifa Brasil 2014 impacto econômico na cidade de São Paulo A pesquisa Objetivo: * Identificar o movimento econômico gerado

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO SÃO PAULO TURISMO. Pesquisa de Perfil. Taxistas

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO SÃO PAULO TURISMO. Pesquisa de Perfil. Taxistas OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO SÃO PAULO TURISMO Pesquisa de Perfil Taxistas são paulo / 2012 CRÉDITOS São Paulo Turismo S/A (SPTuris) - Empresa de Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo

Leia mais

Desoneração da Folha de Pagamentos

Desoneração da Folha de Pagamentos Desoneração da Folha de Pagamentos Legislação Constituição Federal Art. 195, 12 e 13 Lei nº 8.212, de 24 de julho de 1991 Art. 22, inciso I e III Lei nº 12.546, de 14 de dezembro de 2011 Como isso funciona

Leia mais

ANEXO III - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/01/2010 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0

ANEXO III - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/01/2010 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0 ANEXO III - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/01/2010 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0 Código Descrição 8511-2/00-00 EDUCACAO INFANTIL-CRECHE 8512-1/00-00 EDUCACAO INFANTIL-PRE-ESCOLA 8513-9/00-00 ENSINO

Leia mais

PACOTES CRUZEIROS. e Turismo www.faypassagens.com.br A SUA VIAGEM COMEÇA AQUI!

PACOTES CRUZEIROS. e Turismo www.faypassagens.com.br A SUA VIAGEM COMEÇA AQUI! CORPORATE FRETAMENTOS CRUZEIROS PACOTES A SUA VIAGEM COMEÇA AQUI! QUEM SOMOS QUEM SOMOS A Fay Passagens é uma agência que atua há mais de 10 anos, o nosso principal objetivo é prestar atendimento personalizado

Leia mais

Gilberto Pessanha Ribeiro Bruno Garbéro Pinna. Cristiano dos Santos Maciel Marcus Felipe Mourão Pereira. Apoio: www.georeferencial.com.

Gilberto Pessanha Ribeiro Bruno Garbéro Pinna. Cristiano dos Santos Maciel Marcus Felipe Mourão Pereira. Apoio: www.georeferencial.com. Sistema de Informação Geográfica para o Turismo de Angra dos Reis, RJ Cristiano dos Santos Maciel Marcus Felipe Mourão Pereira Gilberto Pessanha Ribeiro Bruno Garbéro Pinna Apoio: Categorias do Turismo

Leia mais

Universidade. Estácio de Sá. Turismo, Hotelaria e Gastronomia

Universidade. Estácio de Sá. Turismo, Hotelaria e Gastronomia Universidade Estácio de Sá Turismo, Hotelaria e Gastronomia A Estácio Hoje reconhecida como a maior instituição particular de ensino superior do país, a Universidade Estácio de Sá iniciou suas atividades

Leia mais

A verdadeira arte de viajar

A verdadeira arte de viajar A verdadeira arte de viajar A Ducato Turismo é uma agência especializada na prestação de serviços de gestão de viagens corporativas, com proposta e objetivo de personalização no atendimento diferenciado

Leia mais

Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar

Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ Semestre 15-16 Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Animação Turística Inglês para Animação I Língua Estrangeira I (Espanhol I / Alemão

Leia mais

Coordenação-geral de Competitividade e Inovação

Coordenação-geral de Competitividade e Inovação Coordenação-geral de Competitividade e Inovação Legislação Turística LEI N º 11.771/2008 DECRETO N 7.381/2010 PORTARIA N 197/20103 PORTARIA Nº 311/2013 Legislação Turística Lei Geral do Turismo 11.771/2008

Leia mais

ONDE ESTÁ O TURISMO NO BRASIL? UMA EXPLORAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DAS ACTs A PARTIR DA RAIS.

ONDE ESTÁ O TURISMO NO BRASIL? UMA EXPLORAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DAS ACTs A PARTIR DA RAIS. ONDE ESTÁ O TURISMO NO BRASIL? UMA EXPLORAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DAS ACTs A PARTIR DA RAIS. MAURÍCIO RAGAGNIN PIMENTEL 1 Resumo: Este é um estudo exploratório da distribuição espacial das Atividades

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Taxa de Serviço do Consumidor pelos Serviços Prestados de Agência de Viagens

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Taxa de Serviço do Consumidor pelos Serviços Prestados de Agência de Viagens Parecer Consultoria Tributária Segmentos Taxa de Serviço do Consumidor pelos Serviços Prestados de Agência de Viagens 28/09/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo

Leia mais

Habilitação Profissional do Tecnólogo em Gestão do Turismo

Habilitação Profissional do Tecnólogo em Gestão do Turismo PERFIL PROFISSIONAL Habilitação Profissional do Tecnólogo em Gestão do Turismo É o profissional que atua em agências de viagens, em meios de hospedagem, em empresas de transportes e de eventos; promove

Leia mais

COPA DO MUNDO DEVERÁ GERAR 47,9 MIL VAGAS NO TURISMO

COPA DO MUNDO DEVERÁ GERAR 47,9 MIL VAGAS NO TURISMO COPA DO MUNDO DEVERÁ GERAR 47,9 MIL VAGAS NO TURISMO Número corresponde a 35,2% das vagas a serem criadas em 2014 pelo setor de turismo em todo o País. Segmentos de alimentação, hospedagem e transportes

Leia mais

Expediente. Créditos. Prefeito de Vitória João Coser. Vice-Prefeito Tião Barbosa. Secretário Municipal de Turismo Antônio Olímpio Bispo

Expediente. Créditos. Prefeito de Vitória João Coser. Vice-Prefeito Tião Barbosa. Secretário Municipal de Turismo Antônio Olímpio Bispo Expediente Prefeito de Vitória João Coser Vice-Prefeito Tião Barbosa Secretário Municipal de Turismo Antônio Olímpio Bispo Subsecretário Municipal de Turismo Leandro Dalcolmo Tononi Gerente de Desenvolvimento

Leia mais

2.2 A operadora elabora, organiza e executa o roteiro da viagem contratada.

2.2 A operadora elabora, organiza e executa o roteiro da viagem contratada. CONDIÇÕES GERAIS PARA AQUISIÇÃO DE PROGRAMAS DE VIAGENS NACIONAIS E INTERNACIONAIS A aquisição de pacotes e programas de viagens nacionais e internacionais adquiridas da ARA TRAVEL TURISMO E VIAGENS LTDA.

Leia mais

SÃO PAULO TURISMO - OBSERVATÓRIO DE TENDÊNCIAS Números DA CIDADE DE SÃO PAULO

SÃO PAULO TURISMO - OBSERVATÓRIO DE TENDÊNCIAS Números DA CIDADE DE SÃO PAULO Turismo - indicadores gerais Demanda Total de Turistas (Estimativa) Demanda Total de Turistas (Estimativa) Principais Procedências - Internacionais 13,2 milhões; 85% Brasileiros, 15% Estrangeiros 15,1

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS MUNICÍPIO DE COLINAS DO TOCANTINS LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014.

ESTADO DO TOCANTINS MUNICÍPIO DE COLINAS DO TOCANTINS LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014. LEI COMPLEMENTAR, N.º 1.379/2014, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2014. Altera a Lei Municipal n. 1.133 de 31 de dezembro de 2010 que institui o Código Tributário do Município de Colinas do Tocantins e da outras

Leia mais

observatório da cidade

observatório da cidade observatório do turismo da cidade de são paulo são paulo turismo RELATÓRIO EVENTO Salão do Automóvel 2012 Perfil Socio-demográfico PERFIL DO PúBLICO GÊNERO Procedência DO PÚBLICO Meio de Hospedagem 2012

Leia mais

ISSN - 1519-8006. S erviços. volume 10

ISSN - 1519-8006. S erviços. volume 10 p esquisa a nual de ISSN - 1519-8006 S erviços 2 0 0 8 volume 10 Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão Paulo Bernardo Silva INSTITUTO BRASILEIRO

Leia mais

SÃO PAULO TURISMO - OBSERVATÓRIO DE TENDÊNCIAS NÚMEROS DA CIDADE DE SÃO PAULO

SÃO PAULO TURISMO - OBSERVATÓRIO DE TENDÊNCIAS NÚMEROS DA CIDADE DE SÃO PAULO TURISMO - INDICADORES GERAIS Demanda Total de Turistas (estimativa) Principais Procedências - Internacionais 13,22 milhões; 84% Brasileiros, 16% Estrangeiros EUA, Argentina, Alemanha, Chile, Espanha 2013

Leia mais

TABELAS DE ALÍQUOTAS A PARTIR DE 2015 ANEXO I DA LEI COMPLEMENTAR 123, DE 14 12 2006. Até 180.000,00 4,00% 0,00% 0,00% 0,00% 0,00% 2,75% 1,25%

TABELAS DE ALÍQUOTAS A PARTIR DE 2015 ANEXO I DA LEI COMPLEMENTAR 123, DE 14 12 2006. Até 180.000,00 4,00% 0,00% 0,00% 0,00% 0,00% 2,75% 1,25% ... Informativo 0 Página 0 Ano 2015 TABELAS DE ALÍQUOTAS A PARTIR DE 2015 ANEXO I DA LEI COMPLEMENTAR 123, DE 14 12 2006 Alíquotas e Partilha do Simples Nacional Comércio Receita Bruta em 12 meses (em

Leia mais

BOLETIM COPA DO MUNDO 2014 Porto Alegre. Oportunidades de trabalho e qualificação profissional

BOLETIM COPA DO MUNDO 2014 Porto Alegre. Oportunidades de trabalho e qualificação profissional 2 BOLETIM COPA DO MUNDO 2014 Porto Alegre Oportunidades de trabalho e qualificação profissional Sumário Apresentação... 3 1. Dimensionamento das Atividades Características do Turismo (ACTs)... 4 2. ACTs:

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.974, DE 15 MAIO DE 2014. Dispõe sobre as atividades das Agências de Turismo. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO São Paulo Turismo

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO São Paulo Turismo OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO São Paulo Turismo BOLETIM SEMESTRAL 2009/1 Introdução O Observatório do Turismo da Cidade de São Paulo, como núcleo de acompanhamento de informações, estudos

Leia mais

Guia resumido de seguros e assistências de viagens.

Guia resumido de seguros e assistências de viagens. agosto 2013 Guia resumido de seguros e assistências de viagens. *AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE GUIA SÃO VÁLIDAS EXCLUSIVAMENTE PARA CARTÕES MASTERCARD PLATINUM E VISA PLATINUM. Serviço de concierge Especialistas

Leia mais

GUIA RESUMIDO DE SEGUROS E ASSISTÊNCIAS DE VIAGENS.

GUIA RESUMIDO DE SEGUROS E ASSISTÊNCIAS DE VIAGENS. SETEMBRO 2013 GUIA RESUMIDO DE SEGUROS E ASSISTÊNCIAS DE VIAGENS. *As informações contidas neste guia são válidas exclusivamente para cartões MasterCard Platinum e Visa Platinum. SERVIÇO DE CONCIERGE Você

Leia mais

Santander Elite Platinum

Santander Elite Platinum Santander Elite Platinum SEGURO MÉDICO DE EMERGENCIAS MÉDICAS... 2 SERVIÇO DE CONCIERGE... 2 SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA EM VIAGENS... 3 SERVIÇOS DE EMERGÊNCIA... 4 SEGURO DE ACIDENTES EM VIAGEM... 4 SEGURO

Leia mais

Diretoria de Pesquisa. Serviços 25/08/2010

Diretoria de Pesquisa. Serviços 25/08/2010 Diretoria de Pesquisa Coordenação de Serviços e Comércio Pesquisa Anual de Serviços PAS 2008 25/08/2010 Objetivos da PAS 1 - Reunir um conjunto de informações econômicofinanceiras que permitam estimar

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO SÃO PAULO TURISMO RELATÓRIO EVENTO:

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO SÃO PAULO TURISMO RELATÓRIO EVENTO: OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO SÃO PAULO TURISMO RELATÓRIO EVENTO: Virada Cultural 2012 Virada Cultural A Cidade de São Paulo promoveu nos dias 5 e 6 de maio de 2012 a Virada Cultural,

Leia mais

PURP 36 PLANILHA DE PARÂMETROS URBANÍSTICOS E DE PRESERVAÇÃO AP7 UP7 SETOR DE HOTÉIS DE TURISMO - SHT ESCALA PREDOMINANTE: BUCÓLICA

PURP 36 PLANILHA DE PARÂMETROS URBANÍSTICOS E DE PRESERVAÇÃO AP7 UP7 SETOR DE HOTÉIS DE TURISMO - SHT ESCALA PREDOMINANTE: BUCÓLICA AP7 UP7 Folha 1 / 7 AP7 UP7 Folha 2 / 7 VALOR PATRIMONIAL A ATRIBUTOS DE CONFIGURAÇÃO URBANA: TECIDO (MALHA / PARCELAMENTO DO SOLO / CHEIOS E VAZIOS) A orla foi idealizada por Lucio Costa, em consonância

Leia mais

Economia do Turismo. Análise das atividades características do turismo 2003

Economia do Turismo. Análise das atividades características do turismo 2003 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Diretoria de Pesquisas Estudos e Pesquisas Informação Econômica número 5 Economia do Turismo Análise

Leia mais

Turismo de Negócios, Congressos e Eventos. 1º. Encontro de Secretários de Turismo da Rede Mercocidades. Mercodestinos Capitais Gauchas Rotas Tchê

Turismo de Negócios, Congressos e Eventos. 1º. Encontro de Secretários de Turismo da Rede Mercocidades. Mercodestinos Capitais Gauchas Rotas Tchê Turismo de Negócios, Congressos e Eventos 1º. Encontro de Secretários de Turismo da Rede Mercocidades Mercodestinos Capitais Gauchas Rotas Tchê Visão, Acordos, Compromissos, Estratégias e Ações Porto Alegre,

Leia mais

Direitos Autorais e a Hotelaria Câmara dos Deputados 05/11/2015

Direitos Autorais e a Hotelaria Câmara dos Deputados 05/11/2015 Direitos Autorais e a Hotelaria Câmara dos Deputados 05/11/2015 Sobre o FOHB Criado em 2002, o FOHB Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil é uma entidade associativa sem fins lucrativos que representa

Leia mais

BOLETIM SEMESTRAL 2013/01

BOLETIM SEMESTRAL 2013/01 BOLETIM SEMESTRAL 2013/01 apresentação O desempenho das principais atividades econômicas que envolvem o turismo na cidade de São Paulo, foram registradas neste relatório do 1º semestre de 2013. Pela inelasticidade

Leia mais

08 a 11 de outubro de 2014

08 a 11 de outubro de 2014 Uma ideia na cabeça e um CNPJ nas mãos: noções básicas sobre a atividade empresarial para empreendedores culturais 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 Conteúdo da palestra 1 Empreendedor

Leia mais

ANEXO V-D Usos e Atividades. Enquadramento das atividades nos usos do solo, obedecendo a Legislação Federal, Estadual e Municipal pertinente

ANEXO V-D Usos e Atividades. Enquadramento das atividades nos usos do solo, obedecendo a Legislação Federal, Estadual e Municipal pertinente ANEXO V-D Usos e Atividades Quadro Enquadramento das atividades nos usos do solo, obedecendo a Legislação Federal, Estadual e Municipal pertinente Usos CORRESPONDÊNCIA COM A CLASSIFICAÇÃO NACIONAL DE Instalações

Leia mais

Filiais ativas por Atividade Econômica

Filiais ativas por Atividade Econômica Os números exibidos abaixo foram atualizados em 28/01/2014. Filiais ativas por Atividade Econômica Atividade Econômica 2012 VARIAÇÃO 2012-2013 Empresas ativas até 2013 VARIAÇÃO 2013-2014 28/01/2014 REPRESENTAÇÃO

Leia mais

MARKETING PARA TURISMO RODOVIÁRIO. Rosana Bignami Outubro_2015

MARKETING PARA TURISMO RODOVIÁRIO. Rosana Bignami Outubro_2015 MARKETING PARA TURISMO RODOVIÁRIO Rosana Bignami Outubro_2015 ATRATIVOS CIDADES PESSOAS TRANSPORTES SISTEMA DE TRANSPORTE VEÍCULO ATENDE LOCAIS E ATENDE A MINHA EMPRESA ESTÁ PRONTA PARA O MARKETING? OUÇA

Leia mais

ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES.

ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES. 1 ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES. 1.HABITAÇÃO 2.MEIOS DE HOSPEDAGEM 3.COMÉRCIO VAREJISTA I 4.COMÉRCIO VAREJISTA II 5.COMÉRCIO VAREJISTA

Leia mais

Observatório do Turismo

Observatório do Turismo USUS 2012 Observatório do Turismo Cidade de São Paulo Brasil Turismo no Mundo 9,0% Representatividade no PIB Mundial em 2011 US$ 6,3 TRILHÕES Movimentação Financeira em 2011 980 MILHÕES Viagens no Mundo,

Leia mais

Receita infalível para uma boa viagem

Receita infalível para uma boa viagem Receita infalível para uma boa viagem Para que a tão sonhada viagem de férias não se transforme em um pesadelo, alguns cuidados básicos devem ser tomados. Pensando no seu conforto e na sua segurança nesse

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 5.120-C, DE 2001. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 5.120-C, DE 2001. O CONGRESSO NACIONAL decreta: COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE REDAÇÃO REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 5.120-C, DE 2001 Dispõe sobre as atividades das Agências de Turismo. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei dispõe

Leia mais

Quinta-feira, 17 de Outubro de 2013 Edição n 1165

Quinta-feira, 17 de Outubro de 2013 Edição n 1165 ANEXO ÚNICO DA LEI MUNICIPAL Nº 1.501 DE 16 DE OUTUBRO DE 2013 3011-3/01 Construção de embarcações de grande porte 3311- Manutenção e reparação de tanques, reservatórios metálicos e caldeiras, 2/00 exceto

Leia mais

ATIVIDADES PERMITIDAS EM ESCRITÓRIO VIRTUAL

ATIVIDADES PERMITIDAS EM ESCRITÓRIO VIRTUAL 3011-3/01 Construção de embarcações de grande porte 3250-7/06 Serviços de prótese dentária 3311-2/00 Manutenção e reparação de tanques, reservatórios metálicos e caldeiras, exceto para veículos 3312-1/01

Leia mais

Guia para contratação de Transporte Intermunicipal de Passageiros sob regime de FRETAMENTO

Guia para contratação de Transporte Intermunicipal de Passageiros sob regime de FRETAMENTO Guia para contratação de Transporte Intermunicipal de Passageiros sob regime de FRETAMENTO 100 95 75 25 5 0 Introdução A Artesp tem a finalidade de regulamentar e fiscalizar todas as modalidades de serviços

Leia mais

ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0

ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0 ANEXO I - Obrigatoriedade da NFS-e a partir de 01/09/2009 CÓDIGO DE ATIVIDADE CNAE 2.0 Código Descrição 1830-0/03-00 REPRODUCAO DE SOFTWARE EM QUALQUER SUPORTE 6190-6/01-00 PROVEDORES DE ACESSO AS REDES

Leia mais

Alterações na Predominância de Categorias de Meios de Hospedagem (1994-2001)

Alterações na Predominância de Categorias de Meios de Hospedagem (1994-2001) Alterações na Predominância de Categorias de Meios de Hospedagem (1994-2001) Quanto às categorias de hotéis, os municípios integrantes do Pólo, apresentam-se em 2001 como áreas de predominância de pousadas,

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 33/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE HOTELARIA, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA.

RESOLUÇÃO CONSEPE 33/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE HOTELARIA, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. RESOLUÇÃO CONSEPE 33/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE HOTELARIA, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

Caracterização das empresas do setor do turismo em Portugal. Paula Menezes Coordenadora da área da Central de Balanços 22 outubro 2014 Funchal

Caracterização das empresas do setor do turismo em Portugal. Paula Menezes Coordenadora da área da Central de Balanços 22 outubro 2014 Funchal Caracterização das empresas do setor do turismo em Portugal Paula Menezes Coordenadora da área da Central de Balanços 22 outubro 2014 Funchal Setor do Turismo I. Estrutura e dinâmica do setor II. III.

Leia mais

PO Algarve 21. Sistema de Incentivos ao investimento no setor TURISMO. PO Algarve 21

PO Algarve 21. Sistema de Incentivos ao investimento no setor TURISMO. PO Algarve 21 PO Algarve 21 Sistema de Incentivos ao investimento no setor TURISMO Lagos 10/04/2013 PO Algarve 21 Apoios às empresas Sistemas de Incentivos QREN Linha de crédito Investe QREN Fundo Capital de Risco Revitalizar

Leia mais

Subclasse CNAE 2.0 DENOMINAÇÃO

Subclasse CNAE 2.0 DENOMINAÇÃO Anexo I da Resolução CGSN nº 6, de 18 de junho de 2007 - Códigos previstos na CNAE impeditivos ao Simples Nacional (Vigência a partir de 1º de dezembro de 2010) Subclasse CNAE 2.0 DENOMINAÇÃO 0910-6/00

Leia mais

TABELA SALARIAL - JORNADA MENSAL DE 200 HORAS

TABELA SALARIAL - JORNADA MENSAL DE 200 HORAS S DE GRATIFICAÇÃO (40%) Advogado 5.367,94 Advogado PL 5.367,94 Advogado SR 8.745,72 Almoxarife 2.341,83 Analista Administrativo 3.137,89 Analista Administrativo JR 3.813,99 Analista Administrativo PL 4.417,02

Leia mais

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Centro

Unidade de Gestão Estratégica. Perfil Socioeconômico. Regional Centro Unidade de Gestão Estratégica Perfil Socioeconômico Regional Centro Sebrae em Conselho Deliberativo Pedro Alves de Oliveira Presidente Diretoria Executiva Igor Montenegro Diretor Superintendente Wanderson

Leia mais

PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO DE TURISMO

PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO DE TURISMO PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO DE TURISMO REGULAMENTO DE ESTÁGIO Todo aluno do curso de Turismo, poderá estagiar a partir do segundo ano (3º período) e entregar um

Leia mais

OCUPAÇÃO DO SETOR DE TURISMO NO BRASIL: ANÁLISE DA OCUPAÇÃO NAS PRINCIPAIS ACTs NOS ESTADOS, REGIÕES E BRASIL. Margarida Hatem Pinto Coelho

OCUPAÇÃO DO SETOR DE TURISMO NO BRASIL: ANÁLISE DA OCUPAÇÃO NAS PRINCIPAIS ACTs NOS ESTADOS, REGIÕES E BRASIL. Margarida Hatem Pinto Coelho 1580 OCUPAÇÃO DO SETOR DE TURISMO NO BRASIL: ANÁLISE DA OCUPAÇÃO NAS PRINCIPAIS ACTs NOS ESTADOS, REGIÕES E BRASIL Margarida Hatem Pinto Coelho 1 5 8 0 TEXTO PARA DISCUSSÃO B r a s í l i a, f e v e r e

Leia mais

MAIS TURISMO, MAIS DESENVOLVIMENTO

MAIS TURISMO, MAIS DESENVOLVIMENTO Ministério do Turismo MAIS TURISMO, MAIS DESENVOLVIMENTO INDICADORES 2012 MAIS TURISMO, MAIS DESENVOLVIMENTO INDICADORES maio - 2013 Lagoa Azul, Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, MA Mais Turismo

Leia mais

TURISMO NO BRASIL: A EVOLUÇÃO DA COMPOSIÇÃO DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS QUE CARACTERIZAM O SETOR

TURISMO NO BRASIL: A EVOLUÇÃO DA COMPOSIÇÃO DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS QUE CARACTERIZAM O SETOR TURISMO NO BRASIL: A EVOLUÇÃO DA COMPOSIÇÃO DAS ATIVIDADES ECONÔMICAS QUE CARACTERIZAM O SETOR TOURISM IN BRAZIL: THE EVOLUTION OF THE COMPOSITION OF ECONOMIC ACTIVITIES THAT CHARACTERIZE THE SECTOR RESUMO

Leia mais

programa sebrae 2014:

programa sebrae 2014: programa sebrae 2014: Mapa de Oportunidades para as Micro e pequenas empresas nas cidades-sede caderno de conhecimento: turismo FICHA TÉCNICA SEBRAE SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.406 DE 30 DE MARÇO DE 2005. Regulamenta o cadastro obrigatório para fins de fiscalização das sociedades empresárias, das

Leia mais

1º GV - Vereador Andrea Matarazzo PROJETO DE LEI Nº /2013

1º GV - Vereador Andrea Matarazzo PROJETO DE LEI Nº /2013 PROJETO DE LEI Nº /2013 Institui a Virada Cultural e dá outras providências. A Câmara Municipal de São Paulo DECRETA: Art. 1º - Fica instituída, no âmbito do Município de São Paulo, a Virada Cultural,

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO. Observatório de Tendências São Paulo Turismo

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO. Observatório de Tendências São Paulo Turismo OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO Observatório de Tendências São Paulo Turismo Evento LGBT 2011 LGBT 2011 Cada vez mais, São Paulo vem se posicionando como um dos mais importantes centros

Leia mais

b) agrupados, por categoria, os segurados empregado, trabalhador avulso e contribuinte individual;

b) agrupados, por categoria, os segurados empregado, trabalhador avulso e contribuinte individual; Instrução Normativa RFB nº 971, de 13 de novembro de 2009 DOU de 17.11.2009 O SECRETÁRIO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL, no uso da atribuição que lhe confere o inciso III do art. 261 do Regimento Interno

Leia mais

AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Setembro-2015

AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Setembro-2015 Análise Emprego Formal Macaé AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Setembro-2015 Os números do mês de agosto - Macaé De acordo com os dados do CAGED em setembro de 2015, foram suprimidos

Leia mais

QUESTIONÁRIO OPERAÇÃO DE CARACTERIZAÇÃO E GASTO DO TURISMO RECEPTIVO

QUESTIONÁRIO OPERAÇÃO DE CARACTERIZAÇÃO E GASTO DO TURISMO RECEPTIVO QUESTIONÁRIO OPERAÇÃO DE CARACTERIZAÇÃO E GASTO DO TURISMO RECEPTIVO A. VIAJANTES IDENTIFICAÇÃO DO PORTAO DE PESQUISA DATA QUAL É A SUA NACIONALIDADE?(CASO O ENTREVISTADO TENHA MAIS DE UMA NACIONALIDADE,

Leia mais

Sistema de informações sobre. o mercado de trabalho no setor turismo O EMPREGO NO TURISMO NAS REGIÕES METROPOLITANAS

Sistema de informações sobre. o mercado de trabalho no setor turismo O EMPREGO NO TURISMO NAS REGIÕES METROPOLITANAS Sistema de informações sobre o mercado de trabalho no setor turismo O EMPREGO NO TURISMO NAS REGIÕES METROPOLITANAS Outubro 2010 1 SISTEMA DE INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE TRABALHO DO SETOR TURISMO NO

Leia mais

Seguros e assistências do Cartão Personnalité MasterCard Black

Seguros e assistências do Cartão Personnalité MasterCard Black Seguros e assistências do Cartão Personnalité MasterCard Black Central de Atendimento Para você desfrutar os bons momentos de sua viagem e sentir-se sempre protegido, conte com os seguros, serviços e assistências

Leia mais

GUIA RESUMIDO DE SEGUROS E ASSISTÊNCIAS DE VIAGENS.

GUIA RESUMIDO DE SEGUROS E ASSISTÊNCIAS DE VIAGENS. SETEMBRO 2013 GUIA RESUMIDO DE SEGUROS E ASSISTÊNCIAS DE VIAGENS. *As informações contidas neste guia são válidas exclusivamente para cartões MasterCard Black e Visa Infinite. SERVIÇO DE CONCIERGE Você

Leia mais

ATIVIDADES IMPEDITIVAS AO SIMPLES NACIONAL

ATIVIDADES IMPEDITIVAS AO SIMPLES NACIONAL CNAE ATIVIDADES IMPEDITIVAS AO Para verificar se a ME ou EPP atende aos requisitos pertinentes quando da opção ao Simples Nacional, serão utilizados os códigos de atividades econômicas previstos na Classificação

Leia mais

AGOSTo 2013 *AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE GUIA SÃO VÁLIDAS EXCLUSIVAMENTE PARA CARTÕES MASTERCARD BLACK E VISA INFINITE.

AGOSTo 2013 *AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE GUIA SÃO VÁLIDAS EXCLUSIVAMENTE PARA CARTÕES MASTERCARD BLACK E VISA INFINITE. AGOSTo 2013 G u i a r e s u m i d o d e s e g u r o s e a s s i s t ê n c i a s d e v i a g e n s. *AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE GUIA SÃO VÁLIDAS EXCLUSIVAMENTE PARA CARTÕES MASTERCARD BLACK E VISA INFINITE.

Leia mais

DECISÃO Nº 119, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2011.

DECISÃO Nº 119, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2011. DECISÃO Nº 119, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2011. Aprova o Plano Específico de Zoneamento de Ruído do Aeródromo de Paraty. A DIRETORIA DA AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL - ANAC, no exercício da competência

Leia mais

Caracterização das Atividades de Software e Serviços de TI Realizadas na NIBSS

Caracterização das Atividades de Software e Serviços de TI Realizadas na NIBSS CAPÍTULO 5 Caracterização das Atividades de Software e Serviços de TI Realizadas na NIBSS Apresentação Neste capítulo, avaliam-se a importância e o crescimento, ao longo do período 2003 a 2010, das atividades

Leia mais

MERCADO MUNICIPAL PAULISTANO PESQUISA DE PERFIL DE PÚBLICO 2012. Jefferson Pancieri

MERCADO MUNICIPAL PAULISTANO PESQUISA DE PERFIL DE PÚBLICO 2012. Jefferson Pancieri MERCADO MUNICIPAL PAULISTANO PESQUISA DE PERFIL DE PÚBLICO 2012 Jefferson Pancieri DESTAQUES GERAIS DO PÚBLICO ENTREVISTADO 56,2% DOS ENTREVISTADOS DOS ENTREVISTADOS RESIDEM NA CIDADE DE SÃO PAULO e região

Leia mais

ÍNDICE. Autora. O que é desoneração da Folha de Pagamento? Quais os objetivos da desoneração? Quais são as legislações sobre o tema?

ÍNDICE. Autora. O que é desoneração da Folha de Pagamento? Quais os objetivos da desoneração? Quais são as legislações sobre o tema? Autora Sueny Almeida de Medeiros ADVOCACIA TRIBUTÁRIA Nascida em Brasília/DF, formada em Direito pelo Centro Universitário UNIEURO, Pós-graduada em Direito pela Escola da Magistratura do Distrito Federal,

Leia mais

Panorama do emprego no turismo

Panorama do emprego no turismo Panorama do emprego no turismo Por prof. Wilson Abrahão Rabahy 1 Emprego por Atividade e Região Dentre as atividades do Turismo, as que mais se destacam como geradoras de empregos são Alimentação, que

Leia mais

Perfil dos Turistas estrangeiros para São Paulo: Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 TM

Perfil dos Turistas estrangeiros para São Paulo: Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 TM Perfil dos Turistas estrangeiros para São Paulo: Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 TM OBSERVATÓRIO DO TURISMO DA CIDADE DE SÃO PAULO SÃO PAULO TURISMO Baseando-se em consultas realizadas nos bancos de

Leia mais