DIA 20 DE NOVEMBRO DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA ATIVIDADE 1: NOSSA HERANÇA NEGRA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIA 20 DE NOVEMBRO DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA ATIVIDADE 1: NOSSA HERANÇA NEGRA"

Transcrição

1 DIA 20 DE NOVEMBRO DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA Jogar Capoeira ou Danse de la guerre. Quadro de Johann Moritz Rugendas, ATIVIDADE 1: NOSSA HERANÇA NEGRA 1. RESUMO DA AÇÃO 1.1 Proposta Pesquisar as diversas contribuições africanas para a cultura brasileira, como culinária, música, religião, costumes, língua, etc. As descobertas serão compartilhadas entre os alunos e apresentadas em painéis, em uma exposição para a escola. 1.2 Cronograma Ajuste esta tabela conforme sua necessidade e indique as datas de cada passo nas colunas das semanas. Passos Semana 1 Semana 2 Semana 3 Semana 4 Semana 5 Semana 6 1. Apresentação e planejamento da ação Contato com direção Articulação com professores 2. Organização da ação com o grupo de professores 3. Realização da ação 1

2 Encontro 1: Apresentação da proposta aos alunos Encontro 2: Compartilhamento da pesquisa e montagem da exposição 4. Divulgação da ação 1.3 Papéis e Responsabilidades O voluntário: propõe, articula, organiza e executa a atividade na escola. A escola: garante o envolvimento dos professores na elaboração da exposição. A família/comunidade: poderá se convidada para visitar a exposição. 2. OBJETIVOS DA ATIVIDADE Resgatar as diversas contribuições africanas para a cultura brasileira, por meio da culinária, música, religião, costumes, língua etc. 3. PÚBLICO RECOMENDADO Esta atividade pode ser realizada com todos os estudantes do Fundamental I e II, com adolescentes do Ensino Médio e alunos do EJA. 4. PASSO-A-PASSO PASSO 1: Apresentação e planejamento da ação ANTES DE MAIS NADA... Entre em contato com a escola e agende uma conversa para a apresentação e planejamento da proposta. Possivelmente, a articulação será encaminhada com a coordenação pedagógica, que poderá indicar as turmas mais adequadas para a atividade. No dia da primeira reunião de articulação é importante estar preparado. Para isso, é fundamental: Levar a proposta por escrito para a instituição; Definir o período e o espaço para as ações; Pedir autorização para filmar e/ou fotografar a atividade. Nesta atividade é desejável a participação de professores que se identifiquem com a iniciativa. Após a adesão dos docentes, envolva-os em todos os passos previstos na atividade. 2

3 PASSO 2: Organização da ação Agende um bate papo com os professores para discutir a proposta e o cronograma. Aproveite também para levantar possíveis contribuições deles para a atividade. Explique que o objetivo é organizar uma exposição sobre as diversas contribuições africanas para a cultura brasileira, por meio da culinária, música, religião, costumes, língua, etc. Saliente que o levantamento poderá contar com a consulta a grupos negros locais, caso eles existam. Referências para a pesquisa Junto com os professores, faça uma lista das pessoas e locais que poderão ser contatados, além de sites e livros recomendados para a pesquisa bibliográfica. Para garantir, é importante que você indique algumas fontes. Veja abaixo algumas referências que podem ser somadas ao seu levantamento: Coleção A Cor da Cultura: Modos de ver, sentir, interagir, fazer e brincar: Alimentação afro-brasileira: Materiais para a montagem da exposição Descubra se existe a possibilidade dos alunos realizarem impressões coloridas do material que será pesquisado. Se for difícil para a escola e/ou alunos a realização das impressões, veja se existe a possibilidade de fazê-las em seu trabalho ou com o apoio de outros voluntários. Materiais de baixo custo, como cartolina e cola, poderão ser fornecidos pela escola, bem como o material de fixação da exposição (fitas dupla face ou outra), conforme preferência e rotina da instituição. Não se esqueça de solicitá-los. Local, período da mostra e convidados Defina com a coordenação onde a mostra ficará e por quanto tempo. Dependendo do local e do período, a família e a comunidade poderão ser convidadas para visitar a exposição. Sugira à coordenação que os convide. Cronograma A ação ocorrerá em dois encontros, conforme orientação abaixo. Defina com os professores como as turmas serão divididas e as datas para a realização da atividade. PASSO 3: Realização da ação Encontro 1 Apresentação da proposta aos alunos No encontro com os alunos, conte que será realizada uma investigação sobre a influência dos negros em nossos costumes, motivada pela comemoração do Dia Nacional da Consciência Negra. Compartilhe a origem da data, utilizando as informações do documento Informações e Reflexões, disponíveis no site do PEB. Após a apresentação, conforme combinado com o professor, realize a divisão dos grupos. 3

4 Explique aos alunos que é uma pesquisa a ser feita entre as pessoas que eles conhecem, mas também na internet e em livros da biblioteca da escola ou da cidade. Oriente os alunos a trazerem suas pesquisas no segundo encontro e deixe claro que o material se transformará em painéis. Portanto, é importante ter definidas as estratégias para impressão ou desenho das imagens. Alunos do Ensino Fundamental I e dos primeiros anos do Fundamental II não apresentarão resistência quanto à produção de desenhos, mas talvez os mais velhos apresentem. Mesmo assim, investigue se existem alunos que sabem/gostam de desenhar. Nesses casos, combine com o professor para que oriente os alunos a fazerem os desenhos em casa, antes do segundo encontro. No caso dos materiais que serão impressos, explique se as imagens poderão ser impressas na sala de informática e/ou se deverão ser trazidas pelos próprios alunos. Se a única possibilidade for a impressão no seu trabalho ou com a ajuda de voluntários, articule com os professores e alunos a entrega dos materiais para você, valorizando, desta forma, a pesquisa deles. Dê as orientações necessárias para isso. Combine a data do segundo encontro (previamente acordada com o professor) e explique que será fundamental que cada grupo traga, impresso ou desenhado, o material que descobriu e selecionou; ou que o enviem em tempo hábil para que você o imprima. Caso as famílias dos alunos tenham possibilidade, também poderão ser trazidas peças de artesanato ou, até mesmo, quitutes de influência africana para degustação em sala. Entre o primeiro e o segundo encontro é desejável que o professor oriente e acompanhe os alunos na pesquisa e elaboração do material. Encontro 2 Compartilhamento da pesquisa e montagem da exposição No segundo encontro, pelo menos um representante de cada grupo deverá apresentar o que pesquisou. A dupla voluntário/professor deve incentivar o compartilhamento das informações e estabelecer relações entre o que os grupos pesquisaram e apresentaram. A exposição poderá ser fixada no final da atividade ou posteriormente, se o tempo não permitir. Neste momento, o mais importante é garantir que todos compartilhem a pesquisa e produzam o material a ser exposto. 4

5 PASSO 4: Divulgação da atividade Posteriormente, a iniciativa poderá ser matéria no jornal interno, informativo ou blog da instituição. Não se esqueça de publicar a atividade no site do PEB, registrando inclusive os resultados da experiência. Para isso, basta criar uma Ação Voluntária dentro da Ação Mãe. 5. ATIVIDADE COMPLEMENTAR EXPOSIÇÃO DE OBJETOS A escola poderá incentivar todas as turmas a pesquisarem as influências da cultura africana em objetos do nosso cotidiano. Os objetos que forem encontrados em casa ou nas casas de amigos poderão ser exibidos para complementar a exposição realizada pelas turmas envolvidas nesta atividade. Mesmo que sejam poucos objetos, essa é uma forma de engajar a escola inteira no debate da data comemorativa. 5

ATIVIDADE: NOSSA HERANÇA NEGRA

ATIVIDADE: NOSSA HERANÇA NEGRA ATIVIDADE: NOSSA HERANÇA NEGRA 1. PASSO-A-PASSO DA AÇÃO 1.1 PROPOSTA Pesquisar as diversas contribuições africanas para a cultura brasileira, como culinária, música, religião, costumes, língua, etc. As

Leia mais

ATIVIDADE 1: LINHA DO TEMPO

ATIVIDADE 1: LINHA DO TEMPO ATIVIDADE 1: LINHA DO TEMPO 1. PASSO-A-PASSO DA AÇÃO 1.1 PROPOSTA Organizar uma linha do tempo com nomes e/ou fotos dos diretores da escola, desde sua fundação. 1.2 CRONOGRAMA Ajuste esta tabela conforme

Leia mais

NATAL E ANO NOVO ATIVIDADE: CARTA QUE VAI E VOLTA

NATAL E ANO NOVO ATIVIDADE: CARTA QUE VAI E VOLTA ATIVIDADE: CARTA QUE VAI E VOLTA 1. PASSO-A-PASSO DA AÇÃO 1.1 PROPOSTA Propor que os alunos escrevam uma carta contando os seus projetos para o ano que virá. As cartas são recolhidas e enviadas para a

Leia mais

NATAL E ANO NOVO ATIVIDADE: ARRECADAÇÃO DE LIVROS DIDÁTICOS PARA REUTILIZAÇÃO

NATAL E ANO NOVO ATIVIDADE: ARRECADAÇÃO DE LIVROS DIDÁTICOS PARA REUTILIZAÇÃO ATIVIDADE: ARRECADAÇÃO DE LIVROS DIDÁTICOS PARA REUTILIZAÇÃO 1. PASSO-A-PASSO DA AÇÃO 1.1 PROPOSTA Campanha para arrecadação de livros didáticos que possam ser reutilizados pelos alunos no próximo ano.

Leia mais

FESTAS JUNINAS E JULINAS

FESTAS JUNINAS E JULINAS FESTAS JUNINAS E JULINAS ATIVIDADE 1: FESTA DAS DIFERENTES CULTURAS REGIONAIS Sensibilizar os alunos para que reconheçam as diferentes manifestações culturais relacionadas aos festejos juninos, estimulando-os

Leia mais

15/11: PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA ATIVIDADE 1: VÁRIAS FORMAS DE CONTAR A HISTÓRIA

15/11: PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA ATIVIDADE 1: VÁRIAS FORMAS DE CONTAR A HISTÓRIA 15/11: PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA ATIVIDADE 1: VÁRIAS FORMAS DE CONTAR A HISTÓRIA 1. PASSO-A-PASSO DA AÇÃO 1.1 PROPOSTA Os voluntários deverão escolher vários vídeos no Youtube sobre a Proclamação da República.

Leia mais

15 DE MARÇO DIA DA ESCOLA ATIVIDADE: DIA DA TROCA DE SABERES

15 DE MARÇO DIA DA ESCOLA ATIVIDADE: DIA DA TROCA DE SABERES 15 DE MARÇO DIA DA ESCOLA ATIVIDADE: DIA DA TROCA DE SABERES 1. PASSO-A-PASSO DA AÇÃO 1.1 PROPOSTA Cada um de nós possui conhecimentos: conhecimentos domésticos, conhecimentos intelectuais, conhecimentos

Leia mais

ATIVIDADE 1: DIA DOS ALUNOS VOLUNTÁRIOS

ATIVIDADE 1: DIA DOS ALUNOS VOLUNTÁRIOS ATIVIDADE 1: DIA DOS ALUNOS VOLUNTÁRIOS 1. PASSO-A-PASSO DA AÇÃO 1.1 PROPOSTA Promover uma conversa com os alunos sobre o voluntariado no Brasil e no Mundo e convidá-los para uma ação de voluntariado na

Leia mais

ATIVIDADE: RODA DE HISTÓRIAS AFRICANAS

ATIVIDADE: RODA DE HISTÓRIAS AFRICANAS CALENDÁRIO 201 ATIVIDADE: RODA DE HISTÓRIAS AFRICANAS 1. PASSO-A-PASSO DA AÇÃO 1.1 PROPOSTA Promover uma roda de histórias africanas com a leitura de livros disponibilizados pelo Programa Nacional da Biblioteca

Leia mais

24/08: DIA DA INFÂNCIA ATIVIDADE 1: FÓRUM DE DISCUSSÃO SOBRE OS DIREITOS DA INFÂNCIA

24/08: DIA DA INFÂNCIA ATIVIDADE 1: FÓRUM DE DISCUSSÃO SOBRE OS DIREITOS DA INFÂNCIA ATIVIDADE 1: FÓRUM DE DISCUSSÃO SOBRE OS DIREITOS DA INFÂNCIA 1. PASSO-A-PASSO DA AÇÃO 1.1 PROPOSTA Promover um fórum sobre a situação da infância no município, com a participação da comunidade escolar

Leia mais

CALENDÁRIO 2014 MATERIAIS COMPLEMENTARES DIA 1 DE AGOSTO DIA DO ESTUDANTE

CALENDÁRIO 2014 MATERIAIS COMPLEMENTARES DIA 1 DE AGOSTO DIA DO ESTUDANTE DIA 1 DE AGOSTO DIA DO ESTUDANTE ATIVIDADE 1: GINCANA ESTUDANTIL 1. RESUMO DA AÇÃO 1.1 Proposta Organizar uma gincana para que os estudantes de diferentes salas possam participar e competir, com provas

Leia mais

01/08: DIA DO ESTUDANTE ATIVIDADE 1: GINCANA ESTUDANTIL

01/08: DIA DO ESTUDANTE ATIVIDADE 1: GINCANA ESTUDANTIL ATIVIDADE 1: GINCANA ESTUDANTIL 1. PASSO-A-PASSO DA AÇÃO 1.1 PROPOSTA Organizar uma gincana para que os estudantes de diferentes salas possam participar e competir, com provas de conhecimentos gerais,

Leia mais

PLANEJAMENTO (Textos Jornalísticos) - Incentivar a criatividade na produção escrita e na oralidade através de textos jornalísticos.

PLANEJAMENTO (Textos Jornalísticos) - Incentivar a criatividade na produção escrita e na oralidade através de textos jornalísticos. PLANEJAMENTO (Textos Jornalísticos) Professor (a): Taciane Tonin Sgarabotto Diferentes portadores de texto: FOLDERS/CONVITES/CARTAZES/RÓTULOS /RECEITAS/PROPAGANDA Competências Oralidade; produção textual;

Leia mais

REGULAMENTO DO PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR (PIM) DOS CURSOS DE TECNOLOGIA DA FACSUL FACULDADE MATO GROSSO DO SUL

REGULAMENTO DO PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR (PIM) DOS CURSOS DE TECNOLOGIA DA FACSUL FACULDADE MATO GROSSO DO SUL REGULAMENTO DO PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR (PIM) DOS CURSOS DE TECNOLOGIA DA FACSUL FACULDADE MATO GROSSO DO SUL CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - O presente regulamento normatiza

Leia mais

ANEXO II - PROJETO EXEMPLO CONCURSO GURI CONSCIENTE POLOS CENTRO DE INTERNAÇÃO DA FUNDAÇÃO CASA

ANEXO II - PROJETO EXEMPLO CONCURSO GURI CONSCIENTE POLOS CENTRO DE INTERNAÇÃO DA FUNDAÇÃO CASA ANEXO II - PROJETO EXEMPLO CONCURSO GURI CONSCIENTE POLOS CENTRO DE INTERNAÇÃO DA FUNDAÇÃO CASA Visando auxiliar os alunos a ter ideias, esclarecer dúvidas e na elaboração do projeto que os representará

Leia mais

PLANO DE ENSINO 3 º TRIMESTRE

PLANO DE ENSINO 3 º TRIMESTRE Componente Natureza e Sociedade Professor: Fabrícia, Meire Ângela, Silvanete Curricular: Segmento: Educação Infantil Ano/Série: Maternal II Apresentação da disciplina Para a construção de um mundo socialmente

Leia mais

Atividades executadas durante o mês de Janeiro:

Atividades executadas durante o mês de Janeiro: INSTITUTO NOROESTE DE BIRIGUI RELATÓRIO PEDAGÓGICO REFERENTE AO MÊS DE JANEIRO DE 2016 Atividades executadas durante o mês de Janeiro: EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL I Atendimento a pais (novas

Leia mais

Abordagem Construtivista da alfabetização. Aula de 02/05/2010

Abordagem Construtivista da alfabetização. Aula de 02/05/2010 Abordagem Construtivista da alfabetização Aula de 02/05/2010 Dicas práticas para o planejamento do trabalho 1. LEIA EM VOZ ALTA TODOS OS DIAS... Textos literários: contos tradicionais, histórias contemporâneas,

Leia mais

Universidade de São Paulo

Universidade de São Paulo Universidade de São Paulo Escola de Artes, Ciências e Humanidades Bacharelado em Gestão de Políticas Públicas Coordenação do Trabalho de Conclusão de Curso Normas Gerais para Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

Dia dos Alunos Voluntários

Dia dos Alunos Voluntários Dia dos Alunos Voluntários 17 parcerias pelas metas Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável Os ODS só serão realizados mediante um compromisso

Leia mais

Agrupamento de Escolas D. António de Ataíde. Projeto. Clube de Ciências. Ano Letivo 2016/2017. Maria de Fátima Fortes

Agrupamento de Escolas D. António de Ataíde. Projeto. Clube de Ciências. Ano Letivo 2016/2017. Maria de Fátima Fortes Agrupamento de Escolas D. António de Ataíde Projeto Clube de Ciências Ano Letivo Maria de Fátima Fortes INTRODUÇÃO Para responder às transformações que ocorrem no mundo, é fundamental que os nossos alunos

Leia mais

Passo a passo de como organizar o evento de programação Hora do Código na sua escola

Passo a passo de como organizar o evento de programação Hora do Código na sua escola Blog Tecnologia na Educação Passo a passo de como organizar o evento de programação Hora do Código na sua escola Karina Padial Antes de qualquer coisa, vamos explicar o que é a Hora do Código. Trata-se

Leia mais

EDUCAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO EDUSESC Módulo de Educação e Cultura MEC Ensino Médio

EDUCAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO EDUSESC Módulo de Educação e Cultura MEC Ensino Médio EDUCAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO EDUSESC Módulo de Educação e Cultura MEC Ensino Médio TRABALHO DE INVESTIGAÇÃO FONTES DE ENERGIA ALTERNATIVA Prof. Diones Charles Física 2 2º ano A Taguatinga, 22

Leia mais

PLANO DE AÇÃO Comissão Própria de Avaliação

PLANO DE AÇÃO Comissão Própria de Avaliação 1 CENTRO EDUCACIONAL VISCONDE DE TAUNAY CEVITA FACULDADES INTEGRADAS DE PARANAÍBA FIPAR COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO PLANO DE AÇÃO Comissão Própria de Avaliação 2010 2 APRESENTAÇÃO O Plano de Ação ora

Leia mais

o que é? Resgatar um conteúdo trabalhado em sala de aula, por meio de novas aplicações ou exercícios

o que é? Resgatar um conteúdo trabalhado em sala de aula, por meio de novas aplicações ou exercícios lição de casa F1 o que é? É um recurso didático que o professor propõe aos alunos para potencializar a relação dele com o objeto de conhecimento. A lição pode ter vários objetivos: Resgatar um conteúdo

Leia mais

De acordo com a FINALIDADE

De acordo com a FINALIDADE 2014 NEABI IFRN SC CONSTITUIÇÃO LEGAL O QUE É? Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (NEABI) do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte(IFRN) O grupo de estudos

Leia mais

A Organização do Trabalho de Pedagógico na Forma de Projetos

A Organização do Trabalho de Pedagógico na Forma de Projetos A Organização do Trabalho de Pedagógico na Forma de Projetos Marcos Cordiolli 1 Marcos Cordiolli www.cordiolli.com (41)9962 5010 Marcos Cordiolli é Mestre em Educação, pela PUC-SP. Professor de cursos

Leia mais

PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO. 1. Objetivo e escopo do projeto-piloto

PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO. 1. Objetivo e escopo do projeto-piloto PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO 1. Objetivo e escopo do projeto-piloto O Tutor Universitário é um programa-piloto proposto pelo Fórum das Entidades Representantes do Ensino Superior, para desenvolver o conhecimento

Leia mais

Jogo Lenga la Lenga. Aplicação. Objetivos. Conteúdos

Jogo Lenga la Lenga. Aplicação. Objetivos. Conteúdos Jogo Lenga la Lenga Autor: Roseli Lepique www.lepique.mus.br Musica: tradicional brasileira Faixa etária: de 5 a 11 anos. Número de participantes sugerido: de 2 a 35. Material necessário: Bolas macias

Leia mais

Suplemento do Professor. Máquinas do tempo. Elaborado pelas autoras. Cassiana Pizaia Rima Awada Rosi Vilas Boas. Ilustrações de.

Suplemento do Professor. Máquinas do tempo. Elaborado pelas autoras. Cassiana Pizaia Rima Awada Rosi Vilas Boas. Ilustrações de. Suplemento do Professor Máquinas do tempo Elaborado pelas autoras Cassiana Pizaia Rima Awada Rosi Vilas Boas Ilustrações de Thiago Lopes Sobre a coleção A Coleção Crianças na Rede foi desenvolvida especialmente

Leia mais

Caderno de apoio. Gestores Escolares

Caderno de apoio. Gestores Escolares Caderno de apoio Gestores Escolares 1 ÍNDICE Apresentação... 3 Escola Digital e os Gestores Escolares... 4 AÇÕES DO DIRETOR ESCOLAR Navegue pela plataforma... 4 Analise resultados e escolha projetos pedagógicos...

Leia mais

Campanha: Caminhos, Arte e Cidadania

Campanha: Caminhos, Arte e Cidadania Campanha: Caminhos, Arte e Cidadania 2017 Apresentação Caminhos, Arte e Cidadania é uma campanha direcionada aos alunos do 4º ano, sendo uma forma de transmitir de maneira divertida mensagens de segurança

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. PLANO DE CURSO 2010/01 Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. DISCIPLINA: METODOLOGIA DA PESQUISA PROFESSOR: JULIANA FERRARI DE OLIVEIRA TURMA: 3BM

Leia mais

Planejando e Conduzindo Retiros

Planejando e Conduzindo Retiros Planejando e Conduzindo Retiros Objetivos: Oferecer informações sobre retiros aos líderes Leões Oferecer aos líderes Leões um modelo de agenda e sugestões para os retiros Organização: Este documento está

Leia mais

Plano Anual de Atividades. Mesmo entre Iguais somos Diferentes

Plano Anual de Atividades. Mesmo entre Iguais somos Diferentes Plano Anual de Atividades Mesmo entre Iguais somos Diferentes OBJETIVO: Adquirir consciência de si próprio Conhecer culturas diferentes, procurando sensibilizar a comunidade educativa para a emergência

Leia mais

CHAMADA DE TRABALHOS XI JORNADA CIENTÍFICA DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (JORNAP)

CHAMADA DE TRABALHOS XI JORNADA CIENTÍFICA DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (JORNAP) Edital 01/2017 CHAMADA DE TRABALHOS XI JORNADA CIENTÍFICA DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (JORNAP) A Comissão Organizadora da XI Jornada Científica de Administração Pública (JORNAP) convida estudantes de graduação

Leia mais

Centro de Serviços Educacionais do Pará. Centro de Serviços Educacionais do Pará

Centro de Serviços Educacionais do Pará. Centro de Serviços Educacionais do Pará TURMA: 1º ANO/09 SALA: 105 07:30 às 08:20 08:20 às 09:10 MUSICA 10:20 às 11:10 TURMA: 1º ANO/09 SALA: 105 07:30 às 08:20 08:20 às 09:10 MUSICA 10:20 às 11:10 TURMA: 2º ANO/09 SALA: 104 07:30 às 08:20 08:20

Leia mais

CRONOGRAMA DE ESTUDOS PREPARATÓRIO ESQUEMATIZADO ONLINE OAB/FGV - 1ª FASE

CRONOGRAMA DE ESTUDOS PREPARATÓRIO ESQUEMATIZADO ONLINE OAB/FGV - 1ª FASE Na primeira semana a idéia é trabalhar com apenas 04 aulas por dia, para que haja adaptação ao sistema de estudos. Nas semanas seguintes, serão, em média, aulas por dia, valendo lembrar que as aulas têm,

Leia mais

Como publicar páginas Web no GoogleSites

Como publicar páginas Web no GoogleSites 1 Curso de Formação de Professores em Tecnologia de Informação e de Comunicação Acessível PASSO 1 ACESSE O ENDEREÇO DO GOOGLE SITES Como publicar páginas Web no GoogleSites Ao criar sua conta no Gmail,

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BACABAL FEBAC Credenciamento MEC/Portaria: 472/07 Resolução 80/07

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE BACABAL FEBAC Credenciamento MEC/Portaria: 472/07 Resolução 80/07 BACABAL-MA 2012 ESTÁGIO PROFISSIONAL CURRICULAR SUPERVISIONADO - EPCS INSTRUÇÕES REGULADORAS 1. FINALIDADE As presentes instruções destinam-se a orientar o corpo docente e discente, bem como os setores

Leia mais

CRONOGRAMA DE ESTUDOS PREPARATÓRIO ESQUEMATIZADO ONLINE OAB/FGV - 1ª FASE

CRONOGRAMA DE ESTUDOS PREPARATÓRIO ESQUEMATIZADO ONLINE OAB/FGV - 1ª FASE Na primeira semana a idéia é trabalhar com apenas 04 aulas por dia, para que haja adaptação ao sistema de estudos. Nas semanas seguintes, serão, em média, 08 aulas por dia, valendo lembrar que as aulas

Leia mais

LOLA. Looking for Likely Alternatives. CARTAS PEDAGÓGICAS PASSO-A-PASSO Um processo didáctico para abordar a pesquisa de inovação social sustentável

LOLA. Looking for Likely Alternatives. CARTAS PEDAGÓGICAS PASSO-A-PASSO Um processo didáctico para abordar a pesquisa de inovação social sustentável LOLA Looking for Likely Alternatives CARTAS PEDAGÓGICAS PASSO-A-PASSO Um processo didáctico para abordar a pesquisa de inovação social sustentável Cartas pedagógicas LOLA passo a passo O LOLA propõe um

Leia mais

XVII SEMANA ACADÊMICA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO I SEMINÁRIO DE PESQUISA E EXTENSÃO DEDC XII

XVII SEMANA ACADÊMICA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO I SEMINÁRIO DE PESQUISA E EXTENSÃO DEDC XII UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CAMPUS XII GUANAMBI XVII SEMANA ACADÊMICA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO I SEMINÁRIO DE PESQUISA E EXTENSÃO DEDC XII TEMA: UNIVERSIDADE E COMUNIDADE:

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES SIRLEI RODRIGUES CARDOSO DO PRADO VITORINO

ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES SIRLEI RODRIGUES CARDOSO DO PRADO VITORINO ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUES SIRLEI RODRIGUES CARDOSO DO PRADO VITORINO A DESCOBERTA DAS ARTES PLÁSTICAS DE HUMBERTO ESPÍNDOLA PELOS ALUNOS DO 9º ANO A TAQUARUSS/MS AGOSTO-2009 ESCOLA ESTADUAL

Leia mais

Multiplicadores Encontros Temáticos

Multiplicadores Encontros Temáticos Multiplicadores Encontros Temáticos 2017 Apresentação Esta apresentação pretende contribuir com informações para a multiplicação dos recursos pedagógicos do programa Caminhos para a Cidadania. Nela constam

Leia mais

MULTIPLICADORES: ENCONTROS TEMÁTICOS

MULTIPLICADORES: ENCONTROS TEMÁTICOS MULTIPLICADORES: ENCONTROS TEMÁTICOS 2017 Apresentação Esta apresentação pretende contribuir com informações para a multiplicação dos recursos pedagógicos do programa Caminhos para a Cidadania. Nela constam

Leia mais

O BICHINHO. o bichinho que queria crescer. projeto pedagógico. divulgação escolar (11)

O BICHINHO. o bichinho que queria crescer. projeto pedagógico. divulgação escolar (11) projeto pedagógico o bichinho que queria crescer O BICHINHO TEXTO EM LETRA BASTÃO Rua Tito, 479 Lapa São Paulo SP CEP 05051-000 divulgação escolar (11) 3874-0884 divulga@melhoramentos.com.br www.editoramelhoramentos.com.br

Leia mais

EDITAL REGRAS PARA A DISCIPLINA TCC ORIENTAÇÃO

EDITAL REGRAS PARA A DISCIPLINA TCC ORIENTAÇÃO EDITAL REGRAS PARA A DISCIPLINA TCC ORIENTAÇÃO Para o pleno funcionamento da disciplina TCC ORIENTAÇÃO e a articulação necessária entre professores orientadores, Coordenação do Curso de Arquitetura e Urbanismo

Leia mais

Fotografar olhos e dedos de alunos (formas de ler visão e Braille)

Fotografar olhos e dedos de alunos (formas de ler visão e Braille) Ação 1 Leio-te Promover a formação do utilizador. Integrar os novos alunos na dinâmica das BE. Criar uma dinâmica renovada no espaço das bibliotecas. Renovar o ambiente, tornando-o mais apelativo e sugestivo.

Leia mais

ANEXO I - REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM MATEMÁTICA

ANEXO I - REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM MATEMÁTICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS CAMPUS RIO POMBA ANEXO I - REGULAMENTO DAS ATIVIDADES

Leia mais

Campanha: Caminhos, Arte e Cidadania

Campanha: Caminhos, Arte e Cidadania Campanha: Caminhos, Arte e Cidadania 2017 Apresentação Caminhos, Arte e Cidadania é uma campanha direcionada aos alunos do 4º ano, sendo uma forma de transmitir de maneira divertida mensagens de segurança

Leia mais

Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso - TCC

Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Aprovações CONSEPE 2004-01 de 15/20/20014 CONSU 2008-01 de 02/04/2008 CONSU 2010-01 de 25/03/2010 CONSU 2010-052 de 13/12/2010 CONSU 2013-17 de 26/09/2013 Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

da rede) para organização da proposta e das estratégias de comunicação dialógica da rede;

da rede) para organização da proposta e das estratégias de comunicação dialógica da rede; Como afirmou o educador e teórico Paulo Freire, confiança se estabelece no diálogo, na troca de ideias, na construção e desconstrução de ideias. A Política de Educação Integral, em sua natureza, é essencialmente

Leia mais

REGULAMENTO DA MOSTRA CULTURAL ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO 2017

REGULAMENTO DA MOSTRA CULTURAL ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO 2017 REGULAMENTO DA MOSTRA CULTURAL ENSINO FUNDAMENTAL II E ENSINO MÉDIO 2017 1. Objetivos 1.1 Incentivar a produção artístico-cultural por meio da elaboração e da execução de peças teatrais, de dança, de obras

Leia mais

TCC Trabalho de Conclusão de Curso Engenharia Civil Coordenação: Profa. Tatiana Jucá

TCC Trabalho de Conclusão de Curso Engenharia Civil Coordenação: Profa. Tatiana Jucá TCC Trabalho de Conclusão de Curso Engenharia Civil 2016-1 Coordenação: Profa. Tatiana Jucá 2/54 Pauta de hoje Apresentação da equipe de coordenação de TCC Datas importantes e documentação válida para

Leia mais

TRABALHOS AVALIATIVOS DO 5º ANO

TRABALHOS AVALIATIVOS DO 5º ANO TRABALHOS AVALIATIVOS DO 5º ANO 1 Trabalho de História: Título do trabalho: Impeachment Data da entrega: 20/05/2016 Material a ser realizado o trabalho: Papel almaço Sabemos que estamos passando por uma

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema MONI

Manual de Utilização do Sistema MONI 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Coordenadoria de Apoio Pedagógico Superintendência de Governança Eletrônica e Tecnologia da Informação e Comunicação Manual de Utilização

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS

SISTEMA INTEGRADO DE BIBLIOTECAS POLÍTICA DE ATUALIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE ACERVO 1. OBJETIVOS A política de desenvolvimento da coleção tem os seguintes objetivos: Permitir o crescimento racional e equilibrado do acervo em todos os

Leia mais

SEQUÊNCIA 4 QUARTO ANO MATERIAL DO PROFESSOR VOLUME 1 SEQUÊNCIA 4 ATIVIDADE miolo quarto ano professor.indd 29 23/10/13 20:23

SEQUÊNCIA 4 QUARTO ANO MATERIAL DO PROFESSOR VOLUME 1 SEQUÊNCIA 4 ATIVIDADE miolo quarto ano professor.indd 29 23/10/13 20:23 SEQUÊNCIA 4 SEQUÊNCIA 4 ATIVIDADE 4.1 Ao longo de cada dia, contamos horas, minutos, segundos... Contamos dias, semanas, meses, anos... Que tal revisar nossos conhecimentos sobre o tempo? Complete o texto

Leia mais

INFANTIL I 9/02/2012

INFANTIL I 9/02/2012 INFANTIL I 9/02/2012 Roda Inicial Momento de troca de informações, novidades, calendário, rotina, ajudantes... Roda final Leitura de história e avaliação do dia. Bosque e Parque Acontecem todos os dias,

Leia mais

PROJETO DE REFORÇO ESCOLAR:

PROJETO DE REFORÇO ESCOLAR: PROJETO DE REFORÇO ESCOLAR: NOS CAMINHOS DA ALFABETIZAÇÃO E DO LETRAMENTO ENSINO FUNDAMENTAL PROJETO: NOS CAMINHOS DA ALFABETIZAÇÃO E DO LETRAMENTO JUSTIFICATIVA: Produzir bons leitores é o grande desafio

Leia mais

Roteiro para elaboração e apresentação de estudos de casos clínicos

Roteiro para elaboração e apresentação de estudos de casos clínicos Roteiro para elaboração e apresentação de estudos de casos clínicos Caros estudantes, Apresentamos a seguir um roteiro que tem o objetivo de ajudá-los a se preparar para a elaboração, apresentação e discussão

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE EXTENSÃO DESCOBRINDO A TERRA- FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES EM EDUCAÇÃO EM GEOCIÊNCIAS

PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE EXTENSÃO DESCOBRINDO A TERRA- FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES EM EDUCAÇÃO EM GEOCIÊNCIAS PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE EXTENSÃO DESCOBRINDO A TERRA- FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES EM EDUCAÇÃO EM GEOCIÊNCIAS A Associação Amigos do Museu Nacional - SAMN, no uso de suas atribuições torna

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Alcabideche Escola Básica de Alcabideche PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO

Agrupamento de Escolas de Alcabideche Escola Básica de Alcabideche PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO BIBLIOTECA ESCOLAR - ALCABIDECHE E ALTO DA PEÇA - GLOBAL Data Atividades Reuniões entre a Professora Bibliotecária/Coordenadora da Biblioteca Escolar () o Diretor do Agrupamento (DA) e/ou a Coordenadora

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DA UNIVERSIDADE DA TERCEIRA IDADE DO BARREIRO

REGULAMENTO MUNICIPAL DA UNIVERSIDADE DA TERCEIRA IDADE DO BARREIRO 2010 REGULAMENTO MUNICIPAL DA UNIVERSIDADE DA TERCEIRA IDADE DO BARREIRO Aprovado em Reunião Ordinária Privada de Câmara de 4 de agosto de 2010 Aprovado em Reunião Ordinária de Assembleia Municipal de

Leia mais

Flocos de neve para enfeitar o natal passo a passo com

Flocos de neve para enfeitar o natal passo a passo com Flocos de neve para enfeitar o natal passo a passo com Moldes Flocos de neve para enfeitar o natal passo a passo com Moldes- CRÉDITOS: PIXABAY Veja o passo a passo com imagens ilustrativas ensinando a

Leia mais

Plano de Execução ou Utilização do material escolar Ensino Fundamental - 8 ano/2017 Lei Distrital nº 4.311/2009 Anexo da lista de material

Plano de Execução ou Utilização do material escolar Ensino Fundamental - 8 ano/2017 Lei Distrital nº 4.311/2009 Anexo da lista de material Plano de Execução ou Utilização do material escolar Ensino Fundamental - 8 ano/2017 Lei Distrital nº 4.311/2009 Anexo da lista de material Itens da lista de material anexa Folha de cartolina branca Quantidade

Leia mais

PIBID 2011 SUBPROJETO LETRAS

PIBID 2011 SUBPROJETO LETRAS PIBID 2011 SUBPROJETO LETRAS PLANOS DE AULAS BOLSISTAS: Jéssica Pereira, Denise Oliveira e Taiana Azevedo DATA DA AULA: 10 /09/2012 AULA No.: 1 PLANO DE AULA CONTEÚDOS: Dinâmica de grupo OBJETIVO GERAL:

Leia mais

AVALIAÇÕES DIVERSIFICADAS: Ciências

AVALIAÇÕES DIVERSIFICADAS: Ciências AVALIAÇÕES DIVERSIFICADAS: Ciências Data: 17/02 Tema: Dengue, chicungunya: sintomas e prevenção Objetivo: Compartilhar conhecimento a respeito do tema Descrição da atividade: Jornal falado Participação

Leia mais

SESSÃO 1: Descobrindo Seus Sonhos

SESSÃO 1: Descobrindo Seus Sonhos CURRÍCULO DO PROGRAMA SESSÃO 1: Descobrindo Seus Sonhos Iniciando o currículo do Sonhe, Realize, o objetivo desta sessão é começar estabelecer um espaço seguro e acolhedor para as participantes, começar

Leia mais

DIAGNÓSTICO ESCOLAR. Coordenação Pedagógica

DIAGNÓSTICO ESCOLAR. Coordenação Pedagógica 1 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS MAF DEPARTAMETNO DE MATEMÁTICA E FÍSICA CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA ESTÁGIO SUPERVISIONADO I PROFESSOR: Ms SAMUEL LIMA PICANÇO Coordenação Pedagógica

Leia mais

Lei de Diretrizes e Bases da Educação Básica (1996) é a Lei maior, com valor Constitucional, nenhuma outra lei ou regulamentação pode contrariá-la.

Lei de Diretrizes e Bases da Educação Básica (1996) é a Lei maior, com valor Constitucional, nenhuma outra lei ou regulamentação pode contrariá-la. A Equipe Gestora Central definirá quem, entre seus membros, será o responsável por esta frente de trabalho. O responsável elaborará um plano de trabalho que inclua todos os demais membros da Equipe em

Leia mais

RECRUTAMENTO INTERNO

RECRUTAMENTO INTERNO RECRUTAMENTO INTERNO Cargo: Assistente de Processos Acadêmicos Setor/Local de Trabalho: GEAD / Cidade Universitária Início: Fevereiro/2015 Horário de Trabalho: Das 09:00 às 18:00 de segunda a sexta-feira

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL E CLÍNICA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL E CLÍNICA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL E CLÍNICA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO por PROFª Ms. Maria Rosa Silva Lourinha Rio de Janeiro, MARÇO / 2013 1 MANUAL DE ESTÁGIO

Leia mais

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 2 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

PLANO DE CURSO DISCIPLINA:História ÁREA DE ENSINO: Fundamental I SÉRIE/ANO: 2 ANO DESCRITORES CONTEÚDOS SUGESTÕES DE PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS UNIDADE 1 MUITO PRAZER, EU SOU CRIANÇA. *Conhecer e estabelecer relações entre a própria história e a de outras pessoas,refletindo sobre diferenças e semelhanças. *Respeitar e valorizar a diversidade étnico

Leia mais

Ação 1 Somando Forças para Transformar o Mundo

Ação 1 Somando Forças para Transformar o Mundo Ação 1 Somando Forças para Transformar o Mundo Atividade: Somando Forças para Transformar o Mundo A proposta é você, voluntário PEB, exibir o vídeo IBGE Explica os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Leia mais

Rede Mobilizadores. Elaboração de Projetos Sociais: aspectos gerais

Rede Mobilizadores. Elaboração de Projetos Sociais: aspectos gerais Atividade Final: Elaboração de Pré-Projeto Aluno: Maurício Francheschis Negri 1 Identificação do Projeto Rede Mobilizadores Elaboração de Projetos Sociais: aspectos gerais Um dia na escola do meu filho:

Leia mais

PROPOSTA CURRICULAR PARA O 2º SEGMENTO História

PROPOSTA CURRICULAR PARA O 2º SEGMENTO História PREFEITURA MUNICIPAL DE IPATINGA ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO/SEÇÃO DE ENSINO NÃO FORMAL CENFOP Centro de Formação Pedagógica PROPOSTA CURRICULAR PARA

Leia mais

Configuração do Agenda para administradores

Configuração do Agenda para administradores Configuração do Agenda para administradores Neste guia 1. de compartilhamento de agendas 2. Importar sua agenda antiga 3. e outros recursos 4. Configurar recursos empresariais básicos Você precisará de:

Leia mais

INTRODUÇÃO. Escola Básica de Távora

INTRODUÇÃO. Escola Básica de Távora INTRODUÇÃO Comemorar o República na nossa Escola é uma forma de motivar e sensibilizar os nossos alunos para os ideais do republicanismo. A acção empreendedora dos Homens que implantaram a República chega

Leia mais

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos Projeto Jogos A importância de conhecer a história dos Jogos Introdução Este projeto consiste em um desenvolvimento de comunicação entre jogos e computadores voltado para entretenimento e aprendizagem.

Leia mais

Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não leem. (Mário Quintana).

Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não leem. (Mário Quintana). Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever - inclusive a sua própria história. (Bill Gates). Os verdadeiros analfabetos

Leia mais

APRIMORANDO A EXPERIÊNCIA NO CLUBE

APRIMORANDO A EXPERIÊNCIA NO CLUBE APRIMORANDO A EXPERIÊNCIA NO CLUBE A força do seu clube está nos associados. Ao pedir suas opiniões regularmente, você demonstra que está aberto a mudanças e possibilita que eles o ajudem a criar uma experiência

Leia mais

PROJETO: CONCURSO I PRÊMIO DE EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO EPT DETRAN/PE

PROJETO: CONCURSO I PRÊMIO DE EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO EPT DETRAN/PE PROJETO: CONCURSO I PRÊMIO DE EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO EPT DETRAN/PE 1 Objetivo do Projeto Realizar o Concurso - I PRÊMIO DE EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO ESCOLA PÚBLICA DE TRÂNSITO DEPARTAMENTO ESTADUAL DE

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2017 Plano de Curso nº 213 aprovado pela portaria Cetec nº Nº 134, de 04 / 10 / 2012 Etec Profª Maria Cristina Medeiros

Leia mais

Projeto Escola Estadual Luís Vaz de Camões. Projeto do índio

Projeto Escola Estadual Luís Vaz de Camões. Projeto do índio Projeto Escola Estadual Luís Vaz de Camões Projeto do índio Ipezal MS Abril 2012 Projeto Escola Estadual Luís Vaz de Camões Projeto do índio Professoras Responsáveis Elisângela e Gislayne com a colaboração

Leia mais

Curso de Produção Multimídia PUC Minas

Curso de Produção Multimídia PUC Minas Curso de Produção Multimídia PUC Minas Orientações gerais para o TEI (Trabalho de Extensão Interdisciplinar) Prof. Artur Martins Mol Marcos para o 1 o semestre/2014 Definição dos grupos: até 28 de fevereiro

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2011/2012

PLANO DE ATIVIDADES 2011/2012 1º Período BibliotecaEscolar Agrupamento de Escolasde Águeda PLANO DE ATIVIDADES 2011/2012 Ações/Atividades Responsáveis/ dinamizadores Público alvo Avaliação/ Evidências Domínios/ subdomínios setembro/

Leia mais

APÊNDICE II. 1.4 ÁREA E SUB-ÁREA DO CONHECIMENTO - CNPq (vide site

APÊNDICE II. 1.4 ÁREA E SUB-ÁREA DO CONHECIMENTO - CNPq (vide site APÊNDICE II PROJETO DE PESQUISA CICLO 2016/2017 Código: (Para uso da coordenação de iniciação científica) 1. IDENTIFICAÇÃO 1.1 TÍTULO: 1.2 ANO LETIVO: 1.3 SEMESTRE: 1.4 ÁREA E SUB-ÁREA DO CONHECIMENTO

Leia mais

Prazer em conhecer. Editoriais de moda e stills

Prazer em conhecer. Editoriais de moda e stills moda estilo ruas Vista C&A Vista C&A é uma publicação mensal sobre moda, estilo e comportamento. Ela retrata a visão da C&A e fala essencialmente com um público formado por mulheres de diferentes idades

Leia mais

Vamos brincar de construir as nossas e outras histórias

Vamos brincar de construir as nossas e outras histórias MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA Vamos brincar de construir as nossas e outras histórias Ano 02

Leia mais

Portanto, a atividade de monitoria visa fornecer elementos que colaborem na formação de profissionais na área de Gastronomia.

Portanto, a atividade de monitoria visa fornecer elementos que colaborem na formação de profissionais na área de Gastronomia. PROJETO DE MONITORIA 2014 Centro Universitário SENAC: Águas de São Pedro Curso: Gastronomia Disciplina: Cozinha fria Professor responsável: Fabio Stoco Período letivo: 2 Período 1. Justificativa A monitoria

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO BIBLIOTECA CENTRAL FERNANDO DE CASTRO MORAES EDITAL BIBLIOTECA CENTRAL/Nº 01/2017

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO BIBLIOTECA CENTRAL FERNANDO DE CASTRO MORAES EDITAL BIBLIOTECA CENTRAL/Nº 01/2017 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO BIBLIOTECA CENTRAL FERNANDO DE CASTRO MORAES EDITAL BIBLIOTECA CENTRAL/Nº 01/2017 Edital de ocupação artística e cultural dos espaços de exposição e auditório da

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO TERMO DE REFERÊNCIA SUGERIDO PESQUISA DE OBSERVAÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - STALLINGS

INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO TERMO DE REFERÊNCIA SUGERIDO PESQUISA DE OBSERVAÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - STALLINGS INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO TERMO DE REFERÊNCIA SUGERIDO PESQUISA DE OBSERVAÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - STALLINGS Objetivos Gerais do Trabalho Contratação de empresa especializada para realizar a Pesquisa

Leia mais

Projeto: conhecendo os dinossauros

Projeto: conhecendo os dinossauros Projeto: conhecendo os dinossauros Maria Aparecida Pereira mar.per@terra.com.br RESUMO Os dinossauros de uma maneira incrível habitam o imaginário das crianças, pois esses gigantes da pré-história estão

Leia mais

MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE. Competências a serem Desenvolvidas:

MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE. Competências a serem Desenvolvidas: MÓDULO 3 - CONTAR HISTÓRIAS COMO RECURSO PEDAGÓGICO E SENSIBILIZAÇÃO DE EDUCADORES: INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS Competências a serem Desenvolvidas: O participante desenvolve o recurso de contar

Leia mais

GUIA DO PROFESSOR SHOW ATÔMICO

GUIA DO PROFESSOR SHOW ATÔMICO Conteúdos: Tempo: Objetivos: Descrição: Produções Relacionadas: Modelos atômico Uma aula de 50 minutos SHOW ATÔMICO Apresentar a evolução dos modelos atômicos até o aceito atualmente. Filósofos e cientistas

Leia mais

Plano de Execução ou Utilização do material escolar Ensino Fundamental - 6 ano/2017 Lei Distrital nº 4.311/2009 Anexo da lista de material

Plano de Execução ou Utilização do material escolar Ensino Fundamental - 6 ano/2017 Lei Distrital nº 4.311/2009 Anexo da lista de material Plano de Execução ou Utilização do material escolar Ensino Fundamental - 6 ano/2017 Lei Distrital nº 4.311/2009 Anexo da lista de material Itens da lista de material anexa Quantidade Data de utilização

Leia mais

NORMAS E REGIMENTOS Giroflê Giroflá Educação Infantil

NORMAS E REGIMENTOS Giroflê Giroflá Educação Infantil NORMAS E REGIMENTOS Giroflê Giroflá Educação Infantil Expediente Giroflê e Giroflá Educação Infantil Rua Southey, 24/46 - CEP 04276-080 - Ipiranga - São Paulo Fone: (11) 5063-2049 / 5061-1905 - www.giroflegirofla.com.br

Leia mais

SUMÁRIO. Introdução... 2 Objetivos... 2 Possibilidades de Trabalho... 3

SUMÁRIO. Introdução... 2 Objetivos... 2 Possibilidades de Trabalho... 3 SUMÁRIO Introdução............................................ 2 Objetivos............................................. 2 Possibilidades de Trabalho........................... 3 Conhecimento Religioso

Leia mais