Introdução à Revisão Sistemática da Literatura. Fernando Kenji

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Introdução à Revisão Sistemática da Literatura. Fernando Kenji Kamei @fkenjikamei"

Transcrição

1 Introdução à Revisão Sistemática da Literatura Fernando Kenji

2 Quais são as razões para conduzirmos uma Revisão da Literatura?

3

4 Algumas possíveis razões... Delimitar o problema de pesquisa; Buscar novas linhas de investigação, evitando abordagens infrutíferas; Busca de insights metodológicos; Identificar recomendações para pesquisas futuras; Busca de fundamentação teórica. Justus (2009)

5 Como começar uma Revisão da Literatura?

6 Primeiro devemos entender os tipos de estudos existentes...

7 Estudo Primário Estudo empírico que investiga uma questão de pesquisa específica...

8 Estudo Secundário Estudo que revisa todos os estudos primários relacionados a uma específica questão de pesquisa, com o objetivo de integrar, e sintetizar as evidências relacionadas a uma específica questão de pesquisa.

9 Estudo Secundário Então uma Revisão Sistemática é um tipo de Estudo Secundário

10 Estudo Terciário Estudos que fazem a revisão de estudos secundários relacionados a uma mesma questão de pesquisa.

11 Revisões da Literatura

12 Para iniciar o planejamento de uma revisão, Cooper (1998) elaborou uma Taxanomia para Revisões da Literatura

13 A Taxonomia propõe seis características que devem ser definidas pelo pesquisador

14 Qual o Foco? Resultados de pesquisas Métodos de pesquisa Teorias existentes Práticas ou Aplicações específicas

15 Qual o Objetivo? Integrar resultados (generalizar) Revisão crítica (encontrar gaps, explicar argumentos) Identificar questões centrais

16 Qual a Perspectiva? Representação Neutra? Com possível Viés do pesquisador?

17 Qual a Cobertura? Uma revisão exaustiva? Exaustiva com citações seletivas? Ou com a amostra representativa?

18 Como será Organizada? No formato histórico? Ou conceitual? Ou metodológico?

19 Quem é o público-alvo? Supervisores ou revisores? Público em geral? Academia ou Indústria?

20 Revisões Sistemáticas da Literatura

21 O que é uma SLR? É uma revisão em que é avaliado e interpretado tudo que existe de pesquisa relevante disponível para uma particular questão de pesquisa, tópico de pesquisa, ou fenômeno de interesse.

22 Qual a diferença entre a SLR e a Revisão da Literatura tradicional?

23 Qual o Objetivo? Apresentar e avaliar um tópico de pesquisa utilizando uma metodologia confiável, rigorosa e auditável.

24 Razões para uma SLR Sumarizar as evidências existentes Identificar possíveis gaps Maior contribuição científica

25 Qual a importância disso para você?

26 Faça como os Romanos...

27 Demanda tempo

28 e muito Esforço

29 Será que a SLR é realmente viável? Existem outros tipos de revisões Mapeamento Sistemáticos Estudos terciários

30

31 Como começar uma Revisão Sistemática da Literatura?

32 1 Responda a seguinte pergunta: Tenho mesmo a necessidade de realizar uma SLR?

33 2 Identifique a sua necessidade...

34 3 Formule a sua Questão de Pesquisa

35 Mas o que é uma Questão de Pesquisa? Como defini-la?

36 Questão de Pesquisa 1 Identifique o TEMA 2 Identifique uma dificuldade sem solução ou uma lacuna na teoria atual -> PROBLEMA 3 PROBLEMA: objetivo central da investigação científica

37 Validade do Problema 1 O problema pode ser enunciado na forma de uma pergunta ou questão de pesquisa? 2 É uma questão científica: relaciona pelo menos dois fatos?

38 Validade do Problema 3 Pode ser objeto de investigação sistemática, controlada e crítica? 4 Pode ser empiricamente verificado em suas consequências?

39 Cuidado com questões de pequisas óbvias, ou que fazem pressupostos!

40 4 Desenvolva um PROTOCOLO DE REVISÃO

41 O protocolo significa PLANEJAMENTO

42 Na Engenharia de Software recomenda-se a leitura do... Guidelines for Performing Systematic Literature Reviews in Software Engineering (Kitchenham 2007)

43 O que deve possuir em um Protocolo de Revisão?

44 A. Background Framework teórico, Problemática, e...

45 Toda revisão tem que possuir um OBJETIVO

46 B. Questões de Pesquisa O que se pretende investigar?

47 B. Questões de Pesquisa Ex: Quais são os benefícios e limitações das Metodologias Ágeis para os desenvolvedores de software?

48 C. Estratégia de Busca C1. Termos de Busca 1 Derivar as palavras-chaves das Questões de Pesquisa 2 Identificar os sinônimos ou palavras relacionadas

49 C. Estratégia de Busca 1 C2. String de Busca Agrupar os sinônimos e palavras relacionadas com o identificador OR 2 Agrupar cada conjunto de termos com o identificador AND

50 C. Estratégia de Busca ("agile" OR "agility" OR "scrum" OR "extreme programming" OR "XP" OR "dynamic system development" OR "DSDM" OR "crystal clear" OR "crystal orange" OR "crystal red" OR "crystal blue" OR "feature driven development" OR "FDD" OR "lean software development" OR "adaptive software development" OR "ASD" OR "test driven development" OR "TDD") AND ("software development" OR "software engineering" OR "information system development" OR "information system engineering" OR "software production")

51 D. Critérios de Busca e Seleção D1. Tipo de estudo D2. Critérios de Inclusão e Exclusão

52 E. Procedimento de Seleção dos Estudos E1. Quais etapas? E2. Como será realizada?

53 F. Avaliação da Qualidade F1. Critérios de Avaliação da Qualidade F2. Avaliação individual

54 G. Extração de Dados G1. O que será utilizado para extração dos dados? G2. Quais informações deverão ser extraídas de cada estudo? G3. Como as informações serão tratadas?

55 H. Síntese dos Dados H1. Quais técnicas foram utilizadas para sintetizar os dados? H2. Foi utilizada a meta-análise? H3. O quê podemos sintetizar?

56 I. Calendário das Atividades Deve apresentar toda a Agenda das atividades executadas

57 5 Execute a REVISÃO SISTEMÁTICA com base no Protocolo

58 A. Faça testes pilotos Isso ajuda a alinhar o entendimento sobre o Protocolo

59 B. Documente TUDO Todos os passos da pesquisa devem ser registrados

60 O quê por exemplo? 1 Quais fontes foram utilizadas 2 Procedimentos de busca e seleção 3 Quantidade de Estudos retornados 4 Quantidade de duplicações

61 O quê por exemplo? 5 Resoluções dos desacordos 6 Resultado da Avaliação da Qualidade

62 C. Trabalhe sempre em 1 Par Aumenta a confiabilidade do trabalho 2 Convoque um terceiro avaliador em caso de desacordo

63 D. Atribua um ID para 1 os documentos Evita dificuldades para identificálos 2 Facilita a comunicação entre a equipe

64 E. Durante a Extração e Síntese 1 Faça registro / anotações em planilha 2 Apresente

65 O melhor de tudo é ter paixão pelo o que está estudando...

66 Uma boa revisão da literatura Só depende de vocês!

67 Referências Randolph, Justus. A Guide to Writing the Dissertation Literature Review. Practical Assessment, Research & Evaluation, 14(13), Kitchenham, B.A. and Charters, S. Guidelines for performing Systematic Literature Reviews in Software Engineering Technical Report EBSE , 2007.

68

69 Introdução à Revisão Sistemática da Literatura Fernando Kenji

Mapeamento Sistemático sobre Métricas no Contexto de Métodos Ágeis aplicadas a Teste de Software

Mapeamento Sistemático sobre Métricas no Contexto de Métodos Ágeis aplicadas a Teste de Software sobre Métricas no Contexto de Métodos Ágeis aplicadas a Teste de Software Thaynã Gonçalves Mota Arilo Claudio Dias Neto (arilo@icomp.ufam.edu.br) Roteiro deste apresentação Introdução 2 Problema e Motivação

Leia mais

Visão Geral do Trabalho de Pesquisa

Visão Geral do Trabalho de Pesquisa Visão Geral do Trabalho de Pesquisa Ricardo de Almeida Falbo Metodologia de Pesquisa Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Etapas do Trabalho de Pesquisa Escolha do

Leia mais

Com metodologias de desenvolvimento

Com metodologias de desenvolvimento Sociedade demanda grande quantidade de sistemas/aplicações software complexo, sistemas distribuídos, heterogêneos requisitos mutantes (todo ano, todo mês, todo dia) Mas, infelizmente, não há gente suficiente

Leia mais

Um Mapeamento Sistemático da Pesquisa sobre a Influência da Personalidade na Engenharia de Software

Um Mapeamento Sistemático da Pesquisa sobre a Influência da Personalidade na Engenharia de Software 1 1 2 Um Mapeamento Sistemático da Pesquisa sobre a Influência da Personalidade na Engenharia de Software Shirley Jacinto (ssj@cin.ufpe.br) Orientador: Fabio Q. B. da Silva (fabio@cin.ufpe.br) Questões

Leia mais

MANIFESTO ÁGIL. Esses conceitos aproximam-se melhor com a forma que pequenas e médias organizações trabalham e respondem à mudanças.

MANIFESTO ÁGIL. Esses conceitos aproximam-se melhor com a forma que pequenas e médias organizações trabalham e respondem à mudanças. METODOLOGIAS ÁGEIS SURGIMENTO As metodologias ágeis surgiram em resposta ao problema dos atrasos no desenvolvimento de software e aos cancelamentos, devido ao fato dos sistemas demorarem muito tempo para

Leia mais

Manifesto Ágil - Princípios

Manifesto Ágil - Princípios Manifesto Ágil - Princípios Indivíduos e interações são mais importantes que processos e ferramentas. Software funcionando é mais importante do que documentação completa e detalhada. Colaboração com o

Leia mais

Uma Análise da História do VEM, WBVS e WMSWM

Uma Análise da História do VEM, WBVS e WMSWM VEM Uma Análise da História do VEM, WBVS e WMSWM Renato Novais, Thiago S. Mendes, Fernando Teles Instituto Federal da Bahia (IFBA) Salvador Bahia Brasil {renato,thiagosouto,fernandoteles}@ifba.edu.br Abstract.

Leia mais

Prof. Luiz A. Nascimento. As práticas denominadas ágeis vêm sendo cada vez mais utilizadas na gerência de projetos de software.

Prof. Luiz A. Nascimento. As práticas denominadas ágeis vêm sendo cada vez mais utilizadas na gerência de projetos de software. Prof. Luiz A. Nascimento As práticas denominadas ágeis vêm sendo cada vez mais utilizadas na gerência de projetos de software. Porque metodologias ágeis? A história dos fracassos no desenvolvimento de

Leia mais

Desenvolvimento Ágil de Software

Desenvolvimento Ágil de Software Desenvolvimento Ágil de Software Métodos ágeis (Sommerville) As empresas operam em um ambiente global, com mudanças rápidas. Softwares fazem parte de quase todas as operações de negócios. O desenvolvimento

Leia mais

REGINA CÉLIA GOMES DE MIRANDA

REGINA CÉLIA GOMES DE MIRANDA Pós-Graduação em Ciência da Computação UMA REVISÃO SISTEMÁTICA SOBRE EQUIPES DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE: TIPOLOGIA, CARACTERÍSTICAS E CRITÉRIOS DE FORMAÇÃO Por REGINA CÉLIA GOMES DE MIRANDA Dissertação

Leia mais

Desenvolvimento ágil de software

Desenvolvimento ágil de software Desenvolvimento ágil de software Desenvolvimento ágil de software (do inglês Agile software development) ou Método ágil é um conjunto de metodologias de desenvolvimento de software. O desenvolvimento ágil,

Leia mais

Engenharia de Software I. Aula 15: Metodologias Ágeis. Prof. Márcio D. Puntel marcio@puntel.org

Engenharia de Software I. Aula 15: Metodologias Ágeis. Prof. Márcio D. Puntel marcio@puntel.org Engenharia de Software I Aula 15: Metodologias Ágeis Prof. Márcio D. Puntel marcio@puntel.org Março - 2008 Antes... Manifesto Mudança de contratos Foco nas premissas... 2 Algumas metodologias Extreme Programming

Leia mais

Metodologia do Trabalho Científico

Metodologia do Trabalho Científico Metodologia do Trabalho Científico Diretrizes para elaboração de projetos de pesquisa, monografias, dissertações, teses Cassandra Ribeiro O. Silva, Dr.Eng. METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Porque escrever

Leia mais

TIPOS DE REVISÃO DE LITERATURA

TIPOS DE REVISÃO DE LITERATURA TIPOS DE REVISÃO DE LITERATURA Botucatu 2015 Com o objetivo de auxiliar na definição do tipo de revisão de literatura a ser realizado, a biblioteca coloca a disposição dos alunos e docentes o presente

Leia mais

Ágil. Rápido. Métodos Ágeis em Engenharia de Software. Introdução. Thiago do Nascimento Ferreira. Introdução. Introdução. Introdução.

Ágil. Rápido. Métodos Ágeis em Engenharia de Software. Introdução. Thiago do Nascimento Ferreira. Introdução. Introdução. Introdução. Introdução Métodos Ágeis em Engenharia de Software Thiago do Nascimento Ferreira Desenvolvimento de software é imprevisível e complicado; Empresas operam em ambiente global com mudanças rápidas; Reconhecer

Leia mais

METODOLOGIA ÁGIL. Lílian Simão Oliveira

METODOLOGIA ÁGIL. Lílian Simão Oliveira METODOLOGIA ÁGIL Lílian Simão Oliveira Fonte: Pressman, 2004 Aulas Prof. Auxiliadora Freire e Sabrina Schürhaus Alexandre Amorin Por quê???? Principais Causas Uso das Funcionalidades Processos empírico

Leia mais

A PRIMMER possui casos importantes nesta área. Venha compartilhar conosco desta experiência magnífica no mundo das metodologias ágeis.

A PRIMMER possui casos importantes nesta área. Venha compartilhar conosco desta experiência magnífica no mundo das metodologias ágeis. METODOLOGIAS ÁGEIS Boas Práticas para o Gerenciamento de Projetos de TI utilizando métodos ágeis baseados em SCRUM e XP etc. DIFERENCIAIS Avaliação prévia das necessidades de cada participante para customização

Leia mais

Uma Revisão Sistemática sobre a atividade de Teste de Software no contexto de Métodos Ágeis

Uma Revisão Sistemática sobre a atividade de Teste de Software no contexto de Métodos Ágeis Uma Revisão Sistemática sobre a atividade de Teste de Software no contexto de Métodos Ágeis André Abe Vicente, Marcio Eduardo Delamaro e José Carlos Maldonado Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação

Leia mais

Certificação em Métodos Ágeis

Certificação em Métodos Ágeis Certificação em Métodos Ágeis A certificação -ACP é a que mais cresce no mundo A Projectlab traz com exclusividade o treinamento -ACP Exam Prep 24h, com a metodologia e o material didático mais completo

Leia mais

Comparativo entre Processos Ágeis. Daniel Ferreira dfs3@cin.ufpe.br

Comparativo entre Processos Ágeis. Daniel Ferreira dfs3@cin.ufpe.br Comparativo entre Processos Ágeis Daniel Ferreira dfs3@cin.ufpe.br O que discutiremos: Histórico Os Princípios Ágeis Comparação Do ponto de vista incremental Do ponto de vista funcional Vantagens e Desvantagens

Leia mais

DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Desenvolvimento Ágil Modelos Ágeis. Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga

DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Desenvolvimento Ágil Modelos Ágeis. Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Desenvolvimento Ágil Modelos Ágeis Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga 2º Semestre / 2011 Extreme Programming (XP); DAS (Desenvolvimento Adaptativo de Software)

Leia mais

As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R

As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R INTRODUÇÃO A pesquisa é um procedimento reflexivo e crítico de busca de respostas para problemas ainda não solucionados. O

Leia mais

Desenvolvimento Ágil. O Manifesto para o Desenvolvimento de Software Ágil

Desenvolvimento Ágil. O Manifesto para o Desenvolvimento de Software Ágil Desenvolvimento Ágil 02561-5 Engenharia de Software Profa. Rosângela Penteado Aula de 24/8/2006 1 O Manifesto para o Desenvolvimento de Software Ágil Nós estamos descobrindo melhores maneiras de desenvolver

Leia mais

Escolha e implantação de uma metodologia de desenvolvimento de software: um estudo de caso para o Laboratório de Aplicação em Tecnologia da Informação

Escolha e implantação de uma metodologia de desenvolvimento de software: um estudo de caso para o Laboratório de Aplicação em Tecnologia da Informação Escolha e implantação de uma metodologia de desenvolvimento de software: um estudo de caso para o Laboratório de Aplicação em Tecnologia da Informação Elton A. dos Santos Departamento de Informática e

Leia mais

Estratégias de Pesquisa

Estratégias de Pesquisa Estratégias de Pesquisa Ricardo de Almeida Falbo Metodologia de Pesquisa Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Survey Design e Criação Estudo de Caso Pesquisa Ação Experimento

Leia mais

Pesquisa e formação docente: possibilidades das metapesquisas para sistematização do conhecimento

Pesquisa e formação docente: possibilidades das metapesquisas para sistematização do conhecimento Pesquisa e formação docente: possibilidades das metapesquisas para sistematização do conhecimento O CASO DAS META-ANÁLISES seu uso na área da saúde e as possibilidades na pesquisa e formação docente Prof

Leia mais

Gestão Ágil de Projetos e a certificação PMI-ACP

Gestão Ágil de Projetos e a certificação PMI-ACP Gestão Ágil de Projetos e a certificação PMI-ACP Apresentação Roberto Gil Espinha Mais de 15 anos de experiência em Projetos Bacharel em Administração de Empresas pela UNIVILLE Pós-Graduado em Gestão Empresarial

Leia mais

O início de um estudo sistemático sobre ferramentas de gerenciamento de riscos para Projetos de Software

O início de um estudo sistemático sobre ferramentas de gerenciamento de riscos para Projetos de Software O início de um estudo sistemático sobre ferramentas de gerenciamento de riscos para Projetos de Software Márcia Ribeiro dos Santos 1, Luanna Lopes Lobato 1,2 1 Departamento de Ciência da Computação Universidade

Leia mais

1. Escolha do Tema. 2. Formulação do Problema. 1 Escolha do Tema II. PLANEJAMENTO DA PESQUISA

1. Escolha do Tema. 2. Formulação do Problema. 1 Escolha do Tema II. PLANEJAMENTO DA PESQUISA II. PLANEJAMENTO DA PESQUISA 1. Escolha do tema 2. Formulação do problema 3. Justificativa 4. Determinação dos objetivos 5. Referencial teórico 6. Referências 1 Escolha do Tema 1. Escolha do Tema Nesta

Leia mais

Manifesto Ágil e as Metodologias Ágeis (XP e SCRUM)

Manifesto Ágil e as Metodologias Ágeis (XP e SCRUM) Programação Extrema Manifesto Ágil e as Metodologias Ágeis (XP e SCRUM) Prof. Mauro Lopes Programação Extrema Prof. Mauro Lopes 1-31 45 Manifesto Ágil Formação da Aliança Ágil Manifesto Ágil: Propósito

Leia mais

MBA em Gestão Estratégica

MBA em Gestão Estratégica MBA em Gestão Estratégica Disciplina Extra Metodologia Científica Profa. Dra. Sonia Valle W. B. Oliveira Parte 1-23/03/2012 Parte 2-30/03/2012 1 Aula Extra Parte 2 Metodologia Científica 2 Agenda Dados

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM AGÊNCIAS WEB BASEADO NO PMI E METODOLOGIAS ÁGEIS 1

GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM AGÊNCIAS WEB BASEADO NO PMI E METODOLOGIAS ÁGEIS 1 1 GERENCIAMENTO DE PROJETOS EM AGÊNCIAS WEB BASEADO NO PMI E METODOLOGIAS ÁGEIS 1 Peter Rizzon 2 Resumo: Com a crescente demanda no desenvolvimento de softwares baseados na plataforma web, as empresas

Leia mais

Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software

Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software "Antes de imprimir pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE." Engenharia de Software de Desenvolvimento de Software Givanaldo Rocha de Souza givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Leia mais

Metodologia de Estudo de Casos aplicada à logística

Metodologia de Estudo de Casos aplicada à logística Metodologia de Estudo de Casos aplicada à logística Dr. Regina Meyer Branski Me. Raul Arellano Caldeira Franco Prof. Dr. Orlando Fontes Lima Jr. Laboratório de Aprendizagem em Logística e Transporte (LALT)

Leia mais

Etapas para a elaboração de um Pré- Projeto de Pesquisa

Etapas para a elaboração de um Pré- Projeto de Pesquisa Etapas para a elaboração de um Pré- Projeto de Pesquisa Estrutura de um projeto de pesquisa: 1. TEMA E TÍTULO DO PROJETO 2. DELIMITAÇÃO DO PROBLEMA 3. INTRODUÇÃO 4. RELEVÂNCIA E JUSTIFICATIVA 5. OBJETIVOS

Leia mais

TAMANHO DAS FOLHAS - DEMONSTRATIVOS

TAMANHO DAS FOLHAS - DEMONSTRATIVOS TAMANHO DAS FOLHAS - DEMONSTRATIVOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS IFAM CAMPUS HUMAITÁ CURSO DE... NOME DO(A) DISCENTE TÍTULO DA PESQUISA HUMAITÁ AM ANO EM QUE O TRABALHO

Leia mais

Uso dos Resultados de um Estudo Baseado em Revisão Sistemática para Elaborar uma Proposta Inicial de Pesquisa

Uso dos Resultados de um Estudo Baseado em Revisão Sistemática para Elaborar uma Proposta Inicial de Pesquisa VII Experimental Software Engineering Latin American Workshop (ESELAW 2010) Uso dos Resultados de um Estudo Baseado em Revisão Sistemática para Elaborar uma Proposta Inicial de Pesquisa Natália Chaves

Leia mais

Métodos qualitativos: Estudo de Caso

Métodos qualitativos: Estudo de Caso Métodos AULA 10 qualitativos: Estudo de Caso Por que o estudo de caso? Ele vem sendo considerado um dos mais importantes métodos de pesquisa na gestão de operações, particularmente no desenvolvimento de

Leia mais

Garantia da Qualidade de Software com Metodologias Ágeis: Um Levantamento com Base em Revisão Sistemática

Garantia da Qualidade de Software com Metodologias Ágeis: Um Levantamento com Base em Revisão Sistemática Garantia da Qualidade de Software com Metodologias Ágeis: Um Levantamento com Base em Revisão Sistemática Kelce Regina Ferreira Fernandes, Fernando Selleri Silva Ciência da Computação Universidade do Estado

Leia mais

3 METODOLOGIA DA PESQUISA

3 METODOLOGIA DA PESQUISA 43 3 METODOLOGIA DA PESQUISA Medeiros (2005) esclarece que a pesquisa científica tem por objetivo maior contribuir para o desenvolvimento humano. Para isso, conta com métodos adequados que devem ser planejados

Leia mais

Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC

Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC Sugerimos, para elaborar a monografia de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), que o aluno leia atentamente essas instruções. Fundamentalmente,

Leia mais

ESTUDO DE CASO - PLANEJAMENTO E MÉTODOS 1

ESTUDO DE CASO - PLANEJAMENTO E MÉTODOS 1 ESTUDO DE CASO - PLANEJAMENTO E MÉTODOS 1 Alberto Albuquerque Gomes 2 O estudo de caso tem sido escolhido, de forma recorrente, como alternativa para pesquisas sobre o fenômeno educativo. Porém, nem sempre

Leia mais

Manifesto Ágil - Princípios

Manifesto Ágil - Princípios USP UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SÃO PAULO Métodos Ágeis Alunos: Rogério Guaraci dos Santos - rgsantos@ime.usp.br Giulian Dalton Luz - gdaltonl@ime.usp.br Manifesto Ágil - Princípios Indivíduos e interações

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE. Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 27 Slide 1

QUALIDADE DE SOFTWARE. Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 27 Slide 1 QUALIDADE DE SOFTWARE Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 27 Slide 1 Objetivos Apresentar o processo de gerenciamento de qualidade e as atividades centrais da garantia de

Leia mais

Indicações de Abordagens para Rastreabilidade de Requisitos no contexto do MR-MPS-SW por meio de uma Revisão Sistemática da Literatura

Indicações de Abordagens para Rastreabilidade de Requisitos no contexto do MR-MPS-SW por meio de uma Revisão Sistemática da Literatura X Workshop Anual do MPS (WAMPS 2014) Indicações de Abordagens para Rastreabilidade de Requisitos no contexto do MR-MPS-SW por meio de uma Revisão Sistemática da Literatura Apresentador: Paulo Malcher Autores:

Leia mais

Construção de Teorias em Engenharia de Software

Construção de Teorias em Engenharia de Software Construção de Teorias em Engenharia de Software Métodos de Pesquisa Experimental em Engenharia de Software 1 Construção de Teorias Deve começar o mais cedo possível no processo de investigação. Teorias

Leia mais

ESTRUTURA E FORMA DO PROJETO DE PESQUISA E DA DISSERTAÇÃO DO MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO

ESTRUTURA E FORMA DO PROJETO DE PESQUISA E DA DISSERTAÇÃO DO MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO ESTRUTURA E FORMA DO PROJETO DE PESQUISA E DA DISSERTAÇÃO DO MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO Elaboração: Prof. Nério Amboni Prof. Leonardo Secchi Profª. Simone Ghisi Feuerschütte Florianópolis/SC

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE PESQUISA Atenção! Os

Leia mais

Engenharia de Software I

Engenharia de Software I Engenharia de Software I Curso de Sistemas de Informação Karla Donato Fook karladf@ifma.edu.br DESU / DAI 2015 Desenvolvimento Rápido de Software 2 1 Para quê o Desenvolvimento Rápido de Software? Os negócios

Leia mais

Avaliação das métricas utilizadas em Gerenciamento de Processos de Negócio

Avaliação das métricas utilizadas em Gerenciamento de Processos de Negócio UFPE - CENTRO DE INFORMÁTICA GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Avaliação das métricas utilizadas em Gerenciamento de Processos de Negócio Pedro de Araújo Melo Simone Santos Recife, novembro de 2013. 1.

Leia mais

AULA 3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

AULA 3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA AULA 3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O que é uma fundamentação teórica É uma visão crítica da pesquisa existente que é significante para o trabalho que o aluno/pesquisador está desenvolvendo. Identifica e organiza

Leia mais

Roteiro para Análise de Projetos de Pesquisas Científicas Quantitativas

Roteiro para Análise de Projetos de Pesquisas Científicas Quantitativas Roteiro para Análise de Projetos de Pesquisas Científicas Quantitativas Comitê de Ética em Pesquisa Universidade de Caxias do Sul Sumário da Reunião de Educação Continuada sobre Ética em Pesquisa realizada

Leia mais

Orientações para a elaboração dos projetos de pesquisa (Iniciação científica)

Orientações para a elaboração dos projetos de pesquisa (Iniciação científica) GRUPO PAIDÉIA FE/UNICAMP Linha: Episteduc Coordenador: Prof. Dr. Silvio Sánchez Gamboa Orientações para a elaboração dos projetos de pesquisa (Iniciação científica) Os projetos de pesquisa se caracterizam

Leia mais

METODOLOGIA CIENTÍFICA

METODOLOGIA CIENTÍFICA EQE040 METODOLOGIA CIENTÍFICA www.liviajatoba.com/eqe040 Professora Livia Jatobá liviajatoba@eq.ufrj.br Aula 04: Desenvolvendo o problema científico. Metodologia e fases da pesquisa. 6 de abril de 2015

Leia mais

Desenvolvimento Ágil de Software em Larga Escala

Desenvolvimento Ágil de Software em Larga Escala Desenvolvimento Ágil de Software em Larga Escala Jutta Eckstein Encontro Ágil 2009 1 Agilidade é Quente Gerenciamento Ágil de Projetos Testes Ágeis Arquitetura Ágeis Offshore Ágil Investimento Ágil PLM

Leia mais

Etapas de um Projeto de Pesquisa. Robledo Lima Gil

Etapas de um Projeto de Pesquisa. Robledo Lima Gil Etapas de um Projeto de Pesquisa Robledo Lima Gil Etapas... Escolha do tema Formulação do problema 1) Introdução; 2) Revisão de literatura (Referenciais teóricos); 3) Justificativa; 4) Objetivos (geral

Leia mais

Faculdade Pitágoras. Engenharia de Software. Prof.: Julio Cesar da Silva. juliocesar@tecnocracia.eti.br. Http://e-academy.com.br

Faculdade Pitágoras. Engenharia de Software. Prof.: Julio Cesar da Silva. juliocesar@tecnocracia.eti.br. Http://e-academy.com.br Faculdade Pitágoras Engenharia de Software Prof.: Julio Cesar da Silva juliocesar@tecnocracia.eti.br Http://e-academy.com.br Evolução do Software (1950 1965) - O hardware sofreu contínuas mudanças - O

Leia mais

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico Resumir é apresentar de forma breve, concisa e seletiva um certo conteúdo. Isto significa reduzir a termos breves e precisos a parte essencial de um tema. Saber fazer um bom resumo é fundamental no percurso

Leia mais

Projeto de Graduação 1 Prof. Fabiano Dorça. Metodologia Científica

Projeto de Graduação 1 Prof. Fabiano Dorça. Metodologia Científica Projeto de Graduação 1 Prof. Fabiano Dorça Metodologia Científica Metodologia Científica Conjunto de abordagens, técnicas e processos utilizados pela ciência para formular e resolver problemas de aquisição

Leia mais

Jonas de Souza H2W SYSTEMS

Jonas de Souza H2W SYSTEMS Jonas de Souza H2W SYSTEMS 1 Tecnólogo em Informática Fatec Jundiaí MBA em Gerenciamento de Projetos FGV Project Management Professional PMI Mestrando em Tecnologia UNICAMP Metodologia de apoio à aquisição

Leia mais

Implementando CMMi utilizando uma combinação de Métodos Ágeis. Implementing CMMi using a Combination of Agile Method

Implementando CMMi utilizando uma combinação de Métodos Ágeis. Implementing CMMi using a Combination of Agile Method Implementando CMMi utilizando uma combinação de Métodos Ágeis Implementing CMMi using a Combination of Agile Method Rhavy Maia Guedes IN1149 Qualidade, Processo e Gestão de Software Agenda 2 Introdução

Leia mais

AULA 11 Desenhos, recursos e obstáculos

AULA 11 Desenhos, recursos e obstáculos 1 AULA 11 Desenhos, recursos e obstáculos Ernesto F. L. Amaral 15 de abril de 2010 Metodologia (DCP 033) Fonte: Flick, Uwe. 2009. Desenho da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed. pp.57-73 & 75-85.

Leia mais

Engenharia de Software. Apostila I >>> Introdução à ES - HEngholmJr

Engenharia de Software. Apostila I >>> Introdução à ES - HEngholmJr Engenharia de Software Apostila I >>> Introdução à ES - HEngholmJr Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 12/08/2014 1.0 Criação da primeira versão HEngholmJr Agenda Introdução à Engenharia

Leia mais

Aplicação de Pontos por Função em Projetos que Usam Métodos Ágeis

Aplicação de Pontos por Função em Projetos que Usam Métodos Ágeis XII Workshop de Teses e Dissertações em Qualidade de Software Aplicação de Pontos por Função em Projetos que Usam Métodos Ágeis Aluno Eduardo Garcia Wanderley Orientador Prof. Dr. Alexandre Marcos Lins

Leia mais

METODOLOGIA CIENTÍFICA PROJETO DE PESQUISA MONOGRAFIA PROJETO DE PESQUISA MONOGRAFIA CITAÇÕES NO TEXTO REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA ESTRUTURA MONOGRAFIA

METODOLOGIA CIENTÍFICA PROJETO DE PESQUISA MONOGRAFIA PROJETO DE PESQUISA MONOGRAFIA CITAÇÕES NO TEXTO REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA ESTRUTURA MONOGRAFIA METODOLOGIA CIENTÍFICA PROJETO DE PESQUISA MONOGRAFIA CITAÇÕES NO TEXTO REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA ESTRUTURA MONOGRAFIA 1 METODOLOGIA CIENTÍFICA ELABORANDO PROJETO DE PESQUISA MONOGRAFIA 2 Abordagem Sistêmica

Leia mais

Introdução à Revisão Sistemática

Introdução à Revisão Sistemática Introdução à Revisão Sistemática Rafael Leonardo Vivian rlvivian.uem [at] gmail [dot] com Universidade Estadual de Maringá Departamento de Informática Laboratório de Desenvolvimento Distribuído de Software

Leia mais

Introdução a Métodos Ágeis de Desenvolvimento de Software

Introdução a Métodos Ágeis de Desenvolvimento de Software Introdução a Métodos Ágeis de Desenvolvimento de Software Curso de Verão Centro de Competência em Software Livre Departamento de Ciência da Computação - IME / USP Realização: AgilCoop Verão Ágil 2010 Copyleft

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA AULA 06 PROFª BRUNO CALEGARO Santa Maria, 27 de Setembro de 2013. Revisão aula anterior Desenvolvimento Ágil de Software Desenvolvimento e entrega

Leia mais

1 Introdução 1.1. Motivação

1 Introdução 1.1. Motivação 9 1 Introdução 1.1. Motivação Ao longo das últimas décadas, observou-se um aumento enorme na complexidade dos sistemas de software desenvolvidos, no número de profissionais que trabalham nesta área, na

Leia mais

Experiências usando Revisões Sistemáticas em Planejamento Estratégico de SI/TI

Experiências usando Revisões Sistemáticas em Planejamento Estratégico de SI/TI Experiências usando Revisões Sistemáticas em Planejamento Estratégico de SI/TI Leonardo C. Araújo¹ ², José Gilson A. Teixeira Filho¹ ², Íria Soares O. Silva¹ ¹Faculdade de Ciência e Tecnologia de Caruaru

Leia mais

Especialização em Arquitetura e Engenharia de Software

Especialização em Arquitetura e Engenharia de Software Especialização em Arquitetura e Engenharia de Software O curso vai propiciar que você seja um especialista para atua atuar na área de Arquitetura de Software em diferentes organizações, estando apto a:

Leia mais

Requisitos de Software

Requisitos de Software Requisitos de Software Prof. José Honorato F.N. Prof. José Honorato F.N. honoratonunes@gmail.com Requisitos de Software Software é o conjunto dos programas e dos meios não materiais que possibilitam o

Leia mais

Influência e Impacto do Programa MPS.BR na Pesquisa Relacionada à Qualidade de Software no Brasil

Influência e Impacto do Programa MPS.BR na Pesquisa Relacionada à Qualidade de Software no Brasil Influência e Impacto do Programa MPS.BR na Pesquisa Relacionada à Qualidade de Software no Brasil Gleison Santos Programa de Pós-Graduação em Informática Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Leia mais

1 ROTEIRO PARA PROJETO DE PESQUISA

1 ROTEIRO PARA PROJETO DE PESQUISA Roteiro para projeto de pesquisa Gildenir Carolino Santos, 2005. 1 ROTEIRO PARA PROJETO DE PESQUISA Antes de passar para a construção ou montagem de um projeto de pesquisa, é importante saber que esse

Leia mais

Revisão Sistemática. Ricardo de Almeida Falbo. Metodologia de Pesquisa Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo

Revisão Sistemática. Ricardo de Almeida Falbo. Metodologia de Pesquisa Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Revisão Sistemática Ricardo de Almeida Falbo Metodologia de Pesquisa Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Estudos Experimentais Revisão Sistemática Mapeamento Sistemático

Leia mais

Projeto de Intervenção do PROVAB ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO NO MODELO PADRÃO

Projeto de Intervenção do PROVAB ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO NO MODELO PADRÃO Projeto de Intervenção do PROVAB ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO NO MODELO PADRÃO Brasília Setembro de 2014 APRESENTAÇÃO Na perspectiva de formação e avaliação do profissional participante do Programa de Valorização

Leia mais

INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA

INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA Profa. Ms. Rose Romano Caveiro CONCEITO E DEFINIÇÃO É um conjunto de abordagens, técnicas e processos utilizados pela ciência para formular e resolver problemas

Leia mais

Etapas da Introdução do Projeto de Pesquisa Científica. Maria da Conceição Muniz Ribeiro Mestre em Enfermagem pela UERJ

Etapas da Introdução do Projeto de Pesquisa Científica. Maria da Conceição Muniz Ribeiro Mestre em Enfermagem pela UERJ Etapas da Introdução do Projeto de Pesquisa Científica Maria da Conceição Muniz Ribeiro Mestre em Enfermagem pela UERJ A Pesquisa: Conceitos e Definições O que é pesquisa? Pesquisar, significa, de forma

Leia mais

Quais são as características de um projeto?

Quais são as características de um projeto? Metodologias ágeis Flávio Steffens de Castro Projetos? Quais são as características de um projeto? Temporário (início e fim) Objetivo (produto, serviço e resultado) Único Recursos limitados Planejados,

Leia mais

Tópicos Abordados. Pesquisa de Mercado. Aula 1. Contextualização

Tópicos Abordados. Pesquisa de Mercado. Aula 1. Contextualização Pesquisa de Mercado Aula 1 Prof. Me. Ricieri Garbelini Tópicos Abordados 1. Identificação do problema ou situação 2. Construção de hipóteses ou determinação dos objetivos 3. Tipos de pesquisa 4. Métodos

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE OS MODELOS DE PROCESSO: PROTOTIPAÇÃO, PSP E SCRUM

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE OS MODELOS DE PROCESSO: PROTOTIPAÇÃO, PSP E SCRUM ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE OS MODELOS DE PROCESSO: PROTOTIPAÇÃO, PSP E SCRUM Peterson Vieira Salme 1, Claudete Werner 1 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR Brasil petersonsalme@gmail.com, claudete@unipar.br

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá Centro de Tecnologia Departamento de Informática Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento de Sistemas para Web

Universidade Estadual de Maringá Centro de Tecnologia Departamento de Informática Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento de Sistemas para Web Universidade Estadual de Maringá Centro de Tecnologia Departamento de Informática Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento de Sistemas para Web } Com o forte crescimento do comércio eletrônico por

Leia mais

Sistemas de Informação I

Sistemas de Informação I + Sistemas de Informação I Extreme Programming I Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br Você gostaria de trabalhar assim? Análise de Requisitos Longe de acordo Requerimentos Complexo Anarquia Perto

Leia mais

Integrando o PSM ao COBIT

Integrando o PSM ao COBIT Integrando o PSM ao COBIT Diana Baklizky, CFPS Qualified PSM Instructor ti MÉTRICAS Ltda www.metricas.com.br 1 Agenda Objetivo Governança de TI COBIT 4.1 Como o PSM pode ajudar Caso Prático Conclusão Referências

Leia mais

Metodologias Ágeis. Aécio Costa

Metodologias Ágeis. Aécio Costa Metodologias Ágeis Aécio Costa Metodologias Ágeis Problema: Processo de desenvolvimento de Software Imprevisível e complicado. Empírico: Aceita imprevisibilidade, porém tem mecanismos de ação corretiva.

Leia mais

Projeto de Pesquisa. Profª Drª Lívia Haygert Pithan Supervisora do Setor de TCC da FADIR livia.pithan@pucrs.br

Projeto de Pesquisa. Profª Drª Lívia Haygert Pithan Supervisora do Setor de TCC da FADIR livia.pithan@pucrs.br PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE DIREITO Projeto de Pesquisa Profª Drª Lívia Haygert Pithan Supervisora do Setor de TCC da FADIR livia.pithan@pucrs.br 1 1. Definição Projeto

Leia mais

Réplica 2 - Análise de Conteúdo como Técnica de Análise de Dados Qualitativos no Campo da Administração: Potencial e Desafios

Réplica 2 - Análise de Conteúdo como Técnica de Análise de Dados Qualitativos no Campo da Administração: Potencial e Desafios Disponível em http:// RAC, Curitiba, v. 15, n. 4, pp. 761-765, Jul./Ago. 2011 Documentos e Debates: Réplica 2 - Análise de Conteúdo como Técnica de Análise de Dados Qualitativos no Campo da Administração:

Leia mais

TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA EM UMA OU DUAS LINHAS

TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA EM UMA OU DUAS LINHAS NOME COMPLETO DO (A) ACADÊMICO (A) TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA EM UMA OU DUAS LINHAS Projeto de Trabalho de Curso apresentado em cumprimento parcial às exigências do Curso de da Universidade Estadual

Leia mais

development Teresa Maciel DEINFO/UFRPE

development Teresa Maciel DEINFO/UFRPE development Teresa Maciel DEINFO/UFRPE Prazos curtos Baixo custo Agregação ao negócio Fidelidade do cliente Competitividade Sobrevivência Cenário 2000 35% dos projetos apresentam sucesso 31% dos projetos

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 5 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 5-05/05/2006 1 Dúvidas da aula passada RUP (Rational Unified Process) é uma ferramenta ou um processo? Resposta: os dois. O

Leia mais

XI Workshop Anual do MPS (WAMPS 2015) - Contratações públicas usando métodos ágeis: riscos e controles

XI Workshop Anual do MPS (WAMPS 2015) - Contratações públicas usando métodos ágeis: riscos e controles XI Workshop Anual do MPS (WAMPS 2015) - Contratações públicas usando métodos ágeis: riscos e controles Renato Braga, CISA, CIA, CGAP, CCSA, CRMA, CCI Curitiba, 04 de dezembro de 2015 O bom negócio só é

Leia mais

Gestão de Projectos. Processos e Aproximações de Desenvolvimento de Projectos. Informáticos. Selecção da Aproximação de Projectos

Gestão de Projectos. Processos e Aproximações de Desenvolvimento de Projectos. Informáticos. Selecção da Aproximação de Projectos Gestão de Projectos Informáticos Processos e Aproximações de Desenvolvimento de Projectos Informáticos Prof. Alberto Silva & Dra. RosárioBernardo Departamento de Engenharia Informática Selecção da Aproximação

Leia mais

Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento.

Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento. Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento. ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Título provisório (uma expressão

Leia mais

TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE UMA FERRAMENTA WEB PARA O GERENCIAMENTO DE PROJETO DE SOFTWARE UTILIZANDO METODOLOGIAS ÁGEIS

TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE UMA FERRAMENTA WEB PARA O GERENCIAMENTO DE PROJETO DE SOFTWARE UTILIZANDO METODOLOGIAS ÁGEIS TÍTULO: DESENVOLVIMENTO DE UMA FERRAMENTA WEB PARA O GERENCIAMENTO DE PROJETO DE SOFTWARE UTILIZANDO METODOLOGIAS ÁGEIS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA: COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA

Leia mais

RESOLUÇÃO CFP N.º 25/2001

RESOLUÇÃO CFP N.º 25/2001 RESOLUÇÃO CFP N.º 25/2001 Define teste psicológico como método de avaliação privativo do psicólogo e regulamenta sua elaboração, comercialização e uso. O CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA, no uso das atribuições

Leia mais

DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Processo Unificado e Desenvolvimento Ágil. Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga

DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Processo Unificado e Desenvolvimento Ágil. Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga DISCIPLINA ENGENHARIA DE SOFTWARE Aula 03 Processo Unificado e Desenvolvimento Ágil Profª Esp.: Maysa de Moura Gonzaga 2º Semestre / 2011 O Processo Unificado dos autores Ivar Jacobson, Grady Booch e James

Leia mais

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda.

UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. UNIDADE DE PESQUISA CLÍNICA Centro de Medicina Reprodutiva Dr Carlos Isaia Filho Ltda. Avaliação do risco de viés de ensaios clínicos randomizados pela ferramentada colaboração Cochrane Alan P. V. de Carvalho,

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Apresentação da disciplina, metodologia de ensino, conteúdos, avaliações e bibliografia Prof. MSc. Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos

Leia mais

Elaboração do Projeto de Pesquisa

Elaboração do Projeto de Pesquisa Elaboração do Projeto de Pesquisa Pesquisa Pesquisa é um conjunto de atividades, que tem como finalidade solucionar e esclarecer dúvidas e problemas; comprovar hipóteses; Utiliza procedimentos próprios,

Leia mais

ANEXO 1 MODELO DE PROJETO DE PESQUISA

ANEXO 1 MODELO DE PROJETO DE PESQUISA ANEXO 1 MODELO DE PROJETO DE PESQUISA UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL CENTRO DE CIENCIAS JURÍDICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO MESTRADO ACADÊMICO NOME DO(A) CANDIDATO(A) TÍTULO Projeto de pesquisa

Leia mais