Teorias da Globalização

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Teorias da Globalização"

Transcrição

1 Teorias da Globalização

2 O processo histórico do capitalismo: Primeiro momento surgimento e formação do capitalismo na Europa, instauração do trabalho livre, mercantilização do sistema produtivo e organização dos Estados Nacionais (COSTA, 2005).

3 O processo histórico do capitalismo: Segundo momento industrialização e implantação do capitalismo no mundo, por meio de [...] relações internacionais de dependência econômica e política ; advento da indústria cultural, da cultura de massa e de sistemas econômicos e políticos alternativos (comunismo) (COSTA, 2005, p.231, 2005).

4 O processo histórico do capitalismo: Terceiro momento decadência dos regimes comunistas, enfraquecimento dos Estados Nacionais, formação de órgãos internacionais (Organização das Nações Unidas ONU; Fundo Monetário Internacional FMI; Banco Mundial BIRD) e revolução das tecnologias de informação.

5 Pós-modernidade: Conceito de pós-modernidade: associada à produção artística e concebida como uma postura de ruptura e contestação da modernidade (ex.: o hip hop). Ampliação do conceito: pós-modernidade passou a caracterizar a contestação de valores e princípios da modernidade, incluindo as organizações não governamentais e os movimentos sociais dissidentes. Fatores que caracterizam a pós-modernidade: o uso da informáticana economia, na produção e na comunicação pessoal; o declínio do comunismo; e a crise de paradigmas da filosofia e das ciências (COSTA, 2005).

6 Informática: Desenvolvimento da informática: transformação dos processos de produção, comunicação em rede e integração do mundo. Informação nova forma de mercadoria que circula pelas redes de comunicação (COSTA, 2005, p.234). Processos de desregulamentação privatizações dos serviços públicos (COSTA, 2005, p.234).

7 Automação: Com a informatização, os processos produtivos se modificaram com a adoção crescente de sistemas automatizados em substituição à mão-de-obra humana (COSTA, 2005, p.235). Efeitos da automação: aumento dos índices de desemprego; desenvolvimento da economia informal; aumento da exclusão social; fusão entre empresas e formação de redes.

8 Desterritorialização: Mudança nas concepções de tempo e espaço: a comunicação em rede altera essas noções. Transformação dos ambientes das cidades: lugares, tendências e hábitos tornam-se idênticos (shopping centers, aeroportos e estádios de futebol).

9 Desterritorialização: Migração forçada ou voluntária: transferência de pessoas de um lugar para outro caracterizam também processos de desterritorialização(refugiados, imigrantes, empresas). Atualização e redefinição de territórios e fronteiras nacionais também caracterizam a desterritorialização, bem como a transnacionalizaçãoda economia e a formação de blocos regionais (ex.: União Europeia e Mercosul) (COSTA, 2005, p.237).

10 Metropolização: A globalização modifica as grandes cidades, onde se encontram pessoas de diferentes origens étnicas, religiosas e raciais (COSTA, 2005, p.237). A metrópole pós-moderna: formada por bairros italianos, latinos, chineses, japoneses, turcos, além de favelas, cidades universitárias e espaços ocupados por moradores de rua. Características das metrópoles: cosmopolitismo, anonimato, coletivismo, pluralidade (COSTA, 2005, p.238). Nas cidades, as pessoas expressam suas reivindicações por meio de movimentos sociais: a parada LGBT, o dia da Consciência Negra.

11 Disparidades e desigualdades: Globalização: desenvolvimento econômico dos centros hegemônicos e aumento da disparidade em relação a países e regiões de desempenho inferior (COSTA, 2005, p.239). Geração de riqueza: centralizada nos países hegemônicos. As disparidades regionais se acentuam, a geração de riqueza se centraliza e as desigualdades sociais se tornam ainda mais evidentes (COSTA, 2005, p.239).

12 Consequências da globalização: Acirramento da competição entre países e regiões, crises econômicas sucessivas, perda de valor do salário, abandono de valores e insurgência de minorias (COSTA, 2005, p.240). Caráter efêmero das tecnologias: aparelhos tecnológicos tornam-se obsoletos. Crescimento da produtividade e do consumo; o cidadão se torna menos participante; a educação se populariza e perde qualidade; as moedas oscilam (COSTA, 2005, p.240).

13 Considerações finais: Principais problemas da atualidade: as desigualdades sociais, a exclusão e a miséria (COSTA, 2005, p.240). O aumento da pobreza e da miséria contrastacom o desenvolvimento da ciência, da tecnologia e da economia. Expansãodos movimentos sociais de contestação, organização de minorias, bem como expansão da criminalidade e do terrorismo (COSTA, 2005, p. 240). A ambiguidade caracteriza a globalização: em algumas nações as instituições políticas e as tradições se enfraquecem enquanto em outras se fortalecem.

14 Referência bibliográfica COSTA, Cristina. Sociologia: Introdução à Ciência da Sociedade. 3a. Ed.- São Paulo: Ed. Moderna, 2005.

1º ano. Cultura, Diversidade e o Ser Humano

1º ano. Cultura, Diversidade e o Ser Humano Culturas, Etnias e modernidade no mundo e no Brasil A diversidade cultural Capítulo 11 - Item 11.4 O choque entre culturas e etnocentrismo Capítulo 11 Relativismo cultural e tolerância Capítulo 11 Civilização

Leia mais

Definição Compreende-se por o processo de integração e interdependência entre países em seus aspectos comerciais, financeiros, culturais e sociais. A

Definição Compreende-se por o processo de integração e interdependência entre países em seus aspectos comerciais, financeiros, culturais e sociais. A Definição Compreende-se por o processo de integração e interdependência entre países em seus aspectos comerciais, financeiros, culturais e sociais. A globalização surgiu por necessidade primária do e na

Leia mais

A FORMAÇÃO DO CAPITALISMO E SUAS FASES MÓDULO 02

A FORMAÇÃO DO CAPITALISMO E SUAS FASES MÓDULO 02 A FORMAÇÃO DO CAPITALISMO E SUAS FASES MÓDULO 02 Sistema político econômico que tem como principal foco a acumulação de capitais, ou seja, moedas, recursos ou produtos que de alguma forma representem o

Leia mais

Crise na Europa e Globalização

Crise na Europa e Globalização Crise na Europa e Globalização Crise na Europa e Globalização 1. Nas últimas décadas, a Turquia vem pleiteando, sem sucesso, sua entrada na União Europeia. Apresente uma razão que tem dificultado a entrada

Leia mais

A GLOBALIZAÇÃO NO BRASIL PROFº MELK SOUZA

A GLOBALIZAÇÃO NO BRASIL PROFº MELK SOUZA A GLOBALIZAÇÃO NO BRASIL PROFº MELK SOUZA Globalização no Brasil- aspectos econômicos e sociais O processo de globalização é um fenômeno do modelo econômico capitalista, o qual consiste na mundialização

Leia mais

Políticas Comerciais, Financeiras e. Prof. Daniel M. Pinheiro

Políticas Comerciais, Financeiras e. Prof. Daniel M. Pinheiro Políticas Comerciais, Financeiras e Monetárias e Relações Norte-Sul. Prof. Daniel M. Pinheiro Objetivo Compreender o processo de desenvolvimento dos países, especialmente o caso brasileiro, com base nas

Leia mais

IDH e Globalização. Uma longa viagem começa com um único passo (Lao Tsé).

IDH e Globalização. Uma longa viagem começa com um único passo (Lao Tsé). IDH e Globalização. Uma longa viagem começa com um único passo (Lao Tsé). O termo está vinculado à situação econômica e social das nações ricas ; Para atingir este estado, um país precisa de: 1. Controle

Leia mais

MOTIVO DA URBANIZAÇÃO:

MOTIVO DA URBANIZAÇÃO: URBANIZAÇÃO CONCEITO: É a transformação de espaços naturais e rurais em espaços urbanos, concomitantemente à transferência em larga escala da população do campo para a cidade êxodo rural em razão de diversos

Leia mais

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E INDUSTRIALIZAÇÃO

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E INDUSTRIALIZAÇÃO REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E INDUSTRIALIZAÇÃO ORIGENS DA INDUSTRIALIZAÇÃO A industrialização é baseada numa economia de mercado e numa sociedade de classes. ECONOMIA DE MERCADO (CAPITALISTA) O mercado consiste

Leia mais

CAPÍTULO 1 GLOBALIZAÇÃO, UM MUNDO CADA VEZ MENOR PROFESSOR LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE 9º ANO

CAPÍTULO 1 GLOBALIZAÇÃO, UM MUNDO CADA VEZ MENOR PROFESSOR LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE 9º ANO CAPÍTULO 1 GLOBALIZAÇÃO, UM MUNDO CADA VEZ MENOR PROFESSOR LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE 9º ANO CONCEITO DE GLOBALIZAÇÃO p.5 Globalização é o processo de integração econômica, cultural, social,

Leia mais

GEOGRAFIA ENSINO MÉDIO PROF. JEFFERSON OLIVEIRA 3 ANO PROF.ª LUDMILA DUTRA

GEOGRAFIA ENSINO MÉDIO PROF. JEFFERSON OLIVEIRA 3 ANO PROF.ª LUDMILA DUTRA GEOGRAFIA 3 ANO PROF.ª LUDMILA DUTRA ENSINO MÉDIO PROF. JEFFERSON OLIVEIRA Avaliação da unidade III Pontuação: 7,5 pontos 2 Questão 01 (2,0) A globalização é entendida, hoje, como o processo de integração

Leia mais

Imperialismo. Estudo dos Capítulos 9 e 10 da obra Economia Política: uma introdução Crítica para o Curso de Economia Política

Imperialismo. Estudo dos Capítulos 9 e 10 da obra Economia Política: uma introdução Crítica para o Curso de Economia Política uma introdução Crítica para o Curso de Economia Política Rosa Luxemburgo Vladimir Lênin Nikolai Bukharin capitalismo mobilidade e transformação atividade econômica desenvolvimento das forças produtivas

Leia mais

Unidade: Introdução à Sociologia

Unidade: Introdução à Sociologia Unidade: Introdução à Sociologia Construção do conhecimento em sociologia Senso comum: conjunto de opiniões, recomendações, conselhos, práticas e normas fundamentadas na tradição, nos costumes e vivências

Leia mais

Geografia - 6º AO 9º ANO

Geografia - 6º AO 9º ANO 5ª Série / 6º Ano Eixos norteadores Temas Conteúdo Habilidades Competências A Geografia como uma - Definição de Geografia - Noções de tempo e -Compreender processos - Identificar diferentes formas de representação

Leia mais

Três Soluções para o Problema Econômico 26 Tradição 27 Comando 29 O mercado 30

Três Soluções para o Problema Econômico 26 Tradição 27 Comando 29 O mercado 30 SUMÁRIO Capítulo 1 O Problema Econômico 21 O Indivíduo e a Sociedade 22 A divisão do trabalho 23 Economia e escassez 23 As tarefas da sociedade econômica 24 Produção e Distribuição 24 Mobilização de esforços

Leia mais

Origem. Talvez as condições naturais da história viessem a. conduzir a uma demolição gradativa do sistema

Origem. Talvez as condições naturais da história viessem a. conduzir a uma demolição gradativa do sistema Origem Os esperavam que depois de superadas as contradições do capitalismo apareceria naturalmente o socialismo, como uma nova fase de um sistema econômico, político e social mais avançado. O mesmo seguiria

Leia mais

A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E O LIBERALISMO ECONÔMICO

A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E O LIBERALISMO ECONÔMICO A REVOLUÇÃO INDUSTRIAL E O LIBERALISMO ECONÔMICO Na segunda metade do século XVIII, a Inglaterra iniciou um processo que teve consequências em todo o mundo. Esse novo sistema de produção modificou as relações

Leia mais

TRABALHO E SISTEMAS DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO

TRABALHO E SISTEMAS DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO 1 TRABALHO E SISTEMAS DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO O ser humano trabalha quando cria a vida ou melhora as condições de vida. O trabalho transforma a natureza O trabalho também serve a estratificação está

Leia mais

ESPAÇO URBANO MUNDIAL. Conceitos, Evolução e Situação Atual

ESPAÇO URBANO MUNDIAL. Conceitos, Evolução e Situação Atual ESPAÇO URBANO MUNDIAL Conceitos, Evolução e Situação Atual Origens Desde a antiguidades cidades vem sendo erguidas. Ex: Cairo, Babilônia, Roma. Nessa época as cidades funcionavam apenas como centros de

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Trabalho Individual Área / UFCD CLC 7 Formador

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Trabalho Individual Área / UFCD CLC 7 Formador 1 de 5 Globalização Globalização é um processo de integração social, política e económica entre os países e as pessoas de todo o mundo, onde os governos e as empresas comunicam entre si. Por outras palavras,

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação Disciplina: Geografia Trimestre: 1º PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 1. Mundo contemporâneo: economia e geopolítica: - Processo de desenvolvimento do capitalismo - Geopolítica e economia do pós-segunda

Leia mais

Marx e as Relações de Trabalho

Marx e as Relações de Trabalho Marx e as Relações de Trabalho Marx e as Relações de Trabalho 1. Segundo Braverman: O mais antigo princípio inovador do modo capitalista de produção foi a divisão manufatureira do trabalho [...] A divisão

Leia mais

AMBIENTE ECONÔMICO GLOBAL MÓDULO 2

AMBIENTE ECONÔMICO GLOBAL MÓDULO 2 AMBIENTE ECONÔMICO GLOBAL MÓDULO 2 Índice 1. As dinâmicas da globalização... 3 2. Globalização comercial... 3 2 1. AS DINÂMICAS DA GLOBALIZAÇÃO Se o termo globalização sugere diferentes significados, podemos

Leia mais

Centro-Sul Brasileiro

Centro-Sul Brasileiro Centro-Sul Brasileiro 1. Analise o mapa, que representa as concentrações industriais no Brasil. Concentrações Industriais no Brasil A partir da análise do mapa e de seus conhecimentos, assinale a alternativa

Leia mais

PEP/2006 4ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 4,0)

PEP/2006 4ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 4,0) PEP/2006 4ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUESTÃO (Valor 4,0) Justificar, nos campos político, econômico e psicossocial, a projeção internacional dos Estados Unidos da

Leia mais

Teoria de Karl Marx ( )

Teoria de Karl Marx ( ) Teoria de Karl Marx (1818-1883) Professora: Cristiane Vilela Disciplina: Sociologia Bibliografia: Manual de Sociologia. Delson Ferreira Introdução à Sociologia. Sebastião Vila Sociologia - Introdução à

Leia mais

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 18 MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 18 MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 18 MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS Como pode cair no enem (ENEM) As migrações transnacionais, intensificadas e generalizadas nas últimas décadas do século XX, expressam aspectos particularmente

Leia mais

Planificação Anual Área de Integração 12º Ano de Escolaridade Turma C Curso Profissional de Técnico de Secretariado. Ano Letivo 2016/2017

Planificação Anual Área de Integração 12º Ano de Escolaridade Turma C Curso Profissional de Técnico de Secretariado. Ano Letivo 2016/2017 Governo dos Açores Escola Básica e Secundária de Velas Planificação Anual Área de Integração 12º Ano de Escolaridade Turma C Curso Profissional de Técnico de Secretariado Ano Letivo 2016/2017 Professor

Leia mais

Avaliação sob o prisma da ÉTICA. Descobre-se a ação de pessoas éticas, corrigindo abusos, evitando explorações e desmascarando injustiças.

Avaliação sob o prisma da ÉTICA. Descobre-se a ação de pessoas éticas, corrigindo abusos, evitando explorações e desmascarando injustiças. Slide 1 ética PROF a TATHYANE CHAVES SISTEMAS ECONÔMICOS Slide 2 SISTEMAS ECONÔMICOS Avaliação sob o prisma da ÉTICA Uma empresa pode operar simultaneamente em vários países, cada um dentro de um regime

Leia mais

O Desenvolvimento do sistema socioeconômico. As fases do capitalismo

O Desenvolvimento do sistema socioeconômico. As fases do capitalismo O Desenvolvimento do sistema socioeconômico capitalista As fases do capitalismo As fases do capitalismo Dois eventos marcaram o fim do socialismo pelo mundo: Queda do Muro de Berlim (1989); Desmembramento

Leia mais

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE MERCADO E SISTEMA PRODUTIVO

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE MERCADO E SISTEMA PRODUTIVO CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE MERCADO E SISTEMA PRODUTIVO CTS, MERCADO E SISTEMA PRODUTIVO Podemos dividir a economia em três setores: Setor primário Setor secundário Setor terciário CTS, MERCADO E SISTEMA

Leia mais

O advento da sociedade pós-moderna

O advento da sociedade pós-moderna Celso Konflanz O advento da sociedade pós-moderna Porto Alegre 2012 Edição Livre Dados para referência: KONFLANZ, Celso. O advento da sociedade pós-moderna. Edição independente. Porto Alegre, 2012. ISBN:

Leia mais

Exercícios Fenômenos Sociais

Exercícios Fenômenos Sociais Exercícios Fenômenos Sociais 1. Ao fazer uso da sociologia de Max Weber, podemos afirmar que fenômenos sociais como, por exemplo, a moda, a formação do Estado ou o desenvolvimento da economia capitalista,

Leia mais

AS TRANSFORMAÇÕES DO TRABALHO NA SOCIEDADE INFORMACIONAL

AS TRANSFORMAÇÕES DO TRABALHO NA SOCIEDADE INFORMACIONAL AS TRANSFORMAÇÕES DO TRABALHO NA SOCIEDADE INFORMACIONAL Disciplina: Trabalho, Sociedade e Desigualdades Prof. Francisco E. B. Vargas Instituto de Filosofia, Sociologia e Política IFISP/UFPel - 2013/2

Leia mais

As Esferas da Globalização

As Esferas da Globalização As Esferas da Globalização As quatro esferas da globalização Comercial Produtiva Financeira Tecnológica Esfera Comercial A idéia de globalização é um fenômeno sócioeconômico, que pode ser dividido em processos,

Leia mais

Estratificação Social. Fronteira territorial entre o bairro Morumbi e a comunidade de Paraisópolis. Município de São Paulo.

Estratificação Social. Fronteira territorial entre o bairro Morumbi e a comunidade de Paraisópolis. Município de São Paulo. Estratificação Social Fronteira territorial entre o bairro Morumbi e a comunidade de Paraisópolis. Município de São Paulo. Ao longo da história, podemos observar sinais de desigualdades sociais em todos

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes

Escola de Formação Política Miguel Arraes Escola de Formação Política Miguel Arraes Curso de Formação, Capacitação e Atualização Política dos Filiados, Militantes e Simpatizantes Módulo IV A Atuação Política dos Socialistas Aula 3 Os Socialistas

Leia mais

Texto da questão. I. A primeira Revolução Industrial aconteceu na Grã-Bretanha, com o algodão.

Texto da questão. I. A primeira Revolução Industrial aconteceu na Grã-Bretanha, com o algodão. Questão 1 No final do século XVIII e durante todo o século XIX aconteceu na Inglaterra a Revolução Industrial. Quais afirmativas são corretas com relação à Revolução Industrial? I. A primeira Revolução

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO CÓDIGO UNIDADE 042 CÓD. CURSO CURSO 42501 COMUNICAÇÃO SOCIAL HAB: JORNALISMO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO 250.3102.3 GEOGRAFIA HUMANA E ECONÔMICA PROFESSOR (A) OBJETIVOS 1ª 02 34

Leia mais

GEOGRAFIA. Prof. Daniel San.

GEOGRAFIA. Prof. Daniel San. GEOGRAFIA Prof. Daniel San daniel.san@lasalle.org.br Política e Relações Internacionais TEM NO LIVRO, pág. 174 a 180 A organização do mundo bipolar no pós IIª Guerra Mundial veio a fomentar as doutrinas

Leia mais

DISCIPLINA: HISTÓRIA ECONÔMICA GERAL (CÓD. ENEX60076) PERÍODO: 1 º PERÍODO

DISCIPLINA: HISTÓRIA ECONÔMICA GERAL (CÓD. ENEX60076) PERÍODO: 1 º PERÍODO PLANO DE CURSO DISCIPLINA: HISTÓRIA ECONÔMICA GERAL (CÓD. ENEX60076) PERÍODO: 1 º PERÍODO TOTAL DE SEMANAS: 20 SEMANAS TOTAL DE ENCONTROS: 40 AULAS Aulas Conteúdos/ Matéria Tipo de aula Textos, filmes

Leia mais

INFORMAÇÃO- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA PROVA 344 INFORMAÇÃO- PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 12º Ano de Escolaridade CURSOS CIENTÍFICO-HUMANÍSTICOS SOCIOLOGIA ANO LECTIVO 2011/2012 Tipo de prova: Escrita Duração (em minutos): 90 TEMAS CONTEÚDOS

Leia mais

PLANO DE ENSINO - 2S/ FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS

PLANO DE ENSINO - 2S/ FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS PLANO DE ENSINO - 2S/2010 - FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS CURSO: CIÊNCIAS ECONÔMICAS TURNO: NOTURNO DISCIPLINA: DESENVOLVIMENTO SÓCIO ECONÔMICO SEMESTRE: 4º N DE CRÉDITOS: 04 CARGA HORÁRIA: 68 HS/AULAS

Leia mais

Formação e contradições do Sistema Internacional

Formação e contradições do Sistema Internacional Formação e contradições do Sistema Internacional Abordagens Realismo ESTADO DE NATUREZA CONTRATO SOCIAL ESTADO POLÍTICO ASSIM: Homens: Iguais entre si Guerra de todos contra todos ESTADO DE NATUREZA PAÍSES

Leia mais

A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA

A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA PERÍODO COLONIAL Portugal proibia a criação de fábricas no Brasil para que os brasileiros consumissem os produtos manufaturados pela metrópole. PÓS COLÔNIA A industrialização

Leia mais

Identificar comemorações cívicas e religiosas por meio de imagens e textos variados.

Identificar comemorações cívicas e religiosas por meio de imagens e textos variados. D1(H) Identificar comemorações cívicas e religiosas por meio de imagens e textos variados. D2(H) Reconhecer os conceitos de memória, história e patrimônio por meio da análise de textos e imagens. D3(H)

Leia mais

SOCIOLOGIA PRINCIPAIS CORRENTES.

SOCIOLOGIA PRINCIPAIS CORRENTES. SOCIOLOGIA PRINCIPAIS CORRENTES Augusto Comte 1798-1 857 Lei dos três estados: 1ª) Explicação dos fenômenos através de forças comparáveis aos homens. 2ª) Invocação de entidades abstratas (natureza). 3ª)

Leia mais

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 6B AULA 16. Profº André Tomasini

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 6B AULA 16. Profº André Tomasini TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 6B AULA 16 Profº André Tomasini Panorama Mundial Fronteiras (naturais, territoriais, socias e econômicas) Classificação / Regionalizações Países do 1º mundo Países de Industrialização

Leia mais

2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL

2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL GRUPO DE ECONOMIA E CONTABILIDADE Cursos Científico-Humanísticos Ano Letivo 2014/2015 PLANIFICAÇÃO ANUAL SOCIOLOGIA (12º ano) Página 1 de 6 Competências Gerais Desenvolver a consciência dos direitos e

Leia mais

OBJETIVO º ANO E.M. MÓDULO 19 INDUSTRIALIZAÇÃO DA AMÉRICA

OBJETIVO º ANO E.M. MÓDULO 19 INDUSTRIALIZAÇÃO DA AMÉRICA OBJETIVO 2016 1º ANO E.M. MÓDULO 19 INDUSTRIALIZAÇÃO DA AMÉRICA INTRODUÇÃO Palco da Segunda Revolução Industrial EUA; Petróleo como a principal fonte de energia; Fordismo; EUA: ocupam o segundo lugar no

Leia mais

Entretanto, todas essas dimensões se materializam no espaço geográfico em suas diversas escalas: mundial, nacional, regional e local.

Entretanto, todas essas dimensões se materializam no espaço geográfico em suas diversas escalas: mundial, nacional, regional e local. GLOBALIZAÇÃO Embora tenha suas origens mais imediatas na expansão econômica ocorrida após a Segunda Guerra e na Revolução Técnico-científica ou Informacional, a globalização é a continuidade do longo processo

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VIZELA VIZELA Escola sede: ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS DE VIZELA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE SOCIOLOGIA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VIZELA VIZELA Escola sede: ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS DE VIZELA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE SOCIOLOGIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VIZELA VIZELA Escola sede: ESCOLA SECUNDÁRIA DE CALDAS DE VIZELA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE SOCIOLOGIA Prova: 344 / 2015 12.º Ano de Escolaridade Formação

Leia mais

Clima e vegetação européia (pag.124)

Clima e vegetação européia (pag.124) Aula 6 8ª série Clima e vegetação européia (pag.124) Atividade Em trios, relacione o mapa da página 121 com os mapas de clima e vegetação apresentados. Relação entre Clima e produção agrícola na Europa

Leia mais

PEP/2008 2ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

PEP/2008 2ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) PEP/2008 2ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FIHA AUXILIAR DE ORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) om base nos fatos históricos ocorridos a partir da década de 1940, estudar a importância política e econômica

Leia mais

TÓPICOS AVANÇADOS EM ADMINISTRAÇÃO

TÓPICOS AVANÇADOS EM ADMINISTRAÇÃO TÓPICOS AVANÇADOS EM ADMINISTRAÇÃO PARADIGMAS DA ADMINISTRAÇÃO Prof. Dr. João Luiz de Souza Lima PARADIGMAS DA ADMINISTRAÇÃO Mudanças na era organizacional. Velhas organizações dão lugar a novas. Revolução

Leia mais

Capitalismo x Socialismo. Introdução para o entendimento do mundo bipolar.

Capitalismo x Socialismo. Introdução para o entendimento do mundo bipolar. Capitalismo x Socialismo Introdução para o entendimento do mundo bipolar. Capitalismo Sistema econômico, político e social no qual os agentes econômicos (empresários, burgueses, capitalistas), proprietários

Leia mais

Produção do Espaço Geográfico

Produção do Espaço Geográfico Geografia Produção do Espaço Geográfico Pós Guerra parte 2 Prof. Diego Moreira 1) Introdução A) Aspectos Gerais Pós-Fordismo/Toyotismo Adequação dos Transportes A Evolução da Comunicações Crise da URSS

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Disciplina: Geografia Trimestre: 1º PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 1. Mundo contemporâneo: economia e geopolítica: - Processo de desenvolvimento do capitalismo - Geopolítica

Leia mais

ESPAÇO RURAL E MODERNIZAÇÃO DO CAMPO

ESPAÇO RURAL E MODERNIZAÇÃO DO CAMPO ESPAÇO RURAL E MODERNIZAÇÃO DO CAMPO COMO ENTENDER A SITUAÇÃO DO CAMPO NO BRASIL? COMO ENTENDER A PRODUÇÃO DE ALIMENTOS NO BRASIL E NO MUNDO? Tipos de agropecuária: intensiva e extensiva Principais modelos

Leia mais

Seguridade Social: desafios de sua gestão

Seguridade Social: desafios de sua gestão Resenha Seguridade Social: desafios de sua gestão Ha n a Da h e r Lo p e s * SILVA, Ademir Alves da. A gestão da Seguridade Social brasileira: entre a política pública e o mercado. São Paulo: Cortez,

Leia mais

Fatores de crescimento e de declínio regional

Fatores de crescimento e de declínio regional Fatores de crescimento e de declínio regional Adelar Fochezatto PUCRS Março/2016 Sumário Crescimento regional: contextualização e fatos Fatores de sucesso econômico regional Fatores de declínio econômico

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS - GEOGRAFIA - 1 BIMESTRE

LISTA DE EXERCÍCIOS - GEOGRAFIA - 1 BIMESTRE LISTA DE EXERCÍCIOS - GEOGRAFIA - 1 BIMESTRE ALUNO (A): nº CIANORTE, MARÇO DE 2011 1. (UFMT) Em relação ao processo de urbanização brasileiro, no período de 1940 a 2000, analise a tabela abaixo. (MENDES,

Leia mais

As transformações que a Revolução Industrial trouxe para o campo e para a cidade;

As transformações que a Revolução Industrial trouxe para o campo e para a cidade; A DINÂMICA INDUSTRIAL E A CONCENTRAÇÃO FINANCEIRA 1 A Dinâmica Industrial As transformações que a Revolução Industrial trouxe para o campo e para a cidade; As cidades negras; Mudanças nas relações sociais;

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 61 A COMUNIDADE DOS ESTADOS INDEPENDENTES

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 61 A COMUNIDADE DOS ESTADOS INDEPENDENTES HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 61 A COMUNIDADE DOS ESTADOS INDEPENDENTES Fixação 1) (UERJ) Há duas semanas, comentei neste espaço o episódio do submarino russo que ficou preso no fundo do mar. Dizia que

Leia mais

Sugestão de cronograma das aulas de Introdução à Economia

Sugestão de cronograma das aulas de Introdução à Economia Aula Data 1 29/out 1 30/out Ter 2 31/out Qua 2 1/nov Qui Sugestão de cronograma das aulas de Introdução à Economia Conteúd o Especificado Economia: análise (ec. positiva ) e política (ec. normativa ),

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL GR DISCIPLINA HISTÓRIA 9ºANO 3º período

PLANIFICAÇÃO ANUAL GR DISCIPLINA HISTÓRIA 9ºANO 3º período Total -10 tempos PLANIFICAÇÃO ANUAL GR 400 - DISCIPLINA HISTÓRIA 9ºANO 3º período Tratamento de informação/ utilização de fontes: Formular hipóteses de interpretação dos princípios que nortearam a criação

Leia mais

Relatório Técnico: Maio/2016. Digitalização, Inovação e Desigualdade PESQUISA SOBRE DIGITALIZAÇÃO

Relatório Técnico: Maio/2016. Digitalização, Inovação e Desigualdade PESQUISA SOBRE DIGITALIZAÇÃO Relatório Técnico: Maio/2016 Digitalização, Inovação e Desigualdade PESQUISA SOBRE DIGITALIZAÇÃO SOBRE A EQUIPE TÉCNICA DA FUNDAÇÃO DOM CABRAL (FDC) COORDENAÇÃO TÉCNICA DA PESQUISA SOBRE DIGITALIZAÇÃO:

Leia mais

Violência(s), Direitos Humanos e Periferia(s): Quais relações?

Violência(s), Direitos Humanos e Periferia(s): Quais relações? Violência(s), Direitos Humanos e Periferia(s): Quais relações? Priscila Queirolo Susin Psicóloga; Técnica Social Responsável PMCMV-E; Pesquisadora do CAES Mestre em Ciências Sociais (PUCRS) Doutoranda

Leia mais

Blocos Econômicos e a Globalização, a Competitividade da Agroindústria no Brasil.

Blocos Econômicos e a Globalização, a Competitividade da Agroindústria no Brasil. Universidade Estadual Paulista Faculdade de Ciências Agronômicas Depto. de Economia, Sociologia e Tecnologia Blocos Econômicos e a, a da Agroindústria no Brasil. Núria Rosa Gagliardi Quintana Engenheira

Leia mais

A evolução urbana URBANIZAÇÃO. Fenômeno caracterizado pela concentração cada vez mais densa de população, em aglomerações de caráter urbano"

A evolução urbana URBANIZAÇÃO. Fenômeno caracterizado pela concentração cada vez mais densa de população, em aglomerações de caráter urbano A evolução urbana URBANIZAÇÃO Fenômeno caracterizado pela concentração cada vez mais densa de população, em aglomerações de caráter urbano" O processo de urbanização A transferência da população do meio

Leia mais

Disciplina: Geografia Professor (a): Fernando Parente e Carlos Alexandre. Ano: 9º Turma: 9.1 / 9.2

Disciplina: Geografia Professor (a): Fernando Parente e Carlos Alexandre. Ano: 9º Turma: 9.1 / 9.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2014 Disciplina: Geografia Professor (a): Fernando Parente e Carlos Alexandre Ano: 9º Turma: 9.1 / 9.2 Caro aluno, você está recebendo

Leia mais

URBANIZAÇÃO BRASILEIRA

URBANIZAÇÃO BRASILEIRA URBANIZAÇÃO BRASILEIRA Urbanização é um conceito geográfico que representa o desenvolvimento das cidades. Neste processo, ocorre a construção de casas, prédios, redes de esgoto, ruas, avenidas, escolas,

Leia mais

AULA NUMERO 25 INTERNACIONAL COMERCIO INTERNACIONAL (C.I.)

AULA NUMERO 25 INTERNACIONAL COMERCIO INTERNACIONAL (C.I.) AULA NUMERO 25 INTERNACIONAL COMERCIO INTERNACIONAL (C.I.) O comércio internacional ou comércio exterior é a troca de bens e serviços através de fronteiras internacionais ou territórios. (C.I. é uma disciplina

Leia mais

MUNDO A PRODUÇÃO DO ESPAÇO GLOBAL ( NO MATERIAL PÁGINAS 51 A 55

MUNDO A PRODUÇÃO DO ESPAÇO GLOBAL ( NO MATERIAL PÁGINAS 51 A 55 MUNDO A PRODUÇÃO DO ESPAÇO GLOBAL ( NO MATERIAL PÁGINAS 51 A 55 Pós-Segunda Guerra Mundial A regionalização do mundo em países capitalistas e socialistas Critério: organização econômica, social e política

Leia mais

Leonardo Martins 1ª SÉRIE E.M. Geografia. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade

Leonardo Martins 1ª SÉRIE E.M. Geografia. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Geografia 3ª Leonardo Martins 1ª SÉRIE E.M. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade Capitalismo Neoliberalismo Tecnologias para a produção Produção agrícola Agronegócio H1- Identificar elementos

Leia mais

Desenvolvimento, Trabalho Decente e Igualdade Racial

Desenvolvimento, Trabalho Decente e Igualdade Racial Desenvolvimento, Trabalho Decente e Igualdade Racial Lais Abramo Diretora do Escritório da OIT no Brasil Brasília, julho de 2012 Esquema da Apresentação 1. Trabalho decente e estratégia de desenvolvimento

Leia mais

(AVALIAÇÃO DO REGIME NÃO PRESENCIAL E AVALIAÇÃO DE RECURSO)

(AVALIAÇÃO DO REGIME NÃO PRESENCIAL E AVALIAÇÃO DE RECURSO) Escola Secundária Cacilhas-Tejo MATRIZ DE EXAME (AVALIAÇÃO DO REGIME NÃO PRESENCIAL E AVALIAÇÃO DE RECURSO) Disciplina: Economia A Módulo 1,2,3 (Um, Dois, Três) ENSINO RECORRENTE MÓDULOS CAPITALIZÁVEIS

Leia mais

XV Congresso Brasileiro de Sociologia 26 a 29 de Julho de 2011 Curitiba (PR)

XV Congresso Brasileiro de Sociologia 26 a 29 de Julho de 2011 Curitiba (PR) XV Congresso Brasileiro de Sociologia 26 a 29 de Julho de 2011 Curitiba (PR) Grupo de Trabalho: GT09 - Ensino de Sociologia Título do Trabalho: A Sociologia como técnica social na educação profissional,

Leia mais

MIGRAÇÕES E DESENVOLVIMENTO HUMANO

MIGRAÇÕES E DESENVOLVIMENTO HUMANO RESUMO Interpreta-se a defesa do desenvolvimento humano, abordando as naturezas da migração e os seus fatores, bem como os reflexos estatais, desde o planeamento à repulsa cidadã. PALAVRAS-CHAVE desenvolvimento

Leia mais

A Teoria Crítica e as Teorias Críticas

A Teoria Crítica e as Teorias Críticas A Teoria Crítica e as Teorias Críticas As Teorias Críticas Clássicas apresentam uma contestação aos métodos utilizados pelas pesquisas administrativas Têm o marxismo como base filosófica e ideológica Teoria

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E FORMAÇÃO SOCIAL ESTRUTURA ORGANIZAÇÃO SOCIEDADE

DESENVOLVIMENTO E FORMAÇÃO SOCIAL ESTRUTURA ORGANIZAÇÃO SOCIEDADE DESENVOLVIMENTO E FORMAÇÃO SOCIAL ESTRUTURA ORGANIZAÇÃO SOCIEDADE CCR DPTO EDUCAÇÃO AGRÍCOLA E EXT. RURAL SOCIOLOGIA André Felipe Hess, Dr. Desenvolvimento: ampliação do domínio do fluxo energético e material,

Leia mais

ATIVIDADES ONLINE 9º ANO 3

ATIVIDADES ONLINE 9º ANO 3 ATIVIDADES ONLINE 9º ANO 3 1) Considerando todo o histórico da União Europeia, Em que ano houve a maior ampliação do bloco, com a entrada de 10 novos membros? a) 2001 b) 2006 c) 2004 d) 2007 2) Folha de

Leia mais

EMENTA OBJETIVOS DE ENSINO

EMENTA OBJETIVOS DE ENSINO Sociologia I PLANO DE DISCIPLINA COMPONENTE CURRICULAR: Sociologia I CURSO: Técnico em Segurança do Trabalho (Integrado) SÉRIE: 1ª CARGA HORÁRIA: 67 h (80 aulas) DOCENTE: EMENTA A introdução ao pensamento

Leia mais

O mundo do trabalho ontem e hoje

O mundo do trabalho ontem e hoje O mundo do trabalho ontem e hoje 1 O Mundo do Trabalho Ontem Décadas de 1940-70 Hoje A partir de meados da década de 80 1 Relações empresa-empregado Ontem Antigo contrato de trabalho Hoje Novo contrato

Leia mais

ECONOMIA BRASILEIRA RESUMINDO: 1º GOVERNO LULA

ECONOMIA BRASILEIRA RESUMINDO: 1º GOVERNO LULA RESUMINDO: 1º GOVERNO LULA Criação do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, constituído por representantes dos trabalhadores, dos empresários, do governo e outros setores da sociedade. Rompimento

Leia mais

A ADRIANO MOREIRA CIÊNCIA POLÍTICA. V. í.« 6. a Reimpressão ALMEDINA

A ADRIANO MOREIRA CIÊNCIA POLÍTICA. V. í.« 6. a Reimpressão ALMEDINA A 345730 ADRIANO MOREIRA CIÊNCIA POLÍTICA V. í.«6. a Reimpressão ALMEDINA COIMBRA - 2001 ÍNDICE GERAL Prefácio 9 CAPÍTULO I INTRODUÇÃO 13 1." Pressupostos da Ciência Política 13 1 Aproximação semântica

Leia mais

ÁREA: CIÊNCIAS ECONÔMICAS EVOLUÇÃO DO COMÉRCIO EXTERIOR DO BRASIL COM OS DEMAIS PAÍSES DO BRICS, NO PERÍODO DE 2008 A 2014

ÁREA: CIÊNCIAS ECONÔMICAS EVOLUÇÃO DO COMÉRCIO EXTERIOR DO BRASIL COM OS DEMAIS PAÍSES DO BRICS, NO PERÍODO DE 2008 A 2014 ÁREA: CIÊNCIAS ECONÔMICAS EVOLUÇÃO DO COMÉRCIO EXTERIOR DO BRASIL COM OS DEMAIS PAÍSES DO BRICS, NO PERÍODO DE 2008 A 2014 OLIVEIRA, Luiz Henrique 1 ROSA, Tatiana Diair L. Franco 2 As relações entre os

Leia mais

Qual é o ponto de humor da charge abaixo? SOCIALISMO

Qual é o ponto de humor da charge abaixo? SOCIALISMO Qual é o ponto de humor da charge abaixo? SOCIALISMO SOCIALISMO SOCIALISMO A História das Ideias Socialistas possui alguns cortes de importância. O primeiro deles é entre os socialistas Utópicos e os socialistas

Leia mais

IDADE CONTEMPORÂNEA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

IDADE CONTEMPORÂNEA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Definição: conjunto de transformações técnicas, econômicas e sociais caracterizadas pela substituição da energia física pela mecânica, da ferramenta pela máquina e da manufatura pela fábrica. ARTESANATO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO GEOGRAFIA

PROCESSO SELETIVO GEOGRAFIA PROCESSO SELETIVO GEOGRAFIA EIXO TEMÁTICO: O MUNDO 1 O ESPAÇO MUNDIAL CONTEÚDOS COMPETÊNCIAS HABILIDADES Compreender o espaço geográfico como resultante das interações históricas entre sociedade e natureza

Leia mais

Benedito Silva Neto Disciplina de Teorias e experiências comparadas de desenvolvimento Universidade Federal da Fronteira Sul campus Cerro Largo

Benedito Silva Neto Disciplina de Teorias e experiências comparadas de desenvolvimento Universidade Federal da Fronteira Sul campus Cerro Largo Benedito Silva Neto Disciplina de Teorias e experiências comparadas de desenvolvimento Universidade Federal da Fronteira Sul campus Cerro Largo 2017: Centenário da Revolução Russa! Introdução Aspectos

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Temas propostos para o FSM 2006 Ásia (Karachi Paquistão) A. Imperialismo, militarização e conflitos

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO. Questão 2 Quais os agentes responsáveis pelo processo de globalização?

ESTUDO DIRIGIDO. Questão 2 Quais os agentes responsáveis pelo processo de globalização? MODALIDADE: EJA Ensino Médio PERÍODO 3º Período Disciplina: Geografia Gabarito do estudo dirigido Professor (a): Kátia Silene Data: 17/11/2015 Nome do Aluno: Questão 1 O que é globalização? ESTUDO DIRIGIDO

Leia mais

Capitalismo financeiro e informacional

Capitalismo financeiro e informacional Capitalismo financeiro e informacional Capitalismo financeiro - Começa no final do século XIX, período de formação de grandes empresas industriais e comerciais, incluindo o crescimento acelerado de bancos

Leia mais

Instituição: Colégio Mauá Professor: Marcelo Tatsch Disciplina: Geografia

Instituição: Colégio Mauá Professor: Marcelo Tatsch Disciplina: Geografia Otawa - Canadá Washington D.C Cidade do México - México Instituição: Colégio Mauá Professor: Marcelo Tatsch Disciplina: Geografia ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA URBANIZAÇÃO E POPULAÇÃO - formação das metrópoles

Leia mais

CAPÍTULO 3 BRASIL E MERCOSUL PROFESSOR LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE

CAPÍTULO 3 BRASIL E MERCOSUL PROFESSOR LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE CAPÍTULO 3 BRASIL E MERCOSUL PROFESSOR LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE ORIGEM DO MERCOSUL P. 30 e 31 Os blocos econômicos promovem uma maior integração econômica, social e cultural entre as

Leia mais

II. A interdependência entre as diversas regiões do mundo fica amenizada sem foco nas trocas, na produção em massa.

II. A interdependência entre as diversas regiões do mundo fica amenizada sem foco nas trocas, na produção em massa. Questão 1 O complexo fenômeno da globalização, iniciado na época das grandes navegações, prosseguiu, se desenvolveu e se ampliou com a Revolução Industrial. Sobre esse período, podemos afirmar que: I.

Leia mais

CP/ECEME/2007 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

CP/ECEME/2007 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) CP/ECEME/07 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar os fatos históricos, ocorridos durante as crises política, econômica e militar portuguesa/européia

Leia mais

1 CHINA habitantes em 2015

1 CHINA habitantes em 2015 ÍNDIA POPULAÇÃO MUNDIAL Dados sobre a população mundial, segundo a Organização das Nações Unidas ONU : 1950 2.525.778.669 habitantes 1970 3.691.172.616 habitantes 1990 5.320.816.667 habitantes 2010 6.916.183.482

Leia mais

SETORES DA ECONOMIA DE UM PAÍS - SETOR PRIMÁRIO...

SETORES DA ECONOMIA DE UM PAÍS - SETOR PRIMÁRIO... Economia do Brasil INTRODUÇÃO A economia de um país pode ser dividida em setores (primário, secundário e terciário) de acordo com os produtos produzidos, modos de produção e recursos utilizados. Estes

Leia mais