OS SOFISTAS E A VIDA EM SOCIEDADE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OS SOFISTAS E A VIDA EM SOCIEDADE"

Transcrição

1 O SER HUMANO PARA OS SOFISTAS E SÓCRATES OS SOFISTAS E A VIDA EM SOCIEDADE

2 A ARTE DO CONVENCIMENTO Nenhum escrito completo restou dos autores sofistas, apenas poucos fragmentos A maior parte dos textos que fazem referência a eles foi produzida pelo filósofo Platão. Platão que condenava as ideias e as atividades desses pensadores. Durante muito tempo, os sofistas foram considerados aproveitadores ou oportunistas. ParaPlatão,ossofistasdavamaulaseusavamahabilidade de falar bem para ganhar dinheiro, não se importando em mentir ou mudar de posição para atingir os objetivos desejados. Os sofistas deram grandes contribuições para o desenvolvimento do pensamento racional.

3 Professores na arte de falar bem Os sofistas foram professores profissionais que saíram de diversas cidades gregas para ensinar em Atenas, noséculo V a.c., acompanhando o desenvolvimento econômico, político, militar e cultural dessa cidade. Eram pagos pelas famílias com mais posses para ensinar aos jovens os conhecimentos necessários para seguir a carreira pública ou para se especializar em algum ofício. Emgeral,ossofistasensinavamahabilidadedefalarbem. Em Atenas, nesse período, expressar-se bem em público era muito importante, porque as principais decisões para a cidade e para os cidadãos atenienses, como a participação ou não em uma guerra, eram tomadas em assembleias, por meio de votação.

4 A retórica grega Um cidadão da Grécia antiga que falasse bem e tivesse a capacidade de argumentar e de convencer outras pessoas poderia interferir nas grandes decisões da cidade. Seria um cidadão poderoso Amaioriadossofistasdavaauladeretórica. Retórica é a arte de bem utilizar a palavra para persuadir ou convencer os ouvintes. Muitos sofistas ficaram conhecidos por esses ensinamentos e cobravam caro por eles.

5 As reflexões sobre o ser humano Os sofistas realizaram uma espécie de revolução no pensamento ao refletirem sobre os problemas humanos. Os primeiros filósofos investigaram a natureza e buscaram explicá-la. Eles procuravam desvendar o princípio mas geral das coisas e dos fenômenos da natureza. Os sofistas tinham outro interesse: refletir sobre os seres humanos, suas vidas, suas criações, o tipo de sociedade emquevivemetc. Assuntos que interessavam aos sofistas: política, arte, retórica, religião, educação e linguagem.

6 Os valores não são os mesmos para todas as sociedades Os sofistas viajavam de cidade em cidade, ensinado por toda Grécia. Eles perceberam que cada cidade ou agrupamento social tinha suas normas, crenças, tradições, valores eleis. Os cidadãos de Esparta, não tinham a mesma conduta dos cidadãos de Atenas.

7 Ao perceberam isso, os sofistas concluíram que a sociedade funciona de maneira diferente da natureza. A phýsistem leis e regras que não mudam, elas são fixas e iguais em qualquer lugar. Por exemplo, a lei da gravidade vale em qualquer parte do mundo.assim acontece com todas as leis da natureza.

8 As convenções humanas são mutáveis A sociedade humana, diferentemente da natureza, funciona com regras, leis ou normas criadas por acordo ou convenções. As leis sociais e os valores mudam com o tempo, de sociedade para sociedade, e até mesmo no interior de uma mesma sociedade. Por exemplo houve época em que as mulheres no Brasil não podiam votar e que elas só conquistaram esse direito em 1932.

9 Os sofistas perceberam essas características das sociedades humanas, compreenderam que cada uma delas funcionava de acordo com certa convenções. Essas convenções foram criadas pelos indivíduos e poderiam ser modificadas por eles. É diferente do que ocorre com as leis da natureza, que são eternas e imutáveis. Para esses pensadores, a tradição e as normas estabelecidas poderiam ser alteradas e questionadas pelousodarazão.

10 Os sofistas mais conhecidos Protágoras e a relatividade das coisas humanas Ohomeméamedidadetodasascoisas O ser humano decide sobre o que é certo ou errado, bom ou ruim, verdadeiro ou falso, útil ou inútil, e assim por diante. Para Protágoras, não haveria verdade absoluta, única. Isso é, a verdade dependeria do que cada pessoa pensa.

11 Na existência humana. Tudo seria relativo. Seguindo essa ideia, o que verdadeiro, justo e bom para um indivíduo ou uma sociedade poderia não ser verdadeiro, justo e bem para outro indivíduo ou outra sociedade. Sócrates e Platão combateram esse pensamento, pois acreditavam na existência de verdades que valeriam para todas as situações e todas as sociedades.

12 Górgias e a força da palavra O sofistas Górgias era famoso por sua capacidade retórica, isto é, pela capacidade de convencer as pessoas por meio do discurso ou da palavra. Górgias defendia a ideia de que as pessoas, em nenhuma situação, poderiam alcançar uma verdade absoluta ou única. Górgias pensava também que os filósofos anteriores a ele não conseguiram chegar a uma definição clara doseredascoisasqueexistem.

13 Para Górgias, mesmo que o Ser existisse, como afirmava Parmênides, ele não poderia ser conhecido pela razão humana. Então, caberia ao indivíduo analisar cada situação e determinaroquedeveriaounãoserfeito. Além disso, por não existir nada de absolutamente verdadeiro, a palavra e o discurso não estariam presos a nada, não estariam voltados para uma verdade a ser revelada. A palavra, então, valeria somente por sua capacidade de persuadir.

14 Seguindo esse pensamento, os argumentos seriam momentâneos, quer dizer, eles mudariam de acordo com a situação e a necessidade. O bom retórico seria aquele capaz de convencer as pessoas em diferentes situações. A retórica, para Górgias, é a arte de persuadir independentemente se o que está sendo dito é ou não verdade.

PERÍODOS DA FILOSOFIA ANTIGA

PERÍODOS DA FILOSOFIA ANTIGA Capítulo 12 PERÍODOS DA FILOSOFIA ANTIGA PRÉ-SOCRÁTICO OU COSMOLÓGICO (SÉC. VI V a.c.) SOCRÁTICO OU ANTROPOLÓGICO OU CLÁSSICO (SÉC. V IV a.c.): SÓCRATES E PLATÃO SISTEMÁTICO (SÉC IV III a.c.): ARISTÓTELES

Leia mais

PERÍODOS DA FILOSOFIA ANTIGA

PERÍODOS DA FILOSOFIA ANTIGA Capítulo 12 PERÍODOS DA FILOSOFIA ANTIGA PRÉ-SOCRÁTICO OU COSMOLÓGICO (SÉC. VI V a.c.) SOCRÁTICO OU ANTROPOLÓGICO OU CLÁSSICO (SÉC. V IV a.c.): SÓCRATES E PLATÃO SISTEMÁTICO (SÉC IV III a.c.): ARISTÓTELES

Leia mais

Exercícios do manual. Página 105 Exercício V

Exercícios do manual. Página 105 Exercício V Exercícios do manual 1. Falácia do apelo à ignorância Página 105 Exercício V 2. Falácia contra a pessoa ou ad hominem (hipocrisia ou tu quoque tu também não fazes o que defendes) 3. Falso dilema (quer

Leia mais

O que é Linguagem? PROF. RONALDO PINHO

O que é Linguagem? PROF. RONALDO PINHO O que é Linguagem? PROF. RONALDO PINHO Linguagem Sistema de signos que da nome as coisas do mundo. Organiza o pensamento. Possibilita a comunicação. Reflete sentimentos, valores, paixões e pensamentos.

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE FILOSOFIA ENSINO MÉDIO - 2º ANO A FILOSOFIA DA GRÉCIA CLÁSSICA AO HELENISMO

QUESTIONÁRIO DE FILOSOFIA ENSINO MÉDIO - 2º ANO A FILOSOFIA DA GRÉCIA CLÁSSICA AO HELENISMO QUESTIONÁRIO DE FILOSOFIA ENSINO MÉDIO - 2º ANO A FILOSOFIA DA GRÉCIA CLÁSSICA AO HELENISMO ESTUDAR PARA A PROVA TRIMESTRAL DO SEGUNDO TRIMESTRE PROFESSORA: TATIANA SILVEIRA 1 - Seguiu-se ao período pré-socrático

Leia mais

Os Professores Sofistas

Os Professores Sofistas Os Professores Sofistas Objetivos da Palestra Apresentar e contextualizar o aparecimento dos sofistas na Grécia Antiga. Estabelecer cotejos entre a existência dos antigos sofistas e os atuais professores

Leia mais

Filosofia Geral. Prof. Alexandre Nonato

Filosofia Geral. Prof. Alexandre Nonato Filosofia Geral Prof. Alexandre Nonato Ruptura da Mitologia à Filosofia Mitologia é um conjunto de mitos de determinados povos. Ex.: Deuses, lendas. Explicação para a vida, o sobrenatural, sem a existência

Leia mais

2º Momento Campo Argumentativo Argumento 1 -> Argumento 2 -> Argumento n Refutação de possíveis contra-argumentos

2º Momento Campo Argumentativo Argumento 1 -> Argumento 2 -> Argumento n Refutação de possíveis contra-argumentos Francisco Cubal Um discurso argumentativo é composto por: 1º Momento Introdução Tema (subtemas) Tese do Autor sobre esse tema 2º Momento Campo Argumentativo Argumento 1 -> Argumento 2 -> Argumento n Refutação

Leia mais

Filosofia Grega Clássica - parte I: o período socrático séculos 5-4 a.c.

Filosofia Grega Clássica - parte I: o período socrático séculos 5-4 a.c. Filosofia Grega Clássica - parte I: o período socrático séculos 5-4 a.c. Atenas no séc. 5 a.c.: - centro da vida social, política e cultural da Grécia - época da democracia, quando os cidadãos participavam

Leia mais

Unidade 2: História da Filosofia Filosofia Clássica. Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes

Unidade 2: História da Filosofia Filosofia Clássica. Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes Unidade 2: História da Filosofia Filosofia Clássica Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes Conteúdo (a) Nascimento da filosofia (b) Condições históricas para seu nascimento (c) Os principais períodos

Leia mais

OFICINA DA PESQUISA ÉTICA, POLÍTICA E SOCIEDADE

OFICINA DA PESQUISA ÉTICA, POLÍTICA E SOCIEDADE OFICINA DA PESQUISA ÉTICA, POLÍTICA E SOCIEDADE Prof. Msc. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br A FORMAÇÃO DA MORAL OCIDENTAL FILOSOFIA ANTIGA A ERA

Leia mais

Sofistas ou Sophistés

Sofistas ou Sophistés - Sofista (sophistés) vem da palavra sophos que significa sábio. Sofistas ou Sophistés Principais sofistas: - Protágoras de Abdera 480-410 a.c. - Gógias de Leontini 487?-380? a.c. - Isócrates de Atenas

Leia mais

FILOSOFIA Conceito e delimitação

FILOSOFIA Conceito e delimitação FILOSOFIA Conceito e delimitação Conceito de Filosofia Filosofia significa philo= amigo, amor, Sophia= sabedoria. A filosofia busca dar profundidade e totalidade à aspectos referentes a vida como um todo;

Leia mais

FILOSOFIA 11º ano. Sofistas e filósofos

FILOSOFIA 11º ano. Sofistas e filósofos FILOSOFIA 11º ano Sofistas e filósofos Governo da República Portuguesa Rua Professor Veiga Simão 3700-355 Fajões Telefone: 256 850 450 Fax: 256 850 452 www.agrupamento-fajoes.pt E-mail: geral@agrupamento-fajoes.pt

Leia mais

Unidade 2 Ética Antiga

Unidade 2 Ética Antiga Unidade 2 Ética Antiga 1º Bimestre M2 Filosofia E-mail: eu@profpetterson.com Os Sofistas movimento intelectual na Grécia do séc. V (a.n.e.). "sofista" mestre ou sábio - sofia (sabedoria). saber a respeito

Leia mais

DO MITO AOS SOFISTAS

DO MITO AOS SOFISTAS DO MITO AOS SOFISTAS Gustavo Bertoche gusbertoche@gmail.com Mito e filosofia Para compreender o processo intelectual que resulta na filosofia contemporânea é necessário conhecer a origem da filosofia.

Leia mais

Educação Matemática MATEMÁTICA LICENCIATURA. Professora Andréa Cardoso

Educação Matemática MATEMÁTICA LICENCIATURA. Professora Andréa Cardoso Educação Matemática MATEMÁTICA LICENCIATURA Professora Andréa Cardoso OBJETIVO DA AULA: Diferenciar a Matemática Racional da Matemática Prática 2 UNIDADE I : EDUCAÇÃO MATEMÁTICA E ENSINO Matemática Racional

Leia mais

SOCIOLOGIA ENSINO MÉDIO PROF. JOSINO MALAGUETA 2 ANO PROF. DÁRIO PINHEIRO

SOCIOLOGIA ENSINO MÉDIO PROF. JOSINO MALAGUETA 2 ANO PROF. DÁRIO PINHEIRO SOCIOLOGIA 2 ANO PROF. DÁRIO PINHEIRO ENSINO MÉDIO PROF. JOSINO MALAGUETA Avaliação da unidade III Pontuação: 7,5 pontos 2 Questão 01 (1,0) O programa Bolsa Família consiste em destinar temporariamente

Leia mais

FILOSOFIA 11º ano. Argumentação: Filosofia, retórica e democracia

FILOSOFIA 11º ano. Argumentação: Filosofia, retórica e democracia FILOSOFIA 11º ano Argumentação: Filosofia, retórica e democracia Governo da República Portuguesa Rua Professor Veiga Simão 3700-355 Fajões Telefone: 256 850 450 Fax: 256 850 452 www.agrupamento-fajoes.pt

Leia mais

ALBERTO MAGNO E TOMÁS DE AQUINO

ALBERTO MAGNO E TOMÁS DE AQUINO 1 ALBERTO MAGNO E TOMÁS DE AQUINO A ESCOLÁSTICA E OS PRINCIPAIS REPRESENTANTES ALBERTO MAGNO TOMÁS DE AQUINO Buscaram provar a existência de Deus utilizando argumentos racionais. 2 A UNIDADE ENTRE A FÉ

Leia mais

Educação na Grécia. Fundamentos teórico-epistemológicos da educação I. PPGE UEPG Professoras Gisele Masson Patrícia Marcoccia

Educação na Grécia. Fundamentos teórico-epistemológicos da educação I. PPGE UEPG Professoras Gisele Masson Patrícia Marcoccia Educação na Grécia Fundamentos teórico-epistemológicos da educação I PPGE UEPG Professoras Gisele Masson Patrícia Marcoccia A educação na Grécia Fonte: Blog do Maffei, 2017. Traços da cultura grega:educação

Leia mais

SOFISTAS E SÓCRATES Os sofistas são pensadores que questionam pela retórica o ideal democrático e racionalidade grega que colocava a centralidade da

SOFISTAS E SÓCRATES Os sofistas são pensadores que questionam pela retórica o ideal democrático e racionalidade grega que colocava a centralidade da SOFISTAS E SÓCRATES Os sofistas são pensadores que questionam pela retórica o ideal democrático e racionalidade grega que colocava a centralidade da vida ética na coletividade e no bem comum. Neste sentido,

Leia mais

PLANO DE AULA. Resumo: Período da Filosofia Antiga : Socrático ou Antropológico

PLANO DE AULA. Resumo: Período da Filosofia Antiga : Socrático ou Antropológico PLANO DE AULA ÁREA: História da Filosofia antiga TEMA: O início do pensamento filosófico na Grécia Antiga HISTÓRIA DA FILOSOFIA: Antiga INTERDISCIPLINARIDADE: História TRANSVERSALIDADE: Ética DURAÇÃO:

Leia mais

Você sabe por que vamos à escola? Ensino é responsabilidade do Estado e de que todos têm direito à educação ideias novas.

Você sabe por que vamos à escola? Ensino é responsabilidade do Estado e de que todos têm direito à educação ideias novas. Escolástica: a filosofia das escolas cristãs 3º BIMESTRE 7º Ano A filosofia cristã na Escolástica Você sabe por que vamos à escola? Ensino é responsabilidade do Estado e de que todos têm direito à educação

Leia mais

Acreditavam em vários deuses (Politeístas); Seus deuses viviam no Olimpo (sinônimo de Céu); Os deuses podiam tanto ser bons com os humanos como

Acreditavam em vários deuses (Politeístas); Seus deuses viviam no Olimpo (sinônimo de Céu); Os deuses podiam tanto ser bons com os humanos como Acreditavam em vários deuses (Politeístas); Seus deuses viviam no Olimpo (sinônimo de Céu); Os deuses podiam tanto ser bons com os humanos como prejudica-los; Quando queriam agradar um deus ou uma deusa

Leia mais

LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES. Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática

LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES. Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática GEOGRAFIA, ECONOMIA E POLÍTICA Terreno montanhoso Comércio marítimo Cidades-estado

Leia mais

Processo de compreensão da realidade. Não é lenda Verdade Explicação do misterioso Expressão fundamental do viver humano

Processo de compreensão da realidade. Não é lenda Verdade Explicação do misterioso Expressão fundamental do viver humano Processo de compreensão da realidade Não é lenda Verdade Explicação do misterioso Expressão fundamental do viver humano Homero Ilíada Hesíodo Teogonia Odisseia A invenção da escrita Nova idade mental Surgimento

Leia mais

LISTA RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA. 1º ano ENSINO MEDIO 2º BIMESTRE Nome: nº:

LISTA RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA. 1º ano ENSINO MEDIO 2º BIMESTRE Nome: nº: LISTA RECUPERAÇÃO DE FILOSOFIA 1º ano ENSINO MEDIO Nota: 2º BIMESTRE 2015 Você consegue imaginar a sua vida em meio a uma realidade na qual tudo lhe parecesse novo e desconhecido a cada instante? Em uma

Leia mais

SÓCRATES. Prof. David Alexandre

SÓCRATES. Prof. David Alexandre SÓCRATES Prof. David Alexandre SUMÁRIO Apresentação Época Vida e Missão Ensinamentos Filosóficos Métodos Socráticos Conclusão ÉPOCA Século V a.c. - Século de Péricles. Com a vitória sobre os persas e a

Leia mais

VII. GRÉCIA: ORGANIZAÇÃO DAS CIDADES-ESTADOS

VII. GRÉCIA: ORGANIZAÇÃO DAS CIDADES-ESTADOS VII. GRÉCIA: ORGANIZAÇÃO DAS CIDADES-ESTADOS Página 28 à 41. Atenas Sul da Península Balcânica; Não foi ocupada pelos dórios, predominavam os eólios e os jônios; Formou-se da união de tribos na planície

Leia mais

Conteúdo para recuperação do I Semestre 6º ANO

Conteúdo para recuperação do I Semestre 6º ANO Conteúdo para recuperação do I Semestre I Bimestre II Bimestre 6º ANO As primeiras sociedades; Mesopotâmia. Grécia: formação e consolidação; Grécia: Organização das cidades-estados. As primeiras sociedades;

Leia mais

AULA FILOSOFIA. O realismo aristotélico

AULA FILOSOFIA. O realismo aristotélico AULA FILOSOFIA O realismo aristotélico DEFINIÇÃO O realismo aristotélico representa, na Grécia antiga, ao lado das filosofias de Sócrates e Platão, uma reação ao discurso dos sofistas e uma tentativa de

Leia mais

Argumentação e filosofia

Argumentação e filosofia Argumentação e filosofia 1- Compreender a origem histórica da rivalidade existente entre Filosofia e Retórica. O pensamento racional teve origem na Grécia antiga, na necessidade do desenvolvimento da Polis

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: Filosofia Ano: 1º Ensino Médio Professor: Leandro Cesar Bernardes Pereira Filosofia Atividades para Estudos Autônomos Data: 8 / 5 / 2017 Aluno(a):

Leia mais

Professor: TÁCIUS FERNANDES

Professor: TÁCIUS FERNANDES Professor: TÁCIUS FERNANDES As classes da sociedade grega variavam de uma cidade-estado para outra. Atenas contava com três classes: Cidadãos, ou eupátridas: Somente eles possuíam direitos políticos para

Leia mais

Clóvis de Barros Filho

Clóvis de Barros Filho Clóvis de Barros Filho Sugestão Formação: Doutor em Ciências da Comunicação pela USP (2002) Site: http://www.espacoetica.com.br/ Vídeos Produção acadêmica ÉTICA - Princípio Conjunto de conhecimentos (filosofia)

Leia mais

LISTA DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO FINAL Professor: Airton José Müller Componente Curricular: Filosofia

LISTA DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO FINAL Professor: Airton José Müller Componente Curricular: Filosofia LISTA DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO FINAL - 2015 Professor: Airton José Müller Componente Curricular: Filosofia 7º Ano Filósofos Clássicos. A filosofia clássica. Sócrates de Atenas: o poder das perguntas

Leia mais

FILOSOFIA - SOFISMO. (Nicola, Ubaldo. Antologia ilustrada de Filosofia. Editora Globo, 2005.)

FILOSOFIA - SOFISMO. (Nicola, Ubaldo. Antologia ilustrada de Filosofia. Editora Globo, 2005.) 1. (Ufu 2013) De um modo geral, o conceito de physis no mundo pré-socrático expressa um princípio de movimento por meio do qual tudo o que existe é gerado e se corrompe. A doutrina de Parmênides, no entanto,

Leia mais

EDUCAÇÃO FISÍCA PARA O CORPO E FILOSOFIA PARA A ALMA. RESUMO

EDUCAÇÃO FISÍCA PARA O CORPO E FILOSOFIA PARA A ALMA. RESUMO EDUCAÇÃO FISÍCA PARA O CORPO E FILOSOFIA PARA A ALMA. RESUMO Analisarei o ensino relacionado à Educação Física, Filosofia e outras Ciências na história grega no mundo antigo. É sabedor que Platão fundou

Leia mais

Platão a.c. Arístocles Platão (Amplo) Um dos principais discípulos de Sócrates

Platão a.c. Arístocles Platão (Amplo) Um dos principais discípulos de Sócrates PLATÃO Platão 432 347 a.c. Arístocles Platão (Amplo) Origem Aristocrática Um dos principais discípulos de Sócrates Platão foi o fundador da primeira instituição de ensino superior do mundo ocidental, a

Leia mais

OS FILÓFOFOS PRÉ-SOCRÁTICOS

OS FILÓFOFOS PRÉ-SOCRÁTICOS OS FILÓFOFOS PRÉ-SOCRÁTICOS São chamados de filósofos da natureza. Buscavam a arché, isto é, o elemento ou substância primordial que originava todas as coisas da natureza. Dirigiram sua atenção e suas

Leia mais

Abril Filosofia 1ª Série SÓCRATES

Abril Filosofia 1ª Série SÓCRATES Abril Filosofia 1ª Série SÓCRATES Sócrates cercado por jovens Sócrates nada escreveu. O conhecimento de suas ideias e condições de vida foi-nos revelado e transmitido pelos seus discípulos ou rivais. No

Leia mais

ENTRE DOIS MUNDOS 7º ANO

ENTRE DOIS MUNDOS 7º ANO ENTRE DOIS MUNDOS 7º ANO INTRODUÇÃO Renascimento: Período de transição entre Idade Média e Idade Moderna; Misturam-se o jeito de ser e pensar de dois momentos da sociedade europeia ocidental; Não é possível

Leia mais

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia O que caracteriza a consciência mítica é a aceitação do destino: Os costumes dos ancestrais têm raízes no sobrenatural; As ações humanas são determinadas pelos

Leia mais

PERÍODO SOCRÁTICO OU ANTROPOLÓGICO

PERÍODO SOCRÁTICO OU ANTROPOLÓGICO PERÍODO SOCRÁTICO OU ANTROPOLÓGICO INTRODUÇÃO Com o desenvolvimento das cidades, das artes militares, do comércio e do artesanato, Atenas viveu seu período de esplendor O SÉCULO DE PÉRICLES. É a época

Leia mais

Platão, desiludido com a. escola de filosofia a Academia.

Platão, desiludido com a. escola de filosofia a Academia. Platão era filho da aristocracia ateniense. Foi discípulo de Sócrates. Sua obra reflete o momento caótico pelo qual passou Atenas no decorrer de sua vida A crise da sociedade ateniense está ligada à guerra

Leia mais

Curso TURMA: 2101 e 2102 DATA: Teste: Prova: Trabalho: Formativo: Média:

Curso TURMA: 2101 e 2102 DATA: Teste: Prova: Trabalho: Formativo: Média: EXERCÍCIOS ON LINE 3º BIMESTRE DISCIPLINA: Filosofia PROFESSOR(A): Julio Guedes Curso TURMA: 2101 e 2102 DATA: Teste: Prova: Trabalho: Formativo: Média: NOME: Nº.: Exercício On Line (1) A filosofia atingiu

Leia mais

3ª Filosofia Antiga (Pensadores antigos)

3ª Filosofia Antiga (Pensadores antigos) 3ª Filosofia Antiga (Pensadores antigos) Questão (1) - A filosofia se constitui, a partir das concepções de Sócrates, Platão e Aristóteles, como o pensamento que investiga: a) A questão da dívida externa.

Leia mais

PROVA DE FILOSOFIA 2º BIMESTRE DE 2012 PROF. ALEXANDRE

PROVA DE FILOSOFIA 2º BIMESTRE DE 2012 PROF. ALEXANDRE PROVA DE FILOSOFIA 2º BIMESTRE DE 2012 PROF. ALEXANDRE NOME Nº 1ª ANO A compreensão do enunciado faz parte da questão. Não faça perguntas ao examinador. A prova deve ser feita com caneta azul ou preta.

Leia mais

OS PRÉ-SOCRÁTICOS. Introdução

OS PRÉ-SOCRÁTICOS. Introdução OS PRÉ-SOCRÁTICOS Trabalho de avaliação da disciplina Introdução à Filosofia. Professor José Belarmino do Monte Segundo semestre do curso de Bacharel em Teologia. Seminário Teológico Batista do Nordeste

Leia mais

Sequencia didática temática: tema II Natureza e Cultura. Tema Geral: Natureza (physis) e convenção (nomos) os pré-socráticos e os sofistas

Sequencia didática temática: tema II Natureza e Cultura. Tema Geral: Natureza (physis) e convenção (nomos) os pré-socráticos e os sofistas ESCOLA ESTADUAL WINSTON CHURCHILL PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA BOLSISTAS: Pedro Danilo Galdino, Luana Targino da Silva e Thalles Arthur Souza de Queiroz. Sequencia didática

Leia mais

Conteúdo: Capítulo 01 Cultura: o cosmo humano Filosofia Antiga Filósofos: Tales, Anaxímenes, Pitágoras.

Conteúdo: Capítulo 01 Cultura: o cosmo humano Filosofia Antiga Filósofos: Tales, Anaxímenes, Pitágoras. Colégio: Nome: nº Professor(a): Série: 1ª série do E.M. Turma: Data: / / 2013 SIMULADO DE FILOSOFIA - 1ºANO Sem limite para crescer Conteúdo: Capítulo 01 Cultura: o cosmo humano Filosofia Antiga Filósofos:

Leia mais

Recuperação Final Filosofia 6º ano do EF

Recuperação Final Filosofia 6º ano do EF COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II SEÇÃO TÉCNICA DE ENSINO Recuperação Final Filosofia 6º ano do EF Aluno: Série: 6º ano Turma: Data: 14 de dezembro de 2016 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 1. Esta prova

Leia mais

Aula 1: O que é a filosofia? Características e atitudes filosóficas Prof. Gilmar Dantas

Aula 1: O que é a filosofia? Características e atitudes filosóficas Prof. Gilmar Dantas Aula 1: O que é a filosofia? Características e atitudes filosóficas Prof. Gilmar Dantas A filosofia no Ensino Médio e a ditadura 1971 a disciplina de filosofia é retirada do Ensino Médio pelo Governo Militar

Leia mais

Os filósofos pré-socráticos OBJETIVOS DOS PRIMEIROS FILÓSOFOS. Encontrar explicações naturais para os processos da natureza.

Os filósofos pré-socráticos OBJETIVOS DOS PRIMEIROS FILÓSOFOS. Encontrar explicações naturais para os processos da natureza. Os filósofos pré-socráticos OBJETIVOS DOS PRIMEIROS FILÓSOFOS Encontrar explicações naturais para os processos da natureza. Os pré-socráticos são os filósofos da natureza. A pergunta que os orienta é:

Leia mais

Orientação de estudo

Orientação de estudo Nome: Ano: 6 ano Disciplina: História Professor: Eder Nº: Data: Orientação de estudo 3 bimestre Para a realização da regulação o aluno deverá: - Estudar a Unidade 6 sobre O mundo grego com o capítulo Atenas

Leia mais

O corpo físico é mau e inferior à alma?

O corpo físico é mau e inferior à alma? O corpo físico é mau e inferior à alma? Compreendendo a natureza humana por Paulo Sérgio de Araújo INTRODUÇÃO Conforme a teoria das idéias (ou teoria das formas ) do filósofo grego Platão (428-347 a.c.),

Leia mais

O legado da Filosofia grega para o Ocidente europeu

O legado da Filosofia grega para o Ocidente europeu O legado da Filosofia grega para o Ocidente europeu Marilena Chauí Por causa da colonização europeia das Américas, nós também fazemos parte - ainda que de modo inferiorizado e colonizado - do Ocidente

Leia mais

Sócrates, Sofistas, Platão e Aristóteles (ética) Séc. III e IV a. C

Sócrates, Sofistas, Platão e Aristóteles (ética) Séc. III e IV a. C Sócrates, Sofistas, Platão e Aristóteles (ética) Séc. III e IV a. C Nunca deixou nada escrito Patrono da Filosofia Sh As principais fontes: Platão, Xenofonte e Aristóteles Questões Antropológicas O início

Leia mais

DOUTRINAS ÉTICAS FUNDAMENTAIS PROFA. ME. ÉRICA RIOS

DOUTRINAS ÉTICAS FUNDAMENTAIS PROFA. ME. ÉRICA RIOS DOUTRINAS ÉTICAS FUNDAMENTAIS PROFA. ME. ÉRICA RIOS ERICA.CARVALHO@UCSAL.BR Ética e História Como a Ética estuda a moral, ou seja, o comportamento humano, ela varia de acordo com seu objeto ao longo do

Leia mais

Programa de Retomada de Conteúdo

Programa de Retomada de Conteúdo Diego História Colégio Amorim Santa Teresa Fone: 2909-1422 Diretoria de Ensino Região Centro Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio. Rua Lagoa Panema, 466 Vila Guilherme Programa de Retomada

Leia mais

Tales de Mileto (c a.c.)

Tales de Mileto (c a.c.) Tales de Mileto (c. 624-546 a.c.) Tales foi considerado por Aristóteles como o primeiro filósofo, por ter sido o primeiro a buscar uma explicação racional de mundo. Com esse pensador, ele foi o fundador

Leia mais

Ética Política e Cidadania. Aula 4

Ética Política e Cidadania. Aula 4 Ética Política e Cidadania Aula 4 Política e Cidadania. As Relações Humanas e o Poder!!! Existe disputas entre vontades e interesses? Quem vence esse conflito? É o PODER: A capacidade de transformar as

Leia mais

As origens da filosofia. Os filósofos pré-socráticos

As origens da filosofia. Os filósofos pré-socráticos Na aula de hoje vamos estudar. As origens da filosofia. Os filósofos pré-socráticos O que chamamos de filosofia surgiu na Grécia Antiga. Os filósofos pré socráticos. Os jônios ou Escola de Mileto. Escola

Leia mais

A verdade, em grego, se diz aletheia e significa a manifestação daquilo que é, o não-oculto.

A verdade, em grego, se diz aletheia e significa a manifestação daquilo que é, o não-oculto. Na Grécia Antiga, o período pré-socrático foi dominado, em grande parte, pela investigação da natureza. Essa investigação consistia na busca de explicações racionais (cosmologia) para o universo manifestando-se

Leia mais

Exercícios de Revisão 1

Exercícios de Revisão 1 Exercícios de Revisão 1 1. Quando começamos a estudar, somos logo levados a buscar o que ela é. Nossa primeira surpresa surge ao descobrirmos que não há apenas uma definição da, mas várias. Uma primeira

Leia mais

Roteiro de estudos para recuperação trimestral

Roteiro de estudos para recuperação trimestral Roteiro de estudos para recuperação trimestral Disciplina: Professor (a): FILOSOFIA JOSÉ LUCIANO GABEIRL Conteúdo: Referência para estudo: A Filosofia de Aristóteles A Filosofia Helenística Idade Média

Leia mais

Filosofia Aula III Revisão e Platão

Filosofia Aula III Revisão e Platão Filosofia Aula III Revisão e Platão Segundo Marilena Chauí, a filosofia surge quando alguns gregos, admirados e espantados com a realidade, insatisfeitos com as explicações que a tradição lhes dera, começaram

Leia mais

RACIONALIDADE ARGUMENTATIVA DA FILOSOFIA E A DIMENSÃO DISCURSIVA DO TRABALHO FILOSÓFICO

RACIONALIDADE ARGUMENTATIVA DA FILOSOFIA E A DIMENSÃO DISCURSIVA DO TRABALHO FILOSÓFICO RACIONALIDADE ARGUMENTATIVA DA FILOSOFIA E A DIMENSÃO DISCURSIVA DO TRABALHO FILOSÓFICO Exercícios I. Documento elaborado no âmbito da definição das Aprendizagens Essenciais Aires Almeida, Luizete Dias

Leia mais

A ORIGEM GREGA DA LINGUAGEM E DA COMUNICAÇÃO

A ORIGEM GREGA DA LINGUAGEM E DA COMUNICAÇÃO A ORIGEM GREGA DA LINGUAGEM E DA COMUNICAÇÃO Ismael Cassol 1 A linguagem é para nós um dos marcos mais importante da evolução de nossa espécie, foi em busca de novas formas de sobrevivência que surge a

Leia mais

DICAS DO PROFESSOR. História 6º Ano

DICAS DO PROFESSOR. História 6º Ano DICAS DO PROFESSOR História 6º Ano A HÉLADE Nós chamamos a nossa terra de Hélade e nos consideramos helenos. E todos aqueles que possuíam outras culturas e falavam línguas que nós não entendemos, nós os

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina FIS291 Evolução dos Conceitos da Física I

Programa Analítico de Disciplina FIS291 Evolução dos Conceitos da Física I Catálogo de Graduação 016 da UFV 0 Programa Analítico de Disciplina FIS91 Evolução dos Conceitos da Física I Departamento de Física - Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Número de créditos: 4 Teóricas

Leia mais

NOTA DE PESQUISA: GÓRGIAS DE LEONTINOS: FILÓSOFO, RETOR, POLÍTICO E SUA RETÓRICA DO KOSMOS SOCIAL

NOTA DE PESQUISA: GÓRGIAS DE LEONTINOS: FILÓSOFO, RETOR, POLÍTICO E SUA RETÓRICA DO KOSMOS SOCIAL NOTA DE PESQUISA: GÓRGIAS DE LEONTINOS: FILÓSOFO, RETOR, POLÍTICO E SUA RETÓRICA DO KOSMOS SOCIAL Marcus Resende Mestrando em Filosofia UFS Orientador: Aldo Dinucci O Objetivo da pesquisa que suscita este

Leia mais

Teoria do Conhecimento:

Teoria do Conhecimento: Teoria do Conhecimento: Investigando o Saber O que sou eu? Uma substância que pensa. O que é uma substância que pensa? É uma coisa que duvida, que concebe, que afirma, que nega, que quer, que não quer,

Leia mais

Pré Socráticos- Sócrates - Sofistas

Pré Socráticos- Sócrates - Sofistas Pré Socráticos- Sócrates - Sofistas CHAUI, Marilena. Convite à Filosofia. Bibliografia: GARCIA MORENTE, Manuel. Fundamentos de filosofia. São Paulo: Editora Mestre Jou, 1980 MARCONDES, Danilo. Iniciação

Leia mais

Prova Escrita de Filosofia VERSÃO º Ano de Escolaridade. Prova 714/1.ª Fase. Entrelinha 1,5, sem figuras nem imagens, texto alinhado à esquerda

Prova Escrita de Filosofia VERSÃO º Ano de Escolaridade. Prova 714/1.ª Fase. Entrelinha 1,5, sem figuras nem imagens, texto alinhado à esquerda EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Prova 714/1.ª Fase 14 Páginas Entrelinha 1,5, sem figuras nem imagens, texto

Leia mais

UNIDADE 2. Período Pré-socrático. Cosmológico

UNIDADE 2. Período Pré-socrático. Cosmológico UNIDADE 2 Período Pré-socrático Cosmológico PRÉ-SOCRÁTICOS FILÓSOFOS DA NATUREZA RODA VIVA Chico Buarque Tem dias que a gente se sente Como quem partiu ou morreu A gente estancou de repente Ou foi o mundo

Leia mais

Profa. Andréa Cardoso UNIFAL-MG MATEMÁTICA-LICENCIATURA 2015/1

Profa. Andréa Cardoso UNIFAL-MG MATEMÁTICA-LICENCIATURA 2015/1 Profa. Andréa Cardoso UNIFAL-MG MATEMÁTICA-LICENCIATURA 2015/1 Aula 17: O Problema da Medida 30/04/2015 2 Contagem e medida A Aritmética auxiliou o Homem a fazer calendários, mas também a medir campos.

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: História Série: 6 a - Ensino Fundamental Professora: Gabriela Galvão História Atividades para Estudos Autônomos Data: 3 / 10 / 2016 Aluno(a):

Leia mais

Nome: nº. Recuperação Final de História Profª Patrícia. Lista de atividades 6º ano

Nome: nº. Recuperação Final de História Profª Patrícia. Lista de atividades 6º ano 1 Conteúdos selecionados: Nome: nº Recuperação Final de História Profª Patrícia Lista de atividades 6º ano Apostila 1 Tempo histórico, periodização da História, ocupação da América. Apostila 2 Egito, Mesopotâmia,

Leia mais

RESPONSÁVEL CONSTRUTOR DE SEU PRESENTE SEM ESQUECER SEU PASSADO E DESAFIADOR DO DESTINO

RESPONSÁVEL CONSTRUTOR DE SEU PRESENTE SEM ESQUECER SEU PASSADO E DESAFIADOR DO DESTINO I - IDEAL GREGO DE HOMEM - LIVRE E RESPONSÁVEL CONSTRUTOR DE SEU PRESENTE SEM ESQUECER SEU PASSADO E DESAFIADOR DO DESTINO BUSCA A SABEDORIA PREPARAÇÃO PARA A PROCURA FORMAÇÃO INTEGRAL CORPO E ESPÍRITO

Leia mais

PROJETO JOGO FILOSÓFICO

PROJETO JOGO FILOSÓFICO PROJETO JOGO FILOSÓFICO Coordenação: Fernanda Bulhões Supervisão: Professor Clévio Bolsistas: * Cláudio Loureiro * Leandro Soares * Cloviana Bispo * Bruno Camilo Natal (RN), 09 de junho de 2012 1. Introdução

Leia mais

PADRES APOLOGISTAS, APOSTÓLICOS E CONTROVERSISTAS... PROFESSOR UILSON FERNANDES 19/09/2016

PADRES APOLOGISTAS, APOSTÓLICOS E CONTROVERSISTAS... PROFESSOR UILSON FERNANDES 19/09/2016 PADRES APOLOGISTAS, APOSTÓLICOS E CONTROVERSISTAS... PROFESSOR UILSON FERNANDES 19/09/2016 DEFINIÇÕES CONCEITUAIS... O nome patrística advém diretamente das figuras desse grande primeiro momento da Filosofia

Leia mais

A Filosofia Clássica e o Problema Do Conhecimento: Breve Apontamento Sobre o Conhecimento Sensível e Intelectível

A Filosofia Clássica e o Problema Do Conhecimento: Breve Apontamento Sobre o Conhecimento Sensível e Intelectível A Filosofia Clássica e o Problema Do Conhecimento: Breve Apontamento Sobre o Conhecimento Sensível e Intelectível Classical Philosophy and the Knowledge Problem: Quick Pointing About Knowledge Sensitive

Leia mais

Os sofistas e Sócrates

Os sofistas e Sócrates Os sofistas e Sócrates 1 Contexto histórico Texto adaptado da obra: SELL, Sérgio. História da Filosofia Antiga. Palhoça: UnisulVirtual, 2008. O período áureo de Atenas Em 490 a.c., o imperador persa Dario

Leia mais

Lógica e Raciocínio. Introdução. Universidade da Madeira.

Lógica e Raciocínio. Introdução. Universidade da Madeira. Lógica e Raciocínio Universidade da Madeira http://dme.uma.pt/edu/ler/ Introdução 1 Lógica... é a ciência que estuda os princípios e aproximações para estabelecer a validez da inferência e demonstração:

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos.

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Prova 714/1.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30

Leia mais

ANTIGUIDADE CLÁSSICA PROFESSOR OTÁVIO

ANTIGUIDADE CLÁSSICA PROFESSOR OTÁVIO ANTIGUIDADE CLÁSSICA PROFESSOR OTÁVIO GRÉCIA GRÉCIA ANTIGA: CIDADES-ESTADO POR VOLTA DO ANO DE 2.000 a.c. A GRÉCIA CONTINENTAL E AS ILHAS DO MAR EGEU FORAM OCUPAS POR POVOS INDO-EUROPEUS: AQUEUS, JÔNIOS,

Leia mais

Introdução O QUE É FILOSOFIA?

Introdução O QUE É FILOSOFIA? O QUE É FILOSOFIA? A filosofia não é uma ciência, nem mesmo um conhecimento; não é um saber a mais: é uma reflexão sobre os saberes disponíveis. É por isso que não se pode aprender filosofia, dizia kant:

Leia mais

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos.

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 714/2.ª Fase 7 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

MITO E RAZÃO. A passagem do mito à Filosofia

MITO E RAZÃO. A passagem do mito à Filosofia MITO E RAZÃO A passagem do mito à Filosofia O QUE PERGUNTAVAM OS PRIMEIROS FILÓSOFOS? Por que os seres nascem e morrem? Por que os semelhantes dão origem aos semelhantes, de uma árvore nasce outra árvore,

Leia mais

O MUNDO VISÕES DO MUNDO ATRAVÉS DA HISTÓRIA

O MUNDO VISÕES DO MUNDO ATRAVÉS DA HISTÓRIA O MUNDO VISÕES DO MUNDO ATRAVÉS DA HISTÓRIA MITO: FORMA DE EXPLICAÇÃO MITO: vem do vocábulo grego mythos, que significa contar ou narrar algo. Mito é uma narrativa que explica através do apelo ao sobrenatural,

Leia mais

O VALOR DA ARGUMENTAÇÃO RETÓRICA

O VALOR DA ARGUMENTAÇÃO RETÓRICA O VALOR DA ARGUMENTAÇÃO RETÓRICA 1. O aparecimento da Retórica: Democracia e Sofistas A DEMOCRACIA DIRETA A retórica surge na Grécia antiga num contexto político muito específico: a democracia. A democracia

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS CAMPOS SALLES

FACULDADES INTEGRADAS CAMPOS SALLES FACULDADES INTEGRADAS CAMPOS SALLES CURSO DE GRADUAÇÃO DISCIPLINA: SUSTENTABILIDADE, RESPONSABILIDADE SOCIA E ÉTICA Professor: Paulo S. Ribeiro Aula 02 UNIDADE 1: Formação da moral ocidental. Sofistas

Leia mais

TEXTO BASE: ATENAS - PERÍODO ARCAICO (SEC. VIII-V a.c.)

TEXTO BASE: ATENAS - PERÍODO ARCAICO (SEC. VIII-V a.c.) TEXTO BASE: ATENAS - PERÍODO ARCAICO (SEC. VIII-V a.c.) Localização ao norte da Península Balcânica (Ática) Escassez de terras cultiváveis, favorecendo o comércio marítimo (relativa hegemonia comercial

Leia mais

ÉPOCAS DA FILOSOFIA. Já os períodos históricos da filosofia são os que se

ÉPOCAS DA FILOSOFIA. Já os períodos históricos da filosofia são os que se ÉPOCAS E TEMAS FILOSÓFICOS PROFESSOR NICHOLAS GABRIEL MINOTTI LOPES FERREIRA Nst Nesta aula devemos aprender: As Épocas da Filosofia O marco da Filosofia Ocidental Áreas da Filosofia ÉPOCAS DA FILOSOFIA

Leia mais

"A verdade jamais é pura e raramente é simples." (Oscar Wilde)

A verdade jamais é pura e raramente é simples. (Oscar Wilde) "A verdade jamais é pura e raramente é simples." (Oscar Wilde) Qual é a verdade? São possíveis várias realidades? É possível que haja mais verdades na realidade do que podemos perceber? As sensações podem

Leia mais

Nascido em Estagira - Macedônia ( a.c.). Principal representante do período sistemático.

Nascido em Estagira - Macedônia ( a.c.). Principal representante do período sistemático. Aristóteles Nascido em Estagira - Macedônia (384-322 a.c.). Principal representante do período sistemático. Filho de Nicômaco, médico, herdou o interesse pelas ciências naturais Ingressa na Academia de

Leia mais

O que é História? A história é uma ciência que investiga o passado para poder compreender melhor o presente.

O que é História? A história é uma ciência que investiga o passado para poder compreender melhor o presente. EXERCÍCIOS DE REVISÃO PARA O EXAME FINAL HISTÓRIA 5ª SÉRIE O que é História? A história é uma ciência que investiga o passado para poder compreender melhor o presente. Existem muitas fontes através das

Leia mais

O modo de organização do discurso argumentativo

O modo de organização do discurso argumentativo O modo de organização do discurso argumentativo Texto dissertativo e texto argumentativo Dissertativo discurso explicativo. O objetivo é explicar. Argumentativo visa persuadir ou convencer um auditório

Leia mais