ÍNDICE. Produto APRESENTAÇÃO 2 O QUE É O RELATO 2 COMO FUNCIONA 2 INFORMAÇÕES DISPONÍVEIS 2. Compartilhamento COMPETE À SERASA 14

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ÍNDICE. Produto APRESENTAÇÃO 2 O QUE É O RELATO 2 COMO FUNCIONA 2 INFORMAÇÕES DISPONÍVEIS 2. Compartilhamento COMPETE À SERASA 14"

Transcrição

1 ÍNDICE Produto APRESENTAÇÃO 2 O QUE É O RELATO 2 COMO FUNCIONA 2 INFORMAÇÕES DISPONÍVEIS 2 Versão Analítica 7 Versão Sintética 10 GERENCIE carteira 12 Disponibilização dos DadOs 12 Compartilhamento Requisitos para Participação 14 COMPETE às Empresas Participantes 14 COMPETE À SERASA 14 Dados a Serem Compartilhados 14 Implantação da Empresa no Convênio 15 Acesso ao RELATO 16 Como consultar RELATO On-Line 17 RELATO Via Fax 18 RELATO Via Internet 22

2 produto APRESENTAÇÃO Este manual tem por objetivo oferecer aos clientes todas as informações necessárias para a perfeita compreensão do RELATO Relatório de Comportamento em Negócios, bem como estabelecer as condições que regem o funcionamento do produto. O QUE É O RELATO Resultado da integração da base de dados cadastrais e negativos com a base de informações comerciais, alimentada por empresas de todos os ramos de atuação, o RELATO torna o processo de crédito e cobrança ainda mais eficaz. A base de informações comerciais reúne HÁBITOS DE PAGAMENTO, PERFIL DE COMPRAS, COMPROMISSOS VENCIDOS E A VENCER sobre empresas de todo o País, permitindo adotar estratégias diferenciadas para cada cliente, otimizar o processo de vendas a prazo, agilizar a cobrança, recuperar créditos problemáticos e inibir a ação de empresas golpistas. O RELATO reúne informações comerciais fornecidas pelas principais empresas de cada ramo de atividade, além de informações cadastrais, registro de consultas, anotações cartoriais e cheques sustados e/ou extraviados, coletados com exclusividade pela Serasa, em fontes oficiais e apropriadas, em todos os municípios do Brasil. Voltado para agilizar o processo decisório de crédito e cobrança, o RELATO oferece completa visão do comportamento das empresas em seus relacionamentos de negócios, assegurada pela atualidade, pela abrangência, pela diversidade e pela transparência das informações disponibilizadas. O RELATO Relatório de Comportamento em Negócios, permite, ainda: agilizar as decisões de crédito determinar os limites de crédito avaliar o nível de riscos financeiros recuperar os créditos problemáticos inibir as ações de empresas golpistas COMO FUNCIONA As informações do RELATO são obtidas a partir dos dados recebidos de cada uma das Empresas Conveniadas, os quais são captados por transmissão eletrônica EDI 7, consolidados eletronicamente e disponibilizados para o mercado, via fax, microcomputador, on-line, internet e rede (host x host). Os dados podem ser enviados via RENPAC ou por linha dedicada, com a utilização de software de transmissão eletrônica de dados fornecido, gratuitamente, pela Serasa (EDI7 para plataforma baixa e CONECT DIRECT para plataforma IBM). INFORMAÇÕES DISPONÍVEIS O RELATO Relatório de Comportamento em Negócios, desenvolvido especialmente para facilitar a realização de negócios, apresenta de forma clara e objetiva todas as informações necessárias para propiciar uma ágil e segura decisão a respeito da empresa consultada.

3 O RELATO prevê duas formas de apresentação das informações: Versão Analítica: apresenta informações detalhadas sobre hábitos de pagamentos, perfil de compras e compromissos vencidos e a vencer, estando disponível apenas para as empresas que contribuem com essas informações. Versão Sintética: criada para prover as empresas de um conjunto de informações sintetizadas durante a fase de adequação para o envio de dados e nas situações em que, por alguma razão, a empresa deixar de enviar informações nos prazos e condições pactuados. Estão presentes no RELATO, dispostas em blocos, as seguintes informações: produto IDENTIFICAÇÃO DO USUÁRIO: identificação do usuário data e hora da consulta produto Serasa consultado CNPJ do documento consultado tipo de moeda (reais ou dólar) INFORMAÇÕES CADASTRAIS: razão social e CNPJ NIRE (Número de Inscrição no Registro de Empresas) nome fantasia antecessora nº do último registro no órgão competente (JC ou Registro Civil de PJ) home page endereço completo, telefone, fax data de fundação quantidade e localização de filiais número de empregados ramo de atividade e principais produtos CNAE (Número da Classificação Nacional de Atividades Econômicas) % de importações sobre compras e % de exportações sobre vendas incorporação, cisão e fusão QUADRO SOCIAL E ADMINISTRAÇÃO Apresenta a identificação e a qualificação dos acionistas/sócios da empresa, informando para cada participante a data de entrada na sociedade, a nacionalidade e o percentual de participação no capital. PARTICIPAÇÕES Identifica as participações da empresa e de seus acionistas/sócios, administradores em outras sociedades. CREDIT RISKSCORING É uma pontuação que indica a probabilidade de a empresa consultada apresentar ocorrências negativas (falência; concordata; dívidas vencidas e não pagas com Instituições Financeiras e cesta de outros eventos negativos), em um horizonte de tempo.

4 produto * * ** Esses eventos são medidos a partir de um modelo estatístico baseado em dados cadastrais e comportamentais, que abrange as relações comerciais e de negócios da empresa e dos sócios em todo o mercado de crédito. Principais Fornecedores Apresenta EM ORDEM DE CNPJ os cinco principais fornecedores de informação da empresa consultada. Este bloco será apresentado somente se houver três ou mais fornecedores informantes. RELACIONAMENTO COM FORNECEDORES São indicadas as quantidades de fornecedores, classificadas pelo tempo de relacionamento com a empresa. RELACIONAMENTO MAIS ANTIGO Traz a data do relacionamento mais antigo entre o CNPJ consultado e seus fornecedores, evidenciando a tradição e a capacidade da empresa em estabelecer vínculos de confiança com o mercado (obs.: o produto leva em conta apenas os fornecedores que também são parceiros do Relato e enviam informações comportamentais de seus clientes dentro dos 14 meses, sendo o mês atual e os últimos 13 meses). REGISTRO DE CONSULTAS Apresenta a quantidade de consultas sobre a empresa no mês atual e nos 13 meses anteriores. Essa informação permite acompanhar os hábitos de compra da empresa e identificar eventuais alterações de comportamento. CONTEÚDO DO BLOCO Informa a data e o nome das empresas que fizeram as cinco últimas consultas ao Banco de Dados da Serasa e as respectivas quantidades de consultas efetua das ao mesmo CNPJ no mesmo dia. ALERTA EM NEGÓCIOS PESSOA JURÍDICA Considerando informações características de empresas golpistas, o sistema emite, automaticamente, uma mensagem de alerta que permite ao cliente do RELATO identificar, de maneira antecipada, a ação de eventuais empresas com comportamentos inconsistentes e evitar possíveis prejuízos. Aviso Automático Informa aos clientes as empresas que entraram em Alerta e que tenham sido consultados até 5 dias antes da ocorrência do Alerta. HISTÓRICO DE PAGAMENTOS (QTDE DE TÍTULOS) Apresenta a quantidade de fontes consultadas bem como a porcentagem de títulos pagos à vista e a prazo, classificados por intervalos de dias de atraso no período que abrange o mês atual e os últimos 13 meses. * ** Exclusivo da versão analítica Exclusivo da versão sintética

5 * * HISTÓRICO DE PAGAMENTOS (VALORES EM R$) Mostra qual foi o comportamento da empresa com relação aos pagamentos no mês atual e nos últimos 13 meses, apresentando para cada mês: pagamentos a prazo, classificados em pontuais e por intervalos de dias de atraso; pagamentos à vista e total de pagamentos do mês; prazo médio de atraso em dias dos pagamentos efetuados. EVOLUÇÃO DE COMPROMISSOS COM FORNECEDORES Informa o total da dívida com fornecedores, destacando os compromissos vencidos e a vencer no mês atual e nos últimos 13 meses, o que possibilita acompanhar a evolução da dívida da empresa no período. produto REFERENCIAIS DE NEGÓCIOS São apresentadas a data, o valor e a média dos valores dos itens "última compra, maior fatura e maior acúmulo", referenciais importantes para o estabelecimento de limites de crédito. PENDÊNCIAS FINANCEIRAS Permite registrar os compromissos vencidos e não pagos e receber as posições consolidadas das dívidas com Bancos e empresas em geral. Informa a quantidade e destaca até as 5 últimas ocorrências, constituindo-se em excelente instrumento de recuperação de créditos problemáticos. INFORMAÇÕES DO CONCENTRE Informa a quantidade e destaca até as cinco últimas ocorrências de cheques sem fundos, protestos, ações judiciais(executivas, de busca e apreensão e ações de execução fiscal da justiça federal) concordatas, falências, recuperação judicial, recuperação extrajudicial, participações em empresas falidas etc., coletadas pela Serasa em fontes oficiais, como Distribuidores, Varas Cíveis, Cartórios, Banco Central e Instituições Financeiras. Feature Zoom Informações suplementares das anotações de protestos, falências, concordatas, participantes em empresas falidas, ações judiciais, cheques sem fundos e pendências financeiras. A feature ZOOM permite acesso imediato à informações suplementares relevantes para o processo de decisão de negócio ou para regularização da dívida, tais como: nome e endereço do credor, nome e endereço do devedor, endereço do cartório, endereço da vara cível, número do processo, entre outro. Feature CONCENTRE DETALHE Apresenta o mesmo modelo de formatação do bloco Informações do Concentre e relaciona até as últimas 99 ocorrências para cada tipo de anotação.

6 produto VEJA DETALHES REFERENTES A ANOTAÇÕES DO(S) PARTICIPANTE(S) Sempre que forem solicitadas as informações de Quadro Social/Administração e Participações, o sistema consultará as anotações negativas existentes em nome dos sócios, administradores e empresas ligadas. Caso haja alguma ocorrência, será apresentado no relatório o bloco VEJA DETALHES REFERENTES A ANOTAÇÕES DO(S) PARTICIPANTE(S). Este bloco apresenta o nome e o documento do(s) sócio(s)/ Administrador(es) e Participante(s) que possuem anotações negativas. Exemplo do bloco Ao clicar sobre o documento, será disponibilizada opção de consulta aos produtos Concentre e Credit Bureau (para CPF) ou Relato (para CNPJ) para que o cliente possa ter acesso aos detalhes dessas anotações. INFORMAÇÕES DO RECHEQUE Informa a quantidade e destaca até as seis últimas ocorrências de oposição ao pagamento de cheques (extravio e/ou sustação), comandadas pelo correntista, em dias diferentes, sempre que essas ocorrências forem iguais ou superiores a três nos últimos seis meses.

7 VERSÃO ANALÍTICA produto

8 produto

9 produto

10 10 VERSÃO SINTÉTICA produto

11 11 produto

12 12 produto EXPORTAÇÃO PARA PDF DAS CONSULTAS DO RELATO VIA INTERNET Permite a exportação das consultas do Relato via Internet por meio de arquivos em formato Adobe Portable Document Format (PDF). GERENCIE CARTEIRA Mais negócios para sua empresa com o risco sob controle. O GERENCIE CARTEIRA é o mais flexível e completo instrumento de monitoramento e gerenciamento de empresas e tem como objetivo auxiliá-lo na tomada de ações preventivas contra inadimplência e na identificação de oportunidades de novos negócios. O produto permite o monitoramento contínuo de alterações no perfil de risco das empresas (anotações de inadimplência, dados cadastrais e classificação de risco), bem como a completa administração de toda a carteira, identificando concentrações por classes de risco, porte das empresas, regiões geográficas, ramo de atividade ou unidades de negócios. O processo de inclusão de empresas no GERENCIE CARTEIRA após consulta ao Relato é muito simples. No final do relatório, basta clicar no botão INCLUIR NO GE- RENCIE, escolher o perfil de monitoramento, período, referência e grupo de e clicar em INCLUIR. A partir deste momento, você será notificado sobre qualquer alteração que possa ocorrer para esta empresa. Para maiores informações sobre o GERENCIE CARTEIRA, favor consultar o manual do produto. DISPONIBILIZAÇÃO DOS DADOS As consultas ao RELATO Relatório de Comportamento em Negócios, são feitas pelo CNPJ das empresas, podendo ser utilizados os seguintes meios: HOST X HOST Por meio de ligação computador a computador, o que permite integrar as informações recebidas com a base de dados interna e desenvolver sua própria solução. Possibilita, ainda, analisar o comportamento de um cliente em relação à sua própria empresa, ao seu segmento de atuação e ao mercado como um todo. ON LINE Permite obter, instantaneamente, as informações do RELATO a partir de um terminal de vídeo conectado aos computadores da Serasa, com a utilização de linha dedicada. MICROCOMPUTADOR Por ligação telefônica via RENPAC, as informações são recebidas na tela do

13 microcomputador, com opções de consultas por nome e por lote, podendo ser registradas em impressora. 13 FAX Por ligação telefônica comum, um sistema de voz automatizado orienta para que o CNPJ de cada empresa consultada seja teclado e, em seguida, as informações dessas empresas são enviadas diretamente para o fax. As features do Produto Relato não são disponibilizadas neste meio de acesso. Só os clientes que enviam dados de reciprocidade e estão em dia, visualizarão a feature Quadro Social e Administração. INTERNET No site serasa.com.br, o RELATO está disponível em formato relatório, o que permite a impressão completa e possibilita a realização de consultas por CNPJ, nome e lote. produto A consulta por lote tem como grande vantagem a pesquisa simultânea a diversos documentos, objetivando a otimização do tempo de utilização da rede e a conseqüente redução de custos. O acesso à versão Internet é imediato, dispensa a contratação da RENPAC e não requer a instalação de programa específico, além de aceitar a conexão existente com qualquer provedor de acesso e programa de navegação, como Netscape, Explorer e outros.

14 14 REQUISITOS PARA PARTICIPAÇÃO Poderão participar do RELATO Relatório de Comportamento em Negócios, empresas de todos os segmentos de atuação que tenham interesse no intercâmbio de informações comerciais, mediante assinatura de convênio. COMPETE ÀS EMPRESAS PARTICIPANTES Enviar as informações comerciais de seus clientes, nas periodicidades estabelecidas e de acordo com os critérios definidos neste manual, responsabilizando-se pela veracidade e completeza dessas informações. Efetuar consultas à base de dados do RELATO, nas condições contratuais estabelecidas, utilizando-as, exclusivamente, para apoiar suas decisões de crédito e de negócios, sendo, terminantemente, vedada sua exibição ou divulgação a terceiros. compartilhamento COMPETE À SERASA Garantir, pela adoção de técnicas adequadas, a qualidade, a confiabilidade e a segurança dos processos de recebimento, processamento e distribuição dos dados do RELATO. Consolidar e analisar os dados recebidos, preservando o sigilo dos seus fornecedores. Disponibilizar as informações consolidadas às empresas participantes, assegurando a integridade, a transparência e a acessibilidade das mesmas. DADOS A SEREM COMPARTILHADOS As informações sobre os clientes devem ser enviadas à Serasa por transmissão eletrônica de dados por meio do software EDI 7 TCP Serasa que é fornecido, gratuitamente, pela Serasa. Mais informações sobre esse software estão no Manual de Instalação EDI7 TCP, disponível no site Serasa, menu de produtos, manuais para download. DADOS A SEREM ENVIADOS À SERASA O cliente deverá enviar para cada CNPJ, as seguintes informações: Tempo de Relacionamento com o cliente (cliente desde) Data de Emissão Data do Vencimento Data do Pagamento Nº do Título Valor do Título O envio de dados ocorre em dois momentos distintos: Momento 1, quando ocorrer a venda, o cliente deverá informar: Data de Emissão

15 Data do Vencimento Nº do Título Valor do Título Data de Pagamento (Deverá ser informada no Momento 1, quando a venda for à vista ou quando o pagamento for efetuado dentro do período informado no header do arquivo). 15 Momento 2, quando ocorrer a quitação do título, o cliente deverá informar os mesmos dados acima (com exceção do tempo de relacionamento com o cliente) e mais a data do pagamento. PERIODICIDADE As empresas podem optar pelo envio de remessas mensais, quinzenais, semanais ou diárias. Contudo, é necessário observar as regras abaixo para evitar a perda da visão analítica por atraso no envio das remessas. D (diário): enviar remessa até três dias úteis após a última remessa processada; S (semanal): enviar até 08 dias úteis após a última remessa processada; Q (quinzenal): enviar até 18 dias úteis após a última remessa processada; M (mensal): enviar entre os dias 1 e 10 de cada mês remessa com período (de/até), referente ao mês anterior. Para informações adicionais, favor consultar o Manual de homologação do RELATO. IMPLANTAÇÃO DA EMPRESA NO CONVÊNIO Para garantir a integridade dos processos operacionais disponíveis no RELATO, a sistemática de implantação da empresa conveniada prevê um processo de homologação. Assim, cada empresa cumprirá uma fase de implantação dividida em três etapas. PRIMEIRA ETAPA: ENTENDIMENTOS E DEFINIÇÕES Promover o perfeito entendimento do produto, de acordo com os seguintes tópicos: Conceito de reciprocidade: as empresas apenas terão acesso às posições consolidadas do mercado referentes ao mesmo conjunto de dados com o qual contribuírem. Dados: será necessário avaliar se os dados solicitados para o RELATO estão disponíveis no sistema de contas a receber e faturamento da sua empresa. Layouts: definir a melhor forma de enviar os dados para o RELATO por meio das opções de layouts disponíveis. Segunda Etapa: Testes dos Dados A empresa conveniada envia dados para testes; A Serasa faz a consistência física dos dados de testes e devolve as inconsis- compartilhamento

16 16 compartilhamento tências encontradas, juntamente com os somatórios dos valores apurados em cada tipo de registro. Essa etapa deverá ser repetida até que não ocorram inconsistências e que os somatórios dos valores de cada tipo de registro estejam corretos. A empresa conveniada também deverá conferir o conjunto de informações de cada cliente, assegurando a sua exatidão. Terceira Etapa: Homologação A empresa conveniada aprova o arquivo de testes, as informações são incorporadas ao Banco de Dados do RELATO, ficando disponíveis para as consultas da empresa. ACESSO AO RELATO REGRAS E CONDIÇÕES DE ACESSO O RELATO - Relatório de Comportamento em Negócios está baseado na premissa de reciprocidade. Portanto, somente as empresas que fornecerem as informações sobre o comportamento de pagamento de seus clientes terão acesso às informações consolidadas de todo o mercado. O acesso refere-se às posições consolidadas do mercado do conjunto de dados com os quais a empresa contribua. Assim, o envio das informações fora dos prazos e condições estabelecidos, implicará o bloqueio de acesso aos blocos compartilhados: Para as empresas que não cumprirem os prazos estipulados, o desbloqueio das informações ocorrerá, automaticamente, após o processamento dos arquivos em atraso. Para as novas adesões, as informações do RELATO analítico estarão disponíveis a partir do processamento do arquivo do mês atual e dos últimos 13 meses.

17 RELATO ON-LINE Conexão com o computador (Linha Dedicada) 1) Ao ligar o terminal, será exibida a tela de abertura do sistema, contendo o MENU do CICS. 2) Entrar no ambiente CICS, onde o RELATO ON-LINE está disponível. 3) Digitar CSSN + tecla ENTER. 4) Digitar o código de identificação do cliente (NOME) e a senha de acesso (SENHA). 5) Mensagem do Sistema: SIGN ON IS COMPLETE/FORNEÇA A TRANSAÇÃO. 6) Digitar IP10 (acesso ao RELATO ON-LINE) + tecla ENTER. 17 Telas do RELATO ON-LINE Digitar o CNPJ da empresa a ser consultada (08 a 14 dígitos) Escolher a moeda (1 para Real ou 2 para Dólar) Selecione com um X os blocos adicionais desejados Credit RiskScoring Quadro Social e Administração Participações TECLA ENTER Estarão disponíveis as telas do RELATO para consulta Recursos de Navegação PF7 retornar às páginas anteriores. PF8 Passar para as páginas posteriores, sempre que surgir, na parte inferior da tela, a mensagem CONTINUA. O aplicativo permite, ainda, ao usuário navegar automaticamente entre os outros produtos da Serasa, bastando posicionar o cursor no campo TRS, localizado no canto inferior direito da tela, e digitar o número da transação desejada. como consultar

18 18 RELATO VIA FAX O acesso ao Banco de Dados do RELATO, via fax, é realizado por meio de cabos de fibra óptica, o que garante maior agilidade e qualidade de recepção, além de proporcionar maior segurança às consultas, pois o sistema permite a alteração da Senha de Acesso à Serasa, sempre que o cliente julgar necessário. Números para Chamadas Chamadas Oriundas de São Paulo e Grande São Paulo Chamadas oriundas de Rio Branco, Brasília, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Palmas, Porto Alegre, Boa Vista, Porto Velho e Florianópolis. Chamadas oriundas de Maceio, Salvador, São Luis, Fortaleza, Vitória, Teresina, Recife, Belo Hirizonte, Belém, João Pessoa, Rio de Janeiro, Natal e Aracajú. Chamadas oriundas de Manaus e Macapá. Demais Localidades. (11) (**) (**) (**) ou (**) usar o código DDD da cidade que receberá a chamada. ALTERAÇÃO DA SENHA DE ACESSO MENSAGem orientações Ao término da ligação, o sistema apresentará a seguinte mensagem: como consultar SERASA - DISQUE SEU CÓDIGO E SENHA O sistema emitirá a seguinte mensagem: DISQUE A SENHA ATUAL APÓS O BIP, DISQUE A NOVA SENHA COM QUATRO DÍGITOS Observe que o Código é composto por cinco dígitos e a Senha de Acesso por mais quatro dígitos. Para iniciar o processo de troca de Senha, devem ser discados os cinco dígitos que compõem o código e os dígitos 9999 no lugar de sua Senha. Nesse momento, devem ser discados os quatro dígitos de sua Senha Atual (diferente de 9999). O sistema solicitará a discagem da nova Senha, por intermédio da mensagem: Devem ser discados os quatro dígitos de sua Nova Senha.

19 Se o procedimento for corretamente realizado, o sistema emitirá a mensagem: SENHA APÓS O BIP, DISQUE NOVAMENTE A NOVA SENHA PARA CONFIRMAÇÃO A nova Senha deverá ser confirmada. 19 Se o procedimento for corretamente realizado, o sistema emitirá a mensagem: NOVA SENHA CONFIR- MADA A nova Senha será confirmada. Caso a nova Senha não seja validada, será informado: NOVA SENHA INVÁLIDA Neste caso deve-se, então, por meio de uma nova ligação, reiniciar o processo. Este procedimento deve ser utilizado sempre que haja necessidade de alterar a senha. Caso não haja alteração, a sua Senha, fornecida pela Serasa, continua válida. como consultar

20 20 MENU DE OPÇÕES PARA CONSULTA MENSAGem orientações Ao término da ligação, o sistema solicitará o código de identificação do cliente e a SERASA. BOM DIA / TARDE / NOITE. DISQUE SEU CÓDIGO DE ACESSO. DISQUE A SUA SENHA. Disque seu código e senha, pausadamente e sem interrupção. A voz digitalizada repetirá os 8 primeiros algarismos e emitirá um som de BIP para os 4 últimos. Código de Identificação do cliente - 12 algarismos, com a seguinte característica: senha pessoal código de identificação do cliente Digitado o código do cliente, o sistema apresentará o menu de opções dos produtos: Obs.: As opções oferecidas estarão condicionadas aos produtos autorizados no logon de acesso ao sistema. DISQUE A OPÇÃO DESEJADA: 3 CONCENTRE FAX 4 CONCENTRE VOZ 5 RECHEQUE 6 PRODUTOS PESSOA JURÍDICA DIGITE A OPÇÃO 6 Ao ser digitada a opção 6, automaticamente o sistema remeterá para um submenu com as opções de consulta disponíveis. * As opções disponibilizadas variam de acordo com os produtos vinculados ao logon do cliente. O sistema emitirá a mensagem: DISQUE A OPÇÃO DESEJADA: DIGITE 2 (INFORMAÇÕES DE EMPRESAS) como consultar 2 P/ INFORMAÇÕES DE EMPRESAS 3 P/ INFORMAÇÕES DE GRUPO ECONÔMICO 4 P/ INFORMAÇÕES DO SETOR

21 Selecionada a opção 2, será apresentado um submenu de opções de produtos: 21 DISQUE A OPÇÃO DESEJADA: DIGITE 7 PARA RELATO 5 P/ CREDIT RATING 7 P/ RELATO 9 P/ RELATÓRIO CADASTRAL SINTÉTICO Selecionada a opção, o sistema solicitará o CNPJ DISQUE O CNPJ Disque o CNPJ com 08 ou 14 dígitos. A voz digitalizada repetirá cada número discado. Composição: dígito de controle número da filial número base Caso seja informado o nº do documento com 08 dígitos, não será feita a conferência do documento por falta dos dígitos de verificação. Portanto, os números devem ser discados com muita atenção, pois em caso de erro, o sistema poderá pesquisar uma empresa diferente daquela desejada. Após a discagem do CNPJ e de acordo com a situação, o sistema poderá emitir uma das seguintes mensagens: RELATÓRIO NÃO DISPONÍVEL Indica que no momento da consulta, o RELATO não está disponível no banco de dados da Serasa. Ao ser selecionada a opção, será emitida a mensagem: SE DESEJAR NOVA CONSULTA, DISQUE OUTRO CNPJ Após a discagem de todos os CNPJs e visando preparar a transmissão dos relatórios, o sistema emitirá a mensagem: AGUARDE UM MOMENTO PARA RECEBER AS INFOR- MAÇÕES, APERTE AGORA A TECLA DE INÍCIO DO SEU FAX Disque novo CNPJ ou aguarde a nova mensagem. Obs.: Máximo de 05 CNPJs por ligação. Será solicitado um pequeno intervalo para transmissão dos relatórios. Aguarde a nova mensagem. Acione a tecla INÍCIO do fax e coloque o fone no gancho. como consultar

22 22 RELATO VIA INTERNET Por meio de qualquer provedor de acesso à Internet, as consultas ao RELATO podem ser feitas utilizando-se qualquer software de navegação. Acesse o site serasa.com.br 1) No site da Serasa, clique em Clientes. 2) Você entrará na página Acesso Restrito a Clientes. Digite LOGON E SENHA. Clique em OK. Observação: Nessa página também é possível alterar sua senha de acesso. Basta digitar a nova senha e sua confirmação nos espaços reservados. 3) Agora você estará acessando a página Exclusiva aos Clientes da Serasa Acesso aos Produtos. Clique em RELATO para acessar o produto 4) Clique na forma de consulta desejada: Consulta por CNPJ Consulta por Nome Consulta por lote Consulta por CNPJ 1) Digite o CNPJ a ser consultado 2) Escolha a moeda: Real ou Dólar 3) Selecione as Opções Adicionais desejadas Quadro Social e Administração, Participações e Credit Riskscoring 4) Clique em CONSULTAR como consultar Consulta por Nome 1) Digite o NOME 2) Selecione a Cidade UF ou Digite a Cidade desejada e escolha sua respectiva UF 3) Selecione as Opções Adicionais desejadas: Quadro Social e Administração, Participações e Credit Riskscoring 4) Clique em CONSULTAR. Consulta por lote Essa modalidade permite consultar, simultaneamente, diversos documentos, oferecendo aos clientes a otimização do tempo de utilização da rede e a conseqüente redução de custos 1) Escolha a moeda: Real ou Dólar 2) Digite os documentos a serem consultados, nos campos de 01 a 10 3) Selecione as Opções Adicionais desejadas: Quadro Social e Administração, Participações e Credit Riskscoring 4) Escolha o tipo de consulta: Individual Relatório 5) Clique em CONSULTAR

23 NOVO VISUAL DO RELATO NA INTERNET 23 Navegabilidade Links para acesso direto à consulta de CPFs ou CNPJs constantes nos blocos de informações: Controle Societário, Administração, Participações e Principais Fornecedores. Proporciona a obtenção de dados adicionais para a decisão de crédito sem a necessidade de retorno ao Menu de Consulta e de digitação do número do documento. Ao clicar sobre o nome da empresa ou pessoa partindo diretamente do relatório da empresa consultada o sistema direcionará diretamente para uma nova consulta: CNPJ - via Relato, e CPF - com opção de consulta via Concentre. Análises Gráficas Análises gráficas geradas de maneira automática com base nos dados do Histórico de Pagamentos e Evolução de Compromissos, facilitando e agilizando a interpretação dos principais blocos de comportamento. Ao final de cada consulta, há TRÊS opções de navegação: NOVA CONSULTA Permite realizar nova consulta. FORMA DE CONSULTA Permite ao usuário trocar a forma de consulta ao RELATO (por CNPJ, por NOME, ou por LOTE). MENU DE PRODUTOS Caso as consultas ao RELATO tenham se encerrado, um clique nesse botão retorna o usuário à página de acesso Exclusivo aos Clientes Serasa como consultar

24 24 HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO As consultas poderão ser realizadas 24 horas por dia, inclusive sábados, domingos e feriados. CENTRAL DE ATENDIMENTO A Central de Atendimento tem como objetivo facilitar a comunicação com nossos clientes e está à sua disposição para orientá-lo, esclarecer suas dúvidas e receber suas sugestões ou críticas sobre produtos e serviços. Assim, sempre que necessite algum esclarecimento adicional sobre o RELATO, entre em contato com a nossa Central de Atendimento, em São Paulo, pelo telefone Serasa (737272). CARÁTER CONFIDENCIAL DAS INFORMAÇÕES As informações fornecidas pela Serasa são de caráter estritamente confidencial e destinam-se ao uso exclusivo do cliente, sendo terminantemente vedada sua exibição e/ou divulgação a terceiros. CRITÉRIO DE TARIFAÇÃO DAS CONSULTAS O cliente será tarifado mensalmente com base no total de documentos (CNPJ) consultados pelos logons/senhas credenciados.

Manual do sistema. Serasa Empresas Credito e Risco. Manual de operações. Belo Horizonte

Manual do sistema. Serasa Empresas Credito e Risco. Manual de operações. Belo Horizonte Manual do sistema Serasa Empresas Credito e Risco Manual de operações Belo Horizonte Agosto - 2007 Sumário Introdução ------------------------------------------3 Consulta --------------------------------------------4

Leia mais

TABELA DE PREÇOS - CONSUMO MÍNIMO DE R$ 1.800,00 - ANEXO 1

TABELA DE PREÇOS - CONSUMO MÍNIMO DE R$ 1.800,00 - ANEXO 1 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PME Premium 4 TABELA DE PREÇOS - CONSUMO MÍNIMO DE R$ 1.800,00 - ANEXO 1 Este anexo é parte integrante do contrato assinado entre a CONTRATADA e a CONTRATANTE, referente

Leia mais

Pontuação: 125 probabilidade média de inadimplência na faixa de 101 a 150: 22,50%

Pontuação: 125 probabilidade média de inadimplência na faixa de 101 a 150: 22,50% Confidencial Para: J&R 28/03/2014 11:05 Versão 2.12.1 RELATO RELATÓRIO DE COMPORTAMENTO EM NEGÓCIOS DISPLAY COMERCIO E DISTRIBUIO EIRELI EPP CNPJ: 19.728.709/0001-36 VALORES EM REAIS 28/03/2014 11:05:22

Leia mais

Gerencie Carteira - PF

Gerencie Carteira - PF Gerencie Carteira - PF Mais negócios para a sua empresa, com melhor resultado e o risco sob controle. Manual do Produto Manual do Produto 1 Índice Produto 02 Meio de acesso 02 Carteira de Clientes Pessoa

Leia mais

Ambiente de Pagamentos

Ambiente de Pagamentos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011 Índice Analítico 1.

Leia mais

FATURAMENTO PRESUMIDO OPÇÕES ADICIONAIS - RELATO

FATURAMENTO PRESUMIDO OPÇÕES ADICIONAIS - RELATO FATURAMENTO PRESUMIDO OPÇÕES ADICIONAIS - RELATO O que é o Faturamento Presumido? O Faturamento Presumido disponibiliza o faturamento anual estimado da maioria das empresas brasileiras no último exercício

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA A Serveloja soluções empresariais é uma empresa de tecnologia, especialista em consultoria, serviços financeiros e softwares. Disponibilizamos diversas soluções de cobranças

Leia mais

Manual do Software de Cobrança Itaú

Manual do Software de Cobrança Itaú Banco Itaú SA Manual do Software de Cobrança Itaú Última atualização: agosto/2006 Índice 1 Visão Geral 03 2 Instalação 03 3 Inserindo os dados de sua empresa 03 4 Inserindo os dados dos títulos de Cobrança

Leia mais

Cartão BNDES. Guia Cartão BNDES

Cartão BNDES. Guia Cartão BNDES Guia O é destinado para micro, pequenas e médias empresas para o financiamento da compra de equipamentos, serviços e insumos. As vendas com o cartão BNDES são realizadas exclusivamente no Portal (www.cartaobndes.gov.br)

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.12 Pagueban...2 Bancos...2 Configurando Contas...5 Aba Conta Banco...5 Fornecedores Referências Bancárias...7 Duplicatas a Pagar...9 Aba Geral...10 Aba PagueBan...11 Rastreamento

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

Bancos acessados on-line:: Unibanco, Banespa, Banco Real e Banrisul (Banco do Estado do Rio Grande do Sul S/A).

Bancos acessados on-line:: Unibanco, Banespa, Banco Real e Banrisul (Banco do Estado do Rio Grande do Sul S/A). CONSULTAS VALORES 0800 INTERNET CARTA LOCAL 1,50 CARTA INTERMUNICIPAL 1,80 517- SCPC VEIC. CONF. PROP. PL 8,00 7,50 518- SCPC VEIC. CONF. PROP. CH 7,00 6,50 548- SCPC COMPLETO 8,00 7,50 Informação que

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Versão 1.0 Julho/2012 ÍNDICE 1 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INSTALAÇÃO... 4 1.1 Equipamento e Sistemas Operacionais 4 1.1.1

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÂO E OPERAÇÃO DO SOFTWARE

MANUAL DE INSTALAÇÂO E OPERAÇÃO DO SOFTWARE MANUAL DE INSTALAÇÂO E OPERAÇÃO DO SOFTWARE SPEED Instalação e configuração Belo Horizonte Agosto - 2007 INTRODUÇÃO Bem vindo ao sistema de consultas SPEED! O software SPEED é um sistema indispensável

Leia mais

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade DM003.0 Página 1 / 42 Índice 1 APRESENTAÇÃO... 4 DETALHAMENTO DOS LINKS DO TECBIZ ONLINE... 5 2 INICIAL... 5 3 ASSOCIADO... 5 3.1 SELECIONA ASSOCIADO... 5 3.2 ALTERAR

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E)

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E) Conteúdo Solicitação de Autorização...2 Numeração da NF-E...3 Emissão de NF-E...3 Pesquisa de NF-E emitida...5 Cancelamento de NF-E emitida...5 Carta de Correção...6 Envio de Arquivo de RPS...6 Número

Leia mais

Portal de Fornecedores Não-Revenda

Portal de Fornecedores Não-Revenda Portal de Fornecedores Não-Revenda Introdução ao Portal e Requisitos Técnicos Consulte nesta orientação os processos iniciais para cadastro e acesso ao Portal de Fornecedores Não Revenda assim como os

Leia mais

Credit Bureau. Manual do Produto

Credit Bureau. Manual do Produto Credit Bureau Manual do Produto Índice O que é 04 Como Acessar 05 1 - Tipo de Relatório 06 2 - Consulta de Mais de Um Documento ao Mesmo Tempo 07 3 - Dados do Documento 07 4 - Informações do SPC Brasil

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 4 2 REQUISITOS... 4 3 CONFIGURAÇÕES... 4 3.1 Permissões de Acesso... 4 3.2 Plano de Contas... 5 3.2.1 Parcelado... 6 3.2.2 Parcelamento Notas a Prazo...

Leia mais

CERTIDÕES UNIFICADAS

CERTIDÕES UNIFICADAS CERTIDÕES UNIFICADAS Manual de operação Perfil Cartório CERTUNI Versão 1.0.0 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Inovação Tecnológica Divisão de Tecnologia da Informação Sumário LISTA DE FIGURAS... 2

Leia mais

Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos DESIG/GPGEM

Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos DESIG/GPGEM Manual do Usuário SFC SISTEMA DE FATURAMENTO CORPORATIVO ECT EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DESIG - DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE GESTÃO Elaborado por Claudimiro José dos Santos Neto Analista

Leia mais

Mostrar área de trabalho.scf. Manual do Produto EDI.

Mostrar área de trabalho.scf. Manual do Produto EDI. Mostrar área de trabalho.scf Manual do Produto EDI. ÍNDICE MANUAL DO PRODUTO EDI....3 1. O QUE É O EDI?...3 1.1. VANTAGENS... 3 1.2. FUNCIONAMENTO... 3 1.3. CONFIGURAÇÃO NECESSÁRIA... 3 2. UTILIZANDO O

Leia mais

PESSOA FÍSICA e PESSOA JURÍDICA

PESSOA FÍSICA e PESSOA JURÍDICA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS SIASGnet - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS GERAIS

Leia mais

SEGURO DESEMPREGO ON-LINE.

SEGURO DESEMPREGO ON-LINE. SEGURO DESEMPREGO ON-LINE. GERAÇÃO DO ARQUIVO SEGURO DESEMPREGO NO SGRH: Depois de calcular a rescisão, acesse o menu Relatórios > Demissionais > Requerimento SD, selecione o empregado que será gerado

Leia mais

Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015

Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015 Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos fiscais Consultar

Leia mais

Índice. Tela Inicial -------------------------------------------------------------- 5

Índice. Tela Inicial -------------------------------------------------------------- 5 Índice Tela Inicial -------------------------------------------------------------- 5 Alteração de Senhas ------------------------------------------------------ 7 Inclusões de funcionários e dependentes

Leia mais

COMPOSIÇÃO DE PRODUTOS PESSOA JURÍDICA INFORMAÇÕES EMPRESARIAIS

COMPOSIÇÃO DE PRODUTOS PESSOA JURÍDICA INFORMAÇÕES EMPRESARIAIS COMPOSIÇÃO DE PRODUTOS PESSOA JURÍDICA INFORMAÇÕES EMPRESARIAIS SCPC/SP - Boa Vista Serviços SCPC RELATÓRIO ANALÍTICO e Estadual (Estadual - somente informações do estado de São Paulo). - Desabonos dos

Leia mais

Valor. Cód. PRODUTO. 13 SPC Mix. 240 SPC Mix Mais. 241 SPC Mix Mais + Participação em empresas. 242 SPC Mix Mais + Ação

Valor. Cód. PRODUTO. 13 SPC Mix. 240 SPC Mix Mais. 241 SPC Mix Mais + Participação em empresas. 242 SPC Mix Mais + Ação Cód. PRODUTO 13 SPC Mix 240 SPC Mix Mais 241 SPC Mix Mais + empresas 242 SPC Mix Mais + Ação 243 SPC Mix Mais + Ação + Participação em empresas 244 SPC Mix Mais + Score 3 245 SPC Mix Mais + Score 12 246

Leia mais

P á g i n a 1. SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras. Manual Operacional

P á g i n a 1. SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras. Manual Operacional P á g i n a 1 SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras Manual Operacional P á g i n a 2 1 SUMÁRIO 2 Orientações gerais... 3 2.1 Perfis de acesso... 4 2.2 Para acessar todas as funcionalidades

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

ENTENDA A NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA. O que é Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e)?

ENTENDA A NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA. O que é Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e)? O que é Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e)? A Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e) é um documento de validade exclusivamente digital, emitido e armazenado eletronicamente com o intuito de

Leia mais

Módulo de Acesso Remoto

Módulo de Acesso Remoto Módulo de Acesso Remoto Manual do Usuário Página 1 de 30 Índice 1. Introdução 3 1.1. Objetivos deste documento 3 2. Requisitos do Sistema 4 2.1. Acrobat Reader 4 2.2. Pop Up Liberados 4 3. Acesso ao Sistema

Leia mais

Manual Módulo Livro Caixa Livro Caixa Atualizada com a versão 1.3.0

Manual Módulo Livro Caixa Livro Caixa Atualizada com a versão 1.3.0 Manual Módulo Livro Caixa Livro Caixa Atualizada com a versão 1.3.0 Noções Gerais: Pg. 02 Instruções para instalação Pg. 02 Ferramentas úteis Pg. 04 Menu Arquivos Empresas Usuárias Pg. 05 Ativar Empresa

Leia mais

Descrição - Consulta PF

Descrição - Consulta PF - PF CONFIRME (PF) SPC LOCALIZA PF Renda Presumida SPC SPC IMOBILIÁRIO Limite de Crédito Sugerido SPC Top Física SPC Top Física + Confirmação dos dados cadastrais do documento consultado, alerta de documentos,

Leia mais

MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO

MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO AO SISTEMA BOLETO - PESSOA JURÍDICA - DEZEMBRO 2009 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 3 2. CADASTRO 3 3. VINCULAR ENTIDADE 6 4. ACESSO ÀS FUNCIONALIDADES DO SISTEMA 9 4.1. NADA CONSTA

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

Sistema de Devolução Web

Sistema de Devolução Web Manual Sistema de Devolução Web Usuário Cliente ÍNDICE Sumário 1. Prazos...3 2. Solicitação de Devolução... 4 3. Autorização de Devolução... 4 4. Coleta de Mercadoria... 4 5. Acompanhamento da Devolução...

Leia mais

MANUAL MANUTENÇÃO ON LINE

MANUAL MANUTENÇÃO ON LINE MANUAL DE MANUTENÇÃO ON LINE R: Santa Cruz, 647 CENTRO Limeira/SP - CEP 13.480-041 - Fone (19) 3404-4949 - e-mail: scpclimeira@acil.org.br 1 ÍNDICE Inclusão de Pessoa Física... 5 Inclusão de Cheque: Pessoa

Leia mais

Sistema integrado de Aquisição de Vale-transporte para Cartões Eletrônicos. SBCTrans

Sistema integrado de Aquisição de Vale-transporte para Cartões Eletrônicos. SBCTrans Sistema integrado de Aquisição de Vale-transporte para Cartões Eletrônicos SBCTrans A tecnologia facilitando a vida do cidadão Índice Cadastro e Primeiro Acesso... 05 Acessando o Sistema... 08 Menu de

Leia mais

Débito à Vista. Guia rápido Débito à Vista

Débito à Vista. Guia rápido Débito à Vista Guia rápido Débito à Vista As transações com cartões de débito além de trazer agilidade e segurança para seu estabelecimento e clientes também alavanca o seu negócio. Veja como: Acesso a mais de 34 milhões

Leia mais

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário Mandic. Somos Especialistas em Cloud. PAINEL MANDIC CLOUD Manual do Usuário 1 BEM-VINDO AO SEU PAINEL DE CONTROLE ESTE MANUAL É DESTINADO AO USO DOS CLIENTES DA MANDIC CLOUD SOLUTIONS COM A CONTRATAÇÃO

Leia mais

Passos para teste de boletos pré-produção

Passos para teste de boletos pré-produção Passos para teste de boletos pré-produção Os passos citados abaixo apenas poderão ser efetuados após a homologação dos boletos junto ao banco. Este processo é realizado pela MTI e liberado à empresa que

Leia mais

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012)

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012) NFE Nota Fiscal eletrônica Versão 2.0 (07/2012) Sumário INTRODUÇÃO... 2 COMO OBTER AUTORIZAÇÃO PARA EMISSÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA... 3 2º VIA DE SOLICITAÇÃO/AUTORIZAÇÃO DE IMPRESSÃO DE DOCUMENTOS FISCAIS...

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA SIGPLAN - ELABORAÇÃO DA FASE QUALITATIVA DO PPA 2008-2011

MANUAL DO SISTEMA SIGPLAN - ELABORAÇÃO DA FASE QUALITATIVA DO PPA 2008-2011 MANUAL DO SISTEMA SIGPLAN - ELABORAÇÃO DA FASE QUALITATIVA DO PPA 2008-2011 O trabalho faz a diferença. Manaus, maio de 2007. Manual de Operação do Sistema de Informações Gerenciais e de Planejamento -

Leia mais

ISSQN MANUAL DE. UTILIZAÇÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA (NFe) 1ª edição

ISSQN MANUAL DE. UTILIZAÇÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA (NFe) 1ª edição ISSQN MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA (NFe) 1ª edição 1 O QUE É A NOTA FISCAL ELETRÔNICA NFe? São notas fiscais de serviços emitidas através de um microcomputador conectado a Internet através

Leia mais

Parcelado Loja. Guia Parcelado Loja

Parcelado Loja. Guia Parcelado Loja Guia Parcelado Loja O Parcelado Loja vem se mostrando um excelente produto para fidelizar seus clientes e assim, alavancar vendas, devido a possibilidade de parcelar compras sem juros. Com o Parcelado

Leia mais

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE GERAÇÃO DE BOLETOS BRADESCO NO FINANCE 2 Índice Como gerar Boleto Bancário pelo Bradesco... 3 Como gerar os arquivos de Remessa para o Banco pelo Finance... 14 Como enviar

Leia mais

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car...

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car... ÍNDICE Operações com o Cartão Ticket Car... POS Ticket Car :... Funções... Mensagens... Terminal TEF: Ticket Car Novo... Funções... Mensagens... Transação de Venda Manual... Procedimento... Obter boleto...

Leia mais

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro SUMÁRIO 1. FINANCEIRO... 5 1.1. ED - SECRETARIA... 5 1.2. ED - ESCOLA... 5 1.3. USUÁRIOS POR ENTIDADE NO ED SECRETARIA E ESCOLA... 6 2. FINANCEIRO - SECRETARIA... 7 2.1.

Leia mais

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda Manual do Usuário Sistema Notapará Programa Nota Fiscal Cidadã Objetivo: Estabelecer orientações aos usuários do sistema Notapará, tais como: usabilidade, funcionalidade e navegabilidade. Manual do Usuário

Leia mais

SISTEMA DE COMUNICAÇÃO DO SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS GERAIS - COMUNICA. Manual do Usuário

SISTEMA DE COMUNICAÇÃO DO SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS GERAIS - COMUNICA. Manual do Usuário SISTEMA DE COMUNICAÇÃO DO SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS GERAIS - COMUNICA Manual do Usuário Título SISTEMA DE COMUNICAÇÃO DO SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS GERAIS - COMUNICA

Leia mais

Manual Unilote. Versão 2.1

Manual Unilote. Versão 2.1 Manual Unilote Versão 2.1 1 INDICE Apresentação...4 Principais Características...4 Requisitos Mínimos...4 Requisitos Mínimos de Software...4 Instalação...5 PRIMEIRO PASSOS Dados da Empresa...6 Acessando

Leia mais

Pagamento - Fornecedor

Pagamento - Fornecedor Pagamento - Fornecedor MT-212-00137 - 1 Última Atualização 30/08/2014 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos

Leia mais

Domínio Registro. Teclas de atalho para ajudar na utilização do Sistema e cadastros em todos dos Módulos. Menu Controle

Domínio Registro. Teclas de atalho para ajudar na utilização do Sistema e cadastros em todos dos Módulos. Menu Controle Domínio Registro O Domínio Registro foi desenvolvido para gerenciar todos os processos referentes à abertura e fechamento de empresas, permite a confecção de contratos, alterações e distratos sociais,

Leia mais

primeiro acesso; dígitos da senha; FAQ AllianzNet 2.0

primeiro acesso; dígitos da senha; FAQ AllianzNet 2.0 FAQ AllianzNet 2.0 1. Como encontro os tutoriais disponíveis no portal? Acesse o portal AllianzNet com a sua SUSEP de 9 dígitos e a senha cadastrada; No menu lateral esquerdo, clique na opção All Info

Leia mais

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Página1 e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é Nota Fiscal de Serviço eletrônica

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA. Controle Judicial. Manual de Instruções. Versão 8.32

NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA. Controle Judicial. Manual de Instruções. Versão 8.32 NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA Controle Judicial Manual de Instruções Versão 8.32 1 Sumário 1 CONTROLE DE COBRANÇA JUDICIAL... 4 1.1 ARQUIVO... 4 1.1.1 Processos...4 1.1.1.1 Réus Principais do Processo...13

Leia mais

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174 Versão Liberada A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível. A atualização da versão

Leia mais

Perguntas frequentes sobre o Via Rápida Empresa VRE. 1. O Cadastro WEB e o Sistema Integrado de Licenciamento - SIL não existem mais?

Perguntas frequentes sobre o Via Rápida Empresa VRE. 1. O Cadastro WEB e o Sistema Integrado de Licenciamento - SIL não existem mais? Perguntas frequentes sobre o Via Rápida Empresa VRE 1. O Cadastro WEB e o Sistema Integrado de Licenciamento - SIL não existem mais? Desde o dia 21/10/2013, esta em operação o Módulo Estadual de Licenciamento

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: ADMINISTRATIVO VERSÃO 1.0 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 08/01/2013 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 3 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SCPC WEBNET 2.0 Site: www.cdlpelotas.com.br E-mail: scpc@cdlpelotas.com.br

MANUAL DO USUÁRIO SCPC WEBNET 2.0 Site: www.cdlpelotas.com.br E-mail: scpc@cdlpelotas.com.br MANUAL DO USUÁRIO SCPC WEBNET 2.0 Site: www.cdlpelotas.com.br E-mail: scpc@cdlpelotas.com.br ÍNDICE 1 WEBNET 2.0... 4 2 ACESSO WEBNET 2.0... 4 2.1 ALTERAÇÃO DE SENHA DO USUÁRIO... 5 3.1 REGISTRO NORMAL

Leia mais

Parcelado Emissor. Guia Parcelado Emissor (antigo ADM)

Parcelado Emissor. Guia Parcelado Emissor (antigo ADM) Parcelado Emissor Guia Parcelado Emissor (antigo ADM) Seu estabelecimento pode oferecer parcelamento com juros a seus clientes, pois os bancos emissores oferecem crédito préaprovado aos portadores de cartões

Leia mais

Navegando no produto e utilizando esse material de apoio, você descobrirá os benefícios do IOB Online Regulatório, pois só ele é:

Navegando no produto e utilizando esse material de apoio, você descobrirá os benefícios do IOB Online Regulatório, pois só ele é: 1. CONCEITO Completo, prático e rápido. Diante do aumento da complexidade da tributação e do risco fiscal, pelos desafios de conhecimento e capacitação e pela velocidade para acompanhar mudanças na legislação,

Leia mais

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Nota Fiscal Paulista Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) Versão 1.1 15/02/2008 Página 1 de 17 Índice Analítico 1. Considerações Iniciais 3 2. Instalação do

Leia mais

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. INFORMAÇÕES REGULAMENTARES:...3 3. ACESSO AO SISTEMA...3 4. INCLUSÃO DE USUÁRIOS...4 5. FATURAMENTO ELETRÔNICO...5 6. GUIA

Leia mais

ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O SISTEMA DE CAPTURA, GERENCIAMENTO E DESCONTO DE CHEQUES... 3 3. COMEÇANDO A USAR O SISTEMA...17

ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O SISTEMA DE CAPTURA, GERENCIAMENTO E DESCONTO DE CHEQUES... 3 3. COMEÇANDO A USAR O SISTEMA...17 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O SISTEMA DE CAPTURA, GERENCIAMENTO E DESCONTO DE CHEQUES... 3 Onde e Como Obter o Programa de Instalação... 3 Instalando o Sistema de Captura, Gerenciamento e Desconto de

Leia mais

PEA. Portal Eletronico do Advogado www.pea.tjmt.jus.br. Setor de Qualidade de Software Tribunal de Justiça de Mato Grosso TJMT 14/08/2013

PEA. Portal Eletronico do Advogado www.pea.tjmt.jus.br. Setor de Qualidade de Software Tribunal de Justiça de Mato Grosso TJMT 14/08/2013 2013 PEA Portal Eletronico do Advogado www.pea.tjmt.jus.br Setor de Qualidade de Software Tribunal de Justiça de Mato Grosso TJMT 14/08/2013 1- Introdução 3 2- PEA PORTAL ELETRÔNICO DO ADVOGADO... 3 3-

Leia mais

TEF Transferência Eletrônica de Fundos

TEF Transferência Eletrônica de Fundos 1. VISÃO GERAL 1.1 OBJETIVOS: O TEF é uma solução eficiente e robusta para atender as necessidades do dia a dia de empresas que buscam maior comodidade e segurança nas transações com cartões, adequação

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

Procedimentos para Utilização do SAVI

Procedimentos para Utilização do SAVI Procedimentos para Utilização do SAVI 1. Acessando o sistema Para acessar o sistema é necessário ter instalado em seu sistema o navegador Firefox. Uma vez que ele esteja disponível acesse o link: HTTP://

Leia mais

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Sumário 1. Ambiente Group Shopping... 3 2. Alteração na Tela de Contratos e Controle de Edições... 7 3. Propagação de Contratos... 10 4. Configuração de Impressora

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual da Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras (DES-IF) Todos os dados e valores apresentados neste manual são ficticios. Qualquer dúvida consulte a legislação vigente. Página

Leia mais

Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA

Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA Manual do Usuário SisCommercePDV NFC-e Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA MANUAL DO USUÁRIO SisCommercePDV Emissor de Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) *Manual em desenvolvimento

Leia mais

Registrado no 1º Cartório de Registro de Títulos e Documentos da Cidade de Ponta Grossa Estado do Paraná, sob o nº 143.698

Registrado no 1º Cartório de Registro de Títulos e Documentos da Cidade de Ponta Grossa Estado do Paraná, sob o nº 143.698 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA OPERAR, MANTER E ADMINISTRAR CARTEIRA DE COBRANÇA NA REDE MUNDIAL DE COMPUTADORES EM SITE DE PROPRIEDADE DA REGULARIZA IMOVEIS E COBRANÇAS LTDA Registrado no 1º Cartório

Leia mais

Guia Débito Parcelado

Guia Débito Parcelado Guia Débito Parcelado (antigo CDC) O parcelamento nos cartões de débito traz muitas vantagens para seu estabelecimento e seus clientes. Os bancos emissores oferecem crédito préaprovado aos seus portadores

Leia mais

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br Sumário 1. Boas vindas... 4 2. Dashboard... 4 3. Cloud... 5 3.1 Servidores... 5 o Contratar Novo Servidor... 5 o Detalhes do Servidor... 9 3.2 Cloud Backup... 13 o Alteração de quota... 13 o Senha do agente...

Leia mais

Manual Mercador WEB. Sistema Mercador. Cia Quatro de Software Ltda. Versão 1.0

Manual Mercador WEB. Sistema Mercador. Cia Quatro de Software Ltda. Versão 1.0 Manual Mercador WEB Sistema Mercador Cia Quatro de Software Ltda. Versão 1.0 Menu do Vendedor... 4 Cadastros... 4 Consultas... 4 Analises... 4 Entrando no Sistema Mercador WEB... 5 Equipamento necessário...

Leia mais

Manual de. instalação. Certificado Digital A1 ou S1

Manual de. instalação. Certificado Digital A1 ou S1 Manual de instalação Certificado Digital A1 ou S1 Sumário O que é? 3 Aplicação 3 Preparando sua máquina 4 1ª configuração: Sistemas Homologados 4 2ª configuração: Perfil de usuário 4 3ª configuração: Hierarquias

Leia mais

Manual para Utilização Site DVA Express. Versão 2.0 para Parceiros.

Manual para Utilização Site DVA Express. Versão 2.0 para Parceiros. Manual para Utilização Site DVA Express Versão 2.0 para Parceiros. Introdução O presente manual tem por finalidade instruir os parceiros e representantes na utilização do site para consultas, rastreabilidade

Leia mais

Manual Integra S_Line

Manual Integra S_Line 1 Introdução O é uma ferramenta que permite a transmissão Eletrônica de Resultado de Exames, possibilitando aos Prestadores de Serviços (Rede Credenciada), integrarem seus sistemas com os das Operadoras

Leia mais

Tempo é dinheiro. Em outras palavras, GPR-Cob

Tempo é dinheiro. Em outras palavras, GPR-Cob Tempo é dinheiro. Em outras palavras, GPR-Cob Conheça o software de gestão de cobrança que vai ajudar sua empresa a otimizar processos e melhorar resultados. Empresas de cobrança têm um grande desafio:

Leia mais

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos)

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos) Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Seja bem-vindo(a) ao Simulador de Ações FinanceDesktop. Seu propósito é oferecer um ambiente completo e fácil de usar que permita o registro

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE PROCEDIMENTOS GERAIS PARA ADESÃO ACESSO ÀS PÁGINAS DO FIES

ORIENTAÇÕES SOBRE PROCEDIMENTOS GERAIS PARA ADESÃO ACESSO ÀS PÁGINAS DO FIES ORIENTAÇÕES SOBRE PROCEDIMENTOS GERAIS PARA ADESÃO ACESSO ÀS PÁGINAS DO FIES 1. Acessar o site do Ministério da Educação www.mec.gov.br 2. Clicar sobre o ícone do FIES 3. Clicar sobre a expressão Acesso

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão 1.0 23/07/2009 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

Internet Banking. Outubro - 2012

Internet Banking. Outubro - 2012 Internet Banking Outubro - 2012 1 Índice 1. Início... Pg. 4 2. Menu Home... Pg. 5 3. Menu Conta Corrente... Pg. 7 3.1 Extratos Conta Corrente... Pg. 8 3.2 Extratos de Tarifas...Pg. 9 3.3 Informações Complementares...

Leia mais

Bem-vindo ao VENDAS ONLINE

Bem-vindo ao VENDAS ONLINE Bem-vindo ao VENDAS ONLINE Vendas Online www.planosamildental.com.br Principais Informações Site exclusivo para produtos da Dental Venda de planos PME e PF online Pagamento com cartão de crédito PF Burocracia

Leia mais

Consignação Manual do Correspondente Consignação

Consignação Manual do Correspondente Consignação Manual do Correspondente Consignação Banestes S.A. - Banco do Estado do Espírito Santo GCONS - Gerência de Consignação SUMÁRIO 1. Conceito...3 2. Apresentação...3 3. Informações Gerais...3 3.1. Condições

Leia mais

e- SIC Manual do SIC

e- SIC Manual do SIC e- SIC Manual do SIC Sumário Introdução.. 3 O e-sic.. 4 Primeiro acesso.. 5 Perfis de usuário.. 6 Cadastro de usuário no e-sic.. 7 Alteração de dados de usuários.. 9 Atualização de dados do SIC.. 11 Registro

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

IREasy Manual do Usuário Versão do manual - 0.0.9

IREasy Manual do Usuário Versão do manual - 0.0.9 OBJETIVOS DO PROGRAMA DE COMPUTADOR IREasy Permitir a apuração do Imposto de Renda dos resultados das operações em bolsa de valores (mercado à vista, a termo e futuros). REQUISITOS MÍNIMOS DO COMPUTADOR

Leia mais

Crédito à Vista. Guia. Crédito à Vista

Crédito à Vista. Guia. Crédito à Vista Crédito à Vista Guia Crédito à Vista Cada vez mais as redes varejistas querem manter um bom relacionamento com seus consumidores. Para viabilizar o negócio precisam disponibilizar o mais rápido e melhor

Leia mais

Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações.

Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações. Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações. Para dar início ao processo de transferência do contrato primeiramente é necessário preencher a

Leia mais

Versão: 08/04/2013 Atualizado em: 10/07/2013

Versão: 08/04/2013 Atualizado em: 10/07/2013 Versão: 08/04/2013 Atualizado em: 10/07/2013 NoMe - Novo Mercado CETIP Conteúdo Introdução ao NoMe... 1 Conhecendo o Produto... 2 Acesso ao NoMe... 3 Como acessar o NoMe... 4 Atualização de Senha e Código

Leia mais

Portal de Fornecedores Não-Revenda

Portal de Fornecedores Não-Revenda Portal de Fornecedores Não-Revenda Emissão de Nota Fiscal e Criação de Espelho Consulte neste manual os procedimentos para emissão de Nota Fiscal para o Walmart e as atividades relativas à Criação do Espelho

Leia mais

Consulta de Cheques Redecard

Consulta de Cheques Redecard Com seu terminal Redecard, você consulta cheques, direto no banco de dados da Serasa Experian. A Redecard ajuda você a vender sempre de forma mais segura. Com o serviço Consulta de Cheques, em parceria

Leia mais

1. Objetivo do Projeto

1. Objetivo do Projeto PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VISNET - INTERNET E COMUNICAÇÃO Desenvolvimento de Site para CDL 1. Objetivo do Projeto O CDL Online é o mais novo sistema interativo especialmente projetado para criar

Leia mais