REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO. Curriculum 2003/2008 e Curriculum 2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO. Curriculum 2003/2008 e Curriculum 2010"

Transcrição

1 REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO Curriculum 2003/2008 e Curriculum 2010 Estágio Obrigatório o Para validação apresentar: Relatório de Estágio Documentos comprobatórios: Declaração de carga horária fornecida pela empresa, Ficha de avaliação da Empresa e Ficha de Frequência. Estágio no exterior para alunos em intercâmbio o Para revalidação apresentar: Relatório de Estágio Documentos comprobatórios: Declaração de carga horária fornecida pela empresa, Ficha de avaliação da Empresa e Ficha de Frequência. Estágio Não-Obrigatório realizado anteriormente o Para revalidação apresentar: Relatório de Estágio Documentos comprobatórios: Declaração de carga horária fornecida pela empresa, Ficha de avaliação da Empresa.

2 MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO FORMATAÇÃO GERAL DO TEXTO Margens: o Superior e esquerda: 3 cm o Inferior e direita: 2,5 cm. Papel A4 - cor branca Fonte para itens: Arial tamanho 12 com negrito e caixa alta Antes e depois 6 pontos Fonte para subitens: Arial tamanho 12 com negrito Antes e depois 6 pontos Fonte para sub-subitens: Arial tamanho 12 com negrito Antes e depois 6 pontos Fonte para corpo do texto: Arial tamanho 12 normal. Paginação: inicia-se a contagem a partir da folha de rosto, mas se começa a numerar a partir da introdução. O número deve ser colocado no canto superior direito da página. Espaçamento entrelinhas: 1,5 Espaçamento entre parágrafos: 6 pt antes e depois Sem Recuo de parágrafo FORMATO E LOCAL DE ENTREGA O aluno deverá entrega o Relatório Final de Estágio em uma pasta de trilho (com duas perfurações) ou pasta fichário. Não encadernar em espiral. O Relatório Final deverá ser entregue na Seção de Graduação da FAAC. O aluno deverá preencher um documento de entrega do Relatório Final que deverá ser Protocolado na Seção de Protocolo do Campus.

3 ESTRUTURA DO RELATÓRIO CAPA Não é contada nem numerada. Deve conter os seguintes elementos, conforme o modelo: Nome da Faculdade; Curso; Título do Trabalho; Nome do aluno; Professor supervisor; Data de realização do estágio; Localidade, mês e ano. IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA CEDENTE DO ESTÁGIO Não é contada, apenas numerada. Este item deverá conter as seguintes informações: Identificação da Empresa: Nome: Bairro: CEP: Endereço: Cidade: Telefone: Área na empresa onde foi realizado o estágio: informar o setor Data de início Data de término

4 Duração em horas Nome do profissional responsável pelo estágio: Apresentação da Empresa O aluno deverá descrever de forma sintética o histórico da empresa; caracterizála em qual segmento ela se insere na área da construção civil; e a contribuição do estagiário para a empresa. SUMÁRIO O sumário deverá conter os seguintes itens: 1. INTRODUÇÃO 2. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS 2.1. ATIVIDADE I (NOMINAR A ATIVIDADE) Descrição da atividade Objetivo Descrever os métodos utilizados para desenvolver a atividade (software utilizado; outros equipamentos; acompanhamento de obra) Qual foi sua aprendizagem com o desenvolvimento desta atividade 2.2. ATIVIDADE II (NOMINAR A ATIVIDADE) Descrição da atividade Objetivo Descrever os métodos utilizados para desenvolver a atividade (software utilizado; outros equipamentos; acompanhamento de obra) Qual foi sua aprendizagem com o desenvolvimento desta atividade

5 2.3. ATIVIDADE III (NOMINAR A ATIVIDADE) Descrição da atividade Objetivo Descrever os métodos utilizados para desenvolver a atividade (software utilizado; outros equipamentos; acompanhamento de obra) Qual foi sua aprendizagem com o desenvolvimento desta atividade 3. CONCLUSÕES REFERÊNCIAS APÊNDICES ANEXOS ANEXO 01 Ficha de frequência no estágio (a ser preenchida diariamente. Preencher uma ficha por mês) ANEXO 02 Avaliação do profissional responsável pelo estágio Cedente do Estágio ANEXO 03 Avaliação do Professor Supervisor

6 DESENVOLVIMENTO DO RELATÓRIO MODELO 1. INTRODUÇÃO Neste item o aluno deverá apresentar o conteúdo do Relatório Final de Estágio. Deve-se abordar o assunto de maneira generalizada e breve, entre uma e duas páginas. Por tratar-se de relatório (relato pessoal), em todo o relatório é usada a 1ª pessoa do singular explicitando, claramente, o que você fez, o que você aprendeu. Lembre-se que esse relato será a base da avaliação de seu desempenho no estágio curricular obrigatório supervisionado. A redação nem é científica, nem é coloquial: é redação técnico-profissional, demonstrando sua vivência profissional. 2. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS O desenvolvimento tem por objetivo expor, de maneira clara, objetiva e com detalhes fundamentais as ideias principais analisando-as e ressaltando os pormenores mais importantes. Cada atividade desenvolvida no estágio se constituirá de um subtítulo (ver Sumário) no qual o estagiário relatará: o que foi feito, por que foi feito, como foi feito, a aprendizagem com essa atividade. O aluno deverá apresentar através de imagens, os projetos desenvolvidos e os acompanhamentos de visitas técnicas as obras. Devem ser indicadas, além das vivências, as referências bibliográficas utilizadas no decorrer de cada uma das atividades desenvolvidas. Não deixe de inserir referencias que serviram para o desenvolvimento de cada uma das atividades

7 (leis, códigos, manuais, etc). Figura 1 Modelo para apresentação de figuras no Relatório Final de Estágio 1 3. CONCLUSÕES Neste item o aluno deverá realizar uma análise crítica do estágio em termos de contribuição para a sua formação profissional. Enfoque na aprendizagem obtida no estágio como um todo. É neste momento que o estagiário poderá dar sua opinião sobre a validade do estágio supervisionado em sua formação profissional, se a teoria aprendida no decorrer do curso contribuiu, e/ou pesou na realização do estágio. Devem aparecer na conclusão as críticas, positivas ou negativas, devendo ser sempre construtivas. DOCUMENTOS ANEXOS AO RELATÓRIO ANEXO 01 Ficha de Frequência no Estágio e Declaração de Horas de Estágio Deve ser preenchida pelo estagiário durante as suas atividades no estágio. Esse anexo comprovará carga horária desenvolvida pelo aluno. Deve ser assinada pelo profissional responsável pelo estágio. O aluno deverá cumprir uma carga horária 1 As figuras deverão ser numeradas sequencialmente. Deverão ser centralizadas, com Fonte Arial 10 e negrito.

8 mínima de 180 horas na Disciplina de Estágio Supervisionado. 3º. A declaração das horas de estágio realizadas deve estar em papel timbrado da empresa, instituição ou departamento, e deve constar: nome, período do estágio de acordo com as datas previstas e o total de horas realizadas. Essa declaração deve acompanhar o Relatório de Estágio. ANEXO 02 Avaliação do profissional responsável pelo estágio Deve ser preenchida pelo profissional responsável pelo estágio, assinada com firma reconhecida. Avaliará o estágio realizado, o estagiário e o processo de estágio. ANEXO 03 Avaliação do professor supervisor Será preenchida pelo professor Superviso de Estágio que deverá avaliar o estágio realizado, o estagiário e o processo de supervisão. O preenchimento ocorrerá após a entrega do relatório na Seção de Graduação da FAAC. OBSERVAÇÃO: São exigências formais para a conclusão do Estágio no âmbito do Curso de Arquitetura e Urbanismo: a apresentação do Relatório Final de Estágio e dos seguintes documentos: Declaração da Carga Horária e Ficha de Frequência realizada no período, e Ficha de avaliação da Empresa devidamente assinados pelo Supervisor do Estágio da Empresa concedente, e entregues na Seção de Graduação; mediante protocolo dos documentos. Os relatórios deverão ser entregues e protocolados na Seção de Graduação da FAAC até 15 (quinze) dias úteis anteriores a data de término da disciplina (conforme calendário escolar) o ou do encerramento do Termo de Compromisso.

9 Os casos omissos deverão ser resolvidos junto à Comissão de Estágio e Coordenação de Curso. O Relatório semestral deverá conter a manifestação de interesse do aluno sobre a continuidade ou não do referido estágio. ANEXOS MODELOS DECLARAÇÃO DA CARGA HORÁRIA Não há modelo seguir as instruções deste documento. 3º. A declaração das horas de estágio realizadas deve estar em papel timbrado da empresa, instituição ou departamento, e deve constar: nome, período do estágio de acordo com as datas previstas e o total de horas realizadas. Essa declaração deve acompanhar o Relatório de Estágio.

10 FICHA DE FREQÜÊNCIA DE ESTÁGIO Estagiário: RA: Curso: ARQUITETURA E URBANISMO Período Empresa: Orientador do Estágio: Mês: Ano: DIA ENTRADA SAÍDA DIA ENTRADA SAÍDA Estagiário Cedente do Estágio Bauru, de de Professor Supervisor

11 AVALIAÇÃO PROFISSIONAL RESPONSÁVEL PELO ESTÁGIO Estagiário: RA: Curso: ARQUITETURA E URBANISMO Período Data de Início: Data de Termino: Professor Supervisor de Estágio: FATORES DE JULGAMENTO Qualidade do trabalho: Considerar a capacidade de trabalho, tendo em vista o que seria desejável. 2. Capacidade de abstração e criatividade novas descobertas e alternativas para a solução de problemas. 3. Cumprimento das tarefas programadas (considerar o volume de trabalho cumprido dentro do padrão aceitável). 4. Disposição e esforço que o estagiário demonstrou para aprender 5. Iniciativa: Capacidade demonstrada para desenvolver suas atividades sem dependências de outros. 6. Conhecimentos demonstrados no cumprimento das atividades do plano de estágio. 7. Cooperação: disposição em atender às solicitações. 8. Responsabilidade. Observância das normas e regulamentos internos da empresa, discrição quanto aos assuntos sigilosos e selo pelo patrimônio. 9. Postura de estagiário na Empresa. Considerar a postura assumida em relação à condição de estagiário. 10. Sociabilidade e integração no ambiente de trabalho TOTAL, de de. Cedente do Estágio

12 AVALIAÇÃO DO SUPERVISOR DE ESTÁGIO (o aluno não deve imprimir este formulário será impresso pelo professor orientador) Estagiário: RA: Curso: ARQUITETURA E URBANISMO Período Data de Início: Data de Termino: Professor Supervisor de Estágio: 1. Trabalho entregue no prazo 2. Organização do Trabalho AVALIAÇÃO FINAL 3. Apresentação do processo de desenvolvimento das atividades do estágio e análise crítica 4. Julgamento do Cedente Nota Final Bauru, de de 201. Professor Supervisor

MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO FAU FATEA

MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO FAU FATEA MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO FAU FATEA FORMATAÇÃO GERAL DO TEXTO Margens: o Superior e esquerda: 3 cm o Inferior e direita: 2,5 cm. Papel formato A4 Fonte para itens: Arial tamanho 12

Leia mais

FORMATAÇÃO E MODELO PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

FORMATAÇÃO E MODELO PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO FORMATAÇÃO E MODELO PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO O relatório deverá ser entregue em formato pdf, sendo dispensada a forma impressa. Para a elaboração do Relatório de Estágio Supervisionado

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO. Estágio no exterior para alunos em intercâmbio

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO. Estágio no exterior para alunos em intercâmbio REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO Estágio no exterior para alunos em intercâmbio o Documentos comprobatórios o Relatório de Estágio Estágio realizado anteriormente o Documentos comprobatórios

Leia mais

1 RELATÓRIO DE ESTÁGIO

1 RELATÓRIO DE ESTÁGIO 1 RELATÓRIO DE ESTÁGIO É o documento que relata formalmente os resultados ou processos obtidos em investigação de pesquisa e desenvolvimento ou que descreve a situação prática ou de observação de uma questão

Leia mais

RELATÓRIO FINAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO FINAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO RELATÓRIO FINAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO O relatório final é o documento de caráter obrigatório que revela a experiência do aluno, deve retratar todas as suas reflexões sobre a prática vivenciada, estabelecer

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIOS ENSINO MÉDIO / TÉCNICO SUMÁRIO

MANUAL DE ESTÁGIOS ENSINO MÉDIO / TÉCNICO SUMÁRIO MANUAL DE ESTÁGIOS ENSINO MÉDIO / TÉCNICO SUMÁRIO 1. Introdução 2. Professores orientadores de estágio 3. Relatório de estágio 3.1 Apresentação do relatório 4. Roteiro do relatório de estágio 4.1 Estagiário

Leia mais

TUTORIAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO IFTO CAMPUS PORTO NACIONAL

TUTORIAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO IFTO CAMPUS PORTO NACIONAL TUTORIAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO IFTO PORTO NACIONAL 2013 TUTORIAL PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO IFTO Elaboração: Prof. Me. Autenir Carvalho de Rezende Wesley Vieira da Silva

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 02, DE 8 DE ABRIL DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 02, DE 8 DE ABRIL DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 02, DE 8 DE ABRIL DE 2011 Estabelece normas para realização, execução e avaliação do Estágio Supervisionado no Curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de São João del-rei. O PRESIDENTE

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO

COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO KIT ALUNO ESTÁGIO PASSO A PASSO Maceió/2016 1º PASSO: PREENCHIMENTO DO CADASTRO DO ALUNO COORDENAÇÃO DE ESTÁGIOS CADASTRO DO ALUNO Curso: Período que Cursa: Matrícula: Nome Completo:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DE FARMACIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DE FARMACIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DE FARMACIA INSTRUÇÃO NORMATIVA 02/2007 Estabelece as normas complementares para orientação e a avaliação do estágio curricular

Leia mais

Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório

Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório Campus Itaqui Curso de Ciência e Tecnologia de Alimentos Normas para o Estágio Supervisionado Obrigatório 1. ASPECTOS LEGAIS O Estágio Supervisionado tem caráter curricular obrigatório e é uma exigência

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Normas e orientações gerais para o Estágio Supervisionado da Licenciatura em Letras 1.

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Normas e orientações gerais para o Estágio Supervisionado da Licenciatura em Letras 1. 1 MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Normas e orientações gerais para o Estágio Supervisionado da Licenciatura em Letras 1. APRESENTAÇÃO Este manual visa principalmente apresentar alguns dados gerais do

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Ciências Biológicas e da Saúde.

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. ROTEIRO PARA CONFECÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIOS OBRIGATÓRIOS (atualizado em agosto de 2016) Normas para redação do relatório de estágio supervisionado REDAÇÃO: O relatório deverá ser redigido de maneira

Leia mais

Planilha de Conceito

Planilha de Conceito Planilha de Conceito Nome do Estagiário QUADRO DA PONTUAÇÃO OBTIDA Matrícula (cartão UFRGS) TABELA DE CONCEITOS Pontos do Grupo I (Multiplicado por 2) Pontos do Grupo II (Multiplicado por 2) de 51 a 179

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DE BIOTECNOLOGIA. Instrução normativa Nº 01/2016

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DE BIOTECNOLOGIA. Instrução normativa Nº 01/2016 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DE BIOTECNOLOGIA Instrução normativa Nº 01/2016 Revoga a IN Nº 02/2013 e estabelece as normas referentes à orientação e à avaliação

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Departamento de Letras Curso de Secretariado Executivo Trilíngue Estágio Curricular Supervisionado MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1,5 espaçamento entre as linhas CURSO XXXXXXXXXXXXXXX Fonte 14 Fonte 16 RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Colocado no centro da folha Nome do Estagiário Fonte 14 Fonte 14 ALMENARA 2012 Espaçamento simples

Leia mais

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. FORMATAÇÃO E MODELO PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO (Estágio I e II)

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. FORMATAÇÃO E MODELO PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO (Estágio I e II) ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS FORMATAÇÃO E MODELO PARA RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO (Estágio I e II) PROFESSOR: EDUARDO OLIVEIRA TELES 2011 FORMATAÇÃO GERAL DO TEXTO Margens:

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 005/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTU SENSU NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA

RESOLUÇÃO Nº 005/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTU SENSU NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM GEOGRAFIA RESOLUÇÃO Nº 005/2015 CONSELHO DO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTU SENSU

Leia mais

CURSO DE DIREITO APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

CURSO DE DIREITO APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS CURSO DE DIREITO APS - ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ORIENTAÇÕES AOS ALUNOS FORTALEZA.2 ALUNOS - ROTEIRO E REGRAS PARA APS.2 Todos os(as) alunos(as) a partir da grade 2010.1 deverão cursar a disciplina

Leia mais

Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Engenharia de Alimentos

Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Engenharia de Alimentos UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS Normas para realização do Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Engenharia de Alimentos Lavras 2014 INTRODUÇÃO Art. 1º. O Estágio

Leia mais

Faculdade Campo Limpo Paulista. Curso de Farmácia. Instruções para o desenvolvimento do estágio

Faculdade Campo Limpo Paulista. Curso de Farmácia. Instruções para o desenvolvimento do estágio Faculdade Campo Limpo Paulista Curso de Farmácia Instruções para o desenvolvimento do estágio Para o desenvolvimento do estágio curricular do curso de farmácia, os seguintes passos deverão ser seguidos:

Leia mais

NORMAS PARA TRABALHO DE PESQUISA

NORMAS PARA TRABALHO DE PESQUISA NORMAS PARA TRABALHO DE PESQUISA Os trabalhos acadêmicos serão Capa; Folha de rosto; Introdução; Desenvolvimento Conclusão; Bibliografia. constituídos de: Capa Considerada proteção externa, a capa, deve

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSUNI nº 54/16

RESOLUÇÃO CONSUNI nº 54/16 Conselho Universitário - CONSUNI RESOLUÇÃO CONSUNI nº 54/16 Aprova o Regulamento do Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Engenharia Mecânica. O Vice-Reitor, no exercício da Presidência do Conselho

Leia mais

Comissão do Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Agronomia CECOA

Comissão do Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Agronomia CECOA 1 Comissão do Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Agronomia CECOA REGULAMENTO GERAL APRESENTAÇÃO O Estágio Curricular Obrigatório do Curso de Agronomia tem como objetivo principal proporcionar ao

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE 1. O Relatório do Estágio Curricular Profissionalizante deverá obedecer ao tamanho de papel A4 (21,0 x 29,7 cm). 2. Na elaboração

Leia mais

1espaço de 1,5cm INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS - CAMPUS SÃO JOÃO EVANGELISTA CURSO XXXXXXXXXXXXXXX. 2 espaços de 1,5 cm

1espaço de 1,5cm INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS - CAMPUS SÃO JOÃO EVANGELISTA CURSO XXXXXXXXXXXXXXX. 2 espaços de 1,5 cm 1espaço de 1,5cm INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS - CAMPUS SÃO JOÃO EVANGELISTA CURSO XXXXXXXXXXXXXXX 2 espaços de 1,5 cm NOME DO(A) ALUNO(A) Caixa alta (Maiúsculo), negrito, centralizado. Caixa alta,

Leia mais

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO Escola SENAI Anchieta Sumário Página 01 Prática Profissional / Estágio 03 02 Da carga horária da Prática Profissional / Estágio

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAÚDE - CAMPUS ANÍSIO TEIXEIRA COLEGIADO DE NUTRIÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA 02/2011

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAÚDE - CAMPUS ANÍSIO TEIXEIRA COLEGIADO DE NUTRIÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA 02/2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAÚDE - CAMPUS ANÍSIO TEIXEIRA COLEGIADO DE NUTRIÇÃO INSTRUÇÃO NORMATIVA 02/2011 Revoga a Instrução Normativa 03/2008 e estabelece as normas

Leia mais

Regulamento da Formação em Contexto de Trabalho dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTesP)

Regulamento da Formação em Contexto de Trabalho dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTesP) Regulamento da Formação em Contexto de Trabalho dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTesP) Setembro de 2016 1 Índice Regulamento da Formação em Contexto de Trabalho dos CTesP da Escola Superior

Leia mais

EXEMPLO COM AS PRINCIPAIS NORMAS ABNT PARA AS APRESENTAÇÕES / ENTREGAS DE TRABALHOS

EXEMPLO COM AS PRINCIPAIS NORMAS ABNT PARA AS APRESENTAÇÕES / ENTREGAS DE TRABALHOS EXEMPLO COM AS PRINCIPAIS NORMAS ABNT PARA AS APRESENTAÇÕES / ENTREGAS DE TRABALHOS AMERICANA 2016 INSTITUTO METROPOLITAN CURSO CABEÇALHO: Tamanho: 14 Negrito Alinhamento: Centralizado TÍTULO DO TRABALHO:

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO

ORIENTAÇÕES PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO ORIENTAÇÕES PARA REDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO Orientações para Relatório de Estágio Supervisionado 1 de 9 UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS Instituto de Ciências

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO I - ORIENTAÇÕES ETAPAS

ESTÁGIO SUPERVISIONADO I - ORIENTAÇÕES ETAPAS ESTÁGIO SUPERVISIONADO I - ORIENTAÇÕES 2011.1 ETAPAS 1) Entrega do Plano de Estágio Entregar (impresso) até o dia 30.04.11 o plano de estágio supervisionado em Engenharia Civil, através do preenchimento

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO DE INTERESSE CURRICULAR DO CURSO DE ODONTOLOGIA

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO DE INTERESSE CURRICULAR DO CURSO DE ODONTOLOGIA REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO DE INTERESSE CURRICULAR DO CURSO DE ODONTOLOGIA Resolução nº 008/2005 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO Art. 1º - Aquele não previsto na

Leia mais

64ª. SOEAA Semana Oficial de Engenharia Arquitetura e Agronomia

64ª. SOEAA Semana Oficial de Engenharia Arquitetura e Agronomia 64ª. SOEAA Semana Oficial de Engenharia Arquitetura e Agronomia Pensar o Brasil. Educar & Inovar: Responsabilidade Social Rio de Janeiro, agosto de 2007 Panorama técnico científico CHAMADA PARA ENVIO DE

Leia mais

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CAMPO MOURÃO COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular CAMPO MOURÃO 2010 1. APRESENTAÇÃO A finalidade

Leia mais

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE DOM LUIZ DE ORLEANS E BRAGANÇA COORDENAÇÃO GERAL DOS CURSOS MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO Ribeira do Pombal - BA ARTIGO CIENTÍFICO O artigo pode ser definido como discussão de temáticas científicas

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO PARA CURSOS SUPERIORES

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO PARA CURSOS SUPERIORES RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO PARA CURSOS SUPERIORES ELEMENTOS PRÉ- TEXTUAIS 2. FOLHA DE ROSTO São os elementos preliminares, cujos objetivos Folha principal de identificação do trabalho, principais são os

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Praia Grande São Paulo Dezembro de 2008 CAPÍTULO I DA NATUREZA Artigo 1º O presente regulamento tem como objetivo normatizar as atividades relacionadas com o estágio

Leia mais

REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS PROJETOS DE BIOLOGIA I E II DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CPAQ/UFMS

REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS PROJETOS DE BIOLOGIA I E II DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CPAQ/UFMS REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS PROJETOS DE BIOLOGIA I E II DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CPAQ/UFMS I - DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS Art. 1º O presente Regulamento tem por objetivo definir as normas das disciplinas

Leia mais

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular. Supervisionado. AGR Planejamento de Estágio Curricular. Supervisionado e TCC

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular. Supervisionado. AGR Planejamento de Estágio Curricular. Supervisionado e TCC UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular Supervisionado AGR 5801 - Planejamento de Estágio

Leia mais

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 16 de dezembro de José Antonio Cruz Duarte, OFM Vice-Reitor no exercício da Presidência

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 16 de dezembro de José Antonio Cruz Duarte, OFM Vice-Reitor no exercício da Presidência RESOLUÇÃO CONSEPE 98/2009 APROVA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ARQUITETURA E URBANISMO, DO CAMPUS DE ITATIBA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Vice-Reitor da Universidade São Francisco, no

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO

Leia mais

Data: / / Instituição:Início da viagem técnica H Término da viagem técnica: H Responsável (eis) pela recepção na instituição (nome(s) e cargo(s))

Data: / / Instituição:Início da viagem técnica H Término da viagem técnica: H Responsável (eis) pela recepção na instituição (nome(s) e cargo(s)) RELATÓRIO DE VIAGEM TÉCNICA Este relatório deverá ser entregue ao coordenador (a) de estágio até 10 dias após a Visita Técnica. Nome do estagiário (a): Turma: Identificação do(s) professor(es) Nome(s):

Leia mais

Universidade Federal da Paraíba Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia de Alimentos Curso de Engenharia de Alimentos

Universidade Federal da Paraíba Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia de Alimentos Curso de Engenharia de Alimentos Universidade Federal da Paraíba Centro de Tecnologia Departamento de Engenharia de Alimentos Curso de Engenharia de Alimentos Manual para Elaboração e Redação do Relatório de Estágio Supervisionado Obrigatório

Leia mais

Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação

Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação Regimento do Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação da Universidade do Estado de Minas Gerais Campus de Frutal/MG

Leia mais

Bacharelado em Teologia. Regulamento do Estágio Supervisionado Obrigatório FUNDAMENTOS LEGAIS E REGULAMENTAÇÃO

Bacharelado em Teologia. Regulamento do Estágio Supervisionado Obrigatório FUNDAMENTOS LEGAIS E REGULAMENTAÇÃO Página 1 de 7 Bacharelado em Teologia Regulamento do Estágio Supervisionado Obrigatório FUNDAMENTOS LEGAIS E REGULAMENTAÇÃO Art. 1º. O estágio supervisionado obrigatório do curso de graduação em Teologia

Leia mais

CQ043 - ESTÁGIO SUPERVISIONADO (Bacharelado em Química) PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016 CALENDÁRIO E ORIENTAÇÕES

CQ043 - ESTÁGIO SUPERVISIONADO (Bacharelado em Química) PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016 CALENDÁRIO E ORIENTAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CQ043 - ESTÁGIO SUPERVISIONADO (Bacharelado em Química) PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016 CALENDÁRIO E ORIENTAÇÕES Disponível em

Leia mais

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito

CURSO DE... Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito. NOME DO AUTOR Letra maiúscula, fonte Times ou Arial, tamanho 12, negrito CURSO DE... NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO MARINGÁ ANO NOME DO AUTOR TÍTULO: SUBTÍTULO Recuo de 7 cm, fonte 12, espaço simples Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Faculdade Metropolitana de Maringá

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA CÓDIGO DISCIPLINA CENTRO QA-133 Pesquisa em Química I e Monografia CIÊNCIAS E TECNOLOGIA CRÉDTOS C.H. PRÉ-REQUISITO DEPARTAMENTO T P o 90h/a 2 2 QA-117

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Programa de Estágio Supervisionado Obrigatório

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Programa de Estágio Supervisionado Obrigatório UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA Programa de Estágio Supervisionado Obrigatório Curso de Licenciatura em Educação Física Ingressantes

Leia mais

CONSELHO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA COMISSÃO DE ESTÁGIO REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA

CONSELHO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA COMISSÃO DE ESTÁGIO REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES ARTIGO 1º - Considera-se Estágio Curricular, o conjunto de atividades de aprendizagem social, profissional

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS Comissão de Graduação do Curso de Ciências Biológicas COMGRAD/BIO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS Comissão de Graduação do Curso de Ciências Biológicas COMGRAD/BIO DECISÃO 03/2015 - Altera: Decisão n o 03/2013 ESTÁGIO SUPERVISIONADO A, reunida em 18 de novembro de 2015, no uso de suas atribuições, DECIDE Regulamentar a atividade de Ensino de Estágio Supervisionado,

Leia mais

EDITAL N. 11 /2013. Este edital entrará em vigor a partir desta data, revogando os dispositivos anteriores. Curitiba, 15 de abril de 2013

EDITAL N. 11 /2013. Este edital entrará em vigor a partir desta data, revogando os dispositivos anteriores. Curitiba, 15 de abril de 2013 GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ Reconhecida pelo Decreto Governamental n.º 70.906 de 01/08/72 e Portaria n.º 1.062

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE: Estágio na Empresa e Relatório de Estágio

ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE: Estágio na Empresa e Relatório de Estágio Educando para o Pensar e o Fazer COORDENAÇÃO TÉCNICA ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE: Estágio na Empresa e Relatório de Estágio 1. O que é estágio? É a parte da formação do técnico em que o aluno colocará em

Leia mais

II. ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO I

II. ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO I II. ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO I A elaboração do Relatório de Estágio é a fase de construção lógica do trabalho que foi previsto no Plano de Estágio, com base nos dados e informações coletados durante

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM PROCESSOS GERENCIAIS

REGULAMENTO DO ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM PROCESSOS GERENCIAIS REGULAMENTO DO ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM PROCESSOS GERENCIAIS EMENTA: Estabelece normas para o funcionamento do Estágio do Curso de Graduação Tecnológica em Processos Gerenciais. O Colegiado

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS

ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS ORIENTAÇÕES PARA A REDAÇÃO DE RELATÓRIOS A redação de um relatório científico tem como um de seus principais objetivos registrar com exatidão e clareza como o experimento foi realizado e compreendido.

Leia mais

EDITAL Nº 04 / 2016 NPJ

EDITAL Nº 04 / 2016 NPJ EDITAL Nº 04 / 2016 NPJ A Coordenação do Núcleo de Prática Jurídica, no uso de suas atribuições regimentais, torna pública a regulamentação da VALIDAÇÃO do ESTÁGIO SUPERVISIONADO, para o ano letivo de

Leia mais

REGULAMENTO PARA ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Maio de 2011

REGULAMENTO PARA ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Maio de 2011 REGULAMENTO PARA ESTÁGIO OBRIGATÓRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Maio de 2011 Este documento trata das especificidades referentes ao curso de Arquitetura e Urbanismo da da UNESP Presidente Prudente.

Leia mais

Universidade Federal de São João Del Rei - UFSJ CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA NOME DO ALUNO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Universidade Federal de São João Del Rei - UFSJ CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA NOME DO ALUNO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Universidade Federal de São João Del Rei - UFSJ CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA NOME DO ALUNO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO São João Del Rei - MG 20 NOME DO ALUNO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Leia mais

VIII SIMPÓSIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NORMAS

VIII SIMPÓSIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NORMAS Núcleo de Pesquisa VIII SIMPÓSIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NORMAS 1. INSCRIÇÕES: 1.1. As inscrições dos trabalhos deverão ser feitas por 1 (um) de seus autores, no link que estará disponível no site da FACIMED

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÂMPUS JATAÍ CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA 1. Formatação geral Os textos devem ser digitados em cor preta, podendo utilizar

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1 REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas O Diretor Geral Pró Tempore do Instituto Federal Catarinense Campus de Blumenau, no uso de

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES

MANUAL DE ORIENTAÇÕES MANUAL DE ORIENTAÇÕES ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO - LICENCIATURAS SP 2011 APRESENTAÇÃO Este Manual de Estágio Curricular Supervisionado tem o objetivo de possibilitar aos coordenadores, professores-supervisores

Leia mais

RESOLUÇÃO CCEA Nº 02/2011

RESOLUÇÃO CCEA Nº 02/2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AGROALIMENTAR UNIDADE ACADÊMICA DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA AMBIENTAL CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL RESOLUÇÃO CCEA Nº 02/2011 Aprova

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO- ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS CURSO DE PEDAGOGIA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO REGULAMENTO Anápolis, 2 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente instrumento dispõe sobre as normas e procedimentos a serem observados

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO Normas de elaboração de dissertação do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia da Universidade do Estado do Pará.

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO A Parte Concedente e o Estagiário com a interveniência da Instituição de Ensino celebram este Termo de Compromisso de Estágio, sem vínculo empregatício, comprometendo-se

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA MANUAL DE ESTÁGIOS

CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA MANUAL DE ESTÁGIOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA MANUAL DE ESTÁGIOS Ilha Solteira SP 2015 APRESENTAÇÃO O presente manual foi elaborado pela Comissão de Estágios do Curso de Engenharia Elétrica (CECEE) e aprovado

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO NA UFERSA PARA ESTUDANTES DA UFERSA

ORIENTAÇÕES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO NA UFERSA PARA ESTUDANTES DA UFERSA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO UFERSA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS PROGEPE DIVISÃO DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL DDP SEÇÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO ORIENTAÇÕES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO

Leia mais

CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS REGULAMENTO- ATIVIDADES COMPLEMENTARES

CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS REGULAMENTO- ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS REGULAMENTO- ATIVIDADES COMPLEMENTARES As Atividades Complementares constituem parte da Carga Horária do Curso de Relações Internacionais da UNIFESP Osasco, em um total

Leia mais

NORMAS - ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FACULDADE DE CIÊNCIAS UNESP - CAMPUS BAURU

NORMAS - ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FACULDADE DE CIÊNCIAS UNESP - CAMPUS BAURU NORMAS - ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS DO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FACULDADE DE CIÊNCIAS UNESP - CAMPUS BAURU O Conselho de Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação

Leia mais

MARKETING PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar

MARKETING PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar MARKETING PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre na estratégia de negócios

Leia mais

RESOLUÇÃO CEPE Nº 021, DE 19 DE JULHO DE 2016.

RESOLUÇÃO CEPE Nº 021, DE 19 DE JULHO DE 2016. RESOLUÇÃO CEPE Nº 021, DE 19 DE JULHO DE 2016. APROVA REGULAMENTO DO ESTÁGIO DE DOCÊNCIA DE DISCENTES DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU, DA UEPG. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO, no uso

Leia mais

Universidade Federal do Pará Instituto de Ciências Exatas e Naturais Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação

Universidade Federal do Pará Instituto de Ciências Exatas e Naturais Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação Universidade Federal do Pará Instituto de Ciências Exatas e Naturais Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação EDITAL DE SELEÇÃO TURMA 2016 DOUTORADO 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. A Universidade

Leia mais

Regulamento de Estágio ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL

Regulamento de Estágio ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL Regulamento de Estágio ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL Coronel Fabriciano/ 2008 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 1 2. OBJETIVOS... 1 3. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL... 2 4. ATRIBUIÇÕES... 2 5. LOCAIS DE ESTÁGIO E

Leia mais

I N E D I Instituto Nacional de Ensino a Distância FICHA DE ESTÁGIO

I N E D I Instituto Nacional de Ensino a Distância FICHA DE ESTÁGIO ATENÇÃO: Não esqueça de averiguar a regularidade do responsável pelo estágio no CRECI, só assim poderemos receber esse documento. FICHA DE ESTÁGIO ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE TECNOLOGIA CURSO DE GRADUAÇAO EM ENGENHARIA DE MATERIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE TECNOLOGIA CURSO DE GRADUAÇAO EM ENGENHARIA DE MATERIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE TECNOLOGIA CURSO DE GRADUAÇAO EM ENGENHARIA DE MATERIAIS PORTARIA CGEMAT N. 02/2011 Regulamenta o Trabalho de Conclusão de Curso - TCC, disciplina do Curso de

Leia mais

REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS BACHARELADOS EM QUÍMICA DA UNIFESP (Integral e Noturno Química Industrial)

REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS BACHARELADOS EM QUÍMICA DA UNIFESP (Integral e Noturno Química Industrial) REGULAMENTO PARA O ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS BACHARELADOS EM QUÍMICA DA UNIFESP (Integral e Noturno Química Industrial) CONSIDERANDO, O presente instrumento regulamenta o exercício e a validação dos Estágios

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O ESTÁGIO CURRICULAR E ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO

INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O ESTÁGIO CURRICULAR E ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE O ESTÁGIO CURRICULAR E ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Av. Presidente Tancredo Neves, Nº 100 - Centro Petrolina PE CEP: 56.306-410

Leia mais

REGIMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO, E DE ENSINO TÉCNICO TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS CAPÍTULO I DA NATUREZA

REGIMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO, E DE ENSINO TÉCNICO TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS CAPÍTULO I DA NATUREZA 1 REGIMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO, E DE ENSINO TÉCNICO TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º. Estas normas regulamentam os estágios dos cursos

Leia mais

REGULAMENTO PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º As Atividades Complementares (AC) atendem ao Parecer n 776/97 da CES, que trata das Diretrizes Curriculares dos Cursos

Leia mais

PORTARIA D.FCF/CAr. 13/2014

PORTARIA D.FCF/CAr. 13/2014 PORTARIA D.FCF/CAr. 13/2014 A Diretora da Faculdade de Ciências Farmacêuticas do Câmpus de Araraquara, da UNESP, no uso de suas atribuições e considerando: O Projeto Político Pedagógico que definiu a Estrutura

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS O Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório está organizado em duas etapas, uma no sétimo e outra

Leia mais

- ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA. O Projeto de Pesquisa Monográfica terá os seguintes elementos constitutivos:

- ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA. O Projeto de Pesquisa Monográfica terá os seguintes elementos constitutivos: - ANEXO 1 - ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA O Projeto de Pesquisa Monográfica terá os seguintes elementos constitutivos: a) Capa; b) Folha de Rosto; c) Justificativa; d) Objetivos (geral e específicos);

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL NORMAS PARA ELABORAÇÃO DA DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE MESTRADO EM CIÊNCIA ANIMAL. FORMATAÇÃO GERAL Papel A; Fonte Arial; Espaçamento entre linha de,5 cm; Margens: a) margem esquerda:,0 cm b) margem direita:,5

Leia mais

GESTÃO HOSPITALAR. PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar

GESTÃO HOSPITALAR. PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO HOSPITALAR PIM V Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Elaborar um estudo acerca da importância da logística operacional em saúde, abordando a gestão

Leia mais

ESTÁGIO PROFISSIONAL EM TREINAMENTO ESPORTIVO A

ESTÁGIO PROFISSIONAL EM TREINAMENTO ESPORTIVO A ESTÁGIO PROFISSIONAL EM TREINAMENTO ESPORTIVO A É ofertado no 7º semestre, compreende uma carga horária de 120 horas, totalizando 8 créditos, conforme as normas específicas para a realização do referido

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO PARA ESTÁGIO

DOCUMENTAÇÃO PARA ESTÁGIO DOCUMENTAÇÃO PARA ESTÁGIO PASSO A PASSO Caro Aluno, Leia atentamente as instruções abaixo para saber como entregar seus documentos de estágio. Os documentos deverão ser entregues ANTES de iniciar o estágio.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS DIRETRIZES PARA A REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS PORTO ALEGRE 2011 2 ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS O Estágio Curricular Supervisionado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS DIRETRIZES PARA A REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS PORTO ALEGRE 2009 2 ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ENGENHARIA DE ALIMENTOS O Estágio Curricular Supervisionado é um procedimento

Leia mais

Normatização do Relatório Final de Estágio para os Cursos Técnicos

Normatização do Relatório Final de Estágio para os Cursos Técnicos Instituto Federal do Norte de Minas Gerais IFNMG Campus Montes Claros Coordenadoria de Extensão CEX Normatização do Relatório Final de Estágio para os Cursos Técnicos Montes Claros. Março de 2013. 1. Apresentação

Leia mais

21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2

21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2 21 ANEXO III: DAS DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO FINAL DE CURSO 2 O Trabalho Final de Curso (TFC) caracteriza-se pela unicidade e delimitação do tema e pela profundidade do tratamento, e não por

Leia mais

Regulamento de Estágio Supervisionado. Capítulo I DO ESTATUTO E SEUS OBJETIVOS

Regulamento de Estágio Supervisionado. Capítulo I DO ESTATUTO E SEUS OBJETIVOS Regulamento de Estágio Supervisionado Capítulo I DO ESTATUTO E SEUS OBJETIVOS Art 1 o. O presente Estatuto disciplina os aspectos da organização e funcionamento do Estágio Curricular Supervisionado do

Leia mais

REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO

REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º O componente Estágio Curricular Supervisionado em Biotecnologia éparte integrante do currículo pleno do

Leia mais

XXV CONGRESSO NACIONAL DA FEDERAÇÃO DOS ARTE/EDUCADORES DO BRASIL III CONGRESSO INTERNACIONAL DE ARTE/EDUCADORES

XXV CONGRESSO NACIONAL DA FEDERAÇÃO DOS ARTE/EDUCADORES DO BRASIL III CONGRESSO INTERNACIONAL DE ARTE/EDUCADORES XXV CONGRESSO NACIONAL DA FEDERAÇÃO DOS ARTE/EDUCADORES DO BRASIL III CONGRESSO INTERNACIONAL DE ARTE/EDUCADORES TEMA: POLÍTICAS PÚBLICAS E O ENSINO DAS ARTES: ENTRE A FORMAÇÃO E A AÇÃO EM ARTES VISUAIS,

Leia mais

ROTEIRO DE ORGANIZAÇÃO DO CADERNO DE ESTÁGIO I. Educação Física LICENCIATURA Portaria de Reconhecimento nº. 428 de 28 de julho de 2014

ROTEIRO DE ORGANIZAÇÃO DO CADERNO DE ESTÁGIO I. Educação Física LICENCIATURA Portaria de Reconhecimento nº. 428 de 28 de julho de 2014 ROTEIRO DE ORGANIZAÇÃO DO CADERNO DE ESTÁGIO I Educação Física LICENCIATURA Portaria de Reconhecimento nº. 428 de 28 de julho de 2014 E N V E L O P E Folha de identificação*; Capa; Folha carga horária

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTO PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

MANUAL DE PROCEDIMENTO PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO MANUAL DE PROCEDIMENTO PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO O Estágio Supervisionado obrigatório é valido para os alunos que cumpriram com aprovação, no mínimo 50% da carga horária total de seu curso.

Leia mais