INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: HISTÓRIA EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: HISTÓRIA EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL"

Transcrição

1 INSTITUTO GEREMARIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) Rio de Janeiro RJ Aluno(a): 3º Ano: C31 Nº Professor: Roberto Nascimento COMPONENTE CURRICULAR: HISTÓRIA EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL Data: / /2016 Questão 1 A Companhia de Jesus foi instrumento fundamental para a evangelização das colônias americanas. a) Cite duas estratégias usadas pela Companhia de Jesus para a difusão da fé católica. b) Identifique os objetivos da Companhia de Jesus no Novo Mundo. Questão 2 Em alguns países da Europa, na segunda metade do século XVIII, surgiram monarcas que emprestaram feição nova ao velho Absolutismo. a) Como são chamados esses monarcas? b) Que novo estilo de governo propuseram? c) Cite o nome de dois deles, indicando os respectivos reinos. Questão 3 A respeito do Estado Moderno, o pensador politico inglês John Locke ( ) escreveu: Considero poder político o direito de fazer leis para regular e preservar a propriedade. (Citado por Kazumi Munakata, A LEGISLAÇÃO TRABALHISTA NO BRASIL, 1984). a) Explique a função do estado segundo essa tese de Locke. -1-

2 b) Como a partir dessa tese se explica a relação do Estado Moderno com a acumulação de capital? Questão 4 O que foi o Ato de Navegação? Questão 5 Procure caracterizar a política econômica mercantilista na fase de expansão comercial e marítima europeia. Questão 6 Aponte as principais críticas feitas pelo Iluminismo à sociedade do Antigo Regime. Questão 7 Para os pensadores do século XVII, precursores do Iluminismo, a busca do conhecimento deveria ser guiada pela razão. a) Aponte três características do pensamento cientifico do século XVII. b) Cite dois percussores do Iluminismo. -2-

3 Questão 8 Por que as práticas mercantilistas tornaram-se ultrapassadas (século XVII)? Questão 9 Explique a política econômica Mercantilista. Questão 10 Quais os interesses da burguesia e de Cromwell ao criar o Ato de Navegação? Questão 11 O que foi a Revolução Gloriosa na Inglaterra? Questão 12 Com a Reforma e a Contra-Reforma, os dois protagonistas principais de uma e de outra foram Calvino e Inácio de Loyola. Comente o papel e a importância de: a) Calvino para o protestantismo. -3-

4 b) Inácio de Loyola para o Catolicismo. Questão 13 Antes de o luteranismo e calvinismo surgiram, no século XVI, e romperam com a unidade do cristianismo no ocidente, houve, na Baixa Idade Média, movimentos heréticos importantes, como o dos cátaros e dos hussitas, que a Igreja Católica Conseguiu reprimir e controlar. Explique: a) Como a Igreja Católica conseguiu dominar as heresias medievais? b) Por que o luteranismo e o calvinismo tiveram êxito? GABARITO -4- Revise sempre suas respostas. Professor Roberto Nascimento. 1. a) A evangelização e a catequese. b) Os jesuítas pretendiam criar uma teocracia na América Latina e monopolizar o controle dos indígenas. 2. a) Déspotas esclarecidos. b) Reformas de cunho burguesas. c) José II- Áustria e Catarina, a Grande Rússia. 3. a) O Estado era o regulador da sociedade determinando sua organização. b) O Estado moderno de origem burguesa determinou uma igualdade jurídica, mas não democrática.

5 4. Foi um ato estabelecia que as mercadorias inglesas somente podiam entrar em portos ingleses em navios ingleses ou em navios de seus países de origem. 5. Impulsionada pelo metalismo, a busca por soluções às crises econômicas e a obtenção de especiarias entre outras. Os estados nacionais centralizados associaram-se à burguesia e praticaram a expansão. 6. Criticas ao absolutismo do chefe de estado e o poder desde sobre toda a sociedade. 7. a) Racionalismo, experimentalismo e cientificismo. b) Rousseau e Robespierre. 8. A prática do monopólio comercial e do colonialismo não atendiam mais as necessidades de um mercado crescente que necessitava de mais produtores e, por sua vez, da ampliação do mercado consumidor. 9. Pautava-se na acumulação de metais, como ouro e prata e na balança de comércio favorável, ou seja, exportando mais do que importando. 10. Garantir a supremacia inglesa nos mares e reduzir o espaço no comércio internacional dos outros países. 11. Revolução conduzida pela burguesia e parte da nobreza contra o absolutismo inglês, criando assim uma Monarquia Constitucional e instaurando o primeiro governo burguês da história. 12. a) João Calvino, ao estabelecer a Teoria da Predestinação em que a salvação eterna estaria condicionada ao sucesso material, criou uma ética religiosa estimuladora das práticas capitalistas e, portanto, sintonizada às transformações econômicas e sociais que se verificavam no inicio da Idade Moderna, contribuindo significativamente para a ruptura da unidade cristã em torno da Igreja Católica. b) Inácio de Loyola organizou a Companhia de Jesus, em reação às críticas que as ordens religiosas católicas vinham recebendo no contexto das reformas a credibilidade da Igreja, organizar a educação europeia e a catequização dos indígenas no Novo Mundo. 13. a) No combate às heresias medievais, a Igreja utilizou-se da Inquisição das Cruzadas e do rígido controle ideológico sobre a sociedade. b) As mudanças estruturais ocorridas entre a Baixa Idade Média e o inicio da Idade Moderna como, por exemplo, o desenvolvimento comercial e urbano e o surgimento de novas elites econômicas propiciaram o questionamento das interpretações que a Igreja fazia do cristianismo. Além disso, a corrupção do clero e particularidades regionais também contribuíram para o fortalecimento tanto do luteranismo quanto do calvinismo. O luteranismo contou ainda com o apoio da nobreza alemã, interessada em ampliar seus poderes políticos econômicos, enquanto o calvinismo foi favorecido por burguesia locais que questionavam a mentalidade católica. -5-

8. (Fuvest 2009) A Reforma religiosa do século XVI provocou na Europa mudanças históricas significativas em várias esferas.

8. (Fuvest 2009) A Reforma religiosa do século XVI provocou na Europa mudanças históricas significativas em várias esferas. 1. (Fuvest 88) Na Europa do século XVI a religião foi usada como instrumento de fortalecimento do poder político, tanto nos Estados católicos quanto nos protestantes. Explique esse processo nos casos da

Leia mais

6. (Fuvest 85) Em alguns países da Europa, na segunda metade do século XVIII, surgiram monarcas que emprestaram feição nova ao velho Absolutismo.

6. (Fuvest 85) Em alguns países da Europa, na segunda metade do século XVIII, surgiram monarcas que emprestaram feição nova ao velho Absolutismo. 1. (Fuvest 95) "Após ter conseguido retirar da nobreza o poder político que ela detinha enquanto ordem, os soberanos a atraíram para a corte e lhe atribuíram funções políticas e diplomáticas". Esta frase,

Leia mais

REFORMAS RELIGIOSAS SÉC XVI.

REFORMAS RELIGIOSAS SÉC XVI. REFORMAS RELIGIOSAS SÉC XVI INTRODUÇÃO CONTEXTO: Transição feudo-capitalista. Crise do poder clerical na Europa Ocidental. Crise do pensamento teocêntrico europeu. DEFINIÇÃO Quebra do monopólio católico

Leia mais

RENASCIMENTO CULTURAL

RENASCIMENTO CULTURAL RENASCIMENTO CULTURAL O termo renascimento, ou renascença, faz referência a um movimento intelectual e artístico ocorrido na Europa, entre os séculos XV e XVI, durante a transição da Idade Média para a

Leia mais

Reforma Religiosa. Setor Aula 9 Reforma Religiosa. Aula. Prof. Edu. 1 Origens. 2 Luteranismo. 3 Calvinismo.

Reforma Religiosa. Setor Aula 9 Reforma Religiosa. Aula. Prof. Edu. 1 Origens. 2 Luteranismo. 3 Calvinismo. Aula 9 Reforma Religiosa 1 Origens 2 Luteranismo Setor 1606 3 Calvinismo 4 Anglicanismo 5 A Reforma Católica Aula 9 Reforma Religiosa 1.1 As críticas à Igreja na Baixa Idade Média Práticas Venda dos cargos

Leia mais

REFORMA E CONTRA-REFORMA

REFORMA E CONTRA-REFORMA REFORMA E CONTRA-REFORMA As reformas religiosas no século XVI Crises religiosas anteriores ao século XVI Séculos XII-XIII: Heresia dos Cátaros (França). Século XIV: John Wycliff contesta a autoridade do

Leia mais

IDADE MODERNA A REFORMA PROTESTANTE

IDADE MODERNA A REFORMA PROTESTANTE REFORMA PROTESTANTE REFORMA PROTESTANTE OTESTANT IDADE MODERNA Definição: movimento religioso que rompeu com a autoridade da Igreja Católica, dando origem a novas religiões cristãs; Quando: a partir do

Leia mais

ILUMINISMO. Prof.ª Maria Auxiliadora

ILUMINISMO. Prof.ª Maria Auxiliadora ILUMINISMO Prof.ª Maria Auxiliadora A CRISE DO ANTIGO REGIME O ILUMINISMO O Antigo Regime vigorou entre os séculos XVI a XVIII na maioria dos países europeus. Este período caracterizou-se pelo: poder absoluto

Leia mais

Fatores religiosos: Corrupção do clero religioso : Venda de relíquias sagradas; venda de indulgencias; lotes celestiais; Ignorância do clero a maior

Fatores religiosos: Corrupção do clero religioso : Venda de relíquias sagradas; venda de indulgencias; lotes celestiais; Ignorância do clero a maior Fatores religiosos: Corrupção do clero religioso : Venda de relíquias sagradas; venda de indulgencias; lotes celestiais; Ignorância do clero a maior parte dos sacerdotes desconhecia a própria doutrina

Leia mais

PROFESSOR (A): ASSINATURA DOS PAIS E/ OU RESPONSAVEIS:

PROFESSOR (A): ASSINATURA DOS PAIS E/ OU RESPONSAVEIS: NOME: DATA: TURMA: 8º PROFESSOR (A): ASSINATURA DOS PAIS E/ OU RESPONSAVEIS: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO 1º TRI DISCIPLINA: História NOTA: 1- "Todo o poder vem de Deus. Os governantes, pois, agem como ministros

Leia mais

Renascimento, Reformas, Grandes Navegações, Mercantilismo e Colonialismo

Renascimento, Reformas, Grandes Navegações, Mercantilismo e Colonialismo Renascimento, Reformas, Grandes Navegações, Mercantilismo e Colonialismo Renascimento e Reformas 1. As imagens abaixo ilustram alguns procedimentos utilizados por um novo modo de conhecer e explicar a

Leia mais

HISTÓRIA 1 ANO PROF. AMAURY PIO PROF. EDUARDO GOMES ENSINO MÉDIO

HISTÓRIA 1 ANO PROF. AMAURY PIO PROF. EDUARDO GOMES ENSINO MÉDIO HISTÓRIA 1 ANO PROF. AMAURY PIO PROF. EDUARDO GOMES ENSINO MÉDIO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade III Conceitos sobre Era Medieval e Feudalismo 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 12.2 Conteúdo As Reformas Religiosas

Leia mais

quarta-feira, 4 de maio de 2011 A CRISE DO ANTIGO REGIME O ILUMINISMO

quarta-feira, 4 de maio de 2011 A CRISE DO ANTIGO REGIME O ILUMINISMO A CRISE DO ANTIGO REGIME Definição: movimento filosófico, intelectual e científico que contrariou as bases do Antigo Regime; Quando: século XVIII; Onde? ING (início), FRA (auge); Quem? O iluminismo representou

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Disciplina: História Trimestre: 1º Os primeiros tempos da América Portuguesa. A América Portuguesa a partir de meados do século XVI Resistência e definição do território da América

Leia mais

CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI. Atividade de História E. Médio U.E. 08

CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI. Atividade de História E. Médio U.E. 08 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI Atividade de História E. Médio U.E. 08 1. Cite a caracterização econômica e social da Idade Média. p.3 2. Em quantos períodos está dividida a Idade Média? Quais são? 3. Dê três

Leia mais

ABSOLUTISMO REGIME AUTORITÁRIO

ABSOLUTISMO REGIME AUTORITÁRIO O ABSOLUTISMO ABSOLUTISMO REGIME AUTORITÁRIO Regime político em que o poder está concentrado nas mãos do Rei. Rei: chefe militar, economia, chefe administrativo, controle da Igreja, poder político -> Poder

Leia mais

REFORMA PROTESTANTE. 1- CONTEXTO HISTÓRICO: 1.1- Início do século XVI no Norte da Europa.

REFORMA PROTESTANTE. 1- CONTEXTO HISTÓRICO: 1.1- Início do século XVI no Norte da Europa. REFORMA PROTESTANTE 1- CONTEXTO HISTÓRICO: 1.1- Início do século XVI no Norte da Europa. 1.2- Processo final de formação das monarquias nacionais absolutistas. 1.3- Grandes navegações: transformações econômicas,

Leia mais

Tema Conteúdo Habilidades Essential Questions

Tema Conteúdo Habilidades Essential Questions Tema Conteúdo Habilidades Essential Questions 1. Idade Média 1.1) Alta Idade Média 1.1 Alta Idade Média 1.1.a Identificar heranças romanas e germânicas eu deram origem ao feudalismo. 1.1.b Compreender

Leia mais

REFORMA E CONTRARREFORMA

REFORMA E CONTRARREFORMA REFORMA E CONTRARREFORMA CONHECER E COMPREENDER A REFORMA PROTESTANTE Porque houve uma Reforma religiosa na Europa? Venda de indulgências Luxo da Igreja Corrupção Falta de vocação de membros do Clero Afastamento

Leia mais

REVISÃO PARA RECUPERAÇÃO FINAL 7 ANO

REVISÃO PARA RECUPERAÇÃO FINAL 7 ANO REVISÃO PARA RECUPERAÇÃO FINAL 7 ANO 1) Uns dedicam-se particularmente ao serviço de Deus; outros garantem pelas armas a defesa do Estado; outros ainda a alimentá-lo e a mantê-lo pelos exercícios da paz.

Leia mais

01- Com as palavras abaixo, complete as lacunas do texto sobre a fundação da Companhia de Jesus.

01- Com as palavras abaixo, complete as lacunas do texto sobre a fundação da Companhia de Jesus. PROFESSOR: EQUIPE DE HISTÓRIA BANCO DE QUESTÕES - HISTÓRIA - 7º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== 01- Com as palavras

Leia mais

Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA

Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 2ª Etapa 2012 Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA Ano: 2012 Turma: 1º FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Cap. 11 Iluminismo Prof. Dawison Sampaio. Cap. 11- Iluminismo Prof. Dawison Sampaio

Cap. 11 Iluminismo Prof. Dawison Sampaio. Cap. 11- Iluminismo Prof. Dawison Sampaio Cap. 11- Iluminismo 1. Introdução a) As origens do Iluminismo podem ser encontradas na chamada revolução científica, do século XVII. b) Grande progresso na filosofia e na ciência (Física, Química, Matemática

Leia mais

PERFIL DE APRENDIZAGENS 7 ºANO

PERFIL DE APRENDIZAGENS 7 ºANO 7 ºANO No final do 7º ano, o aluno deverá ser capaz de: DISCIPLINA DOMÍNIO DESCRITOR Das Sociedades Recoletoras às Primeiras Civilizações A Herança do Mediterrâneo Antigo 1. Conhecer o processo de hominização;

Leia mais

ABSOLUTISMO REGIME AUTORITÁRIO

ABSOLUTISMO REGIME AUTORITÁRIO O Absolutismo ABSOLUTISMO REGIME AUTORITÁRIO Regime político em que o poder está concentrado nas mãos do Rei. Rei: chefe militar, economia, chefe administrativo, controle da Igreja, poder político -> Poder

Leia mais

!" #$! %&% '( CAUSAS: ! "# $ % & ' $ (% & ) * + *, -$. / ++.) */ 0.) 0 0 0*

! #$! %&% '( CAUSAS: ! # $ % & ' $ (% & ) * + *, -$. / ++.) */ 0.) 0 0 0* º º !" #$! %&% '( CAUSAS:! "# $ % & ' $ (% & ) * + *, -$. / ++.) */ 0.) 0 0 0* -/ - !"#$%&'(#)*' $%+&,)* $-./0*1+2 23)4 15 $$ '6 & ) * + *, -$. / ++.) */ Séc. XIV e XV John Wyclif (Inglaterra) Jan Hus

Leia mais

ABSOLUTISMO E MERCANTILISMO. Profª Viviane Jordão

ABSOLUTISMO E MERCANTILISMO. Profª Viviane Jordão ABSOLUTISMO E MERCANTILISMO Profª Viviane Jordão INTRODUÇÃO As características básicas do sistema econômico e político dominante na Europa ocidental nos séculos XVI e XVII foram: o capitalismo comercial

Leia mais

Condições Gerais. Políticas: Crise do Feudalismo Crescimento da Burguesia Rei não aceita interferência da Igreja Supranacionalismo Papal

Condições Gerais. Políticas: Crise do Feudalismo Crescimento da Burguesia Rei não aceita interferência da Igreja Supranacionalismo Papal Condições Gerais Políticas: Crise do Feudalismo Crescimento da Burguesia Rei não aceita interferência da Igreja Supranacionalismo Papal Econômicas: Nobreza interessada nas Terras da Igreja Burguesia contra

Leia mais

dicionario ilustrado das revoluçoes modernas.

dicionario ilustrado das revoluçoes modernas. dicionario ilustrado das revoluçoes modernas. ABSOLUTISMO Absolutismo é um regime político em que apenas uma pessoa exerce poderes absolutos, amplos poderes, onde só ele manda, geralmente um rei ou uma

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro

Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro Perfil de aprendizagem de História 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO Das sociedades recolectoras às primeiras civilizações Das sociedades recolectoras às primeiras sociedades produtoras 1. Conhecer o processo

Leia mais

Críticas à Igreja Católica

Críticas à Igreja Católica Reforma Protestante Críticas à Igreja Católica Vida desregrada dos cardeais, bispos e padres; Venda de cargos religiosos e de relíquias da Igreja; Venda de indulgências; Na França e na Alemanha o baixo

Leia mais

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 02 A EXPANSÃO MARÍTIMA E COMERCIAL ATLÂNTICA

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 02 A EXPANSÃO MARÍTIMA E COMERCIAL ATLÂNTICA HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 02 A EXPANSÃO MARÍTIMA E COMERCIAL ATLÂNTICA Fixação 1) (UERJ) Navegar é preciso, viver não é preciso. Este era o lema dos antigos navegadores, pois embarcar nos navios

Leia mais

AULA DADA, AULA ESTUDADA!!!

AULA DADA, AULA ESTUDADA!!! AULA DADA, AULA ESTUDADA!!! Expansão Marítima Embarcaremos em uma longa e perigosa viagem a bordo dos navios lusitanos e espanhóis rumo à terra das especiarias. Você vai saber quais foram os fatores das

Leia mais

ABSOLUTISMO INGLÊS.

ABSOLUTISMO INGLÊS. ABSOLUTISMO INGLÊS 1. INTRODUÇÃO: Guerra dos Cem Anos (1337-1453) Guerra das Duas Rosas (1455-1485) Enfraquecimento da Nobreza. Fortalecimento da Dinastia Tudor. Rei Tudor: apoio da Burguesia + controle

Leia mais

FUVEST E UNICAMP REFORMAS RELIGIOSAS

FUVEST E UNICAMP REFORMAS RELIGIOSAS 1. (Unicamp 92) Segundo Calvino, o homem já nasce predestinado à salvação ou condenação eternas, e um dos sinais da salvação é a riqueza acumulada através do trabalho. Estabeleça a relação entre a expansão

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS

CARACTERÍSTICAS GERAIS CARACTERÍSTICAS GERAIS 1.1 CONTEXTO TRANSIÇÃO FEUDO-CAPITALISTA CRISE DO FEUDALISMO 1.2 CAUSAS EXPANSÃO DA ATIVIDADE COMERCIAL ALIANÇA REI-BURGUESIA ENFRAQUECIMENTO DO PODER CENTRAL CARACTERÍSTICAS GERAIS

Leia mais

DEFINIÇÃO. Antecedentes/causas: (dinastia STUART) e o. Atritos entre os reis parlamento.

DEFINIÇÃO. Antecedentes/causas: (dinastia STUART) e o. Atritos entre os reis parlamento. REVOLUÇÃO INGLESA DEFINIÇÃO Movimento político, militar e religioso que destruiu o absolutismo na Inglaterra instalando naquele país a primeira monarquia parlamentar da história. Quando: século XVII. Antecedentes/causas:

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2014 Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA Ano: 2º Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Ano Lectivo 2015 / ºCiclo 8 ºAno. 8.º Ano 1º Período. Domínios / Subdomínios Objetivos Gerais Competências Específicas Avaliação.

Ano Lectivo 2015 / ºCiclo 8 ºAno. 8.º Ano 1º Período. Domínios / Subdomínios Objetivos Gerais Competências Específicas Avaliação. ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação HISTÓRIA Ano Lectivo 2015 / 2016 3 ºCiclo 8 ºAno 8.º Ano 1º Período DOMÌNIO / TEMA D O contexto europeu dos séculos XII a XIV (recuperação

Leia mais

Revisão - I Certificação

Revisão - I Certificação Revisão - I Certificação PROF. CRISTIANO CAMPOS CPII - HUMAITÁ II 01) (MACK 2003)O absolutismo e a política mercantilista eram duas partes de um sistema mais amplo, denominado de Antigo Regime. O termo

Leia mais

Revisão - I Certificação

Revisão - I Certificação Revisão - I Certificação PROF. CRISTIANO CAMPOS CPII - HUMAITÁ II 01) (MACK 2003)O absolutismo e a política mercantilista eram duas partes de um sistema mais amplo, denominado de Antigo Regime. O termo

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 PROVA FINAL DE HISTÓRIA

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 PROVA FINAL DE HISTÓRIA COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 PROVA FINAL DE HISTÓRIA Aluno(a): Nº Ano: 1º Turma: Data: Nota: Professor(a): Élida Valor da Prova: 65 pontos Orientações gerais: 1) Número de questões

Leia mais

Roteiro de Estudos para o 3º Bimestre 1 os anos Roberson ago/10. Nome: Nº: Turma:

Roteiro de Estudos para o 3º Bimestre 1 os anos Roberson ago/10. Nome: Nº: Turma: História Roteiro de Estudos para o 3º Bimestre 1 os anos Roberson ago/10 Nome: Nº: Turma: 1. Conteúdos a serem abordados no 3º bimestre: História Geral 1. Unificação e expansão islâmica (Cap. 15). 2. Reinos

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: Ano: 7º - Ensino Fundamental Professoras: Letícia e Júlia Atividades para Estudos Autônomos Data: 7 / 8 / 2017 Nome: Nº Turma: Esta atividade

Leia mais

Ano Lectivo 2012/ ºCiclo 8 ºAno. 8.º Ano 1º Período. Unidade Didáctica Conteúdos Competências Específicas Avaliação.

Ano Lectivo 2012/ ºCiclo 8 ºAno. 8.º Ano 1º Período. Unidade Didáctica Conteúdos Competências Específicas Avaliação. AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação HISTÓRIA Ano Lectivo 2012/2013 3 ºCiclo 8 ºAno 8.º Ano 1º Período Panorâmica geral dos séculos XII e XIII. Observação directa Diálogo

Leia mais

Potências marítimas: Novas (burguesia) Antigas (nobreza) Portugal Espanha Holanda Inglaterra França

Potências marítimas: Novas (burguesia) Antigas (nobreza) Portugal Espanha Holanda Inglaterra França 1. O tempo do grande comércio oceânico Criação/crescimento de grandes companhias de comércio europeias: - Companhia das Índias Ocidentais (1600 Londres) - Companhia Inglesa das Índias Orientais (Londres

Leia mais

EUROPA SÉCULO XIX. Revoluções Liberais e Nacionalismos

EUROPA SÉCULO XIX. Revoluções Liberais e Nacionalismos EUROPA SÉCULO XIX Revoluções Liberais e Nacionalismos Contexto Congresso de Viena (1815) Restauração do Absolutismo Princípio da Legitimidade Santa Aliança Equilíbrio Europeu -> Fim Sacro I. Romano Germânico

Leia mais

Matriz de Referência de HISTÓRIA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL

Matriz de Referência de HISTÓRIA - SAERJINHO 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL 5 ANO ENSINO FUNDAMENTAL H01 Identificar diferentes tipos de modos de trabalho através de imagens. X H02 Identificar diferentes fontes históricas. X H03 Identificar as contribuições de diferentes grupos

Leia mais

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: GEOGRAFIA

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: GEOGRAFIA INSTITUTO GEREMARIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 8º Ano: Nº Professora: Lys Victal COMPONENTE CURRICULAR: GEOGRAFIA

Leia mais

Consequência. Contexto. Motivo. Mercantilismo. Dificuldades. Inovações. Viagens MAPA 01 MAPA 02 MAPA 03. Exercício

Consequência. Contexto. Motivo. Mercantilismo. Dificuldades. Inovações. Viagens MAPA 01 MAPA 02 MAPA 03. Exercício Contexto Consequência Motivo Mercantilismo Dificuldades Inovações Viagens MAPA 01 MAPA 02 MAPA 03 Exercício a) Tempo Histórico: Idade Moderna Período: Séc. XV XVII Europa CONTEXTO b) Burguesia (comerciantes)

Leia mais

07 - MERCANTILISMO E EXPANSÃO MARÍTIMA

07 - MERCANTILISMO E EXPANSÃO MARÍTIMA 07 - MERCANTILISMO E EXPANSÃO MARÍTIMA Mercantilismo Surgimento intervenção das monarquias absolutistas na área econômica expandir o comércio aumentar as reservas financeiras se tornarem governos fortes

Leia mais

Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA

Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 2ª Etapa 2012 Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA Ano: 2012 Turma: 1º FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

O ILUMINISMO 8º ANO. Prof. Augusto e Marcos Antunes

O ILUMINISMO 8º ANO. Prof. Augusto e Marcos Antunes O ILUMINISMO 8º ANO Prof. Augusto e Marcos Antunes O ILUMINISMO Movimento que justificou a ascensão da burguesia ao poder político O Iluminismo foi um movimento intelectual, ocorrido na Europa, principalmente

Leia mais

ILUMINISMO (Séc. XVII e XVIII)

ILUMINISMO (Séc. XVII e XVIII) ILUMINISMO (Séc. XVII e XVIII) Corrente política, intelectual e filosófica de clara influência burguesa que se desenvolveu, inicialmente, na Inglaterra do século XVII e, posteriormente, atingiu toda a

Leia mais

LISTA DE REVISÃO 1º SEMESTRE REFORMAR RELIGIOSAS

LISTA DE REVISÃO 1º SEMESTRE REFORMAR RELIGIOSAS 1. (Unicamp 2013) Observe a imagem abaixo: 4. (Ueg 2012) A Reforma Protestante marcou o grande cisma do cristianismo no Ocidente. Acerca desse acontecimento, a) cite duas diferenças teológicas entre o

Leia mais

RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA DE HISTÓRIA 8º ANO

RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA DE HISTÓRIA 8º ANO RECUPERAÇÃO PARALELA PREVENTIVA DE HISTÓRIA 8º ANO QUESTÃO 1. A sociedade do Antigo Regime As características sociais de cada período da história da Humanidade estão muito ligadas ao modo produção de cada

Leia mais

Queriam uma religião mais simples, mais próxima dos ensinamentos de Jesus.

Queriam uma religião mais simples, mais próxima dos ensinamentos de Jesus. Como estudamos anteriormente, no final de Idade Média e início da Idade Moderna, muitas pessoas estavam insatisfeitas com os abusos da Igreja. Queriam uma religião mais simples, mais próxima dos ensinamentos

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: História Série: 8ª Ensino Fundamental Professora: Letícia História Atividades para Estudos Autônomos Data: 03 / 10 / 2016 Aluno(a): Nº: Turma:

Leia mais

Século XVIII. Revolução francesa: o fim da Idade Moderna

Século XVIII. Revolução francesa: o fim da Idade Moderna Século XVIII Revolução francesa: o fim da Idade Moderna Marco inicial: tomada da Bastilha Assembleia Nacional Consituinte 1789-1792 Nova Constituição (liberal) para a França; Alta burguesia assume o comando

Leia mais

DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO E FASES DO CAPITALISMO

DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO E FASES DO CAPITALISMO Professor Chicão DIVISÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO E FASES DO CAPITALISMO Temas da aula O Capitalismo Fases do desenvolvimento do Capitalismo: Comercial, Industrial, Financeiro, Informacional Globalização

Leia mais

TEMA F1: O ANTIGO REGIME EUROPEU REGRA E EXCEÇÃO

TEMA F1: O ANTIGO REGIME EUROPEU REGRA E EXCEÇÃO História 8º ano Guião de Trabalho de Grupo 2º Período Nome: Data: / / TEMA F1: O ANTIGO REGIME EUROPEU REGRA E EXCEÇÃO GRUPO 1 O Antigo Regime Consulta as páginas 80-85; 94-97 do teu manual 1. Conhecer

Leia mais

O Século das Luzes HISTÓRIA 01 AULA 25 PROF. THIAGO

O Século das Luzes HISTÓRIA 01 AULA 25 PROF. THIAGO O Século das Luzes HISTÓRIA 01 AULA 25 PROF. THIAGO Contexto Revolução Científica do século XVII Galileu Galilei, René Descartes e Isaac Newton Concepção racionalista do mundo Leis Naturais Crise do Antigo

Leia mais

Orientação de estudo 3 bimestre

Orientação de estudo 3 bimestre Nome: Ano: 7 ano Disciplina: História Professor: Eder Nº: Data: Orientação de estudo 3 bimestre Para a realização da regulação o aluno deverá: Estudar o capítulo sobre Expansão comercial e marítima europeia

Leia mais

Revolução Inglesa. Decapitação do rei Carlos I, em 30 de janeiro de 1649, na cidade de Londres. MARCOS ROBERTO

Revolução Inglesa. Decapitação do rei Carlos I, em 30 de janeiro de 1649, na cidade de Londres. MARCOS ROBERTO Decapitação do rei Carlos I, em 30 de janeiro de 1649, na cidade de Londres. MARCOS ROBERTO do século XVII representou a primeira manifestação de crise do sistema da época moderna, identificado com o absolutismo.

Leia mais

FUVEST ABSOLUTISMO HISTÓRIA GERAL

FUVEST ABSOLUTISMO HISTÓRIA GERAL 1. (Fuvest 93) O mundo greco-romano e o mundo ocidental moderno criaram colônias ultramarinas e usaram o trabalho escravo. Indique as diferenças entre esses dois períodos históricos no que se refere à

Leia mais

A CRISE DO ANTIGO REGIME A INDEPENDÊNCIA DOS EUA

A CRISE DO ANTIGO REGIME A INDEPENDÊNCIA DOS EUA Definição: movimento que inspirado nos princípios iluministas determinou o fim do domínio da Inglaterra sobre as chamadas 13 colônias americanas (atualmente EUA); Quando: 1776; Antecedentes/causas: EUA

Leia mais

REVISÃO I Prof. Fernando.

REVISÃO I Prof. Fernando. REVISÃO I Prof. Fernando Brasil Colônia 1500: Descobrimento ou Conquista? Comunidades indígenas do Brasil Características: heterogeneidade e subsistência. Contato: a partir da colonização efetiva, ocorreu

Leia mais

Lista de exercícios de História - 2º Bimestre. Lista de exercícios

Lista de exercícios de História - 2º Bimestre. Lista de exercícios Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Lista de exercícios de História - 2º Bimestre Nome: Ano: 7º A / B Prof. Romão N.: / /17 OS ESTADOS NACIONAIS MODERNOS ABSOLUTISMO MERCANTILISMO SOCIEDADE DE CORTE

Leia mais

ILUMINISMO LUZ DA RAZÃO CONTRA AS TREVAS DA IGNORÂNCIA

ILUMINISMO LUZ DA RAZÃO CONTRA AS TREVAS DA IGNORÂNCIA ILUMINISMO LUZ DA RAZÃO CONTRA AS TREVAS DA IGNORÂNCIA Conceito: O Iluminismo foi um movimento ideológico do século XVIII, que defendeu a liberdade de expressão e o fim de todo regime opressor. O Iluminismo

Leia mais

Na estrutura do Estado Absolutista havia três diferentes Estados. O que é correto afirmar sobre estes estados?

Na estrutura do Estado Absolutista havia três diferentes Estados. O que é correto afirmar sobre estes estados? Questão 1 Na estrutura do Estado Absolutista havia três diferentes Estados. O que é correto afirmar sobre estes estados? a. O Primeiro Estado era representado pelos religiosos, o Segundo Estado era representado

Leia mais

UNICAMP ILUMINISMO HISTÓRIA GEAL

UNICAMP ILUMINISMO HISTÓRIA GEAL 1. (Unicamp 94) Em 1770, um advogado chamado Séguier comentava, a propósito de um movimento do século XVIII: "Os filósofos se erigiram como preceptores do gênero humano. Liberdade de pensar, eis seu brado,

Leia mais

Econômicas Religiosas Morais Políticas

Econômicas Religiosas Morais Políticas Prof. Thiago Causas da Reforma Econômicas Interesse da nobreza feudal nas terras da Igreja Descontentamento da Burguesia com tributos eclesiásticos Igreja condenava o lucro e a usura Religiosas Novas interpretações

Leia mais

História. divulgação. Comparativos curriculares. Material de. A coleção Ser Protagonista História e o currículo do Estado do Paraná.

História. divulgação. Comparativos curriculares. Material de. A coleção Ser Protagonista História e o currículo do Estado do Paraná. Comparativos curriculares SM História Ensino médio Material de divulgação de Edições SM A coleção Ser Protagonista História e o currículo do Estado do Paraná Apresentação Professor, Devido à inexistência

Leia mais

O contexto Europeu dos séculos XVII e XVIII

O contexto Europeu dos séculos XVII e XVIII O contexto Europeu dos séculos XVII e XVIII Índice Da revolução científica aos ideais iluministas ; A difusão das ideias iluministas ; O despotismo esclarecido ; A herança do iluminismo ; Políticas de

Leia mais

Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas. Grupo de Recrutamento: 400. Planificação Trimestral de História A. 1º Período.

Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas. Grupo de Recrutamento: 400. Planificação Trimestral de História A. 1º Período. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CARVALHOS Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas Grupo de Recrutamento: 400 Coordenadora: Rosa Santos Subcoordenadora: Armando Castro Planificação Trimestral de

Leia mais

(Uepg 2010) O liberalismo é uma corrente de pensamento econômico e político que se originou no século XVIII. A seu respeito, assinale o que for

(Uepg 2010) O liberalismo é uma corrente de pensamento econômico e político que se originou no século XVIII. A seu respeito, assinale o que for (Uepg 2010) O liberalismo é uma corrente de pensamento econômico e político que se originou no século XVIII. A seu respeito, assinale o que for correto. 01) A Riqueza das Nações, livro escrito pelo inglês

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O H I S T Ó R I A

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O H I S T Ó R I A DISCIPLINA: História ANO: 8 TURMAS: A, B e C ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O H I S T Ó R I A - 1 - TEMA D PORTUGAL NO CONTEXTO EUROPEU DOS SÉCULOS XII A XIV SUBTEMA

Leia mais

ESTADO NACIONAL ABSOLUTISMO EXPANSÃO MARÍTIMA PROF. SORMANY ALVES

ESTADO NACIONAL ABSOLUTISMO EXPANSÃO MARÍTIMA PROF. SORMANY ALVES ESTADO NACIONAL ABSOLUTISMO EXPANSÃO MARÍTIMA PROF. SORMANY ALVES O ESTADO NACIONAL a) A necessidade de reorganização do poder da nobreza frente às s rebeliões camponesas. b) A necessidade de viabilizar

Leia mais

Ano Lectivo 2016/ ºCiclo 8 ºAno. 8.º Ano 1º Período. Domínios / Subdomínios Objetivos Gerais / Metas Competências Específicas Avaliação.

Ano Lectivo 2016/ ºCiclo 8 ºAno. 8.º Ano 1º Período. Domínios / Subdomínios Objetivos Gerais / Metas Competências Específicas Avaliação. ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação HISTÓRIA Ano Lectivo 2016/2017 3 ºCiclo 8 ºAno 8.º Ano 1º Período Domínios / Subdomínios Objetivos Gerais / Metas Competências Específicas

Leia mais

Universidade Federal do Ceará Coordenadoria de Concursos - CCV 2ª ETAPA PROVA ESPECÍFICA DE HISTÓRIA PROVA ESPECÍFICA DE HISTÓRIA

Universidade Federal do Ceará Coordenadoria de Concursos - CCV 2ª ETAPA PROVA ESPECÍFICA DE HISTÓRIA PROVA ESPECÍFICA DE HISTÓRIA 1ª AVALIAÇÃO CORRETOR 1 01 02 03 04 05 06 07 08 Reservado à CCV AVALIAÇÃO FINAL Universidade Federal do Ceará Coordenadoria de Concursos - CCV Comissão do Vestibular Reservado à CCV 2ª ETAPA PROVA ESPECÍFICA

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome: Nº 7º ano Data: / /2017 Professor: Fernanda/ Iuri 1º semestre Nota: (valor: 1,0) a) Introdução Neste semestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou

Leia mais

b) Que períodos marcam? Qual a importância da periodização para o estudo da história?

b) Que períodos marcam? Qual a importância da periodização para o estudo da história? 1 Nome: nº Recuperação Final de História Profª Patrícia Lista de atividades 1º Ensino Médio 1. As datas (anos) a seguir marcam importantes eventos para a história ocidental e são importantes para a sua

Leia mais

Profª Adriana Moraes

Profª Adriana Moraes Profª Adriana Moraes Definição: um conjunto de atitudes políticas, econômicas e militares que visam a aquisição de territórios coloniais através da conquista e estabelecimento de colonos. Período: séculos

Leia mais

06. REFORMAS RELIGIOSAS

06. REFORMAS RELIGIOSAS 06. REFORMAS RELIGIOSAS O clero e a Igreja Católica Igreja Católica instituição mais poderosa na Baixa Idade Média (séc. XI ao XV) única autoridade espiritual líder religioso único maior poder do que os

Leia mais

Aluno(a): Nº Disciplina: História e Geografia Professor (a): Barros Dutra

Aluno(a): Nº Disciplina: História e Geografia Professor (a): Barros Dutra Aluno(a): Nº Disciplina: História e Geografia Professor (a): Barros Dutra Lista de História. Avaliação dia 03 de setembro de 2016 P1, 3º. Bimestre 2ª. Série 01. Qual das alternativas abaixo define melhor

Leia mais

PRIMEIRO GRANDE ATO DAS COLÔNIAS CONTRA SUAS METRÓPOLES INFLUÊNCIA DAS IDEIAS LIBERAIS

PRIMEIRO GRANDE ATO DAS COLÔNIAS CONTRA SUAS METRÓPOLES INFLUÊNCIA DAS IDEIAS LIBERAIS A importância da independência das colônias inglesas na América é incontestável, pois foi o primeiro grande ato de colônias contra suas metrópole. Elas se colocaram contra a submissão econômica e política

Leia mais

O que foi o Renascimento Cultural?

O que foi o Renascimento Cultural? O que foi o Renascimento Cultural? O Renascimento Cultural representou o marco da transição da cultura medieval para a cultura moderna. Configurou-se como um movimento intelectual, artístico, filosófico,

Leia mais

IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA. Prof. Iair. Prof. Jorge Diacópulos

IDADE CONTEMPORÂNEA A REVOLUÇÃO FRANCESA. Prof. Iair. Prof. Jorge Diacópulos Prof. Jorge Diacópulos Revolução burguesa. Antecedentes/causas: IDADE CONTEMPORÂNEA Maior população da Europa Ocidental (25 milhões). 80% rural. Absolutismo parasitário Luís XVI Festas, banquetes, pensões,

Leia mais

Curso profissional de técnico de jardinagem e espaços verdes Ano Letivo: 2011/2012. Ficha de avaliação

Curso profissional de técnico de jardinagem e espaços verdes Ano Letivo: 2011/2012. Ficha de avaliação Escola Básica e Secundária de Murça União Europeia Fundo Social Europeu GOVERNO DA REPÚBLICA PORTUGUESA Curso profissional de técnico de jardinagem e espaços verdes Ano Letivo: 2011/2012 Ficha de avaliação

Leia mais

Transição da Idade Média

Transição da Idade Média Transição da Idade Média para a Idade Moderna I Monarquias Nacionais (Absolutismo) Início da Idade Moderna Expansão Marítima Européia Renascimento Cultural Reforma Protestante Monarquias Nacionais Absolutismo

Leia mais

AVALIAÇÃO DISCURSIVA DE HISTÓRIA

AVALIAÇÃO DISCURSIVA DE HISTÓRIA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN AVALIAÇÃO DISCURSIVA DE HISTÓRIA Primeira Avaliação 1ª Série EM Terceiro Período - 2017 Assinale com um X se estiver fazendo Progressão Parcial: Aluno(a): Série e Turma:

Leia mais

As origens do Iluminismo

As origens do Iluminismo GISELE MASSON PPGE-UEPG As origens do Iluminismo O Iluminismo foi um conjunto de ideias que tiveram origem na Europa, no século XVII, e se desenvolveu especialmente no século XVIII, o qual ficou conhecido

Leia mais

História, 8.º ano Prof. Carlos Pinheiro

História, 8.º ano Prof. Carlos Pinheiro História, 8.º ano Prof. Carlos Pinheiro A crise religiosa na Europa nos séculos XIV e XV A venda de cargos religiosos. s compradores adquiriam títulos eclesiásticos como o de bispo. A falta de preparação

Leia mais

O ensino de Historia no Ensino Médio tem por finalidade o desenvolvimento e. a construção do saber histórico, procurando promover o resgate e o

O ensino de Historia no Ensino Médio tem por finalidade o desenvolvimento e. a construção do saber histórico, procurando promover o resgate e o DISCIPLINA: História A - EMENTA O ensino de Historia no Ensino Médio tem por finalidade o desenvolvimento e a construção do saber histórico, procurando promover o resgate e o conhecimento de saberes construídos

Leia mais

A Europa na época das Grandes Navegações

A Europa na época das Grandes Navegações Aula 1 e 2 A Europa na época das Grandes Navegações 1 - Século XV: O Nascimento do Mundo Moderno Setor 1621 2 - A formação do Reino de Portugal 3 - A Expansão Ultramarina Europeia Aula 1 e 2 A Europa na

Leia mais

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro)

Planejamento das Aulas de História º ano (Prof. Leandro) Planejamento das Aulas de História 2016 7º ano (Prof. Leandro) Fevereiro Aula Programada (As Monarquias Absolutistas) Páginas Tarefa 1 A Formação do Estado Moderno 10 e 11 Mapa Mental 3 Teorias em defesa

Leia mais

1B Aula 01. O Iluminismo

1B Aula 01. O Iluminismo 1B Aula 01 O Iluminismo O contexto histórico em que surgiu o Iluminismo O Iluminismo foi acima de tudo uma revolução cultural porque propôs uma nova forma de entender a sociedade e significou uma transformação

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Lista de exercícios de História - 1º Bimestre Nome: Ano: 7º A / B Prof. Romão N.: / /17 FEUDALISMO FORMAÇÃO DO SISTEMA FEUDO SOCIEDADE FEUDAL RENASCIMENTOCOMERCIAL

Leia mais

Atividade de revisão para o Exame final. A Revolução Francesa (14/07/1789)

Atividade de revisão para o Exame final. A Revolução Francesa (14/07/1789) Profª.: Lygia Mânica Costa 7ª série do E. Fundamental Nome: Turma: Data: Atividade de revisão para o Exame final A Revolução Francesa (14/07/1789) A situação social era grave e o nível de insatisfação

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio. Lista de exercícios

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio. Lista de exercícios Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Lista de exercícios de História - 1º Bimestre Nome: Ano: 8º A / B Prof. N.: / /17 Revoluções Inglesas; Antigo Regime; Iluminismo; Brasil Colonial: a sociedade mineradora.

Leia mais