Regulamento do Cartão Jovem Municipal

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Regulamento do Cartão Jovem Municipal"

Transcrição

1 Regulamento do Cartão Jovem Municipal Nota justificativa O Cartão Jovem Municipal European Youth Card (E.Y.C.) é uma iniciativa do Município de Figueiró dos Vinhos em estreita parceria com a Movijovem, com as associações comerciais e empresariais de âmbito local e regional, capaz de conceder benefícios na utilização de bens e serviços públicos e privados existentes a nível local, nacional e europeu, constituindo-se um instrumento privilegiado de política juvenil ao conceder aos jovens munícipes um conjunto alargado de vantagens que promovem a mobilidade e a aquisição de serviços em áreas como o turismo, o desporto, a ocupação de tempos livres, as tecnologias de informação, entre outras. Esta iniciativa pretende ainda reforçar a motivação e consequente participação dos jovens munícipes em actividades de interesse municipal de cariz social, cultural, desportivo, recreativo, entre outros. Integrado no programa Cartão Jovem Municipal European Youth Card (E.Y.C.), o Cartão Jovem Municipal EYC proporciona ao seu portador vantagens e descontos em serviços a nível local, nacional e europeu. Assim, os portadores do Cartão Jovem Municipal EYC usufruem: No concelho de Figueiró dos Vinhos: a) As vantagens e descontos concedidos nos equipamentos, taxas, preços e serviços aos jovens munícipes portadores, reguladas no presente regulamento; b) As vantagens e descontos concedidos resultado da parceria entre o Município e entidades públicas e privadas. Em Portugal: As vantagens do Cartão Jovem EYC português. Na Europa: O Cartão Jovem Municipal pode, de igual modo, ser utilizado em 40 países na Europa. Desta forma é ainda incrementado o desenvolvimento económico do concelho, uma vez que os comerciantes e outras entidades públicas ou privadas que adiram ao 1/11

2 programa fomentarão um potencial aumento da clientela: os titulares do Cartão Jovem Municipal. No exercício das competências que a lei comete aos municípios, a Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos deliberou, em sua reunião ordinária realizada em 16 de Agosto de 2010, aprovar o seguinte: Artigo 1.º Lei habilitante O presente Regulamento é elaborado nos termos dos artigos 112.º, n.º 8 e 241.º da Constituição da República Portuguesa e das alíneas a) e b), do n.º 4 e da alínea a), do n.º 7, do artigo 64.º da Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, alterada pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de Janeiro. Artigo 2.º Âmbito O presente Regulamento estabelece os termos, condições de acesso e utilização a nível local do Cartão Jovem Municipal European Youth Card (E.Y.C.), adiante abreviadamente designado por Cartão Jovem Municipal EYC. Artigo 3.º Validade O Cartão do Jovem Municipal EYC é um título pessoal e intransmissível emitido pela Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos e tem a validade de um ano após a data da sua emissão. Artigo 4.º Destinatários O Cartão Jovem Municipal EYC destina-se aos jovens, com idades compreendidas entre os 12 e 29 anos, inclusive, residentes e recenseados no concelho de Figueiró dos Vinhos. Artigo 5.º Benefícios 2/11

3 1 Os portadores do Cartão Jovem Municipal EYC têm acesso a todas as vantagens, a nível local, a saber: a) Vantagens e descontos concedidos resultado da parceria entre o Município e entidades públicas e privadas; b) Isenções nos preços municipais, designadamente: - 25% pelo fornecimento de impressos, fotocópias simples e outros elementos gráficos; - 25% pela cedência de autocarros; - 50% pela ocupação do mercado municipal e feiras; - 25% pela utilização da piscina municipal; - 30% de desconto no preço pela utilização do Parque de Campismo da Foz de Alge; - 50% pela utilização de campo de ténis e outros equipamentos desportivos municipais de treino; - 50% pela utilização do estádio municipal Afonso Lacerda; - 30% por bilhete de entrada no cinema na Casa da Cultura. 2 - Os descontos referidos na alínea a) do número anterior serão aqueles que a entidade privada ou a entidade pública aderente estabelecer aquando da subscrição da declaração referida no n.º 1 do artigo 12.º do presente Regulamento. 3 O desconto referido na alínea b) do número 1, relativamente à cedência de autocarro, fica condicionado a actividades colectivas juvenis de cariz social, cultural, recreativo ou desportivo. Artigo 6.º Adesão A adesão ao Cartão do Jovem Municipal EYC é realizada na Casa da Juventude da Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos, e noutros locais a definir, mediante o preenchimento de requerimento próprio para o efeito e o pagamento de 8 (oito) euros. Artigo 7.º Requisitos 1 - Para a emissão do Cartão do Jovem Municipal EYC é necessária a apresentação os seguintes documentos: a) Preenchimento do Formulário de Emissão do Cartão Jovem EYC; b) Apresentação da fotocópia do Bilhete de Identidade ou do Cartão de Cidadão; b) Entrega de duas fotografias actuais tipo passe; 3/11

4 c) Documento emitido pela Junta de Freguesia do local da residência, atestando a sua residência no concelho de Figueiró dos Vinhos. Artigo 8.º Desdobrável informativo Os portadores do Cartão do Jovem Municipal EYC têm acesso gratuito a um desdobrável informativo do qual constam as vantagens a que têm direito. Artigo 9.º Obrigações dos beneficiários 1 - Constituem obrigações dos beneficiários do Cartão do Jovem Municipal EYC: a) Apresentar o Cartão e o Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão sempre que pretenda usufruir dos benefícios concedidos; b) Manifestar a vontade de utilizar o Cartão do Jovem Municipal EYC antes do acto de facturação da aquisição dos bens ou do pagamento dos serviços de que pretenda beneficiar; c) Informar, previamente, a Câmara Municipal da mudança de residência; d) Devolver o Cartão do Jovem Municipal EYC aos serviços competentes da Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos sempre que perca o direito ao mesmo. Artigo 10.º Intransmissibilidade O Cartão Jovem Municipal é um título pessoal intransmissível. Não pode, em caso algum, ser revendido ou emprestado; as vantagens concedidas destinam-se à aquisição de bens e serviços para uso exclusivo do titular do Cartão, e os descontos concedidos pelo Cartão não são acumuláveis. Artigo 11.º Cessação do direito à utilização 1 - Constitui causa de cessação imediata dos benefícios decorrentes do Cartão do Jovem Municipal EYC, entre outros, a transferência de residência ou de recenseamento eleitoral para outro município, salvo por motivo de força maior, devidamente comprovado. 2 - Constitui, ainda, causa de cessação imediata dos benefícios decorrentes do Cartão do Jovem Municipal EYC, o incumprimento de qualquer norma prevista no presente Regulamento. 4/11

5 3 - Os titulares do Cartão do Jovem Municipal EYC que constatem qualquer incumprimento ao presente Regulamento, por parte das entidades aderentes, devem comunicar tal facto à Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos. Artigo 12.º Entidades aderentes 1 - Os comerciantes ou outras entidades, públicas ou privadas, que pretendam aderir a este projecto, no sentido de proporcionarem descontos na venda de bens ou no fornecimento de serviços, deverão preencher a declaração que consta do anexo I e celebrar um protocolo de parceria que consta do anexo II ao presente Regulamento. 2 - A declaração referida no número anterior é valida pelo período de um ano, prorrogável por períodos iguais e sucessivos se não for denunciada, com a antecedência mínima de 30 dias contados do seu termo ou do termo da renovação em curso, conforme o caso. 3 - A denúncia referida no número anterior terá de ser manifestada por escrito, mediante o envio de carta registada com aviso de recepção, à Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos. 4 - Os comerciantes ou outras entidades, públicas ou privadas aderentes possuirão um autocolante identificativo à entrada do estabelecimento que permita ao jovem titular do cartão aferir que naquele espaço terá desconto na compra dos bens ou na prestação dos serviços. 5 - Os comerciantes ou outras entidades, públicas ou privadas aderentes que constatem qualquer incumprimento ao presente Regulamento, por parte dos jovens, deverão reter o CJM de imediato e devolve-lo à Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos. 6 - As entidades, associações ou empresas junto das quais é válido o Cartão Jovem Municipal podem solicitar a exibição de um documento de identificação ao seu portador, sempre que entenderem conveniente. Artigo 13.º Generalidades 2 - Todos os portadores do Cartão Jovem Municipal EYC farão parte de uma base de dados que possibilitará a emissão constante e correcta de todas as actividades da Câmara Municipal vocacionadas para a juventude, salvaguardando-se no entanto, as questões legais abrangidas pela protecção de Dados Pessoais Nominativos. 5/11

6 3 - As empresas, associações e estabelecimentos comerciais interessados em aderir e que por via disso, procurem fidelizar clientela jovem, concedendo descontos, vales de desconto e/ou ofertas deverão preencher e outorgar formulário próprio e entregá-lo na Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos. 3 - As vantagens do Cartão Jovem Municipal EYC estarão disponíveis todo o ano, com excepção nos períodos de saldos, liquidações, promoções, campanhas ou outras vendas com reduções de preços dos estabelecimentos comerciais, de acordo com regulamentação e leis em vigor, não é cumulativo com outras promoções, nomeadamente respeitantes a estabelecimentos comerciais e/ou eventos camarários. Artigo 14.º Encargos Os encargos resultantes da aplicação deste Regulamento serão comparticipados por verbas a inscrever anualmente no orçamento do município de Figueiró dos Vinhos. Artigo 15.º Delegação e subdelegação de competências Sem prejuízo do disposto na lei geral sobre a matéria, as competências conferidas no presente Regulamento à Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos podem ser delegadas no Presidente da Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos, com faculdade de subdelegação nos Vereadores e nos dirigentes dos serviços municipais. Artigo 16.º Dúvidas e omissões 1 - A tudo o que não estiver expressamente previsto no presente Regulamento aplicase a legislação em vigor. 2 -Sem prejuízo do disposto no número anterior, os casos omissos ou as dúvidas suscitadas na interpretação do presente Regulamento serão resolvidos por deliberação da Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos, mediante propostas dos serviços devidamente fundamentada. Artigo 17.º Entrada em vigor O presente Regulamento entra em vigor no dia seguinte à data da sua publicação nos termos legais. 6/11

7 ANEXO I Modelo de declaração.. proprietário do estabelecimento/gerente da sociedade, com sede na Rua/Avenida.., n.º, em Figueiró dos Vinhos, NIF., declara pretender conceder benefícios aos titulares do Cartão Jovem Municipal EYC, promovido pelo Município de Figueiró dos Vinhos, aplicando um desconto de % ( porcento) sobre todos os produtos por si 7/11

8 comercializados/serviços por este prestados, identificando o estabelecimento em local bem visível ao público. Mais declara que a presente declaração é válida pelo período de um ano, renovável por períodos iguais e sucessivos se não for denunciada com a antecedência mínima de 30 dias, contados do seu termo ou o termo da renovação em curso, conforme o caso. Declara, ainda, ter conhecimento pleno do disposto no Regulamento do Cartão Jovem Municipal YEC, obrigando-se a cumprir o disposto no mesmo. Figueiró dos Vinhos,.. de 201. Assinatura (e carimbo) Entre: ANEXO II Modelo de Protocolo de Parceria Município de Figueiró dos Vinhos, pessoa colectiva de direito público, possuidor do cartão de pessoa colectiva n.º , aqui devidamente representado por Rui Manuel de Almeida e Silva, que outorga na qualidade de Presidente da Câmara Municipal, com poderes atribuídos em deliberação de Câmara Municipal.., adiante designado apenas por MUNICÍPIO; e 8/11

9 ., estabelecimento comercial/prestador de serviços, com actividade comercial.., com sede em, concelho de Figueiró dos Vinhos, inscrita no Registo Comercial sob o n.º.., com o NIF, neste acto representada por., na qualidade de, com poderes para o acto, adiante designado apenas por ESTABELECIMENTO. Considerando: Que o Cartão Jovem Municipal European Youth Card (E.Y.C.) é uma iniciativa do Município de Figueiró dos Vinhos em estreita parceria com a Movijovem, com as associações comerciais e empresariais de âmbito local e regional, capaz de conceder benefícios na utilização de bens e serviços públicos e privados existentes a nível local, nacional e europeu, constituindo-se um instrumento privilegiado de política juvenil ao conceder aos jovens munícipes um conjunto alargado de vantagens que promovem a mobilidade e a aquisição de serviços em áreas como o turismo, o desporto, a ocupação de tempos livres, as tecnologias de informação, entre outras. Que esta iniciativa pretende ainda incrementar o desenvolvimento económico do concelho, uma vez que os comerciantes e outras entidades públicas ou privadas que adiram ao programa fomentarão um potencial aumento da clientela: os titulares do Cartão Jovem Municipal. É celebrado e reciprocamente aceite o presente Protocolo de Parceria, que se regerá pelo disposto no Regulamento Municipal do Cartão do Figueiroense Sénior e pelas cláusulas seguintes: 1.ª Objecto O presente Protocolo estabelece os termos da Parceria entre o MUNICÍPIO e o ESTABELECIMENTO com vista a adesão ao projecto do Cartão Jovem Municipal European Youth Card (E.Y.C.), nos termos do Regulamento Municipal do Cartão do Jovem Municipal. 2.ª Princípios Gerais da Parceria 1. Os benefícios aos titulares do Cartão Jovem Municipal European Youth Card (E.Y.C.) no ESTABELECIMENTO constam de ficha de adesão a preencher onde se discriminará os produtos passíveis de desconto e o respectivo valor. 9/11

10 2. O ESTABELECIMENTO deve ainda: a) Exibir um dístico fornecido pela Câmara Municipal, a colocar à porta de entrada ou noutro local visível, de forma a poderem facilmente ser identificados pelos titulares do cartão; b) Conceder a todos os portadores do cartão os benefícios a que se comprometeram no acto de adesão, durante todo ano com excepção dos períodos de saldos e/ou promoções devidamente publicitados; c) Solicitar a exibição de um documento de identificação aos portadores do cartão, quando não forem do seu conhecimento pessoal; d) Recusar os benefícios anteriormente referidos, aos titulares do cartão que não se identificarem como tal, antes de facturado o pagamento do serviço e/ou compra. 3. As vantagens concedidas destinam-se à aquisição de bens e serviços para uso exclusivo do titular do cartão e os descontos não são acumuláveis. 3.ª Vigência 1. O presente PROTOCOLO, do qual faz parte o Anexo que se junta, entra em vigor na data da sua assinatura. 2. Por vontade de qualquer uma das partes, o presente Protocolo é resolvido devendo, para o efeito, ser comunicado por escrito à outra parte, com antecedência mínima de 30 dias, a vontade de o fazer. 3. A resolução do Protocolo pelas partes não confere direito a qualquer indemnização, seja a que título for. 4.ª Comunicações As comunicações a efectuar entre as partes no âmbito do Protocolo deverão ser enviadas para as moradas indicadas na respectiva identificação que consta do presente Protocolo. [data] [assinaturas] 10/11

Regulamento CARTÃO BARCELOS JOVEM

Regulamento CARTÃO BARCELOS JOVEM Regulamento CARTÃO BARCELOS JOVEM PREÂMBULO O projecto Cartão Barcelos Jovem é um documento emitido pela Casa da Juventude da Câmara Municipal de Barcelos, capaz de conceder benefícios na utilização de

Leia mais

REGULAMENTO DO CARTÃO SÉNIOR MUNICIPAL NOTA JUSTIFICATIVA

REGULAMENTO DO CARTÃO SÉNIOR MUNICIPAL NOTA JUSTIFICATIVA REGULAMENTO DO CARTÃO SÉNIOR MUNICIPAL NOTA JUSTIFICATIVA Tendo em vista a reformulação do Regulamento do Cartão Municipal do Idoso em vigor desde 1999, considerando a realidade presente e a adequação

Leia mais

REGULAMENTO DO CARTÃO JOVEM MUNICIPAL DE ESTARREJA

REGULAMENTO DO CARTÃO JOVEM MUNICIPAL DE ESTARREJA REGULAMENTO DO CARTÃO JOVEM MUNICIPAL DE ESTARREJA Regulamento n.º 02/2009 Aprovado em Câmara Municipal a 03/03/2009 Aprovado em Assembleia Municipal a 06/05/2009 1ª Alteração aprovada em Câmara Municipal

Leia mais

Regulamento do Cartão Jovem Municipal Nota justificativa

Regulamento do Cartão Jovem Municipal Nota justificativa Regulamento do Cartão Jovem Municipal Nota justificativa Considerando que o Município do Barreiro tem como princípio o bem-estar, a realização pessoal e a plena participação social dos jovens. Considerando

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DO CARTÃO OEIRAS SÉNIOR 65+ Preâmbulo

REGULAMENTO MUNICIPAL DO CARTÃO OEIRAS SÉNIOR 65+ Preâmbulo REGULAMENTO MUNICIPAL DO CARTÃO OEIRAS SÉNIOR 65+ Preâmbulo Considerando que nas últimas décadas temos vindo a assistir ao aumento dos índices de envelhecimento e de dependência das pessoas idosas entre

Leia mais

Regulamento do Cartão Sénior do Município do Funchal

Regulamento do Cartão Sénior do Município do Funchal Regulamento do Cartão Sénior do Município do Funchal Nota Justificativa O Município do Funchal, ao longo dos anos, tem vindo a implementar programas destinados à população sénior residente no concelho,

Leia mais

REGULAMENTO DO CARTÃO MUNICIPAL JOVEM. Introdução

REGULAMENTO DO CARTÃO MUNICIPAL JOVEM. Introdução REGULAMENTO DO CARTÃO MUNICIPAL JOVEM Introdução Considerando a importância crescente das autarquias locais, no âmbito do apoio social às populações; Considerando que as câmaras municipais podem apoiar

Leia mais

Regulamento do Cartão Municipal do Idoso

Regulamento do Cartão Municipal do Idoso Regulamento do Cartão Municipal do Idoso Preâmbulo Considerando a importância crescente do papel das autarquias locais, no âmbito do apoio às populações, a Câmara Municipal de Grândola atenta que está

Leia mais

Regulamento Municipal do Cartão Social Municipal. Artigo 1.º Noção. Artigo 2.º Condições de acesso. Artigo 3.º Documentos de instrução do pedido

Regulamento Municipal do Cartão Social Municipal. Artigo 1.º Noção. Artigo 2.º Condições de acesso. Artigo 3.º Documentos de instrução do pedido REGULAMENTO MUNICIPAL DO CARTÃO SOCIAL MUNICIPAL Publicação APÊNDICE N.º 137 II SÉRIE N.º 250 29 de Outubro de 2002 Regulamento Municipal do Cartão Social Municipal Artigo 1.º Noção O cartão social municipal

Leia mais

Município de Monforte REGULAMENTO CARTÃO MUNICIPAL DO IDOSO

Município de Monforte REGULAMENTO CARTÃO MUNICIPAL DO IDOSO Município de Monforte REGULAMENTO CARTÃO MUNICIPAL DO IDOSO Convertido para formato digital em 16 de fevereiro de 2013. Aplicação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa - Cumprimento da Resolução do

Leia mais

MUNICÍPIO DE ALTER DO CHÃO

MUNICÍPIO DE ALTER DO CHÃO MUNICÍPIO DE ALTER DO CHÃO REGULAMENTO OFICINA DOMICILIÁRIA Preâmbulo O Município de Alter do Chão, no âmbito da prossecução de uma política social com responsabilidade, tem tido a preocupação de contribuir

Leia mais

Regulamento do Cartão Municipal do Idoso do Concelho de Ferreira do Zêzere

Regulamento do Cartão Municipal do Idoso do Concelho de Ferreira do Zêzere REGULAMENTOS Regulamento do Cartão Municipal do Idoso do Concelho de Ferreira do Zêzere MUNICÍPIO DE FERREIRA DO ZÊZERE CÂMARA MUNICIPAL Aprovado pela Câmara Municipal por deliberação de 09 de fevereiro

Leia mais

REGULAMENTO DO CARTÃO MUNICIPAL 65 +

REGULAMENTO DO CARTÃO MUNICIPAL 65 + REGULAMENTO DO CARTÃO MUNICIPAL 65 + Elaborado Por: Desenvolvimento Social Acção Social Data: Verificado Por: Data: Aprovado por: Câmara Municipal de Estremoz Data: 05/01/2011 Aprovado por: Assembleia

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE OEIRAS. Regulamento Municipal para o Programa de Turismo Sénior

CÂMARA MUNICIPAL DE OEIRAS. Regulamento Municipal para o Programa de Turismo Sénior CÂMARA MUNICIPAL DE OEIRAS Regulamento Municipal para o Programa de Turismo Sénior Preâmbulo Considerando a necessidade de apoiar as pessoas idosas, proporcionando-lhes momentos lúdicos, de lazer e de

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE S. DOMINGOS DE RANA CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO CARTÃO APOIO MAIS PREÂMBULO

JUNTA DE FREGUESIA DE S. DOMINGOS DE RANA CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO CARTÃO APOIO MAIS PREÂMBULO REGULAMENTO CARTÃO APOIO MAIS PREÂMBULO O Cartão Apoio Mais é emitido pela Junta de S. Domingos de Rana e tem como objectivo conceder benefícios e descontos na utilização de bens e serviços a cidadãos

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL PARA REALIZAÇÃO DE LEILÕES

REGULAMENTO MUNICIPAL PARA REALIZAÇÃO DE LEILÕES REGULAMENTO MUNICIPAL PARA REALIZAÇÃO DE LEILÕES (Aprovado na 24ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal realizada em 16 de Dezembro de 2003, na 2ª Reunião da 5ª Sessão Ordinária de Assembleia Municipal,

Leia mais

Freguesia de Penela da Beira

Freguesia de Penela da Beira EDITAL Alexandre Rui Lopes Escudeiro, Presidente da Junta de Freguesia de Penela da Beira: Torna público que esta Junta de Freguesia em reunião extraordinária de 17 de Setembro de 2010, aprovou o seguinte

Leia mais

MUNICÍPIO DE CAMPO MAIOR EDITAL Nº 59/2014-DAF-E.G.

MUNICÍPIO DE CAMPO MAIOR EDITAL Nº 59/2014-DAF-E.G. EDITAL Nº 59/2014-DAF-E.G. -SÉRGIO ANTÓNIO NANITA BICHO, VICE-PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPO MAIOR: ------------------------------------------------------ -TORNA PÚBLICO, que de acordo com artigo

Leia mais

Artigo 1º Âmbito O presente Regulamento estabelece as regras de adesão e utilização do Cartão Almodôvar Solidário.

Artigo 1º Âmbito O presente Regulamento estabelece as regras de adesão e utilização do Cartão Almodôvar Solidário. Regulamento do Cartão Almodôvar Solidário Preâmbulo Decorridos cerca de seis anos sobre a implementação do Cartão Municipal do Idoso, o qual constituiu um importante marco no apoio aos mais desfavorecidos,

Leia mais

1. A presente norma transitória reguladora aplica-se aos procedimentos inerentes ao pedido de inscrição e atribuição do cartão de leitor.

1. A presente norma transitória reguladora aplica-se aos procedimentos inerentes ao pedido de inscrição e atribuição do cartão de leitor. Capítulo I DEFINIÇÃO E ÂMBITO DE APLICAÇÃO 1. A presente norma transitória reguladora aplica-se aos procedimentos inerentes ao pedido de inscrição e atribuição do cartão de leitor. 2. Entende-se por inscrição

Leia mais

Regulamento Municipal de Atribuição do Cartão Social do Reformado, Pensionista e Idoso

Regulamento Municipal de Atribuição do Cartão Social do Reformado, Pensionista e Idoso Regulamento Municipal de Atribuição do Cartão Social do Reformado, Pensionista e Idoso Preâmbulo A Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, na redacção dada pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de Janeiro, prevê, na

Leia mais

Regulamento de Apoio a Iniciativas Regulares ou Pontuais, de Natureza Educativa, Desportiva, Recreativa, Cultural, Social e Outras

Regulamento de Apoio a Iniciativas Regulares ou Pontuais, de Natureza Educativa, Desportiva, Recreativa, Cultural, Social e Outras Regulamento de Apoio a Iniciativas Regulares ou Pontuais, de Natureza Educativa, Desportiva, Recreativa, Cultural, Social e Outras 1 NOTA JUSTIFICATIVA O Município de Chaves entende como sendo de interesse

Leia mais

Regulamento do CARTÃO MUNICIPAL SÉNIOR. Nota Justificativa

Regulamento do CARTÃO MUNICIPAL SÉNIOR. Nota Justificativa Regulamento do CARTÃO MUNICIPAL SÉNIOR Nota Justificativa Perante o envelhecimento e solidão em que os idosos do concelho se encontram e, tendo em conta a saúde e rendimentos precários que os caracterizam,

Leia mais

REGULAMENTO. Projeto Esperança

REGULAMENTO. Projeto Esperança REGULAMENTO Projeto Esperança Aprovação Câmara Municipal: 21-12-2015 Assembleia Municipal: 12-02-2016 REGULAMENTO PROJETO ESPERANÇA PREÂMBULO O Município de Arruda dos Vinhos, no desenvolvimento da sua

Leia mais

(FESTAS DO POVO) Artigo 1º. (Organização e Coordenação)

(FESTAS DO POVO) Artigo 1º. (Organização e Coordenação) PROJETO DE REGULAMENTO DE ORGANIZAÇÃO, COORDENAÇÃO E REALIZAÇÃO DAS FESTAS DO POVO DE CAMPO MAIOR (FESTAS DO POVO) Artigo 1º (Organização e Coordenação) 1.- A organização e coordenação das Festas do Povo

Leia mais

Regulamento Municipal de Atribuição de. Bolsas de Mérito Desportivo

Regulamento Municipal de Atribuição de. Bolsas de Mérito Desportivo PREÂMBULO O desporto assume na sociedade atual um papel de extrema importância, não apenas na promoção da saúde, do desenvolvimento económico e na formação dos cidadãos mas, igualmente, como elemento valorizador

Leia mais

REGULAMENTO UTILIZAÇÃO DAS VIATURAS DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS. 1 de 5. site

REGULAMENTO UTILIZAÇÃO DAS VIATURAS DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS. 1 de 5. site Artigo 1.º Lei habilitante O presente Regulamento é elaborado no uso da competência prevista pelos artigos 112º e 241º da Constituição da República Portuguesa e ao abrigo dos artigos 64º, nº 6, alínea

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO. 4. Por TITULAR entende-se a pessoa singular em nome do qual o Cartão é emitido e que ficará gravado no Cartão.

CONTRATO DE ADESÃO. 4. Por TITULAR entende-se a pessoa singular em nome do qual o Cartão é emitido e que ficará gravado no Cartão. CONTRATO DE ADESÃO CONCEITOS GERAIS 1. O Cartão Social da União das Misericórdias a que se referem as presentes Condições Gerais de Utilização, adiante designado genericamente por Cartão Social ou simplesmente

Leia mais

UNIÃO DAS FREGUESIA DE RECARDÃES E ESPINHEL

UNIÃO DAS FREGUESIA DE RECARDÃES E ESPINHEL UNIÃO DAS FREGUESIA DE RECARDÃES E ESPINHEL REGULAMENTO DE INCENTIVO À NATALIDADE Página 1 de 7 Nota Justificativa Considerando que a diminuição da Natalidade é um problema premente e preocupante nas regiões

Leia mais

Regulamento Cartão Cliente Delimarket

Regulamento Cartão Cliente Delimarket 1. Disposições Gerais Regulamento Cartão Cliente Delimarket 1.1 O cartão DELIMARKET é propriedade da UNISILVAS Lda., sendo o titular do mesmo, o cliente que aceita estas Condições Gerais. Este cartão é

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DA BOLSA DE TERRAS DE CAMINHA

REGULAMENTO MUNICIPAL DA BOLSA DE TERRAS DE CAMINHA REGULAMENTO MUNICIPAL DA BOLSA DE TERRAS DE CAMINHA ÍNDICE Preâmbulo...1 Artigo 1.º Objeto e objetivos... 1 Artigo 2.º Condições de adesão... 1 Artigo 3.º Funcionamento... 2 Artigo 4.º Responsabilidades...

Leia mais

REGULAMENTO DE OCUPAÇÃO MUNICIPAL TEMPORÁRIA DE JOVENS

REGULAMENTO DE OCUPAÇÃO MUNICIPAL TEMPORÁRIA DE JOVENS REGULAMENTO DE OCUPAÇÃO MUNICIPAL TEMPORÁRIA DE JOVENS Preâmbulo A criação de um programa de ocupação temporária de jovens contribui, substancialmente, para a sua formação, afastando-os dos perigos que

Leia mais

Regulamento Programa AnimaSénior

Regulamento Programa AnimaSénior Nota Justificativa O Município de Vouzela, ao longo dos anos, tem vindo a implementar programas e atividades destinados à população sénior residente no concelho, no âmbito do programa AnimaSénior, tendo

Leia mais

Regulamento de Campanha. Neste Natal Compre + Local. Nota justificativa

Regulamento de Campanha. Neste Natal Compre + Local. Nota justificativa Regulamento de Campanha Neste Natal Compre + Local Nota justificativa A Câmara Municipal de Gondomar, com sede na Praça Manuel Guedes, 4420-193 Gondomar, pessoa colectiva 506 848 957, telefone n.º 22 466

Leia mais

CONTRATO CESSÃO DE EXPLORAÇÃO

CONTRATO CESSÃO DE EXPLORAÇÃO CONTRATO CESSÃO DE EXPLORAÇÃO Primeiro Outorgante,.. com sede em.., N.º.., xxxx-xxx, com o NIF/NIPC xxx xxx xxx. Segundo Outorgante, JRG - Hotelaria, Lda, contribuinte n.º 506560821, com sede no Edifício

Leia mais

REGULAMENTO DE INCENTIVO À NATALIDADE

REGULAMENTO DE INCENTIVO À NATALIDADE REGULAMENTO DE INCENTIVO À NATALIDADE JUNTA DE FREGUESIA DE CANDEMIL Regulamento de Incentivo à Natalidade na Freguesia de Candemil Nota Justificativa Considerando que a diminuição da Natalidade é um problema

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE O MUNICÍPIO DE SETÚBAL E A ASSOCIAÇÃO CULTURAL FESTROIA

PROTOCOLO ENTRE O MUNICÍPIO DE SETÚBAL E A ASSOCIAÇÃO CULTURAL FESTROIA PROTOCOLO ENTRE O MUNICÍPIO DE SETÚBAL E A ASSOCIAÇÃO CULTURAL FESTROIA Introdução 1. A Câmara Municipal de Setúbal procedeu à inauguração do Cinema Charlot-Auditório Municipal em 31 de Maio de 2000. O

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS Considerando que: a) nos termos do disposto no artigo 23º da Lei

Leia mais

UNIÃO DAS FREGUESIAS DE SÃO JOÃO DAS LAMPAS E TERRUGEM REGULAMENTO DE APOIOS SOCIAIS

UNIÃO DAS FREGUESIAS DE SÃO JOÃO DAS LAMPAS E TERRUGEM REGULAMENTO DE APOIOS SOCIAIS UNIÃO DAS FREGUESIAS DE SÃO JOÃO DAS LAMPAS E TERRUGEM REGULAMENTO DE APOIOS SOCIAIS Outubro de 2014 REGULAMENTO DE APOIOS SOCIAIS Nota justificativa (art.º 116.º do Código do Procedimento Administrativo)

Leia mais

Regulamento do Cartão do Idoso do Município de Vila do Porto

Regulamento do Cartão do Idoso do Município de Vila do Porto MUNICÍPIO DE VILA DO PORTO Regulamento do Cartão do Idoso do Município de Vila do Porto Carlos Henrique Lopes Rodrigues, Presidente da Câmara Municipal do concelho de Vila do Porto: Torna público que,

Leia mais

Regulamento do Cartão - Jovem Raiano Município de Idanha-a-Nova. Preâmbulo

Regulamento do Cartão - Jovem Raiano Município de Idanha-a-Nova. Preâmbulo MUNICÍPIO DE IDANHA-A-NOVA Contribuinte número 501 121 030 CÂMARA MUNICIPAL DE IDANHA-A-NOVA Regulamento do Cartão - Jovem Raiano Município de Idanha-a-Nova Preâmbulo Considerando que o Município de Idanha-a-Nova,

Leia mais

AJUSTE DIRECTO/2014/18

AJUSTE DIRECTO/2014/18 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E ALUGUER DE PALCOS, CAMARINS E OUTROS EQUIPAMENTOS PARA INICIATIVA "CAIS DE FADO" A INSTALAR NA SERRA DO PILAR E MARGINAL DE GAIA AJUSTE DIRECTO/2014/18 CONTRAENTES:

Leia mais

REGULAMENTO RESPEITANTE AO FUNCIONAMENTO DA EXPOSIÇÃO DE VELHARIAS E ANTIGUIDADES DE BRAGA. Artigo 1º. Lei Habilitante

REGULAMENTO RESPEITANTE AO FUNCIONAMENTO DA EXPOSIÇÃO DE VELHARIAS E ANTIGUIDADES DE BRAGA. Artigo 1º. Lei Habilitante REGULAMENTO RESPEITANTE AO FUNCIONAMENTO DA EXPOSIÇÃO DE VELHARIAS E ANTIGUIDADES DE BRAGA Artigo 1º Lei Habilitante O presente Regulamento é elaborado ao abrigo do disposto na alínea a) do n. 0 2 do art.

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS

REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS (Aprovado na 8ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal realizada em 5 de Março de 1997, na 3ª Reunião da 2ª Sessão Ordinária

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO. 4. Por TITULAR entende-se a pessoa singular em nome do qual o Cartão é emitido e que ficará gravado no Cartão.

CONTRATO DE ADESÃO. 4. Por TITULAR entende-se a pessoa singular em nome do qual o Cartão é emitido e que ficará gravado no Cartão. CONTRATO DE ADESÃO CONCEITOS GERAIS 1. O Cartão Base União das Misericórdias a que se referem as presentes Condições Gerais de Utilização, adiante designado genericamente por Cartão, é propriedade da União

Leia mais

1. A associação tem os seguintes associados fundadores:

1. A associação tem os seguintes associados fundadores: ASSOCIAÇÃO Artigo 1.º Denominação e sede 1. A associação adopta a denominação. 2. A associação tem a sua sede na, freguesia de, concelho de. 3. A associação tem o número de pessoa colectiva e o número

Leia mais

Regulamento de Inscrição Municipal de Associação Cultural de Sintra IMACS

Regulamento de Inscrição Municipal de Associação Cultural de Sintra IMACS Regulamento de Inscrição Municipal de Associação Cultural de Sintra IMACS ( Com a alteração constante do Parecer da Comissão Permanente de Assuntos Sociais da Assembleia Municipal de Sintra ) 23 DE NOVEMBRO

Leia mais

Município de Vila Nova de Poiares Natal em Atividade. MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE POIARES CÂMARA MUNICIPAL DAG Desporto, Juventude e Associativismo

Município de Vila Nova de Poiares Natal em Atividade. MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE POIARES CÂMARA MUNICIPAL DAG Desporto, Juventude e Associativismo MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE POIARES CÂMARA MUNICIPAL DAG Desporto, Juventude e Associativismo NATAL EM ATIVIDADE NORMAS GERAIS DE FUNCIONAMENTO Nota introdutória A Câmara Municipal pretende desenvolver programas

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS

MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS O primeiro outorgante, o Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres, I.P., doravante designado

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DO TARIFÁRIO SOCIAL DE ÁGUA, SANEAMENTO E RESÍDUOS SÓLIDOS DA MAIA PREÂMBULO

REGULAMENTO MUNICIPAL DO TARIFÁRIO SOCIAL DE ÁGUA, SANEAMENTO E RESÍDUOS SÓLIDOS DA MAIA PREÂMBULO PREÂMBULO 1. A progressiva degradação da situação económica das famílias portuguesas, em virtude da situação em que se encontra todo o território nacional, exige aos serviços públicos, a tomada de decisões

Leia mais

Regulamento de Apoio a Instituições sem fins lucrativos do. Concelho de Monforte

Regulamento de Apoio a Instituições sem fins lucrativos do. Concelho de Monforte Regulamento de Apoio a Instituições sem fins lucrativos do Concelho de Monforte Considerando que a Constituição da República nos seus artigos 73, 78 e 79 consagra que todos têm o direito à educação e à

Leia mais

Regulamento sobre a atribuição de apoios para aquisição de medicação e do cartão municipal do idoso. Preâmbulo

Regulamento sobre a atribuição de apoios para aquisição de medicação e do cartão municipal do idoso. Preâmbulo Regulamento sobre a atribuição de apoios para aquisição de medicação e do cartão municipal do idoso Preâmbulo Os apoios sociais assumem particular relevância perante o atual panorama de fragilidade em

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Entre: Ordem dos Arquitectos, pessoa colectiva número 500 802 025, com sede na Travessa do Carvalho, 21-25, 1249-003 Lisboa, neste acto representada pelo Exmo. Sr. Arquitecto

Leia mais

REGULAMENTO DE APOIOS SOCIAIS

REGULAMENTO DE APOIOS SOCIAIS REGULAMENTO DE APOIOS SOCIAIS NOTA JUSTIFICATIVA (art.º 116.º do Código do Procedimento Administrativo) Considerando que: Cada vez mais é imprescindível a intervenção da freguesia no âmbito da Acção Social,

Leia mais

Gabinete de Auditoria e Qualidade APROVADO PELA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE SINTRA EM 8 DE FEVEREIRO DE 2008

Gabinete de Auditoria e Qualidade APROVADO PELA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE SINTRA EM 8 DE FEVEREIRO DE 2008 REGULAMENTO MUNICIPAL PARA O LICENCIAMENTO DAS ACTIVIDADES DE VENDA AMBULANTE DE LOTARIAS, DE VENDA DE BILHETES PARA ESPECTÁCULOS OU DIVERTIMENTOS PÚBLICOS EM AGÊNCIAS OU POSTOS DE VENDA E DE REALIZAÇÃO

Leia mais

Projeto de Regulamento de Concessão de Regalias Sociais aos Bombeiros da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Avisenses PREÂMBULO

Projeto de Regulamento de Concessão de Regalias Sociais aos Bombeiros da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Avisenses PREÂMBULO Projeto de Regulamento de Concessão de Regalias Sociais aos Bombeiros da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Avisenses PREÂMBULO O Regulamento de Concessão de Regalias Sociais aos Bombeiros

Leia mais

Desenvolvimento Económico REGULAMENTO PARA A ALIENAÇÃO DE LOTES PARA EMPRESAS DE I&D COM BASE TECNOLÓGICA NOTA JUSTIFICATIVA

Desenvolvimento Económico REGULAMENTO PARA A ALIENAÇÃO DE LOTES PARA EMPRESAS DE I&D COM BASE TECNOLÓGICA NOTA JUSTIFICATIVA REGULAMENTO PARA A ALIENAÇÃO DE LOTES PARA EMPRESAS DE I&D COM BASE TECNOLÓGICA NOTA JUSTIFICATIVA O licenciamento da localização, construção e instalação dos estabelecimentos será feito em conformidade

Leia mais

Regulamento de Ocupação Municipal Temporária de Desempregados(as) de Longa Duração

Regulamento de Ocupação Municipal Temporária de Desempregados(as) de Longa Duração Preâmbulo O Município de Mértola pretende criar um Programa de Ocupação Municipal Temporária de residentes no concelho de Mértola, que visa promover a empregabilidade em situações de desemprego. É de salientar

Leia mais

Proposta de Regulamento para atribuição do Cartão Municipal do Idoso

Proposta de Regulamento para atribuição do Cartão Municipal do Idoso Proposta de Regulamento para atribuição do Cartão Municipal do Idoso Nas sociedades contemporâneas reveste especial preocupação as condições e qualidade de vida, designadamente da população considerada

Leia mais

Universidade Portucalense Infante D. Henrique

Universidade Portucalense Infante D. Henrique Universidade Portucalense Infante D. Henrique Bolsas de Estudo Regulamento 1. Requisitos a cumprir para candidatura a) Não ser detentor de grau académico universitário; b) Não beneficiar de outra bolsa

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E O CENTRO CULTURAL E DESPORTIVO DOS TRABALHADORES DA CÂMARA MUNICIPAL DE MANTEIGAS

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E O CENTRO CULTURAL E DESPORTIVO DOS TRABALHADORES DA CÂMARA MUNICIPAL DE MANTEIGAS PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E O CENTRO CULTURAL E DESPORTIVO DOS TRABALHADORES DA CÂMARA MUNICIPAL DE MANTEIGAS Considerando que: a) nos termos do disposto no artigo 23º da

Leia mais

Projeto de Regulamento da Feira do Mel, Queijo e Pão

Projeto de Regulamento da Feira do Mel, Queijo e Pão Preâmbulo A Feira do Mel, Queijo e Pão, organizada pela Câmara Municipal de Mértola é uma iniciativa que visa promover, dinamizar e divulgar o artesanato, os produtos tradicionais e a gastronomia do concelho,

Leia mais

REGULAMENTO DO CARTÃO MUNICIPAL DE FAMILIAS NUMEROSAS

REGULAMENTO DO CARTÃO MUNICIPAL DE FAMILIAS NUMEROSAS REGULAMENTO DO CARTÃO MUNICIPAL DE FAMILIAS NUMEROSAS PREAMBULO A Declaração Universal dos Direitos do Homem e a Constituição da República Portuguesa consideram a família como uma célula fundamental para

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A ALI - ASSOCIAÇÃO DE APOIO DOMICILlÁRIO DE LARES E CASAS DE REPOUSO DE IDOSOS

PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A ALI - ASSOCIAÇÃO DE APOIO DOMICILlÁRIO DE LARES E CASAS DE REPOUSO DE IDOSOS PROTOCOLO ENTRE O EXÉRCITO PORTUGUÊS E A ALI - ASSOCIAÇÃO DE APOIO DOMICILlÁRIO DE LARES E CASAS DE REPOUSO DE IDOSOS 1. Preâmbulo A celebração do presente protocolo tem como objectivo assegurar aos militares

Leia mais

REGULAMENTO DO PAGAMENTO A PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA

REGULAMENTO DO PAGAMENTO A PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA REGULAMENTO DO PAGAMENTO A PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA Praça da República 7150-249 Borba Telf.: 268 891 630 Fax: 268 894 806 balcaounico@cm-borba.pt www.cm-borba.pt Contribuinte n.º 503

Leia mais

Município da Nazaré Serviços Municipalizados da Nazaré

Município da Nazaré Serviços Municipalizados da Nazaré Município da Nazaré Serviços Municipalizados da Nazaré Projecto de Regulamento do Pagamento em Prestações de Dívidas referentes à Receita dos Serviços de Fornecimento de Água, de Drenagem de Águas Residuais

Leia mais

REGULAMENTO DO CARTÃO MUNICIPAL DAR VIDA AOS ANOS. Preâmbulo

REGULAMENTO DO CARTÃO MUNICIPAL DAR VIDA AOS ANOS. Preâmbulo REGULAMENTO DO CARTÃO MUNICIPAL DAR VIDA AOS ANOS Preâmbulo Tendo por base o n. 8 do artigo 112. e o artigo 241. da Constituição da República Portuguesa, e no âmbito da prossecução das suas atribuições

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA CRIAÇÃO DE LOGÓTIPO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE VILA POUCA DE AGUIAR

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA CRIAÇÃO DE LOGÓTIPO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE VILA POUCA DE AGUIAR REGULAMENTO DO CONCURSO PARA CRIAÇÃO DE LOGÓTIPO DO CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE VILA POUCA DE AGUIAR 1 PROMOTOR O Conselho Municipal de Juventude do Município de Vila Pouca de Aguiar leva a efeito

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE PESCA DESPORTIVA

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE PESCA DESPORTIVA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE PESCA DESPORTIVA REGULAMENTO DE FILIAÇÕES (Aprovado em 26 de Abril de 2013) Artigo 1º Objeto Este regulamento estipula as normas administrativas gerais para a filiação de clubes,

Leia mais

!" #$%!"! &' %! '()*!+,

! #$%!! &' %! '()*!+, !" #$%!"! &' %! '()*!+, REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MUNICIPAL FAMÍLIA NUMEROSA NOTA JUSTIFICATIVA A Família, ao assumir-se como um elemento fundamental da sociedade, tendo direito à proteção da

Leia mais

[ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portadora do cartão de cidadão

[ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portadora do cartão de cidadão CONTRATO DE ARRENDAMENTO COMERCIAL [ ], [estado civil], residente na [ ], contribuinte fiscal n.º [ ], portador do cartão de cidadão n.º [ ], válido até [ ], contrata na qualidade de locador, doravante

Leia mais

ACORDO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE

ACORDO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE ACORDO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE Entre: 1. José de Mello Saúde Sociedade Gestora de Participações Sociais, S.A., com sede na Avenida Infante Santo, nº 34, 8º andar, em Lisboa, com o capital social

Leia mais

Termos e Condições de atribuição de Bolsas de Estudo para o Ensino Superior. Universidade Portucalense Infante D. Henrique

Termos e Condições de atribuição de Bolsas de Estudo para o Ensino Superior. Universidade Portucalense Infante D. Henrique Termos e Condições de atribuição de Bolsas de Estudo para o Ensino Superior Universidade Portucalense Infante D. Henrique 1. Requisitos a cumprir para candidatura a) Não ser detentor de grau académico

Leia mais

PROJETO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO À VACINAÇÃO INFANTIL NÃO COMPARTICIPADA

PROJETO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO À VACINAÇÃO INFANTIL NÃO COMPARTICIPADA PROJETO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIO À VACINAÇÃO INFANTIL NÃO COMPARTICIPADA Regulamento n.º / Aprovado em Câmara Municipal a Aprovado em Assembleia Municipal a PÁG. 01 / 09 CAPITULO I... 4 DISPOSIÇÕES

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DAS ESCOLAS DE TIRO 13 DE ABRIL DE 2010 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO REGULAMENTO DAS ESCOLAS DE TIRO As Escolas de Tiro Desportivo são um pilar essencial no desenvolvimento

Leia mais

REGULAMENTO DE INDEMNIZAÇÕES POR FORMAÇÃO

REGULAMENTO DE INDEMNIZAÇÕES POR FORMAÇÃO Aprovado em reunião de Direcção de 17 de Junho de 2010 Alterado o artigo 3º d) em reunião de Direcção de 29 de Julho de 2010 REGULAMENTO DE INDEMNIZAÇÕES POR FORMAÇÃO PREAMBULO Dando comprimento ao seu

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE GÓIS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE GÓIS REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DO LOGÓTIPO DO 1. Promotor e Disposições Gerais O Agrupamento de Escolas de Góis (AEG) leva a efeito o concurso de ideias para apresentação de propostas de

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO DOS RECINTOS ITINERANTES, IMPROVISADOS E DE DIVERSÃO PROVISÓRIA. Preâmbulo

REGULAMENTO MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO DOS RECINTOS ITINERANTES, IMPROVISADOS E DE DIVERSÃO PROVISÓRIA. Preâmbulo REGULAMENTO MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO DOS RECINTOS ITINERANTES, IMPROVISADOS E DE DIVERSÃO PROVISÓRIA Preâmbulo O Decreto-Lei nº 268/2009, de 29 de Setembro, veio reger o licenciamento dos recintos itinerantes

Leia mais

MODELO DE PROTOCOLO. Entre a Quercus e a IPSS

MODELO DE PROTOCOLO. Entre a Quercus e a IPSS MODELO DE PROTOCOLO ENTRE QUERCUS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO DA NATUREZA pessoa colectiva nº 501736492, com sede no Centro Associativo do Calhau, Bairro do Calhau, 1500-045 Lisboa, neste acto representada

Leia mais

MUNICÍPIO DE LAGOA AÇORES REGULAMENTO DO PAGAMENTO EM PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA. Preâmbulo

MUNICÍPIO DE LAGOA AÇORES REGULAMENTO DO PAGAMENTO EM PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA. Preâmbulo REGULAMENTO DO PAGAMENTO EM PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA Preâmbulo O Regulamento Municipal dos Sistemas Públicos e Predial de Distribuição de Água e Drenagem de Águas Residuais do Concelho

Leia mais

PROTOCOLO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

PROTOCOLO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROTOCOLO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Entre: APAVT - Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo, com sede em Lisboa, na Rua Duque de Palmela, 2-1º Dtº, pessoa colectiva n.º 500910839, adiante

Leia mais

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E LIMPEZA URBANA PELA EGEO TECNOLOGIA E AMBIENTE, S.A.

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E LIMPEZA URBANA PELA EGEO TECNOLOGIA E AMBIENTE, S.A. REGULAMENTO TARIFÁRIO E DE EXPLORAÇÃO DA CONCESSÃO DOS SERVIÇOS DE LIMPEZA URBANA E RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ÁREA DE JURISDIÇÃO DA APL -ADMINISTRAÇÃO DO PORTO DE LISBOA, S.A. ANEXO II MODELO

Leia mais

MODELO DE PROTOCOLO. Entre a Quercus e Empresa Intermunicipal de Recolha Selectiva de Resíduos

MODELO DE PROTOCOLO. Entre a Quercus e Empresa Intermunicipal de Recolha Selectiva de Resíduos MODELO DE PROTOCOLO Entre a Quercus e Empresa Intermunicipal de Recolha Selectiva de Resíduos ENTRE QUERCUS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO DA NATUREZA pessoa colectiva nº 501736492, com sede no Centro

Leia mais

PRIMEIRA (OBRIGAÇÕES DA PRIMEIRA OUTORGANTE)

PRIMEIRA (OBRIGAÇÕES DA PRIMEIRA OUTORGANTE) PROTOCOLO BANIF BANCO INTERNACIONAL DO FUNCHAL E A SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA, ATRAVÉS DA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DONA LUCINDA ANDRADE Entre: Escola Básica e Secundária Dona Lucinda de

Leia mais

AVISO REGULAMENTO PARA ALIENAÇÃO DE FOGOS PROPRIEDADE DA CÂMARA MUNICIPAL DE PORTALEGRE NOTA JUSTIFICATIVA

AVISO REGULAMENTO PARA ALIENAÇÃO DE FOGOS PROPRIEDADE DA CÂMARA MUNICIPAL DE PORTALEGRE NOTA JUSTIFICATIVA Publique-se no Diário da República O Presidente da Câmara, AVISO Aprovado pela Câmara Municipal de Portalegre em sua reunião ordinária, realizada em 12 de Novembro de 2003 e pela Assembleia Municipal em

Leia mais

Regulamento de Utilização do Campo Municipal de Jogos de Sobral de Monte Agraço

Regulamento de Utilização do Campo Municipal de Jogos de Sobral de Monte Agraço Regulamento de Utilização do Campo Municipal de Jogos de Sobral de Monte Agraço Reunião de Câmara (aprovação do projeto) 20/04/2015 Edital (apreciação pública) 29/2015, de 05/05/2015 Publicado (projeto)

Leia mais

MUNICÍPIO DE BARRANCOS

MUNICÍPIO DE BARRANCOS MUNICÍPIO DE BARRANCOS Regulamento do Programa Casa Jovem Programa Municipal de Apoio ao Arrendamento Jovem e de Incentivo ao Mercado de Arrendamento Local Preâmbulo No âmbito do Programa de Intervenção

Leia mais

LICENCIAMENTO DO EXERCÍCIO DA ACTIVIDADE DE EXPLORAÇÃO DE MÁQUINAS DE DIVERSÃO

LICENCIAMENTO DO EXERCÍCIO DA ACTIVIDADE DE EXPLORAÇÃO DE MÁQUINAS DE DIVERSÃO REGULAMENTO DE EXPLORAÇÃO DE MÁQUINAS AUTOMÁTICAS, MECÂNICAS, ELÉCTRICAS E ELECTRÓNICAS DE DIVERSÃO Nos termos do disposto nos artigos 112.º, n.º 8 e 241.º da Constituição da República Portuguesa, do preceituado

Leia mais

Ficha de Protocolo. Serviços/Produtos: Prestação de Serviços de Psicologia, Terapia da Fala, Reabilitação Psicomotora e Apoio Pedagógico

Ficha de Protocolo. Serviços/Produtos: Prestação de Serviços de Psicologia, Terapia da Fala, Reabilitação Psicomotora e Apoio Pedagógico Ficha de Protocolo Resumo do Protocolo Entidade: APOIOXXI Centro de Apoio Psicopedagogico, Lda Local: Vila Nova de Gaia Serviços/Produtos: Prestação de Serviços de Psicologia, Terapia da Fala, Reabilitação

Leia mais

Regulamento Municipal do Projeto VIVER mais, VIVER melhor. Nota Justificativa

Regulamento Municipal do Projeto VIVER mais, VIVER melhor. Nota Justificativa Regulamento Municipal do Projeto VIVER mais, VIVER melhor Nota Justificativa Consciente de que no concelho de Mesão Frio o envelhecimento da população é uma realidade que conduz ao isolamento da pessoa

Leia mais

NORMAS DE APOIO ÀS FAMÍLIAS PARA FREQUÊNCIA DOS CENTROS DE ATIVIDADES DE TEMPOS LIVRES, NO ÂMBITO DA AÇÃO SOCIAL

NORMAS DE APOIO ÀS FAMÍLIAS PARA FREQUÊNCIA DOS CENTROS DE ATIVIDADES DE TEMPOS LIVRES, NO ÂMBITO DA AÇÃO SOCIAL NORMAS DE APOIO ÀS FAMÍLIAS PARA FREQUÊNCIA DOS CENTROS DE ATIVIDADES DE TEMPOS LIVRES, NO ÂMBITO DA AÇÃO SOCIAL A Câmara Municipal de Sesimbra apoia famílias de contexto socioeconómico fragilizado, através

Leia mais

Anexo II CONTRATO DE ARRENDAMENTO RURAL AGRÍCOLA. Primeiro: Município de Santa Maria da Feira, pessoa coletiva de Direito Público com sede em Praça da

Anexo II CONTRATO DE ARRENDAMENTO RURAL AGRÍCOLA. Primeiro: Município de Santa Maria da Feira, pessoa coletiva de Direito Público com sede em Praça da Anexo II CONTRATO DE ARRENDAMENTO RURAL AGRÍCOLA OUTORGANTES: Primeiro: Município de Santa Maria da Feira, pessoa coletiva de Direito Público com sede em Praça da República, em Santa Maria da Feira, contribuinte

Leia mais

Município de Mesão Frio

Município de Mesão Frio 2016 REGULAMENTO MUNICIPAL BOMBEIRO VALORIZA MAIS Preâmbulo Os bombeiros portugueses, fortemente assentes no regime de voluntariado, são a espinha dorsal do sistema nacional de proteção civil. Da prática

Leia mais

MUNICIPIO DO CRATO CÂMARA MUNICIPAL PROGRAMA DE DINAMIZAÇÃO SOCIAL DO CONCELHO DO CRATO. "DINÂMICA JOVEM" REGULAMENTO Preâmbulo

MUNICIPIO DO CRATO CÂMARA MUNICIPAL PROGRAMA DE DINAMIZAÇÃO SOCIAL DO CONCELHO DO CRATO. DINÂMICA JOVEM REGULAMENTO Preâmbulo MUNICIPIO DO CRATO CÂMARA MUNICIPAL PROGRAMA DE DINAMIZAÇÃO SOCIAL DO CONCELHO DO CRATO "DINÂMICA JOVEM" REGULAMENTO Preâmbulo 1. Portugal integra a União Europeia cujos países membros, acima de quaisquer

Leia mais

REGULAMENTO. P.A. - Projeto Artístico FESTIVAL DE BANDAS

REGULAMENTO. P.A. - Projeto Artístico FESTIVAL DE BANDAS REGULAMENTO P.A. - Projeto Artístico FESTIVAL DE BANDAS 2013 Nota Introdutória O P.A. - Projeto Artístico é uma iniciativa de educação pela arte da Casa da Juventude, que surge no seguimento dos propósitos

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO - PROMESSA DE COMPRA E VENDA

MINUTA DE CONTRATO - PROMESSA DE COMPRA E VENDA MINUTA DE CONTRATO - PROMESSA DE COMPRA E VENDA Entre: INSTITUTO DA HABITAÇÃO E DA REABILITAÇÃO URBANA, I.P., pessoa coletiva nº 501 460 888, com sede na Avenida Columbano Bordalo Pinheiro, 5, 1099-019

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE A UNEY UNIÃO DE ESCOLAS DE YOGA, LDA E A. EUROPACOLON PORTUGAL Associação de Luta contra o Cancro do Intestino

PROTOCOLO ENTRE A UNEY UNIÃO DE ESCOLAS DE YOGA, LDA E A. EUROPACOLON PORTUGAL Associação de Luta contra o Cancro do Intestino PROTOCOLO ENTRE A UNEY UNIÃO DE ESCOLAS DE YOGA, LDA E A EUROPACOLON PORTUGAL Associação de Luta contra o Cancro do Intestino 1.Preâmbulo A celebração do presente protocolo tem como objectivo assegurar

Leia mais

Decreto-Lei n. 279/97 de 11 de Outubro

Decreto-Lei n. 279/97 de 11 de Outubro Decreto-Lei n. 279/97 de 11 de Outubro Definição... 2 Natureza... 2 Sede... 2 Denominação... 2 Objecto... 2 Constituição... 3 Estatutos... 3 Inscrição no Registo Nacional de Clubes e Federações Desportivas...

Leia mais

Regulamento Municipal para a Utilização e Cedência dos Veículos Automóveis de Transporte Colectivo de Passageiros da Câmara Municipal de Ílhavo

Regulamento Municipal para a Utilização e Cedência dos Veículos Automóveis de Transporte Colectivo de Passageiros da Câmara Municipal de Ílhavo Regulamento Municipal para a Utilização e Cedência dos Veículos Automóveis de Transporte Colectivo de Passageiros da Câmara Municipal de Ílhavo Artigo 1.º Lei habilitante O presente Regulamento Municipal

Leia mais