SUB CONTAS E SUB CFOPS A SEREM CRIADOS PARA O SIMPLES NACIONAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SUB CONTAS E SUB CFOPS A SEREM CRIADOS PARA O SIMPLES NACIONAL"

Transcrição

1 SUB CONTAS E SUB CFOPS A SEREM CRIADOS PARA O SIMPLES NACIONAL REVISÃO 2 REVISÃO 3 REVISÃO 4 REVISÃO 5 REVISÃO 6 REVISÃO 7 REVISÃO 8 Revisão 7: Foi corrigido as devoluções de mercadorias e produtos com Substituição Tributária de, que estavam todos classificados nos cfops X.201 e X.202, sendo devoluções de mercadorias e produtos com ST, tem cfops específicos. As devoluções com Subst. Tributária somente do PIS e/ou, não altera. Se já foram criados os sub-cfops que foram excluídos por esta Revisão, você pode excluí-los pelo pcte 3104, o sistema permitirá, desde que não tenha nenhuma NF. vinculada. Se o sub-cfop já tiver NF vinculada, recomendo que no final da descrição do sub-cfop colo entre parêntese a expressão (válido somente até 10/2008). Revisão 8: Foi excluído da tabela o sub cfops, 1 e e foi criado o 1 e ; Excluído sub cfop 1 e , e foi criado o 1 e ; Excluído sub cfop 1 e e foi criado o 1 e ; Para fazer a classificação de sub contas e sub cfops, é preciso tomar como referencia a lista de Tipos de Receitas que vai ser utilizado para apuração do Simples Nacional. Segue abaixo a lista do tipos de receita separada por anexo: Anexo I 1.01-Revenda de Mercadorias com Tributação Normal 1.02-Revenda de Mercadorias com ST de 1.03-Revenda de Mercadorias com ST do PIS e 1.04-Revenda de Mercadorias com ST de e 1.05-Revenda de Mercadorias com ST de,pis e 1.06-Revenda de Mercadorias com ST do PIS 1.07-Revenda de Mercadorias com ST do 1.08-Revenda de Mercadorias com ST de PIS e 1.09-Revenda de Mercadorias para Exportação Anexo II 2.01-Venda de Produtos com Tributação Normal 2.02-Venda de Produtos com ST do IPI 2.03-Venda de Produtos com ST do IPI e 2.04-Venda de Produtos com ST do IPI e PIS 2.05-Venda de Produtos com ST do IPI e 2.06-Venda de Produtos com ST do IPI, PIS e 2.07-Venda de Produtos com ST do IPI, e PIS 2.08-Venda de Produtos com ST do IPI, e 2.09-Venda de Produtos com ST do IPI,, PIS e 2.10-Venda de Produtos com ST do 2.11-Venda de Produtos com ST do e PIS 2.12-Venda de Produtos com ST do e

2 2.13-Venda de Produtos com ST do, PIS e 2.14-Venda de Produtos com ST do PIS 2.15-Venda de Produtos com ST do PIS e 2.16-Venda de Produtos com ST do 2.17-Venda de Produtos para Exportação Anexo III 3.01-Locação de bens Móveis 3.02-Serviços-Inc I a XII com ISS devido a Outro Município 3.03-Serviços-Inc I a XII com ISS devido ao Próprio Município 3.04-Serviços-Inc I a XII com Retenção de ST do ISS Anexo IV 4.01-Serviços-Inc XIII a XVIII com ISS devido a Outro Município 4.02-Serviços-Inc XIII a XVIII com ISS devido ao Próprio Município 4.03-Serviços-Inc XIII a XVIII com Retenção de ST do ISS Anexo V 5.01-Serviços-Inc XIX a XXIV e XXVI com ISS devido a Outro Município 5.02-Serviços-Inc XIX a XXIV e XXVI com ISS devido ao Próprio Município 5.03-Serviços-Inc XIX a XXIV e XXVI com Retenção de ST do ISS 5.04-Serviços Contábeis 5.05-Serviços de Transportes 5.06-Serviços de Transportes com ST de Despesas de folha utilizadas para calcular o fator R quando necessário 9.01-Salários e Outras Verbas sujeitas a Contribuição Previdenciária' 9.02-Outros Encargos e Despesas sobre Folha de Salário O código da base no sistema JB CEPIL representa: a) o primeiro dígito da base (1,2,3,4 ou 5) indica a tabela pela qual a receita será tributada e corresponde a 1-Comércio, 2-Indústria, 3-Serviços sem a incidência do suplementar do INSS, 4-Serviços que serão onerados também pelo INSS patronal e 5-Servicos e Transporte; b) o dois dígitos finais são uma enumeração das variações do primeiro e na composição da alíquota, não conterá os percentuais dos impostos excluídos. Exemplo: 1.05-Revenda de Mercadorias com ST de,pis e Representa que a receita será tributada com base na tabela do anexo I (comércio) e o percentual de tributação não incorpora as alíquotas da tabela I relativas Cofins, Pis e ; Segue abaixo as sub contas que você irá criar (veja os vídeos de treinamento no site O código da conta utilizado é meramente ilustrativo, você vai utilizar a mesma conta que já possui, criando apenas as sub contas conforme relação abaixo. Ex. Se a sua conta de Venda de Produtos for 603-Venda de Produtos, vai criar a sub conta 1 dentro da conta 603. Relação de sub contas para cada conta mencionada na planilha abaixo: *ST = Substituição Tributária OBS. Para quem usa plano de contas da empresa plano, cria somente na empresa plano, não precisa criar nas demais empresas Conta 602- Venda de produtos

3 1- Com Tributação Normal 2-Com ST do IPI 3-Com ST do IPI e 4-Com ST do IPI e PIS 5-Com ST do IPI e 6-Com ST do IPI, PIS e 7-Com ST do IPI, e PIS 8-Com ST do IPI, e 9-Com ST do IPI,, PIS e 10-Com ST do 11-Com ST do e PIS 12-Com ST do e 13-Com ST do, PIS e 14-Com ST do PIS 15-Com ST do PIS e 16-Com ST do Conta 610- Venda de mercadorias 1-Com Tributação Normal 2-Com ST de 3-Com ST do PIS e 4-Com ST de e 5-Com ST de,pis e 6-Com ST do PIS 7-Com ST do 8-Com ST de PIS e Conta 622 Serviço de transporte de competência do 1-Com Tributação Normal 2-Com ST de Conta 621 Venda de serviços em geral 1- Demais empresas Trib.Normal e S.Simples Serv.-Inc I a XII com ISS devido no Município 2- Serviços-Inc I a XII com ISS devido a Outro Município 3- Serviços-Inc I a XII com Retenção de ST do ISS 4- Locação de bens Móveis 5- Serviços-Inc XIII a XVIII com ISS devido ao Próprio Município 6- Serviços-Inc XIII a XVIII com ISS devido a Outro Município 7- Serviços-Inc XIII a XVIII com Retenção de ST do ISS 8- Serviços-Inc XIX a XXIV e XXVI com ISS devido ao Próprio Município 9- Serviços-Inc XIX a XXIV e XXVI com ISS devido a Outro Município 10- Serviços-Inc XIX a XXIV e XXVI com Retenção de ST do ISS 11- Serviços Contábeis Conta 639 Devolução de vendas em geral 1- Demais empresas Trib.Normal e S.Simples Merc. e Produtos com tributação normal 2- S.Simples Merc. e produtos com ST de Icms 3- S.Simples Merc. e produtos com ST de Pis e Icms 4- S.Simples Merc. e produtos com ST de Cofins e Icms 5- S.Simples Merc. e produtos com ST de Cofins, Pis e Icms 6- S.Simples Merc. e produtos com ST de Pis 7- S.Simples Merc. e produtos com ST de Cofins 8- S.Simples Merc. e produtos com ST de Pis e Cofins 9- S.Simples Merc. e produtos de Exportação 10- S.Simples Merc. e Produtos com ST de Ipi

4 11- S.Simples Merc. e Produtos com ST de Ipi e Icms 12- S.Simples Merc. e Produtos com ST de Ipi e Pis 13- S.Simples Merc. e Produtos com ST de Ipi e Cofins 14- S.Simples Merc. e Produtos com ST de Ipi, Pis e Cofins 15- S.Simples Merc. e Produtos com ST de Ipi, Icms e Pis 16- S.Simples Merc. e Produtos com ST de Ipi, Icms e Cofins 17- S.Simples Merc. e Produtos com ST de Ipi, Icms, Pis e Cofins 18- S.Simples Produtos com tributação normal 19- S.Simples Produtos com ST de Icms 20- S.Simples Produtos com ST de Pis e Icms 21- S.Simples Produtos com ST de Cofins e Icms 22- S.Simples Produtos com ST de Cofins, Pis e Icms 23- S.Simples Produtos com ST de Pis 24- S.Simples Produtos com ST de Cofins 25- S.Simples Produtos com ST de Pis e Cofins 26- S.Simples Produtos Exportados Segue abaixo a lista de sub cfops a serem criados para buscar automático a conta e sub conta que indique o tipo de receita no ato do lançamento da NF de saída. Cria somente na empresa plano e vale automático para todas as demais empresas. CFOP e Sub cfop Conta/ sub conta a crédito VENDA DE PRODUTOS 6 e Venda de produção do estabelecimento 6 e (S.Simples) Venda produtos com ST de IPI 6 e (S.Simples) Venda de Produtos com ST do IPI e PIS 6 e (S.Simples) Venda de Produtos com ST do IPI e 6 e (S.Simples) Venda de Produtos com ST do IPI, PIS e 6 e (S.Simples) Venda de Produtos com ST do PIS 6 e (S.Simples) Venda de Produtos com ST do PIS e 6 e (S.Simples) Venda de Produtos com ST do 6 e Venda de produção do estab. Em regime de ST de por contrib. Substituto 6 e (S.Simples) Venda de Produtos com ST do IPI e 6 e (S.Simples) Venda de Produtos com ST do IPI, e PIS 6 e (S.Simples) Venda de Produtos com ST do IPI, e Pcte 3404 Base de cálculo S. Simples Tipos de receita 602/ Venda de Produtos com Tributação Normal 602/ Venda de Produtos com ST do IPI 602/ Venda de Produtos com ST do IPI e PIS 602/ Venda de Produtos com ST do IPI e 602/ Venda de Produtos com ST do IPI, PIS e 602/ Venda de Produtos com ST do PIS 602/ Venda de Produtos com ST do PIS e 602/ Venda de Produtos com ST do 602/ Venda de Produtos com ST do 602/ Venda de Produtos com ST do IPI e 602/ Venda de Produtos com ST do IPI, e PIS 602/ Venda de Produtos com ST do IPI, e 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do IPI,, PIS e

5 Produtos com ST do IPI,, PIS e 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do e PIS Produtos com ST do e PIS 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do e Produtos com ST do e 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do, PIS e Produtos com ST do, PIS e 6 e Venda de produção do 602/ Venda de Produtos com ST do estab. Em regime de ST de por contrib. Substituto com contrib. Substituídos do mesmo produto 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do IPI e Produtos com ST do IPI e 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do IPI, e Produtos com ST do IPI, e PIS PIS 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do IPI, e Produtos com ST do IPI, e 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do IPI,, PIS Produtos com ST do IPI,, PIS e e 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do e PIS Produtos com ST do e PIS 6 e (S.Simples) Venda de 602/12 602/ Venda de Produtos com ST do Produtos com ST do e e 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do, PIS e Produtos com ST do, PIS e 6 e Venda de produção do 602/ Venda de Produtos com Tributação Normal estabelecimento efetuada fora do estabelecimento 6 e (S.Simples) Venda 602/ Venda de Produtos com ST do IPI produtos com ST de IPI 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do IPI e PIS Produtos com ST do IPI e PIS 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do IPI e Produtos com ST do IPI e 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do IPI, PIS e Produtos com ST do IPI, PIS e 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do PIS Produtos com ST do PIS 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do PIS e Produtos com ST do PIS e 6 e (S.Simples) Venda de 602/ Venda de Produtos com ST do Produtos com ST do VENDA DE MERCADORIAS 6 e Venda de Mercadorias 610/ Revenda de Mercadorias com Tributação Normal

6 adquirida ou recebida de terceiros 6 e (S.Simples) Venda de Produtos com ST do PIS 6 e (S.Simples) Venda de Produtos com ST do 6 e (S.Simples) Venda de Produtos com ST do PIS e 6 e Venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros em regime de ST de por contrib. Substituto 6 e (S.Simples) Venda de mercadorias com ST do PIS e 6 e (S.Simples) Venda de mercadorias com ST do e 6 e (S.Simples) Venda de mercadorias com ST do, PIS e Venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros em regime de ST de por contrib. Substituído 6 e (S.Simples) Venda de mercadorias com ST do PIS e 6 e (S.Simples) Venda de mercadorias com ST do e 6 e (S.Simples) Venda de mercadorias com ST do, PIS e Venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros em regime de ST de por contrib. Substituído (S.Simples) Venda de mercadorias com ST do PIS e (S.Simples) Venda de mercadorias com ST do e (S.Simples) Venda de mercadorias com ST do, PIS e TRANSPORTE INTERMUNICIPAL 6 e Prestação de serviço de transporte a estabelec. industrial 6 e (S. Simples) Transporte Interestadual com ST de 6 e Prestação de serviço de transporte a estabelec. Comercial Normal 610/ Revenda de Mercadorias com ST do PIS 610/ Revenda de Mercadorias com ST do 610/ Revenda de Mercadorias com ST de PIS e 610/ Revenda de Mercadorias com ST de 610/ Revenda de Mercadorias com ST do PIS e 610/ Revenda de Mercadorias com ST de e 610/ Revenda de Mercadorias com ST de,pis e 610/ Revenda de Mercadorias com ST de 610/ Revenda de Mercadorias com ST do PIS e 610/ Revenda de Mercadorias com ST de e 610/ Revenda de Mercadorias com ST de,pis e 610/ Revenda de Mercadorias com ST de 610/ Revenda de Mercadorias com ST do PIS e 610/ Revenda de Mercadorias com ST de e 610/ Revenda de Mercadorias com ST de,pis e 622/ Serviço de transporte interestadual com tributação normal 3.05 Transporte de cargas com 622/ Serviços de Transportes com ST de 3.06 Transporte de cargas com ST de 622/ Serviço de transporte interestadual com tributação normal

7 6 e (S. Simples) Transporte Interestadual com ST de 6 e Prestação de serviço de transporte a estabelec. De produtor rural 6 e (S. Simples) Transporte Interestadual com ST de 6 e Prestação de serviço de transporte a não contribuinte 3.05 Transporte de cargas com 622/ Serviços de Transportes com ST de 3.06 Transporte de cargas com ST de 622/ Serviço de transporte interestadual com tributação normal 3.05 Transporte de cargas com 622/ Serviços de Transportes com ST de 3.06 Transporte de cargas com ST de 622/ Serviço de transporte interestadual com tributação normal 3.05 Transporte de cargas com 6 e (S. Simples) Transporte 622/ Serviços de Transportes com ST de interestadual com ST de 3.06 Transporte de cargas com ST de VENDA DE SERVIÇOS 6 e Prestação de serviço tributado pelo ISSQN 6 e (S. Simples) Serviços-Inc I a XII com ISS devido a Outro Município 6 e (S. Simples) Serviços-Inc I a XII com Retenção de ST do ISS 6 e (S.Simples) Locação de bens móveis 6 e (S. Simples) Serviços-Inc XIII a XVIII com ISS devido ao próprio Município 6 e (S. Simples) Serviços-Inc XIII a XVIII com ISS devido a Outro Município] 6 e (S. Simples) Serviços-Inc XIII a XVIII com Retenção de ST do ISS 6 e (S. Simples) Serviços-Inc XIX a XXIV e XXVI com ISS devido ao Próprio Município 6 e (S. Simples) Serviços-Inc XIII a XVIII com Iss devido a Outro Município 6 e (S. Simples) Serviços-Inc XIX a XXIV e XXVI com ISS devido a Outro Município 6 e (S. Simples) Serviços-Inc XIX a XXIV e XXVI com Retenção de ST do ISS 6 e (S. Simples) Serviços Contábeis DEVULUÇÃO DE VENDA DE PRODUTOS 621/ Serviços-Inc I a XII com ISS devido ao Próprio Município 621/ Serviços-Inc I a XII com ISS devido a Outro Município 621/ Serviços-Inc I a XII com Retenção de ST do ISS 621/ Locação de bens Móveis 621/ Serviços-Inc XIII a XVIII com ISS devido ao Próprio Município 621/ Serviços-Inc XIII a XVIII com ISS devido a Outro Município 621/ Serviços-Inc XIII a XVIII com Retenção de ST do ISS 621/ Serviços-Inc XIX a XXIV e XXVI com ISS devido ao Próprio Município 621/ Serviços-Inc XIX a XXIV e XXVI com ISS devido a Outro Município 621/ Serviços-Inc XIX a XXIV e XXVI com Retenção de ST do ISS 621/ Serviços Contábeis Consideramos que no plano só tenha uma conta para Cada item abaixo será informado no pcte 3404 no percentual de base com sinal negativo

8 Devolução de Produtos e Mercadorias Conta e Sub Conta a débito 1 e (S. Simples) Devolução 639/ Revenda de Mercadorias com Tributação de mercadorias adquiridas de terceiros Normal 1 e (S. Simples) Devolução 639/ Revenda de Mercadorias com ST do PIS de mercadorias com ST do PIS 1 e (S. Simples) Devolução 639/ Revenda de Mercadorias com ST do de mercadorias com ST do 1 e (S. Simples) Devolução de mercadorias com ST de PIS e (S. Simples) Devolução de mercadorias exportadas 1 e (S. Simples) Devolução 639/ Venda de Produtos com ST do IPI de produtos com ST do IPI 1 e (S. Simples) Devolução de produtos com ST do IPI e 1 e (S. Simples) Devolução 639/ Venda de Produtos com ST do IPI e PIS de produtos com ST do IPI e PIS 1 e (S. Simples) Devolução 639/ Venda de Produtos com ST do IPI e de produtos com ST do IPI e 1 e (S. Simples) Devolução 639/ Venda de Produtos com ST do IPI, PIS e de produtos com ST do IPI, PIS e 1 e (S. Simples) Devolução de produção do estabelecimento 1 e (S. Simples) Devolução 639/ Venda de Produtos com ST do PIS de produtos com ST do PIS 1 e (S. Simples) Devolução 639/ Venda de Produtos com ST do PIS e de produtos com ST do PIS e 1 e (S. Simples) Devolução 639/ Venda de Produtos com ST do de produtos com ST do (S. Simples) Devolução de 639/ Venda de Produtos para Exportação produtos exportados 1 e e Dev. De 639/ Venda de Produtos com ST do (S. Simples) Devolução de produtos com ST do 1 e Dev. De prod. Do 639/ Venda de Produtos com ST do estabelecimento com ST (S. Simples) Devolução de produtos com ST do 1 e e Dev. De (S. Simples) Devolução de produtos com ST do e PIS 1 e e Dev. De 639/ Venda de Produtos com ST do e 639/ Revenda de Mercadorias com ST de PIS e 639/ Revenda de Mercadorias para Exportação 639/ Venda de Produtos com ST do IPI e 639/ Venda de Produtos com Tributação Normal 639/ Venda de Produtos com ST do e PIS

9 (S. Simples) Devolução de produtos com ST do e 1 e e e Dev. De prod. Do estabelecimento com ST (S. Simples) Devolução de produtos com ST do, PIS e 1 e e Dev. De (S. Simples) Devolução de produtos com ST do IPI, e PIS 1 e e Dev. De (S. Simples) Devolução de produtos com ST do IPI, e 1 e e Dev. De (S. Simples) Devolução de produtos com ST do IPI,, PIS e 1 e Dev. De Merc. Adquirida com ST (S. Simples) Devolução de mercadorias com ST do IPI e. 1 e e Dev. De Merc. Adquirida com ST (S. Simples) Devolução de mercadorias com ST de 1 e Dev. De Merc. Adquirida com ST (S. Simples) Devolução de mercadorias com ST de 1 e e Dev. De Merc. Adquirida com ST (S. Simples) Devolução de mercadorias com ST do PIS e 1 e e Dev. De Merc. Adquirida com ST (S. Simples) Devolução de mercadorias com ST de e 1 e e Dev. De Merc. Adquirida com ST (S. Simples) Devolução de mercadorias com ST de, PIS e 639/ Venda de Produtos com ST do, PIS e 639/ Venda de Produtos com ST do IPI, e PIS 639/ Venda de Produtos com ST do IPI, e 639/ Venda de Produtos com ST do IPI,, PIS e 639/ Revenda de Mercadorias com ST do IPI e 639/ Revenda de Mercadorias com ST de 639/ Revenda de Mercadorias com ST de 639/ Revenda de Mercadorias com ST do PIS e 639/ Revenda de Mercadorias com ST de e 639/ Revenda de Mercadorias com ST de,pis e OBS. Veja os vídeos com treinamento no site acessando a Área Restrita.

SUB CONTAS E SUB CFOPS A SEREM CRIADOS PARA O SIMPLES NACIONAL REVISÃO 2 REVISÃO 3 REVISÃO 4 REVISÃO 5

SUB CONTAS E SUB CFOPS A SEREM CRIADOS PARA O SIMPLES NACIONAL REVISÃO 2 REVISÃO 3 REVISÃO 4 REVISÃO 5 SUB CONTAS E SUB CFOPS A SEREM CRIADOS PARA O SIMPLES NACIONAL REVISÃO 2 REVISÃO 3 REVISÃO 4 REVISÃO 5 Para fazer a classificação de sub contas e sub cfops, é preciso tomar como referencia a lista de Tipos

Leia mais

Conta 603- Venda de produtos (Mercado externo)

Conta 603- Venda de produtos (Mercado externo) BASES DE CÁLCULO DO SIMPLES NACIONAL REVISÃO 1 REVISÃO 2 Para que o sistema possa calcular, enquadrando corretamente os tipos de receita nas devidas tabelas do Simples Nacional, é necessários que as contas/

Leia mais

Notas de Saída. Modelo: Posições Observações. Descrição do Campo. Página 1 de 5

Notas de Saída. Modelo: Posições Observações. Descrição do Campo. Página 1 de 5 Espécie do documento 1 3 Alfanumérico - espécie da nota ou *CT Série e subsérie 4 3 Alfanumérico-0 a 9/A a Z Número da Nota Fiscal ( ) 7 6 Numérico com zeros a esquerda Número da Nota Fiscal ( Final )

Leia mais

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins 29/05/2012 1 O Sped fiscal e Pis/Confins é uma arquivo gerado através do sistema da SD Informática, onde este arquivo contem todos os dados de entrada e saída

Leia mais

L e i a u t e d e I mp o r t a ç ã o Ar q u i v o T e x t o

L e i a u t e d e I mp o r t a ç ã o Ar q u i v o T e x t o Modelo: Notas de Serviço SP Serviços Prestados Descrição do Campo Inicial Posições Tamanho Observações Tipo do Livro 1 1 1Registro de Notas Fiscais de Serviços Prestados 2Reg.de N.Fiscais Faturas de Serv.Prest.

Leia mais

L e i a u t e d e I mp o r t a ç ã o Ar q u i v o T e x t o

L e i a u t e d e I mp o r t a ç ã o Ar q u i v o T e x t o Modelo: Notas de Serviços -Outros Mun.Vs 1 -Serv.Prestados Descrição do Campo Inicial Posições Tamanho Observações Tipo do Livro 1 1 1=Registro de Notas Fiscais de Serviços Prestados 2=Reg.de N.Fiscais

Leia mais

Versão 06/2012. Substituição Tributária

Versão 06/2012. Substituição Tributária Substituição Tributária 1 ÍNDICE 1. O que é a Substituição Tributária?... 3 1.1 Tipos de Substituição Tributária;... 3 1.2 Como é feito o Recolhimento da ST?... 3 1.3 Convênio e Aplicação... 3 1.4 Base

Leia mais

MANUAL Processo Simples Nacional

MANUAL Processo Simples Nacional 1. VISÃO GERAL 1.1 OBJETIVOS: Conforme combinação com a Equipe Teorema Joinville teríamos que criar uma tabela de Receitas, uma tabela com as alíquotas por faturamento com data inicial final de validade,

Leia mais

Configuração de Acumuladores

Configuração de Acumuladores Configuração de Acumuladores Os acumuladores são cadastro usados pelo Módulo Domínio Sistemas Fiscal para permitir a totalização dos valores lançados nos movimentos de entradas, saídas, serviços, outras

Leia mais

Cadeia tributária nacional Exemplo prático. Autor: Ader Fernando Alves de Pádua

Cadeia tributária nacional Exemplo prático. Autor: Ader Fernando Alves de Pádua Cadeia tributária nacional Exemplo prático Autor: Ader Fernando Alves de Pádua RESUMO O presente artigo demonstra de forma clara e objetiva as varias fases da cadeia tributária nacional, criando um exemplo

Leia mais

SIMPLES NACIONAL - CÁLCULO DO VALOR DEVIDO

SIMPLES NACIONAL - CÁLCULO DO VALOR DEVIDO SIMPLES NACIONAL - CÁLCULO DO VALOR DEVIDO O cálculo do valor devido do Simples Nacional deverá ser efetuado por meio de aplicativo específico disponível na internet. O documento único de arrecadação para

Leia mais

CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO

CONTABILIDADE E PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO Prof. Cássio Marques da Silva 2015 SIMPLES NACIONAL LC 123, 14 de Dezembro de 2006 Alterada pela LC 127, 14 de Agosto de 2007 Alterada pela LC 128, 19 de Dezembro de 2008 Alterada pela LC 133, 28 de Dezembro

Leia mais

Receita Bruta Total em 12 meses (em R$) Alíquota IRPJ CSLL COFINS Pis/Pasep INSS ICMS IPI

Receita Bruta Total em 12 meses (em R$) Alíquota IRPJ CSLL COFINS Pis/Pasep INSS ICMS IPI Anexo II Partilha do Simples Nacional - Indústria Seção I: Receitas decorrentes da venda de mercadorias por elas industrializadas não sujeitas a substituição tributária, exceto as receitas decorrentes

Leia mais

PGDAS CÁLCULO DO VALOR DEVIDO. Maio/2008

PGDAS CÁLCULO DO VALOR DEVIDO. Maio/2008 PGDAS CÁLCULO DO VALOR DEVIDO Maio/2008 1 CÁLCULO DO VALOR DEVIDO Será disponibilizado sistema eletrônico para realização do cálculo simplificado do valor mensal devido referente ao Simples Nacional. (LC123/2006,

Leia mais

LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC)

LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC) EMPRESA: LAY-OUT ARQUIVOS DE INTEGRAÇÃO (Notas Fiscais e CTRC) NOME DO ARQUIVO Existem dois nomes possíveis: um para as notas de saída e outro para as notas de entrada. - Saídas : O nome do arquivo deve

Leia mais

Prestação de serviço de assessoria em importação. Regime tributário Lucro Presumido Lucro Presumido Serviços 32,00% 0,65%

Prestação de serviço de assessoria em importação. Regime tributário Lucro Presumido Lucro Presumido Serviços 32,00% 0,65% Prestação de serviço de assessoria em importação Regime tributário Lucro Presumido Lucro Presumido Serviços 32,00% Faturamento (Receita Bruta) R$ 20.000,00 Alíquota PIS 0,65% Valor da propriedade imobiliária

Leia mais

Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos.

Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos. Para gerar o arquivo do SPED PIS/COFINS com sucesso são necessárias algumas parametrizações e lançamentos. 1. No cadastro de empresas 1.1. Informar o regime de apuração dos impostos 1.1.1. LUCRO PRESUMIDO

Leia mais

CONTABILIDADE GERAL I

CONTABILIDADE GERAL I CONTABILIDADE GERAL I Operações com Mercadorias Prof. Martin Airton Wissmann P r o f. M a r t i n A i r t o n W i s s m a n n Página 1 SUMÁRIO 1. CONTABILIDADE GERAL I OPERAÇÕES COM MERCADORIAS... 3 1.1

Leia mais

http://www.fazenda.gov.br/confaz/ escolha opção resolução Senado Federal 13/2012

http://www.fazenda.gov.br/confaz/ escolha opção resolução Senado Federal 13/2012 Prezado cliente, As constantes mudanças na legislação fiscal têm afetado muito as empresas, os sistemas e as empresas de contabilidade, que precisam estar preparadas para atender as obrigatoriedades legais.

Leia mais

AOB SOFTWARE INFORMATICA LTDA

AOB SOFTWARE INFORMATICA LTDA 2 Tabela de Conteúdo Compras 3 Lançando N.F Simples Nacional 3 1 Preenchendo... o cabeçalho 5 2 Preenchendo... o Produto 6 3 Lançamento... de Impostos 7 4 Confirmando... o Lançamento NF 8 Lançando N.F

Leia mais

Segregação de Receitas: Substituição Tributária, Tributação Monofásica

Segregação de Receitas: Substituição Tributária, Tributação Monofásica Anexo I Comércio A partir de 01.01.2015 TABELAS DO SIMPLES NACIONAL VIGENTES A PARTIR DE 01.01.2015 RESOLUÇÃO CGSN 94 DE 29.11.2011 (Art. 25 A e Anexo I) Art. 25 A. O valor devido mensalmente pela ME ou

Leia mais

Entre no Menu Arquivos do Efiscal e acesse a opção Empresas Usuárias-Efiscal/Integração com Telecont.

Entre no Menu Arquivos do Efiscal e acesse a opção Empresas Usuárias-Efiscal/Integração com Telecont. Integração Contabil 1.Configuração... 2 1.1.Configuração no Cadastro de empresas...2 1.2.Configuração no Cadastro de Clientes/Fornecedores...3 1.3.Configuração em Arquivos/Integração Contabilidade... 4

Leia mais

Lei nº 12741/2012. DISCRIMINAÇÃO DE IMPOSTOS NAS NOTAS FISCAIS AO CONSUMIDOR vs4. Vigência : Junho/2013

Lei nº 12741/2012. DISCRIMINAÇÃO DE IMPOSTOS NAS NOTAS FISCAIS AO CONSUMIDOR vs4. Vigência : Junho/2013 Lei nº 12741/2012 DISCRIMINAÇÃO DE IMPOSTOS NAS NOTAS FISCAIS AO CONSUMIDOR vs4 Vigência : Junho/2013 SUGESTÕES INICIAIS ABRAS PARA O GRUPO DE TRABALHO IMPORTÂNCIA DA LEI Conscientização do Consumidor

Leia mais

Através deste layout, você poderá gerar arquivos para serem importados nos Módulos Contabilidade e Escrita Fiscal do Domínio Contábil.

Através deste layout, você poderá gerar arquivos para serem importados nos Módulos Contabilidade e Escrita Fiscal do Domínio Contábil. Página 1 de 15 Layout 18 Através deste layout, você poderá gerar arquivos para serem importados nos Módulos Contabilidade e Escrita Fiscal do Domínio Contábil. Faça isto 1. O arquivo está dividido em 3

Leia mais

L e i a u t e d e I mp o r t a ç ã o Ar q u i v o T e x t o

L e i a u t e d e I mp o r t a ç ã o Ar q u i v o T e x t o Notas de Entrada Filler 1 4 Deixar em branco CNPJ do emitente 5 14 Preencher sem pontuação Data da entrada 19 6 Formato DDMMAA Data da emissão 25 6 Formato DDMMAA Número do documento 31 6 Numérico com

Leia mais

G5 PHOENIX INTEGRAÇÃO CONTÁBIL

G5 PHOENIX INTEGRAÇÃO CONTÁBIL G5 PHOENIX INTEGRAÇÃO CONTÁBIL G5 PHOENIX - COMO FAZER INTEGRAÇÃO DOS LANÇAMENTOS FISCAIS PARA A CONTABILIDADE 1º passo Através do menu Cadastro/ das Empresas, ficha Escrita, determinar se o plano de contas

Leia mais

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2

Manual do Usuário 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 1 5. EXECUTANDO OPERAÇÕES NO MENU IMPOSTO...2 5.1 Digitações dos Sócios...2 5.1.1 Campo CPF...2 5.1.1.a Campo Saldo Anterior...3 5.1.1.b Campo Saldo...3 5.1.1.c Campo Isento...3 5.1.1.d Campo Tributado...3

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Diferencial de alíquota para produtos com destino industrialização

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Diferencial de alíquota para produtos com destino industrialização Segmentos industrialização 09/01/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 7 5. Informações Complementares...

Leia mais

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Sumário Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido 1. Cadastro de Empresas... 2 2. Cadastro de Participantes...

Leia mais

L e i a u t e d e I mp o r t a ç ã o Ar q u i v o T e x t o

L e i a u t e d e I mp o r t a ç ã o Ar q u i v o T e x t o Notas de Saída Espécie do documento 1 3 Alfanumérico - espécie da nota ou *CT Série e subsérie 4 3 Alfanumérico-0 a 9/A a Z Número da Nota Fiscal ( ) 7 6 Numérico com zeros a esquerda Número da Nota Fiscal

Leia mais

Simples Nacional. Seminário de Direito Tributário. Assunto: PGDAS. Palestrante: Adalgisa G. M. Sabino

Simples Nacional. Seminário de Direito Tributário. Assunto: PGDAS. Palestrante: Adalgisa G. M. Sabino Simples Nacional Seminário de Direito Tributário Assunto: PGDAS Palestrante: Adalgisa G. M. Sabino 1 CÁLCULO E PGDAS Conceitos Básicos para Cálculo Regime de Tributação: Competência e Caixa Segregação

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Soma do IPI ao total da NF

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Soma do IPI ao total da NF Soma do 13/12/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1. Base de cálculo... 4 3.2. Emissão da Nota Fiscal com IPI... 5

Leia mais

Roteiro para usar Sped no JB Cepil

Roteiro para usar Sped no JB Cepil Roteiro para usar Sped no JB Cepil Este roteiro tem o objetivo orientar os passos básicos dentro do sistema JB Cepil, para preparar o sistema e as informações para a correta geração do arquivo magnético

Leia mais

AQUISIÇÕES INTERESTADUAIS INSTRUTORA: VALÉRIA PERES

AQUISIÇÕES INTERESTADUAIS INSTRUTORA: VALÉRIA PERES AQUISIÇÕES INTERESTADUAIS INSTRUTORA: VALÉRIA PERES 1 Entradas de mercadorias de outros Estados sujeitas ao regime da substituição tributária no Rio Grande do Sul ( ICMS ST pago na Entrada ) Procedimentos

Leia mais

Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido

Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido Gerar EFD Contribuições Lucro Presumido 1º Acesse o menu Controle, opção Parâmetros, clique na guia Impostos, e certifique-se de que estão incluídos os impostos do regime 4- Pis e 5 Cofins. Na guia Federal,

Leia mais

Entrada de Notas Fiscais de Serviço pela Rotina de Materiais. Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática

Entrada de Notas Fiscais de Serviço pela Rotina de Materiais. Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática Entrada de Notas Fiscais de Serviço pela Rotina de Materiais Manual desenvolvido para Célula Fiscal Equipe Avanço Informática 1 A Rotina de lançamento de Notas Fiscais de Serviço foi alterada, agora os

Leia mais

L e i a u t e d e Imp o r t a ç ã o A r qu i v o Te x t o

L e i a u t e d e Imp o r t a ç ã o A r qu i v o Te x t o Notas de Entrada Filler 1 4 Deixar em branco CNPJ do emitente 5 14 Preencher sem pontuação Data da entrada 19 6 Formato DDMMAA Data da emissão 25 6 Formato DDMMAA Número do documento 31 6 Numérico com

Leia mais

CFOP CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÃO

CFOP CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÃO Pág. 1/7 1.100 2.100 - Compra para Industrialização, Comercialização ou Prestação de Serviços 1.101 2.101 Compra para industrialização ou produção rural 1.102 2.102 Compra para comercialização 1.111 2.111

Leia mais

1-Outras Informações, 2-Balanço (Ativo e Passivo), 3-DRE (Custos, Despesas e Resultado), 4- DLPA, 5-REFIS e 6-PAES.

1-Outras Informações, 2-Balanço (Ativo e Passivo), 3-DRE (Custos, Despesas e Resultado), 4- DLPA, 5-REFIS e 6-PAES. Prezado Cliente, Para exportar os dados do programa JBCepil- Windows para a -2012 (Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa Jurídica), segue configurações abaixo a serem realizadas. Configurações

Leia mais

especificamente para facilitar o trabalho de escritórios contábeis e/ou consultorias tributárias, auxiliando na escolha da melhor forma de tributação

especificamente para facilitar o trabalho de escritórios contábeis e/ou consultorias tributárias, auxiliando na escolha da melhor forma de tributação Programa desenvolvido especificamente para facilitar o trabalho de escritórios contábeis e/ou consultorias tributárias, auxiliando na escolha da melhor forma de tributação (Simples/Presumido/Real) para

Leia mais

BOLETIM INFOMATIVO PARA REVENDAS LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇAO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFOMATIVO PARA REVENDAS LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇAO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFOMATIVO PARA REVENDAS LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇAO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 CORDILHEIRA RECURSOS HUMANOS CRH 2.82a Protocolo 87504 1) O reajuste salarial será calculado corretamente mesmo quando o

Leia mais

Índice. Grupo IOB Folhamatic EBS > Sage Sistema Folhamatic Fiscal 2

Índice. Grupo IOB Folhamatic EBS > Sage Sistema Folhamatic Fiscal 2 Índice Central Folhamatic...06 Menu Arquivos...07 Cadastro de Empresas... 07 Aba Básico... 07 Aba Escrita Fiscal... 08 Responsável... 09 Responsável pela Contabilidade... 10 Saldos... 11 ICMS e IPI...

Leia mais

AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO

AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO Nossos serviços de auditoria das Obrigações Eletrônicas utilizam ferramentas que permitem auditar os arquivos enviados

Leia mais

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atividades Sujeitas ao Regime. Julho 2010. Apoio: Elaborado por:

Palestra. ICMS - Substituição Tributária - Atividades Sujeitas ao Regime. Julho 2010. Apoio: Elaborado por: Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

SAD Gestor ERP. Módulo Estoque. Cadastro de Produto Escrita Fiscal. Seja Bem Vindo!

SAD Gestor ERP. Módulo Estoque. Cadastro de Produto Escrita Fiscal. Seja Bem Vindo! SAD Gestor ERP Módulo Estoque Cadastro de Produto Escrita Fiscal Seja Bem Vindo! Introdução O planejamento tributário deve fazer parte do cotidiano da empresa. É uma decisão estratégica que pode determinar

Leia mais

1. INVENTÁRIOS 1.2 INVENTÁRIO PERIÓDICO. AGENTE E ESCRIVÃO DA POLICIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade Prof.: Adelino Corrêa. 1..

1. INVENTÁRIOS 1.2 INVENTÁRIO PERIÓDICO. AGENTE E ESCRIVÃO DA POLICIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade Prof.: Adelino Corrêa. 1.. 1. INVENTÁRIOS 1..1 Periódico Ocorre quando os estoques existentes são avaliados na data de encerramento do balanço, através da contagem física. Optando pelo inventário periódico, a contabilização das

Leia mais

Sped Fiscal do Shop Control 8

Sped Fiscal do Shop Control 8 Sped Fiscal do Shop Control 8 O Sped Fiscal do Shop Control 8 gera o arquivo de Escrituração Fiscal Digital (EFD) que faz parte do projeto SPED. O layout deste arquivo encontra-se no site http://www.fazenda.gov.br/confaz/confaz/atos/atos_cotepe/2008/ac009_08.htm

Leia mais

I. Amostra Grátis... 17. I.1 Isenção do IPI...17. I.2 Isenção do ICMS...18. I.3 Valor da operação...19. I.4 Exemplo...19. II. Armazém Geral...

I. Amostra Grátis... 17. I.1 Isenção do IPI...17. I.2 Isenção do ICMS...18. I.3 Valor da operação...19. I.4 Exemplo...19. II. Armazém Geral... S U M Á R I O A I. Amostra Grátis... 17 I.1 Isenção do IPI......17 I.2 Isenção do ICMS.........18 I.3 Valor da operação.........19 I.4 Exemplo.........19 II. Armazém Geral...... 23 II.1 Suspensão do IPI......23

Leia mais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais Fiscal Configurar Impostos Fiscais Objetivo Configurar todos os impostos que refletirão na Nota Fiscal de Saída. Pré- Requisitos As Taxas Tributárias dos Produtos devem ser devidamente cadastradas ( Fiscal

Leia mais

TABELA DECÓDIGOS FISCAIS OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES (CFOP)

TABELA DECÓDIGOS FISCAIS OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES (CFOP) TABELA DECÓDIGOS FISCAIS OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES (CFOP) Atenção: 1) Os CFOP utilizados na DIPJ estão previstos nos Ajustes Sinief nº 11, de 22/08/1989; Sinief nº 03, de 29/09/1994, Sinief nº 06, de 13/12/1995;

Leia mais

1. Lista de CFOP s... 3 1.000 - ENTRADAS OU AQUISIÇÕES DE SERVIÇOS DO ESTADO... 3 2.000 - ENTRADAS OU AQUISIÇÕES DE SERVIÇOS DE OUTROS ESTADOS...

1. Lista de CFOP s... 3 1.000 - ENTRADAS OU AQUISIÇÕES DE SERVIÇOS DO ESTADO... 3 2.000 - ENTRADAS OU AQUISIÇÕES DE SERVIÇOS DE OUTROS ESTADOS... Lista de CFOP's Sumário: 1. Lista de CFOP s... 3 1.000 - ENTRADAS OU AQUISIÇÕES DE SERVIÇOS DO ESTADO... 3 2.000 - ENTRADAS OU AQUISIÇÕES DE SERVIÇOS DE OUTROS ESTADOS... 7 3.000 - ENTRADAS OU AQUISIÇÕES

Leia mais

Outubro/ 2013. Santa Catarina Arquivo Eletrônico SCANC; Santa Catarina. Federal. Santa Catarina. São Paulo. Federal Rio Grande do Sul.

Outubro/ 2013. Santa Catarina Arquivo Eletrônico SCANC; Santa Catarina. Federal. Santa Catarina. São Paulo. Federal Rio Grande do Sul. Outubro/ 2013 01 02 03 04 07 09 10 IRRF; IOF; Código de Prazo de Recolhimento (CPR): 1031 - FG APRENDIZAGEM - NÚMERO DE MATRÍCULAS NOVAS; SALÁRIOS; GIA/Água Natural; DACON DE AGOSTO/2013; FGTS; CAGED;

Leia mais

Tabela CFOPs (Código Fiscal de Operações e Prestações) - VÁLIDOS para fins de Valor Adicionado

Tabela CFOPs (Código Fiscal de Operações e Prestações) - VÁLIDOS para fins de Valor Adicionado 1 de 6 Tabela CFOPs (Código Fiscal de ) - VÁLIDOS para fins de Valor Adicionado Ajustes SINIEF 07/01 (Dec. 5441/02), 05/02 (Dec. 034/03), 09/03 (Dec. 1321/03), 03/04 (Dec. 1893/04), 02/05 (Dec. 3416/05),

Leia mais

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice I. Acesso ao Cadastro... 2 II. Seleção de Filtros... 3 III. Cadastro...

Leia mais

Hierárquico Nenhum. Nenhum. 01 - Cabeçalho do Arquivo. Decimais. Domínio. 02 - Corpo da Nota Fiscal de Entrada. Decimais. Fornecedor DIEF DIEF

Hierárquico Nenhum. Nenhum. 01 - Cabeçalho do Arquivo. Decimais. Domínio. 02 - Corpo da Nota Fiscal de Entrada. Decimais. Fornecedor DIEF DIEF Página: /0 do arquivo: 0 - Cabeçalho do Arquivo Código da Empresa CNPJ da Empresa Inicial Final Valor Fixo "N" de Nota (...) Constante "00000" Sistema (...) Valor Fixo "" 9 0 4 4 0 4 4 0 44 44 4 46 4 4

Leia mais

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 1 ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 5. CADASTRO OPERAÇÕES FISCAIS (CFOP)...7 6. GERAR SINTEGRA...8 7. CONTROLE DE

Leia mais

Através deste layout, você poderá gerar arquivos para serem importados nos Módulos Contabilidade e Escrita Fiscal do Domínio Contábil.

Através deste layout, você poderá gerar arquivos para serem importados nos Módulos Contabilidade e Escrita Fiscal do Domínio Contábil. Página 1 de 17 Layout 19 Através deste layout, você poderá gerar arquivos para serem importados nos Módulos Contabilidade e Escrita Fiscal do Domínio Contábil. Faça isto 1. O arquivo está dividido em 3

Leia mais

20/09/2012 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ICMS -VINHO

20/09/2012 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ICMS -VINHO Treinamento atualizado com base na legislação vigente em: 20/09/2012 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ICMS -VINHO JP CONTÁBIL S/S LTDA AGOSTO/2012 Conceituação Consiste na alteração do momento do fato gerador,

Leia mais

Manual de Faturamento

Manual de Faturamento Manual de Faturamento Bureau & Redsystem Software Para Emissão da Nota Eletrônica, e necessários o preenchimento correto do Cadastro de Clientes, Cadastro de Produtos, Código Fiscal e Controle de ICMS,

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº, DE 2012

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº, DE 2012 PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº, DE 2012 (Do Sr. Vaz de Lima) Altera os Anexos da Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006, para permitir o abatimento de parcela dedutível do valor devido mensalmente

Leia mais

Projeto SPED de A a Z

Projeto SPED de A a Z Consultoria e Treinamentos Apresentam: Projeto SPED de A a Z SPED Decreto nº 6.022 22/01/07 Instituir o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) Promover a integração dos fiscos; Racionalizar e uniformizar

Leia mais

IMPOSTOS SOBRE VENDAS! ICMS, PIS/COFINS, ISS e IPI! O que fazer com a CPMF?! As alterações da legislação tributária no cálculo da COFINS ASSOCIADOS

IMPOSTOS SOBRE VENDAS! ICMS, PIS/COFINS, ISS e IPI! O que fazer com a CPMF?! As alterações da legislação tributária no cálculo da COFINS ASSOCIADOS UP-TO-DATE. ANO I. NÚMERO 46 IMPOSTOS SOBRE VENDAS! ICMS, PIS/COFINS, ISS e IPI! O que fazer com a CPMF?! As alterações da legislação tributária no cálculo da COFINS Dr. João Inácio Correia (advcor@mandic.com.br)

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM CONTABILIDADE CONTABILIDADE SOCIETÁRIA

CURSO TÉCNICO EM CONTABILIDADE CONTABILIDADE SOCIETÁRIA 1 CURSO TÉCNICO EM CONTABILIDADE CONTABILIDADE SOCIETÁRIA Prof. Carmem Haab Lutte Cavalcante 2012 2 CONTABILIDADE SOCIETARIA 2 3 1 CONTABILIDADE Conceito de contabilidade, campo de atuação, usuários, objetivos

Leia mais

INTELIGÊNCIA FISCAL: Conflitos, Riscos e Oportunidades

INTELIGÊNCIA FISCAL: Conflitos, Riscos e Oportunidades INTELIGÊNCIA FISCAL: Conflitos, Riscos e Oportunidades Vamos direto ao ponto! Monitoramento do FI$CO Modelo convencional Obrigações Acessórias Obrigações acessórias A participação do cliente no processo

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP Página: 1 INTRODUÇÃO Este material traz as informações sobre as características do SPED

Leia mais

Empresário Empreendedor

Empresário Empreendedor Empresas x Tributação Empresário Empreendedor Carga Tributária Obrigações acessórias Receita Federal Receita Estadual Previdência Social Receita Municipal Situação Tributária do Negócio Para o Empresário

Leia mais

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE SUPERMERCADOS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD

ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE SUPERMERCADOS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE SUPERMERCADOS ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD 1 - Informações referentes à Escrituração Fiscal Digital EFD A Escrituração Fiscal Digital é um dos módulos do um sistema púbico

Leia mais

DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO

DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO 1 DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO Objetivo: Atender a Lei 12.546/2011 (Confira as principais alterações legais no fim deste tutorial). Benefícios: Conceder benefícios adicionais para as empresas de setores

Leia mais

Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS. Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar

Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS. Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar Evento Especial Antecipação Tributária Art. 426 A do RICMS Apresentação: Fernanda Silva Samyr H. M. Qbar 24/09/2014 Substituição Tributária A substituição tributária do ICMS é um regime jurídico em que

Leia mais

Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12. País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos

Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12. País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Relatório de Conferência - EFD - Contribuições Produto : Microsiga Protheus Livros Fiscais Versão 10 Data da publicação : 23/05/12 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : Todos Chamado : TEHRSH Está disponível

Leia mais

ANEXO 18 ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD

ANEXO 18 ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD ANEXO 18 REVOGADO OS ARTIGOS 1º, 2º, 3º, 4º, 5º, 6º, 7º, 8º e 8º-A pela RESOLUÇÃO ADMINISTRATIVA 10/11 de 14.12.11. Alteração: Resolução Administrativa nº 03/2015 ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD Acrescentado

Leia mais

RELATÓRIO DE CODIGOS FISCAIS

RELATÓRIO DE CODIGOS FISCAIS CÓDIGO CFOP 5.900 6.900 7.900 - Outras Saídas de Mercadorias ou Aquisições de Serviços 1.100 2.100 3.100 - Compra para Industrialização, Comercialização ou Prestação de Serviços 1.101 2.101 3.101 Compra

Leia mais

CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES (CFOP) SAÍDAS

CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES (CFOP) SAÍDAS CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES (CFOP) SAÍDAS INTERNO INTERESTADUAL EXTERIOR OPERAÇÃO/PRESTAÇÃO 5.100-6.100 7.100 VENDA DE PRODUÇÃO PRÓPRIA OU DE TERCEIROS 5.101 6.101 7.101 Venda de produção do

Leia mais

Exercício 1. Movimento no Mês. Descrição. b) Qual o Valor da Receita Bruta Desonerada, para fins de determinação do fator de compensação na SEFIP?

Exercício 1. Movimento no Mês. Descrição. b) Qual o Valor da Receita Bruta Desonerada, para fins de determinação do fator de compensação na SEFIP? Exercício 1 Objeto Social da Empresa "A": Elaboração de programas de computador (softwares), consultoria em tecnologia da informação, representação comercial de softwares de terceiros prontos para uso,

Leia mais

Sistema de Livros Fiscais Imediata

Sistema de Livros Fiscais Imediata 1 Sistema de Livros Fiscais Imediata 2 Descritivo das Rotinas Operacionais do Sistema de Livros Fiscais para geração EFD PIS/Cofins SPED Contribuições Após a instalação do Sistema de Livros Fiscais, basta

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno Crédito ICMS por Saída Interna Isenta ICMS em MG

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno Crédito ICMS por Saída Interna Isenta ICMS em MG 06/11/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 8 5. Informações Complementares... 8 6. Referências...

Leia mais

Contmatic - Escrita Fiscal

Contmatic - Escrita Fiscal Lucro Presumido: É uma forma simplificada de tributação onde os impostos são calculados com base num percentual estabelecido sobre o valor das vendas realizadas, independentemente da apuração do lucro,

Leia mais

Outubro/ 2015. Santa Catarina ARQUIVO ELETRÔNICO SCANC; Santa Catarina Minas Gerais. Rio Grande do Sul Minas Gerais

Outubro/ 2015. Santa Catarina ARQUIVO ELETRÔNICO SCANC; Santa Catarina Minas Gerais. Rio Grande do Sul Minas Gerais Outubro/ 2015 01 02 04 05 06 07 ICMS-MG GIA/Água Natural MG - DAPI 1; ICMS-MG Fumo; ICMS-MG IRRF; IOF; APRENDIZAGEM - NÚMERO DE MATRÍCULAS NOVAS; ICMS/ Débito Próprio -Distribuidora de Combustíveis; ICMS/

Leia mais

Gestão da Carga Tributária. Clube de Empresários CIESP Leste 14/10/2015

Gestão da Carga Tributária. Clube de Empresários CIESP Leste 14/10/2015 Gestão da Carga Tributária Clube de Empresários CIESP Leste 14/10/2015 Âmbitos: Federal Estadual Municipal Previdenciário e Trabalhista A Carga Tributária Brasileira Produção Normativa Nos últimos 25 anos,

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

REGIME LUCRO PRESUMIDO

REGIME LUCRO PRESUMIDO REGIME LUCRO PRESUMIDO [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] MANUAL MANUAL AVANÇO INFORMÁTICA AVANÇO INFORMÁTICA Material Desenvolvido para a Célula Fiscal Autor: Equipe

Leia mais

Manual de Integração - E-Fiscal X Telecont

Manual de Integração - E-Fiscal X Telecont Atualizado em Maio/2008 Pág 1/36 Para integrar os dados do sistema Efiscal com o sistema Telecont, efetue os procedimentos abaixo: CADASTRO DE EMPRESAS ABA BÁSICO Acesse menu Arquivos Empresas Usuárias

Leia mais

APOSTILA PARA O CURSO WFISCAL

APOSTILA PARA O CURSO WFISCAL TREINAMENTO Visão Estar posicionada entre as maiores e melhores provedoras de solução de gestão empresarial do Brasil Missão Desenvolvimento e fornecimento de soluções e serviços através de softwares para

Leia mais

SUMÁRIO. Conteúdo. ICMS-ST... 4 MVAErro! Indicador não definido...4 GNRE...4

SUMÁRIO. Conteúdo. ICMS-ST... 4 MVAErro! Indicador não definido...4 GNRE...4 SUMÁRIO Conteúdo CONCEITO DE ICMS...1Erro! Indicador não definido. PRINCIPIOS QUE REGEM O ICMS... 2 BASE DE CALCULO DO ICMS... 2 ICMS Tabelas de Alíquotas nas Operações Interestaduais... 3 ICMS-ST... 4

Leia mais

ICMS - Tabela - Códigos Fiscais de Operações e Prestações (CFOP)

ICMS - Tabela - Códigos Fiscais de Operações e Prestações (CFOP) ICMS - Tabela - Códigos Fiscais de Operações e Prestações (CFOP) Este procedimento apresenta todos os Códigos Fiscais de Operações e Prestações (CFOP) a serem utilizados nas operações de entrada e saída

Leia mais

Fevereiro/ 2015. Santa Catarina ARQUIVO ELETRÔNICO SCANC; São Paulo. Minas Gerais. Santa Catarina

Fevereiro/ 2015. Santa Catarina ARQUIVO ELETRÔNICO SCANC; São Paulo. Minas Gerais. Santa Catarina Fevereiro/ 2015 02 a)contribuintes optantes pelo Simples Nacional - Diferencial de alíquotas- FG de Novembro/2014; b)simples NACIONAL Pagamento Antecipado na entrada no Estado de de mercadorias sujeitas

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL

MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL 1 INDICE Informações importantes sobre o SPED...... 03 Entrando no sistema...... 04 Configurando o acesso à base de dados Access ou MySQL... 04 Cadastros... 05

Leia mais

Importação- Regras Gerais

Importação- Regras Gerais Importação- Regras Gerais 1 Conceito de Importação Podemos definir a operação de importação como um processo comercial e fiscal que consiste em trazer um bem (produto/serviço) do exterior para o país de

Leia mais

Novembro/ 2015. Minas Gerais ICMS-MG. Santa Catarina. São Paulo. Rio Grande do Sul Santa Catarina Minas Gerais

Novembro/ 2015. Minas Gerais ICMS-MG. Santa Catarina. São Paulo. Rio Grande do Sul Santa Catarina Minas Gerais Novembro/ 2015 02 ICMS-MG 03 04 05 a) Contribuintes optantes pelo Simples Nacional - Diferencial de alíquotas- Fato Gerador de Agosto/2015; b) Contribuintes optantes pelo Simples Nacional - Pagamento Antecipado

Leia mais

OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA OFICINA DE PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA 1. OPERAÇÕES INTERNAS 1.1-BASE DE CÁLCULO - OPERAÇÃO INTERNA No RICMS/SP temos as hipóteses de definição da base de cálculo do ICMS-ST

Leia mais

CÓDIGOS FISCAIS DE OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES - CFOP - ENTRADA

CÓDIGOS FISCAIS DE OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES - CFOP - ENTRADA CÓDIGOS FISCAIS DE OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES - CFOP - ENTRADA 1. Introdução 2. Grupos 3. CFOP de Entrada ou Aquisição de Serviço 1. INTRODUÇÃO Os Códigos Fiscais de Operações e Prestações - CFOP são códigos

Leia mais

MANUAL DO SPED FISCAL

MANUAL DO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA TOP FOR WINDOWS ESCRITA FISCAL - SKILL MANUAL DO SPED FISCAL VERSÃO 2.11 Equipe de Especialistas: Claudio Aparecido Medeiros Cristiano Besson Ederson Von Mühlen Diretor Responsável: João

Leia mais

MANUAL DO SPED FISCAL

MANUAL DO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA TOP FOR WINDOWS ESCRITA FISCAL - SKILL MANUAL DO SPED FISCAL VERSÃO 2.11 Equipe de Especialistas: Claudio Aparecido Medeiros Cristiano Besson Ederson Von Mühlen Diretor Responsável: João

Leia mais

Códigos Fiscais de Operações e Prestações de Serviços - CFOP. 1.101 2.101 3.101 Compra para industrialização ou produção rural

Códigos Fiscais de Operações e Prestações de Serviços - CFOP. 1.101 2.101 3.101 Compra para industrialização ou produção rural Códigos Fiscais de Operações e Prestações de Serviços - CFOP INTERNO INTERESTADUAL EXTERIOR OPERAÇÃO/ PRESTAÇÃO 1.100 2.100 3.100 COMPRA PARA INDUSTRIALIZAÇÃO, PRODUÇÃO RURAL, COMERCIALIZAÇÃO OU PRESTAÇÃO

Leia mais

SEÇÃO II DAS VEDAÇOES AO INGRESSO AO SIMPLES NACIONAL DAS ATIVIDADES PERMITIDAS A ADESÃO AO SIMPLES NACIONAL

SEÇÃO II DAS VEDAÇOES AO INGRESSO AO SIMPLES NACIONAL DAS ATIVIDADES PERMITIDAS A ADESÃO AO SIMPLES NACIONAL SEÇÃO II DAS VEDAÇOES AO INGRESSO AO NACIONAL DAS ATIVIDADES PERMITIDAS A ADESÃO AO NACIONAL ART. 17 Parágrafo 1º - As vedações relativas a exercício das atividades previstas no caput não se aplica as

Leia mais

Julho/2015. Santa Catarina ARQUIVO ELETRÔNICO SCANC. Santa Catarina Minas Gerais. Federal Santa Catarina São Paulo. Rio Grande do Sul Minas Gerais

Julho/2015. Santa Catarina ARQUIVO ELETRÔNICO SCANC. Santa Catarina Minas Gerais. Federal Santa Catarina São Paulo. Rio Grande do Sul Minas Gerais Julho/2015 01 02 03 04 05 06 07 ICMS-MG IRRF; IOF; APRENDIZAGEM - NÚMERO DE MATRÍCULAS NOVAS. Código de Prazo de Recolhimento (CPR): 1031 - FG GIA/Água Natural MG - DAPI 1; ICMS-MG Fumo; ICMS-MG ICMS/

Leia mais

Roteiro de Cadastros - GESTOR

Roteiro de Cadastros - GESTOR Página1 INDICE 1. MODULO EMPRESA 1.1. CADASTRO DE USUARIO --------------------------------------------------------------------- 4 1.2. CADASTRO DA EMPRESA --------------------------------------------------------------------

Leia mais

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento. Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011.

DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento. Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011. DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - Hipóteses de Incidência, Cálculo e Formas de Recolhimento Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 06.10.2011. SUMÁRIO: 1 INTRODUÇÃO 2 HIPÓTESES DE INCIDÊNCIA 2.1

Leia mais

O QUE É A DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO?

O QUE É A DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO? O QUE É A DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO? É a substituição da contribuição previdenciária patronal de 20% sobre o salário de contribuição dos empregados, trabalhadores avulsos e contribuintes individuais.

Leia mais