Redes de Acesso Telefone VoIP WiFi baseado em Windows Mobile

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Redes de Acesso Telefone VoIP WiFi baseado em Windows Mobile"

Transcrição

1 Telefone VoIP WiFi baseado em Windows Mobile Trabalho realizado pelos alunos: Grupo 17

2 Índice A Introdução...3 B Objectivos...3 C Especificações, Desenvolvimento e Testes...3 C.1 Especificações...3 C.2 Desenvolvimento...4 C.3 Testes...4 C.4 Instalação e Execução...5 F Glossário...5 D Funcionalidade Adicional...6 E Conclusão...6 F Glossário / 6

3 A Introdução Este relatório incide no desenvolvimento de uma aplicação VoIP, que permite a comunicação entre aplicações de forma directa, no caso de o endereço IP do destinatário da chamada ser conhecido, mas também através do uso de um PBX, no qual ambos os clientes se registam, podendo a partir desse momento efectuar chamadas para outras aplicações que estejam registadas no mesmo PBX, assim como para telefones que também se encontrem registados no mesmo PBX. B Objectivos Os objectivos deste trabalho, tal como referido na introdução, consistiam em desenvolver uma aplicação que suportasse VoIP, permitindo efectuar e receber chamadas para/de outra aplicação SIP localizada em qualquer ponto da rede, assim como para telefones SIP que se encontrassem na mesma rede. Deveria ser possível estabelecer chamadas através de um Servidor SIP ou directamente, caso o endereço IP do destinatário seja conhecido. Como requisito base da aplicação a desenvolver, os codecs obrigatoriamente disponíveis seriam G.711 ulaw/alaw, no entanto esta seria valorizada no caso de também implementar codecs adicionais como o DVI4, GSM, ilbc ou Speex. Da mesma forma, seria atribuída valorização ao trabalho na presença de funcionalidades adicionais, face aos requisitos mínimos da aplicação a desenvolver, ficando estas a cargo dos alunos. C Especificações, Desenvolvimento e Testes C.1 Especificações A linguagem de programação escolhida para o desenvolvimento da aplicação foi o Java ( pela vasta quantidade de informação disponível na Internet de forma gratuita, à qual pudemos aceder sempre que necessário. Como ambiente de programação, optámos por trabalhar em NetBeans ( devido à possibilidade de trabalhar com formulários em Java. 3 / 6

4 C.2 Desenvolvimento Em virtude de se ter escolhido o Java como linguagem de programação, foram criadas várias classes, tendo cada uma função específica. Para possibilitar o envio e recepção de voz em simultâneo, optámos por um sistema de threads Java, onde existe uma encarregue de capturar som do microfone e enviar para um socket previamente criado. Paralelamente existe outra thread responsável por receber dados do socket e enviar essa informação para as colunas. Existe também uma thread responsável pelo envio e recepção de mensagens SIP, a qual verifica se é recebido algo no porto SIP definido pelo utilizador no inicio da execução da aplicação, agindo em conformidade. Existem mais duas threads, uma para efectuar chamada e outra para terminar chamada, iniciando cada uma delas os procedimentos adequados para realizar as suas tarefas, como o envio de mensagens SIP adequadas à situação em causa. Por fim, existe uma thread que permite o envio e recepção de mensagens de texto entre dois utilizadores, desde que os endereços IP sejam conhecidos. C.3 Testes Como ambiente de teste foi utilizado o laboratório 1.28, do qual foram usados alguns equipamentos disponíveis. Os equipamentos utilizados foram: o PBX (Asterisk), dois PC s, 3 telefones e auriculares. Os testes consistiram em realizar chamadas entre 2 PC s e entre PC e telefone. Para o primeiro caso, poderia ser usado o PBX como intermediário, onde previamente as aplicações deveriam registar-se, ou directamente, caso o endereço do destinatário fosse conhecido. Um exemplo da arquitectura utilizada para os testes, está representado na figura seguinte: Figura 1 Arquitectura do ambiente de teste 4 / 6

5 C.4 Instalação e Execução Para iniciar a aplicação, deve dar o seguinte comando na pasta /dist do projecto: Exemplo: E:\ProjRA\dist>java -jar ProjRA.jar Para execução correcta da aplicação, devem inicialmente ser preenchidos os campos pertencentes ao SIP Público e SIP Directo, seguido do Guardar e do Registar. Caso se pretenda efectuar uma chamada, devem ser preenchidos os campos associados ao Destinatário para a realização de chamada, os quais consistem no Nick, no IP (Publico ou Directo) e no porto SIP onde este se à escuta, seguido do Efectuar Chamada. Para terminar uma chamada, basta carregar no botão Desligar Chamada. Para proceder ao envio de mensagens para outras aplicações, basta preencher os campos correspondentes ao Destinatário para o envio de mensagens, os quais consistem no endereço IP do destinatário, no porto onde este se encontra à escuta e na mensagem a enviar, seguidamente deve ser carregado o botão Enviar Mensagem. Para que seja possível receber mensagens, dever ser carregado o botão Activar Recepção. A interface da aplicação é mostrada na figura seguinte: F IP PBX VoIP Glossário Internet Protocol Private Branch Exchange Voice Over IP Figura 2 Interface da Aplicação VoIP 5 / 6

6 D Funcionalidade Adicional Como funcionalidade adicional foi implementado um serviço de envio e recepção de mensagens entre aplicações. Para a utilização deste serviço é necessário saber o endereço IP do destinatário, assim como o porto onde este se encontra à escuta. E Conclusão Com a realização deste projecto, concluiu-se que o VoIP pode ser utilizado de diversas maneiras, como por exemplo chamadas entre 2 PC s, chamadas de vídeo-conferência ou chamadas entre vários utilizadores. Para além do VoIP, verificámos as potencialidades que existem ao nível do desenvolvimento de aplicações que integrem vários serviços, sendo que cada um deles funciona de forma transparente para o utilizador. F IP PBX PC SIP VoIP Glossário Internet Protocol Private Branch Exchange Personal Computer Session Initiation Protocol Voice Over IP 6 / 6

Instituto Superior Técnico. Projecto VoIP. Sistema IVVR

Instituto Superior Técnico. Projecto VoIP. Sistema IVVR Instituto Superior Técnico Projecto VoIP Sistema IVVR 68239 Rui Barradas 68477 Helton Miranda 68626 Ludijor Barros 72487 Bruna Gondin Introdução O objectivo deste projecto é desenvolver um sistema de Interactive

Leia mais

Serviços de Comunicações RELATÓRIO LABORATORIAL IMPLEMENTAÇÃO DE SOLUÇÃO IP PBX

Serviços de Comunicações RELATÓRIO LABORATORIAL IMPLEMENTAÇÃO DE SOLUÇÃO IP PBX Serviços de Comunicações RELATÓRIO LABORATORIAL IMPLEMENTAÇÃO DE SOLUÇÃO IP PBX 19 de Dezembro de 2014 Carlos Leocádio - ee09313@fe.up.pt Tiago Ferreira - ee10085@fe.up.pt Departamento de Engenharia Electrotécnica

Leia mais

Implementação de Asterisk (IP PBX) Henrique Cavadas 200803845 José Figueiredo 200604114

Implementação de Asterisk (IP PBX) Henrique Cavadas 200803845 José Figueiredo 200604114 Implementação de Asterisk (IP PBX) Henrique Cavadas 200803845 José Figueiredo 200604114 20 de Dezembro de 2014 Serviços de Comunicações Conteúdo 1 Introdução 2 2 Contextualização 3 2.1 PBX...................................

Leia mais

ASTERISK. João Cepêda & Luís Borges SCOM 2013

ASTERISK. João Cepêda & Luís Borges SCOM 2013 ASTERISK João Cepêda & Luís Borges SCOM 2013 VISÃO GERAL O que é Como funciona Principais Funcionalidades Vantagens vs PBX convencional O QUE É Software open-source, que corre sobre a plataforma Linux;

Leia mais

Um sistema SMS 1 simplificado

Um sistema SMS 1 simplificado 1 Introdução Um sistema SMS 1 simplificado Projecto de Redes de Computadores I - 2007/2008 LEIC IST, Tagus Park 10 de Setembro de 2007 Pretende-se com este projecto que os alunos implementem um sistema

Leia mais

Manual de Utilizador. Disciplina de Projecto de Sistemas Industriais. Escola Superior de Tecnologia. Instituto Politécnico de Castelo Branco

Manual de Utilizador. Disciplina de Projecto de Sistemas Industriais. Escola Superior de Tecnologia. Instituto Politécnico de Castelo Branco Escola Superior de Tecnologia Instituto Politécnico de Castelo Branco Departamento de Informática Curso de Engenharia Informática Disciplina de Projecto de Sistemas Industriais Ano Lectivo de 2005/2006

Leia mais

EIC. Projecto I. Manual do Utilizador. Vídeo Vigilância Abordagem Open Source. Curso: Engenharia de Informática e Comunicações Ano Lectivo: 2005/2006

EIC. Projecto I. Manual do Utilizador. Vídeo Vigilância Abordagem Open Source. Curso: Engenharia de Informática e Comunicações Ano Lectivo: 2005/2006 EIC Engenharia de Informática e Comunicações Morro do Lena, Alto Vieiro Apart. 4163 2401 951 Leiria Tel.: +351 244 820 300 Fax.: +351 244 820 310 E-mail: estg@estg.iplei.pt http://www.estg.iplei.pt Engenharia

Leia mais

BlackBerry Mobile Voice System Versão: 5.0 Service pack: 1. Visão geral técnica e dos recursos

BlackBerry Mobile Voice System Versão: 5.0 Service pack: 1. Visão geral técnica e dos recursos BlackBerry Mobile Voice System Versão: 5.0 Service pack: 1 Visão geral técnica e dos recursos SWD-1031491-1025120324-012 Conteúdo 1 Visão geral... 3 2 Recursos... 4 Recursos para gerenciar contas de usuário

Leia mais

A camada de rede do modelo OSI

A camada de rede do modelo OSI A camada de rede do modelo OSI 1 O que faz a camada de rede? (1/2) Esta camada tem como função principal fazer o endereçamento de mensagens. o Estabelece a relação entre um endereço lógico e um endereço

Leia mais

Tecnologias Atuais de Redes

Tecnologias Atuais de Redes Tecnologias Atuais de Redes Aula 5 VoIP Tecnologias Atuais de Redes - VoIP 1 Conteúdo Conceitos e Terminologias Estrutura Softswitch Funcionamento Cenários Simplificados de Comunicação em VoIP Telefonia

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE SOCKETS E THREADS NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CLIENTE / SERVIDOR: UM ESTUDO EM VB.NET

IMPLEMENTAÇÃO DE SOCKETS E THREADS NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CLIENTE / SERVIDOR: UM ESTUDO EM VB.NET 1 IMPLEMENTAÇÃO DE SOCKETS E THREADS NO DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CLIENTE / SERVIDOR: UM ESTUDO EM VB.NET Daniel da Silva Carla E. de Castro Franco Diogo Florenzano Avelino daniel.silva1@ext.mpsa.com

Leia mais

MAIL DINÂMICO O QUE É? . É UM MÓDULO DO SIGARRA QUE PRETENDE FACILITAR A COMUNICAÇÃO

MAIL DINÂMICO O QUE É? . É UM MÓDULO DO SIGARRA QUE PRETENDE FACILITAR A COMUNICAÇÃO MAIL DINÂMICO O QUE É?. É UM MÓDULO DO SIGARRA QUE PRETENDE FACILITAR A COMUNICAÇÃO. PERMITE O ENVIO DE MENSAGENS DE CORREIO ELECTRÓNICO PARA UM OU PARA VÁRIOS DESTINATÁRIOS EM SIMULTÂNEO. FUNCIONA DE

Leia mais

REDES INTEGRADAS DE COMUNICAÇÕES. Enunciado do Projecto de. VoIP

REDES INTEGRADAS DE COMUNICAÇÕES. Enunciado do Projecto de. VoIP REDES INTEGRADAS DE COMUNICAÇÕES Enunciado do Projecto de VoIP Paulo Rogério Pereira, SETEMBRO DE 2011 1. Objectivo Este trabalho tem como objectivo desenvolver um sistema de Interactive Video Voice Response

Leia mais

Acronis Servidor de Licença. Manual do Utilizador

Acronis Servidor de Licença. Manual do Utilizador Acronis Servidor de Licença Manual do Utilizador ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1 Descrição geral... 3 1.2 Política de licenças... 3 2. SISTEMAS OPERATIVOS SUPORTADOS... 4 3. INSTALAR O SERVIDOR DE LICENÇA

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

Vídeo Vigilância Abordagem Open-Source

Vídeo Vigilância Abordagem Open-Source Vídeo Vigilância Abordagem Open-Source Alunos: Justino Santos, Paulo Neto E-mail: eic10428@student.estg.ipleiria.pt, eic10438@student.estg.ipleiria.pt Orientadores: Prof. Filipe Neves, Prof. Paulo Costa

Leia mais

Utilizar o Cisco UC 320W com o Windows Small Business Server

Utilizar o Cisco UC 320W com o Windows Small Business Server Utilizar o Cisco UC 320W com o Windows Small Business Server Esta nota de aplicação explica como implementar o Cisco UC 320W num ambiente do Windows Small Business Server. Índice Este documento inclui

Leia mais

Conteúdos. Correio Electrónico Protocolos POP3 e SMTP Endereços de correio electrónico Trabalho Prático

Conteúdos. Correio Electrónico Protocolos POP3 e SMTP Endereços de correio electrónico Trabalho Prático Conteúdos Correio Electrónico Protocolos POP3 e SMTP Endereços de correio electrónico Trabalho Prático O desejo de comunicar é a essência das redes. As pessoas sempre desejaram corresponder entre si através

Leia mais

bit Tecnologia ao Serviço do Mundo Rural www.ruralbit.pt

bit Tecnologia ao Serviço do Mundo Rural www.ruralbit.pt bit Tecnologia ao Serviço do Mundo Rural www.ruralbit.pt :: Ruralbit :: http://www.ruralbit.pt :: Índice :: Ruralbit :: http://www.ruralbit.pt :: Pág. 1 Introdução O Pocket Genbeef Base é uma aplicação

Leia mais

Com o smartmessage podemos de forma muito fácil e usando um qualquer cliente de email, como por exemplo:

Com o smartmessage podemos de forma muito fácil e usando um qualquer cliente de email, como por exemplo: O smartmessage torna muito fácil a tarefa de enviar ou receber mensagens de texto SMS (ou emails). Com o smartmessage podemos de forma muito fácil e usando um qualquer cliente de email, como por exemplo:

Leia mais

Asterisk MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES EEC0048 SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES 2014/2015

Asterisk MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES EEC0048 SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES 2014/2015 MESTRADO INTEGRADO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES EEC0048 SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES 2014/2015 RELATÓRIO DO TRABALHO PRÁTICO FINAL Asterisk PEDRO DE SERPA CAIANO ROCHA GONÇALVES TIAGO DOS

Leia mais

BlackBerry Mobile Voice System

BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System Versão: 5.0 Service pack: 2 Testes de verificação SWD-980801-0125102730-012 Conteúdo 1 Visão geral... 4 2 Tipos de telefones e contas de usuário... 5 3 Verificando a instalação

Leia mais

Principais correcções efectuadas

Principais correcções efectuadas GIAE Versão 2.0.5 Setembro de 2010 Com o objectivo de unificar a versão em todos os módulos do GIAE, incluindo o GestorGIAE, alguns módulos passam directamente da versão 2.0.x para a versão 2.0.5. Muito

Leia mais

I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1

I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1 Novembro.2010 Índice I. COMO FAZER O REGISTO NA PLATAFORMA MOODLE 3 II. COMO ACEDER (ENTRAR) NO MOODLE DA ESCOLA 1 III. COMO INSERIR MATERIAL PEDAGÓGICO (ANEXAR FICHEIROS) 1 IV. CRIAR UM GLOSSÁRIO 5 V.

Leia mais

GoVoice é uma solução de voz na Cloud.

GoVoice é uma solução de voz na Cloud. Messenger corporativo Helpdesk Reuniões Colaborativas Presença Hosted PBX Interface de Utilizador Interface de Administração Integração com Aplicações de Negócio Acesso Integrado Vídeo Aprovisionamento

Leia mais

Projecto de Modelação, Engenharia de Software e Sistemas Distribuídos 2008-09. Requisitos para a 3ª entrega do projecto.

Projecto de Modelação, Engenharia de Software e Sistemas Distribuídos 2008-09. Requisitos para a 3ª entrega do projecto. Departamento de Engenharia Informática Modelação, Engenharia de Software, Sistemas Distribuídos Requisitos para a 3ª entrega do projecto Test O Matic 10 de Maio de 2009 1 Índice 1 Índice... 1 2 Sumário...

Leia mais

Livro de Ponto Automático e Controlo de Assiduidade

Livro de Ponto Automático e Controlo de Assiduidade Instituto Superior Politécnico Gaya Disciplina de Seminário Engenharia Informática 2006/2007 cms@ispgaya.pt spss@ispgaya.pt Manual de administração e Controlo de Assiduidade Outubro de 2007 Índice Introdução...

Leia mais

Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores. Serviços de Comunicações 2014/2015 TP5 ASTERISK

Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores. Serviços de Comunicações 2014/2015 TP5 ASTERISK Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores Serviços de Comunicações TP5 ASTERISK Bruno Rafael Ribeiro Costa 201005303 Eduardo Nuno Moreira Soares de Almeida 201000641 Professor:

Leia mais

Departamento de Sistemas e Informática. Licenciatura em Engenharia Informática Industrial EDP

Departamento de Sistemas e Informática. Licenciatura em Engenharia Informática Industrial EDP Departamento de Sistemas e Informática Licenciatura em Engenharia Informática Industrial Projecto ARC Ano Lectivo de 2006/2007 EDP Processamento das Leituras dos Contadores de Electricidade dos Consumidores

Leia mais

Relatório Preliminar de. Projecto em Contexto Empresarial I. VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source

Relatório Preliminar de. Projecto em Contexto Empresarial I. VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source Relatório Preliminar de Projecto em Contexto Empresarial I VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source Cândido Silva Av. dos Descobrimentos, 333 4400-103 Santa Marinha - Vila Nova de

Leia mais

ACÇÃO 1.1.2 INVESTIMENTOS DE PEQUENA DIMENSÃO GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO

ACÇÃO 1.1.2 INVESTIMENTOS DE PEQUENA DIMENSÃO GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO ACÇÃO 1.1.2 INVESTIMENTOS DE PEQUENA DIMENSÃO GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO INSTRUÇÕES PARA UMA CORRECTA UTILIZAÇÃO DO FORMULÁRIO Funcionamento genérico Os formulários estão disponíveis apenas nos

Leia mais

Contato FreeBSD Brasil LTDA Configuração VoIP de Exemplo FreeBSD Brasil LTDA Instrucões Conf VoIP Versão 1.1 PUBLICO pg 1/22

Contato FreeBSD Brasil LTDA Configuração VoIP de Exemplo FreeBSD Brasil LTDA Instrucões Conf VoIP Versão 1.1 PUBLICO pg 1/22 Contato Instrucões Conf VoIP Versão 1.1 pg 1/22 CLASSIFICAÇÃO: X NÃO CLASSIFICADO NÃO CLASSIFICADO PRIVADO X PÚBLICO SECRETO PARTICULAR ALTAMENTE SECRETO PRIVADO Contato Instrucões Conf VoIP Versão 1.1

Leia mais

Plataforma de Benefícios Públicos Acesso externo

Plataforma de Benefícios Públicos Acesso externo Índice 1. Acesso à Plataforma... 2 2. Consulta dos Programas de Beneficios Públicos em Curso... 3 3. Entrar na Plataforma... 4 4. Consultar/Entregar Documentos... 5 5. Consultar... 7 6. Entregar Comprovativos

Leia mais

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Manual do Utilizador

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Manual do Utilizador BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Manual do Utilizador Publicado: 2014-01-09 SWD-20140109134740230 Conteúdos 1 Como começar... 7 Acerca dos planos de serviço de mensagens para o BlackBerry Internet

Leia mais

Licenciatura em Eng.ª Informática Complementos de Redes - 3º Ano - 2º Semestre. Trabalho Nº 4 - VoIP

Licenciatura em Eng.ª Informática Complementos de Redes - 3º Ano - 2º Semestre. Trabalho Nº 4 - VoIP Trabalho Nº 4 - VoIP 1. Introdução A utilização de tecnologia VoIP como alternativa às redes telefónicas tradicionais está a ganhar cada vez mais a aceitação junto dos utilizadores, e está sobretudo em

Leia mais

VM Card. Referência das Definições Web das Funções Avançadas. Manuais do Utilizador

VM Card. Referência das Definições Web das Funções Avançadas. Manuais do Utilizador VM Card Manuais do Utilizador Referência das Definições Web das Funções Avançadas 1 Introdução 2 Ecrãs 3 Definição de Arranque 4 Informações de Função Avançada 5 Instalar 6 Desinstalar 7 Ferramentas do

Leia mais

CCI.Courier. Troca de dados de encomenda entre o PC da quinta e o terminal. Manual de instruções. Referência: CCI.Courier v2.0

CCI.Courier. Troca de dados de encomenda entre o PC da quinta e o terminal. Manual de instruções. Referência: CCI.Courier v2.0 CCI.Courier Troca de dados de encomenda entre o PC da quinta e o terminal Manual de instruções Referência: CCI.Courier v2.0 Copyright 2014 Copyright by Competence Center ISOBUS e.v. Albert-Einstein-Str.

Leia mais

Comunicação Inter-Processos. Prof. Adriano Fiorese. Conceitos Iniciais

Comunicação Inter-Processos. Prof. Adriano Fiorese. Conceitos Iniciais Comunicação Inter-Processos Conceitos Iniciais 1 Características para Comunicação Inter-Processos. Passagem de Mensagem pode ser suportada por duas operações de comunicação (send e receive). A comunicação

Leia mais

Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador. Viva o momento

Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador. Viva o momento Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador Viva o momento 3 4 5 5 6 6 7 8 9 12 12 14 16 17 18 19 20 21 22 22 23 23 24 24 24 25 26 27 Ligar o Router LEDs Configuração do Router Aceder à ferramenta de configuração

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES ENUM AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA MARÇO DE 2015 COLABORAR SIMPLIFICAR INOVAR

ESPECIFICAÇÕES ENUM AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA MARÇO DE 2015 COLABORAR SIMPLIFICAR INOVAR AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA ESPECIFICAÇÕES ENUM MARÇO DE 2015 1 CHAMADAS ENTRE ORGANISMOS DA AP COM RECURSO A ENUM ESPECIFICAÇÕES MÍNIMAS 1 - As comunicações de voz, chamadas de voz com

Leia mais

Internet Update de PaintManager TM. Manual de registo do utilizador

Internet Update de PaintManager TM. Manual de registo do utilizador Internet Update de PaintManager TM Manual de registo do utilizador ÍNDICE O que é o registo CTS? 3 Como é realizado o pedido de registo? 3 Opção 1: Se o número de registo CTS for conhecido 3 Passo 1: 3

Leia mais

Programação 2008/2009 MEEC Guia de instalação do PC de programação

Programação 2008/2009 MEEC Guia de instalação do PC de programação Programação 2008/2009 MEEC Guia de instalação do PC de programação Requisitos: PC 1Gbyte de memória Windows, Linux ou Mac OS X. Aplicação Virtualbox. (www.virtualbox.org) O uso de máquinas virtuais permite

Leia mais

Satélite. Manual de instalação e configuração. CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br

Satélite. Manual de instalação e configuração. CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br Satélite Manual de instalação e configuração CENPECT Informática www.cenpect.com.br cenpect@cenpect.com.br Índice Índice 1.Informações gerais 1.1.Sobre este manual 1.2.Visão geral do sistema 1.3.História

Leia mais

Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web

Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web João Alexandre Oliveira Ferreira Dissertação realizada sob a orientação do Professor Doutor Mário de Sousa do Departamento de Engenharia

Leia mais

Trabalho Laborato rio 5 Asterisk

Trabalho Laborato rio 5 Asterisk Trabalho Laborato rio 5 Asterisk Serviços de Comunicações - 2014/2015 Autores: Xavier Araújo José Santos Índice 1. Introdução... 3 2. Asterisk Now... 4 3. Configuração dos Serviços de Comunicação... 5

Leia mais

MB290 Reencaminhar Fax

MB290 Reencaminhar Fax A permite reencaminhar Faxes para um contacto existente na lista. Contacto esse que pode ser de Email, Pasta Partilhada, FTP e até mesmo para um contacto telefónico(fax).ou seja, o permite também reencaminhar

Leia mais

Relatório Asterisk. Pedro Brito 100503279

Relatório Asterisk. Pedro Brito 100503279 Relatório Asterisk Unidade Curricular: SCOM Ano Letivo: 2014/2015 Docente: João Manuel Couto das Neves Alunos: Diogo Guimarães 100503158 Pedro Brito 100503279 Índice Introdução... 2 Instalação e Configuração

Leia mais

Sistema de Informação de Licenciamento de Operações de Gestão de Resíduos

Sistema de Informação de Licenciamento de Operações de Gestão de Resíduos Sistema de Informação de Licenciamento de Operações de Gestão de Resíduos Indice Indice... 2 1. Introdução... 3 2. Sistema de Informação de Licenciamento de Operações de Gestão de Resíduos (SILOGR)....

Leia mais

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito Mais informação Acesso ao Sistema de Transferência Electrónica de dados de Inquéritos (STEDI). Onde se acede ao sistema de entrega de Inquéritos? Deverá aceder ao sistema através do site do GEP www.gep.mtss.gov.pt

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra Departamento de Engenharia Electrotécnica e Computadores Software de Localização GSM para o modem Siemens MC35i Manual do Utilizador Índice

Leia mais

Consulte a área Bancos Aderentes para saber em detalhe todas as informações relativas aos bancos aderentes.

Consulte a área Bancos Aderentes para saber em detalhe todas as informações relativas aos bancos aderentes. SERVIÇO MB Way O que é o MB Way? O MB Way é a primeira solução interbancária que permite fazer compras e transferências imediatas através de smartphone ou tablet. Basta aderir ao serviço num MULTIBANCO,

Leia mais

Trabalho de laboratório sobre DHCP

Trabalho de laboratório sobre DHCP Trabalho de laboratório sobre DHCP Redes de Computadores I - 2005/2006 LEIC - Tagus Park Semana de 21 a 25 de Novembro 1 Introdução O objectivo desta aula é a familiarização com conceitos básicos do protocolo

Leia mais

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Utilização X-Lite

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Utilização X-Lite Indíce 1 CARACTERÍSTICAS GERAIS DO SOFTPHONE X-LITE... 3 2 UTILIZAÇÃO DO SOFTPHONE X-LITE... 4 2.1 Efectuar, Receber e Terminar Chamadas... 4 2.2 Colocar Chamada em Espera... 5 3 UTILIZAR DUAS LINHAS...

Leia mais

Registo de operadores económicos de Produtos Cosméticos

Registo de operadores económicos de Produtos Cosméticos Manual do Utilizador Registo de operadores económicos de Produtos Cosméticos Manual do Utilizador Manual do Utilizador ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO......3 2 ÁREA DO UTILIZADOR... 4 2.1 REGISTO DO UTILIZADOR...

Leia mais

Guia rápido do utilizador

Guia rápido do utilizador Guia rápido do utilizador Índice Relatório de roubo 3 Criar um novo relatório de roubo 4 Fornecer detalhes do relatório de roubo Secção 1. Especificar o computador 5 Fornecer detalhes do relatório de roubo

Leia mais

Intelbras GKM 2210T. 1. Instalação

Intelbras GKM 2210T. 1. Instalação 1 Intelbras GKM 2210T 1. Instalação 1º Conecte a fonte de alimentação na entrada PWR, o LED Power acenderá; 2º Conecte a porta WAN do GKM 2210 T ao seu acesso à internet (porta ethernet do modem). O LED

Leia mais

Acessando a Porta Paralela com o Delphi. Vitor Amadeu Souza. vitor@cerne-tec.com.br

Acessando a Porta Paralela com o Delphi. Vitor Amadeu Souza. vitor@cerne-tec.com.br Acessando a Porta Paralela com o Delphi Vitor Amadeu Souza vitor@cerne-tec.com.br Introdução A Porta Paralela pode ser usada de forma a permitir a interface do computador com o mundo externo para acionamento

Leia mais

Tarefa Orientada 6 Edição de Dados

Tarefa Orientada 6 Edição de Dados Tarefa Orientada 6 Edição de Dados Objectivos: Inserção de dados. Alteração de dados. Eliminação de dados. Definição de Listas de Pesquisa (Lookup Lists) O Sistema de Gestão de Bases de Dados MS Access

Leia mais

Servidor de Chat e Respectivo Cliente

Servidor de Chat e Respectivo Cliente Servidor de Chat e Respectivo Cliente Sistemas Distribuidos Aluno: 2011101993 Hugo Dinis Pereirinha da Silva Amaro Introdução: Desde já peço desculpa por um relatório tão fraco, mas infelizmente o tempo

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO SANTARÉM

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO SANTARÉM ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO SANTARÉM Guia de Utilização VERSÃO 3.x Requisição de Recursos Para cada actividade, que não tenha atingido a data de término, poderá efectuar a requisição de recursos

Leia mais

Guia para Submissão de Pedido de Pre-LEI junto da London Stock Exchange i

Guia para Submissão de Pedido de Pre-LEI junto da London Stock Exchange i Guia para Submissão de Pedido de Pre-LEI junto da London Stock Exchange i 1. Efectuar registo no site Aceder a https://www.unavista.londonstockexchange.com/datasolutions/login.html e carregar no botão

Leia mais

Xerox Device Agent, XDA-Lite. Guia Rápido de Instalação

Xerox Device Agent, XDA-Lite. Guia Rápido de Instalação Xerox Device Agent, XDA-Lite Guia Rápido de Instalação Apresentação do XDA-Lite O XDA-Lite é um software desenvolvido para realizar a captura de dados de equipamentos, tendo como objectivo principal o

Leia mais

Manual do utilizador. Aplicação de agente

Manual do utilizador. Aplicação de agente Manual do utilizador Aplicação de agente Versão 8.0 - Otubro 2010 Aviso legal: A Alcatel, a Lucent, a Alcatel-Lucent e o logótipo Alcatel-Lucent são marcas comerciais da Alcatel-Lucent. Todas as outras

Leia mais

Relatório Preliminar de. Projecto de Telecomunicações em Contexto Empresarial II. VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source

Relatório Preliminar de. Projecto de Telecomunicações em Contexto Empresarial II. VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source Relatório Preliminar de Projecto de Telecomunicações em Contexto Empresarial II VoIP Desenvolvimento de Aplicações em Plataformas Open Source Cândido Silva Av. dos Descobrimentos, 333 4400-103 Santa Marinha

Leia mais

Registo do utilizador no Portal IFAP. - Manual do Utilizador -

Registo do utilizador no Portal IFAP. - Manual do Utilizador - Registo do utilizador no Portal IFAP - Manual do Utilizador - Registo do beneficiário no Portal IFAP Manual do Utilizador 1. Introdução... 2 2. Pressupostos... 2 3. Informação necessária para o registo

Leia mais

BlackBerry Mobile Voice System

BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System for IP PBX Connections Versão: 5.2 Guia de configuração SWD-1945446-0706070847-012 Conteúdo 1 Visão geral... 3 2 Configurando o BlackBerry MVS... 4 Preparando para configurar

Leia mais

INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO

INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO 1 de 6 Considerando que o Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, I.P. (IVDP), procurando agilizar e simplificar os procedimentos legais exigíveis, quer para a denominação de origem (DO) Porto, quer

Leia mais

SIP Session Initiation Protocol

SIP Session Initiation Protocol SIP Session Initiation Protocol Pedro Silveira Pisa Redes de Computadores II 2008.2 Professores: Luís Henrique Maciel Kosmalski Costa Otto Carlos Muniz Bandeira Duarte Outubro de 2008 Índice Introdução

Leia mais

1 Ajuda da Internet M vel Clix

1 Ajuda da Internet M vel Clix 1 Ajuda da Internet M vel Clix Descrição geral Esta aplicação permite Ligar/Desligar por intermédio de uma PC Card / Modem USB. Janela principal da Internet M vel Clix Indica o estado de roaming Minimizes

Leia mais

Autenticação modo Roteador. Após finalizar a configuração, seu computador obterá o IP e a página de configuração do ATA poderá ser acessada.

Autenticação modo Roteador. Após finalizar a configuração, seu computador obterá o IP e a página de configuração do ATA poderá ser acessada. 2. Conecte a porta WAN do GKM 2210 T ao seu acesso à internet (porta ethernet do modem). O LED WAN acenderá; 3. Conecte a porta LAN à placa de rede do PC. O LED LAN acenderá; 4. Conecte o(s) telefone(s)

Leia mais

ÍNDICE 1 Introdução... 2 Acesso do utilizador público... 3 Processo de apresentação e resolução de reclamação... 4 Acesso ao sistema...

ÍNDICE 1 Introdução... 2 Acesso do utilizador público... 3 Processo de apresentação e resolução de reclamação... 4 Acesso ao sistema... ÍNDICE 1 Introdução... 2 2 Acesso do utilizador público... 3 3 Processo de apresentação e resolução de reclamação... 4 4 Acesso ao sistema... 5 4.1 Como aceder ao website das BNTs... 5 4.2 Como criar uma

Leia mais

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2º Semestre, 2007/2008 Departamento Engenharia Informática Enunciado do projecto: Loja Virtual Fevereiro de 2008 Índice Índice...2 Índice de Figuras...3 1 Introdução...4

Leia mais

Manual de procedimentos para ligação à rede sem fios minedu

Manual de procedimentos para ligação à rede sem fios minedu 1 - Configuração no Windows Vista Exemplo de configuração de 802.1x com Certificados de Servidor para o Windows Vista. Antes de iniciar os passos de configuração, verifique se tem a placa Wireless ligada,

Leia mais

COLIBRI Ambiente Colaborativo Multimédia MÓDULO MOODLE. Rui Ribeiro colibri@fccn.pt. FCCN - Dezembro 2010

COLIBRI Ambiente Colaborativo Multimédia MÓDULO MOODLE. Rui Ribeiro colibri@fccn.pt. FCCN - Dezembro 2010 COLIBRI Ambiente Colaborativo Multimédia MÓDULO MOODLE FCCN - Dezembro 2010 Rui Ribeiro colibri@fccn.pt Módulo COLIBRI Concebido por: José Coelho Universidade Aberta Apoiado por: Rui Ribeiro FCCN Vitor

Leia mais

NOTIFICAÇÃO DE NEGÓCIO

NOTIFICAÇÃO DE NEGÓCIO NOTIFICAÇÃO DE NEGÓCIO O Microsoft Business Solutions for Supply Chain Management Navision Business Notification ajudao a gerir a sua empresa mais facilmente e eficazmente. Pode identificar qualquer problema

Leia mais

Ligação com Sage Retail XDPEOPLE

Ligação com Sage Retail XDPEOPLE Ligação com Sage Retail XDPEOPLE Introdução A partir da versão 2014.26 o software XD passa a incluir sincronização de dados com o Sage Retail para todos os clientes com Active Protection, sendo possível

Leia mais

IBM SmartCloud para Social Business. Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud Connections

IBM SmartCloud para Social Business. Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud Connections IBM SmartCloud para Social Business Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud Connections IBM SmartCloud para Social Business Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud

Leia mais

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A.

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. WinREST Sensor Log A Restauração do Séc. XXI WinREST Sensor Log Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. 2 WinREST Sensor Log Índice Índice Pag. 1. WinREST Sensor Log...5 1.1. Instalação (aplicação ou serviço)...6

Leia mais

Para participar de um mapa colaborativo usando o Cmap Tools

Para participar de um mapa colaborativo usando o Cmap Tools Antes de trabalhar num mapa colaborativo, você deve instalar o software no seu computador. Pegue a sua cópia, gratuita, em http://cmap.ihmc.us/download/. Veja a versão compatível com o seu computador.

Leia mais

Vodafone Conferencing Como criar uma reunião

Vodafone Conferencing Como criar uma reunião Vodafone User Guide Vodafone Conferencing Como criar uma reunião Um guia passo-a-passo sobre como configurar uma reunião através do serviço Vodafone Conferencing. Visão geral Pode utilizar a Vodafone Conferencing

Leia mais

Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server

Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Versão: 1.05 Data: 2010-12-15 Appliance CAMES.GT 1 ÍNDICE A Apresentação da Appliance CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server B Características

Leia mais

BEMVINDO AO ONLINE SHIPPING MANUAL

BEMVINDO AO ONLINE SHIPPING MANUAL Online Shipping BEMVINDO AO ONLINE SHIPPING MANUAL EM VIAGEM OU NO ESCRITÓRIO, O ONLINE SHIPPING LEVA-O LÁ. É ideal para empresas com um pequeno volume de envios, secretariados, receções, viajantes frequentes

Leia mais

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2 o Semestre de 2007/2008 Requisitos para a 1 a entrega Loja Virtual 1 Introdução O enunciado base do projecto conjunto das disciplinas de Engenharia de Software

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO do aremoto

MANUAL DE OPERAÇÃO do aremoto MANUAL DE OPERAÇÃO do aremoto V1.00 UTILIZAÇÃO DO PROGRAMA Outubro 30, 2004 www.imsi.pt Código #MOaR01 EMPRESA Código Documento MOAR01 Sobre a utilização do programa de assistência remota Versão Elaborado

Leia mais

Introdução. I. Nova Mensagem

Introdução. I. Nova Mensagem Introdução A partir da plataforma do Geonaut é possível enviar mensagens aos recursos, este módulo é muito importante porque permite informar ou pedir informação a um recurso pretendido. Além de se poder

Leia mais

Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP)

Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP) Transmissão de Voz em Redes de Dados (VoIP) Telefonia Tradicional PBX Telefonia Pública PBX Rede telefônica tradicional usa canais TDM (Time Division Multiplexing) para transporte da voz Uma conexão de

Leia mais

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Utilização dos Terminais Cisco

GlobalPhone - Central Telefónica. Manual de Utilização dos Terminais Cisco Manual de Utilização dos Terminais Cisco Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 TECLADO DOS TERMINAIS CISCO... 3 3 UTILIZAÇÃO DOS TERMINAIS CISCO... 4 3.1 Efetuar chamadas... 5 3.2 Receber e Terminar Chamada... 6

Leia mais

SIBA SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE BOLETINS DE ALOJAMENTO MANUAL DE UTILIZADOR

SIBA SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE BOLETINS DE ALOJAMENTO MANUAL DE UTILIZADOR SIBA SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE BOLETINS DE ALOJAMENTO MANUAL DE UTILIZADOR VERSÃO DATA DESCRIÇÃO AUTOR 1.0 24-10-2008 VERSÃO INICAL LÍDIA AGOSTINHO 1.1 20-11-2008 ACTUALIZAÇÃO DE ECRANS LÍDIA AGOSTINHO

Leia mais

SugarCRM, Integração com Produtos IPBrick iportalmais

SugarCRM, Integração com Produtos IPBrick iportalmais SugarCRM, Integração com Produtos IPBrick iportalmais iportalmais 12 de Junho de 2012 1 Introdução Este documento ilustra o procedimento de configuração das aplicações necessárias na integração do SugarCRM

Leia mais

Axis ThinWizard. Artigo. uma ferramenta de software que permite um rápido diagnóstico remoto dos problemas da impressora

Axis ThinWizard. Artigo. uma ferramenta de software que permite um rápido diagnóstico remoto dos problemas da impressora NETWORK PRINT SERVERS Artigo AXIS THINWIZARD Axis ThinWizard uma ferramenta de software que permite um rápido diagnóstico remoto dos problemas da impressora Created: June 20, 2005 Last updated: June 20,

Leia mais

Pingwin Android Como instalar

Pingwin Android Como instalar Pingwin Android Como instalar 1. Fazer o download do Pingwin.apk; 2. Autorizar instalações de fornecedores desconhecidos no Android; 3. Licenciar o Pingwin Android; 4. Como configurar o Pingwin Android

Leia mais

Comunicação VoIP PBX por Software

Comunicação VoIP PBX por Software Comunicação VoIP PBX por Software Introdução Com a difusão crescente de uso de computadores nas empresas e o uso de Internet que facilita a interconexão entre estes equipamentos surgiu a possibilidade

Leia mais

MATRÍCULA ELECTRÓNICA. Manual do Utilizador

MATRÍCULA ELECTRÓNICA. Manual do Utilizador MATRÍCULA ELECTRÓNICA Manual do Utilizador ÍNDICE 1 PREÂMBULO... 2 2 UTILIZAÇÃO PELOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO... 3 2.1 Matrícula Electrónica - Acesso através do Portal das Escolas... 3 2.2 Registo de

Leia mais

Eng.ª Informática. Redes de Computadores. Frequência. 4 de Julho de 2006

Eng.ª Informática. Redes de Computadores. Frequência. 4 de Julho de 2006 Eng.ª Informática Redes de Computadores 4 de Julho de 2006 Leia atentamente as perguntas seguintes e responda de forma breve e precisa. Pode acompanhar a suas respostas com figuras de forma a torná-las

Leia mais

icq http://www.uarte.mct.pt sobre o programa... ... pag.. 8 e 9 obter o programa... instalar o programa... Registar o icq... menus...

icq http://www.uarte.mct.pt sobre o programa... ... pag.. 8 e 9 obter o programa... instalar o programa... Registar o icq... menus... icq 1 http://www.uarte.mct. sobre o programa...... pag.. 2 obter o programa...... pag.. 3 e 4 instalar o programa...... pag.. 5 Registar o icq...... pag.. 6 e 7 menus...... pag.. 8 entrar num canal e conversar......

Leia mais

Introdução ao Uso da Internet. Pedro Veiga

Introdução ao Uso da Internet. Pedro Veiga Introdução ao Uso da Internet Pedro Veiga Tópicos Breve História da Internet Estrutura da Internet Aplicações da Internet Infra-estrutura Internet da FCUL Como apareceu a Internet? A designação Internet

Leia mais

Índice. Índice de figuras

Índice. Índice de figuras PASSO-A-PASSO Índice 1 Entrar no Portal das Escolas 3 2 Registo 3 2.1 Preencher o registo 3 2.2 Campos de registo a preencher 4 2.3 Autorização para tratamento de dados do Portal das Escolas 6 2.4 Mensagem

Leia mais