Município de Leiria Câmara Municipal

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Município de Leiria Câmara Municipal"

Transcrição

1 Levantamento Funcional do Centro Histórico da Cidade de Leiria Área Comercial Fase I Relatório Nível Zero (Rés do chão) Cristina Dinis, Técnica S. de Sociologia Hugo Rosa, Técnico de Informática Setembro de 2012

2 Índice 1 Introdução 1 2 Metodologia 2 3 Caracterização do comércio / serviços, ao nível do rés do chão Delimitação da área de estudo Levantamento do comércio / serviços, por grupos de ruas Tabela identificativa dos estabelecimentos e tratamento dos resultados Apresentação dos resultados globais Distribuição dos estabelecimentos, por ramo de atividade 19 4 Estabelecimentos devolutos, ao nível do rés do chão Tabela identificativa dos estabelecimentos devolutos 20 5 A dinâmica comercial do Centro Histórico 22 6 Nota conclusiva 23 Anexos: I Planta nº1 Delimitação da área de estudo II Planta nº2 Localização dos estabelecimentos comerciais e serviços III Planta nº3 Localização dos estabelecimentos comerciais e serviços (abertos e devolutos) IV Planta nº4 Agrupamento de ruas por proximidade geográfica V Fichas (formulário) com a caracterização dos estabelecimentos comercias abertos VI Fichas (formulário) com a caracterização dos estabelecimentos comerciais devolutos 1

3 Índice de plantas Planta nº 1 Delimitação da área comercial do Centro Histórico 3 Índice de tabelas Tabela nº 1 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G1 4 Tabela nº 2 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G2 5 Tabela nº3 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G3 6 Tabela Nº4 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G4 7 Tabela nº5 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G5 9 Tabela nº6 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G6 10 Tabela nº7 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G7 12 Tabela nº8 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G8 13 Tabela nº9 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G9 14 Tabela nº10 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G10 16 Tabela nº11 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G11 17 Tabela nº12 Estabelecimentos comerciais devolutos, por rua 20 Tabela nº13 Identificação dos estabelecimentos que abriram e dos que fecharam, entre abril e setembro 22 Índice de figuras Figura nº 1 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G1 4 Figura nº 2 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G2 5 Figura nº 3 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G3 7 Figura nº 4 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G4 8 Figura nº 5 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G5 10 Figura nº 6 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G6 11 Figura nº 7 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G7 12 Figura nº 8 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G8 14 Figura nº 9 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G9 15 Figura nº 10 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G10 17 Figura nº 11 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G11 18 Figura nº 12 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos, por ramo de atividade dados globais 18 Figura nº 13 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos comerciais devolutos, por ramo de atividade 21 2

4 1 Introdução O Centro Histórico da cidade de Leiria é o palco de um entrelaçado de dinâmicas sociais, económicas, culturais e arquitetónicas. Esta é uma das razões pelas quais esta zona nobre da cidade continua a ser o ícon, o coração, o elemento identitário mais apadrinhado pelos leirienses, habitantes e transeunte, sempre que está em causa a descrição da cidade. Neste contexto, e tendo consciência do constante devir, verificamos que a realidade urbana muda, passando mesmo por várias fases. Umas mais promissoras do que outras, variando também o índice de carga positiva das mesmas. É este conjunto de estádios que permite a construção do seu verdadeiro equilíbrio. Neste ponto, temos consciência que este percurso natural não pode ser deixado à deriva. Ele tem que ser conduzido. É aqui que o Poder Local e as suas políticas de Planeamento Urbano têm um papel fundamental. O facto de estar constantemente a mudar não desresponsabiliza as entidades competentes e todas as pessoas que, de maneira mais direta ou indireta, intervenham no Centro Histórico. Mas aqui o Poder local tem uma responsabilidade acrescida. Esta é uma das razões pelas quais estamos a fazer este trabalho de diagnóstico. Importa ter uma noção o mais real possível dos problemas existentes para se proceder a ajustes nas políticas e prioridades para o Centro Histórico. Ao fazermos uma análise mais objetiva concluímos que, nos últimos anos, temos tido mudanças positivas ao nível do espaço público, ao nível do edificado e ao nível social e económico. Também é certo que há problemas que se têm agravado. Não se pode ter a ilusão de que de um momento para o outro, quando o edificado estiver todo recuperado, a reabilitação urbana integral da área tenha sido conseguida. Para haver equilíbrio tem que haver variedade, miscigenação e identidade na dimensão social e económica. É preciso cativar novos moradores e comerciantes e sobretudo criar condições para que os que lá se encontram permaneçam. É nestes que está a ligação ao meio físico e social, o conhecimento do local e dos seus modos de vida. Tem que haver uma procura natural, por parte dos futuros habitantes, dos comércios e serviços a instalar e a dinamizar, bem como dos seus utilizadores e transeuntes. Tanto os atuais residentes como os novos têm que gostar do local, têm que se identificar com o mesmo. Só assim poderão contribuir para o equilíbrio urbano, nas suas várias dimensões. 1

5 Dada a complexidade da reabilitação urbana e, no sentido de se obter a melhor integração possível, é preciso que esta tenha o seu tempo de maturação. A de Leiria consciente da importância do seu papel na condução do processo de reabilitação, está a elaborar este trabalho que servirá de registo do que esta zona tem de melhor e pior e das tendências que se têm vindo a desenhar ao nível funcional. 2 Metodologia Com o objetivo de diagnosticarmos a realidade funcional do Centro Histórico, optámos por fazê lo em várias etapas. Assim, a 1ª fase, tem como objeto de análise o nível zero, correspondente ao rés do chão dos edifícios, visa registar o universo de estabelecimentos de comércio e serviços. Temos consciência que, dentro da zona comercial, a dinâmica económica e social diverge muito. No sentido de melhor se detetar ou não a predominância de determinados ramos de atividade, optámos por agrupar determinadas ruas/largos tendo em conta a sua proximidade geográfica e os principais eixos de atravessamento. É claro que esta organização é essencialmente metodológica porque ao nível do espaço público, sendo a principal característica a permeabilidade e fluidez, a nossa opção pode ser discutível. Assim, no ponto 3, criamos onze subgrupos de ruas que são apresentados sequencialmente em tabelas (tipo de comércio, nome, ramo de atividade, etc.) e fazemos uma breve análise dos dados de forma a divulgar os principais ramos de atividade em cada conjunto. Para melhor se percecionarem os dados, apresentamos os somatórios dos ramos de atividade em quadro e em gráfico. No final do ponto 3, fazemos uma visão de conjunto, analisamos os resultados globais e as tendências mais marcantes da área. No ponto 4 apresentamos um levantamento dos espaços comerciais que se encontram devolutos e, sempre que possível, fazemos uma breve caracterização do último tipo de comércio que ali se instalou. Nos anexos apresentamos as ficha (formulários) respeitantes a cada estabelecimento (aberto e devoluto), na qual consta uma imagem com a planta de localização, uma fotografia e os dados gerais que caraterizam o estabelecimento (nome, localização, proprietário (s), contacto (s), CAE, informação cadastral (DPERB s; DEPEC s), etc. 2

6 Pretende se que este levantamento assuma uma vertente estática que serve de base a uma análise profunda, respeitando determinados intervalos. Por outro lado, no sentido de acompanharmos a dinâmica comercial do Centro Histórico, esta ficha vai sendo atualizada assim que surja informação nova, tendo para isso um campo específico onde menciona a data em que a última alteração foi processada. Os dados aqui apresentados reportam se ao 1º trimestre de 2012, uma vez que o trabalho de campo já foi efetuado em Março. Pelo facto de terem surgido outros trabalhos prioritários só agora foi possível analisálos e elaborar o relatório. Como a realidade económica é muito volátil, temos consciência de que já há novidades no Centro Histórico, umas lojas já abriram e outras já fecharam, por tal motivo no ponto 5 deste relatório propomonos registar essas alterações. 3

7 3 Caracterização do comércio/serviços, ao nível do rés do chão 3.1 Delimitação da área de estudo Planta nº 1 Delimitação da área comercial do Centro Histórico Fonte: Gabinete de Reabilitação Urbana, de Leiria 4

8 3.2 Levantamento do comércio / serviços, por grupos de ruas Tabela identificativa dos estabelecimentos e tratamento contabilístico dos resultados Tabela nº 1 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G1 (ver localização na planta nº 4) ID código 1 Caracterização do comércio / serviço, ao nível do Rés do Chão, por rua Localização Identificação Rua / Largo Q L Nº Matriz Ed Tipo de comércio / serv. Nome Ramo de atividade 22 Largo Cónego Maia U Loja de móveis Vitra Home Collection Equipamento para o lar (11) 23 Rua D. Sancho I U Oficina Hingá Serviços de reparação (12) 78 Rua Almeida Garrett U Taberna Adega Popular Prod. alimentares e bebidas (2) 31 Rua Almeida Garrett U Restaurante Adega dos Caçadores Prod. alimentares e bebidas (2) 77 Rua Almeida Garrett U Restaurante Adega Regional Prod. alimentares e bebidas (2) 27 Largo das F. Armadas U Restaurante O Paço Prod. alimentares e bebidas (2) 32 Largo das F. Armadas , 19 U Pronto a vestir Zara Artigos pessoais (3) 149 Largo das F. Armadas U Pronto a vestir Shopone Artigos pessoais (3) 30 Largo das F. Armadas U Pronto a vestir criança Lego Artigos pessoais (3) 29 Largo das F. Armadas U Pronto a vestir Cisma Artigos pessoais (3) 26 Largo das F. Armadas 4 1 1, 2 U Loja de plásticos Crislana Equipamento para o lar (11) 28 Largo das F. Armadas U Mercearia Os Filipes Prod. alimentares e bebidas (2) 49 Largo Paio Guterres U Perfumaria Ferreira Artigos pessoais (3) 50 Largo Paio Guterres U Roupa interior Mini meia Artigos pessoais (3) 51 Largo Paio Guterres 4 3 6, 7, 8 U Retrosaria Casa Fundão Prod. alimentares e bebidas (2) 52 Largo Paio Guterres 5 7 9, 9B U Estab. de bebidas Pastelaria Santos (J12) Prod. alimentares e bebidas (2) 47 Largo Paio Guterres U Estab. de bebidas Gato Preto (C6) Prod. alimentares e bebidas (2) 48 Largo Paio Guterres U Retrosaria Célibordados Artigos pessoais (3) Figura nº 1 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G1 1 Estabelecimentos por Freq. ramo de atividade Prod. alimentares e 8 bebidas Artigos pessoais 7 Equipamento para o lar 2 Serviços de reparação 1 Total: 18 5

9 Nestas ruas, os ramos de atividade mais marcantes são os relacionados com os produtos alimentares, essencialmente da área da restauração e bebidas, bem como os relacionados com os artigos pessoais, dos quais se destaca o tipo de comércio de pronto a vestir. Neste caso, o exemplo mais emblemático e potenciador de uma enorme dinâmica social e económica, por ser um elemento âncora, é a loja da marca ZARA, que também beneficia do facto de estar inserida numa zona nobre da cidade. Tabela nº 2 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G2 (ver localização na planta nº 4) ID Código 2 Caraterização do comércio / serviço, ao nível do Rés do Chão, por rua Localização Identificação Rua / Largo Q L Nº Matriz Edif. Tipo de comércio/serviço Nome Ramo de atividade 196 Rua Acácio de Paiva 7 2 9A U Estofador Ferreira Equipamento para o lar (11) 122 Rua Acácio de Paiva U Tinturaria / Lavandaria Americana Saúde, higiene e beleza (4) 197 Rua Acácio de Paiva 7 1 2A U Oficina de arqueologia Casa dos Pintores Serviço Público (12) 145 Rua da Vitória A U Barbeiro Cabeleireiro Vitória Saúde, higiene e beleza (4) 146 Rua da Vitória U Artesanato Bordados Maria Paiva Artigos pessoais (3) 148 Rua da Vitória U Retrosaria Faelan Artigos pessoais (3) 150 Rua da Vitória U Gás propano Vitoriagás Equipamento para o lar (11) 151 Rua da Vitória U Estabelecimento bebidas Vitória 27 Prod. alimentares e bebidas (2) 24 Rua da Vitória U Tipografia Carlos Silva Carlos Silva Outros serviços (1) 147 Rua da Vitória B U Tatuagem Tatoo Club Body Piercing Saúde, higiene e beleza (4 241 Largo da Sé U Bar Anubis Prod. alimentares e bebidas (2) 246 Largo da Sé 11 1 s/nº U Igreja Sé Catedral Outros serviços (1) Figura nº 2 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G2 2 Estabelecimentos por ramo de atividade Freq. Outros serviços 1 Prod. alimentares e bebidas 2 Artigos pessoais 2 Saúde, higiene e beleza 3 Equipamento para o lar 2 Serviço Público 1 Total: 10 6

10 Neste grupo de ruas, apesar de ser o ramo de atividade ligado à saúde, higiene e beleza o mais frequente, como estamos perante um universo de lojas pequeno, não há nenhum setor a destacar. Veja se que a Rua Acácio Paiva é parca na sua propensão para o comércio, realidade que poderá mudar com a dinamização do Centro Cívico. O Largo da Sé é um espaço que do ponto de vista comercial está subaproveitado. Dada a sua morfologia, proximidade da Sé catedral e enquanto eixo privilegiado de atravessamento para a quota superior da cidade (Avenida Ernesto Korrodi, Castelo e Vários serviços públicos), e na ligação da Rua Barão de Viamonte ao largo Cónego Maia e ao largo da Forças Armadas, é um local privilegiado para a instalação de determinados setores de atividade. Teria muito a ganhar com a reabilitação do seu edificado. Largo 5 de Outubro grupo de ruas G3 (ver localização na planta nº 4) Imagem nº 1, 2 e 3: Lg. 5 de Outubro / Pª Goa Damão e Diu Fonte: Plano Estratégico, 2008 Tabela nº3 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G3 (ver localização na planta nº 4) 3 Caraterização do comércio / serviço, ao nível do Rés do Chão, por rua ID Código Localização Identificação Rua / Largo Q L Nº Matriz Edif. Tipo de comércio/serviço Nome Ramo de atividade 242 Jard. Luís de Camões 39 S/L s/nº U Café / pastelaria O Quiosque de Leiria Prod. alimentares e bebidas (2) 2 Jard. Luís de Camões s/nº U Restauração Cervejaria Camões (I3) Prod. alimentares e bebidas (2) 243 Jard. Luís de Camões 39 S/L s/nº U Posto de turismo Posto de turismo Serviço Público (12) 4 Largo 5 de Outubro U Pronto a vestir Gossip Artigos pessoais (3) 5 Largo 5 de Outubro U Ótica Central Saúde, higiene e beleza (4) 8 Largo 5 de Outubro U Roupa interior Noivas Paris Artigos pessoais (3) 6 Largo 5 de Outubro , 36 U Farmácia Baptista Saúde, higiene e beleza (4) 7 Largo 5 de Outubro U Roupa interior Benetton Artigos pessoais (3) 9 Largo 5 de Outubro U Tabacaria Marques Lazer, desporto e cultura (5) 10 Largo 5 de Outubro U Roupa interior Intimissimi Artigos pessoais (3) 7

11 11 Largo 5 de Outubro U Museu Banco de Portugal Serviço Público (12) 3 Largo 5 de Outubro U Ótica Multi óticas Saúde, higiene e beleza (4) 64 Largo 5 de Outubro U Pronto a vestir Stefanel Artigos pessoais (3 33 Pª Goa Damão e Diu U Instituição Bancária Santander Totta Serviços financeiros e seguros (10) 238 Pª Goa Damão e Diu 39A 1 S/nº U Instituição Bancária Caixa Geral de Depósitos Serviços financeiros e seguros (10) 180 R. Franc. Pimentel U Pronto a vestir Lion of Porches Artigos pessoais (3) 179 R. Franc. Pimentel U Pronto a vestir Lacost Artigos pessoais (3) 223 Rua Vasco da Gama U Instituição Bancária Montepio Serviços financeiros e seguros (10) 224 Rua Vasco da Gama U Ourivesaria Antiga Artigos pessoais (3) 222 Rua Vasco da Gama U Cabeleireiro Ermelinda Beauty Center Saúde, higiene e beleza (4) Figura nº 3 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G3 3 Estabelecimentos por Freq. ramo de atividade Prod. alimentares e bebidas 2 Artigos pessoais 8 Saúde, higiene e beleza 4 Lazer, desporto e cultura 1 Serviços financeiros e 3 seguros Serviço Público 2 Total: 20 Na realidade urbana de Leiria este conjunto de largos assume um lugar privilegiado, dada a sua morfologia, topografia, dimensão e proximidade ao rio. Assume se como uma área de charneira entre o casario do Centro Histórico, a ligação pedonal deste ao outro lado do Rio Bairro dos Anjos e a ligação pedonal entre a zona sul e Norte Maringá da Cidade. Este conjunto de largos é um dos mais importantes eixos de ligação da cidade. Como se assume como uma zona de atravessamento e de passeio é lógico que, em termos comerciais, seja cativante para o ramo dos artigos pessoais, destacando se de forma especial as lojas de roupa. Esta zona, possuidora de um conjunto de fatores urbanos de destaque, tem sido atrativa para o comércio de rua, sobretudo lojas de franchaising, essencialmente marcas internacionais, detentoras de uma imagem muito forte porque aliam a captação das atenções do transeunte ao aumento do volume de vendas. 8

12 Tabela nº4 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G4 (ver localização na planta nº 4) 4 Caraterização do comércio / serviço, ao nível do Rés do Chão, por rua ID Código Localização Identificação Rua / Largo Q L Nº Matriz Edif. Tipo de comércio / serviço Nome Ramo de atividade 168 Rua D. Dinis a 7 U Livraia / papelaria Gráfica de Leiria Lazer, desporto e cultura (5) 176 Rua D. Dinis a 15 U Eletrodomésticos Casa Cil Equipamento para o lar (11) 173 Rua D. Dinis a 21 U Eletrodomésticos Casa Nabais Equipamento para o lar (11) 174 Rua D. Dinis U Café / Pastelaria Aromas Prod. alimentares e bebidas (2) 171 Rua D. Dinis U Pronto a vestir Casa Jorge (inclui o Lt. 3) Artigos pessoais (3) 175 Rua D. Dinis U Ourivesaria Brilhante Artigos pessoais (3) 172 Rua D. Dinis a 28 U Lãs Brancal Artigos pessoais (3) 170 Rua D. Dinis a 18 U Livraria / papelaria Martins Lazer, desporto e cultura (5) 169 Rua D. Dinis U Bijuteria Miss Bijoux Artigos pessoais (3) 74 Rua A. de Albu U Estética Lurdes Saúde, higiene e beleza (4) 76 Rua A. de Albu A U Talho Leiria Prod. alimentares e bebidas (2) 75 Rua A. de Albu U Hotel Leiriense Serviço de hotelaria (7) Figura nº 4 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G4 4 Estabelecimentos por Freq. ramo de atividade Prod. alimentares e bebidas 2 Artigos pessoais 4 Saúde, higiene e beleza 1 Lazer, desporto e cultura 2 Serviço de hotelaria 1 Equipamento para o lar 2 Total: 12 Ao analisarmos o gráfico nº4 rapidamente constatamos que o sector dos artigos pessoais é o mais representado nestas ruas. Apesar de neste grupo só termos duas ruas, as mais diretas vias de ligação do largo Paio Guterres à praça Rodrigues Lobo, facilmente constatamos que em temos de dinâmica económica e social, a rua D. Dinis está num patamar superior à rua Afonso de Albuquerque. Consideramos que esta última por ser mais estreita e sombria, por parte dos seus edifícios estarem num estado avançado de degradação, não é tão atrativa, criando também pouco fluxo pedonal. 9

13 Com a dinamização do Centro Cívico a rua Afonso de Albuquerque, que constitui também uma alternativa na ligação deste à Praça Rodrigues lobo, pode vir a ter um maior fluxo pedonal. Praça Rodrigues Lobo grupo de ruas G5 (ver localização na planta nº 4) Imagem nº 4 (Fonte: Plano Estratégico, 2008) 5 e 6: Pª Rodrigues Lobo (dia e noite) Tabela nº5 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G5 (ver localização na planta nº 4) 5 Caraterização do comércio / serviço, ao nível do Rés do Chão, por rua ID Código Localização Rua / Largo Q L Nº Identificação Matriz Tipo de comércio / Ed. serviço Nome Ramo de atividade 70 Pr.ª Rodrigues Lobo U Meias Calzedónia Portugal Artigos pessoais (3) 239 Pr.ª Rodrigues Lobo U Instituição Bancária Millenium BCP Serviços financ. e seguros (10) 67 Pr.ª Rodrigues Lobo U Cabeleireiro Ângela Lopes Saúde, higiene e beleza (4) 68 Pr.ª Rodrigues Lobo U Café Pastelaria Favo de Mel Prod. alimentares e bebidas (2) 69 Pr.ª Rodrigues Lobo U Pronto a vestir Casa Jorge (inclui o lt. 3) Artigos pessoais (3) 54 Pr.ª Rodrigues Lobo U Livraria Ipsy`s Lazer, desporto e cultura (5) 65 Pr.ª Rodrigues Lobo U Ourivesaria Fonseca Artigos pessoais (3) 63 Pr.ª Rodrigues Lobo U Instituição Bancária Big Serviços financ. e seguros (10) 62 Pr.ª Rodrigues Lobo U Instituição Bancária ActivoBank Serviços financ. e seguros (10) 61 Pr.ª Rodrigues Lobo U Estabelec. bebidas Praça Caffé (F3) Prod. alimentares e bebidas (2) 59 Pr.ª Rodrigues Lobo U Estabelec. bebidas Arcádia (F5) Prod. alimentares e bebidas (2) 58 Pr.ª Rodrigues Lobo U Estabelec. bebidas Aldeia dos Sabores (F4) Prod. alimentares e bebidas (2) 57 Pr.ª Rodrigues Lobo U Ótica Oliveira Saúde, higiene e beleza (4) 56 Pr.ª Rodrigues Lobo U Pronto a vestir Dressing Room Artigos pessoais (3) 55 Pr.ª Rodrigues Lobo U Pronto a vestir Kookai Artigos pessoais (3) 71 Pr.ª Rodrigues Lobo , 9 U Estabelec. bebidas Martim e Thomas (F8) Prod. alimentares e bebidas (2) 66 Pr.ª Rodrigues Lobo U Estabelec. bebidas Chico Lobo (F6) Prod. alimentares e bebidas (2) 60 Pr.ª Rodrigues Lobo U Restauração e bebidas Mata Bicho Prod. alimentares e bebidas (2) 10

14 Figura nº 5 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G5 5 Estabelecimentos por ramo de Freq atividade Prod. alimentares e bebidas (2) 7 Artigos pessoais (3) 5 Saúde, higiene e beleza (4) 2 Lazer, desporto e cultura (5) 1 Serviços financeiros e seguros (10) 3 Total: 18 A praça Rodrigues Lobo é o ponto central do Centro Histórico e da cidade de Leiria, é, desde os seus primórdios, um dos símbolos mais importantes dos leirienses. Mas se analisarmos a sua evolução ao longo dos tempos, constatamos que passou por várias fases, umas mais promissoras do que outras. Se compararmos a realidade social e económica da praça de hoje com a realidade da praça há doze anos atrás, constatamos que há diferenças enormes. Em 2000, os cafés existentes não abriam ao domingo. Os habitantes e transeuntes percorriam o Centro Histórico e não tinham onde tomar café. Na praça não havia vida. Este local, atualmente, é também o símbolo da mudança e modernização, aleou a riqueza arquitetónica, histórica e morfológica à dimensão económica e teve como resultado uma dinâmica social intergeracional muito mais viva. Aqui, assiste se ao predomínio de estabelecimentos de restauração e bebidas que, apoiados nas suas esplanadas atraíram as pessoas para a praça, dinamizando este espaço público de excelência. Tabela nº6 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G6 (ver localização na planta nº 4) ID Código 6 Caraterização do comércio / serviço, ao nível do Rés do Chão, por rua Localização Identificação Rua / Largo Q L Nº Matriz Edif. Tipo de comércio / serviço Nome Ramo de atividade 228 Travessa da Tipografia U Sapateiro Armindo Artigos pessoais (3) 193 Rua Latino Coelho U Sapateira Fernanda Artigos pessoais (3) 194 Rua Latino Coelho 16 1 S/N U Escola de música Orfeão Serviço recre, cultural e patri (8) 206 Rua Miguel Bombarda U Pronto a vestir Skulk Artigos pessoais (3) 207 Rua Miguel Bombarda U Pronto a vestir Tucha Artigos pessoais (3) 11

15 208 Rua Miguel Bombarda U Cabeleireiro Natália Saúde, higiene e beleza (4) 247 Rua Miguel Bombarda , 14 U 1575 Loja de móveis Antiquário Equipamento para o lar (11) 186 Rua Gago Coutinho U Garrafeira Ferreira Prod. alimentares e bebidas (2) 181 Rua Gago Coutinho U Roupa jovem Tribos Urbanas Artigos pessoais (3) 185 Rua Gago Coutinho U Restaurante Bar Knot Café Prod. alimentares e bebidas (2) 182 Rua Gago Coutinho U Ferragens Gomes e Henriques Equipamento para o lar (11) 183 Rua Gago Coutinho U Restaurante/Bar Malagueta Afrod. Prod. alimentares e bebidas (2) 184 Rua Gago Coutinho U Lavandaria Liz Saúde, higiene e beleza (4) 211 Rua Rodrig. Cordeiro U Atelier de costura Atelier de costura Saúde, higiene e beleza (4) 215 Rua Rodrig. Cordeiro U Pensão /restaurante Alcoa Prod. alimentares e bebidas (2) 216 Rua Rodrig. Cordeiro U Escritórios Eng. Faria Outros serviços (1) 217 Rua Rodrig. Cordeiro U Artigos de decoração Casa Connosco Equipamento para o lar (11) 212 Rua Rodrig. Cordeiro U Atelier de costura Atelier de costura Artigos pessoais (3) 213 Rua Rodrig. Cordeiro e 19 U Pizzaria Konopizza Prod. alimentares e bebidas (2) 214 Rua Rodrig. Cordeiro U Restaurante Porto Artur (E5) Prod. alimentares e bebidas (2) 199 Rua Mestre de Avis U Estabelecimento bebidas Maria Seco Prod. alimentares e bebidas (2) Figura nº 6 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G6 6 Estabelecimentos por ramo de atividade Freq. Outros serviços 1 Prod. alimentares e bebidas 8 Artigos pessoais 6 Saúde, higiene e beleza 3 Serviço recreativo, cultural e patrimonial 1 Equipamento para o lar 3 Total: 22 Este grupo de ruas, predominantemente composto por ruas estreitas e aproximadamente retilíneas, é o responsável pela interligação entre a Praça Rodrigues Lobo e a rua Barão de Viamonte. Em termos comerciais, os ramos de atividade mais comuns são os relacionados com os produtos alimentares e bebidas, seguidos pelos artigos pessoais. Do ponto de vista do senso comum este dado confirma se, uma vez que nesta pequena área destaca se a presença de alguns estabelecimentos ligados à restauração e bebidas, muito conhecidos e frequentados. 12

16 A rua Sacadura Cabral é a mais deprimida em termos económicos, uma vez que os seus espaços comerciais estão todos devolutos. O facto de ser uma rua muito estreita e sombria não reúne as melhores condições para se poder impor em termos comerciais. A rua Mestre de Avis apresenta uma dinâmica comercial muito baixa. Consideramos que a principal razão tem a ver com a presença de um elevado número de edifícios muito degradados. Já a rua Dr. Miguel Bombarda, com uma largura considerável e boa luminosidade, cujo estado de conservação do edificado é razoável, com exceção da Igreja da Misericórdia, apresenta indicadores negativos por apresentar vários espaços comerciais devolutos. Esta rua constitui um importante eixo de atravessamento e ligação da praça Rodrigues Lobo à parte superior encosta Norte Nascente e Castelo, tem do ponto de vista urbanístico potencial e está subaproveitada. Seria importante que surgissem, nos espaços comerciais do edifício da Pensão Berlenga e nos espaços disponíveis, tipos de comércio que pudessem atrair mais pessoas e, em simultâneo, empurrar mais transeuntes para a rua Direita e ruas periféricas. Tabela nº7 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G7 (ver localização na planta nº 4) ID Código 7 Caraterização do comércio / serviço, ao nível do Rés do Chão, por rua Localização Identificação Rua / Largo Q L Nº Matriz Edif. Tipo de comércio/serviço Nome Ramo de atividade 162 R.D. Ant. da Costa A U Retrosaria Laurinda Artigos pessoais (3) 123 R.D. Ant. da Costa U Motas Trino Lazer, desporto e cultura (5) 164 R.D. Ant. da Costa U Cabeleireiro Lina Saúde, higiene e beleza (4) 141 Rua da Graça U Ótica Cunha Fonseca Saúde, higiene e beleza (4) 136 Rua da Graça U Decoração Aprovado Equipamento para o lar (11) 137 Rua da Graça U Sapataria Megacaty Artigos pessoais (3) 138 Rua da Graça U Equip. para trabalho 3 MMM Equipamento para o lar (11) 140 Rua da Graça U Roupa interior Intimidades Artigos pessoais (3) 143 Rua da Graça U Estabelecimento bebidas Creme de Banana (F9) Prod. alimentares e bebidas (2) 139 Rua da Graça U Agência de Viagens El Corte Inglês Lazer, desporto e cultura (5) 158 Rua do Comércio 35 8,9 8, 10 U Distribuição de roupa Armazéns Teixeira Equipamento para o lar (11) 155 Rua do Comércio , 14 U Estabelecimento bebidas Ouro do Lis (F2) Prod. alimentares e bebidas (2) 157 Rua do Comércio U Consultório de Psicologia Dr. Paulo Costa Serviços de saúde (9) 156 Rua do Comércio U Eletrodomésticos Lourenço Moiteiro Equipamento para o lar (11) 154 Rua do Comércio , 12 U Roupa interior Conforvest Artigos pessoais (3) 13

17 Figura nº 7 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G7 7 Estabelecimentos por Freq. ramo de atividade Prod. alimentares e bebidas 2 Artigos pessoais 4 Saúde, higiene e beleza 2 Lazer, desporto e cultura 2 Serviços de saúde 1 Equipamento para o lar 4 Total: 15 Este grupo de ruas é o responsável por estabelecer a interligação entre uma parte da rua Barão de Viamonte, o Largo Marechal Gomes da Costa e a Praça Rodrigues lobo. Os ramos de atividade mais comuns são, em simultâneo, os artigos pessoais e o equipamento para o lar. Do grupo, a rua que tem uma maior dinâmica comercial, a avaliar pelo número de lojas, é a rua da Graça. Os seus ramos de atividade são relativamente estáveis. Há pouca mutação dos tipos de comércios ali instalados. Esta dinâmica, consistência e equilíbrio devem se, em parte, ao facto de estarmos perante um importante eixo de ligação entre a parte sul da cidade (R. Comandante João Belo, Rua Eng.º Duarte Pacheco e Av.ª Combatente da Grande Guerra) e a Pr.ª Rodrigues Lobo, beneficiando de um acentuado fluxo pedonal. Tabela nº8 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G8 (ver localização na planta nº 4) 8 Caraterização do comércio / serviço, ao nível do Rés do Chão, por rua ID Código Localização Rua / Largo Q L Nº Identificação Matriz Edif. Tipo de comércio / serviço Nome Ramo de atividade 187 Rua Grão Vasco U Pronto a vestir Creaminal Artigos pessoais (3) 188 Rua Grão Vasco U Produtos de cabeleireiro Cosmética Capilar Saúde, higiene e beleza (4) 189 Rua Grão Vasco U Pronto a vestir Porta 6 Artigos pessoais (3) 37 Rua J. de Deus U Gelataria (D05) Fior di Latte Prod. alimentares e bebidas (2) 191 Rua J. de Deus U Pronto a vestir David Artigos pessoais (3) 240 Rua J. de Deus U Pronto a vestir ADN Kids Artigos pessoais (3) 190 Rua J. de Deus U Pronto a vestir ADN Space Artigos pessoais (3) 192 Rua J. de Deus U Retrosaria Atelier MariaAntonieta Artigos pessoais (3) 14

18 42 Rua J. de Deus A U Centro de Massagens Macroexotic Saúde, higiene e beleza (4) 38 Rua J. de Deus U Malas Iglésias Artigos pessoais (3) 39 Rua J. de Deus U Mercearia Sr. José Prod. alimentares e bebidas (2) 40 Rua J. de Deus U Ourivesaria Sousa Artigos pessoais (3) 41 Rua J. de Deus ,55 U Informação política Bloco de Esquerda Serviço recreativo, cultural e patri (8) 44 Rua J. de Deus U Eletrodomést./campismo Exelis Equipamento para o lar (11) Figura nº 8 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G8 8 Estabelecimentos por ramo de atividade Freq. Prod. alimentares e bebidas 2 Artigos pessoais 8 Saúde, higiene e beleza 2 Serviço recreativo, cultural e patri 1 Equipamento para o lar 1 Total: 14 Nestas ruas a que mais se destaca é a rua João de Deus e o largo Marechal Gomes da Costa, este eixo é uma das principais vias de interligação entre a parte Sul e outras confluências de ruas mais pequenas com o Largo Cândido dos Reis. Constata se a presença de um número considerável de lojas do ramo dos artigos pessoais, destacando se essencialmente a existência de lojas de pronto a vestir. Rua Barão de Viamonte grupo de ruas G9 (ver localização na planta nº 4) Imagem nº 7, 8 e 9: Rua Barão de Viamonte Fonte: Gabinete de imprensa, CML,

19 Tabela nº9 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G9 (ver localização na planta nº 4) 9 Caraterização do comércio / serviço, ao nível do Rés do Chão, por rua ID Código Localização Identificação Rua / Largo Q L Nº Matriz Edif. Tipo de comércio / serviço Nome Ramo de atividade 101 R. Barão de Viamonte U Casa das Chaves Casa Chaves Equipamento para o lar (11) 89 R. Barão de Viamonte U Lj. 1 Artesanato Eco store / Bee Happy Artigos pessoais (3) 97 R. Barão de Viamonte 25 3 U Lj. 2 Produtos biológicos Cognoscitiva Saúde, higiene e beleza (4) 90 R. Barão de Viamonte 25 3 U Lj. 3 Artesanato Cabelos em pé Artigos pessoais (3) 93 R. Barão de Viamonte 25 3 U Lj. 4 Artesanato Trinas Artigos pessoais (3) 94 R. Barão de Viamonte 25 3 U Lj. 5 Pronto a vestir Twiggui Artigos pessoais (3) 198 R. Barão de Viamonte U Lj. 6 Restaurante / Bar R. Mª da Fonte J14 Prod. alimentares e bebidas (2) 95 R. Barão de Viamonte U Lj. 7 Estab. de bebidas Bar Pátio do Barão (G01) Prod. alimentares e bebidas (2) 96 R. Barão de Viamonte 25 3 U Lj.9 Serviço de estética Nail studio Saúde, higiene e beleza (4) 91 R. Barão de Viamonte 25 3 U Lj.10 Restauração Pizzaria Metropizza (G02) Prod. alimentares e bebidas (2) 92 R. Barão de Viamonte 25 3 U Lj.11 Agência imobiliária Braspor Serviço recreativo, cultural e patri (8) 104 R. Barão de Viamonte U Pronto a vestir Garagem Artigos pessoais (3) 108 R. Barão de Viamonte U Estabelecimento bebidas Nekob Maroc Café (E4) Prod. alimentares e bebidas (2) 106 R. Barão de Viamonte , 39 U Estabelecimento bebidas Bar Soho (E13) Prod. alimentares e bebidas (2) 109 R. Barão de Viamonte U Restauração Carda Momo (E03) Prod. alimentares e bebidas (2) 113 R. Barão de Viamonte U Estab. de bebidas Pastelaria Luziclara (E02) Prod. alimentares e bebidas (2) 115 R. Barão de Viamonte U Restauração Tuá Tuá (E01) Prod. alimentares e bebidas (2) 72 R. Barão de Viamonte , 63 U Tatuagens Just Tatoo`s Saúde, higiene e beleza (4) 107 R. Barão de Viamonte U Loiças Cidália Equipamento para o lar (11) 99 R. Barão de Viamonte A U Decoração V Design Equipamento para o lar (1 100 R. Barão de Viamonte A U Chapelaria Liz Artigos pessoais (3) 102 R. Barão de Viamonte U Artesanato Cestaria Fonseca Artigos pessoais (3) 120 R. Barão de Viamonte A U Pronto a vestir Felan Artigos pessoais (3) 121 R. Barão de Viamonte B U Escola de pintura Atelier de pintura e artes Serviço recreativo, cultural e patri (8) 119 R. Barão de Viamonte U Bar D4 Bar Prod. alimentares e bebidas (2) 118 R. Barão de Viamonte U Produtos de Beleza Biovip Saúde, higiene e beleza (4) 117 R. Barão de Viamonte U Decoração Sr. Acácio Equipamento para o lar (11) 116 R. Barão de Viamonte U Banda Desenhada Shop Suey Comics Lazer, desporto e cultura (5) 114 R. Barão de Viamonte U Ervas alucinogénicas Blue Magic Saúde, higiene e beleza (4) 112 R. Barão de Viamonte U Restaurante/Bar Taverna do Palaio" E7 Prod. alimentares e bebidas (2) 110 R. Barão de Viamonte U Ervanária D. Dinis Saúde, higiene e beleza (4) 111 R. Barão de Viamonte U Reparação de bicicletas Loja das bicicletas Serviços de reparação (12) 105 R. Barão de Viamonte U Loja de móveis Pedrosa Equipamento para o lar (11) 103 R. Barão de Viamonte ? U Agência Funerária Nogueira e Pinho Serviços pessoais (6) 16

20 Figura nº 9 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G9 9 Estabelecimentos por ramo de atividade Freq. Prod. alimentares e bebidas 10 Artigos pessoais 8 Saúde, higiene e beleza 6 Serviços pessoais 1 Serviço recreativo, cultural e pat 2 Equipamento para o lar 5 Serviços de reparação 1 Lazer, desporto e cultura 1 Total: 34 A rua Barão de Viamonte e o Largo Cândido dos Reis constituem uma importante via de atravessamento do Centro Histórico. Foram divididas em dois grupos apenas por uma questão de apresentação de dados, na medida em que, em especial a Rua Barão de Viamonte, tem um número elevado de estabelecimentos comerciais, quando comparado com outras ruas. Os ramos te atividade presentes nesta rua são variados, mas o que predomina é o dos produtos alimentares e bebidas, onde os estabelecimentos de restauração e os bares são predominantes. Largo Cândido dos Reis grupo de ruas G10 (ver localização na planta nº 4) Imagem nº 10 (Fonte: Plano Estratégico, 2008) 11 e 12: Lg. Cândido dos Reis 17

21 Tabela nº10 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G10 (ver localização na planta nº 4) 10 Caraterização do comércio / serviço, ao nível do Rés do Chão, por rua ID Código Localização Identificação Rua / Largo Q L Nº Matriz Edif. Tipo de comércio / serviço Nome Ramo de atividade 1 Beco de S. Brás 25 2 S/N U Encadernação Serv.de encadernação Outros serviços (1) 12 Lg. Cândido dos Reis U Cabeleireiro Cubo Saúde, higiene e beleza (4) 19 Lg. Cândido dos Reis U Centro de Explicações CEL Serviços pessoais (6) 18 Lg. Cândido dos Reis U Pousada da Juventude Pousada da Juventude Serviço de hotelaria (7) 14 Lg. Cândido dos Reis U Galeria de Arte Século XX Serviço recreativo, cultural e patri (8) 13 Lg. Cândido dos Reis U Estabelecimento bebidas Fénix Outros serviços (1) 15 Lg. Cândido dos Reis A U Clínica Cedil Serviços de saúde (9) 17 Lg. Cândido dos Reis U Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira Serviço Público (12) 20 Lg. Cândido dos Reis 49 1 A U Estabelecimento bebidas Os Filipes (D2) Prod. alimentares e bebidas (2) 21 Lg. Cândido dos Reis U Consult. de Oftalmologia Dulce Castanheira Serviços de saúde (9) 231 Lg. Cândido dos Reis U Estabelecimento bebidas Bar Sebentas (D3) Prod. alimentares e bebidas (2) 236 Lg. Cândido dos Reis 50 1 S/nº U Estabelecimento bebidas Bar Ozono (D4) Prod. alimentares e bebidas (2) 230 Lg. Cândido dos Reis 50 1 a 6 21,24 U Banco Caixa de Crédito Agrí. Serviços financeiros e seguros (10) 229 Lg. Cândido dos Reis U Escola de Hotelaria Terreiro Serviço recreativo, cultural e patri (8) 233 R. D. Af. Henriques U Hospedaria Lusitana Serviço de hotelaria (7) 160 R. D. Af. Henriques U Agente de Execução Agente de Execução Serviços financeiros e seguros (10) 209 R. Padre António U Sapateiro "Antigo" Artigos pessoais (3) Figura nº 10 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G10 10 Estabelecimentos por Freq. ramo de atividade Outros serviços 1 Prod. alimentares e bebidas 4 Artigos pessoais 1 Saúde, higiene e beleza 1 Serviços pessoais 1 Serviço de hotelaria 2 Serviço recreativo, cultural e patri 1 Serviços de saúde 2 Serviços financeiros e seguros 2 Serviço Público 2 Total: 17 Tal como a Praça Rodrigues Lobo, a Rua Barão de Viamonte e o Largo da Sé, o largo Cândido dos Reis representa historicamente um importante espaço público constituindo um dos símbolos mais importantes dos leirienses. 18

22 Nos últimos anos passou por uma importante mudança ao nível comercial. Na viragem do milénio ir para o Terreiro era o termo usado pela população para ir para a diversão noturna. Era essencialmente aqui que se localizavam os bares. Atualmente são os serviços que se destacam enquanto ramo de atividade predominante, são seguidos do ramo dos produtos alimentares e bebidas, mas agora em menor número do que no passado. Tabela nº11 Estabelecimentos em funcionamento grupo de ruas G11 (ver localização na planta nº 4) ID Código 11 Caraterização do comércio / serviço, ao nível do Rés do Chão, por rua Localização Identificação Rua / Largo Q L Nº Matriz Edif. Tipo de comércio / serviço Nome Ramo de atividade 126 Rua Com. João Belo U Loja das Gomas Boutique dos doces Prod. alimentares e bebidas (2) 127 Rua Com. João Belo U Sapataria Arcopédico Artigos pessoais (3) 128 Rua Com. João Belo A U Pronto a vestir Magic Women Artigos pessoais (3) 129 Rua Com. João Belo U Cabeleireiro Ana Cristina Saúde, higiene e beleza (4) 133 Rua Com. João Belo U Sapataria Pé leve Artigos pessoais (3) 135 Rua Com. João Belo U Ourivesaria Leiriense Artigos pessoais (3) 124 Rua Com. João Belo U Loja de malhas e tecidos Jacinto Equipamento para o lar (11) 131 Rua Com. João Belo A U Florista Letiflor Equipamento para o lar (11) 153 Rua do Beirão U Apoio social Ordem Franciscana Outros serviços (1) 152 Rua do Beirão U Sapateiro Viriato Artigos pessoais (3) Figura nº 11 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos por ramo de atividade grupo de ruas G11 11 Estabelecimentos por Freq. ramo de atividade Outros serviços 1 Prod. alimentares e bebidas 1 Artigos pessoais 5 Saúde, higiene e beleza 1 Equipamento para o lar 2 Total: 10 Nestas ruas é bem evidente que os estabelecimentos que predominam são as ligadas ao ramo de atividade dos artigos pessoais, encontrando se um mix de lojas ligadas à imagem do corpo: pronto a vestir, cabeleireiro, sapataria, ourivesaria, etc. 19

23 3.2.2 Apresentação dos resultados globais Distribuição dos estabelecimentos, por ramo de atividade Figura nº 12 (quadro e gráfico) Total de estabelecimentos, por ramo de atividade Estabelecimentos por ramo de Freq. % Distribuição atividade Artigos pessoais 58 30% Prod. alimentares e bebidas 49 26% 80% Saúde, higiene e beleza 25 13% Equipamento para o lar 21 11% Serviços pessoais 2 1% Serviço de hotelaria 3 2% Serviço recreativo, cultural e 5 3% patrimonial Serviços de saúde 3 2% Serviços financeiros e seguros 8 4% Serviço Público 6 3% 20% Outros serviços 5 3% Lazer, desporto e cultura 6 3% Total % 100% Ao observarmos com atenção o gráfico, constatamos que há uma diversidade considerável de ramos de atividade presentes no Centro Histórico. Contudo, na sua distribuição é possível formar dois grupos, o primeiro é composto por quatro ramos: artigos pessoais; produtos alimentares e bebidas; saúde higiene e beleza e equipamento para o lar que são responsáveis por 80% dos espaços comerciais existentes ao nível do rés do chão. Neste grupo o que tem maior expressão são os estabelecimentos que vendem artigos pessoais, com 30% dos casos, ou seja que têm a ver com a imagem e bem estar das pessoas: pronto a vestir, calçado, bijuteria, etc. Imediatamente a seguir, com 26% do universo, estão os produtos alimentares e bebidas, nos quais se encaixam todos os estabelecimentos relacionados com a alimentação: mercearias, cafés, pastelarias, restaurantes e bares. O segundo grupo absorve os restantes 20 % que estão relacionados com o ramo dos serviços, havendo neste campo uma diversidade significativa. A representatividade de cada tipo de serviço é pouco expressiva. São os serviços financeiros e os seguros seguidos dos serviços públicos os mais representados. Localizam se essencialmente nos espaços amplos e abertos do Centro Histórico praças e largos. 20

Caraterização da Área de Reabilitação Urbana Edificado e População Fonte: Censos 2011

Caraterização da Área de Reabilitação Urbana Edificado e População Fonte: Censos 2011 Caraterização da Área de Reabilitação Urbana Edificado e População Fonte: Censos 211 Cristina Maria Magalhães Dinis Técnica Superior de Sociologia Julho de 213 Gabinete de Reabilitação Urbana Departamento

Leia mais

BUSINESS BRIEFING Comércio de Rua Lisboa e Porto

BUSINESS BRIEFING Comércio de Rua Lisboa e Porto Comércio de Rua Lisboa e Porto MAIO 2015 Avenida da Liberdade. Fonte: C&W INTRODUÇÃO Numa fase em que o comércio de rua em Portugal atrai retalhistas e investidores de todo o mundo, a Cushman & Wakefield

Leia mais

1ª AVENIDA DINAMIZAÇÃO ECONÓMICA E SOCIAL. Relatório do Inquérito aos Estabelecimentos Comerciais DA BAIXA DO PORTO CO-FINANCIADO POR:

1ª AVENIDA DINAMIZAÇÃO ECONÓMICA E SOCIAL. Relatório do Inquérito aos Estabelecimentos Comerciais DA BAIXA DO PORTO CO-FINANCIADO POR: 1ª AVENIDA DINAMIZAÇÃO ECONÓMICA E SOCIAL DA BAIXA DO PORTO Relatório do Inquérito aos CO-FINANCIADO POR: Unidade de Gestão de Área Urbana Novembro 2012 Índice 1. Introdução... 2 2. Síntese do levantamento

Leia mais

Evento. Âmbito. Regulamento

Evento. Âmbito. Regulamento Evento Decorrerá nas ruas de Leiria e terá lugar no dia 17 de Setembro de 2006 com a distância de 3.000 metros. Dado o cariz social e de lazer deste evento, realizarse-á, em simultâneo com a corrida, um

Leia mais

SALVATERRA DE NAGOS Nome Atividade Morada A Orquídea Centro de estética Rua Padre Cruz, lote 2 Fração A Maxiflor Decoração e Florista Rua Centro

SALVATERRA DE NAGOS Nome Atividade Morada A Orquídea Centro de estética Rua Padre Cruz, lote 2 Fração A Maxiflor Decoração e Florista Rua Centro SALVATERRA DE NAGOS Nome Atividade Morada A Orquídea Centro de estética Rua Padre Cruz, lote 2 Fração A Maxiflor Decoração e Florista Rua Centro Paroquial Cabeleireiro Maria Fernanda Cabeleireiro Rua Dr.

Leia mais

Figueira da Foz REGENERAÇÃO URBANA - UM NOVO PASSO

Figueira da Foz REGENERAÇÃO URBANA - UM NOVO PASSO Figueira da Foz REGENERAÇÃO URBANA - UM NOVO PASSO porquê a Figueira da Foz? Cidade com dimensão para a intervenção pretendida e alinhamento estratégico com a Autarquia Núcleo urbano com potencial de regeneração

Leia mais

Um projecto central na reabilitação da frente ribeirinha

Um projecto central na reabilitação da frente ribeirinha Um projecto central na reabilitação da frente ribeirinha Na frente ribeirinha de Lisboa, a poucos minutos do Parque das Nações, desenvolve-se um novo condomínio que enquadra toda a estrutura pré-existente

Leia mais

Lista de lojas aderentes ao Cartão Jovem Municipal

Lista de lojas aderentes ao Cartão Jovem Municipal Lista de lojas aderentes ao Cartão Jovem Municipal Sector de Actividade Alimentação - Snackbar Nome Desconto Morada Contacto E-mail Pastelaria Sésamo 10% no total da conta Rua Policarpo Dias, nº 4, 8300

Leia mais

7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS

7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS UMA INICIATIVA INTEGRADA NA: URBAVERDE FEIRA DAS CIDADES SUSTENTÁVEIS ª 7.ª GRANDE CONFERÊNCIA DO JORNAL ARQUITECTURAS ARRENDAMENTO E REABILITAÇÃO: DINAMIZAR O MERCADO, REGENERAR A CIDADE 12 de Abril de

Leia mais

1ª AVENIDA DINAMIZAÇÃO ECONÓMICA E SOCIAL DA BAIXA DO PORTO RELATÓRIO DO LEVANTAMENTO IMOBILIÁRIO CO-FINANCIADO POR:

1ª AVENIDA DINAMIZAÇÃO ECONÓMICA E SOCIAL DA BAIXA DO PORTO RELATÓRIO DO LEVANTAMENTO IMOBILIÁRIO CO-FINANCIADO POR: 1ª AVENIDA DINAMIZAÇÃO ECONÓMICA E SOCIAL DA BAIXA DO PORTO RELATÓRIO DO LEVANTAMENTO CO-FINANCIADO POR: Unidade de Gestão de Área Urbana Novembro 2012 Índice 1. Nota Introdutória... 2 2. Resultados do

Leia mais

DISTRITO DE AVEIRO SERVIÇO/ATIVIDADE LOCAL APOIO ATRIBUÍDO HORÁRIO CONTACTO ENTIDADE PARCEIRA. Diversas atividades nas áreas de:

DISTRITO DE AVEIRO SERVIÇO/ATIVIDADE LOCAL APOIO ATRIBUÍDO HORÁRIO CONTACTO ENTIDADE PARCEIRA. Diversas atividades nas áreas de: ENTIDADE PARCEIRA Câmara Municipal da Mealhada Câmara Municipal de Vagos SERVIÇO/ATIVIDADE LOCAL APOIO ATRIBUÍDO HORÁRIO CONTACTO Diversas atividades nas áreas de: Desportivas; Artísticas; Solidárias;

Leia mais

Viseu veste-se de luz e reforça programação no Natal

Viseu veste-se de luz e reforça programação no Natal Viseu veste-se de luz e reforça programação no Natal Investimento municipal ascende em 2014 a 100 mil euros. Montepio Geral será o patrocinador da temporada, com um apoio de 50 mil A cidade-jardim será

Leia mais

ENCONTRO DE 35 ANOS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE SANTOS PRIMEIRA E SEGUNDA TURMAS

ENCONTRO DE 35 ANOS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE SANTOS PRIMEIRA E SEGUNDA TURMAS ENCONTRO DE 35 ANOS FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE SANTOS PRIMEIRA E SEGUNDA TURMAS PROGRAMAÇÃO OFICIAL E OPCIONAL: 19/06/2015 Sexta feira ALMOÇO (opcional) Ciceroneados por nosso Amigo Bráz Antunes Mattos

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS 1 LEI Nº 142/ 82. DE 20 DE 12 DE 1982. DISPÕE SOBRE O ZONEAMENTO DE USOS DO SOLO URBANO. A CÂMARA MUNICIPAL DE PIRENÓPOLIS aprovou e eu PREFEITO MUNICIPAL, sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES

Leia mais

Ciclo Obra Aberta * Visitas guiadas a obras da autoria do arquitecto José Marques da Silva

Ciclo Obra Aberta * Visitas guiadas a obras da autoria do arquitecto José Marques da Silva Ciclo Obra Aberta * Visitas guiadas a obras da autoria do arquitecto José Marques da Silva 17 de Outubro Sábado 10h30 - Estação de S. Bento (1896-1916), por Nuno Tasso de Sousa - Teatro Nacional S. João

Leia mais

ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES.

ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES. 1 ANEXO II PLANO DIRETOR DE DESENVOLVIMENTO URBANO AMBIENTAL DE CAPÃO DA CANOA GRUPOS DE ATIVIDADES. 1.HABITAÇÃO 2.MEIOS DE HOSPEDAGEM 3.COMÉRCIO VAREJISTA I 4.COMÉRCIO VAREJISTA II 5.COMÉRCIO VAREJISTA

Leia mais

Concurso Planear Estarreja (orientações para a implementação)

Concurso Planear Estarreja (orientações para a implementação) (orientações para a implementação) Escolas Programa de Regeneração Urbana da Cidade de Estarreja Fases do Fase 1. Diagnóstico Fase 2. Estratégia e Plano de Ação 2 Exercícios para preparação de diagnóstico

Leia mais

Trabalho Prático. Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática

Trabalho Prático. Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática Trabalho Prático Designação do Projecto Proposta de Valorização da Zona Ribeirinha do Montijo Tema Cidades Saudáveis e Respostas Locais Breve descrição de conceitos e desenvolvimento teórico da temática

Leia mais

BUSINESS BRIEFING COMÉRCIO DE LUXO LISBOA E PORTO

BUSINESS BRIEFING COMÉRCIO DE LUXO LISBOA E PORTO BUSINESS BRIEFING COMÉRCIO DE LUXO 3ª EDIÇÃO DEZEMBRO 2012 INTRODUÇÃO O comércio de rua continua a demonstrar um crescimento significativo no nosso país, em contraciclo com a indústria dos conjuntos comerciais.

Leia mais

INICIATIVA JESSICA. Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo

INICIATIVA JESSICA. Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo INICIATIVA JESSICA Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo Porto, 28 de novembro de 2012 Objectivo do FDU - Turismo Promover o desenvolvimento de projetos de investimento que contribuam para a regeneração,

Leia mais

Revisão Participativa dos Instrumentos de Planejamento e Gestão da Cidade de São Paulo Volume 1

Revisão Participativa dos Instrumentos de Planejamento e Gestão da Cidade de São Paulo Volume 1 Revisão Participativa dos Instrumentos de Planejamento e Gestão da Cidade de São Paulo Volume 1 Entenda quais são os Instrumentos de Planejamento e Gestão Urbana que serão revistos Revisão Participativa

Leia mais

TURISMO NO SUL DE MINAS: UMA ANÁLISE SOBRE O MUNICÍPIO DE FAMA (MG)

TURISMO NO SUL DE MINAS: UMA ANÁLISE SOBRE O MUNICÍPIO DE FAMA (MG) TURISMO NO SUL DE MINAS: UMA ANÁLISE SOBRE O MUNICÍPIO DE FAMA (MG) SÉRGIO HENRIQUE DE CAMPOS ESPORTE 1 e ANA RUTE DO VALE 2 sergio_h13@hotmail.com, ana.vale@unifal-md.edu.br 1 Bolsista de iniciação científica

Leia mais

Relatório do Inquérito aos Turistas sobre os Estabelecimentos Comerciais CO-FINANCIADO POR:

Relatório do Inquérito aos Turistas sobre os Estabelecimentos Comerciais CO-FINANCIADO POR: 1ª AVENIDA DINAMIZAÇÃO ECONÓMICA E SOCIAL DA BAIXA DO PORTO Relatório do Inquérito aos Turistas sobre os Estabelecimentos Comerciais CO-FINANCIADO POR: Unidade de Gestão de Área Urbana Setembro 2013 Agradecimentos

Leia mais

Automóvel Club de Portugal Uma grande causa, muitos benefícios.

Automóvel Club de Portugal Uma grande causa, muitos benefícios. Automóvel Club de Portugal Uma grande causa, muitos benefícios. Bem vindo ao maior clube de Portugal Existimos para melhorar a sua experiência de mobilidade e de vida. Juntos, podemos fazer de Portugal

Leia mais

AGÊNCIA DE VIAGENS. E:aquariustravelail.telepac I: T:295 412 033 F: 295 412 984 E:voceanail.telepac.pt I:

AGÊNCIA DE VIAGENS. E:aquariustravelail.telepac I: T:295 412 033 F: 295 412 984 E:voceanail.telepac.pt I: AGÊNCIA DE VIAGENS AQUARIUS VIAGENS E TURISMO, LDA Rua Infante D. Henrique, 21 9800-554 VELAS S. JORGE OCEAN AGÊNCIA DE VIAGENS E TURISMO Rua Dr Manuel de Arriaga 9800-549 VELAS S. JORGE VIA S. JORGE AGÊNCIA

Leia mais

GALERIA METRÓPOLE E CENTRO METROPOLITANO DE COMPRAS

GALERIA METRÓPOLE E CENTRO METROPOLITANO DE COMPRAS 1960 01 GALERIA METRÓPOLE E CENTRO METROPOLITANO DE COMPRAS HISTÓRIA 02 O edifício Metrópole e Centro Metropolitano de Compras, projetado pelos arquitetos Salvador Candia e Gian Carlo Gasperini, é um importante

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas Aviso n.º 6326/2003 (2.ª série). O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas faz publicar por círculos

Leia mais

Junta de Freguesia da Misericórdia PRIMEIRA INFORMAÇÃO ESCRITA DA PRESIDENTE DA JUNTA

Junta de Freguesia da Misericórdia PRIMEIRA INFORMAÇÃO ESCRITA DA PRESIDENTE DA JUNTA PRIMEIRA INFORMAÇÃO ESCRITA DA PRESIDENTE DA JUNTA ÍNDICE pág. PREÂMBULO 3 HABITAÇÃO E OBRAS, ESPAÇO PÚBLICO, TRÂNSITO, ESTACIONAMENTO E SEGURANÇA 3 Habitação e Obras 3 Espaço Público, Trânsito, Estacionamento

Leia mais

Para todas as idades!

Para todas as idades! POUSADAS DE JUVENTUDE Para todas as idades! Numa lógica de descentralização e de promoção da mobilidade juvenil, o Governo Regional da Madeira tem feito uma aposta crescente na criação e modernização de

Leia mais

INICIATIVA JESSICA. Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo. Faro, 22 de maio de 2013

INICIATIVA JESSICA. Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo. Faro, 22 de maio de 2013 INICIATIVA JESSICA Fundo de Desenvolvimento Urbano Turismo Faro, 22 de maio de 2013 O Turismo na economia Peso no PIB Peso no Emprego Peso nas Exportações Peso dos Mercados O Turismo e a Regeneração Urbana

Leia mais

Artigo 16 Como montar uma Cafeteira

Artigo 16 Como montar uma Cafeteira Artigo 16 Como montar uma Cafeteira O consumo de café é um hábito entre os brasileiros, seja em casa, no trabalho ou na rua. Esse hábito vem crescendo e se modificando também. O interesse pelos cafés finos

Leia mais

Breve Apresentação do Negócio

Breve Apresentação do Negócio CELEIRO-DIETA Breve Apresentação do Negócio DADOS DE CARACTERIZAÇÃO Designação Comercial Celeiro Dieta N.º Colaboradores N.º de Estabelecimentos 25 Dispersão Geográfica Nacional Facturação em 2010 Facturação

Leia mais

Projecto de Candidatura da Universidade de Coimbra a Património Mundial

Projecto de Candidatura da Universidade de Coimbra a Património Mundial Projecto de Candidatura da Universidade de Coimbra a Património Mundial 1 Coimbra - 1941 Coimbra - 2001 2 Pólo II - Estado actual Pólo III - Estado actual 3 Pólo I - Estado actual 4 Pólo I - Estado actual

Leia mais

ANDC. www.microcredito.com.pt

ANDC. www.microcredito.com.pt MICROCRÉDITO: uma ideia inovadora inclusão através da via económica Prof. Muhammad Yunus Associação Nacional de Direito ao Crédito Missão: Fomentar a inserção social e a autonomia de pessoas sem acesso

Leia mais

Concelho / Freguesia Localidade Tipo de Rua / Rua Números Local/Zona Código Postal. Horta Areinha Velha - 9900-011 HORTA

Concelho / Freguesia Localidade Tipo de Rua / Rua Números Local/Zona Código Postal. Horta Areinha Velha - 9900-011 HORTA Concelho / Freguesia Localidade Tipo de Rua / Rua Números Local/Zona Código Postal Horta Areinha Velha - 9900-011 HORTA Horta Loteamento de Santa Bárbara - 9900-013 HORTA 9900-014 HORTA Horta Rua Luís

Leia mais

Roteiro Do Associativismo Juvenil

Roteiro Do Associativismo Juvenil Roteiro Do Associativismo Juvenil Secretário de Estado do Desporto e Juventude Dr. Emídio Guerreiro Aveiro - Dia 29 de Outubro 2014 PROGRAMA 09h30m - Pequeno-almoço com jornalistas, nos Serviços Desconcentrados

Leia mais

Eng.º José Pinto Leite

Eng.º José Pinto Leite Dia 27 de Maio Investimento e sustentabilidade Eng.º José Pinto Leite Programa Polis Congresso LIDER A 09 Sustentabilidade e o POLIS José Manuel Pinto Leite IST 27/05/2009 1 Sustentabilidade e o POLIS

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA AVENIDA GUARARAPES RECIFE/PE Vista panorâmica da avenida Guararapes em 1950. Fonte : MORAES, José 2004. Recife MAIO/ 2010. FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA INTRODUÇÃO A Avenida Guararapes, objeto de

Leia mais

PREFEITURA MU ICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MU ICIPAL DE GOVER O

PREFEITURA MU ICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MU ICIPAL DE GOVER O LEI COMPLEMENTAR Nº 273, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2012. Altera o art. 59 da Lei nº 386, de 17 de fevereiro de 1993, e dá outras providências. O PREFEITO DE PALMAS Faço saber que a Câmara Municipal de Palmas

Leia mais

PORTUGAL PROGRAMA I Co-financiamento Co-financiamento www.rdtours.com

PORTUGAL PROGRAMA I Co-financiamento Co-financiamento www.rdtours.com Co-financiamento DIA 1 - LISBOA Chegada ao Aeroporto de Lisboa e translado para o hotel. Tempo livre para os primeiros contatos com esta maravilhosa Capital Europeia, conhecida pela sua luminosidade única

Leia mais

A Maior plataforma de relacionamento da América Latina entre consumidores e empresas.

A Maior plataforma de relacionamento da América Latina entre consumidores e empresas. A Maior plataforma de relacionamento da América Latina entre consumidores e empresas. Consumidores Empresas Pesquisar Reclamar Comparar Responder Replicar Resolver O ReclameAQUI é um elo de ligação entre

Leia mais

(Só faz fé a versão proferida)

(Só faz fé a versão proferida) Exmo. Senhor Presidente do Centro Desportivo e Cultural de Londres, Exmo. Senhor Embaixador, Exmo. Senhor Cônsul Geral, Exmo. Senhor Adido Social, Exmo. Senhor Conselheiro das Comunidades Madeirenses,

Leia mais

1º RETAIL PARK EM FORTALEZA

1º RETAIL PARK EM FORTALEZA 1º RETAIL PARK EM FORTALEZA CONTATOS NEW RETAIL Invest - Brasil Av. Paulista nº 1765-7º andar- Cj. 71e 72 Bairro Bela Vista São Paulo-SP CEP 01311-200 SUMÁRIO Pág. 1. FORTALEZA: A 5ª cidade do Brasil e

Leia mais

A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar

A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar através de empréstimo, a instituições, nomeadamente, de

Leia mais

6 Plano de Acção 2005/2006

6 Plano de Acção 2005/2006 1 6 Plano de Acção 2005/ A Rede social iniciou actividades efectivas em em 2003, tendo sido realizado, até 2004 o Pré-Diagnóstico, o Diagnóstico Social, o Plano de Desenvolvimento Social e o Plano de Acção

Leia mais

Mapa auxiliar para declaração de recebimentos em atraso à data de 31-12-2011

Mapa auxiliar para declaração de recebimentos em atraso à data de 31-12-2011 43 2010 02020603 115682023 Abilio José de Oliveira Santos 4,14 44 2010 02020605 115682023 Abilio José de Oliveira Santos 42 2010 02020603 115682023 Abilio José de Oliveira Santos 2,07 Total para o Cliente/Devedor

Leia mais

ABERTURA DE EMPRESAS

ABERTURA DE EMPRESAS ABERTURA DE EMPRESAS PLANO DE CONTABILIDADE COM FIDELIDADE 2 ANOS ESCRITÓRIO - Abertura de empresa sem custo no plano de fidelidade; ESCRITÓRIO DE COMERCIO - Carência de 03 (três) meses (honorário); ESCRITÓRIO

Leia mais

Benefícios concedidos por entidades privadas com fins lucrativos Entidade Morada Contacto Produto/Serviço Beneficio

Benefícios concedidos por entidades privadas com fins lucrativos Entidade Morada Contacto Produto/Serviço Beneficio Benefícios concedidos por entidades privadas com fins lucrativos Entidade Morada Contacto Produto/Serviço Beneficio 1 Cartão de Saúde Unimed ** Manutenção da permanência e beneficios concedidos em actualização.

Leia mais

O Mercado de Trabalho nas Atividades Culturais no Brasil, 1992-2001

O Mercado de Trabalho nas Atividades Culturais no Brasil, 1992-2001 1 Ministério da Cultura Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) Data de elaboração da ficha: Ago 2007 Dados das organizações: Nome: Ministério da Cultura (MinC) Endereço: Esplanada dos Ministérios,

Leia mais

Formação e Tendências de Mercado da Formação Graduada e Pós graduada 1

Formação e Tendências de Mercado da Formação Graduada e Pós graduada 1 Número de Alunos Formação e Tendências de Mercado da Formação Graduada e Pós graduada 1 Susana Justo, Diretora Geral da Qmetrics 1. Formação em ensino superior, graduada e pós graduada. Em Portugal continua

Leia mais

Acta n.º 13/2010 de 19/05/2010

Acta n.º 13/2010 de 19/05/2010 ------------------------------------- ACTA N.º 13/2010 -------------------------------------- -------- Aos 19 dias do mês de Maio de 2010, pelas 10 horas, no Salão Nobre dos Paços do Município de Celorico

Leia mais

José Luís Simões Presidente da Comissão Executiva do Agrupamento de Alumni da AESE

José Luís Simões Presidente da Comissão Executiva do Agrupamento de Alumni da AESE FORMAÇÃO AESE FINANCIAMENTO E BOLSAS 2016 Consciente que a melhoria das empresas está indissoluvelmente ligada ao desenvolvimento pessoal dos seus dirigentes, a AESE procura desenvolver um conjunto de

Leia mais

COMÉRCIO, TURISMO E ARRENDAMENTO OS DÍNAMOS DA REABILITAÇÃO URBANA

COMÉRCIO, TURISMO E ARRENDAMENTO OS DÍNAMOS DA REABILITAÇÃO URBANA COMÉRCIO, TURISMO E ARRENDAMENTO OS DÍNAMOS DA REABILITAÇÃO URBANA 23 de Outubro 14h30 Comércio, Turismo e Arrendamento. Os Dínamos da Reabilitação Urbana VIVERA REABI LITAÇÃO DE 23 A 25 OUTUBRO 2014 BRAGA

Leia mais

A procura dos cursos da Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril triplicou

A procura dos cursos da Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril triplicou Pág: 12 Área: 18,37 x 22,86 cm² Corte: 1 de 5 Entrevista ALEXANDRA PEREIRA Directora da Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril A procura dos cursos da Escola de Hotelaria e Turismo do Estoril triplicou

Leia mais

9ºANO E AGORA? SPO. Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama

9ºANO E AGORA? SPO. Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama 9ºANO E AGORA? SPO Agrupamento de Escolas Sebastião da Gama Cursos Vocacionais CET TESP Escolha consciente Orientação Escolar Interesses Aptidões Percurso Escolar Papel dos Pais no processo de DECISÃO

Leia mais

Do Associativismo Juvenil

Do Associativismo Juvenil Roteiro Do Associativismo Juvenil Secretário de Estado do Desporto e Juventude Dr. Emídio Guerreiro Guarda - Dia 06 de agosto Programa 10:00H Pequeno-almoço com os Jornalistas, nos Serviços Desconcentrados

Leia mais

Seminário de Gestão do Desporto

Seminário de Gestão do Desporto COM POR GROSSO DE GÉNEROS ALIMENTÍCIOS E OUTROS 9 de / Novembro de 2012 Cine-Teatro Louletano GPS: 37138913, -802246 Seminário de Gestão do Desporto formacaodjd@cm-loulept louleeventos f homologado Parceiros

Leia mais

Opções de Passeios XXI Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas e o XIX Workshop ANPROTEC

Opções de Passeios XXI Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas e o XIX Workshop ANPROTEC Opções de Passeios XXI Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas e o XIX Workshop ANPROTEC POLÍTICAS PARA OS PASSEIOS; - Mínimo de 8 pessoas para realização do passeio - Menores

Leia mais

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Gabinete/Cargo Nome Extensão E-mail Diretor Luiz Felipe Rocha de Faria 1450 lef@isep.ipp.pt Sub-diretor(es) António Constantino Lopes 1462 acm@isep.ipp.pt

Leia mais

Departamento Nome Abreviado Função

Departamento Nome Abreviado Função Departamento Nome Abreviado Função Administração António Lamas Madalena Castro Dalila Rodrigues Ricardo Cerqueira Miguel Coelho Luísa Inês Fernandes Paula Martins Presidente CA Vogal CA Assistente Vogal

Leia mais

«Concurso Jovem Agricultor Português»

«Concurso Jovem Agricultor Português» «Concurso Jovem Agricultor Português» Como já é tradição, desde há muito, que a Caixa não descura a intenção de apoiar e estimular a economia nacional, assim como outras áreas de interesse, mostrando com

Leia mais

*01 0*+.34 5 0*26$.7

*01 0*+.34 5 0*26$.7 !"#$%&'$&()$ *+,+ %-./ *, *01 *2%... 0*+.34 5 0*. 0*0. 0*26$.7 2*+ 8$9: *, 1. Prédios rústicos; 2. Prédios urbanos; 3. Prédios Mistos. *, Prédios urbanos (continuação) (a) Habitacionais; (b) Comerciais,

Leia mais

Imagem meramente ilustrativa

Imagem meramente ilustrativa Imagem meramente ilustrativa O Parque Office é um empreendimento pioneiro na cidade, serão as primeiras torres comerciais agregadas a um shopping em Belém. Um empreendimento seguro que você faz para construir

Leia mais

T4 Duplex Jardins do Palacete

T4 Duplex Jardins do Palacete T4 Duplex Jardins do Palacete Boavista/ Porto Nª/Refª 3818 Índice 1 Localização 3 2 Informação Geral 5 3 Disponibilidades 8 4 Acabamentos 10 5 Plantas 13 Implantação 14 T4 Duplex 15 6 Contactos 17 T4 Duplex

Leia mais

Ano / Disciplina Título ISBN Autor(es) Editora 5º ANO

Ano / Disciplina Título ISBN Autor(es) Editora 5º ANO 5º ANO 5.º Ano - Ciências Naturais Clube Da Terra - C.N. 5º ano Nova Edição 978-972-47-4867-2 Anabela de Sales, Isabel Portugal, João Augusto Morim 5.º Ano - Educação Moral e Religiosa Católicas CONTA

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Higienópolis: como o metrô de gente diferenciada influencia no mercado imobiliário

Urban View. Urban Reports. Higienópolis: como o metrô de gente diferenciada influencia no mercado imobiliário Urban View Urban Reports Higienópolis: como o metrô de gente diferenciada influencia no mercado imobiliário Programa Falando em dinheiro, coluna Minha cidade, meu jeito de morar e investir Rádio Estadão

Leia mais

11º8 - Geografia A Professor Luís Gomes

11º8 - Geografia A Professor Luís Gomes 11º8 - Geografia A Professor Luís Gomes Projecto desenvolvido por: Beatriz Delgado, nº4 Leonor Evangelista, nº17 Rita Soromenho Sequeira, nº25 Sofia Velosa da Silva, nº28 Tatiana Malheiros, nº29 4 de Maio

Leia mais

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.

OPÇÕES DO PLANO 2015:2018 datas 2015 2016 2017 2018. conclusão. Respons. início 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196. 1 EDUCAÇÃO 207.000,00 186.840,00 191.282,00 196.916,00 1 ENSINO PRÉ-ESCOLAR E DO 1º CICLO 116.500,00 93.625,00 100.574,00 103.487,00 1 Apoios e subsídios CM 13 18 5 05-06-02-03-99 1.000,00 1.030,00 2.122,00

Leia mais

QUANTITATIVO - EMPRESAS ATIVAS MINAS GERAIS 2010. Leonardo Faria Lima

QUANTITATIVO - EMPRESAS ATIVAS MINAS GERAIS 2010. Leonardo Faria Lima QUANTITATIVO - EMPRESAS ATIVAS MINAS GERAIS 2010 Leonardo Faria Lima Belo Horizonte 2010 2 O Estado de Minas Gerais encerrou o ano de 2010 com o total de 756.273 1 empresas ativas segundo os dados estáticos

Leia mais

Look back to move forward. Marco Teixeira CEO

Look back to move forward. Marco Teixeira CEO Marco Teixeira, arquitecto qualificado com vasta experiência na área, desenvolveu as suas competências em algumas das mais conceituadas empresas, estabelecendo contactos com uma vasta lista de clientes,

Leia mais

FRANQUIA O BOTICÁRIO SÃO FRANCISCO DO SUL (SC) RELAÇÃO COM A COMUNIDADE

FRANQUIA O BOTICÁRIO SÃO FRANCISCO DO SUL (SC) RELAÇÃO COM A COMUNIDADE FRANQUIA O BOTICÁRIO SÃO FRANCISCO DO SUL (SC) RELAÇÃO COM A COMUNIDADE RESUMO A reconstituição e o resgate da memória do centro de histórico da cidade foi o audacioso trabalho que a franquia O Boticário

Leia mais

INTERVENÇÕES DE REGENERAÇÃO URBANA EM PORTUGAL

INTERVENÇÕES DE REGENERAÇÃO URBANA EM PORTUGAL INTERVENÇÕES DE REGENERAÇÃO URBANA EM PORTUGAL JESSICA KICK-OFF MEETING FÁTIMA FERREIRA mrferreira@ihru.pt POLÍTICA DE CIDADES NO ÂMBITO DO QREN - PORTUGAL PO Regional Programas integrados de regeneração

Leia mais

Disciplina/Bloco Título ISBN Autor(es) Editora Preço Ciências Naturais- Bloco 1 Descobrir a Terra 7 978-989-647-667-0

Disciplina/Bloco Título ISBN Autor(es) Editora Preço Ciências Naturais- Bloco 1 Descobrir a Terra 7 978-989-647-667-0 Ensino Básico Recorrente Mediatizado Disciplina/Bloco Título ISBN Autor(es) Editora Preço Bloco 1 Descobrir a Terra 7 978-989-647-667-0 Cristina Antunes, Manuela Bispo, Paula Guindeira Areal Editores,

Leia mais

Shopping Moxuara. Ótimos negócios para os lojistas.

Shopping Moxuara. Ótimos negócios para os lojistas. Shopping Moxuara. Ótimos negócios para os lojistas. O município de Caricica (ES) acaba de ganhar seu primeiro grande shopping: o Shopping Moxuara. Um empreendimento que vai trazer novas opções de compras,

Leia mais

"Aqui Também é Portugal"

Aqui Também é Portugal A 337669 "Aqui Também é Portugal" A Colónia Portuguesa do Brasil e o Salazarismo Heloísa Paulo Quarteto 2000 índice Prefácio 13 Introdução 17 Parte I A visão da emigração e do emigrante no ideário salazarista

Leia mais

Levantamento Histórico

Levantamento Histórico Praça Roosevelt Levantamento Histórico Até o final do século XIX, o local onde se encontra a Praça Roosevelt era a chácara de Dona Veridiana Prado. Este local teve diversos usos durante este período, desde

Leia mais

1 Newsletter. Março-Maio 2015 RUA SOAR DE CIMA ( MUSEU ALMEIDA MOREIRA) 3500-211 VISEU

1 Newsletter. Março-Maio 2015 RUA SOAR DE CIMA ( MUSEU ALMEIDA MOREIRA) 3500-211 VISEU 1 Newsletter 1. Quem Somos 2. Objetivos 3. Os Parceiros 4. Inauguração do Gabinete de Apoio - BEIRA AMIGA 5. Visita ao Gabinete de Inserção Profissional (da UGT) 6. Participação no Brainstorming Setorial

Leia mais

Perfil das Ideias e dos Empreendedores

Perfil das Ideias e dos Empreendedores Perfil das Ideias e dos Empreendedores I - Considerações gerais A análise que se segue tem como referência um painel 115 ideias de negócio, com proposta de desenvolvimento por 214 empreendedores, candidatos

Leia mais

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS?

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? HOTEL TIVOLI LISBOA, 18 de Maio de 2005 1 Exmos Senhores ( ) Antes de mais nada gostaria

Leia mais

ON by Porto Bay na zona velha da cidade

ON by Porto Bay na zona velha da cidade Pág: 26 Corte: 1 de 8 Arte com fins solidários saíu à rua ON by Porto Bay na zona velha da cidade A arte com fins solidários saíu à rua na zona velha da cidade nesta que foi a terceira edição do festival

Leia mais

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE CASTELO DE VIDE

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE CASTELO DE VIDE CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DE CASTELO DE VIDE ACTA Nº. 4 Ao dia nove de Setembro do ano dois mil e nove, nesta Vila de Castelo de Vide, reuniu na Biblioteca Municipal pelas 10,00 horas, o Conselho

Leia mais

Ação Piloto para a Regeneração Urbana. Avenida da Liberdade, Braga. Concurso de Ideias Profissionais de Arquitetura

Ação Piloto para a Regeneração Urbana. Avenida da Liberdade, Braga. Concurso de Ideias Profissionais de Arquitetura Ação Piloto para a Regeneração Urbana Avenida da Liberdade, Braga Concurso de Ideias Profissionais de Arquitetura Cientes da importância de promover uma intervenção capaz de revitalizar o centro histórico

Leia mais

CARTÃO FIGUEIROENSE SÉNIOR

CARTÃO FIGUEIROENSE SÉNIOR CARTÃO FIGUEIROENSE SÉNIOR O "Cartão Figueiroense Sénior", implementado pela Câmara Municipal através do Pelouro da Acção Social é um instrumento de acção social destinado a melhorar a qualidade de vida

Leia mais

RELATÓRIO E CONTAS 2002

RELATÓRIO E CONTAS 2002 RELATÓRIO E CONTAS 2002 INTRODUÇÃO O facto mais marcante da nossa actividade, do ano que aqui nos reportamos, por muito estranho que pareça, não foi uma iniciativa da nossa colectividade, mas sim, da Junta

Leia mais

Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva Lisboa

Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva Lisboa Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva Lisboa 18 Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva APRESENTAÇÃO Instalado no Palácio

Leia mais

Propostas de temas de Trabalho de Projeto. Mestrado em Economia FEUC

Propostas de temas de Trabalho de Projeto. Mestrado em Economia FEUC Propostas de temas de Trabalho de Projeto Mestrado em Economia FEUC Nota: a lista que se segue não é exaustiva. Os alunos podem e devem mostrar autonomia na escolha de temas para desenvolvimento no Trabalho

Leia mais

CRESCIMENTO OFERTA LEITOS (%)

CRESCIMENTO OFERTA LEITOS (%) 3.9 Oferta Turística Para análise da oferta turística em Sergipe, o PDITS Costa dos Coqueirais apresenta a evolução da oferta turística no estado no período 1980-2000. Indica ainda o número atual de quartos

Leia mais

Análise Setorial de Emprego

Análise Setorial de Emprego Análise Setorial de Emprego Maio de 2015 Ficha Técnica Governador do Estado de Minas Gerais Fernando Pimentel Secretário de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social André Quintão Secretária Adjunta

Leia mais

ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA CENTRO HISTÓRICO DE SINTRA PROGRAMA ESTRATÉGICO. Resumo Não Técnico

ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA CENTRO HISTÓRICO DE SINTRA PROGRAMA ESTRATÉGICO. Resumo Não Técnico ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA CENTRO HISTÓRICO DE SINTRA PROGRAMA ESTRATÉGICO Resumo Não Técnico GABINETE DE REABILITAÇÃO URBANA março de 2015 Direção Municipal de Ambiente, Planeamento e Gestão do Território

Leia mais

Marca Priolo Balanço do desenvolvimento e implementação (2013-2014)

Marca Priolo Balanço do desenvolvimento e implementação (2013-2014) 2015 Marca Priolo Balanço do desenvolvimento e implementação (2013-2014) Azucena de la Cruz Martin Gabinete CETS Terra do Priolo 01-01-2015 Marca Priolo Balanço do desenvolvimento e implementação (2013-2014)

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

Mapa 09 Área Central de PiracicabaOcupação do Solo. Urbano

Mapa 09 Área Central de PiracicabaOcupação do Solo. Urbano L E I T U R A E I N T E R P R E T A Ç Ã O D A S I T U A Ç Ã O U R B A N A Mapa 09 de PiracicabaOcupação do Solo Urbano P L A N O D E A Ç Ã O P A R A R E A B I L I T A Ç Ã O U R B A N A D A Á R E A C E

Leia mais

P R O P O S T A D E FRANQUIA

P R O P O S T A D E FRANQUIA P R O P O S T A D E FRANQUIA Conheça a Depil Out Com base na franca expansão do setor de prestação de serviços e acreditando nas perspectivas cada vez mais promissoras; após estudo minucioso de como seria

Leia mais

ENSINO SUPERIOR PARTICULAR

ENSINO SUPERIOR PARTICULAR ENSINO SUPERIOR PARTICULAR 210 4010 8136 Escola Superior Artística do Porto L - 1º ciclo Animação e Produção Cultural 1.º 6 Sem 180 20 210 4010 9257 Escola Superior Artística do Porto MI Arquitectura 1.º

Leia mais

TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE

TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE TERESINA - PERFIL DOS BAIRROS - REGIONAL SDU CENTRO NORTE BAIRRO JACINTA ANDRADE Teresina (PI), Março/2015 JACINTA ANDRADE 0 Março/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA Firmino

Leia mais

Ação Piloto para a Regeneração Urbana. Avenida da Liberdade, Braga. Concurso de Ideias Profissionais de Arquitectura

Ação Piloto para a Regeneração Urbana. Avenida da Liberdade, Braga. Concurso de Ideias Profissionais de Arquitectura Ação Piloto para a Regeneração Urbana Avenida da Liberdade, Braga Concurso de Ideias Profissionais de Arquitectura Cientes da importância de promover uma intervenção capaz de revitalizar o centro histórico

Leia mais

Visita a Cortiços em São Paulo Uma Experiência Didática

Visita a Cortiços em São Paulo Uma Experiência Didática Visita a Cortiços em São Paulo Uma Experiência Didática Valéria Grace Costa ***, Antônio Cláudio Moreira Lima e Moreira, Suzana Pasternak, Maria de Lourdes Zuquim, Simone Cotic Clarissa Souza, Letícia

Leia mais

E O CITY MARKETING O NOSSO CONTRIBUTO PARA FAZER CIDADE

E O CITY MARKETING O NOSSO CONTRIBUTO PARA FAZER CIDADE E O CITY MARKETING O NOSSO CONTRIBUTO PARA FAZER CIDADE O Contributo da Reabilitação da Baixa Portuense e do Centro Histórico para a Cidade do Porto Como Cidade Competitiva Como Cidade Pátria Como Cidade

Leia mais

Urban View. Urban Reports. É velho, mas está novo: retrofit e requalificação urbana

Urban View. Urban Reports. É velho, mas está novo: retrofit e requalificação urbana Urban View Urban Reports É velho, mas está novo: retrofit e Programa Falando em dinheiro, coluna Minha cidade, meu jeito de morar e investir Rádio Estadão ESPN Qual é a mudança mais rápida e barata que

Leia mais

Best Franchises. Feira das Melhores Franquias. 23, 24, e 25 de outubro de 2014 Shopping Iguatemi Ribeirão Preto - SP

Best Franchises. Feira das Melhores Franquias. 23, 24, e 25 de outubro de 2014 Shopping Iguatemi Ribeirão Preto - SP Best Franchises Feira das Melhores Franquias 23, 24, e 25 de outubro de 2014 Shopping Iguatemi Ribeirão Preto - SP Ribeirão Preto possui uma vocação inequívoca para o desenvolvimento do turismo de eventos.

Leia mais